Você está na página 1de 4

Sermão de Sto António aos Peixes, de P.

António Vieira

Trabalho de Grupo:

Ler com atenção o excerto seleccionado do capítulo.......


Elaborar um texto com base nas questões que são aqui apresentadas. Em seguida têm
que apresentar à turma o resultado do vosso trabalho. A forma como o irão fazer fica
inteiramente ao vosso critério, mas... quanto mais original e criativo, melhor.
Mãos à obra! Mãos e cabeça!

1. O pregador, recorrendo a uma alegoria, compara os peixes aos homens.

1.1. Identifica o peixe de que Vieira fala e faz a sua descrição.

1.2. Estabelece a correspondência entre o plano figurado (o dos peixes) o plano


real (o dos homens).

2. Identifica o vício que é aqui repreendido.

3. Diz qual é a atitude do orador perante o comportamento do peixe/tipo humano


referenciado.

4. Refere alguns argumentos utilizados pelo pregador para comprovar a sua tese.

5. Da associação peixe/homem utilizada na argumentação resulta a repreensão aos


colonos do Maranhão.

5.1. Identifica o conteúdo dessa (s) repreensão (ões).

6. Vieira não somente repreende, como também dá conselhos.


6.1. Enuncia-os.

Nota:
A grelha anexa visa apenas facilitar o teu trabalho.
Sermão de Sto António aos Peixes, de P. António Vieira

Peixe/
Tipo humano
descrição
representado Atitude Repreensões
Capítulos (plano Argumentos Conselhos
(plano real) do orador feitas aos colonos
figurado)
Peixe/
Tipo humano
descrição
Capítulo representado Atitude Repreensões
(plano Argumentos Conselhos
s (plano real) do orador feitas aos colonos
figurado)

Calar e imitar Santo


-Quem tem muita espada, tem pouca
António... que
língua. (espadarte)
ninguém houve jamais
Roncadores -O muito roncar antes da ocasião, é
Medi-vos e logo que o ouvisse falar em
- são sinal de dormir nela. (S. Pedro)
Condenação vereis quão pouco saber ou poder,
pequenos e -Os arrogantes e soberbos tomam-se
(tanto me fundamento tendes quanto mais falar
V fáceis de O arrogante com Deus, e quem se toma com Deus
moveram o riso de blasonar, nem disso. E porque tanto
pescar, mas fica sempre debaixo. (Golias)
como a ira) roncar. calou, por isso deu
fazem muito -Ser arrogante é ofender a Cristo
tamanho brado/
barulho (Pilatos e Caifás)
cultivai as virtudes
interiores e não se
vangloriar delas

Tomai o exemplo de
Santo António... que
Condenação Não parte vice-rei
- Quando morre um poderoso, se pegou a Deus, que
Pegadores (Eis aqui, ou governador para
morrem também os que a ele se é imortal/ ao menos
- peixes peixinhos a conquista que não
atrelam para colher benefícios deveis imitar aos
pequenos que ignorantes e vá rodeado de
(tubarão/Herodes e família) outros animais..., que
se pegam aos miseráveis, quão pegadores, para
V O oportunista quando se chegam
costados dos errado e que cá lhe matem a
- Os oportunistas são também aos grandes e se
maiores e enganoso é esse fome, de que lá não
culpados pelos crimes dos que os amparam do seu
jamais os modo de vida que tinham remédio.
sustentam ( Adão e Eva) poder, não se pegam
desferram escolheste/pecad
de tal sorte que
o mortal)
morram juntamente
com eles
Peixe/
Tipo humano
descrição
Capítulo representado Atitude Repreensões
(plano Argumentos Conselhos
s (plano real) do orador feitas aos colonos
figurado)

Imitai o vosso santo


pregador...que não
Voadores estendeu as asas (da
- Estão sujeitos a mais perigos/ os dos
- são peixes, sabedoria natural e
peixes e os das aves (porque apesar
porque têm Contentai-vos com sobrenatural) para
do seu elemento ser a água, querem o
escamas, o mar e com o subir, mas para
Condenação ar e se tentarem correm o risco de
espinhas e nadar, e não descer (sede humilde)
V O ambicioso (sois mais mofino acabar no fogo)e, por isso, terão uma
barbatanas, queirais voar, pois e, por isso era foi
que todos) vida mais curta
mas estas são sois peixes considerado leigo e
-Quem quer mais do que lhe convém,
tão grandes, sem ciência, mas
perde o que quer e o que tem (Simão
que fazem tornou-se sábio
Mago)
delas asas (reputado) para
sempre

Também nelas (as


Polvo Condenação terras) há
-vive nas (o maior traidor falsidades, enganos,
Ponde os olhos em
covas do mar, do mar/Vê peixe - A opinião de S. Basílio e de Santo fingimentos,
Santo António e
apresenta um peixe aleivoso e Ambrósio: o polvo é o maior traidor embustes, ciladas e
vereis nele o mais
capelo, que o vil, qual é a tua do mar (desconformidade entre a muito maiores e
puro exemplar da
faz parecer maldade, aparência/a essência) perniciosas traições
candura, da
um monge, /excesso tão -O mimetismo do polvo: enquanto o (alusão aos que se
sinceridade e da
raios O fingido afrontoso , e tão camaleão e Proteu o fazem por gala fingem amigos dos
V verdade
estendidos O traidor indigno de um para se defenderem, o polvo utiliza-o índios, debaixo da
(ironiza dizendo que
como uma elemento tão para atacar, aparência de gente
antigamente bastava
estrela, sem puro/ neste - Por vezes simula ser o nosso maior modesta e santa)
ser português, não era
osso nem elemento (…) se amigo (traição de Judas) /pior que (alusão aos que se
preciso ser santo)
espinha, e exercite com Judas-as suas vítimas são os mais fingem amigos dos
aparenta ser tanto dano do inocentes e desacautelados índios, debaixo da
brando e bem público um aparência de gente
manso, etc um monstro ) modesta e santa)

Interesses relacionados