Você está na página 1de 2

Universidade do Estado do Pará

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde II


Curso de Biomedicina
Prof. Dr. Erik Artur

TESTE t NA COMPARAÇÃO DE DOIS GRUPOS


INDEPENDENTES
Muitas vezes os pesquisadores querem
comparar dois grupos independentes. Podem f) compare o valor calculado de t (em valor absoluto)
comparar, por exemplo, o novo tratamento contra o com o valor crítico de t, no nível estabelecido de
controle ou, então, comparar dois tratamentos significância e com os mesmos graus de liberdade. No
conhecidos. caso de teste bilateral, se o valor absoluto do t
calculado for igual ou maior do que o da tabela,
Exemplo 1: rejeite a hipótese de que as médias são iguais, no
Um nutricionista quer comparar o efeito de duas nível estabelecido de signíficância.
dietas alimentares para perda de peso. Seleciona
então voluntários que querem perder peso e os Exemplo 2:
divide, ao acaso, em dois grupos: um grupo é A Tabela seguir apresenta dados de pressão
designado para a dieta A, e o outro para a dieta B. Os sanguínea sistólica de mulheres na faixa etária de 30
dados estão na Tabela a seguir. Faça o teste t, ao nível a 35 anos, que usavam e que não usavam
de 5% de significância. anticoncepdonais orais. Teste a hipótese de que o uso
Dieta de anticoncepcionais não tem efeito sobre a pressão
sanguínea sistólica.
A B
12 15
Uso de anticoncepcional
8 19
Sim Não
15 15
111 109
13 12
119 113
10 13
121 120
12 16
113 117
14 15
116 108
11
126 120
12
128 122
13
123 124
Resolução 122 115
O teste t de Student é indicado para testar a 121 112
igualdade de duas médias quando os grupos são
independentes. Para calcular o valor de t, siga os siga os passos:
passos: a) Quais são os H0 e H1 para esse exemplo?
a) Quais são os H0 e H1 para esse exemplo? b) calcule a média de cada grupo;
b) calcule a média de cada grupo; c) calcule a variância de cada grupo;
c) calcule a variância de cada grupo; d) calcule a variância ponderada, dada pela fórmula:
d) calcule a variância ponderada, dada pela fórmula:

e) calcule o valor de t, que está associado a n1 + n2 -


e) calcule o valor de t, que está associado a n1 + n2 - 2 graus de liberdade, pela fórmula:
2 graus de liberdade, pela fórmula:
f) compare o valor calculado de t (em valor absoluto)
com o valor crítico de t, no nível estabelecido de
significância e com os mesmos graus de liberdade. No
caso de teste bilateral, se o valor absoluto do t
calculado for igual ou maior do que o da tabela,
rejeite a hipótese de que as médias são iguais, no
nível estabelecido de signíficância.

Exemplo 3:
Um nutricionista quer saber se existe diferença entre
iogurtes feitos de leite desnatado quando se adiciona
ou não determinada bactéria. Para isso, procura
amostras de leite desnatado de marcas comerciais
diferentes. O nutricionista analisou a firmeza dos. Os
dados são apresentados na Tabela a seguir.
Bactéria
Sim Não
70 65
75 70
65 65
75 70
72 65
65 55
75 65

siga os passos:
a) Quais são os H0 e H1 para esse exemplo?
b) calcule a média de cada grupo;
c) calcule a variância de cada grupo;
d) calcule a variância ponderada, dada pela fórmula:

e) calcule o valor de t, que está associado a n1 + n2 -


2 graus de liberdade, pela fórmula:

f) compare o valor calculado de t (em valor absoluto)


com o valor crítico de t, no nível estabelecido de
significância e com os mesmos graus de liberdade. No
caso de teste bilateral, se o valor absoluto do t
calculado for igual ou maior do que o da tabela,
rejeite a hipótese de que as médias são iguais, no
nível estabelecido de signíficância.