Você está na página 1de 10

Scania Operações Comerciais Brasil

Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 1


(10)

Cavitação em motores PDE D13

3° Edição:
- Críterios de inspeção de bloco foram adicionados.
- Prefência no uso de camisas sobremedida

Objetivo
Divulgar todas as informações sobre o problema da cavitação, responder a maioria das perguntas da rede de
concessionárias e esclarecer a importância da execução da ação recomendada para pressurizar o sistema de
arrefecimento. O concessionário deve ter o mesmo nível de informação sobre o problema e a solução proposta.

Histórico
Existem dois modos de falha para cavitação. O primeiro é do tipo “marca de areia”, e o segundo do tipo “furo de
agulha”. O segundo é mais característico de veículos que circulam em alta altitude.

“Marcas de areia” “Furo de agulha”


Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 2
(10)

Vários fatores contribuem para a cavitação:


A vibração do pistão: é o fenômeno que ocorre devido a combustão. Essa vibração é transmitida para a parede
externa da camisa do cilindro, transmitindo consequentemente para a película do fluído de arrefecimento ao redor
da camisa. Isso gera uma baixa pressão (vácuo), criando bolhas que se implodem e iniciam o processo de cavitação.

Vibraçao do pistão

Baixa pressão: sabe-se que a pressão do sistema de arrefecimento está diretamente relacionada à cavitação,
devido a temperatura e a pressão absoluta. Quando temos baixa pressão devido ao vazamento no sistema de
arrefecimento, a possibilidade de cavitação é proporcionalmente maior.
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 3
(10)

Etileno glicol: O Etileno Glicol Scania é uma proteção para o sistema. Evita o congelamento, ebulição, ferrugem e
bolhas. Deve sempre ser usado na proporção certa para não causar mais problemas.

Descrição
Para ambos os tipos de cavitação, a solução final é a Instalação do Kit de Pressurização Ativa no sistema de
arrefecimento. Há uma Ação Recomendada para esta instalação, sendo uma ação obrigatória e o cumprimento está
sendo acompanhado semanalmente.

O sistema de pressão ativa não aumentará a pressão do sistema, entretanto manterá a pressão estável
recomendada. A pressão mínima que a nova válvula fornecerá ao sistema de arrefecimento será de 0,5 bar se o
sistema não possuir vazamentos.

O do Kit de Pressurização Ativa (Active Pressurization Kit - A.P.K.) está sendo testado em campo desde setembro
de 2016 e obtevemos realmente bons resultados como mostrado abaixo.

O teste de campo realizado mostra a diferença em um motor de ônibus que funcionou por 3 meses (~ 62.000 km)
com o Kit de Pressurização Ativa, depois disso o motor foi aberto e não foram encontrados sinais de cavitação.

Já um outro ônibus operou durante 3 meses sem o kit de pressurização ativa (aproximadamente 88.000 km) e ao
desmontar o motor apresentou-se sinais claros de cavitação nas camisas dos cilindros.

Este teste de campo foi realizado nas mesmas condições de rota, com grande variação de altitude.
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 4
(10)

Após a instalação do kit de pressurização é necessário certificar-se que a pressão fornecida pela válvula é de 0,5+0,1
bar. Com o motor em funcionamento, a pressão poderá oscilar entre 0,5 a 0,95 bar.

Procedimento de medição da pressão fornecida pela válvula:


1. Instale o equipamento de medição com manômetro no tanque de expansão;
2. Ligue o motor e deixe-o trabalhando por dois minutos para que a pressão possa subir, porém sem deixar
que um excesso de calor do motor possa influenciar na pressão medida pelo manômetro. Em seguida leia
a pressão no manômetro.
3. Desligue o motor.
4. Abra a tampa do tanque de expansão e deixe o ar fluir por 1 minuto. Cuidado! Pois o sistema estará
pressurizado.
5. Feche a tampa do tanque de expansão e ligue o motor novamente.
6. Por fim, meça a pressão, esta pressão deve ser dentro da especificação 0,5 +0,1 bar.

