Você está na página 1de 172

Manual do ROTAMASS Série 3

Usuário Coriolis - Medidor de Vazão Mássica


Tipo Integral RCCT3
Tipo Remoto RCCF31 + RCCS3

IM 01R04B04-00E-E

Rota Yokogawa GmbH & Co. KG


Rheinstr. 8
IM 01R04B04 00E-E
D-79664 Wehr 5ª Edição
Germany
CONTEÚDO

Conteúdo
1. Introdução ......................................................................................... 1-1
1.1 Usando corretamente o Medidor de Vazão Coriolis ......................................1-2
1.2 Garantia ............................................................................................................1-3
1.3 Instrução de acordo com EMC ........................................................................1-3
1.4 Documentação ATEX .......................................................................................1-4
1.5 Disposiçao, Limpeza e Devolução ..................................................................1-6
2. Transporte e Armazenamento ............................................................. 2-1
3. Descrição do Produto .......................................................................... 3-1
3.1 Princípio do Coriolis .........................................................................................3-1
3.2 O Tipo Integral RCCT3 ......................................................................................3-2
3.3 O Conversor Remoto RCCF31 ..........................................................................3-3
3.4 O Detector Remoto RCCS30 para 33 ..............................................................3-4
3.5 O Detector Remoto RCCS34 para 39/IR ..........................................................3-5
3.6 Sistema de Medição e Aplicação ....................................................................3-6
4. Instalação ............................................................................................. 4-1
4.1 Tubulação ..........................................................................................................4-1
4.2 Instalação do Medidor de Vazão ......................................................................4-2
4.3 Alteração do display.........................................................................................4-3
4.4 Cabeamento ......................................................................................................4-4
4.4.1 Montagem e Conexão do Cabo Remoto RCCY03 ................................................. 4-4
4.4.2 Cabeamento do Suprimento de Energia. ............................................................. 4-6
4.4.3 Conectando a instrumentos
i externos ................................................................ 4-8
4.4.4 Conectando comunicação HART ....................................................................... 4-11
4.4.5 Medidores de Vazão com saídas intrínsecas seguras . ..................................... 4-11
5. Procedimentos Básicos de Operação ............................................... 5-1
5.1 Display de Cristal Líquido ................................................................................5-1
5.2 Modo do Display ...............................................................................................5-3
5.3 Configuração via chaves ..................................................................................5-4
5.4 Exemplos de configuração de parâmetros via chaves .................................5-5
5.4.1 Configuração do Display, ajuste do volume de fluxo para linha 1 .................... 5-5
5.4.2 Configurando a Temperatura 20-120°C para a Saída Analógica 2 ..................... 5-6
5.5 Configurando parâmetros em conversão com a opção /NC .........................5-8
5.6 Ajuste do Zero (Autozero) ................................................................................5-8

IM 01R04B04-00E-E i IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005 5ª edição Nov. 2005
All Rights Reserved, Copyright 2003. Rota Yokogawa GmbH & Co. KG
CONTEÚDO

6. Operação via HART ............................................................................. 6-1


6.1 Condições da Linha de Comunicação ...........................................................6-1
6.2 Operação Básica do Comunicador HART ......................................................6-2
6.3 Funções Exclusivas do Comunicador HART .................................................6-3
6.4 Proteção de Escrita por Hardware .................................................................6-4
7. Descrição do Parâmetro .................................................................... 7-1
7.1 Resumo .............................................................................................................7-1
7.2 Lista de Parâmetros .........................................................................................7-2
7.3 Arquitetura do Parâmetro, Menu do Display ................................................7-16
7.4 Arquitetura do Parâmetro, Menu HART ........................................................7-31
7.5 Funções do Fluxo de Massa (Config. Básica ou Detalhada) .......................7-47
7.6 Funções do Fluxo de Volume (Config. Básica ou Detalhada) .....................7-48
7.7 Funções da Densidade (Config. Básica ou Detalhada) ...............................7-49
7.8 Funções de Temperatura (Config. Básica ou Detalhada) ............................7-51
7.9 Funções Analógicas 1 (Config. Básica ou Detalhada) .................................7-52
7.10 Funções Analógicas 2 (Config. Básica ou Detalhada) ..............................7-53
7.11 Funções da Saída 1 de Pulso/Status (Config. Básica ou Detalhada) .......7-54
7.12 Funções da Saída 2 de Pulso/Status (Config. Básica ou Detalhada).......7-59
7.13 Status das Funções de Entrada (Config. Básica ou Detalhada) ...............7-61
7.14 Totalizador de Funções (Config. Básica ou Detalhada) ............................7-62
7.15 Função de Direção do Fluxo (Config. Detalhada) ......................................7-63
7.16 Medição da Concentração (Config. Detalhada) .........................................7-64
7.17 Vazão Net (Config. Detalhada) .....................................................................7-65
7.18 Detecção de Bolha (Config. Detalhada) ......................................................7-66
7.19 Detecção de Tubulação Vazia (Config. Detalhada).....................................7-68
7.20 Detecção de Corrosão (Config. Detalhada) ................................................7-69
7.21 Detector de Dados (Config. Detalhada) ......................................................7-69
7.22 Autozero (Diag/Serviço)................................................................................7-70
7.23 Leitura Máxima da Temperatura do Fluído (Congi. Detalhada) .................7-71
7.24 Opção /GA para Medição de Gás .................................................................7-71

IM 01R04B04-00E-E ii
5ª edição Nov. 2005
CONTEÚDO

8. Auto-disgnóstico e solução de problemas ....................................... 8-1


8.1 Detector de erros e medida defensiva ............................................................8-1
8.2 Leitura do Evento + Histórico de Erros (Diag/Serviço, Auto teste/Status) ..8-4
8.3 Auto teste (Diag/Serviço) ..................................................................................8-5
8.4 Teste de Sinal e de I/O (Diag/Serviço) .............................................................8-5
8.5 Ajuste de Saída .................................................................................................8-5
8.6 Limpeza do Detector .........................................................................................8-6
8.7 Resolução de Problemas .................................................................................8-6
8.7.1 Sem indicação ....................................................................................................... 8- 6
8.7.2 Sem possibilidade de configuração por chaves ................................................. 8-7
8.7.3 Sem comunicação HART ...................................................................................... 8-7
8.7.4 Zero instável .......................................................................................................... 8-8
8.7.5 Desacordo com a indicação do fluxo da taxa real ............................................. 8-9
8.7.6 Desacordo com a indicação da densidade real ................................................ 8-10
8.7.7 Desacordo com indicação da temperatura real ................................................ 8-11
8.7.8 Discrepância nos sinais de saída para a medição atribuída ........................... 8-12
8.7.9 Configurando o modo “Burn-out” ..................................................................... 8-13
9. Tipos de Instrumentos com Proteção de Explosão ......................... 9-1
9.1 ATEX (KEMA) ....................................................................................................9-1
9.1.1 Dados Técnicos ..................................................................................................... 9-1
9.1.2 Instalação................................................................................................................ 9-3
9.1.3 Operação ................................................................................................................ 9-5
9.1.4 Manutenção e reparo ............................................................................................. 9-5
9.1.5 Plaqueta com Dizeres ........................................................................................... 9-5
9.2 FM (USA + Canada) ..........................................................................................9-8
9.2.1 Dados Técnicos ...................................................................................................... 9-8
9.2.2 Instalação ................................................................................................................ 9-9
9.2.3 Advertências Gerais ............................................................................................ 9-10
9.2.4 Plaqueta com Dizeres .......................................................................................... 9-11
9.2.5 Desenhos de Controle ........................................................................................ 9-13
10. PED (Pressão Direta no Equipamento) .......................................... 10-1
11. Dados Técnicos ............................................................................... 11-1
11.1 Especificações .............................................................................................11-1
11.2 Dimensões ....................................................................................................11-7
11.3 Modelo, Sufixo e Códigos da Opção .........................................................11-11

iii IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
CONTEÚDO

IM 01R04B04-00E-E iv
5ª edição Nov. 2005
1. INTRODUÇÃO

1. Introdução
Este instrumento foi ajustado na fábrica antes da Segurança e Precauções de Modificação
expedição. • As seguintes precauções gerais de segurança
devem ser observadas durante todas as fases
Para garantir correto uso do instrumento, por favor
da operação, serviço e reparação deste produto.
leia este manual cuidadosamente e entenda como
O não cumprimento destas precauções
operar o instrumento antes de fazê-lo.
específicas ou ADVERTÊNCIAS em outras partes
deste manual, viola as normas de segurança da
NOTA concepção, fabricação e uso do instrumento. A
Este manual descreve as configurações de Yokogawa assume nenhuma responsabilidade
hardware e software do Medidor de Vazão pelo não cumprimento destas exigências. Se o
Mássica Rotamass Coriolis. instrumento for manuseado de forma não
especificada neste manual, a proteção fornecida
para este produto pode ser prejudicada.
No que diz respeito a este Manual do Usuário • Os seguintes símbolos de segurança são
• Este manual deve ser fornecido ao utilizador usados neste manual do usuário e instrumento.
final.
• Antes de usar, leia este manual cuidadosamente AVISO
para compreender seu conteúdo.
• O conteúdo deste manual pode ser modificado Um sinal de AVISO indica um perigo. Ele chama
sem aviso prévio. atenção a procedimentos, práticas, condição ou,
• Todos os direitos são reservados. Nenhuma se desejar, o que não for corretamente executado
parte deste manual pode ser reproduzida sem a ou cumprido, podendo resultar em lesão ou morte.
permissão por escrito da Yokogawa.
• Yokogawa não faz nenhuma garantia com
relação a este material, incluindo, mas não
ATENÇÃO
limitado a, garantias implícitas de adequação e
comercialização para uma finalidade específica. Um sinal de ATENÇÃO indica risco. Ele chama
• Todos os esforços foram feitos para assegurar atenção a procedimentos, práticas, condição, ou
a exatidão do conteúdo deste manual. Contudo, se desejar, o que não for corretamente executado
se eventuais erros ou omissões forem ou cumprido, podendo resultar em danos ou
encontrados, por favor informe a Yokogawa. destruição de parte ou de todo o produto.
• Yokogawa não assume responsabilidade por
este produto, exceto conforme a garantia.
• Por favor observe que este manual do usuário
não pode ser revisado para qualquer mudança IMPORTANTE
nas especificações, mudanças na construção ou
mudanças em partes da operação que não Um sinal de IMPORTANTE indica que é preciso
afetam a função ou desempenho . atenção para evitar danos ao instrumento ou
• Se o cliente ou terceiros forem prejudicados fracasso no sistema.
pela utilização deste produto, a Yokogawa não
assume responsabilidade por quaisquer danos,
diretos ou indiretos, devido a eventuais defeitos
imprevistos no produto. NOTA

Uma NOTA indica as informações necessárias


indispensáveis para compreensão do
funcionamento e características.

1-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
1. INTRODUÇÃO

Terminal de proteção de terra (3) Operação


• Não abra a tampa até que a energia tenha sido
Terminal de aterramento funcional
desligada por pelo menos 10 minutos. Apenas
(Este terminal não deve ser usado como
engenheiro especializado ou pessoal qualificado
terminal de aterramento de proteção)
tem permissão para abrir a tampa.
Corrente alternada (4) Manutenção
Corrente direta • A manutenção do Medidor de Vazão Coriolis
deve ser feita por um engenheiro especializado
ou pessoal qualificado. Não é permitido aos
1.1 Usando Corretamente operadores ações relacionadas a manutenção.
• Esteja sempre em conformidade com os
o Medidor Coriolis procedimentos de manutenção. Se necessário,
entre em contato com a Yokogawa.
AVISO • Cuidados devem ser tomados para evitar o
acúmulo de sujeira, pó ou outras substâncias
(1) Instalação no visor do painel ou placas de dados. Se essas
• A instalação do medidor Coriolis deverá ser superfícies sujarem, limpe-as com pano seco.
feita por um engenheiro especializado ou (5) Equipamento de Pressão Direta Europeu (PED)
pessoal capacitado. Não será permitido a • Quando for utilizar o equipamento como um
instalação a um operador não capacitado. produto PED complacente, leia o capítulo 10.
• O medidor de vazão Coriolis é um instrumento (6) Instrumentos para Trabalhos Perigosos
pesado. Tome cuidado para que nenhum dano • Para instrumentos a prova de explosão, a
seja causado às pessoas através de uma queda descrição no capítulo 9 “TIPOS DE
acidental ou pelo esforço excessivo ao medidor
INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE
Coriolis. No manuseio do medidor de vazão
EXPLOSÃO” tem prioridade em relação às
Coriolis, sempre use um carrinho e tenha pelo
outras descrições deste manual.
menos duas pessoas para carregá-lo.
• Todos os manuais de instrução do produto
• Quando o medidor de vazão Coriolis estiver
ATEX Ex são disponibilizados em Inglês,
processando fluídos quentes, o instrumento se
Alemão e Francês. Caso necessite de instruções
encontrará extremamente quente. Tome todos
em sua língua, entre em contato com a
os cuidados para não se queimar.
Yokogawa ou representante mais próximo.
• Quando o fluído processado for uma substância
• Apenas pessoal treinado deve instalar e
tóxica, evite o contato com o fluído e evite a
manter instrumentos em áreas perigosas.
inalação de qualquer gás residual, mesmo após
• O terminal de aterramento de proteção
a retirada do instrumento da linha para
deve ser conectado a um sistema adequado
manutenção e assim por diante.
de aterramento IS.
• Todos os procedimentos relacionados a
instalação precisam estar de acordo com os
códigos elétricos do país de uso.
(2) Cabeamento
• O cabeamento do medidor Coriolis deve ser
efetuado por um engenheiro especializado ou
pessoal qualificado. Não será permitido a
nenhum operador a instalação do cabeamento.
• Na instalação do cabeamento, verifique se a
voltagem está dentro do intervalo especificado
de voltagem para este instrumento antes de
conectar o cabo de força. Verifique também
se nenhuma voltagem está sendo aplicada ao
cabo de força na conexão do cabeamento.
• O aterramento de proteção deve estar
conectado com segurança ao terminal com o
sinal para evitar perigo ao pessoal.

IM 01R04B04-00E-E 1-2
5ª edição Nov. 2005
1. INTRODUÇÃO

• Evite faíscas geradas mecanicamente enquanto


trabalhar com o equipamento e dispositivos IMPORTANTE
periféricos em áreas perigosas. Embora os produtos sejam concebidos para
resistir a ruído de alta frequência elétrica, se um
rádio transceptor for usado perto do medidor ou
1.2 Garantia possuir fiação externa, o transmissor pode ser
afetado por um ruído de alta frequência. Para
• Os termos de garantia que este instrumento tem testar tais efeitos, leve lentamente o transceptor
direito são descritos na cotação. Quaisquer em uso a uma distância de vários metros do
reparações que possam ser necessárias durante medidor e observe o loop de medição para
o prazo garantido serão feitas pela Yokogawa efeitos de ruído. Posteriormente, use sempre o
gratuitamente. transceptor fora da área afetada pelo ruído.
• Por favor, entre em contato com a Yokogawa se
este instrumento necessitar de reparação.
• Se o instrumento for deficiente, contate-nos com Instalação
detalhes completos sobre o problema, bem como
a duração do tempo que tem sido deficiente, e CUIDADO
indique o modelo e número de série. Desenhos O terminal com função de aterramento ou
ou informações adicionais seriam agradecidas. terminal PE tem que estar conectado ao chão
• Os resultados da nossa análise determinarão se para garantir proteção contra interferências..
o aparelho será reparado gratuitamente ou se
haverá custo adicional. O ROTAMASS foi desenvolvido de acordo com a
A garantia não pode ser aplicada nos seguintes Norma EMC 89/336/EEC para compatibilidade
casos: eletromagnética.
• Danos devido a negligência ou manutenção
insuficiente por parte do cliente. O ROTAMASS se encaixa nos seguintes critérios:
• Problemas ou danos resultantes da manipulação, EN 55011 : 2000-05, classe A grupo 1
operação ou armazenagem que viola o uso EN 61326-1 : 2002-03
pretendido e especificações. EN 61000-3-2 : 1998-10
• Problemas que resultam da utilização ou EN 61000-3-3 : 1998-11
execução da manutenção do instrumento em um
local que não esteja de acordo com a localização Para garantir as especificações EMC, devem ser
de instalação especificada pela Yokogawa. realizadas as seguintes medidas:
• Problemas ou danos resultantes de reparações 1. Instale os cabos de força através de um prensa
ou modificações não realizadas pela Yokogawa
cabo com núcleo de ferrite antes de conectar nos
ou pessoa não autorizada pela Yokogawa.
terminais conforme capítulo “Instalação”.
• Problemas ou danos resultantes da instalação
inadequada após a entrega. (Cabeamento de Fornecimento de Energia).
• Problemas ou danos resultantes de catástrofes 2. Instale os cabos I/O através de uma prensa
como incêndios, terremotos, tempestades, cabo com núcleo de ferrite antes de conectar nos
inundações ou graves relâmpagos e causas terminais conforme capítulo “Instalação”.
externas. (Cabeamento de Fornecimento de Energia).
3. Conecte o condutor de proteção de terra do
fornecedor de energia ao terminal PE na caixa de
1.3 Instrução de acordo terminal (capítulo “Instalação” - Cabeamento de
com EMC Fornecimento de Energia).
Para garantir as especificações EMC, as seguintes 4. No caso dos instrumentos a prova de explosão
medidas deverão ser realizadas: outros requisitos são descritos no capítulo 9
“TIPOS DE INSTRUMENTO COM PROTEÇÃO DE
Restrição quanto ao uso do Rádio Transceptor: EXPLOSÃO”. A descrição deste capítulo se
encontra antes de outras descrições deste manual.

