Você está na página 1de 29

1

Igreja Presbiteriana Renovada de São José

Discipulado
Edificados em Cristo
Discípulo: ________________________________
Discipulador: ______________________________

Pastor Wanderley da Silva


2

LIÇÃO 1 O TEMPO PARA DEUS É HOJE


"Escutem o que Deus diz: Quando chegou o tempo de mostrar a minha
bondade, eu atendi o seu pedido e o socorri quando chegou o dia da
salvação. Escutem! Este é o tempo em que Deus mostra a sua bondade.
Hoje é o dia de ser salvo. Não queremos que alguém ache defeito no nosso
trabalho e por isso fazemos o possível para não atrapalhar ninguém" (2
Coríntios 6:2-3, NTLH).
Como você se sentiria se alguém pegasse uma laranja, chupasse e
depois lhe desse a sobra? Certamente se sentiria mal. Ninguém merece as
sobras!
Acontece que é exatamente isso, que muitas pessoas estão querendo
fazer com Deus. Desejam gastar seu vigor e juventude com os prazeres
banais, servindo a carne, o mundo ou o diabo, e quando estiverem velhos,
pensarem em servir a Deus.
Deus é o autor da vida e tem propósitos maravilhosos para cada um de
nós. Foi Ele mesmo quem afirmou: “Porque eu bem sei os pensamentos que
penso de vós, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar
o fim que esperais” (Jeremias 29:11).
Temos que oferecer a Deus o melhor (Salmo 103:1-2), as primícias de
tudo na vida – isto é, o que temos e o que somos hoje. Moisés, o grande
líder, fez um pedido a Deus, dizendo: “ajuda-nos a entender como a vida é
breve, para que vivamos com sabedoria” (Salmo 90:12 NVT).
Você há de convir que, muitos, até gostariam de se dedicar as obras de
Deus, mas não podem fazer mais nada, devido à idade e as condições físicas.
Há outros que dizem que se pudessem voltar no tempo, iriam
aproveitar para servir melhor a Deus, pois é muito bom! "Por isso, como diz
o Espírito Santo: “Se hoje vocês ouvirem a voz de Deus, não sejam teimosos
como foram os seus antepassados quando se revoltaram contra ele, no dia
em que eles o puseram à prova no deserto" (Hebreus 3:7-8, NTLH).
Para que não sejamos pegos de surpresa na velhice, Salomão já
aconselhou o povo do seu tempo e a nós também, dizendo: “lembra-te do
teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venhas os maus dias e
cheguem os anos nos quais venhas a dizer: não tenho neles prazer”
(Eclesiastes 12:1).
Devemos buscar ao Senhor enquanto podemos encontrar, invocá-lo
enquanto está perto, Isaías 55:6. A vida sem compromisso, desprovida de
3

orientação divina e de critérios sustentáveis é frustrante – lembre-se da


parábola do rico e Lázaro, Lucas 16:19-31. O rico vivia regaladamente,
Lázaro vivia com dificuldade financeira e material, mas após a morte, a sorte
ficou invertida – o rico sofria, enquanto Lázaro desfrutava um novo tempo
de satisfação. Apelo divino no Antigo Testamento: “Assim diz o Senhor a
casa de Israel: buscai-me e vivei” (Amós 5:4).
Conclusão: Não podemos brincar, nem deixar para depois uma
resolução tão fundamental para nossa vida: "Então Jesus contou a seguinte
parábola: — As terras de um homem rico deram uma grande colheita. Então
ele começou a pensar: “Eu não tenho lugar para guardar toda esta colheita.
O que é que vou fazer? Ah! Já sei! — disse para si mesmo. — Vou derrubar
os meus depósitos de cereais e construir outros maiores ainda. Neles
guardarei todas as minhas colheitas junto com tudo o que tenho. Então direi
a mim mesmo: Homem feliz! Você tem tudo de bom que precisa para muitos
anos. Agora descanse, coma, beba e alegre-se. Mas Deus lhe disse: “Seu
tolo! Esta noite você vai morrer; aí quem ficará com tudo o que você
guardou?” Jesus concluiu: — Isso é o que acontece com aqueles que juntam
riquezas para si mesmos, mas para Deus não são ricos" (Lucas 12:16-21,
NTLH).
4

LIÇÃO 2 A MORTIFICAÇÃO DO PECADO


1 João 2:1-2
O apóstolo João mostra-se carinhoso com seus leitores, mas não
transigente1 quanto ao pecado. Chamando seus leitores de “meus filhinhos”
(v.1), traz uma advertência quanto a um assunto tão sério e mostra que seus
escritos possuem um propósito - aconselhar-vos a não pecar: “Estas coisas
vos escrevo para que não pequeis” (v.1). Isso foi bem enfatizado pelo
apóstolo Paulo aos Romanos 6:11-14, quando disse: “Assim também vós,
considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus.
Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que
obedeçais às suas paixões; nem ofereçais cada um os membros do seu
corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade; mas oferecei-vos a
Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus,
como instrumentos de justiça. Porque o pecado não terá domínio sobre vós;
pois não estais debaixo da lei, e sim da graça”.
E quando acontecer de pecar, o que fazer? O pecado, mesmo
acidentalmente, é uma ofensa a Deus, abrindo legalidade para maldições em
nossa vida, e cria uma barreira entre o homem e Deus, Isaías 59:1-2.
O que João deixa evidente em seus escritos é que não preciso viver
afastado ou tentando me esconder de Deus, porque há um meio de solucionar
esse impasse. É claro que só existe um meio, mas existe. Ele mostra que
“se alguém pecar” (isso dá uma ideia de algo indesejável, mas que pode
acontecer) poderá contar com um Advogado que, de acordo com Romanos
8:34, é o único que possui autoridade para solucionar o problema, de modo
que não fique margem para acusação ou condenação. Esse Advogado é
descrito como Justo, isto é, possui ampla condição de nos representar diante
de Deus e reatar a comunhão.
Esse Advogado se tornou “a propiciação pelos nossos pecados”, e
não só os nossos, mas de qualquer pessoa, até mesmo, de todo o mundo,
(v.2). 1 João 4:10, afirma que “Nisto consiste o amor: não em que nós
tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho
como propiciação pelos nossos pecados”. Essa é a prova de que o maior
interessado em viver em paz com os homens é Deus: “a quem Deus propôs,
no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua

