Você está na página 1de 42

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO – SAD/PE


SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO – SES/PE

CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001/2018


NÍVEL SUPERIOR

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)

Nome do Candidato Inscrição

COMPOSIÇÃO DO CADERNO INSTRUÇÕES

Língua Portuguesa 01 a 10 • Confira seu nome, o número do seu documento e o número


de sua inscrição na Folha de Respostas. Além disso, não se
Conhecimentos Gerais do SUS 11 a 20 esqueça de conferir seu Caderno de Questões quanto a falhas
de impressão e de numeração. Preencha os campos destinados
Conhecimentos Específicos 21 a 40 à assinatura e ao número de inscrição. Qualquer divergência,
comunique ao fiscal.

• O único documento válido para avaliação é a Folha de


Respostas. Só é permitido o uso de caneta esferográfica

MANHÃ transparente de cor azul ou preta para o preenchimento da Folha


de Respostas, que deve ser preenchida da seguinte maneira:

• O prazo de realização da prova é de 4 (quatro) horas, incluindo


a marcação da Folha de Respostas. Após 60 (sessenta) minutos

PROVA do início da prova, o candidato estará liberado para utilizar o


sanitário ou deixar definitivamente o local de aplicação, não

01
podendo, no entanto, levar o caderno de questões e nenhum
tipo de anotação de suas respostas.

• Ao término de sua prova, comunique ao fiscal, devolvendo-lhe


a Folha de Respostas devidamente preenchida e assinada.
O candidato poderá levar consigo o Caderno de Questões
somente se aguardar em sala até o término do prazo de
realização da prova estabelecido em edital.

• Os 3 (três) últimos candidatos só poderão retirar-se da sala


juntos, após assinatura do Termo de Fechamento do envelope
de retorno.
LEMBRE-SE DE MARCAR O NÚMERO
CORRESPONDENTE À SUA PROVA NA • As provas e os gabaritos preliminares estarão disponíveis
FOLHA DE RESPOSTAS! no site do Instituto AOCP - www.institutoaocp.org.br, no dia
posterior à aplicação da prova.

• O NÃO cumprimento a qualquer uma das determinações


constantes em Edital, no presente Caderno ou na Folha de
Respostas incorrerá na eliminação do candidato.

Fraudar ou tentar fraudar Concursos Públicos é Crime!


Previsto no art. 311 - A do Código Penal
ATENÇÃO!
NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de Respostas, o número de sua prova indicado na capa deste caderno.

Língua Portuguesa

INFELICIDADES CONTEMPORÂNEAS
Marcia Tiburi – 31 de maio de 2017

Faz tempo que ando pensando na felicidade como categoria ética. Longe da felicidade publicitária,
da felicidade das mercadorias, me parece necessário manter esse conceito em cena devolvendo-lhe
ao campo da análise crítica contra a ordem da ingenuidade onde ele foi lançado. Justamente porque
o tema da felicidade foi capturado na ordem das produções discursivas, falar da felicidade se torna
um desafio quando muita gente tenta transformá-la em uma bobagem, uma caretice, um assunto do
passado.
A felicidade é assunto do campo da ética. Em Aristóteles ela representa o máximo da virtude. Feliz
acima de tudo é quem pratica a filosofia, mas na vida em geral, aquele que vive uma vida justa já pode
ser feliz. Uma vida justa é uma vida boa, vivida com dignidade. Aquele que alcança um meio termo
entre extremos e faltas sempre falsos, sempre destrutivos, sempre irreais, é alguém que pode se dizer
feliz. A felicidade não é inalcançável, ela é busca bem prática que conduz a vida.
Hoje, depois de uma aula sobre o tema, uma aula crítica e analítica, daquelas que revoltam os
ressentidos e fortalecem os corajosos, uma pessoa que se anunciou tendo mais de 80 anos, me
abraçou e me disse, “sua aula me deixou feliz”. Eu também fiquei feliz.

***

Fico pensando no que o termo felicidade pode ainda nos dizer, quando, por meio de uma deturpação
conceitual, localizamos a felicidade nas mercadorias, quando a confundimos com fantasias e
propagandas.
A felicidade sempre foi uma ideia e uma prática complexas. Sua complexidade remete a uma
instabilidade inevitável. Em nossos dias, as pessoas falam muito da felicidade porque a desejam.
E se a desejam é porque, de algum modo, podemos dizer que sonham com ela. Mas não podem
pegá-la, comprá-la, obtê-la simplesmente e justamente porque ela não é uma coisa. Por isso, a ideia
de felicidade não combina com a ideia de mercadoria. Como ideia, a felicidade é aberta e produz
aberturas. Ela não cabe nas coisas, nem nas mais ricas, nem nas mais bonitas. Porque quando a
felicidade está, ela é como a morte, as coisas, assim como a vida, já não estão.
Há, no entanto, coisas que nos lembram ou nos iludem da ideia de felicidade, mas sempre o fazem
como um ideal ou um simulacro. Ninguém pode ser feliz plenamente, mas sempre pode buscar ser feliz
em uma medida muito abstrata que, no entanto, nos conecta à outras utopias. Não é sem sabedoria que,
em vez de pensarmos em uma única felicidade, começamos há muito tempo a pensar em felicidades no
plural. Se não se pode ser feliz no todo, que se seja em lugares, em setores da vida. Que se realize a
felicidade relativa, contra uma felicidade absoluta. Abaixo os absolutos, diz todo pensamento razoável.
Felicidades mil é o que desejamos àqueles que amamos. É um voto, apenas, um voto de fé que
em tudo se confunde com a postura ética de quem deseja o bem ao outro. Felicidade, lembremos os
filósofos antigos, era o sumo bem, o bem maior, o Bem com letra maiúscula. Uma coisa para inspirar,
para fazer suportar as dores e sofrimentos da vida comum. [...].

Adaptado de: (https://revistacult.uol.com.br/home/marcia-tiburi-infelicidades-contemporaneas/).

ANALISTA EM SAÚDE 2
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
1. Sobre o texto, é correto afirmar que (C) O termo “publicitária” se refere ao
(A) falar de felicidade sempre foi um desafio, substantivo “felicidade” e exerce função de
uma vez que indivíduos de todas as épocas predicativo do sujeito.
a consideravam uma bobagem. (D) A expressão “das mercadorias” caracteriza
(B) a felicidade pode ser alcançada por meio da o substantivo “felicidade”, sendo, portanto,
aquisição de bens materiais. um adjetivo.
(C) a felicidade, assim como a morte, é (E) Tanto “publicitária” quanto “das mercadorias”
inevitável. são termos que delimitam o significado
(D) a felicidade absoluta, única, não é um do substantivo “felicidade”, exercendo,
pensamento razoável. portanto, função de adjuntos adnominais.
(E) desejar felicidades às pessoas é o mesmo
que desejar que elas sejam bondosas. 4. Com relação ao excerto “Justamente
porque o tema da felicidade foi capturado
2. Sobre a estruturação do texto, é correto na ordem das produções discursivas,
afirmar que falar da felicidade se torna um desafio
(A) a ideia principal do texto é que as quando muita gente tenta transformá-
pessoas são infelizes atualmente porque la em uma bobagem, uma caretice,
não praticam a filosofia. Isso pode ser um assunto do passado.”, assinale a
comprovado pelo trecho: “Feliz acima de alternativa correta.
tudo é quem pratica a filosofia [...]”. (A) Uma vez que os antônimos são palavras
(B) o terceiro parágrafo apresenta uma que, em um determinado contexto,
sequência descritiva, que tem a função de têm significados opostos, a palavra
exemplificar para o leitor que a felicidade “injustamente” não poderia ser considerada
pode ser alcançada em situações comuns um antônimo da palavra “justamente” no
do cotidiano. excerto em questão.
(C) o tópico frasal, isto é, a ideia-núcleo do (B) O termo “justamente” poderia ser
quinto parágrafo é “A felicidade sempre foi substituído por “de forma justa”, sem que
uma ideia e uma prática complexas.”, que é isso alterasse o sentido do excerto.
justificado pelo fato de ela ser instável e não (C) Os termos “bobagem” e “caretice” são
poder ser pega, comprada ou obtida. típicos da variedade não culta da língua
(D) em “A felicidade sempre foi uma ideia e portuguesa, o que denota que a escritora
uma prática complexas. Sua complexidade do texto pertence a um grupo de falantes da
remete a uma instabilidade inevitável.”, o zona rural.
termo em destaque se relaciona à palavra (D) Os termos “bobagem” e “caretice” são
“felicidade” e, por isso, não poderia estar típicos da variedade não culta da língua
precedido de um ponto final. portuguesa, o que denota que a escritora do
(E) a ideia de que “a felicidade é aberta e texto pertence a um grupo de falantes com
produz aberturas”, constante no quinto baixa escolaridade.
parágrafo, está em acordo com a ideia de (E) O termo “capturado” está sendo utilizado
“felicidade absoluta”, expressa no sexto em seu sentido figurado, isto é, significando
parágrafo. “apreendido”.

3. Com relação ao excerto “Longe da


felicidade publicitária, da felicidade das
mercadorias, me parece necessário
manter esse conceito em cena
devolvendo-lhe ao campo da análise
crítica contra a ordem da ingenuidade
onde ele foi lançado.”, assinale a
alternativa correta.
(A) A colocação pronominal do pronome
oblíquo átono “me” está adequada.
(B) A colocação pronominal está adequada em
todas as ocorrências de pronome oblíquo
átono.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
3
5. Sobre a concordância verbal e nominal, (E) Em “Se não se pode ser feliz no todo, que
assinale a alternativa correta. se seja em lugares, em setores da vida.”, o
(A) Em “A felicidade sempre foi uma ideia e termo em destaque expressa um sentido de
uma prática complexas.”, a concordância adição.
está inadequada, pois o adjetivo
“complexas” deveria concordar com o 7. Com relação ao excerto “Felicidades mil
substantivo mais próximo “prática”. é o que desejamos àqueles que amamos.
(B) Em “A felicidade sempre foi uma ideia É um voto, apenas, um voto de fé que em
e uma prática complexas.”, o adjetivo tudo se confunde com a postura ética de
“complexas” pode estar tanto no plural quem deseja o bem ao outro.”, assinale a
quanto no singular, concordando com o alternativa correta.
substantivo mais próximo. (A) “Desejamos” é a forma do verbo “desejar”
(C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram flexionada na terceira pessoa do plural do
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, subjuntivo.
o verbo “haver” deveria estar no plural, (B) “Deseja” é uma forma nominal do verbo
concordando com o termo “coisas”. “desejar”.
(D) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram (C) Tanto “desejamos” quanto “deseja” são
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, formas do verbo “desejar” flexionadas na
o verbo “haver” está no singular porque o terceira pessoa do presente do indicativo.
sujeito “coisas” também está no singualr. (D) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”, o
(E) Se, em “Há, no entanto, coisas que nos verbo desejar é transitivo direto.
lembram ou nos iludem da ideia de (E) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”,
felicidade [...]”, o verbo “haver” fosse o verbo desejar é transitivo direto e indireto
substituído pelo verbo “existir”, este ao mesmo tempo.
permaneceria no singular, visto que ambos
são verbos impessoais. 8. Assinale a alternativa em que a palavra
em destaque está classificada
6. Sobre o uso dos mecanismos de corretamente.
coesão textual e as relações de sentido (A) “[...] devolvendo-lhe ao campo da análise
estabelecidas no texto, assinale a crítica contra a ordem da ingenuidade onde
alternativa correta. ele foi lançado.” (preposição).
(A) Se o trecho “[...] as pessoas falam muito (B) “[...] aquele que vive uma vida justa já pode
da felicidade porque a desejam.” fosse ser feliz.” (pronome pessoal).
reescrito como “as pessoas falam muito da (C) “[...] ela é busca bem prática que conduz a
felicidade, mas a desejam”, a relação de vida.” (substantivo).
sentido entre as orações permaneceria a (D) “Hoje, depois de uma aula sobre o tema,
mesma. uma aula crítica e analítica [...]” (conjunção).
(B) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram (E) “sua aula me deixou feliz. Eu também fiquei
ou nos iludem da ideia de felicidade, mas feliz.” (conjunção).
sempre o fazem como um ideal ou um
simulacro.”, o termo em destaque é um 9. Assinale a alternativa em que a palavra
artigo e retoma a palavra “coisas”. em destaque NÃO pode ser substituída
(C) Em “[...] me parece necessário manter por aquela entre parênteses sem que
esse conceito em cena devolvendo-lhe ao isso resulte em mudança de significado.
campo da análise crítica contra a ordem (A) “Fico pensando no que o termo felicidade
da ingenuidade onde ele foi lançado.”, pode ainda nos dizer [...]” (vocábulo).
o elemento em destaque poderia ser (B) “A felicidade é assunto do campo da ética.”
substituído por “no qual’. (âmbito).
(D) Se o trecho “Ninguém pode ser feliz (C) “Aquele que alcança um meio termo entre
plenamente, mas sempre pode buscar ser extremos [...] é alguém que pode se dizer
feliz em uma medida muito abstrata [...]”, feliz.” (atinge).
fosse reescrito como “Ainda que ninguém (D) “[...] mas sempre o fazem como um ideal ou
possa ser feliz plenamente, sempre pode um simulacro.” (simulação).
buscar ser feliz em uma medida muito (E) “Se não se pode ser feliz no todo, que
abstrata”, a relação de sentido estabelecida se seja em lugares, em setores da vida.”
passaria de adversidade para concessão. (sessões).

ANALISTA EM SAÚDE 4
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
10. Sobre o uso de vírgulas no texto, assinale 13. A solução do problema fundamental
a alternativa correta. do SUS consiste em restabelecer
(A) Em “Justamente porque o tema da a coerência entre a situação de
felicidade foi capturado na ordem das saúde de tripla carga de doenças,
produções discursivas, falar da felicidade com predominância relativa forte de
se torna um desafio [...]”, o uso da vírgula condições crônicas, e o sistema de
se justifica porque se trata de um período atenção à saúde, por meio da implantação
composto por duas orações coordenadas, de Redes de Atenção em Saúde, que tem
sendo uma delas explicativa. como característica
(B) Em “[...] muita gente tenta transformá-la em (A) a organização hierárquica dos serviços de
uma bobagem, uma caretice, um assunto saúde e o financiamento desses serviços
do passado.”, as vírgulas são utilizadas em por procedimentos.
uma enumeração e, por isso, poderiam ser (B) um conjunto de pontos de atenção à saúde
omitidas. isolados e incomunicados uns com os outros
(C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram e sem população adscrita.
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, a (C) foco nas condições agudas através
vírgula é de uso obrigatório, pois isola uma de unidades de pronto atendimento,
conjunção adversativa. ambulatorial e hospitalar e passividade da
(D) Em “Em nossos dias, as pessoas falam pessoa usuária.
muito da felicidade [...]”, a vírgula é opcional. (D) ênfase relativa nas intervenções curativas
(E) O excerto “Eu também fiquei feliz.” está e reabilitadoras e um modelo de atenção
inadequado quanto à pontuação, pois a à saúde fragmentado e sem estratificação
vírgula isolando o advérbio “também” é de dos riscos.
uso obrigatório. (E) ofertar uma atenção contínua e integral a
determinada população, coordenada pela
atenção primária à saúde.
Conhecimentos Gerais do SUS
14. Um dos fundamentos das Redes de
Atenção em Saúde (RAS) aponta que,
11. Sua atuação tem como um dos objetivos
para sua organização racional, alguns
fixar diretrizes sobre as regiões de
serviços de saúde devem ser ofertados
saúde, distrito sanitário, integração de
de forma dispersa, por exemplo os
territórios, referência e contrarreferência
serviços de atenção primária, enquanto
e demais aspectos vinculados à
serviços mais especializados, como um
integração das ações e serviços de
serviço de neurocirurgia, devem ser
saúde entre os entes federados. O
concentrados. Tal fundamento baseia-se
enunciado se refere
no princípio de
(A) ao conselho nacional de saúde.
(A) governança.
(B) às secretarias municipais de saúde.
(B) economia de escala.
(C) ao ministério da saúde.
(C) gestão participativa.
(D) às comissões intergestores bipartite/
(D) grupos técnicos para trabalho em saúde.
tripartite.
(E) planejamento normativo.
(E) aos fóruns estaduais de saúde coletiva.

