Você está na página 1de 9

25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

Marilin Aguiar
AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM

Política social de assistência social Unidade I Revisar envio do teste: Questionário Unidade I

Revisar envio do teste: Questionário Unidade I

Usuário Marilin Fabiane Aparecida de Aguiar


Curso Política social de assistência social
Teste Questionário Unidade I
Iniciado 25/07/19 09:25
Enviado 25/07/19 09:26
Status Completada
Resultado 0,3 em 1 pontos  
da
tentativa
Tempo 0 minuto
decorrido
Instruções ATENÇÃO: a avaliação a seguir possui as seguintes configurações:

- Possui número de tentativas limitadas a 3 (três);

- Valida a sua nota e/ou frequência na disciplina em questão – a não realização


pode prejudicar sua nota de participação AVA, bem como gerar uma reprovação por
frequência;

- Apresenta as justificativas das questões para auxílio em seus estudos – porém,


aconselhamos que as consulte como último recurso;

- Não considera “tentativa em andamento” (tentativas iniciadas e não


concluídas/enviadas) – porém, uma vez acessada, é considerada como uma de
suas 3 (três) tentativas permitidas e precisa ser editada e enviada para ser
devidamente considerada;

- Possui um prazo limite para envio (acompanhe seu calendário acadêmico), sendo
impossível o seu acesso após esse prazo, então sugerimos o armazenamento e/ou
impressão para futuros estudos;

- A não realização prevê nota 0 (zero).

Resultados Todas as respostas, Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários,


exibidos Perguntas respondidas incorretamente

Pergunta 1 0 em 0,1 pontos

“A história da assistência social no Brasil apresenta movimentos demarcados por


ocorrências específicas nas décadas de 80 e 90 do século XX, produtos da luta
política de trabalhadores sociais, intelectuais, cidadãos e das organizações não
governamentais atuantes na área social. Nesse sentido, a promulgação da
https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 1/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

Constituição Federal de 1988 e a aprovação, em seguida, da Lei Orgânica da


Assistência Social (LOAS) em 1993 são marcos que definem a assistência social
como um direito”. LOPES, Márcia Helena Carvalho. “O tempo do SUAS”. In: Revista
Serviço Social e Sociedade, n.º 87, 2006 (com adaptações).

Tendo o texto acima como referência inicial, assinale a opção correta.

Resposta c.
Selecionada: Os programas de transferência de renda constituíram-se nos primeiros
projetos da nova fase da assistência social, enquadrado na filosofia de
direitos sociais fundamentados na responsabilidade estatal.

Respostas: a.
O principal requisito para usufruir o direito à assistência social de que
trata a Constituição Federal passou a ser a contribuição prévia ao
sistema de previdência social.

b.
O Estado assumiu suas responsabilidades diante da coletividade para
proporcionar a assistência nos níveis preceituados na legislação,
imediatamente após a aprovação da LOAS.

c.
Os programas de transferência de renda constituíram-se nos primeiros
projetos da nova fase da assistência social, enquadrado na filosofia de
direitos sociais fundamentados na responsabilidade estatal.

d.
Apesar de repercutir uma nova concepção para esta política, as garantias
legais foram insuficientes para a superação da concepção conservadora e
o uso histórico da assistência social no campo do assistencialismo,
clientelismo e benemerência eleitoreira, constituindo-se, assim, num
desafio que perdura até os dias de hoje.

e. Nenhuma das alternativas anteriores.

Pergunta 2 0,1 em 0,1 pontos

Em 2004, a PNAS, em 2005 e 2012, e a NOB SUAS introduzem o Controle Social


como um de seus eixos estruturantes da organização do SUAS considerando-o
“instrumento de efetivação da participação popular no processo de gestão político-ad
ministrativa-financeira e técnico-operativa, com caráter democrático e
descentralizado. Dentro dessa lógica, o controle do Estado é exercido pela sociedade
na garantia dos direitos fundamentais e dos princípios democráticos balizados nos
preceitos constitucionais” (BRASIL, 2004, p.51). São mecanismos de controle social,
segundo a Política de Assistência Social, exceto:

Resposta Selecionada: Vigilância Socioassistencial.

e.

Respostas:

https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 2/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

Conselho de Assistência Social.


a.

Conferência de Assistência Social.

b.

Plano de Assistência Social.

c.

Relatório Anual de Gestão.

d.

Vigilância Socioassistencial.

e.

Feedback A vigilância socioassistencial está fundamentada no artigo 2o, inciso II


da da Lei 12.435/2011, que a apresenta como responsável por “analisar
resposta: territorialmente a capacidade protetiva das famílias e nela a ocorrência
de vulnerabilidades, de ameaças, de vitimizações e danos” e no artigo
6o, inciso VII, quando trata da gestão das ações de assistência social,
como forma de sistema descentralizado e participativo e entre seus
objetivos, propõe o de “afiançar a vigilância socioassistencial e a
garantia de direitos”.