IMPORTANTE: Somente se após o teste com o motor frio for encontrada uma pressão superior a 0,5+0,1 bar, será
necessário ajustar o parafuso que se encontra abaixo da válvula. Em condição normal de uso é normal que a pressão
possa funcionar entre 0,5 a 0,95 bar.
A válvula não deve estar conectada no sistema de arrefecimento quando a mesma estiver sendo ajustada.
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 5
(10)

É muito importante durante a instalação do Kit de Pressurização Ativa realizar o teste de vazamento descrito no
WSM 02- 00 - Verificação - Teste da pressão do sistema de resfriamento.
Verifique o sistema de resfriamento para:

 Vazamentos
 Mangueiras, queimadas, inchadas ou rachadas
 Abraçadeiras:
o Antes de iniciar a instalação do kit e com o motor frio, faça o reaperto de todas as abraçadeiras de
todo o sistema. Elas devem ser verificadas ou substituídas quando necessário, para evitar retorno de
serviço devido vazamentos que podem acontecer quando o sistema se resfria (ex: depois que o motor
estiver desligado por várias horas).
o O torque de aperto em todos as abraçadeiras deve ser de 5N.m ± 15%, para evitar vazamentos quando
o sistema for resfriado, depois que o motor é desligado por um longo período de tempo
(principalmente durante a primeira parada após a instalação).

É crucial identificar o vazamento (quando houver) durante o tempo que o caminhão está na concessionária. Com
esta verificação é possível evitar uma parada inesperada do veículo devido mangueiras quebradas, vazamentos,
trincas ou abraçadeiras não apertadas no sistema de arrefecimento.

IMPORTANTE: Se houver qualquer vazamento após a instalação do Kit de Pressurização Ativa, após substituir
qualquer peça do sistema de arrefecimento ou regular a válvula para a pressão correta o concessionário deve abrir
um relatório de falha. Neste deve constar quais peças apresentaram problema, com fotos mostrando o local do
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 6
(10)

vazamento. Usar como peça causadora 2589016 para Caminhões e 2203729 para Ônibus. Na descrição da falha
mencionar o(s) número(s) das peças que apresentaram falha.

É importante ter em mente que o sistema de arrefecimento estará todo o tempo pressurizado, ou seja, tem pressão
também quando o veículo está desligado.

Para abrir a tampa é necessário ter cuidado para evitar lesões ou queimaduras, devido ao fluído de arrefecimento
quente. Preste atenção no adesivo que mostra que o sistema está equipado com Sistema de Pressurização Ativa.
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 7
(10)

Mangueiras do sistema de arrefecimento em caminhões com Retarder Mangueiras do sistema de arrefecimento em caminhões sem Retarder

1. Caminhões
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 8
(10)

2. Ônibus

Para os ônibus, o sistema de arrefecimento deve ser limpo conforme descrito na RA 17 02 01.

“Limpe o sistema de arrefecimento: Encha o sistema de arrefecimento com 90% de água e 10% de líquido de
arrefecimento. Dê partida no motor para que o líquido de arrefecimento circule pelo sistema. Em seguida, esvazie
a mistura.”

Quando o liquido de arrefecimento drenado do sistema é original Scania, possuindo uma boa cor e aspecto, apenas
a porcentagem de glicol deve ser verificada e corrigida para 50%. Porem, em caso de má qualidade do liquido de
arrefecimento, este deve ser descartado e preenchido com um novo.

Inspeção do bloco de cavidade do motor

Existe um critério para retrabalhar o bloco de cilindros quando for necessário. Por favor, veja a TMI 002-2016 -
Cavitação em motores D13 e TMI 220816 - Critério de inspeção de blocos (13 Litros) em veículos com cavitação com
as instruções de como medir o dano causado pela cavitação e se há a necessidade de retrabalhar o clindro que
apresentou cavitação.
Após ser definido se há ou não a necessidade de usinagem, veja o manual de serviços 01-05 Bloco de Cilindro
disponível no MULTI, neste consta o procedimento e as ferramentas para o retrabalho de usinagem do bloco.
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 9
(10)

Além disso, você pode encontrar os números de peças ou informações complementares para usar camisa
sobremedida no MULTI no menu 01-05 - Bloco de cilindros.
Technical Marketing Information Grupo 01 nº 01_170330_3°Edição Page 10
(10)

A primeira opção de reparo após usinar o bloco é usar a camisa sobremedida. É muito importante lembrar que o
bloco recondicionado deve ser marcado após o trabalho, veja descrição - Marcação do bloco de cilindros
recondicionado também no manual de serviços no MULTI 01-05 – Bloco de cilindro.

Quando o motivo do vazamento for devido a trinca no bloco, veja a TMI 01 – 170118, que detalha o teste Magnaflux.
O procedimento para medir a profundidade da trinca e o possível retrabalho do bloco também é descrito no manual
de serviços do MULTI 01-05 – Bloco de cilindro.

Sobre as medidas de usinagem do bloco para utilizar a camisa de sobre medida que constam no MULTI, são:
 O furo do cilindro do bloco após a usinagem para colocar a camisa sobremedida deve ficar com 152,00 mm
H6 (+0,025 mm)
 O furo do cilindro do bloco antes de usinar, com a medida standard é 151,00 mm H6 (+0,025 mm)

Assistência Técnica
Scania Brasil