Você está na página 1de 22

Escola Municipal Olentino Xavier da Costa

Heloisa Cosendey Dutra da Silva - 5º ano

ARTES

OBJETIVO GERAL:
 Identificar e apreciar formas distintas das artes visuais tradicionais e
contemporâneas, cultivando a percepção, o imaginário, a capacidade de
simbolizar e o repertório imagético.
 Explorar e reconhecer elementos constitutivos das artes visuais (ponto,
linha, forma, cor, espaço, movimento etc.).
 Reconhecer e analisar a influência de distintas matrizes estéticas e
culturais das artes visuais nas manifestações artísticas das culturas
locais, regionais e nacionais.
 Experimentar diferentes formas de expressão artística (desenho,
pintura, colagem, quadrinhos, dobradura, escultura, modelagem,
instalação, vídeo, fotografia etc.), fazendo uso sustentável de materiais,
instrumentos, recursos e técnicas convencionais e não convencionais.
 Experimentar a criação em artes visuais de modo individual, coletivo e
colaborativo, explorando diferentes espaços da escola e da comunidade.
 Dialogar sobre a sua criação e as dos colegas, para alcançar sentidos
plurais.
 Reconhecer algumas categorias do sistema das artes visuais (museus,
galerias, instituições, artistas, artesãos, curadores etc.).
 Experimentar e apreciar formas distintas de manifestações da dança
presentes em diferentes contextos, cultivando a percepção, o imaginário,
a capacidade de simbolizar e o repertório corporal.
 Estabelecer relações entre as partes do corpo e destas com o todo
corporal na construção do movimento dançado.
 Experimentar diferentes formas de orientação no espaço
(deslocamentos, planos, direções, caminhos etc.) e ritmos de movimento
(lento, moderado e rápido) na construção do movimento dançado.
 Criar e improvisar movimentos dançados de modo individual, coletivo e
colaborativo, considerando os aspectos estruturais, dinâmicos e
expressivos dos elementos constitutivos do movimento, com base nos
códigos de dança.
 Discutir, com respeito e sem preconceito, as experiências pessoais e
coletivas em dança vivenciadas na escola, como fonte para a construção
de vocabulários e repertórios próprios.
 Identificar e apreciar criticamente diversas formas e gêneros de
expressão musical, reconhecendo e analisando os usos e as funções da
música em diversos contextos de circulação, em especial, aqueles da
vida cotidiana.
 Perceber e explorar os elementos constitutivos da música (altura,
intensidade, timbre, melodia, ritmo etc.), por meio de jogos, brincadeiras,
canções e práticas diversas de composição/criação, execução e
apreciação musical.
 Explorar fontes sonoras diversas, como as existentes no próprio corpo
(palmas, voz, percussão corporal), na natureza e em objetos cotidianos,
reconhecendo os elementos constitutivos da música e as características
de instrumentos musicais variados.
 Explorar diferentes formas de registro musical não convencional
(representação gráfica de sons, partituras criativas etc.), bem como
procedimentos e técnicas de registro em áudio e audiovisual, e
reconhecer a notação musical convencional.
 Experimentar improvisações, composições e sonorização de histórias,
entre outros, utilizando vozes, sons corporais e/ou instrumentos
musicais convencionais ou não convencionais, de modo individual,
coletivo e colaborativo.
 Reconhecer e apreciar formas distintas de manifestações do teatro
presentes em diferentes contextos, aprendendo a ver e a ouvir histórias
dramatizadas e cultivando a percepção, o imaginário, a capacidade de
simbolizar e o repertório ficcional.
 Descobrir teatralidades na vida cotidiana, identificando elementos
teatrais (variadas entonações de voz, diferentes fisicalidades,
diversidade de personagens e narrativas etc.).
 Experimentar o trabalho colaborativo, coletivo e autoral em
improvisações teatrais e processos narrativos criativos em teatro,
explorando desde a teatralidade dos gestos e das ações do cotidiano até
elementos de diferentes matrizes estéticas e culturais.
 Exercitar a imitação e o faz de conta, ressignificando objetos e fatos e
experimentando-se no lugar do outro, ao compor e encenar
acontecimentos cênicos, por meio de músicas, imagens, textos ou
outros pontos de partida, de forma intencional e reflexiva.
 Experimentar possibilidades criativas de movimento e de voz na criação
de um personagem teatral, discutindo estereótipos.
 Reconhecer e experimentar, em projetos temáticos, as relações
processuais entre diversas linguagens artísticas.
 Caracterizar e experimentar brinquedos, brincadeiras, jogos, danças,
canções e histórias de diferentes matrizes estéticas e culturais.
 Conhecer e valorizar o patrimônio cultural, material e imaterial, de
culturas diversas, em especial a brasileira, incluindo-se suas matrizes
indígenas, africanas e europeias, de diferentes épocas, favorecendo a
construção de vocabulário e repertório relativos às diferentes linguagens
artísticas.
 Explorar diferentes tecnologias e recursos digitais (multimeios,
animações, jogos eletrônicos, gravações em áudio e vídeo, fotografia,
softwares etc.) nos processos de criação artística.