A Norma Operacional Básica do SUAS aprovada em 2012 – NOB/SUAS


2012 reitera os artigos e incisos mencionados acima e acrescenta que
vigilância junto com as funções de proteção social e a defesa de direitos
“possuem fortes relações entre si, e em certo sentido, podemos afirmar
que cada uma delas só se realiza em sua plenitude por meio da
interação e complementariedade com as demais” (BRASIL, 2012, p.11).

A vigilância objetiva conhecer os territórios onde estão instaurados os


riscos e a vulnerabilidade que serão prevenidos ou enfrentados no
âmbito da política de Assistência Social, como:

• situações de violência intrafamiliar;


negligência; maus tratos; violência, abuso ou
exploração sexual; trabalho infantil;
discriminação por gênero, etnia ou qualquer
outra condição ou identidade;

• situações que denotam a fragilização ou


rompimento de vínculos familiares ou
comunitários, tais como: vivência em situação
de rua; afastamento de crianças e
adolescentes do convívio familiar em
decorrência de medidas protetivas; atos
infracionais de adolescentes com
consequente aplicação de medidas
socioeducativas; privação do convívio familiar
ou comunitário de idosos, crianças ou
pessoas com deficiência em instituições de
acolhimento; qualquer outra privação do
convívio comunitário vivenciada por pessoas
dependentes (crianças, idosos, pessoas com
deficiência), ainda que residindo com a
própria família. (BRASIL, 2013, p.13).

https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 3/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

Sendo assim, embora a vigilância socioassistencial seja de suma


importância para subsidiar os mecanismos de Controle Social, a medida
que oferece informações para a elaboração do diagnóstico
socioterritorial que compõe o Plano de Assistência Social, por exemplo,
é de responsabilidade do órgão gestor da política.

Pergunta 3 0 em 0,1 pontos

A partir da organização do SUAS, o financiamento começou a ser pensado por meio


de transferências de recursos fundo a fundo, numa lógica de rompimento do modelo
per capita. Entre as condicionalidades necessárias para que as transferências de
recursos fundo a fundo sejam mantidas, devem estar:

Resposta e.
Selecionada: a organização do financiamento por níveis de gestão, conforme nível de
complexidade.

Respostas: a.
a organização do financiamento por porte dos municípios e adoção
de tipificação dos serviços.

b.
a organização do financiamento por níveis de gestão e adoção de Pisos de
Proteção Social, conforme nível de complexidade.

c.
a organização do financiamento por níveis de gestão e adoção de
tipificação dos serviços.

d.
a organização do financiamento por porte dos municípios e adoção de
Pisos de Proteção Social, conforme Tipificação Nacional dos Serviços
Socioassistenciais.

e.
a organização do financiamento por níveis de gestão, conforme nível de
complexidade.

Pergunta 4 0,1 em 0,1 pontos

A Política de Assistência Social, segundo o que consta na Política Nacional de


Assistência Social objetiva, não é:

Resposta b.
Selecionada: consolidar a gestão centralizada nos municípios por meio do
cofinanciamento e a cooperação técnica entre poder público e sociedade
civil, de modo articulado, para operar a proteção social não contributiva.

Respostas: a.

https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 4/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

prover serviços, programas, projetos e benefícios de proteção social


básica e/ou especial para famílias, indivíduos e grupos que deles
necessitarem.

b.
consolidar a gestão centralizada nos municípios por meio do
cofinanciamento e a cooperação técnica entre poder público e sociedade
civil, de modo articulado, para operar a proteção social não contributiva.

c.
contribuir com a inclusão e a equidade dos usuários e grupos específicos,
ampliando o acesso aos bens e serviços socioassistenciais básicos e
especiais, em áreas urbana e rural.

d.
assegurar que as ações no âmbito da assistência social tenham
centralidade na família, e que garantam a convivência familiar e
comunitária.

nenhuma das alternativas anteriores.

e.

Feedback O reconhecimento da assistência social como política pública e dever


da do Estado propõe a ruptura dos paradigmas e concepções
conservadoras de caráter benevolente e assistencialista, prevendo a
resposta:
garantia de financiamento com recursos do orçamento da seguridade
social, previstos no artigo 195, a descentralização político-
administrativa para estados e municípios no que tange a coordenação
e a execução dos programas, cabendo à esfera federal a coordenação
e as normas gerais (artigo 204, I, 1988) e a participação da população,
por meio de organizações representativas, na formulação das políticas
e no controle das ações em todos os níveis (artigo 204, II, 1988).

Pergunta 5 0 em 0,1 pontos

A vinculação ao SUAS pode se dar em três níveis: inicial, básica e plena. Aplicando-
se ainda entre os municípios a relativização das exigências, de acordo com o porte
do município, conforme contingente populacional. Esta relativização está relacionada
a municípios:

Resposta Selecionada: ( ) pequeno, médio e grande.

d.

Respostas: a. ( ) pequeno, médio, grande e metrópole.