1-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
1. INTRODUÇÃO

1.4 Documentação ATEX SF


Este procedimento só é aplicado nos países da Kaikkien ATEX Ex -tyyppisten tuotteiden
União Européia. käyttöhjeet ovat saatavilla englannin-, saksan- ja
ranskankielisinä. Mikäli tarvitsette Ex -tyyppisten
tuotteiden ohjeita omalla paikallisella kielellännne,
GB ottakaa yhteyttä lähimpään Yokogawa-toimistoon
tai -edustajaan.
All instruction manuals for ATEX Ex related
products are available in English, German and
French. Should you require Ex related instructions P
in your local language, you are to contact your
nearest Yokogawa office or representative. Todos os manuais de instruções referentes aos
produtos Ex da ATEX estão disponíveis em
Inglês, Alemão e Francês. Se necessitar de
DK instruções na sua língua relacionadas com
produtos Ex, deverá entrar em contacto com a
Alle brugervejledninger for produkter relateret til
delegação mais próxima ou com um representante
ATEX Ex er tilgængelige på engelsk, tysk og
da Yokogawa.
fransk. Skulle De ønske yderligere oplysninger om
håndtering af Ex produkter på eget sprog, kan De
rette henvendelse herom til den nærmeste F
Yokogawa afdeling eller forhandler.
Tous les manuels d’instruction des produits ATEX
Ex sont disponibles en langue anglaise, allemande
I et française. Si vous nécessitez des instructions
relatives aux produits Ex dans votre langue,
Tutti i manuali operativi di prodotti ATEX
veuillez bien contacter votre représentant
contrassegnati con Ex sono disponibili in inglese,
Yokogawa le plus proche.
tedesco e francese. Se si desidera ricevere i
manuali operativi di prodotti Ex in lingua locale,
mettersi in contatto con l’ufficio Yokogawa più D
vicino o con un rappresentante.
Alle Betriebsanleitungen für ATEX Ex bezogene
Produkte stehen in den Sprachen Englisch,
E Deutsch und Französisch zur Verfügung. Sollten
Sie die Betriebsanleitungen für Ex-Produkte in
Todos los manuales de instrucciones para los
Ihrer Landessprache benötigen, setzen Sie sich
productos antiexplosivos de ATEX están
bitte mit Ihrem örtlichen Yokogawa-Vertreter in
disponibles en inglés, alemán y francés. Si desea
Verbindung.
solicitar las instrucciones de estos artículos
antiexplosivos en su idioma local, deberá ponerse
en contacto con la oficina o el representante de S
Yokogawa más cercano.
Alla instruktionsböcker för ATEX Ex
(explosionssäkra) produkter är tillgängliga på
NL engelska, tyska och franska. Om Ni behöver
instruktioner för dessa explosionssäkra produkter
Alle handleidingen voor producten die te maken
på annat språk, skall Ni kontakta närmaste
hebben met ATEX explosiebeveiliging (Ex) zijn
Yokogawakontor eller representant.
verkrijgbaar in het Engels, Duits en Frans. Neem,
indien u aanwijzingen op het gebied van
explosiebeveiliging nodig hebt in uw eigen taal,
contact op met de dichtstbijzijnde vestiging van
Yokogawa of met een vertegenwoordiger.

IM 01R04B04-00E-E 1-4
5ª edição Nov. 2005
1. INTRODUÇÃO

ocorreu a falha. Será útil se diagramas


1.5 Disposição, Limpeza esquemáticos e/ou registros de dados estiverem
e Devolução associados ao fracasso do instrumento. Caso falhe
ou não falhe, o instrumento deve ser reparado
Para uma utilização mais segura
gratuitamente e fica a critério do vendedor como
AVISO resultado de uma inspeção.
O comprador não terá direito a receber serviço de
Se o fluído de processo for prejudicial ao pessoal, reparação do vendedor gratuitamente, mesmo
manipular atentamente o instrumento, mesmo após durante o período de garantia, se o defeito ou
ter sido removido da linha de processo para dano for devido a incorreto ou inadequado uso
manutenção ou outros fins. Seja cuidadoso para pelo adquirente; manipulação, armazenamento ou
evitar que o fluído entre em contato com a pele e utilização além do projeto e/ou especificações;
para que não seja inalado qualquer resíduo de gás. utilização do instrumento em questão em local não
Antes de enviá-lo para o vendedor para exame ou conforme com as especificações do instrumento
reparação, por favor, limpe o instrumento com na Manual de Instrução e Especificações Gerais
cuidado e certifique-se de não possuir substâncias do Vendedor e ainda reparação feita por outra
nocivas. Se o instrumento possuir qualquer fluído pessoa que não seja uma pessoa de confiança
desconhecido, o vendedor enviará de volta ao do vendedor para fazer tal serviço. Imprópria
comprador para limpeza sob sua responsabilidade. relocação do instrumento em questão após a
entrega por motivo de força maior como incêndios,
terremotos, tempestades ou inundações, trovão ou
AVISO relâmpago, ou por outros motivos não atribuídos
ao instrumento.
O ROTAMASS é um instrumento pesado. Por
favor, preste atenção para evitar que as pessoas Para eliminação e reciclagem, por favor, consulte
não sejam lesadas por transportá-lo ou instalá-lo. a regulamentação de seu país.
Quando for carregá-lo, é preferível que o faça Veja as seguintes dicas. Depois de remover todos
usando um carrinho e em duas ou mais pessoas. resíduos de produtos o instrumento pode ser
Ao remover o instrumento de processos perigosos, desmontado e as peças tratadas separadamente.
evite contato com o fluído e interior do aparelho.

Nomeação: R = reciclagem, E = eliminação,


Ee = eliminação especial, Na = não aplicável
Garantia
Nome do Corpo Caixa do Tampa com Eletrônico
A garantia dos instrumentos deve abranger o Produto Conversor janela
período observado sobre a cotação apresentada Al +
Rotamass SS R Al R E Ee
ao comprador no momento da compra. O vendedor glass
T1.EPS
deve reparar o instrumento gratuitamente se a
falha ocorrer durante o período de garantia. Toda Em caso de devolução do medidor de vazão para
a investigação sobre a falha do instrumento deve a Yokogawa para testes ou proposta de reparos,
ser dirigida ao representante de vendas do preencha um dos seguintes formulários e envie
vendedor pelo qual você adquiriu o instrumento ou junto com o equipamento para a YOKOGAWA.
ao escritório de vendas mais próximo de seu
vendedor. No caso de falha, entre em contato com
vendedor, especificando o modelo e número do
instrumento em questão. Seja específico na
descrição e detalhe o momento do processo onde

IM 01R04B04-00E-E 1-6
5ª edição Nov. 2005
2. TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO

2. Transporte e Armazenamento
Instruções para transporte

Quando transportar o instrumento, é necessário observar as seguintes instruções de segurança, a fim de


evitar lesão letal, danos ao instrumento e outros danos materiais.
As etapas envolvidas no transporte só podem ser realizadas por pessoas qualificadas, tendo em conta
as instruções de segurança.

Observe as instruções de transporte na embalagem.


•
Observe as condições de armazenamento abaixo mencionadas.
•
Utilize apenas a embalagem original.
•
O material da embalagem deve ser eliminado de acordo com os regulamentos.
•
As correias de transporte não devem ser retiradas até a instalação.
•
Leia o capítulo “Instruções de Segurança”.
•
Para evitar danos, desembrulhe o medidor apenas no local de instalação.
•
Choques mecânicos devem ser evitados.
•

AVISO
ROTAMASS é um instrumento pesado. Tenha cuidado para impedir o ferimento de pessoas no manuseio.

Condições de Armazenagem

Observe a seguir para fins de armazenamento:


o detector e conversor devem ser armazenados em sua embalagem de transporte.
Escolha um local de armazanegm que satisfaça as seguintes exigências:

Proteção contra chuva e humidade


•
•Livre de vibrações mecânicas e choques
Temperatura entre
• -20°C a 50°C (RCCT3 / RCCF31)
-50°C a 80°C (RCCS3)
Humidade atmosférica variando entre 0 e 100%.
•

Antes de guardar o medidor utilizado, remova qualquer líquido por completo.


As propriedades do instrumento podem mudar quando armazenados ao ar livre.

2-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
2. TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO

IM 01R04B04-00E-E 2-2
5ª edição Nov. 2005
3. Descrição do Produto

3. Descrição do Produto
3.1 Princípios do Coriolis
O instrumento ROTAMASS mede o fluxo de massa com a ajuda da chamada força Coriolis. Esta força
ocorre quando o meio a ser medido está flutuando a uma velocidade ? através do tubo que está
rotacionando ao redor das hastes perpendiculares à direção do fluxo com. uma velocidade angular ? .

Quando o meio move-se para fora das hastes de rotação, ele deve ser acelerado para uma velocidade
periférica alta. A força requerida para isso chama-se força Coriolis. A força Coriolis reduz a rotação. O
efeito oposto ocorre quando o fluído flutua através das hastes de rotação. Então a força Coriolis amplia a
rotação.

A fórmula para a força do Coriolis é a seguinte:

Todo o tubo de medição é ligeiramente deformado pela força Coriolis, na forma indicada. Esta deformação
é registrada pelos sensores de movimento nos pontos

Para exploração prática deste princípio físico, é suficiente para o tubo realizar oscilações complacentes em
uma pequena seção de um caminho circular. Isso é atingido através de uma excitação do tubo de
medição no ponto E através de meios para excitação eletromagnética.

3-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
3. Descrição do Produto

3.2 O Tipo Integral RCCT3


O desenho a seguir mostra a construção geral do tipo ROTAMASS

Display Caixa de Terminal de Energia e de Sinais I/O

Conduíte de alimentação

Conduíte em linha I/O

Plaqueta com Dizeres Seta de direção do fluxo

Detector de Sessão

F31.EPS

Plaqueta com dizeres da versão padrão:

METER FACTORS
MASSFLOW METER
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits
-20 to +55C VDC 10W
4 - 20mA VAC~ 47-63Hz 10W
(20 - 600 ? ) 30VDC 200mA max.
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits see: N200
Instruction
Manual

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.3/C

número do corpo de certificado PED, apenas para tamanhos maiores que Dn25

IM 01R04B04-00E-E 3-2
5ª edição Nov. 2005
3. Descrição do Produto

3.3 O Conversor Remoto RCCF311


O desenho a seguir mostra as características gerais de construção do conversor remoto.

Caixa de Terminal Detector

Caixa de Terminal de Energia I/O

Display

Conduíte em linha I/O

Conduíte de alimentação

F32.EPS

Plaqueta com dizeres da versão padrão :

MASSFLOW CONVERTER
VDC 10W N200
-20 to +55C VAC ~ 47-63Hz 10W
4-20mA (20-600? )
30VDC 200mA max
30VDC 200mA max

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 30-0220/C

3-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
3. Descrição do Produto

3.4 O Detector Remoto RCCS30 para 33


O desenho a seguir mostra as características gerais de construção do detector remoto RCCS30 para 33.

Bobina de Condução
Fluído contendo tubos de medição

Sensor de Bobinas

Pt100

F33.EPS

Plaqueta com dizeres da versão padrão:

MASSFLOW METER
METER FACTORS
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits N200
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits see:
Instruction
Manual

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-7017/A

IM 01R04B04-00E-E 3-4
5ª edição Nov. 2005
3. Descrição do Produto

3.5 O Detector Remoto RCCS34 para 39/IR

O desenho a seguir mostra as características gerais de construção do detector remoto RCCS34 para 39.

Caixa de Terminal

Opção /S2 F34.EPS

Plaqueta com dizeres da versão padrão:

METER FACTORS
MASSFLOW METER
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits

see: N200
Instruction
Manual

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.4/A

número do corpo de certificado PED, apenas para tamanhos maiores que Dn25

3-5 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
3. Descrição do Produto

3.6 Sistema de Medição e Aplicação


ROTAMASS mede diretamente o fluxo de massa dos fluídos.
O sistema de medição utiliza o princípio Coriolis e é adequado para longo alcance de aplicações de
medições de fluxos contínuos em todas as divisões do processo tecnológico.
ROTAMASS possui dois componentes: o detector e o conversor.
O detector mede a vazão mássica diretamente e converte em sinais elétricos.
O conversor avalia os sinais elétricos e as saídas dos seguintes valores:

? vazão mássica, independente da composição do fluído tais como densidade, temperatura, viscosidade
? densidade do fluído
? temperatura do fluído

Os valores são indicados no display ou enviados através da saída como valores elétricos para uso por
outros sistemas. O conversor é operado com ajuda de três chaves infra-vermelhas, um display de 4 linhas
e é equipado com o protocolo de comunicação HART.
ROTAMASS é aplicado para

? medição de líquidos, líquidos com conteúdo sólido, misturas multi-fase;


? medição de gases (restrito pela densidade e pela perda de pressão);
? medição da concentração das substâncias em misturas;
? medições simultâneas de vazão mássica, densidade, temperatura, vazão volumétrica e totalização de
massa e volume;
? conexão aos sistemas de controle e processos.

ROTAMASS fornece as seguintes conexões I/O e pode ser configurado para uma grande variedade de
aplicações de medições (controlar, verificar, monitorar, mensurar, misturar, preencher).

? 2 saídas analógicas
? 2 saídas de pulso passivo / saídas de status

? 1 entrada de status

opcional (/AP) :
? 1 saída de pulso ativo / saída de status

opcional (/NM) :
? 1 saída de pulso / saída de status de acordo com EN50227 (NAMUR)

opcional (/KF2) :
? 1 saída analógica (EEx ia)
? 1 saída de pulso passivo (EEx ia) / saída de status
Essas capacidades tornam o ROTAMASS ideal para atender ao aumento da demanda das necessidades
de automação e para a tendência de crescimento dos processos de batelada.

opcional (/FB) veja IM 01R04B05-00E-E :


? 1 comunicação em linha Foundation Fieldbus

opcional (/FB e /KF4) veja IM 01R04B05-00E-E :


? 1 saída com segurança intrínseca (EEx ia) comunicação em linha Foundation Fieldbus

IM 01R04B04-00E-E 3-6
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

4. Instalação
AVISO

Este instrumento deve ser instalado por um engenheiro especializado ou pessoal qualificado. Os
procedimentos descritos neste capítulo não são permitidos aos operadores.
Para instrumentos com proteção contra explosão, veja capítulo “Tipos de Instrumento com Proteção de
Explosão”.

4.1 Tubulação
1. O comprimento da tubulação de subida e descida não tem influência sobre o funcionamento do
instrumento.
2. Tubulação necessária para o correto funcionamento do aparelho:

O medidor de vazão Coriolis pode ser instalado na vertical, horizontal ou em qualquer ângulo da
•
posição horizontal.
No entanto, a tubulação deve ser instalada para assegurar que o tubo esteja sempre com líquido.
•
A posição de instalação do detector é arbitrária. No entanto, a montagem vertical é recomendada.
•

Instalação vertical (recomendada):


Facilitar o esvaziamento da tubulação (em caso de
manutenção,start- up e troca do produto).
Facilita o escape das bolhas de gás. Fluxo

Somente uma válvula de desligamento é necessária


para garantir “sem fluxo”para programar o Autozero.

Instalação recomendada:
Para líquidos: O tubo de medição deve estar para
baixo para que nenhum gás seja coletado no “sem fluxo”.
Fluxo

Para gases: O tubo de medição para cima para que


nenhum líquido seja coletado no “sem fluxo”.

Instalação no ponto mais alto de um sistema de tubulação:


Evite, isso pode levar ao acúmulo de bolhas de
Fluxo
gás.

Instalação com pressão inferior a 1 bar abs


Evite, pois a sucção pode levar ar para dentro do
tubo de medição, acarretando medições incorretas.
Saídas livres para os recipientes ou vasos podem
gerar baixa pressão através da aceleração
gravitacional da terra.

Fluxo
F41.EPS

4-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

Medição do Fluxo de Gás

AVISO
É obrigatório zero estável para uma boa medição do fluxo de massa. Estresse na instalação mecânica
e ruído no fluxo influenciam na estabilidade do zero. Uma ação deve ser tomada para evitar qualquer
geração de som.
Recomendações:
Auxilie o peso do detector através de uma conexão suave de silicone ou outro tipo de borracha.
•
Não dobre ou estresse o detector via tubulação adjacente. Isso é garantido através do suporte de uma
•
tubulação 10D ou mais distante do detector.
Redução ou extensão da tubulação deve ser evitada diretamente antes ou depois do medidor.
•
Evite qualquer controle de válvulas, orifícios ou qualquer outro gerador de som próximo ao detector.
•

4.2 Instalação do medidor de vazão


Embora o ROTAMASS para ser estável essencialmente contra forças estáticas e dinâmicas exteriores, as
seguintes questões devem ser notadas.

1. Não force mecanicamente o detector. Fixe a tubulação em uma das saídas do detector. Deixe o outro
lado livre para executar o mínimo de força mecânica sobre o detector.

2. Por favor, use o padrão redutor se a tubulação da seção transversal der diferença no ponto de entrada
do medidor de vazão.

3. Para RCCT3 ou RCCF31 num ambiente com temperatura acima de 50°C, é recomendado o uso de
toldo. Isto é particularmente importante em países com temperatura ambiente elevada.

4.
IMPORTANTE
Após a instalação deverá ser executado um autozero de acordo com o capítulo 5.6.
Ao efetuar o ajustamento zero, o tubo de medição deve ser preenchido com líquido no “sem fluxo”.
Assim, recomenda-se ter válvulas de fechamento em pontos apropriados de subida (instalação vertical)
e de descida (instalação horizontal) do medidor de vazão.

5. Uma nova linha de tubulação instalada contém materiais exteriores (assim como resíduos de solda e
madeira). Remova-os através de uma lavagem da tubulação antes da instalação do medidor. Isso irá
prevenir a danificação do medidor e também erros de sinal gerados por materiais exteriores.

6. Manter a folha de proteção beirada até a instalação do medidor de vazão à tubulação.

7. Não abra a caixa terminal antes do procedimento de fiação. Deixar a caixa aberta pode resultar em
deterioração do isolamento.

