Você está na página 1de 4

GUIÃO PARA AÇÕES EM MODALIDADE DE CURSO DE FORMAÇÃO

SUBMISSÃO Título: O currículo escolar na contemporaneidade: Educação, cidadania e


AO CCPF “desenvolvimento sustentável"
07362 Modalidade: Curso de Formação
Estado: Análise Técnico Administrativa Acreditada Registo: CCPFC/ACC-105738/19.

Entidades associadas
Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20) da Universidade de Coimbra
Fundação para a Ciência e Tecnologia - FCT
Fundação Eng. António de Almeida
Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Faculdade de Ciências da Educação da Universidade de Granada
Faculdade de Educação da Universidade de Salamanca
Centro de Formação de Associação de Escolas Nova Ágora - Coimbra
Centro de Formação de Associação de Escolas Minerva – Coimbra

Comissão organizadora:
Maria Helena Damião - CEIS20/ Universidade de Coimbra
Luís Umbelino - Universidade de Coimbra

Comissão científica:
Alexandre Sá - Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra).
Andrés Palma Valenzuela - CEIS20 / Faculdade de Ciências da Educação - Universidade de Granada
António Ferreira - CEIS20 / Universidade de Coimbra
Antonio Luis Bonilla - Faculdade de Ciências da Educação da Universidade de Granada
Carlos Fernandes Maia - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Carlota Boto - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Casimiro Amado - CEIS20 / Universidade de Évora
Dulce Marques da Silva - CEIS20 da Universidade de Coimbra
Érika Moreira Martins - Universidade Estadual de Campinas
Fernando Catroga - Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
João Boavida - Universidade de Coimbra
Jorge Paiva - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
José Hernandez Díaz - Faculdade de Educação da Universidade de Salamanca
Luís Umbelino - Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Maria Isabel Festas - CEIS20/ Universidade de Coimbra
Mauricio João Farinon - Universidade do Oeste de Santa Catarina
Nora Krawczyk - Universidade Estadual de Campinas
Rui Bebiano – Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Centros de Formação associados


Centro de Formação de Associação de Escolas Nova Ágora – Coimbra
Centro de Formação de Associação de Escolas Minerva – Coimbra

Área de formação (a selecionar):

1
a) Área da docência
b) Prática pedagógica e didática na docência
c) Formação educacional geral e das organizações educativas;
d) Administração escolar e administração educacional;
e) Liderança, coordenação e supervisão pedagógica;
f) Formação ética e deontológica;
g) Tecnologias da informação e comunicação aplicadas a didáticas específicas ou à gestão escolar.

Regime de Frequência (a selecionar): Presencial

Duração: 13h00m

Destinatários: Professores de todos os níveis e áreas de ensino e educação

Formadores com certificado de registo


Maria Helena Damião da Silva BI. 6085641. Registo de creditação nº CCPFC/RFO-02909/97
Luís António Correia Umbelino. BI. 961154. Registo de creditação nº CCPFC/RFO-24043/08

Razões justificativas da acção e a sua inserção no plano de actividades da entidade proponente


(máx. 750 caracteres)
A proposta de formação é baseada em investigação em curso no “Centro de Estudos
Interdisciplinares da Universidade de Coimbra” - CEIS20) (Projecto: “Currículo, ensino e formação de
professores”) e surge na sequência de outras propostas acolhidas pela entidade formadora. Partindo
do “Projecto de Autonomia e Flexibilidade Curricular”, concretiza-se em cinco conferências que
incidem no “desenvolvimento sustentável", declarado como prioridade na “Agenda 2030” da ONU
para a educação escolar. O modo de realização visa a actualização científica e pedagógica dos
professores, com vista à transposição de conhecimentos e competências para as suas práticas
lectivas, as quais terão por referência o “Perfil de aluno à saída da escolaridade básica”.

Objectivos a atingir (máx. 750 caracteres)


Considerando os novos desafios e exigências que, no quadro do “Currículo do Século XXI”, se
colocam aos professores dos diversos níveis e áreas de ensino e educação em matéria de “educação
para a cidadania”, espera-se que o trabalho, de matriz interdisciplinar, realizado no curso contribua
para fundamentar decisões que tomam no exercício autónomo da sua profissão. Assim pretende-se
que:
- adquiriram e/ou actualizarem conhecimentos, numa convergência entre o conteúdo dos
documentos oficiais e contributos da investigação;
- reflectiram sobre questões relativas à aprendizagem e ao ensino, suscitadas por esses
conhecimentos;
- retirem implicações dessa reflexão para as práticas pedagógicas, sempre com vista à promoção do
sucesso na aprendizagem.

Conteúdos da acção (máx. 3000 caracteres)


Conforme dito nas “Razões justificativas da acção”, esta proposta de curso de formação é ancorada
em investigação realizada no âmbito de um projecto centrado na identificação e discussão das bases
do currículo escolar e no qual colaboram especialistas de diversas áreas que têm estudado questões
concernentes a tais bases e que afiguram de particular relevo no presente. A “educação para a
2
cidadania” é uma dessas questões, a tratar segundo cinco eixos, fortemente interligados: sentido da
“educação para a cidadania no currículo dito do Século XXI; análise do conceito do sentido de
“cidadania” que subjaz à educação escolar; perspectivar esta educação para a “sustentabilidade da
existência”; perspectivar esta educação, de modo mais particular, para “interculturalidade; e,
finalmente, reflectir sobre a ideia de “homem novo”, que será também de “cidadão novo”.
Enuncia-se, de seguida, a estrutura do curso, na sequência prevista: títulos das sessões, duração,
conferencistas e instituição de pertença.

