Você está na página 1de 5

OMC: estrutura

institucional

Especial
Perfil

Wesley Robert Pereira


06 de outubro de 2005
OMC: estrutura institucional
Especial
Perfil

Wesley Robert Pereira


06 de outubro de 2005

Enquanto o GATT foi apenas um acordo entre países, a OMC é uma organização dotada
de personalidade internacional. Aqui será apresentado a estrutura e organograma dessa
organização. Também serão expostos os principais órgãos e mecanismos e suas funções
para a busca pela formação de um sistema multilateral de comércio.

países em desenvolvimento e cooperar

A
Organização Mundial do
com outras organizações internacionais.
Comércio (OMC) tem a função de
Sua estrutura institucional, um tanto
administrar os acordos comerciais
complexa, funciona em quatro níveis
entre seus membros, ser um fórum para
organizacionais, em que há uma grande
negociações, direcionar as disputas
quantidade de comitês e grupos de
comerciais, fazer o monitoramento de
trabalhos. Abaixo segue uma ilustração
políticas comerciais nacionais, dar
simplificada do organograma da OMC:
assistência técnica e treinamento aos

Conferência
1º nível: Ministerial

2º nível: Órgão de Solução Conselho Órgão de Revisão de


de Controvérsias Geral Política Comercial

Órgão de Apelação

GATT TRIPS GATS


3º nível:
Comitês sobre questões
4º nível: recorrentes na agenda da OMC

Comitê de Negociações
Comerciais da Agenda de
Desenvolvimento de Doha

Fonte: OMC, 2005 (organograma simplificado)

Controvérsias (ESC) e o Órgão de Solução


Para a dinamização de seu trabalho, a
de Controvérsias.
OMC instituiu e aprimorou mecanismos e
instrumentos ao longo desses dez anos de
atuação. Hoje a organização conta com O Primeiro Nível
recursos como os Painéis, Órgão de
Apelação, Entendimento sobre Solução de As Conferências Ministeriais configuram
o nível mais alto do processo de tomada

