Você está na página 1de 107

Índice Pág

Capitulo I ...................................................................................................................................................... 5
Objectivos de Desenvolvimento do Milénio .................................................................................................. 5
Capitulo II ..................................................................................................................................................... 7
Avaliação Geral do Desempenho ................................................................................................................. 7
Desenvolvimento Humano e Social.............................................................................................................. 7
Capítulo III .................................................................................................................................................... 7
Educação e Cultura ...................................................................................................................................... 7
Educação Geral (Ensino Diurno) .................................................................................................................. 8
Saúde ......................................................................................................................................................... 13
Mulher e Acção Social ................................................................................................................................ 17
Desenvolvimento da Mulher ....................................................................................................................... 17
Criança em Situação Difícil ........................................................................................................................ 17
Criança em Idade Pré-Escolar…………………………………………………………………………………….18

Assistência Social....................................................................................................................................... 19
Juventude e Desportos............................................................................................................................... 20
Desenvolvimento Económico ..................................................................................................................... 21
Principais Indicadores Económicos: ........................................................................................................... 21
Distribuição de Energia .............................................................................................................................. 22
Agricultura .................................................................................................................................................. 24
Indústria e Comércio .................................................................................................................................. 27
Balção de Atendimento Único .................................................................................................................... 29
Transportes e Comunicações..................................................................................................................... 31
Licenciamento de Transporte ..................................................................................................................... 31
Instituto Nacional dos Transportes Terrestres ............................................................................................ 32
APIE ........................................................................................................................................................... 32
Estatística ................................................................................................................................................... 32
Trabalho ..................................................................................................................................................... 33
Mediação e Arbitragem Laboral ................................................................................................................. 34
Domínio da Segurança Social .................................................................................................................... 34
Desenvolvimento Institucional, Governação, Legalidade E Justiça ........................................................... 38
Administração Pública ................................................................................................................................ 38
STAE .......................................................................................................................................................... 40
Ordem e Segurança Publicas..................................................................................................................... 40
Recrutamento e Mobilização ...................................................................................................................... 41
Justiça ........................................................................................................................................................ 41
Delegação do Instituto do Patrocínio e Assistência Jurídica (IPAJ) ........................................................... 42
Procuradoria da Cidade de Maputo............................................................................................................ 43
Sub-Procuradoria Geral da República ........................................................................................................ 43
Tribunal de Menores................................................................................................................................... 44
Tribunal Fiscal ............................................................................................................................................ 44
Tribunal de Policia ...................................................................................................................................... 44
Assuntos Transversais ............................................................................................................................... 45
Execução Financeira Dos “ 7 Milhões”………………………………………………………………………………………….45

Reembolsos ............................................................................................................................................... 45
Execução do Plano Estratégico Para Redução da Pobreza Urbana (PERPU) ........................................ 46
Prevenção e Combate ao HIV e SIDA ....................................................................................................... 47
Prevenção e Combate e Droga .................................................................................................................. 49
Gestão de Calamidades ............................................................................................................................. 50
Considerações Finais ................................................................................................................................. 51

1
Lista de Abreviaturas

ACS Agentes Comunitários de Saúde


ATS Aconselhamento e Testagem em Saúde
BCG Bacilo Calmett Guérin
CFMP Cenário Fiscal de Médio Prazo
COV Crianças Órfãs e Vulneráveis
C.S Centro de Saúde
DPT/HB Difteria, Pertussis Tosse Convulsa, Tétano e
Hepatite B
DSCM Direcção de Saúde da Cidade
EPC Escola Primária Completa
EP1 Ensino Primário do 1º Grau
EP2 Ensino Primário do 2º Grau
ESG Ensino Secundário Geral
ETB Ensino Técnico Básico
FAIJ Fundo de Apoio às Iniciativas Juvenis
FASE Fundo de Apoio ao Sector da Educação
GATV Gabinete de Aconselhamento e Testagem
Voluntária
Ha Hectares
HIV Vírus de Imunodeficiência Humana
INE Instituto Nacional de Estatística

INEFP Instituto Nacional de Emprego e Formação


IOF Profissional
Inquerito de Orçamento familiar
ITS Infecções de Transmissão Sexual
M&A Monitoria e Avaliação
MISAU Ministério da Saúde
MJD Ministério da Juventude e Desportos
MOPH Ministério das Obras Publicas e Habitação
PARP Plano de Acção para a Redução da Pobreza
PNEE Pessoa com Necessidades Educativas Especiais
PAV Programa Alargado de Vacinação
PFA Paralisia Flácida Aguda
PITTA Programa de Transferência de Tecnologias
Agrárias
PMA Programa Mundial de Alimentação
PNCTL Programa Nacional de Combate a Tuberculose e
Lepra
PTV Programa de Transmissão Vertical
SDTL Supervisores Distritais de Tuberculose e Lepra
SIDA Sindroma de Imunodeficiência Adquirida
SISTAFE Sistema de Administração Financeira do Estado
SMI Saúde Materno-Infantil
SNS Serviço Nacional de Saúde
SSRAJ Saúde Sexual Reprodutiva Adolescentes e Jovens
TA Tribunal Administrativo
TB Tuberculose
TARV Tratamento Anti-Retroviral
2
Tétano RN Tétano Recém-Nascido
TIO Tratamento de Infecções Oportunistas
TIP Tratamento Intermitente Preventivo
Tons Toneladas
UA´s Unidades de Atendimento
UNFPA Fundo das Nações Unidas para a População
US Unidade Sanitária
VAS Vacina Anti-Sarampo

3
NOTA INTRODUTÓRIA

1. A Cidade de Maputo localiza-se geograficamente na região Sul de Moçambique, possui uma


população estimada em 1.209.992 habitantes (INE, projecção do censo de 2007), com uma densidade
populacional de 4.033hab./km2. Estende-se do Distrito Municipal KaTembe ao bairro de Chiango no
sentido Sul/Norte e da Ilha de Inhaca ao vale de Infulene, na orientação Este/Oeste. Faz o seu limite
com a Província de Maputo nos extremos Norte, Sul e Oeste e é banhado pelo Oceano Índico no
extremo Este, onde se localiza a Ilha de Inhaca.

2. O Presente Relatório “Balanço do Plano Económico e Social” Refere-se as acções cumpridas no


ano de 2014, e apresenta os resultados do Plano Económico e Social do Governo da Cidade de
Maputo. De um modo específico, o documento resgata diversas iniciativas de grande relevância
realizadas a nível sectorial de impacto e inclusão social.
3. O desempenho registado no período em análise revela progressos assinaláveis, dado que 62.6% do
plano foi cumprido na totalidade e 37.4% das actividades cumpridas acima de 50%.

4. O documento encontra-se estruturado em 4 capítulos. O primeiro capítulo refere-se ao ponto de


situação do cumprimento das metas dos Objectivos do Milénio, no qual se apresenta a evolução dos
indicadores que concorrem para tal objectivo, o segundo e terceiro capítulos fazem uma avaliação
global do desempenho com recurso à análise comportamental dos principais indicadores
socioeconómicos. Também são apresentados nestes capítulos, os principais avanços e limitações do
PES 2014.

5. O quarto e últimos capítulos apresentam as principais acções desenvolvidas por programa, com
vista aferir o grau de cumprimento das acções programadas no PES 2014. Cada acção do programa
apresenta um balanço anual de desempenho, baseado no grau de cumprimento das respectivas metas.

6. A avaliação do desempenho é complementada pela análise qualitativa, com recurso a um código de


cores. Assim, foram adoptadas as seguintes qualificações de desempenho:
 Verde, representa uma realização igual ou superior a 100%;
 Amarelo, representa uma realização que varia de 50% a 99%;
 Vermelho, representa uma realização igual ou inferior a 49%.

4
Capitulo I

OBJECTIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÉNIO

7. Este capítulo apresenta o desempenho e avanços registados em 2014, no que diz respeito aos
Objectivos de Desenvolvimento do Milenio, consagrados na Declaração do Milénio (ODM´s) assinada
pelo Governo em 2000. Estes objectivos abarcam os sectores sociais, económicos e temas transversais
fundamentais e têm como finalidade a erradicação da pobreza e fome no mundo até 2015.

8. Os indicadores dos ODM’s, nem sempre são passíveis de projecção e recolha numa periodicidade
anual e muito menos semestral. Em alguns casos são usados como “proxy” os indicadores de produto
da matriz estratégica do PARP 2011-2014. Esses objectivos traduzem-se em:

1. Reduzir a Pobreza Extrema e a Fome principal meta deste objectivo é “reduzir em metade a
percentagem de pessoas que vivem em extrema pobreza ou que sofrem de fome até ao ano 2015”.

9. A Avaliação Nacional da Pobreza de 2010 (IIAP) concluiu que a situação da pobreza na Cidade de
Maputo com referência para os anos 2008/9, altura em que foi realizado o último IOF, apresentava
indícios de progresso tendo passado de 42% em 2002/3 para 29.5% em 2008/9, o que representa uma
diminuição de 12.5 pontos percentuais.

2. Atingir o Ensino Primário Universal

Em relação a este objectivo, a meta é “garantir que até 2015, todos os rapazes e raparigas concluam um
ciclo completo do Ensino Primário”.

10. O Governo prioriza a expansão do ensino com qualidade para assegurar que, em 2015, todas as
crianças tenham oportunidade de concluir uma educação básica de 7ª classes com qualidade
estandardizada.

11. No ensino primário, foram matriculados 147.981 alunos sendo 132.717 nas escolas públicas e
15.264 nas privadas. Importa salientar que a população de 6 anos de idade estimada pelo INE é de
27.462. Em 2014, foram matriculados 24.680 alunos na 1ª classe, o que significa uma realização de
103.7% do plano e um crescimento em 3.8% comparado com igual período de 2013.

3. Promover a Igualdade do Género e a Autonomia das Mulheres

A meta é “reduzir as disparidades de género em todos os níveis do ensino até 2015, priorizando os níveis
primários e secundário”.

12. A Cidade de Maputo já reduziu as disparidades de género em todos os níveis de ensino geral,
sendo 50.3% no ensino primário do 1º grau, 51.1% no ensino primário do 2º grau, 56% no ESG 1º ciclo
e 56.8% no ESG 2º ciclo, constituindo um desafio o alcance destas metas no ensino técnico.

4. Reduzir a Mortalidade Infantil em relação a este objectivo. A meta define “a redução em dois terços,
até 2015, da taxa de mortalidade de crianças menores de cinco anos”.

13. Foram completamente vacinadas 32.800 crianças das 48.400 menores de 1 ano planificados tendo-
se alocado uma cobertura de 68%.

14. A taxa de natimortalidade intra-hospitalar foi de 32/1000N, contra 27/1000N de 2013,o que
representa um crescimento na ordem de 18.5%. Igualmente verificou-se uma melhoria da taxa de mau
crescimento, tendo-se alcançado 2.1% contra 3% de igual período de 2013.

5
5. Melhorar a Saúde Materna

A meta deste objectivo é “reduzir em três quartos, até 2015, a taxa de mortalidade materna”

15. Neste âmbito, foram realizados 46.400 (84%) partos institucionais contra 50.332 (92%) de 2013, o
que corresponde a um decrescimo em 8%. Igualmente registou-se um decrescimo nas consultas pré-
natais em 1%. Em relação a consultas de planeamento familiar e pos-parto nota-se um aumento em
62% e 11% respectivamente, isto deve-se ao processo de sensibilização levado a cabo pelas parteiras
tradicionais para redução dos partos fora da Maternidade e encaminhamento das mulheres gestantes
das suas comunidades a frequentarem nas consultas prés Natais e Pós-Parto.

6. Combater o HIV/SIDA, malária e outras doenças

16. Em relação a este objectivo, a meta é “travar até 2015 o alastramento do HIV/SIDA e deter a
incidência da malária e outras doenças crónicas e começando a inverter a tendência actual”. A taxa de
prevalência na Cidade de Maputo segundo o In SIDA é de 16.8%.

17. O programa de TB/HIV està operacional em todos os Distritos, neste âmbito, foram testados 6.544
doentes no sector da PNCTL onde 4.033 foram diagnósticados positivos o que corresponde a 62% de
seropositividade.

18. Foram distribuidas nas consultas pré-natais 43.673 redes mosquiteiras tratadas, contra 37.110
distribuídas em igual período do ano passado representando um crescimento em 17.7%.

19. Notificados 47.546 casos de Malária com 97 obitos, que comparado com igual period de 2013
apresenta um aumento de casos e de óbitos em 12% e 12% respectivamente. O aumento de casos de
malária deve-se ao dificiente saneamento do meio.

7. Garantir a Sustentabilidade Ambiental

Reduzir pela metade, até 2015, a proporção da população sem acesso sustentável a água potável.

20. Até ao exercício económico em análise, foram efectuados 137.782 de novas ligações, das quais 279
são fontanários, 129.719 ligações domésticas e as 7.784 referem-se a outros tipos de ligações, o que
culminou com a taxa de cobertura de 66% a nível da Cidade de Maputo.

6
Capitulo II

AVALIAÇÃO GERAL DO DESEMPENHO

DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL

21. O capítulo do Desenvolvimento Humano e Social tem como objectivo avaliar os principais
indicadores de desenvolvimento social e humano, no que diz respeito a: Expansão do Acesso a
Educação, a Melhoria da Qualidade de Educação e o Reforço da Capacidade institucional, acesso a
saúde, assistência a grupos de pessoas vulneráveis e desamparadas, o acesso ao emprego e
promoção do auto-emprego, distribuição de água e energia.

Quadro 1: Principais Indicadores Sociais


Plano 2013 Real 2013 Plano 2014 Real 2014
Principais Indicadores Sociais
Educação Taxa Liquida de Escolarização no EP1 - 95.2% - 90.5

Taxa Liquida de escolarização da Rapariga no EP1 - 92.6% - 91.0

Rácio aluno Professor no EP1 57.4 59 58.6 63

Saúde Cobertura das vacinações crianças menores de 1Ano 48.400 27.252 (56%) 49.035 32.800 (67%)

Partos institucionais 54.450(80%) 49.833 (92%) 55.164 (66%) 46.400 (84%)

Taxa de Despiste de tuberculose 5.215 6.191 (119%) (6007) 100% 5.533(92%)

Mulher e Acção Social Número de Beneficiários do Programa Apoio Social 2.034 2.069 2.032 2.075
Directo
Beneficiários de Programas de Desenvolvimentos 8.635 8.777 9.067 10.108
(Subsidio Social básico)
Número de crianças atendidas nos Centros de 5.830 6.801 6.050 7.578
Acolhimento.
Agua População Servida * 784.642 * 771.211
Taxa de cobertura * 63 * 66
Energia Taxa de acesso a energia eléctrica 95% 97% 98% 98%

Taxa de cobertura do Sistema credelec- Pre-pago 90% 91% 92%


90%
Trabalho Postos de empregos criados 24.310 22.312 21.092 23.057
Fonte: Balanço de actividades dos sectores do Governo da Cidade /

Capítulo III

EDUCAÇÃO E CULTURA

22. Funcionam na Cidade de Maputo 234 escolas, sendo: 140 do ensino público e 93 do ensino Privado.
Das 140 escolas públicas, 102 são do ensino primário, 32 secundário, 6 técnico profissional e 1 instituto
de Formação de Professores. Comparado com igual período do ano passado, a rede escolar não
registou uma evolução em termos de novas unidades escolares, não obstante a construção de novas
salas de aula nas escolas já existentes.

7
23. De referir que 3 unidades escolares do EP1 passaram a EPC nomeadamente: 10 de Julho, no
Distrito Municipal Katembe, Inhaca Mandende no Distrito Kanyaka e Costa do Sol no Distrito Municipal
KaMavota.

Educação Geral (Ensino Diurno)

24. No geral, de acordo com o levantamento estatístico de 3 de Março, os efectivos escolares em todos
os subsistemas é de 371.885 alunos, que comparado com igual período de 2013 (375.209 alunos),
regista-se um decréscimo em 1.8%.

Quadro 2: – Efectivo geral em todos os subsistemas de ensino na Cidade

Efectivo Global da Cidade (Publico+ Privado+ Comunitário)


Período 2014
Público Privado Total
Diurno 275.926 52.684 328.610
Nocturno 40.240 3.035 43.275
Global 316.166 55.719 371.885
*Fonte: Balanço de actividades da Direcção de Educação da Cidade

Ensino primário do 1º grau

25. O efectivo escolar no ensino público e privado foi de 132.717 e 15.264 alunos respectivamente, o
que representa uma realizacao do plano em 101.8% e 103.4%, respectivamente. Em comparação com
o igual periodo de 2013 (131.622 alunos), registou-se um crescimento de 0.8% no ensino público e
3.0% no ensino privado.

Quadro 3:: Efectivos escolares do EP1 em 2014 Público


Real Plano Real TR% TC%
Indicador 2013 2014 2014
Indicador 2013 2014 2014 Real/Plano 2013- 2014
Nº Alunos 131622 130273 132717 101.9 0.8
Nº NI (1ª Classe) 23769 23800 24680 103.7 3.8
% Raparigas 49.5 48.9 49.4 - -
EP 1 PRIVADO
Indicador 2013 2014 2014 Real/Plano 2013- 2014
Nº Alunos 14819 14761 15264 3.4 3.0
Nº NI (1ª Classe) 3103 3036 3343 10.1 7.7
% Raparigas 49.9 49.7 50.3
Fonte: Balanço de actividades da Direcção de Educação da Cidade

Ensino primário do 2º grau

26. O efectivo escolar no ensino público e privado foi de 50.417 e 4.500 respectivamente, o que
representa uma realização do plano em 97.5% e 91.8%, respectivamente. Em comparação com igual
período de 2013 (51.334 publico e 4.831 privado), registou-se um decrescimo em 1.8% no ensino
público e 6.9% no ensino privado.
Quadro 4: efectivos escolares do EP2 em 2014 - Púbico
Real Plano Real TR% TC% Variação
Indicador 2013 2014 2014 2013- 2014
Indicador 2013 2014 2014 Real/Plano 2013- 2014
Nº Alunos 51334 51672 50417 97.6 (1.8)
Nº NI (6ª Classe) 22484 23900 21405 89.6 (4.8)
% Raparigas 51.4 52.3 51.5 - -
EP 2 PRIVADO
Indicador 2013 2014 2014 Real/Plano 2013- 2014
Nº Alunos 4831 4898 4500 91.9 (6.9)
Nº NI (6ª Classe) 2244 2474 1995 80.6 (11.1)
% Raparigas 54.4 51.3 55.0
Fonte: Balanço de actividades da Direcção de Educação da Cidade

8
Ensino Secundário do 1º ciclo

27. Foram matriculados 62.086 alunos no ensino público, 11.465 no privado e 3.442 no ensino a
distância, o que representa um cumprimento do plano em 95.9%, e 136% e a uma redução em 41%,
respectivamente. Em comparação com o mesmo período de 2013 (64.544 publico, 11.640 privado e
3100 a distância), registou-se um decréscimo de 3.8% no ensino público, 3.8% no ensino privado e um
crescimento em 11% no ensino a distância.

Quadro 5 : efectivos escolares do 1º ciclo do ESG em 2014


Real Plano Real TR% TC%
Indicador 2013 2014 2014 2013- 2014
2013 2014 2014 Real/Plano 2013- 2014
Nº Alunos 64544 64768 62086 95.9 (3.8)
Nº NI (8ª Classe) 18045 14801 17142 115.8 (11.1)
% Raparigas 56.3 56.2 56.0 - -
ESG 1º CICLO PRIVADO
Nº Alunos 11640 11431 11465 (4.1) (3.8)
Nº NI (11ª Classe) 3334 3328 3513 15.8 (5.0)
% Raparigas 63.2 63.0 61.7 - -
ESG 1º CICLO A DISTANCIA

Nº Alunos 3100 2530 3442 136.0 11.0


Nº NI (8ª Classe) 818 1500 990 66.0 21.0
% Raparigas 54.5 53.6
Fonte: Balanço de actividades da Direcção de Educação da Cidade

Ensino Secundário do 2º ciclo

28. Neste subsistema, foram matriculados 17.679 e 6.510 alunos no ensino público e privado,
respectivamente, que corresponde a uma realização do plano em 104.7% e 106.5% e em comparação
com igual período do ano passado, verifica-se um crescimento em 12.6% no ensino público e 8.8% no
privado.

Quadro 6: efectivos escolares do 2º ciclo do ESG em 2014 - Público


Real Plano Real TR% TC%
Indicador 2013 2014 2014 2013- 2014
Nº Alunos 15.698 16.885 17.679 104.7 12.6
Nº NI (11ª Classe) 7.746 7.775 10.208 131.3 31.8
% Raparigas 56.0 56.1 56.8 - -
ESG 2º CICLO PRIVADO
Nº Alunos 5.985 6.109 6.510 106.6 8.8
Nº NI (11ª Classe) 3.514 2.077 4.003 192.7 13.9
% Raparigas 64.9 62.3 63.7 - -
Fonte: Balanço de actividades da Direcção de Educação da Cidade

29. O efectivo no Ensino Técnico Profissional e Vocacional Básico foi de 1.967 e no Ensino Técnico
Profissional e Vocacional Médio Público foi de 2.121, o que corresponde a um cumprimento do plano
em 88.5% e 95.1%, respectivamente. Comparado com igual período de 2013, verifica-se um
decréscimo de 17.3% para ETPVB e um crescimento em 3% no ETPVM.

Quadro 7 : efectivos escolares do ETPVB em 2014 - Publico


Real Plano Real Real/Plano% % Variação
Indicador 2013 2014 2014 2013- 2014
Nº Alunos 2.378 2.223 1.967 88.5 (17.3)
Nº de NI 498 939 421 44.8 (15,5)
% Raparigas 41.8 42.2 38.4
Efectivos Escolares do ETPVM em 2014 – Público
Nº Alunos 2.114 2.230 2.121 95.1 0.3
Nº de NI 710 885 673 76.0 (5.2)
% Raparigas 31.6 34.8 29.7 - -
Fonte: Balanço de actividades da Direcção de Educação da Cidade
9
30. O efectivo no Ensino Técnico Profissional e Vocacional Médio privado foi de 832 alunos, que
comparado com igual período do ano passado registou-se um decréscimo em 2.352%

Quadro 8: efectivos escolares do ETPVM em 2014 - Privado


Real Real % Variação
Indicador 2013 2014 2013- 2014
Nº Alunos 2.337 832 (2.352)
Nº NI 975 774 (1.192)
% Raparigas 55.2 47.8 55.4
Fonte: Balanço de actividades da Direcção de Educação da Cidade

31. No subsistema de Alfabetização e Educação de Adultos, foram matriculados 5.497 alunos, o que
corresponde a uma realização do plano em 55.7%. Em comparação com igual período do ano passado,
verifica-se um decréscimo em 10.4%.

Quadro 9: efectivos escolares do AEA em 2014


Real Plano Real Real/Plano % Variação
Indicador 2013 2014 2014 2013- 2014
Nº Alunos 6.132 9.853 5.497 55.8 (10.4)
Nº NI 1.490 4.499 3.532 78.5 137.0
% Raparigas 72.8 73.4 74.7
Fonte: Direcção de Educação da Cidade

Aproveitamento escolar
32. Dados preliminares colhidos nos exames de 2014 apontam que o aproveitamento escolar na cidade de
Maputo foi em média de 62.2 %, e há um crescimento na 5ª, 7ª e 10ª classe no curso diurno.

Quadro 10 : Aproveitamento Pedagógico classes de exame do Ensino Público+ Privado Diurno e nocturno
2014 2013 Cresc %
Classes Avaliados Aprovados % %
5ª Classe 25.727 18.711 72.7 55.2 17.5
7ª Classe Diurno 27.358 19.583 71.6 71.4 0.2
7ª Classe Nocturno 1.392 911 65.5 71.8 (6.4)
10ª Classe Diurno 23.694 11.708 49.4 49.0 0.4
10ª Classe Nocturno 7.803 3.110 39.9 45.8 (5.9)
12ª Classe Diurno 8.963 5.404 60.3 68.8 (8,5)
12ª Classe Nocturno 3.349 1.404 41.9 62.9 (21.0)
AEA 3º Ano 965 741 76.8 76.8 0.0
Fonte: Direcção de Educação da Cidade

No âmbito de Programas Especiais

33. Foram plantadas 11.328 plantas o que representa 125.8% de realização do plano. O cumulativo do
plantio de árvores até ao ano de 2014 é de 59.245 sendo: 36.114 de sombra e 23.091 de fruta.
Quadro 11 : Números de plantas colocadas até Setembro de 2014

Distrito
Total Cumulativo até 2013 Plantadas ate ao III Trimestre de 2014
Sombra Fruta Total Sombra Fruta Total
2531 1251 3782 740 1040 1780
KaMpfumo
3696 1124 4820 540 335 875
Nhlamankulu
5072 2751 7823 730 1530 2260
KaMaxakeni
4887 2566 7453 670 1255 1925
Ka Mavota
8037 4587 12624 711 1087 1798
KaMubukwana
3431 1778 5209 665 1050 1715
KaTembe
3994 2212 6206 450 525 975
KaNyaka
31648 16269 47917 4466 6822 11328
Total
Fonte: Direcção de Educação da Cidade
10
Desporto Escolar

Foram realizadas as seguintes actividades:

34. Criado o gabinete para a preparação do XII Festival nacional dos jogos desportivos escolares
Pemba 2015, composto de 3 comissões;

35. Capacitados 30 professores em matéria de arbitragem e treinamento, 2 professores em matérias


ligadas a deficiência visual de modo a lidar com crianças portadoras desta deficiência nos festivais dos
Jogos Desportivos Escolares;

36. 24 Visitas de apoio e supervisão da Fase Interna dos Jogos Desportivos Escolares nos Distritos
Municipais KaMpfumo, KaTembe, KaMubukwana e KaMavota;

37. Foi realizado o torneio de apuramento para a copa Coca-Cola com a participação de 10 escolas
secundárias da Cidade, no qual foi apurada a Escola Secundaria Quisse Mavota, que representou a
Cidade na fase regional onde foi eliminada.

Saúde Escolar
Foram realizadas as seguintes actividades:

38. Capacitados 13 professores primários do DM KaTembe, em matéria de Pacote Básico (PGB), 20


activistas alunos e 2 professores em matéria de Saúde Sexual e Reprodutiva na Escola Secundaria
Inhaca Sede;

39. Foi realizada 1 feira de saúde na EP1 da Maxaquene com participação de médicos afectos ao
hospital Central de Maputo que contou com a participação de 415 alunos;

40. Acompanhamento em 56 escolas públicas da vacinação antitetânica aos alunos da 1ª e 2ª classe e


as mulheres em Idade Fértil (MIFs) e da desparasitação dos alunos da 1ª a 7ª classe num total de
171.642 alunos;

41. 12 Palestras sobre a prevenção de HIV e SIDA, Consumo de Álcool e Drogas nas Escolas
Secundárias da Cidade de Maputo, tendo sido abrangidos 1.500 alunos;

42. Rastreio Oftalmológico a 1.216 criancas nas EPC’s Hulene, Mahotas, Mártires de Mbuzine e 10 de
Junho, com o Projecto do Hospital Privado de Maputo, com vista a melhoria da vista das crianças das
escolas primárias da Cidade de Maputo;

43. Distribuídas redes mosquiteiras no Lar da Maxaquene a 270 alunos internos e 19 funcionarios.

Livro Escolar de Distribuição Gratuita

44. Distribuídos 466.059 livros escolares da 1ª a 7ª classes em todas as escolas da Cidade de Maputo,
correspondentes a 40 títulos. Em comparação com igual período de 2013 (644.315), registou-se um
decréscimo de 27.6%.