1
Ação ou efeito de transigir. Indulgente, tolerante, muitas vezes favorável a uma situação, para não
magoar alguém.
5

justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados


anteriormente cometidos” (Romanos 3:25).
Somente Jesus é ouvido no céu, quando estamos fora da presença de
Deus, devido ao pecado. Paulo disse: “Há um só Deus e um só mediador
entre Deus e os homens, o qual é Jesus Cristo” (1 Timóteo 2:5). Jesus disse:
“Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, a não ser por
mim” (João 14:6). O apóstolo Pedro declarou: “em nenhum outro há
Salvação; porque abaixo do céu não há nenhum outro nome pelo qual
importa que sejamos salvos” (Atos 4:12).
Aqui vai um convite a você: “Vinde a mim, todos os que estais
cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28). Esse convite foi
formulado pelo próprio Jesus. Passe a Ele uma procuração que é o empenho
de sua fé, confesse a Ele seus pecados e será perdoado, salvo e alcançará as
promessas e bênçãos de Deus.
6

LIÇÃO 3 O CRISTÃO E O SISTEMA MUNDANO


1 João 2:15-17
Jesus em sua oração sacerdotal (João 17) pediu ao Pai que guardasse,
em seu nome, todos aqueles que viessem a Ele. O argumento que Ele usou é
o fato de que “eles não são do mundo, como Eu do mundo não sou”. O
cristão está no mundo, mas precisa saber que possui uma cidadania celestial.
Quando a Palavra diz que “Deus amou o mundo” (João 3:16) está se
referindo às pessoas. Quando diz: “não ameis o mundo” está se referindo ao
que é praticado e imposto pelo sistema mundano corrompido.
De acordo com o texto básico vemos qual deve ser o posicionamento
do cristão em relação ao mundo corrompido.
Não ameis o mundo, nem o que há nele, v. 15
“Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o
amor do Pai e não está nele”.
A questão aqui é bem clara: “não amem o mundo”. Paulo disse a
mesma coisa em Romanos 12:2, ao afirmar: “não vos conformeis (ser
moldado) com esse mundo” e deu testemunho aos irmãos da Galácia, quando
disse: “... o mundo está crucificado para mim, e eu para o mundo” (Gálatas
2:20).
Eis um grande exemplo deixado pelo patriarca Jó: “Fiz acordo com os
meus olhos de não olhar com cobiça para as moças” (Jó 31:1). Ele era um
homem casado e decidiu respeitar a Deus, à sua esposa e às pessoas em geral.
Você precisa decidir: amar a Deus ou a mundo? Não podeis amar os
dois. Tiago disse: “Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo
é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de
Deus” (Tiago 4:4).
Tudo o que há no mundo não provém do Pai, v. 16
“Pois tudo o que há no mundo a cobiça da carne, a cobiça dos olhos
e a ostentação dos bens não provém do Pai, mas do mundo”.
Vejamos as coisas que há no mundo: cobiça da carne (sensualidade,
carnalidade), cobiça dos olhos, ostentação de bens (ganância, materialismo).
É necessário abrirmos o coração para que o Espírito Santo nos dirija, porque
“Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja;
7

mas quem vive de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o
Espírito deseja” (Romanos 8:5).
Qual é o resultado de tudo isso: “quem semeia da carne colherá
destruição, mas aquele que semeia no espírito colherá a vida eterna” (Gálatas
6:8).
O mundo e tudo o que há nele são passageiros, v.17
“O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de
Deus permanece para sempre”.
Muitos não conseguem servir a Deus com zelo, por causa dos cuidados
do mundo. Ouvem a Palavra, até se interessam por ela e concordam, mas “os
cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas, sufocam a palavra, e fica
infrutífera” (Mateus 13:22). Muitos preferem amar aquilo que é passageiro,
do que se comprometer com algo valioso e eterno.
É preciso que tenhamos consciência que a Palavra de Deus permanece
para sempre. Diante disso, quero trazer a você mais uma palavra de Jesus:
“que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou,
o que o homem poderá dar em troca de sua alma?” (Mateus 16:26).
Jesus disse o que está reservado para este mundo: “Os homens
desmaiarão de terror, apreensivos com o que estará sobrevindo ao mundo;
e os poderes celestes serão abalados” (Lucas 21:26).
Conclusão: Em Deuteronômio 1:35, Deus disse a Moisés que
“ninguém dessa geração má verá a boa terra que jurei dar a seus pais”
referindo-se aqueles israelitas que se portavam de modo infiel. Da mesma
forma, aqueles que viverem de modo mundano não herdarão o céu, mas
sofrerão o dano do inferno. Portanto, “Salvai-vos desta geração perversa”.
A religião verdadeira possui, entre outras coisas, o princípio de “... guardar-
se da corrupção do mundo” (Tiago 1:27).
8

LIÇÃO 4 PRINCÍPIOS PARA UMA VIDA MELHOR

"O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir. Eu vim para que
tenham vida e a tenham em abundância" (João 10:10).

Deus nos criou para termos uma vida vitoriosa. A prática do pecado
transtornou a vida humana, tal qual um câncer, se alastrou contaminando e
comprometendo completamente a vida. O salário do pecado é a morte,
Romanos 6:23.

No texto básico Jesus declarou o propósito de sua vinda à terra, em


contraste com o propósito do diabo. São dois projetos que envolvem todos
os homens e mulheres. Enquanto o plano do diabo é roubar, matar e
destruir, Jesus quer dar a cada pessoa uma vida com abundância. Cada
pessoa estará incluída num desses planos conforme a decisão que tiver
tomado em sua vida pessoal.

