Você está na página 1de 8

O Preço do Discipulado

Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br – www.ibcentral.org.br

11 “Portanto, esforcemo-nos por entrar nesse descanso, para que ninguém venha a cair,
seguindo aquele exemplo de desobediência. 12 Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais
afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito,
juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração. 13 Nada, em toda a criação,
está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante dos olhos daquele a
quem havemos de prestar contas. 14 Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote
que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que
professamos, 15 pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas
fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem
pecado. 16 Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de
recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade”.
Hebreus 4.11-16 (NVI)

Introdução:

Dietrich Bonhoffer (1906-1945) – “O Preço do Discipulado”. Graça Barata & Graça Preciosa
“A graça barata é a graça que nós dispensamos a nós próprios. A graça barata é a pregação do
perdão sem arrependimento, é o batismo sem a disciplina de uma congregação, é a Ceia do
Senhor sem confissão dos pecados, é a absolvição sem confissão pessoal. A graça barata é a
graça sem discipulado, a graça sem a cruz, a graça sem Jesus Cristo vivo, encarnado. A graça
preciosa é o tesouro oculto no campo, por amor do qual o homem sai e vende com alegria
tudo quando tem; a pérola preciosa, a qual o comerciante se desfaz de todos os seus bens para
adquiri-la; o governo régio de Cristo, por amor do qual o homem arranca o olho que o
escandaliza; o chamado de Jesus Cristo, o qual, ao ouvi-lo, o discípulo larga as suas redes e o
segue. A graça preciosa é o evangelho que há que se procurar sempre de novo, o dom pelo
qual se tem que orar, a porta à qual se tem que bater”.
 “Segundo Bonhoffer, a graça custou a Deus a vida do Seu próprio Filho e não pode ser barateada por nós.
Graça barata é perdão divino sem arrependimento humano. Graça barata é graça sem discipulado, graça
sem cruz, graça sem Jesus Cristo. Graça barata é Cristianismo sem Cristo. Graça barata é fé sem
compromisso. Engana-se quem afirma que segue a Cristo mas não o obedece diariamente. A graça barata
justifica todos os comportamentos humanos. Não há lugar para a obediência nela, pois ela se tornou uma
licença para a complacência, para a indiferença e mesmo para o pecado. Obedecer a Cristo é morrer para a
velha natureza. A graça barata não destrói nossos desejos pecaminosos; antes, os justifica. A graça barata
nos leva a dizer e viver frases como: "Deus me aceita e me abençoa como eu sou", e "Eu não consigo ser
melhor do que sou, e Deus me compreende". Israel Belo de Azevedo

A salvação é pela graça. Mas a santificação é cara. Há um preço a ser pago.


(Lucas 9.23; Gálatas 2.20; Filipenses 1.29; 2.12-13)

Hebreus – descrita pelo próprio autor como: “Uma Palavra de Exortação” – (13.22).
Não devemos olhar para trás e voltar à velha vida de pecado. Nem podemos
desprezar a palavra de Deus e baratear a sua graça.

“A graça é gratuita, mas não é barata. Não é barata pelo preço (a própria vida) que significou
para Quem a ministrou e não é barata também porque Ele espera de nós um compromisso de
uma vida própria de quem já foi crucificado na cruz. Não queiramos conquistar a terra das
promessas, sem passar pelo monte do sacrifício, como Abraão. Não queiramos ter visões sem
experimentar a solidão do exílio da ilha de Patmos, como João experimentou.

Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 1


O Preço do Discipulado
Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br

Não peçamos que Deus nos tire os espinhos da carne, se não estamos dispostos a ouvir dEle,
como Paulo ouviu, que a Sua graça nos basta”. Israel Belo de Azevedo

Quais são as cinco advertências enfáticas no livro de Hebreus?


