Você está na página 1de 4

SABEDORIA FAMILIAR

Texto: 2Reis 5.1-4

Introdução:
Resumo, da última
mensagem, falamos do fator,
porém, e o perfil de quem Deus
usa.

Hoje estarei abordando outra


sobre segredos da vida da mulher de
Naamã, que se aplicam a todos nós,
seja homens, mulheres, jovens.

Tem um ditado que diz, atrás


de um grande homem existe uma
grande mulher. Mas a frase certa é
ao lado de um grande homem tem
uma grande mulher.

A mulher de Naamã era uma


mulher sábia!
A mulher sábia edifica a sua casa,
mas com as próprias mãos a
insensata derruba a sua. (Pv
14:1)

Todos nós precisamos da


sabedoria na família, ou familiar,
ainda mais nos tempos que
estamos vivendo, sem sabedoria é
impossível viver: VEJAMOS AS
MARCAS DA MULHER DE
NAAMÃ:

I. Ela sabia lidar com as


debilidades da família. (2Rs 5.1).

A. Naamã era um marido


leproso. (Diante das
pessoas era um guerreiro,
mas quando chegava em
casa, sua esposa tinha que
suportar o cheiro de sua
lepra, e cuidar dele).

B. Só quem conhece nossas


fraquezas e debilidades
são aqueles que moram
com essa pessoa. (é preciso
comer pelo menos um 1Kg de
sal junto para conhecer).

Aplicação:
 Existem esposos leprosos:
enfermos.
 Existem esposos insensíveis:
não se importam com os
sentimentos, da esposa ou
dos filhos.

Quais são as debilidades da sua


família?
Peça a Deus sabedoria
para saber lidar com elas!

II. Ela sabia se relacionar bem.


(2Rs 5.2).

A boa comunicação é
indispensável par aos bons
relacionamentos.

“A menina ficou a serviço da


mulher de Naamã”.

 Ela mulher de Naamã não


ficou desconfiada da
menina.
 Ela possivelmente não a
maltratava...

A serviço: Significa, que a menina


ficou perante a face dela, na
presença dela, olhando no rosto da
sua senhora e pode se comunicar.

Havia um bom relacionamento,


dialogo.

Aplicação:
Tem gente que não consegue ter
um bom relacionamento dentro de
casa, não dar certo com ninguém,
nem no trabalho, escola,
vizinhança nem na igreja. Tem
gente que não consegue nem olhar
uma pessoa na face, porque tem
problema de se relacionar. Talvez
algum trauma de infância.

III. Ela sabia ouvir. (2Rs 2.3)

A mulher de Naamã
aprendeu a arte de Ouvir.
“Disse ela a sua senhora”..

Essa mulher sabia que a


sabedoria familiar estar em ouvir
mais e falar pouco.
 Ela poderia não
querer ouvir a
empregada.
 Mas foi uma boa
ouvinte e escutou.
O caminho do insensato parece-
lhe justo, mas o sábio ouve os
conselhos. (Pv 12:15,).

Aplicação:
Tem gente que não ouve
ninguém, ela diz: “ eu nasci assim
e vou morrer assim, eu é que sei o
que eu preciso.

 Não ouve a família.


 Não ouve o marido, esposa
 Não ouve o pastor
 Não escuta o médico.
Por isso não recebe a benção da
restauração.

IV. Ela se preocupava com a


saúde da família. (2Rs 5.4)

Quando ela ouvir a menina


que havia uma possibilidade de
cura para o esposo, ela correu
atrás e não desperdiçou.
 Ela queria a cura do
esposo.
 Ela amava sua
família
 Ela não estava
satisfeita só com
dinheiro, casa e
carro, carreira.
Aplicação:
Você tem observado a saúde
espiritual da sua família, filhos
esposo, etc. Talvez eles estejam
doentes, viciados, pensando em
suicídio, com, mas companhias e
você nem sabe.

V. Ela era uma mulher aberta


para palavra de Deus. (2Rs 5.4)

Embora não conhecendo a


fé crista, ela deu crédito para a
palavra de uma serva de Deus, e
um profeta ungido de Deus. Ela
não discriminou, ela não ficou
presa a sua religião.
Conclusão:
Essa noite Deus quer nos
dar sabedoria familiar, para
solucionar problemas impossíveis
humanamente. Naamã foi curado,
e se converteu ao Deus de Israel.

Se algum de vocês tem falta de


sabedoria, peça-a a Deus, que
a todos dá livremente, de boa
vontade; e lhe será concedida.
(Tg 1:5, NVI(Br))