11
Cultura

Preservação e Valorização do Património Cultural

45. No âmbito da divulgação da função sóciocultural dos locais históricos, registou-se um crescimento
tanto em visitantes como nas visitas nos monumentos e museus na ordem de 82.93% e 38.03%
(visitante), e em 5.56% e 43.34 (visitas), respectivamente.
Quadro 12: Movimento cultural registado
Indicador 2013 2014 Taxa de crescimento
Número de visitantes
Monumentos 40.000 73.172 82.93%
Museus 12.815 17.688 38.03%
Número de visitas
Monumentos 180 190 5.56%
Museus 150 215 43.34%
Fonte: Direcção de Educação da Cidade

Fortalecimento da Moçambicanidade

46. No âmbito da realização de actividades do VIII Festival Nacional de Cultura, a delegação da cidade
de Maputo composta por 90 elementos, entre dirigentes, técnicos e artistas, actuou nos seguintes
locais: Posto administrativo de Cumbana, Campo Municipal de Muelé, na Cidade de Inhambane,
Campo do Conselho Municipal da Maxixe, Salão da UP- Sagrada família, na Cidade da Maxixe, Átrio do
Conselho Municipal da Cidade de Inhambane, Cine-Teatro Tofo, na Cidade de Inhambane

Quadro 13 : Actividades apresentadas


Teatro Música Dança Moda Exposição Gastronomia Humor Coral
03 03 03 02 04 05 03 03

47. Foram realizadas actividades culturais e criativas por ocasião da celebração das datas
comemorativas envolvendo 135 grupos culturais abarcando ao todo 2.789 artistas:
Quadro 14: Artistas e grupos culturais envolvidos nas celebrações
Grupos culturais
Data Significado da data Artistas
03 de Fevereiro Dia dos heróis moçambicanos 414 21
27 de Março Dia mundial de teatro 70 14
07 de Abril Dia da Mulher Moçambicana 389 14
18 de Abril Dia mundial dos Monumentos 80 03
01 de Maio Dia mundial do trabalhador 260 13
18 de Maio Dia mundial dos Museus 120 06
21 de Maio Dia da diversidade cultural 180 08
23 de Junho Dia internacional da Função pública 100 05
25 de Junho Dia da independência Nacional 400 17
07 de Setembro Dia da Vitória 263 12
25 de Setembro Dia das Forças Armadas de defesa de Moçambique 273 15
-------------------- Outros eventos 240 14
------------------- Total 2.789 135
Fonte: Direcção de Educação da Cidade

Licenciamento das indústrias culturais e criativas

48. No âmbito das indústrias culturais, foram licenciados agentes culturais na promoção de
espectáculos, comercialização de obras de certificação do artesanato e realização de espectáculos. Em
comparação com o mesmo período do ano anterior, apresenta um decréscimo nas componentes de
promotores de espectáculo, certificação do artesanato e realização de espectáculos na ordem de
46.7%, 29.8% e 42.9%, respectivamente.

12
Quadro 15. Licenciamento no âmbito das indústrias culturais e criativas
Indicador 2013 2014 Taxa de Crescimento
Promotores de espectáculos 15 08 (46.67)
Comercialização de obras de arte ------ 03 03
Certificação do artesanato 121 85 (29.8)
Autorização para a realização de espectáculos 14 08 (42.9)
Fonte: Direcção de Educação da Cidade

Outras actividades

49. No âmbito do Género e Envolvimento da Comunidade, foi criado o Forum das ONG’s e Associações
que apoiam a Educação na Cidade de Maputo que conta com vinte e cinco organizações divididas por
áreas temáticas de intervenção como, Educação e Treinamento Vocacional, Desporto Escolar, Saúde
Escolar e HIV e SIDA, Recreação, Ambiente e Saneamento do Meio;

SAÚDE

Rede Sanitária

50. A Rede Sanitária pública é constituída por 34 Unidades Sanitárias, sendo 3 Hospitais Gerais (José
Macamo, Chamanculo e Mavalane), 1 Especializado em Saúde Mental, 4 Centros de Saúde Urbano C,
5 Centros de Saúde Urbano B, 15 Centros de Saúde Urbano A, 2 Centro de Saúde Rural do tipo I, 4
Centro de Saúde Rural Tipo II, 12 Maternidades e 6 Bancos de Socorro.

51. A Rede Sanitária Privada é constituída por 157 Unidades Sanitárias, sendo 3 hospitais, 10 Clínicas,
76 Consultórios Médicos, 35 Centros de Saúde e 33 Postos de Saúde. Também inclui 10 Laboratórios
de Análises Clínicas, 7 ambulâncias, e 170 Farmácias Comerciais das quais 20 Estatais.

52. Não estando sob a jurisdição do Governo Cidade de Maputo, estão em funcionamento: 1 Hospital
Central, 1 Hospital Militar, 1 Hospital Privado de Maputo e 1 Instituto do Coração.

Estado de Saúde da População

53. Foram notificados durante o período 47.546 casos de Malaria e 97 óbitos, contra 42.394 e 86 óbitos
registados em igual período de 2013, representando um aumento de casos e de óbitos em 12% e
12.7% respectivamente. Os aumentos de casos de malària devem-se ao deficiente saneamento do
meio.

54. Foram notificados 38.557 casos de diarreia com 26 obitos, contra 35.847 e 07 obitos de igual
período do 2013, o que representa um aumento de casos em 7.5%, e de óbitos em 271.4%. O número
de óbitos foi influenciado pelo surto de diarreia por rotavirus;

55. Para reverter esta situação foram implementadas na comunidade actividades de educação para
saúde e mobilização para cumprimento de medidas básicas de saneamento do meio ambiente.
Quadro 16 : Tendência das doenças de notificação obrigatória

No. Casos notificados No. Óbitos notificados Evol (%) Taxa de Letalidade
Doenças 2013 2014 Evol (%) 2013 2014 2013 2014
Sarampo 32 60 87.5 0 0 0 0 0
Malária 42.394 47.546 12 86 97 12 0.2 0.2
PFA 11 13 18 0 0 0 0 0

Raiva 1.498 1.343 -10.4 1 21 2000 0.1 1.5


Diarreia 35.847 38.557 7.56 7 26 271.4 0 0.06
Disenteria 3.396 3.463 2 0 0 0 0 0
Cólera 0 0 0 0 0 0 0 0
Meningite 200 96 -52 9 15 67 4.5 15.6

Fonte: Direcção de Saude da Cidade de Maputo- Boletim Epidemiológico Semanal

13
Evolução do Estado de Saúde da População

56. Nas maternidades da Cidade de Maputo nasceram 42.751 nados vivos contra 48.472 nados vivos
de igual período de 2013 que corresponde a decréscimo de 11.8%. Destes nascimentos 2.734
registaram baixo peso, contra 4.090 de 2013.

57. Foram atendidas 376.971 crianças contra 388.592 de 2013 e destas 8.020 registaram crescimento
insuficiente contra 11.592 de 2013, o correspondente a uma taxa 2.1% contra 3% registados em 2013.
A situação de mau crescimento é moderada, uma vez que está abaixo da zona de alarme (16%).

58. Foram desenvolvidas actividades para reverter a situação de mau crescimento nas crianças, sendo
de destacar:
 Intensificada a educação nutricional nas consultas da criança sadia e pré-natal;
 Suplementado com sal ferroso e ácido fólico à mulher grávida;
 Desparasitada mulher grávida e a criança.
 Tratamento preventivo de malária da mulher grávida.
 Triagem nutricional nas consultas da criança sadia.
 Tratada crianças com desnutrição usando o plumpy nut, Farinha de soja (CSB) e atribuição da cesta
básica aos doentes.
 Educação nutricional na comunidade pelos activistas.

Quadro 17 - Evolução do Estado de Saúde da População


Indicador 2013 2014
27/1000 32/1000
Natimortalidade
0.3% 1.0%
Natimortalidade com foco (+)
61/100.000 105/100.000
Mortalidade Intra-hospitalar
3% 2.1%
Mau Crescimento
8.2% 6.4%
Baixo Peso a Nascença
Fonte: REP – Direcção de Saúde da Cidade de Maputo

Suplementação de Ferro com Acido Fólico e Vitamina A

59. Foram suplementadas com sal ferroso e ácido fólico, 31.889 mulheres, contra 22.983 de 2013, nas
consultas pré-natais que corresponde a 52% de realização do plano, e a um crescimento de 01% face a
igual período do ano transato. Na consulta pós-parto foram suplementadas 24. 010 Mulheres grávidas o
correspondente a 45% da realização do plano, contra 21.018 (37%) de 2013 que corresponde a um
crescimento de 14.2%.

60. Foram suplementadas com Vitamina A 45.300 mulheres no pós-parto, contra 43.271 de 2013,
atingindo uma cobertura de 82%. %. Comparando com igual período de 2013, registou-se um aumento
de 4.6%. Igualmente foram suplementadas 41.552 crianças dos 6 a 59 meses atingindo uma cobertura
de de 20.7%. Em comparação com igual período do ano de 2013, representa um decréscimo de
57.57% (97.925).

Prestação de Cuidados de Saúde

61. A Cidade de Maputo registou um crescimento nas consultas externas em 8.8%, tendo sido
registadas 2.049.065 consultas contra 1.883.879 de 2013.

14
Taxa de Cobertura de Crianças Completamente Vacinadas

62. Foram completamente vacinadas 32.800 crianças menores de 1 ano, das 49.035 planificadas, tendo
atingida uma cobertura de 67%.

Quadro 19: Programa Alargado de Vacinação


REALIZADO
INDICADOR Meta
2013 2014

BCG (0-11 meses) 56.939(117%) 45.540(93%) 90%

VAS (0-11 meses) 30.673(65%) 31.719(66%) 85%

DPT/HB 1ª dose (0-11 meses) 35.967(76%) 35.965(75%) 90%

DPT/HB 3ª dose (0-11 meses) 33.520(71%) 33.085(69%) 90%

VAt Mif’s 2ª a 5ª dose 39.957(17%) 43.383(18%) 26%

VAt Gravida 2ª a 5ª dose 54.848(90%) 55.140(90%) 80%

TAXAS DE QUEBRA VACINAL

DPT/HB 1ª -3ª dose 6.8% 8.0% <10%

DPT/HB 1ª-VAS 14.7% 11.8% <15%


Fonte: REP – Direcção de Saúde da Cidade de Maputo

Cobertura Saúde Materna e Infantil


63. Foram realizadas 46.400 (84%) partos institucionais contra 50.332 (92%) de 2013, representando
um decréscimo de 8%. Igualmente, registou-se um decréscimo de consultas Pré-Natais em 1%, devido
ao aumento de utentes a realizar o Planeamento Familiar. Em relação Pós-parto e Planeamento
Ffamiliar, nota-se um aumento das actividades em 11.1% e 62% respectivamente.

Quadro 20: Cobertura Saúde Materno Infantil incluindo a Rede Privada (2014)
INDICADOR REALIZADO
2013 2014 Plano
Consultas Pré-Natais 46.101(76%) 45.663(75%) 85%
Partos Institucionais 50.332(92%) 46.400(84%) 66%
Consultas Pos-Parto 30.828(57%) 34.262(62%) 75%
Novas Utentes de Planeamento Familiar 52.143(21%) 84.551(35%) 26%
1ª Consulta 0-11 meses 35.442(73%) 37.469(75%) 85%
1ª Consulta 1-4 Anos 31.737(20%) 31.251(19.4) 50%
Fonte: REP-Direcção de Saúde da Cidade de Maputo

Outros Programas

TB/HIV
64. O programa de TB/HIV está operacional em todos os Distritos, tendo sido testados 6.544 doentes no
sector da PNCTL onde 4.033 foram diagnósticados positivos, o que corresponde a 62% de
seropositividade nos dois anos consecutivos.

15
Quadro 21: Evolução do DOTS nas Unidades Sanitárias ( notificações incluindo ˝outros ˝ casos;resultados do tratamento; disponibilidade de
medicamentos de 1ª e 2ª linha

CASOS NOVOS RETRATAMENTO Total


Consultas
ANOS BK+ BK- E.P C.Esperados Despiste Diagnostico Rec+ FT+ Tr+ Rec-
2013 2.007 2.884 1.300 5.215 119% 6.191 332 35 33 583 7.174
2014 1.900 2.510 1.123 6007 92% 5.533 291 35 41 590 6.490
Fonte: PNCTL

TARV
65. Iniciaram o Tratamento Anti-Retroviral 23.353 pacientes dos quais 1.191 são crianças contra 21.481
pacientes dos quais 1.156 criança de 2013, o que corresponde a um crescimento de 8.72%. A Cidade
de Maputo conta actualmente com 106.085 pacientes em TARV.
PTV
66. Foram testadas 38.821 (taxa de cobertura 85%) mulheres grávidas contra 38.141 (taxa de cobertura
87%) de igual período do ano 2013, o que corresponde a um decréscimo de 1%, tendo sido
diagnosticadas 6.230 grávidas positivas contra 6.711 de 2013, que corresponde a um decréscimo de
7.1% de seropositividade.

Consulta de Criança de Risco (CCR)

67. Foram testadas 9.694 criança em risco contra 8.761 de igual período do ano transacto, sendo 1.545
de contacto com tuberculose, 371 com desnutrição aguda, 203 com desnutrição grave, 7.184 (74%)
crianças expostas ao HIV e 391 de outras condições de risco.
Proteína C-Reactiva (PCR)

68. Foram testadas com PCR 6.979 crianças de 0- 9 meses, contra 6.169 de 2013, o que corresponde a
crescimento de 13.1% e foram diagnosticadas 239 crianças positivas contra 160 crianças de 2013.

Programa de Malária
Tratamento Intermitente Presuntivo (TIP)

69. Neste período, foram distribuidas 43.673 redes mosquiteiras tratadas a mulheres nas consultas pré-
natais contra 37.110 redes de igual período do ano transacto, o que corresponde a 71% do plano e a
um crescimento de 17.7% face a 2013.

70. O TIP é implementado em todas Unidades Sanitárias que realizam consultas prés natais. Num total
de 61.293 mulheres grávidas que se apresentaram nas Unidade Sanitárias apenas 13.158 fizeram a 2ª
dose atingindo uma cobertura de 21%. Comparando com igual período do ano passado, registou-se um
decréscimo em 10%.
Quadro 22: programa de Malária
2013 2014
Indicador
Realizado Cobertura (%) Realizado Cobertura (%)
% de Mulheres grávidas que receberam pelo menos duas
18.582 40% 13.158 21%
doses de TIP na Consulta Pré Natal
% de Mulheres grávidas que receberam pelo menos uma
37.110 80% 43.673 71%
REMTLD na consulta Pré Natal
Fonte: Modulo Básico

16
MULHER E ACÇÃO SOCIAL

71. Das 99 pessoas planificadas, foi prestado apoio psicossocial a 291 pessoas (182 homens e 109
Mulheres), o que corresponde a 293.9% da realização do plano, que comparado com igual período de
2013 (98), registou-se um crescimento em 196.9%.

Desenvolvimento da Mulher

72. Das 14 feiras planificadas, foram realizadas 14 de exposição de produtos agrícolas e artigos
confeccionados por mulheres, nos Distritos Municipais KaMpfumo, KaMaxakeni, KaMavota,
KaMubukwana e KaTembe, o que correspondende a 100% de realização do plano e um crescimento
em 16.6% em relação ao igual período do ano 2013, tendo contado com 6.793 participantes (5.982
mulheres e 811 homens).

73. Foram apoiadas 62 Associações de Mulheres para potenciação das suas habilidades empresariais,
que representa uma realização do plano em 95.39%, tendo beneficiado no total 5.633 pessoas, das
quais 1.201 homens e 4.432 Mulheres. Em relação a igual período de 2013, registou-se um créscimento
de 180.5% no apoio a legalização, capacitação e assistência técnica as Associações de Mulheres e um
crescimento de 138.5% no aumento de beneficiarios.

74. Participaram na cerimónia de abertura do Mês da Mulher que teve lugar no Pavilhão do Estrela
Vermelha, 450 pessoas, sendo: 427 mulheres e 23 homens provenientes das Organizações Femininas,
OMM, Congregações Religiosas;

75. Comemorado o 08 de Março, dia Internacional da Mulher, sob o lema: “ Mulher Moçambicana
Engajada na Luta Pela Paz, Eleições Livres, Justas e Transparentes”, que teve a participação de
500 pessoas, sendo: 345 mulheres e 155 homens.

Criança em Situação Difícil

76. Das 7800 crianças planificadas, foram assistidas 4.948 crianças órfãs e vulneráveis, mediante
atribuição de kitis de produtos alimentares, uniforme e material escolar, o que corresponde a 63.4% da
realizacao do plano e comparando com igual período do ano passado 4.996, registou-se um
decrescimo em 0.02% de assistência as COV’s.

77. Foram assistidas no total 7.578 crianças nos centros de acolhimento, sendo 6.547 crianças nos
centros abertos e 1.031 crianças nos centros fechados, que corresponde a realizacao do plano em
130.9% e 98.2% respectivamente.

78. Foram encerrados 2 Centros abertos no Distrito Municipal Nhlamankulo devido a reorientação de
actividade de atendimento dos grupos carenciados, o que contribuiu para a redução de número de
crianças atendidas nos centros fechados.
Quadro 22: Crianças nos Centros de acolhimento
Programa Indicador Quantidades % de Realização Variação %
Real Real Real Plano 2013-2014
2012 2013 2014 2014
Nº de Centros Abertos 22 21 19 22 86,3 (9,5%)
Nº de Crianças atendidas 5779 5904 6547 5.000 130,9 10,8%
Nº de Centros Fechados 10 14 14 10 140 0%
Crianças Atendidas 1604 1366 1031 1.050 98,2 (24,5%)
Fonte: – Direcção da Mulher e Acção Social da Cidade de Maputo

17
79. Foram atendidas no total 498 crianças entre perdidas, abandonadas, órfãs desamparadas e outro
tipo de vulnerabilidade, o que corresponde a um crescimento em 62.7% face a igual periodo de 2013.

80. Foram reintegradas nas famílias biológicas 162 crianças, sendo: 88 rapazes e 74 raparigas.

81. Foram transferidas do Infantário Iº de Maio para outros centros que albergam crianças em situação
difícil 49 crianças, sendo 33 do sexo masculino e 16 do sexo feminino.

Quadro 23: Infantários, Grau de Realização do plano


Programa Indicador Quantidades % de Realização Variação %
Real Plano Plano 2012-2013
2013 2014 2014
Nº Infantários 2 2 2 100 0,0%
Nº Crianças Atendidas 306 195 498 255,3 62,7%
Transf. Para outros Centros 53 50 49 98 (7,5%)
Fonte: – Direcção da Mulher e Acção Social da Cidade de Maputo

Adopção e Tutela

82. Deram entrada 129 processos, sendo 110 de tutela e 19 de adopção. Igualmente, foram instruídos
40 processos de tutela e auscultadas 159 testemunhos.

83. Foram realizadas 98 visitas de acompanhamento periódico e permanente de criança integradas nas
suas próprias famílias, sendo 54 de tutela, 33 de adopção e 11 de acompanhamento após 6 meses de
reintegração.
Quadro 24: Adopção e Tutela

Programa Indicador Quantidades % de Realização Variação %


Real Real Plano Real 2013-2014
2012 2013 2014 2014
Nº de Crianças identificadas 342 306 280 498 177,8 62,7%
Nº de Crianças reintegradas família 107 111 65 162 249,2 45,9%
própria
Nº de Crianças reintegradas na família 16 37 10 15 150 (59,4%)
de Acolhimento
Nº de Crianças tuteladas 48 68 70 110 157,1 61,7%
Nº de Crianças Adoptadas 16 30 10 23 230 (23,3%)
Fonte: – Direcção da Mulher e Acção Social da Cidade de Maputo

Criança em Idade Pré-Escolar

84. Assistidas 4.597 crianças (2.281 Sex Masc. e 2.316 Sex Fem.) em 92 escolinhas comunitárias, o
que corresponde a 107.5% da realização do plano, e a um crescimento de 28% quando comparado a
igual período de 2013.

85. Foram realizadas 68 visitas de supervisão aos centros infantis Nhelety, Pomba Branca, Amizade,
Flor Verde e Nhanala, com objectivo de fazer o acompanhamento das actividades desenvolvidas em
prol das crianças.

86. Realizadas 19 Visitas de vistoria com objectivo de atribuição de Alvarás para o funcionamento de
novas Escolinhas e centros infantis assim como para a sua renovação.

18
Quadro25: Escolinhas Comunitárias
Programa Indicador Quantidades % de Variação %
Real Real Plano Real Realização 2013-2014
2012 2013 2014 2014
Nº de Escolinhas Comunitárias 85 95 90 92 102,2 (3,1%)
Nº de Animadores 236 340 350 307 87,7 (9,7%)
Crianças Atendidas 4276 4472 4276 4.597 107,5 28%
Fonte: – Direcção da Mulher e Acção Social da Cidade de Maputo

Atendimento ao Idoso

87. Foram identificados na Cidade de Maputo 1.658 idosos (428 homens e 1.230 mulheres) e assistidos
8.203 (1.455 homens e 6.748 mulheres);

88. Foram assistidos 362 idosos (41 homes e 321 mulheres) em 3 Centros de Apoio a Velhice, que
representa 301.6% de execução do plano e um crescimento de 132% em relação a igual período do
ano anterior;

89. Foram atendidos 2012 idosos nos centros comunitários abertos, o que representa uma execução do
plano em 101% e um crescimento de 30,5% comparativamente a igual período do ano findo.

90. Foram realizadas 13 visitas de supervisão nos CCA’s de Magoanine, Lar dos Desamparados e CAV
de Lhanguene.

Pessoa com Deficiência

91. Foram identificadas na comunidade 1.013 pessoas com deficiência das 2000 planificadas,
representando um cumprimento do plano em 67.5%. Deste universo, foram assistidas 684 pessoas.

92. Foram assistidas no total 179 crianças nas escolas especiais públicas e 330 nas escolas especiais
privadas o que corresponde a uma execução do plano de 121,2% e 82% respectivamente.
Comparativamente a igual período de 2013 registou-se um crescimento de 19,7%.

Assistência Social

Programa Apoio Social Directo

93. Assistidos 2.075 beneficiários, o que corresponde a 171.9% de execução do plano (1.207). Dos
beneficiários assistidos 1.540 são do sexo feminino e 535 são do sexo masculino.

94. Beneficiaram-se de apoio prolongado 1.368 pessoas (1.089 do sexo feminino e 279 do sexo
masculino). Destas 194 foram assistidas no âmbito do apoio pontual fundamentalmente em meios de
compensação, passagens e apoio em material de construção.

Programa Serviços Sociais de Acção Social

95. Assistidos 1.028 beneficiários dos 526 previstos, representando 195.4% de realizaçao do plano e
um decréscimo de 10.4% comparativamente a 2013 (1.147).

Programa Subsidio Social Básico

96. Assistidos 10.108 beneficiários (8.143 homens e 1.965 mulheres) dos 9.067 previstos, o que
corresponde a 111,48% de execução do plano e a um crescimento de 15,2% face a 2013 (8.777).

19
97. Ingressaram no programa, 1.108 novos beneficiários (238 do sexo masculino e 870 do sexo
feminino). Cessaram devido a morte, mudança de residência e transferência para outros programas
1.119 antigos beneficiários (632 do sexo feminino e 508 do sexo masculino).

Programa Acção Social Produtiva


98. Beneficiaram-se deste programa 2.870 pessoas (1.134 homens e 1.736 mulheres), das 3.700
previstas, o que corresponde a execução de plano em 77,5% e um crescimento em 187% comparado
com igual período de 2013.

JUVENTUDE E DESPORTOS

Na Área da Juventude

99. No âmbito da Consolidação do Associativismo Juvenil como forma mais efectiva de organização e
desenvolvimento de programas de desporto, turismo, arte e cultura foram desenvolvidas seguintes
actividades:
 Rubricado 1Contrato Programa entre o Governo da Cidade de Maputo e o Conselho da Juventude da
Cidade de Maputo, no âmbito do apoio técnico e financeiro;
 Concedido apoio técnico metodológico com vista a legalização jurídica de 14 associações juvenis.
 Participação no Seminário Nacional do CIADAJ, que teve lugar de 16 a 18 de Julho de 2014, na Cidade
de Nampula;
 Editadas e distribuídas aos parceiros, 4 edições do Boletim Informativo - JVA, com uma tiragem de
1000 exemplares.
 No âmbito do Fundo de Apoio as Iniciativas Juvenis – FAIJ, foram rubricadas 43 Contratos – Programa
com igual número de jovens beneficiários do Fundo, que comparando com igual período de 2013,
registou-se um crescimento em 56.7%;
 Assinado Memorando de Entendimento com o MOZA BANCO, numa cerimónia presidida por Sua
Excelência Governadora da Cidade.

100. Realizada uma acção de capacitação em matérias de Liderança e Gestão Financeira em parceria
com a Cooperativa de Prestação de Serviços - MOZACOOP, com participação de 210 jovens, dos
quais 90 mulheres e 120 homens, destes 02 sao portadores de deficiência. Uma realização de 100%,
correspondendo a uma variação de 71.4% no periodo de 2012 a 2014.
101. Capacitados 175 jovens em matéria de elaboração, gestão de micro projectos e negociação, tendo
sido cumprida a meta estabelecida em 100%.

102. Realizado o Seminário de Capacitação de Estudantes visando a sua participação no Programa


“Férias Desenvolvendo o Distrito”, tendo participado 300 pessoas das quais, 120 Homens e 180
Mulheres.

103. Realizadas 32 visitas de monitoria a projectos financiados pelo FAIJ ao nível do Distrito Municipal
KaMubukwana;

Na Área do Desporto

104. Realizado o Lançamento Oficial do Projecto "Desporto e Cidadania – Saúde e Bem-estar", que
teve lugar no dia 12 de Julho, no Campo Oriental de Albazine, Bairro de Albazine, Distrito Municipal
KaMavota envolvendo as equipas do Governo, constituída por membros do Conselho de Ministros e do
20
Governo da Cidade de Maputo e a Mista dos Sindicatos e Veteranos do Bairro de Albazine, onde foram
realizadas diversas actividades culturais, desportivas e recreativas, com a presença de cerca de 1000
participantes directos e público assistente, entre crianças, jovens e adultos;

105. Realizada formação de 30 monitores desportivos, dos quais 07 Mulheres, nas instalações da Escola
Secundária Força do Povo, no Distrito Municipal KaMavota;

106. Concedido apoio técnico e metodológico a 12 Associações, com vista a sua Legalização,
reconhecimento e publicação dos seus estatutos no BR, das seguintes Associações desportivas de: i)
Xinhambanine; ii) Boxe iii) Natação; iv) Veteranos.

