Você está na página 1de 7

◙ ​SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (SFN).

Intituições e regras responsáveis pela captação de recursos


financeiros, distribuição e circulação de valores.
MERCADO DE CAPITAIS
Sistema de distribuição de valores mobiliários (​créditos por dinheiro,
ações, obrigações, títulos negociáveis, entre outros) ​que
visa proporcionar liquidez
aos títulos de emissão de empresas e viabilizar seu processo de
capitalização que permitem a circulação de capital para custear o
desenvolvimento econômico.

MERCADO PRIMÁRIO:
Local onde empresas e governo emitem títulos e valores
mobiliários p/ captar novos recursos diretamente de investidores.

MERCADO SECUNDÁRIO:
Composto pelos Títulos e Valores mobiliários, previamente
adquiridos no primário, porém agora, ocorre apenas a troca de
titularidade(compra e venda na bolsa)
Não envolve mais o emissor e nem recursos para ele. O
objetivo é gerar negócios, isto é, dar liquidez aos títulos.

(NORMATIVO)

◙ CMN - CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL -


►FUNÇÕES:
-Regular emissão de moeda/ Colocação de títulos públicos
-Regular o valor interno e externo da moeda nacional- Política monetária
-Garantir condições favoráveis ao desenvolvimento econômico e
aprimoramento do Mercado Financeiro.

►COMPOSIÇÃO
-Ministro da Fazenda (Presidente do Conselho)
-Ministro do Planejamento e Presidente do Banco Central (BACEN)
(EXECUTIVO/ENTIDADES SUPERVISORAS)

►BACEN - BANCO CENTRAL (EXECUTIVO)


- Executa as políticas monetárias e cambial.
- Gerencia e controla as Instituições Financeiras e suas operações
- Emite moeda
- Concede autorização de funcionamento, intervém e liquída instituições
financeiras.

-> Presidente : indicado pelo presidente da República e aprovado pelo


Senado

►CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (EX.- FISCAL)


- Normatiza e controla o Mercado de Valores Mobiliários
- Fiscaliza a emissão, negociação, intermediação e distribuição de
Valores Mobiliários.
- Fiscaliza a organização, funcionamento e as operações das
bolsas(BM&F BOVESPA)
- Fiscaliza a administração de fundos de investimento, carteiras e
custódia de valores mobiliários.
- Fiscaliza as auditorias de companhias abertas.
>PRESIDENTE e 4 Compon. da Diretoria são nomeados pelo Pres Rep
PRINCIPAIS ATIVOS NEGOCIADOS NO MERCADO

RENDA FIXA
LC(letras de cambio):
>​CDB (Certificado de Depósito Bancário):
>LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de
Crédito do Agronegócio)

>LF (Letra Financeira)


>LH ( Letras hipotecárias)
>TESOURO DIRETO:
– Tesouro Selic (LFT​)
Com a menor volatilidade entre os títulos, o Tesouro Selic é indicado para o investidor de
perfil mais conservador e para quem precisa de liquidez, ou seja, se ocorrer uma emergência,
dá para resgatar os recursos aplicados antes do vencimento sem ter surpresas desagradáveis
com o rendimento no período.
Além de seguir a taxa básica de juros da economia, esse título acompanha o Certificado de
Depósito Interfinanceiro (CDI), referencial das aplicações conservadoras. Por isso, o Tesouro
Selic não sofre com oscilações de curto prazo. É o ideal para quem está começando a
entender o que é Tesouro Direto.

– Tesouro Prefixado (LTN e NTNF)

Sabe o que é Tesouro Direto na modalidade prefixado? A característica principal desse título é
saber quanto será ganho já no momento da compra, o que pode ser boa opção para quem
pretende manter o dinheiro aplicado até o vencimento. Independentemente do que ocorrer na
economia, você receberá o rendimento pactuado.
Justamente por ter um retorno definido de antemão, o Tesouro Prefixado tem mudanças
diariamente em seu valor de mercado. Isso significa que se você tiver de resgatar o
investimento, o Tesouro Nacional pagará o valor de mercado daquele dia em específico – e a
rentabilidade pode ser superior ou inferior a que você contratou na data de compra do papel.

– Tesouro IPCA+ (NTNB)

Os títulos indexados ao IPCA garantem a chamada rentabilidade real, que nada mais é que o
retorno acima da inflação. Caso você mantenha o papel até a data de vencimento, portanto,
receberá a variação do índice no período mais uma taxa de retorno conhecida no momento de
compra do título.
Assim como os prefixados, se você precisar desfazer-se da aplicação antes do vencimento, o
rendimento pode ser diferente do contratado, afinal o papel será comprado pelo Tesouro
Nacional pelo valor de mercado do dia.

>​DEBÊNTURES
>COMERCIAL PAPPERS E NOTAS PROMISSÓRIAS
>CRÉDITO AGRÍCOLA ( CPR, CRA, LCA, e CDCA)
>CRÉDITO IMOBILIÁRIO ( CRI, CCI, LCI)
>CRÉDITO BANCÁRIO (CCB, CCCB e poupança)

RENDA VARIÁVEL:
>AÇÕES
>OPÇÕES SOBRE AÇÕES E ÍNDICES
>TERMO
>FUNDO IMOBILIÁRIO
>ETFs ( fundo que corresponde à Indice)
>BDRs (ações estrangeiras)
>DERIVATIVOS FINANCEIROS (Indice/dolar e minis)
>DERIVATIVOS AGRÍCOLAS
>OPÇÕES SOBRE DERIVATIVOS
>BALCÃO (opções flexíveis, swap e termo)
FORMA DE NEGOCIAÇÃO

>MERCADO DE BALCÃO
Organizado
-​Sistema eletrônico de negociação
-Supervisão da liquidação
Não Organizado
-Sem local físico determinado
-Qualquer título pode ser negociado

>​BOLSA DE VALORES
- Organizado
- Pregão eletrônico
-Registra, supervisiona e divulga a execução dos negócios e
a liquidação.

ACESSO AO MERCADO

>Acesso direto ao Mercado (DMA)


-Home broker ( de corretoras)
-Plataformas (ProfitChart, CMA, Trid...)

>Acesso Indireto ao Mercado


-Mesa de operações (corretora ou AAI - agente autonomo)
-Clube de Investimento
-Fundo de Investimento