Você está na página 1de 51

50

ANOS
NOVEMBRO . DEZEMBRO I 2019
12 ÍNDICE
MATÉRIAS
Entrevista com Fábio Queiróz 06
Executivo completa quatro anos
de gestão na ASSERJ e celebra
crescimento exponencial

Matéria de capa 12
Em 2019 a ASSERJ celebra 50 anos
de história com uma trajetória de sucesso

Palavra do Executivo 22

24
Caroline Scarpinelli, fundadora da
La Fruteria, fala sobre a receita de
sucesso da empresa

Reportagem especial 24
SRE Preview reúne mais de três mil
executivos do varejo alimentício
e indústria no Jockey

Gestão e RH 42
ASSERJ destaca as tendências da área
para o mundo corporativo e os benefícios
para os colaboradores

Sua loja 50
Transforme o seu ponto de venda
em um local de experiências e
memórias para seus clientes

Marketing & Cia 56


Você sabe usar o Google Ads
nos seus negócios?

ASSERJ sustentável 64
Confira alternativas para substituir
o uso do plástico no varejo

Caderno de tecnologia 71
Inovações que vão transformar o
dia a dia do varejo: Novidades foram

56 71
apresentadas no Conecta 2019

Categorias e tendências 80
Como conseguir resultados
na era exponencial?

Aconteceu 86
Curso da ASSERJ com a PUC-Rio
MISSÃO capacita gestores da área

Eu amo supermercado 90
Promover o desenvolvimento dos leitores e Rede Bramil celebra 50 anos e com ela,
o funcionário Dario completa cinco décadas
anunciantes, acrescentando-lhes valor através de de vida na empresa e revela o seu
informação, serviços de qualidade e oportunidades de amor pelo supermercado
negócio para fortalecer o varejo em geral, as marcas
Alimento em foco 94
associadas e fornecedores, superando a expectativa do Novas embalagens: Rótulos e tabelas
público com uma revista diferenciada. nutricionais poderão ser atualizados
para que informações sejam mais
claras aos consumidores

2 3
EDITORIAL

O ano ainda nem acabou e já temos muitas conquistas


para comemorar. Em 2019 completamos 50 anos com a
realização de três grandes eventos em nossa cidade: co-
meçamos pela 31ª SRE Trade Show, a maior que já reali-
zamos até agora; o Conecta, o primeiro evento de tecno-
logia para o varejo do Rio de Janeiro; e a SRE Preview, que
tem ganhado força na agenda do setor supermercadista.

Este ano também participamos ativamente da assinatura


do Decreto SIM, que regulamenta a venda da carne pré-
-moída nas lojas do Rio. Outro marco importante foi a Lei
das novas sacolas que, em apenas quatro meses, reduziu
a distribuição de cerca de 560 milhões de sacolas plásti-
cas em todo o Estado, uma diminuição de quase 42%. E
temos a certeza que essa porcentagem será ainda maior.

Nesta edição você encontra os assuntos principais que


norteiam o seu negócio, entrevistas exclusivas e insi-
ghts práticos para aplicar em sua loja. Mergulhe nessas
páginas e agregue mais valor para sua empresa!

Boa leitura!

Embarque nessa viagem!


Fábio Queiróz - Presidente da ASSERJ

EXPEDIENTE
Publicação bimestral da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro
Av. das Américas, 2480 – bloco 3 - sala 240 a 244 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ (21) 2584-6339

ADMINISTRAÇÃO DIGITAL DESIGN E DIAGRAMAÇÃO PREZADO LEITOR:


ASSERJ Wanderson Awlis Fabiano Klein
A revista Super Negócios tem um es-
GERENTE DE NEGÓCIO COMERCIAL REVISÃO paço para você. Mande sugestões, co-
Raquel Castellar Greice Dau Kelli Gonçalves mentários e dúvidas para redacao@
Elaine Duarte asserj.com.br. Os artigos assinados
PRODUÇÃO GRÁFICA são de inteira responsabilidade de
EDITOR
ASSISTENTE Daniele Potengy seus autores e não refletem necessa-
Tatiana Marzullo
Lucas Calixto riamente a opinião da revista.

REDAÇÃO SUGESTÕES
Juliana Costa redacao@asserj.com.br
Larissa Haddock Lobo @asserjsupermercados ANUNCIE AQUI!
Laura Martins PRODUÇÃO EDITORIAL: /asserjsupermercados (21) 2584-6339
Mariana Pupo Agência A+ www.asserj.com.br comercial@asserj.com.br

4 5
I Por Juliana Costa I

ENTREVISTA ESPECIAL
FÁBIO QUEIRÓZ

CRESCIMENTO
EXPONENCIAL
Fábio Queiróz completa
quatro anos à frente da
gestão da ASSERJ

E
m agosto de 2019, Fábio Queiróz, presidente da
Associação de Supermercados do Estado do Rio
de Janeiro (ASSERJ), celebrou quatro anos de
sua gestão na Associação. Nascido no Rio de Janeiro, o
executivo atua no setor supermercadista há 18 anos. É
advogado, pós-graduado em Direito Público e Privado
e Gestão de Negócios, e possui MBA em Direito Empre-
sarial. Atuou junto ao jurídico de uma tradicional rede
de supermercados por 14 anos, e representou a empresa
como conselheiro na ASSERJ. Em agosto de 2015, aos 38
anos, Fábio Queiróz assumiu o desafio de reinventar e
engajar cerca de 400 grupos associados à ASSERJ. O exe-
cutivo foi o mais novo presidente eleito da história da
Associação, indicado por consenso entre os supermer-
cadistas membros do Conselho Diretor, formado pelos
diretores e fundadores das principais redes do Estado.

6 7
ENTREVISTA ESPECIAL ENTREVISTA ESPECIAL

Atualmente, seu nome é sinônimo de inovação à frente Super Negócios: Quais são os principais objetivos de Outras importantes conquistas foram a aprovação da
dos supermercadistas. O executivo renovou sua gestão sua gestão? Lei das novas sacolas no Estado do Rio de Janeiro e a
com a ASSERJ para os próximos três anos (até 2022) e assinatura do decreto SIM, que regulamenta o Serviço SOBRE O SETOR
integra a Diretoria da Associação Brasileira de Super- Fábio Queiróz: O associativismo participativo é um dos de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal
mercados (ABRAS), como vice-presidente. Possui im- meus objetivos. Trazer os associados para perto, au- do Rio de Janeiro (SIM-RIO/POA). Também houve o au- O setor supermercadista do Estado do Rio
portante atuação no setor por investir constantemente mentando sua participação no dia a dia da ASSERJ, pois mento exponencial da Super Rio Expofood, que passou de Janeiro registrou faturamento anual em
em conhecimento para aperfeiçoar o varejo. O execu- isso fomenta o setor. Promovemos diversas iniciativas a se chamar SRE Trade Show e lançou em 2019 a SRE 2018 de R$ 39,3 bilhões, com crescimento
tivo foi responsável por formatar novos eventos para para incentivá-los e aproximá-los, inclusive, com pre- Conference e o aumento de dois pavilhões no Riocentro nominal de 1% na comparação com 2017, de
o segmento no Rio de Janeiro, como Conecta Varejo, miações diferenciadas. com retorno da Convenção ABRAS para o Rio. Além dis- acordo com levantamento da Associação de
o primeiro evento de tecnologia para varejistas do Rio so, devemos citar a criação da SRE Preview, evento de Supermercados do Estado do Rio de Janei-
de Janeiro. Em sua segunda edição em 2019, o evento lançamento da Super Rio que ocorre no segundo semes- ro (ASSERJ) e Associação Brasileira de Su-
se consolidou como referência sobre as tendências de tre do ano com geração de networking e negócios, e do permercados (ABRAS). O Estado do Rio de
tecnologia e conteúdo de alto nível, realizado em dois Conecta Varejo, maior evento de tecnologia para o varejo Janeiro representa 11% do faturamento do
dias em locail superexclusivo da cidade. Fábio também PRINCIPAIS do Rio de Janeiro. Queiróz também foi responsável pela país. Foram registrados 184.711 mil empre-
reformulou a Super Rio Expofood, com o marco de fa- criação da revista da ASSERJ, com novo projeto gráfico gos diretos no Estado, ante 182.919 mil em
zer com que a Convenção ABRAS retornasse ao Rio de REALIZAÇÕES DE e editorial – Super Negócios –, hoje é a revista do setor com 2017, criando 1.792 mil novas vagas de em-
Janeiro, após 14 anos sendo realizada fora do Estado. mais anunciantes do mercado. pregos. O levantamento destaca ainda que
FÁBIO QUEIRÓZ o setor encerrou o ano passado com 4.864
Super Negócios: O que representa para você liderar mil lojas e 20.648 checkouts.
a ASSERJ? Quando assumiu a presidência, a Associa- UM FUTURO INOVADOR
ção tinha quatro funcionários e hoje são
Fábio Queiróz: Esses quatro anos à frente da ASSERJ mais de 20 pessoas integrando a equipe, Super Negócios: Como os supermercadistas reagiram a
significaram para mim um período de amadurecimento, que passou por uma total profissionaliza- tantas mudanças? O que os associados podem esperar
evolução, muito aprendizado e confiança para novos de- ção com a criação de setores, mais conse- sobre o futuro da ASSERJ?
safios. Representar um setor dessa magnitude é uma res- lhos executivos e contratação de líderes e
ponsabilidade muito grande, mas para quem gosta de de- especialistas. Atualmente, a sede da AS- Fábio Queiróz: Estão entendendo a necessidade, mapean-
safios não há coisa melhor. O principal desafio foi unir os SERJ está localizada na Barra da Tijuca, a do o mercado… Foram à Disney conosco no ano passado
supermercadistas num propósito maior: o fortalecimen- mudança trouxe mais flexibilidade e acessi- para entender os serviços de excelência. É um mercado
to do setor. Tudo na ASSERJ acontece devido à força de- bilidade para os colaboradores, associados e que passou por muitas dificuldades e está crescendo em
les. Atuamos ao redor do poder desses supermercadistas, parceiros. Entre suas principais realizações vendas. Amadureceram muito com a crise e estão prontos
e foi isso que eu sempre tentei fazer à frente da ASSERJ. e legado está a criação da Escola ASSERJ, para navegar águas mais calmas. O futuro da Associação
braço educacional para capacitação do se- está em se consolidar cada vez mais, e cada vez mais usar
tor com cursos presenciais e in company. a inovação. A ASSERJ acredita muito nisso, é pioneira em
“Esses quatro anos à frente da
várias iniciativas pelo Brasil e vai continuar sendo assim!
ASSERJ significaram para mim
um período de amadurecimento,
evolução, muito aprendizado
De acordo com a ASSERJ, atualmen-
e confiança para novos te o Rio tem 2.094 empresas do setor FÁBIO QUEIRÓZ
desafios. Representar um supermercadista, totalizando cer- O mais novo presidente
setor dessa magnitude é uma ca de 6 mil lojas. Somente em 2018, eleito da história da
mais de duas mil pessoas foram qua- Associação trilha um
responsabilidade muito grande,
lificadas nos mais variados cursos caminho de sucesso e muitas
mas para quem gosta de desafios oferecidos pela Escola ASSERJ. conquistas para a ASSERJ
não há coisa melhor.”
8 9
10 11
I Por Juliana Costa I

MATÉRIA DE CAPA MATÉRIA DE CAPA

EM 2019
A ASSERJ
COMPLETA
50 ANOS DE
HISTÓRIA
“Enquanto muitos não
acreditavam mais no Rio, a ASSERJ
acreditou. Hoje investimos não
só no setor, mas sim em todo o
Estado do Rio de Janeiro”,
Fábio Queiróz - Presidente da ASSERJ

12 13
MATÉRIA DE CAPA MATÉRIA DE CAPA

O NOVA GESTÃO ASSERJ CELEBRA TRAJETÓRIA DE SUCESSO


ano era 1969 quando a Associação de Supermer-
cados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) foi
criada, com o objetivo de representar o segmen-
to supermercadista nos cenários político, econômico “Há quatro anos um grupo de supermer-
e social, promovendo a interação entre os players e o cadistas tomou uma decisão que mudaria
desenvolvimento da qualidade da gestão. Ao longo des- a história do setor: participar ativamente
ses 50 anos muita coisa mudou, os supermercados não da ASSERJ. O tempo nos mostrou que
são mais os mesmos. Inovação e tecnologia avançam desafiar esses competentes empresários
cada vez mais rápido em um cenário onde a praticidade, resultaria em algo muito maior: engaja-
conveniência e adequação aos novos consumidores são mento. Optamos por acreditar, investir,
prioridade. Nesse contexto, a ASSERJ se consolida como produzir e contribuir com o lugar que es-
a Associação mais inovadora do Brasil, transformando colhemos para viver, criar nossos filhos e ANOS 60 ANOS 70
e investindo massivamente não somente no setor, mas explorar economicamente. Essa é a nos-
também no Estado do Rio de Janeiro. sa terra e vamos defendê-la com todas A Associação de Supermercados do Estado do Rio de A antiga ASGRI muda de endereço para outra sala alu-
as forças. Em 2019 completamos meio Janeiro (ASSERJ) é fundada, em 1° de dezembro de gada, na Rua da Soja, no Mercado de São Sebastião. Em
Hoje comandada pelo executivo Fábio Queiróz, contrata- século de existência de muito trabalho 1969, com o nome de Associação de Supermercados 1975, o presidente da Casas Sendas, Arthur Antônio
do presidente em 2015, a ASSERJ representa os interes- em prol do desenvolvimento do Estado do Grande Rio (ASGRI). O primeiro escritório fun- Sendas, assume a presidência da Associação.
ses de cerca de 400 grupos supermercadistas do Estado e do Rio de Janeiro e do Brasil.” cionou na Rua Acre, nº 28, em uma sala cedida por
oferece a seus associados diversos benefícios, entre cur- Arthur Antônio Sendas.
Fábio Queiróz - Presidente ASSERJ
sos de aperfeiçoamento, grandiosos eventos, palestras,
consultoria e assessoria na área jurídica.

14 15
MATÉRIA DE CAPA MATÉRIA DE CAPA

3 décadas depois...

