Você está na página 1de 8

Brasil Rural

AULA 8 Brasil rural pode ser definido como um mosaico de paisagens cobertas
por vegetação natural ou áreas cultivadas. A geografia rural muitas vezes
mistura-se à geografia agrária voltada às práticas econômicas e sociais re-
lacionadas ao setor primário (agrícolas, pecuárias ou extrativistas).

Brasil rural engloba práticas agrárias e não agrárias

Diferença entre os conceitos rural e agrário

É comum as expressões “rural” e “agrário”, muitas vezes serem usadas como sinônimos. Mas,
afinal, qual a diferença entre elas? A diferença encontra-se não somente nas paisagens, mas princi-
palmente nas atividades desempenhadas. O rural é um termo mais amplo que envolve todo o espaço
não constituído por cidades. Ele envolve práticas agrárias e não agrárias. Por outro lado, o agrário é
o espaço em que se realizam práticas econômicas e sociais eminentemente relacionadas sobretudo
com o setor primário, sejam elas agrícolas, pecuárias ou extrativistas.
Portanto, o espaço rural é composto por paisagens que envolvem áreas de reservas florestais
não ocupadas ou não diretamente transformadas pelas atividades humanas. Podemos dizer então
que o espaço agrário é apenas uma parte do meio rural? Nem sempre. Existem algumas práticas
agrárias que se manifestam no espaço urbano, embora isso seja cada vez mais raro. Um exemplo é
o cultivo de hortaliças em um bairro urbanizado ou a existência de uma chácara – ou até um conjunto
delas – em uma zona urbana. Essas são práticas agrárias no espaço das cidades. Além disso, exis-
tem práticas urbanas no meio rural. É o caso, por exemplo, dos resorts, spas, hotéis-fazenda, clubes
esportivos e, em uma tendência mais recente, de alguns condomínios fechados que se encontram
em locais propositalmente afastados das cidades.
Na atualidade, a urbanização do meio rural é cada vez mais frequente. Isso porque o acesso
aos transportes e aos meios de comunicação permitem o rápido contato entre o espaço das cidades
e as localidades mais afastadas.
Disponível em: https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/diferenca-entre-rural-agrario.htm

Geografia 3 - Aula 8 77 Instituto Universal Brasileiro


Brasil Rural
flete tanto no ambiente urbano quanto no
Brasil moderno X Brasil arcaico rural. Nesse último, temos a existência de
Ao viajar, você já deve ter observado dois “Brasis”, um moderno e o outro arcaico,
a grande quantidade de terras distribuídas resultado, também de outros problemas que
pelo território brasileiro, sendo algumas de estudaremos mais adiante, como a má dis-
grandes extensões onde a nossa visão não tribuição de terras e os problemas que en-
consegue abarcar toda a propriedade. Ou- volvem as relações de trabalho no campo.
tras têm pequenas extensões. Algumas têm
grandes plantações com o emprego de mui-
Brasil moderno ou do agronegócio
to maquinário, porém outras, estão aparen-
temente abandonadas, por exemplo, cober- É aquele cujo campo utiliza os recursos
tas pela vegetação natural e sem presença oriundos da Revolução Verde, como a meca-
humana. Já outras têm produção variada e nização e a aplicação da ciência na agrope-
com a presença de muitos trabalhadores. cuária. São áreas de intensa produção agro-
Esse mosaico de paisagens retrata bem as pecuária e que ocupam grandes extensões
diferentes realidades que encontramos no de terras. Quase sempre a maior parte ou a
campo brasileiro. totalidade da produção é direcionada para as
indústrias que transformam os gêneros agríco-
las e pecuários em produtos industrializados.
Tais indústrias são chamadas de agroindús-
trias. Geralmente essas indústrias se instalam
nas proximidades das áreas produtoras para
reduzir os custos do transporte da matéria-pri-
ma até as áreas de produção.