Entregue-se ao propósito de Deus, Salmo 37:5


Jesus providencia esta vida melhor, oferecendo a solução para os
problemas que tornam a vida difícil: vazio na alma, culpa, insatisfação e
medo. Ele não promete riqueza ou luxo, mas nos conforta com uma
mensagem de um Pai amoroso no Céu, que cuida de seus filhos na terra e
que proverá as coisas que eles verdadeiramente necessitam.

Salmo 16:3 declara: "Confia ao Senhor as tuas obras, e os teus


desígnios serão estabelecidos".

O propósito de Deus a nosso respeito é de vida e paz, Jeremias 29:11-


13. Tudo que Deus faz e tudo o que Ele permite que aconteça é para o bem
daqueles que se entregam a Ele, Romanos 8:28. Toda boa dádiva e todo dom
perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, Tiago 1:17.

Busque a Deus como algo prioritário, Jeremias 29:13


Veja o que disse o Senhor Jesus: "Portanto, não vos inquieteis,
dizendo 'Que comeremos ou com que nos vestiremos?'. . . Pois vosso Pai
celestial sabe que necessitais de todas estas coisas; buscai, pois, em
primeiro lugar, o seu reino e sua justiça, e todas estas coisas vos serão
acrescentadas" (Mateus 6:31-33).
9

Seja fiel em servir a Deus como Aquele que pode acompanhar a sua
vida em todas as coisas. Procure manter um período de oração todos os dias
para expor a Ele seus problemas e Ele poderá te conduzir a uma vida
vitoriosa, Jeremias 33:3.

Tenha uma fé firme em Jesus, 1 João 5:4-5


“Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será
condenado” (Marcos 16:16). Essa crença tem que ser acompanhada de
arrependimento dos atos praticados, nos prejudicam e também desagradam
a Deus. Em Atos 17:30 diz que “Deus não leva em conta o tempo da
ignorância, mas notifica agora a todos os homens em todos os lugares que
se arrependam”.

Conclusão: As pessoas mais felizes no mundo são aquelas que se


dedicam a seguir Jesus como o caminho, verdade e vida. Pedro referiu-se a
isso quando disse: "No qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com
alegria indizível e cheia de glória" (1 Pedro 1:8).
10

LIÇÃO 5 JESUS, O VERBO ETERNO QUE SE REVELOU

1 João 1:1-4

“O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto
com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos
apalparam, com respeito ao Verbo da vida (e a vida se manifestou, e nós a
temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a
qual estava com o Pai e nos foi manifestada), o que temos visto e ouvido
anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais
comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho,
Jesus Cristo. Estas coisas, pois, vos escrevemos para que a nossa alegria
seja completa”.

O apóstolo João está se referindo a Jesus, dando testemunho pessoal


de sua eternidade, de sua realidade, e que seu contato com cada um daqueles
que creem nele resulta em vida eterna. Em Gênesis 1:1 afirma que “no
princípio criou Deus os céus e a terra...”; Em João 1:1 diz que “no princípio
era o verbo, e o verbo estava com Deus e o verbo era Deus”. “Princípio” no
original grego “Arche” (lê-se arquê) significa “a causa ativa”. Em João 1:2
afirma que “sem Ele nada do que foi feito se fez”.

Essa mensagem, que o próprio João, sendo um apóstolo e testemunha


ocular traz até nós, visa conquistar-nos para compartilhar da mesma
comunhão, incluindo Deus-Pai e Jesus Cristo, seu filho. Por todos os seus
escritos, João exalta o Senhor Jesus, como razão maior da nossa vida e
vitória. Só Ele pode nos proporcionar a vida eterna e nos conduzir a uma
vida comunhão com o Pai celestial. Jesus afirmou: “...ninguém vem ao Pai,
a não ser por mim” (João 14:6).

Para ter Deus é preciso reconhecer e aceitar o Senhorio de Jesus. Ele


é a expressão exata do Pai. Foi Ele mesmo quem disse: “...quem me vê a
mim, vê o Pai” (João 14:9). Jesus é o único e suficiente Salvador. Ele veio
trazer a cada um de nós vida abundante e João testifica aqui que o desejo de
nos transmitir essa mensagem é que nossa alegria seja completa. Em Jesus
está a vida, disse o apóstolo João, e “nele estava a vida, e a vida era a luz
dos homens..., mas os homens amaram mais as trevas do que a luz ...” (João
1:4, 19).
11

Se quisermos desfrutar uma vida vitoriosa, e termos razão para


justificar a nossa existência, precisamos abrir nosso coração para entrar o
“verbo da vida”. Blaise Pascal, um matemático e filósofo francês do século
17, disse que existe um vazio com forma de Deus no coração de cada ser
humano. Séculos antes de Pascal, um homem chamado Agostinho procurou
encher esse vazio na sua vida. Depois que descobriu o que lhe estava faltando
ele escreveu uma oração na qual dizia a Deus “Tu nos fizeste para Ti, e o
nosso coração continuará inquieto até que encontremos descanso em Ti”
(Confissões). Só Jesus pode completar o espaço vazio na alma humana, pois
Ele é a exata imagem do Deus invisível, Colossenses 1:15.

O verbo que se encarnou para poder nos entender perfeitamente em


nossas fraquezas. Hebreus 4:15 declara, categoricamente: “Porque não
temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas;
antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem
pecado”. Desta forma podemos ter livre acesso a Deus: “Acheguemo-nos,
portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos
misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna”
(Hebreus 4:16).
12

