Você está na página 1de 13

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL

Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí


Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

Avaliações de Processo Penal:

1) A, casada com B, durante uma discussão de casal, levou um soco, sendo ameaçada de
morte. Diante dos gritos e ameaças, os vizinhos acionaram a Polícia que, ao chegar ao
local, conduziu todos à Delegacia. A, inicialmente, prestou depoimento na Delegacia e
manifestou o desejo de que o marido fosse processado criminalmente pelos crimes de lesão
corporal leve e ameaça. Mas, encerradas as investigações policiais e remetidos os autos ao
fórum, em sede de audiência preliminar, A informou o juízo que havia se reconciliado com
B, não desejando que o marido fosse processado por ambos os crimes. Diante da nova
manifestação de vontade de A, é correto afirmar que o procedimento:
R: terá seguimento quanto ao crime de lesão corporal, visto que a ação penal é
pública incondicionada, por ter se dado em âmbito doméstico. Já quanto ao crime de
ameaça, a retratação de A obsta o prosseguimento, visto que a ação penal ainda é
condicionada à representação, ainda que praticada em âmbito doméstico.

2) X, flagrado portando maconha para uso próprio, pode:


R: ser conduzido ao Distrito Policial, livrando-se solto, por tratar-se de infração de
menor potencial ofensivo.

3) Em processo que tramita pelo rito comum ordinário, que conta com 3 (três) acusados e
um assistente do Ministério Público que faz uso da palavra, o tempo reservado ao defensor
de cada acusado nos debates orais, como regra, em minutos é de:
R: 30 minutos. Não sei se é porque é 20’ prorrogado por + 10’ ou se é porque o
assistente do MP fala, e ai tem que bater os horários.

4) De acordo com entendimento sumulado pelo STJ, a suspensão do prazo prescricional na


hipótese do acusado citado por edital que não comparece ao processo e nem constitui
defensor:
R: regula-se pelo máximo da pena cominada.

5) De acordo com entendimento sumulado pelo STF, é de competência da Justiça Federal


processar e julgar crimes de tráfico de drogas, desde que haja remessa do entorpecente
para:
R: o exterior.

6) Assinale a alternativa correta relativamente ao procedimento penal sumaríssimo.


R: não se aplicam a transação penal e a suspensão condicional do processo nos casos
de violência doméstica.

7) Assinale a alternativa que traz duas causas pelas quais se deve absolver sumariamente o
acusado, nos exatos termos do art. 397, CPP.
R: A existência manifesta de causa excludente da ilicitude do fato; a existência
manifesta de causa excludente da culpabilidade do agente, salvo inimputabilidade.
8) No que concerne aos juizados especiais criminais, considere as seguintes assertivas:
Página 1 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

I – A composição civil dos danos em todos os crimes de menor potencial ofensivo, impede
a propositura da ação penal;
II – A sentença que decide pela aplicação imediata de pena restritiva de direitos ou multa
(“transação penal”) é irrecorrível;
III – O rito procedimental admite oferecimento de denuncia oral por parte do
Ministério Público.

9) Assinale a alternativa correta:


R: o agente condenado pela prática de crime, ao pagamento de multa, pode ser
beneficiado com proposta de transação penal.

10) Quanto a sentença penal, é correto afirmar que:


R: preservada sua competência e sem modificar a descrição do fato contida na
denuncia ou queixa, poderá o juiz atribuir-lhe definição jurídica diversa, ainda que,
em consequência, tenha de aplicar pena mais grave.

11) Quanto a lei nº 9099/95, é correto afirmar que:


R: não se admite a suspensão condicional do processo por crime continuado, se a
soma da pena mínima da infração recursal de juizado.

12) Analise as afirmativas seguintes:


II – No procedimento sumário, as provas devem ser produzidas em uma audiência,
podendo o juiz indeferir as que considerar irrelevantes, impertinentes ou
protelatórias, sendo que os esclarecimentos a serem prestados pelos peritos sujeitam-
se ao prévio requerimento das partes;
III – O réu poderá ser citado com hora certa, aplicando-se ao processo penal as
regras estabelecidas no Código Pneal;

13) Qual procedimento deve seguir o oficial de justiça quando proceder a ação por meio de
mandado judicial?
R: a leitura do mandato ao citado, a entrega de contra-fé. Após a declaração ao
oficial, na certidão, da entrega da contrafé, e sua aceitação ou recusa;

14) Indique as 3 partes de um sentença condenatória:


R: o relatório, fatos e fundamentos, e os dispositivos.

