Você está na página 1de 42

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Terceria Parte – Módulo 8

Thomas Andreas Milchert


Prof. Mauri Agostini
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI
Ciências Contábeis/Bacharelado (CTB0209) – Estágio
25/11/2017

RESUMO

O presente trabalho objetiva apresentar de forma sucinta o resultado da auditoria


realidade pela empresa Milchert Auditoria Ltda referente a empresa P&J Contabilidade
Ltda, através da análise do Balanço Patrimonial e as Demonstrações Contábeis
fornecidos. Também serão analisadas os estoques, contas a pagar, além dos cálculos dos
tributos devidos, para confrontação com os valores lançados pela empresa auditada.
Com base em toda a análise de dados será emitido um parecer pelos auditores.

Palavras-chave: Auditoria. Análise. Estágio.

1 INTRODUÇÃO

A última etapa do estágio de práticas contábeis compreende a apresentação do


resultado da auditoria realizada em um trabalho apresentado por um colega de classe no
módulo VII do curso. Na auditoria realizada foram analisados o Balanço Patrimonial, as
Demonstrações Contábeis, além da revisão de todos os cálculos de impostos, folhas é de
pagamentos, além dos provisionamentos. A empresa auditada é do ramo de contabilidade,
de nome P&J Contabilidade Ltda.
O trabalho do auditor compreende confrontar os documentos apresentados com os
seus respectivos lançamentos contábeis, para tirar a prova real de que tudo foi
contabilizado. O presente trabalho compreende duas etapas, a primeira etapa consiste na
auditoria propriamente dita nas demonstrações e documentos apresentadas pela empresa
junto com a apresentação de todos os anexos com a confrontação dos dados e ao final a
segunda etapa que apresenta o parecer dos auditores independentes com suas
considerações.
2 RELATÓRIO DE ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

A seguir serão apresentados alguns dos principais indicadores econômicos da P&J


Contabilidade Ltda:
Quadro 1 – Cálculo de Indicadores de Liquidez
INDICADORES DE LIQUIDEZ

LIQUIDEZ CORRENTE 4,27


Ativo Circulante R$ 97.654,76
Passivo Circulante R$ 22.872,70

LIQUIDEZ SECA 4,27


Ativo Circulante - Estoques R$ 97.654,76
Passivo Circulante R$ 22.872,70

LIQUIDEZ GERAL 4,27


Ativo Circulante + RLP R$ 97.654,76
Passivo Circulante + ELP R$ 22.872,70

LIQUIDEZ IMEDIATA 3,24


Disponibilidades R$ 74.192,26
Passivo Circulante R$ 22.872,70
FONTE: O autor

O Quadro 1 apresenta os indicadores de liquidez da P&J Contabilidade Ltda. A


situação financeira é muito boa, com todos os índices de liquidez favoráveis. Isso quer
dizer que a capacidade de pagamento da organização

Quadro 2 – Cálculo dos indicadores de estrutural de capital


INDICADORES DE ESTRUTURA DE CAPITAL

ENDIVIDAMENTO 23,19%
Exigível Total R$ 2.872,70
Patrimônio Líquido R$ 98.646,39
COMPOSIÇÃO DO ENDIVIDAMENTO 100,00%
Passivo Circulante R$ 22.872,70
Exigível Total R$ 22.872,70

IMOBILIZAÇÃO DO PATRIMONIO LIQUIDO 24,19%


Imobilizado R$ 23.864,33
Patrimônio Líquido R$ 98.646,39

IMOBILIZAÇÃO DE RECURSOS NÃO CORRENTES 24,19%


Imobilizado R$ 23.864,33
Patrimônio Líquido + ELP R$ 98.646,39
FONTE: O autor

Os capitais de terceiros situam em torno de 23,19% do total das aplicações da empresa.


Esse índice é aceitável, tendo em vista a boa capacidade de pagamento apresentado pelos
indicadores de liquidez.
Não foram apresentados os indicadores de Rentabilidade e Lucratividade pois a
empresa auditada apresentou prejuízo.

3 RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

P&J Contabilidade Ltda

Examinamos as demonstrações contábeis da Empresa P&J Contabilidade Ltda,


que compreendem o balanço patrimonial em 30 de junho de 2016 e as respectivas
demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa
para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas
contábeis e demais notas explicativas

3.1 RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES


CONTÁBEIS

A administração da Companhia é responsável pela elaboração e adequada


apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis
adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para
permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante,
independentemente se causada por fraude ou erro.

3.2 RESPONSABILIDADE DOS AUDITORES INDEPENDENTES

Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações


contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras
e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências
éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de
obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção
relevante.
Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção
de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações
contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo
a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis,
independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor
considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação
das demonstrações contábeis da Companhia para planejar os procedimentos de auditoria
que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião
sobre a eficácia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, também,
a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das
estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação
das demonstrações contábeis tomadas em conjunto.
Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para
fundamentar nossa opinião.

3.3 OPINIÃO

Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam


adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da
Entidade P&J Contabilidade Ltda em 31 de maio de 2015, o desempenho de suas operações e os
seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com
as práticas contábeis adotadas no Brasil.
Timbó, 08/11/2017

_______________
Thomas Milchert
Auditor Independente
CRC-SC 018798/0

_______________
Alcides Milchert
Responsável Técnico
CRC-SC 05789/5
4 CONCLUSÃO

A Micro empresa P&J Contabilidade Ltda apresentou todas as informações de


acordo com o proposto e após a conferencia dos papeis de trabalho todas as
informações foram examinadas e estão corretamente expostas. Nenhum tipo de
divergência foi encontrado, todos os documentos solicitados foram entregues e
conferidos. Tanto como o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do
Exercício não sofreram nenhuma alteração de valores. Todas as contas do ativo, passivo
de as de resultados foram conferidas com os documentos e não apresentaram nenhuma
divergência.
De acordo com o relatório de auditoria, foi expressa a opinião pelo auditor
independe como Opinião sem ressalvas, ou seja, a Empresa P&J Contabilidade Ltda está
de acordo com as normas de contabilidade obedecendo todas as regras de contabilidade.
REFERÊNCIAS

TESSARI, OSNIR AFONSO; SCHROEDER, CARLOS ROBERTO; FERNANDES,


LUCIANO. Diretrizes de Práticas Contábeis e Estágio. Ed. Indaial: Uniasselvi, 2011.

TAFNER, ELISABETH PENZLIEN. Metodologia do Trabalho Acadêmico. Ed.


Indaial: Uniasselvi, 2012.

KNUTH, VALDECIR, Auditoria II: caderno de estudos. Indaial: Grupo


UNIASSELVI, 2015.

SOUZA, JULIANE VIEIRA DE. Auditoria I: caderno de estudos. Indaial: Grupo


UNIASSELVI, 2011.
ANEXOS
ANEXO 1
P&J Contabilidade Ltda
Procedimentos de Auditoria
28 de agosto de 2017.
Tempo Data da REF.
PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA
Estimado Realização do PT
1 Trabalhos Preliminares

1.1 Solicite relação de documentos da P&J


CONTABILIDADE LTDA. 02/08/2017 Anexo 4

1.2 Solicite o Balanço Patrimonial e Demonstração de


0,5h
Resultado do Exercício da empresa referente aos
Anexo 5
períodos a serem auditados para abertura da folha 02/08/2017
e6
mestra.

1.3 Prepare uma folha mestra e faça a indexação para


referência dos testes de auditoria e confirme os BT
2,5h 04/08/2017
saldo com o razão contábil. Anexo 7

2 Disponibilidades
Objetivos: Determinar a existência das disponibilidades,
e se estão corretamente descritas e classificadas e as
divulgações cabíveis foram feitas no balanço ou notas
explicativas.

2.1 Solicite o livro diário e confronte com as


A10-1
movimentações realizadas no caixa. 1,0h 04/08/2017
Anexo 8
2.2 Efetue contagem física dos valores e documentos
a disposição da empresa e obtenha o recibo- A19-2
1,0h 06/08/2017
devolução dos itens contados. Anexo 9

2.3 Enumere as divergências encontradas em papel de


Anexo 36
trabalho específico e faça os Lançamentos de 0,5h 06/08/2017
Anexo 37
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários.
3 Estoques
Objetivos: Os valores apresentados no balanço
representam as quantidades físicas de produtos
estocadas em armazéns da empresa, de terceiros ou em
trânsito.