Conteúdo Programático

1º Bimestre
 Existe arte rupestre no Piauí;
 Materiais para pintar nas rochas;
 Eles também faziam música;
 Percussão vocal;
 Instrumentos musicais;
 Uma maneira diferente de fazer múscia.

2º Bimestre
 Articulações e apoios do corpo;
 Observar e fazer mímica;
 Aprendendo a imitar;
 Maquiagem e figurino;
 Máscaras;
 Teatro de máscaras;

3º Bimestre
 Pontos de vista;
 Cartões-postais;
 A paisagem sonora;
 Arte e comunidade;
 Esculturas de aleijadinho;
 Arte nas ruas;

4º Bimestre
 Teatro de sombras;
 Teatro de bonecos;
 Podemos contar histórias com objetos;
 A invenção do desenho animado;
 Como fazer animações;
 Objetos animados.

Expressão artísticas nas datas comemorativas tais como:

 Carnaval
 Páscoa
 Dia do Índio
 Dia de Tiradentes
 Aniversário de Aparecida de Goiânia
 Descobrimento do Brasil
 Dia das Mães
 Festas Juninas
 Folclore
 Dia do soldado
 Independência do Brasil
 Dia da árvore
 Dia Mundial da Água
 Semana Nacional do Trânsito
 Dia da Criança
 Dia da água
 Semana do Meio ambiente
 Aniversário de Goiânia
 Dia do professor
 Dia de finados
 Proclamação da República
 Dia da Consciência Negra
 Natal

METODOLOGIA:

Utilização de recursos como: filmes, músicas, fotografias, produção de


esculturas com sucata e exposição de arte reciclada, confecção de
instrumentos musicais com materiais reaproveitado e,oficinas de artes visuais e
musicais, formar grupos de teatro para apresentação em sala, escrita de
poesia, apresentação de diversas brincadeiras, trabalhar a cultura indígenas
através de ilustração, confecção de fantoches, escrita de textos argumentativo,
produção de bandeirinhas, escrita de história em quadrinho.

CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO

A avaliação será diagnóstica, contínua, processual e formativa. Com


base nas observações do educador, serão elaboradas estratégias de trabalho
diferenciadas durante o processo de ensino e aprendizagem. Serão feitos
registros em diferentes formas (textos, fotos, murais, exposições, confecção de
trabalhos com reciclagem, apresentações musicais e danças). Serão utilizadas
comparações de informações, obras de arte local, expressão oral, atividades
em grupo, debates e questionamentos, além de avaliação
escritabimestral. Serão consideradas as atividades diárias, os deveres de casa
e a participação nas atividades propostas em sala.

ENSINO RELIGIOSO

OBJETIVO GERAL:
 Proporcionar aos alunos a oportunidade de debater e se expressar sobre
temas e situações presentes no seu dia-a-dia, com vistas a superar problemas
comuns na sociedade;
 Promover um ambiente de cordialidade, respeito e cooperação mútuos;
 Estimular condutas saudáveis e inserir novos valores nas relações
interpessoais;
 Conscientizar sobre a importância do outro na vida em sociedade
 Promover a autoestima, a auto percepção e a reflexão sobre os próprios
atos
 Instituir a cultura do bem comum.

1º Bimestre:

 Falando sobre o respeito


 Direitos e deveres
 Os cuidados com a natureza
 A importância da família e dos outros

2º Bimestre:

 O bom convívio social


 Histórias bíblicas
 Fábulas com perspectivas morais
 A amizade

3º Bimestre:

 Moralidade
 Conscientização contra as drogas
 A ética (conceito, práticas significativas, análise de situações)
 A solidariedade

4º Bimestre:

 A inclusão dos portadores de necessidades especiais nos meios


sociais (escola, trabalho, lazer);
 Declaração Universal dos Direitos Humanos;
 Estatuto da criança e do adolescente;

METODOLOGIA
Utilização de textos, discussão em sala, músicas, dinâmicas, trabalhos
individuais e em grupo, quadros comparativos das diferentes concepções
religiosas, resumos e filmes.

