Você está na página 1de 5

O estado do tempo

Estado do tempo – conjunto de condições atmosféricas que se verificam num determinado


lugar, num curto período de tempo.

Previsão do estado do tempo:

A recolha de informação sobre as condições atmosféricas é feita através de aparelhos


e sistemas cada vez mais sofisticados e precisos. As imagens de satélite são, actualmente,
muito utilizadas na previsão do estado do tempo.

Elementos que caracterizam o estado do tempo:

Temperatura– grau de aquecimento do ar;


Precipitação– queda de água, em forma de chuva, neve ou granizo;
Nebulosidade – proporção do céu coberto de nuvens;
Humidade – quantidade de vapor de água presente na atmosfera;
Pressão atmosférica – força com que o ar exerce sobre a superfície da Terra;
Vento– movimento do ar com uma determinada direcção e intensidade.

O estado do tempo influencia a vida das pessoas e a realização de muitas actividades


económicas. Daí, a grande importância que é dada à divulgação da sua previsão. O estado
do tempo varia conforme a data e, muitas vezes, consoante a hora do dia.

Clima – sucessão habitual dos estados do tempo, durante um longo período, geralmente 30 ou
mais anos.

Elementos climáticos–elementos mais utilizados para caracterizar o clima.

Os principais factores climáticos

Factores climáticos – fenómenos e situações naturais que influenciam os elementos do clima.


De entre esses factores, destacam-se a latitude, a proximidade/o afastamento do mar e o
relevo.

A latitude é um factor do clima muito importante em todo o planeta, pois influencia


sempre os principais elementos climáticos.

A influência da latitude na temperatura

Devido à forma arredondada da Terra, os rios atingem a superfície terrestre com


diferentes graus de inclinação.

Entre os Trópicos de Câncer e de Capricórnio, a inclinação dos raios solares é menor


do que nas regiões polares. Por isso, entre os trópicos, a energia dos raios solares é distribuída
por uma superfície menor do que nas regiões polares. Assim:

- Naregião intertropical, há uma maior concentração de energia solar dos raios solares e,
consequentemente, um maior aquecimento;

1
- Nasregiões polares, a menos concentração da energia dos raios solares provoca ummenor
aquecimento.

Podemos concluir que, quanto maior é o valor da latitude, menor é o aquecimento da


superfície terrestre, ou seja, de um modo geral, a temperatura diminui à medida que a
latitude aumenta.

A influência da latitude na pressão atmosférica e na precipitação

A circulação do ar na atmosfera influencia a pressão atmosférica – força com que o ar


exerce sobre a superfície terrestre, medida por milibares (mb) e cujo valor considerado
normal, à superfície, é de 1013 mb. Esta, por sua vez, tem uma grande influência no estado do
tempo.

Centro de altas pressões ou ciclone

A pressão diminui da periferia para o centro e, como o ar se desloca das altas para as
baixas pressões, o seu movimento é convergente, à superfície e, ascendente na vertical.
Quando o ar sobe, a sua temperatura diminui o que provoca a condensação do vapor de água,
formando-se nuvens que podem originar precipitações. Assim, aos centros de baixas pressões
associam-se, geralmente, o céu nubladoe o mau tempo.

Centro de altas pressões ou anticiclone

O movimento do ar é descendente na vertical e divergente à superfície, pois a pressão


diminui do centro da superfície para a periferia. Quando o ar desce em altitude, a sua
temperatura aumenta, tornando-se maior a sua capacidade de reter o vapor de água. Por isso,
não há formação de nuvens nem ocorrência de precipitação. Assim, aos centros de altas
pressões associam-se, geralmente, o céu limpo e o tempo seco.

Podemos concluir que:

- Nasregiões equatoriais, onde há elevadas temperaturas, o ar sobe, formando-se o centro de


baixas pressões que originam precipitação muito abundante;

- Nas proximidades dos trópicos, o ar desce, originando altas pressões, que são responsáveis
pelo tempo seco predominante nessas altitudes;

- Naslatitudes médias dá-se a convergência do ar polar, formando-se as baixas pressões que


explicam a ocorrência de precipitação abundante;

- Nospólos, onde há baixas temperaturas, formam-se altas pressões e, por isso, há baixos
valores de precipitação.

A proximidade/o afastamento do mar

Embora a latitude influencie o clima em toda a superfície da Terra, existem lugares

2
situados à mesma latitude que representam características climáticas bastante diferentes,
devido à influência de outros factores como a proximidade/o afastamento do mar.

O relevo

O relevo influência os principais elementos climáticos devido, sobretudo, à variação da


altitude – distância, em metros, medida na vertical, desde o nível médio das águas do mar até
ao dado lugar.

Nas áreas da montanha, as temperaturas soa mais baixas porque, na camada inferior
da atmosfera, a temperatura diminui à medida que a altitude aumenta.

A Europa: um continente com limites...

A Europa é o espaço continente compreendido entre o Atlântico e os Montes Urais,


tendo como limites naturais:

O Oceano Árctico, a norte;


O Oceano Atlântico, a oeste;
O Mar Mediterrâneo, a sul;
O Mar Negro e a Cordilheira do Cáucaso, a sudeste;
O Mar Cáspio e o Rio Ural, a este;
Os Montes Urais, a este e a nordeste.

Temperatura média mensal =

Temperatura média anual=

Amplitude térmica anual = temperatura média do mês mais quente – (menos)


temperatura média do mês mais frio

Amplitude térmica diária = temperatura máxima do dia – (menos) temperatura


mínima do dia

…mares, penínsulas e ilhas

O território europeu é muito recortado, com vários mares, penínsulas e inúmeras ilhas.

Mares:

Mar Cáspio;
Mar do Norte;

3
Mar Báltico;
Mar Negro;
Mar Jónico;
Mar Tirreno;
Mar Mediterrâneo;
Mar Egeu;

Penínsulas:

Península Ibérica;
Península Itálica;
Península Balcânica;
Península da Jutlândia;
Península da Escandinávia;

Países e capitais da Europa:

Albânia – Tirana
Alemanha – Berlim
Andorra – Andorra-a-Velha
Áustria – Viena de Áustria
Bélgica – Bruxelas
Bielorrússia – Minsk
Bósnia – Sarajevo
Bulgária – Sófia
Chipre – Nicósia
Croácia – Zagreb
Dinamarca – Copenhaga
Eslováquia – Bratislava
Eslovénia – Liubliana
Espanha – Madrid
Estónia – Tallinn
Finlândia – Helsínquia
França – Paris
Grécia – Atenas
Holanda – Amesterdão
Hungria – Budapeste
Irlanda – Dublin
Islândia – Reiquejavique
Itália – Roma
Letónia – Riga

4
Liechtenstein – Vaduz
Lituânia – Vilnius
Luxemburgo – Luxemburgo
Macedónia – Skopje