3.1 Identifique o método de avaliação utilizada pela


empresa; 07/08/2017

3.2 Compare o saldo da conta de estoque com os totais


C10-1
da ficha de estoque. 07/08/2017
Anexo 10
3.3 Cruze as notas fiscais de entrada e saída com a
5,0h
movimentação da ficha de estoque e faça C10-2
07/08/2017
correlação das informações obtidas. Anexo 11

3.4 Enumere as divergências encontradas em papel de


trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
07/08/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37
4 Imobilizado
Objetivos: Constatar a existência física e propriedade
dos bens. Determinar se os métodos de avaliação são
adequados e se os cálculos da depreciação do período
estão corretos.

4.1 Solicite as notas fiscais de compras do imobilizado,


relacione e cruze com o razão contábil. 2,0h 10/08/2017

4.2 Confirme a existência física do imobilizado e


comprove a propriedade do bem descrito no F10-1
3,0h 11/08/2017
balanço patrimonial. Anexo 12

4.3 Verifique a taxa de depreciação, e efetue o cálculo,


F10-1
se estão sendo depreciados corretamente. 2,5h 11/08/2017
Anexo 12
4.4 Verifique a existência de imobilizado totalmente
F10-1
depreciado. 0,5h 12/08/2017
Anexo 12
4.5 Verifique a existência de imobilizado obsoleto ou
F10-1
inutilizado. 1,0h 12/08/2017
Anexo 12
‘ Verifique a existência de apólice de seguros para
os itens do imobilizado e analise se há cobertura F10-1
4,0h 12/08/2017
para a reposição do bem, em caso de sinistro. Anexo 12

4.7 Enumere as divergências encontradas em papel de


trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
0,5h 12/08/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37

5 Contas a Pagar
Objetivo: Verificar se a contas a pagar são reais e
devidas para a empresa, se estão corretamente
classificadas e demonstradas.

5.1 Obtenha um resumo das Contas a Pagar, some e


BB10-1
confira com o saldo com a folha mestra. 3,0h 21/08/2017
Anexo 16
5.2 Efetue o teste de liquidação subseqüente
identificando que tenham sido liquidados e que não BB10-1
2,5h 21/08/2017
existam passivos não registrados. Anexo 16

5.3 Enumere as divergências encontradas em papel de


trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
1,0h 21/08/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37

6 Obrigações Tributárias
Objetivo: Verificar se as obrigações estão calculadas,
classificadas e demonstradas corretas e se foram
liquidadas e que não existam obrigações tributárias que
não tenham sido registradas.

6.1 Obtenha a composição das obrigações tributárias,


confira com a folha mestra. 8,0h 25/08/2017

6.2 Verifique o regime de tributação utilizado pela


empresa. 4,0 h
6.3 Determine se foram utilizadas as bases de cálculos EE10-1
determinados pela legislação. 26/08/2017 Anexo 20
EE20-1
6.4 Efetue os re-cálculos e confirme a exatidão dos Anexo 21
valores confrontando com o razão. 4,0h 27/08/2017 EE30-1
Anexo 22
6.5 EE40-1
Confirme se foram liquidados no período Anexo 23
2,0h 27/08/2017
subseqüente. EE50-1
Anexo 24
6.6 Enumere as divergências encontradas em papel de
trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
2,0h 27/08/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37

7 Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias


Objetivo: Verificar se as obrigações trabalhistas e
previdenciárias foram calculadas e identificadas
corretamente e liquidas posteriormente.

7.1 Obtenha uma composição dos salários e


obrigações a pagar, some e confira com a folha HH10-1
2,5h 28/08/2017
mestra. Anexo 25
HH20-1
7.2 Obtenha a folha resumo de pagamento e efetue os Anexo 26
29/08/2017
re-cálculos dos encargos sociais e confira com o HH50-1
16,0h a
razão. Anexo 29
31/08/2017
HH60-1
7.3 Verifique se os salários e os encargos sociais foram Anexo 30
liquidados no período subseqüente. 4,5h 02/09/2017

7.4 Obtenha relação individual de funcionários e efetue


HH30-1
testes de re-cálculo das provisões de férias e 13º. 04/09/2017
Anexo 27
Salário e confronte os valores provisionados na 20,0h a
HH40-1
folha de pagamento. 06/09/2017
Anexo 28
7.5 Enumere as divergências encontradas em papel de
trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
3,0h 07/09/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37

8 Patrimônio Líquido
Objetivo: Determinar se todas as obrigações sociais e
legais existentes no estatuto social foram cumpridas e
determinar se o patrimônio líquido está corretamente
classificado.

8.1 Solicite o contrato social da empresa e verifique os


valores e participação de cada sócio e confirme
5,0h 08/09/2017
com o saldo na folha mestra.

8.2 Confirme se o capital social foi integralizado. SS10


1,0h 08/09/2017
Anexo 31
8.3 Confronte o valor do lucro líquido do período na
conta de resultado com o balanço patrimonial na
SS10
conta lucros ou prejuízos acumulado e cruze com a 2,5h 08/09/2017
Anexo 31
folha mestra.

8.4 Verifique se os lucros foram distribuídos em SS10


2,0h 08/09/2017
concordância com os estatutos sociais. Anexo 31
8.5 Enumere as divergências encontradas em papel de
trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
0,5h 08/09/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37

9 Receitas, Custos e Despesas


Objetivo: Determinar se todas as receitas, custos e
despesas atribuídos ao período estão devidamente
comprovados e contabilizados; estão corretamente
contrapostos às receitas devidas e corretamente
classificados nas demonstrações contábeis.

9.1 Resultado Operacional Bruto

9.1.1 Obtenha uma composição analítica dos períodos


acumulados das vendas, re-calcule os impostos
incidentes sobre as vendas e o custo total conforme
8,0h 10/09/2017
quantidade vendida e determine a margem de bruta
operacional.

9.1.2 Some, confirme e confronte os saldos da


composição analítica com a folha mestra. 2,5h 11/09/2017

9.1.3 Confronte as quantidades vendidas com as


quantidades de mercadorias saídas de estoque DR10
4,0h 11/09/2017
para custo das vendas. Anexo 32

9.1.4 Observe se as notas fiscais de vendas


DR10
deixaram de ser contabilizadas. 5,0h 13/09/2017
Anexo 32
9.1.5 Enumere as divergências encontradas em papel de
trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
2,0h 13/09/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37

9.4 Despesas Operacionais

9.4.1 Obtenha o razão analítico e analise as contas não


15/09/2017
examinadas e determine a necessidade de exame DR40-1
a
documental da despesa. Anexo 33
17/09/2017
9.4.2 Verifique se as despesas foram classificadas
DR40-1
adequadamente. 15,0h 17/09/2017
Anexo 33
9.4.3 Enumere as divergências encontradas em papel de
trabalho específico e faça os Lançamentos de Anexo 36
17/09/2017
Ajustes e/ou Reclassificações quando necessários. Anexo 37

10 Geral

10.1 Revise seu trabalho verificando que este contém


todas as evidências necessárias e que todos os
8,0h 18/09/2017
objetivos de auditoria foram cumpridos.

10.2 Prepare e envie aos diretores da empresa da carta


de responsabilidade da administração para
4,0 19/09/2017 Anexo 35
assinatura.
10.3 Revisão do gerente de auditoria
10,0h 22/09/2017
11 Encerramento do Trabalho

11.1 Finalize o relatório de divergências conforme


pontos de recomendação e discuta com o cliente 02/10/2017
Anexo 36
quanto ao relatório de divergências apuradas no 15,0h a
Anexo 38
transcorrer do trabalho. 03/10/2017

11.4 Emissão do Relatório do Auditor Independente.


1,0h 25/10/2017 Anexo 40

Preparado por: Thomas Milchert


Milchert Auditoria Ltda
Revisado por:
Anexo 2
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Planejamento de Horas de Auditoria
25 de Agosto de 2017

Auditoria de Contas do Balanço Patrimonial


Descrição das Contas/Auditores Sênior Pleno Assistente Total
Ativo Quantidade de Horas
Disponibilidades 2,00 2,00 6,00 10,00
Estoques 3,00 3,00 7,00 13,00
Imobilizado 2,00 3,00 6,00 11,00
Passivo Quantidade de Horas
Fornecedores de Bens e Serviços 4,00 6,00 10,00 20,00
Contas a Pagar 5,00 7,00 11,00 23,00
Obrigações Tributárias e Previdenciárias 4,00 6,00 10,00 20,00
Obrigações Trabalhistas 4,00 8,00 12,00 24,00
Patrimônio Líquido Quantidade de Horas
Capital Social 1,00 2,00 4,00 7,00
Lucros ou Prejuízos Acumulados 4,00 8,00 12,00 24,00
Total de Horas 29,00 45,00 78,00 152,00