LIÇÃO 6 DEUS E O HOMEM – UMA RELAÇÃO DE VITÓRIA


“Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele
que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que
o buscam” (Hebreus 11:6)
Os autores bíblicos não se preocuparam em provar a existência de
Deus, por se tratar de algo óbvio para eles e para todos aqueles que creem.
A teologia é o estudo de Deus, conforme registrado na Bíblia, ela não procura
inventar um Deus para oferecer ao homem, apenas estuda o sagrado texto,
onde Ele se revelou. Aliás, se Deus não se revelasse, nunca teríamos
condições de conhecê-lo.
O texto nos deixa claro que muitas pessoas se aproximam de Deus,
mas não acreditam nele. Estão na presença de Deus, mas não sabem ou não
querem admitir.
A Fé é o bem mais que precioso nessa relação, Hebreus 11:1-2
A fé é o primeiro passo em direção a um relacionamento com Deus e
à salvação. A fé em outros “deuses” ou ídolos não terá nenhuma utilidade,
Salmo 115:1-9.
A Palavra de Deus adverte-nos: “disse Jesus: tende fé em Deus”
(Marcos 11:22).
É preciso cuidar da fé alimentando-a com a palavra de Deus e também
através de orações em busca de resultados.
Buscar é o meio de exercitar a fé em busca de algo melhor, Isaías
55.6
A fé, em si mesma, não será suficiente se não for transformada em
ação, Tiago 2.26. Fé sem ação é morta, não vale nada.
Se você acredita na Bíblia, então leia sempre, Romanos 10:17. Se você
acredita na eficácia da oração, então ore com propósito, Mateus 21:22. Crer
apenas não é suficiente. Se você crê no poder de Deus, então tome posse
buscando suas promessas.
“Buscar-me-eis e me achareis quando me buscarem de todo o
coração” (Jeremias 29:13).
Deus é o poderoso e fiel recompensador dos que creem
Deus é o galardoador dos que buscam, não simplesmente dos que
creem nele. A principal recompensa é viver com Cristo aqui e na eternidade.
13

Deus não é como os homens que mentem, mas é fiel ao cumprir tudo
o que promete, Números 23:19.
Se você crê em Deus, fique certo, que “se o mar não se abrir para você,
certamente irás andar sobre as águas”. Ele não vai te deixar perecer. Ele cuida
de cada um de nós. “Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque
Ele tem cuidado de vós” (1 Pedro 5:7).
Conclusão: Coloque sua fé em ação. O início da sua fé é aceitar Jesus
como salvador e firmar o compromisso de obedecê-lo. A partir daí a
promessa é: “tudo é possível ao que crê”.
14

LIÇÃO 7 AFLIÇÕES – POSITIVAS E NÃO NEGATIVAS


“Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado
receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam” (Tiago
1:12)
Ninguém gosta de ser submetido à provação. Na escola, só teme as
provas o aluno que não leva a sério seus estudos preparando-se para ela. Deus
permite as aflições para que possamos ver quem somos, para que cresçamos
e nos fortaleçamos. Se compreendermos esta verdade, não seremos pegos de
surpresa, pois estaremos preparados para o dia mau, Efésios 6:13.
O pecado torna as aflições insuportáveis: para que possamos estar
aptos a suportá-las, vamos nos livrar de todo pecado e sejam quais forem as
aflições que nos venham atormentar, qualquer montanha nos será coisa fácil
de transpor. Haja vista que: “Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão
humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do
que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para
que a possais suportar” (1 Coríntios 10:13).
A falta de fé é que nos abala: “Ele respondeu: Porque a fé que vocês
têm é pequena. Eu lhes asseguro que se vocês tiverem fé do tamanho de um
grão de mostarda, poderão dizer a este monte: ‘Vá daqui para lá’, e ele irá.
Nada lhes será impossível” (Mateus 17:20). Jesus falou sobre as aflições que
seus discípulos deveriam passar como algo inevitável, mas sugeriu-lhes que
fosse mantido o bom ânimo, João 16:33. O Salmo 34:19 diz que “muitas são
as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas”.
As aflições têm poder de purificação: O Senhor permite a tribulação
para ter como separar o trigo do joio. Os valentes dos covardes. Os fiéis dos
infiéis. O verdadeiro do falso.
“Suportem as dificuldades, recebendo-as como disciplina; Deus os
trata como filhos. Ora, qual o filho que não é disciplinado por seu pai? Se
vocês não são disciplinados, e a disciplina é para todos os filhos, então vocês
não são filhos legítimos, mas sim ilegítimos” (Hebreus 12:7-8).
Somos disciplinados por Deus para que melhoremos de coração:
É naqueles momentos de maior aflição que desvendamos muitas coisas
acerca do real amor de Deus. Será que renunciamos de coração todos os
prazeres inerentes a este mundo vil? “...Quem quiser ser amigo do mundo,
constitui-se inimigo de Deus” (Tiago 4:4). Vença o mundo pela fé: “O que
é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a
nossa fé” (1 João 5:4).
15

O salmista testemunhou a favor das aflições no Salmo 119:67 e 71, ao


dizer: “Antes de ser afligido, eu me extraviava; mas agora guardo a tua
Palavra. Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus
estatutos”. Podemos ver que as aflições são oportunidades transformadoras.
Elas nos levam a parar e refletir visando novas atitudes e novas decisões.
“Mas, ainda que venhais a sofrer por causa da justiça, bem-
aventurado sois. Não vos amedronteis, portanto, com as suas ameaças, nem
fiqueis alarmados” (1 Pedro 3:14).
“Que diremos, pois, a vista destas coisas: se Deus e por nós, quem
será contra nós?” (Rm 8:31).
16