ANOS 80 ANOS 2015 A 2017 ANO 2018 ANO 2019


A antiga ASGRI passa a se chamar ASSERJ; Assume a presidência o advogado Fábio Queiróz; Retorno da Convenção ABRAS para o Rio de Janeiro, Foi um ano de grandiosas conquistas para o setor su-
após 14 anos sem ser realizada na cidade; permercadista e no campo institucional da ASSERJ;
Aquisição de novas salas no Prédio da Bolsa de Gêne- É fundada a Escola ASSERJ, propiciando a capacita-
ros Alimentícios do Estado do Rio de Janeiro (BGARJ), ção de milhares de profissionais do varejo; Grandes eventos: abertura da 31ª Super Rio Expofood Realização da 31ª SRE Trade Show - O melhor Trade
localizado na Rua do Arroz, também no Mercado de é realizada no Morro da Urca, cartão postal do Rio; Show da América Latina;
São Sebastião. A inauguração foi em 3 de julho de Lançamento da nova revista da ASSERJ: Super Negócios;
1980, sob administração do presidente Arthur Sendas; Acontece o Conecta, primeiro evento de tecnologia Implantação da Lei das Sacolas Plásticas com forte
Mudança da sede do Mercado de São Sebastião para o segmento supermercadista do Rio de Janeiro; atuação da ASSERJ e lançamento do movimento
Assume a presidência da ASSERJ Joaquim de Oliveira para o Condomínio Empresarial Lead Américas, Desplastifique Já;
Júnior, em 1981; na Barra da Tijuca; Realização do evento RH Experience;
Vitória para o setor: assinatura do decreto SIM be-
Acontece, em 1986, a 1ª Super Rio no Hotel Copaca- Formação de Câmaras Técnicas com a Vigilância Sani- 1ª Viagem Internacional da ASSERJ para o curso de neficia supermercadistas e consumidores;
bana Palace; tária, o Procon Estadual e o Ministério da Agricultura; excelência em atendimento e serviços na Disney;
O Conecta Varejo, único evento de tecnologia do
É lançada a primeira Revista ASSERJ, em 1986, com no- Responsabilidade Social: realização do projeto “Moe- Criação do Serviço de Atendimento ao Associado, Rio de Janeiro para todos os segmentos do varejo, é
tícias e conteúdos relevantes ao setor supermercadista; das do Bem”, em parceria com o Instituto Ronald sempre pensando em servir da melhor maneira; realizado em dois dias, com área de exposição, con-
McDonald, com arrecadação de R$70 mil em 2017 teúdo e networking;
Formação de Conselhos Técnicos da ASSERJ; para a instituição em prol de crianças com câncer. A 1ª Copa Chinezinho no Maracanã proporcionou a
sensação inédita aos nossos associados de serem joga- SRE PREVIEW Trade Show 2020, o evento bateu re-
No final dos anos 90 e durante os anos 2000, a ASSERJ dores profissionais de futebol. corde de público e expositores.
esteve sob a gestão de Aylton Fornari.

16 17
MATÉRIA DE CAPA MATÉRIA DE CAPA

QUEM FAZ A ASSERJ Eles fazem a ASSERJ ser referência e sinônimo de excelência
e comprometimento com o setor supermercadista.
Conheça nossos protagonistas!

Fábio Rossi de Queiróz Keila Meireles Prates Alana Cristina dos Santos Silva Amanda Rabelo Amaral Elisa Tenchini Corrêa Gabriela Teixeira dos Santos Greice Caroline Dau Sequeira Iago Valentim Vaz Ribeiro
Presidente Superintendente Assistente de Projetos Gerente Administrativo Analista de Comunicação Assistente Administrativo Consultora Comercial Analista de Comunicação
Financeiro e Marketing e Marketing

Ana Paula Rosa Angela Teixeira da Silva Bianca Glaciano Bianca Costa Josilene de Lima Generosa Lucas Calixto Margareth França de Lima Paulo Cesar Junior
Superintendente Jurídica e Coordenadora Pedagógica Coordenadora de RH, Presidente Nutricionista e Coordenadora Auxiliar de Serviços Gerais Estagiário Comercial Coordenadora Financeira Assistente de Processos
Coordenadora do Conselho Escola ASSERJ do Conselho de RH da ASSERJ do conselho do Alimento Seguro
Jurídico da ASSERJ

Cristiany Queiroz Quintas Daiani Condenso Felicio Débora Ribeiro Elaine Ribeiro Duarte Paulo Jorge de Mattos Raquel Castellar Valéria de Souza Busto
Assistente de Relacionamento Consultora Comercial Assistente Financeiro Consultora Comercial Consultor Comercial Gerente Comercial Consultora Comercial

18 19
MATÉRIA DE CAPA

UNIR, SERVIR E REPRESENTAR


“O setor supermercadista fluminense tem “A ASSERJ já tinha uma boa gestão, mas,
grande força e representatividade no País, com a entrada do Fábio Queiróz e a refor-
e isso se deve muito ao trabalho da Associa- mulação que ele fez, a Associação subiu
ção de Supermercados do Estado do Rio de de patamar. Hoje a ASSERJ consegue ca-
Janeiro (ASSERJ). É uma alegria ver nossa minhar com o que realmente está aconte-
afiliada completando 50 anos, quase a idade cendo na atualidade. Conseguimos, de uma
da Abras, que chega em novembro ao seu 51º forma muito mais fácil, resolver as coisas.
aniversário. Sabemos que não é fácil man- O atendimento é muito rápido, não só para
ter uma entidade de classe ativa e em de- nós, mas para outros associados. Sabemos
senvolvimento, os obstáculos e desafios na que não estamos sozinhos. O mercado de
luta por um setor mais forte e empreende- um modo geral é competitivo, e muitas ve-
dor são enormes, e esse meio século de exis- zes precisamos de uma representatividade.
tência é uma grande vitória. A ASSERJ tem Conseguimos assistência jurídica, temos
realizado um trabalho muito significativo o comitê de RH, conseguimos auxílio em
na profissionalização do setor fluminense, tudo. A ASSERJ representa futuro.”
oferecendo capacitação para empresários
Rodrigo Maximiano - Analista de Treinamento
e operadores, trazendo ótimas oportunida-
do Vianense
des de negócio e networking por meio de
seus eventos anuais, principalmente, com a
realização da Super Rio Expofood, uma das
maiores feiras do Brasil, em parceria com a
Convenção da ABRAS. Quero parabenizar
todos os presidentes que marcaram sua his- “Mudanças na legislação penal, seguran-
tória na ASSERJ e que ajudaram na constru- ça jurídica, geração de vagas de trabalho,
ção do setor no Rio de Janeiro; e em especial desburocratização, simplificação tributária
o presidente Fábio Queiróz, que há quatro e todo apoio do governo Bolsonaro aos su-
anos vem realizando um excelente trabalho permercadistas. Grande honra participar
e elevando o potencial da ASSERJ com base da abertura das convenções da ABRAS e da
na inovação e evolução dos supermercados ASSERJ, no Rio de Janeiro”,
do Estado, e que com certeza deixará um le-
gado de grandes realizações. Uma ASSERJ Flávio Bolsonaro - Senador
forte é também uma ABRAS mais forte, e
essa comemoração é de todos nós. Parabéns!.”

João Sanzovo Neto - Presidente da Associação


Brasileira de Supermercados (ABRAS)

20 21
I Por Laura Martins I
PALAVRA DO EXECUTIVO PALAVRA DO EXECUTIVO

Super Negócios: Qual a sua trajetória no varejo? se destacam não só pela cor e sabor como também pela
qualidade e garantia de origem. Gostaria de destacar
Caroline Scarpinelli: A minha trajetória no varejo também a cultura de apoio a pequenos produtores lo-
propriamente dita começou em 2015, com a abertura cais e novamente a rede de relacionamentos com os
da nossa primeira loja de apenas 32 m² em Ipanema. principais profissionais de saúde do mercado e impor-
Antes da La Fruteria eu nunca havia trabalhado com tantes marcas do segmento.
varejo, nunca tinha vendido para o consumidor final.
O nosso sonho (meu e da minha irmã e sócia) de traba- Super Negócios: Quais os principais desafios para vocês?
lhar com varejo surgiu quando começamos a trabalhar
em eventos como o Rock in Rio e o Rio Open de Tênis, Caroline Scarpinelli: Diríamos que é continuar cres-
vendendo frutas e saladas de frutas da Benassi, em- cendo mantendo o nosso jeito simples e atencioso de
presa da família, na qual trabalhávamos. ser com cada cliente, preservando sempre a qualida-
de dos nossos serviços e produtos e a satisfação de
Super Negócios: A La Fruteria é um conceito inovador nossos clientes.
dentro do setor supermercadista. Como é possível ino-
var no segmento? Super Negócios: Quais as expectativas para 2020? Vo-
cês pretendem expandir a rede no Rio de Janeiro?
Caroline Scarpinelli: Oferecendo aos clientes o que não
era oferecido até então com muita atenção e aperfeiço- Caroline Scarpinelli: Claro que pretendemos! É tudo
amento e de forma diferente e especial! Nós oferecemos que queremos! Oferecer saúde cada vez mais para a ci-
saúde através de um atendimento especializado e em dade do Rio de Janeiro, que ama se alimentar bem! Nós
forma de experiências. Em nossas lojas o cliente entra desejamos ampliar o número de lojas no Rio e, quem
sabendo que pode comprar sem medo, pois nós já estu- sabe, aterrissar em São Paulo.

SAÚDE E ATENDIMENTO damos o produto por ele. Nosso time é capacitado para
orientar os clientes quanto aos produtos respeitando as

PERSONALIZADO SÃO PILARES preferências e restrições alimentares de cada um. Além


disso, nós construímos e cultivamos uma rede de rela-

DA EMPRESA cionamentos com os melhores profissionais de saúde do


Rio de Janeiro e com as marcas referência do segmento,
que nos ajudam a manter o nosso mix sempre atualiza-

Caroline Scarpinelli, fundadora da La Fruteria do com o que há de melhor e de mais inovador no uni-
verso da alimentação saudável.

F
rutas, legumes e verduras de qualidade com garantia de origem, aliados a uma cultura Super Negócios: Quais os principais diferenciais
e com apoio nutricional, além de atendi- de apoio a pequenos produtores locais, e a uma da empresa?
mento especializado e humanizado são grande rede de relacionamentos que garante a
alguns dos ingredientes da receita de sucesso marca uma grande capacidade de inovação. Caroline Scarpinelli: Sem dúvida são as nossas pes-
da La Fruteria. Criada em 2015, em Ipanema, a soas. Graças ao time que temos nós conseguimos ofe-
rede nasceu do sonho de duas irmãs de traba- De um pequeno espaço de 32 m², a La Fruteria recer um atendimento especializado e ainda por cima
lhar com o varejo alimentício – mais especifi- hoje não está somente no bairro da Zona Sul cario- humanizado! Nosso time cultiva e valoriza a relação
camente as frutas. A marca hoje é reconhecida ca, mas na Barra da Tijuca e dentro dos Estúdios com o cliente, curte e vibra com cada inovação que tra-
por proporcionar experiências únicas de qua- Globo. E esse não é o fim, a executiva pretende zemos! Outro ponto forte é a curadoria de produtos,
lidade de vida, saúde e bem estar oferecendo abrir mais pontos de venda no Rio de Janeiro e, feita com muito cuidado e com a ajuda de profissionais
curadoria de produtos e frutas de qualidade e quem sabe, começar o seu negócio em São Paulo. de saúde. Nossas frutas, legumes e verduras também

22 23
I Por Juliana Costa I
REPORTAGEM ESPECIAL REPORTAGEM ESPECIAL

Antes da abertura oficial do evento foi realizado um Fábio agradeceu a presença da Associação Brasileira
almoço exclusivo no restaurante Rubaiyat para as au- de Supermercados – ABRAS, na qual é VP, que realiza-
toridades presentes. No local, o presidente da ASSERJ, rá novamente a sua convenção de 2020 paralelamen-
Fábio Queiróz, fez um pronunciamento e falou do te à SRE. “Ainda é muito difícil trazer eventos para o
prazer em receber todos os convidados aos pés do Rio de Janeiro, todo mundo ama o Rio, mas ainda há
Cristo Redentor. “Esse é um almoço com o propósi- o receio de vir para a cidade. Estamos retomando e fa-
to de unir supermercadistas e indústria. Dois setores zendo cada vez mais parte do calendário de eventos de
que precisam andar cada vez mais juntos, profissio- negócios por meio da parceria com a Escala Eventos”,
nalizados e parceiros. Só vamos crescer se todos se ressaltou o titular da Associação.
ajudarem. A Super Rio Expofood está cada vez maior
e mais importante. É um orgulho imenso para o Es- O diretor do Grupo GPA, Paulo Pompilio, que partici-
tado gerarmos oito mil empregos diretos e indiretos pou do almoço, parabenizou o trabalho desenvolvido
com a ajuda de cada um de vocês.” pela ASSERJ. “Excelente iniciativa com uma preparação
muito boa, um evento cheio, com um almoço ótimo, se-
guido de uma reunião de conselho valorizando o setor
no Rio de Janeiro. Acho que é uma excelente prepara-
ção para uma feira espetacular em 2020.”

Ricardo Geromel, jornalista da Forbes USA e autor


do best-seller “BI.LIO.NAR.RIOS – O que eles têm em
comum além de nove zeros antes da vírgula” e do re-
cém-lançado livro “O Poder da China”, foi o palestrante
desta edição. Ele trouxe uma visão ampliada e deta-
lhista sobre a Nova China, superpotência mundial que,
desde 2009, é a maior parceira comercial do Brasil. “O
Brasil está prestes a viver um grande boom em star-
tups e novas empresas de tecnologia que irão mudar
a forma sobre como fazer as coisas. Os empresários
não vão conseguir ignorar a China. O sonho chinês já

SRE PREVIEW REÚNE MAIS DE TRÊS MIL “Ainda é muito difícil trazer faz parte do nosso dia a dia. São a maior economia do
mundo desde 2014, o governo chinês é onipresente,
eventos para o Rio de
EXECUTIVOS DO VAREJO ALIMENTÍCIO
ele está em tudo que é grande”, disse.
Janeiro, todo mundo ama o
E INDÚSTRIA NO JOCKEY
Geromel ressaltou que a inteligência artificial já está
Rio, mas ainda há o receio de em tudo na superpotência, inclusive no sistema edu-
vir para a cidade. Estamos cacional. Os chineses aprendem tudo sobre IA desde
o ensino médio e em cursos de graduação. O escritor
retomando e fazendo cada

N
o mês de outubro, a ASSERJ, em parceria com Mais de 50 expositores apresentaram os principais afirmou que em um futuro muito próximo tudo esta-
a Escala Eventos, reuniu no Jockey Club Bra- lançamentos, produtos e tendências para o setor su- vez mais parte do calendário rá relacionado à internet. “Quem ignorar a tecnologia
sileiro líderes e autoridades do setor de food permercadista e alimentício. O evento recebeu mais de fixo de negócios”, vai ficar pra trás. A interpretação dos dados é o petró-
service. A SRE Preview marcou o lançamento da 32ª três mil visitantes, entre líderes do varejo e indústria. leo desse século. O que vocês estão fazendo para o seu
Super Rio Expofood, que acontecerá nos dias 16, 17 e O público pôde ter uma prévia de como será o maior Fábio Queiróz - Presidente da ASSERJ cliente trazer mais clientes?”, provocou.
18 de março de 2020. evento do varejo do Rio de Janeiro.

