Você está na página 1de 10

Índice

Introdução ....................................................................................................................................... 2

Éteres............................................................................................................................................... 3

Nomenclatura dos éteres ................................................................................................................. 4

Aminas ............................................................................................................................................ 4

Nomenclatura das aminas ............................................................................................................... 5

Propriedades físicas das aminas ...................................................................................................... 6

Amidas ............................................................................................................................................ 7

Nomenclatura das amidas ............................................................................................................... 8

Propriedades físicas das amidas ...................................................................................................... 8

Conclusão........................................................................................................................................ 9

Referências Bibliográficas ............................................................................................................ 10

1
Introdução
O nitrogênio é um elemento fundamental para a vida na Terra. De fato, no chamado ciclo do
nitrogênio na natureza, constata-se o trajeto desse elemento (seja livre ou na forma de inúmeros
compostos) no ar, nos vegetais, nos animais e nas bactérias presentes no solo.
Compostos nitrogenados mais complexos desempenham funções biológicas muito importantes,
pois aparecem em aminoácidos, proteínas, hormônios, enzimas etc.
Na indústria, o nitrogênio é utilizado para fabricar diversos produtos sintéticos, como
medicamentos, explosivos, plásticos etc. funções orgânicas nitrogenadas mais simples e também
mais importantes: aminas, amidas e éteres.

2
Éteres
Éteres são compostos orgânicos em que o oxigênio está diretamente ligado a duas cadeias
carbônicas (ou seja, a dois grupos alquila ou arila).
Por exemplo:

A fórmula geral dos éteres é R – O – R’ ou Ar – O - Ar ou Ar – O - R

Uma vez que os dois grupos podem ser iguais ou diferentes entre si, bem como alifáticos ou
aromáticos. Os éteres são também denominados “óxidos orgânicos” e podem ser considerados
como derivados da água (H - O - H), pela substituição dos dois hidrogênios por grupos orgânicos;
temos então:

Os éteres podem ser classificados em:

• simétricos (R - O - R) ou assimétricos (R – O - R’);

• alifáticos (R - O - R), aromáticos (Ar - O - Ar) ou mistos (Ar – O - R).

Há também éteres cíclicos, que são então compostos heterocíclicos, nos quais o oxigênio é o
heteroátomo; por exemplo:

3
Nomenclatura dos éteres
A nomenclatura IUPAC dos éteres contém a palavra óxi intercalada nos nomes dos dois grupos
formadores do éter:

A nomenclatura usual contém a palavra éter seguida pelos nomes dos dois grupos, em ordem
alfabética, e finalizada com a terminação ílico. (Há também nomes particulares.)

Exemplos:

Aminas
As aminas são compostos nitrogenados que podem ser obtidos a partir da amônia, NH3(g).
Aminas são compostos teoricamente derivados do NH3, pela substituição de um, dois ou três
hidrogênios por grupos alquila ou arila.
Surge daí a classificação das aminas em primárias, secundárias ou terciárias:

4
Outra classificação usual é: aminas alifáticas (R - NH2) e aminas aromáticas (Ar - NH2). Por
exemplo:

Por fim, as aminas também podem ser classificadas em: monoaminas, diaminas, triaminas etc.,
conforme o número de grupos amina na molécula. Por exemplo:

Nomenclatura das aminas


Os nomes das aminas são formados com a terminação AMINA. No entanto, são usados nomes
especiais, principalmente para aminas aromáticas:

Em compostos mais complexos, pode-se considerar o grupo NH2 como sendo uma ramificação da
cadeia carbônica principal, indicando-o pelo prefixo AMINO. Neste caso, considera-se como
cadeia principal
a mais longa possível, iniciando-se a numeração a partir da extremidade mais próxima do grupo
amina.

5
 Compostos do tipo R – CH = NH são denominados iminas. Sua estrutura lembra uma
amina secundária, exceto pelo fato de que as duas valências do nitrogênio se ligam ao
mesmo carbono. Por exemplo: CH3 – CH = NH Etilidenoimina
 A hidrazina (H2N NH2) e a hidroxilamina (H2N OH) são compostos semelhantes às
aminas e dão origem a derivados também importantes, como, por exemplo:

Esse composto foi usado como combustível do módulo que desceu ao solo lunar na missão Apolo.

