Você está na página 1de 102

Índice

endossos
Título
direito autoral
Conteúdo
Prefácio
Agradecimentos
Introdução A Funcional Família disfuncional
Capítulo 1 The Home Makeover
Capítulo 2 O Pai Makeover
Capítulo 3 O Makeover Criança
Capítulo 4 O estendida Makeover Família
Capítulo 5 A Igreja Makeover
PARA AUMENTO
Fé começa em casa
Os pais cristãos têm uma responsabilidade complexa e estressante para passar a fé aos seus
filhos. Mark Holmen dá às famílias a linguagem e as ferramentas práticas necessárias para
comunicar a fé em Jesus para os nossos filhos.

Rev. TJ Anderson
Vice-Presidente, Eventos Nacional da Juventude

Levantamentos recentes da comunidade cristã evangélica pelo Barna Group e Newsweek /


Beliefnet indicam que nossos conservadores, visões teológicas tradicionais da fé poderia estar
em perigo. Concordo com Mark Holmen que é criticamente importante para ensinar aos nossos
filhos uma cosmovisão bíblica. A mensagem no livro de Mark salienta a importância de iniciar
este processo em casa. A minha oração, enquanto você lê este livro é que você e seus filhos vão
ser reforçados em sua caminhada de fé.

Bob Creson
Presidente, Wycliffe Bible Translators EUA

Pastor Holmen conecta história pessoal, família prática da fé e plano bíblico e direção à casa. Ele
desafia os pastores seniores e congregações para mover uma parceria com a casa como o
principal local de fé criação! Os pais e outros cuidadores adultos também vai encontrar as
aplicações práticas em cada capítulo deste livro para ser uma ótima ferramenta para uso com
suas famílias.

Dr. Dick Hardel


Autor, FaithTalk ™ com crianças e Blest Seja o bolo que Vinculado Diretor, Visão e Ministérios criativa O Youth and
Family Institute Bloomington, Minnesota
Dr. Bill Hossler
Presidente, Missionária da Igreja Inc.

Com um número alarmante de crianças que deixam a fé cristã em sua faculdade e jovens adultos
anos, tempo de reavaliar a forma como fazemos igreja. É hora da igreja para começar a equipar
pais-especialmente pais-de trazer os seus filhos na disciplina e admoestação do Senhor. O livro
de Mark Holmen é uma abordagem prática, equilibrado e fresco à pastoral familiar que cada líder
da igreja e pai cristão vai querer ler.

Rusty Russell
Diretor, Família Ministérios Sudeste Christian Church, Louisville, Kentucky O co-autor, Quando Deus constrói uma igreja

Cheio de senso comum baseada na Bíblia, Mark Holmen oferece a família moderna um modelo e
medidas práticas no crescente fé em casa. I especialmente apreciado sua estratégia de uma
parceria igreja-casa.

Tim Smith
Autor e presidente Speaker, habilidades de vida para as famílias americanas
© 2005 Mark Holmen

Publicado por Bethany House Publishers 11400 Hampshire Avenue South Bloomington, Minnesota 55438

www.bethanyhouse.com

Bethany House Publishers é uma divisão da Baker Publishing Group, Grand Rapids, Michigan.

www.bakerpublishinggroup.com

edição Bethany House Publishers publicou 2014


ISBN 978-1-4412-6642-2

Anteriormente publicado pela Regal Books

edição Ebook originalmente criado 2011

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, armazenada num sistema de
recuperação, ou transmitido em qualquer forma ou por qualquer meio, por exemplo, electrónico, fotocópia, gravando-a
sem autorização prévia por escrito do editor. A única exceção é breves citações em revistas impressas.

Internacionais de Catalogação na Publicação de dados é arquivado na Biblioteca do Congresso, Washington, DC.

Todas as citações bíblicas, salvo indicação em contrário, são retirados da Bíblia Sagrada, New International VERSION®.
Copyright © 1973, 1978, 1984 por Sociedade Bíblica Internacional. Usado com permissão da Zondervan Publishing
House. Todos os direitos reservados.

Outras versões usadas são:

AMP-Scripture retirado do AMPLIFICADO BÍBLIA, copyright Antigo Testamento © 1965, 1987 pela Zondervan
Corporation. O copyright Amplified New Testament © 1958, 1987 por A Fundação Lockman. Usado com permissão.

A MENSAGEM-Scripture tomadas a partir da mensagem. Copyright © por Eugene H. Peterson, 1993, 1994, 1995. Usado
com permissão de NavPress Publishing Group.
Prefácio
George Barna

Agradecimentos

Introdução
A família disfuncional Funcional

Capítulo 1
The Home Makeover

Capítulo 2
O Pai Makeover

Capítulo 3
O Makeover Criança

Capítulo 4
Extended Makeover Família

capítulo 5
O Makeover Igreja
Mark Holmen não é a primeira pessoa a escrever um livro, mesmo um livro orientada Christian,
sobre o desenvolvimento da família e dos filhos. Hoje quando eu “Googled” nestes termos,
parece que há bem mais de 150.000 tais livros impressos! Não precisamos sacrificar mais uma
floresta para um outro tal livro?
Neste caso, eu gostaria com entusiasmo responder sim! Primeiro de tudo, eu conheci Mark
durante anos e têm vindo a confiar nele como um homem de Deus, um pastor, um professor de
Bíblia e um amigo. Se ele diz que tem algo importante a dizer sobre sua área de conhecimento e
paixão, é nos meus próprios interesses para prestar atenção. Em segundo lugar, tenho
testemunhado o seu trabalho com crianças e famílias e saber que ele é sério, competente e
talentoso nesta arena. Seus anos de experiência e sua paixão por ajudar as famílias, exibido em
configurações do ministério em todo o país, merecem a nossa consideração, quando ele aborda
esta questão.
Por isso, foi com grande expectativa que eu li o manuscrito sobre ministério a família. Você
vê, o ministério família de Mark foi um dos modelos que estudei mais de perto alguns anos atrás,
quando eu estava realizando pesquisas sobre o que faz o ministério de uma igreja para a família
mais eficaz. Durante a escrita de Transformando Crianças em Campeões, passei muitos meses
viajando pelo país, buscando identificar ministérios em qualquer lugar do país que foram
efetivamente ver as crianças se tornar tudo o que Deus queria que eles sejam, e facilitando a
parentalidade eficaz como a chave para que processo. O ministério de Mark foi um dos mais
eficazes eu encontrei em qualquer lugar os EUA que eu aprendi muito com ele, então, e eu ainda
estou aprendendo com ele hoje. Este livro é a sua mais recente ferramenta educacional.
Ao ler essas páginas, você vai encontrar parentalidade importante, o desenvolvimento da
família e os conceitos de edificação da fé. Cada uma dessas áreas serve como um desafio pessoal
para nós: Tem eu realmente estabelecida minha família como uma prioridade na minha vida? Os
meus filhos a compreender e viver uma vida mais fiel, observando o que eu faço? Será que eu
realmente dedicou os recursos necessários para fazer a minha vida familiar tão bom quanto Deus
quer que ela seja? É a minha fé discernível pelo meu estilo de vida, não apenas através das
minhas palavras apaixonadas sobre a vida familiar? O que os adultos mais velhos, cuja
experiência é inestimável, estou aprendendo enquanto estou nesta viagem? Quais são as minhas
expectativas da igreja local em relação aos meus esforços como um pai? Estas e outras questões
votos emergir do texto como Mark nos leva a considerar tudo sobre nossa vida familiar.
Teoria é útil, mas a entrega de sugestões viáveis e práticos é onde a borracha encontra a
estrada para a maioria dos pais. Este livro é cheio de borracha! Ele contém uma mistura dinâmica
de discernimento bíblico, experiência pessoal, revelações de pesquisa e aplicações factível para
aqueles que amam a Cristo e querem a sua casa para refletir Sua presença e Seus princípios.
Mais uma vez, Mark Holmen me, desta vez em meu papel mais importante ajudou, a do pai.
Deixe seus anos de experiência ajuda você, também. Nosso Deus e sua família será abençoada
por ele.
George Barna Ventura, Califórnia setembro 2005
Este livro é dedicado à memória de meu pai, Arlen “Tio Arlie” Holmen, que morreu em 23 de
novembro de 2004. Meu pai foi meu mentor, modelo, amigo e herói que, juntamente com a
minha mãe, Myrne,-me como mostrou para “fazer direito de família.”

Eu também quero agradecer a minha maravilhosa esposa, Maria, e minha filha, Malyn, tanto de
quem compartilhar minha paixão por famílias. Embora seus nomes não podem aparecer na
capa, suas impressões digitais estão por todo este livro. Eles são a minha principal fonte de
inspiração, apoio e compreensão. Obrigado a ambos por seu amor incondicional e vontade de
ser transparente com nossas vidas. Eu amo vocês dois.
A família disfuncional Funcional

Em 31 de outubro de 1995, às 12:13 AM, minha vida mudou para sempre. Minha esposa, Maria,
e eu nos encontramos em uma sala de parto em North Memorial Hospital, em Minneapolis. Nós
tínhamos sido casados por cinco anos, mas que agora estava à beira de se tornar pais pela
primeira vez. Durante três horas, eu firmemente ficou ao lado de Maria, servindo como seu ponto
focal como ela passou por contração após a contração.
Então o momento incrível de verdade chegou! Nossa filha, Malyn, veio ao mundo. O que
uma incrível vista para ver! Imediatamente, os enfermeiros levado-a para o outro lado da sala
para limpar e medir-la.
Malyn estava chorando alto, mas Maria também estava gemendo de dor de entregar seu
primeiro filho. Até hoje eu lembro de estar a meio caminho entre eles perguntando,Que maneira
eu vou? Eu vou para o lado da minha esposa, que tem apenas passou por uma das mais
desgastante e dolorosas experiências de sua vida? Ou eu ir para o lado da minha preciosa
menina que chora pela primeira vez?
Então a voz de Deus falou comigo-que, estranhamente, parecia muito com Maria de voz e
ordenou: “Vai ter certeza Malyn está bem.” Minha filha tinha sido no mundo para apenas 60
segundos, e como um pai, eu já precisava de ajuda!

The Search for Success


Muitos pais hoje estão à procura de ajuda. Eles querem ter sucesso! Eles navegar na Internet,
assistir Oprah e Dr. Phil, e comprar todos os livros de auto-ajuda que vem de fora, tudo em um
esforço para manter suas famílias unidas para outro dia. No entanto, as famílias parecem estar
pendurado por um fio. Em nossa busca desesperada por respostas, eu me pergunto se nós
percebemos que Deus está lá para nós. Ele deseja que nossas famílias não apenas sobreviver,
mas também prosperar como nós jornada pela vida!
Uma vez que eu pregou um sermão intitulado “A Funcional família disfuncional.” Eu
acredito que cada família é disfuncional. De fato, em meus 15 anos de servir como um ministro
da juventude e da família e como pastor sênior, eu ainda tenho que correr em uma família que
afirma ser perfeita e precisa de nenhuma ajuda.
Quando eu estava crescendo, minha família não foi diferente. Na superfície fomos uma
família forte Christian de cinco que incluiu meus pais e duas irmãs mais velhas. Meu pai era um
diretor do acampamento e minha mãe era uma pessoa incrível que muitos chamado de um anjo
vivo. Muitas pessoas pensaram que nós éramos a família perfeita. No entanto, mal sabiam eles
que, nos bastidores, o meu pai era um alcoólatra armário.
Lembro-me voltando para casa muitas vezes para encontrar o meu pai desmaiou em sua
cadeira depois de beber uma série de martinis. Lembro-me de uma vez perguntando se meu
amigo Danny poderia ficar durante a noite e minha mãe não responder porque o pai estava
bêbado novamente. Eu estava tão zangado com meu pai que foi até sua cadeira, olhou bem nos
olhos e disse: “Eu te odeio!” Embora fosse mal coerente, ele grogue olhou para mim e
respondeu: “Eu te odeio, também."
Eu sempre vou lembrar daquela noite. Eu sempre vou lamentar que à noite também.
Felizmente, meu pai chutou o alcoolismo alguns anos mais tarde e nós passou a ter muitos anos
bons juntos. O ponto é que eu venho de uma família disfuncional. No entanto, Deus encontrou
uma maneira de fazer-nos uma família disfuncional funcional.
Foi provavelmente essa educação que me deu o desejo ea paixão para trabalhar com as
famílias. Durante 12 anos, como eu servido três igrejas diferentes, como um pastor de jovens e
família, eu tive a oportunidade de viajar por todo o país como um palestrante e consultor.
Dificilmente uma semana iria até quando eu não estava envolvido em algum tipo de crise
familiar ou situação de aconselhamento. Muitas vezes, eu encontrei o meu coração partido para
as famílias. No entanto, eu também tive a oportunidade de trabalhar com milhares de famílias
que foram sucedendo, e eu era capaz de assistir e aprender com eles. Desse ponto de vista, eu
observei o que funciona eo que não funciona, e estou ansioso para compartilhar essas idéias com
você neste livro.

Para onde vamos


Vamos dar uma olhada rápida no que vamos explorar em conjunto nos capítulos seguintes.
Primeiro, capítulo 1 examina o estado das famílias hoje, a reforma que precisa acontecer
dentro de cada família, ea escolha crítica todas as famílias precisam fazer se quiserem ter
sucesso.
Capítulo 2fica pessoal com os pais. Neste capítulo, eu desafio os pais para dar uma olhada em
profundidade no seu próprio caminhar pessoal com o Senhor e o papel que desempenha este em
suas famílias.
Capítulo 3 concentra-se em nossos mais preciosos de commodities-nossos filhos-e o que eles
precisam para ter sucesso.
Capítulo 4 ajuda as famílias a restabelecer maneiras de usar os dons e experiências dos avós,
pessoas idosas e mentores em nossas famílias.
Finalmente, capítulo 5 analisa o papel que a Igreja pode e deve desempenhar na vida de cada
família, bem como o papel da Igreja não devem jogar nas famílias.
Satanás fará tudo em seu poder para mantê-lo de confiar em Deus porque
ele não quer que você a descobrir a verdade que Deus quer que sua família
a prosperar!
Lie de Satanás
Estou cansado. Na verdade, eu estou doente e cansado de ver Satanás estrategicamente e
metodicamente rasgar famílias separadas. Satanás gosta de destruir famílias, porque ele sabe que
a profunda dor e desilusão esta destruição causas podem conduzir as pessoas para longe de Deus
e da Igreja para as gerações. Muitas pessoas não confiam em Deus ou ter abandonado a Igreja
por causa de algo que aconteceu em sua família há anos.
Talvez isso descreve sua situação. Se assim for, eu quero que você saiba que Satanás é um
mentiroso. A Bíblia diz que quando mentiras Satanás, “Ele fala sua língua nativa, pois ele é um
mentiroso e pai da mentira” (João 8:44). Satanás fará tudo em seu poder para mantê-lo de confiar
em Deus porque ele não quer que você a descobrir a verdade que Deus quer que sua família a
prosperar!
Deus quer que você, seus filhos, seus netos e as muitas gerações para segui-lo para uma boa
vida longa ao vivo! A Bíblia diz, “Live in profunda reverência diante de Deus ao longo da vida,
observando todas as suas regras e regulamentos que eu estou te ordeno, você e seus filhos e seus
netos, que vivem uma boa vida longa” (Dt. 6: 1, a mensagem).

O objetivo deste livro


Enquanto todas as famílias são disfuncionais, Deus ama famílias. Ele quer que todas as famílias
para ser funcional e ter sucesso. O propósito deste livro é mostrar-lhe uma outra maneira, como
uma família. É realmente muito simples. Como você levar Cristo no centro da sua casa, você
sempre terá uma maneira de sair de qualquer situação Satanás lança em sua família. Meu
objetivo é fornecer sabedoria bíblica, juntamente com idéias práticas que você pode implementar
hoje para fazer sua família, não importa quão disfuncional parece ser-uma família funcional.
Em relação a sabedoria bíblica. A Bíblia é um livro experimentadas e testadas que podem
transformar a sua família para o melhor. Mas você precisa ler o que ele tem a dizer e, em
seguida, fazer o que lhe diz para fazer. O apóstolo Tiago escreveu: “Não apenas ouvir a palavra,
e vos assim enganar. Fazer o que diz. . . . O homem que observa atentamente a lei perfeita que dá
liberdade, e continua a fazer isso, não esquecendo o que ouviu, mas fazê-lo, ele será feliz naquilo
que faz”(Tg 1:. 22,25). A Bíblia contém o que você precisa para ter sucesso como uma família,
porque, como Hebreus 4:12 nos diz: “A Palavra de Deus é viva e eficaz.” Não é alguns out-of-
date, out-of-touch livro que não tem nada oferecer. A Bíblia tem ajudado famílias para as
gerações passadas e que vai continuar a ajudar as famílias para as gerações vindouras. A questão
torna-se, você vai deixar a Bíblia ajudá-lo?
Em relação a idéias práticas. Eu não sou um fã de livros que simplesmente apontar
problemas mas nunca gastar algum tempo fornecendo soluções. Portanto, você vai encontrar uma
grande variedade de idéias práticas neste livro que você pode começar a implementar
imediatamente para fazer mais de sua família. Minha oração é que a abordagem prática deste
livro irá inspirar, motivar e equipá-lo para ser a família forte, saudável e alegria-cheia que Deus
pretendia que você seja.

Outras coisas a Nota


Antes de continuar a ler, deixe-me salientar apenas alguns dos elementos que você vai encontrar
no final de cada capítulo que irá ajudá-lo a tirar o máximo proveito deste livro.
Chaves Makeover. Como eu estava escrevendo, eu estava pensando em você. O que quero
dizer é que eu tentei escrever sem pensar sobre a escrita. Em vez disso, eu pensei em mim ter um
casual, quente e significativa conversa com um bom amigo. Você sabe como essas conversas
vão-lhe contar uma história sobre si mesmo ou outro amigo para enfatizar um ponto que você
está fazendo, compartilhar um versículo da Bíblia ou de uma música que tem sido
particularmente significativo para você e expressar sua decepção ou alegria sobre eventos ou
situações . Eu faço todas estas coisas nestas páginas. No entanto, porque eu também quero ter
certeza que eu sou absolutamente claro sobre como você pode fazer sobre cada aspecto de sua
família, eu fechar cada capítulo com vários “teclas de reforma.” Estas declarações resumir o que
você deve tirar de cada capítulo. E uma vez que você ler o livro inteiro,
Atividades familiares. Quando vejo algo que funciona, eu quero copiá-lo. Como você, eu
quero a minha família para ter sucesso, e eu não sou orgulhoso demais para tomar uma idéia de
outra família e implementá-lo em meu próprio. Cada encerra o capítulo com as atividades da
família que têm trabalhado para outras famílias, e essas atividades também pode funcionar para
você. Eu não posso enfatizar o suficiente quão importante essas atividades são. Claro, eu
encorajo-vos a ler o corpo principal de cada capítulo. Mas saltar e fazer as atividades em cada
capítulo é onde a reforma verdadeira família terá lugar. Algumas destas actividades são
divertidas, enquanto outros são mais sóbria e desafiador. Mas cada um vai movê-lo mais perto de
ser o tipo de família que você quer ser e, mais importante, para ser o tipo de família que Deus
quer que você seja!
Pequeno-Grupo de Discussão Starters. Pouco depois Malyn nasceu, Maria e eu nos juntamos
nosso primeiro grupo pequeno. O grupo era composto por quatro casais que todos tinham
crianças com menos de seis meses de idade. No início, nenhum de nós estava certo se o grupo
iria valer a pena o tempo e esforço, mas nós continuamos a cumprir. Ao longo do tempo, as
relações cresceu eo pequeno grupo tornou-se um lugar onde pudéssemos compartilhar os altos e
baixos de tentar ser uma família no mundo louco de hoje. Nove anos se passaram desde então, e
muitas mais crianças entram em cena. O grupo tornou-se um lugar onde nós simplesmente “fazer
a vida juntos.” Mesmo que Maria e eu passaram de Minnesota para a Califórnia, que ainda se
reúnem uma ou duas vezes por ano com este grupo porque nós realmente não sei como
chegaríamos a vida sem o apoio dos nossos amigos mais próximos.
A Bíblia tem ajudado famílias para as gerações passadas e que vai
continuar a ajudar as famílias para as gerações vindouras. você vai deixá-lo
ajudá-lo?

Então, você tem isso! Nos capítulos que se seguem, a minha oração é que Deus irá inspirar,
motivar, desafiar e equipá-lo para ser a família que Ele quer que você seja. Não é fácil ser uma
família hoje, mas com a ajuda de Deus, todos nós podemos ter sucesso, porque isso é o Seu
plano e propósito para todas as famílias, não importa o formato ou tamanho que eles são. Então,
vamos começar a nossa jornada de permitir a Deus que nos forma e moldar-nos para a família
que Ele nos tem a intenção de ser. Essa viagem começa em casa.
The Home Makeover

Eu cresci vivendo em um acampamento Bíblia. Que ótimo lugar para se viver! Eu tinha um 500-
acre quintal, cavalos, fogueiras, campos de futebol e uma centena de novos amigos para jogar
todas as semanas. Se eu não como meus amigos uma semana, eu sabia que iria obter uma
centena de novos a próxima semana!
Eu sempre amei os esquetes os campistas fizeram-mesmo os que eu tinha visto mais e mais.
Embora, por vezes, esses esquetes eram bobagem e divertido, agora percebo que muitos deles
tinha um ponto espiritual muito pungente. Um dos meus esquetes acampamento favoritas era
“Jesus está vindo.” A sátira começa com uma família sentados juntos em casa quando o telefone
toca. O chamador é Jesus, e Ele avisa a família que Ele está vindo naquela noite. Depois de
determinar que o telefonema não é uma brincadeira, porque o telefone tinha sido desligado, dois
dias antes-a família percebe que eles têm de se preparar para a visita de Jesus.
Eles rapidamente começar a limpar a casa. As precipitações de pai para substituir quadros na
parede com cruzes. A mãe esconde as revistas da mesa de café e põe para fora a Bíblia em seu
lugar. O filho adolescente discretamente remove alguns itens questionáveis de debaixo de sua
cama. Outros membros da família correm para livrar sua casa de todas as coisas “profano”.
Durante o frenesi de preparação para a visita de Jesus, três visitantes separados vir para a
porta. O primeiro visitante pede doações para o banco de alimentos local. O segundo visitante
diz que ele está levantando dinheiro para um abrigo para mulheres maltratadas. E o visitante
final, acaba de ter um acidente de carro e pede para usar o telefone para pedir ajuda. Em todas as
três ocasiões, a família corre o visitante para fora da porta, exclamando: “Nós estamos muito
ocupados no momento, um convidado muito importante está chegando! Logo ao lado e os
Smiths!”
A família olha para o relógio. É apenas um minuto antes da meia-noite, para que saibam que
Jesus estará vindo a qualquer momento. Para realmente impressioná-lo, todos eles se sentar, abrir
a Bíblia ao acaso e começar a ler. O texto que eles acontecem a quem recorrer é Mateus 25: 41-
45:

Então o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: “Apartai-vos de mim, malditos, para
o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Porque tive fome e não me destes de
comer, tive sede e não me destes de beber, era peregrino e não me convidar, eu
precisava de roupas e você não me vestistes, eu estava doente e em prisão e você não
cuidar de mim.”Eles também responderão:‘Senhor, quando foi que te vimos com fome,
ou com sede, ou estrangeiro, ou que necessitem de roupas ou prisão enfermo, ou na, e
não ajudá-lo?’Ele responderá:“ digo-lhes a verdade, o que você não fez para um do
menos destes, você não fez por mim.”