www.pucminas.br/conjuntura
2

de decisão da OMC. Nelas são definidos membros sediados em Genebra ou nas


os temas que serão tratados em cada capitais de seus respectivos países. A esse
rodada de negociação que devem ocorrer conselho cabe a função de zelar pelos
num prazo de até dois anos. Essa instância Acordos Multilaterais, administrar as
é composta por Ministros das Relações atividades diárias da OMC e executar as
Exteriores e/ou os Ministros de Comércio decisões das conferências ministeriais.
Exterior dos países membros. Como no
Dessa forma, no intervalo entre as
caso do GATT, o processo de tomada de
conferências ministeriais, o Conselho
decisão na OMC é através de consenso.
Geral assumirá as funções das mesmas.
Já ocorreram cinco conferências Esse corpo administrativo estabelece o seu
ministeriais. Em dezembro de 1996, na próprio regulamento interno e aprova os
Conferência de Cingapura, quatro temas regulamentos internos dos comitês (ver O
foram introduzidos na agenda da OMC: Quarto Nível). Ele toma “as medidas
comércio e investimento, comércio e adequadas para assegurar uma
competitividade, transparência nas cooperação eficaz com outras
aquisições governamentais e facilitação de organizações inter-governamentais cujas
comércio. Em maio de 1998, a Conferência competências estejam relacionadas com as
de Genebra foi marcada pela celebração da OMC” (Acordo Constitutivo da OMC,
dos cinqüenta anos de formação de um artigo V). Também há a possibilidade de
sistema multilateral de comércio. Em se estabelecer medidas com vista à
dezembro de 1999, a Conferência de consulta e à cooperação com organizações
Seattle foi marcada pelo impasse nas não-governamentais que tenham
negociações. afinidades com os temas discutidos na
OMC.
Na Conferência Ministerial de Doha, 2001
– conhecida como agenda para o Ainda nesse segundo nível, há diversos
desenvolvimento – dois temas tomaram conjuntos de órgãos que são subordinados
importância: agricultura e serviços. Essa ao Conselho Geral. O GATT, o GATS
conferência foi uma tentativa de lançar (junto aos comitês e grupos de trabalhos
uma nova rodada para discussões a de ambos), a TRIPS (ver O Terceiro Nível)
respeito do desenvolvimento que teria seu mais alguns comitês e grupos de trabalhos
prazo na Conferência de Cancun, em (ver O Quarto Nível) respondem
setembro de 2003. Devido ao impasse diretamente ao Conselho Geral. Também
gerado nas discussões a respeito do o Comitê de Negociações Comerciais da
comércio agrícola por parte dos países em Agenda do Desenvolvimento de Doha
desenvolvimento – representados pelo possui um vínculo direto com o conselho
Grupo dos 20 – com os Estados Unidos e a também.
União Européia, a finalização da rodada
Além do Conselho Geral, há outros dois
foi adiada para a sexta conferência: Hong
órgãos que auxiliam os trabalhos deste. O
Kong em dezembro de 2005.
primeiro é o Órgão de Solução de
Controvérsias (OSC) que é composto por
O Segundo Nível todos os membros da organização sendo a
instituição máxima do sistema de solução
Esse nível é representado por três de litígios. Entretanto, há que se explicar o
organismos: o Conselho Geral, o Órgão de Entendimento sobre Soluções de
Solução de Controvérsias (OSC) e o Órgão Controvérsias (ESC), uma etapa anterior
de Revisão de Política Comercial (ORPC). ao OSC.
O órgão mais expressivo é o Conselho
O ESC ao possuir características como um
Geral da OMC, um órgão permanente e
sistema quase jurídico, com grande grau
que é formado por embaixadores ou
de independência dos demais órgãos da
chefes de delegações de todos os países

www.pucminas.br/conjuntura
3

OMC e por não requerer um acordo para sobre Tarifas e Comércio (General
fazer valer a sua jurisdição acaba se Agreement on Tariffs and Trade – GATT) foi
tornando um órgão de consulta. Para a substituído pela OMC em 1994.
economista Vera Thorstensen, “os Atualmente esse acordo é colocado dentro
governos nacionais devem utilizar-se dos da OMC para regular as tarifas e o
mecanismos colocados à disposição pelo comércio.
ESC, para atacar as irregularidades
O Acordo Geral de comércio de serviços
praticadas pelos demais países para
(General Agreement on Trade in Service –
defender os interesses próprios e de seus
GATS) tem como objetivo estabelecer um
exportadores”. Na possibilidade de as
quadro de referência multilateral de
partes não alcançarem um acordo, então,
princípios e regras para tal comércio. O
resta ao OSC analisar a questão.
acordo inclui mais de 150 subsetores em
No conjunto de solução de controvérsias que contemplam serviços profissionais e
da OMC, o OSC é o instrumento principal de consultoria (médico, jurídico,
do processo. Subordinado a ele está o engenharia, contábil, pesquisa e
Órgão de Apelação, que consiste num desenvolvimento, computação,
corpo independente formado por sete imobiliário, propaganda e vendas),
pessoas para rever o painel em questão. serviços de comunicação, serviços de
Isso ocorre quando uma das partes construção e de engenharia, serviços de
envolvidas no painel não aceita sua distribuição, serviços de educação,
decisão. serviços ambientais, serviços financeiros e
seguros, serviços de turismo e viagens,
O segundo é o Órgão de Revisão de
serviços de recreação, cultural e de
Política Comercial (ORPC), criado junto
esporte, serviços de transporte e entre
com a OMC, que tem o objetivo de
outros serviços.
estabelecer um cronograma anual de
entrega de relatórios periódicos dos O Acordo sobre Aspectos do Direito da
membros da OMC. E, com base nos Propriedade Intelectual relacionados ao
acordos multilaterais de comércio, irá Comércio (Agreement on Trade-Related
verificar a consistência das políticas Aspects of Intellectual Property Rights –
econômicas dos países. TRIPS) tem como objetivo criar uma
situação para negociações multilaterais de
Assim, a função do ORPC é a de revisar as
princípios, de regras e de disciplina
políticas comerciais de seus membros e
relacionados com os direitos de
com isso contribuir para uma maior
propriedade intelectual.
adesão dos mesmos às regras da
instituição, à sua disciplina e aos
compromissos assumidos nos acordos O Quarto Nível
multilaterais de comércio. Essa é uma
forma de se aumentar a transparência Esse nível é formado por uma grande
entre seus participantes. A transparência, quantidade de comitês e grupos de
uma das três regras do sistema trabalhos que tratam de diversos temas.
multilateral de comércio, melhora o Uma parte destes são ramificações dos
funcionamento desse sistema porque trabalhos do GATT e do GATS. Outra
transmite maior compreensão das parte faz parte dos trabalhos de outro
políticas e das práticas comerciais. conjunto de comitês e grupos de trabalhos
que não se encaixam nem ao GATT e nem
ao GATS.
O Terceiro Nível
Aqui há três Acordos: o GATT, O GATS e
o TRIPS. O primeiro, o Acordo Geral