LIÇÃO 8 O PERIGO DE ESCOLHER PELA APARÊNCIA


Gênesis 13.1-13
Diz o ditado: “nem tudo que reluz é ouro”. Abraão e Ló saíram juntos
de Ur dos Caldeus. Depois, precisaram se separar devido aos problemas com
seus servos, devido ao tamanho de seus rebanhos. Abraão deu exemplo de
maturidade e confiança nas promessas Deus ao deixar que Ló escolhesse a
terra diante de si. Foi uma demonstração de renúncia, amor e
desprendimento. Ló. No entanto, não soube usar critérios corretos.
Escolhendo pela aparência – pode ser catastrófica
• As campinas do Jordão eram atraentes (Gênesis 13.10).
• Os domínios do inimigo e o próprio pecado tem aspecto
agradável aos olhos (Gênesis 3.6).
• O próprio demônio se transfigura em “anjo de luz”
visando enganar as pessoas que gostam de escolher pela aparência,
• Deus alertou Samuel quando foi a casa de Jessé ungir um
de seus filhos como rei: “NÃO OLHES PARA A APARÊNCIA”.
Inesperado - Sodoma estava dominada pelo pecado.
• Como um sepulcro caiado, aquela cidade estava cheia de
imundícia. Ló não procurou saber disso antes de escolher. O rótulo
não garante o conteúdo.
• Ló sofreu ataques terríveis por morar numa cidade
promíscua, pois os mensageiros de Deus que lhes foram enviados
causaram atração aos homossexuais que queriam se aproveitar deles.
O desespero foi tanto que Ló lhes ofereceu suas filhas, mas eles não
queriam suas filhas.
• Se não queres se decepcionar seja na vida sentimental,
física ou espiritual, busque em Deus a direção certa para sua vida,
Salmo 37:5.
Consequência - Sodoma foi destruída pelo fogo devido ao pecado
e imoralidade em alto grau (Gênesis 19; Isaías 1.10, 29).
• Em meio à tragédia da cidade, Ló perdeu seu gado, seus
bens e sua esposa, que ficou no meio do caminho. Teve que fugir da
cidade.
• Uma má escolha traz consigo sérias consequências:
podemos perder a honra, o bom nome, a reputação, mas a maior perda
pode ser a vida eterna.
17

• Jesus disse: “que adianta se ganharmos o mundo inteiro


e perdermos a alma”. Há diante de nós uma decisão a ser tomada:
queres o céu ou o inferno? O caminho para o céu é de aparência
apertada, de renúncia e compromisso; o caminho para o inferno é
largo, espaçoso, não exige renúncia, nem compromisso. Qual vais
querer?
Conclusão: Nossas escolhas, sejam elas, profissionais, sentimentais,
espirituais, etc, determinarão o rumo da nossa vida. Precisamos buscar a
direção de Deus e levar em consideração seus princípios no momento da
decisão. Ao ouvir a palavra, todos têm o direito de escolha. Não vá para os
domínios do inimigo. Escolha o caminho da salvação, João 14:6.
18

Lição 9 VENCENDO O COMODISMO PARA IR A BETEL


Gênesis 35.1-5
O comodismo é irmão da preguiça e parente próximo da
desonestidade. A busca do comodismo nos livra do esforço e do sofrimento,
mas nos afasta do propósito de Deus. Paulo comparou a vida cristã a uma
corrida olímpica. Como queremos vencer sem lutar? Aquele que está
assistindo de camarote não ganhará nenhum troféu.
O capítulo 34 mostra que a família de Jacó estava passando por muitos
problemas, incluindo pecados e tragédias. Deus enviou a sua palavra para
conduzir aquela família à restauração. No capítulo 35:1-5 está o
direcionamento de Deus para Jacó e sua família.
Levanta-te – é necessário empenho
A propósito: Jacó estava em Siquém, que significa “ombro”, onde
muitos gostam de ficar – só na dependência.
Não fique acomodado ao pecado e suas consequências (Jeremias
48.11). Tome uma atitude. A Bíblia diz em Hebreus 12:1 que estamos
rodeados de uma grande nuvem de testemunhas, pessoas que se
posicionaram para conquistar e vencer através da fé (veja-os em Hebreus
11), no entanto para podermos vencer precisamos deixar os embaraços
(hábitos não pecaminosos, mas que atrapalham) e pecados que nos assediam
de perto, e devemos correr (sem se levantar seria cômico) a carreira que nos
está proposta. Então se levante e faça o que tem de ser feito, Isaías 60:1.
Suba a Betel – é uma questão decisiva
Sobe. Sai do abismo do pecado. Betel significa "casa de Deus". Não
busque qualquer solução em qualquer lugar. Busque ao Senhor na "casa de
Deus", que hoje é a igreja.
O salmista disse no Salmo 122 “alegrei-me quando me disseram
vamos à casa do Senhor”. Então meu amigo não deixe que nada te atrapalhe
de ir à igreja, pois ali está o refrigério para a sua alma.
Habita ali – identifique-se com o local
Não busque a casa de Deus apenas como visitante. Habite ali como
filho. Tenha compromisso com Deus e com o seu povo.
O salmista descreveu sua tamanha confiança em Deus, por isso queria
morar na casa do Senhor todos os dias da sua vida, pois sabia que ali veria a
19

formosura do Senhor e aprenderia o que produz vida abundante e estaria


seguro, Salmo 27:4, 5.
Faça um altar ao Senhor – sinta-se responsável na adoração e
serviço
Dispõe-te para carregar pedras e organizá-las em direção ao alto.
Organize sua vida em direção à vontade de Deus.
Tenha alegria em oferecer a Deus o melhor.
Davi queria fazer um altar de gratidão e adoração a Deus. Resolveu
comprar um campo para isso. O proprietário do campo disse que não iria
cobrar nada pelo terreno já que era para este fim. Davi não aceitou. Se eu não
puder pagar não quero, pois não vou oferecer a Deus algo que não me custe,
2 Samuel 24:16-24.
Conclusão: Você está disposto a mudar o rumo da sua vida? Você
quer cumprir a vontade de Deus? Você quer estar diante de Deus? Isto só
acontecerá quando você tomar a decisão de se levantar, subir à casa de Deus,
fazer ali um compromisso de habitação e levantar um altar de adoração a
Deus, em espírito e em verdade.
20

LIÇÃO 10 O QUE HÁ EM SEU CORAÇÃO?