Reality check
Este esquete tem sido sempre uma verificação da realidade para mim. Ele traz todos os tipos de
perguntas: O que eu limpar ao redor da minha casa, se Jesus estava vindo? Quantas vezes eu
virei Jesus longe da minha casa? Será que eu sequer percebem que Jesus tinha sido no meu meio,
ou eu estaria muito ocupado para aviso? Este esquete pode nos ajudar a reconhecer uma verdade
importante: reforma precisa de um para acontecer em nossas casas.
Provavelmente, você já viu aqueles programas de televisão em que uma casa é transformada
diante de seus olhos em apenas alguns dias. Claro, eu me arrastado para a emoção e excitação
que estas alterações físicas trazer para a família. Mas é de admirar, então eu, tem isso realmente
ajudou a família? Enquanto a reforma da estrutura física de uma casa é incrível, eu acredito que a
maioria das famílias precisa de uma reforma muito mais profunda e um que as mudanças como
eles vivem, brincar e se comportam.
Quando eu era adolescente, um domingo a minha família tinha uma grande briga no carro no
caminho para a igreja. Eu não tenho idéia do que se tratava, mas eu me lembro que nós lutamos
como cães e gatos por todo o caminho para a igreja até que estacionou o carro e caminhou em
direção as portas da igreja. Quando entramos na igreja, o pastor nos cumprimentou e disse:
“Como são os Holmens este belo dia?” Instantaneamente, que colocamos em nossos sorrisos de
domingo e respondeu: “Muito bem!”
Agora eu olho para trás e desejo que a nossa família possuía a coragem de olhar o pastor nos
olhos e dizer: “Não muito bem em tudo. Nós precisamos de ajuda!"
Muitas famílias hoje são assim. Eles se encontram em um ciclo de comportamento doentio,
mas quando questionado sobre como eles estão fazendo, eles simplesmente dizem: “Nós estamos
bem!” E com sorrisos artificiais colados em seus rostos, eles continuam indo-ainda no fundo,
eles querem clamam por ajuda.
A maioria dos pais hoje gostaria de levantar uma família pelo menos tão bem ou melhor do
que a forma como eles foram criados, mas eles precisam de ajuda. O primeiro passo para
qualquer programa de recuperação é admitir que você precisa de ajuda. O dia em que minha filha
nasceu, eu percebi que eu precisava de ajuda. Eu sei que vou precisar de ajuda todos os dias na
viagem da minha família através da vida, e eu não tenho medo de admitir isso.

Caminho de Deus, ou o caminho do mundo?


Quando se trata de uma reforma em casa, você tem uma escolha a fazer: Quem vai fazer a
reforma? A escolha que você precisa fazer é claramente enunciados em Josué 24: 14-15: “Agora
teme ao Senhor e servi-o com toda a fidelidade. . . . Mas se servir o Senhor parece indesejável
para você, em seguida, escolha para hoje a quem você vai servir. . . Mas quanto a mim ea minha
casa serviremos ao Senhor.”
Em última análise, a maneira como suas funções e familiares se ainda
sobrevive-se resume a escolher se você está indo fazer maneira a vida de
Deus ou a maneira do mundo.
Em última análise, a maneira como suas funções e familiares se ainda sobrevive-se resume a
escolher se você está indo fazer maneira a vida de Deus ou a maneira do mundo. Quando Josué
admoestou o povo de Deus para fazer a escolha, eles responderam: “Longe de nós abandonar o
Senhor para servir outros deuses! Nós também serviremos ao Senhor, porque ele é o nosso
Deus”(Js. 24: 16,18). Joshua, então, desafiou a sua sinceridade, dizendo: “Você não é capaz de
servir o Senhor. Ele é um Deus santo; ele é um Deus zeloso”(Js. 24:19). Mas o povo respondeu
ainda mais inflexível: “Não! Serviremos ao Senhor!”(Js. 24:21). Joshua então respondeu: “Sois
testemunhas contra vós mesmos e que escolhidos para servir o Senhor” (Js. 24:22). Joshua estava
basicamente dizendo ao povo que ele esperava ver suas vidas refletem a escolha que eles tinham
feito.
Enquanto Joshua emitiu este desafio para o povo de Israel na era do Antigo Testamento, a
mesma escolha é nossa para fazer hoje. Joshua disse que a escolha envolve servir a Deus com
toda a fidelidade. Note que ele não dar ao povo uma versão antiga de “o que acontece em estadas
de Vegas em Vegas.” Ele não disse que você poderia viver uma vida piedosa na igreja e outro
estilo de vida longe da igreja.
E se Joshua tinha dito a “servir ao Senhor com alguma fidelidade,” o que nos permite
escolher quando queremos fazer o que Deus quer que façamos? Isso não seria bom? Para ser
honesto, não, ele não iria. Deus nos quer fazer uma escolha para servi-Lo com toda a fidelidade,
porque qualquer outra coisa é pecado. E o pecado fere e famílias destrói. Assuntos ferido
cônjuges e filhos, lágrimas divórcio Além famílias, pornografia destrói a confiança, folhas
violência feridas por toda a vida. Deus sabe que o pecado é destrutivo, e Ele tem o melhor
interesse de sua família em mente quando Ele pede-lhe para servi-Lo com toda fidelidade.
Claro, isso não será sempre fácil.
Eu nunca vou esquecer quando esta questão bater em casa para o meu amigo Jim. Nós
tínhamos sido parceiros de treino para cerca de um ano, e nós geralmente reuniu-se três vezes
por semana no nosso clube de saúde. Um dia eu cheguei antes de Jim e começou a trabalhar para
fora. Quando Jim chegou, ele veio até mim em suas roupas de rua e disse: “Mark, eu não posso
trabalhar fora hoje. Mas eu preciso falar com você.”Eu poderia dizer pelo olhar em seu rosto que
algo grande tinha acontecido.
Fomos para o café e sentou-se em um conjunto de mesa. Jim me disse que sua esposa, Lisa,
tinha acabado de lhe informou que ela tinha tido um caso durante o ano passado. Jim foi
devastada. Ele e Lisa tinha sido casado por 10 anos e tiveram duas filhas lindas sob a idade de
oito anos. Eu nunca vou esquecer o olhar no seu rosto quando ele me perguntou: “O que eu devo
fazer?”

Rápido para a frente de 10 anos. Jim ligou e perguntou se sua família poderia vir para a
Califórnia para ficar conosco por um período de férias spring break. Em algumas ocasiões ao
longo dos anos, eu tive a oportunidade de se reunir com Jim, mas esta seria a primeira vez em 10
anos que eu veria toda a sua família junto. Lembro-me em um ponto durante a sua visita, eu
assisti como Jim e Lisa sentaram-se juntos em uma cadeira estofada, rindo e sorrindo com seus
filhos (agora dois adolescentes e uma nova adição que tem cinco anos). Observando essa
participação família um tempo cheia de alegria juntos me levou às lágrimas. Deus tinha
restaurado o relacionamento, e sua família era forte porque Jim e Lisa fez uma escolha para
servir ao Senhor com toda a fidelidade. O mundo deles tinha oferecido uma outra escolha, e
alguns amigos deles tinha encorajado a fazer essa escolha. Mas, mesmo na mais difícil das vezes,
Jim e Lisa tinha confiança de que Deus poderia fazer algo em seu relacionamento. E Deus fez.

Qual a sua escolha?


A sua família fez a escolha de servir a Deus com toda fidelidade? É você “all in” como uma
família para Deus? Sua família está vivendo em uma forma que reflete o compromisso que você
fez?

Como as famílias, precisamos declaração de eco Joshua: “Quanto a mim ea minha casa
serviremos ao Senhor!” Temos que ir atrás dela 100 por cento. Isso significa escolher para fazer
modo de vida de Deus. Significa permitir que Ele faz sobre nossas famílias. Ele tem nosso
melhor interesse em mente: “Pois eu bem sei os planos que tenho para vocês ', diz o Senhor,
pensamentos de paz e não de mal, para vos dar esperança e um futuro'” (Jer 29. : 11). Isso soa
como uma boa promessa bonita para mim! Deus quer que nossas famílias a florescer. Ele quer
nos dar esperança e um futuro seguro.
Moisés escreveu: “Veja, eu ponho diante de vós hoje uma bênção e uma maldição, a bênção
se obedeceres aos mandamentos do Senhor teu Deus, que eu hoje te [a amar o Senhor teu Deus,
que andes em todos os seus caminhos e se apegam a Ele]; a maldição se você desobedecer os
mandamentos do Senhor teu Deus, e se afasta da forma que eu te ordeno hoje, seguindo outros
deuses que não conheceram”(Deut. 11: 26-28). Esta é de longe a escolha mais importante que
você nunca vai fazer. Deus quer abençoar você e sua família. Mas você precisa escolher segui-lo
com toda a fidelidade. Não fazer isso leva a todos os tipos de problemas nas famílias, e muitos de
nós sabemos a bagunça estes problemas causam.

Deus vê Past seu Mess


Quando entrei para o ministério da família, eu aprendi rapidamente que é um negócio sujo. Lidar
com as famílias, você enfrentar tudo, desde o divórcio à depressão clínica à rebelião adolescente
para cada tipo de vício que se possa imaginar. Tive pais me dizem: “Você não quer ouvir sobre
os problemas que temos como uma família.” Mas nada disso importa para Deus. Ele não está
intimidado por sua situação confusa. E Sua oferta para fazer mais de sua família não é uma oferta
one-time-somente. Você pode optar por segui-Lo de todo o coração hoje não importa qual
escolha que você fez no passado. A escolha que você faz tem ramificações eternas.
Lembro-me vividamente sentado em uma reunião do conselho na igreja no dia depois da
Páscoa. Como eu estava no meio do meu relatório, um rang telefone celular. O membro do
conselho virou-se rapidamente para baixo a campainha e saiu da sala para atender a chamada.
Quando ele voltou apenas alguns momentos depois, ele tinha lágrimas em seus olhos. “Essa foi a
minha esposa”, disse ele. “Brian acabou de ligar. Seus dois filhos estavam em um acidente.
Kenny [7 anos] foi morto instantaneamente e Zachary [5 anos] está em tratamento intensivo.”
Deus não se intimida com a sua situação confusa. E Sua oferta para fazer
mais de sua família não é uma oferta one-time-somente.
Brian e sua esposa, Lili, eram uma família fiel que viveu claramente uma vida com Cristo no
centro. Brian tinha três filhos mais velhos de um casamento anterior, e ele e Lili tinha trazido
dois meninos maravilhosos no mundo, Kenny e Zachary. Nós imediatamente encerrou a reunião,
e nós três fomos para a casa de Brian e Lili. No caminho, nós aprendemos mais dos detalhes. Os
meninos tinham estado com o tio, tias e primos na Disneylândia. Quando estavam saindo do
parque, um veículo passou um sinal vermelho e colidiu com eles como eles foram atravessar a
faixa de pedestres.
As horas pareciam dias e os dias como semanas quando oramos pela recuperação de Zachary.
Ao mesmo tempo, nós tivemos que planejar um funeral para Kenny. Brian e Lili foram
devastadas.
Passei horas em oração pedindo ao Senhor que me dê algo a dizer à família durante o funeral.
O que se segue é uma parte do que eu compartilhei com eles durante esse difícil hora.

Embora não possamos compreender plenamente, podemos ver que a mão de Deus
está descansando em cima de você como uma família. Deus entrou em cada uma das suas
vidas. Ambos você escolheu para segui-Lo. Quando você se casou, você convidou Cristo
para estar no centro de sua vida familiar. Como resultado, você parented Kenny de uma
forma que o levou a convidar Jesus em seu coração. Você é verdadeiramente uma
Deuteronômio 6 família-você ama o Senhor com todo o coração, alma e força. E você
passou este amor pelo Senhor aos seus filhos. Kenny declarou seu compromisso com o
Senhor em uma idade precoce, porque você amava o Senhor. Kenny amava o Senhor
tanto que ele fez você se levantar e vir para o serviço 06:30 Páscoa nascer do sol, porque
ele queria ir à igreja na Páscoa antes de ir para a Disneylândia.
Eu estou em uma perda para o que dizer a sua família hoje. O que eu me sinto
compelido a dizer é simplesmente, “Você não está feliz que você fez a escolha a fazer de
Cristo o centro da sua casa?” Por causa de sua escolha, Kenny escolheu para dar a sua
vida a Cristo em uma idade jovem. Por mais difícil que este dia é, eu não posso imaginar
o que seria como se você não tivesse optado por seguir a Cristo. Em meio a sua dor e
luto, você pode ter paz e segurança sabendo que Kenny está no céu hoje e que sua morte
não é o fim da sua vida, mas apenas o começo.

O apóstolo Paulo disse: “Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criatura; o velho foi, o
novo veio!”(2 Cor. 5:17). Esta pode ser a descrição de sua família, se você simplesmente optar
por ser um “all in” da família. Será uma escolha que você nunca vai se arrepender.
Chave 1:Perceba que a sua família precisa de uma reforma. O primeiro passo para qualquer
programa de recuperação é admitir que você tem um problema. Todas as famílias têm problemas
e podem se beneficiar de uma reforma.

Chave 2:Escolha o melhor especialista em reforma. Não se contentar com o segundo melhor
quando se trata de sua família. O mundo oferece muitos especialistas reforma com todos os tipos
de ideias. Mas eles pálido em comparação com o Senhor, o único que pode realmente fazer
novas todas as coisas em sua família.

Chave 3:Seja paciente. Makeovers são desorganizados. As mudanças que precisam ocorrer
em sua família pode criar uma confusão. Dê a Deus o tempo.

Chave 4:Lembre-se que o resultado final vale a pena. Se você permitir que Deus faz sobre a
sua família, o resultado será muito melhor do que você jamais poderia imaginar.
ATIVIDADE 1
Abençoando sua casa1

Lembre-se de declaração pessoal de Josué quando ele desafiou as pessoas para ser all in de
Deus? Ele disse: “Quanto a mim ea minha casa serviremos ao Senhor!” (Js. 24:15).
Você e sua família pode usar o seguinte serviço de bênção para fazer a mesma declaração.
Convide amigos, família e seu pastor. Duas ou mais pessoas, incluindo você, seu cônjuge e seu
pastor-pode compartilhar os papéis de liderança marcadas “Líder 1” e “Líder 2.”
Envolver os seus filhos e seus amigos, tanto quanto possível. Ter filhos mais novos levar a
procissão de sala em sala em estilo follow-the-líder. As crianças mais velhas (e outros adultos)
podem se revezar ler alguns dos versículos marcados “Reader.”
Reúna todo o seu grupo em conjunto, quer fora de casa ou na garagem. Se você reunir na
garagem, use apenas a vela para a sua luz para fazer a leitura da Escritura mais significativa.
Pegue a vela acesa de sala em sala como um símbolo da luz de Cristo entrando em cada quarto
da casa. Você pode querer usar uma grande vela que pode permanecer em um lugar proeminente
em sua casa após este tempo de bênção.

1. Na garagem
Líder 1:Congratulamo-nos com todos vocês para este serviço especial de bênção em que vamos
corajosamente proclamar que “quanto a mim ea minha casa serviremos ao Senhor” (Js. 24:15).
Reconhecemos que “todo bom e perfeito dom do alto” (Tg. 1:17), e é por esta razão que nos
reunimos aqui hoje. Nossa casa e nossa família são dons de Deus, e queremos estabelecer esta
casa como o principal local onde a nossa fé será alimentada. Esta casa é um lugar onde vamos rir
juntos e chorar juntos. Vamos rezar juntos. E vamos crescer em nossa fé juntos aqui.

Leitor:Provérbios 24: 3-4 diz: “Com a sabedoria se edifica a casa, e através de entendimento ela
se estabelece; através do conhecimento seus quartos estão cheios de tesouros raros e bonitos.”

Leitor:Mateus 5: 14-16 nos lembra: “Vós sois a luz do mundo. Uma cidade em uma colina não
pode ser escondida. Nem se acende uma lâmpada e se coloca debaixo de uma vasilha. Em vez
disso, colocá-lo em sua posição, e assim ilumina a todos na casa. Da mesma forma, resplandeça a
vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que
está nos céus.”

Líder 2:Deus, como esta vela dá luz a esta casa, permitir que aqueles que vivem aqui para ser sua
luz no mundo. Conceder-lhes sua sabedoria e entendimento. Em nome de Jesus, amém.
2. Na entrada da casa
(Incentive as crianças jovens a liderar a procissão da garagem para a entrada, enquanto o resto do
grupo desempenha seguir o líder.)

Líder 1:Muitas pessoas vêm e vão através desta entrada. Em Apocalipse 3:20, Jesus diz: “Eis-me
aqui! Eu estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei e cearei
com ele, e ele comigo.”Hoje, nós abrimos as portas e dizer:‘Venha para a nossa casa, Senhor
Jesus!’

Líder 2:Senhor Jesus, damos as boas vindas a esta casa. Proteger e guiar aqueles que vivem aqui,
sua saída e sua vinda. Vamos deles compartilha a hospitalidade desta casa com todos os que
visita, que todos os que entram aqui vai saber o seu amor e paz. Em nome de Jesus, amém.

3. Na sala de estar / família


Líder 1:Família e amigos vão se reunir nesta sala. Vamos rir aqui e relaxar. Isso vai se tornar um
lugar macio para pousar após um dia duro, e vai ser um lugar onde teremos muitas conversas
significativas.

Leitor:João 13: 34-35 diz: “Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros. Como
eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Com isso todos saberão que sois meus
discípulos, se vos amardes uns aos outros “.

Líder 2:Deus, abençoe todos os que se reúnem nesta sala. Abençoe suas conversas. Guia e dirigir
o que assistir na TV. Malha-los juntos em Seu amor e companheirismo. Em nome de Jesus,
amém.

4. No estudo ou biblioteca
Líder 1: Como a família usa este espaço para ler livros, fazer lição de casa, gerir uma empresa,
usar o computador e tomar decisões importantes, pedimos ao Senhor para orientar e dirigir tudo
o que acontece aqui.

Leitor:Provérbios 9: 9 diz: “Instrua o homem sábio, e ele será ainda mais sábio; ensine o homem
justo, e ele irá adicionar ao seu aprendizado.”

Líder 2:Deus, Tu és o professor que nos leva a toda a verdade. Grant que aqueles que estudar e
aprender aqui podem usar o conhecimento que você dá para realizar o propósito e plano que você
tem para suas vidas. Em teu nome, Senhor Jesus, oramos, amém.

5. Na cozinha
(Tenha um prato de biscoitos de espera.)

Líder 1:Esta será provavelmente a sala o mais movimentado do lar, como a família prepara as
refeições e os hóspedes participar de grandes conversas. Algo sobre a cozinha aproxima as
pessoas. Deus sabia que grande parte das nossas vidas que giram em torno comida, e nas
Escrituras Ele usou comida para nos ensinar verdades importantes.

Leitor: Em 1 Timóteo 6: 8 Paulo escreve: “Mas, se temos comida e roupas, vamos nos contentar
com isso.”

Leitor:Em Mateus 06:25, Jesus afirma: “Por isso vos digo, não se preocupe com a sua vida,
quanto ao que comer ou beber; ou sobre o seu corpo, o que você vai usar. Não é a vida mais
importante que a comida, eo corpo mais importante que a roupa?”

Leitor: Em João 6:27, Jesus diz: “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que
permanece para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará.”

Leitor:Provérbios 25:21 diz: “Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe
água para beber.”

Líder 2:Deus, ajuda-nos a estar com fome para as coisas certas na vida. Abençoe todas as
conversas que terão lugar nesta sala e envie sua bênção sobre aqueles que trabalham na cozinha.
Lembrar-nos ser gratos para nossa provisão diária. Em nome de Jesus, amém.

(Peça às crianças mais jovens liderar o grupo como se dão as mãos e formam um círculo ao redor
da mesa de jantar.)

Líder 1:Como as famílias ficassem mais ocupados, salas de jantar parecem ser usados cada vez
menos. No entanto, quando Jesus queria ter um momento íntimo com os Seus discípulos, Ele
reuniu-los juntos para uma refeição, onde Ele iria quebrar o pão com eles. Este quarto vai servir
como um lugar onde Jesus pode reunir a sua família juntos para ter momentos íntimos com a
família e amigos.

Leitor:Sofonias 3:20 diz: “Naquela época, eu te recolherei; naquele tempo vos trarei para casa.”

Líder 2:Bendito és Tu, Senhor do céu e da Terra, porque você trabalha em maneiras que não
podemos ver. Ajunta-nos em torno desta mesa e abençoe o tempo que vai passar aqui. Nos
aproximar uns aos outros e para você através do conversações que terão lugar aqui. Em nome de
Jesus, amém.

7. Nos quartos
(Deixe que as crianças mais jovens correr na frente e jogar Hide and Seek.)

Líder 1:Cada dia conclui nestes quartos. Às vezes nós vamos chegar até o quarto exausto, e
outras vezes vamos lutar para dormir devido à excitação do próximo dia. Nestes quartos, também
teremos muitas vezes privados de oração e reflexão. Aqui nós vamos ter alguns dos nossos
momentos mais íntimos uns com os outros e com Deus.

Leitor: Hebreus 10: 21-22 diz: “Uma vez que temos um grande sacerdote sobre a casa de Deus,
vamos nos aproximar de Deus com um coração sincero em plena certeza de fé.”

Líder 2:Guia-nos acordar, Senhor, e guardar-nos de dormir, que despertar possamos caminhar
com Cristo e dormindo podemos descansar em sua paz. Em nome de Jesus, amém.

8. No Quarto
(Você encontrou as crianças que estão se escondendo ainda?)

Líder 1:Amigos e familiares vão visitar e permanecer nesta sala. Aguardamos com expectativa
para os convidados que teremos a oportunidade de sediar e bem-vindo em nossa casa.

Leitor: Em Romanos 15: 7, Paulo escreve: “Bem-vindo e receber [a seus corações] uns aos
outros, então, assim como Cristo tem recebido e recebeu você, para a glória de Deus” (AMP).

Líder 2:Deus, atualizar todos os que visitam aqui, e durante o seu tempo nesta casa, que eles
possam sentir a sua presença esmagadora para que eles saibam sua graça e amor. Em nome de
Jesus, amém.

9. Voltar na sala de estar


Líder 1:Temos agora voltar para onde começamos. Antes de concluir este serviço de bênção,
vamos ouvir da Palavra de Deus sobre a razão pela qual estamos aqui.

Leitor:De Joshua 24: 14-15: “Agora teme ao Senhor e servi-o com toda a fidelidade. Jogue fora
os deuses seus antepassados adoraram além do rio e no Egito, e servi ao Senhor. Mas se servir o
Senhor parece indesejável para você, em seguida, escolha para hoje a quem você vai servir. . .
mas quanto a mim ea minha casa serviremos ao Senhor.”
Nota
1. Reproduzido e adaptado de serviços ocasionais, copyright © 1982. Usado com permissão de Augsburg
Fortress.
WWJHMD no Lar?

No final de 1980, uma pulseira de Christian tornou-se incrivelmente popular e bem conhecido
em todo o mundo. Tecida na pulseira simples eram as letras “WWJD.” Estas cartas significava
“O que Jesus faria?” As pessoas usava a pulseira para lembrar-se de viver como Jesus viveria.
Enquanto eu amava o que a pulseira representava, eu sempre pensei que eram necessárias
duas cartas adicionais. Se a pulseira ler “WWJHMD”, que estaria para “What Would Jesus que
eu faça?” A diferença é significativa. Podemos dizer: “O que Jesus faria com meus sogros?”,
Mas isso não nos envolver muito em tudo. Mas se estivéssemos a dizer: “O que Jesus tem me ver
com meus sogros?” Muda completamente as coisas. Agora temos que fazer alguma coisa. A
questão torna-se, “eu vou fazer o que Jesus me pede para fazer?”
Como uma família, use marcadores e diferentes tamanhos Post-it para criar lembretes
WWJHMD. Finja que você está ovos escondendo para uma caça aos ovos e coloque os
WWJHMD Post-It Notes toda a sua casa. Tome alguns deles para o trabalho e para a escola, e
não se esqueça de colocar um em cada carro que você e sua família própria.
Missão família

Outra boa maneira de começar sua reforma família é escrever uma declaração de missão familiar
para orientar e direcioná-lo como uma família de fé. Minha esposa, Maria, e eu escrevi a nossa
declaração de missão da família há alguns anos como estávamos a condução de Iowa. Nós
tivemos essa declaração de missão gravado em uma placa de madeira que apresentamos em
nosso parede da sala. Aqui é a nossa declaração de missão familiar:

A família Holmen

Somos uma família cristã que:

1. ama incondicionalmente, suportes, nutre e perdoa o outro.


