Você está na página 1de 13

Projeto C.A.T.L.

2017

Índice

1. Introdução ................................................................................................. 3

2. A Importância do CATL ............................................................................ 5

2.1 O ATL como Complemento Educativo .......................................... 5

3. Caracterização do CATL Colégio de São Martinho – Fundação


ADFP ............................................................................................................ 7

3.1 Espaço Físico ....................................................................................... 7

3.2 Horário do CATL .................................................................................. 8

3.3 Recursos Humanos ............................................................................. 9

4. Plano de Atividades ............................................................................... 10

4.1 Plano de Atividades - Período Letivo ........................................... 10

4.2 Plano de Atividades - Período Não Letivo .................................. 11

4.2.1 Plano de Atividades Férias da Páscoa .............................. 12

Rita Martins P á g i n a 2 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

1. Introdução

O Colégio de São Martinho C.A.T.L., tem como preocupação


central o bem-estar das crianças e o seu desenvolvimento saudável e
harmonioso. Nesse sentido, dispõe de um amplo conjunto de serviços,
abrangendo várias áreas do desenvolvimento. Tem como grande
preocupação que as crianças cresçam e se desenvolvam nas melhores
condições possíveis para que se tornem adultos felizes e saudáveis.

O C.A.T.L., foi planeado de modo a estimular o desenvolvimento


das competências emocionais, sociais, cognitivas e físicas das crianças
que nos são confiadas, com idades compreendidas entre os 5 e os 15
anos, ou seja, em idade escolar 1º, 2º e 3º ciclo.

Procura-se proporcionar um ambiente familiar e de conforto, onde


as crianças possam consolidar, não só as aprendizagens apreendidas na
escola, mas também adquirir novos conhecimentos e competências,
essenciais para o bom sucesso escolar.

As atividades a desenvolver, decorrerão semanalmente e terão


por objetivo:

 Promover e desenvolver a formação integral da Criança;


 Valorizar as capacidades específicas e talentos
diversificados;
 Desenvolver o domínio das expressões (dramática, motora,
plástica e musical);
 Incentivar as capacidades de criatividade e sociabilidade.

Para a prossecução dos objetivos referidos, competirá ao C.A.T.L.:

Rita Martins P á g i n a 3 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

 Garantir o ambiente físico adequado, proporcionando as


condições para o desenvolvimento das atividades, num
clima calmo, agradável e acolhedor;
 Proporcionar atividades integradas num projeto de
animação socioeducativa em que as crianças tomem parte,
tendo como base o maior respeito pela pessoa;
 Manter um estreito relacionamento com a família,
estabelecimentos de ensino e a comunidade, numa
perspetiva de parceria, tendo em vista e sempre em primeiro
lugar, o superior interesse das crianças;
 Promover o sucesso escolar, facultando apoio às crianças
nos trabalhos de casa.

As atividades em questão serão devidamente orientadas por uma


equipa multidisciplinar, constituída por uma técnica superior de
animação socioeducativa e por auxiliares de ação educativa com
formação específica em áreas do desenvolvimento infantil e com
experiência profissional adequada à realização das mesmas com
crianças. Pretende-se que esta equipa proporcione diariamente
experiências lúdicas, de aprendizagem, de desenvolvimento pessoal e
académico das crianças.

Rita Martins P á g i n a 4 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

2. A Importância do C.A.T.L.

Espaço de Libertação
educação informal da criança
Criatividade
e não formal

Adesão voluntaria às
atividades propostas
Desenvolvimento
para a cidadania
C.A.T.L.
Educação
extracurricular
Convívio com
outras crianças
Combate á
Ociosidade

Apoio nos trabalhos


Serviço de
escolares
refeições tempo
letivo e não letivo

2.1 O A.T.L. como complemento educativo

A criança é um ser ávido de aprender e conhecer; assim, procura


no seu grupo de amigos, nos espaços educativos, nos livros, nas revistas
ou no computador toda a informação que procura e deseja saber para
saciar a sua vontade de aprender que lhe é característica. O espaço
educativo, quer seja escolar ou não, deve ser rico e estimulante em
informações e estímulos para a procura do saber e ao mesmo tempo
motivador para a pesquisa, de modo que permita à criança desenvolver-
se e abrir-lhe caminho para novas aprendizagens.

