Você está na página 1de 4

AEPCONConcursosPúblicos

Sumário
CUSTO DE AVALIAÇÃO DE ESTOQUE: MÉDIO, PEPS E UEPS

LeidoDireitoAutoralnº9.610,de19deFevereirode1998:Proíbeareproduçãototalouparcialdessematerialoudivulgaçãoco
LeidoDireitoAutoralnº9.610,de19deFevereirode1998:Proíbeareproduçãototalouparcialdessematerialoudivulgaçãocom
m
finscomerciaisounão,emqualquermeiodecomunicação,inclusivenaInternet,semautorizaçãodoAEPCON ConcursosPúblicos.
finscomerciaisounão,emqualquermeiodecomunicação,inclusivenaInternet,semautorizaçãodoAlfaConConcursosPúblicos.
1
1
AEPCON Concursos Públicos

INTRODUÇÃO
O maior objetivo do custeio do estoque é a determinação de custos adequados às vendas,
de forma que o lucro apropriado seja calculado. Em adição ao fator lucro, existe um
número de outros fatores que influenciam as decisões relativas à seleção dos métodos de
custeio de estoque.

Os métodos de avaliação de estoques voltam-se à verificação e ao acompanhamento de


quanto capital está imobilizado em estoque.

A despeito de a avaliação de estoque ser um procedimento eminentemente financeiro


(contábil), acaba por ocasionar impactos físicos nas entradas e nas saídas dos materiais
nos almoxarifados.
CUSTO MÉDIO
No método do custo médio, adota-se como valor de saída de um item de material a média
do valor dos itens existentes em estoque.

Vejamos um exemplo da aplicação desse método:

Na Tabela acima, no dia 02 do mês, houve uma entrada de 600 unidades determinado item
de material no estoque, ao preço unitário de R$ 10,00. O saldo, anteriormente nulo, passa a
somar o montante de R$ 6.000,00.

No dia 15 do mesmo mês, houve nova entrada no estoque, agora de 300 unidades do
material, ao valor unitário de R$ 15,00. O saldo, anteriormente de R$ 6.000,00, passa a
somar R$ 10.500,00 (= R$ 6.000,00 + R$ 15,00 x 300).

Por fim, no dia 27, houve a saída de 200 unidades. Qual o preço unitário a ser lançado nesta
saída?

De acordo com o método do custo médio, o valor unitário da saída é obtido a partir da
razão entre o valor total do item em estoque e o seu quantitativo. No caso em análise, trata-
se de R$ 10.500,00/900 unidades, culminando em R$ 11,67.

O método de avaliação do estoque ao custo médio é aceito pelo Fisco e usado amplamente.
Por esse critério, os estoques são avaliados pelo custo médio de aquisição, apurado a cada
entrada de mercadorias, ponderado pelas quantidades adquiridas e pelas anteriormente
existentes. O princípio contábil de Custo de Aquisição determina que se incluam no custo

LeidoDireitoAutoralnº9.610,de19deFevereirode1998:Proíbeareproduçãototalouparcialdessematerialoudivulgaçãocom
finscomerciaisounão,emqualquermeiodecomunicação,inclusivenaInternet,semautorizaçãodoAEPCON ConcursosPúblicos.

2
AEPCON Concursos Públicos

dos materiais, além do preço, todos os outros custos decorrentes da compra, e que se
deduzam todos os descontos e bonificações eventuais recebidas.
PEPS OU FIFO
No método PEPS (o primeiro a entrar é o primeiro a sair) ou FIFO (first in, first out), adota-
se como valor de saída de um item de material os preços dos itens que deram entrada em
data mais remota (ou, em outras palavras, o preço dos exemplares mais “antigos”).

Vejamos um exemplo da aplicação desse método:

Na Tabela acima, no dia 02 do mês, houve uma entrada de 600 unidades de determinado
item de material no estoque, ao preço unitário de R$ 10,00. O saldo, anteriormente nulo,
passa a somar o montante de R$ 6.000,00.