( ) pequeno, médio e metrópole.

b.

c. ( ) pequeno I, pequeno II, médio, grande, metrópole.

https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 5/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

( ) pequeno, médio e grande.

d.

( ) pequeno I, pequeno II, médio e metrópole.

e.

Pergunta 6 0 em 0,1 pontos

Resposta e.
Selecionada: O SUAS enfrenta muitas dificuldades de implantação devido à
inovação dos seus princípios que rompem com tudo o que a Política
de Assistência Social tinha garantido como diretriz.

Respostas: a.
O SUAS é fruto de um movimento de ruptura com o caráter
benemerente, iniciado em 1988, quando a Assistência Social foi
reconhecida como uma política pública pela Constituição Federal,
inserindo-a no tripé da Seguridade Social.

b.
O SUAS desestabilizou o que a Política de Assistência Social tinha como
modelo de atuação.

c.
O SUAS é fruto de intelectuais que primam apenas pela teoria em
detrimento da prática profissional.

d.
O SUAS rompeu com o modelo estabelecido pela Lei 8.742 de 07 de
dezembro de 1993.

e.
O SUAS enfrenta muitas dificuldades de implantação devido à
inovação dos seus princípios que rompem com tudo o que a Política
de Assistência Social tinha garantido como diretriz.

Pergunta 7 0 em 0,1 pontos


https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 6/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

A organização da Assistência Social tem diretrizes, baseadas na Constituição Federal


de 1988 e na LOAS e descritas na Política Nacional de Assistência Social de 2004.
Escolha a alternativa que não corresponde a essas diretrizes.

Resposta d.
Selecionada: Primazia da responsabilidade do Estado na condução da Política
de Assistência Social.

Respostas: a. Descentralização político-administrativa.

b. Participação da população.

c. Contribuição prévia ao atendimento.

d.
Primazia da responsabilidade do Estado na condução da Política
de Assistência Social.

Centralidade na família.

e.

Pergunta 8 0 em 0,1 pontos

Segundo Aldaiza Sposati, a Assistência Social se alinha como política de defesa de


direitos humanos, no sentido social e ético, ou seja, como campo de defesa da vida
relacional. Assinale a alternativa que não corresponde às agressões proposta pela
autora:

Resposta Selecionada: isolamento.


a.

Respostas: isolamento.
a.

subordinação.

b.

apartação.

c.

d. solidão.

velhice.

e.

https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 7/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

Pergunta 9 0 em 0,1 pontos

A Política Nacional de Assistência Social visa garantir seguranças aos seus usuários
por meio de um sistema de Proteção Social não contributiva, sendo elas:

I. Rendimento.

II. Autonomia.

III. Matricialidade sociofamiliar.

IV. Defesa dos direitos socioassistenciais.

V. Acolhida.

Estão corretas as alternativas:

Resposta Selecionada: II, IV, V.

c.

Respostas: a. I, II, III.

b. I, III, V.

II, IV, V.

c.

d. I, II, V.

III, IV, V.

e.

Pergunta 10 0,1 em 0,1 pontos

Juliana, 32 anos, procura pela assistente social e informa que tem 4 filhos (16, 14, 8,
2 anos), está desempregada, reside com os filhos e o marido na casa dos sogros –
Sr. João e D. Ana (65 e 58 anos respectivamente). Todos estão desempregados e a
única renda da família é o BPC do Sr. João. D. Ana recolhe reciclados, mas, devido à
osteoporose, não está conseguindo puxar a carroça, por isso, os netos de 16 a 14
anos a ajudam. O marido de Juliana não quer ajudar a mãe, pois diz que “tem
vergonha” de puxar a carroça, pois não é “burro de carga”. Ela informa que, às vezes,
ele bebe e, quando isso acontece, fica agressivo, principalmente com ela, porque diz
que os filhos não são bem-cuidados. Tem muito ciúmes de Patrícia (14 anos), porque
ela frequenta bailes funks e usa roupa curta. Janaína, de 2 anos, é a nova “preferida”
do pai, dorme com o pai todas as noites e ele fica dizendo que ela é só dele.

Baseando-se nos conceitos de risco e vulnerabilidade, não se constitui em situação


de risco e/ou vulnerabilidade desta família:

I - Violência sexual.

II - Violência de gênero.

https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 8/9
25/07/2019 Revisar envio do teste: Questionário Unidade I – ...

III - Rompimento de vínculos familiares.

IV - Situação de rua.

V - Trabalho infantil.

Escolha a alternativa correta:

Resposta Selecionada: c. III e IV.

Respostas: I e II.
a.

I e V.

b.

c. III e IV.

d. I e III.

IV e V.

e.

Feedback No relato apresentado não há indicativos de que nenhum dos


da membros desta família se encontre em situação de rompimentos dos
vínculos familiares, nem em situação de rua
resposta:

Quinta-feira, 25 de Julho de 2019 09h26min28s BRT

← OK

https://ava1.ead.unip.br/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_60039494_1&course_id=_296821_1&content_id=_1813451_1&ret… 9/9