Você está na página 1de 14

AULA 5 Nova República

O início da Nova República coincide com o final da Ditadura Militar. Mas, já


em 1983, a Campanha das Diretas-Já reivindicava a volta de eleições dire-
tas para presidente. Em 1985, mesmo com o presidente sendo eleito indire-
tamente, abre-se um processo de redemocratização do país.

Nova República: a busca pela democracia chega aos dias de hoje

Em 2018, entre altos e baixos, a Nova República completou 33 anos

Logo no início da Nova República, em 1985, o presidente eleito indiretamente, além de ter
participado das Diretas-Já, tinha o apoio popular, mas, para decepção do povo, Tancredo Neves
morreu antes de tomar posse. Quem assumiu foi o seu vice, José Sarney (1985-1989), que tentou
estabilizar a economia, sem sucesso.
Só em 1989 é que aconteceu a primeira eleição direta e quem venceu foi Fernando Collor
(1990-1992) que com estilo moderno e discurso moralizante tentou elaborar diferentes planos eco-
nômicos. Mas em 1922, denúncias de corrupção levaram ao primeiro Processo de Impeachment
do Brasil, resultando no afastamento definitivo de Collor do cargo de presidente da república.
O próximo presidente da Nova República foi mais uma vez um vice, o mineiro Itamar Franco
(1992-1994) que, em uma de suas tentativas para a pasta da Fazenda (Economia), escolheu o
senador Fernando Henrique Cardoso, idealizador do Plano Real, que, após décadas de infla-
ção, conseguiu conter a alta de preços. Com o sucesso do Plano Real, Fernando Henrique teve a
popularidade necessária para garantir dois mandatos nas urnas, de 1995 a 2002.
Na sequência, Luís Inácio Lula da Silva também teve dois mandatos seguidos de 2003 a
2010, optando pelo desenvolvimento econômico e criação de projetos sociais. Pela primeira vez,
o Brasil irá quitar sua dívida externa, passando a ser até mesmo credor internacional. A mesma
tendência política se mantém na eleição de Dilma Rousseff, em 2010. Entretanto, o Governo de
Dilma (2011-2016) enfrentou grande insatisfação popular, sobretudo no segundo mandato. Em
2016, Dilma sofreu Impeachment, assumindo o vice Michel Temer (2016-2018).

História 3 - Aula 5 49 Instituto Universal Brasileiro


Nova República
Movimentos e Governos • Derrotada a Emenda Constitucio-
nal de Dante de Oliveira, os políticos co-
Campanha pelas Diretas-Já meçaram a articular possíveis candidatos
à Sucessão Presidencial.