AVALIAÇÃO
O Ensino Religioso não se constitui como objeto de reprovação, bem como não
terá registro de notas ou conceitos na documentação escolar, mas a avaliação
não deixa de ser um dos elementos integrantes do processo educativo.
Exercícios individuais em grupo, produção de textos, resenhas, desenhos,
participação em sala, trabalhos, etc.
Planejamento Anual de Ciências
Objetivos Gerais
 Conhecer conceitos científicos básicos com os quais poderão entender
os fenômenos naturais e perceber as relações existentes entre os seres
vivos e entre estes e o ambiente.

 Refletir sobre questões ambientais, posicionando-se diante delas,


desenvolvendo atitudes e valores que contribua para a preservação do
ambiente.

 Reconhecer o ser humano como parte integrante e sujeito do processo


de construção/reconstrução do ambiente adquirindo maior consciência
das alterações ambientais.

 Apropriar-se de métodos de pesquisa e de produção de textos,


aprendendo a observar, descrever, registrar, formular hipóteses,
comparar, relacionar, analisar, diagnosticar e propor soluções colocando
em prática conceitos, procedimentos e atitudes desenvolvidos no
aprendizado escola.

CONTEÚDOS
1º bimestre
 Teorias do surgimento do Planeta Terra
 A Terra e a Lua
 A terra se move
 O movimento de rotação e translação
 A lua se move
 O ser humano e o espaço sideral
 Instrumentos e observação
 Viagens e equipamentos espaciais
 O ar
 Onde está o ar?
 Propriedades do ar: Como perceber o ar?
 Atmosfera terrestre
 Poluição atmosférica

2º bimestre
 O solo
 Tipos de solo
 Preservação do solo
 Poluição do solo
 A água
 Onde está a água?
 Estados físicos da água?
 Misturas com água
 O ciclo da água
 O ambiente e a saúde da população
 Agua e saneamento básico
 Reduzir o desperdício
 Lixo e saneamento básico
 Reduzir a quantidade de lixo
3º bimestre
 Nossa alimentação
 Alimentos e nutrientes
 Alimentação saudável
 Problemas ligados a alimentação
 Digestão
 Para onde vai o alimento que comemos
 Como é a digestão?
 Higiene dos alimentos e saúde
 Respiração, circulação e excreção
 A respiração
 A circulação e a excreção
 O corpo é um todo integrado

4º bimestre
 Transformações no corpo e reprodução
 Puberdade
 O corpo adulto
 A reprodução humana
 Energia no dia a dia
 Formas de energia
 Transformação de energia
 Energia luminosa
 Energia e calor
 Energia térmica e calor
 Efeitos do calor
 Efeito estufa
 Materiais condutores de calor
 Eletricidade
 De onde vem a energia elétrica?
 A energia elétrica no dia a dia

Metodologia

Para que o ensino-aprendizagem de Ciências se concretize utilizaremos


diversas metodologias como: aula expositiva, debates, solução de problemas,
experiências e relato das mesmas, leitura individual e coletiva, debates, jogos,
trabalho em grupo e individual com exposição dos mesmos em mini-
seminários.
O estudante precisa de estímulo, situações que envolvam aplicações da
área da ciências no cotidiano devem ser introduzidas no planejamento do
professor, pois irão mostrar ao aluno que os conteúdos estudados em sala
possuem importância para as várias vertentes da sociedade.
Nesta linha de ação metodológica serão utilizados recursos didáticos
como livros, jornais, revistas e folhetos de propaganda, vídeos, televisão, rádio,
computador/internet e outros materiais têm um papel importante no processo
de ensino e aprendizagem.

Critérios de avaliação

Serão vários tipos de instrumentos de avaliação dentre eles:


Observação e registro: Ao observar o desempenho global do aluno, é preciso
considerar os dados obtidos continuamente pelo professor a partir de
observações que levem em conta os aspectos de participação do aluno, a
responsabilidade, a cooperação, a organização e outros modos de agir.
Provas, testes e trabalhos: Devem ser utilizados para perceber o avanço e as
dificuldades dos alunos em relação aos conteúdos ensinados.
Entrevistas e conversas informais: Isso pode ser feito individualmente, em
pequenos grupos ou em conversas coletivas, pois conversando também se
avalia o que os alunos estão aprendendo ou não.
Autoavaliação: A avaliação feita pelo próprio aluno, se bem orientada, é
bastante construtiva, pois pode favorecer uma análise crítica de seu
desempenho. Ele pode se expressar por escrito ou oralmente.
Fichas avaliativas: É uma ficha que revela aos responsáveis, como o
processo educativo do aluno está se desenvolvendo. Nessa ficha estarão
registrados aspectos cognitivos, dificuldades de aprendizagem, providências
tomadas para sanar as dificuldades e também aspectos afetivos, de
socialização, organização e atitudes, etc.
Planejamento Anual de Matemática
Objetivo Geral
 Ajudar o aluno a construir, desenvolver e aplicar conceitos e
procedimentos matemáticos, sempre compreendendo e atribuindo
significado ao que está fazendo, evitando a simples memorização e
mecanização.

Conteúdo
1º Bimestre
 Números naturais;
 A representação dos números naturais;
 Sistema de numeração decimal;
 Ordens e classes;
 A classe dos milhões e outras classes;
 Arredondamentos;
 Valor absoluto e valor relativo;
 Números ordinais;
 Adição e subtração de números naturais;
 Adição e subtração: operações inversas;
 Expressões numéricas com adição e subtração;
 Sólidos geométricos;
 Regiões planas;
 Contornos;
 Segmentos de reta;
 Polígono;
 Reta e semirreta;

2º Bimestre
 Multiplicação e divisão de números naturais;
 Multiplicação e divisão: operações inversas;
 Expressões numéricas com multiplicação e divisão;
 Múltiplos de um número natural;
 Divisores de um número natural;
 Números primos;
 Expressões numéricas;
 Interpretação e construção de tabelas e gráficos;
 Medidas de comprimento;
 Medidas de superfície;
 Medidas de volume;
 Medidas de massa;
 Medidas de capacidade;
 Medidas de temperatura;
3º Bimestre
 Frações;
 Números mistos;
 Frações equivalentes;
 Simplificação de frações;
 Comparação de frações;
 Adição e subtração de frações;
 Multiplicação e divisão de frações;
 Fração e probabilidade;
 Fração e porcentagem;
 Representação decimal dos números racionais;
 Inteiros e décimos, centésimos e milésimos;
 Comparação de números decimais;

4º Bimestre
 Adição e subtração com números decimais;
 Multiplicação com números na forma decimal;
 Divisão com números na forma decimal;
 Números na forma decimal e medidas;
 Relacionando fração, número decimal e porcentagem;
 Ampliação e redução;
 Ângulos;
 Medindo ângulos;
 Ampliação e redução de figuras;
 Localização e movimentação.

Metodologia

Para que o ensino-aprendizagem da Matemática se torne dinâmico e


interessante ao aluno, despertando um interesse pelo estudo, proporcionando
uma interação com o professor e seus colegas na busca do melhor
entendimento e compreensão dos princípios matemáticos, o professor deve
adotar novas metodologias.
O estudante precisa de estímulo, situações que envolvam aplicações
matemáticas no cotidiano devem ser introduzidas no planejamento do
professor, pois irão mostrar ao aluno que os conteúdos estudados em sala
possuem importância para as várias vertentes da sociedade.
Nesta linha de ação metodológica os recursos didáticos como livros,
jornais, revistas e folhetos de propaganda, vídeos, televisão, rádio,
calculadoras, computador/internet, jogos e outros materiais têm um papel
importante no processo de ensino e aprendizagem.

Critérios de avaliação

Serão vários tipos de instrumentos de avaliação dentre eles:


Observação e registro: Ao observar o desempenho global do aluno, é preciso
considerar os dados obtidos continuamente pelo professor a partir de
observações que levem em conta os aspectos de participação do aluno, a
responsabilidade, a cooperação, a organização e outros modos de agir.
Provas, testes e trabalhos: Devem ser utilizados para perceber o avanço e as
dificuldades dos alunos em relação aos conteúdos ensinados.
Entrevistas e conversas informais: Isso pode ser feito individualmente, em
pequenos grupos ou em conversas coletivas, pois conversando também se
avalia o que os alunos estão aprendendo ou não.
Autoavaliação: A avaliação feita pelo próprio aluno, se bem orientada, é
bastante construtiva, pois pode favorecer uma análise crítica de seu
desempenho. Ele pode se expressar por escrito ou oralmente.
Fichas avaliativas: É uma ficha que revela aos responsáveis, como o
processo educativo do aluno está se desenvolvendo. Nessa ficha estarão
registrados aspectos cognitivos, dificuldades de aprendizagem, providências
tomadas para sanar as dificuldades e também aspectos afetivos, de
socialização, organização e atitudes, etc.