15) Quando a denuncia ou a queixa poderão ser rejeitadas pelo Magistrado?


R: quando for inepta, quando faltar pressuposto processual ou condição para o
exercício da ação penal, falta de justa causa para o exercício da ação penal.

16) No dia 01/04/2014, Natália recebeu cinco facadas em seu abdômen, golpes estes que
foram a causa eficiente de sua morte. Para investigar a autoria do delito, foi instaurado um
inquérito policial e foram realizadas diversas diligências, dentre as quais se destacam a
oitiva dos familiares e amigos da vítima e exame pericial no local. Mesmo após todas essas
Página 2 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

medidas, não foi possível obter indícios suficientes de autoria, razão pela qual o inquérito
policial foi arquivado pela autoridade judiciária por falta de justa causa, em 06/10/2014,
após manifestação nesse sentido da autoridade policial e do Ministério Público. Ocorre
que, em 05/01/2015, a mãe de Natália encontrou, ente os bens da filha que ainda guardava,
uma carta escrita por Bruno, ex namorado da vítima, de 30/03/2014, em que ele afirmava
que ela teria 24 horas para retomar o relacionamento amoroso, se não arcaria com as
consequências. A referida carta foi encaminhada à autoridade policial. Neste caso:
R: a carta escrita por Bruno pode ser considerada prova nova e ensejar o
desarquivamento do Inquérito Policial pela autoridade competente, tendo em vista
que referida prova não era de conhecimento da autoridade policial até aquele
momento.

17) O inquérito policial pode ser definido como um procedimento investigatório prévio,
cuja principal finalidade é a obtenção de indícios para que o titular da ação penal possa
propô-la contra o suposto autor da infração penal. Sobre o tema, assinale a afirmativa
correta:
R: A autoridade policial, ainda que convencida da inexistência do crime, não poderá
mandar arquivar os autos de inquérito já instaurado, tendo em vista que cabe ao
Ministério Público promover seu arquivamento.

18) João, no dia 02/01/2015, praticou um crime de apropriação indébita majorada. Foi,
então, denunciado como incurso nas sanções penais do art. 168, §1º, inciso III, do Código
Penal. No curso do processo, mas antes de ser proferida sentença condenatória,
dispositivos do Código de Processo Penal, de natureza exclusivamente processual, sofrem
uma reforma legislativa, de moto que o rito a ser seguido no recurso de apelação é
modificado. O advogado de João entende que a mudança foi prejudicial, pois é possível
que haja uma demora no julgamento dos recursos. Neste caso, após a sentença
condenatória, é correto afirmar que:
R: deverá respeitar o novo rito do recurso de apelação, pois se aplica ao caso o
principio da imediata aplicação da nova lei. As normas processuais, quando
alteradas, sendo elas mais benéficas ou não, são aplicadas de forma imediata àqueles
processos em curso.

19) Tício está sendo investigado pela prática do delito de roubo simples, tipificado no art.
157, caput, CP. Concluída a investigação, o Delegado Titular da 41ª Delegacia Policial
envia os autos ao Ministério Público, a fim de que este tome as providencias que entender
cabíveis. O Parquet, após a análise dos autos, decide pelo arquivamento do feito, por faltas
de provas de autoria. A vítima ingressou em juízo com uma ação penal privada subsidiária
da pública, que foi rejeitada pelo juiz da causa, que, no caso acima, agiu:
R: corretamente, já que a Lei Processual não admite ação penal privada subsidiária
da pública, quando o Ministério Público não se mantém inerte. O fato do MP ter
arquivado os autos, não quer dizer que ele ficou inerte.

Página 3 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

20) A lei 9099/95 modificou a espécie de ação penal para os crimes de lesão corporal leve
e culposa. De acordo com o art. 88 da referida lei, tais delitos passaram a ser de ação penal
pública condicionada à representação. Tratando-se de questão relativa à Lei Processual
Penal no Tempo, assinale a alternativa que corretamente expõe a regra a ser aplicada para
processos em curso que não haviam transitado em julgado quando da alteração legislativa:
R: aplica-se a regra do direito penal de retroagir a lei, por ser norma mais benigna,
tendo em vista que, neste caso, a norma é mista, afastando-se o princípio da
imediatidade.
Obs.: a norma em questão trata de direito processual, mas relacionado a um delito
específico, o que faz dela uma norma mista.