Brasil arcaico ou da
agricultura camponesa

O Brasil é a sétima maior economia do


mundo, isso significa que o país é um dos
maiores geradores de riqueza do globo,
algo atestado pelo valor do seu PIB (Produ-
Colheita de soja em uma fazenda
to Interno Bruto - uma medida do valor dos em Campo Verde (MS)
bens e serviços que o país produz num pe-
ríodo, na agropecuária, indústria e serviços) É chamado assim pelo fato de não
de mais de três trilhões de dólares. Porém, contar com a tecnologia. É composto de
toda essa riqueza é mal distribuída entre os pequenas e médias propriedades, com o
habitantes, provocando uma desigualdade emprego de mão de obra familiar e que dis-
social entre a população. põe de pouco ou nenhum recurso técnico. A
Fruto dessa desigualdade social se re produção é voltada para a subsistência da
Geografia 3 - Aula 8 78 Instituto Universal Brasileiro
família e quando ocorre um excedente ele
abastece os mercados locais e regionais. A agricultura familiar gera mais de
Vale salientar o papel importante que a 80% da ocupação no setor rural e res-
agricultura familiar tem em nosso país, pois ponde no Brasil por sete de cada 10 em-
esse tipo de agricultura é o responsável por pregos no campo e por cerca de 40% da
grande parte dos alimentos produzidos no produção agrícola. Atualmente a maior
Brasil e também por parte considerável do parte dos alimentos que abastecem a
emprego agrícola no país. mesa dos brasileiros vem das pequenas
A principal política pública voltada à agri- propriedades. A agricultura familiar favo-
cultura familiar é o Programa Nacional de For- rece o emprego de práticas produtivas
talecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), ecologicamente mais equilibradas, como
um sistema de crédito direcionado aos agri- a diversificação de cultivos, o menor uso
cultores familiares, com juros mais baixos e de insumos industriais e a preservação
melhores condições para pagamento que os do patrimônio genético. Em 2009, cerca
do crédito disponível no mercado. O crédito de 60% dos alimentos que compuseram
é primordial para o fortalecimento da agricul- a cesta alimentar distribuída pela Conab
tura familiar porque permite que o agricultor (Companhia Nacional de Abastecimento)
aumente o investimento em sua propriedade, originaram-se da Agricultura Familiar.
compre equipamentos e insumos, produza Fonte: CONAB. Disponível em: <http://www.conab.
mais e consiga mais rendimento. gov.br/conteudos.php?a=1125&t=>. Acesso em 22 fev. 2018.

Importância do agronegócio

Família de agricultores em uma


plantação de beterraba em Apiaí (SP)