1. Cuidado com a Negligência – 2.1-4
2. Cuidado com a Incredulidade – 3.7 a 4.13
3. Cuidado com a Apostasia – 5.11 a 6.12
4. Cuidado com a Libertinagem – 10.26-31
5. Cuidado com a falta de Santificação – 12.14-29

1. Olhem para Jesus e não para Moisés – (Hebreus 3.1-6)


Nos dois capítulos anteriores o autor mostrou que Jesus é superior aos anjos e
superior a Moisés. Para os judeus não havia ninguém maior que Moisés, o grande
legislador, aquele que trouxe as tabuas de pedra, onde Deus escreveu as leis (Êx. 34).
O autor já falou de Jesus como Sumo Sacerdote (2.17); mas ainda não o tinha
comparado com Arão. Em 3.1, Jesus é o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa
confissão. Jesus tem muito maior glória do que Moisés (v.3).

2. Advertência contra a Desobediência e Descrença – (3.19) O exemplo dos


Israelitas no deserto. Nm.14
a. Em 3.7-11 – citação da Escritura – Salmo 95.7-11
b. Em 3.12-15 – aplicação da Escritura – Hebreus 4.12-13
“Portanto, esforcemo-nos por entrar nesse descanso, para que ninguém venha a cair,
seguindo aquele exemplo de desobediência”. Hebreus 4.11

“E alguém lhe perguntou: Senhor, são poucos os que são salvos? Respondeu-lhes:
Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão
entrar e não poderão”. Lucas 13.23-24

“E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram
para Listra, e Icônio, e Antioquia, fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a
permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa
entrar no reino de Deus”. Atos.14.21-22

“Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos”. 2
Tm.3.12

Porque precisamos nos esforçar para entrar no descanso de Deus (céu)? A Salvação já
não está garantida? Tudo já não foi feito? Seria possível alguém perder a
oportunidade de salvação? Sim há uma grande possibilidade de apostasia para
aqueles que são simpatizantes a mensagem do evangelho e não confessam e nem
abandonam seus pecados de forma definitiva, isso mostra que eles amam mais os

Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 2


O Preço do Discipulado
Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br

prazeres deste mundo do que a Deus (Mt. 6.24; 21; Mt. 24.13; 2 Tm. 4.7; Hb. 12.2 –
“corramos com perseverança...”).
3.7-11 – A Voz de Deus (Palavra) age no coração do homem (cf. Mt.13.19).
Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, 8 não endureçais
o vosso coração como foi na provocação, no dia da tentação no deserto, 9 onde os
vossos pais me tentaram, pondo-me à prova, e viram as minhas obras por quarenta
anos. 10 Por isso, me indignei contra essa geração e disse: Estes sempre erram no
coração; eles também não conheceram os meus caminhos. 11 Assim, jurei na minha
ira: Não entrarão no meu descanso”. Hebreus 3.7-11

(Este acontecimento está em Números 13.25-33; 14.1-12; 20-38)


Na época de Jeremias – Deus também advertiu o povo antes da invasão dos Babilônios e
da destruição do templo de Salomão.

23 Dei-lhes, entretanto, esta ordem: Obedeçam-me, e eu serei o seu Deus e vocês serão o meu
povo. Vocês andarão em todo o caminho que eu lhes ordenar, para que tudo lhes vá bem. 24
Mas eles não me ouviram nem me deram atenção. Antes, seguiram o raciocínio rebelde dos
seus corações maus. Andaram para trás e não para a frente. 25 Desde a época em que os seus
antepassados saíram do Egito até o dia de hoje, eu lhes enviei os meus servos, os profetas, dia
após dia. 26 Mas eles não me ouviram nem me deram atenção. Antes, tornaram-se
obstinados e foram piores do que os seus antepassados. 27 “Quando você lhes disser tudo
isso, eles não o escutarão; quando você os chamar, não responderão. 28 Portanto, diga a eles:
Esta é uma nação que não obedeceu ao SENHOR, ao seu Deus, nem aceitou a correção. A
verdade foi destruída e desapareceu dos seus lábios. Jeremias 7.23-28 (NVI)

A pregação de Jesus – em Nazaré - confronto e rejeição.