21) Em determinada ação penal privada, na qual se apura a prática dos delitos de calúnia e
difamação, a parte não apresenta, em alegações finais, pedido de condenação em relação ao
delito de calúnia, fazendo-o tão somente quando ao crime de difamação. Com relação ao
caso apresentado, assinale a alternativa correta:
R: ocorreu a perempção em relação ao delito de calúnia, tendo em vista que deixar de
formular pedido de condenação em sede de alegações finais, é uma forma de
perempção. No caso, haverá extinção de punibilidade do querelado, em relação
apenas à calúnia, seguindo-se a ação penal quanto ao crime de difamação.

22) Fábio, vítima de calúnia realizada por Renato e Abel, decide mover ação penal privada
em face de ambos. Após o ajuizamento da ação, os autos são encaminhados ao Ministério
Público, pois Fábio pretende desistir da ação penal privada movida apenas em face de
Renato para prosseguir em face de Abel. Diante dos fatos narrados, assinale a opção
correta:
R: A ação penal privada é Indivisível, não podendo, Fábio, desistir da ação penal
apenas em face de Renato. Ou é de todos, ou de nenhum.

23) João e José, músicos da famosa banda NXY, se desentenderam por causa de uma
namorada. João se descontrolou e partiu para cima de José, agredindo-o com socos e
pontapés, vindo a ser separado de sua vitima por policiais militares que passavam no local,
e lhe deram voz de prisão em flagrante. O exame de corpo de delito revelou que dois dedos
da mão esquerda do guitarrista, José, foram quebrados e o braço direito luxado, ficando
impossibilitado de tocar seu instrumento por 40 dias. Na hipótese, trata-se de crime de ação
penal:
R: pública incondicionada, já que trata-se de lesão corporal de natureza grave,
podendo agir de oficio, ainda que o ofendido não queira.

24) Relativamente as regras sobre ação civil fixadas no Código de Processo Penal, assinale
a alternativa correta:
R: transitada em julgado a sentença penal condenatória, poderão promover-lhe a
execução no juízo cível, para efeito da reparação do dano, o ofendido, seu
representante legal ou seus herdeiros, tendo em vista que a sentença penal
condenatória tem natureza de titulo executivo judicial.
Página 4 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

25) Um professor na aula de Processo Penal esclarece a um aluno que o Ministério


Público, após ingressas com a ação penal, não poderá desistir dela, conforme expressa
previsão do art. 42, CPP. O professor estava explicando ao aluno o principio da:
R: indisponibilidade, na qual, uma vez iniciada a ação penal, o MP não pode dela
desistir, já que há um interesse público na decisão judicial.

26) No que se refere a citações e intimações, assinale a opção correta:


R: é admitida a citação por edital e por hora certa. O réu preso deve ser citado
pessoalmente.

27) Joana, residente em Brasília, está sendo processada em Recife-PE pela prática do crime
de associação criminosa e roubo qualificado. Citada a intimada para interrogatório, a
acusada alegou não possuir condições financeiras para contratar advogado, nem para arcar
com os custos do deslocamento para acompanhar o processo. Apresentou ainda,
testemunhas do fato e informou o endereço delas no estado da Bahia. A respeito da oitiva
das testemunhas indicadas por Joana e do interrogatório da acusada, assinale a opção
correta:
R: expedida a carta precatória para a oitiva das testemunhas da defesa, não há a
suspensão do processo, que seguirá seu curso, não se podendo alegar ter havido
prejuízo para a ampla defesa.

28) Em matéria de citações e intimações, é correto afirmar que:


R: diferentemente da ação cível, os prazos são contados da data da efetiva intimação e
não da juntada do mandado aos autos.

29) Em um procedimento criminal ordinário, o MP arrolou três testemunhas e o réu, na


defesa preliminar, arrolou quatro. Ouvidas as testemunhas arroladas pela acusação, a
audiência foi adiada, por falta de intimação das de defesa. Antes da audiência designada
em continuação, o MP requereu a oitiva de mais uma testemunha, com a que a defesa não
concordou. Neste caso, a nova testemunha arrolada pelo MP:
R: Será ouvida a critério do juiz, se ele considerar necessário.

30) No processo penal de rito comum ordinário, o acusado é citado para responder a
acusação no prazo de 10 dias contados a partir da data:
R: de citação, excluindo-se o dia do início e incluindo-se o último dia.