Tancredo marcou a
redemocratização do país

O PMDB lançou o candidato mineiro


Tancredo Neves e o PDS indicou o candida-
Com abertura política ocorreu a rede-
to paulista Paulo Maluf. Consta que naquele
mocratização do país, a volta à liberdade e
momento alguns políticos pedessistas teriam
o direito à cidadania defendidos pela Cam-
rompido com o seu partido (PDS) e fundado
panha das Diretas-Já. A transição a demo-
a Frente Liberal. Em 1984, o PMDB aliado à
cracia não foi tarefa fácil, pois os anos que
Frente Liberal criaram a Aliança Democrática
seguiram a implantação da “Nova Repúbli-
cujo objetivo era garantir a vitória de Tancre-
ca”, assistimos a inúmeras tentativas de
do Neves. A vitória de Tancredo foi esmaga-
estabilização da econômica do país. A bus-
dora em relação ao candidato Maluf. O povo
ca de soluções para os graves problemas
brasileiro comemorou essa vitória porque
sociais que afligem o povo brasileiro como:
Tancredo Neves seria o nosso primeiro pre-
a corrupção, o desemprego, o analfabetis-
sidente civil após mais de vinte anos suces-
mo, as violências são inesgotáveis.
sivos de governos militares. Deu-se início a
uma nova fase do Brasil republicano com a
Sequência de fatos relevantes
Nova República e a transição democrática.
No entanto, Tancredo Neves não chegou a
• O Brasil segue seu destino an-
assumir o cargo de presidente da República.
siando por dias melhores. O povo reuni-
Tancredo Neves veio a adoecer quando fal-
do nas ruas gritava por Diretas-Já para
tavam 24 horas para ser empossado. Ele foi
reconquistar o direito de votar para presi-
hospitalizado às pressas e submetido a uma
dente exercer sua cidadania.
cirurgia de emergência, vindo a falecer após
• O descontentamento popular em
38 dias após a sua internação. O vice-presi-
relação ao regime militar foi absorvido
dente José Sarney assumiu o cargo de pre-
pelos partidos de oposição que iniciaram
sidente da República do Brasil.
a Campanha a favor das Diretas.
• O deputado Dante de Oliveira foi
quem criou a emenda constitucional que
Governo de José Sarney
caso fosse aprovada pelo Congresso Na-
cional, restabelecia as Eleições Diretas Sarney procurou durante o seu governo
no País, extinguindo o Colégio Eleitoral dar continuidade ao projeto de redemocratização
responsável pelas eleições indiretas. do país. Algumas medidas de maior relevância
foram encaminhadas ao Congresso Nacional.
História 3 - Aula 5 50 Instituto Universal Brasileiro
Enfim, Eleições Diretas – Governo Collor
Principais medidas do
governo Sarney Após anos sem eleições diretas, o povo
teve a oportunidade de eleger o sucessor de
• Foi aprovada a lei que estendia as José Sarney: Fernando Collor de Mello foi
eleições diretas para Presidente e Prefeito. o presidente eleito em 1989. Seu adversário
• Foi concedida a criação de novos político foi o candidato do PT - Luís Inácio
partidos políticos. Lula da Silva que junto da Frente Brasil Po-
• Foi convocada uma nova Assem- pular reunia além do PT, o PCdoB e o PSB
bleia Constituinte para elaborar uma nova que fazia oposição ao PRN – Partido da Re-
carta constitucional - A constituição cidadã construção Nacional de Fernando Collor.
(1988). Collor deixou a prefeitura de Alagoas
• O voto foi estendido aos analfabetos. para se candidatar à presidência do Brasil.
Em sua campanha política Collor defendia
Sarney encontrou problemas de ordem moralizar os serviços públicos, cassar os
econômica, agravados pela dívida externa, “marajás”, defender os descamisados. Com
da inflação e do desemprego. Em 1986, a isso, Collor construiu uma imagem de de-
equipe econômica do governo Sarney criou fensor do povo brasileiro e inimigo número 1
o Plano Cruzado. da corrupção, criando o projeto Brasil Novo.
Fernando Collor ficou conhecido como
Plano Cruzado o “Caçador de Marajás”. Ele previa combater
a inflação e a corrupção no país. O governo
• A moeda “cruzeiro” foi substituí- Collor criou o Plano Collor. A responsável
da por “cruzado”. pela equipe econômica do novo governo era
• Foi extinta a correção monetária. a ministra Zélia Cardoso de Mello.
• Os preços dos produtos foram
corrigidos. Medidas de caráter emergencial
• Foi criado o seguro desemprego. adotadas no Plano Collor
• Os salários também foram cor-
rigidos anualmente ou cada vez que • O congelamento de preços e sa-
a inflação atingisse o patamar de 20% lários.
(gatilho salarial). • A volta do cruzeiro como moeda
nacional.
O povo colaborou com o governo Sarney, • O bloqueio de investimentos finan-
entusiasmado com a possibilidade de con- ceiros por dezoito meses nas contas cor-
quistar a estabilidade econômica. A população rentes e poupança que ultrapassassem
foi convidada a “fiscalizar” os estabelecimen- os 50.000 cruzados novos.
tos industriais e comerciais que elevassem
os preços, diferentes daqueles estabelecidos Collor pretendia enxugar a máquina
pelo governo. Eram os “fiscais do Sarney”. administrativa do estado, acabar defini-
Surgiram os problemas com a cobran- tivamente com a inflação e modernizar o
ça do ágio. Outras reformas econômicas país. Mas, o excesso de autoritarismo e o
foram tentadas: o Plano Bresser e o Pla- exagero ao propor mudanças econômicas
no Verão, que lançou o cruzado novo. Que radicais que só prejudicaram a população,
também pretendiam controlar os preços e levou ao esgotamento e enfraquecimen-
os salários. Mas nenhum dos planos econô- to da figura política de Collor. Em apenas
micos tiveram êxito por muito tempo. O go- dois anos de governo (1990-1992), Collor
verno Sarney terminou com recessão eco- foi impedido pelo Congresso Nacional de
nômica, especulação financeira e ameaça continuar governando por crimes contra a
de hiperinflação. população e atos inconstitucionais.
História 3 - Aula 5 51 Instituto Universal Brasileiro
Caras Pintadas &
Impeachment de Collor • Criação da Unidade Real de Valor
(URV) como forma de desindexar a eco-
nomia, até então indexada pelos índices
de inflação.
• Criação de uma nova moeda forte:
o real (R$).
• Aumento das taxas de juros e au-
mentos dos compulsórios (dinheiro que
os bancos devem recolher junto ao Ban-
co Central). Estas medidas tinham como
objetivo reduzir o consumo e provocar a
queda da inflação.
Após severas críticas destinadas a • Redução dos impostos de importa-
Collor, o povo brasileiro exigiu a sua renún- ção para aumentar a concorrência com os
cia e logo foi aberta uma CPI- Comissão produtos nacionais, provocando a redu-
Parlamentar de Inquérito. O povo foi às ção dos preços.
ruas e milhões de brasileiros encheram as • Controle cambial, mantendo o Real
praças, desfilaram em coro pelas ruas gri- valorizado diante ao Dólar. Esta medida vi-
tando: “Fora Collor”. Eram os “Caras Pinta- sava estimular a importação e aumentar a
das” como foram chamados os jovens que concorrência interna, controlando o aumen-
pintaram seus rostos, vestiram luto pedindo to dos preços dos produtos nacionais.
o seu Impeachment.
A Câmara dos deputados votou favo-
ravelmente ao Impeachment. Collor foi sus-
Governo FHC
penso e julgado pelo Senado federal. Ele
foi julgado por crimes de responsabilidade. Tanto em 1994 como na reeleição em
Fernando Collor teve seus direitos políticos 1998, a disputa era entre Lula e Fernando
cassados por oito anos. Só retornou ao ce- Henrique. Foram duas vitórias de Fernan-
nário político em 2000. do Henrique Cardoso (FHC). O governo
FHC foi marcado pela efetiva implantação
da política Neoliberal no Brasil. Com o su-
Governo Itamar Franco
cesso do Plano Real e o prestígio que FHC
O seu vice, Itamar Franco assumiu o tinha junto aos nossos principais credores
governo até 1994, sem uma proposta signifi- (FMI - Fundo Monetário Internacional), foi
cativa de governo. O fato mais relevante foi proposto um programa de governo que pre-
ter convocado o Senador Fernando Henrique tendeu a estabilidade política, o desenvol-
Cardoso para o Ministério da Fazenda. Em vimento econômico do país com o fim da
1993, FHC criou um novo plano econômico, recessão, inflação e desemprego.
o Plano Real. O objetivo dessa nova política
econômica era o de acabar com a inflação. O Principais ações do governo FHC
real substituiu a antiga moeda, o cruzeiro que
passou a circular em 1º de julho de 1994. • Durante o primeiro mandato o pre-
sidente pautou pela privatização de vá-
Ações e Fases do Plano Real rias estatais brasileiras.
• No segundo, o Plano Real e o
• Redução de gastos públicos e au- controle da inflação continuou sendo sua
mento dos impostos como forma de con- marca política principal.
trolar as contas do governo. • Ocorreram, também algumas re-