12. A autoridade de saúde que receber a
notificação compulsória de um óbito
por Dengue deverá informar às demais
esferas de gestão do SUS em até
(A) 24 horas.
(B) 48 horas.
(C) 72 horas.
(D) 07 dias.
(E) 30 dias.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
5
15. De acordo com o Decreto n° 7.508/11, é 18. O Comitê de Implementação do Programa
correto afirmar que Nacional de Segurança do Paciente
(A) a única porta de entrada para as ações e (CIPNSP), conforme o que consta na
serviços de saúde é a Atenção Primária em Portaria GM/MS nº 529, de 01 de abril
Saúde. de 2013, é composto por alguns dos
(B) o planejamento da saúde em âmbito estadual representantes, titular e suplentes dos
deve ser realizado de maneira centralizada, a seguintes órgãos e entidades, EXCETO
partir das necessidades do Estado e não do (A) ministério da Saúde.
município. (B) fundação Oswaldo Cruz.
(C) as ações e serviços que o SUS oferece ao (C) agência Nacional de Saúde Suplementar. 
usuário para atendimento da integralidade (D) conselho Federal de Enfermagem.
da assistência à saúde são descritos nos (E) associação Brasileira de saúde coletiva.
protocolos clínicos.
(D) o acordo de colaboração entre os entes 19. Dentre os programas e projetos
federativos para a organização da rede prioritários destacados no Plano
interfederativa de atenção à saúde será Estadual de Saúde 2016 a 2019, do
firmado por meio de Contrato Organizativo da Estado de Pernambuco, aquele que tem
Ação Pública da Saúde.  como objetivo reduzir a mortalidade
(E) o acesso universal e igualitário à assistência materna e infantil é o Programa
farmacêutica é garantido a qualquer (A) Cegonha Feliz.
cidadão desde que o medicamento tenha (B) Mãe Coruja Pernambucana.
sido prescrito por profissional de saúde, (C) Renascer em Pernambuco.
mesmo sendo um profissional ligado à rede (D) De volta ao ninho.
privada de saúde. (E) Cegonha de Pernambuco.

16. Esse nível de prevenção em saúde 20. No que se refere ao disposto no


consiste na detecção de indivíduos Estatuto dos Funcionários Públicos do
em risco de sobretratamento (over Estado de Pernambuco (Lei Estadual
medicalisation) para os proteger nº 6.123/1968), o ato que completa a
de novas intervenções médicas investidura em cargo público e órgão
inapropriadas e sugerir-lhes alternativas colegiado é o/a
eticamente aceitáveis. O enunciado se (A) posse.
refere à prevenção (B) nomeação.
(A) primordial. (C) execução.
(B) primária. (D) término do estágio probatório.
(C) secundária. (E) exercício.
(D) terciária.
(E) quaternária. Conhecimentos Específicos
17. Considerando-se a alta infectividade
e contagiosidade da doença, todo 21. Sobre a técnica de fisioterapia
caso suspeito de sarampo deve ser respiratória percussão direta, assinale a
comunicado por telefone à Secretaria alternativa correta.
Municipal de Saúde dentro das primeiras (A) É uma técnica que visa principalmente à
24 horas após o atendimento do paciente desinsuflação pulmonar.
e também à Secretaria Estadual de (B) Deve ser feita sobre o tórax com o paciente
Saúde por telefone, fax ou e-mail, para desprovido de qualquer vestimenta.
acompanhamento junto ao município. (C) É contraindicada em pacientes com
Além disso, a notificação deve ser hipertensão arterial sistêmica.
registrada no (D) Tem como objetivo a mobilização de
(A) SIM. secreções pulmonares.
(B) SINASC. (E) Auxilia no aumento do volume residual.
(C) SINAN.
(D) SIAB.
(E) SISREG.

ANALISTA EM SAÚDE 6
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
22. Preencha as lacunas e assinale a alternativa correta.
O pulmão direito possui ________ lobo (s) e _________ fissura (s), já o pulmão esquerdo
possui __________ fissura (s) e __________ lobo (s).

(A) três / duas / uma / dois


(B) dois / uma / duas / três
(C) um / nenhuma / uma / dois
(D) dois / três / duas / um
(E) três / duas / duas / um

23. Sobre o eletrocardiograma (ECG) e a estimulação elétrica do coração, assinale a alternativa


correta.
(A) O eletrocardiograma possui 8 derivações periféricas e 8 precordiais.
(B) A taquicardia paroxística ventricular é detectada no ECG através de um aumento da quantidade de
onda P.
(C) A fibrilação atrial é detectada pela irregularidade no complexo QRS no ECG.
(D) O bloqueio átrio ventricular ocorre quando há um retardo do impulso atrial ao ventrículo, produzindo
uma pausa aumentada antes da estimulação ventricular.
(E) As fibras de Purkinje localizam-se apenas nos átrios.

24. Sobre o exame complementar gasometria arterial, assinale a alternativa correta.


(A) O Ph normal é de 7,25 a 7,35.
(B) Um Ph abaixo dos valores de normalidade sugere uma alcalose.
(C) O pCO2 normalmente é descrito na unidade de medida “mEq”.
(D) Na acidose metabólica, o HCO3 encontra-se acima do valor de normalidade.
(E) Na alcalose respiratória, o pCO2 encontra-se abaixo do valor de normalidade.

25. Assinale a alternativa que apresenta a alteração encontrada no seguinte eletrocardiograma.

(A) Escape nodal.


(B) Flutter atrial.
(C) Bloqueio atrioventricular de segundo grau.
(D) Fibrilação ventricular.
(E) Bradicardia.

26. Assinale a alternativa correta.


(A) O músculo cardíaco é do tipo liso, involuntário.
(B) O diafragma é um músculo do tipo estriado esquelético.
(C) As fibras musculares do tipo 1 têm menor quantidade de mitocôndrias, se comparadas às fibras do
tipo 2.
(D) As fibras musculares do tipo 2 possuem características de maior resistência, se comparadas às
fibras musculares do tipo 1.
(E) As fibras musculares do tipo 1 possuem maior velocidade de contração, se comparadas às do
tipo 2.

27. Na avaliação do paciente crítico ou potencialmente crítico, os reflexos pupilares podem dizer
muito sobre o seu prognóstico. Considerando o exposto, assinale a alternativa correta.
(A) A midríase pode ser detectada quando as pupilas estão contraídas.
(B) A miose ocorre quando há uma dilatação das pupilas.
(C) O nistagmo são oscilações involuntárias, repetidas e rítmicas de um ou ambos os olhos.
(D) Pupilas anisocóricas é a condição em que elas encontram-se normais e simétricas.
(E) Pupilas isocóricas é a assimetria entre as pupilas e pode sugerir a presença de um acidente vascular
encefálico.

ANALISTA EM SAÚDE 7
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
28. Sobre a estrutura alveolar, anatomia e encontra-se consciente e colaborativo,
fisiologia pulmonar, assinale a alternativa eupneico em oxigenoterapia contínua
correta. via cânula nasal (5 litros por minuto).
(A) Os pneumócitos do tipo II secretam o Ausculta pulmonar: murmúrio vesicular
surfactante pulmonar. +, assimétrico, diminuído em base
(B) Os pneumócitos do tipo III são células esquerda, sem ruídos adventícios.
que revestem a maior parte da superfície Assinale a alternativa que apresenta a
alveolar. melhor conduta fisioterapêutica imediata
(C) Não ocorre hematose nos bronquíolos para o paciente.
respiratórios. (A) Padrões inspiratórios reexpansivos
(D) O pulmão possui um total de 20 brônquios (inspiração fracionada).
lobares, sendo 10 de cada lado. (B) Técnicas de higiene brônquica.
(E) Os brônquios segmentares também podem (C) Cicloergômetro.
ser chamados de primários ou de primeira (D) Huffing.
ordem. (E) Flutter / Shaker.

29. Sobre a doença pulmonar obstrutiva 32. Ainda sobre o caso clínico apresentado
crônica (DPOC), assinale a alternativa na questão anterior, nº 31, assinale
INCORRETA. a alternativa que apresenta a FiO2
(A) Pode ser dividida em 2 tipos: bronquite mais próxima do valor ofertado na
crônica e enfisema pulmonar. oxigenoterapia para o paciente.
(B) Ambos os tipos de DPOC geram uma (A) 31%
redução do fluxo aéreo expiratório. (B) 41%
(C) O maior causador do DPOC é o tabagismo. (C) 46%
(D) A deficiência de alfa 1 anti-tripsina é uma (D) 36%
das possíveis causas da DPOC. (E) 21%
(E) O volume residual encontra-se reduzido em
pacientes portadores de DPOC. 33. Paciente do sexo feminino, 67 anos,
recebeu diagnóstico de esclerose lateral
30. Existem diversas pneumopatias amiotrófica (ELA) há 7 anos. Há 30 dias,
comumente detectadas em ambientes hospitalizou-se devido à crise asmática,
hospitalares, sendo de extrema que evoluiu para ventilação mecânica
importância para o fisioterapeuta o invasiva (VMI) e traqueostomia. No
seu conhecimento, assim como saber momento, encontra-se em difícil
diferenciá-las. Sobre as pneumopatias, desmame da VMI, com intervalos de
assinale a alternativa correta. macronebulização, possuindo previsão
(A) O pneumotórax é caracterizado pelo de desospitalização e encaminhamento
acúmulo de ar entre as pleuras. ao domicílio em respiração artificial.
(B) O derrame pleural caracteriza-se por um Está acamada, com frequência cardíaca
acúmulo de líquido no ácino respiratório. de 53 bpm, pressão arterial de 130/90
(C) A pneumonia nosocomial também é mmHg, SpO2 de 93%, com hipotrofia
conhecida como adquirida na comunidade. generalizada, consciente, ausculta
(D) A atelectasia é uma doença irreversível de pulmonar: murmúrio vesicular +,
início insidioso. simétrico, com roncos difusos. Sobre
(E) A bronquiectasia é uma doença que se esse caso clínico, assinale a alternativa
enquadra no tipo de doenças restritivas e correta.
dificilmente apresenta como sintomas a (A) A melhor modalidade ventilatória para
hipersecretividade. encaminhar a paciente ao domicílio é a
ventilação controlada a volume.
31. Paciente do sexo masculino, 78 anos, (B) A paciente encontra-se normocárdica.
está internado devido a pós-cirúrgico (C) A paciente encontra-se hipertensa.
de infarto agudo do miocárdio (IAM) e (D) A mesa ortostática é uma conduta
colocação de dois stents. Após cirurgia, apropriada para a paciente.
foi detectado um derrame pleural sem (E) A asma, fator que levou a paciente à piora
indicação de dreno, apenas tratamento no quadro, é uma doença do tipo restritiva.
medicamentoso. No momento, o paciente

ANALISTA EM SAÚDE 8
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
34. Ainda sobre o caso clínico apresentado (C) Se houver uma redução do uso da
na questão anterior, nº 33, a paciente musculatura acessória após 1 horas de uso.
realizou uma gasometria arterial, sendo (D) Se após 1 hora de uso não houver melhora
encontrados os seguintes valores: Ph: do quadro clínico do paciente.
7,36; PaO2: 98 mmHg; PcO2: 40 mmHg; (E) Se após 2 horas de uso o Ph do paciente for
HCO3: 25 mEq. Assinale a alternativa para 7,35.
que apresenta a interpretação correta do
exame. 38. A VNI pode ser utilizada na
(A) Acidose respiratória descompensada. pós-extubação da ventilação mecânica
(B) Alcalose respiratória descompensada. invasiva, reduzindo a mortalidade e
(C) Gasometria arterial dentro dos parâmetros as taxas de pneumonias associadas
de normalidade. à ventilação mecânica (PAV). A VNI
(D) Acidose metabólica descompensada. utilizada imediatamente após extubação
(E) Alcalose metabólica descompensada. pode beneficiar os seguintes casos,
EXCETO
35. Paciente está internado em unidade (A) insuficiência cardíaca congestiva.
de terapia intensiva após traumatismo (B) pacientes portadores de doenças
cranioencefálico não cirúrgico por queda neuromusculares.
da própria altura. Encontra-se intubado (C) idade maior que 50 anos.
(tubo número 7), mantendo boa pressão (D) tempo de ventilação mecânica maior que 72
intracraniana, com grandes quantidades horas.
de secreções pulmonares. Assinale a (E) pacientes obesos.
alternativa que apresenta o tamanho de
sonda apropriado para que se realize 39. Paciente do sexo feminino, 48 anos,
a aspiração das vias aéreas desse foi internada em unidade de terapia
paciente. intensiva devido à acidente vascular
(A) 14 encefálico, sendo que, após 12 dias
(B) 16 de internação, foi diagnosticada com
(C) 18 Síndrome da Angústia Respiratória
(D) 8 Aguda (SARA). A paciente encontra-
(E) 10 se sedada, em VMI via traqueostomia,
sinais vitais estáveis, gasometria com
36. Assinale a alternativa que apresenta acidose respiratória em compensação
uma contraindicação absoluta para a metabólica, índice de oxigenação de
ventilação não invasiva (VNI). 150 com PEEP de 7cm H2O. Sobre
(A) Cirurgia facial. esse caso clínico, assinale a alternativa
(B) Anastomose de esôfago recente. INCORRETA.
(C) Parada cardíaca ou respiratória. (A) A paciente enquadra-se em uma provável
(D) Rebaixamento do nível de consciência. SARA moderada.
(E) Alto risco de aspiração. (B) É recomendado ventilar a paciente em
modalidades controladas.
37. Paciente do sexo masculino, 85 anos, (C) Deve-se utilizar a menor FiO2 possível para
encontra-se em pronto atendimento garantir SpO2 maior que 92%.
em uso de VNI após exacerbação de (D) É recomendado ventilar com volume
DPOC. Equipe solicita um fisioterapeuta corrente de 8 ml/Kg (considerando o peso
para avaliação do paciente. Gasometria predito).
arterial no momento da entrada do (E) Deve-se manter pressão de platô menor ou
paciente: Ph: 7,28, PCO2: 58 mmHg, PO2: igual a 30 cm H2O.
73 mmHg, HCO3: 25 mEq. Considerando
esse caso clínico, quando se deve
descontinuar a VNI, caso ocorra um
insucesso nessa conduta?
(A) Se após 1 hora de uso a PCO2 do paciente
for para 45 mmHg.
(B) Se após 2 horas de uso da VNI não houver
melhora do quadro clínico do paciente.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
9
40. Paciente do sexo masculino, 5
dias de vida, está internado em
UTI neonatal devido à aspiração de
mecônio. Encontra-se em VMI via tubo
orotraqueal, gasometria arterial:
Ph: 7,30, PaO2: 90 mmHg,
PCO2: 49 mmHg, HCO3: 20 mEq.
Está ventilando na modalidade
controlada a volume, com PEEP de 7 cm
H2O e FiO2 de 60%. Assinale a alternativa
que apresenta o índice de oxigenação
desse paciente.
(A) 15
(B) 65
(C) 100
(D) 120
(E) 150

ATENÇÃO!
NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de
Respostas, o número de sua prova indicado
na capa deste caderno.

