Você está na página 1de 5

MAHABONE, MAC BENAC

Por: Alberto Moreno Moreno.


Fonte - https://masoneriaantigua.blogspot.com/2019/12/mahabone-mac-benac.html

A morte de Noé, da maneira como representada na Weltchronik de Regensburg (Baviera, c. 1400)

Faremos uma abordagem quanto a origem e o significado da Palavra do


Mestre Maçom, que no Ritual de Emulação é Mahabon, Mac Benac e no Rito
Escocês Antigo e Aceito é Moabón.
No âmbito dos “Antigos” a palavra forjada foi Mahabone, enquanto que os
“Modernos” a transmitiam como Macbenach. Graças a isso, quando da União
em 1813, ambas palavras se
juntaram, de maneira que nas
Grandes Lojas que seguem o
sistema inglês é dito “Mahabone,
Mac Benach”.
Esta é a razão do porquê na
maçonaria inglesa não se aceita o
avental com o M e o B, dado que
são as iniciais de Mac Benach, que
era a Palavra de Mestre dos
Modernos, que ignora a Palavra
dos Antigos.
Na tabela abaixo podemos ver as variações que existem sobre a raiz
“mahabon”:

O que diz o ritual sobre o significado de Mahabone ou Mahabone, Mac


Benac?
Os rituais maçônicos que usamos atualmente foram originalmente
compilados durante os séculos XVIII e XIX. O nível da cultura geral era
obviamente notavelmente mais baixo do que o de hoje, e uma das facetas em
que isso é apreciado está na falta de requisitos em relação à tradução de
termos de idiomas antigos. Talvez o caso mais ilustrativo seja o das supostas
palavras caldeias, hebraicas, siríacas ou egípcias que são formadas com as
letras que aparecem na placa de ouro no Arco Real; mas, de qualquer forma,
a norma é que as traduções de quaisquer termos minimamente estranhos
são verdadeiramente livres.
O ritual da Emulação diz:
(...) enquanto os outros, mais animados, exclamavam M..n ou M..c,
palavras com significado quase semelhante, pois uma significa "a morte
do construtor" e a outra "o construtor está morto".
Por sua vez, nas instruções do ritual do Rito Escocês Antigo e Aceito, você
pode ler:
P. O que significa esta palavra?
R. Seu significado é desconhecido. Entre os que geralmente estão
associados está: "a carne se separa dos ossos", "filho do pai" e "vida nova".
Marrow in the bone (tutano no osso)
A razão pela qual todas essas traduções estão tão longe da realidade é porque
os irmãos estavam lidando com um termo cuja origem eles desconheciam
completamente. Foi só em 1936, muito depois dos rituais terem sido escritos,
que o Manuscrito de Graham (de 1726) foi descoberto, no qual consta a lenda,
totalmente apócrifa, dos três filhos de Noé tentando ressuscitar o pai para
arrancar dele um segredo para que os espíritos do além os obedecessem. Esta
lenda inclui o Levantamento do Mestre, com a carne desprendendo-se dos
ossos, o qual continuamos a representar no atual grau de Mestre Maçom.
Inclui também a palavra substituta do Mestre Maçom: MARROW IN THE
BONE (tutano no osso). O parágrafo que nos interessa é o seguinte:
(...) Então eles chegaram (os três filhos de Noé: Cam, Sem e Jafé) ao
túmulo, onde não encontraram nada além do cadáver quase inteiramente
decomposto. Quando pegaram um dedo, partiu falange por falange, e o
mesmo aconteceu com o punho e o cotovelo. Então eles levantaram o
corpo e o seguraram, colocando um pé contra o seu pé, um joelho contra
o seu joelho, o peito contra o seu peito, uma face contra a sua face e uma
mão nas suas costas, e começaram a gritar: Socorro, oh pai., como se
dissesse: Oh, Pai celestial, ajude-nos agora, porque nosso pai terreno já
não o pode fazer. Então, deixando o cadáver novamente, e sem saber o
que fazer, um deles disse: "Há medula neste osso" e o segundo disse:
"Mas é um osso seco" e o terceiro disse: "Cheira mal", então eles
concordaram em usá-lo como o nome que é conhecido na Maçonaria até
hoje.
So one said here is yet marrow in this bone and the second said but a dry
bone and the third said it stinketh so they agreed for to give it a name as
is known to free masonry to this day

Noé com seus filhos.