História 3 - Aula 5 52 Instituto Universal Brasileiro


história republicana brasileira a sua candida-
formas no setor da Educação, como a Lei tura representou a vitória de um operário e de
de Diretrizes e Bases para a Educação um cidadão sem diploma universitário.
(LDB), e posteriormente criados os Parâ- Uma série de problemas crônicos foram
metros Curriculares para o Ensino Básico. herdados pelo governo Lula como: a crescen-
• No aspecto social, o segundo te dívida externa; a desvalorização do real em
mandato do governo FHC atingiu algu- relação ao dólar; e a alta da inflação aliada à
mas melhorias nas condições da vida do estagnação econômica. Por isso, as metas do
povo brasileiro, diminuindo a mortalidade governo Lula visavam a: acabar com a estag-
infantil e o analfabetismo. nação econômica; promover a inclusão social;
modernizar o país; e combater a pobreza.
O programa de privatizações (1994 e O primeiro mandato de Lula foi de 2003
1999) foi o ponto crucial do governo FHC. De a 2006. Em 2005, o governo Lula recebeu a
acordo com o governo, as privatizações eram denúncia do esquema do “mensalão”. O es-
necessárias para reduzir o déficit público. O quema girava em torno de uma quantia men-
saldo dessa política foi que a dívida interna sal paga para alguns deputados para garantir
pública aumentou demais, incidindo em 328 o apoio e a base de sustentação do governo
bilhões de reais. O Brasil ficou com excessiva no Congresso Nacional. O escândalo das de-
dependência do FMI. núncias não abalou a popularidade de Lula
Depois de dois mandatos, Fernando que venceu e teve um segundo mandato de
Henrique Cardoso teve a popularidade reduzi- 2007 a 2010.
da, principalmente, pela ampliação do desem-
prego. Os movimentos sociais manifestavam- Principais ações do governo Lula
se contra a política neoliberal de FHC que
sujeitava o trabalhador à falta de emprego e a • No primeiro mandato, para con-
baixos salários, mantendo a distância entre as tornar a crise econômica, o ministro da
camadas mais ricas e pobres. Fazenda Antônio Pallocci manteve a po-
Outro fator que acarretou nessa dimi- lítica monetária, o equilíbrio fiscal e a
nuição de popularidade do governo FHC foi a alta dos juros, controlando assim, a in-
crise energética, secas nas usinas hidrelétri- flação. Essas medidas econômicas, aos
cas causavam falhas na geração de energia, poucos, foram recuperando a confiança
deixando vastas regiões do país sem o for- no mercado financeiro internacional em
necimento de energia elétrica, os chamados relação ao Brasil.
“apagões”. • O crescimento das exportações foi
estimulado, gerando um superávit elevan-
do a balança comercial brasileira e geran-
Governo Lula
do o crescimento da economia do país.
O Partido do Trabalhadores lançou em • O pagamento da dívida externa
2001 à candidatura de Luís Inácio Lula da brasileira junto ao FMI- Fundo Monetário
Silva contra o adversário do PSDB, o ex-mi- Internacional aumentou a credibilidade do
nistro da saúde José Serra. Uma estratégia governo Lula junto ao mercado financeiro.
da campanha de Lula foi a de transformar a • Foram implantados no governo
imagem de Lula em um homem ponderador e Lula dois programas sociais: Programa
conciliador. “Fome Zero” e Programa “Bolsa Família”.
O PT aliou-se ao PL – Partido Liberal, • No segundo mandato, ampliou os
um partido de centro-direita. Dessa coligação programas sociais já iniciados e criou
saiu a chapa presidencial Lula e seu vice o outros: Programa “Luz para todos”, de
empresário mineiro, José de Alencar. ampliação da rede elétrica; “ProUni” –
Lula foi o primeiro líder de um partido de Universidade para todos; Programa de
esquerda eleito presidente da República. Na
História 3 - Aula 5 53 Instituto Universal Brasileiro
Aceleração do Crescimento – PAC, vi- dela, políticos condenados por crimes
sando a incentivar o aceleramento eco- graves em segunda instância por tribu-
nômico, gerar empregos e melhoria na nais colegiados (por mais de um juiz) já
vida da população brasileira. podem ter a candidatura barrada, mesmo
• Pré-Sal - exploração de petróleo. que ainda tenha direito a recursos em tri-
Em 2007, a Petrobrás anunciou a exis- bunais superiores. A Lei da Ficha Limpa
tência de grandes jazidas de Petróleo foi fruto de um projeto de lei de iniciativa
nas profundezas do litoral brasileiro. popular, encabeçado por entidades que
fazem parte do Movimento de Combate
Na política externa, o governo Lula à Corrupção Eleitoral (MCCE), e mobili-
ganhou notoriedade e prestígio junto aos zou vários setores da sociedade brasilei-
países emergentes, pela maior projeção do ra, entre eles, a Associação Brasileira de
Brasil no mundo. O G20, um fórum infor- Magistrados, Procuradores e Promotores
mal, promove o debate aberto e construtivo Eleitorais (Abramppe), a Central Única
entre países industrializados e emergentes dos Trabalhadores (CUT), a Ordem dos
nos assuntos relacionados à estabilidade Advogados do Brasil (OAB), organizações
econômica mundial. O Brasil foi o presiden- não governamentais, sindicatos, associa-
te do G20 em 2008. ções e confederações de diversas catego-
O governo Lula ainda intensificou as rias profissionais, além da Igreja Católica.
ações para consolidar o MERCOSUL. É um Foram obtidas mais de 1 milhão e 600
programa de integração econômica entre mil assinaturas em apoio. O projeto foi
os países latino americanos: Brasil, Para- aprovado pela Câmara e pelo Senado em
guai, Uruguai, Argentina. Em 2012, o Para- 2010, sancionada pelo então presidente
guai perdeu seu lugar no bloco devido ao Lula, transformando-se em Lei Comple-
golpe que ameaçou sua democracia. mentar. Em 2012, o Supremo Tribunal
Apesar da popularidade de Lula como Federal considerou a Lei Constitucional e
presidente, crises, críticas, escândalos e válida para todas as eleições realizadas
fraudes, envolvendo vários políticos acusa- após 2010.
dos de cometer irregularidades, acabaram
aumentando a percepção de corrupção em
várias esferas de seu governo.
Governo Dilma
A sucessão presidencial, com o final
do governo Lula deu a vitória para a candi-
data do PT, Dilma Rousseff, primeira mu-
lher a assumir à presidência do Brasil, de
Sobre a Lei da Ficha Limpa (2010) 2011 a 2014. O início do mandato de Dil-
ma foi alvo de muitas críticas por ser con-
A Lei da Ficha Limpa ou Lei Com- siderada a “sombra de Lula”. Aos poucos,
plementar nº 135, veio para alterar a Lei a presidente Dilma foi demonstrando o seu
de Inegibilidade que já previa barrar can- estilo de governar.
didaturas que estivem vetadas por con- Na política externa, o Brasil sentiu o
denação por abuso econômico ou polí- reflexo da crise mundial europeia, agra-
tico, mas que resultavam em processos vados com a baixa expectativa de cresci-
intermináveis, quase sempre sem que mento econômico verificado em 2012. A
as punições chegassem a ser aplicadas. política econômica brasileira então estava
A Lei da Ficha Limpa foi uma resposta orientada pela busca do crescimento eco-
à lentidão da Justiça brasileira. A partir nômico e política fiscal. O ministro da fa-
zenda nessa época era Guido Mantega. As
História 3 - Aula 5 54 Instituto Universal Brasileiro
primeiras medidas econômicas do governo e do descontrole das contas públicas. Toda-
Dilma foram: aumento das taxas de juros via, pelo resultado das urnas, prevaleceram
de 10,75% para 11,25%; aumento do sa- os acertos da primeira mulher presidente
lário mínimo para R$ 545,00; e anúncio de brasileira: ela teve 51,69% dos votos váli-
corte orçamentário de 50 bilhões. dos, contra os 48,3% dados à oposição.
O objetivo central dessas medidas era
desaquecer a economia que se encontrava O segundo mandato de Dilma foi
em forte expansão e o controle da inflação. caracterizado pelo modelo neodesen-
A crise mundial e a desaceleração da eco- volvimentista caracterizado por três ei-
nomia mudaram a orientação econômica xos: o Estado investidor se caracteriza
do governo Dilma para estimular o cresci- por um conjunto de grandes obras de
mento econômico. infraestrutura financiadas pelo Estado
brasileiro para promover o crescimen-
Novas medidas no primeiro to econômico do país; o Estado finan-
mandato de Dilma ciador que se caracteriza pelo fortale-
cimento de grupos privados de capital
• Programa PAC 2 – investimentos nacional em setores estratégicos; o