24 25
SRE PREVIEW | OUTUBRO 2019 | JOCKEY CLUB - GÁVEA

26 27
REPORTAGEM ESPECIAL

EXPOSITORES

Patrocinadores da Preview, a Bauducco reconhece a im- De acordo com o diretor da Açaí Rio, Carlos Miranda, o sal-
portância de estar presente no evento por mais um ano, do do evento também foi bastante positivo, e já está com
conta Vinicio Rodrigues, coordenador de Trade Marketing. boas expectativas para a Super Rio Expofood 2020. “Essa é
“Achamos muito importante essa aproximação junto ao a primeira vez que participamos de uma feira deste tipo, e
mercado. Trouxemos dois lançamentos para nossos parcei- não sabíamos muito o que esperar, mas até agora foi bastan-
ros de negócios conhecerem. A estrutura está de parabéns, te satisfatório. Encontramos aqui compradores de redes que
em uma área nobre e superbonita do Rio de Janeiro.” já atendemos e isso nos proporcionou um estreitamento de
relacionamento. Além disso, também conhecemos um pú-
A Itabus já tem uma parceria com a ASSERJ há alguns blico muito diverso, desde pessoas físicas, donas de restau-
anos, mas esta foi a primeira vez que participou da Pre- rantes, até grandes redes de supermercados”, avalia.
view. “Acho incrível esse modelo mais enxuto de feira,
pois permite que a gente tenha mais relacionamento Pelo segundo ano participando da Preview, a fabricante
com as pessoas, um contato mais próximo. Sem dúvidas de sacos de lixo recicláveis Bye Bye Lixo está ansiosa
um evento espetacular”, diz a gerente de compras da Ita- para a Super Rio Expofood do ano que vem. “Foi uma
bus, Juliana Scivoletto. feira muito produtiva, nos trouxe muitos benefícios no
sentido de aumentar as nossas vendas. Um evento mui-
A Casbri participa pela terceira vez dos eventos da to bem organizado. Para a feira de 2020 vamos levar
ASSERJ, e para a Preview deste ano trouxe o lança- um produto de qualidade, com preço e quantidade satis-
mento da linha Casbri Ser +, com ovos mais nutritivos, fatória para o cliente”, afirma Fernanda Chagas, super-
livres e saudáveis. “Esse ano está bastante movimen- visora de promoção da Bye Bye Lixo.
tado, fizemos muitos relacionamentos e encontramos
pessoas de diversos setores”, conta Mayara Oliana, da
área de marketing da marca. SRE TRADE SHOW
Somos o melhor trade show da América Latina!
Quem passou pela feira também pôde conferir o estan-
de da Pan Delícia, estreante na SRE Preview. Priscila
Leitão, gerente comercial, conta que é a primeira vez 32ª SUPER RIO EXPOFOOD
que participam do evento e o resultado foi extrema- 16 a 18 de março de 2020
mente satisfatório. “Trouxe bons frutos, fizemos ótimos www.superrioexpofood.com.br
contatos, e deu para sentir o clima, entender como é o
público, e nos preparar para ano que vem.” NÃO FIQUE DE FORA!
28 29
I Por Juliana Costa I
VAREJO NEWS

NOVO
SEGMENTO
PASSA A
INTEGRAR A
ASSERJ
A Casas Pedro passou a ser represen-
tada pela ASSERJ. Muito querida pe-
los cariocas, a tradicional rede é líder
na distribuição de ervas, temperos,
grãos e linha seca do Estado do Rio
de Janeiro, fundada em 1932, possui
mais de 38 lojas. Entre os produtos
mais vendidos estão o bacalhau, do-
ceria, conservas, especiarias, tempe-
ros, cereais, cestas de natal, artigos
importados e chocolates. Siga @casas-
pedrorj e acompanhe as novidades.

LA FRUTERIA
TAMBÉM É
ASSERJ!
A La Fruteria agora também é re-
presentada pela ASSERJ. Com lojas
na Barra e em Ipanema, a La Frute-
ria é uma boutique de frutas frescas
e desidratadas e um mercado cheio
de opções saudáveis, que trouxe um
novo modelo de negócio para o setor,
se destacando com o consumidor ca-
rioca. Siga @alafruteria e acompanhe
as novidades!

30 31
32 33
34 35
AGENDA DO VAREJO LANÇAMENTOS

NRF 2020 (111ª EDIÇÃO) Jeitô


A Jeitô, marca de produtos veganos,
10 a 17 de Janeiro de 2020 lança o Esfoliante Coporal, que limpa
Nova York e retira as impurezas acumuladas
no nosso dia a dia, deixando a pele
hidratada e aveludada. O produto é
A maior feira de varejo do mundo irá acontecer em
desenvolvido com microesferas de
Nova York, de 10 a 17 de Janeiro de 2020. A NRF
jojoba, óleo de abacate e extrato de
Retail’s Big Show é o mais importante evento do va- Molhos especiais
castanha da Índia e uma boa dose de
rejo mundial, composto de exposição de produtos e
A Chinezinho lançou este mês três novos amor próprio! A Jeitô tem por propósito
tecnologias de última geração, seminários, fóruns de
molhos para complementar sua linha. O Molho unir as duas coisas mais bonitas que
debates e apresentação de cases de empresas mun-
Chipotle, picante e exclusivo, o Molho Cheddar, pode haver: o compromisso por um
dialmente conhecidas.
com o verdadeiro sabor do queijo, e o Molho mundo melhor e o autocuidado. Todos
Bacon, de sabor forte e marcante. Para esta os produtos estão em embalagens
Acesse: nrfbigshow.nrf.com edição, a Chinezinho mudou suas antigas ecológicas, 100% recicláveis
embalagens pelas do tipo TopDown, mais
www.usejeito.com.br
modernas, práticas e bonitas.

www.chinezinho.com.br
SRE TRADE SHOW 2020
(32ª EDIÇÃO)
16 a 18 de março de 2020
Riocentro - RJ
O melhor trade show da América Latina irá aconte-
cer no Rio de Janeiro nos dias 16 a 18 de março de
2020. A SRE Trade Show do ano que vem será ainda
maior, com 45.000 m2 e ocupando por completo os Mini Panettone
pavilhões 3, 4 e 5 do Riocentro, com muito mais con-
A marca líder de panetones*, Bauducco, traz uma novidade
teúdo em quatro palcos simultâneos.
para o Natal deste ano, uma versão mini do Panettone e

Acesse: www.superrioexpofood.com.br Snacks saudáveis Chocottone, com 80g cada. O Mini Panettone é um produto com
textura macia, acrescido de frutas cristalizadas e uvas passas.
A Benassi acaba de lançar uma nova linha O Chocottone carrega gotas de chocolate, com a qualidade e
NÚMEROS DE 2019 de snacks saudáveis. Eles vêm prontos para tradição da família Bauducco já conhecida pelos consumidores.
consumo e para serem saboreados em qualquer
*Fonte: Kantar 2018 e Nielsen Scantrack | T.Brasil AS |
hora e lugar! Entre as opções de sabores há
Natal: Outubro e Janeiro 18/19.
chips de banana, de batata doce e milho torrado

www.benassifood.com.br www.bauducco.com.br
MAIS DE 50 MIL MAIS DE 500 MARCAS MAIS DE 100 PAINÉIS GERAÇÃO DE 8 MIL
VISITANTES EXPOSITORAS DE CONTEÚDO EMPREGOS

36 37
38 39
ALEX CAMPOS
É palestrante, jornalista, colunista
COLUNAS de Economia da rádio JBFM (RJ),
sócio-diretor do portal ideiasideais.
com e autor do livro “Faça as Pazes
com o Dinheiro”.

PRECISAMOS
Precisamos harmonizar o Rio, onde os cariocas preci-
RECONCILIAR O BRASIL sam se reconciliar com os cariocas. E precisamos har- • Taxas competitivas para seu negócio
PRECISAMOS SER monizar o Brasil, onde os brasileiros precisam se re-
conciliar com os brasileiros.
DECENTES COM O RIO • Flexibilidade nos planos de
Pessoas visionárias, mentes inovadoras recebimento, inclusive em D+1
Peço licença e faço minhas as palavras de Roberto Me-
dina. Em artigo no jornal O Globo (10/08/19), o empre- Superproduções internacionais, como o Rock in Rio;
• Oferece grátis os principais
sário deu o seguinte recado: “Chega desse jogo cruel de megaeventos, como a Super Rio Expofood; ou desafios,
perde-perde! Vamos reconstruir o Rio somando o ideá- como a Conecta 2019, são exemplos de verdadeiros atos
modelos de Pinpads do mercado
rio da esquerda, fundado na justiça social, na solidarie- de reconciliação, bravura e loucura. Sim, porque toda co-
dade e na redução das desigualdades, com a eficiência ragem exige uma certa insanidade, e é essa combinação
de gestão dos liberais e a competência (deles) para ge- que distingue as pessoas comuns das pessoas visionárias,
rar emprego e renda. Passou a hora de um contra o ou- das mentes inovadoras e almas empreendedoras.
tro. Vamos nos unir e trazer esta terra de todos para as
oportunidades do século XXI”. É preciso ter uma resistência desatinada e uma deter-
minação destemida para apostar contra o discurso fácil
As palavras do publicitário popstar do Rock in Rio casam e preguiçoso de que “o Rio está falido, violento e vio-
com as palavras do jornalista popstar do anonimato (eu) lentado” - todas essas coisas que muitos já sabem, já
quando digo que os problemas do Rio e do Brasil não são conhecem, mas que poucos têm coragem e insanidade
“problemas de esquerda” nem “problemas de direita”. para tentar reverter.
Os problemas do Rio e do Brasil são “problemas de ca-
riocas e de brasileiros”. Precisamos resolver os “proble- Produções e eventos como esses servem justamente
mas dos cariocas e dos brasileiros”. Para isso, em favor, para desafiar e combater a crise de astral e de autoes-
em defesa, em benefício dos cariocas e dos brasileiros, tima que há anos vem afetando o município e o estado.
precisamos reaprender a ser plurais, tolerantes e demo- Claro que não há como viver dando cambalhotas de ale-
cráticos. O Rio e o Brasil são capazes de funcionar e so- gria diante de tantas dificuldades políticas e econômicas.
breviver a tudo e a todos, porque tudo e todos passam... Mas também é verdade que ninguém - que seja decente
e o Rio e o Brasil ficam. - abandona um filho porque ele tem problemas demais.

Não podemos permitir que os nossos desejos sejam en- A exemplo e à altura de um Roberto Medina (que eu des-
venenados pelo ódio; que as nossas esperanças sejam taco no início desse artigo), os empresários Fábio Quei-
contaminadas pela fúria; ou que as nossas necessidades róz (Asserj), Jerônimo Vargas (Escala) e muitos outros
sejam maculadas pela intransigência. Não é de hoje, um (tantos que não cabem nessa página) estão sendo de-
dos desafios do Rio e do Brasil é que o Rio e o Brasil pre- centes com o Rio. E ser decente com o Rio não é pouco
cisam de paz - mas o ódio, a fúria e a intransigência não numa cidade onde não falta gente sendo decente... só
são bons conselheiros nem em tempos de guerra. com Nova York, Londres ou Paris.

40 41
I Por Juliana Costa I
GESTÃO E RH GESTÃO E RH

PERFIL DE LIDERANÇA RECRUTAMENTO E


A função de liderança dentro das empresas é fundamen- SELEÇÃO
tal para a conquista de bons resultados. Com a chegada das
novas gerações ao mercado de trabalho, o melhor acesso à Saber identificar o profissional certo na função certa
informação e o avanço da tecnologia, houve também uma viabiliza a formação de uma equipe qualificada, produti-
mudança na forma de se liderar uma equipe. va e motivada. O processo de seleção deve ser completo.
O profissional de RH precisa procurar diversas qualida-
As lideranças tradicionais têm perdido espaço para um des, mas estar atento para saber colocar pessoas certas
modelo mais colaborativo de gestão. nos lugares certos. Não existe um profissional que reú-
na todas as qualidades. Existem perfis diferentes. Exis-
“O papel do líder está muito mais focado em acompa- tem fases em que se precisa de alguém focado na parte
nhar o andamento do trabalho, com empatia e envol- administrativa e, em outras, alguém mais criativo.
vimento. É um profissional que faz questão de se fazer
presente, mesmo quando está trabalhando remotamen- O RH deve mapear e identificar o perfil de funcioná-
te, por exemplo”, destaca Bianca. rio mais adequado para determinada função. É funda-
mental que as expectativas estejam alinhadas. Se esta
Antigamente, tínhamos a figura do chefe, que mandava sinergia não estiver em sintonia, a pessoa não vai ser
e distribuía ordens com seu ar autoritário e sem diálogo. feliz no trabalho e não vai conseguir entregar a melhor
Depois, surgiu o gestor que determinava metas e objetivos, produtividade para a empresa.

RECURSOS HUMANOS organizava e dirigia as atividades das equipes, além de con-


trolar e avaliar resultados. Hoje, o líder é o responsável por

DISRUPTIVO E ESTRATÉGICO: fazer a mediação entre os liderados e os objetivos da orga-


nização. O papel da liderança não está relacionado apenas AMBIENTE
O QUE MUDOU EM 50 ANOS ao profissional responsável pela medição de performance
de equipe. É, além de tudo, estar presente no cotidiano dos
colaboradores, bem como no acompanhamento de suas ati-
COLABORATIVO
vidades. Desta forma, o principal papel do líder é auxiliar os O ambiente colaborativo é uma proposta onde diferen-
ASSERJ destaca as tendências da área para o mundo colaboradores por meio de exemplos, sendo um profissional tes profissionais trabalham em conjunto, constroem
experiente e que deve ser levado como modelo. conhecimento, discutem, sugerem ideias e soluções de
corporativo e os benefícios para os colaboradores forma conjunta, para que os objetivos comuns da em-
presa possam ser alcançados.

