Você está na página 1de 3

Meio: Imprensa Pág: 18

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Mensal Área: 19,00 x 27,28 cm²

ID: 83615533 01-12-2019 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 1 de 3

1 IGNIÇÃO

RENAULT

CAPTUR
MAIORIDADE
A caminho do sétimo aniversário, o Renault Captur apresenta-se maior e
mais confortável. Uma evolução sustentada pela partilha da arquitetura
com o Clio, que lhe garante a estreia de uma motorização PHEV
Texto Ricardo Machado em Atenas

O QUE

O
bservada de relance, a se- a calha que lhe permite deslocar-se ser flutuante nas versões com caixa au-
gunda geração do Renault PRECISA
longitudinalmente ganhou 2 cm, ofere- tomática. Embora mantenha o design
SABER
Captur parece um resty- cendo agora uma amplitude de 18 cm. geral, a transmissão manual anula o
ling do original, com óticas Acompanhando a evolução, a bagageira 5 compartimento de arrumação inferior.
LUGARES
LED, para-choques mais trabalhados, ganhou 81 litros, oferecendo uma ca-
jantes de 18" e painéis laterais esculpi- pacidade máxima de 536 1, aos quais se BAGAGEIRA MAIS ESTABILIDADE
dos para realçar a linha de cintura ele- somam mais 27 1 em locais dispersos Com mais 15 mm entre os bancos dian-
vada. Aplicações cromadas captam a pelo habitáculo. Na mala, o plano de CORES DE teiros, a posição de condução ganha
atenção, conduzindo o olhar ao longo carga continua elevado, mas apresenta CARROÇARIA algum desafogo. O volante cai bem na
de uma carroçaria que começa a parecer formas mais re ares e um piso com 4 mão, os comandos secundários estão
maior. E é. A mudança para a arquitetu- duas alturas. CORES DE acessíveis e o painel de instrumentos
TEJADILHO
ra CMF-B, a mesma do Clio V, permitiu Plásticos macios de diferentes den- pode ser digital como o do Clio. A dia-
ao Captur crescer to cm em compri- sidades e texturas envolvem o tablier QUANDO? gonal chega às 9,3" e, dependendo da
JANEIRO
mento (4,23 m) e 2 cm em distância en- e forram as zonas de maior contacto versão, pode apresentar informação da
tre eixos (2,63 m). com as mãos, evidenciando o reforço da navegação. O novo desenho dos ban-
Principal beneficiário deste crescimen- qualidade dos materiais. Uma evolução cos, com assentos 15 mm mais com-
to, o interior brinda os ocupantes da qualitativa patente na apresentação do pridos, garante o conforto nas viagens
fila traseira com mais 17 mm de espaço tablier. O ecrã tátil varia entre as 7" e mais prolongadas.
para as pernas. O banco mantém o re- as to", com teclas de atalho tipo piano. Para além do aumento de dimensões, a
batimento das costas 4o:6o, enquanto Mais abaixo, a consola central passa a arquitetura CMF-B permite ao Captur

• •
•- ,

dl

W-5 -1-0( 92
Meio: Imprensa Pág: 19

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Mensal Área: 19,00 x 27,41 cm²

ID: 83615533 01-12-2019 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 2 de 3

I Siga-nos C www.turbo.pt Também em iPad/iPhone/Android e no Facebook I

1.561.1«.:̀
C911
111~1111r,

reduzir o peso e reforçar a solidez es- SEM IGUAL desta vez em conjunto com a caixa ma- POR DENTRO
trutural. Vias mais amplas melhoram a Há 90 nual de seis velocidades. Encontrámos DO ASSUNTO
combinações o mesmo nível de refinamento e uma Antoine
estabilidade direcional, enquanto a sus- possíveis
pensão dianteira pseudo McPherson para as cores transmissão com um escalonamento Vignon
DIREÇÃO DE
com eixo traseiro semirrígido garante de interior e que nos pareceu longo, provavelmente MOTORES
exterior. O para beneficiar os consumos que ainda
uma melhor compostura sobre pisos
volante é mais
degradados. Associado à caixa EDC de pequeno para não foram homologados. Uma carate- "O Captur E-Tech plug-in vai
sete velocidades, o motor 1.3 de quatro melhorar a rística comum a todas as motorizações, ser o primeiro híbrido PHEV da
visibilidade que contribui para a falta de preços. Sa- Renault. Vai chegar em meados
cilindros e 155 cv (TCe 155) é um exem-
do painel de de 2020, com um motor 1.6
plo de refinamento e suavidade. Tem instrumentos be-se apenas que a segunda geração do
afinado especificamente para
pulmão para as ultrapassagens e con- digital. As Renault Captur deve chegar a Portugal esta funcionalidade, dois motores
vida a explorar a dinâmica do Captur, jantes podem em janeiro de 2020, com as motoriza- elétricos, uma inovadora caixa
chegar às 18".
mas é na progressividade dos médios As óticas LED
ções a gasolina já referidas, às quais se de velocidades multimodo e uma
regimes que mais se destaca. A caixa são de série junta o bloco de três cilindros e um litro bateria de 9,8 kWh. A autonomia do
tem patilhas no volante para acionar (TCe loo), com loo cv e caixa manual modo elétrico ronda os 45 km, com
velocidades que podem chegar aos
um modo sequencial que é tão descon- de cinco velocidades. A gasóleo estarão
135 km/h".
traído como o Captur. disponíveis as versões de 95 cv e 115 cv
Conduzimos igualmente a versão de do conhecido motor 1.5 dCi, ambos com
130 cv do mesmo motor (TCe 130), caixa manual de seis velocidades. O ~fip~11~IIE
Meio: Imprensa Pág: 3

País: Portugal Cores: Cor

Period.: Mensal Área: 5,82 x 3,73 cm²

ID: 83615533 01-12-2019 Âmbito: Desporto e Veículos Corte: 3 de 3

liONI41~~


RENAULT CAPTUR
EVOLUÇÃO SUSTENTADA