2. Demonstra responsabilidade fiscal, incluindo doação de nosso tempo, talentos e tesouros ao
Senhor.

3. Modelos fé através do que pensamos, dizemos e fazemos.

Use o seguinte processo para chegar a sua própria declaração de missão familiar:

1. Como pais, falar sobre as coisas inegociáveis que deseja que a declaração de
missão para transmitir. Uma pergunta boa para ajudar você a começar é, Se
alguém descreveu a sua família para outra pessoa, o que você gostaria que eles
dizem sobre você?
2. Discutir esses valores não negociáveis com seus filhos. Certifique-se que
completamente compreender e apoiar esses valores.
3. Guia sua família para criar uma declaração de missão que coincide com estes
acordados valores. Enquanto você deseja envolver seus filhos neste processo,
lembre-se que você é os pais e deve assumir a liderança. Deus lhe deu a
responsabilidade de liderar sua família, porque você tem sabedoria, experiência e
uma perspectiva mais ampla do que seus filhos.
4. Quando a declaração de missão está completa, envolver seus filhos mais jovens,
trabalhando em conjunto para fazer uma declaração bandeira missão familiar ou
um cartaz. Indique orgulhosa sua declaração de missão em um lugar proeminente
em sua casa.
1. Se um completo estranho visitou sua casa, com base no que ele ou ela vê, o que
teria que digamos pessoa que você adora?
2. Se Jesus veio visitar e se hospedaram no seu amanhã casa, o que mudanças você
faria? O que o impede de fazer essas mudanças hoje?
3. Se você pudesse fazer mais de uma coisa em sua família hoje, o que seria isso?
4. Você já enfrentou uma difícil escolha sobre se para manter sua família unida?
Você e sua família diante de um desafio no momento de servir ao Senhor com
toda a fidelidade?
5. Você diria que você é “all in” como uma família para Deus? sua família está
vivendo a vida de uma forma que reflete o compromisso você fez?
O Pai Makeover

O telefone tocou no meu escritório na igreja. Foi Alan Thompson, um membro ativo da
congregação. Embora muitas vezes ele conversou comigo na igreja, ele raramente chamado. I
presume que algo estava errado.
Ele gaguejou um pouco, procurando as palavras certas. “Eu estou tendo problemas com meu
15 anos de idade, Andrea”, disse ele.
“O que você quer dizer com problemas?”, Perguntei.
“Nós não estamos comunicando muito bem, e parece que estamos sempre em extremos
opostos de cada situação. Eu gostaria de falar com você para ver se há alguma coisa que posso
fazer para que nós não estamos sempre lutando.”
Percebendo que Alan precisava de mais do que uma resposta rápida por telefone, fui até sua
casa. Alan, sua esposa e dois filhos viviam em uma bela casa. Pelos padrões do mundo, que
parecia ter tudo juntos. Alan estava envolvido em uma variedade de comitês na igreja, e sua
esposa ajudou com a Escola Dominical. Sua filha, Andrea, estava envolvido ativamente na
pastoral juvenil, e ela também ajudou a ensinar na escola dominical.
Quando cheguei, Alan e eu nos sentamos na sala de estar. Durante os primeiros 30 minutos,
ele compartilhou a história após a história de como desrespeitoso Andrea tinha se tornado. “Será
que ela não me escuta mais”, disse ele. “E sempre que estabelecer uma regra ou diretriz, ela
sempre parece empurrar um pouco além do limite, o que me obriga a ter que fazer algo sobre
isso. Eu também estou preocupado com os amigos que ela está saindo com, e eu estou querendo
saber se eu precisar limite de quanto tempo ela pode gastar com eles.”
Como Alan continuou assinalando fora de suas preocupações, eu lembro de pensar para mim
mesmo, que eu vou dizer? Eu não tenho um adolescente e eu nunca teve que enfrentar isso
sozinho. Quando Alan finalmente esgotou-se de histórias relacionadas a problemas de
comportamento de sua filha, ele se virou para mim e perguntou: “O que eu devo fazer?”
Não querendo deixar transparecer que eu me senti mal equipados para lidar com a situação de
sua família, eu fiz o que eu sempre tento fazer quando eu chegar em cima da minha cabeça. Virei
a Deus por ajuda. Então eu me sentei na cadeira, virou-se para Alan, e disse: “Você já orou com
Andrea sobre isso?”
Este não parece ser uma questão escandalosa para mim. Eu tinha visto Alan chumbo de
oração muitas vezes nas reuniões das comissões, e sua filha levou oração na escola dominical a
cada semana. No entanto, o olhar em seus olhos me disse tudo o que eu precisava saber.
Ao longo dos primeiros 15 anos da vida de Andrea, Alan tinha sido ativamente envolvidos
em levá-la para a creche, a prática de futebol, aulas de piano e até igreja. Mas ele nunca tinha
rezado com sua filha. E a ideia de orar com ela pela primeira vez como um adolescente parecia
totalmente fora do âmbito da razão.

A experiência de Alan Thompson é a realidade de muitas famílias cristãs hoje. Podemos ir à


igreja, mas não trazer para casa a coisa mais importante que precisamos: fé!
Uma das minhas canções favoritas tem a seguinte refrão:

Temos ensinado nossos filhos bem,


é a nossa vida um show e dizer,
eles podem ver o amor de Jesus aos nossos olhos?
E quando outra página se transformou,
você acha que eles terão aprendido,
para mostrar o amor de Jesus com as suas vidas?
temos ensinado bem os nossos filhos?1

Como pais, nós passar coisas para os nossos filhos todos os dias. Eles estão nos observando,
aprendendo com nós e nos imitar. A questão não é que estamos passando coisas para nossos
filhos, mas o que estamos passando aos nossos filhos. Tenho orgulho de ter ensinado a minha
filha como balançar um taco de golfe, atirar uma bola de basquete e andar de bicicleta. Mas eu
não sou tão orgulhoso que eu ensinei a ela como se sente frustrado com os motoristas lentos e
luzes vermelhas. E ela é apenas nove!
A questão não é que estamos passando coisas para nossos filhos, mas o que
estamos passando aos nossos filhos.
Enquanto professores e treinadores desempenham um papel significativo no ensino de nossas
crianças a ler, escrever, ter boas maneiras, participar em actividades desportivas e tocar
instrumentos musicais, qualquer professor ou treinador irá dizer-lhe que os pais desempenham o
papel principal no reforço que a instrução em casa .
Nos meus primeiros anos como um jovem e pastor da família, eu estava satisfeito se eu tinha
um monte de adolescentes envolvidos no ministério de jovens. Eu pensei que eu estava fazendo
meu trabalho se eu atingido adolescentes para Cristo e os levou em viagens para jovens e para o
acampamento Bíblia. Um dia, recebi um questionário para dar aos adolescentes no meu grupo de
jovens. Foi intitulado “The influências mais significativas religiosos” pesquisa, uma pesquisa
nacional realizada pelo Instituto de Pesquisa para ajudar a determinar que fatores adolescentes
em sua fé influenciado.2
I estrategicamente deu o questionário aos meus alunos depois que tinha sido em uma viagem
a juventude juntos, imaginando isso iria aumentar a minha pontuação. Como instruído, recolhi as
pesquisas e os enviou. Ele levou meses para obter os resultados, mas ainda me lembro de receber
o envelope selado com as palavras “os resultados da pesquisa Inside.” Eu estava no meu caminho
para uma reunião do conselho da juventude e eu pensei esta seria a oportunidade de uma vida. Eu
tinha certeza de que os resultados mostram que eu, o pastor de jovens e da família estimado, foi o
topo influência na jornada de fé dos jovens de nossa igreja. Eu até perguntei se esses resultados
seriam fortalecer o meu caso para um aumento.
Na reunião, abri a carta e começou a ler os resultados. Segundo a pesquisa, a influência
religiosa mais importante para Christian adolescentes de hoje é. . . Mãe.
No começo eu estava chateado, mas então eu rapidamente racionalizado que ninguém pode
competir com as mães. Então eu segui em frente. A influência religiosa segunda mais
significativa para Christian adolescentes de hoje é. . . Papai.
Isso doeu. Eu tinha sido em torno de mais de pais desses adolescentes, e eu sabia que eu
passei mais tempo com seus filhos do que eles fizeram! Como poderia pais, eventualmente, ser
mais influente do que eu era?
Meu coração continuou a afundar como eu li que significativo número influência religiosa
três era um avô, seguido por amigos e irmãos. “Líder do grupo Juventude na minha igreja” era
muito baixo na lista. Nesse ponto, eu aceito a realidade de que os pais são os principais
influências no desenvolvimento da fé dos pastores crianças e que um monte de pessoas cobertas
de jovens.

Influências protestantes históricas Juventude Most Significant religiosos*3


* Inclui juventude protestante mainline única (CC, ELCA, PCUSA, UCC, UMC) ponderada pelo tamanho da
congregação e denominação.

Como observa o pesquisador George Barna, “Quando uma igreja-intencionalmente ou não-


assume responsabilidades de uma família na arena de espiritualmente nutrir as crianças, promove
uma dependência pouco saudável sobre a igreja para aliviar a família de sua responsabilidade
bíblica.”5 Martin Luther colocar desta forma: “Certamente o pai ea mãe são apóstolos, bispos e
sacerdotes para os seus filhos, pois são eles que torná-los familiarizados com o evangelho”6E
acima de tudo, a Escritura é claro que é responsabilidade dos pais e privilégio a honra de
transmitir a fé aos seus filhos (veja Dt. 6: 6-7). Sua casa é uma igreja!

Estar, Discípulos de respiração


A volta enquanto, eu estava falando a um grupo de pais e adolescentes. Comecei a falar por tê-
los responder a uma série de declarações.
“Levante a mão se você pode nomear um dos doze discípulos.” Quase todas as mãos na sala
subiu.
“Levante a mão se você pode nomear um discípulo vivendo hoje.” Cerca de metade das mãos
se levantaram.
“Levante a mão se você crê em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador.” Mais uma vez,
todas as mãos se levantaram.

A multidão começou a murmurar um pouco, e depois da primeira fila um jovem apontou o


dedo para seu pai e proclamou, “De jeito nenhum! Não ele!”O jovem, em seguida, tentou ir a
dizer-me todas as maneiras que seu pai não era um discípulo de Cristo!
Obviamente, este não era o ponto do exercício. Mas fez um ponto poderoso. Nossas crianças
estão nos observando para ver se nossos comportamentos refletem a fé que proclamamos.
Cujo trabalho é este?
Muitos pais hoje preferem passar a responsabilidade de ser os “bispos, apóstolos e sacerdotes”
para os “profissionais” na igreja em vez de modelar essas funções próprias. Mas por que?
Uma razão pela qual os pais não vai assumir a liderança quando se trata de disciplinar seus
filhos é porque não experimentar o que era ter Cristo como uma parte da casa que eles
cresceram. Este foi o caso de Alan Thompson . Não é que ele não queria orar com sua filha; é só
que ninguém nunca tinha mostrado a ele como. Muitos pais desviar simplesmente porque eles
não conhecem outra forma.
No entanto, a razão mais comum pela qual os pais passaram para a Igreja a responsabilidade
de ensinar sua fé filhos é porque a Igreja lhes permitiu fazê-lo. Em 1960 e 1970, a Igreja viu uma
explosão na educação cristã através da Escola Dominical e Ministérios de grupos de jovens.
Igrejas acrescentou asas de educação e quartos de jovens para as suas instalações. Ao mesmo
tempo, a sociedade entrou na era da tecnologia e as famílias começaram a se mais agitado.
horários de trabalho aumentou e mais mães começaram a trabalhar. Quando a igreja começou a
oferecer ministérios para crianças e adolescentes, os pais agradeceu a oportunidade de levar seus
filhos à igreja por um momento de educação e diversão cristã. Sinceramente, para muitos pais, o
que proporcionou uma pausa necessária de seus filhos.
Enquanto as intenções de todos eram bons, muitos pais começaram a ver esses programas
como uma oportunidade para passar sobre as responsabilidades-nutrir a fé para a igreja. Pais
deixado seus filhos e disse: “Aqui está. Ensinar a minha fé filhos. Estarei de volta em uma hora
para buscá-las.”
Claro, a igreja nunca destinado a esses programas para tomar o lugar dos pais no
desenvolvimento da fé das crianças. No entanto, intencional ou não, ao longo dos últimos 30 a
40 anos, tem havido movimento fora de casa ser o principal lugar onde a fé é alimentada.
Pesquisador George Barna observa: “A maioria das igrejas são realmente culpados de perpetuar
um processo anti-bíblica insalubre e em que a igreja usurpa o papel da família e cria uma
dependência às vezes exclusivo infeliz sobre a igreja de alimento espiritual de uma criança.”7
Embora a abordagem de “cair fora as crianças na igreja” pode mantê-los ocupados na igreja
por alguns anos, que muitas vezes não leva a fé que dura em sua vida adulta. Em uma
conferência que participei, nacional especialista em pastoral juvenil Dawson McAlister declarou:
“Noventa por cento das crianças ativas em grupos de jovens do ensino médio não vão à igreja no
momento em que são sophomores na faculdade. Um terço nunca mais voltará “.8Acredito que a
razão pela qual essas crianças não voltar para a igreja é porque a fé não foi firmemente
estabelecida e vivida em suas casas. Na verdade, muitos deles ver a fé como algo hipócritas-pais
agir de uma maneira na igreja e uma forma completamente diferente em casa. Quando os
adolescentes se tornam adultos jovens, eles simplesmente concluem, “se é isso que o
Cristianismo diz respeito, eu não quero nada a ver com isso.”

Se quisermos que nossos filhos tenham uma fé que influencia a forma como eles vivem suas
vidas e as decisões de vida críticas fazem-então em nossas casas que precisam ser modelagem fé
através de um relacionamento pessoal com Jesus Cristo.
Deuteronômio 6: 4-6 diz: “Ouve, ó Israel: O Senhor nosso Deus, é o único SENHOR.
Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda tua alma e com toda sua força.
Estes mandamentos que hoje te estarão no seu coração.”
Moisés está falando com as famílias nestes versos, nos revelando a chave para ter sucesso
como uma família. Como você reler os versos acima, observe a palavra que de repetido o mais.
Vosso Deus, seu coração, sua alma, sua força. A chave é reconhecer que você tem um Deus-Pai,
Filho e Espírito Santo, que maravilhosamente e exclusivamente feita à Sua imagem. Mas Ele não
apenas criá-lo. Este Deus te ama tanto que Ele viu você em seu estado caído, destinado a passar a
eternidade no inferno, então Ele enviou Seu único Filho para morrer por você para que você
possa ter uma nova vida cheia de paz, esperança e certeza. Você eo sucesso da sua família
começa com você e sua vontade de deixá-lo em sua vida e no âmago de sua família.
Se quisermos que nossos filhos tenham uma fé que influencia a maneira
como eles vivem suas vidas, em seguida, em nossas casas que precisam ser
modelagem fé através de um relacionamento pessoal com Jesus Cristo.
Certa vez, levou um workshop com David Anderson intitulado “nutrir a fé dos adolescentes.”
Eu definir o cenário para a oficina, ajudando os pais a identificar as características dos
adolescentes, bem como as questões que comumente enfrentam hoje. Dr. Anderson, em seguida,
tomou um passo mais longe, pedindo aos pais, “Quantos de vocês desejam o adolescente tinha
uma fé mais forte?” Todas as mãos na sala subiu. Ele então fez um comentário que eu nunca vou
esquecer. Ele disse: “Embora seja bom que todos os desejos que os nossos adolescentes têm uma
fé mais forte, a verdade é que o que vemos na fé de nossos adolescentes é uma imagem espelho
da nossa própria fé. Assim, a questão não é a fé, mas a fé “.
Isso nos leva a uma importante pergunta: Onde está Cristo em pé em sua vida? Ele é bem no
centro de sua vida, influenciando as decisões que você faz e da forma como você vive sua vida?
Ou ele ainda está fora de bater?
A resposta a esta questão é tão importante porque se relaciona diretamente com a sua família.
Eu sei que você quer o que é melhor para sua família. Na verdade, estou convencido de que os
pais de hoje estão empenhados em fazer um trabalho melhor em pais e ter uma família mais forte
do que os que foram levantadas no. Jovens e pastor da família Mark DeVries escreve: “Em meus
quinze anos de ministério de jovens, Eu nunca vi os pais mais fome de ajuda do que são agora.
Eles querem passar mais tempo com seus filhos. Eles se sentem profundamente a necessidade de
ser mais bem equipado como pais.”9Bem, aqui está sua chance! Ele começa por abrir a porta e
deixar Jesus entrar em sua vida e em sua casa.
Lembro-me de uma vez ter visto uma cópia de uma grande pintura de Holman Hunt
intitulado Jesus na porta. A pintura retrata Jesus em pé em uma porta batendo. Uma videira
ventos em torno da entrada, e parece que a porta não foi aberta por algum tempo. Ouvi dizer que
quando caça mostrou pela primeira vez a pintura, um crítico apontou que ele tinha esquecido de
pintar uma alça sobre a porta. O pintor respondeu que ele não se esqueça; a alça era apenas do
outro lado da porta.
Temos um Deus que está batendo na porta dos nossos corações. Ele sempre esteve lá, e Ele
espera lá até que deixá-Lo entrar. “Aqui estou! Eu estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha
voz e abrir a porta, eu entrarei e cearei com ele, e ele comigo”(Ap 3:20). Deus está esperando por
você para convidá-lo para ajudar a sua família. Ele tem o que sua família precisa para começá-lo
através dos tempos bons e os maus. Ele pode reconstruir relacionamentos, curar as feridas e
trazer esperança para o mais desesperada de situações. Ele não irá barcaça em sua vida. No
entanto, Ele vai persistente e pacientemente ficar na porta de sua vida, bater e à espera de ser
convidado a entrar.
Aqui é o meu ponto: A reforma em sua família começa com uma reforma em seu próprio
coração. Se você quer que seus filhos para ter um relacionamento pessoal com Cristo, você
precisa ter um relacionamento pessoal com Cristo. Se você quer que Deus faz sobre a sua
família, a reforma deve começar com você. Você precisa mover de ter conhecimento sobre Deus
em sua cabeça para estabelecer uma relação pessoal com Deus em seu coração. Só então Deus
pode afetar a forma como você vive sua vida, criar seus filhos, e as decisões tornam a vida.
Há um velho ditado que a distância entre sua cabeça e seu coração é apenas cerca de seis
polegadas, mas é o mais difícil de seis polegadas que qualquer pessoa pode viajar. No entanto,
acho que o caminho entre a cabeça eo coração é o lugar onde a vida se torna emocionante. É por
isso que eu quero explorar como você pode mover a sua fé de sua cabeça para o seu coração
usando uma analogia com o meu ligeiramente não convencional experiência com rafting.

O passeio de sua vida


Se você nunca tenha ido rafting, posso dizer-lhe que é excitante, estimulante, completamente
mudança de vida e absolutamente aterrorizante! Quando você chegar a uma base de rafting, você
está carregado em ônibus e levados lentamente até estradas em ziguezague para o ponto de
entrada. Porque as estradas têm vista para o rio, para a viagem aparentemente interminável até a
montanha, você está confrontado com a realidade dos enormes rochas, íngreme cai, em
movimento rápido corredeiras e curvas fechadas que em breve você vai estar tentando jangada
mais. Como você olhar para o rio correndo, você pensa continuamente a si mesmo, que é que eu
fui me meter? não há outro caminho? Posso realmente fazer isso?
Estes são pensamentos e medos que afligem muitos pais hoje. Quantas vezes você encontrou-
se dizendo: “O que eu fui me meter? não há outro caminho? Posso realmente fazer isso?”Cada
pai tem hoje medos. No entanto, Deus sabe seus medos, e Ele providenciou tudo que você
precisa para fazer esta viagem.
Um mapa do River: A Bíblia. Uma das maneiras que eu tenho passado meus medos iniciais
de rafting foi perceber que os outros tinham tomado o mesmo caminho antes de mim e
sobreviveu. Após o nosso grupo desceu do ônibus, vimos fotos e vídeos de outros grupos que
fizeram isso com sucesso no rio. Um enorme mapa na parede atualizado continuamente a
condição do rio e as localizações das áreas perigosas. Basta olhar para o mapa, as imagens e os
vídeos dos que tinham rafted antes de mim, eu imediatamente senti o meu aumento de confiança.
Em grande parte da mesma forma, a Bíblia está cheia de exemplos de pessoas que vieram
antes de você-exemplos que você pode aprender. A Bíblia serve como um mapa confiável para
guiá-lo para baixo do rio da vida. Quanto mais você lê-lo, o mais consciente você estará sobre
áreas problemáticas e que você precisa fazer para evitar ou passar por eles. Salmo 119: 105
coloca-o simplesmente: “A tua palavra é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho.”
Satanás não quer que você a ler a Bíblia, porque ele percebe que isso vai fazer o caminho de
fé mais fácil para você. Ele vai fazer o seu melhor para mantê-lo tão ocupado que você não será
capaz de passar tempo na Palavra de Deus, pois ele sabe que a Bíblia será de nenhuma ajuda para
você se você não lê-lo, confiar nele e segui-lo . O apóstolo Tiago escreveu: “Não apenas ouvir a
palavra, e vos assim enganar. Faça o que ele diz”(Tg. 1:22).
O Guia: Jesus Cristo e do Espírito Santo. Depois vimos o vídeo de grupos anteriores e
estudou o mapa do rio, que foram introduzidas para o nosso guia de jangada. Nada me fez sentir
mais seguro do que quando o nosso guia disse que tinha sido um guia para mais de 15 anos e
tinha feito a viagem pelo rio mais de 200 vezes. Fale sobre um impulsionador da confiança! Eu
também fiquei aliviado quando o nosso guia disse: “Eu vou estar recebendo no barco com você,
levando-o para baixo do rio mim.” Eu não teria sido muito animado se ele tivesse dito, “Boa
sorte, espero que você faça -lo!”Mas o nosso guia foi bem no barco com nós, dirigindo-nos em
cada turno. Ele gritou instruções para nós, nos ajudou através de situações perigosas, nos
incentivou quando estávamos para baixo e comemorou vitórias com a gente.
Se você realmente confiar em Deus em seu coração, você vai ouvir a Sua
voz e fazer o que Ele diz.
Escritura diz que Deus fornece um guia para a sua vida, seu único Filho, Jesus Cristo, para
mostrar-lhe o caminho através da vida e para a eternidade. Em João 14: 6, Jesus disse: “Eu sou o
caminho a verdade ea vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.”Tudo o que você precisa fazer
é segui-Lo. Deus também fornece o Espírito Santo, que vai morar dentro de você e orientá-lo a
cada dia. O apóstolo João escreveu: “Mas o Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em
meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que eu vos disse” (14:26).
“Quando ele, o Espírito da verdade vier, ele vos guiará a toda a verdade” (16:13).
O Espírito Santo quer para servir como seus pessoais de vida OnStar navegação para você
disponíveis-sistema 24 horas por dia, 7 dias por semana, para guiá-lo através dos altos e baixos
da vida. Isaías 30:21 diz: “Se você virar para a direita ou para a esquerda, os teus ouvidos
ouvirão uma voz atrás de você, dizendo: 'Este é o caminho; andai por ele '. ”Se você realmente
confiar em Deus em seu coração, você vai ouvir a Sua voz e fazer o que Ele diz.
A jangada: A igreja. As jangadas que usamos, feito especificamente para rafting, foram
projetados para ajudar nosso grupo descer o rio com segurança. No entanto, quando eu vi pela
primeira vez a balsa que estaria usando, minha reação foi: “Essa coisa é suposto para nos levar
com segurança até o rio?” A balsa era velho, desgastado e coberto com vários patches. Eu não
estava certo de que este barco poderia fazer o trabalho. No entanto, apesar de sua aparência, a
balsa nos ajudou a atravessar o rio com segurança. Ele forneceu muito mais proteção do que
jamais pensou que seria ou poderia.
“Old, desgastado, e coberto com manchas” são as palavras que algumas pessoas usam para
descrever a igreja local. Às vezes, a igreja local parece ultrapassada e na extrema necessidade de
reparo. Quando você adicionar a esta a realidade que a igreja local está cheio de pecadores, de
admirar as pessoas dizem: “Como é que isso quer me ajudar?”
No entanto, apesar de suas imperfeições e falhas, a Igreja é ordenado Corpo de Deus. Ele
criou a Igreja para ajudá-lo através dos altos e baixos que a vida vai atirar em você. “Assim
como cada um de nós tem um corpo com muitos membros, e esses membros não têm todos a
mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos corpo formam um só, e cada
membro pertence a todos os outros” (Rom. 12: 4 -5).
Você está dedicado em seu coração para a Igreja? Você está em um relacionamento sério
com a noiva de Cristo, a Igreja Cristã? Ou você está apenas “fazer igreja”, porque você acha que
você deveria? Nós vamos olhar mais de perto como a Igreja pode ser envolvido em sua reforma
família emcapítulo 5.
A tripulação: Fazendo Vida Deeply Grupos. Eu tinha um mapa do rio, meu guia, e uma
balsa. Apenas uma coisa estava faltando-o resto da tripulação. Como as outras vigas começaram
a se reunir e entrar na jangada, eu pensei comigo mesmo, isso deve ser uma piada! Essas pessoas
claramente não têm idéia do que estão fazendo, e esta tripulação de aparência heterogênea tem
absolutamente nenhuma chance de descer o rio com segurança. Vamos todos morrer! Claro, eu
estava errado. Nós trabalhamos bem juntos sob a direção de nosso guia. Na verdade, minha
tripulação ainda teve de me puxar para fora da água quando eu caí fora da jangada. Como eles
me puxou de volta para a balsa, eu estava pensando, eu tenho certeza que feliz que não conseguia
ouvir meus pensamentos mais cedo!
Na introdução, mencionei que Maria e eu levei um risco, há nove anos e juntou-se pequeno
grupo de casais em nossa igreja. Participar de um grupo de pessoas que não sabiam era um
trecho real para nós. Nove anos mais tarde, este grupo é como uma família para nós, mesmo que
nós estamos separados por mais de 2.000 milhas. Nós rimos juntos e choramos juntos. Nós já
passamos por perdas de emprego, câncer, crises familiares, depressão e deslocalizações juntos.
Aprendemos como junto dos pais e aprendemos como trazer Deus para o centro de nossas casas
juntos. Quando começamos, não tínhamos idéia do que estávamos fazendo. Mas agora nós não
saberíamos como fazer a vida sem o outro.
Deus não quer para você e sua família para passar a vida sozinho. Hebreus 10:25 diz: “Não
deixemos de congregar, como alguns têm o hábito de fazer, mas vamos encorajar uns aos
outros.” João 13: 34-35 tensões como encorajar uns aos outros: “Um novo mandamento vos dou:
Amai-vos. Como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Com isso todos [pessoas]
saberão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros “.
Jesus ministério começou chamando juntos 12 discípulos a ‘fazer a vida.’ Através deste
grupo, estes homens mudaram de saber sobre Jesus em suas cabeças para realmente conhecê-Lo
em seu coração, mesmo ao ponto de estar disposto a dar a vida por ele . Se você realmente quiser
crescer na fé, exorto-vos a encontrar um grupo de companheiros seguidores de “fazer a vida”
com.
Se a sua igreja não oferece um ministério de pequenos grupos, encontrar dois ou três outras
pessoas ou casais na mesma fase da vida que você está. Pergunte se eles estariam dispostos a
participar de um pequeno grupo com você, reunião semanal ou mensal com o objetivo de crescer
mais forte como uma família. Você pode dizer algo como: “Eu não sei sobre você, mas tenho
certeza que é difícil ser uma família hoje. Eu gostaria de se reunir com alguns outras famílias que
enfrentam alguns dos mesmos problemas e desafios a minha família está enfrentando para que
possamos aprender uns com os outros. Você consideraria reunião com a gente?”
The Ride: Life Journey. Minha jangada viagem rio incluídos todos os tipos de experiências.
Às vezes, a viagem foi suave e fácil e nós relaxamos e apreciamos as vistas. Outras vezes,
estávamos no meio de corredeiras em movimento rápido, remando para as nossas vidas!
Também tivemos alguns momentos assustadores quando se perguntou se gostaríamos de fazê-lo.
Mais de uma vez, fomos tentados a desistir e abandonar o navio. No entanto, por tudo isso que
perseverou. E quando a viagem foi feito, nós olhamos para trás sobre a experiência e disse: “Isso
foi o passeio da nossa vida!”
Da mesma forma, o passeio ao longo da vida para as famílias hoje pode ser um passeio muito
assustador e difícil. Enquanto você vai experimentar momentos em que as coisas correram bem e
facilmente, você também vai correr em muitas corredeiras e rochas ao longo do caminho. Às
vezes, você será tentado a desistir. Mas se você tem uma fé inabalável e compromisso com o
Senhor no fundo do seu coração, você e sua família possam um dia olhar para trás nesta jornada
através da vida e dizer: “Isso foi o passeio da nossa vida!”