N
o ano em que comemora 50 anos, a Associação de Su- Para acompanhar esta evolução, a ASSERJ moni- “O papel da liderança não está
permercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) ce- tora índices de interesse do setor como: turnover Os benefícios são inúmeros à empresa que o imple-
lebra a evolução do setor, e não só nas inovações tecno- (rotatividade de pessoal), absenteísmo (frequên- relacionado apenas ao profissional menta, uma vez que ele permite que os profissionais
lógicas e estratégias de vendas. A área de Recursos Humanos cia de faltas) e pesquisa salarial. Os profissionais responsável pela mediação de realizem suas funções com mais engajamento, aumenta
do varejo também está em constante aprimoramento para se ainda se encontram mensalmente para as reuni- a produtividade, possibilita que estratégias sejam tra-
performance de equipe. É, além de
consolidar como um setor estratégico das redes. Atualmente, ões do Conselho de RH, onde compartilham ex- çadas em conjunto, valoriza as experiências de cada
espera-se que o departamento não se limite ao cumprimento periências. Bianca Glaciano, gerente de Pessoas tudo, estar presente no cotidiano colaborador, otimiza o espaço físico, extingue os níveis
das metas e resultados previstos. O mundo corporativo exige e Inovação e presidente do Conselho de RH da hierárquicos, gera diferenciação no mercado e propicia
dos colaboradores”
que o RH esteja alinhado com a estratégia da organização e ASSERJ, destaca o que mudou em 50 anos, qual o diálogo entre os colaboradores.
que saiba projetar tendências, desenhar cenários e buscar é a realidade do RH hoje e o que se pode esperar Bianca Glaciano - gerente de Pessoas e Inovação
constantemente por soluções inovadoras. para os próximos anos. e presidente do Conselho de RH da ASSERJ

42 43
GESTÃO E RH GESTÃO E RH

MOTIVAÇÃO E MULHERES NO COMANDO


BIANCA GLACIANO
ENGAJAMENTO Conhecido pela grande predominância masculina, o setor
LISTA COMO COLOCAR supermercadista pode encontrar na ASSERJ uma fonte de
As novas gerações se relacionam de forma diferen- inspiração. Atualmente, cerca de 82% de colaboradoras são
EM PRÁTICA NA SUA te com o trabalho. Não querem os mesmos moldes de mulheres. São 22 funcionárias de um total de 27 pessoas.
seus pais, de horários fixos e funções minuciosamente
EMPRESA: determinadas. Eles buscam um propósito na atividade A ASSERJ retrata uma tendência que, em breve, já será
profissional e enxergam o prazer como parte do dever, realidade. Segundo estudo do Instituto de Pesquisa Eco-
Ofereça um espaço que torne o tra- além de entender que o trabalho impacta diretamen- nômica Aplicada (Ipea), até 2030, a participação feminina
balho agradável e que favoreça a te na vida pessoal e vice-versa. Os novos profissionais no mercado de trabalho brasileiro deve crescer mais que a
troca de ideias e o desenvolvimen- INCLUSÃO E DIVERSIDADE buscam empresas que abram mão de burocracias, hie- masculina. Mudanças culturais, a conquista de direitos e
to de soluções para a empresa. rarquias e formalidade e, em contrapartida, buscam re- um maior investimento em educação pelas mulheres ex-
Um levantamento feito pelo extinto Ministério do Tra- conhecimento e satisfação. Essas gerações são formadas plicam o movimento. Com mais anos de estudo e em maio-
Desenvolva as relações interpesso- balho revelou que, em 2018, o número de contratações por pessoas multitarefas e dinâmicas, que querem liber- ria no ensino superior, elas se tornaram uma mão de obra
ais entre os colaboradores, fazendo de pessoas com deficiência (PcD) bateu recorde no Bra- dade dentro e fora do trabalho. mais qualificada que a masculina, apontam especialistas.
com que eles se sintam engajados e sil, com mais de 46,9 mil profissionais ingressando no
trabalhem de forma conjunta. mercado de trabalho, um crescimento de 20,6% em re-
lação ao ano de 2017. Os números do ano passado são os
Valorize as diferenças entre os pro- maiores desde 2003, quando começaram a ser registra- O Conselho de RH da ASSERJ proporcio-
fissionais e deixe claro que o espaço dos. Apesar de representar uma conquista importante, na uma troca sobre inovação e as melho-
é democrático e que as divergên- a legislação focada na inclusão e diversidade nas empre- res práticas para o setor, mensalmente.
cias de ideias não são necessaria- sas não deve ser a única motivação para a contratação Para ter acesso as datas, basta acessar
mente um problema. de profissionais de diferentes perfis. o site (www.asserj.com.br). Quer saber
mais? Se inscreva pelo Serviço de Aten-
Disponibilize diferentes meios de Além de colaboradores PcDs, é necessário que o time da dimento ao Associado (SAA)!
comunicação e tecnologias para fa- empresa tenha representatividade compatível com a di-
cilitar a comunicação, garantindo versidade da população e da força de trabalho. Os RHs
a contínua participação dos profis- precisam buscar colaboradores com diferentes pensa-
sionais nas atividades que ocorrem mentos, culturas, etnias, sexualidades e opiniões permi-
na organização. tindo que a empresa se torne mais plural e democrática.
“Apesar de o mundo apresentar
O resultado dessa mistura traz benefícios para a orga-
nização e trabalhadores, como geração de valor para a A ASSERJ inova mais uma vez e lança sinais de evolução, o Brasil
marca, destaque perante os concorrentes e formação de o Prêmio de Boas Práticas no Varejo, ainda luta pela liderança
equipes mais criativas. como uma ação de mobilização e enga-
Outros mitos e hábitos mais tradicionais tam- jamento dos associados, que tem como da mulher. Buscamos uma
bém ficaram para trás e já não fazem parte Em 2017, a ASSERJ foi além e, em parceria com a Prefeitu- objetivo valorizar atitudes promovidas representação disruptiva
de uma empresa com ambiente colaborati- ra do Rio, realizou, de forma pioneira, um programa foca- e comentadas pelos RHs supermercadis-
vo. “Dependendo da atividade profissional é do em ampliar as oportunidades de emprego para a tercei- tas. A premiação acontecerá na abertu-
que já é possível observar em
normal deparar-se com uma flexibilidade do ra idade. Na época, a iniciativa promoveu a contratação de ra da SRE Trade Show 2020. países desenvolvidos”,
dress code, por exemplo. E a resistência com 300 pessoas acima de 60 anos pelas redes supermercadis-
a tatuagem também passou”, destaca Bianca. tas Barra Oeste, Campeão, Costazul, Mundial, Prezunic, Bianca Glaciano - gerente de Pessoas e Inovação
Superprix, Vianense, Mercado Torre e Zona Sul. e presidente do Conselho de RH da ASSERJ

44 45
MAGNO MASSAO YAMAGUCHI

COLUNAS É consultor na Falconi. Graduado em


Ciências Econômicas, atua na consultoria
desde 2014. É referência na aplicação
do Método de Gestão para melhoria da
eficiência operacional nos segmentos do
varejo e da indústria.

IMPACTO DA OPERAÇÃO
DE LOJAS NOS RESULTADOS
COMERCIAIS Margem por dia de uma peça de carne bovina

Em diversas organizações é comum encontrarmos uma


separação clara entre a equipe comercial e a equipe de
operação. Em indústrias, por exemplo, os times de opera-
ção são focados nos processos produtivos de transforma-
ção de matéria-prima em produtos acabados, enquanto
os do comercial são focados nas vendas desses produtos.

No varejo também observamos a separação das equipes,


mas com uma inversão da ordenação sequencial. Primeiro,
a equipe do comercial é focada no planejamento das ven- Existem inúmeras falhas nas operações de loja como essa
das, comprando as mercadorias com meses de antecedên- apresentada no exemplo acima e as perdas financeiras
cia. As equipes de operações de lojas, por sua vez, realizam são muito relevantes, principalmente no varejo em que as
as vendas operando o que já foi planejado pelo comercial. margens são bem apertadas.

Apesar dessa separação, na busca por alcançar os resulta- Para alcançar novos patamares de lucratividade, nós da
dos de lucro bruto (Receita e Margem Bruta), existe uma Falconi ajudamos empresas na reestruturação do geren-
interdependência entre as áreas. Da mesma forma que a ciamento da rotina. O processo de trabalho que busca um
Operação de Loja depende da assertividade das compras excelente nível de gerenciamento da rotina nas operações
e das definições comerciais, tais como precificação e sor- de loja passa pelos seguintes tópicos:
timento, o Comercial precisa que as lojas, sobretudo ope-
rem de forma estável. Além disso, espera-se que as lojas Indicadores e Metas;
forneçam todas as informações sobre os estoques e a Padronização dos Processos;
experiência de compra dos clientes para os novos plane- Definição dos Papeis e Responsabilidades;
jamentos comerciais e para correção do que foi planejado. Sistemática de Treinamento e Verificação do
Cumprimento dos Padrões;
Embora seja muito importante a participação da área de Rotinas de Controle dos Resultados.
operações nas definições comerciais, a função primária
das lojas em executar de forma estável o que foi plane- Para enfrentar esse desafio de implementar a excelência
jado deve ser conduzida com maestria. operacional, devemos buscar alternativas tecnológicas e
inovadoras, mas não devemos deixar de lado o básico do
Para exemplificar o efeito negativo de uma falha na opera- gerenciamento da rotina. A digitalização tem possibilitado
ção de loja, trazemos um exemplo da venda de um produ- evoluções surpreendentes no aproveitamento do poten-
to perecível sem o cumprimento do regime PVPS (Primeiro cial das lojas, porém sem um bom gerenciamento da rotina
a Vencer, Primeiro a Sair) na exposição da mercadoria. esses resultados não são efetivamente transformadores.

46 47
BASTIDORES DO VAREJO

FÁBIO QUEIRÓZ FOI PALESTRANTE NA UNIGRANRIO

Em outubro a Unigranrio/Lapa realizou se-


minário sobre inovação com a presença de
Fábio Queiróz, presidente da ASSERJ. Ele,
que celebra quatro anos de gestão nessa As-
sociação, abordou temas atuais como sacolas
plásticas, transformação digital, lojas físicas
e virtuais, embalagens sustentáveis, atendi-
mento ao cliente, m-commerce, aplicativos
promocionais, e, ainda, empregabilidade.

ASSERJ PARTICIPOU DO EVENTO “ICMS REVITALIZAÇÃO


DE BARES E RESTAURANTES”
A ASSERJ, representada por sua Superin-
tendente Jurídica, Dra. Ana Paula Rosa,
e por seu Diretor Institucional, Dr. Pedro
Paulo Pannunzio, participou de evento re-
alizado pelo Sind-Rio “ICMS Revitalização
de Bares e Restaurantes” na Casa Rio Sce-
narium. O evento destacou a publicação de
Decreto que reduziu o ICMS para o setor
de alimentação, tendo por objetivo o im-
pulsionamento do turismo no Estado.

48 49
I Por Mariana Pupo I
SUA LOJA SUA LOJA

Quintarelli reforça ainda que ações de aproximação ESPAÇO DA CERVEJA


com o consumidor e de interações entre clientes com
interesses semelhantes permitem mapear o seu públi- O Prezunic desenvolveu, em sua loja da Barra da
co-alvo e entender os gostos, as tendências e o posicio- Tijuca, no Rio de Janeiro, um cantinho dedicado
namento desta parcela da clientela. A pergunta “quem aos amantes das cervejas artesanais. O Espaço da
eu quero que seja fiel ao meu negócio hoje e no futu- Cerveja é uma área exclusiva, com refrigeradores
ro?” deve permear toda a estratégia de relacionamento de última geração para armazenar e disponibili-
e servir de gancho para que a sua rede esteja sempre no zar aos clientes mais de 70 rótulos diferentes de
radar do cliente. “Formar e reter os atuais clientes é bem cervejas artesanais e premium. O Espaço da Cer-
mais difícil do que conquistar novos. Ainda mais que a veja é fixo na loja e a intenção da empresa é ex-
infidelidade do consumidor é cada dia mais real”, alerta. pandir a proposta para outras unidades da rede.

TRANSFORME O
De acordo com Gerson Estevam, diretor comer-
cial do Prezunic, a empresa investiu na criação
Conheça ações de relacionamento de
SEU PONTO DE
do projeto com o objetivo de se tornar referên-
supermercados que reúnem partici- cia no setor. “Apostamos neste espaço exclusivo
pantes cativos e já transformaram a
VENDA EM UM LOCAL
para oferecer uma experiência diferenciada em
loja em um ponto de encontro. loja, mais confortável, com as melhores marcas

DE EXPERIÊNCIAS
pelos preços mais competitivos”, conta. Além de
ser uma área de convivência, o Espaço da Cerveja

E MEMÓRIAS PARA
oferece, ainda, eventos pontuais de degustação e
dicas de harmonização com um beer sommelier.

SEUS CLIENTES

H
á muito tempo o supermercado deixou de ser ape-
nas um ponto de compra e venda. A experiência e
o relacionamento entre empresa e consumidor
se estendem, cada vez mais, a uma relação de fideliza-
ção e convivência. No entanto, é preciso sempre evo-
luir e investir.

Para Marco Quintarelli, consultor de varejo, esta deve


ser a prioridade do lojista. “Antes de pensar na venda, o
lojista deve focar na satisfação dos clientes. O esforço e
a solidez deste relacionamento é que faz com que cada
empresa tenha o melhor resultado possível”, destaca.

Uma das formas de aprofundar este vínculo é apostar


em ações presenciais que reforcem a ligação com a mar-
ca, o bem-estar do cliente na loja e na afetividade. “Le-
var o consumidor a experiências reais de contato com a
política e a filosofia da empresa faz com que esses valo-
res fiquem registrados na mente do cliente, levando um
pouco desta experiência para casa”.

51
SUA LOJA SUA LOJA

SUSTENTABILIDADE “Para quem quiser ir além, dá ESPAÇO GOURMET


até para se inspirar e descobrir
Com a nova lei das sacolas plásticas, que proibiu oficial- O Supermercados Mundial possui um Espaço
mente os supermercados de oferecerem gratuitamente
como ter uma renda extra Gourmet, exclusivo para receber seus clien-
o item para seus clientes transportarem mercadorias, o com o artesanato feito a partir tes, em algumas unidades da rede, como nas
SuperPrix aproveitou esta fase de transição para propor filiais Abelardo Bueno, Érico Veríssimo e Ni-
de sacolas plásticas”,
soluções criativas e inovadoras para aquelas sacolas que terói, onde promove, mensalmente, degusta-
ainda restaram em casa. contou Lina ções de vinhos, espumantes e queijos, além de
workshops de culinária com chefs renomados.
Alinhada à determinação da lei, a empresa reuniu seus O objetivo é estreitar ainda mais a relação com
clientes mais preocupados com a sustentabilidade do seus clientes e reforçar a sua referência de pon-
meio ambiente e a saúde e bem-estar da sociedade e to de encontro de apreciadores de vinho.
promoveu um workshop para dar dicas de como rea-
proveitar sacolas plásticas. A aula de reciclagem foi Além dos eventos, a rede se destaca ainda por
ministrada pela mestre artesã, Lina de Melo, que ainda reservar um especial exclusivo dentro das ade-
destacou a oportunidade de negócios, alinhada ao cui- gas de vinhos, onde profissionais especializa-
dado com o meio ambiente. dos oferecem dicas e orientações na compra
das bebidas para os clientes.

