Você está na página 1de 3

Geografia Analisando os dados podemos caracterizar o período entre

a) 1920 e 1960, como de crescimento do planejamento


familiar.
b) 1950 e 1970, como de nítida explosão demográfica.
Capítulo 09 c) 1960 e 1980, como de crescimento da taxa de fertilidade.
d) 1970 e 1990, como de decréscimo da densidade
O espaço geográfico urbano demográfica.
e) 1980 e 2000, como de estabilização do crescimento
demográfico.
1. (Enem/2012) “Portadora de memória, a paisagem ajuda a
construir os sentimentos de pertencimento; ela cria uma
atmosfera que convém aos momentos fortes da vida, às 4. (Enem/2003) Ainda com base na tabela da questão anterior,
festas, às comemorações”. é correto afirmar que a população brasileira
CLAVAL, P. Terra dos homens: a geografia.
a) apresentou crescimento percentual menor nas últimas
São Paulo: Contexto, 2010 (adaptado)). décadas.
b) apresentou crescimento percentual maior nas últimas
No texto, é apresentada uma forma de integração da décadas.
paisagem geográfica com a vida social. Nesse sentido, a c) decresceu em valores absolutos nas cinco últimas décadas.
paisagem, além de existir como forma concreta, apresenta d) apresentou apenas uma pequena queda entre 1950 e 1980.
uma dimensão e) permaneceu praticamente inalterada desde 1950.
a) política de apropriação efetiva do espaço.
b) econômica de uso de recursos do espaço.
c) privada de limitação sobre a utilização do espaço.
d) natural de composição por elementos físicos do espaço. Capítulo 10
e) simbólica de relação subjetiva do indivíduo com o espaço.

2. (Enem/2003)
Multiculturalidade
PERCENTUAL DE ROUBOS POR REGIÃO
100,0
1. (UFF) A seleção alemã de futebol da Copa do Mundo de
80,0 2010 apresentou cinco atletas nascidos fora da Alemanha
60,0
e seis filhos de imigrantes, num total de 23 jogadores.
(%) 49,2 "É a verdadeira nação arco-íris", estampou um jornal
40,0 39,3 “A rota do crime segue na
33,9 esteira da rota da riqueza”
de Johannesburgo, brincando com a expressão utilizada
20,0
27,3
23,5
26,8 pelo bispo Desmond Tutu para designar a África do Sul
pós-apartheid. Para o sociólogo alemão Martin Curi,
0,0
(1006) (2003) a inserção de estrangeiros, principalmente de turcos, na
Capital Região metropolitana Interior equipe alemã ocorre até com certo atraso. Mesut Ozil e
Sedar Tasci são os primeiros turcos a jogarem uma Copa do
O gráfico e a frase acima, tirados de um jornal, ambos Mundo pelo país, 40 anos após ser registrado o maior fluxo
relacionados à evolução média da violência no Estado de São migratório da Turquia para a Alemanha.
Paulo. A associação entre estas duas linguagens – a gráfica
Folha de São Paulo, 03/07/2010, p. D-28. Adaptação
e a escrita – permite concluir que, percentualmente,
a) a capital tornou-se mais rica.

Reprodução/UFF
b) as cidades do interior enriqueceram e "atraíram" roubos.
c) a região metropolitana enriqueceu e o crime se establilzou.
d) diminui, em geral, a criminalidade no Estado.
e) diminui especialmente a incidência de roubos no Estado.

3. (Enem/2003) Para responder às questões 3 e 4 analise a tabela


abaixo.
O quadro abaixo mostra a taxa de crescimento natural da
população brasileira no século XX.

Taxa anual média de


Período Com relação à inserção de jogadores estrangeiros destacada
crescimento natural (%)
no texto, conclui-se adequadamente, que ela
1920-1940 1,90 a) representa a flexibilidade do mercado de trabalho na União
1940-1950 2,40 Europeia.
b) mostra a inexistência da xenofobia por parte da população
1950-1960 2,99
nativa original.
1960-1970 2,89 c) dificulta os fluxos migratórios para o país mais desenvolvido
1970-1980 2,48 da Europa.
d) expressa o caráter pluriétnico da sociedade alemã
1980-1991 1,93 contemporânea.
1991-2000 1,64 e) reflete a falta de programas sociais para a juventude alemã
Fonte: IBGE, Anuários Estatística do Brasil desportiva.

