Você está na página 1de 41

Matrizes e Determinantes

Professor Marcelo

Matemática
E.E.B. Osvaldo Aranha
1º bimestre - 3º Ano

13 de fevereiro de 2019

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 1 / 32


Matrizes (revisão)

1 Matrizes (revisão)

2 Matrizes Especiais

3 Igualdade de Matrizes

4 Operações com Matrizes

5 Determinantes

6 Matriz inversa de uma matriz dada

7 Referencias Bibliográficas

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 2 / 32


Matrizes (revisão)

Definição de matriz
Sejam m e n dois números inteiros maiores ou iguais a 1. Denomina-se matriz
m × n (lê-se m por n) uma tabela retangular formada por m · n números reais,
dispostos em m linhas e n colunas. Dizemos que a matriz é do tipo m × n ou de
ordem m × n.

Exemplos:
−1 2 3
 
 3 5 −6  é uma matriz do tipo 3 × 3 (três por três – três linhas e
2 1 −4
três colunas).
Quando m = 1, a matriz é chamada matriz linha. Por exemplo: (1 3 22) é
uma matriz linha do tipo 1 × 3.
 
−1
Quando n = 1, a matriz é chamada matriz coluna. Por exemplo:  3 
2, 5
é uma matriz coluna do tipo 3 × 1.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 3 / 32


Matrizes (revisão)

Definição de matriz
Sejam m e n dois números inteiros maiores ou iguais a 1. Denomina-se matriz
m × n (lê-se m por n) uma tabela retangular formada por m · n números reais,
dispostos em m linhas e n colunas. Dizemos que a matriz é do tipo m × n ou de
ordem m × n.

Exemplos:
−1 2 3
 
 3 5 −6  é uma matriz do tipo 3 × 3 (três por três – três linhas e
2 1 −4
três colunas).
Quando m = 1, a matriz é chamada matriz linha. Por exemplo: (1 3 22) é
uma matriz linha do tipo 1 × 3.
 
−1
Quando n = 1, a matriz é chamada matriz coluna. Por exemplo:  3 
2, 5
é uma matriz coluna do tipo 3 × 1.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 3 / 32


Matrizes (revisão)

Definição de matriz
Sejam m e n dois números inteiros maiores ou iguais a 1. Denomina-se matriz
m × n (lê-se m por n) uma tabela retangular formada por m · n números reais,
dispostos em m linhas e n colunas. Dizemos que a matriz é do tipo m × n ou de
ordem m × n.

Exemplos:
−1 2 3
 
 3 5 −6  é uma matriz do tipo 3 × 3 (três por três – três linhas e
2 1 −4
três colunas).
Quando m = 1, a matriz é chamada matriz linha. Por exemplo: (1 3 22) é
uma matriz linha do tipo 1 × 3.
 
−1
Quando n = 1, a matriz é chamada matriz coluna. Por exemplo:  3 
2, 5
é uma matriz coluna do tipo 3 × 1.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 3 / 32


Matrizes (revisão)

Definição de matriz
Sejam m e n dois números inteiros maiores ou iguais a 1. Denomina-se matriz
m × n (lê-se m por n) uma tabela retangular formada por m · n números reais,
dispostos em m linhas e n colunas. Dizemos que a matriz é do tipo m × n ou de
ordem m × n.

Exemplos:
−1 2 3
 
 3 5 −6  é uma matriz do tipo 3 × 3 (três por três – três linhas e
2 1 −4
três colunas).
Quando m = 1, a matriz é chamada matriz linha. Por exemplo: (1 3 22) é
uma matriz linha do tipo 1 × 3.
 