Mateus 12:33-37
As palavras que você diz refletem o que existe em seu coração! E
muito mais do que isto, dizem quem você realmente é. Saiba que pelas tuas
palavras serás justificado, mas também condenados. Sendo assim:
PARE DE MALDIZER A SI MESMO
Uma pessoa que vive reclamando da vida, sempre descontente com o
que tem, sente inveja dos outros, murmura o tempo todo, nunca irá prosperar
porque o que ela diz é o que verdadeiramente ela é, Provérbios 23:7.
É necessário mudar o nosso coração para que este esteja influindo no
comportamento da nossa língua. A atitude brota em nosso coração. Depois
que tomamos uma atitude as coisas começam a acontecer nas demais áreas
de nossa vida. Seja agradecido, 1 Tessalonicenses 5:18.
PARE DE MALDIZER O PRÓXIMO
Uma pessoa que profetiza bênção e palavra de cura sobre a vida do
seu próximo, que exalta as qualidades positivas dos outros, procura tirar
lições de vida dos momentos difíceis da vida irá irradiar alegria e bem estar
por onde passa.
Jesus disse que o que sai da boca é mais grave. “Mas o que sai da boca
procede do coração; e é isso o que contamina o homem. Porque do coração
procedem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, prostituição, furtos,
falsos testemunhos e blasfêmias. São estas as coisas que contaminam o
homem” (Mateus 15:18-19).
Dizer o mal afeta primeiramente e principalmente a pessoa que o faz.
Toda a vez que você fala mal de alguém você entristece o Espírito Santo que
está em você. Se você em vez de murmurar começar dar glória a Deus você
irá pôr o diabo para correr. Mas, se por outro lado começar a reclamar e
blasfemar irá atrair o inferno para dentro de si.
PARE COM O LINGUAJAR TORPE
“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que seja
boa para a necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a
ouvem” (Efésios 4:29).
21

O que é uma palavra torpe? O dicionário Michaelis define torpe como:


Desonesto. Indecoroso, infame, vergonhoso. Indecente, obsceno. Nojento,
repugnante. Manchado, sujo.
Paulo diz que aquilo que se faz oculto, o simples mencionar já é
pecado: “e não vos associeis às obras infrutuosas das trevas, antes, porém,
condenai-as; porque as coisas feitas por eles em oculto, até o dizê-las é
vergonhoso” (Efésios 5:11-12). Existem aqueles que gostam de conversa
para chamar atenção, para causar impacto, para se gabarem. Não saia falando
coisas ruins dos outros mesmo que isso seja verdade. Não exponha o seu
irmão e não se contamine com o pecado alheio.
Se você tem alguma coisa grave para falar de alguém que está
prejudicando a sua vida, a sua célula ou a sua igreja procure o seu
discipulador, o seu pastor. Sempre tenha uma atitude de temor a Deus.
PARE DE DIFAMAR AS AUTORIDADES
Não fale mal de autoridades que Deus colocou sobre a sua vida. A
epístola de Judas fala daqueles que “contaminam a sua carne, rejeitam toda
autoridade e blasfemam de tudo o que não entendem; e, naquilo que
compreendem de modo natural, como os seres irracionais, mesmo nisso se
corrompem. Ai deles! Pastores que se apascentam a si mesmos sem temor;
são nuvens sem água, levadas pelos ventos; são árvores sem folhas nem
fruto, duas vezes mortas, desarraigadas; ondas furiosas do mar, espumando
as suas próprias torpezas, estrelas errantes, para as quais tem sido
reservado para sempre o negrume das trevas” (Judas 8-13).
O Salmo 101. 5 diz: “Aquele que difama o seu próximo às escondidas,
eu o destruirei; aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, não o
tolerarei”.
CONCLUSÃO: A maneira justa de reconhecermos a obra da salvação
efetuada em nossa vida é orarmos sempre, para que Deus mantenha nosso
coração, nossas palavras e nossa vida livres de pecado e agradáveis a Ele.
Tanto a meditação do nosso coração, quanto a reflexão da nossa mente
devem ser aceitáveis diante de Deus. Observe Provérbios 19.14 “sejam
agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração
perante a tua face, Senhor, Rocha minha e Redentor meu!”
22

LIÇÃO 11 A SÍNDROME DA FUGA INÚTIL


"Então, disse eu: quem me dera asas como de pombas! Voaria e acharia
pouso. Eis que fugiria para longe e ficaria no deserto" (Salmo 55:6-7).
Há pessoas que sem motivos aparentes vivem fugindo de tudo e de
todos. Usam várias coisas como caminho de suas fugas. Uns dormem, outros
usam vícios, tais como cigarro, bebida e drogas; e ainda há àqueles que fazem
do trabalho, e da própria religião, meios de escape para os seus conflitos mais
interiores.
O salmista, no texto básico, chega a dizer: "Se eu tivesse asas como de
pombas eu fugiria para bem longe no deserto". Na linguagem popular
chama-se isso de "mania de fuga"; mas no vocabulário científico isso é
realmente Síndrome de Fuga, que abrange três áreas:
Fugindo dos outros
Para muitas pessoas a vida comunitária é um tremendo sacrifício.
Viver em condomínio é um verdadeiro inferno. Fogem dos vizinhos, fogem
dos colegas, fogem dos amigos, fogem até de parentes. Nem atendem
telefone. A síndrome da fuga descarta a possibilidade de ampliar o círculo
das amizades e contraria o provérbio de Salomão que diz: "Em todo tempo
ama o amigo, e na angústia se faz o irmão" (Provérbios 17:17).
Fugindo de si mesmo
Se existe algo desolador é quando não conseguimos conviver conosco
mesmo. Há pessoas que se pudessem sair do seu corpo e refugiar-se em um
lugar fora deste planeta, realmente fariam isso. Billy Graham conta que, certa
ocasião, viajava para uma de suas cruzadas e no avião sentou ao lado de uma
senhora que parecia muito aflita. Na hora do almoço ele trocou uma conversa
com ela e ouviu dela que estava viajando para umas férias. Ela lhe disse: "Dr.
estou fugindo das lutas de casa. Estou na verdade, fugindo das pessoas -
marido, filhos, amigos e colegas. Infelizmente não consigo fugir da pessoa
que mais me perturba, que sou eu mesma. Onde eu vou essa pessoa tem que
ir comigo". Fugir de si mesmo é não se aceitar como realmente é.
Fugindo de Deus
Será que podemos fugir de Deus? Adão tentou fugir de Deus, mas não
conseguiu. Assim diz o texto de Gênesis 3:9: "E chamou o Senhor Deus o
homem e lhe perguntou: Onde estás?" Há pessoas que vivem fugindo de
Deus. O salmista chega a dizer: "Para onde me ausentarei do teu espírito?
Para onde fugirei da tua face" (Salmo 139:7). Não há lugar no planeta Terra
23