Auditoria de Contas da Demonstração de resultado do Exercício


Receitas Bruta de Vendas - 2,00 5,00 7,00
Impostos Incidentes S/ Vendas - 0,50 1,00 1,50
Custos de Mercadoria/Produtos e/ou Serviços Prestados - 1,00 2,00 3,00
Despesas Operacionais - 0,50 3,00 3,50
Imposto de Rendas e Contribuição Social S/ Lucro Líquido 1,00 2,00 3,00
Conferência e revisão final dos trabalhos 3,00 - - 3,00
Total de Horas 3,00 5,00 13,00 21,00

CUSTO DA AUDITORIA
Total de Horas Necessárias de Auditoria 32,00 50,00 91,00 173,00

Custo Hora (R$) 100,00 60,00 40,00

Custo Total R$ 3.200,00 R$ 3.000,00 R$ 3.640,00 R$ 9.840,00

Preparado por: Thomas Milchert Data: 20/08/2017


Empresa Milchert Auditoria Ltda
Revisado por: Alcides Milchert Data: 25/08/2017
PROPOSTA-CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE
AUDITORIA INDEPENDENTE

Proponente : Milchert Auditoria Ltda

I - OBJETO

O objeto da presente PROPOSTA é a PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE AUDITORIA


INDEPENDENTE sobre as demonstrações contábeis do (a) P&J Contabilidade Ltda, referente
ao exercício social a se encerrar em 30/06/2016.

II – DEFINIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS

O escopo básico dos trabalhos para o exercício de 2016 compreende:

 Acompanhamento dos procedimentos contábeis realizados durante o exercício;


 Conferência dos registros contábeis fiscais, incluindo os registros auxiliares;
 Conferência dos clientes e fornecedores, credores, e devedores de natureza diversa;
 Conferência, dos bens patrimoniais, e de seus controles e registros;
 Exame das receitas e despesas (revisão analítica) para o período de 01/01/2016 à 31/12/16;
com análise das principais variações, bem como o confronto com os valores orçados;
 Emissão do parecer de auditoria, assessoramento na elaboração das demonstrações contábeis
e das notas explicativas, assim como sobre o tratamento contábil a ser atribuído a qualquer
evento que venha a ter reflexos diretos sobre as demonstrações contábeis referente ao
exercício findo;
 Apresentação dos resultados das análises e exames de auditoria das demonstrações contábeis
do exercício, com a emissão do relatório de auditoria na forma curta (parecer dos auditores
independentes) sobre as demonstrações contábeis auditadas, bem como; relatório de auditoria
na forma longa, com indicação de procedimentos corretivos se pertinente.

Os trabalhos de auditoria independente serão conduzidos de conformidade com a Resolução


CFC - Conselho Federal de Contabilidade n.º 820/97 de 17.12.1997, (Normas de Auditoria
Independentes das Demonstrações Contábeis), Resolução CFC n. 821/97 de 17.12.1997 (Normas
Profissionais de Auditor Independente), normas instituídas pelo IBRACON - Instituto dos
Auditores Independentes do Brasil, Normas da CVM - Comissão de Valores Mobiliários e
legislação específica do Contratante caso haja.

Os procedimentos de auditoria a serem aplicados pela Milchert Auditoria Ltda são o conjunto de
técnicas que permitem ao auditor obter evidências ou provas suficientes e adequadas para
fundamentar sua opinião sobre os demonstrativos contábeis e abrangem testes de observância e
testes substantivos.

A aplicação dos procedimentos de auditoria será realizada, em razão da complexidade e volume


das operações, por meio de provas seletivas, testes e amostragens, com base na análise e riscos
da auditoria e outros elementos de forma a determinar a amplitude dos exames necessários para a
emissão de um relatório sobre os demonstrativos contábeis.
Os testes de observâncias e substantivos levam em consideração as seguintes técnicas básicas:

1
(a) inspeção – exame de registros, documentos e de ativos tangíveis;
(b) observação – acompanhamento de procedimento quando de sua execução;
(c) investigação e confirmação – obtenção de informação junto às pessoas ou entidades
conhecedoras da transação dentro ou fora da Entidade;
(d) cálculo – conferência da exatidão aritmética de documentos comprobatórios registros e
demonstrações contábeis e outras circunstâncias; e
(e) revisão analítica – verificação do comportamento de valores significativos, mediante índices,
quocientes, quantidades absolutas ou outros meios, com vista à identificação de situação ou
tendências atípicas.

A auditoria contábil será realizada inclusive nos registros gerados pelo processamento eletrônico
de dados (se necessário) e em outros que mantidos pela ENTIDADE devam sofrer exames para
os fins propostos.

Os trabalhos serão planejados e apropriadamente supervisionado pela Milchert Auditoria Ltda e


serão conduzidos em harmonia com as atividades da ENTIDADE, de modo a não causar
transtornos ao andamento normal dos seus serviços e horários de trabalho estabelecidos pelas
normas internas.

Na execução dos trabalhos deverão ser observados os seguintes aspectos:

(a) Utilização de pessoal com experiência e treinamento profissional adequado, estando os


responsáveis técnicos habilitados perante os órgãos competentes;
(b) planejamento adequado e supervisão satisfatória dos trabalhos dos assistentes;
(c) avaliação dos sistemas contábil e de controles internos; e
(d) inspeção baseada principalmente nos registros contábeis podendo ser estendida, se julgado
necessário pela Milchert Auditoria Ltda, aos registros de quaisquer outros setores da
ENTIDADE. As inspeções serão efetuadas na base de testes (amostragem), o que significa
dizer que não abrangerão cada transação de per si.

Os trabalhos serão executados por profissionais de comprovada capacidade técnica, nas


dependências do CONTRATANTE e da CONTRATADA (quando necessário), com base em
documentos e informações fornecidas pela CONTRATANTE. Os documentos e informações
fornecidas serão de única e exclusiva responsabilidade da CONTRATANTE no que tange a sua
idoneidade.

III – DOS PRAZOS PARA ENTREGA DO PARECER E RELATÓRIO DA AUDITORIA

Os trabalhos de auditoria objeto desta proposta deverão ser concluídos, com a apresentação do
parecer, em até 20/11/2017 após a comunicação de que as demonstrações contábeis estão prontas
para serem auditadas.

2
Após cada visita emitiremos o relatório de forma longa, dirigido a Diretoria da Entidade.
Referido relatório tem as seguintes finalidades:

 apresentar a avaliação do auditor sobre a eficácia dos controles internos da Entidade;


 relatar os exames e procedimentos efetuados pelo auditor;
 alertar a administração da Entidade sobre aspectos que possam acarretar ressalvas no
“Parecer dos Auditores”;
 apresentar recomendações para aprimoramento dos C.I.’s. – Controles Internos.

Os trabalhos serão executados em 4 (quatro) visitas e em datas serem acordadas entre as partes,
de forma atender os prazos que por ventura a ENTIDADE esteja obrigada.

Cronograma físico dos trabalhos, sugerido:

ETAPA ÁREAS/TRABALHOS DATA PREVISTA


 Planejamento dos trabalhos;
 Avaliação e diagnóstico contábil dos controles internos
do contas a receber e recursos humanos;
1ª - visita  Auditoria das contas de receitas e despesas (revisão 15/08/2017
analítica) bem como validação parcial dos saldos de algumas
contas patrimoniais do período de Junho de 2016.
 Avaliação e diagnóstico contábil dos controles internos
do ativo imobilizado;
2ª - visita  Auditoria das contas de receitas e despesas (revisão 01/09/2017
analítica) bem como validação parcial dos saldos de algumas
contas patrimoniais do período de Junho de 2016.
 Circularização (bancos; advogados; seguros; clientes;
fornecedores e outros);
 Revisão analítica (receitas e despesas) Validação parcial de 15/09/2017
3ª - visita saldos de contas patrimoniais;
 Assessoramento para o encerramento das demonstrações
contábeis; e.
 Validação dos saldos das demonstrações contábeis;
4ª - visita  Assessoramento na elaboração das notas explicativas das
demonstrações contábeis; e 15/10/2017
 Emissão do parecer dos auditores independentes

3
IV - OBRIGAÇÕES DA Milchert Auditoria Ltda.

IV.1 - Milchert Auditoria Ltda obriga-se a apresentar, no término dos trabalhos, à


Administração da ENTIDADE, parecer constante do item “III” contendo o resultado dos
trabalhos.