em infraestrutura. Estado social que age como apazigua-
• Programa Brasil Maior – voltada dor da miséria e da desigualdade social
para a redução da taxa de juros e a re- – exemplo maior do Estado Social é o
dução do IPI de bens manufaturados. Plano “Brasil sem Miséria”.
• Aumento da vigilância fiscal com
o aumento do superávit primário. O governo adotou medidas recessivas
na economia para “segurar” a inflação, o
Um dos momentos mais críticos do ano de 2012 exigirá a continuidade de medi-
primeiro mandato de Dilma foi a “desin- das que estimulem a economia do país. Dil-
dustrialização” da economia brasileira, que ma anunciou uma reforma ministerial, dando
significou o encolhimento da indústria jun- preferência por nomes que deem conta de
to ao PIB brasileiro – houve o crescimento tocar a “máquina”, obter resultados, nomes
da economia baseada em produtos primá- menos políticos e mais técnicos.
rios, com o avanço do agronegócio e da
mineração. Outro aspecto relevante nesse Crise política & Impeachment de Dilma
momento é o de que se perdeu a competi-
tividade no mercado internacional e a pre- Os problemas no segundo mandato
carização do mercado de trabalho. de Dilma foram se multiplicando de manei-
Na política, Dilma defendia a ativa ra exponencial. A crise política se agravou,
participação e a presença do Estado na culminando no pedido de Impeachment da
economia como um agente indutor e re- presidente Dilma.
gulador de desenvolvimento e crescimen-
to econômico. Sob o aspecto social, Dilma Acompanhe a sequência
promoveu um aumento no valor da Bolsa dos acontecimentos
Família, estendendo esse programa a mais
famílias carentes. • Em 2015, o governo Dilma sofreu
Dilma encerrou o seu primeiro man- críticas com os escândalos anunciados
dato, com altos índices de aprovação su- na Petrobrás envolvendo o próprio go-
periores, aos dos presidentes FHC e Lula, verno. Dilma perdeu o apoio do Congres-
respectivamente, nos seus primeiros man- so, mesmo após ter sido eleita com as
datos. Mas também com críticas da oposi- maiores coalizões partidárias da história.
ção referentes à alta da inflação e da taxa • Além disso, o PT e siglas aliadas
de juros, do baixo crescimento da economia
História 3 - Aula 5 55 Instituto Universal Brasileiro
dente Dilma Rousseff, em consequência
estavam no centro de escândalo revelado da aceitação do processo de Impeachment
pela operação Lava Jato, o que fez o país pelo Senado Federal. Concluído o processo,
mergulhar em uma grande recessão. no dia 31 de agosto do mesmo ano, Temer
• As acusações que embasam o assumiu o posto de forma definitiva. Temer
pedido de afastamento da presidente – chegou à presidência em meio a uma grave
as "pedaladas fiscais" e a assinatura de crise econômica no país e seu governo teve
decretos de suplementação orçamentá- caráter reformista.
ria sem a autorização do Congresso –
são, de certa forma, reflexos da crise Propostas econômicas
econômica que afeta o país. do governo Temer
• A popularidade da presidente se
inverteu no segundo mandato, com os • Controle dos gastos públicos, por
efeitos da situação econômica e da cri- intermédio da já aprovada PEC 55, im-
se de governabilidade. Em um cenário pondo limites a gastos futuros do governo
de crise econômica e ajustes fiscais, a federal, com o objetivo de equilíbrio das
reprovação do governo Dilma chegou a contas públicas.
62% em 2015, de acordo com o Datafo- • Reforma Trabalhista, já aprovada;
lha, e levou milhares às ruas das princi- • Liberação da terceirização para ati-
pais cidades do país.
vidades-fim, com a Lei da Terceirização;
• Em dezembro de 2015, o presi-
• Reforma da previdência, que o go-
dente da Câmara autorizou o pedido
verno não conseguiu levar adiante. Sem
para a abertura do processo de Impeach-
os votos necessários para sua aprovação
ment de Dilma Rousseff. O governo
entendeu o processo de Impeachment o governo do presidente Michel Temer
como um "golpe". Mas, em maio de abandonou a tramitação de sua reforma
2016, o Senado aprovou a abertura do da Previdência, abrindo mão de uma pau-
processo, afastando Dilma da presidên- ta impopular que desgastou ainda mais
cia até que o processo fosse concluí- sua imagem nos últimos meses.
do. Neste momento, o vice-presidente
Michel Temer assumiu interinamente o
cargo de presidente.
• Em 31 de agosto de 2016, Dilma
Rousseff perdeu o cargo de Presidente
da República, após três meses de tra-
mitação do processo iniciado no Sena- Sobre a Reforma Trabalhista (2017)
do, que culminou com uma votação em
plenário resultando em impedimento. A Reforma Trabalhista de 2017 foi a
Porém, em seguida, o Senado rejeitou maior alteração da Consolidação das Leis
a inabilitação de Dilma para exercer do Trabalho (CLT) desde sua criação:
cargos públicos por oito anos, confor- abrange mais de 100 pontos. As mudan-
me previa a constituição. ças atingem patrões e empregados, com
alguns aspectos polêmicos. Segundo o
governo, o objetivo da reforma foi com-
Governo Temer bater o desemprego e a crise econômica
O governo Michel Temer teve início no no país. O texto foi sancionado pelo pre-
dia 12 de maio de 2016, quando como vice- sidente Michel Temer. As novas regras
presidente da República, assumiu interina- entram em vigor, conforme o previsto na
mente o cargo de presidente da república, nova legislação.
após o afastamento temporário da presi-
História 3 - Aula 5 56 Instituto Universal Brasileiro
O governo Temer ficou mais centrado
em questões econômicas, com o objetivo ao mundo: um caminho para o cresci-
inicial de tirar o país da recessão e retomar mento inclusivo, argumenta que para
o crescimento. Por outro lado, houve tam- aumentar a renda e os padrões de vida,
bém mudanças no campo social, como a o país deve acelerar seu crescimento de
conclusão e inauguração de parte da obra produtividade - e construir novas cone-
de transposição do rio São Francisco, e no xões com a economia global. O projeto
campo da educação, com a reforma do en- que o Brasil já estabeleceu ao abrir com
sino médio, entre outras. sucesso seu setor agrícola e construir
Desde a ascensão de Temer ao Pla- a competitiva empresa aeroespacial, a
nalto, o envolvimento de aliados, ministros Embraer, demonstra o valor de aprovei-
e do próprio presidente em escândalos de tar a concorrência global e as cadeias
corrupção causa polêmicas. Mesmo assim, de suprimento. Uma integração mais
vem conseguindo manter uma base sólida profunda com os mercados globais pode
no Congresso, o que tem possibilitado a oferecer maiores recompensas do que
aprovação de reformas que o governo en- nunca, e as nações que não participam
tende como "necessárias para estimular o dessas redes em expansão correm o ris-
crescimento econômico". co de ficar para trás.
O governo Temer, contudo, foi acusado Mais de 25 anos de democracia e
de retrocessos por entidades e especialis- estabilidade política permitiram ao Brasil
tas, notadamente nas áreas social e ambien- dar grandes passos no desenvolvimento
tal e também na condução das questões in- econômico, incluindo a redução de sua
dígenas. Segundo pesquisas de opinião de taxa oficial de pobreza pela metade. No
institutos distintos, o governo teve a menor entanto, as forças que forneceram gran-
aprovação popular da história no País. de parte do impulso da economia duran-
te a última década - uma força de traba-
Quais as perspectivas de futuro lho em expansão, consumo alimentado
para o Brasil? pelo crédito e altos preços das commo-
dities - estão começando a parar.
Esta recente desaceleração expôs
a questão mais fundamental da fraque-
za de longo prazo do país no crescimen-
to da renda. Embora o Brasil tenha se
tornado a sétima maior economia do
mundo, ele é o 95º do mundo em termos
de PIB per capita. A maioria das famílias
experimentou apenas um modesto cres-
cimento de renda, enquanto ineficiên-
cias e camadas extras de impostos e
tarifas pressionam os preços de muitos
bens de consumo para além do alcance.
Tendo conseguido tirar milhões de pes-
soas da extrema pobreza, o Brasil pre-
cisa agora cumprir a promessa de uma
vida de classe média.
Nas próximas duas décadas, o
Brasil precisa calcular uma média de
O relatório 2014 do McKinsey Glo- 4,2% de crescimento anual do PIB para
bal Institute (MGI), Conectando o Brasil elevar a metade da população ainda

