Você está na página 1de 13

CPF: 081.877.

667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose


FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

CADERNO

aviso importante

Este material está protegido por direitos autorais (Lei nº 9.610/98), sendo
vedada a reprodução, distribuição ou comercialização de qualquer informação
ou conteúdo dele obtido, em qualquer hipótese, sem a autorização expressa
de seus idealizadores. O compartilhamento, a título gratuito ou oneroso, leva
à responsabilização civil e criminal dos envolvidos. Todos os direitos estão
reservados.

Além da proteção legal, este arquivo possui um sistema GTH anti-tem-


per baseado em linhas de identificação criadas a partir do CPF do usuário,
gerando um código-fonte que funciona como a identidade digital oculta do
arquivo. O código-fonte tem mecanismo autônomo de segurança e proteção
contra descriptografia, independentemente da conversão do arquivo de PDF
para os formatos doc, odt, txt entre outros.

2 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

CADERNO DE QUESTÕES
DIREITO CONSTITUCIONAL
Pontos abordados:

1. Constituição: conceito e classificação; conteúdo da Constituição; normas constitucionais materiais


e formais; supremacia da Constituição. Estrutura da Constituição. Preâmbulo da Constituição. Ato
das Disposições Constitucionais Transitórias. Noções gerais, ciclos constitucionais.

2. A evolução do constitucionalismo brasileiro: Constituições de 1824, 1891, 1934, 1937, 1946, 1967, 1969.
A ditadura militar e os atos institucionais. A Assembleia Constituinte de 1987/88. Constitucionalismo.
Espécies; Constitucionalismo Social. Constitucionalismo do Futuro. Constitucionalismo
Transnacional. Transconstitucionalismo. Neoconstitucionalismo. Constitucionalismo liberal e social.
Constitucionalismo britânico, francês e norte-americano.

3. Interpretação da Constituição: hermenêutica constitucional; critério da interpretação conforme.


Princípios e regras jurídicas. Ponderação. Modelos e críticas. Mutação Constitucional. 4 Normas
constitucionais. 4.1 Normas constitucionais de organização, programáticas e definidoras de direitos.
4.2 Existência, validade, eficácia e efetividade das normas constitucionais. 4.3 Modalidades de
eficácia da norma constitucional: direta, interpretativa e negativa. 4.4 Interpretação das normas
constitucionais. 4.5 A técnica da ponderação. 5 Princípios constitucionais. 5.1 Supremacia da
constituição. 5.2 Presunção de constitucionalidade. 5.3 Unidade da Constituição. 5.4 Interpretação
conforme a Constituição. 5.5 Razoabilidade e proporcionalidade. 5.6 Efetividade. 6 O princípio da
dignidade da pessoa humana. 6.1. O mínimo existencial. 6.2. Vedação de retrocesso.

4. Aplicabilidade das normas constitucionais: classificação quanto à eficácia; normas programáticas.

5. Poder Constituinte: conceito; legitimidade e limites; poder originário e poder derivado; poder
constituinte estadual.

QUESTÕES DE PROVAS ANTERIORES

QUESTÃO 1

Ano: 2018 Banca: Própria Órgão: MPE-PB – Promotor de Justiça Substituto

Normas constitucionais de eficácia limitada:

3 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

a) não servem como parâmetro de inconstitucionalidade.

b) implicam a não-recepção da legislação infraconstitucional anterior com elas incompatível.

c) orientam, mas não condicionam a produção do legislador infraconstitucional.

d) são indiferentes à configuração de eventual inconstitucionalidade por omissão.

e) admitem disciplina em sentido diverso do que apontam, por meio de lei complementar.

QUESTÃO 2

Ano: 2017 Banca: CESPE Órgão: TJCE – Juiz de Direito Substituto

A interpretação conforme a Constituição:

a) é um tipo de situação constitucional imperfeita, pois somente atenua a declaração de nulidade


em caso de inconstitucionalidade.

b) é admitida para ajustar o sentido do texto legal com a Constituição, ainda que o procedimento
resulte em regra nova e distinta do objetivo do legislador.

c) é um método cabível mesmo em se tratando de texto normativo inconstitucional que apresenta


sentido unívoco.

d) é incompatível com a manutenção de atos jurídicos produzidos com base em lei inconstitucional.

e) é fixada por decisão do STF, mas não se reveste do efeito vinculante próprio das decisões
declaratórias de inconstitucionalidade.