31) O procedimento previsto no CPP para apuração de infrações penais, será:


R: ordinário, para infrações penais cuja pena máxima cominada seja superior ou
igual a 4 anos, de pena privativa de liberdade;
Sumário, para infrações penais cuja pena máxima cominada seja inferior a 4 anos, de
pena privativa de liberdade; e
Sumaríssimo, para infrações de menor potencial ofensivo;

Página 5 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

32) Sobre os procedimentos no processo penal, é correto afirmar que:


R: o juiz que presidiu a instrução deverá proferir a sentença, em razão ao principio
do juiz natural.

33) Nos procedimentos ordinário e sumário, oferecida a denúncia ou a queixa, o juiz, se


não a rejeitar preliminarmente, recebê-la-á e ordenará a citação do acusado para responder
à acusação, por escrito, no prazo de 10 dias. Após recebida a resposta, o juiz deverá
absolver sumariamente o acusado, quando verificar:
R: I. Extinta a punibilidade do agente; II. A existência manifesta de causa de
excludente de ilicitude do fato; III. Que o fato narrado evidentemente não constitui
crime; IV. A existência manifesta de causa excludente de culpabilidade do agente,
exceto a inimputabilidade;

34) No que concerne ao processo comum, assinale a opção correta:


R: vigora, no processo penal, o principio da identidade física do juiz, segundo o qual o
juiz que presidiu a instrução deve proferir a sentença;
A falta de justa causa enseja a rejeição da denuncia ou queixa;
A absolvição sumária pode ocorrer tanto no procedimento do júri, quando nos
procedimentos ordinário e sumário;
Finda a instrução as partes podem requerer diligências.

35) Quanto ao procedimento dos juizados especiais criminais:


R: I. A competência do juizado especial criminal é determinada pelo lugar onde a
infração penal foi praticada, pouco importando o local de sua consumação;
II. O acordo de composição de danos civis, homologado no juizado especial criminal,
impede que o ofendido ingresse com ação penal privada contra o autor do fato, pois,
acarreta renúncia ao direito de queixa;
III. Em caso de conexão entre crime de menor potencial ofensivo, da competência do
juizado especial criminal, e crime afeto à competência do juízo comum, os autos
deverão ser encaminhados ao juízo comum;

36) No que tange ao juizado especial criminal estadual, julgue os itens seguintes, quanto ao
entendimento do STJ acerca de competência e suspensão condicional do processo;
R: I. Em se tratando de processo penal que tramita em juizado especial criminal, a
proposta de suspensão condicional do processo antes do oferecimento da resposta a
acusação não enseja a nulidade do processo;
II. Não há suspensão condicional do processo nos casos que envolva a Lei Maria da
Penha;
III. Para a concessão da suspensão condicional do processo, é necessário, além do
preenchimento dos requisitos objetivos, o atendimento às exigências de ordem
subjetiva do acusado.

Página 6 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

37) Acerca dos juizados especiais criminais, é correto afirmar que:


R: é cabível recurso extraordinário contra decisão proferida por Turma Recursal de
Juizado Especial Criminal, pois, essa turma é a ultima instância no juizado.

38) Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa correta:


R: Não é inválida a imposição, como condição para a suspensão condicional do
processo, beneficio previsto na Lei 9099/95, de prestação de serviço à comunidade ou
prestação pecuniária, desde que adequadas ao fato à situação do acusado.

39) Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa correta:


R: I. A homologação de transação penal não faz coisa julgada material, podendo ser
retomada a ação penal posteriormente, em caso de descumprimento do acordo; II. É
integralmente correto afirmar que nos procedimentos sumário e ordinário, o julgador
pode absolver o réu sumariamente, se verificar: a existência manifesta de causa que
exclui a ilicitude do fato; a existência de manifesta causa que exclua a culpabilidade
do agente, exceto a inimputabilidade; que o fato não constitui crime; e quando extinta
a punibilidade do agente; III. Da decisão de absolvição sumária cabe recurso de
apelação;

40) Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa correta:


R: I. no procedimento comum ordinário, a audiência pode ser concluída sem as
alegações finais; II. No rito da lei 9099/95, o recurso cabível para a decisão que não
recebe a denúncia é a apelação, já no procedimento comum, é o recurso em sentido
estrito;

41) Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa correta:


R: O MP pode manifestar-se pela absolvição, se assim entender; O MP pode propor a
suspensão condicional do processo depois do oferecimento da denúncia e antes da
sentença; A composição dos danos civis afasta o direito de oferecimento de queixa;

42) Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa correta:


R: As infrações de menor potencial ofensivo são as contravenções penais e os crimes
cuja pena máxima cominada seja não superior a 2 anos, cumulada ou não com multa;
A competência do juizado será determinada pelo lugar que se deu a conduta ilícita; O
juiz que presidiu a instrução deverá proferir a sentença;

43) A advogada de Andreia, ré em processo criminal pela prática de crime de furto,


entendendo que, entre o recebimento da denuncia e o termino da instrução ocorreu
prescrição da pretensão punitiva, apresentou requerimento ao juiz, antes mesmo do
oferecimento de alegações finais, de reconhecimento de extinção de punibilidade da
agente, sendo o pedido imediatamente indeferido. Intimada, caberá a advogada de Andreia
apresentar:
R: Recurso em Sentido Estrito, no prazo de 5 dias;

Página 7 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

44) Paulo foi denunciado e condenado, em primeira instancia, pelo crime de corrupção
ativa, sendo ele e seu advogado intimados do teor da sentença em 05 de junho de 2018,
terça feira. A juntada do mandado ocorreu só em 11 de junho de 2018, segunda feira.
Considerando as informações, o prazo para a interposição do recurso de apelação pelo
advogado de Paulo será iniciado:
R: no dia 06 de junho de 2018, dia imediatamente após a efetiva intimação do réu e
seu advogado, sendo seu prazo fatal prorrogado para o primeiro dia útil seguinte.

45) Vitor foi denunciado pela prática de peculato. O magistrado, quando da análise da
inicial acusatória, rejeitou a denuncia em razão de ausência de justa causa. O Ministério
Público apresentou recurso em sentido estrito, sendo os autos encaminhados ao Tribunal,
de imediato, para decisão. Vitor, em consulta ao sitio eletrônico do Tribunal, toma
conhecimento da existência do recurso ministerial, razão pela qual procura seu defensor
preocupado com a revisão da 1º instancia. A partir dessas informações, o defensor deverá
esclarecer que:
R: Ele deveria ter sido intimado para apresentar contrarrazões, apesar de ainda não
figurar como réu, mas apenas como denunciado.

46) Analise as assertivas e assinale a alternativa correta:


R: I. Aos acusados são assegurados o contraditório e a ampla defesa, sendo possível
restringir algum recurso a apenas uma das partes, como a defesa, por exemplo; II. É
possível, de acordo com o entendimento dos Tribunais superiores, a interpretação
extensiva das hipóteses de cabimento do recurso em sentido estrito; III. Da decisão
que denegar o livramento condicional, não caberá o recurso em sentido estrito, mas
sim o Agravo em Execução;

47) Analise as assertivas e assinale a alternativa correta:


R: I. No caso de concurso de pessoas, a decisão do recurso interposto por um dos réus
se estende aos demais, em face do princípio da isonomia, sendo relevante o seu
fundamento; II. O Ministério Público não pode desistir do recurso em que haja
interposto; III. O habeas corpus e a revisão criminal são ações impugnativas, ao passo
que reclamação é uma medida correicional;

48) Analise as assertivas e assinale a alternativa correta:


R: I. Pelo sistema processual penal em vigor, existe a previsão legal de recurso de
ofício para as sentenças concessivas de habeas corpus, da decisão concessiva de
reabilitação; II. Quando não for unanime a decisão de segunda instancia,
desfavorável ao réu, admitem-se embargos infringentes e de nulidade, a serem
interpostos pela defesa, já que é um recurso exclusivo da defesa; III. A interposição
do recurso de agravo contra decisão do juízo de execução penal segue o mesmo prazo
do recurso em sentido estrito, fixado em lei em 5 dias.

Página 8 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

49) Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa correta:


R: I. É cabível o recurso de apelação da decisão de rejeição da denúncia no
procedimento sumaríssimo; II. É cabível recurso em sentido estrito da decisão que
conclui pela incompetência do juízo; III. Quando houver na sentença ambiguidade,
obscuridade, contradição ou omissão, a parte interessada deverá opor embargos de
declaração, no prazo de 2 dias; IV. Os embargos de declaração serão opostos no
Juizado Especial Criminal no prazo de 5 dias;

50) Em processo de natureza incidental, foi formulado contra Luiz, investigado por
corrupção e lavagem de dinheiro, pedido de sequestro de seus bens, nos moldes do previsto
no Código de Processo Penal. O pedido foi deferido. Para impugnar a referida decisão, a
medida processual a ser adotada pelo advogado de Luiz junto ao Tribunal de Justiça, será:
R: a Apelação Criminal, a ser interposta em 5 dias.