e nem nos céus onde Deus não possa estar. Até no mais profundo abismo o
Senhor está presente. Infelizmente o homem tenta, de uma forma ou de outra,
fugir de Deus, às vezes dizendo-se ateu ou agnóstico. É mais confortável
pensar assim do que admitir a existência de um Deus pessoal e atuante no
mundo.
CONCLUSÃO: A síndrome da fuga tem destruído muitas vidas.
Olhem o exemplo de Jacó. Ele fugiu dos outros - seus parentes, pais, irmão,
sogro e cunhados; fugiu de si mesmo quando disse: "Eu não sou Jacó. Meu
nome é Esaú". Fugiu do próprio Deus. Ele disse em Betel, depois de uma
noite mal dormida: "Na verdade o Senhor está neste lugar e eu não o sabia.
Quão terrível é este lugar" (Gênesis 28:16,17). Não podemos fugir das
circunstâncias que estão lado a lado de nossa vida. Precisamos encará-las
como sendo a vontade de Deus para fortalecer a nossa postura cristã
evangélica. Eis as palavras de Paulo: "Sabemos que todas as coisas
cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são
chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28).
24

LIÇÃO 12 APRENDENDO A LIDAR COM AS CRISES


Hebreus 10:32-39
Você enfrentou alguma crise que parecia ser o seu fim? A verdade é
que todos enfrentaram crises, problemas e dificuldades, mas nem todos
venceram e a dificuldade não esteve exatamente na crise, mas na maneira
como ela foi enfrentada. Às vezes, resolve-se um problema criando outro,
apenas se submetendo a eles.
O texto em destaque nos fala das dificuldades, problemas e crises
enfrentadas pelos primeiros cristãos e como eles deveriam fazer para vencer
as suas crises.
SUPORTE A CRISE COM PERSEVERANÇA (FIRMEZA),
V.32
> Suportar, resistir, perseverar, lutar, combater etc. Eis aí o segredo
para se vencer as crises e dificuldades da vida, pois ninguém vence uma crise
desistindo, fugindo, correndo com medo dela. “Se te mostrares frouxo no dia
da angústia, a tua força será pequena”.
> Os primeiros cristãos foram orientados a vencer as suas crises como
os atletas vencem os seus desafios: perseverando! A palavra grega “athlesis”,
traduzida no texto como “combate, luta”, é a origem da palavra grega
“atleta”, daí entendermos que se quisermos vencer as nossas lutas, os
combates e as crises na vida, precisamos enfrentar com perseverança.
> A mensagem do Evangelho é sempre uma mensagem de esperança,
mudança, transformação, ânimo, vitória e salvação. Você deseja vencer as
crises e dificuldades da vida? Então abra a sua mente para o Evangelho e o
coração para Jesus e você experimentará a vitória nas suas crises da vida.
NÃO PERCA A CONFIANÇA NA VITÓRIA, vs. 33-35
> Quando enfrentamos as nossas crises, o primeiro sentimento que
invade o nosso coração é a falta de confiança na vitória e muitas vezes
abrimos a boca para declarar a nossa própria derrota, dizendo: não consigo
vencer, não posso, não tem mais jeito, não dá etc. Essa á uma clara
demonstração de que não temos nada nem ninguém na vida em quem
confiamos os nossos problemas, dificuldades e crises. E quando enfrentamos
algum problema sem a confiança de que vamos vencer, já estamos derrotados
antes mesmo da luta.
25

> Você tem alguém para recorrer quando vierem as dificuldades,


problemas e crises na vida? Apresento-lhe Jesus, aquele que venceu todas as
crises e dificuldades (João 16:33) e que se oferece para nos ajudar. Confie
nEle e o receba como seu Senhor e Salvador! Ele nos conduz de vitória em
vitória.
MANTENHA A FÉ NO ÚNICO DEUS, v. 38
> Você tem alguém para recorrer quando vierem as dificuldades,
problemas e crises na vida? Apresento-lhe Jesus, aquele que venceu todas as
crises e dificuldades (João 16:33) e que se oferece para nos ajudar. Confie
nEle e o receba como seu Senhor e Salvador! Ele nos conduz de vitória em
vitória.
> Aqueles cristãos estavam enfrentando terríveis sofrimentos e
perseguições. Eles estavam desempregados, os que eram comerciantes,
perderam os seus clientes, todos os seus bens foram confiscados (Hebreus
10:34), estavam sendo presos etc., mas ainda assim perseveravam na fé em
Cristo e por isso Deus os fez vencedores.
> Sabe qual é a vitória que vence o mundo, as crises, problemas? A
nossa fé (1 João 5:4). Todo que é nascido de Deus, isto é, convertido ao
Senhor Jesus, vence as suas crises! Converta-se a Jesus e seja um vencedor.
CONCLUSÃO: No mundo sempre teremos crises a enfrentar (João
16:33), mas com Perseverança, Confiança e Fé em Jesus seremos mais do
que vencedores (Romanos 8:37)! Entregue agora a sua vida, o seu coração a
Jesus e Ele te salvará e te dará a vitória sobre todos os seus problemas! Fique
com Daniel 11:32 “mas o povo que conhece ao seu Deus se esforçará e fará
proezas”.
26