QUESTÃO 3

Ano: 2018 Órgão: TJRS – Juiz de Direito Substituto

No ano de 2017, o Ministro Relator Luís Roberto Barroso suscitou, no âmbito do Supremo
Tribunal Federal, uma questão de ordem na Ação Penal (AP) 937, defendendo a tese de
que o foro de prerrogativa de função deve ser aplicado somente aos delitos cometidos
por um deputado federal no exercício do cargo público ou em razão dele. O julgamento se
encontra suspenso por um pedido de vistas, mas, se prevalecer o entendimento do Ministro
Relator, haverá uma mudança de posicionamento do Supremo Tribunal Federal em relação
ao instituto do foro de prerrogativa de função, que ocorrerá independentemente da edição
de uma Emenda Constitucional. A hermenêutica constitucional denomina esse fenômeno

4 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

de:

a) força normativa da Constituição.

b) princípio da concordância prática.

c) mutação informal da Constituição.

d) maximização das normas constitucionais.

e) interpretação sistêmica.

QUESTÃO 4

Ano: 2017 Banca: CESPE Órgão: DPU - Defensor Público da União

DPU/2017 O poder constituinte originário e o poder constituinte derivado se submetem


ao mesmo sistema de limitações jurídicas e políticas, embora os efeitos dessas limitações
ocorram em momentos distintos.

QUESTÃO 5

Ano: 2018 Banca: CESPE Órgão: TRF3ª Região – Juiz Federal Substituto

Um novo paradigma para o constitucionalismo surgiu entre o final do século XX e o início


do século XXI. Procura ser uma resposta teórico-prática para a necessidade de se obterem
eficácia e efetividade para as normas constitucionais, sobretudo as portadoras de direitos
sociais. Implanta, no Brasil, modelo normativo-axiológico, com adoção expressa de valores e
opções pela efetivação de políticas públicas com sede constitucional. Muitas destas bastante
específicas, como os serviços de saúde, educação e assistência social a hipossuficientes. Esse
paradigma constitucional possui algumas notas típicas, dentre as quais NÃO se encontram:

a) Separação conceitual entre o direito constitucional e a moralidade política.

b) Tendência a integração das diversas esferas da razão prática para solução dos casos constitucionais:
o direito, a moral e a política.

c) Compreensão da constitucionalidade enquanto critério último de validade das normas, em termos


substantivos e não apenas formais.

d) Os direitos constitucionais incorporam uma ordem objetiva de valores. Esses direitos e valores

5 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

tornam-se onipresentes com “efeito irradiante” sobre os demais ramos do direito.

QUESTÕES DO BANCO CICLOS

QUESTÃO 6

Sobre o constitucionalismo, analise as assertivas a seguir expostas:

I - O início do constitucionalismo moderno foi fortemente marcado pela presença de constituições


escritas, a exemplo da Constituição norte-americana de 1787 e a francesa de 1791. Tal movimento
significou uma contraposição ao absolutismo existente na época, marcado pela inexistência de
limitações ao poder do rei.

II - O constitucionalismo moderno teve como uma de suas principais características durante o seu
nascedouro a existência de direitos sociais expressos nas Constituições, tendo em vista a ausência de
efetivação de tais direitos na realidade social, como moradia, trabalho, saúde, educação etc.

III - O neoconstitucionalismo consubstancia uma nova perspectiva em relação ao constitucionalismo


moderno e possui como marco histórico o pós-segunda guerra mundial, eis que representou
uma resposta às atrocidades vividas naquele momento. Uma das principais características do
neoconstitucionalismo é a influência do positivismo, eis que, diante das barbáries vividas durante as
guerras mundiais, tornou-se essencial o controle do poder por meio da legalidade estrita. Assim,
não há espaço para moral e ética.