ensino médio 1 2º ano


2. (UEG) Um dos grandes desafios do século XXI para tornar o A partir das imagens das reportagens selecionadas, responda
mundo melhor é o de aprender a conviver com os outros, aceitar o que se pede:
e respeitar os que são diferentes na cultura, na religião, nos a) Explique o que é xenofobia e como ela afeta a pluralidade
costumes, na sexualudade etc. A intolerância, os preconceitos cultural no espaço europeu.
as discriminações e o racismo, no entanto, vêm crescendo. Sobre b) Indique uma causa cultural da proibição do uso do véu
esse assunto, é correto afirmar:
islâmico e uma causa econômica da explusão dos ciganos
a) o princípio de que todos os seres humanos são iguais,
independentemente de sexo, cor da pele, orientação pelo atual governo francês.
sexual, local de nascimento, valores culturais, existe de
direito e de fato nas sociedades democráticas.
b) o racismo consiste numa tendência a desvalorizar certos
grupos étnicos, sociais ou culturais, atribuindo-lhe Capítulo 11
características inferiores e manisfesta-se na segregação e
rejeição de valores culturais.
c) os neonazistas, os carecas, os arianos, entre outros, são Dinâmica da população
grupos organizados que visam combater os preconceitos,
sobretudo contra migrantes pobres. 1. (UEL) Da Copa de 1970 à Copa de 2010, a população
d) a xenofobia e o homofobia atingem em maior grau os brasileira passou de 93.139.037 para uma população
indígenas, os negros e a mulher, considerados inferiores estimada em 193.144.840 habitantes.
em determinadas sociedades. IBGE - Popclock em 23 jun. 2010
e) o racismo é um problema associado, exclusivamente, às
diferenças de classes sociais. Com base nos conhecimentos sobre a dinâmica do
crescimento vegetativo da população no Brasil, ao logo desses
3. (Uerj) Cada um, de cada lugar do mundo, tem de assinalar 40 anos, assinale a alternativa correta.
em seu endereço eletrônico o país onde mora e de onde a) A taxa de crescimento anual da população brasileira foi
fala (.br, .ar, .mx, etc.); aquele que fala a partir dos EUA não maior na primeira década do século XXI que anos 1970,
precisa por .us ao seu endereço e, assim, é como se falasse apesar da estabilização da taxa bruta de mortalidade.
de lugar nenhum, tornando familiar que cada qual se veja, b) A contínua redução da taxa de fecundidade explica a
sempre, de um lugar determinado, enquanto haveria aqueles queda na taxa de crescimento anual da população, apesar
que falam como se fossem do mundo e não de nenhuma de o número total de habitantes ter mais que dobrado.
parte específica. c) Nas duas últimas décadas, apesar do aumento das taxas
Adaptado de Carlos Walter Porto-Gonçalves
In: LANDER, Edgardo (org). A colonialidade do saber. brutas de natalidade, as taxas anuais de crescimento
Buenos Aires: CLACSO, 2005 vegetativo da população brasileira se estabilizaram devido
ao comportamento do saldo migratório.
O texto acima contém uma reflexão acerca de um aspecto d) O crescimento absoluto de aproximadamente 100 milhões
importante das redes mundiais de produção e circulação de
de habitantes foi proporcionado pela elevação das taxas
conhecimento. Segundo o autor, essas redes são marcados
pelo conceito de: de fecundidade no Brasil ao longo do periódo.
a) pluralismo d) etnocentrismo e) O fato de a população absoluta ter mais que dobrado no
b) autoritarismo e) egocentrismo período se deve ao saldo migratório positivo ocasionado
c) nacionalismo pela absorção de centenas de milhares de imigrantes
italianos e japoneses.
4. (PUC-Rio)
2. (UFT) Observe os gráficos abaixo:
CONTRA O VÉU ISLÂMICO – FRANÇA
PROÍBE USO DA BURCA (14/10/2009) BRASIL – POPULAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA (1980)

Reprodução/Unesp 2013
Reprodução/PUC-Rio

Homens Idade Mulheres


70 - +
65-69 Idosos
60-64
55-59
50-54
45-49
40-44 Adultos
35-39
30-34
25-29
20-24
15-19
10-14
Jovens
5-10
0-4
% 14 12 10 8 6 4 2 0 0 2 4 6 8 10 12 14
%

CIGANOS EXPULSOS DA FRANÇA SERÃO 950 BRASIL – POPULAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA (2000)
DENTRO DE UMA SEMANA (25/08/2010) Homens Idade Mulheres
70 - +
Reprodução/PUC-Rio