IMPORTANTE
Para a instalação da versão Eex, ver o capítulo “Tipos de Instrumento com Proteção de Explosão”.

IM 01R04B04-00E-E 4-2
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

O conversor RCCF31 pode ser montado em um tubo de 2 polegadas. Portanto, use o suporte fornecido e
um gancho em forma de U.

O detector RCCS30 a 33 pode ser montado em um tubo de 2 polegadas (opção /PD). Com suporte e um
. em forma de U.
gancho

4.3 Alteração do display


O display de LCD pode ter sua direção ajustada de acordo com as configurações da tubulação.
Remova os quatro parafusos, ajuste a orientação do display e prenda os parafusos conforme mostrado abaixo.
Parafuso de fechamento para cobertura (EEx d)

F43.EPS

AVISO
Prenda o parafuso de fechamento para o uso em áreas de perigo.

4-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

4.4 Cabeamento
IMPORTANTE

Faça conexão elétrica externa de acordo com a regulamentação EN 61010-1 ou equivalente nacional.

4.4.1 Montagem e Conexão do Cabo Remoto RCCY03


O Conversor tipo Remoto RCCF31 é usado com o Detector tipo Remoto RCCS3. Para conectar estes
instrumentos use um cabo par-blindado, par trançado tipo de proteção genérica Li2Y(st)+CY 6x2AWG24 e
cabo exclusivo RCCY03. O comprimento máximo é de 300m / 984ft; 50m/164ft para aplicações FM-/CSA.
Para RCCY03-1-L a terminação de cabo é completa.
Para RCCY03-0-L a terminação é anexada e o cliente deve terminar o cabo por conta própria.

A configuração de terminação contém:


- 0.4m tubo plástico com saída encolhida, Ø 3.2mm
- 18 marcadores de condução
- 18 terminais de conexão 0.25mm2
- 1 terminal de conexão 1.5mm2
Para aplicação a prova de explosão, use o cabo RCCY03-L/KS1 (cor azul).

NOTA
Cuidado com a montagem do cabo é indispensável para conexão correta entre o detector e o conversor.
Isso garante bons resultados de medição.

Procedimento de terminação:
Terminação do Cabo Detector
Remova a proteção exterior de PVC 100mm a partir do final.
•
Isole as terminações do cabo.
•
Corte um par de cabos, um cabo adicional e o núcleo do cabo (preto).
•
Corte as camadas de blindagem e os preenchimentos a 15mm.
•
Deslize um tubo plástico estendido (Ø 3.2mm, l=20mm) através de cada um dos cinco pares de
•
cabos, empurre aos seus limites e aqueça com ar quente.
Conecte as junções de terminais (0.25mm2 ) às terminações dos cabos.
•
Faça um corte radial na proteção exterior de PVC de 25mm a partir do final e corte no seu
•
comprimento.
Terminação do Cabo Conversor
• Remova a proteção exterior de PVC 100mm a partir do final.
Isole as temrinações do cabo.
•
Corte uma parte similar aos três cabos de terminação do detector e do núcleo do cabo (preto).
•
Deslize um tubo plástico estendido (Ø 3.2mm, l=20mm) através de cada um dos cinco pares de
•
cabos, empurre aos seus limites e aqueça com ar quente.
Corte as camadas de blindagem (mas não os preenchimentos).
•
Conecte as junções de terminais (0.25mm2 ) às terminações dos cabos.
•
Torça os cinco preenchimentos e conecte à junta de terminal (1.5mm2 ).
•
• Faça um corte radial na proteção exterior de PVC de 25mm a partir do final e corte no seu
comprimento.
IM 01R04B04-00E-E 4-4
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

Separe os marcadores de condução em pares de fios em ambos os lados do cabo, para que estes pares
sejam numerados 1-2,3-4,5-6,7-8,9. Cada cabo deverá conter mesmo número no lado do detector e no
lado do conversor.
Terminação do Cabo Conversor:
proteções internas
1

4
Corte
5

25 9
Tubo plástico
F44.EPS de contração

Terminação do Cabo Detector:

1
2

4
Corte
5

25 9

F45.EPS
Tubo plástico
de contração

Conexão do Cabo:
1. Remova a cobertura da caixa de conexão e desparafuse a parte superior da cabeça do cabo.
2. Deslize a parte superior e o grampo plástico na terminação do cabo.
3. Remova a seção de 25mm da proteção exterior de PVC do cabo e puxe a proteção através do
grampo plástico da cabeça do cabo (veja a figura da esquerda abaixo).
4. Insira o cabo preparado através da cabeça do cabo e pressione-a.
5. Conecte os condutores numerados aos terminais conforme mostrado na figura da direita abaixo.
6. Conecte as proteções interiores ao terminal COM.
Detector Conversor

RCCS3x Cabo RCCF31

D+ 1 1 D+

D- 2 2 D-

S1+ 3 3 S1+

S1- 4 4 S1-

S2+ 5 5 S2+

S2- 6 6 S2-

TP1 7 7 TP1

F46.EPS
TP2 8 8 TP2

TP3 9 9 TP3

Proteções COM

7. Aparafuse a cobertura da caixa de conexão.

4-5 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

4.4.2 Cabeamento do Suprimento de Energia


Conecte o cabo de suprimento de energia aos terminais no interior da caixa do terminal conversor.
•
Quando a cobertura é removida, o terminal de conexão aprece (veja figura abaixo). Confirme que
•
dois núcleos de ferrite estejam conectados ao medidor de vazão.
Conecte os cabos de energia aos terminais de acordo com a figura abaixo.
•
Insira os cabos no núcleo do ferrite antes de conectar aos terminais. Prenda o núcleo do ferrite
•
ao cabo com o grampo de cabo.
Para a conexão do condutor de aterramento de proteção ao terminal PE use um terminal do tipo
•
capa de anel.

F48.EPS

AVISO
1. Antes de começar o cabeamento, desligue a fonte de suprimento de energia e verifique com um teste
de que não há voltagem no cabo.
2. O condutor de aterramento de proteção deve ser conectado ao terminal separado PE na caixa de
terminal com um terminal do tipo capa de anel com propósito de evitar choque.
3. Um circuito de disjuntor externo exclusivo deverá ser colocado próximo ao medidor de vazão.
4. Confira se a classificação do disjuntor está de acordo com os requerimentos especificados do
instrumento.
5. Conecte o cabo de suprimento de energia mantendo uma distância de 1cm ou mais dos cabos de
sinais.
6. Confirme a voltagem de operação do conversor antes do início da operação.
7. Por favor, trave a cobertura do conversor com o parafuso de trava hexagonal antes da operação.

IM 01R04B04-00E-E 4-6
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

AVISO
Conexões especiais para a versão Eex :
A caixa do conversor deve estar conectada ao local de equalização potencial da área de perigo, por
exemplo, ao terminal PA do grampo em forma de U na parte de fora do conversor. Por favor, consulte o
capítulo 9 “Tipos de Instrumentos com Proteção de Explosão”.

Caso de suprimento de energia


Cabo : Use cabos de acordo com VDE 0250, VDE 0281 ou equivalentes.
Diâmetro exterior : Cabeça do cabo DIN e NPT: diâmetro de 6.5 a 10.5mm.

Seção de cruzamento nominal do cabo condutor : 0.5 a 2.5 mm²


Diâmetro exterior dos núcleos de isolamento : < 3.6 mm
Comprimento da conexão do cabo condutor : < 9 mm

Conexões 24V DC

Para o tipo de suprimento de energia DC, conecte um fornecedor de energia de 24V DC, conforme abaixo.

1. Conectando o Fornecedor de Energia


Por favor, refira-se a figura à direita. Os fornecedores
de energia AC não podem ser conectados. Confirme
a polaridade do fornecedor de energia DC.

2. Taxa de Voltagem de Fornecimento


A especificação para voltagem de fornecimento é 20.5 – 28.8V DC. Mas em decorrência da entrada da
voltagem do conversor, há uma variação de acordo com a resistência do cabo que deve ser usado dentro
do seguinte alcance.

4-7 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

4.4.3 Conectando a instrumentos externos


Conecte os cabos dos instrumentos externos aos terminais no interior da caixa de terminal do
•
conversor.
Quando cobertura é removida, o terminal de conexão aparece (veja figura na página 4-6).
•
Confirme que os dois núcleos de ferrite estão conectados ao medidor de vazão.
Conecte os cabos aos terminais de acordo com a figura na página 4-6.
•
Insira o cabo no núcleo do ferrite antes de conectar aos terminais. Feche o núcleo do ferrite.
•

Visão Geral do Terminal I/O:

Saída de Pulso / Status 2 (Sout)

Entrada Status (Sin)

Saída de Pulso / Status 1 (Pout)

Saída Analógica 2 (Iout2)

Saída Analógica 1 (Iout 1)

F416.EPS

1. Saída de sinal analógico (Iout 1 e Iout 2)


ROTAMASS RCCT3 / RCCF31 tem 2 saídas analógicas, 4 a 20mA DC.
Carga de resistência 20- 600W. (/KF2 tem somente uma saída analógica que é intrínseca. Ver 4.4.5).

IM 01R04B04-00E-E 4-8
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

2. Saída Passiva de Pulso (Pout/Sout)


ROTAMASS RCCT3 / RCCF31 têm 2 saídas de pulso (contato de transistor isolado).
Deve ser dada atenção em relação a voltagem e polaridade na instalação. (/KF2 tem uma saída passiva
de pulso que é de segurança intrínseca. Veja capítulo 4.5.5)

3. Saída Passiva de Status (Pout/Sout)


As saídas de pulso podem ser configuradas em saída de status através do menu. Desde que seja um
contato de transistor isolado, deve ser dada atenção a voltagem e polaridade na instalação. Esta saída
não pode chavear uma carga AC. Para chavear, é necessário um relay intermediário (veja abaixo).

4-9 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

4. Saída Ativa de Pulso (opção /AP)


Saída de Pulso 1 (Pout) pode ser direcionada como saída ativa. Não há possibilidade de saída segura
intrínseca opção /Kf2.

5. Saída Ativa de Status (opção /AP)


Saída de Status 1 (Pout) pode ser direcionada como saída ativa. Não há possibilidade de saída segura
intrínseca opção /KF2.

IM 01R04B04-00E-E 4-10
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

6. Entrada de Status (Sin)


A entrada de Status é designada para o uso em contato (“seco”) de voltagem livre (ativar a fonte para
detectar o estado do contato). Cuidado para não conectar a nenhuma fonte de sinal que esteja com
voltagem. Aplicação de voltagem pode danificar a entrada do circuito.

4.4.4 Conectando Comunicação HART


A comunicação HART está disponível na saída analógica 1 e o comunicador HART é conectado via carga
de resistência (230 ... 600 ) conforme mostrado na figura abaixo.

4.4.5 Medidores de vazão com saídas intrínsecas seguras


Rotamass com a opção /KF2 possui uma saída de corrente intrínseca segura e uma saída intrínseca
segura de pulso / status. A explicação sobre esta saída pode ser encontrada no capítulo 9.1.
A segunda saída de corrente segura, a saída de pulso / status e a entrada de status não estão disponíveis.
Os parâmetros relativos do menu não são visíveis.

Saída de Corrente: A saída de corrente intrínseca segura é passiva e um fornecimento de energia externa
e uma barreira tipo Diodo Shunt ou uma barreira do tipo de isolamento deve ser conectada.

4-11 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
4. INSTALAÇÃO

Exemplo de instalação:

Alcance do Fornecimento de Energia : 10.5V … 30V DC para aplicação Não-HART


Alcance do Fornecimento de Energia : 16.75V … 30V DC para aplicação HART
Carga da Resistência : 20 … 600 para aplicação Não-HART
Carga da Resistência : 230 … 600 para aplicação HART
Carga da Resistência vs Voltagem do Fornecimento de Energia :

Saída de Pulso:
A saída de corrente intrínseca segura é passiva e um fornecimento de energia externa e uma barreira tipo
Diodo Shunt ou uma barreira do tipo de isolamento deve ser conectada.
Voltagem máxima: 30V DC
Corrente máxima: 100mA
Exemplo de instalação:

IM 01R04B04-00E-E 4-12
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

5. Procedimento Básicos de Operação


A configuração de dados pode ser feita pela comunicação HART (veja capítulo 6) ou por três chaves na.
frente do painel. A seção a seguir descreve como usar as três chaves do painel.

5.1 Display de Cristal Líquido

Construção do display do ROTAMASS:

LCD matriz de pontuação (32 x 132 pontos)


•1 linha de indicação ou
•2 linha de indicação ou
3 linha de indicação ou
•
4 linha de indicação
•

3 chaves infra-vermelhas

: confirma configuração de dados ou


entrada de configuração de dados
ou confirma parâmetros
: move o cursor para a
próxima posição
: retorna para o menu acima

: move para o parâmetro inferior


ou para incrementar o valor

: move para o parâmetro superior

Indicação Geral do Display:

5-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

4 linhas de indicação

3 linhas de indicação

2 linhas de indicação

1 linha de indicação

NOTA
As chaves infra-vermelhas operam no estado ON através da detecção de reflexão de raio infra-vermelho
de um dedo colocado sobre as chaves através do tampo de vidro da cobertura. As chaves encontram-se

Quando você tocar as chaves, por favor, observe o seguinte:

As chaves deverão operar mesmo quando você não tocar o tampo de vidro, se os seus dedos chegarem
perto do tampo de vidro, então, por favor, toque as chaves deslizando o seu dedo da parte inferior do
tampo. Também se assegure de não tocar mais de uma chave por vez, cobrindo seus outros dedos sobre
o visor, a não ser que deseje pressionar “SHIFT+SET”.

Você pode aumentar a sensibilidade das chaves infra-vermelhas colocando um pedaço de fita branco no seu
dedo.

A configuração via botões infra-vermelhos pode ser bloqueada através do protocolo HART. Se o protocolo
.
HART não estiver utilizando os botões infra-vermelhos, poderá ser bloqueado através de vedação no vidro.

IM 01R04B04-00E-E 5-2
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

Para título de indicação, as seguintes abreviações são usadas:


TAXA DE VAZÃO MÁSSICA : MFR Adicional com opção /Cx :
TAXA DE VAZÃO VOLUMÉTRICA : VFR CONCENTRAÇÃO : CON
TOTAL DE VAZÃO DIRETA : FTL* ) VAZÃO NET : NET
TOTAL DE VAZÃO REVERSA : RTL* ) TOTAL DE VAZÃO NET DIRETA : FTN**)
DIFERENÇA DE VAZÃO : DTL* ) TOTAL DE VAZÃO NET REVERSA : RTN**)
TOTAL DE VAZÃO MÁSSICA : FTM ** ) DIFERENÇA DE VAZÃO : DTN**)
(direta - reversa)
TOTAL DE VAZÃO MÁSSICA REVERSA : RTM ** )
DIFERENÇA ENTRE VAZÃO MÁSSICA : DTM ** )
(direta - reversa)
TOTAL DE VAZÃO VOLUMÉTRICA : FTV ** )
TOTAL DE VAZÃO VOLUMÉTRICA REVERSA : RTV ** )
DIFERENÇA ENTRE VAZÃO VOLUMÉTRICA : DTV ** )
DENSIDADE : DEN *) através de configuração HART
TEMPERATURA : TMP **)
através de configuração por chaves

Número de figuras
totalizador ?999999 : 1 sinal + 6 figuras (ex.: +123456)
totalizador >999999 : Visão exponencial (ex.: +1.23E12)
valor mensurado : 7 figuras + 1 sinal (ex.: +1234567) ou
6 figuras + 1 sinal + 1 ponto decimal (ex.: +123.456)
unidade : 10 figuras
título : 3 figuras
O contraste do display pode ser ajustado com o parâmetro.
Detailed setup/ Display Config/Disp contrast .
O período de indicação pode ser ajustado com o parâmetro.
Detailed setup/ Display Config/Disp period.

5.2 Modos do Display


O display pode mostrar os seguintes modos de indicação:
1 Measuring mode Valores de medição atuais selecionados são exibidos.
2 Parameter setting mode
2a Entry mode Uma confirmação de que a configuração via botões
infra-vermelhos deveria realmente acontecer.
2b Parameter search mode Modo para pesquisar no parâmetro que deverá ser modificado
2c Parameter select mode Modo para reescrever dados. Existem 4 tipos de dados:
- Tipo seleção (não piscante)
- Tipo numérico (piscante)
- Tipo numérico com sinal (piscante)
- Tipo caractere (piscante)
2d Data confirming mode Modo para confirmar novo valor do parâmetro selecionado.
2e Data determining mode Configuração do parâmetro está completa.
3 Alarm mode Código de alarme ou erro é mostrado alternadamente com
o modo de medição ( 2s Alarmes / 4s Medições).
Avisos não são mostrados. Acesso aos avisos pode ser feito
via Self Test/Status.
T51.EPS

No modo de medição, os valores de medição atuais de acordo com o display de parâmetros de seleção
são indicados conforme mostrado no capítulo 5.1. Para configurar o display, veja capítulo 5.4.
O modo de configuração do parâmetro é descrito no capítulo 5.3.
A linguagem do modo de configuração de parâmetro pode ser selecionada no parâmetro
Language / ou Detailed setup / Display config / language .
Inglês, Alemão ou Francês poderá ser selecionado.

5-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

5.3 Configuração via chaves


As três chaves são usadas para configurar parâmetros através do menu no
display. O seguinte fluxograma mostra como alcançar os modos utilizando as chaves:

O capítulo 7.2 mostra a lista de parâmetros do display e o capítulo 7.3 mostra a arquitetura dos parâmetros.

Measuring mode

SET > 2s

Entry mode *) SHIFT+SET


Indicando "Setting enable?"