História 3 - Aula 5 57 Instituto Universal Brasileiro


vulnerável à classe média. Usando uma de carros estrangeiros a criar empregos lo-
avaliação de como as redes globais in- cais, estabelecendo a produção no Brasil,
fluenciam o crescimento econômico, mas isso não ajudou o país a se integrar às
estimamos que o Brasil tenha a opor- cadeias globais de valor. As fábricas de au-
tunidade de acrescentar até 1,25 ponto tomóveis mexicanas agora produzem duas
percentual ao crescimento anual médio vezes mais veículos por trabalhador do
do PIB nos próximos anos, aprofundan- que as brasileiras, embora as fábricas no
do seus laços com o resto do mundo. México produzam uma participação muito
Em outras palavras, a conectividade maior de veículos de médio e grande porte.
global poderia levar o país a cerca de Essa experiência contrasta fortemente com
um terço do seu objetivo de elevar os o sucesso do Brasil nos setores aeroespa-
padrões de vida. cial e agrícola, que floresceram desde que
O Brasil hoje ocupa apenas 43º lu- as restrições ao comércio foram suspen-
gar no índice de conectividade do MGI, sas. Uma diferença crítica nesses resulta-
e isso indica um amplo espaço para um dos foi uma ênfase - antes que o papel do
engajamento mais profundo em todos os governo fosse reduzido - na construção de
tipos de intercâmbios transfronteiriços. massa de pesquisa e desenvolvimento (P
Enquanto as exportações do país cres- & D) nos dois setores. Isso valeu a pena
ceram desde a virada do século, elas se em maior produtividade e exportação.
tornaram mais concentradas em recur- Talvez a oportunidade mais impor-
sos. De 2005 a 2012, as exportações tante para melhorar a competitividade
de commodities aumentaram para US $ global do Brasil e aumentar o comércio
64 bilhões, de US $ 11 bilhões - mas no esteja nas redes de transporte e comu-
mesmo período, um superávit comercial nicações. Os subsídios para todas as in-
de US $ 20 bilhões em produtos manu- dústrias agora somam quase 6% do PIB,
faturados evaporou e se transformou em mas o investimento brasileiro em infraes-
um déficit comercial de US $ 45 bilhões. trutura era de apenas 2,2%, bem abaixo
Como o boom das commodities da média global, entre 2000 e 2011. A
causou a moeda brasileira, o real, a apre- rede ferroviária do país é limitada e ape-
ciar acentuadamente, os bens do país se nas 14% de suas estradas são asfalta-
tornaram ainda menos competitivos em das. Linhas de caminhões que esperam
termos de custo nos mercados globais. para carregar ou descarregar cargas nos
As exportações brasileiras equivalem a portos do Brasil podem se estender por
13% do PIB, muito abaixo dos níveis da quilômetros. Cobrir a vasta extensão do
Índia (24%) ou do México (33%). Para país é desafiador, mas pode aproveitar
diversificar as exportações, o Brasil pre- sua riqueza em recursos naturais para
cisará compensar essa desvantagem de investir em infraestrutura, habilidades de
custo desenvolvendo habilidades e ca- força de trabalho e outras bases para o
pacidades diferenciadas, particularmente crescimento futuro.
em indústrias adjacentes a commodities. Com a abertura de novos mer-
O Brasil também tem a oportunida- cados, o Brasil tem uma oportunidade
de de subir na cadeia de valor com a ex- crucial para avaliar o estado de suas
portação de produtos mais sofisticados e conexões com a economia global. O
intensivos, mas isso exige reconsiderar país tradicionalmente se concentra
sua abordagem tradicional de proteger em mitigar os riscos de abertura, mas as
as indústrias locais. Na indústria automo- políticas voltadas para dentro do passado
tiva altamente protegida, por exemplo, provavelmente não serão suficientes para
altas tarifas incentivaram os fabricantes atingir suas metas de crescimento inclusivo