107. Realizadas 07 sessões de promoção, divulgação e consolidação da prática dos Jogos Tradicionais,
em todos Distritos Municipais;

108. Realizado o encerramento do programa Férias Desportivas, Torneio BEBEC, Edição 2013/2014,
com envolvimento de 2.000 participantes directos e público em geral;

109. Realizadas 10 visitas, no âmbito das monitorias aos Núcleos Desportivos Comunitários.

110. Realizadas 03 sessões de divulgação da proposta da Política do Desporto e Plano de


Desenvolvimento da Mulher no Desporto, com envolvimento de 375 participantes, dos quais 145
mulheres e 230 homens, o que corresponde a um cumprimento do plano em 107%;

No âmbito da Promoção de hábitos de Vida Saudável direccionados para a juventude:

111. Realizados 05 encontros com os activistas de base comunitária dos Distritos Municipais
KaMaxakeni, KaMavota, KaMubukwana e KaTembe;

112. Realizadas 14 visitas de monitória e avaliação no quadro da implementação do Programa Geração


Biz – PGB.

113. Atribuidos Kites contendo 10 caixas de preservativos, 20 caixas de diário da Rapariga, 200 Guias de
SSRAJ do Rapaz, 11 caixas de CD's aos activistas do Programa Geração Biz (PGB) para
sensibilização e educação de jovens em matérias de Saúde Sexual e Reprodutiva de Adolescentes e
Jovens (SSRAJ).

DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO
Principais Indicadores Económicos:
INFLAÇÃO ACUMULADA

114. A Cidade de Maputo registou um agravamento do nível geral de preços na ordem dos 1.10%. As
divisões de Saúde e de Habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis registaram em média
aumentos de preços na ordem de 0.63% e 0.23% respectivamente.

INVESTIMENTO APROVADO
115. No concernente a promoção do Investimento Directo aprovado na cidade, foram autorizados 178
projectos, num investimento total de 1.279.009.436,94Mt susceptíveis de criar 11.805 postos de

21
emprego na cidade, com maior peso na área de pescas e serviços com 510.500.000.00Mt e
467.598.627.00Mt respectivamente.

Quadro 26: IDE 9 meses


Sectores Nº de Proj Nº de Empregos Invest Total
Banca 3 62 7.134.968.00
Construção & Obras Publicas 29 5.662 154.899.764.94
Indústria 19 1.123 30.976.656.39
Transporte e Comunicações 40 585 69.119.743.19
Turismo & Hotelaria 6 436 38.770.000.00
Serviços 78 3.477 467.598.627.00
Agricultura 1 5 9 677,42
Aquacultura e Pesca 455 2 510.500.00.00
Total 178 11.805 1.279.009.436.94
Fonte CPI

PRODUÇÃO GLOBAL DA CIDADE

116. A produção global valorizada foi de 1.392.384.506,8 Milhões de meticais, que comparando com
igual período de 2013, registou-se um crescimento de 22.8%. O sector com maior produção é da
indústria transformadora com 133.5%, seguido da produção pecuária com 42.1%. Contudo esforços
devem continuar para trazer a informação estatística em falta.

Quadro 27: Produção Global da Cidade


SECTOR Real 2013 Real 2014 TC%
Agricultura 1.241.823,3 1.512.813,3 22,8
Produção Familiar 499 807,6 623 710,0 24,8
Produção Empresarial 715 165,0 850 949,1 19,0
Pecuária 26 850,7 38 154,2 42,1
Pescas
Aquacultura e Pesca
Construção
Sector Publico 131 204 284,0 114 181 831,1 -13,0
Sector Privado
Indústria
Industria Transformadora 317 110 331,0 740 546 177,0 133,5
Turismo
Alojamento e Restauração 15 912 879,4 16 258 579,7 2,2
Energia e Lubrificantes
Energia Eléctrica ** 51 960 640,3
Combustíveis e lubrificantes
Águas
Consumo de Água 391 683 745,0 373 864 931,0 -4,5
Transportes e Comunicações
Transportes 12 739 000,0 5 549 000,0 -56,4
Comunicações
Serviços do Governo 2 804 579,6 3 443 751,5 22,8
Aluguer de Imoveis 81 156 829,6 85 066 782,9 4,8
Produção Global 953 853 471,9 1 392 384 506,8 46,0
NB:, Pesca, Combustíveis e lubrificantes não actualizados Fonte INE e DPFCM

DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA

117. Foram realizadas 7.604 novas ligações de energia eléctrica das quais 6.449 com contadores
Credelec, o que corresponde a uma realização do plano em 151.2% e um decrescimo de 9.38%, face a
igual período do ano transacto.

118. A actual taxa de cobertura de energia eléctrica na Cidade de Maputo é de 92%, e a taxa de acesso
a energia eléctrica é de 98%.

22
Quadro 28: Registos de Energia Eléctrica
REALIZADO REALIZADO
EXPANSÃO DA ENERGIA ELÉCTRICA PLANO 2014 TR % TC%
2013 2014

Total de Postos de Transformação púbicos – Existentes 863 924 916 99.1% 6%

Total de Postos de Transformação privados – Existentes 538 564 584 104% 9%

Novas fontes de energia eléctrica (Postos de transformação) para novas ligações, expansão em novas
18 17 23 139% 28%
áreas e para melhorar a qualidade de energia eléctrica fornecida.

Extensão de Nova rede de média tensão construida para ligação das novas fontes (PT’s) em [km] 6.2 6.7 16.2 243% 162%

Extensão de Nova Rede de baixa tensão para expansão em novas áreas e para melhorar a qualidade de
7.7 46.7 47.3 101% 515%
energia eléctrica fornecida [km]

Nrº. de Novas Ligações 8.391 5,028 7.604 151.2% (9.38)%

Nr. de novas ligações com Contadores Credelec. 6.237 - 6.449 - 3.4%

Nr. TOTAL DE CLIENTES na Cidade de Maputo 247,884 257,226 262,698 102% 6%

Nr. TOTAL DE CLIENTES DOMÉSTICOS na Cidade de Maputo 228,512 235,913 240,243 102% 5%

Nr. TOTAL DE CLIENTES COM SISTEMA CREDELEC (Pré-pagamento) 222,068 230,505 240,956 105% 9%

Taxa de cobertura do Sistema Credelec (Pré-pagamento) 90% 91% 92% 101% 2%

Taxa de Acesso á Energia Eléctrica na Cidade de Maputo 96% 98% 98% 100% 2%

Fonte: – EDM. Área de Distribuição da Cidade de Maputo

DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA

119. Para a cidade de Maputo, foi planificada uma meta de 15.593 novas ligações para 2014, tendo sido
realizada 6.868, o que corresponde a um grau de realização de 44%. De entre várias razões desse
incumprimento, consta o atraso na entrega da rede dos 400 km (circular de Maputo).

120. A Cidade de Maputo tinha como meta das ligações totais 136.537 (activas e suspensas), tendo
alcançado uma realização de 137.782 ligações totais, correspondentes a 101% do grau de realização.
Para o caso deste indicador, a empresa logrou resultados acima da meta planificada, por um lado
devido ao aumento de extensões de rede que passou dos 43,46 km em 2013 para 262,86 km em 2014
e por outro lado, devido a ligeira redução dos suspensos.

121. O nível de cobertura dos serviços de abastecimento de água na cidade de Maputo cresceu 3 pontos
percentuais, para dar resposta ao aumento verificado ao nível da população servida (referir que a
população servida aumentou 35.307, em relação ao período homólogo de 2013).

Quadro 29: nível de cobertura de água3


Número de Ligacoes
Categoria 2013 2014 TC%
Domesticos 123.397 129.719 5.1
Fontenairos 273 279 2.1
Outros 7.282 7.784 6.8
Total 130.952 137.782 5.21
Fonte: Águas da Regiao Sul- Maputo

23
AGRICULTURA

122. A área de produção agrícola foi de 10.086.35ha, o correspondente a uma realização do plano em
97,6% e um decréscimo de 2.05% face a igual período do ano transacto.

123. A produção agrícola foi de 74.062,00


toneladas de culturas diversas contra 73,285.80
toneladas produzidas em igual período de 2013,
representando uma realização do plano em
99.9% e um ligeiro crescimento de 1.06% face
a 2013.

Quadro 30: área produzida


Área Plano Área % TR %TC
Colhida 2014 (há) Colhida
2013 (há) 2014 (há)

10,297.40 10,338.60 10,086.35 97.6 2.05 Produção Agrícola


Prod 2013 Plan 2014 Prod 2014 %TC %TR

73.612.40 74.162,71 74,062.00 (1.06) 99.9

Fonte Direcção da Agricultura da Cidade

Quadro 31: Produção Alcançada (ton.)


DESIGNAÇÃO PLANO REAL Grau de Realiz (%)

S. PRIVADO S.FAMILIAR S.PRIVADO S.FAMILIAR S.PRIVADO S.FAMILIAR


CEREAIS 119,6 337,0 118,2 335,4 98,9 99,5
LEGUMINOSAS 232,8 147,6 114,1 140,3 0,0 95,0
RAÍZES E TUBÉRCULOS 1 746,2 8 203,2 971,0 7 992,2
KaMavota
55,6 97,4
HORTÍCOLAS 27 479,2 35 897,1 28 386,6 36 004,4 103,3 100,3
Total...... 29 577,8 44 584,9 29 589,8 44 472,2 100,0 99,7
Ambos Sectores 74 162,7 74 062,0 99,9
Fonte Direcção da Agricultura da Cidade de Maputo

Cobertura da Extensão Pública

124. A rede de extensão ao nível da Cidade de Maputo contou com um total de 27 extensionistas (12
homens e 15 mulheres), correspondente a uma de realização do plano em 100% e um crescimento de
17.39% face a igual período de 2013.

Quadro 32: Resumo da cobertura dos Serviços de Extensão


N˚ Indicador Número
2013 2014
Real Plan Real
1 Benefeciários
1.1 Nº de Extensionistas no Campo 25 23 27
1.2 Nº de Camponeses assistidos 14 000 13 937 14 575
2 Associativismo
2.1 Membros de Associações 9 839 9 839 10 852
2.2 Associações de Camponeses Assistidas 30 30 34
2.3 Associações de camponeses legalizadas 24 5 *
2.6 Produtores dispersos 4 098 4 098 3 723
3 Mensagens de Extensão
3.1 Campos de Demonstração de Resultados (CDR) montados 54 100 165
3.2 Área de produção assistida pelos CDR`s (ha) 2.59 2.01 8.29
3.3 Pacotes Tecnológicos Disseminados 7 10 20
Fonte Direcção da Agricultura da Cidade de Maputo * esta em curso o processo de legalização das associações.
24
125. Devido a elevada infestação pela traça da couve, foi realizado o treinamento de produtores em
matéria de parasitoses no Distrito KaMubukwana com a participação de 71 produtores, sendo: 24
homens e 47 mulheres.

126. No que tange a Irrigação foram limpos 109.1km das valas secundárias e terciárias de rega e
drenagem num plano de 130km, resultante da mobilização de
todos os produtores, tendo aderido à limpeza 4.179 produtores,
dos quais 2.746 mulheres.

127. Igualmente, foi feito o desassoriamento mecánico do rio


Mulauze tendo sido desassoriados 7km e iniciou-se
electrificação de 6 sistemas de rega, tendo sido concluídos 3
sistemas no Distrito KaMavota e as restantes estão em curso
no distrito de KaMubuKwana e KaTembe.

Assistência Técnica aos Produtores

128. No concernente a réplica tecnológica, a extensão priorizou a transferência de tecnologias,


capitalizando 165 Campos de Demonstração dos Resultados (CDRs), beneficiando 2.198 produtores
(451 homens, 1.747 Mulheres).

129. Massificada a transferência de tecnologias aos produtores com a transmissão de 20 pacotes


tecnológicos nos CDR’s e EMC’s, tendo culminado com a disseminação em 165 CDR’s, tendo
abrangido 2.352 produtores, sendo 1.823 do sexo feminino e 529 de sexo Masculino.

130. Treinados 2.198 produtores (451 homens,


1.747 Mulheres), em 23 Campos Modelos de
Diversificação de culturas e Fomento de culturas
de alto rendimento e valor comercial (batata
Reno, cenoura, tomate repolho e cebola) em
cada campo como estratégia de segurança
alimentar dentro das famílias.

25
131. Realizada avaliação do
desempenho dos membros
de 9 Escolas na Machamba
do Camponês com 280
produtores (84 homens, 196
mulheres) que se
dedicavam ao estudo
dacultura de batata-doce
desde o ano 2013, tendo
sido estabelecidas 5 EMC’s
novas em estudo de
agricultura orgânica. Transferência de Tecnologia
KaMavota

132. Foram instalados no mesmo período 18 Campos de Multiplicação de rama de batata-doce de polpa
alaranjada como resultado da distribuição de rama a 35 produtores (2 homens e 33 mulheres) e 23
Campos Modelos de Diversificação de culturas e Fomento de culturas de alto rendimento e valor
comercial, como estratégia de segurança alimentar dentro das famílias.

Comercialização agrícola

133. Realizadas 14 feiras Agro-pecuária para a


promoção de hortícola, beneficiado 82
produtores (31 homens e 51 mulheres).

Outras Actividades:

134. Fortalecidas no processo produtivo 34 Associações de Produtores Agro-pecuários compostas por


um total de 12.962 produtores dos quais 6.040 mulheres.

135. Treinados 84 produtores (52 homens e 32 mulheres) em matéria de pesticidas biológicos para o
controlo de pragas nas culturas.

Produção Pecuária

Sanidade Animal

Vacinações

136. Foram vacinadas contra Newcastle 13.179 aves contra 12.529 vacinadas em igual período do ano
passado, correspondendo a uma execução do plano em 100% e um crescimento em 5.2% face a 2013.

137. Igualmente o número de banho cresceu de 2.353 em 2013 para 3.011 em 2014. Foi efectuada a
suplementação da vitamina em 54 bovinos, 66 caprinos e 300 patos em parasitas internas.

26
Produção Pecuária

138. Registou-se um crescimento na ordem de 69.6% na produção da carne de pequenos ruminantes


(cabritos e ovelhas) resultantes do trabalho de sensibilização aos criadores em acatar as técnicas de
maneio sanitário alimentar e uma redução da produção da carne de bovino 30.5% devido a redução de
efectivo por transferência para Província de Maputo.
Quadro33: Produção Pecuária:
[1] [2] [3] [3] / [1] [3] / [2]

Produtos (Unid.) Prod Real Plano Prod. Real Taxa Grau de


Ate III Trim. 2014 Ate III Trim. Cresc. Realiz.
2013 2014 (%) (%)
Carne bovina 10,150.00 19,600.00 7,050.00 -30.5 36.0
Carne Suina 8,164.00 16,896.00 14,657.00 79.5 86.7
Carne Peq. Rumin 2,774.00 7,360.00 4,705.00 69.6 63.9
Carne de galinha 529,366.00 925,591.00 900,338.00 70.1 97.3
Carne de pato 9,538.00 12,247.00 15,723.00 64.8 128.4
Fonte Direcção da Agricultura da Cidade de Maputo

Fomento Pecuário

139. Neste âmbito do fomento pecuário foram capacitados em


maneio sanitário e alimentar 127 criadores dos 133
planificados, sendo 92 mulheres e 30 homens.

140. Houve nascimento de 337 coelhos, tendo sido feita a réplica


de 40 coelhos dos quais 28 fêmeas que beneficiaram a 6
criadores.

141. . Fomentados 405 patos a 124 criadores (dos quais 68


mulheres), tendo sido anteriormente submetidos a capacitação
em maneio sanitário e alimentar o que levou ao aumento dos
níveis de produção.

INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Produção Industrial

142. A produção industrial representa uma realização de 250.2% e um crescimento de 145.6 % face a
2013. Este crescimento é pelo facto das actuais empresas registadas no sistema apresentarem uma
produção que supera as empresas anteriores.

27
Quadro 34: Produção Industrial
RAMO DE ACTIVIDADE PLANO/014 TR %
REAL/2013 REAL/2014 TC %

ALIMENTAR 187.132.096 219.355.993 319.530.594 170.7 145.6

QUIMICO 73.276.936 64.155.883 70.544.699 96.2 109.9


METALURGICO 8.609.240 16.358.763 12.749.832 148 77.9
MOBILIARIO 26.861.016 17.239.692 337.721.052 1257.2 1958.9
TOTAL 295.879.288 317.110.331 740.546.177 250.2 233.5
Fonte: – Direcção da Industria e Comercio da Cidade de Maputo

Licenciamento industrial

143. Licenciados 58 unidades industriais (26 de Pequena Dimensão e 32 de Micro Dimensão), o que
corresponde a um cumprimento do plano em 73% e um decréscimo na ordem de 82.8% face a igual
período de 2013.

144. Igualmente, foram licenciados 4.235 estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços contra
3.500 licenciados em igual período do ano transacto, representando um crescimento na ordem de 21%.

Quadro 35: Licenciamento comercial


Designação Plano Real Real TC% TR%
2014 2013 2014
Novas Abert 3500 3.806 3.719 (2) 106.2
Escritórios 1600 1.481 1.686 13 105.3
Grossistas 1000 907 986 8 40
Retalhistas 900 855 1047 22 116.3
Fonte: – Direcção da Industria e Comercio da Cidade de Maputo

Gráfico 1: licenciamento Comercial

145. Foram efectuadas 89 visitas de mobilização a empresas detentoras do selo “Made In


Mozambique” e estabelecimentos de Ensino Secundário, no âmbito de monitoria dos Concursos de
Redacções Escolares da SADC.

Acompanhamento de Preços de Produtos de Primeira Necessidade


146. No que tange a monitoria e acompanhamento do abastecimento de produtos alimentares de
primeira necessidade, durante o ano de 2014, os preços dos produtos alimentares básicos, não
registaram incrementos significativos. Somente o tomate, amendoim e o feijão manteiga é que
registaram uma subida de preços que deveu-se às chuvas que caíram durante o I Trimestre de 2014, o
que originou a intransitabilidade das vias de acesso onde se encontram estes produtos e por outro lado,
devido a instabilidade militar registada na estrada nacional nº1.
Quadro 36: Produtos que registaram subida de preços
N/O PRODUTOS PREÇOS/2013 PREÇO/2014
01 Tomate nacional e importado 40,00 à 0,00MT/kg 35,00 à 60,00MT/kg
02 Amendoim nacional 70,00 à 85,00MT/kg 65,00 à 75,00MT/kg
03 Amendoim importado 70,00 à 90,00MT/kg 80,00 à 90,00MT/kg
Fonte: – Direcção da Industria e Comercio da Cidade de Maputo

28
147. Relativamente ao comportamento dos preços durante a quadra festiva, o mercado grossista do
Zimpeto, mercados Municipais e lojas comerciais encontravam-se devidamente abastecidos sendo que
o aprovisionamento do mercado foi superior em relação a procura, concretamente nos produtos
produzidos no País, designadamente o tomate, cebola, feijão manteiga, frutas, vegetais entre outros
produtos.

148. O consumo do pão nos últimos 12 meses, registou em média uma cifra de 43.401.346 unidades
contra 44.128.718 unidades, o que corresponde a um decréscimo em 1.6 % em relação ao igual
período do ano passado.

Consumo do Pao
60,000,000

40,000,000

20,000,000

0
Gráfico 2: Consumo de pão naREAL
Cidade 012 REAL
de Maputo 013 REAL 2014

149. Foram realizadas 12 vistorias, todas em estabelecimentos de Pequena Dimensão e de ramo


alimentar.

BALÇÃO DE ATENDIMENTO ÚNICO

150. Emitido um total de 2.591 NUITs contra 3.115 em igual período do ano passado, o que representa
um decrescimo de pedidos de 16.8%.

151. No tocante as consultorias e Imobiliárias do MOPH, no período em análise foram emitidas 829
licenças, contra 759 de igual período de 2013 o que corresponde a um crescimento na ordem de
9.23%.

152. Foram licenciados 3.657 estabelecimentos de atividades econômicas e serviços de regime ordinário,
tendo criado 7.791 postos de trabalho, tendo beneficiado 38.955 pessoas.

TURISMO

153. A Cidade de Maputo possui 1.489 estabelecimentos turísticos, dos quais 151 são de alojamento,
1.198 de restauração e bebidas e 140 agências de viagens e turismo, contra 1.448 estabelecimentos de
igual período de 2013, o que corresponde a um crescimento de 2%.

154. Actualmente a Cidade, tem uma capacidade de 5.532 quartos, 10.846 camas e emprega 18.283
trabalhadores, sendo 13.583 nos estabelecimentos de restauração e bebidas, 3.873 nos de alojamento
e 827 nas agências de viagens, contra 5.478 quartos e 10.738 de igual período de 2013, representando
um crescimento de 1%.
29
155. O fluxo de hóspedes atingiu um total de 1.378.059 hóspedes sendo: 687.321 nacionais e 696.747
estrangeiros, contra 1.249.419 hóspedes registados em igual período do ano passado o que representa
um crescimento na ordem de 10%.

156. Foram registadas 2.358.854 dormidas, contra 1.804.201 de igual período do ano passado, das quais
857.714 nacionais e 1.501.140 estrangeiras, o que representa um crescimento de 30.7 %. Este
crescimento, deveu-se ao facto da Cidade de Maputo ser um pólo do turismo de negócios.
Quadro 37: Número de Estabelecimentos turísticos e actividades turísticas
Plano 2014 Real 2013 Anual 2014 % TR 2014 TC % 14/13
Indicador
Nº de Estabelec. Turísticos 1.478 1.448 1.489 100,74 2,83
Hotéis 37 36 37 100,00 2,78
Lodge 01 01 01 100,00 0,00
Residenciais 28 30 27 96,43 -10,00
Pensões 35 30 33 94,29 10,00
Aluguer de quartos 30 28 28 93,33 0,00
Alojamento particular 16 14 13 81,25 -7,14
Casa de hóspedes 6 06 05 83,33 -16,67
Agências de viagem 150 140 140 93,33 0,00
Restaurantes 1.175 1.152 1.198 101,96 3,99
Nº de hóspedes nacionais 650.000 562.098 681.312 104,82 21,21
Nº de hóspedes estrangeiros 750.000 687.321 696.747 92,90 1,37
Nº de dormidas nacionais 850.000 778.987 857.714 100,91 10,11
Nº de dormidas estrangeira 1.050.000 1.025.214 1.501.140 142,97 46,42
Nº de Camas 10.600 10.738 10.846 102,32 1,01
Nº de quartos 5.400 5.478 5.532 102,44 0,99
Excursionistas 65.000 71.234
Taxa Média de Ocupação 85% 95%
Fonte: – Direcção do Turismo da Cidade de Maputo

Licenciamento e Cadastro

157. Foram aprovados 36 projectos de actividade turística que implicaram um investimento de


128.012.218,00MT tendo estes gerados 783 postos de emprego.
Quadro 38 : Mapa de Investimentos
Nº Designação Real 2013 Real 2014 TC(%)
01 Investimento 147.436.002,00 128.012.218,00 (13)
02 Projectos aprovados 31 36 16.13
03 Postos de trabalho 675 783 16
Fonte: – Direcção do Turismo da Cidade de Maputo

158. Realizadas 36 vistorias aos estabelecimentos turísticos, contra 45 de igual período de 2013 o que
representa um decréscimo de 20%.
Quadro 39: Mapa de actividades
Diferença
N/O DESCRIÇÃO 2013 2014 Unidades TC %
01 Novas aberturas 31 36 (5) -64
02 Vistorias 45 36 (9) -64
03 Alvarás emitidos 31 36 (5) -64
05 Tabela de preços 110 125 15 25
06 Chancel. Livros Reclam. 89 49 (40) -51
Fonte: – Direcção do Turismo da Cidade de Maputo

30
Outras actividades

159. Participaram 30 operadores turísticos da Cidade de Maputo na Feira de Turismo de INDABA, onde
expôs-se o produto turístico estratégico da Cidade de Maputo.

160. Igualmente, participou com 12 operadores na expedição east 3 route que integra a África de Sul, a
Suazilândia e a SeyShells com vista a promover a região como distinto turístico único;

TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

Licenciamento De Transporte

161. No âmbito do aumento da oferta de meios de transporte rodoviàrio com vista a estabelecer ligação
entre as zonas de produção e as de consumo, foram licenciados 592 veículos para o exercício da
actividade de transporte nacional de mercadorias, dos 516 planificados para o ano de 2014, o que
representa um cumprimento do plano em 114,7%, e um crescimento de 7,2% quando comparado com
igual período do ano de transacto;
Quadro 40: Licenças de transporte emitidas – Período: 12 meses de 2014

Designação Unidade de Plano Real % Realiz. % Variaç.


Indicador Medida 2014 2013 2014 2014 2013/2014
Transporte Nacional de Mercadorias nº 516 552 592 114,7 7,2
Transporte Interdistrital de Passageiros nº 32 37 46 143,8 24,3
Transporte de Aluguer de Passageiros nº 45 40 67 148,9 67,5
Transporte Ocasional nº 42 38 46 109,5 21,1
Reboques e Semi-Reboques nº 170 223 191 112,4 -14,3
Emissão de Alv arás nº 10 11 20 200 81,8

Fonte: Direcção dos Transportes e Transito

162. Renovadas 39 licenças de transporte nacional de mercadorias e prorrogadas 48 licenças de


transporte interprovincial de passageiros tendo-se registado um crescimento de 69.6% e um
decréscimo de 14.3% respectivamente quando comparado com igual período do ano de 2013, e um
cumprimento do plano em 130% e 80% respectivamente;

163. Durante o período em análise registaram-se 10 cancelamentos de licenças sendo 8 de Transporte


Nacional de Mercadorias, 1 outra de Transporte Interprovincial de Passageiros e 1 de aluguer de
Passageiros.

Transportes Públicos de Maputo

164. A Empresa Transportes Públicos de Maputo transportou 8.878.662 passageiros contra 20.383.317
passageiros transportados em 2013, o que representa um decréscimo de 56.4%. Esta redução resulta
da diminuicão do número de viagens realizadas em 47,5% e da divisão da empresa que culminou com
a divisão do respectivo património, tendo a empresa da Matola iniciado as suas actividades no ano de
2014

31
Quadro 41 : Actividades desenvolvidas pela empresa de Transporte Municipal
Nº Indicador Unidade de Real % Variação
Medida 2013 2014 2013/2014
1 Passageiros transportados n° 20 383 317 8 878 662 -56,4
2 Viagens realizadas n° 332 849 168 423 -49,4
3 Distância percorrida Km 6 965 637 3 942 343 -43,4
4 Frota Existente n°(autocarros) 350 267 -23,7
5 Frota Operacional n°(autocarros) 261 211 -19,2
6 Frota Disponível Inicial (média) n°(autocarros) 95 62 -34,7
7 Frota Disponível Efectiva (média) n°(autocarros) 73 47 -35,6
8 Linhas Exploradas n° 61 32 -47,5
Fonte Direcção dos Transportes e Comunicações da Cidade de Maputo

Comunicação Rural

165. A rádio comunitária do distrito Municipal KaNyaka difundiu programas sociais de interesse público
ao nível do distrito, todavia esta ressente-se de equipamentos de auxílio ao trabalho como rádios
portáteis, microfones e transporte (Motorizada de 4 rodas).