IV.2 – Milchert Auditoria Ltda se compromete: (a) realizar adequadamente os serviços,


atendendo, inclusive, a requisitos previstos em legislação específica (se for o caso); (b) responder
por serviços executados em desacordo com as características e especificações exigidas, sem ônus
para a CONTRATANTE (c) atender a todas as normas e especificações básicas, atinentes à
prestação de serviço, objeto desta contratação;

IV.3 – Milchert Auditoria Ltda emitirá sobre as demonstrações contábeis auditadas o Parecer
dos Auditores Independentes.
Parecer dos Auditores

Redigido de acordo com as normas de auditoria independente, abrangendo a opinião dos


auditores sobre as demonstrações contábeis da CONTRATANTE, referente ao exercício social
auditado.

O Parecer observará, necessariamente aos seguintes aspectos:


 se os exames foram conduzidos em conformidade com as normas reconhecidas de auditoria e
se foram aplicados todos os exames e as provas julgadas necessárias nas circunstâncias;
 se as demonstrações foram elaboradas de conformidade com os princípios fundamentais de
contabilidade;
 pronunciamento dos auditores sobre a fidedignidade das demonstrações contábeis auditadas;

O parecer será emitido dentro de uma das 4 (quatro) modalidades, a saber:


 parecer sem ressalva
 parecer com ressalva
 parecer adversos e;
 parecer com abstenção de opinião

V - OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE

V.1 - Obriga-se a CONTRATANTE a facilitar aos funcionários da Milchert Auditoria Ltda o


livre acesso às áreas dos prédios onde serão executados os serviços, bem como à documentação e
equipamentos necessários à realização dos trabalhos.

V.2 – Fornecer as informações, documentos e a assistência necessária para o bom desempenho


dos serviços.

4
VI - PRAZO DE VALIDADE DESTA PROPOSTA

VI.1 – O prazo de validade desta proposta é de 30 (trinta) dias contados a partir de 01/07/2017.

VII – REMUNERAÇÃO, FORMA DE PAGAMENTO, PRAZO E RESCISÃO DO


CONTRATO

VII.1 - Os honorários profissionais são calculados tendo como base:


 a relevância, o vulto, a complexidade e a dificuldade do serviço a executar;
 o tempo que será consumido pela realização do trabalho;
 a situação econômico-financeira do cliente e o resultado favorável que a mesma advirá do
serviço prestado;
 a peculiaridade de tratar-se de cliente eventual, habitual ou permanente;
 o lugar em que o serviço será prestado; e
 a competência e o renome do profissional.

VII.2 - A título de remuneração pelos serviços profissional objeto da presente proposta-


comercial, cobraremos a importância global, fixa e irreajustável, de R$ 10.500,00 (reais),
pagáveis em 4 parcelas fixas de R$ 2625,00 (reais) cada uma, vencendo-se a primeira na
aceitação desta proposta-contrato e as demais a cada 30 (trinta) dias.
(Obs.: pode ser fixada outra forma de pagamento)

VII.3 - No preço ofertado no item “VII.2” estão incluídos todos os custos, sejam eles de
impostos, taxas, fretes, seguros, viagens, estadas, transporte, de alimentação, mão-de-obra,
encargos sociais, etc..,

VII.4 – O preço pelos serviços objeto desta proposta, permanecerão fixos e irreajustáveis durante
a vigência do contrato, exceto por força de disposição legal.

VII.5 – Esta proposta-contrato vigorará pelo prazo de 12 (doze) meses contados a partir da data
de sua assinatura.

VII.6 – A falta de pagamento de qualquer parcela de honorários faculta à CONTRATADA


suspender imediatamente a execução dos serviços ora pactuados, bem como considerar
rescindido o presente, independentemente de notificação judicial ou extrajudicial.

VII.7 – A falência ou a concordata da CONTRATANTE facultará a rescisão do presente pela


CONTRATADA, independentemente de notificação judicial ou extrajudicial.

VII.8 – Considerar-se-á rescindido o presente contrato, independentemente de notificação


judicial ou extrajudicial, caso qualquer das partes CONTRATANTES venha a infringir cláusula
ora convencionada.

VII.9 – Fica estipulada a multa contratual de uma parcela mensal vigente relativa aos honorários,
exigível por inteiro em face da parte que der causa à rescisão motivada.

5
VIII – DO FORO
Fica eleito o Foro da Cidade de Timbó, com expressa renúncia a qualquer outro, por mais
privilegiado que seja, para dirimir as questões oriundas da interpretação e execução do presente
contrato, ou
DA CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA (onde houver JUIZO ARBITRAL)
Os CONTRATANTEs submeterão à arbitragem eventuais litígios oriundos do presente contrato.
(Lei 9.307-96).

IX - SIGILO PROFISSIONAL

IX.1 - Milchert Auditoria Ltda, se obriga sob pena da lei a respeitar e assegurar o sigilo relativo
às informações obtidas durante o seu trabalho não as divulgando, sob qualquer circunstância,
para terceiros sem autorização expressa da ENTIDADE, salvo quando houver obrigação legal de
fazê-lo. Referido sigilo continua mesmo depois de terminados os compromissos contratuais.

IX.2 – Os papéis de trabalho da auditoria poderão no processo de “REVISÃO EXTERNA DE


QUALIDADE – NBC T 14” serem solicitados para análise por parte de nosso auditor revisor.

Local, 27 de Julho de 2017

_____________________ ________________________
Milchert Auditoria Ltda P&J Contabilidade Ltda
CONTRATADA CONTRATANTE

TESTEMUNHAS

1- Alcides Milchert

2- Ranieri Campregher

6
Empresa P&J Contabilidade
Relação de Documentos Solicitados
20/08/2017
ANEXO 4

No. Nome da Documentação Data Solicitação Data Recebimento Situação

1 Controle de caixa 06/08/2017 10/08/2017 Recebido


2 Controle de Estoques 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
3 Notas Fiscais de Entradas 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
4 Notas Fiscais de Saídas 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
5 Notas Fiscais de Compra do Imobilizado 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
6 Carta de Circularização de Fornecedores 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
7 Relação de Fornecedores 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
8 Relatórios de Apuração de Impostos 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
9 Relatório Contábil das Obrigações Tributárias 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
10 Relatório Contábil das Obrigações Trabalhistas 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
11 Contrato Social 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
12 Folhas de Pagamentos 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
13 Relatório das Taxas de Depreciação 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
14 Relatório das Despesas Administrativas 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
15 Relatório das Receitas Operacionais 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
16 Livro Razão 06/08/2017 10/08/2017 Recebido
17 Livro Diário 06/08/2017 10/08/2017 Recebido

Preparado por: Thomas Milchert Data: 15/08/2017


Empresa Milchert Auditoria Ltda
Revisado por: Alcides Milchert Data: 17/08/2017
Account - Contabilidade Didática 28/06/2016 1

Balanço Patrimonial - BP

Empresa: P&J CONTABILIDADE LTDA.


Data: 30/06/2016

ATIVO
CIRCULANTE 97.654,76
CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 74.192,26
Bens Numerários 50.729,76
Caixa 50.729,76
Depósitos Bancários à Vista 23.462,50
Bancos Conta Corrente 23.462,50
DIREITOS / CRÉDITOS 23.462,50
Clientes 23.462,50
Clientes 23.462,50
NÃO CIRCULANTE 23.864,33
IMOBILIZADO 23.864,33
Bens em Operação 24.703,40
Equipamentos de Comunicação 998,00
Equipamentos de Informática 13.541,00
Móveis e Utensílios 4.297,00
Instalações 5.867,40
Depreciações Acumuladas (839,07)
(-) Depreciações Acumuladas Móveis e Utensílios (90,72)
(-) Depreciações Acumuladas Instalações (126,41)
(-) Depreciações Acumuladas Equipamentos de Informática (579,25)
(-) Depreciações Acumuladas Equipamentos de Comunicação (42,69)
TOTAL DO ATIVO 121.519,09

PASSIVO
CIRCULANTE 22.872,70
Contas a Pagar 961,34
Telefones a Pagar 183,05
Energia Elétrica a Pagar 158,29
Aluguéis a Pagar 620,00
Obrigações Fiscais e Tributárias 3.534,72
IR - Fonte a Recolher 194,72
IRPJ a Recolher 1.650,00
CSLL a Recolher 940,00
ISS a Recolher 750,00
Obrigações Sociais e Trabalhistas 18.376,64
Pró-Labore a Pagar 3.106,64
Salários a Pagar 6.890,40
Férias a Pagar 1.680,00
FGTS a Recolher 604,80
FGTS sobre 13º Salário a Recolher 100,80
FGTS sobre Férias a Recolher 134,40
INSS a Recolher 3.811,68
INSS sobre 13º a Recolher 337,68
INSS sobre Férias a Recolher 450,24
13º Salário a Pagar 1.260,00
TOTAL DO PASSIVO 22.872,70
PATRIMÔNIO LÍQUIDO 98.646,39
CAPITAL SOCIAL 100.000,00
Capital Social 100.000,00
LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS (1.353,61)
Lucros Acumulados (1.353,61)
TOTAL DO PASSIVO E DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 121.519,09

PAULERSON DA SILVA
UNIASSELVI
Account - Contabilidade Didática 28/06/2016 1

Demonstração do Resultado do Exercício - DRE

Empresa: P&J CONTABILIDADE LTDA.