O setor responde por 21% do PIB e é


responsável por metade das exportações,
tendo papel ativo no saldo positivo da balança
comercial brasileira. Em 2010, 16% da produ-
ção de alimentos do Brasil foi destinada para
alimentar o mundo. Em 2020, esse número
será mais que o dobro, 38%.
Como é um setor altamente produtivo,
isso coloca o Brasil na condição de um dos
principais exportadores de produtos agrícolas
destinados a suprir parte da crescente de-
Geografia 3 - Aula 8 79 Instituto Universal Brasileiro
manda mundial de alimentos, como o café, a industriais, diminuiu muito a necessidade de
soja, a laranja e outras frutas tropicais. mão de obra, forçando o trabalhador ir morar
Outra produção importante para o Brasil, nas cidades em busca de trabalho, fenômeno
do ponto de vista econômico devido às expor- conhecido como êxodo rural. Por outro lado, o
tações, são os biocombustíveis - derivados emprego de mão de obra qualificada aumenta,
de plantas e outros materiais biológicos que pois nessas produções são necessários mecâ-
podem substituir a gasolina e o óleo diesel. nicos de máquinas, químicos, engenheiros am-
Atualmente, esses combustíveis alternativos bientais, agrônomos, zootecnistas, veterinários
podem ser extraídos principalmente da cana- entre outros profissionais mais qualificados.
de-açúcar, do milho, da soja e da mamona. Como essas fazendas têm por objetivo
Os chamados combustíveis alternativos, uma grande produção, os seus proprietários
como os biocombustíveis, têm tido uma gran- buscam cada vez mais expandir o tamanho das
de importância nas últimas décadas, depois da suas propriedades provocando uma concentra-
constatação do aumento da poluição atmos- ção de terras, expulsando o trabalhador peque-
férica por conta da queima dos combustíveis no e médio do campo, gerando desemprego
fósseis, como o petróleo, ocasionando o aque- que gera êxodo rural e inchaço urbano, inflação
cimento global. Os biocombustíveis são uma nos preços dos produtos alimentícios e contri-
alternativa ao petróleo, pois têm um custo me- buindo para o aumento da fome. Se cada vez
nor, são menos poluentes e são fontes de ener- mais áreas estão concentradas nas mãos de
gia renovável. Esse fato colocou a agricultura poucos proprietários e estas passam a produzir,
brasileira no centro das atenções, pois o Brasil na maior parte das vezes um único produto (mo-
é um dos poucos países com uma grande área nocultura), àquele que mais vale no mercado
disponível para expansão da produção de ma- externo ou matéria-prima para a indústria, mui-
térias-primas para os biocombustíveis. tas vezes os gêneros alimentícios deixam de ser
produzidos para dar lugar à soja, ao cacau ou
outro alimento, por exemplo. Com menos oferta
O outro lado do agronegócio
de alimentos que fazem parte da nossa dieta,
É inegável a contribuição do agronegócio por exemplo, há a subida do valor desses gêne-
para o desenvolvimento da economia brasileira, ros, como o feijão, no mercado nacional. Além
porém, esse tipo de atividade tem provocado disso, o pequeno e médio produtor que perdeu
consequências negativas, tais como o desem- a sua terra pela pressão dos grandes latifúndios
prego no campo, a concentração fundiária e o produtivos, deixam de produzir alimentos para
comprometimento das áreas de vegetação nati- a sua subsistência, o que pode agravar o pro-
va, como o Cerrado e a floresta Amazônica. blema da fome e o aumento da pobreza, pois
Na Revolução Verde, a química desen- perde-se a fonte de renda de várias famílias que
volveu os fertilizantes e defensivos agrícolas repassavam a produção para supermercados e
(agrotóxicos). A genética permitiu a criação de comércios de alimentos locais e regionais.
sementes padronizadas e resistentes à doen- Vale lembrar que a concentração de terra
ças, pragas e agrotóxicos. A mecânica aperfei- também ocorre no Brasil não só pela ação das
çoou equipamentos para o plantio e a colheita, fazendas que atendem o mercado externo e as
entre outros. Esse conjunto de transformações indústrias. Também há grandes propriedades,
aproximou a agricultura de um padrão indus- chamadas de latifúndios, pertencentes há pes-