INSTITUTO NACIONAL DOS TRANSPORTES TERRESTRES

166. No que tange a segurança rodoviária foram realizadas 13 Palestras, na escola Iingrid Showner, nos
terminais dos transportes urbanos e em locais de maior aglomeração populacional tais como, Junta e
Praça dos Combatentes em matéria de prevenção, segurança rodoviária e condução defensiva;
igualmente foram feitas 36 peritagens de acidentes de viação contra 11 do ano anterior.
Quadro 42: Evolução de actividades de segurança rodoviária

REAL 2013 PLANO REAL 2014 TR% TC%

Entr/ veiculos e atrib/matrícula 19.931 11,500 25.216 219.3 26.5


Inspeccao de veiculos 66.646 35,000 64.627 184.6 (3.03)
Fiscalizacao de escolas 35 14 35 250.0 0.0
Condutores formados 21.564 11,900 24.336 204.5 12.8
Cartas renovadas 19.701 12,980 28.735 221 45.9
Fonte: – Delegação do INATTER da Cidade de Maputo

APIE

167. Os serviços de Administração do Parque Imobiliário de Estado APIE conta com 3.092 imóveis, dos
quais 1.010 são usados para actividades económicas (lojas, cantinas, escritórios) e entre outras, 261
arrendadas as Embaixadas e instituições estrangeiras e os restantes 1.821 imóveis são casas de
habitação.

168. Foram regularizados 139 imóveis contra 220 de igual período anterior correspondendo a um
decréscimo de 37%. Igualmente, foram inspeccionadas no total 287 imóveis sendo 108 de material
convencional e 179 de material precário.

ESTATÍSTICA

169. Produzidos 12 exemplares dos Boletins do Índice de Preço ao Consumidor, correspondente a uma
realização de 100% do planificado;

170. Produzido e distribuído o anuário Estatistico provincial, série 2008 a 2012 em formato electrónico;

32
171. O Instituto Nacional de Estatística recebeu 6.958 inquéritos (formulários) dos 11.916 planificados, o
que corresponde a uma taxa de realização de 58.4%.

172. Foram recebidos/ recolhidos 572 verbetes, dos 696 planificados, contendo dados estatísticos,
equivalente a uma realização de 82.2%.

No âmbito do Inquérito contínuo de agregados Familiares (INCAF)

173. Estavam previstas 100 Áreas de Enumeração, nas quais previa-se inquirir 1.100 agregados
familiares. Em termos de realização, destaca-se a cobertura de 98.5% das áreas de enumeração.

TRABALHO
Domínio da Inspecção do Trabalho
174. Foram inspeccionados 859 estabelecimentos abrangendo um total de 22.068 trabalhadores de
diversos ramos, dos quais 14.528 são homens, 6.598 mulheres e 942 estrangeiros de ambos os sexos,
o correspondente a um cumprimento do plano em 106% e um decréscimo em 5.82% em relação a igual
período do ano transacto.

175. Referir que nos estabelecimentos visitados, foram detectadas 690 infracções das quais 226
resultaram em autos de notícia 464 autos de advertência.

176. Igualmente, foram registados 62 comunicações de acidente de trabalho, que resultaram em 3


mortes, 1 baleamento e 2 atropelamento.

No domínio de Emprego e Formação Profissional

No âmbito do emprego

177. De um total de 21.092 beneficiários previstos, foram abrangidos 23.057 beneficiários de emprego,
dos quais 12.345 são jovens o correspondente a um cumprimento de plano em 109.3%.

No âmbito de formação profissional

178. Beneficiaram-se de acções de formação profissional em diversas especialidades 14.757 cidadãos,


(8.149 homens e 6.608 mulheres), o correspondente a 104% do plano.

Colocações e Ofertas

179. Foram inscritos 442 candidatos a emprego (248 homens e 194). Deste número, 110 são os que
procuram o 1º emprego e 332 os que procuram novo emprego.

180. Relativamente a oferta de emprego, foram colocados 8.806 beneficiários, sendo: 112 do centro de
emprego e 8.694 das agencias.

181. Foram despedidos na cidade de Maputo 4.410 trabalhadores sendo 3.350 homens e 1.060
mulheres.

33
Desemprego Registado
182. Foram registados 17.568 desempregados, sendo 12.522 homens e 5.046 mulheres, contra 17.474
registados no ano passado o que representa um crescimento ligeiro em 0.54%. Destes, 11.846
procuram o 1º emprego e 5.765 procuram novo emprego (3.734 homens e 2.028 mulheres).

183. Inscritos 442 candidatos a emprego ( 248 homens e 194 mulheres). Foram recebidas e identificadas
178 ofertas de emprego.

184. Comunicadas 13.609 admissões directas pelas diversas entidades empregadoras, sendo 10.930
para homens e 2.680 para mulheres.

Feira de Emprego

185. Realizada 2 Feiras de Emprego que contou com a participação de 71 expositores e presença de
6.521 pessoas.

Mediação e Arbitragem Laboral

186. Foram mediados 1.545 casos de conflitos laborais, dos quais 1.137 resolvidos, e emitidas 383
certidões de impasse para o tribunal de trabalho (por falta de consenso entre as partes).

187. Registada 1 greve na Empresa TOPAK, motivada por despedimentos colectivos sem justa causa,
falta de respeito e consideração para com os trabalhadores sempre que estes exercem o seu direito de
reclamação.

188. Depositados 5 acordos na empresa SOARES DA COSTA, LAMAA, MANICA, HOTEL AVENIDA e
VISA SEGURANÇA.

Domínio da Segurança Social

189. Foram inscritos 31.089 beneficiários, contra 17.824 de igual período do ano passado, o que
corresponde a um crescimento de 74.4%.

190. Foram inscritos 2.881 contribuintes, contra 2.145 de igual período de 2013 o que corresponde a um
crescimento de 34.3%.

191. Foram efectuadas 8.955 contribuintes de pensões de Velhice, 6.738 de Pensões de Sobrevivência e
2.783 Subsidio por doença.

Quadro 43: Beneficiarios do INSS


DESCRIÇÃO 2013 2014 TC%
Pensão de velhice 7.902 8 955 13,2
Pensão de Invalidez 405 428 5,7
Pensão de Sobrevivência 6.011 6 738 12,1
Subsídio por Doença 3.390 2 783 -17,9
Subsídio por Morte 546 578 5,9
Abono de Velhice 132 244 84,8
Abono de Sobrevivência 98 91 -7,1
Subsídio de Funeral 614 557 -9,3
Subsídio de Maternidade 576 696 20,8
TOTAL 19.684 21.070 7.0
Fonte: – Direcção do Trabalho da Cidade de Maputo
Gráfico 3: Evolução de Pensões na Cidade de Maputo

34
FINANÇAS PÚBLICAS

Execução da Receita do Estado

192. nível de cobrança de receitas foi de 292.784.561,07Mts, o correspondente a 104.4% do plano e a


um crescimento na ordem de 28.5% face a igual período de 2013.

193. Contou para este crescimento o incremento de receitas de renda de casa, próprias, consignadas e
dos e dos casinos em 7%, 17% e 747% respectivamente.

Quadro 44: Receita cobrada 12 meses


Receitas Correntes Exec. 2013 Plano 2014 Exec. 2014 TR% TC%
Rec. Fiscais 64 470,50 19 460,00 0,00 0 -100
Rec, N. Fiscais 8 234 282,95 21 454 980,00 13 869 179,08 65 68
Outras Rec. N, Fiscais 149 711 933,84 199 420 580,00 160 771 072,58 81 7
Rec. Próprias 57 078 101,05 56 611 100,00 66 887 510,29 118 17
Rec. Consignadas 3 647 852,35 2 787 420,00 30 890 134,78 1 108 747
Rec. De Capital 1 559 125,04 19 460,00 2 556 040,73 13 135 64
Out. Rec. Não Cont. 7 543 749,01 0,00 17 810 623,61 ------------- 136
Total 227 839 514,74 280 313 000,00 292 784 561,07 104 29
Fonte: Direcção do Plano e Finanças da Cidade

Gráfico 4: Receitas públicas na Cidade de Maputo

Execução da Despesa

194. Para o exercício de 2014, foi atribuído um limite global de 4.673.276.542,74Mt, sendo
3.952.264.984,53Mt para as Despesas de Funcionamento e 721.011.558,21Mt para as Despesas de
Investimento. A execução global durante o ano de 2014 foi de 4.538653.987,93Mt, o correspondente a
97,11% do limite atribuído.

Despesas do Funcionamento

195. A execução da componente de Despesas de Funcionamento situou-se em 3.893.712.550,19Mt, o


correspondente a 98.52% de 3.952.264.984,53Mt. As rubricas de Despesas com Pessoal, Bens e

35
Serviços e Transferências são as que tiveram maior execução no período em análise, tendo-se
comportado conforme à análise que se segue:
Quadro 45 : Execução das rubricas no Orçamento de Funcionamento (valores em Mt)
Designação Executado 2013 Dotação 2014 Executado 2014 % Exec Variação %
Despesas c/ Pessoal 2,168,159,690,53 2.515.674.340,36 2.499.506.559,87 99,37 15,28
Bens e Serviços 574,204,681,91 768.214.232,81 749.693.347,33 97,59 30,56
Transferência 471,082,374,30 652.404.067,40 638.214.273,53 97,82 35,47
Exerci cios Findos 3.486.616,13 14.514.833,96 5.151.715,44 35,49 47,75
Despesas correntes 845,083,58 141.000,00 0,00 0,00 0,00
Despesa de capital 1.350.000,00 1.316.510,00 1.146.654,02 87,10 -15,06
Total 3,219.128.446,45 3.952.264.984,53 3.893.712.550,19 98,52 20,95
Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo

Fundo de Despesas Com Pessoal

196. fundo de despesa com Pessoal suporta salários de 13.345 Funcionários e Agentes do Estado, dos
quais 11.2963 são do e-folha, 1.991 foram pagos através do Sistema Nacional de Vencimentos e 58
são pagos através do Sistema de Pagamento de Vencimento;

197. As despesas com pessoal atingiram até o final do ano a cifra de 2.499.506.559,87Mt
(2.406.695.572,23Mt de salários e remunerações e 92.810.987,64Mt de outras despesas com pessoal)
correspondente a 99,36% de 2.515.674.340,36Mt (limite orçamental). Em igual período do ano
transacto, foram gastos 2.168.159.690,53Mt, o que representa um aumento no volume de despesas
em, 15,29% face a igual período de 2013.

Quadro 46: Execução do Fundo de Despesas com Pessoal de 2014 (Valores Em Mt)
Designação Executado 2013 Dotação 2014 Executado 2014 TR.% TC %
Educação 1.526.838.519,36 1.728.858.150,78 1.728.300.943,29 99,96 13,20
Saúde 208.245.990,91 250.551.013,47 250.518.766,12 100 20,30
Outros Sectores 433.057.180,26 536.265.176,11 520.686.850,46 97,10 20,24
Total 2.168.141.690,53 2.515.674.340,36 2.499.506.559,87 99,36 15,29
Fonte: - Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo

Fundo de Bens e Serviços

198. Foi pago aos credores o valor de 749.693.347,33Mt correspondente a 97,59% de 768.214.232,81Mt
dotado. Em igual período do ano transacto, a execução registada foi de 574.096.961,61Mt, o que
representa um incremento em 30,59%.
Quadro 47: Execução do Fundo de Bens e Serviços de 2014 (Valores Em Mt)
Designação Executado 2013 Dotação 2014 Executado 2014 TR.% TC %
Educação 113.155.704,71 153.671.991,30 153.197.825,38 99,70 35,39
Saúde 142.752.328,45 186.768.866,00 174.793.520,04 93,59 22,45
Outros Sectores 318.188.928,45 427.773.375,51 421.702.001,91 98,58 32,54
Total 574.096.961,61 768.214.232.81 749.693.347,33 97,59 30,59
Fonte: - Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo

Transferências Correntes

199. Em relação as transferências, foi executado o valor de 638.214.273,53Mt, correspondente a 97,82% da


dotação de 652.404.067,40Mt, distribuído da seguinte maneira;

Quadro 48 : Execução do Fundo de Transferências Correntes 2014


Designação Execução 2013 Dotacao 2014 Execução 2014 (%) Var
Autárquica 292.332.777,71 373.446.810,76 373.311.053,47 99,98 27,70
Pensões Civis 96.356.440,87 113.669.875,28 113.648.263,67 99,96 17,94
Despesas Sociais 80.858.474.50 144.178.462,12 140.347.281,05 97,34 73,57
Outras Transferências 2.076.923,95 21.108.919,24 10.907.675,34 51,67 425,18
Total 471.624.617,03 652.404.067,40 638.214.273,53 97,82 35,33
Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo em 5/01/15

36
200. Em relação as transferências, foi executado o valor de 638.214.273,53Mt, correspondente a 97,82%
da dotação de 652.404.067,40Mt;
201. As despesas com pensões civis pagaram 2.081 pensionistas, sendo 1.640 de aposentação e 441 de
sobrevivência.

Quadro 49:Execução de despesas com pencionistas


Efectivo no Efectivo de
Classificação da Pensão Início de 2014 Dezembro Diferença
Pensão de Aposentação 1635 1640 5
Sobrevivência 436 441 5
Total 2071 2081 10
Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo em 5/01/15

Despesas de Investimento

202. Para o corrente exercício foi dotado um limite orçamental de 721.011.558,21Mt, com uma realização
de 644.941.437,74Mt correspondente a 89.45%.Sendo:

Componente Interna

203. Nesta componente foi executado o montante de 358.586.637,42 correspondente a 93,62% do limite
orçamental de 383.022.263,80Mt.

Componente Externa

204. Para a componente externa de investimento foi alocado o montante de 337.989.294,41Mt, tendo
sido executado em 286.354.800,32Mt correspondente a 84,72%.

Quadro 50: Execução do Fundo de Investimento de 2014 (Valores Em Mt)

Var. (%)
Designação Executado 2013 Dotação 2014 Executado 2014 Exe.(%)
Componente Interna 349 195 465,22 383 022 263,80 358 586 637,42 93,62 2,69
Componente Externa 153 116 663,28 337 989 294,41 286 354 800,32 84,72 87,02
TOTAL 502 312 128,50 721 011 558,21 644 941 437,74 89,45 28,39
Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo em 5/01/15

Gráfico 5 : Execução de fundo de investimento

Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo em 5/01/15

37
DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL, GOVERNAÇÃO, LEGALIDADE E JUSTIÇA

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

205. O Governo da Cidade de Maputo realizou 25 Sessões, sendo 21 Ordinárias e 04 Extraordinárias


onde se debateram vários assuntos.

206. Realizadas 13 sessões do Fórum de Gestores de Recursos Humanos, das quais 11 ordinárias e 2
extraordinárias.

207. No período em referência, a Secretaria da Cidade recebeu 2.670 processos/ petições ordinários e
encaminhados ao despacho de Sua Excelência Governadora da Cidade de Maputo nomeadamente:

Quadro 51: Fluxo do Expediente


Descrição N. de processos
Licenciamento comercial e industrial 57
Aquisição de imóveis 138
Licenciamento de transporte de mercadorias 313
Reconhecimento de associações 18
Abertura de consultórios 19
Tradutores ajuramentados 29
Outros 2.353
Total 2.670
Fonte: Gabinete do Governador

208. No âmbito da promoção da governação participativa foram realizadas visitas às seguintes


instituições: Educação e Cultura (EPC Chiango, Unidade 30 e Unidade 10), Plano e Finanças, Trabalho,
INEFP-Cidade, CEMAL (Centro de Mediação de Arbitragem Laboral), Procuradoria, Comando da PRM,
Balcão de Atendimento Único, Direcção da Industria e Comercio, Delegação de Actividades
Economicas (INE) e Mulher e Acção Social. Igualmente, foram realizadas visitas aos Distritos
Municipais KaNyaka, KaMavota e KaMpfumu.

Promoções, Progressões e Mudança de Carreira

209. Foram realizadas 1.504 promoções, 591 progressões e 1.366 mudanças de carreira por conclusão
de nível, o que corresponde a uma realização do plano em 144%, 59,8%, e 91,5% respectivamente.

Quadro 52: Promoções, Progressões e Mudança de Carreira


Indicadores Plano 2013 Real2013. Plano 2014 Real 2014 TR % TC% 2013/2014
Promoções 1.043 866 1.043 1.504 144 73.7
Progressões 1.003 997 998 591 59.8 (41)
Mud. Carreira 1.478 1.272 1.493 1.366 91.5 7.4
Total 3.524 3.135 3.534 3.461 97.9 10.4
Fonte: – Secretaria da Cidade de Maputo/ DPFCM

Função Pública

210. Efectuado o cadastramento de 575 funcionários e Agentes do Estado, sendo que 104 são homens e
173 mulheres, contra 338 cadastrados no ano transacto, o correspondente a um crescimento na ordem
de 70,1%.

38
211. Durante o período em referência, foram instaurados 65 processos a igual número de funcionários
(49 do sexo masculino e 16 femenino), com penas que variam desde a advertência até a expulsão.

212. Foram desligados e aposentados do Aparelho do Estado158 funcionarios, sendo 122 desligados,
(56 homens e 16 mulheres) e 36 aposentados (17 homens e 19 mulheres).

Formação

213. Formados 460 técnicos nas seguintes matérias:

 Elaboração de Cenário Fiscal,


2015 -2017,
 Planificação e orçamento;
 Gestão básica de Pequenos
Negócios em KaTembe e
KaNyaka;
 Formação para formadores na
província de Inhambane;
 Divulgação do Diploma 49/2013
de 24 de Maio (Revisão de
preços de empreitadas);
 Formação de integração de novos
ingressos;

No domínio da Administração Territorial e Autárquica

214. Realizadas 5 visitas nos Distritos Municipais de KaMpfumu, KaMavota, KaMubukwana, KaNyaka e
KaTembe no âmbito do acompanhamento do grau do cumprimento das decisões e recomendações
deixadas durante as visitas de alto nível e elaborados os respectivos relatórios;

215. Capacitados 80 membros do Conselho consultivo do Distrito Municipal da KaTembe em matéria da


Lei dos órgãos Locais do Estado e representação do Estado (Decreto 65/2003 de 31 de Dezembro),
representando um crescimento na ordem dos 37.8% em relação a igual período do ano passado e
cumprimento do Plano em 100%;

Inspecção Administrativa

217 Realizadas 8 visitas inspectivas, onde se destaca a inspecção à Secretaria da Cidade no âmbito do
Controlo Interno e à Inspecção Nacional de Actividades Económicas Delegação Maputo Cidade.

218 Foram recebidas 6 petições apresentadas por funcionários públicos.

39
STAE

219. Foi feita a actualização dos cartões eleitorais com vista a garantir a realização das 5ªs eleições
gerais e multipartidárias na história do País, tendo sido resgistados 94.124 eleitores ao nível da Cidade,
o que corresponde a 96.3% do universo previsto que é de 121.448 eleitores.

220. Relativamente a participação, a percentagem dos eleitores que se dirigiram às urnas foi de 60.42%,
um resultado satisfatório se comparado com o resultado das eleições de 2013, onde a participação se
situou nos 50.39%.

221. Outrossim, o nível de abstenção situou-se nos 39.58 %, menos 10 porcento que no processo
passado (49.61%).
Gráfico 6: processo de Eleicoes na Cidade de Maputo

100% 100%
100%

80% Votantes
60.42%
60% 50.39% Votos na Urna
49.61% 39.58% Abstencoes
40%
Votos Nulos
20%
1% 1% 1.61% 0.83% Votos em Branco
0%
Participacao 2013 Participacao 2014

ORDEM E SEGURANÇA PUBLICAS

Criminalidade

222. Na Cidade de Maputo foram registados, 8.877 crimes diversos contra 8.753 do igual período do ano
2013, representando um crescimento de crimes em 1.4%.

Operatividade e resultados

223. Do total dos 8.877 crimes conhecidos, foram esclarecidos 7.525 o que corresponde a 85% da
operatividade policial.

224. Foram detidos 7.567 indivíduos, indiciados na prática de diferentes crimes contra 7.456 detidos em
igual period do ano anteriore. Desmanteladas 298 quadrilhas de malfeitores especializados em vários
crimes.

Quadro 53: Evolução do Crime na Cidade


C. PROP. C. PESSOAS C. ORDEM SUB-TOTAL
Distritos Municipais
2014 2013. 2014 2013. 2014 2013. 2014 2013.
Ka Mpfumo 2.691 2.388 503 694 36 41 3.230 3.123
Nhlamankulu 1.361 1.301 408 565 34 26 1.803 1.892
Ka Maxakene 561 549 208 305 6 6 775 860
Ka Mavota 810 859 231 337 8 2 1.049 1.198
KaMubukwana 1.437 1.161 533 456 10 7 1.980 1.624
Ka Tembe 29 35 10 15 0 0 39 50
Ka Nyaka 1 4 0 2 0 0 1 6
T.GERAL 6.890 6.297 1.893 2.374 94 82 8.877 8.753
Fonte: – Comando da PRM da Cidade de Maputo
40
Acidentes de Viação e Consequências

225. Foram registados e controlados 685 acidentes de viação contra 814 casos anteriores, representando
um decréscimo de casos em 15,9%.

Quadro 54: Consequências de Acidentes de Viação


CONSEQUÊNCIAS Real 2014 Real 2013 Variação %
Mortos 105 95 10.5
Feridos Graves 361 486 (25.7)
Feridos Ligeiros 667 488 36.7
Danos Materiais Avultados 310 346 (10.4)
Danos Materiais Ligeiros 273 304 (10.2)
Fonte: – Comando da PRM da Cidade de Maputo

Violência doméstica

226. Foram registados 2.802 casos de violência doméstica contra 2.924 de igual período do ano
transacto o que corresponde a uma redução de casos em 4.2.%.

Âmbito da Migração e Identificação Civil

227. Registados pelos Postos de Travessia dos SMC – Maputo, 239.764 viajantes, contra 304.870 de
2013, que representa um decréscimo de 21,3%. Destes 61.236 são cidadãos nacionais contra 53.277
do igual período do ano anterior, representando um crescimento de 14,9% e 239.744 são cidadãos
estrangeiros contra 225.673 do igual período anterior que representa um crescimento de 6,2%;
228. Foram emitidos 143.128 documentos de viagem, contra 67.565 do igual período do ano anterior, o
que corresponde a um crescimento de 111,8%.

229. Produzidos 164.630 Bilhetes de Identidades contra 139.657 do mesmo período de ano 2013, o que
representa um crescimento em 17.9%.

RECRUTAMENTO E MOBILIZAÇÃO

230. Dos 17.000 planificados, foram recenseados 39.017 mancebos sendo: 17.216 do sexo feminino e
21.801 masculinos, correspondente a 230% do planificado e um crescimento em 106,2% face a 2013.

231. Foram emitidos no âmbito da Reserva Territorial, 12 cartões de desmobilização de Antigos


Combatentes, 286 cartões de combatentes da Defesa da Soberania e Integridade territorial e 314
Cédulas de passagem a disponibilidade das tropas;

JUSTIÇA

232. Na área de registos, destacam-se a efectivação de 39.276 registos de nascimento, correspondente


a 88.3% do plano e um crescimento de 3.8% comparado com mesmo período de 2013. É de referir que
o número de registos de óbitos registados, cresceu em 7.8%, em relação ao ano transacto.
233. Os cartórios notariais lavraram 4,833 escrituras, 8,444 procurações, 298,493 reconheciemtos de
assinaturas, 595,710 conferências de fotocópias e 39,585 termos de autenticações. Em relação ao ano
passado, foram verificados decrescimentos em cerca de 3.7% nos reconhecimentos de assinaturas,

41
8.6% nas conferências de fotocópias, 3.4% nas escrituras e houve crescimento nas autenticações e
procurações em cerca de 28.3% e 0.1% respectivamente.
Quadro 55: Actos registrais
BALANÇO 12 MESES
Previsão Registos efectuados % de Registos Taxa de Variação
Actos Registrais e Notariais
2014 2013 2014 (Previsão 2014) (2013 - 2014)
Nascimentos 44,500 37,850 39,276 88.3 3.8%
Casamentos 2,000 2,576 2,997 149.9 16.3%
Divorcios 150 89 174 116.0 95.5%
Óbitos 9,000 13,228 14,259 158.4 7.8%
Escrituras 4,900 5,002 4,833 98.6 -3.4%
Procurações 1,200 8,435 8,444 703.7 0.1%
Reconhecimentos 200,000 309,867 298,493 149.2 -3.7%
Conferências de fotocópias 450,000 651,770 595,710 132.4 -8.6%
Registo inicial 12,500 19,722 27,880 223.0 41.4%
Transmissões 15,000 16,512 18,573 123.8 12.5%
Segundas vias 2,500 2,460 1,424 57.0 -42.1%
Matrículas individual 1,250 988 1,169 93.5 18.3%
Matrículas de sociedades 4,000 5,138 4,973 124.3 -3.2%
Associações 150 126 113 75.3 -10.3%
Registo de Extracto de Aquisição 2,100 3,078 2,229 106.1 -27.6%
Registo de Extracto de Descrição 750 386 480 64.0 24.4%
Certidões 18,800 26,456 26,208 139.4 -0.9%
768,800 1,047,235 136.2
Fonte: – Direcção dos Registos e Notariados da Cidade de Maputo

DELEGAÇÃO DO INSTITUTO DO PATROCÍNIO DA ASSISTÊNCIA JURÍDICA (IPAJ)

234. Durante o período de 2014, foram assistidos 7.128 casos, sendo: 5.518 processos criminais, 1.155
processos cíveis, 135 Extra Judiciais, 4 Protecção da Criança, 187 sobre Violência Domestica Civil do
GAMC e 129 casos de Violência Domestica. Comparado com igual período do ano transacto registou-
se um crescimento em 29.4%.

235. Foram realizadas 20 campanhas de educação cívica em todos Distritos Municipais, versando sobre
os seguintes temas: Divulgação do IPAJ e suas actividades, Lei da Família (Tipos de casamento) e Leis
Sobre a Violência Doméstica, dever e direitos dos reclusos, direito e deveres das crianças e abuso
sexual de menores, direitos humanos e cidadania, etc envolvendo cerca de 7.602 pessoas.

Tribunais Comunitários

236. Durante o período em análise, deram entrada 818 processos, que corresponde a um crescimento de
6.46% comparativamente ao igual período anterior, dos quais 391 senteciados e 433 aguardando
julgamento.

Quadro 56 : Movimento processual nos Tribunais Comunitarios


PROCESSOS REGISTADOS
ACTOS VARIAÇÃO
12 MESES DE 2013 12 MESES DE 2014
ENTRADAS 774 824 6.46%
SENTECIADOS 363 391 7.71%
AGUARDANDO JULGAMENTO 411 433 5.35%

42
Fonte: Delegação do Instituto do Patrocínio da Assistência Jurídica (IPAJ)

PROCURADORIA DA CIDADE DE MAPUTO

237. Foram recebidas 375 exposições, contra 445 de igual período anterior o que representa um
decréscimo na ordem de 15.7%, dos quais 114 resultaram em processos-crime, e os restantes
seguiram a natureza de processo civil;

238. A Linha do Procurador, recebeu 304 chamadas, contra 459 de igual período anterior o que
representa uma redução de 37%. Entretanto, maior parte delas tiveram enfoque na reposição da
legalidade nas situações de detenções ilegais, efectuadas aos fins-de-semana e durante o período
nocturno. Das intervenções na linha do Procurador foi ordenada a restituição à liberdade de 51
cidadãos por se ter constatado que a detenção era ilegal ou irregular.