SET

Parameter search mode **)


∇ downwards SHIFT+SET
SHIFT + ∇ upwards no ‘main menu’
SET lower layer
SHIFT+SET upper layer

SET

Parameter select mode **)


Input data:
SHIFT + SET ∇ scroll down or
increment number
SHIFT + ∇ scroll up
SHIFT shift Cursor right
SET set Parameter
SHIFT+SET to parameter search

SET

SHIFT + SET Data confirming mode **)


Data blinking

SET

após 2s Data determining mode


No blinking

*) Retorna ao modo de medição caso nenhuma chave seja pressionada em 10s.


**) Retorna ao modo de medição caso nenhuma chave seja pressionada em 60s.
F54.EPS

IMPORTANTE
As chaves infra-vermelhas podem ser travadas via HART através de Hot Key / Key Status.

IMPORTANTE
Dependendo da configuração do parâmetro, somente parâmetros relacionados estarão visíveis no menu.
Ex.: se Pulse/Stat 1 select estiver em Pulse, os parâmetros relativos à saída de status 1 (SO1) não irá
aparecer no menu. Tais dependências serão descritas nos capítulos subseqüentes.

IM 01R04B04-00E-E 5-4
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

5.4 Exemplos de configuração de parâmetros via chaves


5.4.1 Configuração do Display, ajuste do volume de fluxo para linha 1
SET

123.45 kg/h MFR Display config


0.997 kg/l DEN Display select 1
12.34 degC TMP Display select 2
12.345 kg FTL Display select 3

SET> 2s SET

Setting Enable? Display select 1


Mass flow Display
Mass flo w
Volume flow
Density
SET Temperature
F-Total select
Main Menu R-Total
Language D-Total
Process variables
Diag/Service

3x

Main Menu Display select 1


Basic Setup Mass flow
Detailed Setup Volume flow
Review device info Density
2x SET
SET 3x SHIFT + SET

Basic Setup 12.34 Cum/h VFR


Tag 0.997 kg/l DEN
Long Tag 12.34 degC TEMP
Display config 12.345 kg FTL

2x F55.EPS

Basic Setup
Display Config
Mass flow
Density

5-5 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

5.4.2 Configurando a Temperatura 20-120°C para Saída Analógica 2

SET

123.45 kg/h MFR Temperature


0.997 kg/l DEN Temperature unit
12.34 degC TMP Temperature LRV
12.345 kg FTL Temperature URV

SET > 2s

Setting Enable? Temperature


Temperature LRV
Temperature URV
Temperature damping

SET SET

Main Menu Temperature LRV


Language 000.00 degC
Process variables 000.00 degC
Diag/Service

3x SHIFT and

Main Menu Temperature LRV


Basic Setup 000.00 degC
Detailed Setup 020.00 degC
Review device info

SET 2x SET

Basic Setup Temperature


Tag Temperature LRV
Long Tag Temperature URV
Display config Temperature damping

5x

Basic Setup Temperature


Temperature Temperature URV
Analog 1 select Temperature damping
Analog 2 select

F56.EPS

IM 01R04B04-00E-E 5-6
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

SET

Temperature URV Analog 2 select


100.00 degC Density
000.00 degC Temperature

SHIFTand 2x SET

Temperature URV Basic Setup


100.00 degC Analog 2 select
120.00 degC Pulse/Status out 1
Pulse/Status out 2

2x SET SHIFT + SET, SHIFT + SET

Temperature 123.45 kg/h MFR


Temperature URV 0.997 kg/l DEN
Temperature damping 12.34 degC TMP
12.345 kg FTL

SHIFT + SET F57.EPS

Basic Setup
Temperature
Analog 1 select
Analog 2 select

2x

Basic Setup
Analog 2 select
Pulse/Status out 1
Pulse/Status out 2

SET

Analog 2 select
Density
Density
Temperature

5-7 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

5.5 Configurando parâmetros em conversão com a opção /NC


Se o conversor remoto RCCF31 foi pedido com a opção /NC (sem combinação), o cliente deve configurar
os parâmetros do detector conectado por conta própria.

No parâmetro Detailed Setup / Sensor model o modelo do sensor deve ser selecionado. Assim sendo, o
modelo do sensor, dependendo dos parâmetros, são automaticamente configurados ao valor padrão:
Qnom, Mass flow unit, Mass flow LRV, Mass flow URV, Vol flow unit, Vol flow LRV, Vol flow URV,
Autozero range, Autozero fluctuation range.

No parâmetro Detailed Setup / Sensor constants…. as constantes do sensor SK20, KD, fl20 devem ser
configuradas. Essas constantes estão impressas na placa do detector.
Se o material de partes molhadas for TI ou HC veja instruções anexadas ao conversor.
No parâmetro Basic setup / Tag ou Basic setup / Long tag o número de identificação deve ser configurado
se necessário.

AVISO
Por causa do real Factory Zero Value e Autozero Fluctuation não estarem configurados, as notificações
W06 ou W07 poderão aparecer depois do autozero. Estas notificações podem ser ignoradas.

5.6 Ajuste do Zero (Autozero)


Se o medidor de vazão estiver instalado dentro da tubulação do processo e as funções de entrada/saída forem
cabeadas, configure os parâmetros do conversor e realize o ajuste pré-operacional do zero, o ROTAMASS
deverá emitir um sinal de fluxo preciso de seus terminais assim que o líquido mensurado comece a fluir.
Os seguintes procedimentos deverão ser executados depois da instalação e antes de começar a medição:

O ajuste do zero é necessário antes de começar a operação, afim de obter um sinal 4 a 20mA que for
•
exatamente proporcional ao fluxo.
O ajuste do zero é realizado para configurar o instrumento em 0% (4mA) quando a taxa do fluxo for 0.
O detector deve ser preenchido com fluído e deixado em repouso até que todas as ações tenham
cessado. Se o ajuste do zero for realizado antes de todo o fluído ter parado, a taxa de fluxo no período
se tornará o ponto zero que poderá causar um erro significante.
O ajuste do zero deve ser realizado nos 2 minutos iniciais da operação. Não altere o fluído dentro
destes dois minutos do início da operação.
Reset o totalizador, se necessário, conforme descrito no capítulo 7.14.
•
Se ocorrer um alarme ou erro, veja capítulo 8 para correção e o aviso no capítulo 5.5.
•
IMPORTANTE
- Pare o fluxo antes de realizar o autozero.
- Durante o tempo do autozero
- As saídas analógicas são fixadas a 4mA
- As saídas de pulso são fixadas no zero
- O totalizador para de contar
- As chaves do display não operam
- Na comunicação HART, os comandos write- e exe- não são aceitos
- A entrada status não opera

IM 01R04B04-00E-E 5-8
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

Como realizar o Autozero através de chaves:


SET

123.45 kg/h MFR Autozero Mass flow


0.997 kg/l DEN Zero tuning
12.34 degC TMP
12.345 kg FTL
SET > 2s SET

Setting Enable? Autozero tuning


Inhibit
Inhibit
Enable

SET

Main Menu Autozero tuning


Inhibit
Language
Enable
Process variables
Diag/Service
2x 2x SET

Main Menu Autozero tuning


Diag/Service Enable
Basic Setup
Detailed Setup
2 x Set
SET
Diag/Service Autozero Mass flow
Selftest/Status Zero tuning
Auto zero time
Input/Output test
Autozero check Auto zero exe

2x 2x

Diag/Service Autozero
Autozero check Auto zero exe
Autozero Autozero value
Output trim

SET

Diag/Service Auto zero exe


Autozero
Output trim Not execute
Execute

F58.EPS

5-9 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
5. PROCEDIMENTOS BÁSICOS DE OPERAÇÃO

Após 30s /180s

Autozero
Auto zero Exe

Auto zero Exe


Execute
XXX .XXkg/h
2 x SET SET

Autozero Autozero

Autozero exe Date (DD/MM/YYYY)


Doing Autozero 180sec 00/00/2000

Lendo histórico do Autozero (veja também o capítulo 7.22):

123.45 kg/h MFR Diag/Service


0.997 kg/l DEN Autozero check
12.34 degC TMP Autozero
12.345 kg FTL Output trim

SET > 2s SET

Setting Enable? Autozero check


Autozero history
Autozero initial
Autozero range

SET SET

Main Menu Autozero history


Language 05/05/2003
Process variables 10/06/2003
Diag/Service 15/07/2004

2x SET

Main Menu AZ hist : 05/05/2003


Diag/Service + 0000.00 kg/h
Basic Setup + 00.0000 kg/l
Detailed Setup + 0030.00 degC

SET SHIFT+ SET

Diag/Service Autozero
Selftest/Status 05/05/2003
Input/Output test 10/06/2003
Autozero check 15/07/2004

2x F59.EPS

IM 01R04B04-00E-E 5-10
5ª edição Nov. 2005
6. OPERAÇÃO VIA HART

6. Operação via HART


6.1 Condições da Linha de Comunicação
O comunicador HART pode se comunicar com o ROTAMASS RCCT_F3 pela sala de controle, pela posição
do ROTAMASS ou por qualquer ponto de terminação do cabeamento, que tenha uma carga de resistência
mínima de 230 ? entre a conexão e o instrumento. Para comunicar, deverá estar conectado em paralelo
com o ROTAMASS RCCT_F3, as conexões não são polarizadas. A figura abaixo mostra as conexões de
cabeamentos para interface direta do ROTAMASS RCCT_F3.

Especificações da Linha de Comunicação:


Carga da resistência : 230 a 600 , para modo multidrop, ver figura abaixo
Tamanho mínimo do cabo : 24AWG (0.51mm de diâmetro)
Tipo de cabo : par simples shieldado ou par múltiplo com shield geral
Máximo do comprimento do par trançado : 6,500 ft (2,000m)
Máximo do comprimento de múltiplos pares trançados : 3,200 ft (1,000m)

Use a seguinte fórmula para determinar o comprimento do cabo para uma aplicação específica:
L = (65x10 6) / (RxC) - (Ci + 10,000) /C)
Onde: L = comprimento em pés ou em metros
R = resistência em ohms, senso de resistência corrente
C = capacitância do cabo em pF/ft ou pF/m
Ci = 50,000pF

Resistência da carga e quantidade de dispositivos no modo multidrop:

6-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
6. OPERAÇÃO VIA HART

6.2 Operação Básica do Comunicador HART


Chaves e funções do HHT 275:

F63.EPS

O comunicador HART automaticamente procura o ROTAMASS RCCT_F3 no loop 4-20mA, quando este
está operante. Quando o comunicador HART é conectado ao RCCT_F3, ele mostra o menu online.
(Se o RCCT_F3 não for encontrado, ele mostra “No device found. Press OK…”. Pressione OK e a botão
de função `F4´ para aparecer o menu. Tente novamente após confirmar a conexão com RCCT_F3).
Se não houver um dispositivo DD instalado no HHT275 (RCCT_F3, Dev v1, DD v1), a funcionalidade do
menu HART listada no capítulo 7.4 não é totalmente suportada .
Neste caso, o HHT275 opera em “Modo Genérico”, que permite configurar o ROTAMASS com
funcionalidade limitada.
Para atualizar o seu HHT275, contate a YOKOGAWA service.
Sumário do Menu Online
No. Item do Display Conteúdo
1 Device setup Configura parâmetros para o ROTAMASS
2 PV Mostra o valor do processo em unidade de engenharia
3 PV AO Mostra a saída analógica em mA.
4 Review Revisa os parâmetros para o ROTAMASS
5 Service Não abre
T61.EPS
IM 01R04B04-00E-E 6-2
5ª edição Nov. 2005
6. OPERAÇÃO VIA HART

A arquitetura do menu no capítulo 8.3 mostra a configuração do menu online, que é necessária para a
operação com o comunicador HART. Selecione ‘Device Setup’ para selecionar os itens conforme a seguir:

Existem duas opções para selecionar o item desejado no menu:


1. Use o botão ↓ ou ↑ para selecionar o item desejado e pressione o botão →.
2. Pressione o botão numérico mostrado para o item desejado.
Para retornar ao menu anterior, pressione ← , EXIT (F4), ESC (F3) ou ABORT (F3).

Entrando, configurando e enviando dados:


Os dados que são inseridos com as chaves são configurados no comunicador HART pressionando
ENTER (F4). Então, ao pressionar SEND (F2) os dados são enviados ao RCCT_F3. Note que os dados não
são enviados ao ROTAMASS se SEND (F2) não for pressionado. Todos os dados configurados com o
comunicador HART são armazenados na memória a não ser que a energia seja desligada, resultando no
envio de todos os dados de uma só vez ao RCCT_F3.

IMPORTANTE
A configuração dos parâmetros no display com as chaves infra-vermelhas é proibida durante a comunicação
HART.

IMPORTANTE
Não desligue logo após enviar as configurações do comunicador HART. Se o ROTAMASS for desligado
em menos de 30 segundos após os parâmetros terem sido configurados, a configuração dos dados não
será armazenada e os dados retornarão às configurações anteriores.

6.3 Funções Exclusivas do Comunicador HART


Checagem no erro de comunicação:
Quando um erro over run, framing error, parity error ou buffer overflow error é detectado, os dados
incluindo as informações dos erros são retornados e uma mensagem de erro é mostrada no HHT.
Gravação do tempo:
Online → Device setup → Detailed setup → Device information → Date
Mês e dia podem ser configurados em números de 2 figuras, o Ano em 4 figuras.
Comunicação multi-drop:
Dispositivos de campo em modo multi-drop referen-se à conexão de vários dispositivos de campo em uma
única linha de comunicação. Até 15 dispositivos de campo podem ser conectados quando configurados em
modo multi-drop. Para ativar a comunicação multi-drop, os endereços dos dispositivos de campo devem
ser mudados para números de 1 a 15. Esta mudança desativa as saídas de 4 a 20mA, tornando-as 4mA .
Online → Device setup→ Detailed setup → HART Communication → Poll address
Proteção de dados:
A função “Write protect” é desenvolvida para evitar mudanças de parâmetros. Torna-se ativa através da
inclusão de uma senha em “New password”. O estado de proteção de dados é liberado por 10 minutos com a
entrada da senha em “Enable wrt 10 min”.
Configurando a senha:
Hotkey → Enable wrt 10 min
Entre com a nova senha para mudar o estado de inclusão de dados.
Hotkey → New password
“Enable Write” libera o estado de proteção de dados por 10 minutos.

6-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
6. OPERAÇÃO VIA HART

Enquanto o estado de proteção de dados estiver liberado, entre a nova senha duas vezes, dentro de 30
segundos em “New Password”. Não será possível configurar a senha nova quando os 10 minutos tiverem
terminado. Se o parâmetro, que está liberado, for modificado enquanto o dispositivo estiver em “Enable
wrt 10min”, o tempo de liberação é estendido por outros 10 minutos.

NOTA
• Quando a função de proteção de dados estiver ativada (aparece “Yes” na barra do menu), as mudanças
dos dados que alteram os parâmetros do RCCT_F3 estão inibidas e não podem ser modificadas com o
comunicador HART. Também são impossibilitadas as configurações via botões infra-vermelhos.
• Se 8 caracteres são inseridos como “space”, a função de proteção está liberada independentemente do
tempo.
• Se tanto o RCCT_F3 e o comunicador HART forem desligados e ligados novamente em 10 minutos
após a liberação da proteção, “Enable Write” torna-se indisponível.

Selo do software:
O menu de “Software seal” é reservado como evidência para que o usuário possa confirmar se a senha
coringa é usada ou não. Esta evidência é salva.
Hotkey → Software seal
A primeira indicação no menu de selo do software é ´keep´.
Após a configuração da senha coringa aparece ´break´.
Após configurar a nova senha e liberar através do “Enable wrt 10 min”, o software mostra “keep”
novamente.
Status da Chave:
Enable: Chaves infra-vermelhas ativadas. Inhibit: Chaves infra-vermelhas desativadas.
Master Reset :
Default: todos os parâmetros são configurados como padrão exceto constantes do board e calibração,
detector dependente do parâmetro e configurações da medição da Concentração no menu de serviço.

6.4 Proteçao de Escrita por Hardware


Se o software de proteção de escrita via senha estiver indisponível para proteger o acesso ao conversor,
uma proteção de escrita via hardware pode ser configurada:
Abra a cobertura do conversor.
•
Desparafuse os 4 os 4 parafusos do visor e mova-o para o lado.
•
Configure o jumper em JP1 da CPU-board conforme mostra a figura a seguir.
•

CPU Board
JP1

Cabo do visor

Enable

Protect F64.EPS

Parafuse o visor e feche a cobertura.


A proteção de escrita via hardware é prioritária a qualquer outra proteção por escrita e não pode ser
liberada por HART ou outros meios via software.

IM 01R04B04-00E-E 6-4
5ª edição Nov. 2005
Hot key Write Protect Enable wrt New Password Software seal Key Status Hardware Write Protect
(6.3)

Mass flow
HART
10min. HART
HART HART HART (6.4) 7.
Mass flow unit Mass flow Mass flow LRV Mass flow URV Mass flow Mass flow Mass flow alm Mass flow alm Mass flow alm Mass flow alm MF fix val sel MF fixed value
(7.5) format damping lowcut 1 sel 1 crit 2 sel 2 crit

Volume flow Vol flow unit Vol flow format Vol flow LRV Vol flow URV Vol flow Vol flow lowcut Vol flow alm 1 Vol flow alm 1 Vol flow alm 2 Vol flow alm 2
(7.6) damping sel crit sel crit

Density Density unit Density format Density LRV Density URV Density Density lowcut Density alm 1 Density alm 1 Density alm 2 Density alm 2 Density fix val Density fixed Static pressure
(7.7) damping sel crit sel crit sel value control
7.1 Resumo

Temperature Temperature Temperature Temperat ure Temperature Temperature Temperat ure Temperature Temper ature Temperature Temperature Temperature Temperat ure
(7.8) unit format LRV URV damping alm 1 sel alm 1 crit alm 2 sel alm 2 crit fix val select fixed value gain adjust
Analog Analog 1 select Analog 1 alarm Analog 1 low Analog 1 high Analog 1 rev
output 1 (7.9) out LMT LMT mode

Analog Analog 2 select Analog 2 alarm Analog 2 low Analog 2 high Analog 2 rev
output 2 (7.10) out LMT LMT mode

Pulse/Status Pulse/Stat 1 Pulse 1 select Pulse 1 unit Pulse 1 rate Pulse 1 active Pulse 1 width Pulse1 at alarm SO1 function SO1 active
out 1 (7.11) select mode mode

Pulse/Status
relacionados os capítulos mostrados neste manual.

