Você está na página 1de 30

TEXTO ALEXANDRINO

p45 e p53, e três grandes


unciais: Vaticanus,
Sinaiticus e Alexandrinus

Brian Kibuuka
TEXTO OCIDENTAL

p38, p48, Códice de Beza,


versão siríaca e latina
Introdução

FONTES ESCRITAS
e

TRADIÇÕES

PREEXISTENTES
HARNACK

fonte A (Jerusalém e
Cesareia),fonte B (menor
valor histórico) e antioquena
OUTROS

fonte palestina, fonte


antioquena e fonte paulina
Introdução

TRADIÇÕES

PREEXISTENTES
A) LISTA DE NOMES

Atos 1.13, 6.5, 13.1, 20.4


 
B) EPISÓDIOS

ISOLADOS

Como a morte de Judas


(1.16-20), cura do aleijado na
Porta Formosa (3.1-10),
Ananias e Safira (5.1-11),
eleição dos sete (6.1-6)
C) CICLO NARRATIVO

DE PEDRO

Atos 9.32-11.18, 12.1-7


D) ITINERÁRIO DA MISSÃO

PAULINA COMPORTANDO

NOTÍCIAS DE VIAGEM E INDICAÇÃO

DE ETAPAS

Atos 16-21 - talvez um diário


ou caderno de viagem
E) UM ESQUEMA

QUERIGMÁTICO

Tanto nos discursos de Pedro


(2.22-24,32-36, 3.13-15,4.10s,
5.29-32, 10.37-43) quanto nos
de Paulo (13.23-33)
ESQUEMA

Jesus, que vocês entregaram


à morte - Deus o ressuscitou
- é o Deus de Israel que o
exaltou - disso nós todos
somos testemunhas
Introdução

O CUIDADO DE

MARCAR A

CONTINUIDADE
1) ENREDOS

pregação na
sinagoga - rejeição
(mais estereotipado)
2) CORRENTES

NARRATIVAS

Corrente dos centuriões


cuja fé exemplar legitima o
acesso dos pagãos à
salvação (Lucas 7.1-10,
23.47; Atos 10)
2) CORRENTES

NARRATIVAS

Corrente da conversão de
Paulo, que reinterpreta o
acontecimento (Atos 9) no
fim do relato (Atos 22, 26)
2) CORRENTES

NARRATIVAS

Corrente pentecostal, que


liga o primeiro Pentecostes
(Atos 2.1-13) às
ressurgências coletivas do
Espírito (10.44-46, 19.6)
3) SÍNCRISE

Paralelo Jesus - Pedro -


Paulo
3) SÍNCRISE

Pedro e Paulo curam


como Jesus curou
(Lucas 5.18-25; Atos
2.1-8; Atos 14.8-10)
3) SÍNCRISE

Como Jesus no seu batismo,


eles se beneficiam de uma
visão extática no momento
chave do seu ministério (Atos
9.3-9; Atos 10.10-16)
3) SÍNCRISE

Como Jesus, eles pregam e suportam


hostilidade - são ameaçados de
morte (Atos 12; Atos 21), Paulo e
processado como Jesus foi (Atos
21-26), como seu Mestre, Pedro e
Paulo são, no fim de sua vida,
motivo de uma libertação milagrosa
(Atos 12.6-17; Atos 16.19-40)
PRIMEIRA ETAPA:

A EXPECTATIVA DO

ESPÍRITO (1.1-26)
1.1-3

Prefácio
1.4-11

Ascensão e Instrução
de Jesus aos Apóstolos
1.12-26

Reconstituição do
colégio dos Doze
SEGUNDA ETAPA

A COMUNIDADE EM

TORNO DOS DOZE

APÓSTOLOS (2.1-8.1A)
2.1-41

Pentecoste e Discurso
de Pedro em
Jerusalém
2.42-5.42

Vida em comunidade
em Jerusalém,
conflitos com o
Sinédrio.
6.1-6

Instituição dos Sete


6.7-8.1A

A crise: processo e
martírio de Estevão