Notas
1. Brent Henderson, “Alguma Nós ensinamos aos nossos filhos Bem”, de Copyright © 1991 Discovery
House Music / Knotty Pine Música (ASCAP). Usado com permissão.
2. Pesquisar Instituto é, uma pesquisa não sectária sem fins lucrativos e organização educacional que avança
o bem-estar e positivo desenvolvimento de crianças e jovens por meio de pesquisa aplicada, avaliação,
consulta, formação e desenvolvimento de publicações e recursos práticos para educadores, profissionais ao
serviço da juventude, pais, líderes comunitários e políticos. Telefone: 1-800-888-7828. Local na rede
Internet:www.search-institute.org.
3. Reproduzido com permissão do Effective Christian Educação: Um Estudo Nacional de protestantes
Congregações. Copyright © 1990 por Pesquisa Instituto SM. Usado com permissão de Pesquisa Institute.
Nenhum outro uso é permitido sem autorização prévia do Instituto Search, 615 First Avenue NE,
Minneapolis, MN 55413;www.search-institute.org.
4. Marjorie Thompson, Família: O Formando Center, rev. ed. (Nashville, TN: Upper Room Books, 1996),
tampa traseira.
5. George Barna, Transformando Crianças em Campeões (Ventura, CA: Regal Books, 2003), p. 81.
6. Martin Luther, “The Estate of Marriage, 1522,” citado em Walther Brand, ed, de Lutero Works
(Philadelphia, PA: Fortress Press, 1962)., P. 46.
7. Barna,Transformando Crianças, p. 81.
8. Dawson McAlister, Finding Hope para sua casa (Irving, Texas: Shepherd Ministries, 1996), np
9. Mark DeVries, Family-Based Pastoral Juvenil (Downers Grove, IL: Inter Varsity Press, 1994), tampa
traseira.
Chave 1:Mães e pais são os dois principais influências no desenvolvimento da fé das
crianças. Como pai, você empunhar mais de duas vezes mais influência como qualquer programa
de igreja ou ministério.

Chave 2:fé do seu filho provavelmente vai ser um reflexo de sua fé. Se você quer que seus
filhos a ter fé que dura, eles precisam ver que seu relacionamento de fé com Cristo é uma
duradoura.

Chave 3: Deus oferece-lhe tudo o que você precisa ter uma fé forte e crescente: a Bíblia,
Jesus, o Espírito Santo, a Igreja e irmãos.

Chave 4:Cristo oferece-lhe o passeio de sua vida. você vai tomá-lo? A decisão que você faz
não só irá afetá-lo, mas seus filhos e seus filhos também.
UMACTIVIDADE 1 (PARA OS PAIS SOMENTE*)
Convidando Jesus em sua vida

Minha oração é que depois de ler este capítulo, você vai reconhecer a importância de convidar
Cristo para estar no centro de sua vida. Se você não tiver feito isso, eu quero oferecer-lhe a
oportunidade de convidar Jesus para ocupar a residência permanente em sua vida.
Ele está batendo, mas ele não vai forçar seu caminho em sua vida. Você pode simplesmente
abrir a porta e convidá-Lo em pelo sincera e honestamente a seguinte oração:

Querido Jesus, reconheço que Tu és Deus e que foram parado na porta do meu coração. Você
estava esperando pacientemente para eu abrir minha vida para você. Eu sinto muito que eu
deixei você em pé lá fora por tanto tempo. Eu tenho vivido de acordo com os caminhos do
mundo, mas agora eu quero viver minha vida à sua maneira. Eu abro a porta da minha vida a
Ti. Jesus, entrar em minha vida como meu Salvador. Você prometeu que você vai guiar-nos e
mostrar-nos a melhor maneira de viver para você quando convidamos você a estar no centro
das nossas vidas. Então, eu rezo para que você guiará minha vida e minha vida familiar
também. Em nome de Jesus, amém.

Prepare-se para o passeio de sua vida!

*Enquanto a maioria das atividades familiares são para ser concluída juntos como uma família, essas duas primeiras
actividades são concebidas apenas para os pais. (Se você tem adolescentes, eles podem querer participar de
Atividade 2.)
CTIVIDADE 2 (PARA OS PAIS SOMENTE)

Avaliação pessoal

Tire algum tempo para avaliar onde você está no seu caminho de fé pessoal. Leia a lista seguinte
e colocar uma marca ao lado de quaisquer declarações que descrevem o que já está acontecendo
em sua vida. Coloque uma estrela ao lado daqueles que você deseja iniciar. Fazer esta avaliação
individual, e, em seguida, discutir suas respostas com o seu cônjuge.

Estou lendo a Bíblia e ganhar encorajamento daqueles que vieram antes de mim.
Estou voltando-se para Jesus Cristo e orar para que o Espírito Santo para orientar
e dirigir-me a vida.
Eu saltou e comprometidos com uma igreja cristã. I reconhecer que, embora a
igreja tem falhas, ainda é o que eu preciso para obter através desta jornada.
Eu encontrei um grupo de irmãos para fazer a viagem comigo.
Estou na viagem e encontrar-me:

___ em um lugar suave e fácil


___ sentir medo quando ouço as águas correndo à frente
___ no meio de algumas corredeiras correndo
___ olhando para uma pedra grande que eu tenho de bater de frente
___ saindo de algumas corredeiras assustadoras
___ sendo tentado por Satanás para desistir
___ quase no fim da minha jornada e pronto para fazer tudo de novo!
The Way I See Cristo em Você

Reúna a sua família em torno da mesa da cozinha e depois dar uma folha de papel e um
marcador para cada membro de sua família. Instrua cada membro de sua família para escrever a
seguinte frase no topo do papel:

“A forma como eu vejo Cristo em [próprio nome da pessoa] __________ é. . . ”

Por exemplo, no meu papel eu ia escrever, “A maneira que eu vejo Cristo em Marcos é. . .
”Quando todos estiverem prontos, peça a cada membro da família passar o seu papel para a
pessoa em sua esquerda. Dê a todos 60 segundos para escrever o que vem à mente para
completar a frase. Quando os 60 segundos são para cima, passar os papéis para a esquerda
novamente e continuar fazendo isso até que todos recebam a sua própria página de volta. Então
vá ao redor da mesa e ter cada pessoa ler o que os outros membros da família escreveu.
A paixão de Cristo

Hoje, vivemos cerca de 2.000 anos após o ministério de Cristo na Terra. A maioria de nós acha
difícil ficar perto de algo que aconteceu há dois anos, muito menos 2.000 anos atrás.
O filme A Paixão de Cristo nos deu uma representação muito precisa e gráfica do que Cristo
fez por nós. A resposta a este filme foi esmagadora. Na minha igreja, que esgotaram cinco
exibições privadas. Eu assisti como este filme se mudou muitas pessoas de fé cabeça
(conhecimento) para a fé coração (pessoal e comprometido), uma vez que os trouxe cara a cara
com a realidade do que Cristo voluntariamente fez por eles. Uma pessoa me disse: “Eu nunca
percebi o quão distante eu me tornaria a partir de Cristo, até que vi este filme.”
Esteja avisado que este não é um filme fácil de assistir. Encorajo-vos a assistir ao filme como
uma família, mas eu não recomendo para crianças com idade inferior a 12. Mesmo a versão
reeditada lançado em 2005 mantém algumas cenas muito gráfico.
Após o filme, ler João capítulo 20 para o resto da história de Jesus. Como uma família, falar
sobre o que partes do filme afetou a maioria. Se o filme levanta questões que não pode
responder, anote-as e convide seu pastor para se reunir com sua família para discutir essas
questões.
1. Qual é o seu maior medo? Qual é o seu maior desejo?
2. Quais são algumas das coisas que você passadas para seus filhos? Que
comportamentos e atitudes que você vê em seus filhos que refletem seus
comportamentos e atitudes?
3. Neste capítulo, citei a declaração do Dr. David Anderson que “o que vemos na fé
de nossos adolescentes é uma imagem espelho da nossa fé.” Se a fé do seu filho
acaba se tornando uma imagem espelhada da sua fé, como é que isso faz você
sente? Poderia descrever a sua fé como uma imagem de espelho da fé de seus
pais?
4. Onde você está em sua caminhada pessoal com Cristo? Jesus está fora batendo, ou
você deixá-lo em sua vida? É a sua fé mais na cabeça ou no coração?
5. Vá através Activity 2 e discutir suas avaliações pessoais com outro membro do
pequeno grupo. Em que áreas você está progredindo? Em que áreas você precisa
para fazer um começo?
O Makeover Criança

Se você tem adolescentes, ou mesmo ter sido a um shopping recentemente você provavelmente
já sabe que os adolescentes têm gostos musicais que diferem significativamente da sua.
Uma Christian pai eu sei, Rob, estava tornando-se preocupado com a música seu filho
adolescente estava ouvindo. Seu filho, Nick, estava começando a usar camisetas pretas com
nomes de bandas na parte da frente, e Rob viu uma coleção cada vez maior de CDs preto coberto
no quarto de Nick com letras que ele sabia que não eram saudáveis. Mas em vez de apenas tomar
os CDs de distância, Rob tentou uma abordagem diferente.
No caminho para a escola um dia, ele perguntou Nick, “Que tipo de música você gosta de
ouvir?” Nick respondeu que era uma combinação de rap e heavy metal. Então Rob perguntou:
“Eu podia ouvir duas das suas músicas favoritas?”

Rob persistiu e disse: “Eu prometo que não vai ficar em apuros. Eu só quero ouvir o que o
seu tipo de música soa como.”
relutantemente Nick colocar um CD no leitor do carro, e Rob ouviu duas canções que fizeram
seu cabelo-o que ele tinha deixado de it-em pé. Mas ele nunca fez um comentário. Após as duas
músicas foram mais, ele simplesmente disse: “Obrigado por me deixar em seu mundo da
música.”
Enquanto Nick estava na escola naquele dia, Rob foi para uma grande livraria cristã. Ele se
aproximou do funcionário que trabalha na seção de música e disse: “Eu preciso de você para me
ajudar a encontrar os quatro melhores CDs de hard rock e rap cristão que você tem.” O secretário
foi um pouco surpreendido por solicitação deste homem de meia-idade, mas ela obrigado.
Rob sentou-se em uma das estações de escuta da loja e ouviu cada um dos CDs. Ele comprou
dois que soou semelhante ao que tinha ouvido no carro. Quando ele pegou Nick até a escola, Rob
disse, “Você se importaria se eu jogar um par de CDs eu peguei hoje?”
Nick revirou os olhos e disse: “Você está brincando?”
“Vamos,” Rob insistiu, “Eu escutei a sua música. Basta ouvir essas músicas e me diga o que
você pensa.”Relutantemente Nick concordou.
Quando Rob ligou a primeira música, com o volume dobrado para cima alto, Nick não podia
acreditar no que estava ouvindo. “O que é isso?”, Disse.
“Apenas algo que eu peguei que eu pensei que você pode desfrutar,” Rob respondeu. Ele
passou a explicar que queria Nick ter a liberdade para ouvir o estilo de música que ele gostava,
mas ao mesmo tempo ele estava preocupado com algumas das letras e comportamento dos
grupos que Nick estava ouvindo. “Uma maneira de pensar sobre isso,” Rob disse, “é que pensar
se você se sentir confortável lendo as letras de seus CDs atuais para mim ou o nosso pastor.” Rob
disse Nick que havia muito poucos grupos cristãos que jogou o mesmo tipo de música e que ele
só queria fazer Nick ciente disso.
Naquela noite, Rob e Nick fui à livraria cristã e escolheu oito CDs adicionais que Nick
gostava. Rob prazer pago o preço elevado para os CDs. Nick agora toca em uma banda de rock
cristão, e enquanto Rob ainda não se importa com o estilo de música Nick gosta, ele ama a
mensagem de que Nick está começando.
Este pai levou um pequeno, mas significativo passo no processo de reforma da vida de seu
filho. Como pais, estamos no negócio de reforma criança. Se você ainda não percebeu isso ainda,
você vai! Como George Barna escreve: “Se você se conectar com as crianças de hoje,
efetivamente ensinar-lhes princípios e fundamentos bíblicos desde o início, então você vai ver o
fruto desse esforço flor para as próximas décadas.”1
Como pais, estamos no negócio de reforma criança. Se você ainda não
percebeu isso ainda, você vai!
Como será o seu Criança Turn Out?
Eu estava no supermercado recentemente, pacientemente em pé na fila do caixa. De repente, à
minha direita, uma criança caiu em um acesso de raiva furiosa. Eu vi como a mãe envergonhado
tentou lidar com seu filho. Mas a mãe acabou por desistir e deixar a criança jogar seu ajuste. Meu
olho foi então elaborado para outra fila do caixa, onde a mãe estava com seus dois filhos que
estavam prestes a mesma idade que o menino jogando a birra. Mas essas crianças estavam
simplesmente de pé, rindo e sorrindo como eles esperaram pacientemente a sua vez. No mesmo
instante, comecei a me pergunto, como é o meu filho vai acabar? E mais importante, o que posso
fazer sobre isso?
Eu acho que todos os pais querem o melhor para os seus filhos. Todos nós queremos que
nossas crianças drogas EVITAR, álcool, violência, gangues e atividade sexual promíscua.
Queremos que eles para conseguir boas notas e manter um estilo de vida saudável. No entanto,
nós queremos saber como podemos levá-los a fazer boas escolhas.
Uma pessoa que teve um grande impacto na minha vida, tanto como um pastor de jovens e da
família e como um pai, foi Merton Strommen. Mert, o fundador da Pesquisa Instituto, era um
cientista de pesquisa que se importava profundamente com as crianças.2Um dia, ele ponderou
uma pergunta simples: Por que algumas crianças acabam bem, enquanto outros não? Claro, não
há nenhuma resposta simples para esta pergunta. Então Mert colocar sua equipe de pesquisa ao
trabalho. Após recolha e avaliação de montanhas de pesquisa, a equipe identificou 30 ativos de
desenvolvimento (uma lista que tem crescido agora a 40) que toda criança precisa para ter
sucesso. Esses ativos são definidos como “de concreto, o senso comum, experiências positivas e
qualidades essenciais para elevar os jovens bem-sucedidos.”3
Gráfico 2
Quarenta Ativos de desenvolvimento4
Pesquisar Instituto identificou os seguintes blocos de construção de um desenvolvimento
saudável que ajuda os jovens a crescer saudável, cuidadoso e responsável.

ativos externos

ativos internos
Gráfico 3 Ativos em relação a em risco Comportamentos5
Nota: conclusões baseadas em pesquisas com mais de 217.000 sixth- ao décimo segundo grau jovens em 318 comunidades
e 33 estados durante o ano lectivo 1999-2000. O mesmo tipo de impacto é evidente com muitos outros problemas de
comportamento, incluindo o uso do tabaco, depressão e tentativa de suicídio, comportamento anti-social, problemas
escolares, condução e álcool, e jogos de azar.

Além de proteger os jovens de comportamentos negativos, ter mais recursos, aumenta as


chances de que os jovens terão atitudes e comportamentos positivos, como os seguintes gráficos
mostram.

Gráfico 4 Ativos em relação às atitudes e comportamentos positivos6

Nota: Os resultados com base em pesquisas de mais de 217.000 sixth- ao décimo segundo grau jovens em 318
comunidades e 33 estados durante o ano lectivo 1999-2000.

Gostaria de saber o que um ativo tem a capacidade de fornecer o seu filho com pelo menos 25
dos outros ativos? É o ativo intitulado “comunidade religiosa.” Além disso, em uma conversa
pessoal que tive com Mert, ele afirmou que o termo “comunidade religiosa” tem mais a ver com
uma relação de fé pessoal do que com qualquer religião estabelecida.
Então deixe-me resumir. Queremos que nossos filhos a fazer o bem e evitar comportamentos
de risco. O Instituto de Pesquisa descobriu que se o seu filho possui 25 ou mais ativos, há um
aumento da probabilidade de que o seu filho vai fazer bem e evitar comportamentos de risco. Um
outro estudo revela que uma relação de fé pessoal pode incutir pelo menos 25 outros ativos para
seus filhos. Portanto, se você quer o que é melhor para seu filho, você pode concluir com
segurança que uma fé pessoal é a coisa mais importante que uma criança precisa em sua vida. A
questão torna-se agora, Como podemos transmitir a fé aos nossos filhos?

Uma fé que Sticks


Dentro Capítulo 2, Descobrimos que a principal maneira fé é passado para os nossos filhos é
através de nós, mamãe e papai. Agora vamos ver como podemos fazer isso. Vamos começar por
retornar a Deuteronômio 6.

Impressioná-los [os mandamentos da Bíblia] em suas crianças. Fale sobre elas quando
estiver sentado em casa e quando você andar ao longo da estrada, quando se deitar e ao
levantar-te. O Senhor nos mandou obedecer a todos estes decretos e temer o Senhor
nosso Deus, para que possamos sempre prosperar e ser mantido vivo, como é o caso
hoje (Dt. 6: 7,24).
A palavra “impressionar” refere-se a uma fé que varas. Isso significa constantemente
mostrando e incutir em seus filhos uma fé inabalável de que estará com eles suas vidas inteiras.
Observe que estes versos não dizem para levar seus filhos para a Escola Dominical, deixá-los
fora na porta da frente, buscá-las uma hora mais tarde e “presto” eles vão ter fé. Na verdade,
depois de 15 anos de ministério, posso garantir-vos que não importa o quão boa a Escola
Dominical ou juventude ministério é em sua igreja, se você não está modelando, discutir e
compartilhar sua fé com seus filhos em sua casa, a sua fé provavelmente não vai ficar quando
eles envelhecem.
Eddie era um exemplo perfeito disso. Ele estava envolvido em cada programa para jovens
que tínhamos. Ele veio para todas as noites juventude, participou de todos os retiro e
acampamento de verão que nós oferecido, e até mesmo tornou-se um líder no nosso programa de
juventude. No entanto, nunca viu seus pais, exceto quando o pegou ou deixou-o na igreja. Em
um retiro, quando eu perguntei a ele sobre seus pais, ele disse: “Eles não acreditam em Jesus,
mas eles pensam igreja é um lugar seguro para me para sair. Então é por isso que me deixou ficar
envolvido na igreja.”
Quando Eddie se formou no colegial, ele não tinha o dinheiro para a faculdade participar.
Então ele trabalhava. Por um tempo, ele ficou em torno da igreja para ajudar com o programa de
juventude. Mas, gradualmente, vimos cada vez menos de Eddie. Cerca de 18 meses após
terminar o colegial, Eddie foi pego por dirigir embriagado. E isso foi apenas o começo de uma
série de problemas que Eddie teria.
Eddie não pôs os pés na igreja por anos. Isso me faz pensar como um líder de um grupo de
jovens da igreja alguém que claramente demonstraram uma forte fé pessoal em Cristo, pode
acabar abandonando a fé e acabar na cadeia apenas alguns anos mais tarde. Creio que a resposta
é que a fé de Eddie nunca foi firmemente “impressionado” on e nele. Sua fé não estava de
castigo em casa. Em vez disso, outros valores foram “impressionados” na Eddie. Seu pai era
alcoólatra e começou a comprar álcool Eddie depois de sua formatura do ensino médio, embora
Eddie era menor de idade. E a mãe de Eddie realmente não me importo se ele continuou indo à
igreja ou não. Devido às influências que Eddie recebidos em sua casa, a fé parecia um programa
em vez de um estilo de vida para ele. E quando o programa foi feito, por isso foi Eddie.
Se queremos fazer mais de nossas crianças com uma fé que nos impressionar em seus
corações, que só precisa seguir as instruções de Moisés, em Deuteronômio 6. Ele não parece tão
difícil. Estes versos dizem simplesmente para falar sobre a fé com seus filhos-de fazer “fé-talk”
uma parte do seu vocabulário diário.

