Você está na página 1de 40

LABORATÓRIO III

Aula 5-Comandos elétricos


Prof. Me Bruno B. Nasser
BOTOEIRAS
Componentes elétricos utilizados para ligar/desligar ou selecionar os circuitos
elétricos
BOTOEIRA SEM RETENSÃO (PULSADOR)
• Só aciona o circuito quando é pressionado.
• Traz uma grande vantagem: em caso de uma queda de energia
o circuito só é acionado novamente se o botão for pressionado
• é necessário um segundo botão para desligar.
BOTÃO LIGA/DESLIGA CONJUGADO (DUPLO)
• Possui as funções necessárias no circuito em apenas um botão.
• Sua forma de trabalho é o pulsador sem retenção.
BOTÃO COGUMELO (EMERGÊNCIA)
• Usado para desligar o comando em caso de alguma anormalidade
• Conta com retenção quando acionado através da pressão sobre sua estrutura. Para
retornar ao seu estado normal é necessário girar o botão de modo a promover o
destravamento
CHAVE SELETORA
• Possui duas ou mais posições
• Desvantagem é quando acabar a energia e o circuito estiver em funcionamento ele
permanecerá comutado na posição ligado, então quando a energia voltar o circuito
irá voltar automaticamente.
EXERCÍCIOS
Exercício 1: Fazer o circuito de acionamento de um dispositivo qualquer através de uma botoeira tipo
NA, pode ser de uma lâmpada, não omitir o fusível.
EXERCÍCIOS
Exercício 2: Fazer o circuito de acionamento de um dispositivo qualquer através de uma botoeira tipo NF:
RELÉS AUXILIARES
Os relés são os elementos fundamentais de manobra de
cargas elétricas, pois permitem a combinação de lógicas no
comando, bem como a separação dos circuitos de potência
e comando. São constituídos por uma bobina magnética
que ao ser energizadas comuta os contatos NA e NF.
RELÉS TEMPORIZADORES
Acionam os contatos auxiliares NA e NF um determinado
tempo que a bobina foi energizada.
CONTATORES
Contator é um componente de comando
eletromecânico que permite o controle de
elevadas correntes por meio de um circuito de
baixa corrente. É capaz de estabelecer, conduzir
e interromper correntes em condições nominais
do circuito. É constituída de bobina que, quando
é alimentada, cria um campo magnético no
núcleo fixo que atrai o
núcleo e fecha o circuito.
CONTATORES
CONTATORES
EXERCÍCIOS
Exercício 3: Faça um circuito de acionamento
de um sinalizador luminoso através de um
contator K1 utilizando-se de um botão (NA)
para ligar e (NF) para desligar. Faça um “selo”
de forma que o contator não desligue quando
deixamos de pressionar o botão de ligar.
EXERCÍCIOS
Exercício 4:Fazer um circuito utilizando
dois contatores K1 e K2, acionando dois
dispositivos diferentes, de maneira que
possam ser ligados simultaneamente
EXERCÍCIOS
Exercício 5: Repetir o circuito anterior
acrescentando o INTERTRAVAMENTO
entre os contatores, de maneira que
quando liga um não ligue o outro e vice-
versa.
EXERCÍCIOS
Exercício 6:Fazer um circuito de
comando acionando duas
lâmpadas a segunda cinco
segundos após a primeira.
EXERCÍCIOS-PROPOSTO
Exercício 7: Fazer um circuito de comando acionando duas lâmpadas, a primeira liga quando
aciono o botão, a segunda três segundos depois da primeira, fazendo esse ciclo infinitamente.
MOTORES DE INDUÇÃO
O motor de indução utilizando o campo girante foi inventado por Nikola Tesla durante o período
entre 1882 e 1887, porém, a máquina de M.O. Dolivo-Dobrovolsky, desenvolvida entre 1888 e
1890, é a que mais se assemelha aos motores atuais.
MOTOR DE 6 TERMINAIS

FECHAMENTO FECHAMENTO
BOBINAS
EM ESTRELA EM TRIÂNGULO
MOTOR DE 12 TERMINAIS
Para este tipo de motor, além de poder trabalhar com estrela-triângulo, tem-se a opção de aplicar com
diversos tipos de tensão de linha para cada forma de fechamento das bobinas. São basicamente quatro
tipos de fechamento a considerar, são eles:

