Você está na página 1de 2

O conflito da Faixa de Gaza

O termo “Faixa de Gaza” tem origem na Antiguidade, o nome é uma referência


à principal cidade da região, Gaza. A Faixa De Gaza é um território
palestino composto por uma estreita faixa de terra localizada no Oriente Médio
e faz fronteira com o Egito no sudoeste e com Israel no leste e no norte e é
banhada pelo Mar Mediterrâneo.

O território tem 41 km de comprimento e apenas de 6 a 12 km de largura


apresentando assim uma área total de aproximadamente 365 km². Por ter um
elevado número de habitantes (cerca de 1,816 milhões) e se tratar de um
território tão reduzido, a densidade demográfica de Gaza é a 5ª maior do planeta
(5046 hab./km²). Apesar da maior parte da população ter nascido na Faixa de
Gaza, uma grande percentagem se identifica como refugiados palestinos, que
fugiram para este local durante o êxodo palestino que ocorreu após a Guerra
árabe-israelense de 1948.

Após o término da Segunda Grande Guerra Mundial a situação ficou mais tensa
no Oriente Médio e foi criado o Estado de Israel. Os conflitos que se ligam à
criação e à existência deste fizeram com que a região de Gaza recebesse
milhares de refugiados palestinos que foram expulsos de Israel.

A Faixa de Gaza é um dos territórios de maior efervescência social e política da


atualidade, em função de diversas disputas religiosas e políticas.

Sua população é extremamente marcada pela religião islâmica, sendo mais de


99% dos habitantes fiéis muçulmanos. Entre estes se destaca ainda a soberania
dos muçulmanos sunitas. O restante da população professa a fé cristã, mas não
soma sequer 1% dos habitantes. A língua mais falada na Faixa de Gaza é o
árabe, seguida pelo hebraico.

O território da Faixa de Gaza é extremamente conflituoso, é disputado e ocupado


militarmente por outros países. Há um constante clima de tensão na região por
causa de correntes conflitos. A região não é oficialmente reconhecida como parte
integrante de algum país soberano, a Faixa de Gaza é toda cercada por
muralhas nas divisas com Israel e com o Egito. A Autoridade Nacional
Palestina, contudo, reivindica a região como território pertencente aos
palestinos.

A inconsistência sobre quem é o verdadeiro dono do território da Faixa de Gaza


gerou vários conflitos no local. Além disso, fazem parte do conflito as
características religiosas dos habitantes do local, os quais se chocam
principalmente com os israelenses. Israel, por sinal, ocupou militarmente a
região entre junho de 1967 e agosto de 2005. Hoje ainda, Israel é o responsável
pelo controle do espaço aéreo e do acesso marítimo à Faixa de Gaza.

No ano de 2007, em junho, um confronto armado envolvendo o Fatah e


o Hamas transferiu o controle da Faixa de Gaza para o Hamas.