239. Foram registados pela Procuradoria da Cidade, 11.356 processos, dos quais 4.702 foram
despachados, destacando-se 1.490 processos criminais e 1.314 da Jurisdicao de menor. representando
um decréscimo de 26.5% face a igual período de 2013.

Quadro 57 : Mapa resumo de entrada e tramitação de processos


Áreas Despachados
Registados

Entrados Transitados Entrados


Total
12 Meses 2013 2013 12 Meses 2014
Jurisdição Criminal 3.636 3.209 2.014 5.013 1.490
Jurisdição Cível 2.323 0 699 699 15
Jurisdição Comercial 674 2 176 178 55
Jurisdição de Menores 1.873 745 1.452 2.197 1.314
Jurisdição Aduaneira 1.812 16 169 185 70
Jurisdição Fiscal -206 - 736 736 634
Jurisdição Laboral 207 751 1.597 2.348 1.124
Total 10.731 4.723 6.843 11.356 4.702
Fonte: – Procuradoria da Cidade de Maputo

240. Foram concedidas 1.604 audiências, contra 1.326 de igual período anterior, o que indica um
crescimento de 21%. Destes, 740 foram concedidas na Procuradoria da Cidade de Maputo e 864 nos
Distritos.

241. Foram realizadas 59 palestras, versando sobre várias matérias, tendo beneficiado cerca de
4.471cidadãos.

SUB-PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA

142. A Sub - Procuradoria-Geral de Maputo tramitou no período em análise, o total de 949 processos,
dos quais, 565 da área Criminal, 256 da área Laboral e 129 da área Cível. O que corresponde a uma
subida de 60,95% comparativamente o ano de 2013.

243. No período em referência, foram despachados na Cidade de Maputo 459 processos, dos quais 166
da Jurisdição Criminal, 201 da Jurisdição Laboral e 92 da Jurisdição Cível.

43
TRIBUNAL DE MENORES

244. No presente período deram entrada 2.666 processos tendo sido tramitados e sentenciados 1.922
processos, contra 2.558 do mesmo período do ano transacto, o que corresponde a um crescimento em
4,2%.

Quadro 58: Mapa resumo de entrada e tramitação de processos


12 Meses
Entrados Despachados
Processo TC% TC%
2013 2014 2013 2014
Tutela e Administração de Bens 70 59 (15.7) 65 42 (35.4)
Adopção 39 47 20.5 26 17 (34.6)
Regulação do poder parental 346 335 (3.2) 345 192 (44.4)
Acção de alimentos 818 596 (27.1) 893 438 (60)
Entrega judicial de menores 6 48 700 24 38 58.3
Emancipação Restrita 39 65 66.7 158 51 (67.7)
Alteração de pensão alimentar 102 118 15.7 116 80 (31)
Alteração de RPP 28 32 14.3 19 24 26.3
Autorização de saída 81 149 84 57 142 149.1
Plenitude de poder parental 74 126 70.3 83 151 81.9
Cobrança coerciva de alimentos 115 589 412.2 90 416 362.2
Prevenção criminal 59 67 13.6 62 21 (66.1)
Averiguação Oficiosa de paternidade 371 103 (72.2) 316 81 (74.4)
Outros 410 323 (21.2) 391 230 (41.2)
Total 2.558 2.666 4,2 2.655 1.922 (27.6)
Fonte: – Tribunal de Menores da Cidade de Maputo

TRIBUNAL FISCAL

245. Durante o período em análise deram entrada 136 processos e despachados 94 contra 54 em
relação ao igual período de 2013, o que representa um crescimento em 74%. Esta evolução deveu-se a
consolidação das práticas na decisão dos processos, através de cursos de formação que os
magistrados e funcionários têm recebido.

Quadro 59 : Volume processual 1⁰Semestre


6 Meses
Entrados Despachados
Var. 2013/2014 Var. 2013/2014
2013 2014 2013 2014
170 136 -20% 54 94 74.0%
Fonte: – Tribunal Fiscal da Cidade de Maputo

TRIBUNAL DE POLICIA

246. Durante o período em análise deram entrada 9.813 Processos de transgressão, tendo sido
finalizados por sentença 3.728 e 5.495 processos por outros motivos. O registo de processos
transitados é de 12.143.

Quadro 60 : Movimento processual


12 Meses
Entrados Despachados
Var. 2013/2014 Var. 2013/2014
2013 2014 2013 2014
9.570 9.813 2.53 9.000 9.223 2.47%
Fonte: Repartição de Estatística do Tribunal de Polícia da Cidade de Maputo

44
ASSUNTOS TRANSVERSAIS
No âmbito da Descentralização

EXECUÇÃO FINANCEIRA DOS “ 7 MILHÕES”

247. No âmbito dos “7 milhões”, no ano de 2014 o Governo disponibilizou para a Cidade de Maputo um
limite de 9.045,66 mil Mt aos distritos municipais KaNyaka e KaTembe, cabendo ao Distrito Municipal
KaTembe a importância de 4.631,83 mil Mt e para o Distrito Municipal KaNyaka a importância de
4.413,83 mil Mt, para Produção de Alimentos, Geração de Renda e Emprego.
Quadro 61: Execução dos “ 7 milhões” durante o ano de 2014 (Geração de Renda e Emprego)
No Distrito Planificado Disponibilizado Executado %

1 KaTembe 4.631,83 4.631,83 4.631,83 100,00

2 KaNyaka 4.413,83 4.413,83 4.413,13 100,00

Total 9.045,96 9.045,66 9.045,13 100

Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo em 5/01/15

Projectos Aprovados e Financiados

248. Durante o período em análise, foram financiados 88 projectos sendo 50 em KaTembe e 38 em


KaNyaka.

Quadro 62: Projectos financiados durante 2014


Província
Pesca Comércio Pecuária Agricultura Apicultura Indústria Turismo Abast. de Serviços Total
Maputo-Cidade
água

KaTembe 5 6 8 10 1 7 5 3 5 50

KaNyaka 9 4 5 0 0 6 6 0 8 38

Total 14 10 13 10 1 13 11 3 13 88

Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo em 5/01/15

Reembolsos

249. No que tange aos reembolsos, foi colectado o total de 1.793.10 mil MT, sendo 1.356.43 mil Mt de
0.

KaTembe e 436.67 mil Mt em KaNyaka.

250. O valor acumulado dos reembolsos até 2014 é de 16.199.15 mil Mt, sendo 11.048.79 mil Mt do
Distrito Municipal KaTembe e 5.150.15 mil Mt do distrito Municipal KaNyaka.
Quadro 63: Reembolso efectuado em 2014. (valores em mil mt)
Anual 2013 Anual 2014
DISTRITO Cump.
MUNICIPAL Arrecadado Planificado Arrecadado Plano

KANYAKA 521,01 2.000,00 Mt 436,67 22


KATEMBE 2.000,50 4.000,00 Mt 1.356,43 34
TOTAL 2.527,51 6.000,00 Mt 1.793,10 30
Fonte: – Direcção do Plano e Finanças da Cidade de Maputo em 5/01/15

45
Destacam-se como razões do baixo Reembolso

251. Fraco conhecimento das técnicas de gestão de projectos e de negócios por parte dos beneficiários
do fundo;
252. Deficiente estudo de viabilidade económico-financeira dos projectos o que faz com que os custos
sejam maiores em relação a receita;
253. Os fenómenos naturais adversos que afectam a prática da agricultura e pecuária, contribuem para o
incumprimento dos planos de reembolso previstos no que tange aos projectos de produção de comida.

Capacitações

254. No âmbito da capacitação aos beneficiários dos “7 milhões”, em coordenação com o INEFP, foi
realizado 1 curso em matéria de Gestão Básica de Pequenos Negócios abrangendo um total de 30
participantes no Distrito Municipal KaTembe.

255. Foi realizada a formação dos membros dos CCD,s em matérias relativos ao guião do funcionamento
dos CCD,s, decreto 90/2009 de 15 de Dezembro e Orçamento Distrital abrangendo um total de 81
membros daquele órgão sendo 50 em KaTembe e 31 em KaNyaka.

Monitoria ao Processo de Implementação dos “ 7 milhões”

256. Durante o período em análise, foram realizadas 3 monitorias correspondentes a 75% do plano,
tendo sido visitados 66 beneficiários no total sendo 41 no distrito Municipal KaNyaka e 25 em KaTembe.

Impacto dos Projectos de Produção de Alimentos e Geração de Renda e Emprego

257. Criados, 1.205 postos de trabalho, que permitiram a disponibilidade monetária nas famílias e
consequentemente ao acesso dos produtos de primeira necessidade;

258. Maior disponibilidade de água potável, com a abertura de 255 canalizações domiciliárias e
beneficiando cerca de 2.000 famílias por fontanário, contribuindo para o acesso a água potável em
quantidade e a melhoria da prática de higiene doméstica da comunidade;

259. Reduzidas as distâncias percorridas pela população para aquisição de bens de primeira
necessidade e diferentes materiais através da produção e venda local, nomeadamente: produtos
alimentares, produtos de carpintaria e serralharia e, materiais de construção;

EXECUÇÃO DO PLANO ESTRATÉGICO PARA REDUÇÃO DA POBREZA URBANA (PERPU)

260. No âmbito dos esforços para a Redução da Pobreza Urbana, o Governo da Cidade canalizou para
os cofres do Município de Maputo um total de 20,738,570.00Mt destinados integralmente para o vector
de geração ou criação de oportunidades de emprego, distribuídos nos cinco Distritos Municipais; com
este valor deste valor foram financiados 111 projectos que criaram 341 novos postos de emprego.

Quadro 64: Empregos gerados


Actividade Empregos Criados
Turismo 0
Pesca 0
Prestação de Serviços 120
Agricultura 26
Pequena Indústria 107
Pecuária 88
Comércio 0
Total 341
Fonte DPPFCM

46
261. Foram reembolsados 1.455.40 mil MT, o correspondente a 23,27% do planificado (6.255.81mil Mt).

262. No âmbito da capacitação aos beneficiários do PERPU, foram realizados 3 cursos de formação em
matéria de procedimentos para aprovação e Gestão de negócios abrangendo um total de 93
participantes.

PREVENÇÃO E COMBATE AO HIV E SIDA

263. A prevalência de HIV foi estimada em 8.2%, em Maputo. E, assim como entre as MTS, a prevalência
entre os HSH na faixa etária acima dos 24 anos foi significativamente maior que entre os da faixa etária
dos 18–24 anos.

264. O tamanho populacional da região Sul é de 24% mas contribui em 40% para a incidência do HIV ou
seja para as novas infecções ao nível nacional.

265. Estima-se que 2 em cada 100 mulheres adultas em Maputo são Mulheres Trabalhadoras de Sexo
ou seja estima-se que existam 13.554 Mulheres Trabalhadoras de sexo dos quais 31,2% ou seja 4.228
são seropositivas. Destas 4.228 MTS, 614 correspondem à faixa etária dos 15 aos 24 anos de idade.

266. Realizada no Distrito Municipal KaMubukwana, uma palestra sobre prevenção e combate ao HIV e
SIDA, tendo abrangido mais de 500 pessoas.

267. Com vista a enfatizar a sensibilização com base na educação e comunicação, foram colocados
4.120 materiais de informação, sendo: 3.255 panfletos e 865 cartazes, com enfoque à problemática da
prostituição infantil, a prática de relações múltiplas e concomitantes, bem como alertando sobre os
perigos do consumo abusivo de bebidas alcoólicas e de drogas ilícitas.

268. Foram sensibilizadas 2384 casais para a prevenção da transmissão vertical. Através da intervenção
das organizações comunitárias de base, foram alcançadas 3421 mulheres grávidas para a adesão aos
programas de prevenção da transmissão vertical.

269. O número de palestras aumentou de 117 em 2013 para 143 em 2014, sobretudo devido ao volume
de intervenções das OCBs e das instituções públicas.

270. Realizado um encontro de sensibilização de mais de 180 mulheres sobre a prevenção dos cancros
da mama e do colo do útero, para além de uma palestra sobre os perigos do consumo de tabaco, do
álcool e de drogas ilícitas.

Quadro 65: Número de Serviços Acumulados


Serviços ITS ATS PTV TB/HIV TIO TARV SAAJ

2013 34 29 25 24 26 26 19

2014 34 29 26 24 27 27 19

Fonte: DSCM – ITS

271. Foram atendidos 57.150 utentes dos quais 10.165 (18%) foram diagnosticados HIV+ contra 45.792
de 2013 e diagnosticados HIV+ 8.561 (19%). Do total dos pacientes atendidos, 3.550 utentes (6%)
pertencem a idade sexualmente activa, de 18 à 24 anos. Importa referir que todos os serviços de ATS
da Cidade (100%) cumprem com padrão mínimo de qualidade de atendimento.

47
Infecçoes de Transmissao Sexual (ITS)

272. Nos serviços de ITS, foram atendidos um total de 36.503 novos casos contra 26.695 de igual
período de 2013, representando um aumento de 37% dos quais foram todos aconselhados,
diagnosticados e tratados segundo os protocolos nacionais. A síndrome mais predominante é a
leucorreia. Apesar de ter-se registado um grande avanço no diagnóstico e reporte dos casos de ITS,
graças a distribuição das fichas aos pontos focais das US, os contactos ainda continuam a ser pouco
seguidos, constituindo um dos grandes desafios do programa.

273. Em relação ao TARV activo em crianças houve um decréscimo em 2% comparado com 2014 e um
aumento em 11,9% do TARV activo em adultos.

Serviços Amigos dos Adolescentes e Jovens (SAAJ)

274. Foram atendidos 24.525 adolescentes sendo 4.839 do sexo feminino e 19.686 do sexo masculino,
contra 18.574 do ano transacto.
Quadro 65: Evolução do DOTS nas Unidades Sanitárias ( notificações incluindo ˝outros ˝ casos;resultados do tratamento; disponibilidade de
medicamentos de 1ª e 2ª linha
CASOS NOVOS RETRATAMENTO

ANOS BK+ BK- E.P C.Esperados Despiste Diagnostico Rec+ FT+ Tr+ Rec- Total
2013 1.533 2.073 983 2.616 134% 4.589 261 24 25 474 5.373
2014 1.463 1.893 851 4.505 93% 4.207 218 29 35 469 4.958
Fonte: PNCTL

275. No presente período foram atendidos 4.958 pacientes contra 5.373 de 2013 registando um aumento
das consultas em 8%. Houve um decréscimo na taxa de despiste, nos casos com BK Negativos, BK
positivos e extra-pulmonar.
Quadro 66 DOENTES AVALIADOS
Casos 2013 % 2014 %
Curados 1354 83.0 1.197 78.0
T. Completo 27 2.0 19 1.0
Óbitos 117 7.0 123 8.0
Positivos 30 2.0 51 3.0
Abandonos 76 5.0 127 8.0
Transferidos 15 1.0 14 1.0
Total 1619 100.0 1.531 99.8
Fonte: PNCTL

276. Foram igualmente disponibilizados 3.200.000 preservativos masculinos, mantendo o número dos
masculinos distribuídos em relação ao ano 2013 e aumento de preservativos femininos disponibilizados
de 4.000 em 2013 para 21.000 em 2014.

277. Foram alcançadas de forma directa 2.150 pessoas pertencentes aos grupos de alto risco,
nomeadamente Mulheres Trabalhadores de Sexo, Homens que fazem Sexo com Homens e Usuários
de Drogas.

278. Na componente de prevenção e comunicação, foram sensibilizadas 2.334 casais para a prevenção
da transmissão vertical.

279. Através da intervenção das organizações comunitárias de base, foram alcançadas 1.524 mulheres
grávidas para a adesão aos programas de prevenção da transmissão vertical.

280. Teve lugar, na Escola Secundária Noroeste 2, um evento initulado “Atracções dos bairros” visando a
sensibilização em massa para a prevenção e combate ao HIV e SIDA tendo alcançado 3.200 jovens. A
componente do HIV foi liderada pela organização Juvenil Kutenga.

48
281. Foram alcançados 225 líderes comunitários em conteúdos ligados à prevenção e combate ao HIV e
SIDA.

282. Foram assistidos 243 pacientes pela Associação Pfuka u Hanha, TEBA e HixiKanwè. Espera-se a
obtenção de mais dados após a realização de mais um encontro dos parceiros que trabalham nesta
área.

283. Na componente de mitigação, através das associações Kindlimuka, Hixikanwè, Reencntro, Kandlelo
e Cross Moçambique, mais de 600 COVs e 1.050 PVHS recebem apoio nutricional e estão envolvidos
em projectos de geração de rendimento, segundo testemunham as imagens.

Na componente de Tratamento e Cuidados

284. Registo acumulado de 96.596 pacientes em Tratamento antiretroviral;

285. Aumento de grupos de apoio de adesão comunitário de 70 em 2011, para 911 em 2014, o que
corresponde a um aumento das pessoas envolvidas de 696 para 3.263 em 2014;

286. Abrangidas pelas actividades de Aconselhamento e Testagem em Saúde 74.537 contra 62.552
pessoas em 2013 representando um crescimento na ordem de 19.16%;

287. Circuncidadas 22.213 pessoas circuncidadas em 2014;

288. Com as acções das OCBs, instituições públicas e privadas, foram divulgadas as leis 5/2002,
12/2009 e 6/99, tendo sido abrangidas mais de 213.000 pessoas, entre mineiros, mulheres
trabalhadoras de sexo, condutores de longo curso, mukheristas, trabalhadores de todos os sectores,
funcionários públicos e população no geral.

PREVENÇÃO E COMBATE A DROGA


289. Realizadas campanhas de sensibilização, onde foram alcancados 92.600 adolescentes e jovens em
455 campanhas, o que corresponde a uma realização de 100.2% do planificado, contra 90.000 de igual
período anterior representando um crescimento de 2.8 %.

290. Foram beneficiadas 94.200 pessoas em 850 palestras, correspondente a 102.3% do planificado,
contra 93.500 de igual período do anterior representando um crescimento de 0.74 %. De salientar que
o maior número de benefeciários envolvidos no presente ano, foram os estudantes do ensino público e
privado

Quadro 67 : Actividades de carácter preventivo de combate ao consumo a Droga


Número de Participantes Real 2013 Plan. 2014 Real 2014 Real(%) Variação (%)
Palestras educativas 93.500 92.000 94.200 102.3 0.74
Pessoas Alcançadas (Campanhas de 90.000 92.400 92.600 100.2 2.8
sensibilização)
Formação de Activistas 3.400 3.850 3.950 100.3 16.1
Recup.deTox. Dependentes 3.600 3.890 4.050 104 12.5

Fonte: Gabinete De Prevenção e Combate A Droga

291. Prestado apoio psicossocial visando a recuperação de 4.050 pessoas, contra 3.600 em igual
período do ano transacto correspondendo a uma subida na ordem de 11% e um cumprimento do plano
em 104%.

49
GESTÃO DE CALAMIDADES

292. Registaram-se chuvas intensas no


período de Janeiro a Março de 2014, e as
mesmas, provocaram inundações e
destruição de casas, vias de acesso e
áreas agrícolas, localizadas nos distritos
municipais de KaMavota, KaMubukwana e
KaNyaka.

Impacto do Fenómeno

293. Foram totalmente destruídas 2 casas, 2 parcialmente e 1.527 casas inundadas.

294. Perda de 52,93 hectares nos distritos de KaMavota, KaMubukwana e KaNyaka por alagamento e
soterramento de culturas, tendo afectado 934 produtores.

295. No tocante a Rede Viária, foram afectadas Av. Marginal próximo da ATCM, Rua da Beira, Av. Don
Alexandre e Av. David Mazembe, no distrito KaMavota, bem como a degradacao dos solos e abertura
de enormes crateras nas ruas 403 e 404, no Distrito Municipal KaTembe;

Acções de Mitigação

296. Com vista responder os efeitos negativos deste fenómeno, foram de imediato alojadas 19 famílias
(98 pessoas) afectadas em centros de acomodação.

297. Colocados sacos com solos para minimizar o incremento da cratera na rua 403, próximo ao Hotel
Marisol, pelo Conselho Municipal.

298. Foram equipados com Kits de prontidão 4 Comités Locais de Gestão de risco de Calamidades sendo 3
no Distrito Municipal de KaMubukwana e 1 no Distrito Municipal de KaMavota.

Acções de prevenção

299. Para prevenção de futuros casos de calamidades, houve formação dos membros dos conselhos
técnicos distritais de calamidades em conhecimentos técnicos sobre gestão de emergência, nas
instalações da Administração do Distrito Municipal de KaMubukwana e no Instituto de Formação de
Professores da Munhuana, onde foram capacitados 45 membros.

300. Terminada a construção do 2° bloco do Centro Operativo de Emergência.

301. No âmbito da redução da vulnerabilidade da população que vive nos bairros vulneráveis a situações
de calamidades, foram criados 7, Comités Locais de Gestão de Riscos de Calamidades dos 7
planificados para o presente ano, o que representa um cumprimento na ordem dos 100%.

302. Com vista adoptar os membros dos conselhos técnicos distritais de calamidades (CTDGC), em
conhecimentos técnicos sobre gestão de emergência, foram capacitados 45 membros dos Conselhos
50
Técnicos Distritais de Gestão de Calamidades, dos Distritos Municipal de KaMubukwana e
Nhlamankulu,

Quadro 67: Criação de Comités Locais de Gestão de Risco de Calamidades em 2014

Bairro N° de Membros
Distrito Municipal

KaMubukwana Luís Cabral 18


KaMaxakeni Maxaquene D 18
KaMaxakeni Maxaquene C 18
KaMavota Albazine 18
KaNyaka Ribzwene 18
Chamanculo C 18
Nlhamankulu
Malanga 18
Total 126

Fonte INGC

Considerações Finais

Pela informação apresentada no presente relatório de balanço do PES/2014, podemos considerar que a situação
socioeconómica da Cidade, de uma forma geral, é satisfatória, tendo em consideração que em quase muitos
sectores socioeconómicos da Cidade de Maputo registou-se níveis positivos de realização do plano anual
desenhado.

Na área económica, a produção global alcançado durante o período em apreço registou um crescimento de
cerca de 46%, influenciado sobretudo pela Indústria Transformadora e Agricultura que cresceram em 133,5% e
22,8% respectivamente. No agregado da estrutura da produção global, importa realçar que o sector de
transportes e Comunicações registou decréscimo acentuado (-56,4%).

O índice de crescimento global alcançado a nível da Cidade revela que as medidas de mitigação dos efeitos da
crise financeira internacional e o ambiente macroeconómico no Pais tiveram efeitos positivos e encorajou o
Governo da Cidade a criar dinâmica na sua economia.

Na área social a situação é, de forma geral satisfatória tendo em consideração os resultados das actividades
realizadas conforme abaixo se menciona com relação a alguns sectores estratégicos desta área social.

No sector da Educação, de forma geral a situação é estável em face das actividades realizadas. Há a referir que,
a nível da Cidade de Maputo, os efectivos no ensino Público do 1° grau incrementaram em resultados do
acréscimo do número salas de aulas.

No sector da Saúde, de acordo com a informação reportada sobre os diversos indicadores que caracterizam a
saúde pública, registou-se melhorias pesa embora o registo de aumento de casos de malária e eclosão do surto
de Diarreia, durante o período em apreço. A situação do HIV/SIDA foram testadas 6.544 doentes dos quais
4.033 foram diagnósticados positivos que corresponde a 62% de seropositividade.

Na área da Boa Governação e Justiça a situação observada é satisfatória caracterizada por uma estabilidade da
vida na Cidade, garantida pelo Governo na assistência jurídica ao cidadão, assim como na segurança pública
resultante do maior empenho do sector da Policia.

Na área de Boa Governação há a realçar as actividades desenvolvidas pela Governadora da Cidade de Maputo
entre as quais as visitas de trabalho que realizou nas Instituições Públicas e nos Distritos Municipais, tendo se
reunido com os funcionários e Agentes do Estado para se inteirar das suas actividades profissionais com
impacto na vida Pública.
51
A nível da execução orçamental, há a referir que a situação observada é de melhoria quer no que concerne á
cobrança de Receitas, quer no relativo á execução de Despesas de funcionamento. Concretamente, no se refere
á realização de Receitas importa referir que na área de Receita foram cobrados 292.784,5 mil meticais
representando realização do plano em 104,4%. Quanto à realização do Orçamento de Funcionamento, de referir
que a execução de nível Cidade situou-se em 97,1% do limite.