Codex Albendense ou
Vigilano (Mozarabic,
século X) Depositado na
biblioteca do Mosteiro
de Escorial (Madri).
Provérbios 3, 8: Será saúde para o teu umbigo e tutano
para os teus ossos (Biblia King James, 1611: It shall be
health to your navel, and marrow to your bones. Biblia
de Ginebra, 1599: So health shall be unto thy navel, and
marrow unto thy bones).
O único lugar onde você pode ler a expressão "Tutano
para os seus ossos" é em Provérbios 3.8.
Atualmente, as Bíblias usam traduções que tentam
interpretar os textos mais difíceis da Sagrada Escritura. Especificamente,
para este parágrafo de Provérbios 3, encontramos “Porque será um remédio
para o seu corpo e um refresco para os seus ossos” (Rei James, 1960), ou “It
will be healing to your flesh and refreshment to your bonés” (English Standard
Version, 2001). Mas o texto que nos interessa é "Será saúde para o seu
umbigo e tutano para os seus ossos (It shall be health to your navel, and
marrow to your bones)", porque este é o texto encontrado na Bíblia do Rei
James (1611). A Bíblia do Rei James é muito mais do que uma tradução da
Bíblia, dado o enorme impacto que teve nas traduções subsequentes em
inglês do texto bíblico, na literatura inglesa em geral e, no ritual maçônico
em particular. Uma tradução muito semelhante (So health shall be unto thy
navel, and marrow unto thy bones) aparece na Bíblia de Genebra (1560), que
é considerada a Bíblia da Reforma Protestante inglesa, e que precede a do Rei
James em 51 anos.

Bíblia de Genebra (1500).


Qual é o simbolismo de Marrow in the bone?
Embora saibamos que a origem de todas as versões de Mahabone /
Mohabone / Mac Benach / Matchpin etc ... tenha sua origem na frase Marrow
in the bone, é muito difícil discernir o significado dela. O único relato da lenda
dos três filhos tentado levantar Noé da sepultura está registrada em Graham;
no entanto, provavelmente remonta ao século XVII, pois temos uma folha de
jornal impressa em 1725 intitulada The Whole Institutions of Free-Masons
Opened, na qual se constata que, já em 1725, os maçons desconheciam o
significado simbólico da Palavra do Mestre, como se lê
Magbo and Boe signifies Marrow in the Bone, so is our Secrets to be
Concealed. Tho' there is different opinions of this, yet I prove this the truest
Construction.
Magbo and Boe significa Tutano no Osso, porque é assim que nossos
segredos devem ser mantidos. Embora existam opiniões diferentes sobre
isso, considero, no entanto, a interpretação mais verdadeira.
TESE: As palavras tutano no osso (marrow in the bone), origem de Mahabone
e Mac Benac, eram originalmente saúde para teu umbigo e tutano para teus
ossos (health to your navel, and marrow to your bones), sendo a saúde para o
seu umbigo a parte mais importante, pois era uma referência implícita ao
cordão prateado característico do transe astral que define a Iniciação.
Na minha opinião, o desconhecido autor do manuscrito de Graham estava
escrevendo uma versão abreviada de uma lenda que teria sido originalmente
mais extensa e que provavelmente incluiria a frase completa de Provérbios
3.8: “saúde para o teu umbigo e tutano para os teus ossos”. Esta lenda teria
sido encurtada, assim como frase que nos interessa. E continuando com
minha opinião, as palavras “saúde para o teu umbigo”, tanto no contexto
bíblico quanto no maçônico, referem-se ao próprio cordão de prata
característico do transe astral representado no Terceiro Grau. De fato, nos
catecismos maçônicos do início do século XVIII, encontramos frases como:
“Quão longa é a corda da sua loja? É tão longa quanto a dobra do meu
fígado à raiz da minha língua” (manuscrito Sloane, 1710)
“Quão longa é a corda da sua loja? É tão longa quanto a distância do
meu umbigo ao mais curto dos meus cabelos” (manuscrito Dumfries,
também de 1710).

Livre tradução: Madruga


27/12/2019

Você também pode gostar