−1
Quando n = 1, a matriz é chamada matriz coluna. Por exemplo:  3 
2, 5
é uma matriz coluna do tipo 3 × 1.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 3 / 32


Matrizes (revisão)

Representação genérica de uma matriz


Para representar o elemento de uma matriz, usamos uma letra com dois
índices: o primeiro indica em que linha o elemento se encontra, e o segundo
indica em que coluna; por exemplo, a23 é o elemento que está na 2ª linha e
na 3ª coluna;
O elemento genérico de uma matriz A será indicado por aij , em que i
representa a linha, e j representa a coluna na qual o elemento se encontra;
ele é chamado ij-ésimo elemento da matriz;

A matriz
 A, do tipo m × n, será escrita,
 genericamente,
 do seguinte modo: 
a11 a12 a13 · · · a1n a11 a12 a13 · · · a1n
 a21 a22 a23 · · · a2n   a21 a22 a23 · · · a2n 
   
 a31 a32 a33 · · · a3n 
A=  ou A= a31 a32 a33 · · · a3n 
 
 .. .. .. . .. .
..  . . . . .
 . . .  .. .. .. .. .. 
 

am1 am2 am3 · · · amn am1 am2 am3 · · · amn

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 4 / 32


Matrizes (revisão)

Representação genérica de uma matriz


Para representar o elemento de uma matriz, usamos uma letra com dois
índices: o primeiro indica em que linha o elemento se encontra, e o segundo
indica em que coluna; por exemplo, a23 é o elemento que está na 2ª linha e
na 3ª coluna;
O elemento genérico de uma matriz A será indicado por aij , em que i
representa a linha, e j representa a coluna na qual o elemento se encontra;
ele é chamado ij-ésimo elemento da matriz;

A matriz
 A, do tipo m × n, será escrita,
 genericamente,
 do seguinte modo: 
a11 a12 a13 · · · a1n a11 a12 a13 · · · a1n
 a21 a22 a23 · · · a2n   a21 a22 a23 · · · a2n 
   
 a31 a32 a33 · · · a3n 
A=  ou A= a31 a32 a33 · · · a3n 
 
 .. .. .. . .. .
..  . . . . .
 . . .  .. .. .. .. .. 
 

am1 am2 am3 · · · amn am1 am2 am3 · · · amn

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 4 / 32


Matrizes (revisão)

Representação genérica de uma matriz


Para representar o elemento de uma matriz, usamos uma letra com dois
índices: o primeiro indica em que linha o elemento se encontra, e o segundo
indica em que coluna; por exemplo, a23 é o elemento que está na 2ª linha e
na 3ª coluna;
O elemento genérico de uma matriz A será indicado por aij , em que i
representa a linha, e j representa a coluna na qual o elemento se encontra;
ele é chamado ij-ésimo elemento da matriz;

A matriz
 A, do tipo m × n, será escrita,
 genericamente,
 do seguinte modo: 
a11 a12 a13 · · · a1n a11 a12 a13 · · · a1n
 a21 a22 a23 · · · a2n   a21 a22 a23 · · · a2n 
   
 a31 a32 a33 · · · a3n 
A=  ou A= a31 a32 a33 · · · a3n 
 
 .. .. .. . .. .
..  . . . . .
 . . .  .. .. .. .. .. 
 

am1 am2 am3 · · · amn am1 am2 am3 · · · amn

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 4 / 32


Matrizes (revisão)

Representação genérica de uma matriz


Para representar o elemento de uma matriz, usamos uma letra com dois
índices: o primeiro indica em que linha o elemento se encontra, e o segundo
indica em que coluna; por exemplo, a23 é o elemento que está na 2ª linha e
na 3ª coluna;
O elemento genérico de uma matriz A será indicado por aij , em que i
representa a linha, e j representa a coluna na qual o elemento se encontra;
ele é chamado ij-ésimo elemento da matriz;

A matriz
 A, do tipo m × n, será escrita,
 genericamente,
 do seguinte modo: 
a11 a12 a13 · · · a1n a11 a12 a13 · · · a1n
 a21 a22 a23 · · · a2n   a21 a22 a23 · · · a2n 
   
 a31 a32 a33 · · · a3n 
A=  ou A= a31 a32 a33 · · · a3n 
 
 .. .. .. . .. .
..  . . . . .
 . . .  .. .. .. .. .. 
 

am1 am2 am3 · · · amn am1 am2 am3 · · · amn

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 4 / 32


Matrizes (revisão)