História 3 - Aula 5 58 Instituto Universal Brasileiro


e padrões de vida mais altos. Líderes gover- Governo de José Sarney
namentais e empresariais podem aumentar
o dinamismo do Brasil apenas aproveitan- José Sarney procurou durante o seu go-
do o potencial das conexões globais para verno dar continuidade ao projeto de redemo-
cratização do país. Algumas medidas de maior
aumentar a produtividade; explorando mais
relevância foram encaminhadas ao Congresso
ideias, pesquisas e melhores práticas do Nacional: eleições diretas para presidente, cria-
mundo; encorajando maior conectividade ção de novos partidos, constituição cidadã, voto
digital; e aumentando o fluxo de trabalha- para os analfabetos, Plano Cruzado, Plano Bres-
dores qualificados e estudantes internacio- ser, Plano verão. Mas nenhum dos planos econô-
nais. O país precisa de um novo catalisador micos tiveram êxito por muito tempo. O governo
para o crescimento que possa proporcio- Sarney terminou com recessão econômica, es-
nar ampla prosperidade à vasta maioria de peculação financeira e ameaça de hiperinflação.
seus cidadãos - e esse catalisador pode ser
encontrado além de suas fronteiras. Enfim, Eleições
Diretas – Governo Collor
Adaptado de texto disponí-
vel em: https://www.mckinsey.com/featured-insights/ Após anos sem eleições diretas, em 1989,
americas/brazils-path-to-inclusive-growth
o povo teve a oportunidade de eleger o sucessor
de José Sarney: Fernando Collor de Mello. Me-
didas de caráter emergencial adotadas no Plano
Collor: congelamento de preços e salários; volta
do cruzeiro como moeda nacional; bloqueio de
investimentos financeiros por dezoito meses nas
contas correntes e poupança que ultrapassas-
sem os 50.000 cruzados novos. Collor pretendia
Nova República enxugar a máquina administrativa do estado,
acabar definitivamente com a inflação e moder-
Movimentos e Governos nizar o país. Mas, o excesso de autoritarismo e
o exagero ao propor mudanças econômicas ra-
Campanha pelas Diretas-Já dicais que só prejudicaram a população, levou
ao esgotamento e enfraquecimento da figura
O descontentamento popular em re- política de Collor.O movimento juvenil denomi-
lação ao regime militar foi absorvido pelos nado “Caras Pintadas” pedia o Impeachment de
partidos de oposição que iniciaram a Cam- Collor. Em apenas dois anos de governo (1990-
panha a favor das Diretas. O povo reunido 1992), Collor foi impedido pelo Congresso Nacio-
nas ruas gritava por Diretas-Já para recon- nal de continuar governando por crimes contra a
quistar o direito de votar para presidente população e atos inconstitucionais.
exercer sua cidadania. Derrotada a Emen-
da Constitucional de Dante de Oliveira que Governo Itamar Franco
propunha a eleição direta para presidente,
os políticos começaram a articular possíveis O vice de Collor, Itamar Franco as-
candidatos à Sucessão Presidencial. sumiu o governo até 1994, sem uma pro-
posta significativa de governo. O fato mais
relevante foi ter convocado o Senador Fer-
O presidente eleito indiretamen-
nando Henrique Cardoso para o Ministério
te, além de ter participado das Diretas-
da Fazenda. Em 1993, FHC criou um novo
Já, tinha o apoio popular, mas, para
plano econômico, o Plano Real. O objeti-
decepção do povo, Tancredo Neves
vo dessa nova política econômica era o de
morreu antes de tomar posse. Quem
acabar com a inflação. O real substituiu a
assumiu foi o seu vice, José Sarney
antiga moeda, o cruzeiro que passou a cir-
(1985-1989).
cular em 1º de julho de 1994.