As atividades de tempos livres têm um papel importante a


desempenhar, dado que à escola compete lecionar e oferecer
aprendizagens mais científicas, ficando a vivência de experiências mais
Rita Martins P á g i n a 5 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

criativas, com dinâmicas mais informais a cargo dos centros de


atividades de tempos livres e dos programas das atividades extra
curriculares.
Os programas impostos às escolas não lhes permitem divagar ou
enveredar por temáticas menos formais que permitam utilizar o lúdico,
dado que existem metas e objetivos para serem cumpridos. Deste modo,
a vida social implica que haja menos tempo para a família estar junta e
poder acompanhar o desenvolvimento dos seus membros; daí que este
acompanhamento necessário às crianças fique ao encargo dos centros
de atividades de tempos livres, pelo que também desempenham uma
função muito dirigida à família.

Através de atividades como o jogo ou brincar e aprender em


grupo, a criança vai desenvolvendo a sua imaginação, organizando,
coordenando e transformando os seus comportamentos tendo em conta
a realização de projetos pessoais, assumindo assim a sua educação um
pilar preponderante no seu desenvolvimento, quer seja de caráter formal
ou não formal.

 Proporcionar às crianças experiências que promovam o seu


crescimento como pessoa, satisfazendo as suas necessidades de
ordem física, intelectual, afetiva e social:
 Criar um ambiente propício ao desenvolvimento da
personalidade de cada criança, por forma a ser capaz de se
situar e expressar num clima de compreensão, respeito e
aceitação de cada um.
 Favorecer a inter-relação Família – Escola / Comunidade –
Estabelecimento, em ordem a uma valorização,
aproveitamento e recuperação de todos os recursos do meio.
 Contribuir para que cada grupo encontre os seus objetivos de
acordo com as necessidades, aspirações e situações próprias de
cada elemento e do seu grupo social, favorecendo a adesão
aos fins livremente escolhidos.
Rita Martins P á g i n a 6 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

3. Caracterização do C.A.T.L. – Colégio de São Martinho


ADFP
3.1 – Espaço Físico

Rita Martins P á g i n a 7 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

3.2 Horário do CATL

Abertura – 7h30
Entrega das crianças na escola – 8h40 às 9h
Recolha das crianças para almoço nas respetivas
escolas – 12h30
Entrega das crianças na escola – 13h40 às 14h
Recolha das crianças que não frequentam AEC’s –
16h
Recolha das crianças que não frequentam AEC’s –
16h
Período Letivo Recolha das crianças que frequentam AEC’s – 17h30
Encerramento – 19h30
Horário de Atendimento aos Pais/Encarregados de
Educação: O atendimento aos pais faz-se de acordo
com as necessidades dos mesmos.

Horário da Técnica: 9h-17h (Disponibilidade conforme


as necessidades do grupo e das famílias).
Horário das Colaboradoras:
7h30/9h30 12h/14h30 15h30/19h30
Abertura – 7h30
Período Almoço – 12h30

NãoLetivo/ Férias Lanche – 16h


Encerramento – 19h30

Os horários dos elementos da equipa pedagógica são definidos de


acordo com a necessidade do grupo, em período letivo e não letivo

Rita Martins P á g i n a 8 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

3.3 Recursos Humanos

O CATL do Colégio de São Martinho – Fundação ADFP, é composto


por uma Técnica Superior de Animação Socioeducativa, três auxiliares de
educação.

Número de Identificação Função Observações


Elementos

Animadora Planificar e elaborar


Rita Martins Socioeducativa atividades do P.A.T.

Funções Rotativas: Salas,


Assistente Limpezas e prolongamentos
3 Condução das carrinhas/idas
Operacional
e vindas às escolas

Assistente Funções Rotativas:


Operacional Salas, Limpezas e
prolongamentos
Condução das
carrinhas/idas e vindas às
escolas

Rita Martins P á g i n a 9 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

4. Plano de Atividades
4.1 Plano de Atividades – Período Letivo

Objetivos Específicos Atividades Recursos Calendarização

Melhorar o rendimento Realização dos

escolar trabalhos de casa


Crianças
Resolução de fichas
Animadora 2º Feira a 5º Feira
Tornar-se autónomo no de trabalho
Auxiliares
processo de Organização do
aprendizagem material escolar

Crianças,
Consulta de livros, Animadora, livros,
Facilitar a aquisição de computadores,
material de vídeo, 2º Feira a 5º Feira
conhecimentos leitores de CD’s
áudio e informático