.
Capitulo IV

ANEXOS
MATRIZ DO BALANÇO DO PES 2014

52
Matriz do PES 12 Meses 2014
Desenvolvimento Humano e Social
Sector: Educação e Cultura

Programa: MEC 01 - Apoio Administrativo e Institucional


Objectivo do Programa: Fortalecer a gestão e governação da administração o sistema educativo aos vários níveis, particularmente nos distritos, com vista a melhorar a qualidade de prestação dos serviços, em
todo o país
Indicador do Resultado: Índice de satisfação da população com a qualidade dos serviços Educativos
Meta do Programa:
Nº Acção Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
Produto realização da to
Planificada Realizada Avaliação do Total H M
acção executad
Desempenho*
o por Fonte de
/Grau de
Activida Financiam
Realização (%)
de ento Observações
1 Capacitar os assistentes Nº de 306 Assistentes 0 0.00% Todos os _ _ _
sociais em material de 1ºs assistentes e 280 membros Distritos
socorros e membros de sociais e de comités
comités membros de
comités OE
2 Realizar os Jogos Nº de Alunos 144,000 144,000 100.00% Todos os 144,000 73,000 71,000 288.000
Desportivos Escolares nas envolvidos Distritos
diferentes fases Municipais
OE
3 Acções do programa N de Escolas 134 134 100% Todos os 257,000 120,000 137,000 175.000
Saúde sexual e e clubes da Distritos
reprodutiva e saneamento rapariga Municipais
do meio e Criação de envolvidas
clubes da Rapariga
4 Criar um Bolentim N de 10,543 500 5.00% Todos os 5,348 2,567 2,781 15.000
feita a recolha de
informativo Exemplares distritos
informação para
produzidos
OE compilação
5 Realizar a feira de saúde Nº de feiras 1 0 0.00% Todos os _ _ _
Distritos
Municipais

53
Programa: MEC 02 - Ensino Pré-primário e Primário
Objectivo do Programa: Assegurar que todas as crianças tenham oportunidade de concluir uma educação básica de 7 classes com qualidade
Indicador do Resultado: Taxa bruta de Conclusão
Meta do Programa
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento
de Produto realização da executado
Planificada Realizada Avaliação do Total H M
orde acção por
Desempenho*
m Actividade Fonte de
/Grau de
Realização (%) Financia
mento Observações
1 Construir, reabilitar salas Nº de 20 salas 90% Todos os 13,800 7,038 6,762
de aula, aquisição e Edifícios e de construídas 3 distritos
recuperar o mobiliário carteiras/secr escolas Municipais
OE/Fas A previsão da
escolar etarias primarias da Cidade de 54.993.19
reabilitadas e Maputo e conclusão das salas é
de Dezembro e neste
2300 carteiras
momento a
fornecidas execucao é de 80%
2 Recolher, conservar e Nº de Alunos 176,403 105,842 60.00% Todos os 105,842 42,336 63,506
distribuir o Livro escolar e distritos
diverso material didáctico Municipais 10.000 OE
da Cidade de
Maputo
3 Gestão Trimestral da N de alunos 176,403 176,403 100% Todos os 100,240 52,125 48,115
aprendizagem dos alunos Distritos
(Acompanhamento aluno Municipais 29.2 Fase
por aluno)

4 Preparar, afectar Nº de alunos 63268 53,595 84.70% Todos os 53,595 27,869 25,726
graduados e processo de com distritos
matrículas escolares afectação e Municipais
13.000
matriculados da Cidade de
Maputo

5 Supervisão e inspecção Nº de escolas 103 escolas e 103 escolas e 100.00% Instituições A supervisão
pedagógica e e direcções 7 direcções 7 direcções de educação pedagógica é feita de
administrativa distritais distritais distritais na Cidade de 132717 67225 65492 150.000 Fase 3 em 3 meses em
Maputo todas unidades
escolares

54
Programa: MEC 03 - Alfabetização e Educação para adultos
Objectivo do Programa: Reduzir o analfabetismo, dando particular atenção às mulheres
Indicador do Resultado: Taxa de analfabetismo
Meta do Programa
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
de Produto realização da to
Planificada Realizada Avaliação do Total H M
orde acção executad
Desempenho*
m o por Fonte de
/Grau de
Activida Financiam
Realização (%)
de
ento Observações
1 Capacitar alfabetizadores nº de 284 219 77.00% Distritos
voluntários e técnicos Alfabetizador Municipais
219 89 130 51.000 Fase
distritais es e técnicos
capacitados
2 Realizar campanhas de Nº de Pessoas 750 750 100% Bairros e
mobilização das abrangidas mercados
municipais 750 180 570 35.000 OE
populações aos programas
de AEA
3 Supervisão Pedagógica N de Centros 78 78 100% Todos os
centros de
AEA 5.835 1470 4365 49 Fase

4 Acompanhar o processo N⁰ de 78 78 100% Distritos 965 193 772


de exames Centros Municipais
envolvidos

5 Reunião provincial de N⁰ de 50 0 0.00% _ _ _


alfabetização e educação Participantes
de adultos

55
Programa: MEC 04 - Ensino Secundário Geral
Objectivo do Programa: Expandir, de forma controlada, equitativa e sustentável, ensino secundário geral, garantindo a sua qualidade e relevância
Indicador do Resultado: Taxa Bruta de Escolarização no ESG1
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
de Produto realização da to
Planificada Realizada Avaliação do Total H M
orde acção executad
Desempenho*
m o por Fonte de
/Grau de
Activida Financiam
Realização (%)
de
ento Observações
1 Divulgar o PESD através Número de 1500 alunos 990 66.00% Todos os
dos órgãos de alunos a Distritos
comunicação social e nas frequentar o Municipais 990 459 531 43.000 OE
escolas do Ensino ensino à
primário distância
2 Supervisão e inspecção Nº de escolas 76 escolas e 76 100.00% Instituições 81,600 45,696 35,904
pedagógica e e direcções 7 direcções de educação
administrativa distritais na Cidade de 100.000 Fase
Maputo

3 Realizar dois painéis de Número de 64 64 100.00% Escolas da


elaboração dos planos professores Cidade-
temáticos trimestrais e dos visados
testes provinciais do 1° e 1890 870 1020 140.000 OE/Faze
2° Trimestres 2014 e
elaboração das
dosificações
4 Serviço de exames Número de 28 supervisores 28 100.00% Todos os _ _ _
(Extraordinários e Finais) técnicos e e inspectores Distritos
escolas Municipais
abrangidas

5 Contratar professores Nºde 23 23 100.00% Todos os 33,120 15,898 17,222 319.820


para responder as Professores Distritos
necessidades do Municipais
crescimento da rede e
redução de horas extras

56
Programa: MEC 05 - Ensino Técnico-Profissional
Objectivo do Programa: Melhorar o acesso, a relevância e a qualidade do ETP para o desenvolvimento do País
Indicador do Resultado: % de graduados absorvidos no mercado de trabalho de acordo com a sua formação
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Nr. executad
Local de o por Fonte de
de Indicador de
Acção planificada realização da Activida Financiam Observações
orde Produto Planificada Realizada Avaliação do Total H M
acção de ento
m Desempenho*
/Grau de
Realização (%)
1 Iniciar a formação técnica Nº de 50 0 0.00% Distrito N/A N/A N/A
à distância estudantes KaMaxakeni Formados 2
docentes para a
area. Em curso a
criacao de
plataformas
2 Supervisão e inspecção Nº de escolas 5 escolas e 7 5 escolas e 7 100.00% Distrito
pedagógica e e direcções direcções direcoes KaMaxakeni
administrativa distritais

6384 4527 1857 150.000 Fase

3 Introduzir cursos de curta Nº de Cursos 167.00% Distrito


duração para jovens que KaMaxakeni
não tenham tido acesso ao
ensino regular 3 5 450 315 135 130.000 OE

4 Mobilizar a rapariga para Número de 100.00% Todos os


melhorar o equilíbrio de raparigas Distritos
género no ETP industrial envolvidas 20 20 Municipais 20 0 20 15.000 OE

57
5 Introduzir uma nova Nº de cursos 100.00% Distrito
qualificação no âmbito da introduzidos KaMaxakeni Introduzida a
Reforma do ETP 1 1 32 19 13 20.000 OE especialidade de
manutenção
industrial mecanica

Programa: MEC 015 - Serviços Culturais


Objectivo do Programa: Aumentar o número de instituições e serviços de cultura, prestando atenção as disparidades geográficas e a diversidade cultura
Indicador do Resultado: Crescimento do nº dos fazedores das actividades culturais
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
de Produto realização da to
Planificada Realizada Avaliação do Total H M
orde acção executad
Desempenho*
m o por Fonte de
/Grau de
Activida
Realização (%) Financiam
de
ento Observações
1 Reabilitar infra-estruturas Número de 1 1 100% Distrito 1274 484 790 4.000 OE
culturais infraestrutura Municipal
s reabilitadas KaMpfumu

2 Preparar e participar no Nº de artistas 1,500 1,500 100% Distritos


festival Nacional de envolvidos Municipais
Cultura da Cidade de 1500 800 700 2600 OE
Maputo

3 Organizar Mercados Nº 2 2 100% Todos os


culturais Exposições e Distritos
feiras Municipais 1000 600 400 65 OE
culturais
organizadas
4 Organizar a feira de Número de 2 2 100% Todos
gastronomia de produtos feiras Distritos
culturais e exposição de organizadas 1500 700 800 65 OE
artes plásticas

5 Divulgar e celebrar datas e Número de 75 25 50.00% Todos os


figuras históricas palestras distritos 50000 15000 35000 64791 OE
realizadas Municipais

58
Sector: Saúde
Programa: Saúde Pública Privilegiando a Saúde da Mulher e da Criança e Assistência Médica
Objectivo do Programa: Aumentar a cobertura de partos institucionais para 90 % e taxa de cobertura de CCV para 80%
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad Fonte de
Nr. Desempenho* o por Financiam Observações
de /Grau de Local de Activida ento
orde Indicador de Realização realização da
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada (%) acção Total Homens Mulheres
1 Formar Enfermeiras de Número de 25 0 0.00% (5) KaMpfumu, 25 0 25 0
SMI em COEmB; COEC formações (5)
e Cuidados Pos- Natais realizadas Nlhamankulu,
(5)
KaMaxakeni,
(6) KaMavota, OE
(5)
KaMubukwana,
(2) KaTembe,
(2) KaNyaka
2 Realizar formação de Número de 2 2 100.00% Distritos da 60 _ 60
Planeamento Familiar formações Cidade de
realizadas Maputo OE
58.97

3 Expandir os serviços Número de 1 1 100% Distrito de _ _ _


especializados (iniciativa novas US Nlhamankulu(
da maternidade modelo) com parto HG
no âmbito de saúde humanizado Chamanculo)
reprodutiva

4 Realizar supervisão e Nº de 4 2 50.00% 4 por cada 28 _ _


Realizada:
apoio técnico supervisões distrito da
Actividade
realizadas Cidade de
28.00 realizada em todos
Maputo
distritos

59
5 Realizar a Busca activa de Nº de buscas 4 4 100% 4 por cada _ _ _
crianças que não realizadas distrito da Realizada:
completaram a vacinação Cidade de Actividade
Maputo 200.00 realizada em todos
distritos

Programa: Saúde Pública com enfoque na Redução do impacto das grandes endemias e má nutrição
Sub Programa: Malária; ITS/HIV/SIDA
Objectivo do Programa: Garantir em 60% o diagnóstico e tratamento correctos a crianças menores de 5 anos e às mulheres grávidas dentro de 24horas do início da sintomatologia. Reduzir o nº de novas
infecções pelo HIV
Indicador de Resultado do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do Fonte de
Nr. executad
Desempenho* Financiam Observações
de Local de Total H M o por
/Grau de ento
orde Indicador de realização da Activida
m Acção planificada Produto Planificada Realizada Realização (%) acção de
1 Realizar o Tratamento % de >50% 30% 42% (5.500)
Intermitente Presuntivo mulheres que KaMpfumu,
(TIP) receberam (7.957)
Realizada: Num
TIP Nlhamankulu,
total de 22.495
(11.590)
mulheres grávidas,
KaMaxakeni,
61,293 0 61,293 6.875 fizeram a 2º
(16.778) 6.60
dose de TIP
KaMavota,
atingindo a
(17.279)
cobertura de 22%
KaMubukwana,
(1.078) KaTembe,
(277) KaNyaka
2 Capacitar Técnicos do Nº de 200 285 142.5% Todos os Distritos 200 _ _
Instituto de Medicina funcionários
Tradicional, Praticantes de capacitados
Medicina Tradicional Realizada:
(PMT), professores, Formados 30
líderes comunitários por 33.70
voluntários
Distrito, na provisão do
DOT baseado na
Comunidade
3 Aumentar o nº de crianças Nº de Todos os Distritos 507 _ _
que se beneficiam do crianças que
TARV Pediátrico se beneficiam 8,104 1191 14.7%
do TAR V
Pediátrico

60
4 Expandir serviços TARV Nº de US 4 0 0% Nlhamankulo(1)K _ _ _
com serviços aMavota, (1)
TARV KaTembe(1),
expandidos KaNyaka(1)

5 Aumentar o despiste e Nº Pacientes Todos os Distritos 44.934 _ _


tratamento das ITS’s. tratados 44,934 67.671 151%

Programa: Saúde Publica com Enfoque na Promoção de Saúde e Prevenção de Doenças


Sub Programa: Promoção de Saúde e Envolvimento Comunitário e Saúde Mental e cobrir todos os Hospitais Gerais com o Serviço de Saúde mental
Objectivo do Programa: Consolidar comités de Saúde em 100% das Unidades Sanitárias das sedes Distritais e Aumentar a taxa de cobertura de Unidades Sanitárias com serviço de saúde mental

Indicador de Resultado do Programa:


Nr. Acção planificada Indicador de Meta Avaliação do Local de Benefic Orçamen
de Produto Desempenho* realização da iários to
orde /Grau de acção da executad
m Realização (%) Acção o por Observações
Activida
Fonte de
de
Financiam
Planificada Realizada Total Homens Mulheres ento
1 Registar praticantes de Número de Todos os 7 30 15 15
Medicina Tradicional em Praticantes de Distritos da Realizada:
todos os distritos Medicina 30 47 157% Cidade de registados no
8.50
Tradicional Maputo distrito KaMavota
registados
2 Disseminar mensagens Número de Todos os _ _ _ Realizada:
chave sobre saúde nos relatórios de Distritos da Disseminadas 18
órgãos de comunicação disseminação 12 Mensagens 18 150% Cidade de mensagens nos
270.00
social ; produzidos Maputo Órgãos de
Comunicação
3 Formar Jornalistas(órgãos Número de 1 0 0% _ _ _
públicos) em matéria de Journalistas
saúde por província formados

4 Reactivar actividades de Número de 7 1 14.29% 1 em cada _ _ _


intervenção comunitária Unidades Distrito
(visitas domiciliárias) de Sanitárias Realizada:
rotina nas Unidades com Reactivada no
Sanitárias com técnico de actividades 4.30 Distrito
Psiquiatria e Psicólogo comunitárias KaMpfumu
reactivadas

61
5 Supervisão específica nº de visitas 4 1 25% (3) _ _ _
(Monitoria da de supervisão KaMpfumu,
implementação da distritais (3)
Estratégia e Plano de realizadas Nlhamankulu
Acção de Saúde Mental , (2)
2006-2015) KaMaxakeni,
(3)
25.50
KaMavota,
(3)
KaMubukwa
na, (1)
KaTembe,
(1) KaNyaka

Programa: Desenvolvimento da rede sanitária


Sub Programa: infra estruturas para serviços de referência de Nível I, II e IV

Objectivo do Programa: Melhorar a rede sanitária através da expansão, reabilitação e ampliação da rede primária, secundária e quaternária.
Indicador de Resultado do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por Observações
de /Grau de Local de Fonte de
Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
1 Concluir a construção da Sectores de 1 Maternidade, Maternidade, 1 100% Distrito de _ _ _ -
Maternidade com Maternidade 1 Cozinha e 1 Cozinha e 1 KaMubukwa
lavandaria, cozinha do CS e Cozinha Lavandaria Lavandaria na
Magoanine Construídos

2 Adquirir Geradores de N de 3 2 66% Distritos de _ _ _


Energia Eléctrica geradores de Nlhamankulu
Industriais para os Energia e KaMavota
Hospitais Gerais da Eléctrica
Cidade de Maputo Industriais
adquiridos

62
3 Reabilitar o Depósito Depósito 1 1 100% Distrito de _ _ _
Provincial de reabilitado Nlhamankulu
Medicamentos

4 Instalar sistema de Sistema de 1 sistema de 0 0% Distrito de _ _ _


distribuição gases gases gases KaMaxakeni
medicinais e rampa no medicinais e madicinais, 1
novo edifício para o rampa rampa
Centro de saúde de Polana instalados
Caniço
5 Adquirir Equipamento e % de 100% 100% 100% Distrito _ _ _ 885.609
Mobiliário para a equipamento KaMubukwa
Maternidade do CS adquirido na
Magoanine

Sector: Mulher e Acção Social

Programa: Desenvolvimento da Mulher


Objectivo do Programa: Melhorar a rede sanitária através da expansão, reabilitação e ampliação da rede primária, secundária e quaternária.
Indicador de Resultado do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
executad
Nr. Desempenho*
o por
de /Grau de Local de Fonte de
Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento Observações
1 Continuar o apoio no Número de 12 14 116,6% Todos 2.822 871 1.951 25.00 OE
registo legalização, associações Distritos
capacitação e assistência apoiadas na Municipais
técnica as Associações de legalização
Mulheres para potenciação
das suas habilidades Número de 25 25 100% Todos os 1011 130 881 50.00 OE
empresariais. associações distritos
Capacitadas

Número de 25 26 104% Todos os 1800 200 1600 25.00


associações distritos,
apoiadas excepto
tecnicamente KaKyaka

63
2 Realizar Feiras Locais da Número de 14 14 100% Todos 6793 811 5982 25.00 OE
Mulher Feiras Locais Distritos
realizadas Municipais

Programa: Desenvolvimento da Mulher


Objectivo do Programa: Promover a estabilidade da família, estimulando e reforçando o seu papel na protecção dos seus membros
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
Nr. executad
Desempenho*
de Local de o por Fonte de
/Grau de
orde Indicador de realização da Activida Financiam
Realização (%)
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres de ento Observações
1 Disseminar e implementar Número de 1 0 0% Todos _ _ _
o Plano Nacional de sessoes Distritos
Protecção e realizadas
Desenvolvimento da Não se aprovou o
Família.
plano
2 Prestar apoio psicossocial Número de 15 16 106% Todos 16 6 10 15.00 OE
a pessoas vítimas de Crianças Distritos
violência, doentes mentais vítimas de
compensados, ex-reclusos, violência
ex-toxicodependentes,
repatriados, refugiados e Número de 21 37 176% Todos 37 2 35 20.00 OE
vítimas de tráfico. Mulheres Distritos
vítimas de
violência
Numero 10 12 120% KaMaxakeni 12 2 10 25.00 OE
Pessoas e
Idosas KaMubukwa
vítimas de na
violência
Número de 35 35 100% KaMpfumu, 35 32 3 35.00 OE
doentes Nhlamankulu
mentais e KaMavota
compensados
Número de 5 173 3460% Todos 173 122 51 15.00 OE
ex-reclusos Distritos

64
Número de 12 18 150.00% KaMpfumu, 18 18 0 25.00 OE
ex- Nhlamankulu
toxicodepend KaMubukwa
entes na

Programa: Promoção da Justiça Social


Objectivo do Programa: Garantir o acesso as oportunidades de desenvolvimento, a expressão das capacidades e ao exercício dos direitos cívicos dos grupos vulneráveis
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Local de Orçamen
Indicador de realização da to
Acção planificada Produto Meta acção Beneficiários da Acção executad
Avaliação do o por
Nr. Desempenho* Activida
de /Grau de de Fonte de
orde Realização (%) Financiam
m Planificada Realizada Total Homens Mulheres ento Observações
1 Prestar assistência a N.º de crianças 666 677 101.60% Todos 677 312 365 20.00 OE
crianças em idade assistidas nos Distritos
pré-escolar nos centros infantis excepto
Centros Infantis Públicos KaNyaka
(Públicos e Privados) N.º de crianças 6,000 10,370 173% Todos 10,370 4,018 6,352 20.00 OE
e Escolinhas assistidas nos Distritos
Comunitárias centros infantis excepto
privados KaNyaka
N.º de crianças 4,276 4,597 108% Todos 4,597 2,281 2,316 15.00 OE
assistidas nas Distritos
escolinhas excepto
comunitárias KaNyaka

2 Número de 20 30 150% Todos 30 14 16 50.00 OE


crianças e jovens Distritos
com deficiência excepto
Identificar e integrados no KaNyaka
encaminhar crianças e ensino inclusivo
jovens com

65
deficiência para Número de 180 505 281% Todos 505 306 199 50.00 OE
integração no ensino crianças e jovens Distritos
inclusivo e especial com deficiência excepto
integrados nas KaNyaka
escolas especiais

3 Realizar Parlamento Número de 1 1 100% Nhlamankulo _ _ _ 100.00 OE


Infantil Provincial Parlamentos
Infantis realizados

Programa: Promoção de acesso a informação


Objectivo do Programa: Divulgar a legislação e as estratégias de atendimento aos grupos alvo
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Meta Avaliação do Orçamen
Indicador de Desempenho* to
Nr. Acção planificada Produto /Grau de Beneficiários da Acção executad
de Realização (%) Local de o por Fonte de
orde realização da Activida Financiam
m Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres de ento Observações
1 Realizar acções de Número de spots, 1.000 3000 300% Todos _ _ _ 165.00 OE
sensibilização contra panfletos e Panfletos, 500 Distritos
a violação dos cartazes cartazes e 12
direitos dos grupos produzidos e disticos
alvos divulgados

2 Número de 35 45 128.5% Todos 5,656 957 4,699 00


palestras Distritos
realizadas sobre
os direitos da
mulher
Divulgar através de
palestras, debates e Número de 5 6 120% Todos 65 20 45 00
seminários, os debates realizados Distritos
instrumentos que sobre os direitos Beneficiou todos
protegem os Direitos da mulher que estavam em
dos Grupos Alvo sintonia com a STV

66
(Mulher, Criança, Número de 2 7 200% Todos 456 118 338 135.00 OE
Pessoa Idosa e Pessoa Seminários Distritos
com deficiência) realizados sobre
os direitos da
mulher
Número de 35 45 128.7% Todos 6.421 2.735 3.686 00
palestras Distritos
realizadas sobre
os direitos da
criança
Número de 4 4 100% Todos 2.864 1.687 1.177 00
debates realizados Distritos
sobre os direitos
da criança
Número de 2 3 150% Cidade de 215 62 153 125.00 OE
Seminários maputo
realizados sobre
os direitos da
criança
Número de 35 45 128.5% Todos os 5.656 957 4.699 00
palestras distritos
realizadas sobre
os direitos da
pessoa idosa

Número de 4 10 250% Cidade de 1.261 297 964 00


debates realizados maputo
sobre os direitos
da pessoa idosa

Número de 2 5 250% Cidade de 65 20 45 125.00 OE


Seminários maputo
realizados sobre
os direitos da
pessoa idosa

Número de 35 43 122.8% Todos os 4.551 1.726 2.825 00


palestras distritos
realizadas sobre
os direitos da
pessoa com
deficiência

67
Número de 4 7 175% Cidade de Populac _ _ 00
debates realizados maputo ao em
sobre os direitos geral
da pessoa com
deficiência

Número de 2 1 50% 31 9 22 125.00 OE


Seminários
realizados sobre
os direitos da
pessoa com
deficiência

Programa Assistência Social

Objectivo do Programa: Garantir assistência e protecção aos grupos populacionais em estado de pobreza absoluta e sem capacidade para o trabalho e promover
Indicador de Programa:
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por
de /Grau de Local de Fonte de
Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento Observações
1 Assistência Social Nº de centros 32 33 104% Todos 7,578 3,560 4,018 00
(Assistência Médica e de Distritos
Medicamentosa, acolhimento
Alimentar, Material, as COV's
Escolar, Vestuários, Nº de 65 162 249.2% Todos 162 88 74 75.00 OE
Utensílios domésticos, crianças Distritos
Psico- Social e reunificadas
Entretenimento aos nas famílias
utentes dos Serviços próprias.
Sociais). Nº de 10 23 230% Todos 23 14 9 20.00 OE
crianças Distritos
adoptadas
Nº de 70 128 182.8% Todos 128 65 63 00
crianças Distritos
tuteladas

68
Nº de 10 15 150% Todos 15 11 4 150.00 OE
crianças Distritos
integradas em
famílias de
acolhimento

Programa: Apoio Institucional Administrativo


Objectivo do Programa: Melhorar as infra-estruturas, o apetrechamento e a capacitação instituicional administrativa
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Indicador de Resultado:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
de Produto realização da to
Planificada Realizada Avaliação do Total Homens Mulheres
orde acção executad
Desempenho*
m o por Fonte de
/Grau de
Activida Financiam
Realização (%)
de ento Observações
1 Construir, Reabilitar, Centro de 1 0.00% DM _ _ _
Ampliar, e apetrechar Apoio a Nhlamankulu
Infra-estruturas de Velhice de ,
Assistência aos Grupos Lhanguene KaMaxakeni
Alvo Reabilitado
2 Apetrechar as Direcções Numero das 7 0.00% Todos _ _ _
Distritais da Mulher e Direcçoes Distritos
Acção Social, incluindo a apetrechadas Municipais
Sede
3 Realizar consultas técnicas Número de 60 de 53 88.3% Todos _ _ _
com a sociedade civil, visitas de monitoria Distritos
Balanços periódicos, monitoria e
desenvolver acções de inspecção
monitoria e avaliação realizadas
assim como fiscalizar 48 visitas de 40 83% _ _ _
diferentes áreas do sector Inspecção.
da MAS

69
Sector: INAS

Programa Assistência Social


Objectivo do Programa: Minimizar as condições de vulnerabilidade dos indivíduos e ou famílias da Cidade de Maputo
Indicador de Programa:
Meta do Programa: Garantir a Assistência Social a pessoas ou famílias vulneráveis na Cidade de Maputo
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
executad
Desempenho*
o por Fonte de
/Grau de Local de
Activida Financiam
Nr. de Indicador de Planifica Realização realização da
de
ordem Acção planificada Produto da Realizada (%) acção Total Homens Mulheres ento Observações
1 Apoio Social Directo Assistidas pessoas 1,207 1,207 100% Cidade de 1,207 243 964
em situação de Maputo
vulnerabilidade
2 Concessão do Subsídio Nro de pessoas 9,067 9,606 106% Cidade de 9,606 1,828 7,778
Social Básico assistidas Maputo
3 Atendimento em Serviços Nro de pessoas 526 731 101.5% Cidade de 731 278 453
Social de Acção Social assistidas Maputo
4 Acção Social Produtiva Nro de pessoas 3,700 0% Cidade de _ _ _
assistidas Maputo
5 Apoiar as Iniciativas Nro de pessoas 259 0% Cidade de _ _ _
Geradoras de rendimento assistidas Maputo

70
Programa: Apoio Instituicional Administrativo
Objectivo do Programa: Melhorar as infra-estruturas, o apetrechamento e a capacitacaio instituicional administrativa
Indicador de Resultado do Programa:
Meta (Valor) do Indicador de Resultado do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
Nr. executad
Desempenho* Fonte de
de Local de o por
/Grau de Financiam
orde Indicador de realização da Activida
Realização (%)
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres de ento Observações
1 Construir um edifício Construído Montagem do Estaleiro 100% Distrito _ _ _
um edifício Estaleiro e montado e Municipal
execução de executada KaMaxakeni
fundações fundações

Sector: Juventude e Desportos

Programa: MJD02 Promoção da participação da Juventude no Desenvolvimento Nacional


Objectivo do Programa: Promover a participação da juventude, emprego e auto emprego, elevando a sua capacidade de intervenção no desenvolvimento nacional

Indicador de Programa: Reduzir a taxa de desemprego nos jovens


Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
de Produto realização da to
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total Homens Mulheres executad
m Desempenho* o por Fonte de
/Grau de Activida Financiam
Realização (%) de ento Observações
1 Financiar micro-projectos N de micro- 10 43 430% Todos os 24 19 5
de geração de rendimentos projectos distritos
do Fundo de Apoio as financiados excepto Assinado
Iniciativas Juvenis (FAIJ) KaNyaka memorando com o
MozaBanco

2 Formar jovens em matéria Nº de jovens 120 120 100% Todos os 84 54 30 Capacitados em


de elaboração de projectos formados distritos Gestão de
e gestão de negócios. excepto Pequenos
KaNyaka Negócios, 84
jovens, sendo 30
mulheres e 54
71
homens.

3 Formar jovens em cursos Nº de jovens 175 6.806 389% Todos os 175 100 75
profissionalizantes em formados distritos Realizadas 7
coordenação com INEFP excepto accoes de
KaNyaka capacitacao

4 Realizar feiras de Nº de jovens 10 10 100% Distrito 10 8 2


orientação para o trabalho expositores Municipal
envolvidos KaMubukwa
na
5 Fomentar acesso a terra Nº de talhões 300 0 0.00% _ _ _ Aguarda-se
para Habitação Jovem em concedidos orientação do
parceria com o CMCM Conselho
Municipal da
Cidade de Maputo.