Pulse/Stat 2 Pulse 2 select Pulse 2 unit Pulse 2 rate Pulse 2 active Pulse 2 width Pulse2 at alarm SO2 function SO2 active
out 2 (7.12) select mode mode

7-1
Status input SI function SI active mode
(7.13)

Totalizer Total select Total unit Tot al switch Total at alarm Total reset cntrl Total reset
(7.14)

Display Display config Language Disp.contrast Disp.period Key Status


(5)
Descrição do Parâmetro

Diag/Service Self test/status Input/Output Autozero check Autozero Output trim History over- Error history
(8) (8.3) Test (8.4) (5.6) (7.22) (8.5) view (8.2) (8.2)

Special Flow direction Concentratiom Net flow Slug detection Empty pipe Corrosion Fluid max. Gas
functions (7.15) measurement (7.167 (7.18) detection (7.19) detection (7.20) Temp. measurement
(7.156 (7.23) (7.24)

Detector data Sensor model Sensor Sensor S/N


(7.21) constants

Device data Distributor Tag Descriptor Message Date Dev id Universal rev Fld dev rev Software rev Hardware rev

HART data Poll address Num req Num resp Master reset
(6.3)

T71.EPS
preams preams
A tabela abaixo mostra um resumo das funções do ROTAMASS RCCT3/RCCF31. Nos parênteses estão

5ª edição Nov. 2005


IM 01R04B04-00E-E
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Diferenças entre a configuração do Display e HART

O software do ROTAMASS é melhorado continuamente. Isto leva a funcionalidades, que são diferentes
as do HART (DD versão 0101) e das configurações do Display (versão do software 1.04.00).
As seguintes funções tem efeito somente via display:
1. Multi total: A indicação do totalizador via “Display setting” é diferente do "HART setting". Ver capítulos 7.14
e 5.1. *)
2. FPC (coeficiente de correção de pressão): O FPC corrige efeitos estáticos de pressão. *)
3. Unidade de Pressão: No item Density, a pressure unit pode também ser configurada em psi. *)
4. Unidade do Fluxo Volumétrico bbl/d. *)
5. Largura do Pulso 500ms e 1000ms. *)
6. Unidade de Densidade g/cc. *)
7. Função SO1/2 All alarms. *)
As funções Analog 1/2rev mode foram deletadas do menu. Se o parâmetro Analog 1/2rev mode /
measured value for selecionada em HART, será indicado invalid selection.
*) HART mostra "Unknown enumerator" se o parâmetro foi selecionado via display o qual é desconhecido por
HART.

7.2 Lista de Parâmetros


Parameter Data Data range Dec. Unit R : read Reset Default
form Point
W: write
Exe : Master Power on
execute
Write protect Select No - - R/W -
Yes
Enable WRT 10 min Acc. to HART - - R/W X Disable
New Password ASCII 8 characters - - R/W X Space
Software Seal Select Break - - R/W -
Keep
Master Reset Select Not Execute - - EXE Not Execute
Execute X
Key Status Select Enable - - R/W X X Enable
Inhibit
Language Select English - - R/W X English
German
French
Mass Flow Decimal - 0 to 5 Mass flow unit R - -
Volume Flow Decimal - 0 to 5 Vol flow unit R - -
Density Decimal - 0 to 5 Density unit R - -
Temperature Decimal - 0 to 5 Temperature unit R - -
F-Total Decimal - Auto Total unit R - -
R-Total Decimal - Auto Total unit R - -
D-Total Decimal - Auto Total unit R - -
Concentration meas Decimal - 0 to 5 Customer R - -
specific
Net flow Decimal - 0 to 5 Mass flow unit R - -
Analog output 1 Decimal - as sel. as sel. Var. R - -
Var.
Analog output 1 % Decimal - 2 % R - -
Analog output 1 mA Decimal - 2 mA R - -

IM 01R04B04-00E-E 7-2
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Analog output 2 Decimal - as sel. as sel. Var. R - -


Var.
Analog output 2 % Decimal - 2% R - -
Analog output 2 mA Decimal - 2 mA R - -
Pulse output 1 Decimal - 1 Hz R - -
Status output 1 ASCII - - - R - -
Pulse output 2 Decimal - 1 Hz R - -
Status output 2 ASCII - - -R - -
View input ASCII - - -R - -
Total reset cntrl Select Inhibit - - R/W X X Inhibit
Enable
Total reset Select Not Execute - - R/W X X Not Execute
Execute
Self Test Select Not Execute - - R/W X Not Execute
Execute
Status ASCII Results of last self - - R - -
test
Hist Overview ord ASCII - - - R - -
Hist Overview abs ASCII - - - R - -
Error History ASCII - - - R - -
Analog output 1(Test ) Decimal 2.4 to 21.5 2 mA W X X 4.0
Analog output 2(Test ) Decimal 2.4 to 21.5 2 mA W X X 4.0
Pulse output 1 (Test ) Decimal 0 to 10000 1 Hz W X X 1000.0
Status output 1 (Test ) Select On Active - - W X X On Active
Off Active
Pulse output 2 (Test ) Decimal 0 to 10000 1 Hz W X X 1000.0
Status output 2 (Test ) Select On Active - - W X X On Active
Off Active
Status input (Test ) ASCII Status SI - - W - -
Autozero tuning Select Inhibit - - R/W X X Inhibit
Enable
Autozero Time Select 3 min. - - R/W X X 3 min.
30 s
Autozero Exe Select Not Execute - - Exe X X Not Execute
Execute
Autozero Value Decimal depends on size 3 kg/h R X 000.000
Autozero History ASCII - - - R - -
Autozero initial Decimal depends on size 3 kg/h R - -
Autozero range Decimal depends on size 3 kg/h R - -
Autozero fluctuation Decimal depends on size 3 kg/h R - -
Output Trim AO 1 trim Decimal Acc. To HART - - R/W - 0
4mA
Output Trim AO 2 trim Decimal Acc. To HART - - R/W - 0
4mA
Output Trim AO 1 trim Decimal Acc. To HART - - R/W - 0
20mA
Output Trim AO 2 trim Decimal Acc. To HART - - R/W - 0
20mA
Tag ASCII 8 characters - - R/W Space
Long Tag ASCII 22 characters - - R/W Space

7-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Disp select 1 Select Mass flow - - R/W X Mass Flow

Volume flow

Density

Temperature

F-Total mass

R-Total mass

D-Total mass
F-Total volume

R-Total volume

D-Total volume
F-Total net

R-Total net

D-Total net
Concentration
meas
Net flow

Disp select 2 Select Mass flow - - R/W X Density

Volume flow

Density

Temperature

F-Total mass

R-Total mass

D-Total mass
F-Total volume

R-Total volume

D-Total volume
F-Total net

R-Total net

D-Total net
Concentration
meas
Net flow
None
Disp select 3 Select Mass flow - - R/W X Temperature

Volume flow

Density

Temperature

F-Total mass

R-Total mass

D-Total mass
F-Total volume

R-Total volume

D-Total volume
F-Total net

R-Total net

D-Total net
Concentration
meas
Net flow
None

IM 01R04B04-00E-E 7-4
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Disp select 4 Select Mass flow - - R/W X F-Total mass

Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration
meas
Net flow
None
Disp Contrast Decimal -5 …+5 - - R/W 0

Disp Period Select 0.5 s - Sec. R/W X 1.0 s

1.0 s
2.0 s

Flow direction Select Forward - - R/W X Forward

Reverse
Mass flow unit Select g/s - - R/W RCCS30 .. 33

g/min Kg/h
RCCS34 …39
g/h
t/h
kg/s
kg/min
kg/h
t/min
t/h

Mass flow format Select xxxxxxx - - R/W xxxx.XX

xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX
Mass flow LRV Decimal -Qmax to Qmax 0 to 5 Mass flow unit R/W 0

Mass flow URV Decimal 0 to Qmax 0 to 5 Mass flow unit R/W Qnom

Mass flow damping Decimal 0.1 to 200 1 Sec. R/W X 3

Mass flow lowcut Decimal 0 to 10% of Qmax 0 to 5 Mass flow unit R/W 0

Mass flow alm1 sel Select No Function - - R/W X No Function


More Than
Less Than
Mass flow alm1 crit Decimal - 110% to 110% of 0 to 5 Mass flow unit R/W X 0
URV

7-5 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Mass flow alm 2 sel Select No Function - - R/W X No Function


More Than
Less Than
Mass flow alm2 crit Decimal -110% to 110% of 0 to 5 Mass flow unit R/W X 0
URV
Mass flow fix val sel Select Inhibit - - R/W X Inhibit

Enable
Mass flow fixed val Decimal 0 to Qnom 0 to 5 Mass flow unit R/W X 0

Vol flow unit Select Cucm/s - - R/W Cum/h


Cucm/min
Cucm/h
l/s
l/min
l/h
Cum/s
Cum/min
Cum/h
gal/s
gal/min
gal/h
Cuft/s
Cuft/min
Cuft/h
bbl/s
bbl/min
bbl/h
Impgal/s
Impgal/min
Impgal/h
bbl/d
Vol flow format Select xxxxxxx - - R/W xxxx.XX

xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX
Vol flow LRV Decimal -Qvmax to Qvmax 0 to 5 Vol flow unit R/W 0
Vol flow URV Decimal 0 to Qvmax 0 to 5 Vol flow unit R/W Qvnom

Vol flow Damping Decimal 0.1 to 200 1 Sec. R/W X 3


Vol flow Lowcut Decimal 0 to 10% of Qvmax 0 to 5 Vol flow unit R/W X 0
Vol flow alm 1 sel Select No Function - - R/W X No Function
More Than
Less Than
Vol flow alm 1 crit Decimal -110% to 110% of 0 to 5 Vol flow unit R/W X 0
URV
Vol flow alm 2 sel Select No Function - - R/W X No Function
More Than
Less Than
Vol flow alm 2 crit Decimal -110% to 110% of 0 to 5 Vol flow unit R/W X 0
URV

IM 01R04B04-00E-E 7-6
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Density unit Select g/ml - - R/W X kg/l

kg/l
kg/Cum
lb/gal

lb/Cuft
g/cc
Density format Select xxxxxxx - - R/W X xx.XXXX

xxxxx.X

xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX
Density LRV Decimal 0 to 5 kg/l 0 to 5 Density Unit R/W X 0.0
Density URV Decimal 0 to 5 kg/l 0 to 5 Density Unit R/W X 1.5
Density damping Decimal 0.1 to 200 1 Sec R/W X 15.0
Density lowcut Decimal 0 to 110% of URV 0 to 5 Density Unit R/W X 0.0
Density alm 1 sel Select No Function - - R/W X No Function

More Than
Less Than
Density alm 1 crit Decimal 0 to 5 kg/l 0 to 5 Density Unit R/W X LRV

Density alm 2 sel Select No Function - - R/W X No Function


More Than
Less Than

Density alm 2 crit Decimal 0 to 5 kg/l 0 to 5 Density Unit R/W X URV


Density fix val sel Select Inhibit - - R/W X X Inhibit
Enable

Density fixed value Decimal 0 to 5 kg/l 0 to 5 Density Unit R/W X X 1.0


Pressure Decimal 0 to 400 2 bar R/W X X 0.0
Pressure Unit Select bar - - R/W X bar
psi
Temperature unit Select degC - - R/W X degC
degF
K
Temperature format Select Xxxxxxx - - R/W X xxxxx.X

xxxxx.X

xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX
Temperature LRV Decimal Standard : -200 to 0 to 5 Temperature unit R/W X 0.0
230 °C
High Temp. : 0 to
400 °C
Temperature URV Decimal Standard : -200 to 0 to 5 Temperature unit R/W X 150.0
230 °C
High Temp. : 0 to
400 °C
Temperature damping Decimal 0.1 to 200 1 Sec R/W X 15.0
Temp alm 1 sel Select No Function - - R/W X No Function

More Than
Less Than

7-7 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Temp alm 1 crit Decimal Standard : -200 to 0 to 5 Temperature unit R/W X LRV
200 °C
Temp alm 2 sel Select No Function - - R/W X No Function

More Than

Less Than

Temp alm 2 crit Decimal Standard : -200 to 0 to 5 Temperature unit R/W X URV
230 °C
High Temp. : 0 to
400 °C
Temp fix val select Select Inhibit - - R/W X X Inhibit

Enable

Temp fixed value Decimal Standard : -200 to 1 Temperature unit R/W X X 30.0
230 °C
High Temp. : 0 to
400 °C
Temp gain Decimal 0.8 … 1.2 3 - R/W 1.000

Analog 1 select Select None - - R/W X Mass flow

Mass flow
Volume flow

Density

Temperature

Concentration
meas
Netflow
Analog 1 alarm out Select <2.4mA - - R/W X <3.6mA

<3.6mA

4.0mA

>21mA

>21.6mA

Hold

Measured Value
Analog 1 low LMT Decimal Namur : 3.8 to 2 mA R/W X 3.8 (Namur) ;
20.5 mA 2.4 (not Namur)

Not Namur : 2.4 to


21.6 mA
Analog 1 high LMT Decimal Namur : 3.8 to 2 mA R/W X 20.5 (Namur) ;
20.5 mA 21.6 (not Namur)

Not Namur : 2.4 to


21.6 mA
Analog 2 select Select None - - R/W X Density
Mass flow

Volume flow
Density
Temperature
Concentration
meas
Netflow
Analog 2 alarm out Select <2.4mA - - R/W X <3.6mA

<3.6mA

4.0mA

>21mA

>21.6mA

Hold

Measured Value

IM 01R04B04-00E-E 7-8
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Analog 2 low LMT Decimal Namur : 3.8 to 2 mA R/W X 3.8 (Namur); 2.4
20.5 mA (Not Namur)
Not Namur : 2.4 to
21.6 mA
Analog 2 high LMT Decimal Namur : 3.8 to 2 mA R/W X 20.5 (Namur);
20.5 mA 21.6 (Not
Namur)
Not Namur : 2.4 to
21.6 mA
Pulse/Stat 1 select Select Pulse - - R/W X Pulse
Status out
No Function

Pulse 1 select Select None - - R/W X Mass forward

Mass forward
Mass reverse
Volume forward
Volume reverse
Mass flow
Volume flow
Density

Temperature
Concentration
meas
Net forward
Net reverse
Net flow
Pulse 1 unit Select Hz - - R/W X kg/P
g/P
kg/P
t/P
lb/P
Cucm/P
l/P
Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P
Pulse 1 rate Decimal 0 to 10000 0 Pulse 1 unit R/W X 1
Pulse 1 active mode Select On Active - - R/W X On active
Off Active

7-9 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Pulse 1 width Select 0.05ms - - R/W 1ms


0.1ms
0.5ms
1ms
5ms
10ms
50ms
100ms
500ms
1000ms

Pulse 1 at alarm Select 0 Hz - - R/W X 0 Hz


Measured Value
SO 1 function Select No Function - - R/W X No Function
Flow - Direction
Total switch
Mass flow alm 1
Mass flow alm 2
Mass flow alm 1+2
Vol flow alm 1
Vol flow alm 2
Vol flow alm 1+2
Density alm 1
Density alm 2
Density alm 1+2

Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1+2
Concentr. meas
alm 1
Concentr. meas
alm 2
Concentr. meas
alm 1+2
Net flow alm 1
Net flow alm 2
Net flow alm 1+2
Slug alarm

Empty alarm
Corrosion alarm
All alarms

SO 1 active mode Select On Active - - R/W X On active


Off Active
Pulse/Stat 2 select Select Pulse - - R/W X Status out
Status out
No Function

IM 01R04B04-00E-E 7-10
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Pulse 2 select Select None - - R/W X Density


Mass forward
Mass reverse
Volume forward
Volume reverse
Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration
meas
Net forward
Net reverse
Net flow

Pulse 2 unit Select Hz - - R/W X Hz


g/P
kg/P
t/P
lb/P
Cucm/P
l/P
Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P
Pulse 2 rate Decimal 0 to 2000 0 Pulse 2 unit R/W X 1000
Pulse 2 active mode Select On Active - - R/W X On active
Off Active
Pulse 2 width Select 0.05ms - - R/W 1ms
0.1ms
0.5ms
1ms
5ms
10ms
50ms
100ms
500ms
1000ms
Pulse 2 at alarm Select 0 Hz - - R/W X 0 Hz
Measured Value

7-11 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

SO 2 function Select No Function - - R/W X No Function


Flow - Direction
Total switch
Mass flow alm 1
Mass flow alm 2
Mass flow alm 1+2
Vol flow alm 1
Vol flow alm 2
Vol flow alm 1+2
Density alm 1
Density alm 2
Density alm 1+2
Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1+2
Concentr. meas
alm 2
Concentr. meas
alm 2
Concentr. meas
alm 1+2
Net flow alm 1
Net flow alm 2
Net flow alm 1+2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm
All alarms

SO 2 active mode Select On Active - - R/W X On active


Off Active
SI function Select No Function - - R/W X No Function

Autozero
Total reset
0% Signal lock
SI active mode Select On Active - - R/W X On active
Off Active
Total select Select Mass - - R/W X Mass
Volume
Net
Total unit mass / net Select g - - R/W X kg
kg
t
lb

IM 01R04B04-00E-E 7-12
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Total unit volume Select Cucm - - R/W X L