BEM-ESTAR E VIDA
SAUDÁVEL
Pensando na experiência em loja de seus clientes, o
Pão de Açúcar organizou o Plano Verão, que promo-
veu eventos e ações de encantamento com a temática
do período mais quente do ano, reforçando os pilares
de saudabilidade e gastronomia da marca. A progra-
mação incluiu palestras sobre café, cervejas e queijos
com os especialistas do Pão de Açúcar. Além das infor-
mações, os participantes puderam aproveitar as expe-
riências gastronômicas.

O Plano Verão promoveu ainda iniciativas voltadas


para a divulgação da importância de cuidar da saúde e
também do planeta, contribuindo para uma vida mais
saudável e sustentável, como o projeto Praia Limpa. Du-
rante o verão, os promotores da rede circularam por al-
gumas praias entregando saquinhos para recolhimento
do lixo. Já para incentivar a rotina saudável, a marca
preparou atividades físicas na praia, como aulas de cor-
rida, caminhada, alongamento, yoga e pilates.

52
54 55
I Por Juliana Costa I
MARKETING & CIA MARKETING & CIA

“O Google vai
VOCÊ SABE entregar a você
USAR O GOOGLE usuários que se
interessarão pelo
ADS NOS SEUS seu negócio, e
NEGÓCIOS? você vai ter a
oportunidade de
#vemserfeliznogoogle anunciar para eles”

O
empresário Gustavo Coelho (@gustavocoelho.me)
desenvolveu um método para empreendedores
aumentarem lucros com anúncios na internet.
Ele esteve no Conecta Varejo para dividir os seus se-
gredos com os varejistas do Rio de Janeiro. “Não tenho
visto uma presença marcante das empresas de varejo
no Google e nas redes sociais. Segundo o IBGE, temos
no Brasil mais celulares do que gente. Não aproveitar a
oportunidade que temos com a inteligência do Google é
um grande desperdício de dinheiro. Apenas 5%, de mais
de 22 milhões de CNPJs no Brasil, anunciam na plata-
forma”, destaca Gustavo.

Ele afirma que dobrar o faturamento a cada mês é


possível. “Quando você entrar no Google da maneira
correta isso acontece. É uma decisão difícil, mas você
precisa estar lá”, aponta.

São feitas, aproximadamente,

40 MIL PESQUISAS
por segundo no Google.

Esse número indica que são realizadas

3,5 BILHÕES
de pesquisas diárias e cerca de

1,2 TRILHÃO
por ano.
fonte: Internet Live Stats

56 57
MARKETING & CIA MARKETING & CIA

VOCÊ SABE O QUE É UMA 3 TIPOS DE METAS PARA 3 MÉTRICAS QUE VOCÊ PLANEJADOR DE
REDE DE DISPLAY? A SUA CAMPANHA NO PRECISA ACOMPANHAR PALAVRA-CHAVE
Quantas vezes você já fez uma pesquisa por algo no GOOGLE ADS NO GOOGLE ADS Você sabia que o google recebe 100 bilhões de pesqui-
Google, e partir daí todos os sites que você entra, e até sas por mês?
mesmo nos aplicativos, aparecem anúncios a respeito da-
quela sua busca? Isso é rede de display, de acordo com o 1. VENDAS 1. CTR E sabe onde elas estão? No planejador de palavra-chave.
especialista, uma das melhores ferramentas do Google. Mais uma ferramenta do Google que você pode usar como
Gerar vendas online, no É o número de cliques recebidos aliada para alavancar as suas campanhas no Google Ads!
aplicativo, por telefone pelo seu anúncio dividido pelo
O PULO DO GATO ou na loja número de vezes que ele foi
exibido. Uma CTR alta é um bom
“O Google sabe até mesmo se você vai casar, se está via- indicador de que os usuários
jando, se terá filhos, se pretende comprar um apartamen- consideram seus anúncios úteis
to, e por aí vai...Pois, se você tem essas intenções, certa- e relevantes.
mente pesquisou no Google em algum momento. É aí que 2. LEADS
entra a argumentação. Se você trabalha com algum ne-
gócio que atende a essas pesquisas, o Google vai entregar Incentivar clientes a realizar
a você usuários que se interessarão pelo seu negócio, e ações para gerar leads e
você vai ter a oportunidade de anunciar para elas. outras conversões 2. ROI
É a relação entre lucro líquido e
custos. Essa normalmente é a
métrica mais importante para um
3. TRÁFEGO DO SITE anunciante, pois se baseia nas suas POR QUE VOCÊ DEVE
metas de publicidade específicas
Fazer com que as pessoas certas e mostra o efeito real da sua TENTAR?
acessem o seu site iniciativa de publicidade sobre seus
negócios. O método exato usado Alcance de pessoas no horário comercial
para o calculo do ROI depende das e de pessoas que não assistem TV
metas da campanha.
Aumento da precisão no alcance
“O Google sabe até
Aumento na velocidade de ativação
mesmo se você vai casar, do público
se está viajando, se 3. CPC
Redução da verba de marketing
terá filhos, se pretende Custo por Clique é a métrica que
comprar um apartamento, te ajuda a saber quanto custa Aumento do Retorno sobre

e por aí vai...” convencer uma pessoa a clicar no investimento


seu anúncio e também a controlar
o orçamento no Google Ads.

58 59
BRUNO CRESCENTE

COLUNAS É treinador, professor e palestrante. Mestrando em Liderança e Coach pela


Universidade Européia do Atlântico, MBA em Liderança e Coach Executivo
pela Futura-MG e Gestão Estratégica de Pessoas pela Estácio-RJ, Certificação
em Coach e Líder Coach pelo IBC, No segmento de varejo, mais de 1600
pessoas passaram pelos seus treinamentos, é colunista do jornal TRIBUNA
LIVRE (Sul-fluminense) na coluna Mercado & Emprego.

VOCÊ TEM AFINAL DE CONTAS, O QUE Somos ágeis em dar ênfase no

MEDO DE É FEEDBACK? que está errado, mas lentos em


reconhecer o que está certo!
RECEBER Trata-se de uma técnica que consiste em realizar uma

FEEDBACK? devolutiva por meio da qual os gestores e líderes podem


colaborar e orientar seus liderados sobre seu próprio
desempenho, seja ele:
COMO APLICAR FEEDBACK?

M
uitos profissionais quando se de- Levamos em consideração na aplicação do feedback os se-
param com o momento de receber Abaixo da expectativa: serão apresentados o estado guintes aspectos:
esta devolutiva sobre como está atual, suas consequências e seu estado desejado;
seu desempenho de acordo com suas com- Situação;
petências técnicas e comportamentais, além Dentro das expectativas: recebem a devolutiva que atin- Comportamento;
se de seus resultados apresentados na orga- giram o estado desejado e reforço do comportamento Impacto;
nização, permanecem em um clima de ten- apresentado, afim de que ele seja novamente aplicado. Plano de ação;
são, devido à falta de prática com esta ferra- Acompanhamento.
menta, tanto em aplicar quanto em receber.
As orientações acabam sendo levadas para POR QUE APLICAR
o lado pessoal e não profissional, não sendo
vistas como uma oportunidade de melhoria. FEEDBACK?
EXEMPLO:
Em muitos destes casos, isso ocorre pela Por ser uma necessidade diária juntamente aos fun-
falta de preparo de gestores e líderes em cionários, e além de ter se apresentado como uma das Esta semana (Situação) você chegou atra-
aplicar o feedback de forma mais clara e mais potentes ferramentas no que se refere a mudança sado por três vezes (Comportamento) pre-
objetiva. Segundo pesquisa apresentada de comportamento. cisei deslocar um funcionário de outro
pela revista Exame, em que mais de 1.400 setor para realizar suas atividades (Im-
profissionais da área de RH foram entre- Aliás, todos nós precisamos saber como está nosso de- pacto). A partir da semana que vem você
vistados, cerca de 92% de gestores e líderes sempenho, para que ocorra a mudança caso seja neces- irá acordar mais cedo, perguntar pelos
não sabem aplicar feedback construtivo sária, por isso, necessitamos: horários da condução para planejar-se
aos seus liderados, 63% dos funcionários melhor (Plano de ação). Estarei com você,
entrevistados acreditam que a última de- Realinhar os objetivos; e acredito que vamos melhorar este de-
volutiva recebida foi injusta ou imprecisa Reajustar as rotas; sempenho, conto com você?! Na próxima
e 62% dos funcionários se demitem dos lí- Corrigir e reforçar comportamentos; semana, voltaremos a nos falar e verificar
deres e não das empresas onde trabalham. Reconhecimento; como estamos (Acompanhamento).
Melhoria nos resultados.

60 61
BRUNO CRESCENTE
COLUNAS

A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA Convido você a realizar estas perguntas e dar início a


este processo de conhecer-se cada vez melhor:
DO AUTOFEEDBACK?
O que você pode aprender com suas experiências profis-
A correria em que vivemos no dia a dia, potencializada sionais no último ano? Quais são suas potencialidades?
pela competitividade, avanços tecnológicos, entrega de
melhores resultados, pelo clima vivido no meio corpo- Se alguém comentasse que você é um diferencial em
rativo, além de outros fatores, nos faz esquecer de nos seu setor, sobre o que esta pessoa estaria referindo-se?
conhecermos melhor. A prática desta ferramenta nos
proporciona coletar informações que irão servir como Quais metas e objetivos você alcançou e não alcan-
base para criar novos comportamentos e ações, de çou? Analise o que você empregou em cada um deles.
modo a provocar as mudanças necessárias para nossa
melhoria e evidenciando oportunidades em nossa vida Se você fosse seu próprio mentor, que conselho ou
pessoal e profissional. Esta tarefa será desafiadora, mas orientação profissional lhe daria agora?
sem dúvidas é uma das mais necessárias no processo de
autoconhecimento no qual identificamos: Qual foi seu aprendizado ao responder estas perguntas?

Conhecer a si mesmo;
Nossas potencialidades;
Pontos de melhoria;
O que faz sentido a você;
Fatores limitantes;
Oportunidades.

62 63
I Por Larissa Haddock Lobo I
ASSERJ SUSTENTÁVEL ASSERJ SUSTENTÁVEL

Mais de 104 milhões de toneladas de plástico irão poluir LA FRUTERIA


os ecossistemas do mundo até 2030 se nenhuma mu-
dança acontecer em relação ao material. A informação A boutique de frutas La Fruteria, inaugurada em 2015
foi divulgada recentemente pela WWF (World Wide em Ipanema, Rio de Janeiro, oferece a opção de vendas
Fund for Nature) no estudo “Solucionar a Poluição Plás- a granel desde a sua fundação. E a loja praticamente não
tica: Transparência e Responsabilização”. utiliza mais plástico nas embalagens; disponibiliza saco-
las de papel, além de embalagens retornáveis de algo-
Segundo a pesquisa, o Brasil é o 4º país do mundo que dão, ráfia e vidro como alternativa.
mais gera lixo plástico. Para correr atrás do prejuízo ou
pelo menos não prejudicar ainda mais o meio ambiente, “Desde o início sempre oferecemos a venda a granel por
as redes La Fruteria, novo associado ASSERJ, e o super- acreditar ser uma opção mais econômica e sustentável, já
mercado Acolheita contam com alternativas inovadoras. que reduz a utilização de embalagens em toda a cadeia.
Esse setor tem uma forte procura por clientes que pre-
zam por produtos mais econômicos e sustentáveis, sem
perder a qualidade”, afirma Carol Scarpinelli, fundadora.
Mais de 104 milhões de
toneladas de plástico irão Além das opções de embalagens citadas, a rede possui
também copos de mandioca e folhas de bananeira como
poluir os ecossistemas do alternativas sustentáveis. “Nossos copos descartáveis
mundo até 2030 são naturais e biodegradáveis produzidos a partir da

COMO REDUZIR fibra da mandioca. Já a folha de bananeira é utilizada


para embalar folhagens”, explica Carol.

O USO DE
PLÁSTICOS NAS
EMBALAGENS
Confira alternativas
para substituir o uso do
material no varejo

O
esforço em encontrar alternativas sus- LA FRUTERIA
tentáveis para reduzir embalagens plás- É um novo
ticas exige tempo e dinheiro. Mas às ve- associado ASSERJ e
zes a solução é mais fácil do que se pensa e está Brasil é o 4º país do atualmente possui
ao alcance dos varejistas. Isso é o que mostra três lojas, Ipanema,
mundo que mais gera
algumas iniciativas encontradas por redes para Barra da Tijuca e nos
reduzir o uso do plástico. lixo plástico Estúdios Globo.