Programa: MJD 02 Promoção do Associativismo Juvenil


Objectivo do Programa: Consolidar o associativismo juvenil como forma mais efectiva de organização, fonte de aprendizagem participativa da juventude
Indicador de Resultado do Programa : Capacitadas e legalizadas as associações juvenis e melhorada a sua capacidade de gestão
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
de Produto realização da to
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total Homens Mulheres executad
Desempenho*
m o por Fonte de
/Grau de Activida
Realização (%) Financiam
de ento Observações
1 Apoiar técnica e Nº de 1 Contrato 1 100% Cidade de 40 25 15 86000 OE
institucionalmente, CPJ's e contrato Programa Maputo
CDJ's programa Rubricado
assinados entre DJDCM
e o Conselho
da Juventude.
2 Realizar fóruns de diálogo Nº de jovens 1400 1400 100% Cidade de 1400 870 530 5000
com a juventude. abrangidos Maputo

72
3 Capacitar líderes do Nº de Lideres 210 210 100% Todos os 210 120 90 25000
movimento associativo do Distritos
juvenil em matéria de Movimento excepto
liderança e gestão associativo KaNyaka
associativa juvenil
capacitados
4 Apoiar a "IX Edição do Nº de 80 300 375% Distrito M. 300 120 180 7000
Programa Ferias estudantes KaMpfumu
Desenvolvendo o Distrito" finalistas
envolvidos
5 Assegurar a criação de Nº de Corpos 1 0 0% Cidade de _ _ _
Corpos Provinciais de criados Maputo
Jovens Voluntários

6 Prestar apoio técnico e Nº de 40 40 100% Todos _ _


metodológico e financeira Associações Distritos
associação juvenis Juvenis

Programa: Formulação e Implementação de Politica


Objectivo do Programa: Assegurar a divulgação e implementação de políticas que promovem a participação activa da juventude nos processos de desenvolvimento do Pais
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento
de Produto realização executado
Planificada Realizada Avaliação do Total Homens Mulhere
orde da acção por Fonte de
Desempenho* /Grau de s
m Actividade Financia
Realização (%)
mento Observações
1 Divulgar a Politica e Nº de jovens 800 814 101.2% Todos os 814 195 99 17.100
Estratégia da Juventude e abrangidos Distritos
a Declaração do III
Encontro Nacional da
Juventude (Declaração de
Rapale)

2 Assegurar o Nº de sessoes 2 2 100% Todos os _ _ _ 27.200


funcionamento do Distritos
CIADAJ a nível Nacional excepto
KaNyaka

73
3 Instituir o Premio Jovem Nº de jovens 1 0 0.00% Todos os _ _ _ Actividade
Criativo premiados Distritos planificada para o
excepto mes de Novembro
KaNyaka

AREA DO DESPORTO

Programa: Formulação e Implementação de Politicas na área do Desporto


Objectivo do Programa: Assegurar a formulação e implementação de políticas e estratégias que promovam o desporto como factor catalisador da formação integral do Homem.
Indicador do Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento
de Produto realização da executado
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total Homens Mulheres por Fonte
m Desempenho* Actividade de
/Grau de
Realização (%) Financi
amento Observações
1 Material e 700 Bolas 700 Bolas 100% Todos os _ _ _ 170.518.73
Equipamento 1.000 Coletes 1.000 Coletes distritos
distribuido; 200 Mecos 200 Mecos excepto
1.000 Cordas; 1.000 Cordas; KaNyaka
50 fita métricas 50 fita
Assegurar a formação de 1.000 métricas 1.000
animadores desportivos, camisetes camisetes
aquisição e 1.000 Bonés 1.000 Bonés
disponibilização de 50 50
material e equipamento Cronómetros e Cronómetros e
desportivo para a 50 Apitos; 50 Apitos
implantação dos
programas de Nº de 50.000 50.000 100% Todos os 1447 851 596 30000
massificação desportiva: praticantes Distritos
Bebec, Semana Nacional envolvidos excepto
do Desporto, Desporto em torneios; KaNyaka
Recreativo, Juventude Nº de 10 10 100% Todos os _ _ _ 10000
Ocupada, Juventude Núcleos Distritos
Saudável, Desporto Desportivos excepto
Cidadania e Ginásios ao criados KaNyaka
Ar livre Nº de 175 175 100% Todos os 122 73 49 74.940
Animadores Distritos
formados excepto
KaTembe e
KaNyaka

74
2 Realizar e participar no III Nº de 200 200 100% Todos os 200 140 60 100.050
Festival Nacional dos praticantes Distritos
Jogos Tradicionais envolvidos excepto
KaNyaka

Objectivo do Programa: Adopção de medidas e mecanismos para a prática de Educação Física e Desportos e massificação desportiva dando ênfase na formação de agentes desportivos
Indicador do Resultado do Programa:
Meta do programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por Fonte de
de /Grau de Local de
Activida Financiam
orde Indicador de Realização (%) realização da
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento Observações
1 Apoiar o Movimento Nº de 1 1 100% Todos os _ _ _
Associativo Desportivo da associações Distritos
Cidade apoiadas excepto
KaNyaka
2 Formar Agentes Nº de 100 100 100% Todos os 100 70 30 30000
Desportivos incluindo Agentes Distritos
matérias de Saúde Sexual Desportivos excepto
e Reprodutiva, HIV e formados KaNyaka
SIDA
3 Apoiar a realização de Nº de 5 0 0.00% Todos os _ _ _
campeonatos provinciais campeonatos Distritos
de escalões de formação realizados excepto
KaNyaka
4 Apoiar as associações Nº de 5 5 100% Todos os 11 _ _
Provinciais na realização associações Distritos
de exames médicos desportivas excepto
apoiadas KaNyaka

75
Programa: Formulação e Implementação de Politicas na área do Desporto
Objectivo do Programa: Assegurar a formulação e implementação de políticas e estratégias que promovam o desporto como factor catalisador da formação integral do Homem.
Indicador do Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto Planificada Realizada Avaliação do realização da Total Homens Mulheres executado de
orde Desempenho* acção por Financi
m /Grau de Actividade amento
Realização (%)
1 Apoiar a legalização das Nº de 10 13 130% Todos os N/A N/A N/A 6000
associações desportivas e clubes associações Distritos da
Cidade

2 Divulgar a Estratégia de Nº de 350 375 107% Todos os 325 200 125


Implementação da Política do participante Distritos
Desporto, Plano da Mulher no s abrangidos excepto
Desporto, Estatuto de Alta KaNyaka
Competição.
Programa: Apoio Institucional Administrativo
Objectivo do Programa: Melhorar as Infra-estruturas Desportivas e Juvenis

Indicador de Resultado do Programa: Jovens com Conhecimentos que lhes permitam adquirirem habilidades para a vida.
Meta do Indicador de Resultado:
Nr. de Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
ordem Produto Planificada Realizada Avaliação do realização da Total Homens Mulheres executado de
Desempenho* /Grau acção por Financi
de Realização (%) Actividade amento
1 Construir centros Concluída a Sala de Reuniões 25.00% Distrito N/A N/A N/A 213.462 Obra iniciada,
juvenis segunda fase do Casas de Banho, KaTembe estando na fase de
projecto Recepção e alinhamento de
Arrumos bloco.
2 Construir centros Concluída a Biblioteca, Sala de 30% Distrito N/A N/A N/A 135.000
juvenis segunda fase do Reuniões, Sala de KaMubukwa
projecto Internet, Casas de na
Banho,
3 Aquisição de 6 Secretarias, 6 05 100% Todos os N/A N/A N/A 266.131.34
computadores e cadeiras rolantes, 6 Armários, distritos
mobilar as armários/cacifos 02 Blocos excepto
direcções Composto KaNyaka
distritais s, 03
gavetas e
01
secretaria.

76
Desenvolvimento Económico
Sector: Agricultura
Programa:Produtividade Agricola
Objectivo do Programa: Aumentar a Produtividade Agrícola
Indicador de Resultado do Programa: Aumentada a produção agrária anual em 7%.
Meta (Valor) do Indicador de Resultado do Programa:
N˚/O Acção Planificada Indicador do Meta Localização Beneficiários de acção Orçamento Fonte de
Produto Planificada Realizada Avaliação do da acção Total Homens Mulheres executado Financiam
Desempenho* /Grau por ento
de Realização (%) Actividade
1 Fomento de aves (pato Aves 505 405 81% 101 62 39
mudo, mareco, peru e fomentadas OE
ganso) KaMavota,
2 Treinar extensionistas na Extensionista 23 23 100% KaMubukwa 23 13 10
colecta e processamento s treinados. na, KaNyaka
de informação e KaTembe OE
Estatística agrária
3 Treinar produtores em Produtores 750 0 0.00% KaMavota, _ _ _
agricultura de conservação treinados por KaMubukwa OE
ano. na, KaNyaka
4 Adquirir insumos Insumos 1,200 3.235 263.5% KaTembe _ _ _
agricolas adquiridos
OE
para
produtores.
5 Treinar produtores no uso Produtores 2 2 100% KaMavota, 84 52 32
de pesticidas biológicos treinados por KaMubukwa
ano. na, KaNyaka OE
Formados 84
KaTembe
produtores
6 Manutenção do viveiro Mudas 5,000 4029 81% KaNyaka e 984 806 178
principal de mudas produzidas KaTembe OE
7 Intensificar a produção de Intensificada 131 143 100% KaMpfumu, 1814 520 1294 OE
tomate. a produção de KaMaxakeni,
tomate. Nlhamakulu,
KaMavota e
KaMubukwa
na

77
Programa:: Produção orientada para o mercado
Objectivo do Programa: Incentivar o aumento da produção agrária orientada para o mercado
Indicador de Resultado do Programa: Aumento da Produção em 7%.
Meta (Valor) do Indicador de Resultado do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de realização da Beneficiários da Acção Orçamento Fonte de
de Produto acção executado Financiam
Planificada Realizada Avaliação do Total H M
orde por ento
m Desempenho* Actividade
/Grau de
Realização (%)
1 Realizar feiras agro- feiras 15 14 93.3% KaMpfumu, 82 31 51
pecuárias realizadas KaMaxakeni,
OE
Nlhamakulu, KaMavota
e KaMubukwana

Programa: Infra-estruturas agrárias e capacidade agrária


Objectivo do Programa: Promover a construção e reabilitação de infra-estruturas agrárias
Indicador de Resultado do Programa:
Meta (Valor) do Indicador de Resultado do Programa:
Nr. de Acção planificada Indicador de Produto Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte de
ordem realização da executado Financiament
Planificada Realizad Avaliação do Total H M
acção por o
a Desempenho* Actividade
/Grau de
Realização (%)
1 Desassorear canais de Extensão em 70 96.9 138.4% KaMavota, 3.982 1.365 2.617
Rega e Drenagem. quilómetros de canais KaMubukwa
secundários de na.
irrigação e drenagem
desassoreados (km)
2 Realizar o Valas principais de 15 7 46.7% KaMavota, 9,000 3,500 5,500
desassoreamento irrigação e drenagem KaMubukwa
Mecânico de Valas desassoreados (km) na.
Principais.
3 Reabilitar as vias de Extensão em metros 10,500 11.500 109.5% KaMavota, 13,000 9,000 4,000
acesso aos campos de de estradas terciárias KaMubukua
Produção reabilitadas na, KaTembe
4 Construir sistemas de Aumento de hectares 46 46 100% KaMavota, 13,000 9,000 4,000 Em curso o
rega irrigados KaMubukua processo de
permanentemente. na, KaTembe adjudicação
78
5 Construir corredores Corredores de 1 1 100% KaTembe 1,022 203 819
de tratamento tratamento Em curso o
construídos processo de
adjudicação

Programa: Apoio Instituicional Administrativo


Objectivo do Programa: Melhorar as infra-estruturas, o apetrechamento e a capacitação institucional administrativa
Indicador de Resultado do Programa:
Meta (Valor) do Indicador de Resultado do Programa:
Nr. de Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte de
ordem Produto Planificada Realizada Avaliação do realização Total H M executado Financiame
Desempenho* da acção por nto
/Grau de Actividade
Realização (%)
1 Construção da Casa- Casa-Agraria 1 0 0.00% KaMavota 328704
OE
Agraria Construida

Sector: Indústria e Comercio


Programa: Apoio Instituicional Administrativo
Objectivo do Programa: Melhorar as infra-estruturas, o apetrechamento e a capacitação instituicional administrativa
Indicador de Resultado do Programa:
Meta (Valor) do Indicador de Resultado do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Nr. Avaliação do executad
de Desempenho* Local de o por Fonte de
orde Indicador de /Grau de realização da Activida Financiam
Realização (%) ento
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total H M de
1 Continuar a Reabilitar e Edificio 1 1 100% O Planificado foi
Apetrechar as instalações Reabilitado cumprido, faltando
KaMpfumu 58 20 38 381,812.5 OE
da Direcção terminar as portas do
0
R/C,

79
Programa: Made In Mozambique
Objectivo do Programa: Promover os produtos Moçambicanos no Mercado Regional
Indicador de Resultado do Programa: Promover todos Agentes Económicos o Melhoramento de Qualidade nos Produtos Locais
Meta do Programa: Promoção do Produto no Mercado Interno e Atribuir selo Made in Mozambique
Meta Beneficiários da Acção Orçamento
Nr. Avaliação do executado
de Desempenho* Local de por Fonte de
orde Indicador de /Grau de realização da Actividade Financia
m Acção planificada Produto Planificada Realizada Realização (%) acção Total H M mento
1 Promover o uso do Selo No de 30 55 183.3% Cidade de N/A N/A N/A 25.500,00
Made In Moçambique iniciativas Maputo
para a
Concessão do OE
Direito do
Uso do Selo

Programa: Made In Mozambique


Objectivo do Programa: Melhoria da qualidade, produtos e serviços
Indicador de Resultado do Programa: Exposição de Produtos Nacionais e Estrangeiros
Meta do Programa: Participação de Empresas e Inovação de Produtos
Nr. de Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
ordem Produto Planificada Realizada Avaliação do realizaçã Total H M executado por de
Desempenho* /Grau o da Actividade Financia
de Realização (%) acção mento
1 Demonstrar as Exposição de 115 Empresas 1 100% Ricatlha N/A N/A N/A
Potencialidades Produtos Nacionais participantes e Distrito
Produtivas e e Estrangeiros, 25 Produtos de 42 dentro do
promover a celebração de Inovados Marracue OE Stand da
imagem da Acordos comerciais ne Cidade
Cidade de Maputo e outros.
FACIM

80
Sector: BAU
Programa: Promoção do Empresariado Nacional
Objectivo do Programa: Promover o acesso a informação e a facilitação dos procedimentos para o inicio dos negócios com vista ao desenvolvimento do empresariado nacional
Indicador de Resultado do Programa:
Meta (Valor) do Indicador de Resultado do Programa:
Nr Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
. to
Avaliação do executad
de Desempenho*
or Local de o por Fonte de
/Grau de Activida
de Indicador de realização da Financiam
Realização (%) de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total H M ento
1 Construir um edificio Nº de 1 0 0.00% Cidade de N/A N/A N/A
edificios Maputo OE
construidos
2 Criar delegações Distrais do Nº de 2 0 0.00% Distritos N/A N/A N/A
BAU Instalações Municipais
criadas KaMavota e OE
KaMubukwa
na

Sector: Turismo
Programa Apoio Institucional Administrativo
Objectivo do Programa: Melhorar as infra-estruturas, o apetrechamento e a capacitação institucional e administrativa
Indicador de Programa:
Meta do Programa:
Nr. de Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
ordem Produto realização da executado de
Planificada Realizada Avaliação do acção Total H M por
Desempenho* /Grau Financi
Actividade amento
de Realização (%)
1 Concluir a reabilitação Número de 1 1 100.00% Direcção do _ _ _ 247.249,17 OE
das instalações edificios Turismo
reabilitados
Programa: Mocambique - destino turístico de classe mundial
Objectivo do Programa: Desenvolver acções de promoção visando posicionar Moçambique como destino turístico de classe mundial através da valorização de elementos históricos culturais, eventos desportivos
e da consciencialização dos intervenientes com o Programa de Bem Servir e da promoção do turismo doméstico
Indicador de Programa:
Meta do Programa:
Nr. de Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
ordem Produto realização da executado de
Planificada Realizada Avaliação do Total H M
acção por Financi
Desempenho* /Grau Actividade amento
de Realização (%)

81
1 Monitorar Número de 10 9 90.00% Cidade de _ _ _ 40.000.00
empreendimentos em empreendime Maputo
OE
implantação ntos
monitorados
2 Actualizar o cadastro da Número de 1 1 100.00% Cidade de _ _ _
Cidade de Maputo e o base de dada Maputo
levantamento estatístico actualizada OE
nos estabelecimentos

3 Monitorar os serviços Número de 150 30 20.00% Cidade de _ _ _


prestados nos estabelecime Maputo OE
estabelecimentos ntos
4 Realizar feira de Numero de 1 1 100,00% Cidade de 10.000 3.500 6.500 100.080,20
gastronomia (Dia feiras Maputo A Direcção
Mundial do Turismo) e realizadas participou na Feira
participar na Bolsa de de INDAMBA,
Turismo de Maputo acompanhada de 10
OE
(BTM) e na feira de operadores
INDABA na RSA turisticos;

Programa Gestão da Qualidade


Objectivo do Programa: melhorar a qualidade da provisão de produtos e serviços turísticos, através da formação e capacitação de técnicos profissionais da área do turismo e da fiscalização das actividades
turística
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte Observacao
de Produto realização da executado de
Planificada Realizada Avaliação do Total Homens Mulheres
orde acção por Financi
Desempenho*
m Actividade amento
/Grau de
Realização (%)
1 Formar tecnicos Nº de tecnicos 8 6 75.00% Cidade de 5 2 3
formados Maputo OE

2 Formar profissionais de Nº de 100 100 100.00%


turismo em matérias ligadas a profissionais
100 67 33 OE
hospitalidade, marketing e formados Realizados 3
estatística. cursos

82
Sector: Transportes e Comunicações
Programa Desenvolvimento Rodoviário
Objectivo do Programa: Reforçar a Rede de Transportes Urbanos
Indicador de Resultado do Programa: Melhoria da oferta dos serviços de Transportes
Meta do Programa: Aumento da frota de veículos de carga, veículos de passageiros Interdistritais, veículos de aluguer de passageiros
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto Planificada Realizada Avaliação do realização da Total Homens Mulheres executado de
orde Desempenho* acção por Financi
m /Grau de Actividade amento
Realização (%)
1 Licenciar veículos para o Número de 516 592 114,7% Cidade de _ _ _ OE
transporte nacional de veículos Maputo
mercadorias licenciados
2 Licenciar veículos para o Número de 32 46 143,83% Cidade de _ _ _ OE
transporte interdistrital de veículos Maputo
passageiros licenciados
3 Licenciar veículos para o Número de 45 67 148,9% Cidade de _ _ _ OE
transporte de aluguer de veículos Maputo
passageiros licenciados
4 Emitir Declarações para o Nº de 42 46 109,5% Cidade de _ _ _ OE
transporte ocasional declarações Maputo
emitidas
5 Licenciar reboques e Nº de 170 191 112,4% Cidade de _ _ _ OE
semi-reboques reboques e Maputo
semi reboque
licenciados

Programa: Apoio Institutional Administrativo

Objectivo do Programa: Melhorar a Infra-estrutura, o Apetrechamento e a Capacitação Institucional Administrativa

Indicador de Programa: Melhoria da Capacidade Institucional

Meta do Programa: Apetrechamento da Direcção Provincial dos Transportes e Comunicações de Maputo Cidade

Meta Beneficiários da Acção Orçamen


Nr. to
Avaliação do Local de
de Indicador de executad
Acção planificada Desempenho* realização da Fonte de
orde Produto Planificada Realizada Total H M o por
/Grau de acção Financiam
m Activida
Realização (%) de ento
1 Apetrechar a Direcção Direcção 1 Direcção 1 100.00% Cidade de 23 16 7 85439.25
apetrechada apetrechada Maputo OE

83
SECTOR: DELEGAÇÃO DO INSTITUTO NACIONAL DOS TRANSPORTES TERRESTRES
Programa Desenvolvimento Rodoviário
Objectivo do Programa: Reforçar a Rede de Transportes Urbanos
Indicador de Resultado do Programa: Melhoria da oferta e dos serviços de Transportes
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Desempenho* o por
/Grau de Local de Fonte de
Activida
Nr. de Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
ordem Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
1 Formar Técnicos em numero de 10 0 0.00% Cidade de 10 _ _
matéria de segurança tecnicos Maputo OE
rodoviária formados

Sector: ADMINISTRAÇÃO DO PARQUE IMOBILIÁRIO DO ESTADO


Programa Apoio Institucional Administrativa
Objectivo do Programa: Melhorar a infra-estrutura e garantir o seu apetrechamento
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa: Manter os imóveis em bom estado de habitabilidade
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto realização da executado de
orde Planificada Realizada Avaliação acção Total Homens Mulheres por
do Financi
m Actividade amento
Desempenho
* /Grau de
Realização
(%)
1 Garantir a manutenção e N de Imoveis 6 8 133.3% 1. Kenneth Kaunda 8 N/A N/A
reabilitação de Imóveis nº167/140, 2. Av do
Zimbabwe, nº
315/519/1879, 3.Av
Kkaunda 921/13,
4.Rdar-Es-Salaam OE
37, 5.F.Engels317,
6.Plumumba 178,
7.Mtsetung850,
8.GCoutinho313,

84
2 Realizar obras de Pequeno Nº de obras 1 2 200.00% Av. Eduardo 41 28 13
Monte Mondlane, 2815 e
Av. Ahmed Sekou
Touré 2890 APIE
SEDE Instalações

3 Supervisionar Obras do Nº de obras 13 9 69.2% Maputo Cidade _ _ _


OE
Governo supervionadas
4 Fiscalizar Nº de Imoveis 700 287 41% Distritos 574 N/A N/A
Municipais:
KaMpfumu,
Nlhamankulo, e OE
KaMubukwane.

Sector: INE – Delegação da Cidade


Programa Apoio Institucional Administrativa
Objectivo do Programa: Melhorar a infra-estrutura
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto Planificada Realizada Avaliação do realização da Total Homens Mulheres executado de
orde Desempenho* acção por Financia
m /Grau de Actividade mento
Realização (%)
1 Apetrechar a Delegação equipamento 80.00% Cidade de 30 22 8 3358630.46 Adquiridos 5
em equipamento informatico 10 8 Maputo OE desktop, 2 laptop
informatico e 1 fotocopiadora
2 Estudar a viabilidade para Estudo 100.00% Cidade de 30 22 8
1 1 OE
a construção da Delegação realizado Maputo

85
Programa: Fornecimento de dados estatísticos oficiais do país
Objectivo do Programa: Responder a necessidades de estatísticas dos utilizadores e promover a utilização das estatísticas oficiais (INE)
Indicador de Resultado do Programa: Respondidas as necessidades de estatísticas dos utilizadores e promovida a utilização das estatísticas oficiais
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto Planificada Realizada Avaliação do realização da Total H M executado de
orde Desempenho* acção por Financi
m /Grau de Actividade amento
Realização (%)
1 Produzir o Anuário 1 Anuário 1 0 0.00% Maputo _ _ _ 0 OE
Estatístico Provincial Estatístico Cidade
(2012) produzido
2 Produzir o Índice de 12 de Boletins do 12 12 100% Maputo _ _ _ 126 OE
Preços no Consumidor IPC e 12 Boletins Cidade
(IPC) e de preços médios de Preços Médios
mensais (BPM) produzidos

3 Produzir o Boletim 2 Boletins 2 0 0.00% Maputo _ _ _ 0


Semestral (PPM) Semestrais Cidade OE
produzidos
4 Realizar seminários de 3 Seminários de 3 1 33.30% Maputo _ _ _ 66 OE
sensibilização dos sensibilização e 1 Cidade
fornecedores de dados Seminário de
estatísticos, divulgação de reflexão
informação estatística
produzida e de Reflexão

86
Sector:Trabalho
Programa: PROMOÇAO DA LEGALIDADE LABORAL
Objectivo do Programa: Prevenir e resolver os conflitos laborais, e controlar a legalidade laboral, visando melhores condições de Trabalho.
Indicador de Resultado do Programa: Abranger maior número de estabelecimento
Meta do Programa: Garantir a estabilidade laboral em 100%
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte de
de Produto realização da executado Financiam
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total H M por
Desempenho* ento
m Actividade
/Grau de
Realização (%)
1 Inspeccionar nº de 804 859 107% Cidade de N/A N/A 1
OE
estabelecimentos estabelecimentos Maputo
2 Contratar mao de nº de processos 3.015 6.402 153% Cidade de N/A N/A
obra estrangeira Maputo OE

Sector:CEMAL
Programa: regularização de mão-de-obra estrangeira e dirimir conflitos laborais
Objectivo do Programa: Melhorar o funcionamento do Trabalho, prevenção de conflitos laborais e legalização de trabalhadores Estrangeiros
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa: Reduzir os conflitos laborais
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
executad
Nr. Desempenho* o por
de /Grau de Local de Activida Fonte de
orde Indicador de Realização (%) realização da de Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total H M ento
1 Prevenir e resolver os Redução de 4.500 utentes 1.545 35% Cidade de N/A N/A N/A 300.858
conflitos Laborais Conflitos Maputo
Laborais

87
Sector: INEFP – Delegação da Cidade
Programa: Facilidade de Emprego e Formação Profissional
Objectivo do Programa: criar emprego
Indicador de Resultado do Programa: Mais empregos criados, mais beneficiários de acções de emprego
Meta do Programa: Cumprido 100% das actividades programadas

Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto Planificada Realizada Avaliação do realização da Total Homens Mulheres executado de
orde Desempenho* acção por Financi
m /Grau de Actividade amento
Realização (%)
1 Providenciar Kits básicos Nº de 100 154 154% Todos os 154 33 121 0
aos beneficiários, pacotes beneficiários Distritos
OE
integrados do Auto dos Kits Municipais
emprego
2 Reforçar tecnicamente o Nº de 39 14 36% Todos os 39 10 4 132.886.5
nº de operadores operadores Distritos
informais, capacitar capacitados Municipais OE
pequenos e médios
empresários
3 Promover acções de Número de 14.156 14.757 104% 14.757 8.149 6.608 900.000
formação profissional no beneficiários
âmbito da implementação de acções de
da Estratégia de Emprego formação OE
e Formação Profissional profissional
(EEFP)
5 Apoiar o associativismo Reduzir o 3 2 67% Todos os 11 5 6 29.72
nível de Distritos OE
desemprego Municipais

88
Programa: promoção de emprego e Formação Profissional
Objectivo do Programa: promover a empregabilidade dos cidadãos
Indicador de Resultado do Programa: número de empregos criados, número de beneficiários de formação profissional
Meta do Programa:
Orçamento
Meta Beneficiários da Acção
executado
Avaliação do
por Fonte
Nr. Desempenho*
Actividade de
de /Grau de Local de
orde Indicador de Realização (%) realização da Financi
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres amento
1 Construir, reabilitar e 2 Novos 2 Em curso 50.00% Distrito _ _ _ 4.472.210
apetrechar infra-estruturas centros de Municipal
de emprego e formação formação KaTembe e Em fase de
profissional profissional Distrito montagem de
OE
construídos Municipal casquilhos e loica
KaMubukwa sanitária
na

Dois blocos 2 Em curso 45.00% Distrito M. _ _ _ 2.115.698 Em fase de


Administracti KaTembe e cobertura dos
OE
vos KaMubukwa balneários e do
Construidos na blocoadministrativo

Sector: Finanças Publicas


Programa Apoio Institutional Administrativa
Objectivo do Programa: Melhorar a infra-estrutura apetrechamento - Capacitação Institucional Administrativa
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto realização da executado de
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total Homens Mulheres por
Desempenho* Financi
m Actividade amento
/Grau de
Realização (%)
1 Construir 1 edificio Nº de 1 Edificio 0.00% KaMavota 315173.43 Feito apuramento
edificios Em curso 170 OE das empresas
construido vencedora

89
2 Capacitar técnicos em Nº de 3 Capacitações 100.00% Cidade de
matérias de Planificação e capacitações Maputo
Orçamentação 3 100 33 63 OE

Programa: Gestão de Finanças Publicas


Objectivo do Programa: Melhorar a eficiência e eficácia de Gestão de Finanças Publicas
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
executad
Desempenho*
o por
/Grau de
Activida
Nr. Realização (%)
de Fonte de
De Local de
orde Indicador de realização da Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
1 Realizar 2 sessões do Melhoria do 2 Observatórios e 2 100.00% Cidade de 280 146 141 Duas sessões
Observatório de processo de um retiro Maputo realizadas, primeira
Desenvolvimento e um planificação
OE 137 participantes e a
retiro com Planificadores segunda com 150
participantes
2 Elaborar, acompanhar e Nº de 6 6 100% Cidade de NA N/A N/A
avaliar a execução dos documentos Maputo
instrumentos de curto e elaborados OE
médio prazo

3 Garantir o pagamento de Pagamento de 179 Sectores 179 100% Cidade de 2.136 _ _ 1.255 Recebem via
Salário e remunerações despesas em do Governo da Maputo SPAV e AFU/conta do Gestor
aos funcionários tempo útil Cidade SNV OE /instituicao e 881 Via
contratados por via directa 50 Directa / valor na
conta do funcionario

90
GOVERNAÇÃO, DESCENTRALIZAÇÃO, COMBATE A CORRUPÇÃO E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

Sector: Administração Pública


Programa: Descentralização, reforma e Capacitação dos órgãos locais do estado
Objectivo do Programa: Implementar a Reforma Institucional da Administração Local do Estado
Indicador de Resultado do Programa: Administração Pública assente em procedimentos legais, funcionais, transparentes e eficientes
Meta do Programa: Maior percentagem do cumprimento das actividades
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* Observações
de Local de o por Fonte de
/Grau de Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total H M de ento
1 Formação de funcionários Nº de 180 180 100.00% IFAPA 180 56 124 -
em material de funcionários OE
Administração Pública formados.