ANALISTA EM SAÚDE 10
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
ANALISTA EM SAÚDE 11
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO
SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO – SAD/PE
SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO – SES/PE

CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001/2018


NÍVEL SUPERIOR

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)

Nome do Candidato Inscrição

COMPOSIÇÃO DO CADERNO INSTRUÇÕES

Língua Portuguesa 01 a 10 • Confira seu nome, o número do seu documento e o número


de sua inscrição na Folha de Respostas. Além disso, não se
Conhecimentos Gerais do SUS 11 a 20 esqueça de conferir seu Caderno de Questões quanto a falhas
de impressão e de numeração. Preencha os campos destinados
Conhecimentos Específicos 21 a 40 à assinatura e ao número de inscrição. Qualquer divergência,
comunique ao fiscal.

• O único documento válido para avaliação é a Folha de


Respostas. Só é permitido o uso de caneta esferográfica

MANHÃ transparente de cor azul ou preta para o preenchimento da Folha


de Respostas, que deve ser preenchida da seguinte maneira:

• O prazo de realização da prova é de 4 (quatro) horas, incluindo


a marcação da Folha de Respostas. Após 60 (sessenta) minutos

PROVA do início da prova, o candidato estará liberado para utilizar o


sanitário ou deixar definitivamente o local de aplicação, não

02
podendo, no entanto, levar o caderno de questões e nenhum
tipo de anotação de suas respostas.

• Ao término de sua prova, comunique ao fiscal, devolvendo-lhe


a Folha de Respostas devidamente preenchida e assinada.
O candidato poderá levar consigo o Caderno de Questões
somente se aguardar em sala até o término do prazo de
realização da prova estabelecido em edital.

• Os 3 (três) últimos candidatos só poderão retirar-se da sala


juntos, após assinatura do Termo de Fechamento do envelope
de retorno.
LEMBRE-SE DE MARCAR O NÚMERO
CORRESPONDENTE À SUA PROVA NA • As provas e os gabaritos preliminares estarão disponíveis
FOLHA DE RESPOSTAS! no site do Instituto AOCP - www.institutoaocp.org.br, no dia
posterior à aplicação da prova.

• O NÃO cumprimento a qualquer uma das determinações


constantes em Edital, no presente Caderno ou na Folha de
Respostas incorrerá na eliminação do candidato.

Fraudar ou tentar fraudar Concursos Públicos é Crime!


Previsto no art. 311 - A do Código Penal
ATENÇÃO!
NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de Respostas, o número de sua prova indicado na capa deste caderno.

Língua Portuguesa

INFELICIDADES CONTEMPORÂNEAS
Marcia Tiburi – 31 de maio de 2017

Faz tempo que ando pensando na felicidade como categoria ética. Longe da felicidade publicitária,
da felicidade das mercadorias, me parece necessário manter esse conceito em cena devolvendo-lhe
ao campo da análise crítica contra a ordem da ingenuidade onde ele foi lançado. Justamente porque
o tema da felicidade foi capturado na ordem das produções discursivas, falar da felicidade se torna
um desafio quando muita gente tenta transformá-la em uma bobagem, uma caretice, um assunto do
passado.
A felicidade é assunto do campo da ética. Em Aristóteles ela representa o máximo da virtude. Feliz
acima de tudo é quem pratica a filosofia, mas na vida em geral, aquele que vive uma vida justa já pode
ser feliz. Uma vida justa é uma vida boa, vivida com dignidade. Aquele que alcança um meio termo
entre extremos e faltas sempre falsos, sempre destrutivos, sempre irreais, é alguém que pode se dizer
feliz. A felicidade não é inalcançável, ela é busca bem prática que conduz a vida.
Hoje, depois de uma aula sobre o tema, uma aula crítica e analítica, daquelas que revoltam os
ressentidos e fortalecem os corajosos, uma pessoa que se anunciou tendo mais de 80 anos, me
abraçou e me disse, “sua aula me deixou feliz”. Eu também fiquei feliz.

***

Fico pensando no que o termo felicidade pode ainda nos dizer, quando, por meio de uma deturpação
conceitual, localizamos a felicidade nas mercadorias, quando a confundimos com fantasias e
propagandas.
A felicidade sempre foi uma ideia e uma prática complexas. Sua complexidade remete a uma
instabilidade inevitável. Em nossos dias, as pessoas falam muito da felicidade porque a desejam.
E se a desejam é porque, de algum modo, podemos dizer que sonham com ela. Mas não podem
pegá-la, comprá-la, obtê-la simplesmente e justamente porque ela não é uma coisa. Por isso, a ideia
de felicidade não combina com a ideia de mercadoria. Como ideia, a felicidade é aberta e produz
aberturas. Ela não cabe nas coisas, nem nas mais ricas, nem nas mais bonitas. Porque quando a
felicidade está, ela é como a morte, as coisas, assim como a vida, já não estão.
Há, no entanto, coisas que nos lembram ou nos iludem da ideia de felicidade, mas sempre o fazem
como um ideal ou um simulacro. Ninguém pode ser feliz plenamente, mas sempre pode buscar ser feliz
em uma medida muito abstrata que, no entanto, nos conecta à outras utopias. Não é sem sabedoria que,
em vez de pensarmos em uma única felicidade, começamos há muito tempo a pensar em felicidades no
plural. Se não se pode ser feliz no todo, que se seja em lugares, em setores da vida. Que se realize a
felicidade relativa, contra uma felicidade absoluta. Abaixo os absolutos, diz todo pensamento razoável.
Felicidades mil é o que desejamos àqueles que amamos. É um voto, apenas, um voto de fé que
em tudo se confunde com a postura ética de quem deseja o bem ao outro. Felicidade, lembremos os
filósofos antigos, era o sumo bem, o bem maior, o Bem com letra maiúscula. Uma coisa para inspirar,
para fazer suportar as dores e sofrimentos da vida comum. [...].

Adaptado de: (https://revistacult.uol.com.br/home/marcia-tiburi-infelicidades-contemporaneas/).

ANALISTA EM SAÚDE 2
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
1. Sobre a estruturação do texto, é correto 3. Com relação ao excerto “Justamente
afirmar que porque o tema da felicidade foi capturado
(A) a ideia principal do texto é que as na ordem das produções discursivas,
pessoas são infelizes atualmente porque falar da felicidade se torna um desafio
não praticam a filosofia. Isso pode ser quando muita gente tenta transformá-
comprovado pelo trecho: “Feliz acima de la em uma bobagem, uma caretice,
tudo é quem pratica a filosofia [...]”. um assunto do passado.”, assinale a
(B) o terceiro parágrafo apresenta uma alternativa correta.
sequência descritiva, que tem a função de (A) Uma vez que os antônimos são palavras
exemplificar para o leitor que a felicidade que, em um determinado contexto,
pode ser alcançada em situações comuns têm significados opostos, a palavra
do cotidiano. “injustamente” não poderia ser considerada
(C) o tópico frasal, isto é, a ideia-núcleo do um antônimo da palavra “justamente” no
quinto parágrafo é “A felicidade sempre foi excerto em questão.
uma ideia e uma prática complexas.”, que é (B) O termo “justamente” poderia ser
justificado pelo fato de ela ser instável e não substituído por “de forma justa”, sem que
poder ser pega, comprada ou obtida. isso alterasse o sentido do excerto.
(D) em “A felicidade sempre foi uma ideia e (C) Os termos “bobagem” e “caretice” são
uma prática complexas. Sua complexidade típicos da variedade não culta da língua
remete a uma instabilidade inevitável.”, o portuguesa, o que denota que a escritora
termo em destaque se relaciona à palavra do texto pertence a um grupo de falantes da
“felicidade” e, por isso, não poderia estar zona rural.
precedido de um ponto final. (D) Os termos “bobagem” e “caretice” são
(E) a ideia de que “a felicidade é aberta e típicos da variedade não culta da língua
produz aberturas”, constante no quinto portuguesa, o que denota que a escritora do
parágrafo, está em acordo com a ideia de texto pertence a um grupo de falantes com
“felicidade absoluta”, expressa no sexto baixa escolaridade.
parágrafo. (E) O termo “capturado” está sendo utilizado
em seu sentido figurado, isto é, significando
2. Com relação ao excerto “Longe da “apreendido”.
felicidade publicitária, da felicidade das
mercadorias, me parece necessário
manter esse conceito em cena
devolvendo-lhe ao campo da análise
crítica contra a ordem da ingenuidade
onde ele foi lançado.”, assinale a
alternativa correta.
(A) A colocação pronominal do pronome
oblíquo átono “me” está adequada.
(B) A colocação pronominal está adequada em
todas as ocorrências de pronome oblíquo
átono.
(C) O termo “publicitária” se refere ao
substantivo “felicidade” e exerce função de
predicativo do sujeito.
(D) A expressão “das mercadorias” caracteriza
o substantivo “felicidade”, sendo, portanto,
um adjetivo.
(E) Tanto “publicitária” quanto “das mercadorias”
são termos que delimitam o significado
do substantivo “felicidade”, exercendo,
portanto, função de adjuntos adnominais.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
3
4. Sobre a concordância verbal e nominal, (E) Em “Se não se pode ser feliz no todo, que
assinale a alternativa correta. se seja em lugares, em setores da vida.”, o
(A) Em “A felicidade sempre foi uma ideia e termo em destaque expressa um sentido de
uma prática complexas.”, a concordância adição.
está inadequada, pois o adjetivo
“complexas” deveria concordar com o 6. Com relação ao excerto “Felicidades mil
substantivo mais próximo “prática”. é o que desejamos àqueles que amamos.
(B) Em “A felicidade sempre foi uma ideia É um voto, apenas, um voto de fé que em
e uma prática complexas.”, o adjetivo tudo se confunde com a postura ética de
“complexas” pode estar tanto no plural quem deseja o bem ao outro.”, assinale a
quanto no singular, concordando com o alternativa correta.
substantivo mais próximo. (A) “Desejamos” é a forma do verbo “desejar”
(C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram flexionada na terceira pessoa do plural do
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, subjuntivo.
o verbo “haver” deveria estar no plural, (B) “Deseja” é uma forma nominal do verbo
concordando com o termo “coisas”. “desejar”.
(D) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram (C) Tanto “desejamos” quanto “deseja” são
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, formas do verbo “desejar” flexionadas na
o verbo “haver” está no singular porque o terceira pessoa do presente do indicativo.
sujeito “coisas” também está no singualr. (D) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”, o
(E) Se, em “Há, no entanto, coisas que nos verbo desejar é transitivo direto.
lembram ou nos iludem da ideia de (E) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”,
felicidade [...]”, o verbo “haver” fosse o verbo desejar é transitivo direto e indireto
substituído pelo verbo “existir”, este ao mesmo tempo.
permaneceria no singular, visto que ambos
são verbos impessoais. 7. Assinale a alternativa em que a palavra
em destaque está classificada
5. Sobre o uso dos mecanismos de corretamente.
coesão textual e as relações de sentido (A) “[...] devolvendo-lhe ao campo da análise
estabelecidas no texto, assinale a crítica contra a ordem da ingenuidade onde
alternativa correta. ele foi lançado.” (preposição).
(A) Se o trecho “[...] as pessoas falam muito (B) “[...] aquele que vive uma vida justa já pode
da felicidade porque a desejam.” fosse ser feliz.” (pronome pessoal).
reescrito como “as pessoas falam muito da (C) “[...] ela é busca bem prática que conduz a
felicidade, mas a desejam”, a relação de vida.” (substantivo).
sentido entre as orações permaneceria a (D) “Hoje, depois de uma aula sobre o tema,
mesma. uma aula crítica e analítica [...]” (conjunção).
(B) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram (E) “sua aula me deixou feliz. Eu também fiquei
ou nos iludem da ideia de felicidade, mas feliz.” (conjunção).
sempre o fazem como um ideal ou um
simulacro.”, o termo em destaque é um 8. Assinale a alternativa em que a palavra
artigo e retoma a palavra “coisas”. em destaque NÃO pode ser substituída
(C) Em “[...] me parece necessário manter por aquela entre parênteses sem que
esse conceito em cena devolvendo-lhe ao isso resulte em mudança de significado.
campo da análise crítica contra a ordem (A) “Fico pensando no que o termo felicidade
da ingenuidade onde ele foi lançado.”, pode ainda nos dizer [...]” (vocábulo).
o elemento em destaque poderia ser (B) “A felicidade é assunto do campo da ética.”
substituído por “no qual’. (âmbito).
(D) Se o trecho “Ninguém pode ser feliz (C) “Aquele que alcança um meio termo entre
plenamente, mas sempre pode buscar ser extremos [...] é alguém que pode se dizer
feliz em uma medida muito abstrata [...]”, feliz.” (atinge).
fosse reescrito como “Ainda que ninguém (D) “[...] mas sempre o fazem como um ideal ou
possa ser feliz plenamente, sempre pode um simulacro.” (simulação).
buscar ser feliz em uma medida muito (E) “Se não se pode ser feliz no todo, que
abstrata”, a relação de sentido estabelecida se seja em lugares, em setores da vida.”
passaria de adversidade para concessão. (sessões).

ANALISTA EM SAÚDE 4
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
9. Sobre o uso de vírgulas no texto, assinale 12. A solução do problema fundamental
a alternativa correta. do SUS consiste em restabelecer
(A) Em “Justamente porque o tema da a coerência entre a situação de
felicidade foi capturado na ordem das saúde de tripla carga de doenças,
produções discursivas, falar da felicidade com predominância relativa forte de
se torna um desafio [...]”, o uso da vírgula condições crônicas, e o sistema de
se justifica porque se trata de um período atenção à saúde, por meio da implantação
composto por duas orações coordenadas, de Redes de Atenção em Saúde, que tem
sendo uma delas explicativa. como característica
(B) Em “[...] muita gente tenta transformá-la em (A) a organização hierárquica dos serviços de
uma bobagem, uma caretice, um assunto saúde e o financiamento desses serviços
do passado.”, as vírgulas são utilizadas em por procedimentos.
uma enumeração e, por isso, poderiam ser (B) um conjunto de pontos de atenção à saúde
omitidas. isolados e incomunicados uns com os outros
(C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram e sem população adscrita.
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, a (C) foco nas condições agudas através
vírgula é de uso obrigatório, pois isola uma de unidades de pronto atendimento,
conjunção adversativa. ambulatorial e hospitalar e passividade da
(D) Em “Em nossos dias, as pessoas falam pessoa usuária.
muito da felicidade [...]”, a vírgula é opcional. (D) ênfase relativa nas intervenções curativas
(E) O excerto “Eu também fiquei feliz.” está e reabilitadoras e um modelo de atenção
inadequado quanto à pontuação, pois a à saúde fragmentado e sem estratificação
vírgula isolando o advérbio “também” é de dos riscos.
uso obrigatório. (E) ofertar uma atenção contínua e integral a
determinada população, coordenada pela
10. Sobre o texto, é correto afirmar que atenção primária à saúde.
(A) falar de felicidade sempre foi um desafio,
uma vez que indivíduos de todas as épocas 13. Um dos fundamentos das Redes de
a consideravam uma bobagem. Atenção em Saúde (RAS) aponta que,
(B) a felicidade pode ser alcançada por meio da para sua organização racional, alguns
aquisição de bens materiais. serviços de saúde devem ser ofertados
(C) a felicidade, assim como a morte, é de forma dispersa, por exemplo os
inevitável. serviços de atenção primária, enquanto
(D) a felicidade absoluta, única, não é um serviços mais especializados, como um
pensamento razoável. serviço de neurocirurgia, devem ser
(E) desejar felicidades às pessoas é o mesmo concentrados. Tal fundamento baseia-se
que desejar que elas sejam bondosas. no princípio de
(A) governança.
(B) economia de escala.
Conhecimentos Gerais do SUS (C) gestão participativa.
(D) grupos técnicos para trabalho em saúde.
11. A autoridade de saúde que receber a (E) planejamento normativo.
notificação compulsória de um óbito
por Dengue deverá informar às demais
esferas de gestão do SUS em até
(A) 24 horas.
(B) 48 horas.
(C) 72 horas.
(D) 07 dias.
(E) 30 dias.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
5
14. De acordo com o Decreto n° 7.508/11, é 17. O Comitê de Implementação do Programa
correto afirmar que Nacional de Segurança do Paciente
(A) a única porta de entrada para as ações e (CIPNSP), conforme o que consta na
serviços de saúde é a Atenção Primária em Portaria GM/MS nº 529, de 01 de abril
Saúde. de 2013, é composto por alguns dos
(B) o planejamento da saúde em âmbito estadual representantes, titular e suplentes dos
deve ser realizado de maneira centralizada, a seguintes órgãos e entidades, EXCETO
partir das necessidades do Estado e não do (A) ministério da Saúde.
município. (B) fundação Oswaldo Cruz.
(C) as ações e serviços que o SUS oferece ao (C) agência Nacional de Saúde Suplementar. 
usuário para atendimento da integralidade (D) conselho Federal de Enfermagem.
da assistência à saúde são descritos nos (E) associação Brasileira de saúde coletiva.
protocolos clínicos.
(D) o acordo de colaboração entre os entes 18. Dentre os programas e projetos
federativos para a organização da rede prioritários destacados no Plano
interfederativa de atenção à saúde será Estadual de Saúde 2016 a 2019, do
firmado por meio de Contrato Organizativo da Estado de Pernambuco, aquele que tem
Ação Pública da Saúde.  como objetivo reduzir a mortalidade
(E) o acesso universal e igualitário à assistência materna e infantil é o Programa
farmacêutica é garantido a qualquer (A) Cegonha Feliz.
cidadão desde que o medicamento tenha (B) Mãe Coruja Pernambucana.
sido prescrito por profissional de saúde, (C) Renascer em Pernambuco.
mesmo sendo um profissional ligado à rede (D) De volta ao ninho.
privada de saúde. (E) Cegonha de Pernambuco.