64 65
ASSERJ SUSTENTÁVEL ASSERJ SUSTENTÁVEL
5 ALTERNATIVAS
SUSTENTÁVEIS 4. KEEP ECO
Também para a cozinha, a Keep Eco é uma marca que
1. FAVO vende um tecido feito a partir de algodão, cera de abelha e
outros materiais naturais. Ele serve para manter alimen-
Criada para substituir os plásticos na cozinha, a bioem- tos frescos, substituindo o plástico filme e o papel alumí-
balagem FAVO é feita a partir de cera de abelha, algodão nio. O tecido é reutilizável e biodegradável, de forma que a
orgânico e óleo de coco orgânico. É uma espécie de teci- pessoa pode compostá-lo após o uso. Há diversas opções de
do lavável e estampado com frutas, verduras e pequenos estampas, disponíveis na loja online da marca.
desenhos de abelhas. A proprietária, Rita Retz, é artista
plástica e passou dois anos desenvolvendo o produto, que keepeco.com.br
pode ser reutilizado várias vezes com duração de até um
ACOLHEITA ano. Ao fim da vida útil, ele pode ser compostado ou des-
cartado junto ao lixo orgânico, demorando de quatro a
Em Botafogo, no Rio de Janeiro, o mercado Acolheita seis meses para se decompor. Há dois pontos de venda:
traz um modelo de negócios inovador. Com todas as se- em São Paulo, você pode encontrar na loja Uma Vida Sem
ções que um mercado convencional possui, o Acolheita Plástico, e no Rio de Janeiro, na boutique de frutas La 3. OKA
valoriza ao máximo o pequeno produtor, expõe ao clien- Fruteria , Barra da Tijuca (Av. Lúcio Costa, 3150 Lj. 101) e
te o preço pelo qual o produto foi comprado e não possui Ipanema (R. Visconde de Pirajá, 559 Lj. E). A marca OKA produz embalagens biodegradáveis fei-
sacolas plásticas, incentivando os clientes a levarem as tas a partir de fécula de mandioca, água e fibras naturais
suas próprias ecobags, potinhos ou tupperware. www.favobioembalagem.com.br em vários tamanhos e modelos. Os produtos podem ser
descartados em qualquer bioma, uma vez que se de-
O sócio do estabelecimento Bruno Grossman define o gradam naturalmente e podem servir de compostagem
Acolheita como um mercado de bairro focado em comi- para a terra, ração animal ou serem reciclados para o 5. BIO COPO
da de verdade, justa e local. “Buscamos sempre agricul- processo produtivo. Há opções de copos, bandejas, caixa
tura familiar e produtores artesanais. Nossa prioridade de ovos, colheres e outros recipientes - adquiridos pelo Para os donos de bares e restaurantes ou para quem
é contar a história do alimento: quem fez, como e onde, site, por e-mail ou pelas redes sociais. planeja festas e eventos, a marca Bio Copo oferece uma
então praticamos essa total transparência na loja e o solução viável aos produtos de plástico. Com os modelos
cliente fica sabendo de tudo”, admite. www.okabioembalagens.com.br de copos, potes e caixas, são vendidos produtos descar-
táveis que viram compostagem ao serem deixados no
E não são só grãos que o mercado oferece, o mix de produtos meio ambiente. As embalagens são feitas a partir de pa-
vai desde hortifruti aos produtos de limpeza orgânicos, pas- 2. LUSH pel biodegradável e podem ser compradas em lotes pelo
sando por vinhos naturais, carnes e frangos orgânicos. Mas site, havendo possibilidade de customização.
para estar no mix do Acolheita há um pré-requisito: ser co- A empresa britânica de cosméticos frescos e feitos à mão,
mida de verdade. “Não temos comida processada e pseudos- Lush, vende os knot wraps, lenços produzidos a partir do Onde comprar: Telefone: 11 4138-9300 ou sites:
saudável. Não entra agrotóxico, antibiótico, conservantes, algodão oriundo de garrafas plásticas recicladas. Com di- www.fulpel.com.br e www.biocopo.com.br
saborizantes ou embalagem. Compramos diretamente os versas estampas diferentes, os tecidos funcionam como
produtos e somos radicalmente transparentes com os clien- acessórios ou como embalagem, sendo que a própria mar-
tes. A equipe visita os produtores e conversa com clientes ca ensina vários tipos de nós Furoshiki - forma de embru-
sobre os mais diferentes assuntos”, explica Grossman. lho tradicional japonesa -, tanto para guardar produtos
quanto para formar bolsas e sacolas para o transporte. A
Quem chega ao Acolheita costuma já levar suas sacolas re- marca não atua mais no Brasil, porém, você pode adquirir
tornáveis ou ecobags. Mas também há quem leve potinhos no site oficial ou em qualquer loja da Lush pelo mundo.
para os doces e manteiga, por exemplo. Para os clientes
novos, o mercado disponibiliza sacolas comunitárias. br.lush.com

66 67
EDIÇÃO LIMITADA
COLUNAS ITABUS JULIANA SCIVOLETTTO
Especialista em Marketing &
Vendas e apaixonada pelo varejo

NÃO ESTOU VENDENDO, ro tecnológico, mas com o olhar no envelhecimento da


população, afinal, o relatório “Consumer Generations”,
E AGORA? divulgado pela Tetra Pak, aponta que no Brasil o público
sênior tinha 11% da renda do País, na última década. Nos
Vender: transmitir (bem ou mercadoria) para próximos quatro anos, a expectativa é que eles passem a
outrem em troca de dinheiro. ter 16% em decorrência do envelhecimento da população PERFUMAÇÃO PROLONGADA
e do aumento do poder de compra dos brasileiros.
Acredito que você saiba que não é tão simples assim, pois
vendas envolvem pessoas e isso muda tudo! É muito co- Mediante o breve olhar para este grupo, podemos acres- COM O PODER DOS
mum quando estamos em frente a problemas de vendas centar que, segundo estudos de amostragem, este públi-
relacionarmos isso diretamente ao preço de nosso produ- co em geral vai aos supermercados com muita frequência,
to, serviço, ou culpar o momento, assim iniciando ações compram em pouca quantidade, ou porque estão sozinhos
com base nesta premissa. Porém, sabemos que existe um ou para não carregar muito peso. Por terem mais disponi-
abismo entre a decisão e a efetivação da compra por parte bilidade, passam mais tempo em frente às gôndolas e nas
do cliente. E pode ter certeza: preço não é a principal. seções. Para muitos deles, os supermercados são como
ponto de encontro ou um ambiente para convívio social.
Independentemente do tamanho do seu negócio ou do
que você vende, acredite, vendas precisam ter valor agre- Sabendo disso, é possível realizar diversas ações para tornar a
gado. Essa palavra que está tão na moda precisa, de fato, experiência de compra com mais valor do que simplesmente
ser colocada em prática em nosso dia a dia comercial, e os preços dos produtos. Além de ter atrativos básicos, como
não somente com nossas equipes em reuniões de motiva- bons carrinhos, entrega ou facilitação, atendimento huma-
ção para aumento de resultado. É preciso pôr em prática. nizado, áreas de descanso, etc. Em muitas lojas pelo Brasil já
são realizados cursos e oficinas dentro dos estabelecimen-
Para agregar valor em algo não é necessário estratégia tos, aulas matinais de alongamentos, atividades físicas, pro-
de preço, venda casada ou algo similar. Para agregar va- gramações musicais, jogos coletivos, assim como a contra-
lor no negócio é preciso ser entendedor. Isso mesmo! tação de funcionários seniores gerando empatia.
Entender de tudo sobre o seu produto ou serviço, so-
bre seu cliente e o meio que estão inseridos, só assim é Claro que fiz uma breve explanação do que já encontra-
possível conseguir criar uma ponte de intersecção entre mos em supermercados, mas perceba, quando se con-
cliente e produto e, consequentemente, gerar a venda. segue entender o que o público necessita, tudo fica mais
fácil. O valor que você irá agregar ao que vende é o que
“Para agregar valor no negócio é preciso vai fazer diferença na hora da escolha do consumidor. Ou
ser entendedor.” seja, conhecimento é a palavra de ordem para fazer seus
clientes enxergarem o valor, os benefícios dos seus pro-
Sabemos que diariamente transitam diversas pessoas dutos à frente do preço da gôndola. Agregar valor ao que
com diferentes perfis em supermercados, porém, vamos você vende pode não ser uma tarefa fácil, mas é funda-
focar em um único perfil para exemplificar: a terceira mental para o sucesso e o crescimento de suas vendas.
idade. Estudos voltados para o varejo já sinalizaram que
os supermercadistas precisarão se preparar para o futu- Sucesso e boas vendas!

68 EXPERIMENTE A SOLUÇÃO COMPETA 69


CADERNO DE
TECNOLOGIA
70 71
I Por Larissa Haddock Lobo I

CADERNO DE TECNOLOGIA CADERNO DE TECNOLOGIA

CONHEÇA 10 INSIGHTS
TECNOLÓGICOS PARA DAR
O PONTAPÉ INICIAL RUMO
À CULTURA DIGITAL:

1. ROBÔ CONCIERGE
Já imaginou chegar em um hotel para se hospedar e ser
atendido por um robô? Pois isso já pode ser uma reali-
dade para os brasileiros. O setor de hotelaria é um dos
mais promissores para o uso de robôs de serviço como
concierge, potencializando a eficiência e a qualidade de
atendimento aos hóspedes. O robô humanoide é perfei-
to para serviços e atividades comerciais e educacionais,
incluindo palestras e conferências. Com aplicações da

INOVAÇÕES QUE VÃO TRANSFORMAR XRobô para o setor de turismo e hotelaria, robôs de ser-
viço fazem bonito e encantam clientes.

O DIA A DIA DO VAREJO


Novidades foram apresentadas no Conecta 2019 2. CANUDO COMESTÍVEL
Além de proteger o meio ambiente substituindo o plás-

N
os dias 04 e 05 de setembro, a Associação de tico por canudos biodegradáveis, o produto é 100%
Supermercados do Estado do Rio de Janeiro personalizável (cor, cheiro, sabor e tamanho). Eles são
(ASSERJ) e Escala Eventos realizaram mais feitos com açúcar, gelatina bovina e amido de milho.
uma edição do primeiro evento de tecnologia para o + DE 5000 Os canudinhos possuem diversos tamanhos, e não exi-
varejo no Rio de Janeiro: o Conecta Varejo 2019. O CONECTADOS gem métodos especiais de conservação. Há opções de
evento bateu recorde de público e reuniu no Vivo Rio (Conecta Varejo & Conecta SDP Summit) sabores em limão, laranja lima, morango, canela, maçã
as principais tendências em tecnologia não só para o verde, chocolate e gengibre. Segundo os criadores espa-
setor supermercadista, mas também para os segmen- nhóis, Sorbos, os canudos não alteram o sabor da bebida
tos de food service, farmácias, shoppings e moda, além e levam até uma hora para se desmancharem.
de soluções elaboradas exclusivamente por startups. + DE 70
EXPOSITORES Onde encontrar? Instagram @canudocomestivelrio
O Conecta Varejo cresceu mais de 100% da primeira
para a segunda edição, em todos os sentidos. Levou ao Investimento: A partir de R$ 210,00 a caixa com 200
público mais de 100 palestras em 3 palcos simultâneos unidades por sabor (atacado). R$ 320,00 a caixa com 200
durante 2 dias de evento aos moldes da maior feira de + DE 100 unidades (varejo). Display com 12 caixas e cada caixa com
varejo do mundo, a NRF (National Retail Federation). PALESTRAS 16 canudos do mesmo sabor: valor a partir de R$ 265,00.

72 73
CADERNO DE TECNOLOGIA CADERNO DE TECNOLOGIA

4. DRONE PARA DELIVERY Por que contratar o Look.AS? Ao chamar o Look.as,


os clientes têm muito mais autonomia dentro da loja,
Entrega de remédios por drones já é realidade no Brasil, pois podem checar sozinhos os preços dos produtos
empresas varejistas e distribuidoras de medicamentos, sem precisar chamar um colaborador ou se deslocar
juntamente com o laboratório farmacêutico, resolve- até um terminal de consulta. Além disso, os clientes
ram investir em um modal de transporte que vem re- têm total controle sobre os gastos para melhor utili-
volucionando o mercado de logística brasileiro. A My zar o orçamento que possuem.
View é a desenvolvedora da inovação, e uma empresa
de operações e soluções com drones. Melhora também o desempenho dos funcionários, pois
podem verificar a divergência de preços nas gôndolas e
Como contratar? Basta entrar em contato com a equi- atender muito mais rapidamente às dúvidas dos clien-
pe MyView Drone Delivery para criar um programa 5. CHECKOUT EXPRESSO tes. Reduz-se também as filas dos caixas com um Papa
customizado para o cliente, de acordo com seu perfil, Fila na mão de todos os colaboradores. O Look.as reduz
necessidade e limitações. O Look.as é um checkout expresso que aumenta as vendas a taxa de rejeição e abandono de produtos, aumentando
3. IMPRESSORA 3D DE COMIDA do varejo com a agilização do processo de compras, sem al- a receita da loja e fidelizando os consumidores.
Site: www.myviewdrones.com terar a infraestrutura existente das lojas físicas. Eles desen-
Foodini é uma impressora de comida em 3D + IoT (in- volveram um checkout 25 vezes mais rápido com a criação
ternet das coisas). Uma nova geração de eletrodoméstico Email: contato@myviewsolutions.com de um carrinho digital, montado no próprio celular do clien-
que tem como objetivo usar ingredientes frescos para fa- te, sem a necessidade de instalação de aplicativo. Para usar é
zer comida de verdade com uso de tecnologia. A máquina Investimento: O valor varia de acordo com cada clien- muito simples, basta entrar em www.look.as no navegador
foi concebida em Barcelona pela Natural Machines, que é te, tamanho do projeto, número de rotas e mais alguns do celular. Usar a câmera para escanear os códigos de bar-
pioneira e líder no segmento 3D de comida. pontos variáveis. ras dos produtos e adicioná-los a um carrinho digital. Com
apenas um clique, todos os produtos são transferidos direto
Com a Foodini é possível imprimir todos os tipos de Benefícios para o varejista: De acordo com os repre- para o PDV da loja e se prossegue para o pagamento.
comida (salgada ou doce) usando cinco cápsulas de aço sentantes do drone, os benefícios são inúmeros para a
inox de diferentes espessuras, com touchscreen, câme- entrega last mile. As entregas são feitas de forma mais Como implementar? O Look.as não demanda nenhum
ra interna e de simples manuseio: basta ligar na tomada, rápida, segura e inovadora. tipo de alteração da infraestrutura da loja e pode ser
inserir o Wi-Fi e está pronta para uso. implantado em qualquer tamanho de supermercado. 6. OFERTAS PERSONALIZADAS
Basta entrar no site: www.look.as/site ou ligar para
A impressão 3D de comida pode ser aplicada nas áreas (21) 99851-5477. Uma vez agendado, a implantação O VR Connect é um aplicativo móvel personalizado que
de saúde, entretenimento e personalização de pratos, será feita em até 24h. realiza a leitura automática dos hábitos de consumo de
entre outros. Está em funcionamento em mais de 2.000 cada cliente com disparo de ofertas direcionadas. Além
estabelecimentos na Europa e disponível no Brasil atra- Investimento: O Look.as oferece dois pacotes: disso, o app realiza promoções com brindes e aplica des-
vés de seu agente, 3DFOODS. contos exclusivos, aumentando o relacionamento entre a
Autoatendimento Mobile: que funciona em qualquer empresa e o público, resultando em economia. Há opção
Para o varejista que deseja oferecer para o cliente uma co- dispositivo celular (cliente ou colaborador), pode checar de criar um botão de descontos exclusivos com ativação
mida personalizada a impressora é ideal. De acordo com a preços, calcular o total do carrinho e receber encartes ex- pelo usuário, enviar lembretes diários com informações
representante da marca, Ana Paula Camargo, a personali- clusivos da loja. Valor de assinatura mensal: R$ 49/PDV relevantes para seus clientes, cadastrar e distribuir brin-
zação é uma das tendências apontadas como demanda do des. Também permite ao cliente o compartilhamento das
consumidor por um recente estudo realizado e apresenta- Papa Fila: além dos itens do autoatendimento mobile ofertas através do WhatsApp e Facebook.
do no Taste Tomorrow, em junho deste ano. “Isso significa ainda possui a função de envio de todos os produtos re-
dizer que o consumidor quer algo único e não mais con- gistrado no carrinho, direto para o PDV do caixa. Valor Como contratar? (19) 3442-7600 / 3701-6520
sumo em massa. É uma tendência já em evolução”, afirma. de assinatura mensal: R$79/PDV ouvidoria@vrsoft.com.br