Data: 30/06/2016

Receita Bruta 50.000,00


Receita de Serviços 50.000,00
Redutoras da Receita Bruta (3.325,00)
(-) PIS (325,00)
(-) ISS (1.500,00)
(-) COFINS (1.500,00)
Receita Líquida de Vendas 46.675,00
(-) Custo das Mercadorias, Produtos e Serviços Vendidos (24.344,88)
(-) CSP (24.344,88)
Lucro (ou Prejuízo) Bruto 22.330,12
(-) Despesas Administrativas (19.839,90)
(-) Telefones e Fax (504,75)
(-) Serviços Diversos (2.200,00)
(-) Pró-Labore (10.800,00)
(-) INSS (2.160,00)
(-) Energia Elétrica (364,38)
(-) Aluguéis (1.860,00)
(-) Bens de Pequenos Valores (515,00)
(-) Condomínios (160,00)
(-) Depreciações (839,07)
(-) Materiais de Expediente (436,70)
Lucro (ou Prejuízo) antes do Resultado Financeiro 2.490,22
(+/-) Resultado Financeiro (3,83)
(-) Despesas Financeiras (3,83)
(-) Despesas Bancárias (3,83)
Resultado do Exercício antes da Contribuição Social e Imposto de Renda 2.486,39
(-) Provisão para Contribuição Social (940,00)
(-) Provisão para imposto de Renda (1.650,00)
Lucro (ou Prejuízo) Líquido do Exercício (1.353,61)

PAULERSON DA SILVA
UNIASSELVI
ANEXO 7
Empresa P&J Contabilidade Ltda
FOLHA MESTRA
31 de dezembro de 2016
BT
Ativo - R$ mil
Saldo em Saldo em Ajustes/Reclassificação Saldo em
Descrição 31/12/2015 31/12/2016 Débito Crédito 31/12/2016

Disponibilidades - A 74.192,26 - - 74.192,26


Clientes a receber - C 23.462,50 - - 23.462,50
Imobilizado - F 23.864,33 - - 23.864,33

Total Ativo - BTA 121.519,09 - - 121.519,09

Passivo - R$ mil
Saldo em Saldo em Ajustes/Reclassificação Saldo em
Descrição 31/12/2015 31/12/2016 Débito Crédito 31/12/2016

Fornecedores de Bens e Serviços - - - - -


Contas a Pagar - BB 961,34 - - 961,34
Obrigações Financeiras - - - - -
Obrigações Tributárias - EE 3.534,72 - - 3.534,72
Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias - HH 18.376,64 - - 18.376,64
Patrimônio Líquido - SS 98.646,39 - - 98.646,39

Total Passivo - BTP 121.519,09 - - 121.519,09

Demonstração do Resultado do Exercício - R$ mil


Saldo em Saldo em Ajustes/Reclassificação Saldo em
Descrição 31/12/2015 31/12/2016 Débito Crédito 31/12/2016

Receitas de Vendas - DR10.1 50.000,00 - - 50.000,00


Impostos s/ Vendas - DR10.2 (3.325,00) - - (3.325,00)
Custos das Vendas DR10.3 (24.344,88) (24.344,88)
Resultado Operacional Bruto DR10 22.330,12 22.330,12
Despesas Comerciais e Administartivas DR40 (19.839,90) (19.839,90)
Despesas e Receitas Financeiras DR50 (3,83) (3,83)
IRPJ e CSLL - DR80 (3.840,00) (3.840,00)
- - - -

Lucro Líquido - BTL (1.353,61) - - (1.353,61)

Preparado por: Thomas Milchert Data:28/08/2017


Empresa Milchert Auditoria Ltda
Revisado por: Alcides Milchert Data:29/08/2017
ANEXO 08
P&J Contabilidade Ltda
Análise da Conta Caixa
31 de dezembro 2017
PT A10-1
Data Histórico Entrada Saída Saldo
13/04/2016 PGTO NF 9990 MULTI-ARCONDICIONADOS 5.867,40 94.132,60
13/04/2016 PGTO NF 1234 COMPUTIM COMERCIAL 15.054,00 79.078,60
14/04/2017 PGTO NF 1005 ESCRIFORTE MOVEIS PARA ESCRITORIO 4.297,00 74.781,60
20/04/2017 PGTO NF 1044 DOKASSANIGA COM DE BEM 436,70 74.344,90
25/04/2017 PGTO NS 2355 COMPUTIM COMERCIAL - INSTALAÇÕES 1.600,00 72.744,90
29/04/2017 PGTO NS 8957 MULTI-AR CONDICIONADOS - INSTALAÇÕES 600,00 72.144,90
06/05/2017 PAGAMENTO COMP 04/2016 3.106,64 69.038,26
10/05/2017 CFE RECIBO - IMOBILIARIA INDAIAL 700,00 68.338,26
16/05/2017 PAGAMENTO FATURA 04/2016 51,80 68.286,46
16/05/2017 PAGAMENTO FATURA OI 04/2016 147,80 68.138,66
20/05/2017 PAGAMENTO GPS COMP 04/2016 1.116,00 67.022,66
07/06/2017 PAGAMENTO COMP 05/2016 6.890,40 60.132,26
07/06/2017 PAGAMENTO COMPT. 05/2016 3.106,64 57.025,62
07/06/2017 PAGAMENTO FGTS COMP 05/2016 604,80 56.420,82
10/06/2017 CFE RECIBO - IMOBILIARIA INDAIAL 700,00 55.720,82
15/06/2017 PAGAMENTO FATURA 05/2016 154,29 55.566,53
15/06/2017 PAGAMENTO FATURA OI 05/2016 173,90 55.392,63
20/06/2017 PAGAMENTO IR 0561 COMP 04/2016 97,36 55.295,27
20/06/2017 PAGAMENTO GPS COMP 05/2016 3.811,68 51.483,59
20/06/2017 PAGAMENTO ISS COMP 05/2016 753,83 50.729,76
50.729,76
50.729,76
50.729,76
50.729,76
50.729,76
Total - 49.270,24

Composição do saldo da conta Caixa


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial 100.000,00
Entradas -
Saídas 49.270,24
Saldo final 50.729,76 A10

Legendas - Referências
Conferimos com saldo no livro diário
Soma conferida

Preparado por: Thomas Milchert Data: 25/08/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 27/08/2017

-
ANEXO 09
Empresa P&J CONTABILIDADE LTDA
Análise do Imobilizado
31 de dezembro 2017
PT F10-1
Data Nota Fiscal Forncedor Descrição do Bem REF. Valor
13/04/2016 9990 MULTI-AR CONDICIONADOS LTDA Ar Condicionado 5.867,40
13/04/2016 1234 COMPUTIM COMERCIAL LTDA Computador e equipamentos informática 13.541,00
14/04/2016 1005 ESCRIFORTE MOV PARA ESCRITORIO Móveis e utensilios 4.297,00
13/04/2016 1234 COMPUTIM COMERCIAL LTDA Equipamentos de comunicação 998,00

Total F10 24.703,40

Análise da depreciação
Descrição do bem Valor do bem Taxa REF. Valor Depreciação
Ar Condicionado 5.867,40 10% 125,50
Computador e equipamentos informática 13.541,00 20% 579,25
Móveis e utensilios 4.297,00 10% 90,71
Equipamentos de comunicação 998,00 20% 42,69

Total depreciação F20 838,16

Composição do saldo do Imobilizado


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial -
Débitos 24.703,40
Créditos 838,16
Saldo final 23.865,24
F

Nota 1 Verificamos que não existem apólices de seguro realizadas para cobertura dos bens em caso de sinistro.
Nota 2 Os bens foram inspecionados e não existem bem obsoletos ou inutilizados.