15. Esse nível de prevenção em saúde 19. No que se refere ao disposto no


consiste na detecção de indivíduos Estatuto dos Funcionários Públicos do
em risco de sobretratamento (over Estado de Pernambuco (Lei Estadual
medicalisation) para os proteger nº 6.123/1968), o ato que completa a
de novas intervenções médicas investidura em cargo público e órgão
inapropriadas e sugerir-lhes alternativas colegiado é o/a
eticamente aceitáveis. O enunciado se (A) posse.
refere à prevenção (B) nomeação.
(A) primordial. (C) execução.
(B) primária. (D) término do estágio probatório.
(C) secundária. (E) exercício.
(D) terciária.
(E) quaternária. 20. Sua atuação tem como um dos objetivos
fixar diretrizes sobre as regiões de
16. Considerando-se a alta infectividade saúde, distrito sanitário, integração de
e contagiosidade da doença, todo territórios, referência e contrarreferência
caso suspeito de sarampo deve ser e demais aspectos vinculados à
comunicado por telefone à Secretaria integração das ações e serviços de
Municipal de Saúde dentro das primeiras saúde entre os entes federados. O
24 horas após o atendimento do paciente enunciado se refere
e também à Secretaria Estadual de (A) ao conselho nacional de saúde.
Saúde por telefone, fax ou e-mail, para (B) às secretarias municipais de saúde.
acompanhamento junto ao município. (C) ao ministério da saúde.
Além disso, a notificação deve ser (D) às comissões intergestores bipartite/
registrada no tripartite.
(A) SIM. (E) aos fóruns estaduais de saúde coletiva.
(B) SINASC.
(C) SINAN.
(D) SIAB.
(E) SISREG.

ANALISTA EM SAÚDE 6
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
Conhecimentos Específicos (D) Fibrilação ventricular.
(E) Bradicardia.
21. Preencha as lacunas e assinale a
alternativa correta. 25. Assinale a alternativa correta.
O pulmão direito possui ________ lobo (A) O músculo cardíaco é do tipo liso,
(s) e _________ fissura (s), já o pulmão involuntário.
esquerdo possui __________ fissura (s) (B) O diafragma é um músculo do tipo estriado
e __________ lobo (s). esquelético.
(C) As fibras musculares do tipo 1 têm menor
(A) três / duas / uma / dois quantidade de mitocôndrias, se comparadas
(B) dois / uma / duas / três às fibras do tipo 2.
(C) um / nenhuma / uma / dois (D) As fibras musculares do tipo 2 possuem
(D) dois / três / duas / um características de maior resistência, se
(E) três / duas / duas / um comparadas às fibras musculares do tipo 1.
(E) As fibras musculares do tipo 1 possuem
22. Sobre o eletrocardiograma (ECG) e a maior velocidade de contração, se
estimulação elétrica do coração, assinale comparadas às do tipo 2.
a alternativa correta.
(A) O eletrocardiograma possui 8 derivações 26. Na avaliação do paciente crítico ou
periféricas e 8 precordiais. potencialmente crítico, os reflexos
(B) A taquicardia paroxística ventricular é pupilares podem dizer muito sobre o seu
detectada no ECG através de um aumento prognóstico. Considerando o exposto,
da quantidade de onda P. assinale a alternativa correta.
(C) A fibrilação atrial é detectada pela (A) A midríase pode ser detectada quando as
irregularidade no complexo QRS no ECG. pupilas estão contraídas.
(D) O bloqueio átrio ventricular ocorre quando (B) A miose ocorre quando há uma dilatação
há um retardo do impulso atrial ao ventrículo, das pupilas.
produzindo uma pausa aumentada antes da (C) O nistagmo são oscilações involuntárias,
estimulação ventricular. repetidas e rítmicas de um ou ambos os
(E) As fibras de Purkinje localizam-se apenas olhos.
nos átrios. (D) Pupilas anisocóricas é a condição em que
elas encontram-se normais e simétricas.
23. Sobre o exame complementar gasometria (E) Pupilas isocóricas é a assimetria entre as
arterial, assinale a alternativa correta. pupilas e pode sugerir a presença de um
(A) O Ph normal é de 7,25 a 7,35. acidente vascular encefálico.
(B) Um Ph abaixo dos valores de normalidade
sugere uma alcalose. 27. Sobre a estrutura alveolar, anatomia e
(C) O pCO2 normalmente é descrito na unidade fisiologia pulmonar, assinale a alternativa
de medida “mEq”. correta.
(D) Na acidose metabólica, o HCO3 encontra- (A) Os pneumócitos do tipo II secretam o
se acima do valor de normalidade. surfactante pulmonar.
(E) Na alcalose respiratória, o pCO2 encontra- (B) Os pneumócitos do tipo III são células
se abaixo do valor de normalidade. que revestem a maior parte da superfície
alveolar.
24. Assinale a alternativa que apresenta (C) Não ocorre hematose nos bronquíolos
a alteração encontrada no seguinte respiratórios.
eletrocardiograma. (D) O pulmão possui um total de 20 brônquios
lobares, sendo 10 de cada lado.
(E) Os brônquios segmentares também podem
ser chamados de primários ou de primeira
ordem.

(A) Escape nodal.


(B) Flutter atrial.
(C) Bloqueio atrioventricular de segundo grau.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
7
28. Sobre a doença pulmonar obstrutiva 31. Ainda sobre o caso clínico apresentado
crônica (DPOC), assinale a alternativa na questão anterior, nº 30, assinale
INCORRETA. a alternativa que apresenta a FiO2
(A) Pode ser dividida em 2 tipos: bronquite mais próxima do valor ofertado na
crônica e enfisema pulmonar. oxigenoterapia para o paciente.
(B) Ambos os tipos de DPOC geram uma (A) 31%
redução do fluxo aéreo expiratório. (B) 41%
(C) O maior causador do DPOC é o tabagismo. (C) 46%
(D) A deficiência de alfa 1 anti-tripsina é uma (D) 36%
das possíveis causas da DPOC. (E) 21%
(E) O volume residual encontra-se reduzido em
pacientes portadores de DPOC. 32. Paciente do sexo feminino, 67 anos,
recebeu diagnóstico de esclerose lateral
29. Existem diversas pneumopatias amiotrófica (ELA) há 7 anos. Há 30 dias,
comumente detectadas em ambientes hospitalizou-se devido à crise asmática,
hospitalares, sendo de extrema que evoluiu para ventilação mecânica
importância para o fisioterapeuta o invasiva (VMI) e traqueostomia. No
seu conhecimento, assim como saber momento, encontra-se em difícil
diferenciá-las. Sobre as pneumopatias, desmame da VMI, com intervalos de
assinale a alternativa correta. macronebulização, possuindo previsão
(A) O pneumotórax é caracterizado pelo de desospitalização e encaminhamento
acúmulo de ar entre as pleuras. ao domicílio em respiração artificial.
(B) O derrame pleural caracteriza-se por um Está acamada, com frequência cardíaca
acúmulo de líquido no ácino respiratório. de 53 bpm, pressão arterial de 130/90
(C) A pneumonia nosocomial também é mmHg, SpO2 de 93%, com hipotrofia
conhecida como adquirida na comunidade. generalizada, consciente, ausculta
(D) A atelectasia é uma doença irreversível de pulmonar: murmúrio vesicular +,
início insidioso. simétrico, com roncos difusos. Sobre
(E) A bronquiectasia é uma doença que se esse caso clínico, assinale a alternativa
enquadra no tipo de doenças restritivas e correta.
dificilmente apresenta como sintomas a (A) A melhor modalidade ventilatória para
hipersecretividade. encaminhar a paciente ao domicílio é a
ventilação controlada a volume.
30. Paciente do sexo masculino, 78 anos, (B) A paciente encontra-se normocárdica.
está internado devido a pós-cirúrgico (C) A paciente encontra-se hipertensa.
de infarto agudo do miocárdio (IAM) e (D) A mesa ortostática é uma conduta
colocação de dois stents. Após cirurgia, apropriada para a paciente.
foi detectado um derrame pleural sem (E) A asma, fator que levou a paciente à piora
indicação de dreno, apenas tratamento no quadro, é uma doença do tipo restritiva.
medicamentoso. No momento, o paciente
encontra-se consciente e colaborativo, 33. Ainda sobre o caso clínico apresentado
eupneico em oxigenoterapia contínua na questão anterior, nº 32, a paciente
via cânula nasal (5 litros por minuto). realizou uma gasometria arterial, sendo
Ausculta pulmonar: murmúrio vesicular encontrados os seguintes valores: Ph:
+, assimétrico, diminuído em base 7,36; PaO2: 98 mmHg; PcO2: 40 mmHg;
esquerda, sem ruídos adventícios. HCO3: 25 mEq. Assinale a alternativa
Assinale a alternativa que apresenta a que apresenta a interpretação correta do
melhor conduta fisioterapêutica imediata exame.
para o paciente. (A) Acidose respiratória descompensada.
(A) Padrões inspiratórios reexpansivos (B) Alcalose respiratória descompensada.
(inspiração fracionada). (C) Gasometria arterial dentro dos parâmetros
(B) Técnicas de higiene brônquica. de normalidade.
(C) Cicloergômetro. (D) Acidose metabólica descompensada.
(D) Huffing. (E) Alcalose metabólica descompensada.
(E) Flutter / Shaker.

ANALISTA EM SAÚDE 8
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
34. Paciente está internado em unidade (A) insuficiência cardíaca congestiva.
de terapia intensiva após traumatismo (B) pacientes portadores de doenças
cranioencefálico não cirúrgico por queda neuromusculares.
da própria altura. Encontra-se intubado (C) idade maior que 50 anos.
(tubo número 7), mantendo boa pressão (D) tempo de ventilação mecânica maior que 72
intracraniana, com grandes quantidades horas.
de secreções pulmonares. Assinale a (E) pacientes obesos.
alternativa que apresenta o tamanho de
sonda apropriado para que se realize 38. Paciente do sexo feminino, 48 anos,
a aspiração das vias aéreas desse foi internada em unidade de terapia
paciente. intensiva devido à acidente vascular
(A) 14 encefálico, sendo que, após 12 dias
(B) 16 de internação, foi diagnosticada com
(C) 18 Síndrome da Angústia Respiratória
(D) 8 Aguda (SARA). A paciente encontra-
(E) 10 se sedada, em VMI via traqueostomia,
sinais vitais estáveis, gasometria com
35. Assinale a alternativa que apresenta acidose respiratória em compensação
uma contraindicação absoluta para a metabólica, índice de oxigenação de
ventilação não invasiva (VNI). 150 com PEEP de 7cm H2O. Sobre
(A) Cirurgia facial. esse caso clínico, assinale a alternativa
(B) Anastomose de esôfago recente. INCORRETA.
(C) Parada cardíaca ou respiratória. (A) A paciente enquadra-se em uma provável
(D) Rebaixamento do nível de consciência. SARA moderada.
(E) Alto risco de aspiração. (B) É recomendado ventilar a paciente em
modalidades controladas.
36. Paciente do sexo masculino, 85 anos, (C) Deve-se utilizar a menor FiO2 possível para
encontra-se em pronto atendimento garantir SpO2 maior que 92%.
em uso de VNI após exacerbação de (D) É recomendado ventilar com volume
DPOC. Equipe solicita um fisioterapeuta corrente de 8 ml/Kg (considerando o peso
para avaliação do paciente. Gasometria predito).
arterial no momento da entrada do (E) Deve-se manter pressão de platô menor ou
paciente: Ph: 7,28, PCO2: 58 mmHg, PO2: igual a 30 cm H2O.
73 mmHg, HCO3: 25 mEq. Considerando
esse caso clínico, quando se deve 39. Paciente do sexo masculino, 5
descontinuar a VNI, caso ocorra um dias de vida, está internado em
insucesso nessa conduta? UTI neonatal devido à aspiração de
(A) Se após 1 hora de uso a PCO2 do paciente mecônio. Encontra-se em VMI via tubo
for para 45 mmHg. orotraqueal, gasometria arterial:
(B) Se após 2 horas de uso da VNI não houver Ph: 7,30, PaO2: 90 mmHg,
melhora do quadro clínico do paciente. PCO2: 49 mmHg, HCO3: 20 mEq.
(C) Se houver uma redução do uso da Está ventilando na modalidade
musculatura acessória após 1 horas de uso. controlada a volume, com PEEP de 7 cm
(D) Se após 1 hora de uso não houver melhora H2O e FiO2 de 60%. Assinale a alternativa
do quadro clínico do paciente. que apresenta o índice de oxigenação
(E) Se após 2 horas de uso o Ph do paciente for desse paciente.
para 7,35. (A) 15
(B) 65
37. A VNI pode ser utilizada na (C) 100
pós-extubação da ventilação mecânica (D) 120
invasiva, reduzindo a mortalidade e (E) 150
as taxas de pneumonias associadas
à ventilação mecânica (PAV). A VNI
utilizada imediatamente após extubação
pode beneficiar os seguintes casos,
EXCETO

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
9
40. Sobre a técnica de fisioterapia
respiratória percussão direta, assinale a
alternativa correta.
(A) É uma técnica que visa principalmente à
desinsuflação pulmonar.
(B) Deve ser feita sobre o tórax com o paciente
desprovido de qualquer vestimenta.
(C) É contraindicada em pacientes com
hipertensão arterial sistêmica.
(D) Tem como objetivo a mobilização de
secreções pulmonares.
(E) Auxilia no aumento do volume residual.

ATENÇÃO!
NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de
Respostas, o número de sua prova indicado
na capa deste caderno.