51) O promotor de justiça entende que não tem atribuição para oficiar em autos de
inquérito policial, requerendo sua remessa à justiça federal. O juiz estadual, todavia,
discorda da manifestação ministerial, entendendo que possui competência para o processo
e julgamento da infração penal em questão. Desse modo, é correto afirmar que:
R: Trata-se de caso de arquivamento indireto, cumprindo ao juiz proceder a remessa
dos autos ao órgão de controle revisional do Ministério Público.

52) Analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa correta:


R: I. A deserção, no processo penal, pode dar-se apenas nas ações penais privadas,
tendo em vista que tem haver com o pagamento de custas; II. Apenas alguns recursos
possuem o efeito suspensivo, mas todos possuem efeito devolutivo. Por exemplo no
recurso de apelação, o âmbito de devolutividade pode ser parcial; III. O provimento
ao recurso interposto por um dos réus beneficia aos demais, se fundado em motivo
que não seja de caráter exclusivamente pessoal, até àquele que expressamente houver
renunciado ao direito de recurso;

53) Aldo, nascido em 01/01/2001, primário, começa a namorar Mariana, jovem que recém
completou 15 anos. Logo após o inicio do namoro, ainda muito apaixonado, é surpreendido
pela informação de que Mariana estaria grávida de seu ex-namorado, o adolescente Paulo,
com quem mantivera relações sexuais. Mariana demonstra toda sua preocupação com a
reação de seus pais diante desta gravidez quando tão jovem e, em desespero, solicita a
ajuda de Aldo para realizar um aborto. Diante disso, no dia 03/01/2019, na primeira hora
da manhã, em Dourados, Aldo adquire remédio abortivo cuja venda era proibida sem
prescrição médica e o entrega no início da noite para a namorada, que, de imediato, passa a
fazer uso dele. Mariana, então, expele algo não identificado pela vagina, que ela acredita
ser o feto. Seus pais presenciam os fatos e levam a filha à Santa Casa de Misericórdia, na
cidade de Naviraí, residência da família. No local, o médico informou que, em verdade,
Mariana possuía um cisto, mas nunca estivera grávida, e o que fora expelido não era um
feto. Em seguida, seus pais compareceram a Delegacia e narraram o ocorrido. Após a
investigação policial, no dia 20/01/2019, Aldo é denunciado pelo crime do art. 126, caput,
Página 9 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

cumulado com o art. 14, II, ambos do Código Penal, perante o juízo do Tribunal do Júri,
não sendo oferecido qualquer instituto despenalizados, apesar do reclamo defensivo. A
inicial acusatória foi recebida em 22/01/2019 e, na instrução da primeira fase do
procedimento especial, foram ouvidas as testemunhas e Mariana, assim como interrogado
o réu, todos confirmando o ocorrido. As partes apresentaram as alegações finais oralmente
e o juiz determinou a conclusão do feito para decisão.
Antes de ser proferida a decisão, mas depois da manifestação das partes em alegações
finais, foram juntados aos autos o boletim de atendimento médico de Mariana, no qual
consta a informação de que ela não estava grávida no momento dos fatos, a Folha de
Antecedentes de Aldo, sem qualquer anotação, e um exame de corpo de delito, que
indicava que o remédio utilizado não causara lesões na adolescente. Uma vez juntada a
documentação, de imediato, sem a adoção de qualquer medida, o magistrado proferiu
decisão de pronúncia nos termos da denúncia, sendo publicada na mesma data, qual seja,
24 de junho de 2019, segunda-feira, ocasião em que as partes foram intimadas.

a) Qual o recurso cabível contra essa decisão e qual o prazo fatal para sua apresentação?
R: Contra decisão de pronúncia é cabível o recurso em sentido estrito, sendo o prazo
de interposição de 5 dias. Ou seja, neste caso, o prazo fatal para sua apresentação
seria dia 29/06/2019, prorrogando-se ao próximo dia útil, qual seja 01/07/2019.

b) Qual a causa de nulidade é passível de ser reconhecida, visando anular toda a instrução?
R: a ausência de oferecimento de suspensão condicional do processo após o
recebimento da denúncia.

c) Qual a causa de nulidade é passível de ser reconhecida, visando anular a decisão


proferida?
R: A falta de abertura de vista às partes em razão da juntada de novos documentos
ao processo, tendo sido violado o princípio da ampla defesa e contraditório.

d) Qual a tese de direito material poderia suscitar a absolvição sumária de Aldo?