trial de produção. Nunca se produziu tanto para soas muito ricas que não têm interesse em nada
abastecer as indústrias, agora chamadas de produzir. Portanto, são considerados latifúndios
agroindústrias e as grandes cidades brasilei- improdutivos. Alguns grandes proprietários man-
ras. A produção aumentou acompanhado do têm suas terras improdutivas por um longo perío-
desemprego, principalmente daquela mão de do, visando à valorização para vendê-las. Outro
obra desqualificada, algo comum no campo motivo para os proprietários não explorarem é o
brasileiro. O emprego da Revolução Verde nas fato de que elas podem ser dadas em garantia
fazendas, que passam a adquirir características para obtenção de empréstimos nos bancos.
Geografia 3 - Aula 8 80 Instituto Universal Brasileiro
Reforma agrária começava a ser montada pelo governo federal,
porém, toda essa expansão ocorreu justamente
O Brasil apresenta uma das maiores con- em áreas florestais como a Amazônia e o Cerra-
centrações de terras do mundo. Há um peque- do provocando sérios prejuízos ambientais com
no número de proprietários que concentra a o desmatamento, as queimadas, a poluição dos
maior parte das terras no Brasil, enquanto que rios e a perda da biodiversidade.
há muitos proprietários que as suas terras so-
madas, representa uma pequena parte do total
de terras no campo brasileiro. O Censo Agro- A questão do trabalhador rural
pecuário 2006, do Instituto Brasileiro de Geo- Os benefícios propiciados pela Revolução
grafia e Estatística (IBGE), demonstra que 86% Verde tiveram impacto no nível do emprego no
dos estabelecimentos rurais do Brasil têm me- campo. Por um lado, houve o aumento da pro-
nos de 100 hectares de extensão (um hectare dutividade, mas por outro, o desemprego au-
equivale a 10 mil metros quadrados e é a me- mentou devido ao intenso uso de máquinas e
dida padrão para áreas rurais). Os estabeleci- equipamentos. Engana-se quem pensa que nas
mentos com mais de mil hectares representam grandes fazendas localizadas no Sudeste e no
apenas 1% das propriedades, mas ocupam Centro-Oeste não há trabalhadores rurais. Há
44% das terras brasileiras. Essa má distribui- sim, mas são trabalhadores qualificados que pre-
ção de terras provoca movimentos a favor da cisam de conhecimento técnico requeridos pela
reforma agrária. Essa expressão refere-se à prática da agricultura moderna, muito diferente a
redistribuição de propriedades rurais para os praticada na maior parte das pequenas e médias
trabalhadores sem-terra. propriedades, como agrônomos, engenheiros
Vale lembrar, que as terras destinadas ambientais, zootecnistas, veterinários, químicos,
à reforma agrária são aquelas que não cum- biólogos entre outros. Porém, os outros trabalha-
prem sua função social, ou seja, as grandes dores que não possuem qualificação tornam-se
propriedades públicas ou privadas que pouco desempregados e muitas vezes vê a sua terra
ou nada produzem. Parte dessas terras per- ser comprada por uma grande fazenda, restando
tence a grandes proprietários rurais. Nesse ir morar nas cidades e voltar para o campo como
caso, as terras improdutivas podem ser desa- boia-fria, mão de obra temporária contratada so-
propriadas e utilizadas para reforma agrária mente em duas ocasiões no ano, sendo uma no
mediante a aprovação do poder público. As plantio e a outra na colheita da cana-de-açúcar,
pequenas e médias propriedades rurais e as laranja, feijão, algodão e frutas tropicais.
grandes propriedades produtivas não podem O problema é que esses contratos tem-
ser desapropriadas. porários, na maior parte das vezes, são feitos
sem registro em carteira de trabalho e, por-
Expansão da fronteira agrícola tanto, os trabalhadores não dispõem dos direi-
tos assegurados pelas leis trabalhistas, como
Outra consequência do agronegócio é a férias, décimo terceiro salário, aposentadoria
contínua expansão da fronteira agrícola. A fron- e outros, além do recebimento de baixos salá-
teira agrícola refere-se às áreas-limites onde rios, dificultando as condições de sobrevivên-
se pratica a atividade agropecuária. No Brasil, cia do trabalhador rural.
houve a expansão da fronteira agrícola para Outro problema encontrado no campo