“Todos os que estavam na sinagoga ficaram furiosos quando ouviram isso.
Levantaram-se, expulsaram-no da cidade e o levaram até o topo da colina sobre a
qual fora construída a cidade, a fim de atirá-lo precipício abaixo”. (Lucas 4.28-29)

O discurso de Estevão também confrontou os Israelitas antes da destruição do


templo no ano 70.
Todavia, o Altíssimo não habita em casas feitas por homens. Como diz o profeta: “O céu é o
meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés. Que espécie de casa vocês me edificarão? diz o
Senhor, ou, onde seria meu lugar de descanso? Não foram as minhas mãos que fizeram todas
estas coisas?” Povo rebelde, obstinado de coração e de ouvidos! Vocês são iguais aos seus
antepassados: sempre resistem ao Espírito Santo! Qual dos profetas os seus antepassados não
perseguiram? Eles mataram aqueles que prediziam a vinda do Justo, de quem agora vocês se
tornaram traidores e assassinos vocês, que receberam a Lei por intermédio de anjos, mas não
lhe obedeceram”. Ouvindo isso, ficaram furiosos e rangeram os dentes contra ele. Mas
Estêvão, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus
em pé, à direita de Deus, e disse: Vejo os céus abertos e o Filho do homem em pé, à direita de
Deus. (Atos.7.48-56)
Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 3
O Preço do Discipulado
Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br

A porta continua aberta: Em 3.12-14 – a Advertência é para nós Hoje:


 12 Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso
coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo; 13 pelo contrário,
exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim
de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado. 14 Porque nos
temos tornado participantes de Cristo, se, de fato, guardarmos firme, até ao
fim, a confiança que, desde o princípio, tivemos.

 Um perverso coração de incredulidade – causa: apostasia e impiedade,


libertinagem e falta de santidade.
 O antídoto contra a incredulidade e apostasia é a exortação mútua – Hoje
 Tomar cuidado para não ter o coração endurecido pelo engano do pecado.
o “Ao contrário, encorajem-se uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se
chama “hoje”, de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado,
pois passamos a ser participantes de Cristo, desde que, de fato, nos apeguemos até o
fim à confiança que tivemos no princípio”. (3.13-14)

Mais uma exortação:


 “Por isso é preciso que prestemos maior atenção ao que temos ouvido, para
que jamais nos desviemos. Porque, se a mensagem transmitida por anjos
provou a sua firmeza, e toda transgressão e desobediência recebeu a devida
punição, como escaparemos, se negligenciarmos tão grande salvação? Esta
salvação, primeiramente anunciada pelo Senhor, foi-nos confirmada pelos que
a ouviram”. (2.1-3)

 “Pois as boas novas foram pregadas também a nós, tanto quanto a eles; mas
a mensagem que eles ouviram de nada lhes valeu, pois não foi
acompanhada de fé por aqueles que a ouviram. Pois nós, os que cremos, é
que [já] entramos naquele descanso...” (4.2-3).
 “...pois não compartilharam a [mesma] fé daqueles que obedeceram”. Nota de
rodapé da Bíblia de Estudo NVI
 Porque os Israelitas não puderam entrar? (v.18-19)
“E a quem jurou que nunca haveriam de entrar no seu descanso? Não
foi àqueles que foram desobedientes? Vemos, assim, que por causa da
incredulidade não puderam entrar”. (3.18.19)
o Por causa da desobediência à Palavra de Deus;
o Por causa da incredulidade na Palavra de Deus;
O que é o descanso de Deus: o prenúncio do descanso eterno dos crentes:
 Porque nós, que temos crido, entramos no repouso/descanso (4.3).

Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 4


O Preço do Discipulado
Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br

“Ora, se Josué lhes houvesse dado descanso, não falaria, posteriormente, a respeito
de outro dia. 9 Portanto, resta um repouso para o povo de Deus. 10 Porque aquele
que entrou no descanso de Deus, também ele mesmo descansou de suas obras, como
Deus das suas”.

Matthew Henry – (1662-1714)


“Nós, os que cremos, entramos numa abençoada união com Cristo e em uma
união com Deus por meio de Cristo. Nessa condição, no presente, pela fé, já
experimentamos de muitas alegrias, perdão de pecados, paz na consciência,
satisfação plena, alegria no Espírito Santo, descanso da servidão do pecado,
conforto da graça e vamos repousando em Deus até que estejamos preparados
para entrar e descansar com ele no céu”.

Deus ofereceu o seu próprio descanso para aqueles que confiam nele
Em Cristo podemos descansar, pois ele já realizou a obra completa da salvação.

