Você está na página 1de 1

A Filosofia Natural

A Natureza é um grande livro... se você quer um livro verdadeiramente sagrado não


precisa ir até uma igreja ou biblioteca para encontrá-lo, basta olhar a tua volta,
acima e abaixo de voçê e começar a ler...

Para ler este livro não precisa ser alfabetizado, tão pouco formado em alguma
matéria ou faculdade, basta apenas usar os seus sentidos, observar com atenção, com
sensibilidade e intuição...

Toda a natureza a nossa volta é um livro aberto, o maior livro de todos esperando
ansiosa pela nossa leitura, todos os dias ela vem nos chamar, todos os dias as suas
lições vem para nos guiar.

E é observando a natureza a nossa volta que começamos a aprender sobre a nossa


própria natureza e a ligação entre o nosso Microcosmo e o Macrocosmo,

Cada cidadão é um microcosmo ou resumo do universo, e tem muito a aprender com a


observação do seu diálogo com os objetos celestes. Essa interação pode ser lida
através de uma abordagem filosófica da astrologia.

despertar individual para a sabedoria do universo

‘O corpo provém dos elementos; e o espírito [astral], dos astros. (…) O homem come
e bebe dos elementos, para o sustento do seu sangue e da sua carne, mas dos astros
vêm o sustento do intelecto e os pensamentos de sua alma.’ (“Ísis Sem Véu”, HPB,
vol. I, p. 237)

Palavras de HPB

“Dos elementos conhecidos que compõem o corpo do homem, já foram descobertos no Sol
o hidrogênio, o sódio, o cálcio, o magnésio, e o ferro, e nas centenas de astros
observados, encontrou-se hidrogênio, exceto em dois. Agora, se nos lembrarmos de
como foram censurados Paracelso e a sua teoria segundo a qual os homens e os astros
são compostos de substâncias semelhantes; de como ele foi ridicularizado pelos
astrônomos e pelos médicos por suas ideias sobre afinidade química e atração entre
uns e outros; e se constatamos que o espectroscópio validou pelo menos uma dessas
asserções, será absurdo profetizar que virá um tempo em que todo o restante das
suas teorias será confirmado?”