as regiões Centro-Oeste e Norte por conta dos brasileiro é a prática do trabalho análogo à
projetos governamentais de expansão da ocu- escravidão. Em geral os trabalhadores são
pação para o interior do país nas décadas de aliciados em áreas muito pobres para tra-
1960 e 1970. Como as terras mais ao sul do balhar temporariamente com a promessa de
país estavam mais caras e ocupadas, houve a receber um salário pelo serviço prestado,
oportunidade de vários latifundiários expandi- porém, os fazendeiros cobram pela mora-
rem a sua atuação para outras regiões, aprovei- dia e pela comida muito mais do que pagam
tando a terra mais barata e a infraestrutura que pelo trabalho. Os trabalhadores ficam com
Geografia 3 - Aula 8 81 Instituto Universal Brasileiro
dívidas e são impedidos de sair das fazen-
das. Em muitos casos, eles são ameaçados Importância do agronegócio
por homens armados contratados pelos fa-
zendeiros chamados de jagunços ou capan- O tipo de negócio gerado pelas agroin-
gas em algumas regiões brasileiras. dústrias é chamado de agronegócio ou agribu-
siness, uma atividade em plena expansão no
Vale ressaltar que submeter alguém a
Brasil. O agronegócio pode ser definido como
trabalho escravo é crime pelas leis brasilei- a cadeia produtiva que envolve a produção
ras e internacionais, constituindo um grave agropecuária, a transformação dos gêneros
atentado aos direitos humanos. agropecuários em produtos industrializados e
a distribuição e a venda desses produtos. Faz
parte também do agronegócio a produção e a
comercialização de insumos agrícolas, máqui-
nas e equipamentos destinados ao setor.
Uma produção importante para o Brasil,
do ponto de vista econômico devido às expor-
Brasil Rural
tações, são os biocombustíveis - derivados
Brasil moderno X Brasil arcaico de plantas e outros materiais biológicos que
podem substituir a gasolina e o óleo diesel.
A desigualdade social se reflete tanto Atualmente, esses combustíveis alternativos
no ambiente urbano quanto no rural. Nesse podem ser extraídos principalmente da cana-
último, temos a existência de dois “Brasis”, -de-açúcar, do milho, da soja e da mamona.
um moderno e o outro arcaico.
O outro lado do agronegócio
Brasil moderno ou do agronegócio
É inegável a contribuição do agronegócio
Utiliza os recursos oriundos da Re- para o desenvolvimento da economia brasileira,
volução Verde, como a mecanização e porém, esse tipo de atividade tem provocado
a aplicação da ciência na agropecuá- consequências negativas, tais como o desem-
ria. As agroindústrias são indústrias que prego no campo, a concentração fundiária e o
transformam os gêneros agrícolas e pe- comprometimento das áreas de vegetação na-
cuários em produtos industrializados. tiva, como o Cerrado e a floresta Amazônica.
Elas se instalam nas proximidades das
áreas produtoras para reduzir os custos do Reforma agrária
transporte da matéria-prima até as áreas
de produção. O Brasil apresenta uma das maiores con-
centrações de terras do mundo. Há um peque-
Brasil arcaico ou da no número de proprietários que concentra a
agricultura camponesa maior parte das terras no Brasil, enquanto que
há muitos proprietários que as suas terras so-
Composto de pequenas e médias pro- madas, representa uma pequena parte do total
priedades, com o emprego de mão de obra de terras no campo brasileiro.
familiar que dispõem de pouco ou nenhum A má distribuição de terras provoca mo-
recurso técnico. A produção é voltada para vimentos a favor da reforma agrária. Essa ex-
a subsistência da família e quando ocorre pressão refere-se à redistribuição de proprieda-
um excedente ele abastece os mercados des rurais para os trabalhadores sem-terra.
locais e regionais. Vale salientar o papel
importante que a agricultura familiar tem Expansão da fronteira agrícola
em nosso país, pois esse tipo de agricul-
tura é o responsável por grande parte dos Outra consequência do agronegócio é a
alimentos produzidos no Brasil e também expansão da fronteira agrícola. A fronteira agrí-
por parte considerável do emprego agríco- cola refere-se às áreas-limites onde se pratica a
la no país. atividade agropecuária.