Planejamento Anual de História e Geografia


Objetivos Gerais
Mediar o estudo do aluno de modo que o mesmo compreenda e utilize
os conceitos e temas estudados em sala de aula em sua vivência cotidiana,
reconhecendo as influências do passado histórico em sua atual realidade,
cotidiano e cultura.
Reconhecer o trabalho humano e a materialização de diferentes tempos
no espaço de modo que o aluno compreenda a construção do conceito de
tempo histórico por meio das relações entre passado, presente e futuro, sendo
que todos os acontecimentos ocorrem em diferentes tempo históricos
ressaltando as diferenças culturais e históricas e a necessidade e importância
em respeitá-las.
Conhecer os conceitos básicos e suas aplicações diárias no que se
refere ao espaço geográfico e desenvolvimento das sociedades em relação a
sua localização e cultura compreendendo a realidade como resultado da
interação entre a sociedade e a natureza conhecendo e interpretando noções
cartográficas tal como, reconhecer as referências espaciais de orientação e
localização.
Promover uma atitude investigativa no educando de modo que o mesmo
desenvolva competências empregadas na elaboração do conhecimento
cientifico, como a observação, coletagem de dados, registro de ideias e
estabelecimento de comparações.

1º Bimestre
Conteúdo
 A Terra;
 Superfície terrestre: continentes e oceanos;
 A água na superfície terrestre;
 Globo terrestre;
 Planisfério;
 O Brasil no planeta Terra;
 A história antes da escrita;
 História e pré-história;
 O Neolítico e a revolução agrícola;
 A formação das primeiras cidades;
 As primeiras civilizações;
 Os rios e as civilizações antigas;
 Conhecendo os rios;
 Os rios e o meio natural;
 Rios perenes e rios temporários;
 Cultura e religiosidade;
 O surgimento da escrita;
 A religiosidade dos povos antigos: egípcios, gregos e romanos;
 Comércio e trocas culturais entre os povos;
 A rota da seda;
 As rotas transaarianas;
 Vestígios culturais e patrimoniais;
 Patrimônios culturais da humanidade no Brasil;

2º Bimestre
Conteúdo
 Os povos da América: incas, maias e astecas;
 Os povos indígenas no Brasil;
 Os africanos antes da chegada dos europeus;
 A escravidão tradicional na África;
 Sociedades africanas;
 Em busca das riquezas;
 A viagem de Cabral;
 A exploração do território;
 As paisagens brasileiras têm história;
 As atividades econômicas na história do Brasil;
 A necessidade de colonizar;
 A administração colonial;
 O governo-geral;
 As estratégias de dominação: a escravização e catequização;
 Lutar e resistir;
 Os povos indígenas e a Constituição de 1988;
 A economia colonial e o trabalho escravo;
 O relato de um africano escravizado;
 A escravização de indígenas;
 Africanos escravizados no Brasil;
 O trabalho no engenho;
 A expansão do território colonial
 O trabalho escravo na região das minas;
 O tropeirismo e a integração do território;
 A resistência à escravidão;
 De Colônia a Império;
 O Primeiro Reinado;
 A sociedade no Brasil independente;
 O Segundo Reinado;
 A chegada dos imigrantes;
 O trabalho nas fazendas de café;
 O trabalho dos imigrantes nas cidades;
 O trabalho nas fábricas;
 A diversidade do clima;
 Os climas no Brasil;
3º Bimestre
Conteúdo
 O crescimento da população brasileira;
 Quem faz parte da população brasileira?;
 O aumento do número de idosos no Brasil;
 Ser cidadão;
 Cidadania no Brasil: lutas, conquistas e transformações;
 O fim da escravidão no Brasil;
 As leis e a abolição gradual;
 A abolição e a situação dos ex-escravos;
 A crise da monarquia;
 O republicanismo;
 A proclamação da República;
 Os primeiros anos da República;
 A primeira Constituição republicana;
 A República das Oligarquias;
 A política dos governadores;
 A crise do sistema oligárquico;
 Getúlio Vargas assume a presidência;
 O Estado Novo;
 Os militares no poder;
 Os antecedentes do golpe militar;
 A censura e a repressão;
 Os Atos Institucionais;
 A resistência à ditadura;
 O fim da ditadura;
 A Constituição de 1988;
 O retorno das eleições diretas;
 Aspectos relevantes da história do Brasil;
 Vargas e o Estado Novo;
 Vargas volta ao poder pelo voto;
 O populismo;
 Os anos JK;
 O projeto de desenvolvimentista;
 População rural e urbana no Brasil;
 O crescimento acelerado das cidades brasileiras;
 A rede urbana brasileira;
 Por que as cidades são diferentes?
4º Bimestre
Conteúdo
 As atividades econômicas se transformam ao longo do tempo;
 Os contrastes nas paisagens brasileiras;
 Os meios de transporte e de comunicação mudaram com o tempo;
 As mudanças nos meios de transporte;
 As mudanças nos meios de comunicação;
 As formações vegetais nativas do Brasil;
 As transformações das formações vegetais nativas brasileiras;
 Todos contra o desmatamento;
 A energia que utilizamos no dia a dia;
 A energia que move o Brasil;
 As grandes regiões brasileiras;
 Região Norte: população e economia;
 Região Nordeste: população e economia;
 Região Centro-Oeste: população e economia;
 Região Sudeste: população e economia;
 Região Sul: população e economia;
 O Brasil e seus contrastes sociais;
 A igualdade de direitos;
 O Brasil atual e os desafios para o futuro;
 Movimentos Sociais;