A lista ordenada (ai1 , ai2 , . . . , ain ) chama-se a i-ésima linha ou o i-ésimo vetor
linha da matriz, enquanto (a1j , a2j , · · · , amj ) chama-se a j-ésima coluna ou o
j-ésimo vetor coluna da matriz. De maneira abreviada, podemos escrever a matriz
A na forma: A = (aij )m × n, com 1 ≤ i ≤ m, 1 ≤ j ≤ n e i, j ∈ N Lê-se: matriz
A, dos elementos aij , do tipo m × n.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 5 / 32


Matrizes (revisão)

Por exemplo, acompanhe  como escrever a matriz X=(aij ), com 1 ≤ i ≤ 3 e


aij = 1 para i = j
1 ≤ j ≤ 3, tal que A=
aij = 0 para i 6= j  
a11 a12 a13
A matriz deve ter 3 linhas e 3 colunas tal que: X= a21 a22 a23 
a31 a32 a33
1 0 0
 

Assim, X= 0 1 0 
0 0 1

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 6 / 32


Matrizes Especiais

1 Matrizes (revisão)

2 Matrizes Especiais
Matrizes quadradas
Matriz Identidade
Matriz Nula

3 Igualdade de Matrizes

4 Operações com Matrizes

5 Determinantes

6 Matriz inversa de uma matriz dada

7 Referencias Bibliográficas

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 7 / 32


Matrizes Especiais

Matrizes Especiais
São matrizes que apresentam particularidades em comum.

Como:
Quadrada
Identidade
Nula

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 8 / 32


Matrizes Especiais

Matrizes Especiais
São matrizes que apresentam particularidades em comum.

Como:
Quadrada
Identidade
Nula

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 8 / 32


Matrizes Especiais

Matrizes Especiais
São matrizes que apresentam particularidades em comum.

Como:
Quadrada
Identidade
Nula

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 8 / 32


Matrizes Especiais

Matrizes Especiais
São matrizes que apresentam particularidades em comum.

Como:
Quadrada
Identidade
Nula

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 8 / 32


Matrizes Especiais Matrizes quadradas

Matriz quadrada
Consideremos uma matriz m × n. Quando m = n (o número de linhas é igual ao
número de colunas), diz-se que a matriz é quadrada do tipo n × n ou
simplesmente de ordem n.

Em uma matriz quadrada de ordem n, os elementos a11 , a22 , a33 , ..., ann formam a
diagonal principal da matriz (são os elementos aij com i = j).
A outra diagonal da matriz quadrada, que vai do último elemento da 1ª linha até
o 1º elemento da última linha, é conhecida como diagonal secundária.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 9 / 32


Matrizes Especiais Matriz Identidade

Matriz identidade
A matriz quadrada de ordem n em que todos os elementos da diagonal principal
são iguais a 1 e os outros elementos são iguais a zero é chamada matriz
identidade e seu símbolo é In .

Exemplos:
1 0 0 0
 
1 0 0
 
1 0  0 1 0 0
 
I3 =  0 1 0  I2 = I4 = 

0 1  0 0 1 0

0 0 1

0 0 0 1
aij = 1 para i = j

Em uma matriz identidade temos:
aij = 0 para i 6= j

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 10 / 32


Matrizes Especiais Matriz Nula

Matriz nula
No conjunto das matrizes, a matriz que tem todos os elementos iguais a zero
denomina-se matriz nula. Vamos simbolizar a matriz nula do tipo m × n por
0m×n , e a matriz nula de ordem n por 0n .

Exemplos:
0 0 0
 
0 0
 
O3 = 0 0 0 O2 = O1×4 = 0 0 0 0

0 0
 
0 0 0
Na matriz nula do tipo m × n temos aij = 0, quaisquer que sejam i e j, com
1 ≤ i ≤ m e 1 ≤ j ≤ n.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 11 / 32


Igualdade de Matrizes

1 Matrizes (revisão)

2 Matrizes Especiais

3 Igualdade de Matrizes

4 Operações com Matrizes

5 Determinantes

6 Matriz inversa de uma matriz dada

7 Referencias Bibliográficas

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 12 / 32


Igualdade de Matrizes

Igualdade de Matrizes
Duas matrizes, A e B, são iguais se, e somente se, têm o mesmo tipo e seus
elementos correspondentes são iguais. Dadas as matrizes A = (aij )m×n e
B = (bij )m×n , temos simbolicamente: A = B ⇔ aij = bij , com 1 ≤ i ≤ m e
1≤j ≤n