R: O comportamento de Aldo deveria ser considerado atípico, porque como não
havia feto, não houve aborto, tampouco tentativa, tratando-se de crime impossível.

e) Se o juiz tivesse absolvido sumariamente Aldo, qual o recurso seria cabível?


R: o recurso cabível de sentença de absolvição sumária é a Apelação, a ser interposta
no prazo de 5 dias.

54) Em patrulhamento de rotina, policiais militares receberam uma informação não


identificada de que Pires, que estava parado em frente a padaria doce pão, em Naviraí,
estaria envolvido com o tráfico de drogas na cidade. Diante disso, policiais o identificaram
e realizaram a abordagem de Pires, não sendo, em um primeiro momento, encontrado
qualquer material ilícito com ele. Diante da notícia recebida momentos antes da
abordagem, porém, e considerando que a associação para o tráfico seria um crime
permanente, os policiais apreenderam o celular de Pires, e, sem autorização, passaram a ter
Página 10 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

acesso às fotografias e conversas do whatsapp, sendo verificado que existiam fotos


armazenadas de Pires portando suposta arma de fogo, bem como conversas cobre compra e
vende de material entorpecente. Entendendo pela existência de flagrante quanto ao crime
permanente, Pires foi encaminhado para a Delegacia, sendo lavrado auto de prisão em
flagrante. Após liberdade concedida em audiência de custodia, Pires é denunciado como
incurso nas sanções do art. 35 da lei 11.343/06. No curso da instrução, foram acostadas
imagens das conversas de Pires a que os agentes da lei tiveram acesso, assim como das
fotografias. Os policias foram ouvidos em audiência, ocasião em que confirmaram as
circunstancias do flagrante. O réu ficou em silêncio. Com base nas fotografias acostadas, o
juiz julgou procedente a pretensão punitiva, aplicando-se a pena mínima de 3 anos de
reclusão. As partes foram intimadas da sentença em 12/09/2019, quinta-feira. Na condição
de advogado de Pires, responda:

a) Qual o recurso cabível contra a decisão e qual o prazo fatal para sua apresentação?
R: o recurso cabível contra a sentença condenatória é a Apelação. O prazo de
interposição é de 5 dias, sendo então, seu prazo fatal dia 17/09/2019.

b) Qual a causa de nulidade é passível de ser reconhecida visando anular toda a instrução?
R: violação da intimidade, e utilização de prova ilícita, visto que apenas com
autorização do juiz seria possível ter acesso ao conteúdo das mensagens e fotografias.
Cláusula de reserva de jurisdição.

55) Quanto a instituição do júri, assinale a correta:


R: I. Constatando o juiz presidente haver duvidas sobre a imparcialidade do júri, ou
a segurança pessoal do acusado, a requerimento do MP, do assistente, do querelante
ou acusado, procederá de ofício o desaforamento, encaminhando os autos para
julgamento em outra comarca, da mesma região, sem a necessidade de comunicar ao
Presidente do Tribunal de Justiça; II. Torna nulo o julgamento ulterior pelo júri a
participação de jurado que funcionou em julgamento anterior do mesmo processo,
embora cindido. III. São absolutas as nulidades do julgamento pelo júri, quando os
quesitos da defesa não precedem aos das circunstâncias agravantes, bem como a falta
de quesito obrigatório;

56) Quanto a instituição do júri, assinale a correta:


R: I. A decisão de impronuncia, que encerra a primeira fase do processo relacionado
ao tribunal do júri, não produz coisa julgada material; II. Cabe a absolvição sumária
imprópria, quando a inimputabilidade do réu por doença mental for a única tese
defensiva; III. Os jurados suspeitos ou impedidos são aproveitados para a formação
de quórum mínimo exigido para a instalação da sessão de julgamento pelo Tribunal
do Júri; IV. O julgamento pelo Tribunal do Júri não será adiado em razão do não
comparecimento do acusado solto, que tiver sido regularmente intimado;

Página 11 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

57) Quanto a instituição do júri, assinale a correta:


R: I. Nas hipóteses de crimes conexos, mesmo que os jurados abolsam o réu do delito
que atraiu os demais para a competência do júri, eles continuam competentes para
julgar os demais delitos; II. Antes de ser apregoado o réu, deve-se verificar se o
mesmo possui defensor, nomeando-o um, caso não tenha constituído.