65-69
Idosos
60-64
55-59
50-54
45-49
40-44 Adultos
35-39
30-34
25-29
20-24
15-19
10-14 Jovens
5-9
0-4
% 14 12 10 8 6 4 2 0 0 2 4 6 8 10 12 14 %

Fonte: Google.imagens.com.br e Vera Monteiro/Agências Fonte: IBGE. Censo de 1980 e 2000.

ensino médio 2 2º ano


Os gráficos anteriores dizem respeito às pirâmides Assinale a interpretação correta para o cartograma anterior.
etárias brasileiras organizadas de acordo com os dados a) As taxas de mortalidade infantil no continente africano
divulgados nos censos de 1980 e 2000 realizados pelo IBGE. são elevadíssimas.
Na comparação, observa-se que a base da pirâmide etária da b) O continente africano é o que possui a menor expectativa
população brasileira está se tornando cada vez mais estreita de vida do mundo.
e o ápice mais largo. Verifica-se também que o corpo está
c) A África é um continente com baixa presença de mão de
cada vez maior, o que reflete a diminuição das taxas de
crescimento vegetativo, o que provocou uma mudança no obra infanto-juvenil.
perfil da pirâmide etária brasileira nessa comparação entre d) O fluxo migratório interno do continente africano é
1980 e 2000. A respeito da análise das pirâmides etárias limitado à sua faixa central.
apresentadas, é correto afirmar que e) A natalidade nos extremos sul e norte da África é menor
a) a analise das pirâmides etárias permite verificar a do que a da sua região central.
composição etária de uma população e seu reflexo na
estrutura da População Economicamente Ativa (PEA), 4. (UFG) Leia o fragmento de texto a seguir.
a qual é formada por pessoas que exercem atividades
remuneradas. Retrocedendo no tempo, verifica-se que para os homens, já
b) a análise das pirâmides etárias servem como subsídios em 1940, a média de idade no ato do casamento legal era
para a elaboração de políticas previdenciárias e influencia de 27,1 anos, a qual se manteve quase inalterada até nossos
diretamente em questões que dizem respeito à concessão dias [1998]. Com as mulheres não ocorreu o mesmo. Em
de benefícios, na medida em que diminui o numero de 1940, elas se casavam no civil mais cedo, em média aos 21,7
pessoas aposentadas.
anos, idade que veio crescendo sistematicamente e passou
c) a análise das pirâmides etárias subsidia o Estado na
elaboração de políticas públicas nas áreas de educação, a 23,3 anos em 1950, 23,8 em 1960 e 24 em 1970.
saúde, saneamento e cultura, de modo que possam ser BERQUÓ, Elza. Arranjos familiares no Brasil: uma visão demográfica.
In: SCHWARCZ, Lilia M. História da vida privada no Brasil. Contrastes da
elaboradas ações que atendam às expectativas de uma
intimidade contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. v. 4. p.
população cada vez mais jovem. 416-417. [Adaptado]
d) a análise das pirâmides etárias permite verificar a
composição da população feminina brasileira e serve como
subsídio para a elaboração de políticas públicas de gênero O texto retrata diferenças na idade média das mulheres, em
para uma população feminina cada vez mais jovem. relação à dos homens, no que se refere ao casamento civil.
e) a análise das pirâmides etárias auxilia o Estado na elaboração No Brasil, o aumento progressivo da idade de casamento
de programas sociais que objetivam a inclusão social e a das mulheres entre as décadas de 1940 e 1970 se deve,
distribuição de renda na intenção de corrigir as distorções sobretudo, à
do crescimento desigual entre a população brasileira. a) instituição do divórcio, que deu aos divorciados o direito
de contrair novo matrimônio.
3. (PUC-RJ) b) aprovação do código eleitoral, que garantiu a participação
política das mulheres.
Reprodução/PUC-RJ

c) elevação da escolaridade, que possibilitou maior inclusão


das mulheres no mercado de trabalho.
d) ampliação da longevidade feminina, que influenciou na
nupcialidade e nas parturições.
e) implementação de políticas de saúde pública, que permitiu
o acesso à contracepção e à esterilização.

092885/15 – Rev.: Amanda – Desenhista: Pablo – 09/04/15

Transição demográfica por iniciar:


fecundidade muito elevada (> 5%)

1ª fase da transição
fecundidade elevada (> 3,5%)
mortalidade a diminuir

1ª fase da transição
fecundidade a diminuir, mortalidade reduzida

ensino médio 3 2º ano