ANALISTA EM SAÚDE 10
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
ANALISTA EM SAÚDE 11
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO
SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO – SAD/PE
SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO – SES/PE

CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001/2018


NÍVEL SUPERIOR

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)

Nome do Candidato Inscrição

COMPOSIÇÃO DO CADERNO INSTRUÇÕES

Língua Portuguesa 01 a 10 • Confira seu nome, o número do seu documento e o número


de sua inscrição na Folha de Respostas. Além disso, não se
Conhecimentos Gerais do SUS 11 a 20 esqueça de conferir seu Caderno de Questões quanto a falhas
de impressão e de numeração. Preencha os campos destinados
Conhecimentos Específicos 21 a 40 à assinatura e ao número de inscrição. Qualquer divergência,
comunique ao fiscal.

• O único documento válido para avaliação é a Folha de


Respostas. Só é permitido o uso de caneta esferográfica

MANHÃ transparente de cor azul ou preta para o preenchimento da Folha


de Respostas, que deve ser preenchida da seguinte maneira:

• O prazo de realização da prova é de 4 (quatro) horas, incluindo


a marcação da Folha de Respostas. Após 60 (sessenta) minutos

PROVA do início da prova, o candidato estará liberado para utilizar o


sanitário ou deixar definitivamente o local de aplicação, não

03
podendo, no entanto, levar o caderno de questões e nenhum
tipo de anotação de suas respostas.

• Ao término de sua prova, comunique ao fiscal, devolvendo-lhe


a Folha de Respostas devidamente preenchida e assinada.
O candidato poderá levar consigo o Caderno de Questões
somente se aguardar em sala até o término do prazo de
realização da prova estabelecido em edital.

• Os 3 (três) últimos candidatos só poderão retirar-se da sala


juntos, após assinatura do Termo de Fechamento do envelope
de retorno.
LEMBRE-SE DE MARCAR O NÚMERO
CORRESPONDENTE À SUA PROVA NA • As provas e os gabaritos preliminares estarão disponíveis
FOLHA DE RESPOSTAS! no site do Instituto AOCP - www.institutoaocp.org.br, no dia
posterior à aplicação da prova.

• O NÃO cumprimento a qualquer uma das determinações


constantes em Edital, no presente Caderno ou na Folha de
Respostas incorrerá na eliminação do candidato.

Fraudar ou tentar fraudar Concursos Públicos é Crime!


Previsto no art. 311 - A do Código Penal
ATENÇÃO!
NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de Respostas, o número de sua prova indicado na capa deste caderno.

Língua Portuguesa

INFELICIDADES CONTEMPORÂNEAS
Marcia Tiburi – 31 de maio de 2017

Faz tempo que ando pensando na felicidade como categoria ética. Longe da felicidade publicitária,
da felicidade das mercadorias, me parece necessário manter esse conceito em cena devolvendo-lhe
ao campo da análise crítica contra a ordem da ingenuidade onde ele foi lançado. Justamente porque
o tema da felicidade foi capturado na ordem das produções discursivas, falar da felicidade se torna
um desafio quando muita gente tenta transformá-la em uma bobagem, uma caretice, um assunto do
passado.
A felicidade é assunto do campo da ética. Em Aristóteles ela representa o máximo da virtude. Feliz
acima de tudo é quem pratica a filosofia, mas na vida em geral, aquele que vive uma vida justa já pode
ser feliz. Uma vida justa é uma vida boa, vivida com dignidade. Aquele que alcança um meio termo
entre extremos e faltas sempre falsos, sempre destrutivos, sempre irreais, é alguém que pode se dizer
feliz. A felicidade não é inalcançável, ela é busca bem prática que conduz a vida.
Hoje, depois de uma aula sobre o tema, uma aula crítica e analítica, daquelas que revoltam os
ressentidos e fortalecem os corajosos, uma pessoa que se anunciou tendo mais de 80 anos, me
abraçou e me disse, “sua aula me deixou feliz”. Eu também fiquei feliz.

***

Fico pensando no que o termo felicidade pode ainda nos dizer, quando, por meio de uma deturpação
conceitual, localizamos a felicidade nas mercadorias, quando a confundimos com fantasias e
propagandas.
A felicidade sempre foi uma ideia e uma prática complexas. Sua complexidade remete a uma
instabilidade inevitável. Em nossos dias, as pessoas falam muito da felicidade porque a desejam.
E se a desejam é porque, de algum modo, podemos dizer que sonham com ela. Mas não podem
pegá-la, comprá-la, obtê-la simplesmente e justamente porque ela não é uma coisa. Por isso, a ideia
de felicidade não combina com a ideia de mercadoria. Como ideia, a felicidade é aberta e produz
aberturas. Ela não cabe nas coisas, nem nas mais ricas, nem nas mais bonitas. Porque quando a
felicidade está, ela é como a morte, as coisas, assim como a vida, já não estão.
Há, no entanto, coisas que nos lembram ou nos iludem da ideia de felicidade, mas sempre o fazem
como um ideal ou um simulacro. Ninguém pode ser feliz plenamente, mas sempre pode buscar ser feliz
em uma medida muito abstrata que, no entanto, nos conecta à outras utopias. Não é sem sabedoria que,
em vez de pensarmos em uma única felicidade, começamos há muito tempo a pensar em felicidades no
plural. Se não se pode ser feliz no todo, que se seja em lugares, em setores da vida. Que se realize a
felicidade relativa, contra uma felicidade absoluta. Abaixo os absolutos, diz todo pensamento razoável.
Felicidades mil é o que desejamos àqueles que amamos. É um voto, apenas, um voto de fé que
em tudo se confunde com a postura ética de quem deseja o bem ao outro. Felicidade, lembremos os
filósofos antigos, era o sumo bem, o bem maior, o Bem com letra maiúscula. Uma coisa para inspirar,
para fazer suportar as dores e sofrimentos da vida comum. [...].

Adaptado de: (https://revistacult.uol.com.br/home/marcia-tiburi-infelicidades-contemporaneas/).

ANALISTA EM SAÚDE 2
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
1. Com relação ao excerto “Longe da 3. Sobre a concordância verbal e nominal,
felicidade publicitária, da felicidade das assinale a alternativa correta.
mercadorias, me parece necessário (A) Em “A felicidade sempre foi uma ideia e
manter esse conceito em cena uma prática complexas.”, a concordância
devolvendo-lhe ao campo da análise está inadequada, pois o adjetivo
crítica contra a ordem da ingenuidade “complexas” deveria concordar com o
onde ele foi lançado.”, assinale a substantivo mais próximo “prática”.
alternativa correta. (B) Em “A felicidade sempre foi uma ideia
(A) A colocação pronominal do pronome e uma prática complexas.”, o adjetivo
oblíquo átono “me” está adequada. “complexas” pode estar tanto no plural
(B) A colocação pronominal está adequada em quanto no singular, concordando com o
todas as ocorrências de pronome oblíquo substantivo mais próximo.
átono. (C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram
(C) O termo “publicitária” se refere ao ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”,
substantivo “felicidade” e exerce função de o verbo “haver” deveria estar no plural,
predicativo do sujeito. concordando com o termo “coisas”.
(D) A expressão “das mercadorias” caracteriza (D) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram
o substantivo “felicidade”, sendo, portanto, ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”,
um adjetivo. o verbo “haver” está no singular porque o
(E) Tanto “publicitária” quanto “das mercadorias” sujeito “coisas” também está no singualr.
são termos que delimitam o significado (E) Se, em “Há, no entanto, coisas que nos
do substantivo “felicidade”, exercendo, lembram ou nos iludem da ideia de
portanto, função de adjuntos adnominais. felicidade [...]”, o verbo “haver” fosse
substituído pelo verbo “existir”, este
2. Com relação ao excerto “Justamente permaneceria no singular, visto que ambos
porque o tema da felicidade foi capturado são verbos impessoais.
na ordem das produções discursivas,
falar da felicidade se torna um desafio
quando muita gente tenta transformá-
la em uma bobagem, uma caretice,
um assunto do passado.”, assinale a
alternativa correta.
(A) Uma vez que os antônimos são palavras
que, em um determinado contexto,
têm significados opostos, a palavra
“injustamente” não poderia ser considerada
um antônimo da palavra “justamente” no
excerto em questão.
(B) O termo “justamente” poderia ser
substituído por “de forma justa”, sem que
isso alterasse o sentido do excerto.
(C) Os termos “bobagem” e “caretice” são
típicos da variedade não culta da língua
portuguesa, o que denota que a escritora
do texto pertence a um grupo de falantes da
zona rural.
(D) Os termos “bobagem” e “caretice” são
típicos da variedade não culta da língua
portuguesa, o que denota que a escritora do
texto pertence a um grupo de falantes com
baixa escolaridade.
(E) O termo “capturado” está sendo utilizado
em seu sentido figurado, isto é, significando
“apreendido”.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
3
4. Sobre o uso dos mecanismos de 6. Assinale a alternativa em que a palavra
coesão textual e as relações de sentido em destaque está classificada
estabelecidas no texto, assinale a corretamente.
alternativa correta. (A) “[...] devolvendo-lhe ao campo da análise
(A) Se o trecho “[...] as pessoas falam muito crítica contra a ordem da ingenuidade onde
da felicidade porque a desejam.” fosse ele foi lançado.” (preposição).
reescrito como “as pessoas falam muito da (B) “[...] aquele que vive uma vida justa já pode
felicidade, mas a desejam”, a relação de ser feliz.” (pronome pessoal).
sentido entre as orações permaneceria a (C) “[...] ela é busca bem prática que conduz a
mesma. vida.” (substantivo).
(B) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram (D) “Hoje, depois de uma aula sobre o tema,
ou nos iludem da ideia de felicidade, mas uma aula crítica e analítica [...]” (conjunção).
sempre o fazem como um ideal ou um (E) “sua aula me deixou feliz. Eu também fiquei
simulacro.”, o termo em destaque é um feliz.” (conjunção).
artigo e retoma a palavra “coisas”.
(C) Em “[...] me parece necessário manter 7. Assinale a alternativa em que a palavra
esse conceito em cena devolvendo-lhe ao em destaque NÃO pode ser substituída
campo da análise crítica contra a ordem por aquela entre parênteses sem que
da ingenuidade onde ele foi lançado.”, isso resulte em mudança de significado.
o elemento em destaque poderia ser (A) “Fico pensando no que o termo felicidade
substituído por “no qual’. pode ainda nos dizer [...]” (vocábulo).
(D) Se o trecho “Ninguém pode ser feliz (B) “A felicidade é assunto do campo da ética.”
plenamente, mas sempre pode buscar ser (âmbito).
feliz em uma medida muito abstrata [...]”, (C) “Aquele que alcança um meio termo entre
fosse reescrito como “Ainda que ninguém extremos [...] é alguém que pode se dizer
possa ser feliz plenamente, sempre pode feliz.” (atinge).
buscar ser feliz em uma medida muito (D) “[...] mas sempre o fazem como um ideal ou
abstrata”, a relação de sentido estabelecida um simulacro.” (simulação).
passaria de adversidade para concessão. (E) “Se não se pode ser feliz no todo, que
(E) Em “Se não se pode ser feliz no todo, que se seja em lugares, em setores da vida.”
se seja em lugares, em setores da vida.”, o (sessões).
termo em destaque expressa um sentido de
adição. 8. Sobre o uso de vírgulas no texto,
assinale a alternativa correta.
5. Com relação ao excerto “Felicidades mil (A) Em “Justamente porque o tema da
é o que desejamos àqueles que amamos. felicidade foi capturado na ordem das
É um voto, apenas, um voto de fé que em produções discursivas, falar da felicidade
tudo se confunde com a postura ética de se torna um desafio [...]”, o uso da vírgula
quem deseja o bem ao outro.”, assinale a se justifica porque se trata de um período
alternativa correta. composto por duas orações coordenadas,
(A) “Desejamos” é a forma do verbo “desejar” sendo uma delas explicativa.
flexionada na terceira pessoa do plural do (B) Em “[...] muita gente tenta transformá-la em
subjuntivo. uma bobagem, uma caretice, um assunto
(B) “Deseja” é uma forma nominal do verbo do passado.”, as vírgulas são utilizadas em
“desejar”. uma enumeração e, por isso, poderiam ser
(C) Tanto “desejamos” quanto “deseja” são omitidas.
formas do verbo “desejar” flexionadas na (C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram
terceira pessoa do presente do indicativo. ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, a
(D) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”, o vírgula é de uso obrigatório, pois isola uma
verbo desejar é transitivo direto. conjunção adversativa.
(E) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”, (D) Em “Em nossos dias, as pessoas falam
o verbo desejar é transitivo direto e indireto muito da felicidade [...]”, a vírgula é opcional.
ao mesmo tempo. (E) O excerto “Eu também fiquei feliz.” está
inadequado quanto à pontuação, pois a
vírgula isolando o advérbio “também” é de
uso obrigatório.

ANALISTA EM SAÚDE 4
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
9. Sobre o texto, é correto afirmar que Conhecimentos Gerais do SUS
(A) falar de felicidade sempre foi um desafio,
uma vez que indivíduos de todas as épocas
a consideravam uma bobagem. 11. A solução do problema fundamental
(B) a felicidade pode ser alcançada por meio da do SUS consiste em restabelecer
aquisição de bens materiais. a coerência entre a situação de
(C) a felicidade, assim como a morte, é saúde de tripla carga de doenças,
inevitável. com predominância relativa forte de
(D) a felicidade absoluta, única, não é um condições crônicas, e o sistema de
pensamento razoável. atenção à saúde, por meio da implantação
(E) desejar felicidades às pessoas é o mesmo de Redes de Atenção em Saúde, que tem
que desejar que elas sejam bondosas. como característica
(A) a organização hierárquica dos serviços de
10. Sobre a estruturação do texto, é correto saúde e o financiamento desses serviços
afirmar que por procedimentos.
(A) a ideia principal do texto é que as (B) um conjunto de pontos de atenção à saúde
pessoas são infelizes atualmente porque isolados e incomunicados uns com os outros
não praticam a filosofia. Isso pode ser e sem população adscrita.
comprovado pelo trecho: “Feliz acima de (C) foco nas condições agudas através
tudo é quem pratica a filosofia [...]”. de unidades de pronto atendimento,
(B) o terceiro parágrafo apresenta uma ambulatorial e hospitalar e passividade da
sequência descritiva, que tem a função de pessoa usuária.
exemplificar para o leitor que a felicidade (D) ênfase relativa nas intervenções curativas
pode ser alcançada em situações comuns e reabilitadoras e um modelo de atenção
do cotidiano. à saúde fragmentado e sem estratificação
(C) o tópico frasal, isto é, a ideia-núcleo do dos riscos.
quinto parágrafo é “A felicidade sempre foi (E) ofertar uma atenção contínua e integral a
uma ideia e uma prática complexas.”, que é determinada população, coordenada pela
justificado pelo fato de ela ser instável e não atenção primária à saúde.
poder ser pega, comprada ou obtida.
(D) em “A felicidade sempre foi uma ideia e 12. Um dos fundamentos das Redes de
uma prática complexas. Sua complexidade Atenção em Saúde (RAS) aponta que,
remete a uma instabilidade inevitável.”, o para sua organização racional, alguns
termo em destaque se relaciona à palavra serviços de saúde devem ser ofertados
“felicidade” e, por isso, não poderia estar de forma dispersa, por exemplo os
precedido de um ponto final. serviços de atenção primária, enquanto
(E) a ideia de que “a felicidade é aberta e serviços mais especializados, como um
produz aberturas”, constante no quinto serviço de neurocirurgia, devem ser
parágrafo, está em acordo com a ideia de concentrados. Tal fundamento baseia-se
“felicidade absoluta”, expressa no sexto no princípio de
parágrafo. (A) governança.
(B) economia de escala.
(C) gestão participativa.
(D) grupos técnicos para trabalho em saúde.
(E) planejamento normativo.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
5
13. De acordo com o Decreto n° 7.508/11, é 16. O Comitê de Implementação do Programa
correto afirmar que Nacional de Segurança do Paciente
(A) a única porta de entrada para as ações e (CIPNSP), conforme o que consta na
serviços de saúde é a Atenção Primária em Portaria GM/MS nº 529, de 01 de abril
Saúde. de 2013, é composto por alguns dos
(B) o planejamento da saúde em âmbito estadual representantes, titular e suplentes dos
deve ser realizado de maneira centralizada, a seguintes órgãos e entidades, EXCETO
partir das necessidades do Estado e não do (A) ministério da Saúde.
município. (B) fundação Oswaldo Cruz.
(C) as ações e serviços que o SUS oferece ao (C) agência Nacional de Saúde Suplementar. 
usuário para atendimento da integralidade (D) conselho Federal de Enfermagem.
da assistência à saúde são descritos nos (E) associação Brasileira de saúde coletiva.
protocolos clínicos.
(D) o acordo de colaboração entre os entes 17. Dentre os programas e projetos
federativos para a organização da rede prioritários destacados no Plano
interfederativa de atenção à saúde será Estadual de Saúde 2016 a 2019, do
firmado por meio de Contrato Organizativo da Estado de Pernambuco, aquele que tem
Ação Pública da Saúde.  como objetivo reduzir a mortalidade
(E) o acesso universal e igualitário à assistência materna e infantil é o Programa
farmacêutica é garantido a qualquer (A) Cegonha Feliz.
cidadão desde que o medicamento tenha (B) Mãe Coruja Pernambucana.
sido prescrito por profissional de saúde, (C) Renascer em Pernambuco.
mesmo sendo um profissional ligado à rede (D) De volta ao ninho.
privada de saúde. (E) Cegonha de Pernambuco.