L
Cum
gal
kgal
Cuft
bbl
Impgal
kImpgal

Total switch Decimal 0 to 99999.9 0 Total unit R/W X 0


Total at alarm Select Hold - - R/W X Hold
Continue Total

Total reset cntrl Select Inhibit - - R/W X X Inhibit


Enable
Total reset Select Not Execute - - R/W X X Not Execute
Execute
Sk20 Decimal 2 to 5 MHz*kg/h R/W 130.000
SKT Decimal 3 E-4/K R/W -4.82
RV Decimal 3 %/(kg/l) R/W 0.26
Qnom Decimal 0 Mass flow unit R 9
KD Decimal 4 kg/l R/W 3.700
fl20 Decimal 3 Hz R/W 180.000
FTC1 Decimal 3 E-4/K R/W -2.220
FTCK Decimal 3 E-4*l /(kg*K) R/W 0
SKP Decimal 4 E-4/bar R/W -0,33
FPC Decimal 4 E-4/bar R/W 0.164
Poll Address Decimal 0 to 255 0 - R/W X 0
Num req pream Decimal 0 to 255 0 - R/W 5
Concentration meas Select xxxxxxx - - R/W xxxx.XX
format
xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX
Concentration meas Decimal 0 to 110 0 to 5 Concentration R/W 0.0
LRV meas unit
Concentration meas Decimal 0 to 110 0 to 5 Concentration R/W 100.0
URV meas unit
Concentration meas Decimal 0.1 to 200 1 Sec. R/W X 10.0
Damp
Concentration meas Decimal 0 to 10% of URV 0 to 5 Concentrat ion R/W 0
lowcut meas unit
Conc meas alm 1 Sel Select No Function - - R/W X No Function
More Than
Less Than
Conc meas alm 1 Crit Decimal 0 to 110 0 to 5 Concentration R/W X LRV
meas unit

7-13 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Conc meas alm 2 Sel Select No Function - - R/W X No Function


More Than
Less Than
Conc meas alm 2 Crit Decimal 0 to 110 0 to 5 Concentration R/W X URV
meas unit
Net flow unit Select g/s - - R/W RCCS30 .. 33
g/min Kg/h
g/h RCCS34 …39
kg/s t/h
kg/min
kg/h
t/min
t/h
lb/s
lb/min
lb/h

Net flow format Select xxxxxxx - - R/W xxxx.XX


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX
Net flow LRV Decimal -Qmax to Qmax 0 to 5 Customer R/W 0
specific
Net flow URV Decimal 0 to Qmax 0 to 5 Customer R/W Qnom
specific
Net flow damping Decimal 0.1 to 200 1 Sec. R/W X 10.0
Net flow lowcut Decimal 0 to 10% of Qmax 0 to 5 Customer R/W 0.0
specific
Net flow Alm 1 sel Select No Function - - R/W X No Function
More Than
Less Than
Net flow Alm 1 crit Decimal -110% to 110% of 0 to 4 Customer R/W X LRV
URV specific
Net flow Alm 2 sel Select No Function - - R/W X No Function
More Than
Less Than
Net flow Alm 2 crit Decimal -110% to 110% of 0 to 4 Customer R/W X URV
URV specific
Measuring range Select Namur - - R
Not Namur
Slug alarm select Select Not Apply - - R/W X Not Apply
Apply
Drive gain Decimal - 3 V R -
Slug criteria Decimal 0 to 3 3 V R/W X 10
Slug duration Decimal 0 to 120 0 Sec. R/W X 1
After Slug Select Measured value - - R/W X Measured value
Hold
Drive gain damping Decimal 0.1 to 200 1 Sec. R/W X 1

IM 01R04B04-00E-E 7-14
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Empty pipe alm sel Select Not Apply - - R/W X Not Apply
Apply
Empty pipe crit Decimal 0 to Density URV 0 to 5 Density unit R/W X 0
After empty pipe Select Massflow = Zero - - R/W X Massflow =
Zero
Measured Value
Hold
Corrosion alm sel Select Not Apply - - R/W X Not Apply
Apply
Corrosion criteria Decimal 0 to Density URV 0 to 5 Density unit R/W X 0
Corrosion damp Decimal 0.1 to 10 1 h R/W X 10
Fluid max temp Decimal - 1 Temperature unit R -
Distributor ASCII - - - R Yokogawa
Descriptor ASCII 16 characters - - R/W X Space
Message ASCII 32 characters - - R/W X Space
Date ASCII mm/dd/yy - - R/W X Space
Sensor model Select RCCS30 - - R/W RCCS36
RCCS31
RCCS32
RCCS33
RCCS34
RCCS36
RCCS38
RCCS39
RCCS39/IR
Sensor S/N Decimal 7 digits - - R Comm.no. (1)
Assembly number Decimal 7 digits - - R Comm.no. (2)
Universal rev Decimal 7 digits - - R fix
Fld. dev rev. Decimal - - - R fix
Software rev Decimal - - - R fix
Hardware rev Decimal - - - R fix
Device id Decimal 7 digits - - R 7xxxxxx

7-15 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.3 Arquitetura do Parâmetro, Menu do Display


bold = default

Main Language English Sel


Menu
German
French

View fld dev vars Mass flow R


Process variables

Volume flow R
Density R
Temperature R
F-Total R
R-Total R
D-Total R
Concentration meas R
Net flow R

View Outputs Analog output 1 Analog output 1 R


Analog output 1% R
Analog output 1 mA R

Analog output 2 Analog output 2 R


Analog output 2% R
Analog output 2 mA R
Process variables

Pulse/Status out 1 Pulse output 1 R


Status output1 R

Pulse/Status out 2 Pulse output 2 R


Status output2 R

View Input R

Totalizer Total reset cntrl Inhibit Sel


Enable

Total reset Exe

Self test/Status Self test Exe


Diag / Service

Status Event overview R


Error R
Alarm R
Warning R

Hist Overview ord Hist Overview ord R


Clear History Exe

Hist Overview abs Hist Overview abs R


Error R
Alarm R
Warning R
Clear History Exe

Error History R

Input/Output test Analog output 1 R/W


Diag / Service

Analog output 2 R/W


Pulse output 1 R/W
Status output 1 R/W
Pulse output 2 R/W
Status output 2 R/W
Status input R

Auto zero check Autozero history

Autozero initial R

Autozero range R

Autozero fluctuation R

IM 01R04B04-00E-E 7-16
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Diag / Service Autozero Zero tuning Inhibit Sel


Enable

Autozero time 3 min Sel


30s

Autozero Exe Exe

Autozero value R

Output trim AO 1 trim 4mA Exe

AO 1 trim 20mA Exe

AO 2 trim 4mA Exe

AO 2 trim 20mA Exe

Tag R/W
Basic Setup

Long Tag R/W

Display config Disp select 1 Mass flow Sel


Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow

Disp select 2 Mass flow Sel


Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
Basic Setup

R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow
None

Disp select 3 Mass flow Sel


Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow
None

Disp select 4 Mass flow Sel


Volume flow
Basic Setup

Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D -Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow
None

Display contrast R/W

7-17 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Mass flow Mass flow unit g/s Sel


g/min
g/h
kg/s
kg/min
kg/h
t/min
t/h
lb/s
lb/min
lb/h

Mass flow LRV R/W

Mass flow URV R/W


Basic Setup

Mass flow damping R/W

Density Density unit g/ml Sel


kg/l
kg/Cum
lb/gal
lb/Cuft
g/cc

Density LRV R/W

Density URV R/W

Density damping R/W

Temperature Temperature unit degC Sel


degF
K

Temperature LRV R/W

Temperature URV R/W

Temperature damping R/W

Analog 1 select None Sel


Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Basic Setup

Concentration meas
Net flow

Analog 2 select None Sel


Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net flow

Pulse/Status out 1 Pulse/Stat 1 select Pulse Sel


Status out
No function

Pulse 1 select None Sel


Mass forward
Mass reverse
Volume forward
Volume reverse
Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net forward
Net reverse
Basic Setup

Net flow

Pulse1 unit Hz Sel


g/P
kg/P
t/P
lb/P
Cucm/P
I/P
Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

IM 01R04B04-00E-E 7-18
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Pulse1 rate R/W

SO 1 function No Function Sel


Flow direction
Total Switch
Mass flow alm 1
Mass flow alm 2
Mass flow alm 1+2
Vol flow alm 1
Vol flow alm 2
Vol flow alm 1+2
Density alm 1
Density alm 2
Basic Setup

Density alm 1+2


Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1+2
Concentr. meas alm 1
Concentr. meas alm 2
Concentr. meas alm 1+2
Net flow alm 1
Net flow alm 2
Net flow alm 1+2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm
All alarms

Pulse/Status out 2 Pulse/Stat 2 select Pulse Sel


Status out
No function
Basic Setup

Pulse 2 select None Sel


Mass forward
Mass reverse
Volume forward
Volume reverse
Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net forward
Net reverse
Net flow

Pulse 2 unit Hz Sel


g/P
Basic Setup

Kg/P
t/P
lb/P
Cucm/P
l/P
Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

Pulse2 rate R/W

SO 2 function No function Sel


Basic Setup

Flow direction
Total switch
Mass flow alm 1
Mass flow alm 2
Mass flow alm 1+2
Vol flow alm 1
Vol flow alm 2
Vol flow alm 1+2
Density alm 1
Density alm 2
Density alm 1+2
Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1+2
Concentr. meas alm 1
Concentr. meas alm 2
Concentr. meas alm 1+2
Net flow alm 1
Net flow alm 2
Net flow alm 1+2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm
All alarms

7-19 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

SI function No function Sel


Autozero
Total reset
0% signal lock

Totalizer Total select Mass Sel


Basic Setp

Volume
Net

Total unit mass g Sel


kg
t
lb

Total unit volume Cucm Sel


l
Cum
gal
kgal
Impgal
kImpgal
Cuft
bbl

Total unit net g Sel


kg
t
lb

Display config Disp select 1 Mass flow Sel


Detailed Setup

Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow

Disp select 2 Mass flow Sel


Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow
None
Detailed Setup

Disp select 3 Mass flow Sel


Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow
None

IM 01R04B04-00E-E 7-20
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Disp select 4 Mass flow Sel


Detailed Setup

Volume flow
Density
Temperature
F-Total mass
R-Total mass
D-Total mass
F-Total volume
R-Total volume
D-Total volume
F-Total net
R-Total net
D-Total net
Concentration meas
Net flow
None

Display contrast R/W

Disp period 0.5s Sel


1.0s
Detailed Setup

2.0s

Language English Sel


German
French

Sensor model RCCS30 Sel


RCCS31
RCCS32
RCCS33
RCCS34
RCCS36
RCCS38
RCCS39
RCCS39/IR

Sensor constants Mass flow SK20 R/W


Detailed Setup

SKT R/W

RV R/W

Qnom R

SKP R/W

Density KD R/W

fl20 R/W

FTC1 R/W

FTCK R/W

FPC R/W
Detailed Setup

Config fld variables Flow direction Forward Sel


Reverse

Mass flow Mass flow unit g/s Sel


g/min
g/h
kg/s
kg/min
kg/h
t/min
t/h
lb/s
lb/min
lb/h
Detailed Setup

Mass flow format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

Mass flow LRV R/W

Mass flow URV R/W

7-21 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Mass flow damping R/W

Mass flow lowcut R/W

Mass flow alm 1 sel No function Sel


More than
Less than
Detailed Setup

Mass flow alm 1 crit R/W

Mass flow alm 2 sel No function Sel


More than
Less than

Mass flow alm 2 crit R/W

Mass flow fix val sel Inhibit Sel


Enable

Mass flow fixed val R/W

Volume flow Vol flow unit Cucm/s Sel


Cucm/min
Cucm/h
l/s
l/min
l/h
Cum/s
Detailed Setup

Cum/min
Cum/h
gal/s
gal/min
gal/h
Cuft/s
Cuft/min
Cuft/h
bbl/s
bbl/min
bbl/h
Impgal/s
Impgal/min
Impgal/h
bbl/d

Vol flow format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
Detailed Setup

xx.XXXX
x.XXXXX

Vol flow LRV R/W

Vol flow URV R/W

Vol flow damping R/W

Vol flow lowcut R/W

Vol flow alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Vol flow alm 1 crit R/W

Vol flow alm 2 sel No function Sel


More than
Detailed Setup

Less than
Vol flow alm 2 crit R/W

Density Density unit g/ml Sel


kg/l
kg/Cum
lb/gal
lb/Cuft
g/cc

Density format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

IM 01R04B04-00E-E 7-22
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Density LRV R/W

Density URV R/W


Detailed Setup

Density damping R/W

Density lowcut R/W

Density alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Density alm 1 crit R/W

Density alm 2 sel No function Sel


More than
Less than

Density alm 2 crit R/W

Density fix val sel Inhibit Sel


Enable

Density fixed value R/W


Detailed Setup

Pressure R/W

Pressure Unit bar Sel


psi

Temperature Temperature unit degC Sel


degF
K

Temperature format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

Temperature LRV R/W

Temperature URV R/W


Detailed Setup

Temperature damping R/W

Temp alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Temp alm 1 crit R/W

Temp alm 2 sel No function Sel


More than
Less than

Temp alm 2 crit R/W

Temp fix val select Inhibit Sel


Enable
Detailed Setup

Valor fixo de Temp R/W

Ganho de Temp R/W

Config Saída/Entrada Saída analógica 1 Analog 1 select None Sel


Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net flow

Analog 1 alarm Out <2.4 mA Sel


<3.6 mA
<4.0 mA
>21.0 mA
>21.6 mA
Hold
Measured value

7-23 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Detailed Setup Analog 1 low LMT R/W

Analog 1 high LMT R/W

Analog output 2 Analog 2 select None Sel


Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net flow

Analog 2 alarm Out <2.4 mA Sel


<3.6 mA
<4.0 mA
>21.0 mA
>21.6 mA
Detailed Setup

Hold
Measured value

Analog 2 low LMT R/W

Analog 2 high LMT R/W

Pulse/Status out 1 Pulse/Stat 1 select Pulse Sel


Status out
No function
Detailed Setup

Pulse 1 select None Sel


Mass forward
Mass reverse
Volume forward
Volume reverse
Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net forward
Net reverse
Net flow

Pulse 1 unit Hz Sel


g/P
kg/P
t/P
lb/P
Detailed Setup

Cucm/P
l/P
Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

Pulse 1 rate R/W

Pulse 1 active mode On Active Sel


Off Active

Pulse 1 width 0.05ms Sel


0.1ms
Detailed Setup

0.5ms
1ms
5ms
10ms
50ms
100ms
500ms
1000ms

Pulse 1 at alarm 0 Hz Sel


Measured value

IM 01R04B04-00E-E 7-24
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

SO1 function No function Sel


Flow direction
Total switch
Mass flow alm 1
Detailed Setup

Mass flow alm 2


Mass flow alm 1+2
Vol flow alm 1
Vol flow alm 2
Vol flow alm 1+2
Density alm 1
Density alm 2
Density alm 1+2
Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1+2
Concentr. meas alm 1
Concentr. meas alm 2
Concentr. meas alm1+2
Net flow alm 1
Net flow alm 2
Net flow alm 1+2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm
All alarms
Detailed Setup

SO1 active mode On Active Sel


Off Active

Pulse/Status out 2 Pulse/Stat 2 select Pulse Sel


Status out
No function

Pulse 2 select None Sel


Mass forward
Mass reverse
Volume forward
Volume reverse
Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net forward
Net reverse
Detailed Setup

Net flow

Pulse 2 unit Hz Sel


g/P
kg/P
t/P
lb/P
Cucm/P
l/P
Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

Pulse 2 rate R/W


Pulse 2 active mode On Active Sel
Detailed Setup

Off Active

Pulse 2 width 0.05ms Sel


0.1ms
0.5ms
1ms
5ms
10ms
50ms
100ms
500ms
1000ms

Pulse 2 at alarm 0 Hz Sel


Measured value

7-25 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

SO2 function No function Sel


Flow direction
Total switch
Mass flow alm 1
Mass flow alm 2
Mass flow alm 1+2
Vol flow alm 1
Vol flow alm 2
Detailed Setup

Vol flow alm 1+2


Density alm 1
Density alm 2
Density alm 1+2
Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1+2
Concentr. meas alm 1
Concentr. meas alm 2
Concentr. meas alm1+2
Net flow alm 1
Net flow alm 2
Net flow alm 1+2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm
All alarms

SO2 active mode On Active Sel


Off Active

Status input SI function No function Sel


Autozero
Total reset
0% signal lock
Detailed Setup

SI active mode On Active Sel


Off Active

Totalizer Total unit mass g Sel


kg
t
lb

Total unit volume Cucm Sel


l
Cum
gal
kgal
Impgal
kImpgal
Cuft
bbl

Total unit net g Sel


kg
Detailed Setup

t
lb
Sel
Total select Mass
Volume
Net

Total switch R/W

Total at alarm Hold Sel


Continue total

Total reset cntrl Inhibit Sel


Enable
Detailed Setup

Total reset Exe

HART communication Poll addr R/W

Num req pream R/W

Num resp pream R/W

Master reset Exe

IM 01R04B04-00E-E 7-26
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Concentration meas Concentr. meas format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

Concentr. meas LRV R/W

Concentr. meas URV R/W

Concentr. meas Damp R/W

Concentr. meas Lowcut R/W

Conc meas alm 1 Sel No function Sel


More than
Less than

Conc meas alm 1 Crit R/W

Conc meas alm 2 Sel No function Sel


More than
Less than

Conc meas alm 2 Crit R/W

Net flow Net flow unit kg/h Sel


t/min
t/h
lb/s
lb/min
lb/h

Net f low format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx .XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX
Detailed Setup

Net flow LRV R/W

Net flow URV R/W

Net flow damping R/W

Net flow lowcut R/W

Net flow Alm 1 Sel No function Sel


More than
Less than

Net flow Alm 1 Crit R/W


Detailed Setup

Net flow Alm 1 Sel No function Sel


More than
Less than

Net flow Alm 1 Crit R/W

Measuring Range R

Slug detection Slug alarm select Not apply Sel


Apply

Drive gain R

Slug criteria R/W


Detailed Setup

Slug duration R/W

After Slug Measured value Sel


Hold

Drive gain damping

Empty pipe detect Empty pipe alm sel Not apply Sel
Apply

Empty pipe crit R/W

After empty pipe Massflow = Zero Sel


Measured value
Hold

7-27 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Corrosion Detect Corrosion alm sel Not apply Sel