Metodologia

O conteúdo é ministrado com a utilização de recursos que visem o


interesse do aluno no conteúdo, buscando assim uma maior participação dos
educando na sala de aula de modo a interagir com o conteúdo ministrado.
Os recursos utilizados para que exista a compreensão por parte dos
alunos variam entre a oralidade e discussão em sala de aula, uso de mapas,
fotos, livros e revistas, além da utilização da internet em sala de computação
visando a interatividade dos alunos e pesquisa a cerca dos temas propostos.
O conteúdo utiliza de atividades com planisfério e expositivas com
mapas, a discussão de ideias é estimulada em sala de aula através de rodas
de discussão que visam o compartilhamento de pontos de vistas diferentes a
cerca do mesmo tema para implementação de ideias e fixação de conteúdo.

Critérios de avaliação

Serão vários tipos de instrumentos de avaliação dentre eles:


Observação e registro: Ao observar o desempenho global do aluno, é preciso
considerar os dados obtidos continuamente pelo professor a partir de
observações que levem em conta os aspectos de participação do aluno, a
responsabilidade, a cooperação, a organização e outros modos de agir.
Provas, testes e trabalhos: Devem ser utilizados para perceber o avanço e as
dificuldades dos alunos em relação aos conteúdos ensinados.
Entrevistas e conversas informais: Isso pode ser feito individualmente, em
pequenos grupos ou em conversas coletivas, pois conversando também se
avalia o que os alunos estão aprendendo ou não.
Autoavaliação: A avaliação feita pelo próprio aluno, se bem orientada, é
bastante construtiva, pois pode favorecer uma análise crítica de seu
desempenho. Ele pode se expressar por escrito ou oralmente.
Fichas avaliativas: É uma ficha que revela aos responsáveis, como o
processo educativo do aluno está se desenvolvendo. Nessa ficha estarão
registrados aspectos cognitivos, dificuldades de aprendizagem, providências
tomadas para sanar as dificuldades e também aspectos afetivos, de
socialização, organização e atitudes, etc.

PLANO ANUAL
LÍNGUA PORTUGUESA – 5º Ano

OBJETIVOS:

 Desenvolver a competência linguística, de modo a formar bons leitores e


produtores de textos (orais e escritos), considerando o contexto de comunicação.
 Fazer uso de diferentes tipos de registros adequando-os às circunstâncias do
cotidiano.
 Conhecer e respeitar as diferentes variedades linguísticas, apresentadas na
Língua Portuguesa.
 Valorizar a leitura como fonte de acesso e informação, levando à compreensão
dos mais variados tipos de textos.
 Utilizar a linguagem como instrumento de aprendizagem, identificando os
aspectos relevantes, organizando notas, elaborando roteiros, textos, resumos, etc.
 Valer-se da linguagem para melhorar a qualidade de suas relações interpessoais,
sendo capaz de expressar seus sentimentos, ideias e opiniões.
 Desenvolver o uso da linguagem de conhecimento real, sabendo utilizá-la na
coletividade de forma coerente e adequada.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1º Bimestre
Conteúdo Objetivo específico
Literatura clássica Conhecer e apreciar um conto
clássico, ampliando o repertório de
histórias infantis.
Vivenciar os momentos de leitura
como fonte de prazer e divertimento.
Gênero textual: Fábulas e Contos Compreender que nesse gênero há a
presença de um narrador, responsável
por contar uma história na qual as
personagens atuam em um
determinado espaço e tempo.
Conhecer as modalidades de leitura
desse gênero e incentivar a apreciação
a leitura.

