Você está na página 1de 3

LISTA DE EXERCÍCIOS – QUI 100

EQUILÍBRIO HETEROGÊNEO – Prof. Fabrício Marques


PONTOS EXTRAS

01) A solubilidade de ZnS é 3,5 x 10-12 mol.L-1 a 25 ºC. Calcule o valor de Kps para o ZnS nessa
temperatura.

02) A solubilidade do hidróxido de cobalto (III) Co(OH)3 é 7,8 x 10-12 mol.L-1 a 25 ºC. Calcule o
valor de Kps para o composto nessa temperatura.

03) A 25 ºC o valor de Kps para o sulfeto de cobre (II), CuS, é 8 x 10-37. Qual é a solubilidade molar
do CuS em água nessa temperatura?

04) O valor de Kps para o sulfato de prata (Ag2SO4) é 1,6 x 10-5 a 25 ºC. Calcule a solubilidade
molar de Ag2SO4 em água nessa temperatura.

05) A 25 ºC o valor de Kps para o sulfeto de cobre (II), CuS, é 8 x 10-37. Qual é a solubilidade molar
de CuS na solução nesta temperatura em que [S2-] é 1,0 x 10-10 mol.L-1?

06) Calcule a solubilidade do hidróxido de magnésio, Mg(OH)2, a 25 ºC em:


a) água pura
b) solução tendo pH igual a 12,00.
Dado: Kps para o Mg(OH)2 = 8,9 x 10-12

07) Misturando-se 50 mL de NaCl 1,0 x 10-4 mol.L-1 com 50,0 mL de AgNO3 1,0 x 10-6 mol.L-1,
haverá precipitação de AgCl?
NaCl(aq) + AgNO3(aq)  AgCl(s) + NaNO3(aq)
Kps AgCl = 1,8 x 10-10.

08) Uma solução contém nitrato de magnésio e nitrato de estrôncio, cada qual a uma
concentração de 0,10 mol.L-1. Adiciona-se uma fonte de íons carbonato a essa solução. Qual sal
irá precipitar primeiro, SrCO3 ou MgCO3?
Kps SrCO3 = 9,3 x 10-10
Kps MgCO3 = 3,5 x 10-9

09) Uma solução contém Cl- 0,10 mol.L-1 e CrO42- 1,0 x 10-8 mol.L-1. AgNO3 sólido é adicionado
lentamente. Admitindo que o volume da solução resultante permaneça constante, calcule:
a) [Ag+] quando AgCl começa a precipitar (Kps AgCl = 1,7 x 10-10)
b) [Ag+] quando Ag2CrO4 começa a precipitar (Kps Ag2CrO4 = 1,9 x 10-12)
10) Em 1,0 L de uma certa solução, [F-] = [SO42-] = 0,10 mol.L-1. Adiciona-se a essa solução,
lentamente, BaCl2 sólido. Assumindo volume constante, calcule:
a) [Ba2+] quando BaSO4 começa a precipitar (Kps BaSO4 = 1,5 x 10-9)
b) [Ba2+] quando BaF2 começa a precipitar (Kps BaF2 = 1,7 x 10-6)

11) Considere os sólidos: Ag2CrO4 (Kps = 1,1 x 10-12) e AgCl (Kps = 1,8 x 10-10). Um estudante
disse: “O AgCl é mais solúvel que o Ag2CrO4, porque seu Kps é maior”. Ele está certo? Justifique
mostrando os cálculos.

12) O produto de solubilidade (Kps) do sulfato de chumbo (PbSO4) é 1,6 x 10-8. Quais serão as
concentrações de Pb2+(aq) e SO42-(aq) se 1,0 mol de PbSO4 for adicionado a 1,0 L de água?

13) O produto de solubilidade (Kps) do iodato de bário, Ba(IO3)2, é 1,3 x 10-9.


a) Qual a concentração dos íons Ba2+ e IO3- numa solução saturada deste sal?
b) Qual a solubilidade deste sal em mol.L-1?
c) Até quantos gramas deste sal podemos dissolver em 500 mL de água?
Dado: Massa molecular do Ba(IO3)2 = 487 g.mol-1

14) O produto de solubilidade (Kps) do fluoreto de bário (BaF2), a 25 ºC é 1,7 x 10-6.


a) Quantos gramas de BaF2 podem ser dissolvidos em 1,0 L de água, para formar uma solução
saturada?
b) Para formar uma solução saturada, quantos gramas de BaF2 podem ser dissolvidos em 1,0 L
de solução de NaF 1,0 x 10-1 mol.L-1?

15) Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS nº 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor


máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO42-), para que a água esteja em
conformidade com o padrão para consumo humano, é de 250 mg.L-1. A análise da água de uma
fonte revelou a existência de íons sulfato numa concentração de 5 x 10-3 mol.L-1.
Massas molares: Ca = 40,0 g.mol-1; O = 16,0 g.mol-1; S = 32,0 g.mol-1

a) Verifique se a água analisada está em conformidade com o padrão para consumo humano, de
acordo com o VMP pelo Ministério da Saúde para a concentração do íon sulfato. Apresente seus
cálculos.
b) Um lote de água com excesso de íons sulfato foi tratado pela adição de íons cálcio até que a
concentração de íons SO42- atingisse o VMP. Considerando que o Kps para o CaSO4 é 2,6·10-5,
determine o valor para a concentração final dos íons Ca2+ na água tratada. Apresente seus
cálculos.
Gabarito:
01) Kps = 1,2 x 10-23
02) Kps = 1,0 x 10-43
03) 9,0 x 10-19 mol.L-1
04) 1,6 x 10-2 mol.L-1
05) 8 x 10-27 mol.L-1
06) a) 1,3 x 10-4 mol.L-1; b) 8,9 x 10-8 mol.L-1
07) Qps = 2,5 x 10-11. Portanto, não haverá precipitação de AgCl.
08) Para precipitar MgCO3, [CO32-] > 3,5 x 10-7 mol.L-1
Para precipitar SrCO3, [CO32-] > 9,3 x 10-9 mol.L-1
Logo, o SrCO3 precipita primeiro.
09) a) 1,7 x 10-9 mol.L-1
b) 1,4 x 10-2 mol.L-1
10) a) 1,5 x 10-8 mol.L-1
b) 1,7 x 10-4 mol.L-1
11) Solubilidade do Ag2CrO4 = 6,50 x 10-4 mol.L-1.
Solubilidade do AgCl = 1,34 x 10-4 mol.L-1.
Logo, o AgCl é menos solúvel, e o estudante está errado.
12) Solubilidade do PbSO4 é igual a 1,3 x 10-4 mol.L-1. Logo, a grande maioria do sulfato de
chumbo não dissolverá e a solução ficará saturada. Portanto: [Pb2+] = [SO42-)] = 1,3 x 10-4 mol.L-1
13) a) [Ba+2] = 6,8 x 10-4 mol.L-1; [IO3-] = 1,4 x 10-3 mol.L-1
b) 6,8 x 10-4 mol.L-1
c) 0,17 g.
14) a) 1,32 g; b) 2,98 x 10-2 g.
15) a) VMP = 2,6 x 10–3 mol.L-1
b) [Ca2+] = 1,0 x 10-2 mol.L-1
Na realidade foi acrescentada uma quantidade de Ca2+ maior que 1,0 x 10-2 mol.L-1 para precipitar
o excesso de SO42- correspondente a VMP. Na solução final, que é saturada, a concentração de
Ca2+ é 1,0 x 10-2 mol.L-1.

Você também pode gostar