Você está na página 1de 3

Questões - Sociologia

__________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________
ENEM 2012

A cultura ocidental acentuadamente antropocêntrica foi marcada por processos convergentes de


desenvolvimento técnico-científico e acumulação de riquezas, propiciados pela expansão colonial, que
resultaram na revolução industrial, no fortalecimento da ideia de progresso e no processo de
ocidentalização do mundo.
FERREIRA, L. C. Dilemas do século XX: ideias para uma sociologia da questão ecológica.
In: SILVA, J. P. (Org.) Por uma Sociologia do século XX. São Paulo: Annablume, 2007 (adaptado).
Esse processo de acumulação de riquezas no Ocidente, por longos séculos, se fez à custa da
degradação do meio natural. Do ponto de vista da cultura e do imaginário ocidental moderno, isso
se deveu à
a) ideologia revolucionária burguesa, que pregava a repartição igualitária do direito de acesso aos
recursos naturais e agrícolas.
b) ideia de Renascimento, que representava os benefícios técnicos de transformação da natureza como
salutares para a preservação de ecossistemas.
c) perspectiva desenvolvimentista, que atrelava o progresso ao meio ambiente e difundia amplamente
um entendimento da relação harmoniosa entre sociedade e natureza.
d) concepção sacralizada de que a natureza, enquanto obra da criação de Deus, devia servir à
contemplação estética e religiosa.
e) crença nos poderes da ciência e do desenvolvimento tecnológico, que contribuiu para tratar a natureza
como objeto de quantificação, manipulação e dominação.
______________________________________________________________________

ENEM 2018

A poetisa Emilia Freitas subiu a um palanque, nervosa, pedindo desculpas por não possuir títulos nem
conhecimentos, mas orgulhosa ofereceu a sua pena que "sem ser hábil, é, em compensação, guiada pelo
poder da vontade". Maria Tomásia pronunciava orações que levantavam os ouvintes. A escritora
Francisca Clotilde arrebatava, declamando seus poemas. Aquelas "angélicas senhoras", "heroínas da
caridade", levantavam dinheiro para comprar liberdades e usavam de seu entusiasmo a fim de convencer
os donos de escravos a fazerem alforrias gratuitamente.
MIRANCIA, A. Disponível em: www.opovoonline.com.br. Acesso em: 10 jun 2015.
As práticas culturais narradas remetem, historicamente, ao movimento
a) Feminista
b) Sufragista
c) Socialista
d) Republicano
e) Abolicionista
______________________________________________________________________

ENEM 2018

Em algumas línguas de Moçambique não existe a palavra “pobre”. O indivíduo é pobre quando não tem
parentes. A pobreza é a solidão, a ruptura das relações familiares que, na sociedade rural, servem de
apoio à sobrevivência. Os consultores internacionais, especialistas em elaborar relatórios sobre a miséria,
talvez não tenham em conta o impacto dramático da destruição dos laços familiares e das relações de
entreajuda. Nações inteiras estão tornando-se “órfãs”, e a mendicidade parece ser a única via de uma
agonizante sobrevivência.
COUTO, M. E se Obama fosse africano? & outras intervenções. Portugal: Caminho, 2009 (adaptado).
Em uma leitura que extrapola a esfera econômica, o autor associa o acirramento da pobreza à
a) Afirmação das origens ancestrais.
b) Fragilização das redes de sociabilidade.
c) Padronização das políticas educacionais.
d) Fragmentação das propriedades agrícolas.
e) Globalização das tecnologias de comunicação.

Gabarito: 1.C / 2.E / 3.E / 4.E / 5.B

Você também pode gostar