Discurso direto e indireto Compreender os discursos direto e


indireto como duas formas de registrar as
falas dos personagens em um texto
narrativo.
Construção do texto. Ler o texto identificando os diferentes
sentidos das palavras e a estrutura do
texto.
Leitura e interpretação Ler e interpretar contos clássicos,
harmonizando o prazer da leitura e o
raciocínio.
Substantivos; Classificação dos Distinguir adequadamente os diversos
substantivos. (gênero, número e grau) tipos de substantivos.
Identificar a forma masculina, feminina
e demais formas de um substantivo.
Identificar a existência de diversos graus
do substantivo.
Artigos; Reconhecer os artigos e saber utilizá-los
em produções textuais.
Adjetivos e locuções adjetivas: Flexão Atribuir adequadamente, características
dos adjetivos diversas aos substantivos.
Paragrafação; Localizar e estruturar parágrafos em
textos.
Acentuação; Revisar regras de acentuação de palavras
monossílabas, oxítonas, paroxítonas e
proparoxítonas
Pontuação; Utilizar a pontuação de acordo com as
normas da língua portuguesa (travessão,
vírgula, dois pontos, interrogação,
exclamação e ponto final).
Encontros vocálicos; Encontros Identificar encontros vocálicos em
consonantais palavras.
Identificar encontros consonantais em
palavras.
Ortografia: x ou ch; m ou n; c ou ç; g ou j Empregar corretamente as letras evitando
erros ortográficos.
Hífen e Apóstrofo Levar aos alunos o entendimento do uso
dos sinais gráficos. Permitir o
reconhecimento destes sinais em
palavras.
Ortografia: Palavras com sc, sç, xc, s, z, Escrever corretamente palavras com as
e x com som de z; letras C, Ç, S, SS, SC, SÇ, XC, Z.
Tonicidade das palavras: oxítonas, Revisar regras de acentuação de palavras
paroxítonas e proparoxítonas; monossílabas, oxítonas, paroxítonas e
proparoxítonas
Divisão silábica Reconhecer a formação de vocábulos
através da união de duas consoantes.

Projeto Literário :autores diversos – Ler de forma compreensiva e com


Leitura e releitura. fluência, localizando informações e
posicionando-se diante das mesmas.
Avaliar o ponto de vista do autor sobre o
tema central.
Identificar as características do gênero.
Identificar ou interpretar as motivações
ou decisões de uma personagem.

2º Bimestre
Conteúdo Objetivo específico
Literatura goiana
Proporcionar momentos de prazer através
da leitura, ampliando vocabulário e a
organização de pensamentos. Reconhecer
a linguagem e história dos autores do
nosso Estado.

Gênero textual: Poema. Ler identificando os diferentes sentidos


das palavras e compreendendo a
estrutura de um poema. Aprender a
produzir textos desse gênero, de forma a
expressar seus sentimentos.

Sentido das palavras: efeito de sentido Identificar o efeito de sentido decorrente


(Denotação e conotação) do uso do sentido real e figurado.
Avaliar a forma como o autor seleciona a
linguagem para influenciar o leitor
Sinônimos, antônimos e homônimos Compreender, identificar e reconhecer o
que são sinônimos, antônimos e
homônimos.
Ortografia: o ou u; r ou rr; s ou ss; lh ou Empregar corretamente as letras evitando
li. erros ortográficos.
Uso do pronome porque, porquê, por que Diferenciar as formas e os usos POR
e por quê. QUE, PORQUE, POR QUÊ e PORQUÊ
Palavras com x e com s; x com som de cs Empregar corretamente as letras evitando
erros ortográficos.
Numerais Reconhecer os termos utilizados para
representar valores numéricos.
Pronomes pessoais (caso reto e oblíquo; Reconhecer pronomes demonstrativos e
de tratamento; possessivo, sua função dentro das frases.
demonstrativo; relativos e interrogativos Identificar e fazer uso de pronomes
possessivos e de tratamento. Identificar e
classificar pronomes.
Projeto Literário: autores diversos – Ler de forma compreensiva e com
Leitura e releitura. fluência, localizando informações e
posicionando-se diante das mesmas.
Avaliar o ponto de vista do autor sobre o
tema central.
Identificar as características do gênero.
Identificar ou interpretar as motivações
ou decisões de uma personagem.