Programa: Apoio Insttitucioanal Admiistrativo


Objectivo do Programa: Melhorar as Infraestruituras, apetrechamento e Capacitação Administrativo
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* Observações
de Local de o por Fonte de
/Grau de Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total H M de ento
1 Construir a residência Residencia 1 25.00% Cidade de - Foi concluída a
oficial do Secretario construida Maputo sapata, estando na
Permanente fase de
OE
levantamento das
paredes

91
Sector: Ordem e Segurança Pública

Programa: Manutenção da Ordem, Segurança e Combate a Criminalidade


Objectivo do Programa: Garantir a Ordem e Segurança de pessoas e bens, clima de paz e tranquilidade públicas, bem como o combate efectivo ao crime organizado e a criminalidade em geral
Indicador de Resultado do Programa: Percentagem de casos esclarecidos
Meta do Programa: 90% de operactividade policial alcançada
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte de
de Produto realização da executado Financia
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total H M por
Desempenho* mento
m Actividade
/Grau de
Realização (%)

1 Garantir a operatividade Nº de casos 8.877 7.525 85.00% Cidade de _ _ _


policial resolvidos Maputo OE

2 Emitir Bilhetes de N⁰ de 175.000 164.630 94.00% Cidade de 164.630 98.356 66.27 25.490
Identidade Bilhetes Maputo 4 OE
emitidos
3 Prevenir e combater à Nº de casos 480 424 88.00% Cidade de 93,509 65,098 28,411 5061762
violência doméstica resolvidos Maputo OE

4 Combater e prevenir os N⁰ de 115,000 96,000 83.48% Cidade de 96,000 66,870 29,13


acidentes de viação e suas palestras Maputo 0 OE
consequências
5 Formar reguladores de Nº de _ _ 0.00% Cidade de _ _ _
OE
trânsito escolar formados Maputo

92
Sector : STAE
Programa: Desenvolvimento Autárquico e Urbano
Objectivo do Programa: Prosseguir e consolidar a Autarcização Gradual do Pais
Indicador de Resultado do Programa: Expandida a administração Municipal e Melhorada a Participação dos Munícipes no Desenvolvimento Local
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por
de /Grau de Local de Fonte de
Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
1 Construir instalações para Instalação Direção do 1 90.00% KaTembe _ _ _
os STAEs distritais construída STAE OE
construída
2 Fazer a supervisão e Nº de 15 Visitas de 15 100.00% _ _ _
acompanhamento da supervisões supervisão
OE
Acção/Actividades feitas
Autárquicas

Sector: Recrutamento e Mobilização


Programa: Provisão de efectivos para as FADM e Serviço Cívico
Objectivo do Programa: Assegurar o cumprimento dos serviços militar e cívico como um dever patriótico e uma escola de cidadania e de unidade nacional
Indicador de Resultado do Programa: Número de ciclos de recrutamento militar realizados
Meta do Programa:FADM e serviço cívico de Moçambique providos de efectivo para cumprimento das missões perenes
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por
de /Grau de Local de Fonte de
Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total H M ento
1 Fazer o recenseamento Nº de jovens 17,000 39,017 229.50% Cidade de 32442 18244 14000 406.54
Militar recenceados Maputo OE

2 Incorporação, que inclui o Nº de jovens 113 e 118 248 107% Cidade de


processo de PCS,s e incorporados respectivament Maputo
248 218 30 2940.50 OE
acompanhamento dos e
mancebos aos destinos,
93
Sector: Justiça
Programa: Apoio Institucional e Administrativo
Objectivo do Programa: Melhorar a infra-estrutura o apetrechamento e a capacitação Institucional e Administrativa
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por
de /Grau de Local de Activida Fonte de
orde Indicador de Realização (%) realização da de Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
1 Construir e apetrechar um Infra- 1 Posto 1 100.00% Distrito NA NA NA 1.516.81
posto de Registo Civil estrutura e construido e Municipal de 5
Construido no
com funções Notariais no mobiliário de apetrechado KaMavota OE
escritório bairro de Hulene
Distrito KaMavota e
Bairro Costa de Sol

Programa : Eficácia da Justiça


Objectivo do Programa: Aumentar a eficiência e celeridade na provisão de serviços de justiça
Indicador de Resultado do Programa: Número de formandos
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por
de /Grau de Local de Fonte de
Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
Formar funcionários em Número de 6 8 133% Cidade de 8 4 4 73.100
Administração de funcionários Maputo
Recursos Humanos, formados
1 Secretariado e OE
Procurment,
Administração e Finanças,
Relações Públicas.

94
Sector: IPAJ
Programa Acesso a justica
Objectivo do Programa: Garantir o acesso a Justiça através da consolidação e alargamento dos serviços de assistência jurídica e judiciaria aos cidadãos economicamente desfavorecidos
Indicador de Resultado do Programa:Quantidade de actos registrais e notariais efectuados
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho*
de Local de o por Fonte de
/Grau de Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres de ento
1 Garantir o apoio ao Melhorado o 6,000 7.128 118.80% Cidade de 7,128 5,572 1.556 -
Cidadão no Acesso a acesso a Maputo
Justiça, justiça do OE
Cidadão
Realizar campanhas de Número de 12 20 166.67% Cidade de 7.602 4.760 2.842
2 educação Cívica campanhas Maputo OE

Formar técnicos na área Número de 28 25 89.29% Cidade de 25 11 14 615.087


3 da justiça técnicos Maputo OE
formados

Sector: Tribunal Judicial da Cidade


Programa Acesso a justica
Objectivo do Programa: Garantir o acesso a Justiça através da consolidação e alargamento dos serviços de assistência jurídica e judiciaria aos cidadãos economicamente desfavorecidos
Indicador de Resultado do Programa:
Meta do Programa: Tribunal e Secções cíveis reabilitados até 2015
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte de
de Produto realização executado Financia
orde Planificada Realizada Avaliação do da acção Total Homens Mulhere por
Desempenho* mento
m Actividade
/Grau de
Realização (%)
1 Reabilitação faseada das Nº secções 4 4 100.00% Cidade de _ _ _
secções cíveis do prédio reabilitadas Maputo
Macau.
2 Consultoria e Construção Tribunal 1 25.03% Cidade de _ _ _
Esta em curso a
faseada do Tribunal de construido Maputo
elaboração do
Nlhamankulo.
caderno de
encargo

95
Sector: Procuradoria da Cidade
Programa Apoio Institucional E Administrativo
Objectivo do Programa: Verificar a qualidade e o cumprimento das normas legais na execução das obras
Indicador de Resultado do Programa: Número De Procurador Por Habitante
Meta do Programa: Construção De 1 Procuradoria, Reabilitacao Da Proc. Sede, Apetrechamento Da Pr. Sede
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto realização da executado de
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total Homens Mulheres por
Desempenho* Financi
m Actividade amento
/Grau de
Realização (%)
1 Concluir a construção da Procuradoria 1 Em curso 75.00% Distrito N/A N/A N/A 5000
Procuradoria do Distrito Construída Municipal de
de KaMaxakeni KaMaxakeni

2 Concluir a reabilitação do Procuradoria 1 Em curso 0.00% Distrito N/A N/A N/A 1116.33
edifício sede da sede Municipal
Procuradoria da Cidade de reabilitada KaMpfumu
Maputo
3 Concluir o procuradoria 1 Em curso 0.00% Distrito N/A N/A N/A 1000
apetrechamento da Sede apetrechada Municipal
da Procuradoria da Cidade KaMpfumu
de Maputo

Programa Eficácia da justica


Objectivo do Programa: Reforçar A Legalidade E A Prevencao De Praticas De Violacao Da Lei
Indicador de Resultado do Programa: Garantir A Celeridade Processual, Cumprimentos Dos Prazos Da Instrucao Preparatoria E Prisao
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
Nr. executad
Desempenho*
de Local de o por Fonte de
/Grau de
orde Indicador de realização da Activida Financiam
Realização (%)
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Mulheres de ento
1 Realizar 20 visitas aos Visitas 20 0 0.00% Cidade de _ _ _ 300
Centros de acolhimentos Realizadas Maputo OE
de crianças

96
2 Realizar encontros de Visitas 4 1 25.00% _ _ _ 200
coordenação com as Realizadas
OE
equipes da PRM e da
medicina

Programa Prevenção e combate a criminalidade

Objectivo do Programa: Reforcar a legalidade e a prevenção de práticas de violação da lei

Indicador de Resultado do Programa: Garantir A Celeridade Processual, Cumprimentos Dos Prazos Da Instrucao Preparatoria E Prisao
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho* o por
de /Grau de Local de Activida Fonte de
orde Indicador de Realização (%) realização da de Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
1 Realizar 20 Palestras Lei da 12 no âmbito 0 0.00% Cidade de _ _ _
probidade e da divulgação Maputo
da anti- da Lei da
corrupção probidade e da
divulgada, anti-corrupção,
População e 8 Palestras OE
informada sobre tráfico de
sobre o órgãos e seres
tráfico de humanos
órgãos e seres
humanos
2 Realizar 6 palestras sobre População 6 0 0.00% Cidade de _ _ _ 150
abuso sexual de menores e informada Maputo
violação de mulheres. sobre abuso
sexual de OE
menores e
violação de
mulheres.
3 Realizar três palestras Divulgados 3 0 0.00% Cidade de _ _ _ 50
sobre a divulgação dos os direitos da Maputo
criança OE
direitos da criança.

97
4 Realizar 24 palestras sobre Divulgada a 24 0 0.00% Cidade de _ _ _ 250
a divulgação da lei da lei da Maputo
organização tutelar de organização OE
menores tutelar de
menores

Sector: Tribunal da Policia


Programa Apoio Institucional Administrativo
Objectivo do Programa: Melhorar a infra-estrutura, apetrechamento e a capacitação institucional administrativa
Indicador de Resultado do Programa: Tribunal apetrechado
Meta do Programa: Tribunal e Secções cíveis reabilitados até 2015
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamento Fonte
de Produto Planificada Realizada Avaliação do realização da Total Homens Mulheres executado de
orde Desempenho* acção por Financi
m /Grau de Actividade amento
Realização (%)
1 Apetrechar o Tribunal Nº de Instituição 1 100.00% Tribunal da 4 1 3
equipamento equipada Policia
informático e OE
mobiliário

Sector: Tribunal Fiscal


Programa Eficácia da justica
Objectivo do Programa: Aumentar a eficiência e celeridade na provisão de serviços de justiça
Indicador de Resultado do Programa: Quantidade de actos registrais e notariais efectuados
Meta do Programa:
Meta Beneficiários da Acção Orçamen
Avaliação do to
Nr. Desempenho* executad
de /Grau de Local de o por Fonte de
orde Indicador de Realização (%) realização da Activida Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres de ento
1 Realizar e participar Nº de 2 Encontros (1 1 50.00% Cidade de 8 5 3
encontros de intercâmbio encontros e de Maputo
entre os Tribunais Fiscais, intercâmbios Harmonização;
OE
Administração Tributária, realizados 1 de reforço de
Advogados e outras relacionamento
instituições s)

98
2 Conceber programas e Nº de 3 0 0.00% Cidade de _ _ _
realizar palestras de palestras Maputo
educação cívica e realizadas
propaganda sobre a OE
missão, visão e atribuições
dos TFCM e Legislação
Fiscal
3 Capacitar magistrados e Nº 14 3 21.00% Cidade de 3 1 2 311.44
funcionários do Tribunal capacitados Maputo OE
Fiscal

Sector: Tribunal Aduaneiro


Programa Apoio Institucional Administrativo
Objectivo do Programa: Melhorar a infra-estrutura, apetrechamento e a capacitação institucional administrativa
Indicador de Resultado do Programa: Tribunal apetrechado
Meta do Programa: Tribunal e Secções cíveis reabilitados até 2015
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho*
de Local de o por Fonte de
/Grau de Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres de ento
1 Construção de um edificio Nº de edificio 1 0 0.00% _ _ _
OE

99
Assuntos Transversais
Sector: Prevenção e Combate ao HIV/SIDA (6 meses)
Programa Redução do Número de Novas Infecções pelo HIV
Objectivo do Programa: Reduzir em 25% a taxa de novas infecções diárias com HIV
Indicador de Resultado do Programa: Reduzido o Índice de sero-prevalência de HIV na população adulta dos 15-49 anos de idade, de 11.5% em 2009 para 8.5% em 2014

Meta do Programa:
Orçamento
Meta Beneficiários da Acção
executado
Avaliação do por
Nr. Desempenho* Fonte
Actividade
de /Grau de Local de de
orde Indicador de Realização (%) realização da Financi
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres amento
1 Apoiar tecnicamente as N.º de 16 68.7% Cidade de 3,400 1,100 2,300 3.655,05 Processo de
Organizações Organizações Maputo selecção concluído.
Implementadoras Implementad Em curso a
integradas nas oras que preparação da
comunidades e colocar à beneficiam de reunião de
sua disposição fundos para fundos para aprovação e
intervenções de combate intervenções homologação dos 30
ao HIV e SIDA, com de combate 11 OE subprojectos.
enfoque para a prevenção ao HIV e Financiamento
e mitigação dos efeitos da SIDA. previsto para início
epidemia junto às COVs, de Agosto
mulheres vulneráveis,
pessoas com deficiência e
idosos.

2 Realizar encontros de N.º de 6 GT,1 comité 6 GT,1 comité 100.00% Cidade de 605 _ _ 446.650,00
coordenação da resposta encontros dos de apoio à de apoio à Maputo
multissectorial de combate grupos COVs, 1 do COVs, 1 do
ao HIV e SIDA, incluindo técnicos, do TARV e 02 de TARV e 02 de
os Fóruns Distritais e comité de Preservativo, 7 Preservativo, 7
Provincial com base nos apoio à F.Distritais e 1 F.Distritais e 1 OE
princípios definidos no COVs e de F. Prov. F. Prov.
PEN III encontros de
acompanham
ento do PEN-
III

100
3 Apoiar tecnicamente N.º de 07 (uma por 7 100.00% Cidade de 1,350 _ _
CPJs, CDJs e DDJDs para associações Distrito) Maputo
a dinamização de acções juvenis que
de prevenção e combate implementam
do HIV no seio dos o plano
adolescentes e jovens no
âmbito do Movimento
Nacional de Prevenção do OE
HIV, reduzindo neste
grupo alvo
comportamentos, atitudes
e praticas de maior
exposição a infecção pelo
HIV.

4 Apoiar os distritos N.º de 7 23 Instituicoes 92% Cidade de _ _


municipais e instituições instituições Administrações confirmaram a Maputo
públicas na integração do com planos Distritais e 25 integracao de
HIV nos respectivos planos instituições accoes de
planos e na sua integrados públicas
implementação, dentro do
pevencao e OE
princípio de combate ao
descentralização da HIV nos seus
resposta. planos
instituições

Programa Aconselhamento e Testagem em Saúde


Objectivo do Programa: Verificar a qualidade e o cumprimento das normas legais na execução das obras
Indicador de Resultado do Programa: Reduzido o número de novas infecções pelo HIV
Meta do Programa:
Orçamento
Meta Beneficiários da Acção
executado
Avaliação do por
Nr. Desempenho* Actividade
de /Grau de Local de Fonte de
orde Indicador de Realização realização da Mulhe Financia
m Acção planificada Produto Planificada Realizada (%) acção Total Homens res mento
1 Realizar road-shows, N.º de road- 1 Road-show 04 jornadas de 75.00% Mercados, 4,675 _ _ 188.250,00
feiras de saúde, shows e comunitário e 3 sensibilização 16 locais de
capacitações, palestras, feiras de Feiras de palestras e maior
pecas teatrais, mesas saúde Saúde peças teatrais concentração OE
redondas de mobilização realizados populacional,
para adesão aos serviços
de ATS, PTV e à

101
circuncisão masculina,
bem como sobre o uso
correcto e persistente do
preservativo, abrangendo
líderes comunitários,
religiosos, jornalistas,
agentes de comunicação
social, praticantes da
medicina tradicional e
GAR (militares e
paramilitares,
trabalhadores de sexo,
HSH e usuários de
drogas).
2 Disponibilizar 3.000.000 N.º de 3.000.000 de 21.000 106.65% Cidade de 2.136.500 2.125.000 11.500
de preservativos preservativos preservativos Femininos e Maputo
masculinos e 20.000 disponibiliza masculinos e 3.200.000
preservativos femininos e dos em locais 20.000 msculinos
proceder ao registo de públicos e de femininos
OE
requisições e entrega dos alta
preservativos no contexto mobilidade
da gestão do stock na como
Cidade e nos Distritos mercados e
feiras
3 Expor informações e boas N.º de 2,000 740 37.00% Cidade de _ _ _ 63.000,00
práticas do âmbito da pessoas com Maputo
Resposta ao HIV e SIDA acesso a
a nível da Cidade de informação OE
Maputo através do boletim da resposta
informativo do NPCS e da provincial ao
página Web do CNCS. HIV e SIDA
4 Realizar actividades No de pessoas 2,500 2.653 106.12% Cidade de _ _ _ 226.150.00
alusivas ao Dia Mundial envolvidas Maputo
da luta contra o SIDA,
OE
incluindo a produção de
material IEC.

102
Programa Mitigação do Impacto do HIV e SIDA
Objectivo do Programa: Aumentar a cobertura de acções de mitigação das consequências do HIV e SIDA em indivíduos, famílias e comunidades, com incidência particular para as crianças órfãs e pessoas com
deficiência
Indicador de Resultado do Programa: Reduzida a proporção de agregados familiares, comunidades e Crianças Órfãs e Vulneráveis afectados pelo impacto do SIDA
Meta do Programa:
Orçamen
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do executad
Nr. Desempenho*
de Local de o por Fonte de
/Grau de Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres de ento
Mobilizar e divulgar a N.º de 4 5 125.00% Todos os _ _
importância de adopção de encontros Distritos
políticas seguras de Municipais
aleitamento materno e da
necessidade de uma
1 alimentação infantil (esta OE
actividade tem o seu
orçamento coberto no
valor destinado ao
financiamento de
projectos)
Reforçar a capacidade das N.º de 4 0 0.00%0.00% Todos os _ _
comunidades para a associações Distritos
geração de rendimentos apoiadas com Municipais
dos indivíduos, famílias e iniciativas de
comunidades afectadas geração de
pelo HIV e SIDA. (esta rendimento
2 actividade tem o seu OE
tendo como
orçamento coberto no principais
valor destinado ao beneficiários
financiamento de PVHIV,
projectos) viúvos e
COVs

103
Realizar encontros de N.º de 2 100.00% Todos os _ _
sensibilização com as encontros Distritos
organizações visando Municipais
3 aumentar actividades de 2 OE
visitas e de cuidados
domiciliários nas
comunidades
Conceder apoio alimentar, N.º de 100 315.00% _ _
objectos lúdicos e em crianças
4 material escolar à COVs 315 OE
no âmbito do mês da
Criança
Programa Monitoria e Avaliação, Pesquisa Operacional
Objectivo do Programa: Consolidar a pesquisa operacional para melhor conhecimento da epidemia com vista a uma maior eficácia na formação de programas
Indicador de Resultado do Programa: uso de evidências na planificação e nos processos de tomada de decisão (CNCS)
Meta do Programa:
Orçamento
Meta Beneficiários da Acção
executado
Avaliação do por
Desempenho* Local de Fonte de
Actividade
Nr. de Indicador de /Grau de realização da Mulhere Financia
ordem Acção planificada Produto Planificada Realizada Realização (%) acção Total Homens s mento
1 Efectuar a monitoria N.º de 16 OCBs 27 162.50% Cidade de _ _ _ 29.400.00
financeira da resposta organizações Maputo
nacional de combate ao visitadas e
HIV e SIDA das com acesso OE
organizações aos fundos de
beneficiárias do OE de combate ao
forma sistemática HIV e SIDA
2 Actualizar e regular Existência de Mapeamento 6 37,5% Cidade de _ _ _
sistematicamente a base uma base de impresso e Organizações Maputo
de dados das instituições dados disponivel financiadas
pelos fundos OE
que operam a nível actualizada
provincial e distrital do OE
visitadas

104
3 Capacitar os membros N.º de 70 0 0.00% Cidade de _ _ _
das Comissões Distritais membros e Maputo
de Combate ao SIDA e gestores
gestores das OCBs capacitados
potenciais beneficiárias
do fundo do OE em
matéria de gestão
programática, OE
administrativa e
financeira no âmbito da
descentralização da
resposta (inclui-se a
operacionalização do
PEN e indicadores da
resposta)
4 Realizar visitas de N.º de 120 SC, 25 35 Instituicoes 85,00% Cidade de _ _ _ 198.654,00
monitoria e avaliação aos agentes Sector público, publicas, 120 Maputo
agentes implementadores implementad 30 empresas ONG’s e 15
ores visitados empresas
OE
Sector: Delegação de Prevenção e Combate a Droga

Programa Prevenção e combate à droga


Objectivo do Programa:Expandir a Prevenção e Combate a Droga
Indicador de Programa:
Meta do Programa:
Nr. Acção planificada Indicador de Meta Local de Beneficiários da Acção Orçamen
de Produto realização da to
orde Planificada Realizada Avaliação do acção Total H M Fonte de
Desempenho* executad
m Financiam Observações
/Grau de o por
ento
Realização (%) Activida
de
1 Capacitar Acivistas 102 102 100.00% Cidade de 80 32 48
Activistas/Formadores Formados Maputo
Distritais
OE
2 Criar núcleos nas Escolas Núcleos 425 402 100.00% Cidade de 8.600 4.575 2.025
e Comunidades Formados Maputo OE

105
3 Adquirir material IEC Material de 35 Dísticos. 6.885 100.00% Cidade de _ _ _
propaganda 350 Cartazes, Maputo
adquirido 1500
camisetes,
OE
1500 bonés,
2000
calendarios,
3000 panfletos
4 Fazer um estudo e Nº de Visitas 200 177 88.50% Cidade de 1,780 830 950
pesquisas sobre a de Estudo e Maputo
OE
toxicodependência na Pesquisa
Cidade de Maputo

Sector: Delegação do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades


Programa Gestão de Cheias Ciclones e Sismos
Objectivo do Programa: Reduzir perdas de vidas humanas e destruição de propriedade devido a desastres provocados por ciclones, inundações e tremores de terra e outros males devido a calamidades
Indicador de Resultado do Programa: proporção anual da redução de vitimas das calamidades naturais
Meta do Programa: redução em pelo menos 10% em relação ao ano anterior
Orçamento
Meta Beneficiários da Acção
executado por
Avaliação do Actividade
Nr. Desempenho* Fonte
de /Grau de Local de de
orde Indicador de Realização (%) realização da Financi
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres amento
1 Gestão de Emergência Nº de vítimas Toda 98 100.00% Inhagoia, 98 _ _
assistidas população Luis Cabral,
afectada Magoanine,
Malhazine,
OE
Jardim, 25 de
Junho e
George
Dimitrov
2 Capacitar membros dos 300.000,00
Conselhos Tecnicos
Número de KaMubucuan
Distritais de Gestão de
membros de a (1),
Calamidades e do Centro 2 2 100.00% 45
CTDGC/CO Nlamankulu
Operativo de Emergencia
E capacitados (1)X
em técnicas de
comunicação

106
3 KaMubucuan 1.284.015,49
a (1),
Número de KaMavota
Criar e equipar os Comités Comités (1), KaNyaka
Locais de Gestão de Risco Criados 7 7 100.00% (1), 126
de Calamidades KaMaxakene
(2),
Nlamankulu
(2)

Sector: Justica
Programa Mitigação do Impacto do HIV e SIDA
Objectivo do Programa: Aumentar a cobertura de acções de mitigação das consequências do HIV e SIDA em indivíduos, famílias e comunidades, com incidência particular para crianças
órfãs e pessoas com deficiência
Indicador de Resultado do Programa: Reduzido a proporção de agregados familiares, comunidades e Crianças Órfãs e Vulneráveis afectados pelo impacto do SIDA
Meta do Programa:
Orçamen Observações
Meta Beneficiários da Acção
to
Avaliação do
executad
Nr. Desempenho*
o por
de /Grau de Local de Fonte de
Activida
orde Indicador de Realização (%) realização da Financiam
de
m Acção planificada Produto Planificada Realizada acção Total Homens Mulheres ento
1 Realizar palestras sobre Número de 4 Palestras 4 100.00% Direcção da 261 168 93
género, combate à palestras Justiça
OE
corrupção e reforma do realizadas
sector público

107