Quais são os recursos que Deus já nos deu para entrarmos no seu descanso?

1. A Sua Palavra – v.12-13 – a revelação Escrita – O Evangelho


2. O Seu Filho – 14-16 – a revelação Encarnada – O Salvador
 Amando a Palavra com todo o nosso ser. Abrindo o coração diante de Deus que tudo
vê. (Hebreus 1.1-3).
 Aproximando-se de Jesus confiando plenamente no seu Sacerdócio gracioso. Tendo
Jesus como único Mediador. (Mt.11.28-30).

 “Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de
dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e
medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração. Nada, em toda a
criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante
dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas”.

1. O PODER TRANSFORMADOR DA PALAVRA DE DEUS – v.12-13


a. Viva e (ativa) eficaz – Is.55.11 – cumpre o seu propósito
b. Mais cortante do que uma espada de dois gumes – ela entra no lugar mais
profundo da alma humana.
c. Ela atinge o nosso subconsciente dissecando a nossa alma e trazendo à luz
tudo o que está obscuro
d. É capaz de Julgar e Revelar os pensamentos e sentimentos do nosso coração.
a. Ninguém fica de fora da sua ação. Ela abrange a todos:
e. Ela a tudo desvenda: Todos estão descobertos e expostas diante do Juízo de
Deus. A imagem é de um cordeiro, com cabeça inclinada para trás e com o
pescoço descoberto (à mostra) pronto para ser sacrificado. Quando falta a
palavra, sobressai o pecado, a iniqüidade e a incredulidade no coração.

Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 5


O Preço do Discipulado
Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br

A Palavra de Deus não está preocupada em nos agradar, nem em massagear


o nosso ego e muito menos em nos aplaudir ou melhorar nossa auto-estima. A
Palavra de Deus, nos confronta, fere a nossa consciência, rasga o nosso coração,
denunciando o nosso pecado, chamando-nos ao arrependimento e à mudança de
vida e à necessidade imperativa e urgente de um novo nascimento.
Ver – João 12.47-48 – Espada do Espírito: Efésios 6.17
1. Ela nos confronta
2. Ela nos convence
3. Ela nos converte
4. Ela nos consola
 “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo
da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades,
como um vento, nos arrebatam. Já ninguém há que invoque o teu nome, que se
desperte e te detenha; porque escondes de nós o rosto e nos consomes por
causa das nossas iniqüidades”. Isaías 64.6-7

Não podemos nos aproximar de Deus sem um Mediador. Somos pecadores e


impuros, ele é Santo. Essa era a grande angústia de Lutero. “Não importa o que eu
faço, ele está sempre pronto para me julgar, eu sou um pecador diante de um juiz
irado. Todos os meus esforços e penitências na tentativa de agradá-lo são em vão”.
Isaías achou que iria morrer, quando teve aquela visão gloriosa da santidade de
Deus. Ele não viu Deus literalmente, foi através de uma visão (Is.6.3-5)
“E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a
terra está cheia da sua glória. As bases do limiar se moveram à voz do que clamava, e a casa se
encheu de fumaça. Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios
impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor
dos Exércitos! (Isaías 6.3-5).

2. A Grandeza do nosso Supremo Sacerdote – (v.14-16)

2.1. Ele entrou nos céus e assentou-se na presença de Deus (Lv.16.6)


O sacerdote deveria atravessar um véu – para entrar no santo dos santos
Jesus entrou direto na presença do próprio Deus. Ele ressuscitou e está à direita de
Deus e intercede por nós (Rm.8.34)
a. Você aceita a provisão de Deus para o problema dos seus pecados?
b. A solução para os nossos problemas não está em passos que tomamos ou
em programas que seguimos, mas numa pessoa – Jesus Cristo.
c. Jesus não foi alguém que fez um sacrifício, ele era o próprio sacrifico. Ele
ofereceu-se a si mesmo, em sacrifício a Deus;
d. O sacerdote tinha que oferecer sacrifícios primeiro pelos seus próprios
pecados, depois pelos pecados do povo.
e. Ele entregou a sua vida e morreu voluntariamente por nós – (Jo.10.17-18)

Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 6


O Preço do Discipulado
Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br

 “Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho


autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu
Pai”.

