Você está na página 1de 1

Claudia Alquezar Facca

Adriana Leonetti Gonçalves

De 02 a 05 de outubro de 2007 - Faculdade CIMO - Centro Integrado de Moda - Belo Horizonte - MG

ANÁLISE ERGONÔMICA DE ÓCULOS DE SOL:


PARÂMETROS PARA O DESIGN DE ACESSÓRIOS DE MODA
Este trabalho apresenta uma análise ergonômica de óculos solar feminino que fez parte da fase de pesquisa do projeto de produto, desenvolvida no 4º semestre do Curso de Design de Produto do Centro Universitário de Belas
Artes de São Paulo, na disciplina de Ergonomia I. O objetivo desta análise foi o levantamento de dados e informações usados como base de conhecimentos aplicados nas fases posteriores de criação e geração de alternativas
para auxiliar e dar embasamento à argumentação e critérios de escolhas necessárias durante o projeto.
Palavras-chaves: ergonomia, projeto, óculos. / Key-words: ergonomics, project, sunglasses

Processo Metodológico Análise da tarefa Fatores Ergonômicos Básicos


A metodologia utilizada foi baseada na observação, inquirição, descrição, Uso dos óculos no rosto: Os óculos são adaptáveis ao rosto no que diz
registro e análise qualitativa de um modelo de óculos de sol existente no respeito a ajustes individuais.
mercado e sua relação de uso com usuários selecionados de uma Uso dos óculos sobre a cabeça: É importante que não escorregue. Muitas
pequena amostra do público-alvo definido previamente no briefing do vezes o usuário que veio de um lugar ensolarado para um lugar com luz
projeto (mulheres, acima de 25 anos, classes A/B). artificial, ao tirar os óculos dos olhos os coloca sobre a cabeça. Para o Requisitos de Projeto
segmento que estamos analisando público feminino - este quesito é Segurança: A peça não apresenta faces com cantos vivos; todas as
muito importante. bordas são arredondadas; lentes com proteção UVA na cor marrom;
Ajustes: Em uma regulagem rápida, deformar a haste resolveria o Possui poucas possibilidades de ajuste; Quando apoiado com as lentes
problema. Porém, isso não é possível nas hastes de plástico. A armação e para baixo, a área de contato da lente com a superfície é pequena, o que
as hastes em plástico rígido permitem apenas um ponto de ajuste e é diminui a possibilidade de riscos na lente;
necessário o uso de uma chave de fenda específica. Conforto: Estrutura lisa, agradável ao toque das mãos; por ser de

Características do modelo analisado: acetato; Não causa desconforto por diferença de temperatura; O apoio

P Armação e hastes em acetato marrom, com manchas na cor bege do nariz acompanha a curva do rosto;

imitando casco de tartaruga. Estereótipo popular: Aparência, manejo e movimentos são compatíveis

P Lente retangular em tom esverdeado embutida na armação. ao estereótipo popular.

P Dentro da haste há uma estrutura de metal para dar sustentação à Envoltórios de alcances físicos: seu volume, peso, dimensões e forma

dobradiça dos óculos. estão de acordo ao fim que se presta.

P Dobradiça em metal composta de três peças. A primeira é embutida na Postura: escorrega facilmente do rosto.

armação; a segunda faz parte da estrutura de metal que está por Aplicação de força: em conformidade em relação ao esforço físico

dentro da haste e a última peça é um parafuso que perfura as duas necessário para a tarefa.

peças e é responsável pela articulação da frente dos óculos com as Materiais: o acetato é adequado às características de uso.