Geografia 3 - Aula 8 82 Instituto Universal Brasileiro


Tipos de estabelecimentos
agropecuários e respectiva área
de ocupação no Brasil, em 2006
Total de
1. (FUVEST. Adaptada) Estabeleci- Área Total
estabele-
mentos (ha)
cimentos
“As primeiras práticas de agricultura Agricultura
datam de, aproximadamente, 10.000 anos. familiar –
Neste período, ocorreram inúmeras trans- 4.367.902 80.250.453
Lei nº
formações na sua base técnica, mas é, no 11.326
decorrer da segunda metade do século 20,
que a revolução agrícola contemporânea, Não
807.587 249.690.940
fundada na elevada motorização-mecaniza- familiar
ção, na seleção de variedades de plantas e
Total 5.175.489 329.941.393
de raças de animais e na ampla utilização de
corretores de pH dos solos, de fertilizantes, Fonte: IBGE, Censo Agropecuário 2006.
de ração animal e de insumos químicos para
as plantas e para os animais domésticos, pro-
grediu vigorosamente nos países desenvolvi- I. A relação entre total de estabe-
dos e em alguns setores limitados dos países lecimentos e área ocupada pelas duas
subdesenvolvidos.” tipologias mostra a extrema concentra-
Marcel Mazoyer & Laurence Roudart. ção de terras no Brasil.
História das agriculturas no mundo: do neolítico à II. A predominância de estabeleci-
crise contemporânea, São Paulo: Unesp; Brasília: mentos de agricultura familiar demons-
NEAD, 2010. Adaptado.
tra equilibrada distribuição de terras no
Brasil.
As transformações ocorridas na agricul-
III. A predominância de estabele-
tura após meados do século 20 foram recon-
cimentos familiares fica evidente pela
hecidas como Revolução Verde, sobre a qual
ocupação de mais de da área total dos
se pode afirmar que:
estabelecimentos agropecuários.
a) ( ) contribuiu para a ampliação da
diversificação das espécies e do controle a) ( ) Apenas I está correta.
das sementes pelos pequenos agricultores. b) ( ) Apenas II está correta.
b) ( ) seus parâmetros produtivos c) ( ) Apenas III está correta.
estavam fundados, desde sua origem, em d) ( ) Apenas I e III estão corretas.
preservar e proteger a biodiversidade nas
áreas de cultivo. 3. Na atualidade, a manutenção dos
c) ( ) com sua expansão, na África e no conflitos agrários no Brasil é explicada pela
sudeste Asiático, as populações rurais puderam continuidade dos seguintes aspectos:
alcançar padrões de consumo semelhantes aos
das grandes metrópoles. a) ( ) concentração da propriedade
d) ( ) foi baseada na inovação científica fundiária e desigualdade social.
e está atrelada à grande produção de grãos em b) ( ) estagnação da produtividade
extensas áreas de monocultura. rural e elevação do desemprego.
c) ( ) desqualificação da mão de
2. (UFRGS. Adaptada) Analise o grá- obra assalariada e corporativismo sindical.
fico, considere as afirmações abaixo, sobre d) ( ) crescimento populacional cam-
a estrutura agrária brasileira e assinale a ponês e regionalização do progresso in-
alternativa correta. dustrial.
Geografia 3 - Aula 8 83 Instituto Universal Brasileiro
Tipos de estabelecimentos
agropecuários e respectiva área
de ocupação no Brasil, em 2006
Total de
1. d) ( x ) foi baseada na inova- Estabele- Área Total
estabele-
ção científica e está atrelada à grande cimentos (ha)
cimentos
produção de grãos em extensas áreas Agricultura
de monocultura. familiar –
4.367.902 80.250.453
Lei nº
Comentário. A partir de meados do sé- 11.326
culo 20, a “revolução verde” constituiu um
Não
conjunto de tecnologias que permitiram elevar 807.587 249.690.940
familiar
bastante a produtividade agrícola nos países
desenvolvidos e posteriormente em países Total 5.175.489 329.941.393
subdesenvolvidos. Assim, vários países se
Fonte: IBGE, Censo Agropecuário 2006.
tornaram grandes produtores de alimentos
para seus mercados internos e também para
exportação, como é o caso dos Estados Uni- 3. a) ( x ) concentração da proprie-
dos e do Brasil nas últimas décadas. A rev- dade fundiária e desigualdade social.
olução verde foi caracterizada pelo avanço
da mecanização do campo, biotecnologia Comentário. No Brasil, os conflitos pela
aplicada à agropecuária, utilização de fertili- posse da terra e a violência no campo decor-
zantes e aplicação de agrotóxicos. Desen- rem de problemas como a concentração
volvida inicialmente nos Estados Unidos e fundiária e insuficiência de reforma agrária. O
Europa Ocidental, a “revolução” foi incorpo- país apresenta uma acentuada desigualdade
rada posteriormente por países emergentes social e na distribuição da propriedade. Entre
como o Brasil. as regiões mais conflituosas, destaca-se o Bico
do Papagaio (sul do Pará, norte de Tocantins e
2. a) ( x ) Apenas I está correta. parte do Maranhão) devido aos assassinatos
de trabalhadores rurais, sindicalistas e ambi-
Comentário. Alternativa a traz a afirma- entalistas a mando de latifundiários e grileiros.
ção correta: I - A relação entre total de es- O Brasil apresenta uma das maiores concen-
tabelecimentos e área ocupada pelas duas trações de terras do mundo. Há um pequeno
tipologias mostra a extrema concentração número de proprietários que concentra a maior
de terras no Brasil. Observe que o número parte das terras no Brasil, enquanto que há
de estabelecimentos da agricultura familiar muitos proprietários que as suas terras soma-
é muito maior que o de não familiar, mas das, representa uma pequena parte do total de
a área ocupada muito menor e vice-versa. terras no campo brasileiro. Vale lembrar, que
As demais afirmações estão incorretas: II - as terras destinadas à reforma agrária são
Os estabelecimentos de agricultura familiar aquelas que não cumprem sua função social,
predominam em número, mas não em área ou seja, as grandes propriedades públicas ou
ocupada, visto que existe enorme desigual- privadas que pouco ou nada produzem. Parte
dade na distribuição de terras no Brasil; e dessas terras pertence a grandes proprietários
III - Mais de 50% da área total são ocupa- rurais. Nesse caso, as terras improdutivas po-
dos por estabelecimentos “não familiares”, dem ser desapropriadas e utilizadas para re-
ou seja, grandes propriedades, latifúndios forma agrária mediante a aprovação do poder
ou empresas rurais, muitas delas voltadas público. As pequenas e médias propriedades
para o agronegócio ou para a especulação rurais e as grandes propriedades produtivas
fundiária. Reveja o gráfico e confirme! não podem ser desapropriadas.
Geografia 3 - Aula 8 84 Instituto Universal Brasileiro