Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

Núcleo de Apoio à Educação à Distância - NAPEAD UFRGS


Curso de Extensão em Karate-Dō UFRGS
Professor Mestre Tiago Oviedo Frosi - 3º Dan JKS - CREF 16973-G/RS

KARATE-DO
Falando de um ponto de vista objetivo, Karate-Dō é um chutes fascinantes não é o objetivo final. O nível mais
“Caminho” (Dō). A diferença entre os elevado da arte confere um corpo bem condicionado e
vários tipos de técnicas de combate é que nas marciais um caráter bem desenvolvido, essa é a meta do Karate.
que são um “Caminho” o objetivo final é a civilidade Karate-Dō é uma arte marcial criada e desenvolvida
e formação do caráter de seus praticantes. Ou seja, a pelos aldeões e depois pelos guerreiros
coisa mais importante está em respeitar e ser cordial de Okinawa, uma ilha ao sul do Japão. Na época,
como premissa para se aprender as técnicas. Ryūkyū era um reino independente que tinha muitas
A razão para forjar uma mente e um corpo fortes no relações comerciais e culturais com a China e sua
Karate é prática. Serve para que o praticante consiga capital era Okinawa. Okinawa passou a fazer parte do
colocar todo seu esforço no que faz e assim superar Império Japonês depois de 1600, quando os samurais
qualquer dificuldade da vida conseguiram controlar a ilha depois de inúmeras
diária, que podem ser tangíveis ou intangíveis. Alcançar tentativas mal sucedidas nos confrontos com os
vitórias, derrotar um adversário ou executar socos e guerreiros locais.

A palavra Karate-Dō significa “Caminho das Mãos cosmogonia budista, onde o Vazio, o quinto elemento,
do Vazio” ou “Caminho das Mãos Vazias”, e é representa a unidade e o equilíbrio, a essência
formada pelos ideogramas 空 (Kara = Vazio), 手 (Te fundamental da existência. Karate-Dō é, portanto a
= Mão), 道 (Dō = Caminho). O significado do nome via de “esvaziamento” de integração da mente, corpo
está relacionado a praticar sem uso de armas e e espírito, através das técnicas desenvolvidas pelos
outros objetos, além do conceito dos 5 elementos da guerreiros oquinauenses.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Núcleo de Apoio à Educação à Distância - NAPEAD UFRGS
Curso de Extensão em Karate-Dō UFRGS
Professor Mestre Tiago Oviedo Frosi - 3º Dan JKS - CREF 16973-G/RS

O Karate surgiu provavelmente no século XIII, através principais estudantes de Funakoshi sensei, Masatoshi
de uma prática de defesa pessoal de Okinawa Nakayama. Nakayama sensei estabeleceu bases de
chamada unicamente de Te/Ti (手 = Mão). A partir formação e ensino atualizadas e científicas. Também
daí o Karate se desenvolveu dentro de várias famílias, estruturou e lançou as regras de competição que até
culminando nas cinco vertentes principais conforme então não existiam, surgindo aí, de fato, o período do
foram classificadas a partir de 1927 (Shuri-Te, Naha- ‘Karate Moderno’.
Te, Tomari-Te, Uerchi-ryū e Ryuei-ryū). No Japão, O herdeiro do Karate Moderno de Masatoshi
o desenvolvimento do Karate culminou em quatro Nakayama foi o mestre Tetsuhiko Asai, que levou
grandes estilos (Dai Yon Ryū) que são conhecidos essa arte para um estágio além. Tetsuhiko Asai
como Gōjū-ryu, Shito-ryū, Wadō-ryū e Shōtōkan-ryū. (falecido Instrutor Chefe) criou a Japan Karate Shoto
As origens do Karate Shōtōkan praticado no Federation - JKS no ano 2000 para organizar o ensino
Shinjigenkan podem ser rastreadas desde os passos desse Karate, a fim de evoluir e aprofundar ainda mais
de três grandes predecessores. Primeiramente as artes marciais.
identificamos o fundador do estilo Shōtōkan, Gichin
Funakoshi, que veio de Okinawa, o berço do Karate-
Dō, para o Japão Continental ensinar o “Tōde”. Foi
Funakoshi, o “Pai do Karate Moderno” que mudou
a antiga tradição do “Tōde” para o atual “Karate”
e passou a ensinar em diversas Universidades
japonesas. Esse é também o marco do início do
‘Karate Universitário’.
O Karate teve então um grande desenvolvimento no
período pós-Guerra, através do trabalho de um dos
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Núcleo de Apoio à Educação à Distância - NAPEAD UFRGS
Curso de Extensão em Karate-Dō UFRGS
Professor Mestre Tiago Oviedo Frosi - 3º Dan JKS - CREF 16973-G/RS

Após a morte de Asai sensei, o espírito da JKS foi Técnico da World Karate Federation - WKF. Através
assumido por Masao Kagawa sensei, um mestre que do esforço de Kagawa sensei à frente da WKF, JKF
tem contato com as tendências mundiais e vem e JKS, em conjunto com muitos outros mestres e
liderando a equipe da All Japan Karatedo Federation dirigentes do mundo inteiro, em 2016 o Karate foi
(JKF - que reúne todos os estilos), unindo a arte reconhecido como modalidade olímpica e fará sua
marcial e as novas descobertas em seu próprio estreia nos Jogos Olímpicos de Tōkyō em 2020.
método de ensino. Até agora formou diversos A primeira competição olímpica de Karate será
treinadores japoneses e também instrutores que realizada no Nippon Budōkan, onde exatos 50 anos
atuam em outros países ou viajam pelo mundo antes ocorreu o primeiro Campeonato Mundial de
inteiro e recentemente foi nomeado Diretor Karate.

Atualmente, há cerca de 200 associações filiadas à JKS no Japão, com cerca de 6 mil membros. Também há
pouco mais de 60 países filiados na Europa e outros Continentes, somando cerca de 3 milhões de associados em
todo o mundo. Além disso, cada vez mais o Karate em Cadeira de Rodas, criado por Asai sensei, se populariza por
todo o planeta. No Brasil o instrutor-chefe que representa a JKS é o mestre Sadamu Uriu, 9º Dan.

*A Linhagem da JKS no Brasil pode ser identificada como: Funakoshi - Nakayama - Asai - Uriu.

REFERÊNCIAS

FROSI, Tiago Oviedo. Introdução ao Karate Shotokan. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande
do Sul/Gênese Editora, 2015. 155 p.

JAPAN KARATE SHOTOFEDERATION. Vision - JKS HQ homepage. Disponível em: <www.jks.jp/about>.


Acesso em 29 ago 2015a.