Legendas - Referências
Conferimos com a folha mestra
Somado
Calculo conferido
Confirmamos a propriedade do bem

Preparado por: Thomas Milchert Data: 14/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 16/09/2017
ANEXO 10
Empresa P&J CONTABILIDADE LTDA
Análise da Contas Tributárias - PIS
01/01/2016 a 31/12/2016
PT EE20-1
Data Nota Fiscal Base de Cálculo PIS Débito de Imposto Crédito de Imposto REF. Saldo
31/05/2016 1 2.000,00 0,65% 13,00 13,00
31/05/2016 2 9.000,00 0,65% 58,50 71,50
31/05/2016 3 5.000,00 0,65% 32,50 104,00
31/05/2016 4 6.000,00 0,65% 39,00 143,00
31/05/2016 5 3.000,00 0,65% 19,50 162,50

PT EE20

Total 25.000,00 162,50 -

Data Nota Fiscal Base de Cálculo PIS Débito de Imposto Crédito de Imposto REF. Saldo
30/06/2016 6 2.000,00 0,65% 13,00 13,00
30/06/2016 7 9.000,00 0,65% 58,50 71,50
30/06/2016 8 5.000,00 0,65% 32,50 104,00
30/06/2016 9 6.000,00 0,65% 39,00 PT EE20 143,00
30/06/2016 10 3.000,00 0,65% 19,50 162,50

Total 25.000,00 162,50 -

Composição do saldo da Contas PIS a Recolher


Janeiro Fevereiro
Descrição
Valor Ref. Valor Ref.
Saldo inicial - -
Débito Imposto 162,50 162,50
Crédito Imposto - -
Saldo de Imposto 162,50 162,50

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálculos conferidos
Confirmamos as alíquotas dos impostos
Conferimos com o livro de apuração e examinamos a liquidação subsequente através da guia quitada
Verificamos a nota fiscal

Preparado por: Thomas Milchert Data: 16/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 17/09/2017

-
ANEXO 11
Empresa P&J CONTABILIDADE LTDA
Análise da Contas Tributárias - PIS
01/01/2016 a 31/12/2016
PT EE30-1
Data Nota Fiscal Base de Cálculo COFINS Débito de Imposto Crédito de Imposto REF. Saldo
31/05/2016 1 2.000,00 3,00% 60,00 60,00
31/05/2016 2 9.000,00 3,00% 270,00 330,00
31/05/2016 3 5.000,00 3,00% 150,00 480,00
31/05/2016 4 6.000,00 3,00% 180,00 660,00
31/05/2016 5 3.000,00 3,00% 90,00 750,00

PT EE30

Total 25.000,00 750,00 -

Data Nota Fiscal Base de Cálculo COFINS Débito de Imposto Crédito de Imposto REF. Saldo
30/06/2016 6 2.000,00 3,00% 60,00 60,00
30/06/2016 7 9.000,00 3,00% 270,00 330,00
30/06/2016 8 5.000,00 3,00% 150,00 480,00
30/06/2016 9 6.000,00 3,00% 180,00 PT EE30 660,00
30/06/2016 10 3.000,00 3,00% 90,00 750,00

Total 25.000,00 750,00 -

Composição do saldo da Contas COFINS a Recolher


Janeiro Fevereiro
Descrição
Valor Ref. Valor Ref.
Saldo inicial - -
Débito Imposto 750,00 750,00
Crédito Imposto - -
Saldo de Imposto 750,00 750,00

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálculos conferidos
Confirmamos as alíquotas dos impostos
Conferimos com o livro de apuração e examinamos a liquidação subsequente através da guia quitada
Verificamos a nota fiscal

Preparado por: Thomas Milchert Data: 16/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 17/09/2017

-
ANEXO 12
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Análise da Contas Tributárias - IRPJ a Pagar
01/01/2016 a 31/12/2016
PT EE40-1
Data Base de Cálculo Acumulado Alíquota Valor IRPJ % Adicional Valor Adicional (-) Valor Pago REF. Imposto Devido
31/05/2016 8.000,00 8.000,00 15% 1.200,00 - EE40 1.200,00
30/06/2016 8.000,00 16.000,00 15% 2.400,00 750,00 EE40 1.650,00

Composição do saldo da Contas IRPJ a Pagar


MAIO JUNHO
Descrição
Valor Ref. Valor Ref.
Saldo inicial - 1.200,00
Débitos - 750,00
Créditos 1.200,00 1.650,00
Saldo de Imposto 1.200,00 2.100,00

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálculos conferidos
Confirmamos as alíquotas dos impostos
Conferimos com o livro de apuração e examinamos a liquidação subsequente através da guia quitada

Preparado por: Thomas Milchert Data: 25/10/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 26/10/2017

-
ANEXO 13
Empresa P&J CONTABILIDADE LTDA
Análise da Contas Tributárias - CSLL a Pagar
01/01/2016 a 31/12/2016
PT EE50-1
Data Base de Cálculo Acumulado Alíquota Valor CSLL (-) Valor Pago REF. Imposto Devido
31/01/20x1 8.000,00 8.000,00 9% 720,00 - EE50 720,00
28/02/20x1 8.000,00 16.000,00 9% 1.440,00 500,00 EE50 940,00

Composição do saldo da Conta CSLL a Pagar


Janeiro Fevereiro
Descrição
Valor Ref. Valor Ref.
Saldo inicial - 720,00
Débitos - 500,00
Créditos 720,00 940,00
Saldo de Imposto 720,00 1.160,00

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálculos conferidos
Confirmamos as alíquotas dos impostos
Conferimos com o livro de apuração e examinamos a liquidação subsequente através da guia quitada

Preparado por: Thomas Milchert Data: 20/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 21/09/2017

-
ANEXO 14
Empresa P&J CONTABILIDADE LTDA
Análise da Contas Trabahistas e Previdênciárias - Salários a Pagar
01/01/2016 A 31/12/2016
PT HH10-1
Cálculo do movimento de Maio/2016

Funcionário Salário Base INSS Empregado REF. Salário a pagar INSS Empresa FGTS
Maria A. Dos Santos 2.160,00 9% 194,40 1.965,60 26,80% 578,88 8% 172,80
José de Souza 2.160,00 9% 194,40 1.965,60 26,80% 578,88 8% 172,80
Ana da Silva 2.160,00 9% 194,40 1.965,60 26,80% 578,88 8% 172,80
Joana Silveira 1.080,00 8% 86,40 993,60 26,80% 289,44 8% 86,40

Total 7.560,00 HH50-1 669,60 6.890,40 HH50-1 2.026,08 HH60-1 604,80

Cálculo do movimento de Junho/2016

Funcionário Salário Base INSS Empregado REF. Salário a pagar INSS Empresa FGTS
Maria A. Dos Santos 2.160,00 9% 194,40 1.965,60 26,80% 578,88 8% 172,80
José de Souza 2.160,00 9% 194,40 1.965,60 26,80% 578,88 8% 172,80
Ana da Silva 2.160,00 9% 194,40 1.965,60 26,80% 578,88 8% 172,80
Joana Silveira 1.080,00 8% 86,40 993,60 26,80% 289,44 8% 86,40

Total 7.560,00 HH50-1 669,60 6.890,40 HH50-1 2.026,08 HH60-1 604,80

Análise da movimentação da conta


Data Histórico REF. Débito REF. Crédito REF. Saldo
31/05/2016 Liquido de folha referente Maio/2016 6.890,40 6.890,40
06/06/2016 Pagamento folha refernte Maio/2016 6.890,40 -
30/06/2016 Liquido de Folha referente Junho/2016 6.890,40 6.890,40

Composição do Saldo - Salários a Pagar


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial -
Débitos 6.890,40
Créditos 13.780,80
Saldo Final 6.890,40

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálulos conferidos
Confere com registro na folha de pagamento
Confirmamos as alíquotas dos impostos
Testamos a liquidação subsequente e confirmamos pagamento no mês de março/20x1

Preparado por: Thomas Milchert Data: 25/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 26/09/2017

-
ANEXO 15
Empresa P&J CONTABILIDADE LTDA
Análise da Contas Trabahistas e Previdênciárias - Pró-labore a Pagar
01/01/2016 A 31/12/2016
PT HH20-1
Cálculo do movimento de Maio/2016