LIÇÃO 13 COMO DEVEMOS SERVIR A DEUS


Deuteronômio 6:13-25
A Palavra de Deus fala que devemos servir ao Senhor e,
consequentemente, Ele abençoaria o nosso pão e a nossa água, inclusive
tiraria de nosso meio as enfermidades (Êxodo 23:25). Os salmos estão
repletos de convites a que sirvamos ao Senhor. Jesus afirmou que precisamos
buscar a Deus e Seu Reino em primeiro lugar.
O texto básico mostra-nos aquilo que Deus espera do seu povo.
Precisamos estar enquadrados na vontade soberana de Deus.
SERVIR A ELE COM EXCLUSIVIDADE (reconhecê-lo como
único)
a) Josué adverte o povo contra a religião falsa, exortando Israel a
‘temer a Deus e servi-lo sem defeito e em verdade’. Sim: “servi a Deus”! A
seguir, ele lhes apresenta o assunto com a máxima clareza: “Escolhei hoje
para vós a quem servireis, se aos deuses a quem serviram os vossos
antepassados ou aos deuses dos amorreus em cuja terra morais. Mas,
quanto a mim e aos da minha casa, serviremos a Deus”. Com convicção,
Josué relembra Israel que o Senhor “é um Deus santo; ele é um Deus que
exige devoção exclusiva”. Portanto, abaixo os deuses estranhos! Então, o
povo fica entusiasmado a declarar à uma só voz: “Ao Senhor, nosso Deus,
serviremos, e a sua voz escutaremos!” (Josué 24:14, 15, 19, 24).
b) 2 Reis 17:35-36 “Contudo, o SENHOR tinha feito um concerto com
eles e lhes ordenara, dizendo: Não temereis a outros deuses, nem vos
inclinareis diante deles, nem os servireis, nem lhes sacrificareis. Mas ao
SENHOR, que vos fez subir da terra do Egito com grande força e com braço
estendido, a este temereis, e a ele vos inclinareis, e a ele sacrificareis”.
SERVIR A ELE COM DILIGÊNCIA (reconhecer que é preciso
fazer o melhor)
a) Deus está buscando hoje um povo zeloso de boas obras. Uma vida
cheia do Espírito, governada pelo Espírito, e guiada pelo Espírito é a norma
para todos os cristãos. Em Apocalipse 3:19, Jesus disse: “Eu repreendo e
castigo a todos quantos amo; sê, pois, zeloso e arrepende-te”.
b) Devemos sempre estar abundantes na obra do Senhor (1 Coríntios
15.58). Rios de águas vivas podem fluir do nosso interior (João 7:37-38).
27

c) Podemos permanecer em Cristo e dar muito fruto (João 15.8).


Nossas veredas podem brilhar mais e mais até chegar o dia perfeito
(Provérbios 4.18). Deus pode fazer infinitamente mais do que tudo quanto
pedimos ou pensamos (Efésios 3.20).
SERVIR A ELE COM PERSEVERANÇA (reconhecer que
precisa ser firme até o fim)
a) Se a semente em nós implantada germinar haveremos de perseverar
naquilo que fizermos para Deus, Lc 8: 15 “E a que caiu em boa terra, esses
são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom, e
dão fruto com perseverança”.
b) Mesmo que enfrentemos lutas e momentos de dúvidas precisamos
seguir em frente. Saiba-se que até mesmo pessoas de grande fé podem, em
certos momentos, enfrentar dúvidas. Quando assim acontecer conosco, não
devemos deixar de avançar com perseverança na nossa obediência a Deus,
clamando-lhe para renovar a nossa fé, pois somente através dela venceremos,
1 João 5:4-5.
CONCLUSÃO: Como você tem servido a Deus? Josué 24:15.
Devemos servir como descrito no Salmo 100.
28

LIÇÃO 14 VIVENDO ACIMA DAS CIRCUNSTÂNCIAS


Romanos 8:31-39

Fomos chamados para viver acima das circunstâncias e ter os nossos


olhos no Senhor. As Escrituras Sagradas nos dizem que Satanás veio para
roubar, matar e destruir, João 10:10. Jesus Cristo, por sua vez, veio para nos
dar vida e vida com abundância.

O texto básico diz que em Deus somos mais que vencedores e seguros.
O vs. 37 afirma: que “em todas as coisas somos mais que vencedores”. Isto
é, se estivermos em Jesus. Para vive acima das circunstâncias é necessário
que você:

TENHA DISPOSIÇÃO DE ESPERAR EM DEUS


O ser humano tem mais facilidade para confiar naquilo que se acha
bem diante dos seus olhos, ao alcance de sua mão. Todavia qualquer um dos
seres ou objetos em que nos apoiarmos pode falhar, demonstrando assim que
não era digno da confiança que depositamos nele. O único em quem
podemos confiar totalmente, em cuja Palavra podemos nos apoiar é Deus.
Só ele nos concede a verdadeira segurança e sensação de felicidade. É o que
vemos em Provérbios 16.20: “O que confia no Senhor, esse é feliz”. E o
profeta Isaías (30.18b) revela: “Porque o Senhor é Deus de justiça; bem-
aventurados todos os que nele esperam”.
As promessas de Deus se cumprem: “Deus não é homem, para que
minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele
prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?” (Números
23:19).
A Palavra de Deus é permanente: “Passará o céu e a terra, porém
as minhas palavras não passarão” (Mateus 24:35).

TENHA CORAGEM E AVANCE SEMPRE PELA FÉ


Nossas ações revelam nossas convicções: “todavia, o meu justo
viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós,
porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto,
da fé, para a conservação da alma” (Hebreus 10:38-39).
A fé cresce em quatro situações: quando alimentada, quando
acionada, quando provada, e quando é premiada com a resposta de Deus.
Infelizmente, nem sempre alimentamos a fé como deveríamos, e nem
sempre a acionamos. Por isso Deus a põe à prova, pois "a prova da sua fé
produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que
vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma" (Tiago 1.3,4
- NVI).
29

TENHA FIRMEZA CRENDO QUE AS AFLIÇÕES SÃO


TRANSITÓRIAS
“O justo passa por muitas adversidades, mas o Senhor o livra de
todas” (Salmo 34.19 - NVI).
O controle que Jesus exerceu sobre o vento e sobre as ondas
transformou o medo dos discípulos em espantosa admiração. Nós também
experimentaremos admiração semelhante no meio das maiores dificuldades
que enfrentarmos - se permanecermos firmes até a resposta chegar.
“Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso
homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova
de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para
nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós
nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem
são temporais, e as que se não veem são eternas” (2 Coríntios 4:16-18).

CONCLUSÃO: Viver acima das adversidades não significa “negar”


a existência delas. Significa, isso sim, não deixar que elas se tornem o fator
determinante de nossa vida. Tudo passa, inclusive as situações da vida.