www.pucminas.br/conjuntura
4

Orçamento
Referência
A contribuição de cada país à OMC e a
seu Órgão de Apelação depende do que THORSTENSEN, Vera Helena. OMC -
ele representa no comércio internacional. Organização Mundial do Comércio: as
Essa contribuição está baseada no seu regras do comércio internacional e a
comércio de bens, serviços e direitos de nova rodada de negociações
propriedade intelectual pelos três últimos multilaterais. 2. ed. rev. e ampl. São
anos. Paulo: Edições Aduaneiras, 2001. 520p.
O orçamento total da OMC é feito em KLOR, Adriana Dreyzin de. Solução de
francos suíços e nesse ano ele chega a controvérsias : OMC, União Européia e
167,4 milhões de francos suíços. Portanto, Mercosul. Rio de Janeiro: Fundação
é evidente que os maiores contribuintes Konrad-Adenauer-Stiftung, 2004. 240p.
são os países desenvolvidos. Recolhemos
alguns casos para que se tenha idéia dos Sites:
grandes atores do comércio internacional
que chamam a atenção ao serem BBC Brasil: Especial OMC Cancun 2003 -
comparados ao Brasil: http://www.bbc.co.uk/portuguese/n
oticias/cluster/2003/09/s_omc.shtml
Finance One Economia –
Países Contribuição para 2005 http://ww.financeone.com.br
(em francos suíços)
Organização Mundial do Comércio (OMC
Estados Unidos 26.445.852 ou WTO) – http://ww.wto.org
Alemanha 14.851.728 Organizações Internacionais em que
Japão 10.253.250 Portugal Participa -
http://www.fd.uc.pt/CI/CEE/OI
Reino Unido 9.548.496
França 8.624.448
Canadá 6.563.754
Ver também:
China 6.024.726
05/11/2004 – A América Latina e o ajuste
Holanda 5.671.512 estrutural após o Consenso de
Hong Kong 5.226.228 Washington

Rep. da Coréia 3.995.838 31/03/2005 – Dois fóruns com os mesmos


interesses e concepções diferentes
México 3.878.658
11/04/2005 – A liberalização do comércio
Cingapura 3.339.630 nos setores de têxteis e vestuário
Taiwan 3.259.278 19/05/2005 – OMC decide em definitivo
Índia 1.543.428 sobre o açúcar subsidiado na União
Européia
Brasil 1.528.362
22/08/2005 – Reunião do G-8 e outras
África do Sul 785.106 reuniões marcam agenda do resto do
Argentina 684.666 ano

Fonte: OMC, 2005. 08/09/2005 – Histórico da OMC:


construção e evolução do sistema
multilateral de comércio

www.pucminas.br/conjuntura