Apply

Corrosion crit R/W

Corrosion damp R/W

Fluid max. temp R

Device information Tag R/W

Long Tag R/W

Descriptor R/W

Message R/W

Date R/W

Sensor model R

Sensor S/N R

Assembly number R

Distributor R
Review device info

Sensor model R

Sensor S/N R

Assembly number R

Tag R

Long Tag R

Descriptor R

Message R

Date R

Device id R
Review device info

Universal rev R

Fld dev rev R

Software rev R

Hardware rev R

SK20 R
Review sensor

SKT R

RV R

Qnom R

SKP R

KD R

fl20 R

FTC1 R

FTCK R

FPC R

Autozero value R

IM 01R04B04-00E-E 7-28
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Review FldDev vars 1 Flow direction R

Mass flow unit R

Mass flow LRV R

Mass flow LRV R

Mass flow damping R

Mass flow lowcut R

Mass flow alm 1 sel R

Mass flow alm 1 crit R

Mass flow alm 2 sel R

Mass flow alm 2 crit R

MF fixed value R

Vol flow unit R

Vol flow LRV R

Vol flow URV R

Vol flow damping R

Vol flow lowcut R

Vol flow alm 1 sel R

Vol flow alm 1 crit R

Vol flow alm 2 sel R

Vol flow alm 2 crit R

Density unit R
Review FldDev vars 1

Density LRV R

Density URV R

Density damping R

Density lowcut R

Density alm 1 sel R

Density alm 1 crit R

Density alm 2 sel R

Density alm 2 crit R

Pressure R

Pressure unit R
Review FldDev vars 1

Temperature unit R

Temperature LRV R

Temperature URV R

Temperature damping R

Temp range select R

Temp alarm 1 select R

Temp alarm 1 crit R

Temp alarm 2 select R

Temp alarm 2 crit R

Temp fixed value R

7-29 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Concentration meas Unit R

Review FldDev vars 1 Concentration meas LRV R

Concentration meas URV R

Concentration meas Damp R

Concentration meas Lowcut R

Conc meas alm 1Sel R

Conc meas alm 1Crit R

Conc meas alm 2 Sel R

Conc meas alm 2 Crit R

Net flow Unit R

Net flow LRV R

Net flow URV R

Net flow damping R

Net flow lowcut R

Net flow Alm1 sel R

Net flow Alm 1 crit R

Net flow Alm 2sel R

Net flow Alm 2 crit R

Analog 1 select R
Review Outputs/ Input

Analog 1 alarm out R

Analog 1 low LMT R

Analog 1 high LMT R

Analog 2 select R

Analog 2 alarm out R

Analog 2 low LMT R

Analog 2 high LMT R

Pulse/Status 1 select R

Pulse 1 active mode R

Pulse 1 select R
Review Outputs/ Input

Pulse 1 unit R

Pulse 1 rate R

Pulse 1 width R

Pulse 1 at alarm R

SO 1 function R

Pulse/Status 2 select R

Pulse 2 active mode R

Pulse 2 select R

Pulse 2 unit R

Pulse 2 rate R
Review Outputs/ Input

Pulse 2 width R

Pulse 2 at alarm R

SO 2 function R

SI function R

SI active mode R

Total select R

Total unit mass R

Total unit volume R

Total unit net R

Total switch
R

Total at alarm
R

Total reset cntrl


R

Poll addr R
Review HART

Num req pream R

Num resp pream R

IM 01R04B04-00E-E 7-30
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.4 Arquitetura do Parâmetro, Menu HART

Online Device setup Configura parâmetros para Rotamass (abaixo)


PV Mostra os valores do processo em uni. eng.
PV AO Mostra a saída analógica em mA.
Review Revisa parâmetros para Rotamass (ver abaixo)
Service Não está aberto

Device View fld dev vars Mass flo R


Process variables

Setup Volume flo R


Dens R
Temp R
F-Total R
R-To t a l R
D-Total R
Conc meas R
Net flo R

View Outputs Analog output 1 PV R


PV AO R
% rnge R

Analog output 2 SV R
SV AO R
% rnge R

Pulse/Status out 1 TV Freq R


SO 1 function R

Pulse/Status out 2 TV Freq R


Process variables

SO 2 function R

View Input Input function R

Totalizer Total res cntrl Inhibit Sel


Enable
Total reset Exe
Self test/Status Self test LCD/Key Test Exe
Diag / Service

Self Test Exe

Status Event overview R


Error R
Alarm R
Warning R

Hist Overview ord Hist Overview ord R


Clear History Not execute Exe
Execute

Hist Overview abs History Set Abs R


Set1 R

Set 10 R

History set menu History Set R


Hist Overview R
H. error R
H. Alarm R
H. Warning R

Clear History Exe

7-31 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Input/Output test Analog Out 1 R/W


Analog Out 2 R/W
Pulse Out 1 R/W
Status Out 1 R/W
Pulse Out 2 R/W
Status Out 2 R/W
Status Input R

Auto zero check Autozero history R

AZ range R

AZ fluctuation R

Autozero Zero tuning Inhibit Sel


Diag / Service

Enable

Autozero Duração autozero 3 min Sel


30 s

Realiza autozero Exe

Valor autozero R

Loop trim Trim output 1 Exe

Trim output 2 Exe

Tag R/W
Basic Setup

Long Tag R/W

Display config Disp select 1 Mass flo Sel


Volume flo
Dens
Temp
F-Total
R-Total
D-Total
Conc meas
Net flo

Disp select 2 Mass flo Sel


Volume flo
Dens
Basic Setup

Temp
F-Total
R-Total
D-Total
Conc meas
Net flo
None

Disp select 3 Mass flo Sel


Volume flo
Dens
Temp
F-Total
R-Total
D-Total
Conc meas
Net flo
Basic Setup

None

Disp select 4 Mass flo Sel


Volume flo
Dens
Temp
F-Total
R-Total
D-Total
Conc meas
Net flo
None

Display contrast R/W

IM 01R04B04-00E-E 7-32
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Mass flo Mass flo unit g/s Sel


Basic Setup g/min
g/h
kg/s
kg/min
kg/h
MetTon/min
MetTon/h
lb/s
lb/min
lb/h

Mass flo LRV R/W

Mass flo URV R/W


Basic Setup

Mass flow Damping R/W

Dens Dens unit g/ml Sel


kg/l
kg/Cum
lb/gal
lb/Cuft

Dens LRV R/W

Dens URV R/W

Dens Damping R/W


Basic Setup

Temp Temp unit degC Sel


degF
K

Temp LRV R/W

Temp URV R/W

Temp Damping R/W

Analog 1 select None Sel


Mass flo
Volume flo
Dens
Basic Setup

Temp
Conc meas
Net flo

Analog 2 select None Sel


Mass flo
Volume flo
Dens
Temp
Conc meas
Net flo

Pulse/Status out 1 Pulse/Stat 1 select Pulse Sel


Status out
No function

Pulse out 1 Pulse 1 select None Sel


Mass totl forw
Mass totl rev
Vol totl forw
Vol totl forw
Vol totl forw
Vol totl forw
Vol totl forw
Vol totl forw
Dens
Temp
Conc meas
Vol totl forw

7-33 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

TV unit Hz Sel
g/P
kg/P
t/P
Basic Setup
lb/P
Cucm/P
l/P
Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

TV rate R/W

Status out 1 SO 1 function No Function Sel


Basic Setup

Bi-directional
Total Switch
Massa flo alm 1
Massa flo alm 2
Massa flo alm 1 + 2
Vol flo alm 1
Vol flo alm 2
Vol flo alm 1+2
Dens alm 1
Dens alm 2
Dens alm 1+2
Temps alm 1
Temp alm 2
Basic Setup

Temp alm 1 + 2
Conc alm 1
Conc alm 2
Conc alm 1 + 2
Net flo alm 1
Net flo alm 2
Net flo alm 1 + 2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm

Pulse/Status out 2 Pulse/Stat 2 select Pulse Sel


Status out
No function
Basic Setup

Pulse out 2 Pulse 2 select None Sel


Mass totl forw
Mass totl rev
Vol totl forw
Vol totl rev
Net totl forw
Net totl rev
Net totl forw
Net totl forw
Dens
Temp
Conc meas
Net totl forw

TV unit Hz Sel
Basic Setup

g/P
kg/P
t/P
lb/P
Cucm/P
l/P
kgal/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

TV rate R/W

IM 01R04B04-00E-E 7-34
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Status out 1 SO 1 function No Function Sel

Basic Setup
Bi-directional
Total Switch
Mass flo alm 1
Mass flo alm 2
Mass flo alm 1 + 2
Vol flo alm 1
Vol flo alm 2
Vol flo alm 1 + 2
Dens alm 1
Dens alm 2
Dens alm 1 + 2
Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1 + 2
Conc alm 1
Conc alm 2
Basic Setup

Conc alm 1 + 2
Net flo alm 1
Net flo alm 2
Net flo alm 1 + 2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm

Input function No function Sel


Autozero
Total reset
0% signal lock

Totalizer Totalizer sel Mass Sel


Volume
Net mass
Basic Setup

F-Total unit g Sel


kg
Met Ton
lb
Cucm
l
Cum
gal
kgal
lmpgal
klmpgal
Cuf
bbl

Display Config Disp select 1 Mass flo Sel


Detailed Setup

Volume flo
Dens
Temp
F-Total
R-Total
D-Total
Conc meas
Net flo

Disp select 2 Mass flo Sel


Volume flo
Dens
Temp
F-Total
Detailed Setup

R-Total
D-Total
Conc meas
Net flo
None

Disp select 3 Mass flo Sel


Volume flo
Dens
Temp
F-Total
R-Total
D-Total
Conc meas
Net flo
None

7-35 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Disp select 4 Mass flo Sel


Detailed Setup
None
None
None
None
None
None
Conc meas
None
None

Display contrast R/W

Display period 0.5 s Sel


1.0 s
2.0 s

Sensor model RCCS30 Sel


RCCS31
RCCS32
RCCS33
RCCS34
Detailed Setup

RCCS36
RCCS38
RCCS39
RCCS39/IR

Sensor constants Mass flo Sk20 R/W

Sk20 R/W

RV R/W

Qnom R/W

Sk20 R/W

Dens KD R/W

Fl20 R/W

FTC1 R/W
Detailed Setup

FTCK R/W

Config fld vars Flow direction Forward Sel


Reverse

Mass flo Mass flo Unit g/s Sel


g/min
g/h
kg/s
kg/min
kg/h
t/min
t/h
lb/s
lb/min
Detailed Setup

lb/h

Mass flo Format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.X XX
xx.XXXX
x.XXXXX

Mass flo LRV R/W

Mass flo URV R/W

Mass flo damping R/W

Mass flo Lowcut R/W


Detailed Setup

Mass flo alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Mass flow alm 1 crit R/W

IM 01R04B04-00E-E 7-36
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Detailed Setup Mass flow alm 2 sel No function Sel


More than
Less than

Mass flow alm 2 crit R/W

Mass flo fix sel Inhibit Sel


Enable

Mass flo fix menu Mass flow fixed val R/W

Vol flo Vol flo Unit Cucm/s Sel


Cucm/min
Cucm/h
l/s
Detailed Setup

l/min
l/h
Cum/s
Cum/min
Cum/h
gal/s
gal/min
gal/h
Cuft/s
Cuft/min
Cuft/h
bbl/s
bbl/min
bbl/h
Impgal/s
Impgal/min
Detailed Setup

Impgal/h

Vol flo Format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

Vol flo LRV R/W

Vol flo URV R/W

Vol flo Damping R/W


Detailed Setup

Vol flo Lowcut R/W

Vol flo alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Vol flo alm 1 crit R/W

Vol flo alm 2 sel No function Sel


More than
Less than

Vol flo alm 2 crit R/W

Dens Dens Unit g/ml Sel


kg/l
kg/Cum
Detailed Setup

lb/gal
lb/Cuft

Dens Format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

Dens LRV R/W

Dens URV R/W

Dens Damping R/W

Dens Lowcut R/W

7-37 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Dens alm 1 sel No Function Sel


More than
Less than

Dens alm 1 crit R/W


Detailed Setup

Dens alm 2 sel No Function Sel


More than
Less than

Dens alm 2 crit R/W

Dens fix val sel Inhibit Sel


Enable

Dens fix menu Dens fixed value R/W

Pressure R

Temp Temp Unit degC Sel


degF
Kelvin

Temp Format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
Detailed Setup

xx.XXXX
x.XXXXX

Temp LRV R/W

Temp URV R/W

Temp Damping R/W

Temp alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Temp alm 1 crit R/W

Tem p alm 2 sel No function Sel


More than
Less than
Detailed Setup

Temp alm 2 crit R/W

Temp fix val sel Inhibit Sel


Enable

Temp fix menu Temp fixed value R/W


Temp gain adjust

Config Out/input Analog Output 1 Analog 1 select None Sel


Mass flo
Volume flo
Dens
Temp
Conc meas
Net flo
Detailed Setup

PV Alarm 1 select <2.4mA Sel


<3.6mA
<4.0mA
>21mA
>21.6mA
Hold
Measured value

Analog 1 low LMT R/W

Analog 1 high LMT R/W

AO 1 reverse mode 4 mA Sel


Measured value

IM 01R04B04-00E-E 7-38
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Detailed Setup Analog Output 2 Analog 2 select None Sel


Mass flow
Volume flow
Density
Temperature
Concentration meas
Net flow

SV Alarm 2 select <2.4mA Sel


<3.6mA
<4.0mA
>21.0mA
>21.6mA
Hold
Measured value
Detailed Setup

Analog 2 low LMT R/W

Analog 2 high LMT R/W

AO2 reverse mode 4 mA Sel


Measured value

Pulse/Status 1 Pulse/Stat 1 sel Pulse Sel


Status out
No function

Pulse/freq out 1 Pulse 1 select None Sel


Mass totl forw
Mass totl rev
Vol totl forw
Vol t otl rev
Net totl forw
Detailed Setup

Net totl rev


Mass flo
Vol flo
Dens
Temp
Conc meas
Net flow

Freq /Pulse out 1 TV Pls Unit Sel


Hz
g/P
kg/P
t/P
lb/P
Cucm/P
l/P
Detailed Setup

Cum/P
gal/P
kgal/P
Cuft/P
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

TV Pls Rate R/W

Pls Mode Sel


On Active
Off Active

TV Pls Width Sel


0.05ms
0.1ms
Detailed Setup

0.5ms
1ms
5ms
10ms
50ms
100ms

TV Pls Alarm Sel


0 Hz
Measured value

7-39 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Status out 1 SO1 function No Function Sel


Bi-directional
Total Switch
Mass flo alm 1
Mass flo alm 2
Mass flo alm 1+2
Detailed Setup

Vol flo alm 1


Vol flo alm 2
Vol flo alm 1+2
Dens alm 1
Dens alm 2
Dens alm 1+2
Temp alm 1
Temp alm 2
Temp alm 1+2
Conc alm 1
Conc alm 2
Conc alm 1+2
Net flo alm 1
Net flo alm 2
Net flo alm 1+2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm

SO1 active mode On Active Sel


Off Active

Pulse/Status 2 Pulse/Stat 2 sel Pulse Sel


Detailed Setup

Status out
No function

Pulse/freq out 2 Pulse 2 select None Sel


Mass totl forw
Mass totl rev
Vol totl forw
Vol totl rev
Net totl forw
Net totl rev
Mass flo
Vol flo
Dens
Temp
Conc meas
Net flow

Freq /Pulse out 2 TV Pls Unit Sel


Detailed Setup

Hz
Hz
kg/P
Hz
Hz
Hz
Hz
Hz
Hz
kgal/P
Hz
bbl/P
Impgal/P
kImpgal/P

Hz R/W
Detailed Setup

Pls Mode Sel


On
On

Pls Mode Sel


0.05ms
0.1ms
0.5ms
1ms
5ms
10ms
50ms
100ms

IM 01R04B04-00E-E 7-40
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Detailed Setup TV Pls Alarm Sel


0 Hz
Measured value

Status out 2 SO2 function No Function Sel


Bi-directional
Total Switch
Mass flo alm 1
Mass flo alm 2
Mass flo alm 1+2
Vol flo alm 1
Vol flo alm 2
Vol flo alm 1+2
Dens alm 1
Dens alm 2
Dens alm 1 + 2
Temp alm 1
Temp alm 2
Detailed Setup

Temp alm 1 + 2
Conc alm 1
Conc alm 2
Conc alm 1 + 2
Net flo alm 1
Net flo alm 2
Net flo alm 1+2
Slug alarm
Empty alarm
Corrosion alarm

SO2 active mode On Active Sel


Off Active

Status input Input function No function Sel


Autozero
Total reset
0% signal lock
Detailed Setup

Sl active mode On Active Sel


Off Active

Totalizador Totalizado r Massa Sel


Volume
Volume

F-Total Unit g Sel


kg
t
kgal
kgal
l
kgal
kgal
Detailed Setup

kgal
kgal
bbl
Impgal
kImpgal

F-Total switch R/W

Total at alarm Hold Sel


Continue

Total res cntrl Inhibit Sel


Inhibit

Total reset Exe

HART communication Poll addr R/W

Num req pream R/W

Num resp preams

Master reset Exe

7-41 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Conc meas Conc meas Format xxxxxxx Sel


Detailed Setup
xxxxx.X
xxxx.XX
xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

Conc meas LRV R/W

Conc meas URV R/W

Conc meas Damp R/W

Conc meas Lowcut

Coc meas alm 1 sel No function Sel


More than
Less than
Detailed Setup

Conc meas alm 1 crit R/W

Coc meas alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Conc meas alm 1 crit R/W