14. Esse nível de prevenção em saúde 18. No que se refere ao disposto no


consiste na detecção de indivíduos Estatuto dos Funcionários Públicos do
em risco de sobretratamento (over Estado de Pernambuco (Lei Estadual
medicalisation) para os proteger nº 6.123/1968), o ato que completa a
de novas intervenções médicas investidura em cargo público e órgão
inapropriadas e sugerir-lhes alternativas colegiado é o/a
eticamente aceitáveis. O enunciado se (A) posse.
refere à prevenção (B) nomeação.
(A) primordial. (C) execução.
(B) primária. (D) término do estágio probatório.
(C) secundária. (E) exercício.
(D) terciária.
(E) quaternária. 19. Sua atuação tem como um dos objetivos
fixar diretrizes sobre as regiões de
15. Considerando-se a alta infectividade saúde, distrito sanitário, integração de
e contagiosidade da doença, todo territórios, referência e contrarreferência
caso suspeito de sarampo deve ser e demais aspectos vinculados à
comunicado por telefone à Secretaria integração das ações e serviços de
Municipal de Saúde dentro das primeiras saúde entre os entes federados. O
24 horas após o atendimento do paciente enunciado se refere
e também à Secretaria Estadual de (A) ao conselho nacional de saúde.
Saúde por telefone, fax ou e-mail, para (B) às secretarias municipais de saúde.
acompanhamento junto ao município. (C) ao ministério da saúde.
Além disso, a notificação deve ser (D) às comissões intergestores bipartite/
registrada no tripartite.
(A) SIM. (E) aos fóruns estaduais de saúde coletiva.
(B) SINASC.
(C) SINAN.
(D) SIAB.
(E) SISREG.

ANALISTA EM SAÚDE 6
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
20. A autoridade de saúde que receber a 24. Assinale a alternativa correta.
notificação compulsória de um óbito (A) O músculo cardíaco é do tipo liso,
por Dengue deverá informar às demais involuntário.
esferas de gestão do SUS em até (B) O diafragma é um músculo do tipo estriado
(A) 24 horas. esquelético.
(B) 48 horas. (C) As fibras musculares do tipo 1 têm menor
(C) 72 horas. quantidade de mitocôndrias, se comparadas
(D) 07 dias. às fibras do tipo 2.
(E) 30 dias. (D) As fibras musculares do tipo 2 possuem
características de maior resistência, se
Conhecimentos Específicos comparadas às fibras musculares do tipo 1.
(E) As fibras musculares do tipo 1 possuem
maior velocidade de contração, se
21. Sobre o eletrocardiograma (ECG) e a comparadas às do tipo 2.
estimulação elétrica do coração, assinale
a alternativa correta. 25. Na avaliação do paciente crítico ou
(A) O eletrocardiograma possui 8 derivações potencialmente crítico, os reflexos
periféricas e 8 precordiais. pupilares podem dizer muito sobre o seu
(B) A taquicardia paroxística ventricular é prognóstico. Considerando o exposto,
detectada no ECG através de um aumento assinale a alternativa correta.
da quantidade de onda P. (A) A midríase pode ser detectada quando as
(C) A fibrilação atrial é detectada pela pupilas estão contraídas.
irregularidade no complexo QRS no ECG. (B) A miose ocorre quando há uma dilatação
(D) O bloqueio átrio ventricular ocorre quando das pupilas.
há um retardo do impulso atrial ao ventrículo, (C) O nistagmo são oscilações involuntárias,
produzindo uma pausa aumentada antes da repetidas e rítmicas de um ou ambos os
estimulação ventricular. olhos.
(E) As fibras de Purkinje localizam-se apenas (D) Pupilas anisocóricas é a condição em que
nos átrios. elas encontram-se normais e simétricas.
(E) Pupilas isocóricas é a assimetria entre as
22. Sobre o exame complementar gasometria pupilas e pode sugerir a presença de um
arterial, assinale a alternativa correta. acidente vascular encefálico.
(A) O Ph normal é de 7,25 a 7,35.
(B) Um Ph abaixo dos valores de normalidade 26. Sobre a estrutura alveolar, anatomia e
sugere uma alcalose. fisiologia pulmonar, assinale a alternativa
(C) O pCO2 normalmente é descrito na unidade correta.
de medida “mEq”. (A) Os pneumócitos do tipo II secretam o
(D) Na acidose metabólica, o HCO3 encontra- surfactante pulmonar.
se acima do valor de normalidade. (B) Os pneumócitos do tipo III são células
(E) Na alcalose respiratória, o pCO2 encontra- que revestem a maior parte da superfície
se abaixo do valor de normalidade. alveolar.
(C) Não ocorre hematose nos bronquíolos
23. Assinale a alternativa que apresenta respiratórios.
a alteração encontrada no seguinte (D) O pulmão possui um total de 20 brônquios
eletrocardiograma. lobares, sendo 10 de cada lado.
(E) Os brônquios segmentares também podem
ser chamados de primários ou de primeira
ordem.

(A) Escape nodal.


(B) Flutter atrial.
(C) Bloqueio atrioventricular de segundo grau.
(D) Fibrilação ventricular.
(E) Bradicardia.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
7
27. Sobre a doença pulmonar obstrutiva 30. Ainda sobre o caso clínico apresentado
crônica (DPOC), assinale a alternativa na questão anterior, nº 29, assinale
INCORRETA. a alternativa que apresenta a FiO2
(A) Pode ser dividida em 2 tipos: bronquite mais próxima do valor ofertado na
crônica e enfisema pulmonar. oxigenoterapia para o paciente.
(B) Ambos os tipos de DPOC geram uma (A) 31%
redução do fluxo aéreo expiratório. (B) 41%
(C) O maior causador do DPOC é o tabagismo. (C) 46%
(D) A deficiência de alfa 1 anti-tripsina é uma (D) 36%
das possíveis causas da DPOC. (E) 21%
(E) O volume residual encontra-se reduzido em
pacientes portadores de DPOC. 31. Paciente do sexo feminino, 67 anos,
recebeu diagnóstico de esclerose lateral
28. Existem diversas pneumopatias amiotrófica (ELA) há 7 anos. Há 30 dias,
comumente detectadas em ambientes hospitalizou-se devido à crise asmática,
hospitalares, sendo de extrema que evoluiu para ventilação mecânica
importância para o fisioterapeuta o invasiva (VMI) e traqueostomia. No
seu conhecimento, assim como saber momento, encontra-se em difícil
diferenciá-las. Sobre as pneumopatias, desmame da VMI, com intervalos de
assinale a alternativa correta. macronebulização, possuindo previsão
(A) O pneumotórax é caracterizado pelo de desospitalização e encaminhamento
acúmulo de ar entre as pleuras. ao domicílio em respiração artificial.
(B) O derrame pleural caracteriza-se por um Está acamada, com frequência cardíaca
acúmulo de líquido no ácino respiratório. de 53 bpm, pressão arterial de 130/90
(C) A pneumonia nosocomial também é mmHg, SpO2 de 93%, com hipotrofia
conhecida como adquirida na comunidade. generalizada, consciente, ausculta
(D) A atelectasia é uma doença irreversível de pulmonar: murmúrio vesicular +,
início insidioso. simétrico, com roncos difusos. Sobre
(E) A bronquiectasia é uma doença que se esse caso clínico, assinale a alternativa
enquadra no tipo de doenças restritivas e correta.
dificilmente apresenta como sintomas a (A) A melhor modalidade ventilatória para
hipersecretividade. encaminhar a paciente ao domicílio é a
ventilação controlada a volume.
29. Paciente do sexo masculino, 78 anos, (B) A paciente encontra-se normocárdica.
está internado devido a pós-cirúrgico (C) A paciente encontra-se hipertensa.
de infarto agudo do miocárdio (IAM) e (D) A mesa ortostática é uma conduta
colocação de dois stents. Após cirurgia, apropriada para a paciente.
foi detectado um derrame pleural sem (E) A asma, fator que levou a paciente à piora
indicação de dreno, apenas tratamento no quadro, é uma doença do tipo restritiva.
medicamentoso. No momento, o paciente
encontra-se consciente e colaborativo, 32. Ainda sobre o caso clínico apresentado
eupneico em oxigenoterapia contínua na questão anterior, nº 31, a paciente
via cânula nasal (5 litros por minuto). realizou uma gasometria arterial, sendo
Ausculta pulmonar: murmúrio vesicular encontrados os seguintes valores: Ph:
+, assimétrico, diminuído em base 7,36; PaO2: 98 mmHg; PcO2: 40 mmHg;
esquerda, sem ruídos adventícios. HCO3: 25 mEq. Assinale a alternativa
Assinale a alternativa que apresenta a que apresenta a interpretação correta do
melhor conduta fisioterapêutica imediata exame.
para o paciente. (A) Acidose respiratória descompensada.
(A) Padrões inspiratórios reexpansivos (B) Alcalose respiratória descompensada.
(inspiração fracionada). (C) Gasometria arterial dentro dos parâmetros
(B) Técnicas de higiene brônquica. de normalidade.
(C) Cicloergômetro. (D) Acidose metabólica descompensada.
(D) Huffing. (E) Alcalose metabólica descompensada.
(E) Flutter / Shaker.

ANALISTA EM SAÚDE 8
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
33. Paciente está internado em unidade (A) insuficiência cardíaca congestiva.
de terapia intensiva após traumatismo (B) pacientes portadores de doenças
cranioencefálico não cirúrgico por queda neuromusculares.
da própria altura. Encontra-se intubado (C) idade maior que 50 anos.
(tubo número 7), mantendo boa pressão (D) tempo de ventilação mecânica maior que 72
intracraniana, com grandes quantidades horas.
de secreções pulmonares. Assinale a (E) pacientes obesos.
alternativa que apresenta o tamanho de
sonda apropriado para que se realize 37. Paciente do sexo feminino, 48 anos,
a aspiração das vias aéreas desse foi internada em unidade de terapia
paciente. intensiva devido à acidente vascular
(A) 14 encefálico, sendo que, após 12 dias
(B) 16 de internação, foi diagnosticada com
(C) 18 Síndrome da Angústia Respiratória
(D) 8 Aguda (SARA). A paciente encontra-
(E) 10 se sedada, em VMI via traqueostomia,
sinais vitais estáveis, gasometria com
34. Assinale a alternativa que apresenta acidose respiratória em compensação
uma contraindicação absoluta para a metabólica, índice de oxigenação de
ventilação não invasiva (VNI). 150 com PEEP de 7cm H2O. Sobre
(A) Cirurgia facial. esse caso clínico, assinale a alternativa
(B) Anastomose de esôfago recente. INCORRETA.
(C) Parada cardíaca ou respiratória. (A) A paciente enquadra-se em uma provável
(D) Rebaixamento do nível de consciência. SARA moderada.
(E) Alto risco de aspiração. (B) É recomendado ventilar a paciente em
modalidades controladas.
35. Paciente do sexo masculino, 85 anos, (C) Deve-se utilizar a menor FiO2 possível para
encontra-se em pronto atendimento garantir SpO2 maior que 92%.
em uso de VNI após exacerbação de (D) É recomendado ventilar com volume
DPOC. Equipe solicita um fisioterapeuta corrente de 8 ml/Kg (considerando o peso
para avaliação do paciente. Gasometria predito).
arterial no momento da entrada do (E) Deve-se manter pressão de platô menor ou
paciente: Ph: 7,28, PCO2: 58 mmHg, PO2: igual a 30 cm H2O.
73 mmHg, HCO3: 25 mEq. Considerando
esse caso clínico, quando se deve 38. Paciente do sexo masculino, 5
descontinuar a VNI, caso ocorra um dias de vida, está internado em
insucesso nessa conduta? UTI neonatal devido à aspiração de
(A) Se após 1 hora de uso a PCO2 do paciente mecônio. Encontra-se em VMI via tubo
for para 45 mmHg. orotraqueal, gasometria arterial:
(B) Se após 2 horas de uso da VNI não houver Ph: 7,30, PaO2: 90 mmHg,
melhora do quadro clínico do paciente. PCO2: 49 mmHg, HCO3: 20 mEq.
(C) Se houver uma redução do uso da Está ventilando na modalidade
musculatura acessória após 1 horas de uso. controlada a volume, com PEEP de 7 cm
(D) Se após 1 hora de uso não houver melhora H2O e FiO2 de 60%. Assinale a alternativa
do quadro clínico do paciente. que apresenta o índice de oxigenação
(E) Se após 2 horas de uso o Ph do paciente for desse paciente.
para 7,35. (A) 15
(B) 65
36. A VNI pode ser utilizada na (C) 100
pós-extubação da ventilação mecânica (D) 120
invasiva, reduzindo a mortalidade e (E) 150
as taxas de pneumonias associadas
à ventilação mecânica (PAV). A VNI
utilizada imediatamente após extubação
pode beneficiar os seguintes casos,
EXCETO

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
9
39. Sobre a técnica de fisioterapia
respiratória percussão direta, assinale a
alternativa correta.
(A) É uma técnica que visa principalmente à
desinsuflação pulmonar.
(B) Deve ser feita sobre o tórax com o paciente
desprovido de qualquer vestimenta.
(C) É contraindicada em pacientes com
hipertensão arterial sistêmica.
(D) Tem como objetivo a mobilização de
secreções pulmonares.
(E) Auxilia no aumento do volume residual.

40. Preencha as lacunas e assinale a
alternativa correta.
O pulmão direito possui ________ lobo
(s) e _________ fissura (s), já o pulmão
esquerdo possui __________ fissura (s)
e __________ lobo (s).

(A) três / duas / uma / dois


(B) dois / uma / duas / três
(C) um / nenhuma / uma / dois
(D) dois / três / duas / um
(E) três / duas / duas / um

ATENÇÃO!
NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de
Respostas, o número de sua prova indicado
na capa deste caderno.