No dia 15 do mesmo mês, houve nova entrada no estoque, agora de 300 unidades do
material, ao valor unitário de R$ 15,00. O saldo, anteriormente de R$ 6.000,00, passa a
somar R$ 10.500,00 (= R$ 6.000,00 + R$ 15,00 x 300).

Por fim, no dia 27, houve a saída de 200 unidades. Qual o preço unitário a ser lançado nesta
saída?

De acordo com o método PEPS, o valor unitário da saída é o mesmo valor unitário do
material que deu entrada mais remotamente no estoque. Trata-se, em nosso exemplo, da
entrada do dia 02, cujo valor unitário foi R$ 10,00.

Importante salientar que, caso houvesse uma saída de 700 unidades no dia 27 (ao invés de
200), teríamos de adotar o seguinte procedimento:

• dos 700 itens, 600 teriam o preço unitário de R$ 10,00 (tendo em vista que a entrada
mais remota, do dia 02, conteve 600 unidades);
• aos 100 itens restantes, seria conferido o valor unitário de R$ 15,00, visto tratar-se do
preço
unitário dos itens que deram entrada em data subsequente (no dia 15).

A Instrução Normativa nº 205/1988 – Secretaria de Administração Pública da Presidência


da República – Sedap (Presidência da República, 1988), da mesma forma que o Manual de

LeidoDireitoAutoralnº9.610,de19deFevereirode1998:Proíbeareproduçãototalouparcialdessematerialoudivulgaçãocom
finscomerciaisounão,emqualquermeiodecomunicação,inclusivenaInternet,semautorizaçãodoAEPCON ConcursosPúblicos.

3
AEPCON Concursos Públicos

Gestão de Materiais da Câmara dos Deputados, (Brasil, 2010), recomenda o uso do PEPS
como maneira de se evitar o envelhecimento do estoque. Há de se consignar, entretando,
que um método mais acurado para se evitar tal malefício, especialmente voltado a estoque
de bens perecíveis, é o denominado FEFO (first to expire, first out), ao qual subjaz a lógica
de que o material cuja data de validade expirar mais brevemente deve ser distribuído
primeiro.
Enumeram-se, algumas vantagens deste método:

 Os itens usados são retirados do estoque e a baixa é dada nos controles de maneira lógica
e sistemática;
 O resultado obtido espelha o custo real dos itens específicos usados nas saídas;
 O movimento estabelecido para os materiais, de forma contínua e ordenada, representa
uma condição necessária para o perfeito controle dos materiais, especialmente quando
estes estão sujeitos a deterioração, decomposição, mudança de qualidade, etc.
UEPS ou LIFO
No método UEPS (o último a entrar é o primeiro a sair) ou LIFO (last in, firstout), adota-se
como valor de saída de um item de material os preços dos itens que deram entrada em
data mais recente.

Algumas considerações do método UEPS:

 É uma forma de se custear os itens consumidos de maneira sistemática e realista; nas


indústrias sujeitas as flutuações de preços, o método tende a minimizar os lucros das
operações;
 Em períodos de alta de preços, os preços maiores das compras mais recentes são
apropriados mais rapidamente às produções reduzindo o lucro;
 O argumento mais generalizado em favor do UEPS é o de que procura determinar se a
empresa apurou, ou não, adequadamente, seus custos correntes em face da sua receita
corrente. De acordo com o UEPS, o estoque é avaliado em termos do nível de preço da
época, em que o UEPS foi introduzido.

LeidoDireitoAutoralnº9.610,de19deFevereirode1998:Proíbeareproduçãototalouparcialdessematerialoudivulgaçãocom
finscomerciaisounão,emqualquermeiodecomunicação,inclusivenaInternet,semautorizaçãodoAEPCON ConcursosPúblicos.

Você também pode gostar