IV - O transconstitucionalismo e a constituição transversal dão-se a partir da formação da sociedade


moderna multicêntrica, a qual não possui um único eixo de movimento. É nessa sociedade
multicêntrica que nasce uma racionalidade transversal, a qual permite a comunicação entre variados
sistemas sociais, por meio de acoplamentos estruturais.

Estão corretas as seguintes assertivas:

a) I, II, III e IV;

b) I, III e IV;

c) II e III;

d) I e IV.

QUESTÃO 7

6 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

Sobre os métodos de interpretação da Constituição, assinale a alternativa correta:

a) O método jurídico (hermenêutico clássico) inicia-se pela pré-compreensão do seu sentido pelo
intérprete. O método hermenêutico-concretizador diferencia-se do método tópico-problemático porque,
enquanto este pressupõe a primazia do problema sobre a norma, aquele se baseia na prevalência do
texto constitucional sobre o problema.

b) No método tópico-problemático há prevalência do problema sobre a norma, ou seja, busca-se


solucionar determinado problema por meio da interpretação de norma constitucional.

c) No método hermenêutico-concretizador a norma seria o resultado da interpretação do texto


aliado ao contexto.

d) No método normativo estruturante a interpretação da Constituição deve considerar a ordem


ou o sistema de valores subjacentes ao texto constitucional. A Constituição deve ser interpretada como
um todo, dentro da realidade do Estado. Tanto a Constituição, como o Estado, são entendidos como
fenômenos culturais ligados a valores, funcionando como elementos integradores da comunidade.

e) O método científico espiritual considera que a Constituição é uma lei como qualquer outra,
devendo ser interpretada usando as regras da Hermenêutica tradicional, ou seja, os elementos literais
(textual), lógico (sistemático), histórico, teleológico e genético.

QUESTÃO 8

Julgue os itens a seguir, relacionados com o Direito Constitucional, suas perspectivas e


sentidos.

8.1 Conforme lição de Carl Schmitt, a Constituição, em seu sentido político, busca seu fundamento
na decisão política fundamental que antecede a elaboração da Constituição, aquela sem a qual não se
funda ou organiza um estado.

8.2 A perspectiva sociológica, derivada dos pensamentos de Hans Kelsen, afirma que a Constituição
é puro dever-ser, norma pura, não devendo buscar seu fundamento em outros ramos da ciência, mas na
própria ciência jurídica.

8.3 A Concepção Positiva apresenta a Constituição como um sistema aberto de normas jurídicas,
constituídas por regras e princípios, com eficácia plena e com a capacidade de contribuir para transformação
da realidade, buscando condições de vida digna para todas as pessoas, respeitando o regramento formal
por ela própria instituído e resguardando um conteúdo proveniente dos principais valores sociais aceitos.

7 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

QUESTÃO 9

Analise as assertivas abaixo:

I. A Constituição Brasileira de 1988 pode ser definida como formal, rígida, escrita, promulgada,
histórica, analítica, orgânica, eclética, principiológica e dirigente.

II. Karl Löwenstein desenvolveu a Teoria Ontológica da Constituição, a qual defende que a constituição
não é só seu texto se apresentando, mas aquilo que os detentores de poder fazem dela na prática.
Nessa linha, classifica as Cartas como Normativas, Nominais ou Semânticas.

III. Bloco de constitucionalidade pode ser entendido como conjunto de normas materialmente
constitucionais, ainda que não façam parte da Constituição formal (por exemplo, costumes
jurídico-constitucionais, jurisprudência, normas infraconstitucionais materialmente constitucionais).
Entretanto, no Brasil, o posicionamento do STF é pelo conceito restrito de bloco de constitucionalidade,
entendendo como tal somente a Constituição formal e suas normas constitucionais expressas ou
implícitas.

IV. Para José Afonso da Silva, todas as normas constitucionais são dotadas de aplicabilidade.

Estão corretas:

a) as assertivas I e II;

b) as assertivas I, II e III;

c) as assertivas II e IV;

d) as assertivas II, III e IV;

e) todas as assertivas.