ANALISTA EM SAÚDE 10
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
ANALISTA EM SAÚDE 11
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO
SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO – SAD/PE
SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO – SES/PE

CONCURSO PÚBLICO EDITAL 001/2018


NÍVEL SUPERIOR

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)

Nome do Candidato Inscrição

COMPOSIÇÃO DO CADERNO INSTRUÇÕES

Língua Portuguesa 01 a 10 • Confira seu nome, o número do seu documento e o número


de sua inscrição na Folha de Respostas. Além disso, não se
Conhecimentos Gerais do SUS 11 a 20 esqueça de conferir seu Caderno de Questões quanto a falhas
de impressão e de numeração. Preencha os campos destinados
Conhecimentos Específicos 21 a 40 à assinatura e ao número de inscrição. Qualquer divergência,
comunique ao fiscal.

• O único documento válido para avaliação é a Folha de


Respostas. Só é permitido o uso de caneta esferográfica

MANHÃ transparente de cor azul ou preta para o preenchimento da Folha


de Respostas, que deve ser preenchida da seguinte maneira:

• O prazo de realização da prova é de 4 (quatro) horas, incluindo


a marcação da Folha de Respostas. Após 60 (sessenta) minutos

PROVA do início da prova, o candidato estará liberado para utilizar o


sanitário ou deixar definitivamente o local de aplicação, não

04
podendo, no entanto, levar o caderno de questões e nenhum
tipo de anotação de suas respostas.

• Ao término de sua prova, comunique ao fiscal, devolvendo-lhe


a Folha de Respostas devidamente preenchida e assinada.
O candidato poderá levar consigo o Caderno de Questões
somente se aguardar em sala até o término do prazo de
realização da prova estabelecido em edital.

• Os 3 (três) últimos candidatos só poderão retirar-se da sala


juntos, após assinatura do Termo de Fechamento do envelope
de retorno.
LEMBRE-SE DE MARCAR O NÚMERO
CORRESPONDENTE À SUA PROVA NA • As provas e os gabaritos preliminares estarão disponíveis
FOLHA DE RESPOSTAS! no site do Instituto AOCP - www.institutoaocp.org.br, no dia
posterior à aplicação da prova.

• O NÃO cumprimento a qualquer uma das determinações


constantes em Edital, no presente Caderno ou na Folha de
Respostas incorrerá na eliminação do candidato.

Fraudar ou tentar fraudar Concursos Públicos é Crime!


Previsto no art. 311 - A do Código Penal
ATENÇÃO!
NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de Respostas, o número de sua prova indicado na capa deste caderno.

Língua Portuguesa

INFELICIDADES CONTEMPORÂNEAS
Marcia Tiburi – 31 de maio de 2017

Faz tempo que ando pensando na felicidade como categoria ética. Longe da felicidade publicitária,
da felicidade das mercadorias, me parece necessário manter esse conceito em cena devolvendo-lhe
ao campo da análise crítica contra a ordem da ingenuidade onde ele foi lançado. Justamente porque
o tema da felicidade foi capturado na ordem das produções discursivas, falar da felicidade se torna
um desafio quando muita gente tenta transformá-la em uma bobagem, uma caretice, um assunto do
passado.
A felicidade é assunto do campo da ética. Em Aristóteles ela representa o máximo da virtude. Feliz
acima de tudo é quem pratica a filosofia, mas na vida em geral, aquele que vive uma vida justa já pode
ser feliz. Uma vida justa é uma vida boa, vivida com dignidade. Aquele que alcança um meio termo
entre extremos e faltas sempre falsos, sempre destrutivos, sempre irreais, é alguém que pode se dizer
feliz. A felicidade não é inalcançável, ela é busca bem prática que conduz a vida.
Hoje, depois de uma aula sobre o tema, uma aula crítica e analítica, daquelas que revoltam os
ressentidos e fortalecem os corajosos, uma pessoa que se anunciou tendo mais de 80 anos, me
abraçou e me disse, “sua aula me deixou feliz”. Eu também fiquei feliz.

***

Fico pensando no que o termo felicidade pode ainda nos dizer, quando, por meio de uma deturpação
conceitual, localizamos a felicidade nas mercadorias, quando a confundimos com fantasias e
propagandas.
A felicidade sempre foi uma ideia e uma prática complexas. Sua complexidade remete a uma
instabilidade inevitável. Em nossos dias, as pessoas falam muito da felicidade porque a desejam.
E se a desejam é porque, de algum modo, podemos dizer que sonham com ela. Mas não podem
pegá-la, comprá-la, obtê-la simplesmente e justamente porque ela não é uma coisa. Por isso, a ideia
de felicidade não combina com a ideia de mercadoria. Como ideia, a felicidade é aberta e produz
aberturas. Ela não cabe nas coisas, nem nas mais ricas, nem nas mais bonitas. Porque quando a
felicidade está, ela é como a morte, as coisas, assim como a vida, já não estão.
Há, no entanto, coisas que nos lembram ou nos iludem da ideia de felicidade, mas sempre o fazem
como um ideal ou um simulacro. Ninguém pode ser feliz plenamente, mas sempre pode buscar ser feliz
em uma medida muito abstrata que, no entanto, nos conecta à outras utopias. Não é sem sabedoria que,
em vez de pensarmos em uma única felicidade, começamos há muito tempo a pensar em felicidades no
plural. Se não se pode ser feliz no todo, que se seja em lugares, em setores da vida. Que se realize a
felicidade relativa, contra uma felicidade absoluta. Abaixo os absolutos, diz todo pensamento razoável.
Felicidades mil é o que desejamos àqueles que amamos. É um voto, apenas, um voto de fé que
em tudo se confunde com a postura ética de quem deseja o bem ao outro. Felicidade, lembremos os
filósofos antigos, era o sumo bem, o bem maior, o Bem com letra maiúscula. Uma coisa para inspirar,
para fazer suportar as dores e sofrimentos da vida comum. [...].

Adaptado de: (https://revistacult.uol.com.br/home/marcia-tiburi-infelicidades-contemporaneas/).

ANALISTA EM SAÚDE 2
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
1. Com relação ao excerto “Justamente 3. Sobre o uso dos mecanismos de
porque o tema da felicidade foi capturado coesão textual e as relações de sentido
na ordem das produções discursivas, estabelecidas no texto, assinale a
falar da felicidade se torna um desafio alternativa correta.
quando muita gente tenta transformá- (A) Se o trecho “[...] as pessoas falam muito
la em uma bobagem, uma caretice, da felicidade porque a desejam.” fosse
um assunto do passado.”, assinale a reescrito como “as pessoas falam muito da
alternativa correta. felicidade, mas a desejam”, a relação de
(A) Uma vez que os antônimos são palavras sentido entre as orações permaneceria a
que, em um determinado contexto, mesma.
têm significados opostos, a palavra (B) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram
“injustamente” não poderia ser considerada ou nos iludem da ideia de felicidade, mas
um antônimo da palavra “justamente” no sempre o fazem como um ideal ou um
excerto em questão. simulacro.”, o termo em destaque é um
(B) O termo “justamente” poderia ser artigo e retoma a palavra “coisas”.
substituído por “de forma justa”, sem que (C) Em “[...] me parece necessário manter
isso alterasse o sentido do excerto. esse conceito em cena devolvendo-lhe ao
(C) Os termos “bobagem” e “caretice” são campo da análise crítica contra a ordem
típicos da variedade não culta da língua da ingenuidade onde ele foi lançado.”,
portuguesa, o que denota que a escritora o elemento em destaque poderia ser
do texto pertence a um grupo de falantes da substituído por “no qual’.
zona rural. (D) Se o trecho “Ninguém pode ser feliz
(D) Os termos “bobagem” e “caretice” são plenamente, mas sempre pode buscar ser
típicos da variedade não culta da língua feliz em uma medida muito abstrata [...]”,
portuguesa, o que denota que a escritora do fosse reescrito como “Ainda que ninguém
texto pertence a um grupo de falantes com possa ser feliz plenamente, sempre pode
baixa escolaridade. buscar ser feliz em uma medida muito
(E) O termo “capturado” está sendo utilizado abstrata”, a relação de sentido estabelecida
em seu sentido figurado, isto é, significando passaria de adversidade para concessão.
“apreendido”. (E) Em “Se não se pode ser feliz no todo, que
se seja em lugares, em setores da vida.”, o
2. Sobre a concordância verbal e nominal, termo em destaque expressa um sentido de
assinale a alternativa correta. adição.
(A) Em “A felicidade sempre foi uma ideia e
uma prática complexas.”, a concordância 4. Com relação ao excerto “Felicidades mil
está inadequada, pois o adjetivo é o que desejamos àqueles que amamos.
“complexas” deveria concordar com o É um voto, apenas, um voto de fé que em
substantivo mais próximo “prática”. tudo se confunde com a postura ética de
(B) Em “A felicidade sempre foi uma ideia quem deseja o bem ao outro.”, assinale a
e uma prática complexas.”, o adjetivo alternativa correta.
“complexas” pode estar tanto no plural (A) “Desejamos” é a forma do verbo “desejar”
quanto no singular, concordando com o flexionada na terceira pessoa do plural do
substantivo mais próximo. subjuntivo.
(C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram (B) “Deseja” é uma forma nominal do verbo
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, “desejar”.
o verbo “haver” deveria estar no plural, (C) Tanto “desejamos” quanto “deseja” são
concordando com o termo “coisas”. formas do verbo “desejar” flexionadas na
(D) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram terceira pessoa do presente do indicativo.
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, (D) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”, o
o verbo “haver” está no singular porque o verbo desejar é transitivo direto.
sujeito “coisas” também está no singualr. (E) Em “[...] de quem deseja o bem ao outro.”,
(E) Se, em “Há, no entanto, coisas que nos o verbo desejar é transitivo direto e indireto
lembram ou nos iludem da ideia de ao mesmo tempo.
felicidade [...]”, o verbo “haver” fosse
substituído pelo verbo “existir”, este
permaneceria no singular, visto que ambos
são verbos impessoais.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
3
5. Assinale a alternativa em que a palavra 8. Sobre o texto, é correto afirmar que
em destaque está classificada (A) falar de felicidade sempre foi um desafio,
corretamente. uma vez que indivíduos de todas as épocas
(A) “[...] devolvendo-lhe ao campo da análise a consideravam uma bobagem.
crítica contra a ordem da ingenuidade onde (B) a felicidade pode ser alcançada por meio da
ele foi lançado.” (preposição). aquisição de bens materiais.
(B) “[...] aquele que vive uma vida justa já pode (C) a felicidade, assim como a morte, é
ser feliz.” (pronome pessoal). inevitável.
(C) “[...] ela é busca bem prática que conduz a (D) a felicidade absoluta, única, não é um
vida.” (substantivo). pensamento razoável.
(D) “Hoje, depois de uma aula sobre o tema, (E) desejar felicidades às pessoas é o mesmo
uma aula crítica e analítica [...]” (conjunção). que desejar que elas sejam bondosas.
(E) “sua aula me deixou feliz. Eu também fiquei
feliz.” (conjunção). 9. Sobre a estruturação do texto, é correto
afirmar que
6. Assinale a alternativa em que a palavra (A) a ideia principal do texto é que as
em destaque NÃO pode ser substituída pessoas são infelizes atualmente porque
por aquela entre parênteses sem que não praticam a filosofia. Isso pode ser
isso resulte em mudança de significado. comprovado pelo trecho: “Feliz acima de
(A) “Fico pensando no que o termo felicidade tudo é quem pratica a filosofia [...]”.
pode ainda nos dizer [...]” (vocábulo). (B) o terceiro parágrafo apresenta uma
(B) “A felicidade é assunto do campo da ética.” sequência descritiva, que tem a função de
(âmbito). exemplificar para o leitor que a felicidade
(C) “Aquele que alcança um meio termo entre pode ser alcançada em situações comuns
extremos [...] é alguém que pode se dizer do cotidiano.
feliz.” (atinge). (C) o tópico frasal, isto é, a ideia-núcleo do
(D) “[...] mas sempre o fazem como um ideal ou quinto parágrafo é “A felicidade sempre foi
um simulacro.” (simulação). uma ideia e uma prática complexas.”, que é
(E) “Se não se pode ser feliz no todo, que justificado pelo fato de ela ser instável e não
se seja em lugares, em setores da vida.” poder ser pega, comprada ou obtida.
(sessões). (D) em “A felicidade sempre foi uma ideia e
uma prática complexas. Sua complexidade
7. Sobre o uso de vírgulas no texto, remete a uma instabilidade inevitável.”, o
assinale a alternativa correta. termo em destaque se relaciona à palavra
(A) Em “Justamente porque o tema da “felicidade” e, por isso, não poderia estar
felicidade foi capturado na ordem das precedido de um ponto final.
produções discursivas, falar da felicidade (E) a ideia de que “a felicidade é aberta e
se torna um desafio [...]”, o uso da vírgula produz aberturas”, constante no quinto
se justifica porque se trata de um período parágrafo, está em acordo com a ideia de
composto por duas orações coordenadas, “felicidade absoluta”, expressa no sexto
sendo uma delas explicativa. parágrafo.
(B) Em “[...] muita gente tenta transformá-la em
uma bobagem, uma caretice, um assunto 10. Com relação ao excerto “Longe da
do passado.”, as vírgulas são utilizadas em felicidade publicitária, da felicidade das
uma enumeração e, por isso, poderiam ser mercadorias, me parece necessário
omitidas. manter esse conceito em cena
(C) Em “Há, no entanto, coisas que nos lembram devolvendo-lhe ao campo da análise
ou nos iludem da ideia de felicidade [...]”, a crítica contra a ordem da ingenuidade
vírgula é de uso obrigatório, pois isola uma onde ele foi lançado.”, assinale a
conjunção adversativa. alternativa correta.
(D) Em “Em nossos dias, as pessoas falam (A) A colocação pronominal do pronome
muito da felicidade [...]”, a vírgula é opcional. oblíquo átono “me” está adequada.
(E) O excerto “Eu também fiquei feliz.” está (B) A colocação pronominal está adequada em
inadequado quanto à pontuação, pois a todas as ocorrências de pronome oblíquo
vírgula isolando o advérbio “também” é de átono.
uso obrigatório.

ANALISTA EM SAÚDE 4
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
(C) O termo “publicitária” se refere ao 13. Esse nível de prevenção em saúde
substantivo “felicidade” e exerce função de consiste na detecção de indivíduos
predicativo do sujeito. em risco de sobretratamento (over
(D) A expressão “das mercadorias” caracteriza medicalisation) para os proteger
o substantivo “felicidade”, sendo, portanto, de novas intervenções médicas
um adjetivo. inapropriadas e sugerir-lhes alternativas
(E) Tanto “publicitária” quanto “das mercadorias” eticamente aceitáveis. O enunciado se
são termos que delimitam o significado refere à prevenção
do substantivo “felicidade”, exercendo, (A) primordial.
portanto, função de adjuntos adnominais. (B) primária.
(C) secundária.
(D) terciária.
Conhecimentos Gerais do SUS (E) quaternária.