Funcionário Pro-labore Base INSS Empregado REF. Pró-labore a pagar INSS Empresa
Administrador 3.600,00 11% 396,00 3.204,00 20,00% 720,00

Total 3.600,00 HH50-1 396,00 3.204,00 HH50-1 720,00

Cálculo do movimento de Junho/2016

Funcionário Salário Base INSS Empregado REF. Salário a pagar INSS Empresa
Administrador 3.600,00 11% 396,00 3.204,00 20,00% 720,00

Total 3.600,00 HH50-1 396,00 3.204,00 HH50-1 720,00

Análise da movimentação da conta


Data Histórico REF. Débito REF. Crédito REF. Saldo
31/05/2016 Liquido de folha referente Maio/2016 3.204,00 3.204,00
06/06/2016 Pagamento folha refernte Maio/2016 3.204,00 -
30/06/2016 Liquido de Folha referente Junho/2016 3.204,00 3.204,00

Composição do Saldo - Pró-labore a Pagar


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial -
Débitos 3.204,00
Créditos 6.408,00
Saldo Final 3.204,00

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálulos conferidos
Confere com registro na folha de pagamento
Confirmamos as alíquotas dos impostos
Testamos a liquidação subsequente e confirmamos pagamento no mês de julho/2016

Preparado por: Thomas Milchert Data: 25/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 26/09/2017

-
ANEXO 16
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Análise da Contas Trabahistas e Previdênciárias - Provisão para férias
01/01/2016 a 31/12/2016
PT HH30-1
Cálculo do movimento de Maio/2016

Total Prov. s/ Prov. INSS Empregado s/ Prov. INSS Empresa s/


Funcionário Salário Base 1/12 Avos 1/3 de férias Prov. FGTS s/ férias
Férias férias férias
Maria A. Dos Santos 2.160,00 180,00 60,00 240,00 - 26,80% 64,32 8% 19,20
José de Souza 2.160,00 180,00 60,00 240,00 - 26,80% 64,32 8% 19,20
Ana da Silva 2.160,00 180,00 60,00 240,00 - 26,80% 64,32 8% 19,20
Joana Silveira 1.080,00 90,00 30,00 120,00 - 26,80% 32,16 8% 9,60

Total 7.560,00 630,00 210,00 840,00 - 225,12 67,20

Cálculo do movimento de Junho/2016

Total Prov. s/ Prov. INSS Empregado s/ Prov. INSS Empresa s/


Funcionário Salário Base 1/12 Avos 1/3 de férias Prov. FGTS s/ férias
Férias férias férias
Maria A. Dos Santos 2.160,00 180,00 60,00 240,00 - 26,80% 64,32 8% 19,20
José de Souza 2.160,00 180,00 60,00 240,00 - 26,80% 64,32 8% 19,20
Ana da Silva 2.160,00 180,00 60,00 240,00 - 26,80% 64,32 8% 19,20
Joana Silveira 1.080,00 90,00 30,00 120,00 - 26,80% 32,16 8% 9,60

Total 7.560,00 630,00 210,00 840,00 - 225,12 67,20

Análise da movimentação da conta


Data Histórico REF. Débito REF. Crédito REF. Saldo
31/05/2016 Provisão para férias e encargos sociais Maio/2016 1.132,32 HH30 1.132,32
30/06/2016 Provisão para férias e encargos sociais Junho/2016 1.132,32 HH30 2.264,64

Composição do Saldo - Provisão para Férias


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial -
Débitos -
Créditos 2.264,64
Saldo Final 2.264,64

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálulos conferidos
Confere com registro na folha de pagamento
Confirmamos as alíquotas dos impostos

Preparado por: Thomas Milchert Data: 20/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 21/09/2017

-
ANEXO 17
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Análise da Contas Trabahistas e Previdênciárias - Provisão para 13o. Salário
01/01/2016 a 31/12/2016
PT HH40-1
Cálculo do movimento de Maio/2016

Prov. INSS Empregado s/ Prov. INSS Empresa s/ Prov. FGTS s/ 13o.


Funcionário Salário Base 1/12 Avos
13o. Salário 13o. Salário Salário
Maria A. Dos Santos 2.160,00 180,00 - 26,80% 48,24 8% 14,40
José de Souza 2.160,00 180,00 - 26,80% 48,24 8% 14,40
Ana da Silva 2.160,00 180,00 - 26,80% 48,24 8% 14,40
Joana Silveira 1.080,00 90,00 - 26,80% 24,12 8% 7,20

Total 7.560,00 630,00 - 168,84 50,40

Cálculo do movimento de Junho/2016

Prov. INSS Empregado s/ Prov. INSS Empresa s/ Prov. FGTS s/ 13o.


Funcionário Salário Base 1/12 Avos
13o. Salário 13o. Salário Salário
Maria A. Dos Santos 2.160,00 180,00 - 26,80% 48,24 8% 14,40
José de Souza 2.160,00 180,00 - 26,80% 48,24 8% 14,40
Ana da Silva 2.160,00 180,00 - 26,80% 48,24 8% 14,40
Joana Silveira 1.080,00 90,00 - 26,80% 24,12 8% 7,20

Total 7.560,00 630,00 - 168,84 50,40

Análise da movimentação da conta


Data Histórico REF. Débito REF. Crédito REF. Saldo
31/05/2016 Provisão para13o. salário e encargos sociais Maio/2016 849,24 HH40 849,24
30/06/2016 Provisão para 13o. salário e encargos sociais Junho/2016 849,24 HH40 1.698,48

Composição do Saldo - Prov. p/ 13o. Salário


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial -
Débitos -
Créditos 1.698,48
Saldo Final 1.698,48

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Cálulos conferidos
Confere com registro na folha de pagamento
Confirmamos as alíquotas dos impostos

Preparado por: Thomas Milchert Data: 20/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 21/09/2017

-
ANEXO 18
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Análise da Contas Trabahistas e Previdênciárias - INSS a Pagar
01/01/2016 a 31/12/2016
PT HH50-1
Cálculo do movimento de Maio/2016

Parte Parte
Descrição REF. Total
Empregado Empresa
INSS - folha empregado 669,60 2.026,08 HH10-1 2.695,68
INSS - folha diretoria 396,00 720,00 HH20-1 1.116,00
Total 1.065,60 2.746,08 3.811,68

Cálculo do movimento de Junho/2016

Parte Parte
Descrição REF. Total
Empregado Empresa
INSS - folha empregado 669,60 2.026,08 HH10-1 2.695,68
INSS - folha diretoria 396,00 720,00 HH20-1 1.116,00
Total 1.065,60 2.746,08 3.811,68

Análise da movimentação da conta


Data Histórico REF. Débito REF. Crédito REF. Saldo
31/05/2016 INSS referente Maio/2016 3.811,68 3.811,68
20/06/2016 Pagamento INSS Maio/2016 3.811,68 -
30/06/2016 INSS referente Junho/2016 3.811,68 3.811,68

Composição do Saldo - INSS a Pagar


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial -
Débitos 3.811,68
Créditos 7.623,36
Saldo Final 3.811,68

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Confrontamos o registro com a GFIP
Efetuamos teste de liquidação subsequente e confirmamos o pagamento em Julho/2016

Preparado por: Thomas Milchert Data: 20/09/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 21/09/2017

-
ANEXO 19
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Análise da Contas Trabahistas e Previdênciárias - FGTS a Pagar
01/01/2016 a 31/12/2016
PT HH60-1
Análise da movimentação da conta
Data Histórico REF. Débito REF. Crédito REF. Saldo
31/05/2016 FGTS referente mês Maio/2016 604,80 HH10-1 604,80
07/06/2016 Pagamento FGTS Maio/2016 604,80 -
30/06/2016 FGTS referente mês Junho/2016 604,80 HH10-1 604,80

Composição do Saldo - FGTS a Pagar


Descrição Valor Ref.
Saldo inicial -
Débitos 604,80
Créditos 1.209,60
Saldo Final 604,80

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Confrontamos o registro com a GFIP
Efetuamos teste de liquidação subsequente e confirmamos o pagamento em Julho/2016

Preparado por: Thomas Milchert Data: 20/09/2016


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 21/09/2016

-
ANEXO 20
Empresa P&J CONTABILIDADE LTDA
Análise da Conta Patrimônio Líquido
31 de Dezembro de 2016
PT SS10

Reserva de Lucros
Data Descrição REF. Capital Reserva Legal Total
Capital Acumulados

13/04/2016 Saldo de abertura 100.000,00 - 100.000,00


31/12/2016 Lucro do exercício BTL - - - -1.353,61 -1.353,61
31/12/2016 Saldo final SS 100.000,00 - - -1.353,61 98.646,39

Nota 1: Verifiquei no contrato social a participação acionária e confere a integralização do capital.