QUESTÃO 10

Julgue as afirmações a seguir:

I) A teoria da argumentação jurídica está associada ao neoconstitucionalismo e se utiliza-se de


diversos instrumentos para chegar à decisão do caso concreto, como moral, filosofia, economia, política,
sociologia e teoria da linguagem.

II) Segundo o Princípio das Razões Públicas, a fundamentação deve conter razões aceitáveis pela

8 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

ordem jurídica objetiva, independentemente das convicções pessoais de cada um.

III) O Princípio do Cosmopolitismo defende o diálogo internacional na interpretação constitucional,


de maneira a invocar o Direito Internacional dos Direitos Humanos e o Direito Comparado na interpretação
constitucional.

QUESTÕES INÉDITAS MÚLTIPLA ESCOLHA

QUESTÃO 11

Sobre a classificação das Constituições, assinale a alternativa incorreta:

a) A Constituição cesarista é elaborada sem a participação popular, mas posteriormente é submetida


a consultar popular para referendá-la.

b) A Constituição gerida decorre de procedimentos que contam com a intervenção ou assistência


de órgãos de Estados ou organizações diversos daqueles destinados a recebe-las.

c) A Constituição semântica é o modelo que visa apenas à estabilização e à conservação de estrutura


do poder político.

d) A Constituição heterônoma é imposta de um Estado para ser observada em outro Estado.

e) A Constituição dualista é elaborada com ampla participação popular

QUESTÃO 12

Sobre a evolução do Constitucionalismo Contemporâneo, julgue os itens abaixo:

I. No direito positivo, o Constitucionalismo Social surge com o advento da Constituição Mexicana de


1917 e, logo depois, na Constituição alemã de Weimar de 1919. No Brasil, a Constituição de 1937 foi
fortemente influenciada por tal movimento.

II. Uma das manifestações do “neoconstitucionalismo” é a chamada constitucionalização-inclusão,


que consiste no tratamento pela Constituição de temas que antes eram disciplinados pela legislação
ordinária ou mesmo ignorados, marca frequente das constituições prolixas.

III. A constitucionalização simbólica, também conhecida como patriotismo constitucional, é um


fenômeno caracterizado pelo fato de que, na atividade legiferante (atividade de elaboração das leis
e das Constituições), há o predomínio da função simbólica (funções ideológicas, morais e culturais)

9 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

sobre a função jurídico-instrumental (força normativa), apontando para a existência de um déficit


de concretização das normas constitucionais, resultado justamente da maior importância dada ao
simbolismo do que à efetivação da norma.

IV. A visão substancialista da Constituição Federal defende uma postura intervencionista do Poder
Judiciário na sociedade, no sentido de, efetivamente, materializar/concretizar direitos explícitos e
implícitos na Lei Maior. Essa atitude gera, por consequência, maior intervenção nas políticas públicas.
Tal ideia está ligada à ativismo judicial e ao neoconstitucionalismo.

Está(ão) incorreta(s)?

a) Apenas I e II

b) I, II e III

c) Apenas III

d) Apenas I e III

e) I, III e IV

QUESTÃO 13

Sobre a interpretação da Constituição, assinale a alterativa correta:

a) De acordo com o princípio da conformidade funcional, o intérprete pode alterar a repartição de


funções constitucionalmente estabelecidas pelo constituinte originário.

b) Pelo princípio da concordância prática é possível o sacrifício total de um bem constitucionalmente


protegido em detrimento de outro em situações de aparente conflito.

c) De acordo com o princípio da máxima efetividade, idealizado por Konrad Hesse, toda norma
jurídica precisa de um mínimo de eficácia (ao menos, a eficácia jurídica), sob pena de não ser aplicada.

d) Segundo a teoria dos interpretativistas, o Juiz, no caso concreto, não pode, em sua atividade
hermenêutica, transcender os limites da Constituição, devendo se limitar a analisar os preceitos expressos
e os preceitos claramente implícitos no texto constitucional.

e) Segundo Peter Häberle, abandonou-se o monopólio interpretativo da Constituição, devendo


imperar a denominada “sociedade aberta dos intérpretes” para que os destinatários da interpretação
devam ser, além do Poder Judiciário, órgãos estatais e grupos sociais, com a exclusão do cidadão de

10 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

forma isolada.