•Duplo Triângulo (220V)

•Duplo Estrela (380V)

•Triângulo (440V)

•Estrela (760V)
MOTOR DE 12 TERMINAIS
Fechamento Duplo Triângulo
MOTOR DE 12 TERMINAIS
Fechamento Duplo Estrela
MOTOR DE 12 TERMINAIS
Fechamento Triângulo
MOTOR DE 12 TERMINAIS
Fechamento Estrela
PARTIDA DIRETA
Esta destina-se simplesmente ao acionamento e interrupção do
funcionamento de um motor de indução trifásico, em um
determinado sentido de rotação.
EXERCÍCIOS
Exercício 1: Faça o projeto de um circuito de comando e de potência de um motor trifásico com partida direta.
PARTIDA ESTRELA-TRIANGULO
Os motores de indução exigem, durante a partida, uma corrente maior que pode variar de cinco a dez vezes o
valor de sua corrente nominal. Esta característica é extremamente indesejável pois além de exigir um
superdimensionamento dos cabos ainda pode atuar diretamente na qualidade da energia elétrica da rede. Uma
das estratégias para se evitar isso é a Partida Estrela-triângulo (Y/D), cujo princípio é o de ligar o motor na
configuração estrela (Y), reduzindo a corrente em 1/3 e posteriormente comutá-lo para triângulo (D) atingindo
sua potência nominal. Essa ligação só é possível para motores de 6 e 12 terminais.
PARTIDA ESTRELA-TRIANGULO: CIRCUITO DE FORÇA
ESTRELA: K1 E K3

TRIANGULO: K1 E K2
EXERCÍCIOS
Exercício 4: Fazer um circuito de comando de um motor trifásico de partida estrela/triângulo
LIGAÇÃO Y-D PARA MOTOR DE 12 TERMINAIS
YY(paralelo) DD(paralelo)

R S T R S T

u1 u3 v1 v3 w1 w3 u1 u3 v1 v3 w1 w3

u2 u4 v2 v4 w2 w4 u2 u4 v2 v4 w2 w4
PARTIDA ESTRELA-TRIANGULO:
CIRCUITO DE FORÇA
ESTRELA: K1 E K3

TRIANGULO: K1 E K2
INTERTRAVAMENTO
Deve ser utilizado quando dois ou mais
contatores não podem estar ligados ao mesmo
tempo. Neste caso coloca-se na entrada de um
dos terminais da bobina do contator um
contato NF de um segundo contator e vice-
versa, conforme a figura ao lado.
INTERTRAVAMENTO
COM RELÉ AUXILIAR
PARTIDA REVERSORA
Para reverter o sentido de rotação do motor basta trocar
apenas duas fases de posição.
EXERCÍCIOS
Exercício: Faça o projeto de um
circuito de comando e de potência
de um motor trifásico com partida
de reversão com parada
obrigatória. O operador deverá
desligar primeiramente o motor
antes de mudar o sentido de
rotação. Utilize relés auxiliares para
realizar o intertravamento.
EXERCÍCIOS
Exercício: Faça o projeto de um
circuito de comando e de potência
de um motor trifásico com partida
de reversão com parada
obrigatória. O operador deverá
desligar primeiramente o motor
antes de mudar o sentido de
rotação.
EXERCÍCIOS
Exercício 5: Desenhe um circuito de comando para acionar um motor de indução trifásico com
partida direta de forma que o operador tenha que utilizar as duas mãos para realizar o acionamento.
EXERCÍCIOS
Exercício : Faça o projeto de um circuito de comando e de potência de um motor trifásico com partida reversora. O
motor deve esperar 5 segundos antes de ser acionado.
EXERCÍCIOS
Exercício: Faça um circuito de comando para manobrar dois motores de modo que o primeiro pode ser ligado
de forma independente. O segundo pode ser ligado apenas quando o primeiro for ligado, mas deve se manter
ligado mesmo quando se desliga o primeiro motor. Ambos os motores serão de partida direta.

Você também pode gostar