Legendas - Referências
Examinei a ata de assembléia constatando terem sido aprovados de acordo com os estatutos sociais
Conferido com a folha mestra
Somado
Confere com o saldo do razão

Preparado por: Thomas Milchert Data: 23/10/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 24/10/2017
ANEXO 21
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Análise das Contas do Resultado Operacional Bruto
01/01/2016 a 31/12/2017
PT DR10
Vendas Brutas Impostos s/ Venda Custo das Vendas
Vendas Lucro Oper.
Data NFs
Líquidas Bruto
Qtde. Média Receita CRF 4,65% ISS 3% IR 1,5% Qtde. Custo Médio Custo Total

31/05/2016 1 1 2.000,00 2.000,00 93,00 60,00 30,00 1.817,00 1 2.200,00 2.200,00 -383,00
31/05/2016 2 1 9.000,00 9.000,00 418,50 270,00 135,00 8.176,50 1 2.200,00 2.200,00 5.976,50
31/05/2016 3 1 5.000,00 5.000,00 232,50 150,00 75,00 4.542,50 1 2.200,00 2.200,00 2.342,50
31/05/2016 4 1 6.000,00 6.000,00 279,00 180,00 90,00 5.451,00 1 2.200,00 2.200,00 3.251,00
31/05/2016 5 1 3.000,00 3.000,00 139,50 90,00 45,00 2.725,50 1 2.200,00 2.200,00 525,50
30/06/2017 6 1 2.000,00 2.000,00 93,00 60,00 30,00 1.817,00 1 2.200,00 2.200,00 -383,00
30/06/2017 7 1 9.000,00 9.000,00 418,50 270,00 135,00 8.176,50 1 2.200,00 2.200,00 5.976,50
30/06/2017 8 1 5.000,00 5.000,00 232,50 150,00 75,00 4.542,50 1 2.200,00 2.200,00 2.342,50
30/06/2017 9 1 6.000,00 6.000,00 279,00 180,00 90,00 5.451,00 1 2.200,00 2.200,00 3.251,00
30/06/2017 10 1 3.000,00 3.000,00 139,50 90,00 45,00 2.725,50 1 2.200,00 2.200,00 525,50
Total 10 DR10.1 50.000,00 2.325,00 1.500,00 750,00 45.425,00 10 DR10.3 22.000,00 23.425,00

DR10.2
Nota 1: Verificamos a emissão das notas fiscais de entrada e constatamos a inexistência de notas não contabilizadas referente ao período em exame.

Legendas - Referências
Somado
Conferido com o mapa de contabilização de vendas
Calculado
Conferido com a folha mestra
Conforme PT C10-2

Preparado por: Thomas Milchert Data: 23/10/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 24/10/2017

-
ANEXO 22
Empresa P&J Contabilidade Ltda
Análise da Contas de Despesas Comerciais e Administrativas
01/01/2016 a 31/12/2016
PT DR40-1
Saldo Contábil em Ajustes
Conta Descrição da Conta REF. Saldo Ajustado
31/12/2015 31/12/2016 Débito Crédito
Despesas Comerciais
3002 Salário e ordenados - -
3003 Encargos Sociais - -
3010 Despesas com Provisão de Férias - -
3020 Despesa com provisão de 13o. Salário - -
3025 Depreciações - -
3040 Comissões s/ vendas - -
3042 Manutenção e Conservação - -
3051 Viagens e estadas - -
3060 Aluguéis - 2.020,00
3070 Energia elétrica - -
3072 Telefonia - -
3074 Outras despesas - 2.715,00
Despesas Administrativa -
3200 Honorários da diretoria - 10.800,00
3240 Encargos Sociais - 2.160,00
3255 Despesas com Provisão de Férias - -
3271 Despesa com provisão de 13o. Salário - -
3274 Depreciações - 839,70
3275 Material de escritório 436,70
3280 Energia elétrica 364,38
3285 Telefonia 504,75
3290 Serviços de auditoria
PT DR40 - 19.840,53

Nota 1: Para as contas não examinadas percorri visualmente o razão, observando tratar-se de despesas normais e
habituais não constando anormalidades que determinassem o exame documental.
Cálculo da comissão
Vendas do ano PT DR10.1
Percentual de comissão
Comissão devida -
Conforme relatório interno
Diferença -

Legendas - Referências
Confirmamos saldo com a folha mestra
Somado
Calculado
Percentual definido em politica interna da empresa

Preparado por: Thomas Milchert Data: 27/10/2017


Empresa Modelo de Auditoria
Revisado por: Alcides Milchert Data: 28/10/2017

-
Timbó, 17 de Julho de 2017

À
Milchert Auditoria Ltda
Nesta

Prezados Senhores:

Carta de Responsabilidade da Administração de P&J Contabilidade Ltda, referente às


demonstrações contábeis em 30 de Junho de 2016.

A presente refere–se aos exames procedidos por V.S.as. nas demonstrações contábeis
de nossa entidade, correspondentes ao exercício findo em 30 de Junho de 2016, e está sendo emitida
em atendimento às exigências das Normas de Auditoria independentes, aprovadas pelo Conselho
Federal de Contabilidade.

Nesse sentido, estamos confirmando a V.S.as., as seguintes informações:

01) O sistema contábil e de controles internos adotados pela entidade no período são de nossa
responsabilidade, sendo adequados ao tipo de atividade e volume de transações que tem
nossa entidade.

02) Confirmamos que todas as transações efetuadas no período pela nossa entidade foram
devidamente registradas na contabilidade de acordo com a legislação vigente.

03) A entidade tem cumprido todas as disposições de seus contratos que poderiam, em caso de
descumprimento, ter efeito relevante sobre as demonstrações contábeis.

04) Nossa administração cumpriu todas as normas e regulamentos a que a entidade está sujeita a
não houve qualquer comunicação referente à inobservância de exigências de autoridades
Regulamentadoras com respeito a aspectos financeiros.

05) Foram adequadamente contabilizadas e divulgadas nas demonstrações contábeis as


transações e saldos com “Partes Relacionadas”.

06) Que todos os livros, registros contábeis, documentação comprobatória e todas as atas das
reuniões dos Acionistas (ou Sócios, Associados e Diretoria) foram colocados à sua
disposição.

07) Não existem, envolvendo a administração ou empregados, irregularidades pendentes que


possam ter efeito significativo sobre as demonstrações contábeis.

08) A entidade não tem ônus ou gravames sobre os seus ativos.

09) As estimativas foram contabilizadas com base em dados consistentes confirmados por
nossos assessores jurídicos.

10) Não há quaisquer contingências fiscais, trabalhistas, previdenciárias, comerciais e legais não
contabilizadas que possam afetar a situação financeira e patrimonial da entidade e influir
significativamente na sua avaliação como empreendimento em continuidade.
11) Não é do nosso conhecimento, até a presente data, qualquer evento subsequente, ao
encerramento do exercício, que possa afetar de forma relevante a posição patrimonial e
financeira, bem como o resultado do período.

12) Não há nenhum fato conhecido que possa impedir a continuidade normal das atividades da
entidade.

13) Julgamos que os seguros contratados foram efetuados em valores suficientes para cobrir
eventuais sinistros que possam ocorrer, impedindo a continuidade normal dos negócios
sociais.

14) A empresa não efetuou nenhum acordo estranho ao curso normal de seus negócios, nem até
o momento tivemos conhecimento de quaisquer assuntos ou eventos que possam afetar
substancialmente as demonstrações contábeis referidas ou a posição da empresa até a
presente data.

15) Não há qualquer acordo ou termo com outras entidades que possam significar compromissos
que signifiquem contingências presentes ou futuras.

16) As demonstrações contábeis e as notas explicativas entregues a V.S.as., referente exercício,


findo em 30/06/2016 são as oficializadas pela empresa e transcritas nos seus livros
societários e fiscais. Para identificação, as principais rubricas e cifras dessas demonstrações
contábeis são:

R$ Mil

Resultado do Exercício (1.353,61)


Resultados Acumulados (1.353,61)
Patrimônio Líquido 98.646,39
Ativo Circulante 97.664,76
Passivo Circulante 22.872,70
Ativo Não Circulante 23.864,33

Atenciosamente,

Thomas Andreas Milchert


Diretor Administrativo

Você também pode gostar