São os pais fazendo o trabalho?


Infelizmente, as estatísticas mostram que, quando se trata de impressionar fé sobre os nossos
filhos através da fé-talk, temos um trabalho sério a fazer. Pesquisa Instituto realizou uma
pesquisa nacional de mais de 11.000 participantes de 561 congregações em toda 6 diferentes
denominações. Os resultados foram reveladores:

• Qual a percentagem de adolescentes têm um diálogo regular com a mãe em questões


fé / vida? 12%
• Qual a percentagem de adolescentes têm um diálogo regular com seu pai sobre
questões fé / vida? 5%
• Qual a percentagem de adolescentes têm leitura regular experiente da Bíblia e
devoções em casa? 9%
• Qual a percentagem de jovens experimentaram um evento orientada a serviços com
um pai como uma ação de fé? 12%7

A fé não é algo que pode ser ensinado; a fé é algo que deve ser capturado.
Quando lembramos que a mãe eo pai são os dois principais influências sobre a fé de uma
criança, estas estatísticas tornam-se ainda mais preocupante e triste quando você percebe que a
resposta é bastante simples. Como pai, você precisa estar falando e vivendo a sua fé com seus
filhos. É isso aí. Se você se lembrar mais nada a partir deste livro, por favor, lembre-se este velho
ditado: A fé não é algo que pode ser ensinado; a fé é algo que deve ser capturado.
Catching fé é como pegar um resfriado. Quando seu filho pega um resfriado na escola e traz-
lo em sua casa, o que acontece? Toda a família eventualmente alcança o frio! É assim que é com
a fé. Se a fé é em casa, todo mundo pega! necessidades Fé-talk para ser uma parte da vida
cotidiana não-apenas uma hora por semana nas manhãs de domingo.
Encontrar oportunidades para falar sobre a fé não é tão difícil como pode parecer. Quando
Malyn tinha três anos, ela passou por um período em que ela continuamente perguntas “porquê”.
“Papai, por que o céu é azul? Porque é que a grama verde? Por que a água molhada “Eu poderia
ter tentado responder às suas perguntas com lógica científica:“Bem, o céu é azul porque em torno
da Terra é uma camada chamada de ozônio, eo ozônio é. . .”Em vez disso, eu usei a oportunidade
de falar com ela sobre Deus. “Malyn, o céu é azul porque você tem um maravilhoso Deus que
fez que o céu azul apenas para você. E Deus deu essas nuvens brancas inchadas um design
especial que só você pode ver. Diga-me o que parece nuvem gosta de você. . . e grama é verde
porque Deus sabia que você gostava de slides sobre os joelhos e fazer faixas verdes em sua
calças de ganga!
Quando Moisés disse que você deve falar sobre sua fé “quando se deitar e ao levantar-te”
(Ex. 6: 7), ele quis dizer o tempo todo. Tudo o que você passar em uma base dia-a-dia é uma
oportunidade para falar sobre a fé e ensinar seus filhos a andar com o Senhor. A chave para a fé-
talk não está em ter todas as respostas-A chave é ter as conversas! Nessas conversas que você
pode “treinar uma criança no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se
desviará dele” (Prov. 22: 6).

Pegue o trem para Fé-Talk


Quando se trata de saber como a fé-talk com seus filhos, muitos pais precisam de ajuda porque
não experimentar a fé-talk enquanto eles estavam crescendo. Um dos meus mentores, Roland
Martinson, observou em uma conferência de Juventude e Família Institute, “O papel da igreja é
para ser capacitadores de famílias. O que devemos fazer é deixar as crianças abandonam seus
pais fora na igreja, treinar os pais e enviá-los de volta para a sua missão de campo-suas casas-de
crescer cristãos “.9
Eu gosto da idéia de pais de treinamento. Então eu vou tomar Provérbios 22: 6 um passo
adiante e “treinar os pais a conversarem com seus filhos sobre a fé, então quando eles são velhos,
não se desviará dele.” Usando a palavra “trem”, vamos dar uma olhada em como você pode usar
a fé-talk para transmitir sua fé a seus filhos.

T-Time
No mundo de hoje, o tempo é um dos nossos bens mais preciosos. A principal questão que ouço
dos pais é: “Quando há tempo para conversar com meu filho sobre a fé?” Para a maioria dos
pais, a imagem estereotipada que vem à mente quando você diz “fé-talk” é ter uma hora de
duração, sit discussão -down na mesa da cozinha com a Bíblia aberta e uma vela acesa. Claro, a
realidade hoje é que muitas famílias não têm sequer uma mesa de cozinha, e eles certamente não
têm uma hora inteira quando eles podem falar juntos!
Em nossas vidas cada vez mais ocupadas, temos de fazer o melhor o tempo que temos. Então,
quando é o melhor momento para discutir a nossa fé com os nossos filhos? A única resposta
razoável é a qualquer momento.
Na Era Industrial, a maioria das pessoas na América trabalhou em torno da programação do
fábricas de segunda a sexta-feira, 9 am às 5 Famílias PM tinha fins de semana e noites livres para
gastar com seus filhos. Mas na Idade Quantum de hoje, muitas famílias têm dificuldade em
estabelecer o tipo de rotina que as pessoas tinham na Era Industrial. Esta é uma crise, mas é
também uma oportunidade.
Dr. Martinson identificou sete oportunidades para nutrir a fé na Idade Quantum de hoje.
Vamos olhar como podemos usar essas oportunidades para falar sobre a fé com nossos filhos.

1. Tempo de carro. Não parece que a maior parte do tempo que passam juntos como
uma família é quando você está no carro, no seu caminho para a próxima coisa
que você tem que fazer? Experimente desligar o rádio e pedindo a seus filhos o
que “altos” e “baixos” que tinham durante o dia. Em seguida, tomar um momento
para orar para o evento que você está indo para a próxima.
2. tempo doente. Outro bloco significativo de tempo que você tem com seus filhos
ocorre quando eles estão doentes e têm que ficar em casa da escola. Embora
ninguém aguarda com expectativa a seu ser criança doente, que faz prever o
tempo para ter uma conversa saudável. tempo doente lhe dá uma chance para
assistir a vídeos ou ouvir música juntos. Então, por que não escolher os vídeos
que levará naturalmente a falar sobre questões de fé e vida?

4. Tempo da refeição. Tomar um momento para dar graças a Deus e elogios antes de
comer estabelece um ritual que permanece com crianças na idade adulta. No
acampamento da Bíblia onde eu cresci, tivemos uma variedade de orações das
refeições. Aqui estão alguns para você escolher:

• Johnny Appleseed. “Oh, o Senhor é bom para mim / e assim dou graças ao
Senhor / por me dar as coisas que eu preciso / o sol ea chuva ea maçã seed./The
Senhor é bom para me./Amen.”
• Deus é bom. “Deus é grande, Deus é bom, e nós agradecemos a Ele para a nossa
comida. Vamos agradecer a Ele pela manhã, tarde e noite. Vamos agradecer ao
nosso Deus porque Ele é fora da vista. Vamos agradecer ao nosso Deus porque
dinamite de He. Amém."
• Deus Amado (cantada ao som de “Você está dormindo?”). “Deus amado / amada
Deus / uma vez / uma vez / Obrigado por nossas bênçãos / obrigado por nossas
bênçãos / AA-homens / AA-homens”.
• Doxology. “Estar presente na nossa mesa, Senhor / Seja aqui e em toda parte
misericórdias adored./These abençoar e concedei-nos / pode reforçada para
be./Amen Teu serviço.”
• Life For e Saúde. “Para a vida e saúde e toda boa nós te damos graças, ó
Senhor”.

5. Tempo de férias. Viajando juntos a uma grande distância ou apenas fugir em uma
longa viagem de fim de semana pode ser um grande momento para restabelecer a
fé-talk em sua família. Dízimo de 10 por cento do seu tempo de férias a Deus.
Fazer um projeto de serviço da família, levar algum tempo para ler a Bíblia
juntos, ou ter uma devoção família a cada dia. Visitar outra igreja e discutir o que
você gostou e não gostou. Na última noite de suas férias, passar tempo em oração
e adoração. Isso não tem que ser elaborada, simplesmente ouvir algumas músicas
cristãs contemporâneas e levar algum tempo para agradecer o tempo que
passamos juntos. Se revezam compartilhando uma coisa que você estava grato por
na viagem e uma coisa que você olhar para a frente quando você chegar em casa.
6. Memória de Tomada de Tempo. Como um pastor de jovens e família, eu tive a
oportunidade de levar muitas viagens de serviço juventude. Estas viagens eram
frequentemente vida mudança dos tempos para os adolescentes como eles
experimentaram ser as mãos e os pés de Jesus. Enquanto eu adorava levando estas
viagens de serviço, sempre me perguntei o que poderia acontecer se as famílias
compartilhado essas experiências juntos. Se sua família está tendo conflitos
relacionais, pensar em fazer um projeto de serviço juntos. A experiência
partilhada de ajudar aqueles menos afortunados do que vós, provavelmente, dar a
todos uma nova perspectiva sobre os problemas que a sua família está
enfrentando.
7. One-on-One Time. Eu acho que quase todos os pais dizem a mesma coisa sobre
seus filhos: “Eles crescem tão rápido” Logo, você vai estar se perguntando onde o
tempo passou. Temos um ímã do refrigerador que lê “não deve em si mesmo”, o
que significa não passar a vida dizendo: “Eu deveria ter feito isso.” Uma das
melhores coisas que você pode fazer como um pai é estabelecer o ritual de tempo
one-on-one com cada um de seus filhos. Pode ser semanal ou mensal, mas ele
precisa ser construído para o seu ritmo de vida. Uma falha para estabelecer desta
vez vai deixar você dizendo mais tarde na vida, “Eu deveria ter feito isso.” Passar
um fim de semana a sós com cada um de seus filhos, ou estabelecer uma data
noite mensal quando você vê um filme ou jantar juntos. A atividade em particular
é muito menos importante do que o seu compromisso de juntos gastar tempo.10

A realidade é que você tem tempo para falar sobre a fé com seus filhos. Você só precisa tirar
vantagem de algumas dessas fatias de tempo. Sim, você está ocupado, mas tenha em mente que o
tempo é o que você faz dela.

R-Repetição
Uma das chaves para a fé-talk é a repetição. Você sabe o que significa a palavra
“Deuteronômio”? (Está tudo bem, nem eu!) Isso significa “repetição da lei.” Se você ler tudo de
Deuteronômio, você verá que Moisés repete continuamente os comandos básicos de Deus a um
grupo muito teimoso de pessoas que queria viver a vida sua própria maneira, em vez de Deus.
Isso soa familiar? Talvez precisemos de um estilo de ensino similar hoje em que nós
continuamente repetir as verdades básicas de Deus aos nossos filhos.
Rolf Garborg, autor de The Blessing família, começou um ritual de dizer uma bênção sobre
sua filha todas as noites.11Quando sua filha era um bebê, ele iria entrar em seu quarto enquanto
ela estava dormindo e dizer uma bênção sobre ela. Como sua filha cresceu mais velho, ele
continuou o ritual bênção ao longo de seus anos de adolescência. Rolf admite que durante um
período de tempo quando sua filha era adolescente, ele voltaria a esperar até que ela estava
dormindo para dar-lhe a bênção. Mas ele manteve o ritual.
Rolf e sua esposa temia o dia em que teria de deixar sua filha na faculdade. Para fazê-lo
através naquele dia, eles vieram com um plano para descarregar seu material, de forma rápida
despedir no dormitório e em seguida, pegue as mãos uns dos outros para a cabeça para o carro
sem volta procurando. O plano funcionou com perfeição, até que eles estavam quase ao seu
carro. Na distância atrás deles, eles ouviram, “Mamãe, papai, espera.” Rolf e sua esposa parou
em suas trilhas e virou-se e, como sua filha veio correndo até eles com lágrimas nos olhos, ela
disse: “Você se esqueceu para me abençoar.”bem ali no estacionamento, Rolf e sua esposa
amontoados com a filha e disse:“que o Senhor continue a abençoá-lo e mantê-lo. Que o Senhor
continue a fazer resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. Que o Senhor
continue a olhar para você com favor e dar-lhe a paz. Em nome do Pai, Filho e Espírito Santo.
Amém."
Eficaz fé-talk é tanto sobre a ouvir e receber como se trata de falar e dar.
Adivinha o que minha esposa e eu comecei a fazer imediatamente depois ouvimos esta
história? Antes Malyn vai para a cama, Maria repete a bênção acima para ela. Malyn ouve esta
bênção todas as noites. Se estamos separados por uma noite, Maria vai compartilhar a bênção
sobre o telefone. Houve mesmo ocasiões em Malyn disse: “Não se esqueça de me abençoe,
mãe!”

A-Aceitação
Eficaz fé-talk é tanto sobre a ouvir e receber como se trata de falar e dar. Todos nós estamos
crescendo em nosso relacionamento com Cristo, e ninguém tem todas as respostas. Aceite seus
filhos e os presentes originais que Deus tem dado a eles. Deus tem um propósito e um plano para
eles, e Seu plano pode não ser o mesmo que o seu plano para suas vidas.
Da mesma forma, as crianças precisam aprender a aceitar seus pais como o povo que Deus
lhes deu para dar forma e moldar suas vidas. Você não é perfeito, mas você deve enfatizar a seus
filhos que Deus ordena que se aceitar e amar você. “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor,
pois isto é justo. "Honra teu pai e mother'-que é o primeiro mandamento com promessa-'that ele
pode ir bem com você e que você pode desfrutar de uma vida longa sobre a terra” (Ef. 6: 1-3).
Minha mãe e meu pai ter sido exemplos ao longo da vida deste para mim. Desde o dia em
que nasci, meus pais aceitaram o chamado que Deus teve na minha vida. Quando senti que Deus
me levando para tomar um fora ano após o ensino médio antes de ir para a faculdade, meus pais
aceitaram a minha decisão. Alegraram-se quando me formei na faculdade. E eles aceitaram cada
chamada que recebi no ministério, até mesmo a chamada para pastorear uma igreja na Califórnia,
o que significava tomar sua única neta 2.000 milhas de distância!
No entanto, foi em um dos dias mais negros na minha vida que eu senti sua aceitação mais.
Eu tinha acabado de terminar a última final do meu segundo ano na faculdade. Meu carro estava
lotado e eu estava pronto para fazer a viagem para casa 90 minutos. Meu companheiro de quarto
me pediu para se juntar a ele no bar campus para aperitivos e uma cerveja antes de eu sair. Antes
eu sabia que algumas horas se passaram e algumas cervejas também. Enquanto eu me preparava
para sair, meu companheiro de quarto me advertiu para ficar porque pensava que eu tinha muitas
bebidas para dirigir. Mas eu o ignorei e continuei meu caminho.
Enquanto eu me dirigia para fora da cidade, um carro da polícia parou atrás de mim. Eu não
estava desviando ou excesso de velocidade, então eu pensei que o oficial acabaria por virar. Mas
depois de uma milha ou assim, o oficial ligado as luzes e me puxou. Quando ele veio até a janela,
ele me pediu para sair do carro. Perguntei-lhe o que tinha feito, mas ele não respondeu.

Eu estava autorizado a fazer um telefonema, mas eu não poderia trazer-me a ligar para os
meus pais. Então eu chamei minha irmã em Chicago, e todos nós fez foi chorar juntos. Eu estava
completamente humilhado e arrasado, e eu não dormi a noite toda. Na manhã seguinte, eu estava
liberado.
A casa 90 minutos de carro se transformou em uma viagem de três horas. Eu não podia
suportar a ideia de enfrentar meus pais. Quando eu parou na calçada, eu não poderia mesmo sair
do carro. Eu estava pronto para entregar-lhes as chaves e tomar qualquer punição que queria me
dar.
Então aconteceu algo que eu nunca esperava. Minha mãe e meu pai veio correndo para fora
da casa para o carro, abriu a porta, envolveram seus braços em volta de mim e disse: “Mark, nós
te amo tanto! Estamos felizes que você está bem. Entra-temos uma grande refeição esperando
por você. Nós amamos você, e nós vamos ajudá-lo a passar por isso.”
Eu acho que naquele momento, pela primeira vez, eu realmente entendi o amor incondicional
de Deus. Percebi que meus pais não só aceitou me nos bons tempos, mas eles também me
aceitou em meus mais vezes.

I-Intencionalidade
Fé-talk exige que nós nos envolver intencionalmente na vida dos nossos filhos. Muitos pais têm
me disse: “A minha adolescente não vai falar comigo. Ela não vai me dizer o que está
acontecendo em sua vida “Minha resposta é geralmente bastante contundente:“. Tente
novamente! E não pare até que ela fala com você “.

O pai de Maria foi até a escada e chutou para fora da garagem para que significa que eles não
tinham como para baixo. Ele se sentou ao lado de Maria e disse: “É hora de ter uma conversa
sobre você e faculdade.”
Para fazer uma longa história curta, após a conversa, Maria empenhados em concluir a
faculdade. Mas o que ela se lembra mais do que a escada de cair no chão era que seu pai se
importava o suficiente para conversar com ela sobre suas lutas na faculdade. Ela sempre vou ser
grato que ele intencionalmente envolveu-se em suas lutas de vida.
Eficaz fé-talk provavelmente vai exigir que você tem algumas discussões desconfortáveis
com seus filhos. Muitas vezes, o desconforto ocorre quando você é forçado a enfrentar seus
próprios comportamentos e atitudes pecaminosas. Depois que meu DUI, meu pai envolveu-se
intencionalmente na minha vida por ter uma discussão honesta comigo sobre os perigos do
alcoolismo. Ele só tinha sido livre de seu próprio alcoolismo por alguns anos, mas ele falou a
verdade de Deus no amor para mim. Como resultado, eu era capaz de evitar indo pelo mesmo
caminho. Eficaz fé-talk ocorre quando você envolve intencionalmente Cristo em todas as áreas
de sua vida e nos bons e maus momentos.

N-nunca terminando
Meu pai uma vez me disse: “Você nunca parar de ser um pai.” Da mesma forma, a fé-talk é um
diálogo interminável com seus filhos.

Eu nunca soube que meu avô-pai dela, porque ele morreu quando eu era muito jovem. No
entanto, eu o conheço através da minha mãe. Eu sei que ele era um homem que tinha uma fé
muito forte, porque ele compartilhou esta fé com ela. Em algum momento, ele disse à minha mãe
que “Eu amo para contar a história” era seu hino favorito, e ela passou isso para mim. E agora,
quando esse hino é tocado na minha igreja, eu amo a inclinar-se para a minha filha e dizer-lhe:
“Este foi o grande do vovô hino favorito.” Embora meu avô faleceu, sua fé continua através de
seus filhos ea sua filhos dos filhos.
Pegue cada chance que você pode praticar a fé-talk com seus filhos e lembre-se que a fé-talk
não precisa terminar quando eles crescem e estão por conta própria. Você pode fazer uma
impressão duradoura sobre seus filhos e as gerações de crianças que se seguem.

Notas
1. George Barna, Transformando Crianças em Campeões (Ventura, CA: Regal Books, 2003), p. 42.
2. Pesquisar Instituto é, uma pesquisa não sectária sem fins lucrativos e organização educacional que os
avanços do bem-estar e positivo desenvolvimento de crianças e jovens através aplicada pesquisa,
avaliação, consulta, treinamento e desenvolvimento de publicações e recursos práticos para educadores,
profissionais ao serviço da juventude, pais, líderes comunitários e políticos. Telefone: 1-800-888-7828.
Local na rede Internet:www.search-institute.org.
3. Pesquisar Institute, “Introdução ao Assets,” Pesquisa Instituto Início de 2005.http://www.search-
institute.org/assets/ (Acessado em 2 de setembro de 2005).
4. Copyright © 1997 pela Pesquisa Instituto SM. Todos os direitos reservados. Reproduzido com permissão.
Nenhum outro uso deste gráfico é permitida sem autorização prévia do Instituto Search, 615 First Avenue
NE, Minneapolis, MN 55413;www.search-institute.org.
5. Reproduzido com permissão. Copyright © 1997 pela Pesquisa Instituto SM. Todos os direitos reservados.
Nenhum outro uso é permitido sem autorização prévia do Instituto Search, 615 First Avenue NE,
Minneapolis, MN 55413;www.search-institute.org.
6. Reproduzido com permissão. Copyright © 1997 pela Pesquisa Instituto SM. Todos os direitos reservados.
Nenhum outro uso é permitido sem autorização prévia do Instituto Search, 615 First Avenue NE,
Minneapolis, MN 55413;www.search-institute.org.
7. Reproduzido com permissão do Effective Christian Educação: Um Estudo Nacional de protestantes
Congregações. Copyright © 1990 por Pesquisa Instituto SM. Nenhum outro uso é permitido sem
autorização prévia do Instituto Search, 615 First Avenue NE, Minneapolis, MN 55413;www.search-
institute.org.
8. Barna,Transformando Crianças, p. 78.
9. Dr. Roland Martinson serve como professor de pastoral e teologia no Seminário Luther em St. Paul,
Minnesota. O Instituto da Juventude e da Família é uma organização sem fins lucrativos que apresenta
uma parceria da família e congregação em que a casa é visto como o principal local para ensinar e nutrir a
fé através de conferências, consultas, treinamento e desenvolvimento de publicações e recursos práticos
para os pastores, educadores de jovens e profissionais da igreja. Local na rede
Internet:www.youthandfamilyinstitute.org.
10. Dr. Roland Martinson compartilhado essas oportunidades sete em uma criança na conferência Nossas
Mãos patrocinado pelo Instituto da Juventude e Família.
11. Para obter informações sobre The Blessing família, contato Rolf Garborg, Rua 4090-145th, Prior Lake,
MN 55372. Telefone: 612-440-7780.
Chave 1:É tudo sobre a fé! A coisa mais importante que as crianças precisam em suas vidas é
a fé-um relacionamento pessoal com Jesus. Você é chamado para transmitir a fé aos seus filhos e
aos filhos de seus filhos.

Chave 2:Se você quer que seus filhos tenham uma fé que sticks, eles precisam vê-lo
modelado em casa. Uma hora por semana cristianismo não vai levar a uma fé que está
firmemente impressionado no coração dos seus filhos.

Chave 3:talk fé pode acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar. Traga fé conversa
em sua casa, em seu carro, em suas férias e assim por diante.

Chave 4: Transmitir a fé aos seus filhos requer que você treiná-los, com o tempo, Repetição,
Aceitação, intencionalidade e uma atitude que nunca termina.
ATIVIDADE 1
Fé-Talk

Um grande jogo está disponível através do Instituto da Juventude e Família


(www.youthandfamilyinstitute.org) Chamou FaithTalk ™. O jogo se encaixa muito bem no
porta-luvas de seu carro. Você pode usá-lo para estimular discussões orientada a fé com seus
filhos.
O jogo tem quatro conjuntos de cartas, uma para cada categoria: memórias, ações, valores e
gravuras. Alguns exemplos de perguntas são:

• Qual é a característica de sua mãe ou pai você valoriza mais?


• Será que você se ressente ter que ir para a Escola Dominical como uma criança?
• O que é uma coisa que você gostaria de fazer antes de morrer?
• Fale sobre algo que aconteceu com você recentemente que o fez parar e agradecer a
Deus.

Estas questões vão fazer para alguns grandes discussões familiares. Há duas versões do jogo:
FaithTalk ™ (para crianças mais velhas) e FaithTalk ™ com crianças (para crianças mais jovens
entre as idades de 3 a 11). Encorajo-vos a obter uma cópia do FaithTalk ™ e usá-lo para
estimular a fé de sua família.
Praying junto

Talvez você nunca rezou com seus filhos. Mas não importa como eles são velhos, nunca é tarde
demais para começar. Ela ajuda a lembrar que a oração é simplesmente uma conversa com Deus.
Aqui estão algumas idéias para você começar.