QUESTÃO 14

Sobre as normas de eficácia limitada, julgue os itens a seguir:

I. Apesar de possuir a chamada aplicabilidade diferida, as normas de eficácia limitada possuem


a chamada eficácia conformadora, impondo o exercícios das competências dos órgãos públicos
(legislativas, executivas ou jurisdicionais) em conformidade com os fins e os objetivos estabelecidos
pela norma constitucional.

II. Apesar de possuir a chamada aplicabilidade diferida, as normas de eficácia limitada possuem a
chamada eficácia interpretativa, direcionando a interpretação das demais normas.

III. Apesar de possuir a chamada aplicabilidade diferida, as normas de eficácia invalidatória, pois
impedem a recepção de normas infraconstitucionais pré-constitucionais, bem como servem de
parâmetro para declarar a inconstitucionalidade das normas editadas posteriormente.

Estão corretas?

a) Apenas I

b) Apenas I e II

c) Todas estão corretas (I, II, III)

d) Apenas II e III

e) Apenas III

QUESTÃO 15

Analise as assertivas sobre a manifestação do Poder Constituinte e escolha a correta:

a) Uma parte da doutrina diferencia o poder constituinte originário do poder constituinte


revolucionário, afirmando que este último tem como objetivo criar novos Estados com transformações
radicais de estruturas estatais.

b) O poder constituinte derivado decorrente divide-se em institucionalizado e reformador, sendo,


respectivamente, a capacidade de criar ou de modificar o texto constitucional das entidades autônomas
que compõe a Federação.

11 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

c) O poder constituinte derivado reformador possui limites nos princípios constitucionais sensíveis,
princípios constitucionais estabelecidos e princípios constitucionais extensíveis.

d) Os fenômenos das constituições promulgadas são manifestados pelo chamado poder constituinte
usurpado.

e) O poder constituinte originário é inicial, ilimitado e incondicionado. No entanto, segundo a


doutrina, a nova Constituição deve respeitar os direitos adquiridos sob a égide da Constituição anterior,
ainda que esses direitos não sejam salvaguardados pela nova ordem jurídica instalada.

QUESTÕES INÉDITAS CERTO/ERRADO

QUESTÃO 16

A Constituição Brasileira de 1824 foi outorgada e era considerada rígida, estabelecendo, além
do Poder Executivo, Legislativo e Judiciário, a centralização monárquica, com a previsão do
Poder Moderador exercido pelo Imperador.

QUESTÃO 17

O transconstitucionalismo, trazido, no Brasil, pelo professor Marcelo Neves, traz a ideia de


entrelaçamentos entre ordens jurídicas constitucionais para a solução de problemas comuns
e constitui o fato de uma determinada situação concreta poder ser tratada igualmente
na legislação interna, na legislação internacional e na legislação supranacional, em um
verdadeiro fenômeno de “globalização do direito constitucional doméstico”, tendo como
objetivo criar a existência de uma constituição global.

QUESTÃO 18

A teoria da derrotabilidade normativa parte da premissa segundo a qual as normas jurídicas


se baseiam em raciocínios cujas justificativas podem ser “derrotadas” diante da exteriorização
de circunstâncias anormais, que não foram consideradas na formulação normativa, podendo
ser aplicadas tanto para toda espécie normativa, sejam regras, sejam princípios.

QUESTÃO 19

Normas de eficácia contida possuem aplicabilidade imediata e, simultaneamente, uma regra

12 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose
FIXCICLANDO 20 TODO DIA
CADERNO

de contenção.

QUESTÃO 20

O Poder Constituinte Supranacional realiza papel na criação e no desenvolvimento da


eficácia das normas constitucionais, sem alteração formal de seu texto. No entanto, segundo
a doutrina, tais normas, resultantes desse processo informal, não estão sujeitas a controle
de constitucionalidade.

13 FIXCICLANDO 20 TODO DIA | @CICLOSR3 CPF: 081.877.667-60 ALUNO: Maria Elisabete De Castro Jose