74 75
CADERNO DE TECNOLOGIA CADERNO DE TECNOLOGIA

Benefícios para o varejista: e cria campanhas para produtos, cartazes, displays e


muito mais por 1/10 do valor que ele teria que pagar FIQUE LIGADO!
Redução do custo com material impresso, tornando o caso fosse criar um app com funções semelhantes.
supermercado mais sustentável; INTELIGÊNCIA
Ampliação da atuação do supermercado nas áreas de O Virtualis permite criar campanhas geolocalizadas, ou
tecnologia, comunicação e inovação; seja, o usuário pode ser impactado a interagir com pe- ARTIFICIAL: MAIS PERTO
Mensuração dos resultados e melhor garantia da ças mesmo não estando dentro do estabelecimento. As
administração das campanhas aumentando o lucro; ações que podem ser feitas vão desde scanear um pro- DO QUE NUNCA
Expansão da atuação para áreas mais distantes sem duto e levar para um cupom de desconto, um cartaz na 9. DRONE ESPECIALISTA EM
o custo adicional de distribuição; rua e realizar uma compra no e-commerce e até mesmo INVENTÁRIO Um estudo da Consultoria Gartner estima que, em 2020, as
Reforço do contato direto com o público-alvo. ver um vídeo demonstrativo de uma receita ao fazer a pessoas terão mais conversas com robôs do que com seus
leitura de uma embalagem. A RGIS, especialista em inventário, desenvolveu um cônjuges, e que os dispositivos pessoais saberão mais sobre
drone próprio para estoque. Ele captura as imagens de nosso estado emocional do que nossa própria família.
códigos de barras, de endereçamento e de paletização,
8. RECONHECIMENTO FACIAL dentro de centros de distribuição e converte essas ima- A pesquisa também aponta que, em 2022, cerca de 20%
gens em códigos especiais que são importados para den- de todos os cidadãos das nações desenvolvidas usarão
As tecnologias de reconhecimento facial estão deixando a tro do sistema da loja. Através disso é possível ter toda a assistentes de Inteligência Artificial para ajudar nas
ficção científica para entrar definitivamente no dia a dia relação de produtos dentro do inventário. tarefas operacionais e 30% das experiências dos clien-
das empresas. É nisso que aposta a Zoox Smart Data, star- tes serão gerenciadas por agentes de conversação, ante
tup que criou um sistema que registra e gera informações Como contratar? (11) 3996-5384 | salesbrazil@rgis.com apenas 3% em 2017.
sobre o comportamento das pessoas em espaços físicos a
partir de câmeras e uma conexão Wi-Fi. A empresa é pio-
neira em aplicar Big Data e inteligência artificial em dife-
rentes segmentos, como hospitalidade, varejo, transporte
7. REALIDADE AUMENTADA e grandes espaços, conectando empresas e pessoas.

Com a Realidade Aumentada, os varejistas podem Como contratar? www.zooxsmart.com


transformar as vendas offline em online. O aplicati-
vo Virtualis permite que os usuários com a câmera de Benefícios para o varejista: Os varejistas podem se be-
seus smartphones possam escanear objetos, pesquisar neficiar de todo o portfólio da Zoox. Em um road map
detalhes de produtos e receber ofertas especiais usan- da experiência do usuário, ele pode conectar o Wi-Fi
do a realidade aumentada. em uma plataforma que trará detalhes enriquecidos dos
clientes, poderá interagir e divulgar produtos/promo-
Como contratar? Pelo email falecom@near2.io ções, além de ter um programa de fidelidade ou base de 10. DISPLAY HOLOGRÁFICO
CPFs enriquecida em um Data Lake.
Investimento: Os valores são definidos de acordo com A YouCast disponibiliza um display holográfico 3D que
cada campanha, pois há diversas formas de utilizar o tem como objetivo expor o produto através de hologramas
Virtualis com os varejistas. Há pacotes que iniciam com em 3D de alta resolução, impressionando os espectadores
R$ 1.300,00 até 12.000,00, de acordo com a quantidade e consumidores com uma tecnologia única. O aparelho
de peças em RA e sua complexidade. funciona com uma hélice com quatro pás e faz o produto
exposto flutuar no ar. Todos os vídeos são criados em 3D
Benefícios para o varejista: Com ele o varejista não com o fundo preto, e isso dá a sensação da holografia.
precisa desenvolver o seu próprio app de Realidade Au-
mentada, ele utiliza o Virtualis como plataforma única Como contratar? (11) 2959-0355 | comercial@youcast.tv.br

76 77
CONECTA VAREJO | SETEMBRO 2019 | VIVO RIO

78 79
I Por Juliana Costa I
CATEGORIAS E TENDÊNCIAS CATEGORIAS E TENDÊNCIAS

“Sua marca deve ter


um produto viralizável
para o Instagram.
COMO CONSEGUIR Assim seu cliente vai

RESULTADOS curtir e postar. A loja


não é mais arquitetura,
NA ERA é cenário. Ela deve
mudar a toda hora”
EXPONENCIAL?
Edmour Saiani deu o caminho
durante o Conecta Varejo!

O
mundo exponencial está tomando conta de
tudo. Muitas pessoas acham que isso tem a ver
com tecnologia, mas, de acordo com Edmour
Saiani, mente visionária por trás da Ponto de Referên-
cia, a única empresa brasileira especializada na cons-
trução da cultura de servir e implantar atendimento
como estratégia de marca, isso tem a ver com inovação
e transformação de mentes. Para o especialista, quem
vai construir a nova curva são as pessoas.

Com foco em inovação, a trajetória de Saiani é marcada


pelo desafio de ajudar empresas como L’Oréal, Whirpool,
Pão de Açúcar e Oi a olhar as necessidades de cada con-
sumidor com foco no cliente.

Ele trouxe para o Conecta o que é Varejo PHD: Physical,


Human e Digital e como construir novas experiências
para clientes nesse cenário.

Entre os pontos destacados por Saiani foi o fato de que


existem muitos atrativos digitais que os clientes adoram
e que são acessíveis. “Sua marca deve ter um produto
viralizável para o Instagram. Assim seu cliente vai cur-
tir e postar. A loja não é mais arquitetura, é cenário. Ela
deve mudar a toda hora”, ressalta.

81
CATEGORIAS E TENDÊNCIAS CATEGORIAS E TENDÊNCIAS

CONHEÇA O VAREJO P.H.D. VIVEMOS UMA MUDANÇA DE ERA


ERA LINEAR ERA EXPONENCIAL
RECURSOS LIMITADOS RECURSOS ILIMITADOS
HIERARQUIA AUTONOMIA
D - DIGITAL P H D COMPETIÇÃO COLABORAÇÃO
Physical Human Digital
CONTROLE CONFIANÇA
H - HUMANO Físico Humano Digital
REPETIÇÃO INOVAÇÃO
5 sentidos Emoções Racional
P - FÍSICO Promessa Entrega Reativar PROPRIEDADE ACESSO
ESCASSEZ ABUNDÂNCIA
ERA EXPONENCIAL ACUMÚMULO DIVISÃO

DIGITAL, COM FOCO NO CLIENTE


De acordo com Edmour
INTEGRAÇÃO Saiani, esses são os BACK OFFICE
atuais insights digitais ERP PREDITIVO
Todo mundo começou a achar que o varejo era só digi- tes), como armazenagem de dados (35% de seu lucro). que os varejistas devem DADOS > INSIGHTS
tal e não é. O varejo precisa ter uma base física, tanto Imagina o que é você ser um varejo normal e querer apostar, sempre com o
que os varejistas digitais estão abrindo lojas físicas, ou ser só digital? Precisa querer ser os dois. E nesse perío- foco no cliente.
OMNICHANNEL
seja, não há possibilidades de o varejo ser uma coisa ou do os varejistas se esqueceram das pessoas. É mentira ROBÓTICA
CONEXÃO EM NUVEM
outra e fazer sucesso. Para fazer sucesso o varejo tem que não terão mais empregos, o varejo precisa disso o
que ter os dois componentes: o físico e o digital. tempo todo. No entanto, as pessoas que estiverem no
varejo terão que ser muito boas. QR CODE, REALIDADE VIRTUAL
AUMENTADA E AMPLIADA CRM GEOLOCALIZAÇÃO
DISPOSITIVOS MÓVEIS
CASE AMAZOM
PAGAMENTOS DIGITAIS CANAIS SOCIAIS
Bom, os varejistas digitais puros não ganham dinheiro, “Para fazer sucesso o varejo tem
ou demoram. Existe uma ‘guerra’ estupenda no mer-
que ter os dois componentes:
cado. A Amazon, por exemplo, ganha dinheiro com INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL SENSORES E IOT
os web services (solução utilizada na integração de o físico e o digital” ALTO-FALANTES INTERNET DAS COISAS, OPS, IOE
sistemas e na comunicação entre aplicações diferen- RECONHECIMENTO DE VOZ FACIAL INTERNET DE TUDO
Edmour Saiani

82 83
CATEGORIAS E TENDÊNCIAS CATEGORIAS E TENDÊNCIAS

CONHEÇA AS ÁREAS ESPECÍFICAS DICA PARA O SEU QUIZ


DE INVESTIMENTO, SEGUNDO A ESTOQUE: QUAL A COISA MAIS
FORRESTER* IMPORTANTE QUE TEMOS
QUE SABER SOBRE NOSSOS
*Empresa norte-americana de pesquisa de mercado
80% CLIENTES?
Básico
QUENTE MORNO GELADO
COMO ELE GOSTARIA DE
COMPRAR E SER ATENDIDO
Segurança Loja digital Robótica
de dados
Inteligência Realidade
Personalização Artificial Aumentada PARA REFLETIR:
15%
Mobilidade Venda Realidade Novidades
com todos Virtual “VAREJO É UM NEGÓCIO
Navegação os canais DIFÍCIL.
em canais O VAREJISTA PRECISA
PERMANECER ESPERTO, DIA
APÓS DIA.

A CONCORRÊNCIA ESTÁ
PROVOCAÇÃO: TENHA UMA COMUNIDADE SEMPRE COPIANDO E
E NÃO UMA EMPRESA! SUPERANDO O QUE QUER QUE
VOCÊ FAÇA.

AO MESMO TEMPO OS
“Temos que construir resultados Inteligentes, com I munidade todos falam sobre o que pode ser melhorado
CLIENTES SÃO INDUZIDOS DE
maiúsculo. Você constrói isso não com uma corpora- todo dia, e a empresa os ouve, a outra precisa fazer re-
ção onde a pirâmide é o dono lá em cima e a galera lá visões anuais de tudo. Em vez de ter a pirâmide tri- TODA FORMA CONCEBÍVEL
embaixo, mas em uma comunidade onde todos parti- ângulo, você tem um bolo de gente convivendo, onde A EXPERIMENTAR UMA
INFINIDADE DE LOJISTAS.”
5%
cipam. A empresa é construída com a opinião de todos, o dono é parte do jogo e considera todos importantes.
e em vez de você ter uma empresa, você tem uma co- Isso é a essência de atender, que é ajudar o outro. O su-
munidade. Todo mundo doa, os funcionários não são permercado é um lugar que se espera pouca evolução, Warren Buffet
mercenários, são voluntários. E eles passam a ser uma mas os supermercadistas são muito bons em fazer as Para Investidor e filantropo americano
fonte de informação do cliente, que uma outra corpo- coisas acontecerem de uma maneira diferente quando Viralizar
ração não tem. Numa corporação em formato de co- têm os insights, destaca Edmour Saiani.

84 85
I Por Laura Martins I
ACONTECEU ACONTECEU

CURSO DA ASSERJ COM A PUC-RIO A percepção é de que o público de gestão de supermerca-


dos precisa de formação estratégica, e essa é uma oportu-
Mas o aprendizado vai além. “Uma das coisas que acho
mais legal e proveitoso no curso é networking. São dife-

CAPACITA GESTORES DA ÁREA nidade de ter esse conhecimento. Em sala de aula, estão
presentes desde donos de redes até gerentes de super-
rentes players juntos, trocando suas experiências. Exis-
tem pessoas com diferentes cargos, sendo muitos geren-
mercados – e, assim como no ensino superior, o curso de tes e gestores”, comenta o gestor da Rede Grand Marché,
extensão os ajuda a ter mais conhecimento estratégico. Rafael Stor – um dos alunos da primeira turma do curso.

A
pós alguns anos de conversas e negociações, nas-
ceu o curso Gestão Estratégica de Supermercados, O sucesso do curso é confirmado pelos números. De
lançado pela Associação de Supermercados do Es- “Uma das coisas que acho “É um curso longo de extensão. acordo com a ASSERJ, a classe chegou a 40 alunos – um
tado do Rio de Janeiro (ASSERJ) em parceria com a Pon- mais legal e proveitoso no Ou seja, a gente fez a mesma base número superior ao estimado: entre 20 e 25 pessoas na
tifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). turma. Por isso, a ASSERJ pretende começar a captação
curso é o networking. São do MBA em termos de conteúdo, de novos alunos em fevereiro de 2020.
A coordenadora pedagógica da Escola ASSERJ, Ânge- diferentes players juntos, mas, ao invés de ser uma graduação
la Teixeira, explica que, há pelo menos quatros anos,
trocando suas experiências. ou pós-graduação, que ficaria mais
existem planos de oferecer conteúdo desse universo.
Inicialmente, a Associação tentou fazer um MBA com a Existem pessoas com extenso, fizemos com formação de
chancela de outra universidade. Surgiu, então, a oportu- diferentes cargos, sendo extensão. Ter a PUC trouxe certa
nidade de trabalhar com a PUC. “Desenhamos juntos o
escopo do curso e o conteúdo programático. O curso tem muitos gerentes e gestores”, notoriedade para o curso”,
instrutores da Escola ASSERJ, professores da universi- Rafael Stor - gestor da Rede Grand Marché Ângela Teixeira - coordenadora pedagógica
dade e alguns profissionais de mercado”, conta. da Escola ASSERJ

Além da vantagem de abordar diferentes assuntos em


um período menor do que uma graduação ou pós, o cur-
so de extensão permite que qualquer pessoa do setor
interessada (independentemente de sua formação an-
terior) possa ter o certificado.