1. Oração jornal. Tente esta ideia no início do dia, como você está tomando café da
manhã. Faça com que cada membro da família tomar uma parte dos itens de
jornais e círculo que ele ou ela sente necessidade de receber oração. Em seguida,
pedir os membros da família para orar pelas coisas que circulavam no papel.

2. A oração Sentença. Você pode ajudar seus filhos a rezar em voz alta, dando-lhes
uma frase para completa, tais como:

• “Senhor, eu te agradeço por. . “.


• “Senhor, perdoa-me por. . “.
• “Senhor, ajude meu amigo. . “.
• “Senhor, ajuda-me ser mais. . “.
• “Senhor, ajuda-me a deixar de ir. . “.
• “Senhor, dá-me a coragem de. . “.
• “Senhor, um dos medos que eu preciso de ajuda com é. . “.

3. altos e baixos. Pergunte a seus filhos o que seus “altos” estavam do dia, e, em
seguida, perguntar-lhes sobre os seus “baixos” do dia. Partilhe os seus altos e
baixos, bem como, e depois orar por eles juntos.
4. A oração Journal. Compartilhe seus pedidos de oração com os outros membros da
sua família e, em seguida, gravá-las em um diário de oração. Uma pessoa pode
orar por todos os pedidos que você listou para o dia. Da próxima vez que orar
juntos, olhar sobre os pedidos que você listadas anteriormente e atualizar as
alterações e respostas. Esta é uma boa maneira de ver como Deus tem sido ativo
em sua vida de oração.
5. Atos oração. Esta é uma forma bem conhecida de oração que seja fácil de
lembrar.

• A significa “adoração”. Comece a oração simplesmente adorar a Deus pelo que


Ele é.
• C significa “confissão.” Passe algum tempo confessando os seus pecados.
• T significa “ação de graças.” Tire um tempo para agradecer a Deus pelas
bênçãos que Ele tem dado a você e sua família.
• S significa “súplica.” Levante áreas específicas de sua vida em que você precisa
de Deus para suprir as suas necessidades.
Projeto de Apoio à Família

Se você quiser fazer uma memória duradoura para a sua família, fazer um conjunto projeto de
serviço. Isto poderia ser tão simples como ir para a casa de uma pessoa idosa e trabalhar no
quintal ou participando de um projeto de limpeza na estrada.
O projeto não é tão importante quanto o ato de fazer o serviço juntos. Encontrar algo a sua
família é confortável com e ficar ocupado. Você não vai se decepcionar. Na verdade, você vai
descobrir rapidamente que você vai receber mais do que você dá.
Para ajudar você a começar, considere o seguinte:

• O que poderia sua família faz, sem ser perguntado, para ajudar um vizinho?
• O que poderia sua família fazer para ajudar a preservar a criação e cuidado de Deus
para ele?
• O que é algo que sua família poderia fazer para ajudar a igreja?
• O que você poderia dar, e para quem você poderia dar-lhe?
1. Pense sobre as pessoas que o influenciaram durante seus anos de
desenvolvimento. Qual o papel que eles desempenham (ou não jogar) no
desenvolvimento de sua fé?
2. Quanta fé-talk fez sentir crescendo? Que forma demorou? Quando isso
aconteceu? Quem começou?
3. Vá até a 40 Ativos Desenvolvimento traçar neste capítulo e discutir como seus
filhos estão fazendo nessas áreas. Quantos recursos você acha que eles têm?
4. Se “comunidade religiosa” (que promove a fé pessoal) é o ativo mais importante,
como é a fé que está sendo ensinado ou capturados em sua casa?
Extended Makeover Família

Quando eu tinha uns 25 anos, eu me mudei para o ministério da igreja como um jovem e da
família pastor ministério. Em muitas ocasiões, eu senti como se estivesse em cima da minha
cabeça. Uma dessas ocasiões foi quando uma adolescente de nossa igreja morreu repentinamente
de insuficiência cardíaca na véspera do Ano Novo.
Lana era uma menina espirituosa que tinha nascido com um coração ruim. Ela vivia com um
marca-passo para toda sua vida, embora eu não tinha absolutamente nenhuma ideia este era o
caso até que ela participou de um retiro de jovens que estava levando. Como as crianças chegou
e foi carregado para o ônibus, a mãe de Lana me puxou de lado e disse: “Eu preciso falar com
você por um minuto antes de sair.” Ela, então, discretamente me informado sobre a condição do
coração de Lana e o que tinha lidado com desde que ela tinha nascido. Quanto ao retiro, ela
disse: “Se você fizer qualquer atividade rigorosa, ela pode precisar de abrandar e recuperar o
fôlego um pouco. Eu só quero que você esteja ciente de modo que você pode manter um olho
sobre ela.”
Lana e eu tinha um relacionamento divertido. I alfinetou ela e ela era boa com os retornos.
Lana foi um pouco de um moleque que gostava de ficar sozinha no meio de tudo o que os
rapazes do grupo estavam fazendo.
No retiro, como nós estavam se preparando para jogar um pouco de futebol de toque, eu vi a
minha oportunidade de entrar em um tiro em Lana. Ela estava colocando sua jaqueta de cabeça
para fora para se juntar aos garotos em jogar futebol, então eu disse: “Lana, onde você está
indo?”
Ela simplesmente respondeu: “Para jogar futebol!”
I aproveitou a oportunidade e respondeu: “Você não pode jogar futebol. Você é uma
menina!”Se olhares pudessem matar, eu teria sido morta naquele momento e não escrever este
livro!
Lana olhou para mim com as mãos nos quadris e dramaticamente exclamou: “Bem, eu
nunca!” Mas antes que ela pudesse terminar, eu fui lá e colocá-la em uma cela. E, em um ataque
de riso, lá fomos nós para o jogo.
Mais tarde, naquele mesmo ano, na verdade, no meio da noite na véspera de Ano Novo, o
telefone tocou na minha casa. Era a mãe de Lana. Mal conseguindo falar, ela me informou que
pacemaker de Lana tinha falhado durante a noite e que Lana havia falecido. Eu estava devastado.
No dia do funeral, eu ainda não tinha idéia do que eu ia dizer à família e aos amigos que
estariam enchendo nossa igreja. Peguei o telefone e liguei para o meu pai. Para os próximos 45
minutos, ele compartilhou comigo situações semelhantes que ele enfrentou no ministério.
Enquanto ele não me disse o que dizer, ele me guiou para um lugar nas Escrituras onde encontrei
as palavras que eu precisava compartilhar.
Naquela noite, enquanto eu estava dirigindo para casa, liguei de volta e lágrimas contou-lhe
como grato eu era tê-lo como meu pai. Agradeci-lhe por me dar a paixão de querer ser um pastor
e por ser meu modelo, mentor e melhor amigo.

Um dos maiores recursos que temos como pais é a sabedoria dos nossos pais, familiares e
outras pessoas que passaram por altos e baixos da vida familiar antes de nós. Muitos membros de
gerações mais velhas cresceram em um momento quando a casa ainda era um lugar onde a fé foi
alimentada através de conversas, leitura da Bíblia, devoções, oração ou projetos de serviço da
família. Eles podem ser a última geração que experimentou que nutrem a fé em casa. Quem
melhor para nos ensinar hoje que a geração que viveu com ele? Infelizmente, a maioria de nós
hoje não fazem uso deste recurso e oportunidade.

Perdendo
Para muitos pais, a distância reduziu ou eliminou o papel que os avós têm tradicionalmente
desempenhado na vida dos filhos. Muitas vezes, a relação neto-avô é limitado a cartões de Natal
e aniversário, conversas telefônicas ocasionais e uma visita anual. Eu não tinha muito de uma
relação com os meus avós porque eles viviam no norte de Minnesota e nós viveu em Illinois.
Felizmente, eu tinha uma tia-avó e um tio-avô que viveu em Chicago e que preencheu o papel
dos avós na minha vida.
Felizmente, as coisas parecem estar ficando melhor novamente. Através de e-mail, telefones
celulares e câmaras web mesmo, avós e suas famílias são capazes de manter mais ligadas embora
muitas milhas separá-los. Enquanto distância era um grande problema no passado, já não precisa
de ser hoje, porque a tecnologia pode diminuir a diferença para as famílias.

Eu me lembro quando Gus veio ao meu escritório e disse: “Pastor, eu preciso falar com
você.” Quando ele fechou a porta, comecei a ficar nervoso! Mas, em seguida, sentou-se e disse:
“A cada mês, eu vou escrever-lhe um cheque, e eu quero que você use o dinheiro para ajudar as
famílias. Eu não quero que ninguém saiba onde o dinheiro está vindo, e eu não quero saber quem
você escolhe para ajudar. Eu só quero que você usá-lo para ajudar as famílias em necessidade.”
Fiquei comovido com paixão e compromisso de Gus. Claro, eu agradeci a ele por sua
generosidade. Mas então eu olhei para ele e disse: “Eu preciso lhe fazer uma pergunta. Por que
você está fazendo isso?"
Gus se recostou na cadeira e ficou em silêncio por alguns minutos. Então, com uma
expressão de dor no rosto, ele abriu seu coração para mim. “Eu não fiz o maior trabalho criando
meus filhos, mas eu fiz o melhor trabalho que eu sabia na época. Eles cresceram e agora têm seus
próprios filhos, e entristece-me a dizer que não está envolvido com Deus ou a igreja. Um dos
meus filhos tem sido através de um divórcio, eo outro é pego no ritmo acelerado da vida. Nós
realmente não falar muito porque eles estão sempre muito ocupado e claramente não quer nossa
ajuda. Então eu acho que se eu não posso ajudá-los, talvez eu possa ajudar algumas outras
famílias.”
Gus estava disposto a admitir os erros que ele tinha feito como um pai, e ele mesmo queria
encorajar seus filhos adultos não fazer as coisas da maneira que lhes havia feito. Infelizmente,
seus filhos não estavam dando-lhe a oportunidade. Mas, antes de balançar a cabeça em crianças
de Gus, precisamos examinar nossos próprios corações. Eu acho que muitos de nós têm uma
tendência a demitir membros de gerações mais velhas muito rápido, roubando a nós mesmos e
nossas famílias de uma valiosa fonte de sabedoria, conselho e apoio.
Muitos de nós têm uma tendência a demitir membros de gerações mais
velhas muito rápido, roubando a nós mesmos e nossas famílias de uma
valiosa fonte de sabedoria, conselho e apoio.
Claro, eu não acho que toda a culpa pode ser colocado no pais hoje, como alguns dos restos
culpa com a geração mais velha para não tomar mais iniciativa para ser envolvido na vida de
seus filhos e filhos de seus filhos. Muitos têm muito boa vontade se afastou com uma atitude de
“Ninguém realmente se importa com o que tenho a dizer de qualquer maneira, então eu vou
apenas sentar e deixá-los fazer os seus próprios erros.”
A mulher que eu conversei com uma vez com o nome Eleanor é um grande exemplo de uma
avó que tomou a iniciativa de se envolver. Era o fim do verão e muitos pais foram registrar seus
filhos adolescentes para “confirmação”, um programa júnior ministério sumo jovens em nossa
igreja. Uma tarde, recebi um telefonema interessante. “Pastor Mark, meu nome é Eleanor,” a voz
do outro lado da linha disse. “Eu não sou um membro de sua congregação, mas a minha filha e
filho-de-lei frequentar sua igreja.”
Agradeci Eleanor para chamar e perguntou o que eu podia fazer por ela. “Bem, eu estou um
pouco envergonhado”, disse ela. “Você vê, minha filha e filho-de-lei não estão na igreja com
freqüência, mas por causa da minha insistência que tenho a certeza que o meu neto precioso
frequenta escola dominical lá toda semana.” Ela continuou, hesitando um pouco. “A razão que
eu estou chamando é que meu neto está entrando sexta série. Como eu entendo, este é o ano em
que você começar o seu programa de alta confirmação júnior. Embora eu provavelmente não têm
direito de pedir-lhe para olhar para isso para mim, eu queria saber se você poderia me dizer se o
meu neto está registrado para a confirmação “.
Nesse ponto, eu me lembro de pensar comigo mesmo: Nenhum direito! Ela tem todo o direito
de fazer esta pergunta! Na verdade, eu elogiei para o suficiente para cuidar chamada. “Eleanor,
eu acho que é ótimo que você se importa tanto sobre a vida de fé de seus filhos e netos. Você
entende a importância de transmitir a fé a seus filhos e seus filhos. Eu gostaria de ter centenas de
avós que me ligava com a mesma pergunta que você pediu.”
Esperei que ela respondeu, pensando que ela iria apreciar o elogio, mas ela simplesmente
respondeu: “Você vai procurá-lo?” Falar sobre um avô focado! Eu fiz saber que seu neto estava
de fato registrado para a classe. Eu, então, acrescentou: “Você pode me chamar a qualquer
momento, Eleanor, e vamos orar juntos que sua família vai crescer na sua fé no Senhor.”
Enquanto o chamado de Eleanor faz para uma grande história, em todos os meus anos de
ministério, é o único telefonema assim que recebi de um avô. Parece que eu deveria receber
centenas de telefonemas como este! Precisamos intromissão anciãos nas vidas de nossas
famílias, e eu encorajo fortemente avós em todos os lugares para se intrometer na vida de fé de
seus filhos e os filhos dos filhos!
Salmo 78: 2-8 fornece toda a inspiração que os membros das gerações mais velhas deve
precisar:

Abrirei a minha boca em parábolas, eu publicarei coisas ocultas, as coisas desde a


antiguidade-o que temos ouvido e sabido, o que os nossos pais nos têm contado. Não
vamos escondê-los de seus filhos; vamos dizer a próxima geração os louvores do
Senhor, seu poder, e as maravilhas que fez. Ele decretou estatutos para Jacob e
estabeleceu a lei em Israel, a qual deu aos nossos antepassados para ensinar seus filhos,
para a próxima geração iria conhecê-los, mesmo ainda as crianças a nascer, e eles por
sua vez, dizem a seus filhos. Em seguida, eles iriam colocar a sua confiança em Deus e
não iria esquecer seus atos, mas que guardam os seus mandamentos. Eles não seria
como seus antepassados-geração contumaz e rebelde, cujos corações não eram leais a
Deus, cujos espíritos não eram fiéis a ele.

O que este salmo está nos dizendo é que quando os disengages mais velhos geração de
envolvimento e participação activa em nutrir a fé das famílias de hoje, eles perdem, perdemos,
nossos filhos perdem, e os filhos de nossos filhos perdem. Você conseguiu isso? Não há vitórias
um! E o resultado dessa retirada é um “obstinado e rebelde geração, cujos corações não são leais
a Deus.” Isso soa familiar? Os pais precisam procurar a sabedoria e direção dos mais velhos. E
anciãos não deve “esconder”, mas em vez assumir um papel proeminente e ativo na vida de suas
famílias.

É hora de mudar
Um dos maiores medos que eu tenho como Malyn cresce é sobre as escolhas que ela vai fazer
sobre namoro e, finalmente, o casamento. Pedi-lhe para parar de crescer, mas ela simplesmente
não escuta!
Recentemente, eu realizado o casamento de um grande jovem casal, tanto dos quais eram
cristãos e completamente apaixonado por Deus e uns aos outros. Foi um daqueles tipos de
relacionamentos que você deseja para o seu próprio filho. Eu disse para o pai da noiva, “Você
deve estar aliviado que sua filha encontrado um homem tão bom para ser seu marido.”
Sua resposta me surpreendeu. “Eu tomo nenhum crédito por isso”, disse ele. “Meus pais e os
pais da minha esposa têm orado por eventual marido da minha filha desde o dia em que ela
nasceu. Eu acredito que esse casamento-e o fato de que minha filha fez boas namoro decisões é
uma resposta direta às suas orações “.
Sinos imediatamente começou a tocar em minha mente! E se nós lançamos nossa geração
mais velha a ser continuamente em oração por nossos filhos e nossas famílias? pudemos ver uma
grande transformação nas famílias hoje? Creio que a resposta é um retumbante sim, porque a
Bíblia diz que Deus ama a responder às nossas orações. “Então você vai chamar, eo Senhor te
responderá; você vai chorar por ajuda, e ele dirá: Eis-me aqui”(Is. 58: 9). “Naquele dia, você não
vai mais me pergunte nada. Digo-lhes a verdade, meu Pai lhes dará tudo quanto pedirdes em meu
nome. Até agora não pediram nada em meu nome. Pedi e recebereis, e vossa alegria seja
completa”(João 16: 23-24).
Você já pediu a Deus para proteger os seus filhos e familiares? Você já pediu a seus pais e
avós para orar por você e seus filhos? Você dá a seus pais, em algum tipo de base regular,
pedidos de oração da sua família e necessidades? Você provavelmente tem muitas outras pessoas
mais velhas em sua igreja que de bom grado preencher esse papel para você, se você
simplesmente pediu-lhes para fazê-lo.
Parece que gostam de reclamar sobre os nossos filhos ou nossa situação familiar, mas nós não
vamos de forma proativa fazer nada sobre isso. Apenas sobre cada mostra comédia pais
orientada para a família que lutam um com o outro. As crianças queixam-se os seus pais e os pais
queixam-se os seus filhos. Neste caso, “arte” parece a vida imitar. Muitos de nós são grandes em
reclamando sobre a nossa situação, mas não estamos batendo em uma fonte que pode mudá-lo.
Temos o Deus do universo em nossas vidas, que tem a capacidade de criar tudo o que existe
por falar uma palavra. Ele tem o poder de separar o Mar Vermelho e ele pode mover montanhas.
No entanto, nós não voltar a Ele para nos ajudar com os nossos problemas familiares. Em vez
disso, como já referi anteriormente no livro-nós vamos pesquisar na Internet, ou ligamos Oprah
ou Dr. Phil e esperar que eles para transformar nossas famílias. Vamos ver, se você me pedir
para escolher entre Dr. Phil e Deus, a quem eu devo escolher? Dr. Phil pode oferecer bons
conselhos, mas eu vou tomar a Deus cada vez!
Se os pais de hoje seria simplesmente perguntar, capacitar e liberar a
geração Baby Boomer para orar por seus filhos e famílias de seus filhos,
veríamos uma transformação de proporções épicas!
Na próxima década, vamos começar a ver o maior grupo demográfico na história americana,
Baby Boomers, começam a se aposentar. Ao longo das últimas três décadas, temos visto a erosão
constante da família. Mas o que aconteceria se os pais de hoje seria simplesmente perguntar,
capacitar e liberar a geração Baby Boomer para orar por seus filhos e famílias de seus filhos?
Acho que veria uma transformação de proporções épicas!

A promessa do vovô Moses


Olhe para Deuteronômio 6: 1-2 mais uma vez. É intrigante perceber que Moisés estava falando
da perspectiva de um avô para as pessoas de uma geração mais jovem que foram parentalidade
crianças. Ouça a sua sabedoria grandfatherly:

Estes são os comandos, decretos e leis [Há um Deus verdadeiro. Ame a Deus com todo
o seu coração, alma e força (ver vv. 4-5)] o Senhor teu Deus dirigiu-me para ensinar
você a observar. . . de modo que você, seus filhos e seus filhos, depois deles podem
temer o Senhor vosso Deus, enquanto você viver, mantendo todos os seus decretos e
comandos que eu vos dou, e para que você possa desfrutar de uma vida longa.

Não me interpretem mal. Eu não estou dizendo que a vida é garantido para ser fácil. Escritura
também está claro que as dificuldades virá ao nosso caminho, mas estes não têm que nos impede
de aproveitar a vida. “Considere-pura alegria, meus irmãos [e irmãs], sempre que você enfrenta
experimentações de muitos tipos” (Tg 1: 2.).
Mais uma vez, meus pais foram um grande exemplo disso para mim ao longo da minha vida.
Uma situação em particular, demonstrou-me como eles sempre viveram em alegria e amava a
vida, apesar de tempos difíceis. Em 1980, meus pais foram parados em um semáforo quando um
caminhão de construção perdeu os freios e bateu na parte traseira de sua van. A força do impacto
jogou os dois para a parte de trás da van. Os ferimentos que sofreu foram vida-alterando.
Antes deste acidente, meus pais tinham sido pessoas muito ativas. Meu pai era um diretor do
acampamento da Bíblia que sempre estava correndo ao redor do campo, brincar com as crianças
ou fazer trabalhos de manutenção. Minha mãe trabalhou como cozinheiro do acampamento,
secretário e cortador de grama. Ainda assim, ela encontrou tempo para brincar comigo em um
jogo de cavalo de vez em quando.
Após o acidente, meus pais começou a descer uma estrada de problemas de saúde. Meu pai
tinha três cirurgias nas costas e um total de sete vértebras fundidas. Minha mãe tinha problemas
no pescoço, costas e cardíacos. Ambos foram forçados a se aposentar mais cedo a partir de um
ministério que amado. Não havia um dia que passava em que eles não estavam lidando com a dor
ou outros problemas de saúde relacionados. No entanto, eles realmente gostei de vida. Eles
certamente não desfrutar de seus problemas de saúde, mas por causa de sua fé e sua compreensão
da vontade e mandamentos de Deus, eles não permitiram a sua saúde em declínio para impedi-
los de aproveitar a vida.
Em outubro de 2004, eu tive a minha última visita com meu pai antes que ele faleceu de
doença cardíaca e pulmonar em 23 de novembro Como eu estava ao lado da cama na unidade de
cuidados intensivos, meu pai recebeu muitos visitantes. Como as pessoas iriam sair, ele sempre
dizia a mesma coisa: “Não se aflija para mim. A vida é boa porque Deus é bom!”Mesmo a partir
de sua cama de hospital e nas horas finais de sua vida, meu pai continuou a orientar-me.
Como eu estou escrevendo estas palavras, foi apenas seis meses desde que ele deixou a sua
vida terrena e entrou na presença de Deus. E eu ainda estou sofrendo a perda de meu pai, o meu
mentor, meu amigo, meu modelo de papel e meu confidente. Como o fluxo de lágrimas pelo meu
rosto, eu sou tão grato pela sabedoria que recebi dele. Eu não apenas aprender com o que ele fez
certo, mas eu também aprendeu com seus erros. E quando eu tenho ocupado com a vida e não
tinha tempo para ele, ele poderia facilmente ter me senti deixado de lado ou com desconto. Mas
ele manteve direito sobre intromissão na minha vida. Ele continuou a perguntar como iam as
coisas, e ele incansavelmente rezei para a minha família. Como muitas pessoas de sua idade,
muitas vezes ele repetiu as mesmas histórias de suas experiências de vida. Às vezes, eu penso
comigo mesmo, aqui vamos nós de novo! Agora que ele se foi, eu daria tudo para ouvir uma
daquelas histórias novamente.

Reconnect e reengage
Deus nos deu nossos anciãos piedosos e famílias alargadas por uma razão. Salmo 68: 6 diz:
“Deus faz que o solitário viva em família.” Deus nunca pretendeu para você passar a vida
sozinho. Se você realmente quiser fazer mais de sua família, é hora de você e sua família
reconectado e reengaged com os anciãos piedosos.
Isso pode significar estender a mão e dar permissão para seus pais e avós piedosos se
intrometer em sua vida novamente. Ouvi-los e aprender com eles, porque eles têm algo valioso
para compartilhar com você. Ou talvez você precise pedir a alguém para servir como ancião
substituto para você e sua família. A “família” palavra tem a mesma raiz que a palavra
“familiar”, então pergunte a si mesmo: “Quem é um familiar piedoso ancião que poderia servir
neste papel para nós?” Na maioria das igrejas há muitas pessoas piedosas que adorariam para
servir você e sua família dessa maneira.
Recentemente, eu estava falando com um homem que estava prestes a virar 60. Quando eu
perguntei, “O que o futuro olhar para você?”, Ele respondeu, “eu ainda quero estar contribuindo
quando eu sou 80.” Ele e sua esposa não têm os seus próprios filhos, mas eles se tornaram
“adotado” avós a criança de uma família vizinha. Eles ainda ajudar a pagar para este menino para
assistir a uma escola cristã particular. Em vez de volta sentado e dizer: “Olha como as coisas más
são para famílias de hoje,” este homem e sua esposa estão fazendo algo sobre ele por se envolver
ativamente na vida de outra família. Eles estão passando sobre sua fé e sabedoria bíblica, e uma
jovem família está se beneficiando de seu compromisso.
A Bíblia aponta continuamente a importância de buscar a sabedoria e orações dos anciãos.
James 5: 14-15 estados:

É qualquer um de vós doente? Ele deve chamar os presbíteros da igreja, e orem sobre
ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. E a oração da fé curará o doente; o Senhor
o levantará. Se ele pecou, ele será perdoado.