Abertura. A cidade, o cidadão e a urbanidade. Luís Umbelino (Faculdade de Letras - Universidade


de Coimbra). 30 minutos
1. A “educação para a cidadania” em contexto escolar. 2h30
1.1. A “educação para a cidadania” nas orientações curriculares internacionais e na sua
legitimação nacional. Maria Helena Damião (Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
/ CEIS20 - Universidade de Coimbra)
1.2. A “educação para a cidadania” como educação ética. Dulce Marques da Silva (CEIS20 -
Universidade de Coimbra)
2. Voltar ao conceito de cidadania. 2h30
2.1. Cidadania e Republicanismo. Fernando Catroga (Faculdade de Letras - Universidade de
Coimbra).
2.2. O cidadão comprometido. Rui Bebiano (Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra).
3. Educar para a sustentabilidade das “condições de existencia”. 2h30
3.1. Da “inconsciência global”: à (im)possibilidade de educar para a responsabilidade ambiental.
Jorge Paiva (Faculdade de Ciências e Tecnologia - Universidade de Coimbra)
3.2. Pensar globalmente, agir globalmente. Casimiro Amado (Universidade de Évora / CEIS20)
4. Educação intercultural do cidadão. 2h30
4.1. Valor da educação intercultural: uma análise a partir de manuais escolares. José Hernandez
Díaz (Faculdade de Ciências da Educação - Universidade de Salamanca)
4.2. A educação para a cidadania como objecto de desejo na “nova guerra de Tróia”. Andrés
Palma Valenzuela (Faculdade de Ciências da Educação - Universidade de Granada)
5. Educar o “homem novo”/“construir o novo cidadão”. 2h30
5.1. A escola do “homem novo”: uma reflexão sobre o carácter emancipatório da educação.
Carlota Boto (Faculdade de Educação - Universidade de São Paulo)
5.2. A velhice do homem novo: raízes de um símbolo revolucionário. Alexandre Sá (Faculdade
de Letras da Universidade de Coimbra).
Síntese. O repto da escola na educação para a cidadania. Luís Umbelino e Maria Helena Damião
(Faculdade de Letras/Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação - Universidade de
Coimbra). 30 minutos

Metodologias de realização da acção (máx. 1000 caracteres)


As sessões do curso, que totalizam 13h30 horas, serão presenciais e terão, como supra-dito, o
formato de conferência. Esse formato será o seguinte:
- apresentação do conferencista e enquadramento curricular do tema da conferência (15
minutos);
- exploração do tema da conferência pelo(s) especialista(s) convidado(s) sempre sob o duplo
ponto de vista científico e pedagógico (60 minutos);
- debate orientado (45 minutos);

3
- síntese (30 minutos).
Para cada conferência disponibilizar-se-á aos formandos, com a devida antecedência, um guião com
a informação essencial, bem como a documentação necessária.

O número de participantes será limitado a 30, de modo a poder existir debate.

Regime de avaliação dos formandos (máx. 1000 caracteres)


Os formandos serão avaliados nos termos do Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, e da Carta
Circular CCPFC 3/2007, numa escala de classificação de 1 a 10 valores, através de uma avaliação
contínua com base nos indicadores abaixo apresentados e respetiva ponderação.
Trabalho escrito individual que consistirá num “ensaio pedagógico” ou numa “proposta
pedagógica” que:
1) terá por base documentos do “Projecto de Autonomia e Flexibilidade Curricular” e o conteúdo
parcial ou total de uma ou várias conferências;
2) será estruturado no duplo ponto de vista científico e pedagógico, com uma articulação dessas
duas dimensões indissociáveis da docência;
3) não obstante o carácter mais teórico ou mais prático, deverá assinalar implicações relevantes
para as práticas lectivas.
A partir destes critérios, serão preparadas instruções mais específicas e descritores de avaliação e,
ainda, critérios de classificação a consensualizar com os formandos.
Considera-se desistente o formando que não cumpra o regime de assiduidade obrigatória (2/3 do
número de horas de duração da ação).

Forma de avaliação da ação


Avaliação da eficiência pedagógica da formação e do seu contributo para a atividade profissional
dos formandos através de:
- inquérito final preenchido por formandos e formador;
- relatórios dos formandos e do formador;
- relatório de avaliação interna do CFAE.

Bibliografia fundamental (só 5 entradas)


Boavida, J. J. (2003). Como educar no rescaldo de dois mundos? I. Alberto; A.C. Fonseca; C.P.
Albuquerque; A. Ferreira, J. Rebelo (Org). Comportamento anti-social: escola e família (pp.
331-361). Coimbra: Centro de Psicopedagogia da Universidade de Coimbra.
Boto, C. (1017). A escola do homem novo: entre o Iluminismo e a Revolução Francesa. São Paulo:
Editora da Universidade Estadual Paulista.
Damião, M. H. (2017). Humanidade, valores éticos e carácter. A educação para a cidadania na escola.
In J. M. Hernández Díaz & E. Eyeang. Los valores en la educación de África. De ayer a hoy (pp.
37-49). Salamanca: Ediciones Universidad.
Palma Valenzuela, A. (2019). Caballos de Troya en la formación del profesorado de ciências sociales.
Revista Interuniversitaria de Formación del Profesorado, 94 (33.2), 145-162.
Umbelino, L. (2019). To end all good news: Emotive opinionatores, arrogant Experts, and group
ideologues. Critical Hermeneutics (special issue) 3 (special), 151-164.

Você também pode gostar