História 3 - Aula 5 59 Instituto Universal Brasileiro


Governo FHC assumir à presidência do Brasil, de 2011 a 2014,
dando continuidade aos programas sociais e a
Tanto em 1994 como na reeleição em política econômica com programas como PAC
1998, a disputa era entre Lula e Fernando 2 e Brasil Maior. Dilma encerrou seu primeiro
Henrique. O sucesso do Plano Real garantiu mandato com altos índices de aprovação, mas
duas vitórias de Fernando Henrique Car- também com críticas da oposição referentes à
doso (FHC), que foi marcado pela efetiva alta da inflação e da taxa de juros, baixo cres-
implantação da política Neoliberal no Brasil. cimento da economia e descontrole das con-
Na economia, o Plano Real e o controle da tas públicas. Em 2014, nas urnas, Dilma vence
inflação foram o foco da marca política prin- as eleições e inicia o segundo mandato. Em
cipal, com a privatização de várias estatais 2015, o governo Dilma sofreu críticas com o
brasileiras. Na educação, destacam-se a LDB escândalo da Petrobrás envolvendo políticos
e os Parâmetros Curriculares. No aspecto so- do governo e perdeu o apoio do Congresso.
cial, a diminuição da mortalidade infantil e do Além de acusações que vão embasar o pedido
analfabetismo. Depois de dois mandatos, Fer- de afastamento da presidente – as "pedaladas
nando Henrique Cardoso teve a popularida- fiscais" e a assinatura de decretos de suple-
de reduzida, principalmente, pela ampliação mentação orçamentária sem a autorização do
do desemprego, pela crise energética e pela Congresso – que, de certa forma, são reflexos
política neoliberal que aprofundou a distância da crise econômica que afeta o país. O pedi-
entre as camadas mais ricas e pobres. do de Impeachment é entendido pelo governo
como um “golpe”. Mas, em maio de 2016, o
Governo Lula Senado aprovou a abertura do processo, afas-
tando Dilma da presidência até que o processo
O Partido do Trabalhadores (PT) lan- fosse concluído. Neste momento, o vice-presi-
çou em 2001 à candidatura de Luís Inácio dente Michel Temer assumiu interinamente o
Lula da Silva aliado ao PL – Partido Libe- cargo de presidente.
ral. Lula foi o primeiro líder de um partido
de esquerda eleito presidente da Repúbli- Governo Temer
ca. As metas do governo Lula visavam a:
acabar com a estagnação econômica; pro- Concluído o processo de Impeachment
mover a inclusão social; modernizar o país; de Dilma, no dia 31 de agosto de 2016, Temer
e combater a pobreza. O primeiro mandato assumiu o posto de presidente de forma definiti-
de Lula foi de 2003 a 2006. Em 2005, o go- va. Temer chegou à presidência em meio a uma
verno Lula recebeu a denúncia do esque- grave crise econômica no país e seu governo
ma do “mensalão”, mas o escândalo das teve caráter reformista: a PEC 55, impondo limi-
denúncias não abalou a popularidade de tes aos gastos públicos; a Reforma Trabalhista,
Lula que venceu e teve um segundo man- aprovada; a Lei da Terceirização; e a Reforma da
dato de 2007 a 2010. Os programas so- Previdência, sem votos necessários para a apro-
ciais foram a marca do governo Lula como: vação. O governo Temer ficou mais centrado em
Fome Zero, Bolsa Família, ProUni, PAC, questões econômicas, com o objetivo inicial de
Minha Casa, Minha Vida. Apesar da popu- tirar o país da recessão e retomar o crescimen-
laridade de Lula como presidente, crises, to. No campo social, destaca-se a conclusão e
críticas, escândalos e fraudes, envolvendo inauguração de parte da obra de transposição
vários políticos acusados de cometer irre- do rio São Francisco; e no campo da educação,
gularidades, acabaram aumentando a per- a reforma do ensino médio. Desde a ascensão
cepção de corrupção em várias esferas de de Temer ao Planalto, o envolvimento de aliados,
seu governo. ministros e do próprio presidente em escânda-
los de corrupção causa polêmicas. O governo
Governo Dilma Temer, contudo, foi acusado de retrocessos por
entidades e especialistas. Segundo pesquisas
Na sucessão, a vitória foi da candida- de opinião de institutos distintos, o governo teve
ta do PT, Dilma Rousseff, primeira mulher a a menor aprovação popular da história no País.

História 3 - Aula 5 60 Instituto Universal Brasileiro


controle da natalidade, visando a conscientizar
parcela da população menos favorecida.
b) ( ) Política externa de importação de
produtos do Mercosul, com o objetivo de reduzir
as taxas alfandegárias, resultando em preços
1. Em 25 de abril de 1984, a Emenda mais atrativos no mercado brasileiro.
Constitucional das "Diretas-Já", relativa à elei- c) ( ) Implantação do Plano Real, que
ção direta para presidente e vice-presidente da criou uma moeda estável no país após décadas
República, foi: de inflação.
a) ( ) Aprovada pela Câmara dos Depu- d) ( ) Queda do desemprego devido à
tados, obrigando o governo Figueiredo a contro- adoção do plano de estatização e intervenção
lar os grupos militares de extrema direita. reguladora do Estado na economia.
b) ( ) Aprovada pela Câmara dos Depu-
tados, permitindo ao governo o estabelecimento 5. Depois de perder três eleições conse-
de Medidas de Emergência nos Estados. cutivas à presidência, finalmente o candidato do
c) ( ) Rejeitada pela Câmara dos Depu- Partido dos Trabalhadores, Luis Inácio Lula da
tados, levando à posterior formação da Aliança Silva, venceu o pleito em 2002 e elegeu-se Pre-
Democrática e à candidatura de Tancredo Neves. sidente da República. A respeito do Governo de
d) ( ) Rejeitada pela Câmara dos Depu- Luis Inácio Lula da Silva, assinale a alternativa
tados, articulando-se a anistia geral e a extinção correta.
do bipartidarismo. a) ( ) A proposta de acabar com a fome
no Brasil, divulgada como Fome Zero, foi uma
2. O primeiro governo civil do Brasil, que, das principais bandeiras de campanha do presi-
em 1985, exerceu o poder após o ciclo dos go- dente Luis Inácio Lula da Silva.
vernos militares, foi chefiado por: b) ( ) Assim que assumiu o governo, o
a) ( ) João Goulart. presidente Lula desencadeou um amplo progra-
b) ( ) José Sarney. ma de privatização e, por isso, acusado, pelos
c) ( ) Fernando Collor. partidos de oposição, de prática de corrupção.
d) ( ) Itamar Franco. c) ( ) Ao assumir o governo, o presi-
dente Luis Inácio Lula da Silva tomou medidas
3. O movimento dos “Caras Pintadas”, do para mudar radicalmente a política econômica,
início dos anos de 1990, arrebatou milhares de suspendendo o pagamento da dívida externa
jovens no Brasil. Nesse contexto, a juventude, brasileira.
movida por um forte sentimento cívico: d) ( ) Na gestão do presidente Luis Iná-
a) ( ) aliou-se aos partidos de oposição e cio Lula da Silva, o Brasil esteve atuante no
organizou a Campanha Diretas-Já. campo da política externa, participando, inclusi-
b) ( ) manifestou-se contra a corrupção ve, da força de coalizão que ocupou o Iraque.
e pressionou pela aprovação da Lei da Ficha
Limpa. 6. Observe a matéria e indique a alternati-
c) ( ) engajou-se nos protestos relâmpa- va que dá continuidade ao texto: Na quarta-fei-
go e utilizou a internet para agendar suas mani- ra, o Senado aprovou o projeto Ficha Limpa que
festações. ... (Carta Capital, 26/05/10.)
d) ( ) tornou-se porta-voz da sociedade a) ( ) inviabiliza a candidatura de políti-
e influenciou no processo de Impeachment do cos suspeitos de envolvimento em corrupção.
então presidente Collor. b) ( ) preserva os direitos políticos de po-
líticos que não renunciarem ao mandato.
4. Qual o fator decisivo para a vitória de c) ( ) impede a candidatura de políticos
Fernando Henrique Cardoso nas eleições presi- condenados em segunda instância.
denciais de 1994? d) ( ) torna inelegível todos os candida-
a) ( ) Adoção de uma política eficaz de tos que estejam sendo processados.
História 3 - Aula 5 61 Instituto Universal Brasileiro
seus direitos políticos cassados por oito anos. Só
retornou ao cenário político em 2000.