“Entendemos que o canal de supermercado é um ca-


nal poderoso do varejo. Boa parte do escoamento da
DURAÇÃO DE SEIS MESES
indústria está nele e, com as mudanças de tecnologias,
os supermercados mudarão rapidamente”, revela o
coordenador do curso Gestão Estratégica de Supermer- 17 MÓDULOS NO TOTAL
cados na PUC, Jorge Duro. Segundo ele, os profissionais
devem estar preparados para essas mudanças. AS AULAS ACONTECEM
UMA VEZ POR SEMANA
Em seis meses, os alunos aprendem sobre Gestão
de Pessoas, Gestão Estratégica, Estratégias de Trade
Marketing e Gestão de Canal, Pesquisa de Mercado e
Inteligência no Varejo, Tecnologia e Inovação para Su- Para informações sobre novas turmas, entre
permercados, Negociação, Direito do Consumidor, en- em contato com Paulo Mattos (21) 97956-1351
tre outros assuntos divididos em 17 módulos. ou escola@asserj.com.br

86 87
88 89
I Por Juliana Costa I
EU AMO SUPERMERCADO EU AMO SUPERMERCADO

Super Negócios: Qual é a sua principal lembrança do


supermercado de muito tempo atrás? Sente falta de
alguma coisa?

Dario: De como tudo começou e de como fomos cami-


nhando para chegarmos aqui hoje. Sinto um pouco de
falta daquele tempo, mas sei que precisamos seguir pra
frente, crescer e melhorar ainda mais.

Super Negócios: A modernidade é uma marca da rede


Bramil. Como enxerga as lojas hoje com tantas mudan-
ças ao longo desses 50 anos?

Dario: É necessário mudar! Mas crescer precisa de mui-


ta atenção e dedicação, e acho que estamos alcançando
isso. A tecnologia foi importante, executar um serviço
“Entrei no Bramil quando o mesmo abriu as que antes era feito na mão hoje no computador é bem
portas, em 1969, mas antes disso já trabalha- menos trabalhoso e mais ágil.
va com o Josemo. Fui balconista, descarre-
Super Negócios: Como está sendo para você o ano de
guei e carreguei muito caminhão, entreguei
2019 completando 50 anos, junto com a rede Bramil?
compras na rua de bicicleta e fui passando São muitos motivos para celebrar?
por vários cargos até chegar a gerente admi-
nistrativo. O crescimento do Bramil foi cons- Dario: Um ano de muita felicidade por estar aqui
truído em cima de muito trabalho do Josemo há tanto tempo. Os motivos são vários! Entretanto,
e de seus irmãos Jurandir, José Paulino e Ma- o mais gratificante é vê-la crescendo cada dia mais.
Quando uma loja é inaugurada meu coração se enche
ria Célia. Josemo é um exemplo de pessoa, é
de orgulho, pois sei que estou ajudando a construir
correto, trabalha muito, é amigo dos funcio- uma história de dedicação e sucesso.

REDE BRAMIL
nários, atende a todos nós no que ele pode, ele
é nota mil. Josemo tem uma visão enorme de Super Negócios: O que você mais sente falta dos super-
mercados de antigamente?

CELEBRA 50
crescimento das coisas e para estar satisfeito
ele tem que estar trabalhando”,
Dario: Na verdade são das pessoas que fizeram parte

ANOS EM 2019 Dario, funcionário do Bramil há 50 anos desde o início e que já se foram. Da tia Amélia, tio Bal-
tazar, do Paulão.

Super Negócios: Qual sua principal lembrança do su-


E com ela, o funcionário Dario Super Negócios: O que você mais ama no Bramil? permercado?

completa cinco décadas de Dario: A fidelidade do grupo aos seus colaboradores, Dario: Me lembro da mercearia pequena, que foi onde
vida na empresa e revela o esse é o principal! tudo começou, era uma barraca com portas de tábua.

seu amor pelo supermercado


90 91
EU AMO SUPERMERCADO EU AMO SUPERMERCADO

BRAMIL 50 ANOS
COMO TUDO COMEÇOU
NO BRAMIL?
Inaugurada no dia 13 de maio de 1969, a empresa
mantém a política de investimentos constantes FUNDADA EM
na melhoria e modernização de suas instalações, 13/05/69
bem como em programas de treinamento e quali-
ficação profissional.
19 UNIDADES
Um diferencial importante na atividade é a varie- localizadas nos estados do
dade de produtos, nacionais e importados, com a Rio de Janeiro e Minas Gerais
marca Mil, produzidos pelas empresas do próprio
grupo ou por indústrias parceiras. Entre eles des-
tacam-se as massas, arroz, feijão, farinha de trigo,
biscoitos, azeite, café, refrigerantes, água mineral, Para assistir ao vídeo de aniversário acesse: www.grupomil.com.br
sorvetes, doce de leite e material de limpeza.

A rede também possui seu e-commerce próprio


‘Bramil em Casa’ (www.bramilemcasa.com.br),
acompanhando a evolução do setor e mudanças SOBRE O GRUPO MIL
de comportamento do consumidor.
A rede tem uma tradição de 50 anos no mer-
cado, empregando mais de 6.200 funcioná-
rios diretos e o que chama atenção é a diver-
sidade de negócios. O Grupo Mil possui mais
de 25 empresas de diferentes segmentos, en-
tre elas estão o atacado Máxmil, indústrias
de massa, sorvete, refrigerante, água, sucos
e energéticos. Também possui indústrias
de aço, argamassa, telhas, telas, blocos, in-
gredientes e fertilizantes, além de usina de
asfalto, pedreiras, rede de material de cons-
trução, construtoras, transportadora com
mais de 200 veículos próprios, distribuidora
de pneus e a rede de supermercados Bramil,
que atualmente está entre as 50 maiores do
Brasil. Com a chegada do maior grupo vare-
jista do interior do estado em Volta Redon-
da, a novidade deve mexer com o setor de
supermercados no município.

92 93
I Por Laura Martins I
ALIMENTO EM FOCO ALIMENTO EM FOCO

NOVAS
EMBALAGENS
Rótulos e tabelas nutricionais
poderão ser atualizados para
que informações sejam mais
claras aos consumidores

O
s rótulos de alimentos líquidos e sólidos pode-
rão mudar. Após decisão unânime da Diretoria
Colegiada (Dicol) da Agência Nacional da Vigi-
lância Sanitária (Anvisa), a adoção obrigatória de um
modelo de rotulagem frontal irá para consulta pública.
A nova medida, se aprovada, fará com que alimentos
com alto teor de açúcar, sal ou sódio tenham um alerta
de fácil visualização para o consumidor.

“Se aprovada, a indústria e o


mercado terão que se adaptar. Isso
porque o estabelecimento vende
produtos, que poderá precisar
da sinalização de açúcar. Então, o
supermercado também terá que
se adequar à rotulagem”,
diz a nutricionista da Associação de Supermercados
do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ), Bianca Costa

95
ALIMENTO EM FOCO ALIMENTO EM FOCO

A nova versão – já utilizada em outros países da América LIMITES PARA ROTULAGEM NUTRICIONAL FRONTAL
Latina, como o Chile e o Uruguai – vem ao encontro de di- ALIMENTOS PARA OS
ferentes medidas tomadas para que o nível de obesidade e
doenças como hipertensão diminuam em toda a população. QUAIS A ROTULAGEM LIMITES TEMPORÁRIOS LIMITES DEFINITIVOS

Para facilitar a visualização e identificação das infor- NUTRICIONAL FRONTAL Nutrientes Sódios (100 g) Alto Líquidos (100 ml) Alto Sódios (100 g) Alto Líquidos (100 ml) Alto
mações, a Anvisa adotou a imagem de uma lupa (para
indicar a presença do alto teor dos ingredientes em NÃO SE APLICA: Açúcares
≥ 15 ≥ 7,5 ≥ 10 ≥5
questão). Ela será usada na parte da frente do rótulo, na adicionados (g)
metade superior: Alimentos com área do painel principal infe-
rior a 40 cm² Gorduras
≥6 ≥3 ≥4 ≥2
saturadas (g)
ALTO EM: Vegetais e cogumelos sem adição de ingredien-
tes que agreguem valor nutricional Sódio ≥ 600 ≥ 300 ≥ 400 ≥ 200
AÇÚCAR ADICIONADO
Carnes, pescados, frutos do mar e ovos in natura Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
GORDURA SATURADA
SÓDIO Leites fluidos, leite em pó, leites fermentados,
exceto leites fermentados com adições, e queijos OUTRA NOVIDADE
INFORMAÇÃO NUTRICIONAL
Azeite de oliva e outros óleos vegetais prensa- A tabela nutricional também poderá ter mudanças.
dos a frio ou refinados Será obrigatória a declaração padronizada de informa- Porções por embalagem: número de porções
ções nutricionais por 100 gramas ou 100 mililitros, em Porção:_____ g ou ml (medida caseira)
Fórmulas enterais, fórmulas infantis, alimentos para complementação à declaração por porções. Além disso,
controle de peso e para erros inatos do metabolismo terá a inclusão do número de porções por embalagem. 100 g porção %VD
O objetivo é facilitar a comparação entre os conteúdos,
Suplementos alimentares sem a necessidade de ficar fazendo cálculos. Valor energético (KCAL)
Açúcares totais (g)
Farinhas sem adição de ingredientes que agre- Houve também a atualização dos valores de referência Açúcares adicionados (g)
guem valor nutricional para o cálculo percentual de consumo diário dos ali- Proteínas (g)
mentos (%VD), de forma alinhada com a literatura in- Gorduras totais (g)|
Produtos destinados exclusivamente ao processa- ternacional e parâmetros da Organização Mundial da Gorduras saturadas (g)
mento industrial ou aos serviços de alimentação Saúde (OMS) e do Codex Alimentarius, programa con- Gorduras trans (g)
junto da Organização das Nações Unidas para Agricul- Fibra alimentar (g)
Aditivos alimentares e coadjuvantes de tecnologia tura e Alimentação (FAO) e da OMS, além do Instituto Sódio (mg)
de Medicina dos Estados Unidos (IOM).
Açúcar de cana-de-açúcar ou de beterraba, mel e sal
Confira todas as mudanças: Inclusão da declaração do
Bebidas alcóolicas e bebidas desalcolizadas número de porções por
(aperitivo, sidra, cerveja fermentada de frutas Inclusão de novos Inclusão da declaração dos embalagem Atualização dos valores
e fermentado sem álcool) nutrientes de relevância valores nutricionais por Redução da variabilidade de referência para cálculo
para saúde na lista de 100 g ou ml do alimento, no tamanho das porções do percentual de valores
Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) declaração obrigatória para permitir comparação Revisão das regras sobre diários (%VD)
embalagens individuais

96 97
ANA PAULA ROSA

COLUNAS JURIDIQUÊS Superintendente Jurídica e


Coordenadora do Conselho
Jurídico da ASSERJ. Sócia-
fundadora do Escritório Rosa &
Salomão Advogados.

como identificação única do empregado, sendo as cartei-


DECLARAÇÃO DE ras impressas em papel apenas em caráter excepcional.

DIREITOS DE LIBERDADE Outra medida prevista na Lei é o fim do e-Social, um


ECONÔMICA (LEI sistema de escrituração digital que unifica o envio de
dados de trabalhadores e empregadores. Ele será subs-
FEDERAL Nº 13.874/19) tituído por um sistema mais simples, de informações
digitais e de obrigações previdenciárias e trabalhistas.
No dia 20/09/2019 foi publicada a Lei Federal nº
13.874/19, que instituiu a Declaração de Direitos de Liber- De acordo com a lei, se observadas as normas de proteção
dade Econômica, estabelecendo normas de proteção à ao meio ambiente, condominiais, de vizinhança e leis tra-
livre iniciativa e ao livre exercício de atividade econômi- balhistas, qualquer atividade econômica poderá ser exer-
ca, bem como impondo disposições sobre a atuação do cida em qualquer horário ou dia da semana, garantindo
Estado como agente normativo e regulador, de maneira esse funcionamento inclusive em feriados, sem cobranças
a ser observada a aplicação na interpretação do direito ou encargos adicionais, estabelecendo, ainda a figura do
civil, empresarial, econômico, urbanístico e do trabalho abuso regulatório, para impedir que o poder público edite
nas relações jurídicas que se encontrem no seu âmbi- regras que afetem a “exploração da atividade econômica”.
to de aplicação e na ordenação pública, inclusive sobre
exercício das profissões, comércio, juntas comerciais, re- No contexto empresarial, a Declaração de Direitos de
gistros públicos, trânsito, transporte e proteção ao meio Liberdade Econômica define a separação do patrimônio
ambiente, norteando, como princípios: a liberdade como dos sócios de empresas das dívidas de uma pessoa jurí-
uma garantia no exercício de atividades econômicas; a dica e proíbe que bens de um mesmo grupo empresarial
boa-fé do particular perante o poder público; a interven- sejam usados para quitar débitos de uma das empresas.
ção subsidiária e excepcional do Estado sobre o exercício
de atividades econômicas; e o reconhecimento da vul- Tal normativa vem de encontro com a atual era da imple-
nerabilidade do particular perante o Estado (limitados a mentação dos programas de integridade e formalização
questões de má-fé, hipersuficiência ou reincidência). dos sistemas de Compliance, – que depreende, dentre
várias outras atribuições, estabelecer parâmetros e dire-
A Declaração de Direitos de Liberdade Econômica dis- trizes disciplinares às instituições públicas e privadas, de
põe sobre o direito de toda pessoa natural ou jurídica, “fazer a coisa certa”, sob pena de lhes ser possibilitada a
essenciais para o desenvolvimento e crescimento eco- responsabilização cível, penal e administrativa, a partir de
nômico do País, flexibilizando regras trabalhistas, como um determinado fato, assim como causar eventuais da-
dispensa de registro de ponto para empresas com até nos à imagem do ente que se encontrar em desconfor-
20 empregados, e eliminando alvarás para atividades midade –, uma vez que estabelece parâmetros ao concei-
consideradas de baixo risco. to de liberdade econômica, da boa-fé e do respeito aos
contratos, aos investimentos e à propriedade, tendo em
A norma reforça que a emissão de novas carteiras de tra- vista que disciplina todas as normas de ordenação pú-
balho – pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Eco- blica sobre atividades econômicas privadas, bem como
nomia – ocorrerá, “preferencialmente”, em meio eletrô- norteia os indivíduos que estão dispostos à investir no
nico, com o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) desenvolvimento e crescimento econômico do País.

98 99
100

Você também pode gostar