3º Bimestre
Conteúdo Objetivo específico
Literatura popular Conhecer e apreciar a literatura popular,
compreendendo as especificidades que
constituem esse tipo de obra. Vivenciar
os momentos de leitura como fonte de
prazer e divertimento.
Textos lúdicos ou reflexivos (trava- Explorar os textos, identificando sua forma
línguas, parlendas, cantigas, textos escrita e proporcionando prazer a leitura.
descritivos);
Gênero textual: Cordel Compreender as especificidades de cada tipo
de texto estudado, bem como, sua estrutura.
Incentivar a leitura, explorando a imaginação
e criatividade do educando.
Verbo e suas flexões: tempos, modos Identificar e utilizar verbos nos modos
e conjugações subjuntivo e imperativo.  Revisar verbo e
suas variações de tempo, número e pessoa.
Compreender o processo de conjugação dos
verbos.
Aprender a função do verbo auxiliar e do
verbo principal de uma locução verbal.
Ortografia: am ou ão; em, êm, ê, Empregar corretamente as letras evitando
eem; há ou a erros ortográficos
Ortografia: letras com c e s, l e u, Empregar corretamente as letras evitando
com o mesmo som; erros ortográficos.
Verbos irregulares: dizer, pôr e ir Identificar e utilizar os verbos corretamente.
Projeto Literário :autores diversos – Ler de forma compreensiva e com fluência,
Leitura e releitura. localizando informações e posicionando-se
diante das mesmas.
Avaliar o ponto de vista do autor sobre o
tema central.
Identificar as características do gênero.
Identificar ou interpretar as motivações ou
decisões de uma personagem.

4º Bimestre
Conteúdo Objetivo específico
Gênero textual: Textos epistolares: Compreender que a estrutura dos textos,
carta, convite, e-mail, bilhete. produzir textos epistolares e desenvolver a
leitura de forma prazerosa .
Ortografia; mal ou mau; mais ou mas Empregar corretamente as letras evitando
erros ortográficos
Advérbios e locuções adverbiais; Identificar advérbio e locução adverbial.
Conjunção; Reconhecer e utilizar conjunções.
Interjeição; Reconhecer a existência de uma classe
invariável utilizada para expressar
sentimentos e emoções.
Preposição; Identificar a união de preposição com artigo.

Concordância verbal e nominal Identificar e flexionar, adequadamente os


verbos nas frases, orações e períodos.
Sujeito e predicado; Identificar sujeito e predicado.
Projeto Literário: autores diversos – Ler de forma compreensiva e com fluência,
Leitura e releitura. localizando informações e posicionando-se
diante das mesmas.
Avaliar o ponto de vista do autor sobre o
tema central.
Identificar as características do gênero.
Identificar ou interpretar as motivações ou
decisões de uma personagem.
Cartazes e folders publicitários. Ler propaganda observando imagem e texto
em conjunto.
Ler texto de opinião identificando as
diferentes partes de sua composição.
Localizar informações específicas em textos.
Interpretar textos com auxílio de material
gráfico.

AVALIAÇÃO
 Atividade Diversificada (resenhas, resumos, sínteses, releituras, ditados, etc.) –
em grupo e individual.
 Pesquisas.
 Simulados.
 Avaliações.
 Produções textuais contemplando os gêneros estudados.

BILIOGRAFIA BÁSICA

BORGATTO, Ana Maria Trinconi. Ápis: língua portuguesa, 2 ed.São Paulo: Ática,
2014.

BILIOGRAFIA COMPLEMENTAR

BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 37 ed. rev. e ampl. Rio de


Janeiro: Lecerna, 2006.
INFANTE, Ulisses. Do texto ao texto: curso prático de leitura e redação. São Paulo, Ed.
Scipione, 1998.
PLATÃO, F. e FIORIN, J. L. Para entender o texto: leitura e redação. São Paulo: Ática,
2002.
BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método
ANTUNES, I. Língua, texto e ensino: outra escola possível. São Paulo: Parábolas,
2009.
BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método
sociológico na ciência da linguagem. 7.ed. São Paulo: Hucitec, 1995.
____________. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
NOVO DICIONÁRIO ELETRÔNICO AURÉLIO DA LÍNGUA PORTUGUESA
VERSÃO 7.0.5ª ed. Paraná: Regis Ltda., 2010.
MARCUSCHI. L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo:
Parábolas, 2008.
PECHÊUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas:
Unicamp Ed. 1988.7.ed. São Paulo: Hucitec, 1995.

Você também pode gostar