Sua família está sofrendo? É “doente” de alguma forma? Como afirmei anteriormente, eu
acredito que cada família é disfuncional. Estamos todos doentes e precisando de cura. Se você
realmente deseja curar-uma família reforma-cuidado lembrete do Senhor para incorporar
presbíteros piedosos na vida de sua família, para que possam orar por você e você pode receber a
cura.
Chave 1:Deus instituiu a família como uma unidade de várias gerações por uma razão. Todas
as famílias precisam da sabedoria e conselhos de anciãos piedosos.

Chave 2:Famílias precisam estar abertos para o conselho de presbíteros piedosos. Incentivar e
prosseguir activamente esse tipo de relacionamento. Não tenha medo de procurar a sua sabedoria
e orientação, especialmente quando se trata de situações difíceis que você está enfrentando.
Anciãos só poderia ter a resposta que você precisa!

Chave 3: Dar permissão divina anciãos para se intrometer na vida de sua família.

Chave 4:presbíteros piedosos podem ser membros da família ou pessoas “familiares” que
servem como membros da família. Se você não tem um membro da família que pode servir,
desta forma, você pode convidar alguém para ser um ancião, conselheiro e amigo de sua família.
ATIVIDADE 1
Baptismo / Sponsors Dedicação

não há muito tempo, era prática comum para os pais para citar padrinhos para seus filhos. O
padrinho serviu como um modelo espiritual para a criança.
Identificar uma ou duas pessoas da geração mais velha, que poderia servir como padrinhos
para seus filhos. Convide-os para ajudá-lo na disciplina fé de seu filho. Dar-lhes permissão para
interferir no desenvolvimento de fé de sua família. Peça-lhes para contatá-lo mensalmente e
perguntar:

• Quantas vezes você orou juntos como uma família esta semana?
• Quantas vezes você adorado juntos como uma família esta semana?
• Você recentemente fez um projeto juntos serviço como uma família?
• Quanto tempo você gastou na Palavra de Deus deste mês? O que você aprendeu
sobre Deus como resultado?
Parceiro oração

Encontre um velho piedoso que pode ser um parceiro de oração para sua família. Esta pode ser
uma pessoa para toda a família ou um parceiro de oração para cada membro da família. Assim
como você manter contato com um amigo de correspondência, enviar seus pedidos de oração
para o seu parceiro de oração em uma base semanal. Isso pode se tornar uma atividade familiar
em que você tomar alguns momentos para pedidos share de oração e, em seguida, um membro da
família envia os pedidos para o seu parceiro de oração via e-mail.
Fornecer um diário de oração para o seu parceiro de oração para que ele ou ela pode manter o
controle de seus pedidos. Com o tempo você vai ver como Deus responde ativamente às suas
orações.
fé Mentores

A 1990 relatório de Pesquisa Instituto intitulado “Effective Christian Educação: Um Estudo


Nacional de protestante Congregações” entrevistou mais de 11.000 participantes em 561
congregações em todo os Estados Unidos. A pesquisa constatou uma correlação direta entre o
nível de fé em adolescentes e crianças e suas oportunidades de maturidade para discutir questões
de fé com seus pais e outros adultos. Infelizmente, a pesquisa revelou que a percentagem de
jovens que têm um diálogo regular com um adulto que não seja o seu pai sobre questões fé / vida
é de apenas 4 por cento.1
Como seus filhos crescem em adolescentes, eles vão naturalmente começar a procurar a
perspectiva e “vozes” de outras pessoas. Como um pai, as questões-chave para você é: Quem vai
essas outras pessoas ser? Será que vão reforçar ou contradizem os valores e comportamentos que
você está procurando incutir e desenvolver em seus filhos? Em vez de deixar as respostas a estas
perguntas ao acaso, considere o papel significativo uma fé mentor de adultos pode desempenhar
no crescimento de seus filhos durante seus anos de adolescentes difíceis.
Em nossa congregação, que queria ajudar os pais dos adolescentes encontrar mentores fé para
seus filhos. Nós começamos um programa de orientação de seis semanas com a finalidade de
construir pontes entre nossos adolescentes e nossa geração mais velha. Demos os adolescentes
um mês para encontrar um mentor fé. Dissemos que o mentor precisava ser de uma certa idade
(se a sua igreja tem adultos o suficiente mais velhos, definir a idade em 40, 50 ou mesmo 60), um
membro de nossa igreja, e não relacionadas com o adolescente. Para os adolescentes que eram
incapazes de identificar um mentor, encontramos um adulto disposto a orientá-las. (Claro, nós
sempre emparelhado um mentor masculino com um adolescente do sexo masculino e mentor do
sexo feminino com um adolescente do sexo feminino).
Os adolescentes e adultos mentores fé foram então convidados a participar de nosso culto de
adoração em conjunto por seis semanas. Depois de cada serviço, eles estavam a passar por um
guia de discussão simples. No final das seis semanas, tivemos os mentores e adolescentes
escrever e trocar cartas de agradecimento a um outro. Era óbvio que muitas destas relações
tinham crescido profunda em apenas seis semanas.
Procure um mentor fé para o adolescente. Se você precisar de ajuda para encontrar um
mentor, pergunte ao seu pastor para ajudar. Abaixo estão algumas orientações mentoring e guias
de discussão para ajudar a estabelecer uma relação de mentoring fé entre o adolescente e um
outro adulto.

A seleção de um Mentor
• 40 anos de idade
• Um extenso membro da família ou membro da igreja
• Uma pessoa disposta a ouvir, compreender e aceitar o seu filho
• Uma pessoa comprometida com a reunião por seis semanas consecutivas com seu
filho

Diretrizes Fé-Mentoring
• Os mentores devem estabelecer a hora, data e local de cada reunião antes do tempo
com os pais. Um bom momento pode ser imediatamente antes ou depois da igreja
aos domingos.
• As reuniões devem ser de 30 a 45 minutos de duração, mas pode variar se
mutuamente acordados.
• Transporte da criança de e para reuniões é responsabilidade dos pais. Os pais devem
aprovar qualquer transporte da criança pelo mentor.
• O mentor nunca deve atender one-on-one com um adolescente em um lugar privado,
mas sempre em um ambiente público (como um hall de entrada da igreja, santuário
ou restaurante).
• A reunião pode ter lugar em casa de um adolescente se os pais também vai estar em
casa.
• O mentor deve manter todos os assuntos de discussão confidencial, salvo acordo em
contrário. A confidencialidade é essencial para a construção de confiança.
• Se você é um mentor, lembre-se que está tudo bem para não ter todas as respostas.
Permitir que a abundância de oportunidades para perguntas, certifique-se a conversa
não é unilateral, e não tenha medo de silêncio durante as suas discussões.

FÉ-Mentoring DISCUSSÃO GUIAS


A seguir, são seis guias de discussão que são projetados para estimular a discussão e construir
um relacionamento entre um adolescente e um tutor adulto fé.

Tema Verso, João 3:16: Porque Deus amou o mundo que deu o seu Filho unigênito,
para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Semana 1: conhecer a Deus


Oração de abertura:Querido Deus, pedimos que Tu nos abençoe como a nossa relação de
orientação começa. Por favor, abençoe o tempo que temos juntos, e dar-nos a coragem de falar
abertamente e honestamente uns com os outros e aprender um do outro. Em teu nome, Senhor
Jesus, oramos. Amém.

1. Leia o versículo tema, João 3:16.


2. Qual é a coisa mais difícil que você tem feito ou tentado fazer?
3. Se você tivesse que dizer a alguém quem é Deus, isso seria fácil ou difícil? Por
quê?
5. Termine esta frase: “A razão pela qual eu sei que Deus existe é. . “.
6. Quão perto você se sente a Deus em sua vida cotidiana?

uma. “Eu me sinto mais perto de Deus quando. . “.


b. “Às vezes eu sinto que Deus está longe quando. . “.

7. Se você pudesse pedir a Deus uma pergunta, o que seria?

Oração final. Partilhe os seus altos e baixos da semana passada. Feche rezando uns pelos outros.

Semana 2: Conhecer o Mundo


Oração de abertura:Caro Senhor, nós Te agradecemos pelo mundo em que vivemos. Por favor,
perdoe-nos para a nossa forma de maltratar nosso mundo, e nos ajudar a trazer o seu reino em
tudo o que fazemos. Em nome de Jesus, oramos. Amém.

1. Leia o versículo tema, João 3:16.


2. Se você pudesse ir a qualquer lugar no mundo, onde você iria?
3. Se um repórter de outro planeta eram para chegar até você e perguntar: “Qual é a
maior coisa que já aconteceu ou está acontecendo em seu mundo?” Qual seria a
sua resposta?
4. Como é o mundo diferente hoje do jeito que era:

uma. 25 anos atrás?


b. 100 anos atrás?
c. 2.000 anos atrás, quando Jesus estava na Terra?

6. O que você imagina Deus pensa sobre o nosso mundo hoje? O que as coisas iriam
Deus? Que coisas que Deus não gosta?
7. O que será diferente em nosso mundo de 25, 100 e 2.000 anos a partir de agora?
8. O que você vê acontecendo com o cristianismo no futuro? Qual é o nosso papel
em manter a fé cristã viva para o futuro?

Oração final:Partilhe os seus altos e baixos da semana passada. Feche rezando uns pelos outros.

Semana 3: One and Only


Oração de abertura:Querido Deus, nós te agradecemos por enviar Seu único Filho para morrer
por nós. Ajude-nos a nunca esquecer o que você fez por nós. Em teu nome, Senhor Jesus,
oramos. Amém.
1. Leia o versículo tema, João 3:16.
2. Quantas crianças estão em sua família? Como muitos em seus mãe e famílias do
pai?
3. Se você tiver irmãos ou irmãs, descrever o seu relacionamento com eles. Se você
não tem irmãos, descrever seu relacionamento com seu melhor amigo.
4. Quais são algumas coisas boas sobre ser um filho ou filha? Quais são algumas
coisas difíceis?
5. O que você acha foram algumas coisas boas para Jesus como o Filho de Deus? O
que teria sido algumas coisas potencialmente difíceis?
6. Se algo trágico acontecesse com você ou a um dos membros de sua família, como
você se sentiria?
7. Como você acha que Deus sentiu quando viu o Seu único Filho ser crucificado?
Por que Deus deixou isso acontecer?

Oração final:Partilhe os seus altos e baixos da semana passada. Feche rezando uns pelos outros.

Semana 4: Acredite-me!
Oração de abertura:Caro Senhor, Tu nos deu muitas razões para acreditar em você. Por favor,
ajude-nos a crer e obedecer Você em todas as áreas de nossas vidas. Em seu nome, oramos.
Amém.

1. Leia o versículo tema, João 3:16.


2. Como você definiria a palavra “acreditar”?
3. Complete esta frase: “Algumas coisas que eu acredito é. . “.
4. Agora completar esta frase: “Algumas coisas que eu não acredito em são. . “.
5. Como você completar esta afirmação? “Algumas coisas que eu costumava
acreditar em mas já não é. . “.
6. Quem são as pessoas que você acredita quando eles lhe dizer uma coisa? Por que
você acredita neles?
7. Se você queria alguém para acreditar em você, como você faria isso?
8. Se alguém lhe perguntasse: “Você acredita em Deus?” Como você responderia?
9. O que Deus tem feito para tornar mais fácil para as pessoas a acreditar nele?
10. De que forma é Deus ainda fazer as coisas hoje para ajudar as pessoas acreditam
nele?

Oração final:Partilhe os seus altos e baixos da semana passada. Feche rezando uns pelos outros.

Oração de abertura:Deus, sabemos que em todas as coisas Você trabalha para o bem e que,
mesmo na morte, que acreditam na morte e ressurreição de Jesus tem a vida. Por favor, nos ajude
a morte punho uma vez que nos rodeia e para ajudar aqueles que foram afetados pela morte de
entes queridos. Em teu nome, Senhor Jesus, oramos. Amém.

1. Recite o versículo tema, João 3:16, a partir da memória.


2. Você (ou alguém que você conhece) já teve uma experiência em que você pensou
que poderia morrer?
3. Como é que esta mudança experiência ou afetá-lo?
4. Se você teve uma semana para viver, o que você faria? Por quê?
5. O que o impede de fazer as coisas hoje?
6. Você já perdeu um ente querido ou alguém que você estava perto? Como isso te
faz sentir?
7. O versículo tema diz: “Quem nele crê não pereça.” O que isso significa? Como
isso mudar sua visão sobre a vida ea morte?

Oração final:Partilhe os seus altos e baixos da semana passada. Feche rezando uns pelos outros.

Semana 6: Vida Eterna!


Oração de abertura:Querido Deus, nós Te agradecemos pelo tempo que tivemos de conhecer um
ao outro essas últimas seis semanas. Por favor, continuem a nos aproximar de você e uns aos
outros nos dias, semanas e anos vindouros. Em Seu nome, Jesus, oramos. Amém.

1. Recite o versículo tema, João 3:16, a partir da memória.


2. Qual é o melhor presente de Natal ou de aniversário que você já recebeu?

4. O que você acha é o céu? Com o que se parece? Quem está aí?
5. Do pessoas da sua idade acha que o dom do céu é melhor do que qualquer
presente que poderia receber aqui na Terra? Por que ou por que não?
6. Se a pessoa sentada em frente a você fosse dar-lhe o presente que você queria em
questão 3, como você responderia? Se a pessoa sentada em frente a você estivesse
disposto a dar esse mesmo presente a alguém, a quem você gostaria que o
presente para ser dado?
7. Qualquer pessoa que crê em Jesus Cristo recebe o dom gratuito da vida eterna. O
que você acha que isso significa? Como você responde a isso?
8. Que presente também está disponível para alguém que você conhece. Quem você
está dizendo sobre este dom gratuito?
9. Quem é alguém que você conhece que atualmente não é um cristão, mas que você
deseja se tornar um cristão?
10. O que você pode fazer (ou que você fez) para ajudá-la a conhecer o amor de
Jesus Cristo?

Oração final:Partilhe os seus altos e baixos da semana passada. Feche rezando uns pelos outros.
RECURSOS MENTORING CONTÍNUA
Se o programa de tutoria de seis semanas vai bem e você quer continuar, um recurso bem é a
Bíblia da juventude da Palavra Publishing. A Bíblia da juventude inclui uma variedade de
tópicos que você pode ler sobre juntos, incluindo raiva, depressão, dúvida, drogas e álcool,
amigos, julgar os outros e pressão dos pares. Cada tópico tem uma variedade de textos da
Escritura para examinar, bem como histórias pessoais e ilustrações escritas por adolescentes.

Nota
1. Os resultados da pesquisa reimpresso com a permissão de Effective Christian Educação: Um Estudo
Nacional de protestantes Congregações. Copyright © 1990 por Pesquisa Instituto SM. Nenhum outro uso é
permitido sem autorização prévia do Instituto Search, 615 First Avenue NE, Minneapolis, MN
55413;www.search-institute.org.
1. Quem são algumas das pessoas que você olhar para cima na vida?
2. Que papel os anciãos (pais, avós e outros membros das gerações mais velhas)
desempenhar na vida da sua família?
3. Quem são os seus mentores pessoais, e quem são os seus mentores espirituais?
4. Que papel você quer jogar na vida de filhos de seus filhos?
O Makeover Igreja

Não muito tempo atrás, minha esposa, Maria, estava lendo um artigo de revista enquanto corria
na esteira. O artigo era sobre como adicionar 30 minutos para o seu dia. A última sugestão quase
a fez cair da escada rolante. Uma mulher orgulhosamente afirmou que ela tinha encontrado uma
maneira de obter duas horas mais fora de sua semana, largando suas crianças na igreja e
executando recados, enquanto eles estavam na escola dominical! O artigo salienta uma realidade
surpreendente que, para muitas famílias hoje, a igreja não mais do que um cofre é “cair fora” do
centro para as crianças. Eu não acho que essa era a intenção de Deus quando Ele criou a Igreja.
Concordo com o pesquisador George Barna, quando ele escreve: “A igreja local deve ser um
parceiro íntimo e valioso no esforço para aumentar a vinda geração de seguidores de Cristo e
líderes da igreja, mas são os pais quem Deus irá realizar principalmente responsável pelo
espiritual maturação de seus filhos “.1 A palavra chave para mim em sua declaração é “parceiro”.
Enquanto eu acredito sinceramente que a igreja local pode ser o MVP-o “mais valioso parceiro”
-por famílias, estou convencido de que a igreja também precisa de uma reforma.

O que aconteceu com a Igreja?


Uma razão pela qual a igreja local não é mais visto como um parceiro valioso para as famílias
não é realmente um problema com a igreja. É a realidade que as famílias não parecem ter tempo
para ir à igreja. Apenas algumas décadas atrás, a igreja desempenhou um papel muito mais
significativo na vida das famílias. Não era incomum ver empresas fechadas aos domingos, e as
escolas públicas não iria dar lição de casa às quartas-feiras, porque naquela noite foi “igreja
noite.” As famílias foram empenhados em ser na igreja, sempre que as portas estavam abertas.
Hoje, no entanto, quase ninguém sequer reconhece o conceito de “noite igreja.” Domingo de
manhã é business as usual. Se qualquer coisa, a igreja agora compete com ligas esportivas e
muitas outras atividades extracurriculares que disputam a família tempo, mesmo nas manhãs de
domingo. Eu acredito que Satanás sabe que a Igreja cristã é um dos mais valiosos recursos
famílias precisam para ter sucesso. Então ele vai fazer tudo que puder para manter as pessoas de
ficar ligado a uma comunidade cristã intencional. Uma das ferramentas que ele usa é para manter
as famílias tão ocupados que não têm tempo para ir à igreja. E muito simplesmente, quando você
não tem tempo para ir à igreja, você não pode estabelecer uma parceria duradoura com a igreja.
Outro problema é que muitas famílias não reconhecem a igreja local como um recurso para
ajudá-los com suas relações familiares. As pessoas hoje se voltarão para TV e encolhe de rádio, a
Internet, aconselhando e até mesmo medicação para ajudá-los como uma família. Mas a igreja
não é mesmo um blip no radar.
Uma vez eu trabalhei com uma família que tinha passado por um divórcio litigioso. Os pais
batalharam quase todas as situações por meio de ações judiciais e processos judiciais. Eles
tentaram aconselhamento mas desistiu por causa da frustração. Como é frequentemente o caso,
as crianças encontraram-se continuamente no meio da guerra dos pais.
Envolvi-me na situação porque a filha adolescente na família, Abby, começou a frequentar o
nosso culto a juventude, a convite de um amigo da escola. Eventualmente, Abby se juntou a um
pequeno grupo e começou a se abrir. As coisas chegaram a um ponto numa sexta-feira à noite
quando ela chegou à igreja e pediu para se encontrar comigo. Ela me informou que sua mãe
estava em casa, bêbado, porque ela tinha acabado de ter outra briga com seu ex-marido. Abby
não sabia o que fazer. Chamamos a mãe dela e obteve permissão para ela ficar na casa de sua
amiga naquela noite.
No dia seguinte, fui para se encontrar com a mãe de Abby. Quando cheguei, fui recebido de
forma abrupta com “Quem é você eo que você quer?”
“Meu nome é Pastor Mark,” eu disse enquanto educadamente que pude. “Abby é parte do
nosso grupo de jovens, e eu queria saber se poderíamos conversar por um minuto.”
Um pouco surpreso e um pouco de vergonha, a mãe de Abby respondeu mais suavemente,
“Eu sinto muito, eu pensei que você fosse um vendedor porta-a-porta.” Ela me convidou para
entrar, e depois de alguns minutos, I informados que Abby tinha me dito sobre o divórcio feio e o
problema com a bebida que ela tinha. Eu perguntei se havia algo que eu poderia fazer para
ajudar.
O olhar de quebrantamento em seus olhos disse tudo, e ela se esforçou para responder. Olhei-
a nos olhos e disse baixinho: “Madame, eu não estou aqui para julgá-lo ou para pregar a você. Eu
só quero que você saiba que você, seus filhos e até mesmo sua matéria ex-marido a Deus. E nós
agradecemos a oportunidade de mostrar-lhe como Cristo quer ajudar você e sua família “.
Ao longo dos próximos dois anos, nossa igreja foi capaz de chegar ao lado desta família e ver
Deus muitos milagres. Abby agora freqüenta uma universidade cristã e está estudando para se
tornar um pastor de jovens. Sua mãe fez uma completa reviravolta e agora está se casou com um
homem cristão maravilhoso.
Enquanto a história de Abby é uma grande notícia, o ponto que eu estou tentando fazer é que
a Igreja precisa voltar no radar para famílias. Se não tivesse sido por Abby, sua mãe
provavelmente nunca teria pé set em sua igreja local durante o seu tempo de crise e necessidade.
Se ela estava certa ou errada, ela teve a Igreja indexado como um lugar apenas para as famílias
que são saudáveis e “tê-lo juntos.” A Igreja como um todo precisa quebrar esse estereótipo e
colocar para fora um tapete de boas-vindas que lê “Todas as famílias são bem vindo aqui"!

Jesus como o Centro


Certa vez li um artigo EUA Hoje, que descreveu as diferentes formas de família que existem em
nossa cultura hoje. Por exemplo, uma única matriz é uma forma de família. A renda dupla, sem
filhos (DINK) Casal é outra forma de família. Sabe quantas formas de família este artigo
identificou? Vinte e oito! Enquanto nós poderíamos discutir os pontos fortes e fracos de cada
forma de família, eu posso dizer com certeza que cada forma de família precisa a mesma coisa
para ter sucesso: Jesus Cristo no centro da sua vida familiar!
Onde é que você vai aprender sobre isso e vê-lo em ação? A partir dos meios de
comunicação? Nas escolas públicas? Infelizmente não, e é por isso que você precisa da igreja
local. George Barna escreve: “É verdade, porém, que uma família pode beneficiar da ajuda de
uma comunidade de apoio [a igreja], especialmente quando essa comunidade está fundamentada
na fé-a fé cristã que é genuíno, imutável, de fácil acesso, focado no que é importante para Deus e
baseada no amor e verdade “.2
Quando eu levar uma classe nova-membro em nossa igreja, insisto fortemente a importância
da igreja como um parceiro para as famílias. Começo por dizer: “Se você está procurando um
lugar onde você pode deixar seus filhos e esperam-nos para ensinar-lhes a fé, então você precisa
olhar para outra igreja, porque não somos a igreja certa para você. ”Eu continuo explicando que
nossa igreja acredita que o lar é o principal lugar onde a fé é alimentada e que os pais devem ser
os nurturers primários.
O papel da igreja é ser um parceiro valioso e necessário para as famílias.
Enquanto nós acreditamos que este sem hesitação, a nossa igreja também reconhece que a
maioria das famílias hoje provavelmente não tem idéia de como fazer sua casa um lugar para
nutrir a fé dos seus filhos. Por isso, deseja vir ao lado deles, como um parceiro ao longo da vida,
e equipá-los para trazer o amor de Jesus Cristo no centro de suas casas e vida familiar.
Acreditamos que só isso vai levar a famílias sendo saudável e inteiro.
“Se você precisa saber como orar em casa, vamos ensinar-lhe,” eu explico para a classe
recém-membro. “Se você precisa saber como fazer devoções familiares em casa, vamos mostrar-
lhe. Se precisar de ajuda falar com seu filho adolescente sobre sexo, nós vamos chegar junto com
você com recursos para ajudá-lo. E se você precisar de um casal de idosos para servir como
mentores ou avós adotadas para os seus filhos, nós vamos ajudá-lo a encontrá-los.”Para mim,
este é o papel da igreja-de ser um parceiro valioso e necessário para as famílias.
Deena e seu marido eram os pais de dois filhos lindos, uma idade de nove e outro apenas
alguns meses de idade. Deena tinha sido movido por uma das minhas mensagens sobre o papel
que os pais desempenham na transmissão de fé para seus filhos. Como resultado, ela fez um
compromisso pessoal de levar Cristo no centro de sua vida ea vida de sua família. Ela ligou e
configurar um tempo para ter seu filho mais novo dedicado.
Uma semana antes da dedicação, Deena me ligou para dizer que seu filho tinha morrido de
SIDS. A perda foi devastadora. Eu percebi o quão difícil isso seria para Deena, então eu comecei
a orar por ela. Dois meses depois, Deena veio a uma classe batismo em que eu estava levando.
Quando chegou a hora para ela para compartilhar seu testemunho pessoal, a classe fiquei
encantada! Deena lágrimas, mas com calma, falou sobre a perda de seu bebê e como devastador
que tinha sido para ela. Mas ela passou a dizer como muito mais importante que Deus tornou-se
a ela como um resultado.
Deena disse que a igreja tinha levado através dos dias difíceis. Ela foi esmagada pelo amor
que as pessoas na igreja tinham derramado sobre ela e sua família. Ela estava contente que ela
tinha chegado a conhecer sobre o amor de Deus por ela antes que esta tragédia aconteceu. Ela
sabia que Deus era a fonte de força e paz que ela estava experimentando. Agora ela queria ser
batizado para mostrar publicamente que, apesar de sua dor e perguntas sem resposta, Deus
continue a estar no centro de sua vida ea vida de sua família.
Por Deena domingo foi batizado, não havia um olho seco no lugar! Agora, dois anos depois,
Deus tem abençoado Deena e seu marido com outra criança. Deena disse repetidamente, “Eu
realmente não sei o que eu teria feito sem Deus e esta igreja. Nós nem sequer sei que a maioria
dessas pessoas pessoalmente, mas eles nos realizada. Eles nos regado com o amor de Cristo
quando mais precisava.”
Acredito firmemente que Cristo, através da Igreja, tem algo a oferecer a você e sua família
que você não consegue encontrar em qualquer outro lugar. Os braços amorosos de Jesus Cristo
foram capazes de envolver-se em torno de Deena e sua família em sua hora de necessidade,
porque eles tinham um relacionamento com a Noiva de Cristo, a Igreja. A verdade é que todas as
famílias terão de enfrentar momentos em que eles poderiam usar os braços amorosos de Cristo
para levá-los através de sua dor ou necessidade. É por isso que Cristo nos deu a Igreja-a
comunhão de crentes que não são perfeitos. Mas por meio de Cristo, tornam-se os edredons
perfeitos em nosso tempo de crise.