4. c) ( x ) Implantação do Plano Real,


que criou uma moeda estável no país após dé-
1. c) ( x ) Rejeitada pela Câmara dos De- cadas de inflação.
putados, levando à posterior formação da Alian- Comentário. O fato mais relevante do go-
ça Democrática e à candidatura de Tancredo verno de Itamar Franco foi ter convocado o Sena-
Neves. dor Fernando Henrique Cardoso para o Ministério
Comentário. A Campanha das Diretas-Já da Fazenda. Em 1993, FHC criou um novo plano
foi iniciada mediante a elaboração de uma emen- econômico, o Plano Real. O objetivo dessa nova
da, proposta pelo deputado Dante de Oliveira. política econômica era o de acabar com a infla-
Após 20 anos de ditadura militar, caso essa emen- ção. O real substituiu a antiga moeda, o cruzeiro
da fosse aprovada pelo Congresso Nacional, o que passou a circular em 1º de julho de 1994. O
povo brasileiro teria de volta o direito às eleições Plano Real previa a redução de gastos públicos e
diretas para presidente. Infelizmente, a emenda foi aumento dos impostos como forma de controlar
rejeitada pela Câmara dos Deputados. Logo, dois as contas do governo; criação da Unidade Real de
candidatos foram apresentados pelo Congresso Valor (URV), além da criação de uma nova moeda
Nacional para a sucessão presidencial: Tancre- forte: o real (R$), com controle cambial, mantendo
do Neves foi eleito de maneira indireta, mas nem o Real valorizado diante ao Dólar. Esse se tornou
chegou a ser empossado. O seu vice José Sarney o fator decisivo para a vitória de Fernando Henri-
assumiu à presidência do Brasil. que Cardoso nas eleições presidenciais de 1994.

2. b) ( x ) José Sarney. 5. a) ( x ) A proposta de acabar com a


Comentário. Depois de a Emenda Constitu- fome no Brasil, divulgada como Fome Zero, foi
cional de Dante de Oliveira, que propunha a eleição uma das principais bandeiras de campanha do
direta para presidente, ter sido rejeitada pela Câ- presidente Luis Inácio Lula da Silva.
mara, os políticos começaram a articular possíveis Comentário. Apenas a alternativa a cita um
candidatos à Sucessão Presidencial. Mas, para de- dos programas do primeiro mandato de Lula. Em
cepção do povo, o candidato a presidente eleito por 2003, foram implantados no governo Lula dois pro-
via indireta, Tancredo Neves morreu antes de tomar gramas sociais: Programa “Fome Zero” e Programa
posse. Quem assumiu foi o seu vice, José Sarney “Bolsa Família”. O Programa Fome Zero foi criado
(1985-1989). Portanto, a alternativa correta é a b. para combater a fome e as suas causas estruturais,
As demais alternativas estão incorretas: João Gou- que geram a exclusão social e para garantir a se-
lart integra a República Velha; Fernando Collor de gurança alimentar dos brasileiros. De acordo com
Melo foi eleito pelo voto direto e sucedeu a Sarney; o site do programa, no Brasil em 2003 existiam 44
Itamar Franco era o vice de Collor e assumiu a pre- milhões de pessoas ameaçadas pela fome.
sidência, depois do Impeachment.
6. c) ( x ) impede a candidatura de políti-
3. d) ( x ) tornou-se porta-voz da socie- cos condenados em segunda instância.
dade e influenciou no processo de Impeach- Comentário. A Lei da Ficha Limpa impede
ment do então presidente Collor. a candidatura de políticos condenados por crimes
Comentário. Após severas críticas destina- graves em segunda instância por tribunais cole-
das a Collor, o povo brasileiro exigiu a sua renúncia giados (por mais de um juiz), mesmo que ainda
e logo foi aberta uma CPI- Comissão Parlamentar tenha direito a recursos em tribunais superiores.
de Inquérito. O povo foi às ruas e milhões de brasi- A Lei da Ficha Limpa ou Lei Complementar nº
leiros encheram as praças, desfilaram em coro pelas 135, veio para alterar a Lei de Inegibilidade que
ruas gritando: “Fora Collor”. Eram os “Caras Pinta- já previa barrar candidaturas que estivem vetadas
das” como foram chamados os jovens que pintaram por condenação por abuso econômico ou político,
seus rostos, vestiram luto pedindo o Impeachment mas que resultavam em processos intermináveis,
do então presidente Collor. A Câmara dos deputa- quase sempre sem que as punições chegassem a
dos votou favoravelmente ao Impeachment. Collor ser aplicadas. que fazem parte do Movimento de
foi suspenso e julgado pelo Senado federal. Ele foi Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), e mobili-
julgado por crimes de responsabilidade e teve zou vários setores da sociedade brasileira.

História 3 - Aula 5 62 Instituto Universal Brasileiro