Exemplos:
3 1 6:2 70
   
a) =
0 −6 4 − 4 2 · (−3)

−3 1 16 (−6) : 2 9:3 4·4
   
b) =
1 0 −8 (−3)0 5·0 (−2)3

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 13 / 32


Operações com Matrizes

1 Matrizes (revisão)

2 Matrizes Especiais

3 Igualdade de Matrizes

4 Operações com Matrizes


Adição e subtração
Matriz oposta de uma matriz A
Multiplicação de número real por matriz
Matriz transposta
Multiplicação de matrizes
Multiplicação de matrizes

5 Determinantes

6 Matriz inversa de uma matriz dada

7 Referencias Bibliográficas
Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 14 / 32
Operações com Matrizes

Adição e subtração de matrizes


Dadas duas matrizes, A e B, do mesmo tipo, m × n, denomina-se
soma(subtração) da matriz A com a matriz B, que representamos por A ± B, a
matriz C do tipo m × n na qual cada elemento é obtido
adicionando-se(subtraindo-se) os elementos correspondentes de A e B. Se
A = (aij ) e B = (bij ) são matrizes do tipo m × n, a soma(subtração) A ± B é a
matriz C = (cij ) do tipo m × n tal que: cij = aij ± bij , com 1 ≤ i ≤ m e 1 ≤ j ≤ n

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 15 / 32


Operações com Matrizes Adição e subtração

Mais um exemplo:

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 16 / 32


Operações com Matrizes Matriz oposta de uma matriz A

Matriz oposta de uma matriz A


Denomina-se matriz oposta de uma matriz A (representa-se por -A) a matriz que
somada com A resulta em uma matriz nula.

Observação: Os elementos correspondentes de A e −A são números opostos.


Obtemos −A mudando os sinais de todos os elementos de A.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 17 / 32


Operações com Matrizes Multiplicação de número real por matriz

Multiplicação de número real por matriz


Se A é uma matriz m × n, de elementos aij , e α é um número real, então αA é
uma matriz m × n cujos elementos são αaij .

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 18 / 32


Operações com Matrizes Matriz transposta

Matriz transposta
Seja A uma matriz m × n, denomina-se matriz transposta de A (indica-se por At )
a matriz n × m cujas linhas são, ordenadamente, as colunas de A.

Notamos que, se A = (aij ) é do tipo m × n, então At = (bji ) é do tipo n × m e


bji = aij .
Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 19 / 32
Operações com Matrizes Multiplicação de matrizes

Multiplicação de matrizes
Dada uma matriz A = (aij ) do tipo m × n e uma matriz B = (bij ) do tipo n × p, o
produto da matriz A pela matriz B é a matriz C = (cij ) do tipo m × p tal que o
elemento cij é calculado multiplicando-se ordenadamente os elementos da linha i,
da matriz A, pelos elementos da coluna j, da matriz B, e somando-se os produtos
obtidos. Para dizer que a matriz C é o produto de A por B, vamos indicá-la por
AB.
Exemplo:

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 20 / 32


Operações com Matrizes Multiplicação de matrizes

Exemplo:

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 21 / 32


Determinantes

1 Matrizes (revisão)

2 Matrizes Especiais

3 Igualdade de Matrizes

4 Operações com Matrizes

5 Determinantes
Determinante de ordem Dois
Determinante de ordem Três

6 Matriz inversa de uma matriz dada

7 Referencias Bibliográficas

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 22 / 32


Determinantes

Determinante de uma matriz


O determinante de uma matriz é um número real associado às matrizes
quadradas. Toda matriz quadrada possui determinante.