2.2. Jesus – O Filho de Deus (se identifica plenamente conosco)


A grandeza do nosso Sumo Sacerdote está no fato de ele ser o próprio Deus. Jesus o
Filho de Deus.
Jesus é o Filho exaltado de Deus. Ele é Fiel e Digno de Confiança.
 Ele é o herdeiro de todas as coisas;
 Resplendor da glória de Deus;
 Sustenta o Universo pelo seu poder;
 Ele é capaz de perdoar os nossos pecados;
 Está assentado à mão direita de Deus – (lugar de autoridade).
Jesus aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu (5.8).
“Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e
súplicas a quem o podia livrar da morte e tendo sido ouvido por causa da sua piedade, 8embora
sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-
se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem”. (Hebreus 5.7-8)
Ele tem uma natureza humana – ele se fez um de nós.
 Ele foi feito menor que os anjos (2.7); pois se tornou homem;
 Ele se identificou plenamente com o homem (2.14; 17)
 Ele veio para socorrer homens e não anjos; (2.8,16)
 Ele participou da carne e sangue dos seus irmãos (2.14)
 Ele esteve exposto a tentação; (2.18; 4.15)
 Ele ofereceu clamor e lágrimas, orações e súplicas a Deus; (Getsêmani) – 5.7
 Ele aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu (aperfeiçoado – 2.10; 5.8-9)
 Ele sabia o que o esperava e sentiu temor piedoso (5.7)
 Ele sabia que a morte fazia parte da sua missão (2.9; 14)
 Ele se ofereceu pelo Espírito Eterno para morrer por nós (9.14, 26)
 Ele nos abriu o novo e vivo caminho através da sua morte (10.19-20)
 Ele é o Criador e o Consumador da fé (12.2), já completou a jornada.

Jesus é plenamente Deus e completamente Homem. O Salvador Divino-


Humano. Veja tudo o que ele passou em nosso lugar:
 Pobreza,
 Rejeição,
 Humilhação,
 Traição,
 Abandono,
 Opressão,
 Tentação,
 Manipulação,

Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 7


O Preço do Discipulado
Pr. Valdir Soares de Oliveira – valdir@ibcentral.org.br

 Conflitos familiares,
 Calúnia,
 Angústia,
 Sofrimento;
 Morte,

 Jesus foi tentado de todas as formas – mas não pecou;


 Jesus é santo. Não precisou oferecer sacrifícios pelos seus próprios pecados.
 O cordeiro no AT, tinha que ser sem defeito.
 Se Jesus tivesse algum pecado, o sacrifício não seria aceito. Se Jesus tivesse
cedido à tentação ele não poderia nos ajudar. Jesus foi tentado em todas as
coisas, mas não cedeu à tentação. Ele pode nos ajudar a vencer o pecado.

Jesus nosso Supremo Sacerdote nos oferece: – v.16


 Perdão para os nossos pecados;
 Poder para vencermos os nossos pecados;
16 Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos
misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna”.

Conclusão:
Jesus nos chama para nos aproximarmos dele:
Pois sem ele não temos capacidade de fazer nada (João 15.5)
 Aproximar Junto ao Trono (presença santa) onde reina a Graça;
 Devemos nos aproximar com Confiança no seu sacrifício;
 Devemos nos aproximar para Receber misericórdia e encontrarmos Graça;
 Para Sermos socorridos no momento de necessidade;
Jesus está estendendo a Sua graça está a todo pecador.

Graça = Perdão dos pecados cometidos;


Graça = Ajuda Poderosa para vencermos as tentações;

“Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de
Jesus, 20 por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo.
21 Temos, pois, um grande sacerdote sobre a casa de Deus. 22 Sendo assim, aproximemo-nos
de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos
para nos purificar de uma consciência culpada, e tendo os nossos corpos lavados com água
pura. 23 Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é
fiel. 24 E consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras. 25
Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos
encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia”.
(Hebreus 10.19-25 NVI)

Igreja Batista Central de Campinas – 31/07/11 – (Hebreus 4.11-16) 8