Crianças
Animadora
Desenvolver a Recreio
Auxiliares
Motricidade global Liberdade de Ação
Bolas 2º Feira a 6º Feira
Promover as relações Jogos livres e
Interpessoais orientados Cordas
Jogos

Crianças
Animadora
Atividades de Auxiliar
Promover o 1x por semana
expressão corporal Material de
desenvolvimento físico 6ª Feira
/ motora atividade física

Rita Martins P á g i n a 10 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

4.2 Plano de Atividades - Período não Letivo

O CATL no período não letivo possui uma planificação de atividades que


poderá ser flexível devido às condições atmosféricas e disponibilidade das
crianças e respetivas famílias.

As saídas ao exterior terão lugar maioritariamente em período de férias,


sempre com o objetivo de proporcionar à criança o maior número de vivências
possível. Sendo assim a planificação desempenhará uma função de orientação
para as crianças, para a responsável do projeto, pais e outras pessoas
envolvidas.

Atividades de férias escolares

Objetivos
Atividades Recursos Calendarização
específicos

 1º
 Visitas/passeios Quinzena de
 Ocupar o  Visitas a exposições Setembro
tempo livre  Férias de
 Ida ao cinema
das crianças Natal
 Ida a parques e  Equipa
de forma útil Educativo
jardins
e organizada  Férias de
 Ida a bibliotecas / Carnaval

 Estimular a Ludotecas  Férias de


 Atividades Páscoa
criatividade
desportivas
 Material
 Férias de
 Expressão plástica, lúdico e
Verão
 Potenciar didático
corporal, musical e
experiências
dramática
em grupo
 Culinária

 Ciência divertida

Rita Martins P á g i n a 11 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

4.2.1 Férias da Páscoa

O projeto terá inicio nas férias da pascoa do dia 5 de abril a 18 de abril de 2017 com a seguinte planificação:

Horas 5 abril 6 abril 7 abril 10 abril 11 abril 12 abril 13 abril 14 abril 17 abril 18 abril
7.30/9:00 acolhimento acolhimento acolhimento acolhimento acolhimento acolhimento acolhimento acolhimento acolhimento

Comemoração Dia Expressão Plástica Ciência Divertida


Hora do Conto
Dinâmicas de grupo Mundial da
9:00/10:00 Jogos de mesa Jogos de Mesa “Ovos Tatuados”
Atividade Física Atividades -
Apresentação Comemoraçã
o do Dia do
Beijo
10:00/10:30 Lanche Lanche Lanche Lanche Lanche Lanche Lanche Lanche
Páscoa
Manhã Expressão Plástica Atividade de Visita ao Museu do Ciência Divertida
Visita ao Museu do
Jogos desportiva expressão dramática Chiado – “Coelhos
Tradicionais Chiado- “De
Páscoa Comemoraçã
10:30/12:00 Visita à Quinta da fachada lavada” no Museu”
o do Dia do
Paiva Beijo
(saída às 9h30 –
regresso 17h)
12:00/14:00 Almoço Almoço Almoço Almoço Almoço partilhado Almoço Almoço Partilhado Almoço

Aula de Fitness Prof. Passeio ao Parque Visita ao Museu da Cinema vem ao ATL
Filipa Custódio Filme / Verde Mondego Água
Filme / Jogos de Modelação de
14:00/15:00 Jogos de
Filme / Jogos de mesa plasticina
mesa
mesa

15:00/15:30 Recreio Recreio Recreio Recreio Recreio

15:30/16:00 Lanche Lanche Lanche Lanche Lanche Partilhado Lanche Lanche Partilhado Lanche

Ciência Divertida Jogos de Equipas Hoje vou ser Expressão Plástica


Regresso ao ATL Regresso ao ATL
Cozinheiro Páscoa
16:00/17:30 Jogo de Rua
17h 17h
Caça ao ovo

17:30/18:30 Hora livre Hora livre Hora livre Hora livre Hora livre Hora livre Hora livre Hora livre Hora livre

18:30/19:30 Entrega das crianças Entrega das crianças Entrega das crianças Entrega das crianças Entrega das crianças Entrega das crianças Entrega das crianças Entrega das crianças Entrega das crianças

NOTA: O plano de atividades poderá sofrer algumas alterações

Rita Martins P á g i n a 12 | 13
Projeto C.A.T.L. 2017

Rita Martins P á g i n a 13 | 13