Terceiro lugar
Vamos olhar como a Bíblia descreve a Igreja no Livro de Atos. “Todos os dias, continuavam a
reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração,
louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo”(Atos 2: 46-47). Eu acho que este
exemplo das Escrituras nos mostra o papel que a Igreja deve desempenhar na vida de cada
família.
Algumas pessoas disseram que a igreja local deve ser o seu “terceiro lugar.” O que isso
significa? Cada dia, você gasta a maior parte de seu tempo em um número de lugares. Os dois
primeiros lugares, a casa eo trabalho, estabelecer a base para grande parte da sua rotina diária.
Onde comer e dormir e onde você fazer uma vida tendem a fazer isso! Mas muitas famílias
batalha sobre identificar e priorizar o que coloca três, quatro, cinco, e assim por diante deve ser.
Se o futebol é o terceiro lugar da sua família, você e sua família vão passar a maior parte do
seu tempo em campos de futebol quando você não está no trabalho ou em casa. Se a escola é o
terceiro lugar da sua família, em seguida, as atividades escolares será onde você gasta a maior
parte de seu tempo fora do trabalho e de casa. Se a igreja é o seu terceiro lugar, isso vai definir a
direção a sua família vai.
Não me interpretem mal-escolar e atividades extracurriculares, como esportes são
importantes quando se trata do crescimento e desenvolvimento das crianças. Mas eles
simplesmente precisam de estar por trás da igreja na escala de prioridade. Por quê? Porque a
Igreja é a Noiva de Cristo. Deus nos chama a ter um relacionamento amoroso com a Igreja, um
amor que é mais profundo do que o amor que temos para o atletismo ou educação. A Igreja
Primitiva descrito em Atos era um grupo de pessoas que fazem a vida juntos. Eles comeram
juntos, saíamos juntos, e até mesmo vendeu seus produtos para ajudar uns aos outros em tempos
de crise. Essa é a imagem que Deus tem para a Igreja-uma comunidade cristã intencional fazendo
juntos vida. E, como resultado, Deus acrescentou continuamente para seus números. Acredito
firmemente que, se a Igreja realmente começou a parceria com as famílias e equipá-los para
trazer Cristo de volta para o centro da casa, que voltaria a ver a Deus aumentar o tamanho ea
influência da Igreja. Quando as famílias a encontrar a ajuda que necessitam, essa palavra vai se
espalhar como fogo!
Vamos dar uma olhada em outro texto que nos ajudará a examinar nossa atitude e
comportamentos em relação à Igreja.

Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja ea si mesmo se
entregou por ela para a santificar, purificando-a com a lavagem da água pela palavra,
para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mancha nem ruga, nem qualquer outro
defeito, mas santa e irrepreensível (Ef. 5: 25-27).

Nestes versos, vemos a atitude de Jesus para com a Igreja. Ele adora claramente a Igreja, e
sua paixão reflete claramente a atitude positiva que ele mantém para com a Igreja. Nós temos a
mesma atitude positiva sobre a Igreja?

“Have a” ou “Get to”?


Quando eu era adolescente, eu não gostava de ir à igreja nas manhãs de domingo. Isso é colocar
o mínimo. Eu só queria dormir! No entanto, todos os domingos de manhã, acordei com o som da
voz da minha mãe me dizendo para “Levante-se, Mark. Hora de ir para a igreja.”
Eu rolar, esperando que fosse um sonho ruim. Mas minha mãe insistiu. Como um disco
quebrado, eu ia perguntar, “Eu tenho que?” Normalmente, a sua resposta foi algo no sentido de
sua adicionando meu nome do meio, o que sempre significava que eu estava em apuros. Ou ela
perguntar se ela precisava para obter o meu pai, que também significava que eu estava em
apuros. Então eu relutantemente sair da cama e começar a árdua tarefa de se preparando para a
igreja.
Um domingo, minha mãe me surpreendeu. Nós fomos através da rotina de “hora de levantar”
e “eu tenho que?” Mas desta vez sua resposta foi diferente. “Não, você não precisa”, disse ela.
Eu não podia acreditar nos meus ouvidos! Mãe tinha acabado de dizer que eu não tenho que ir à
igreja! isso poderia ser verdade? Se eu finalmente ganhou a batalha? Talvez houvesse um Deus
depois de tudo!
Tais eram os meus pensamentos por alguns fugazes segundos, até que ela terminou sua
declaração: “Você não tem que ir à igreja. Você começa a ir à igreja!”Talvez pela primeira vez
na minha vida como um adolescente, eu não tive um retorno.
Essa lição ficou comigo toda a minha vida. Qual é a minha atitude para com a minha igreja?
Eu tenho um “tem que” atitude ou um “chegar a” atitude? Quando nós realmente entrar em um
relacionamento com a nossa igreja local (a Noiva de Cristo), devemos olhar para a frente a
passar o tempo com ela e estar em sua companhia. Fazendo dela uma prioridade em nossa vida
torna-se fácil, porque estar com ela nos uma família mais forte faz. Deus nos deu a igreja local
como o parceiro Ele sabia que tínhamos necessidade de completar a nossa jornada por esta vida.
Passar o tempo na igreja é algo que começa a fazer!

Sacrifício
Em Efésios 5: 25-27, vemos também o desejo de Jesus para tornar a Igreja melhor. Jesus ama a
Igreja, e Seu amor levou-o a entregar-se para a Igreja-a limpar-la e fazê-la radiante, santa e
irrepreensível.
Não nos entregamos para a igreja, ou vamos esperar que a igreja se entregar para nós? Não
chegamos a igreja dizendo: “Tua será feito”, ou nós vêm pedindo a igreja para acomodar “a
minha vontade de ser feito”?
Vivemos em um mundo onde tudo está focada em atender as nossas necessidades individuais.
O “Minha maneira de imediato no Burger King agora” slogan ou o popular “É tudo sobre mim”
T-shirts são exemplos perfeitos desta realidade. Para ser honesto, eu vejo a mesma atitude, todas
as manhãs de domingo, quando as pessoas avaliar criticamente a música, a mensagem e os
programas que nossas ofertas igreja, ou até mesmo a forma como me visto. Em vez de derramar-
se em sua comunidade da igreja, muitas pessoas sentar-se à procura de uma razão para criticar a
igreja e deixá-lo.
Como as famílias, precisamos tornar-se ativo nos ministérios da igreja,
construir relacionamentos com as pessoas e usar os nossos dons para servir
o Corpo. Quando fazemos isso, vai ser abençoados.
Claro, a Igreja não é perfeito. Ele ganhou algumas das críticas que tem recebido. Se você
olhar para qualquer coisa o tempo suficiente, você vai encontrar uma boa razão para ser crítico.
Mas também é importante lembrar que a Igreja não era perfeito quando Jesus amava e derramou-
se dentro dela!
Como as famílias, é preciso deitar-nos para dentro da igreja. Precisamos tornar-se ativo nos
ministérios, construir relacionamentos com as pessoas e usar os nossos dons para servir o Corpo.
Quando fazemos isso, vai ser abençoados. Nós não podemos sentar-se apenas à margem ou só
vêm no Natal e Páscoa e esperar que seja o suficiente para nos ajudar como uma família.
estados de Jesus em Mateus 5: 6, “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça,
porque eles serão [satisfez].” Você está com fome e ser abençoado e satisfeito por Deus sedento
como uma família? Então você precisa aprender a viver uma vida justa. Para fazer isso,
imergindo-se o direito tipo de comunidade da igreja cristã, onde as pessoas estão aprendendo
juntos como viver um “direito” tipo de vida.
Um pastor amigo meu contou-me recentemente, “O grau em que você tem fome e sede de
justiça é o grau em que você vai ser satisfeito.” Eu não acredito que você pode realmente
conhecer Deus ou sustentar um relacionamento com Ele sem ser ativamente ligado e com um
corpo de crentes que estão famintos e sedentos de maneira viver a vida de Deus. O grau em que
você se envolver-se ativamente na vida de uma comunidade cristã intencional é o grau em que
você vai ser satisfeitas como uma família.
Depois de 15 anos de ministério face-a-face com as famílias que trabalham, eu vi algumas
famílias se comprometer a fazer a Igreja do terceiro lugar em suas vidas, enquanto outras
famílias têm tentado continuamente negociar o que esse terceiro lugar é. O que tenho visto é que
aqueles que fazem claramente a igreja terceiro lugar em suas vidas encontrar a sua vida familiar
é muito mais satisfatório e gratificante. Isso não quer dizer que a vida é mais fácil para eles, eles
enfrentam os mesmos ensaios que todas as famílias enfrentam. No entanto, sua fé é capaz de
levá-los através porque é mais profundamente estabelecidos e arraigados em suas vidas. Muitas
dessas famílias tinham tentado viver a vida para além da Igreja, mas rapidamente descobriu que a
vida para além da Noiva de Cristo foi muito mais difícil do que a vida com a Noiva de Cristo.
I como a história do homem que ficou frustrado com sua igreja local e decidiu sair. Quando
um novo pastor chegou à cidade, ele visitou o homem em sua casa. Quando o pastor se
apresentou, o homem respondeu rapidamente: “Pastor, eu sei por que você está aqui, então
deixe-me ir direto ao ponto. Eu não vou voltar para a igreja, não importa o que você diz. Esse
lugar é preenchido com um bando de hipócritas, e eu não quero nada a ver com eles.”
O pastor respondeu calmamente: “Isso é bom, mas eu poderia entrar e tomar uma xícara de
café com você?” O homem abriu a porta e o pastor entrou e sentou-se na sala de estar ao lado da
lareira. O pastor pegou o alicate e enfiou a mão no fogo que ardia e tirou um log. Ele colocou o
log na frente do fogo longe dos outros registros ardentes e, em seguida, sentou-se para beber o
seu café. Ambos os homens olharam para o log e viu como ele deixou de ser queima quente para
uma brasa rapidamente morrendo e fumando.
Depois que o pastor tinha acabado a sua xícara de café, levantou-se novamente, foi até o log-
que agora estava quase completamente fora escolheu-lo com a pinça, e colocou-o de volta para o
fogo. Rapidamente, o registro ficou envolvido em chamas novamente. O pastor virou-se para o
homem e disse: “Obrigado pelo café”, e depois à esquerda.
No domingo seguinte, o homem estava de volta na igreja outra vez. Ele percebeu que, além
da igreja, a chama do seu relacionamento com Deus iria enfraquecer ao longo do tempo e,
eventualmente, morrer.

A Journey Through Life


Não é fácil ser uma família hoje. Satanás se deleita em rasgar famílias separadas, porque ele sabe
a dor ea devastação que isso causa. Também não é fácil ser um cristão, porque o pecado ea
tentação nos cercam em cada turno. Diante disso, é bastante seguro concluir que ser uma família
cristã é duplamente difícil. E isso é precisamente a razão pela qual a igreja é tão importante.
Como as famílias cristãs, precisamos de um lugar onde podemos rir juntos e chorar juntos, um
lugar onde podemos crescer juntos e aprender uns com os outros como nós tomamos esta jornada
pela vida.
Eu nunca vou esquecer Justin. Ele era um adolescente afiada, mas, infelizmente, ele tinha
uma personalidade viciante. Como um aluno da oitava série, ele se envolveu em drogas, e isso é
quando a montanha-russa começou. Nos próximos dois anos, houve períodos de tempo quando
Justin estava limpo, seguidos por períodos de tempo em que ele estava usando novamente.
Através de tudo isso, a nossa igreja continua comprometido com ele e sua família.

Três anos mais tarde, eu estava servindo em outra congregação. Como eu o cumprimentei
pessoas após o serviço, para minha surpresa, lá estava Justin. Ele era agora um homem adulto
com uma mulher grávida ao lado dele. Ele me apresentou a sua mulher, e depois saímos para o
almoço. Durante o almoço, ele fez um comentário que eu nunca vou esquecer. Ele disse: “Mark,
eu nunca poderia agradecer o suficiente para a maneira que a igreja ficou ao meu lado durante a
minha dependência de drogas. Você nunca me julgado ou desistiram de mim, mesmo depois de
eu ter desistido de mim. Eu vim para ver você, porque eu tenho sido limpo por mais de três anos,
e eu queria dizer obrigado. Eu não poderia ter feito isso sem você ou a igreja.”
Tudo o que foi suficiente para me colocar à beira das lágrimas. Mas, em seguida, Justin
continuou e disse: “A propósito, nós estamos querendo saber se você seria o padrinho para o
nosso bebê?” Isso fez-as lágrimas correram!
Eu poderia encher estas páginas com histórias de pessoas como Deena ou Justin que
disseram: “Eu não sei como eu teria sobrevivido sem a igreja.” Embora a igreja está longe de ser
perfeito, e, infelizmente, muitas dessas imperfeições fazer a notícia-eu vi regularmente como
Deus aperfeiçoa a igreja em nosso tempo de necessidade. É por isso que eu acredito que a igreja
pode ser o melhor amigo da família, se só nós iria entrar em um relacionamento sério com ela.

Além de trabalhar com os pais e as famílias, eu tive a oportunidade de trabalhar com centenas de
congregações em todo o mundo. Minha vocação tem sido a ajuda-los a entender como eles
podem fazer um trabalho melhor de equipar a casa para ser o principal lugar onde a fé é
alimentada.
Eu gostaria de dizer-lhe que todas as igrejas cristãs estão comprometidos com esse objetivo.
Mas, infelizmente, isso não é verdade. Algumas igrejas ainda permitir e até incentivar a
mentalidade de “deixar as suas crianças”. Nessas igrejas, se você não está lá para voluntários,
eles preferem que você fique longe para que eles possam ensinar seus filhos a fé.
É extremamente importante que você encontrar o “parceiro” ideal para sua família. Como
você explorar encontrar a igreja certa para você e sua família, aqui estão os tipos de perguntas
que eu sugiro que você perguntar:

• Qual é a visão do pastor sênior da relação entre igreja e em casa?


• está passando sobre a fé às crianças através de uma parceria com os pais uma parte
da missão e os valores da igreja?
• Como será o parceiro igreja com e equipá-lo para transmitir a fé aos seus filhos?
• Mateus 6:21 diz: “Onde está o teu tesouro, aí estará o seu coração também.” Qual a
percentagem do orçamento da igreja está comprometida com as crianças e jovens e
família ministério?
• São os das crianças, jovens e famílias ministérios crescendo?
• A igreja pode apresentá-lo a algumas famílias cujas vidas foram alterados como
resultado de seu envolvimento com a igreja?

1. Ore para que Deus levá-lo para a igreja certa. Ele tem a igreja certa em mente
para você, e Ele lhe mostrará qual deles é.
2. Leve o seu tempo. Você não precisa se apressar. Olhe para algumas igrejas antes
de tomar sua decisão. Na maioria dos casos, isso vai confirmar qual igreja é o
caminho certo para você.
3. Quando Deus leva você para a igreja certa, fazer um compromisso completo para
ele. Lembre-se, a Igreja é a Noiva de Cristo! Trate o seu compromisso como um
voto de casamento sagrado. Fique cometido em tempos bons e ruins, na doença e
na saúde, até que a morte os separe! Não “hop igreja.” Livrar-se da atitude que
diz: “Se a igreja faz o que eu gosto, como eu gosto, então eu vou ficar. Mas se
isso não acontecer, eu estou fora daqui!”Em descrições bíblicas da Igreja
Primitiva, alguns dos o maior crescimento ocorreu quando ele experimentou
provações e dificuldades. Se você em oração chegar à decisão que Deus levou
você a uma igreja específica, então confiar que Deus vai crescer você e sua
família em e através daquela igreja.

Círculo completo
Bem, temos agora um círculo completo. Na Introdução, reconhecemos que todas as famílias são
disfuncionais e na necessidade de uma reforma. Dentrocapítulo 1, Reconhecemos que esta
reforma família começa em casa, para que ele possa voltar a ser o principal lugar onde a fé é
alimentada. DentroCapítulo 2, Aprendemos que os pais são chamados a ser os “bispos, apóstolos
e padres” de suas próprias casas, e que não podemos abdicar dessa responsabilidade para os
outros. DentroCapítulo 3, Olhamos para o papel crítico que a fé desempenha na vida dos nossos
filhos, e nós discutimos como passar em nossa fé a eles por falar sobre isso quando se deitar e
quando se levantar. DentroCapítulo 4, Redescobrimos a importância de que os avós e outros
anciãos podem desempenhar para ajudar a transmitir a nossa fé cristã para os nossos filhos e os
filhos dos filhos. Finalmente, emcapítulo 5, Vimos que o papel da Igreja é chegar ao lado da
família, equipando-os para transmitir a fé em casa.
Então deixe-me fechar este livro onde eu comecei. Eu acredito que a casa é o principal local
onde a fé deve ser alimentada. Se nossas famílias estão indo para ser capaz de resistir a ataques
de Satanás, temos de ter Cristo no centro de cada uma das nossas casas. Isso começa com o amor
de Cristo em nossos corações como pais. Torna-se então firmemente estabelecido em cada
criança como nosso estilo de vida reflete que estamos andando com Cristo 24 horas por dia, 7
dias por semana. Este estilo de vida não vai ser fácil, mas é por isso que Deus nos deu a Igreja-
uma comunidade cristã intencional cheio de velhos e companheiros de jornada-de servir como
um recurso e refúgio seguro para as nossas famílias.
É isso aí! Eu acredito que este é o que cada família precisa para ter sucesso!

Notas
1. George Barna, transformando as crianças em Espiritual dos Campeões (Ventura, CA: Regal Books), pp
83-84..
2. Ibid., Pp. 93-94.
Chave 1: Deus não pretendia a igreja local para ser um centro de drop-off para os seus filhos.

Chave 2: Satanás quer mantê-lo de tornar-se parte da igreja porque ele sabe que pode ajudar
você e sua família.

Chave 3:Nem todas as igrejas são os mesmos. Você precisa encontrar uma igreja que irá
equipá-lo e sua casa para ser o principal lugar onde a fé de sua família é alimentada.

Chave 4:Quando você encontrar a igreja certa, você precisa comprometer-se a ele de todo o
coração. Precisa de se tornar de sua família “terceiro lugar”.
ATIVIDADE 1
Tempo de carro Notas

Quando eu estava crescendo, nosso pastor de jovens tinham-nos transformar em anotações do


sermão cada semana. Ele queria estar adorando em uma base consistente, então ele nos obrigou a
virar em três conjuntos de anotações do sermão de cada mês.
Isso não era tão complicado. Ele tinha os membros do nosso grupo de jovens responder às
mesmas três perguntas de cada vez:

1. Qual foi o versículo chave Bíblia na mensagem de hoje?


2. O que é uma lição que você aprendeu?
3. Que diferença isso vai fazer na sua vida?

Anote estas três perguntas e mantê-los em seu carro. Sinta-se livre para adaptá-los conforme
necessário, mas manter a perguntas simples. Cada semana depois da igreja, se revezam
respondendo essas perguntas sobre a volta para casa.
Dons Espirituais é a minha família

Deus dá a cada cristão dons espirituais. Seus dons têm um único objetivo: construir o corpo de
crentes. Os dons do Espírito são habilidades especiais, ou traços, que Deus dá aos crentes que
nos permitem fazer muitas coisas maravilhosas por Ele.
Onde é que vamos primeiro aprender sobre nós mesmos? A família é o lugar onde nós
começar a descobrir quem somos. Onde é que vamos primeiro tentar coisas fora? Tentamos as
coisas com nossos pais, irmãos, avós, tios e tias. Quem aplausos dos EUA sobre e picaretas us
após as primeiras tentativas bambas? Nossos membros da família nos amar e nos cercar de apoio.
Essas são as realidades do dia-a-dia de nossas vidas. Então, que lugar melhor do que a nossa
família para começar a aprender sobre nossos dons espirituais e como usá-los no serviço a Deus
e aos outros.
Quantos anos você precisa ser para esta atividade? Eu percebi que a minha filha tinha o dom
de administração, quando ela tinha menos de um ano de idade. Quando colocamos um jornal ao
lado dela, ela iria classificá-lo página por página e colocar todo o papel à sua esquerda. Então ela
classificá-lo novamente e movê-lo página por página para a direita. Ela era um organizador
desde o início (e esta atividade mantinha ocupada por horas!). Então, eu acredito que você pode
começar a ver os dons espirituais em seus filhos em uma idade muito precoce. (Você pode querer
fazer esta atividade novamente em um ou dois anos para ver se Deus trouxe qualquer presente
não utilizado para a frente.)
Comece por efetuar cópias da página seguinte (s) para cada membro de sua família. Então,
individualmente, execute os seguintes passos:

1. Vá através dos dons espirituais que estão listados e verificar os presentes que você
acha que tem. Que presentes que você traz para a família?

3. Faça com que cada membro da família conclua as etapas 1 e 2.

Então, como uma família, conclua estas etapas:

1. Compartilhe o que você descobriu com o outro. Existe um acordo unânime sobre
alguns dos presentes, em outras palavras, todos concordam que uma determinada
pessoa tem um certo dom? Existe desacordo sobre um dom particular?
2. Que presentes que todos os membros de sua família têm em comum?
3. Discutir como os membros da sua família podem coletivamente usar seus dons
para servir a Cristo.
Gráfico 5
1. Depois do trabalho e em casa, quais são os próximos três prioridades em sua
vida? Como isso mudou ao longo dos anos?
2. Que papel desempenhou igreja em sua infância?
3. Como você chegou na igreja que está actualmente a participar? Que outras
experiências da igreja você já teve?
4. Como você refletir sobre todo este livro, que era o ponto mais importante que
você vai se lembrar? Qual foi a ideia melhor prática ou atividade que você vai
usar?
Levar para casa
Inspiração e eventos para ajudar os pais Espiritualmente transformar suas crianças Mark Holmen e Dave Teixeira
Fé começa em casa
O Makeover Família com Cristo no centro Mark Holmen ISBN 978.08307.38137

Disponível em livrarias em toda parte!

Você também pode gostar