11. Um dos fundamentos das Redes de 14. Considerando-se a alta infectividade


Atenção em Saúde (RAS) aponta que, e contagiosidade da doença, todo
para sua organização racional, alguns caso suspeito de sarampo deve ser
serviços de saúde devem ser ofertados comunicado por telefone à Secretaria
de forma dispersa, por exemplo os Municipal de Saúde dentro das primeiras
serviços de atenção primária, enquanto 24 horas após o atendimento do paciente
serviços mais especializados, como um e também à Secretaria Estadual de
serviço de neurocirurgia, devem ser Saúde por telefone, fax ou e-mail, para
concentrados. Tal fundamento baseia-se acompanhamento junto ao município.
no princípio de Além disso, a notificação deve ser
(A) governança. registrada no
(B) economia de escala. (A) SIM.
(C) gestão participativa. (B) SINASC.
(D) grupos técnicos para trabalho em saúde. (C) SINAN.
(E) planejamento normativo. (D) SIAB.
(E) SISREG.
12. De acordo com o Decreto n° 7.508/11, é
correto afirmar que 15. O Comitê de Implementação do Programa
(A) a única porta de entrada para as ações e Nacional de Segurança do Paciente
serviços de saúde é a Atenção Primária em (CIPNSP), conforme o que consta na
Saúde. Portaria GM/MS nº 529, de 01 de abril
(B) o planejamento da saúde em âmbito estadual de 2013, é composto por alguns dos
deve ser realizado de maneira centralizada, a representantes, titular e suplentes dos
partir das necessidades do Estado e não do seguintes órgãos e entidades, EXCETO
município. (A) ministério da Saúde.
(C) as ações e serviços que o SUS oferece ao (B) fundação Oswaldo Cruz.
usuário para atendimento da integralidade (C) agência Nacional de Saúde Suplementar. 
da assistência à saúde são descritos nos (D) conselho Federal de Enfermagem.
protocolos clínicos. (E) associação Brasileira de saúde coletiva.
(D) o acordo de colaboração entre os entes
federativos para a organização da rede 16. Dentre os programas e projetos
interfederativa de atenção à saúde será prioritários destacados no Plano
firmado por meio de Contrato Organizativo da Estadual de Saúde 2016 a 2019, do
Ação Pública da Saúde.  Estado de Pernambuco, aquele que tem
(E) o acesso universal e igualitário à assistência como objetivo reduzir a mortalidade
farmacêutica é garantido a qualquer materna e infantil é o Programa
cidadão desde que o medicamento tenha (A) Cegonha Feliz.
sido prescrito por profissional de saúde, (B) Mãe Coruja Pernambucana.
mesmo sendo um profissional ligado à rede (C) Renascer em Pernambuco.
privada de saúde. (D) De volta ao ninho.
(E) Cegonha de Pernambuco.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
5
17. No que se refere ao disposto no (D) ênfase relativa nas intervenções curativas
Estatuto dos Funcionários Públicos do e reabilitadoras e um modelo de atenção
Estado de Pernambuco (Lei Estadual à saúde fragmentado e sem estratificação
nº 6.123/1968), o ato que completa a dos riscos.
investidura em cargo público e órgão (E) ofertar uma atenção contínua e integral a
colegiado é o/a determinada população, coordenada pela
(A) posse. atenção primária à saúde.
(B) nomeação.
(C) execução.
(D) término do estágio probatório. Conhecimentos Específicos
(E) exercício.
21. Sobre o exame complementar gasometria
18. Sua atuação tem como um dos objetivos arterial, assinale a alternativa correta.
fixar diretrizes sobre as regiões de (A) O Ph normal é de 7,25 a 7,35.
saúde, distrito sanitário, integração de (B) Um Ph abaixo dos valores de normalidade
territórios, referência e contrarreferência sugere uma alcalose.
e demais aspectos vinculados à (C) O pCO2 normalmente é descrito na unidade
integração das ações e serviços de de medida “mEq”.
saúde entre os entes federados. O (D) Na acidose metabólica, o HCO3 encontra-
enunciado se refere se acima do valor de normalidade.
(A) ao conselho nacional de saúde. (E) Na alcalose respiratória, o pCO2 encontra-
(B) às secretarias municipais de saúde. se abaixo do valor de normalidade.
(C) ao ministério da saúde.
(D) às comissões intergestores bipartite/ 22. Assinale a alternativa que apresenta
tripartite. a alteração encontrada no seguinte
(E) aos fóruns estaduais de saúde coletiva. eletrocardiograma.

19. A autoridade de saúde que receber a
notificação compulsória de um óbito
por Dengue deverá informar às demais
esferas de gestão do SUS em até
(A) 24 horas. (A) Escape nodal.
(B) 48 horas. (B) Flutter atrial.
(C) 72 horas. (C) Bloqueio atrioventricular de segundo grau.
(D) 07 dias. (D) Fibrilação ventricular.
(E) 30 dias. (E) Bradicardia.

20. A solução do problema fundamental 23. Assinale a alternativa correta.


do SUS consiste em restabelecer (A) O músculo cardíaco é do tipo liso,
a coerência entre a situação de involuntário.
saúde de tripla carga de doenças, (B) O diafragma é um músculo do tipo estriado
com predominância relativa forte de esquelético.
condições crônicas, e o sistema de (C) As fibras musculares do tipo 1 têm menor
atenção à saúde, por meio da implantação quantidade de mitocôndrias, se comparadas
de Redes de Atenção em Saúde, que tem às fibras do tipo 2.
como característica (D) As fibras musculares do tipo 2 possuem
(A) a organização hierárquica dos serviços de características de maior resistência, se
saúde e o financiamento desses serviços comparadas às fibras musculares do tipo 1.
por procedimentos. (E) As fibras musculares do tipo 1 possuem
(B) um conjunto de pontos de atenção à saúde maior velocidade de contração, se
isolados e incomunicados uns com os outros comparadas às do tipo 2.
e sem população adscrita.
(C) foco nas condições agudas através
de unidades de pronto atendimento,
ambulatorial e hospitalar e passividade da
pessoa usuária.

ANALISTA EM SAÚDE 6
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
24. Na avaliação do paciente crítico ou (B) O derrame pleural caracteriza-se por um
potencialmente crítico, os reflexos acúmulo de líquido no ácino respiratório.
pupilares podem dizer muito sobre o seu (C) A pneumonia nosocomial também é
prognóstico. Considerando o exposto, conhecida como adquirida na comunidade.
assinale a alternativa correta. (D) A atelectasia é uma doença irreversível de
(A) A midríase pode ser detectada quando as início insidioso.
pupilas estão contraídas. (E) A bronquiectasia é uma doença que se
(B) A miose ocorre quando há uma dilatação enquadra no tipo de doenças restritivas e
das pupilas. dificilmente apresenta como sintomas a
(C) O nistagmo são oscilações involuntárias, hipersecretividade.
repetidas e rítmicas de um ou ambos os
olhos. 28. Paciente do sexo masculino, 78 anos,
(D) Pupilas anisocóricas é a condição em que está internado devido a pós-cirúrgico
elas encontram-se normais e simétricas. de infarto agudo do miocárdio (IAM) e
(E) Pupilas isocóricas é a assimetria entre as colocação de dois stents. Após cirurgia,
pupilas e pode sugerir a presença de um foi detectado um derrame pleural sem
acidente vascular encefálico. indicação de dreno, apenas tratamento
medicamentoso. No momento, o paciente
25. Sobre a estrutura alveolar, anatomia e encontra-se consciente e colaborativo,
fisiologia pulmonar, assinale a alternativa eupneico em oxigenoterapia contínua
correta. via cânula nasal (5 litros por minuto).
(A) Os pneumócitos do tipo II secretam o Ausculta pulmonar: murmúrio vesicular
surfactante pulmonar. +, assimétrico, diminuído em base
(B) Os pneumócitos do tipo III são células esquerda, sem ruídos adventícios.
que revestem a maior parte da superfície Assinale a alternativa que apresenta a
alveolar. melhor conduta fisioterapêutica imediata
(C) Não ocorre hematose nos bronquíolos para o paciente.
respiratórios. (A) Padrões inspiratórios reexpansivos
(D) O pulmão possui um total de 20 brônquios (inspiração fracionada).
lobares, sendo 10 de cada lado. (B) Técnicas de higiene brônquica.
(E) Os brônquios segmentares também podem (C) Cicloergômetro.
ser chamados de primários ou de primeira (D) Huffing.
ordem. (E) Flutter / Shaker.

26. Sobre a doença pulmonar obstrutiva 29. Ainda sobre o caso clínico apresentado
crônica (DPOC), assinale a alternativa na questão anterior, nº 28, assinale
INCORRETA. a alternativa que apresenta a FiO2
(A) Pode ser dividida em 2 tipos: bronquite mais próxima do valor ofertado na
crônica e enfisema pulmonar. oxigenoterapia para o paciente.
(B) Ambos os tipos de DPOC geram uma (A) 31%
redução do fluxo aéreo expiratório. (B) 41%
(C) O maior causador do DPOC é o tabagismo. (C) 46%
(D) A deficiência de alfa 1 anti-tripsina é uma (D) 36%
das possíveis causas da DPOC. (E) 21%
(E) O volume residual encontra-se reduzido em
pacientes portadores de DPOC.

27. Existem diversas pneumopatias


comumente detectadas em ambientes
hospitalares, sendo de extrema
importância para o fisioterapeuta o
seu conhecimento, assim como saber
diferenciá-las. Sobre as pneumopatias,
assinale a alternativa correta.
(A) O pneumotórax é caracterizado pelo
acúmulo de ar entre as pleuras.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
7
30. Paciente do sexo feminino, 67 anos, (A) 14
recebeu diagnóstico de esclerose lateral (B) 16
amiotrófica (ELA) há 7 anos. Há 30 dias, (C) 18
hospitalizou-se devido à crise asmática, (D) 8
que evoluiu para ventilação mecânica (E) 10
invasiva (VMI) e traqueostomia. No
momento, encontra-se em difícil 33. Assinale a alternativa que apresenta
desmame da VMI, com intervalos de uma contraindicação absoluta para a
macronebulização, possuindo previsão ventilação não invasiva (VNI).
de desospitalização e encaminhamento (A) Cirurgia facial.
ao domicílio em respiração artificial. (B) Anastomose de esôfago recente.
Está acamada, com frequência cardíaca (C) Parada cardíaca ou respiratória.
de 53 bpm, pressão arterial de 130/90 (D) Rebaixamento do nível de consciência.
mmHg, SpO2 de 93%, com hipotrofia (E) Alto risco de aspiração.
generalizada, consciente, ausculta
pulmonar: murmúrio vesicular +, 34. Paciente do sexo masculino, 85 anos,
simétrico, com roncos difusos. Sobre encontra-se em pronto atendimento
esse caso clínico, assinale a alternativa em uso de VNI após exacerbação de
correta. DPOC. Equipe solicita um fisioterapeuta
(A) A melhor modalidade ventilatória para para avaliação do paciente. Gasometria
encaminhar a paciente ao domicílio é a arterial no momento da entrada do
ventilação controlada a volume. paciente: Ph: 7,28, PCO2: 58 mmHg, PO2:
(B) A paciente encontra-se normocárdica. 73 mmHg, HCO3: 25 mEq. Considerando
(C) A paciente encontra-se hipertensa. esse caso clínico, quando se deve
(D) A mesa ortostática é uma conduta descontinuar a VNI, caso ocorra um
apropriada para a paciente. insucesso nessa conduta?
(E) A asma, fator que levou a paciente à piora (A) Se após 1 hora de uso a PCO2 do paciente
no quadro, é uma doença do tipo restritiva. for para 45 mmHg.
(B) Se após 2 horas de uso da VNI não houver
31. Ainda sobre o caso clínico apresentado melhora do quadro clínico do paciente.
na questão anterior, nº 30, a paciente (C) Se houver uma redução do uso da
realizou uma gasometria arterial, sendo musculatura acessória após 1 horas de uso.
encontrados os seguintes valores: Ph: (D) Se após 1 hora de uso não houver melhora
7,36; PaO2: 98 mmHg; PcO2: 40 mmHg; do quadro clínico do paciente.
HCO3: 25 mEq. Assinale a alternativa (E) Se após 2 horas de uso o Ph do paciente for
que apresenta a interpretação correta do para 7,35.
exame.
(A) Acidose respiratória descompensada. 35. A VNI pode ser utilizada na
(B) Alcalose respiratória descompensada. pós-extubação da ventilação mecânica
(C) Gasometria arterial dentro dos parâmetros invasiva, reduzindo a mortalidade e
de normalidade. as taxas de pneumonias associadas
(D) Acidose metabólica descompensada. à ventilação mecânica (PAV). A VNI
(E) Alcalose metabólica descompensada. utilizada imediatamente após extubação
pode beneficiar os seguintes casos,
EXCETO
32. Paciente está internado em unidade (A) insuficiência cardíaca congestiva.
de terapia intensiva após traumatismo (B) pacientes portadores de doenças
cranioencefálico não cirúrgico por queda neuromusculares.
da própria altura. Encontra-se intubado (C) idade maior que 50 anos.
(tubo número 7), mantendo boa pressão (D) tempo de ventilação mecânica maior que 72
intracraniana, com grandes quantidades horas.
de secreções pulmonares. Assinale a (E) pacientes obesos.
alternativa que apresenta o tamanho de
sonda apropriado para que se realize
a aspiração das vias aéreas desse
paciente.

ANALISTA EM SAÚDE 8
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
36. Paciente do sexo feminino, 48 anos, 39. Preencha as lacunas e assinale a
foi internada em unidade de terapia alternativa correta.
intensiva devido à acidente vascular O pulmão direito possui ________ lobo
encefálico, sendo que, após 12 dias (s) e _________ fissura (s), já o pulmão
de internação, foi diagnosticada com esquerdo possui __________ fissura (s)
Síndrome da Angústia Respiratória e __________ lobo (s).
Aguda (SARA). A paciente encontra-
se sedada, em VMI via traqueostomia, (A) três / duas / uma / dois
sinais vitais estáveis, gasometria com (B) dois / uma / duas / três
acidose respiratória em compensação (C) um / nenhuma / uma / dois
metabólica, índice de oxigenação de (D) dois / três / duas / um
150 com PEEP de 7cm H2O. Sobre (E) três / duas / duas / um
esse caso clínico, assinale a alternativa
INCORRETA. 40. Sobre o eletrocardiograma (ECG) e a
(A) A paciente enquadra-se em uma provável estimulação elétrica do coração, assinale
SARA moderada. a alternativa correta.
(B) É recomendado ventilar a paciente em (A) O eletrocardiograma possui 8 derivações
modalidades controladas. periféricas e 8 precordiais.
(C) Deve-se utilizar a menor FiO2 possível para (B) A taquicardia paroxística ventricular é
garantir SpO2 maior que 92%. detectada no ECG através de um aumento
(D) É recomendado ventilar com volume da quantidade de onda P.
corrente de 8 ml/Kg (considerando o peso (C) A fibrilação atrial é detectada pela
predito). irregularidade no complexo QRS no ECG.
(E) Deve-se manter pressão de platô menor ou (D) O bloqueio átrio ventricular ocorre quando
igual a 30 cm H2O. há um retardo do impulso atrial ao ventrículo,
produzindo uma pausa aumentada antes da
37. Paciente do sexo masculino, 5 estimulação ventricular.
dias de vida, está internado em (E) As fibras de Purkinje localizam-se apenas
UTI neonatal devido à aspiração de nos átrios.
mecônio. Encontra-se em VMI via tubo
orotraqueal, gasometria arterial:
Ph: 7,30, PaO2: 90 mmHg,
PCO2: 49 mmHg, HCO3: 20 mEq.
Está ventilando na modalidade
controlada a volume, com PEEP de 7 cm
H2O e FiO2 de 60%. Assinale a alternativa
que apresenta o índice de oxigenação
desse paciente.
(A) 15
(B) 65
(C) 100
(D) 120
(E) 150

38. Sobre a técnica de fisioterapia


respiratória percussão direta, assinale a
alternativa correta.
(A) É uma técnica que visa principalmente à
desinsuflação pulmonar.
(B) Deve ser feita sobre o tórax com o paciente
desprovido de qualquer vestimenta.
(C) É contraindicada em pacientes com
hipertensão arterial sistêmica. ATENÇÃO!
(D) Tem como objetivo a mobilização de NÃO SE ESQUEÇA de marcar, na Folha de
secreções pulmonares. Respostas, o número de sua prova indicado
(E) Auxilia no aumento do volume residual. na capa deste caderno.

ANALISTA EM SAÚDE
FISIOTERAPEUTA RESPIRATÓRIO (DIARISTA / PLANTONISTA)
9

Você também pode gostar