58) Quanto a instituição do júri, assinale a correta:


R: I. Os sacerdotes não são isentos do serviço do júri; II. A publicação definitiva da
lista de jurados será até o dia 10 de novembro de cada ano; III. A pronúncia deverá
ser considerada como causa interruptiva da prescrição, ainda que haja
desclassificação do crime pelo Tribunal do Júri.

59) Quanto a instituição do júri, assinale a correta:


R: O réu pode requerer ao Tribunal que determine a imediata realização do
julgamento, desde que não haja excesso de serviço ou existência de processos
aguardando julgamento em quantidade que ultrapasse a possibilidade de apreciação
pelo Tribunal do Júri, nas reuniões periódicas previstas para o exercício.

60) Quanto a instituição do júri, assinale a correta:


R: I. Nos procedimentos dos crimes contra a vida, a decisão de pronúncia não produz
coisa julgada material. Isso significa que ela pode ser alterada quando interposto
Recurso em Sentido Estrito; II. Se o interesse da ordem pública o reclamar ou houver
duvida sobre a imparcialidade dos membros do júri ou a segurança pessoal do
acusado, o Tribunal, a requerimento do MP, assistente, querelante, acusado ou
representação do juiz competente, poderá determinar o desaforamento do
julgamento; III. Estando o réu preso, e tendo sido formulado requerimento por ele e
seu defensor de dispensa de comparecimento a sessão de julgamento, o mesmo poderá
se realizar.

61) Segundo as regras estabelecidas, quanto a elaboração de quesitos:


R: O juiz-presidente levará em consideração os termos da pronuncia ou das decisões
posteriores que julgaram admissível a acusação, do interrogatório e das alegações das
partes;

62) Assinale a alternativa correta:


R: I. No caso de impronuncia, a parte deverá interpor recurso de apelação; II.
Havendo aceitação das partes, o mesmo Conselho de Sentença poderá reconhecer
mais de um processo no mesmo dia, hipótese em que não haverá nova escolha de
jurados, com aceitações ou recusas, porém, simplesmente a prestação de novo
compromisso; III. A intimação da decisão de pronuncia será feita pessoalmente ao
réu, salvo quando não for encontrado, hipótese em que será procedida por meio de
edital;

Página 12 de 13
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO SUL
Curso de Direito – 4ª Série - Unidade: Naviraí
Disciplina: Direito Processual Penal
Professor: Leonardo de Bem
Acadêmica: Isadora Cristina Michelotto Silva - RGM: 34.942

63) Assinale a alternativa correta:


R: I. Formado o conselho de sentença, o juiz-presidente procedeu a distribuição de
cópias não apenas do relatório do processo, mas também da decisão de pronúncia. O
defensor protestou contra a providência, alegando que a medida seria ilegal por se
tratar esta ultima peça meramente acusatória e, portanto, passível de comprometer a
imparcialidade do júri. A autoridade judiciária não aceitou o pleito; II. A defesa
solicitou a leitura em plenário de declarações prestadas por testemunhas durante a
instrução criminal, no próprio juízo sumário da culpa, tendo o juiz-presidente negado
o pedido sob a alegação que tão somente poderiam ser lidas peças que se referissem,
exclusivamente, as provas colhidas por carta precatória e as provas cautelares,
antecipadas e não repetíveis; III. Durante sessão de julgamento, o representante do
MP solicitou aparte ao defensor do acusado, que negou o pleito. Provocado pelo
acusador, o juiz-presidente, conferindo-lhe o direito a manifestação pelo prazo de três
minutos, a ser acrescentado no tempo aparteado;

64) Com relação a primeira fase do procedimento do tribunal do júri, assinale a correta:
R: O juiz poderá dar ao fato definição jurídica diversa da constante da acusação,
embora, com isso, o réu fique sujeito a pena mais gravosa.

PESQUISAR SOBRE O PRAZO PARA CONCLUSÃO DE INQUÉRITO


POLICIAL; SOBRE AS HIPÓTESES DE CABIMENTO DA SUSPENSÃO
CONDICIONAL DO PROCESSO; SOBRE AS HIPÓTESES DE CABIMENTO DA
TRANSAÇÃO PENAL;

Página 13 de 13