Propriedades físicas das aminas

• Forças de interação molecular: São compostos polares; as aminas primárias e


secundárias fazem ligações de hidrogênio, o que não ocorre com as aminas terciárias.
• Pontos de fusão e de ebulição: São mais elevados que os dos compostos apolares e mais
baixos que os dos álcoois e os dos ácidos carboxílicos.
• Estados de agregação: Aminas que possuem de 1 a 3 substituintes metil ou a etilamina
são gases em condições ambientes. Da propilamina à dodecilamina, são líquidas; daí em
diante, as aminas são sólidas.
• Densidade: As aminas alifáticas mais simples são menos densas que a água. As aminas
aromáticas são mais densas.
• Solubilidade: Aminas com até 5 carbonos são solúveis em meio aquoso e alcoólico.
Aminas com 6 carbonos ou mais são praticamente insolúveis em água; mas são solúveis
em álcool etílico, éter e benzeno.
• Reatividade: A reatividade das aminas aumenta, de um modo geral, na mesma proporção
em que aumenta o caráter básico desses compostos.

6
Amidas

Amidas são compostos derivados teoricamente do NH3 pela substituição de um hidrogênio por
um grupo acila.

A fórmula geral de uma amida é:

As amidas classificam-se conforme o número de grupos acila ligados ao azoto.

 Primaria - é do tipo (R – CO NH2, ou seia, há somente um grupo acilo ligado ao azoto;


 Secundaria - é do tipo (R – CO)2NH, ou seja, há dois grupos acilo ligados ao azoto;
 Terciaria - 6 do tipo (R – CO)3, ou seja, tem três grupos acilo ligados ao azoto.

O grupo funcional de uma amida primária é, pois

Por exemplo:

Ao contrário das aminas, não são comuns amidas com dois ou três radicais acila no mesmo
nitrogênio
(que seriam, então, amidas secundárias e terciárias). No entanto, são comuns amidas com radical
alquila ou arila no nitrogênio:

Esses são compostos mistos, em parte amida, em parte amina. A letra N (maiúscula) que aparece
no nome indica nitrogênio. São comuns também amidas secundárias cíclicas, denominadas
imidas:

7
Nomenclatura das amidas
Os nomes das amidas derivam dos ácidos correspondentes, trocando-se a terminação ÓICO (da
nomenclatura oficial dos ácidos carboxílicos) ou ICO (da nomenclatura usual dos ácidos
carboxílicos) por AMIDA. Exemplos:

Propriedades físicas das amidas

• Forças de interação molecular: As amidas são substâncias bastante polares; cada duas
moléculas podem fazer duas ligações de hidrogênio entre si (no caso de amidas primárias).
• Pontos de fusão e de ebulição: Têm pontos de fusão e de ebulição muito elevados, até
mais que os dosm ácidos carboxílicos de massas moleculares correspondentes.
• Estados de agregação: Apenas a metanamida se apresenta em condições ambientes na
forma de um líquido incolor; as demais amidas são sólidos cristalinos.
• Densidade: São mais densas que a água. A metanamida, a amida mais simples, por
exemplo, apresenta densidade igual a 1,146 em relação à água a 4 °C.
• Solubilidade: As mais simples são solúveis em água e pouco solúveis em solventes
apolares, como o hexano. Em geral, todas são solúveis em álcool e éter.
• Reatividade: São compostos bastante reativos. Apresentam um caráter básico muito fraco
(mais fraco que o da água), pois o oxigênio do grupo carbonila atrai elétrons para si,
diminuindo a densidade eletrônica do nitrogênio. Podem ser obtidos a partir da reação entre
ácido carboxílico e amônia (amida não substituída) ou entre ácido carboxílico e amina
primária ou secundária (amida substituída)

8
Conclusão
Terminado o trabalho éteres são compostos orgânicos em que o oxigênio está diretamente ligado
a duas cadeias carbônicas (ou seja, a dois grupos alquila ou arila).
Aminas são compostos teoricamente derivados do NH3, pela substituição de um, dois ou três
hidrogênios por grupos alquila ou arila.

Amidas são compostos derivados teoricamente do NH3 pela substituição de um hidrogênio por
um grupo acila.

9
Referências Bibliográficas
 FELTRE. Ricardo, Química Orgânica – Volume 3, 6ed, Moderna, São Paulo,2004
 REIS. Martha, Química – Volume 3, 1ed, Ática, São Paulo. 2013.
 MONJANE e CUCO, Pre Universitário – Química 12, 1ed, Longman Moçambique,
Maputo, 2010.

10