Historicamente, o determinante surgiu para indicar sistemas determinados


(sistemas que têm solução única, como estudaremos no próximo capítulo), mas ao
longo do tempo tornou-se uma ferramenta matemática com diversas aplicações.
Estudaremos os determinantes mais usuais (os de ordem 2 e de ordem 3),
aprendendo a determiná-los por meio de regras práticas. Veremos também
algumas de suas propriedades mais relevantes. E, ao longo desta coleção,
estudaremos a aplicação dos determinantes para classificar sistemas lineares, para
calcular áreas de triângulos e para obter equação da reta, entre outras coisas.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 23 / 32


Determinantes Determinante de ordem Dois

Determinante de ordem 2
 
a11 a12
Dada a matriz quadrada A = . Observe que, se fizermos o produto
a21 a22
dos elementos da diagonal principal menos o produto dos elementos da diagonal
secundária, obteremos exatamente
 (a11 a22− a12 a21 ), que foi definido como o
a11 a12
determinante da matriz A = . Como essa matriz é de ordem 2, o
a21 a22
determinante é dito de ordem 2.
Indicamos seu determinante deste modo:
a11 a12
det A = (a11 a22 − a12 a21 ) ou
= (a11 a22 − a12 a21 )
a21 a22

Exemplo:
6 3
 
O determinante de matriz A (det A), sendo A = é dado por:
2 −4
6 3

det A = = 6 · (−4) − 3 · 2 = −24 − 6 = −30.
2 −4

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 24 / 32


Determinantes Determinante de ordem Três

Determinante de ordem 3
 
a11 a12 a13
Consideremos a matriz genérica de ordem 3: A =  a21 a22 a23  Define-se o
a31 a32 a33
determinante
da matriz de ordem 3 ao número:
a11 a12 a13
det A = a21 a22 a23 =

a31 a32 a33
a11 a22 a33 + a12 a23 a31 + a13 a21 a32 − a13 a22 a31 − a11 a23 a32 − a12 a21 a33

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 25 / 32


Determinantes Determinante de ordem Três

Regra de Sarrus

Podemos obter esses seis produtos de uma forma prática, conhecida como regra
de Sarrus, fazendo o seguinte:
repetimos as duas primeiras colunas à direita da matriz e efetuamos as seis
multiplicações como indicado:

os produtos obtidos na direção da diagonal principal permanecem com o


mesmo sinal;
os produtos obtidos na direção da diagonal secundária mudam de sinal;
o determinante é a soma dos valores assim obtidos.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 26 / 32


Determinantes Determinante de ordem Três

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 27 / 32


Determinantes Determinante de ordem Três

Teorema de Binet
Sendo A e B duas matrizes quadradas de mesma ordem e AB a matriz produto,
então det (AB) = (det A)(det B).
3 2 0 2
   
Exemplo: A = B=
5 −1 3 4
6 14
 
AB = ⇒ det AB = 36 − (−42) = 78
−3 6
det A · det B = (−3 − 10)(0 − 6)(−13)(−6) = 78

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 28 / 32


Matriz inversa de uma matriz dada

1 Matrizes (revisão)

2 Matrizes Especiais

3 Igualdade de Matrizes

4 Operações com Matrizes

5 Determinantes

6 Matriz inversa de uma matriz dada

7 Referencias Bibliográficas

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 29 / 32


Matriz inversa de uma matriz dada

Matriz inversa de uma matriz dada


Dada uma matriz quadrada A, de ordem n, se X é uma matriz tal que AX = In e
XA = In , então x é denominada matriz inversa de A e é indicada por A−1 .
Lembre-se de que I é a matriz identidade.
Quando existe a matriz inversa de A, dizemos que A é uma matriz invertível ou
não singular. Isso ocorrerá sempre que det A 6= 0.

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 30 / 32


Referencias Bibliográficas

1 Matrizes (revisão)

2 Matrizes Especiais

3 Igualdade de Matrizes

4 Operações com Matrizes

5 Determinantes

6 Matriz inversa de uma matriz dada

7 Referencias Bibliográficas

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 31 / 32


Referencias Bibliográficas

Bibliografia

Dante, Luiz Roberto.Matemática : contexto & aplicações – 2. ed. – São Paulo :


Ática, 2013. Obra em 3 v. 2. Matemática (Ensino médio)

Professor Marcelo (E.E.B. Osvaldo Aranha) Matrizes e Determinantes 13 de fevereiro de 2019 32 / 32

Você também pode gostar