hastes.
P Apoio do nariz faz parte da armação, havendo apenas um volume na Ações de manejo

parte de dentro dos óculos. Manuseio Operacional: No ato de abrir as hastes e colocar os óculos no
Lavagem da lente: não foram encontrados problemas nesta tarefa. rosto é necessário o movimento do punho. Os dedos auxiliam para
Manuseio: são necessárias as duas mãos para abrir as hastes dos óculos. segurar as hastes. O tipo de manejo para o manuseio dos óculos é o
Uma mão segura uma haste e a outra abre a segunda haste. Seria manejo fino para abrir as hastes e um manejo mais grosseiro ao
interessante que os óculos quando seguros pela armação, as hastes se movimentar as mãos. O desenho das hastes, onde há o manuseio é
abrissem sozinhas. No entanto, na percepção do usuário, dobradiças que antropomorfo.
possibilitam essa situação deixam os óculos escorregarem do rosto. Limpeza: o manejo se torna fino em áreas com desenho mais geométrico
Guardar: Quando os óculos são retirados do rosto ou eles vão para a quando se está fazendo a limpeza da peça. A peça pode ser limpa com
cabeça ou para a gola da blusa. Isso acontece principalmente quando se uma flanela ou diretamente na água, se necessário. A armação
sabe que logo o usuário precisará deles novamente. A possibilidade de composta de duas hastes e uma única peça para sustentação das lentes
colocar uma cordinha que possibilite pendurar os óculos no pescoço não torna os óculos mais higiênicos, pois há menos emendas para acumular
é bem vista. Guardar os óculos na bolsa a cada vez que se entra em sujeira. No entanto, onde a lente se une com a armação, existe um
ambientes fechados não é uma prática comum. Achá-lo dentro da bolsa e espaço considerável para a permanência das sujeiras.
tirá-lo do estojo demanda muito tempo. Sendo assim fica bem mais Manutenção: o manejo para realizar a manutenção é um manejo fino em
accessível na gola da blusa ou sobre a cabeça. áreas de desenhos geométricos. O ajuste só pode ser realizado com o
auxílio de ferramentas específicas.
Conclusão - Recomendação Ergonômica: Arranjo espacial: utilização mínima de peças independentes
P A utilização de dobradiças é fundamental, sendo esta a melhor solução encontrada para a tarefa de abrir as hastes e colocar os (ferramentas) facilita o manejo da peça.
óculos n o r o s t o;
P A armação de acetato é indicada por que aceita mais facilmente as curvas que devem ser dadas à armação; Ações de percepção
P O acetato por ser leve, permite que a armação seja mais espessa e não comprometa o conforto; Percepção visual: peça de fácil percepção sobre sua função. Dobra das
P Para eliminar o problema de falta de possibilidades de ajustes nas armações em acetato, o apoio das orelhas poderia ter alguma hastes, posição das lentes, apoio das orelhas e nariz são facilmente
regulagem; identificados.
P O uso de dobradiças em metal e embutidas, com ajustes feitos por parafusos, garantem maior durabilidade; Percepção tátil: confortável, não há sensação de diferença térmica
P Um fator que proporciona conforto ao usuário é o uso de lentes grandes e com curvatura nas laterais do rosto. Elas ampliam a quando colocado em contato com o rosto. Agradável ao toque.
proteção dos olhos no que se refere à entrada de luz pelas bordas; Senso sinestésico: abertura e fechamento das hastes e a colocação dos
P É recomendado também o uso de lente na cor marrom. Esta cor é mais confortável na exposição ao sol. óculos no rosto podem ser feitas sem o acompanhamento dos olhos.
Claudia Alquezar Facca é designer, Especialista em Didática do Ensino Superior e em Comunicação e Artes pela Universidade Mackenzie, Mestranda em Design pela Universidade Anhembi Morumbi. Atua como docente nos cursos de Design
nas disciplinas de Gestão do Projeto na Uniban (Universidade Bandeirante de São Paulo), Projeto gráfico, computação gráfica e Ergonomia I e II no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Como profissional atuou em desenvolvimento de
projeto de produto nas áreas de automobilística, de eletrodomésticos, eletro-eletrônicos e design gráfico.
Adriana Leonetti Gonçalves é Graduada em Administração de Empresas com especialização em Marketing pela PUC SP e está cursando o 5° Semestre de Design de Produto no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Atuou nas áreas
administrativas, financeiras e comerciais de várias empresas.