Você está na página 1de 31

Microscopia

Eletrônica
de Varredura
Aplicações
Aplicações
• Observar imagens tridimensionais ampliadas,
com uma notável profundidade de foco de
objetos macroscópicos até o estudo de
macromoléculas orgânicas, bactérias e frações
celulares

Fonte: http://3dimagemcraft.blogspot.com.br/2011/04/imagens-
tridimensionais-e-trabalhos_24.html
Aplicações na Odontologia

Polissacarídeos extracelulares
(S. sanguinis)

Implantes
revestidos com HA
Aplicações na Odontologia

Esmalte tratado com peróxido de carbamida


Microscopia
Eletrônica
de Varredura
Processamento tecidual
Preparo das amostras
Passos

• Coleta, seleção e limpeza 0,1% hipoclorito de sódio

• Fixação Igual ao MET

• Desidratação Igual ao MET

• Secagem

• Montagem

• Cobertura
Secagem das amostras

• Procedimento de ponto crítico


CO2 líquido
Eleva temperatura para
40-45ºC
Pressão superior a 73 atm

• Uso do hexa-metil-disilazano (HMDS)


Ideal para tecido mineralizado

Preço elevado

Tóxico
Montagem e Cobertura

• Montagem
Cola de prata coloidal
Fita adesiva dupla

• Cobertura
Prover condutividade através aplicação de uma fina camada de metal
(20-30 nm)
Sistema de evaporação (“sputtering”)
Ouro
Íons de argônio
Imagem de MEV

Scanning electron microscopy image of the bone-cotton after immersion in


simulated body fluid showing the formation of hydroxyapatite on the
surface of the fibers.
Fonte: www.fml.ethz.ch/research/Bone_Substitutes
“Se não houver frutos,
valeu o perfume das flores,
se não houver flores,
valeu a sombra das folhas,
se não houver folhas,
valeu a intenção das sementes”
(Henfil)
Rodrigues et al., 2011
Hipótese

• A OPN poderia estar presente na matriz de dentina


formada após trauma.

• Não existem estudos detectando a OPN na matriz de


dentina reacionária e dentina reparativa.
Objetivos

• Examinar as características ultra-estruturais da dentina


reacionária e da dentina reparativa formadas após uma
trauma extrusivo em incisivos de ratos e sobre as células
relacionadas.

• Analisar a presença e distribuição da OPN na dentina


reacionária usando imunocitoquímica pós-inclusão com
ouro coloidal.
Materiais e Métodos

• Procedimento cirúrgico, fixação e descalcificação

• Processamento pra MEV

• Processamento pra MET

• Imunocitoquímica com ouro coloidal


Resultados e Discussão
Resultados e Discussão
Resultados e Discussão
Resultados e Discussão
Resultados e Discussão
Conclusões
Introdução
• DMP1 se liga ao Ca para iniciar a nucleação de cristais
de apatita sobre as fibras colágenas.

• DMP1 parece regular diferenciação celular e expressão


de proteína, porque seu bloqueio interrompe
processamento da osteocalcina.

• Ratos com deleção do DMP1 mostram dentes


hipomineralizados.
Hipótese

• Na dentina reparativa, a DMP1 pode estar envolvida


nos estágios iniciais da diferenciação e mais tarde em
induzir a nucleação de cristais. a .
Objetivo

• Examinar a presença e a distribuição da DMP-1 na nas


matrizes da dentina reacionária e dentina reparativa por
meio de técnicas de imunocitoquímica com ouro coloidal.
Materiais e Métodos

• Procedimento cirúrgico, fixação e descalcificação

• Processamento pra MET

• Imunocitoquímica com ouro coloidal para DMP-1


Conclusões

• Imunomarcação positiva para DMP-1 nas fibras


colágenas da dentina reacionária e dentina reparativa,
indicando um possível papel deste proteína na
mineralização das fibras colágenas.
Referências bibliográficas
• AGUIAR, MC; ARANA-CHAVEZ, V. Immunocytochemical detection of
dentine matrix protein 1 in experimentally induced reactionary and
reparative dentine in rat incisors. Archives of Oral Biology, v. 55, p. 210-
214, 2010.
• AGUIAR, MC; ARANA-CHAVEZ, V. Ultrastructural and
immunocytochemical analyses of osteopontin in reactionary and
reparative dentine formed after extrusion of upper rat incisors. Journal of
Anatomy, v. 210, p. 418-427, 2007.
• BANCROFT, JA; STEVENS, A. Theory and Practice of Histological
Tecniques. 4 ED. Churchill Livingstone: London. 196. 766p.
• DeSOUZA, V. Técnicas de Microscopia Eletrônica Aplicadas ás Ciências
Biológicas. 2 ED. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Microscopia,
2007. 357p.
• PORTER, KR; BONNEVILLE, MA. An Introduction to the Fine Structure of
Cells and Tissues. 2 ED. Filadélfia: Lea & Febiger, 1964.
“Os que se encantam com a prática
sem a ciência são como os
timoneiros que entram no navio sem
timão nem bússola, nunca tendo
certeza do seu destino”

Leonardo da Vinci
Marcio Cajazeira Aguiar, DDS, MSc, PhD

Departamento de Biomorfologia
Instituto de Ciências da Saúde
UFBA

mcaguiar@ufba.br