Você está na página 1de 3

O Símbolo da Biossegurança: uma contradição

MarcoCosta – DSc/ EPSJV/Fiocruz


Extraídodo livro:
Costa, M.A.F.; Costa, M.F.B. Entendendo a Biossegurança: epistemologia e competências para a
área de saúde. Rio de Janeiro, Publit, 2006.

O símbolo da biossegurança, que na realidade é o símbolo do risco biológico, foi


desenvolvido pelo engenheiro Charles Baldwin, da Dow Chemical, em 1966, a pedido do Center
for Disease Control - CDC-USA (New York Times Magazine, 2001), visando uma padronização
na identificaçãode agentesbiológicosde risco.

Seu foco foi o de projetar um símbolo que não se alterasse com a posição da embalagem.
Os modelosgerados(originalmenteem vermelho)foram(Costa& Costa, 2003):

Figura1.1 – SímbolosIniciais da Biossegurança- 1966

Apósvárias consultasa instituiçõesde pesquisa, o CDC,aprovouo símboloapresentadona


figura 1.2. O símbolodeveter umacor de fundolaranja ou vermelhaalaranjado,como símboloe/ou
letras em cor contrastante.

Figura1.2 – Símboloda Biossegurança- 1966


Oda & Souza(2004), por outro lado, afirmamque o idealizadordo símbolo, que chamamde
biorrisco foi Emmett Barkley, no início da década de 1980, e que ele representa, na realidade, três
objetivasde um microscópioquandoolhadasem perspectiva.

Acreditamos que esta última versão sobre a gênese do símbolo de biossegurança merece
ser investigada, principalmente porque na edição de 1974 do Manual de Segurança Biológica do
National Institute of Healht – USA, o símbolo já aparece com a conotaçãode risco biológico (figura
1.3).

Figura1.3 – Manualde SegurançaBiológicado NationalInstituteof Healht – USA/ 1974

A contradiçãodo símbolo, reside no fato de que ele tambémdenota uma condição de risco
(risco por agente biológico), ou seja, como um símbolo pode simultaneamente representar uma
condiçãode segurançae umacondiçãode risco?

Pensamosque este símbolo deve significar realmente o agente de risco biológico, até pelo
seu histórico, e a biossegurança, por ser abrangente, já que não refere-se apenas aos agentes
biológicos, mas também aos químicos, físicos, ergonômicos e psicossociais, deveria ser
representadade outra forma.

Outro ponto que merece atenção é a diversidade dos símbolos de biossegurança


encontradosem livros e sites de internet, comomostradona figura 1.4.
Figura1.4 – Diversidadede Símbolosde Biossegurança

Estas questões referentes a representação gráfica da biossegurança merecem serem


incluídas na agenda de discussões acadêmicas, até porque, isto pode significar um passo
importantepara a consolidaçãoda biossegurança.