Você está na página 1de 5

UNIC - UNIVERSIDADE DE CUIABÁ

CAMPUS BARÃO
RECURSOS HUMANOS – 2O SEMESTRE
TURMA A

LUCINIÉIA LAURO DA SILVA

INTEGRAÇÃO: APRESENTAÇÃO A MELHOR FORMA DE


INTEGRÃÇÃO

Projeto elaborado como exigência


parcial da disciplina Metodologia da
Pesquisa do Curso sobre orientação
da Profª. Sofia Ruiz.

Cuiabá – MT
Junho - 2010
TEMA: APRESENTAÇÃO A MELHOR FORMA DE INTEGRÃÇÃO.

INTRODUÇÃO

A recepção de novos colaboradores é de estrema importância, desde o


momento que se entra na organização, pois é a descoberta de um mundo
desconhecido, com novas culturas, normas, direitos e deveres, portanto nada
melhor que no seu primeiro dia de trabalho seja feito esse processo de
integração realizando um treinamento com todos os novos colaboradores.
Dependendo do ramo de atividades é importante o treinamento para mostrar os
riscos que a organização tem, assim para evitar acidentes imprevistos.

Com todo este processo de integração faz com que os colaboradores se


sintam mais integrados ao ambiente de trabalho, conhecendo mais os
processos da organização, faz com que o mesmo tenha um melhor
desempenho em suas atividades com maior conhecimento.

Em muitas organizações não possuem um programa estruturado de


integração e não é valorizado e passa despercebido fazendo que os
colaboradores se sintam desorientados em seu local de trabalho.

Este projeto tem por objetivo fazer uma pesquisa com dados coletados na
empresa para identificar qual motivo muita organizações não tem este
programa de integração para os novos colaboradores.

OBJETIVOS

Geral:

Detectar o problema sobre a integração dos colaboradores verificando o


grau de satisfação dos novos funcionários entre o ano de 2009/2010.
Especifico:

Melhorar a integração dos colaboradores com a empresa

Sensibilizar os colaboradores sobre a necessidade da integração

Selecionar 50% dos colaboradores para uma entrevista e aplicar um


questionário

Fazer uma entrevista com a chefia

Levantar dados no setor de RH sobre a movimentação dos colaboradores


no período de experiência.

PROBLEMA

Por que parte dos colaboradores não se adapta ao serviço durante o


período de experiência.

HIPÓTESE

A pré disposição dos novos colaboradores é de suma importância potencializar


a integração, pois assimilar a cultura e absolver o maximo de informação que
lhe é transmitida facilitará o reconhecimento pelo grupo.

REFERÊNCIAL TEÓRICO

Segundo VAN MAANEN (1996), o processo de socialização dos novos


funcionários é um assunto de grande importância a ser estudado, uma vez que
é necessária a integração do indivíduo com o ambiente organizacional, para
que este possa se dedicar ao trabalho e contribuir com suas habilidades e
competências para seu sucesso profissional e para o sucesso da empresa.
Desta perspectiva, justifica-se a importância de identificar essas estratégias
que podem resultar na adequação mútua entre colaboradores e organização,
ampliando as chances de desenvolvimento, crescimento e sucesso, tanto da
empresa quanto dos funcionários.

De acordo com VAN MAANEN (1996), socialização organizacional é o


processo pelo qual o indivíduo aprende valores, normas de comportamentos
esperados, que lhe permitem participar como membro de uma organização.
Este é um processo que ocorre durante toda a interação do indivíduo com a
organização, implicando também na renúncia de certas atitudes, valores e
comportamentos.

A socialização organizacional é necessária, pois ela proporciona para o novo


membro a redução da imprecisão de papéis e aumenta a sensação de
segurança. Para a equipe ou organização, este processo cria uma maior
uniformidade comportamental entre seus membros, desenvolvendo uma base
para o entendimento, a colaboração e a redução do potencial de conflito. Trata-
se de uma estratégia essencial no processo de constituição do sujeito
organizacional (GONTIJO, 2008).

Segundo LEVY JR(1973), a socialização é um processo contínuo no qual o


indivíduo ao longo da vida aprende, identifica hábitos e valores característicos
que o ajudam no desenvolvimento de sua personalidade e na integração de
seu grupo, tornando-o sociável, hábitos estes que não são inatos. Para LEVY
JR. (1973, p. 60), “em estado de isolamento social, o indivíduo não é capaz de
desenvolver um comportamento humano, pois este deve ser aprendido ao
longo de suas interações com os grupos sociais”.

METODOLOGIA

1. Pesquisa descritiva, por que durante será analisado os processos de


integração.
2. Estudo de caso realizado na empresa Transportadora Bortolanza Ltda –
Epp, que atua no segmento de transportes rodoviários frigoríficos na
cidade de Várzea Grande-MT. Situada na rua 02 Quadra 02 lote 04,
bairro Aroeira e tem no seu quadro de funcionários 21 colaboradores.
3. Será aplicado um questionário com 50% dos colaboradores e uma
entrevista com a chefia
4. Será interpretada as entrevistas feitas, descrever os dados obtidos com
os colaboradores, relatar os resultados fazendo uma comparação ao
final.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

GONTIJO, Cylmara Lacerda. Socialização, Cultura e constituição do sujeito


organizacional: um estudo de caso. Gestão e Conhecimento, v.1, n.1, març.
/junh. 2005. Disp. Em:
http://www.pucpcaldas.br/graduacao/administracao/nupepu/online/numero1.htm
. Acesso em: 03 mar. 2008.

LEVI JR. Mario. Socialização. In: CARDOSO, Fernando Henrique; IANNI,


Otavio (orgs).Homem sociedade. São Paulo: Editora Nacional, 1973.

VAN MAANEN, Jon. Processando as pessoas: estratégias de socialização


organizacional. In:FLEURY, Maria Teresa Leme [et al]. Cultura e poder nas
organizações. São Paulo: Atlas,1996.