Net flo Net flo Unit kg/h Sel


t/min
t/h
t/h
lb/min
lb/h

Net flo Format xxxxxxx Sel


xxxxx.X
xxxx.XX
Detailed Setup

xxx.XXX
xx.XXXX
x.XXXXX

Net flo LRV R/W

Net flo URV R/W

Net flo Damp R/W

Net flo Lowcut R/W

Net flow alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Net flow alm 1 crit R/W


Detailed Setup

Net flow alm 1 sel No function Sel


More than
Less than

Net flow alm 1 crit R/W

Measuring Range R

Slug detection Slug alarm select Not apply Sel


Apply

Slug detection Drive gain R

Slug criteria R/W

Slug duration R/W

After slug Measured value Sel


Hold

Drive gain damping

IM 01R04B04-00E-E 7-42
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Empty pipe detect Empty pipe alm sel Not apply Sel

Detailed Setup
Apply

Empty pipe detect Empty pipe crit R/W

After empty pipe Massflow = Zero Sel


Measured Value
Hold

Corrosion detect Corrosion alm sel Not apply Sel


Apply

Corrosion detect Corrosion crit R/W

Corrosion damp R/W

Fluid max temp R

Device information Tag R/W


Detailed Setup

Long Tag R/W

Descriptor R/W

Message R/W

Date R/W

Sensor model R

Sensor S/N R

Final asmbly num R

Revision # ‘s Universal rev R


Fld dev rev R
Software rev R
Hardware rev R

Review Distributor R
Review device info

Sensor model R

Sensor S/N R

Final asmbly num R

Tag R

Long Tag R

Descriptor R

Message R

Date R
Review device info

Device id R

Universal rev R

Fld dev rev R

Software rev R

Hardware rev R

7-43 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

SK20 R

Review SKT R

RV R

Qnom R

SKP R

KD R

Fl20 R

FTC1 R

FTCK R

FPC R

Autozero value R

Flow direction R
Rev FldDev vars 1

Mass flo unit R

Mass flo LRV R

Mass flo LRV R

Mass flo damp R

Mass flo lowcut R

Mass flo alm 1 select R

Mass flo alm 1 crit R

Mass flo alm 2 select R

Mass flo alm 2 crit R


Rev FldDev vars 1

Mass flo fixed val R

Vol flo unit R

Vol flo LRV R

Vol flo URV R

Vol flo damp R

Vol flo lowcut R

Vol flo alm 1 select R

Vol flo alm 1 crit R


Rev FldDev vars 1

Vol flo alm 2 select R

Vol flo alm 2 crit R

Dens unit R

Dens LRV R

Dens URV R

Dens damp R

Dens lowcut R

Dens alm 1 select R

Dens alm 1 crit R

Dens alm 2 select R

Dens alm 2 crit R

Dens fixed value R

Pressure R

IM 01R04B04-00E-E 7-44
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Rev FldD ev vars 1


Temperature unit R

Temp LRV R

Temp URV R

Temp damp R

Temp range select R

Temp alm 1 select R

Temp alm 1 crit R

Temp alm 2 select R

Temp alm 2 crit R

Temp fixed value R

Flow direction R

Conc meas unit R


Rev FldDev vars 2

Conc meas LRV R

Conc meas URV R

Conc meas damp R

Conc meas lowcut R

Conc alm 1select R

Conc alm 1crit R

Conc alm 2 sel R

Conc alm 2 crit R

Net flo unit R

Net flo LRV R

Net flo URV R


Rev FldDev vars 2

Net flo damping R

Net flo lowcut R

Net flo alm1 select R

Net flo alm 1 crit R

Net flo alm 2 select R

Net flo alm 2 crit R

7-45 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Analog 1 select R
Rev Outputs/ Input PV Alarm 1 select R

PV Analog 1 low LMT R

PV Analog1 high LMT R

PV Analog 1 reverse R
mode

Analog 2 select R

SV Alarm 2 select R

SV Analog 2 low LMT R

SV Analog2 high LMT R

SV Analog 2 reverse R
mode

Pulse/Stat 1 sel R

Pulse 1 select R

Pls Unit R

Pls Rate R

Pls Mode R

Pls Width R
Rev Outputs/ Input

Pls Alarm R

SO 1 function R

SO 1 active mode R

Pulse/Stat 2 sel R

Pulse 2 select R

Pls Unit R

Pls Rate R

Pls Mode R

Pls Width R

Pls Alarm R

SO 2 function R

SO 2 active mode R

Input function R

SI active mode R

Totalizer sel R

F-Total Unit R

F-Total switch R

Total at alarm R

Total res cntrl R

Poll addr R
HART
Review

Num req preams R

Num resp preams R

IM 01R04B04-00E-E 7-46
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.5 Funções do Fluxo de Massa (Config. Básica ou Detalhada)


Mass flow Para configurar as funções da medição de vazão
mássica.

Mass flow unit Seleciona: g/s, g/min, g/h, kg/s, kg/min,


kg/h, t/min,t/h, lb/s, lb/min, lb/h

Mass flow format Seleciona: xxxxxxx, xxxxx.X, xxxx.XX,


xxx.XXX, xx.XXXX, x.XXXXX

Mass flow LRV (valor de baixo alcance) Configura o valor da vazão mássica para 4mA ou
0Hz. LRV também pode ser negativo para
medição de vazão reversa. Neste caso, configure
o lowcut em Zero.
Mass flow URV (valor de alto alcance) Configura o valor de vazão mássica em 20mA
ou xxxxx Hz.
URV - LRV 5% do Qnom

Mass flow damping Configura o damping time em s. Damping time


age nas saídas e display. Após 5 vezes de
damping time, o valor obtido é mostrado
(t=63%).

Mass flow lowcut Configura o low cut. Low cut age nas saídas
e display. Um histerese de 0.05% do Qnom
é dado pelo sistema.

Mass flow alm 1 sel Seleciona: no function, more than, less than

Mass flow alm 1 crit Seleciona um alarme de nível de vazão mássica.


O que deve ocorrer em caso de alarme deverá
ser definido na saída de Status (7.11, 7.12).

Mass flow alm 2 sel Seleciona: no function, more than, less than

Mass flow alm 2 crit Seleciona um alarme de nível de vazão mássica.


Restrições: O que deve ocorrer em caso de alarme deverá
ser definido na saída de Status (7.11, 7.12).
Todos os alarmes devem estar em 0 - 110%
do URV-LRV
O critério de alarme 2 deve sempre ser superior
ao critério de alarme 1.

Mass flow fix val sel Seleciona: Inhibit, Enable

Mass flow fixed value Seleciona um valor de ajuste de vazão mássica


(Somente como teste ou para manutenção).
Para configurar o valor é adicionado ao valor
atual. No caso de sem vazão, irá variar com a
flutuação zero.

T72.EPS

7-47 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.6 Funções do Fluxo de Volume (Config. Básica ou Detalhada)

Volume flow Configura as funções da medição de vazão


volumétrica. Nota: A vazão volumétrica é
derivada da medição de densidade e vazão
mássica. Erros na medição de densidade (ex. de
bolhas de gás) afetam a precisão da vazão
volumétrica. Para líquidos é recomendado usar
vazão mássica. Abaixo de roh = 0.3kg/l, a vazão
volumétrica deve ser configurada em zero
(para líquidos).
Vol flow unit Seleciona:
Cucm/s, Cucm/min, Cucm/h, l/s, l/min,
l/h, Cum/s, Cum/min, Cum/h, gal/s,
gal/min, gal/h, Cuft/s, Cuft/min, Cuft/h,
bbl/s, bbl/min, bbl/h, Impgal/s,
Impgal/min, Impgal/h, bbl/d

Vol flow format Seleciona: xxxxxxx, xxxxx.X, xxxx.XX,


xxx.XXX, xx.XXXX, x.XXXXX

Configura o valor de vazão volumétrica para 4mA


Vol flow LRV (valor de baixo alcance) ou 0 Hz. LRV também pode ser negativo para
medição de vazão reversa. Neste caso, configure
o low cut em zero.

Vol flow URV (valor de alto alcance) Configura o valor de vazão volumétrica para
20 mA ou xxxxx Hz. URV - LRV = 5% do Qnom

Vol flow damping Configura o damping time em s. Damping time


age nas saídas e display. Após 5 vezes de
damping time, o valor obtido é mostrado (t=63%).

Vol flow lowcut Configura o low cut. Low cut age nas saídas
e display. Um histerese de 0.05% do Qnom
(vazão mássica) é dado pelo sistema.

Vol flow alm 1 sel Seleciona: no function, more than, less than

Vol flow alm 1 crit Seleciona um nível de alarme de vazão


volumétrica. O que ocorre no alarme deve ser
definido na saída de Status (7.11, 7.12).

Vol flow alm 2 sel Seleciona: no function, more than, less than

Vol flow alm 2 crit Seleciona um nível de alarme de vazão


Restrições: volumétrica. O que ocorre no alarme deve ser
Todos os alarmes devem estar em 0 - 110% definido na saída de Status (7.11, 7.12).
do URV-LRV
O critério de alarme 2 deve sempre ser superior
ao critério de alarme 1.
T73.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-48
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.7 Funções da Densidade (Config. Básica ou Detalhada)


Density Configura as funções da medição de densidade.

Nota: A medição de densidade é somente


realizável se não houver gás no líquido.
Para medição de líquidos, uma densidade
inferior a 0 ,3kg/l é mostrada como 0.0kg/l para
medição de gases, configure um valor fixo de
densidade.

Density unit Seleciona:


g/ml, kg/l, kg/Cum, lb/gal, lb/Cuft, g/cc

Density format Seleciona: xxxxxx, xxxxx.X, xxxx.XX,


xxx.XXX, xx.XXXX, x.XXXXX

Density LRV (valor de baixo alcance) Configura o valor de densidade em 4mA ou 0 Hz.

Density URV (valor de alto alcance) Configura um valor de densidade para 20mA ou
xxxxx Hz. URV - LRV ?0.05% kg/l

Density damping Configura o damping time em s. Damping time


age nas saídas e display. Após 5 vezes de
damping time, o valor obtido é mostrado
(t=63%).

Density lowcut Configura o low cut.. Low cut age nas saídas e
no display.

Density alm 1 sel Seleciona: no function, more than, less than

Density alm 1 crit Seleciona um nível de alarme de vazão de


densidade. O que deve ocorrer em caso de alarme
deve ser definido na saída de Status (7.11, 7.12).

Density alm 2 sel Seleciona: no function, more than, less than

Density alm 2 crit Seleciona um nível de alarme de vazão de


densidade. O que ocorre no alarme deve ser
Restrições:
definido na saída de Status (7.11, 7.12).
Todos os alarmes devem estar em 0 - 110%
do URV-LRV
O critério de alarme 2 deve sempre ser superior
ao critério de alarme 1.

Density fix val sel Seleciona: Inhibit, Enable

Density fixed value Seleciona um valor de densidade. Em líquidos


é necessário somente em caso de distúrbios de
densidade. Na configuração de medição de gases,
configure aqui o gás padrão ou normal.
T74.EPS

7-49 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Configura a linha estática de pressão em bar ou


Pressure
psi. A pressão estática age na densidade e vazão
mássica, que é automaticamente corrigida.
Útil somente para RCCS36 e superior.
Pressure unit Seleciona: bar, psi

T74a.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-50
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.8 Funções de Temperatura (Config. Básica ou Detalhada)


Temperature Configura as funções da medição de temperatura.

Nota: Alcance padrão: -200 à 230°C


Alcance de alta temp: 0 à 400°C

Temperature unit Seleciona:


degC, degF, K

Temperature format Seleciona: xxxxxxx, xxxxx.X, xxxx.XX,


xxx.XXX, xx.XXXX, x.XXXXX

Temperature LRV (low range value) Configura um valor de temperatura para 4mA ou
0 Hz.

Temperature URV (upper range value) Configura um valor de temperatura para 20mA ou
xxxxx Hz. URV - LRV 10 K

Temperature damping Configura o damping time em s. Damping time


age nas saídas e display. Após 5 vezes de
damping time, o valor obtido é mostrado
(t=63%).

Temperature alm 1 sel Seleciona: no function, more than, less than

Temperature alm 1 crit Seleciona um nível de alarme de vazão de


temperatura. O que deve ocorrer em caso de alarme
deve ser definido na saída de Status (7.11, 7.12).

Temperature alm 2 sel Seleciona: no function, more than, less than

Temperature alm 2 crit Seleciona um nível de alarme de vazão de


temperatura. O que deve ocorrer em caso de alarme
Restrições: deve ser definido na saída de Status (7.11, 7.12).
Todos os alarmes devem estar em 0 - 110%
do URV-LRV
O critério de alarme 2 deve sempre ser superior
ao critério de alarme 1.

Temperature fix val select Seleciona: Inhibit, Enable

Temperature fixed value Seleciona um valor de temperatura em caso de


mal-funcionamento do sensor embutido de temp.
Temperature gain O sensor de temperatura do Rotamass é
instaldo fora dos tubos de medição. Então a
temperatura de fluído alta ou baixa, pode ser
mostrada na medição de temperatura, grandes
erros como uma função de qualidade do
isolamento de calor. Esta função permite a correta
medição de temperatura para melhor precisão em
vazão mássica e densidade.
T75.EPS

7-51 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.9 Funções Analógicas 1 (Config. Básica ou Detalhada)


Analog output 1 Configura a saída de corrente 1. Esta saída
fornece comunicação HART.

Analog 1 select Seleciona: None, Mass flow, Volume flow,


Density, Temperature , Concentration meas,
Net flow

Se None for selecionada, a saída é 4mA,


e a comunicação HART é disponível.

Analog 1 alarm out Se NAMUR for selecionado (padrão):


<3.6mA, >21mA, Hold, Measured value
(Detailed setup, Configure
output/input) Se NAMUR não for selecionado:
<2.4mA, <3.6mA, <4mA, >21mA, >21.6mA

Analog 1 low LMT (low limit) Se NAMUR for selecionado (padrão):


Alcance de medição de 3.8 - 20.5
(Detailed setup, C onfigure output/input)
Nível de alarme: <3.6mA ou >21.0mA

Se NAMUR não for selecionado:


O alarme é ativado se o valor de medição
Alcance de medição 2.7 - 21.3mA
for inferior que o limite mínimo. Nível de Alarme: <2.4mA, >21.6mA

Analog 1 high LMT (high limit) Se NAMUR for selecionado (padrão):


Alcance de medição de 3.8 - 20.5
(Detailed setup, C onfigure output/input)
Nível de alarme: <3.6mA ou >21.0mA

Se NAMUR não for selecionado:


O alarme é ativado se o valor de medição
Alcance de medição de 2.7 - 21.3mA
for maior que o limite máximo. Nível de alarme: <2.4mA, >21.6mA
T76.EPS

Exemplo para vazão Bi-directional:


110 21.6
100 20 Alto-LMT 20.5 mA
90 18.4
LRV = 0 (ex. 0)
80 16.8
Saída de Corrente [%]

LRV < 0 (ex. -100% da vazão)


Saída de Corrente [mA]

70 15.2
60 13.6
50 12
40 10.4
30 8.8
20 7.2
10 5.6
possível Low cut
0 4 Baixo-LMT 3.8 mA
-110
-10
-90 -70 -50 -30 -10 0 10 30 50 70 90 110 2.4
Reverso ← Vazão [%] → Direta T76a.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-52
5ª Edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.10 Funções Analógicas 2 (Config. Básica ou Detalhada)


Analog output 2 Para configurar a saída 2 atual.

Analog 2 select Seleciona: None, Mass flow, Volume flow,


Density, Temperature , Concentration meas,
Net flow

Se None for selecionado, a saída será 4mA.

Analog 2 alarm out Se NAMUR for selecionado (default):


<3.6mA, >21mA, Hold, Measured value
(Detailed setup, Configure
output/input) Se NAMUR não for selecionado:
<2.4mA, <3.6mA, <4mA, >21mA, >21.6mA

Analog 2 low LMT (low limit) Se NAMUR for selecionado (default):


Alcance de medição de 3.8 - 20.5
(Detailed setup, C onfigure output/input)
Nível de Alarme: <3.6mA ou >21.0mA

Se NAMUR não for selecionado:


O alarme torna-se ativo se o valor
Alcance de medição de 2.7 - 21.3mA
mensurado for menor que o limite mínimo. Nível de Alarme: <2.4mA, >21.6mA

Analog 2 high LMT (high limit) Se NAMUR for selecionado (default):


Alcance de medição de 3.8 - 20.5
(Detailed setup, C onfigure output/input)
Nível de Alarme: <3.6mA ou >21.0mA

Se NAMUR não for selecionado:


O alarme torna-se ativo se o valor
Alcance de medição de 2.7 - 21.3mA
mensurado for maior que o limite máximo. Nível de Alarme: <2.4mA, >21.6mA
T77.EPS

7-53 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.11 Funções da Saída 1 de Pulso/Status (Config. Básica ou Detalhada)

Pulse/Status out 1 Para configurar a saída 1 de pulso/status.

Pulse/Stat 1 select Seleciona: Pulse, Status out, No function

Se Pulse for selecionado, a saída 1 Status (SO)


torna-se indisponível.

Se Status out for selecionado, os parâmetros de


Pulse tornam-se indisponíveis.

Pulse 1 select Seleciona: None, Mass forward, Mass reverse,


Volume forward Volume reverse, Mass flow,
Volume flow, Density, Temperature,
Concentration meas, Net forward, Net reverse,
Net flow.

Se Mass forward, Volume forward ou Net forward


forem selecionados , a saída pulse funcionará
somente em vazão direta.

Se Mass reverse, Volume reverse ou Net reverse


forem selecionados, a saída pulse funcionará
somente em vazão reversa.

Pulse 1 unit Seleciona: Hz, g/P, kg/P, t/P, lb/P, Cucm/P,


l/P, Cum/P, gal/P, k gal/P, Cuft/P, bbl/P,
NOTA Impgal/P, k Impgal/P
Para selecionar a saída de pulse, primeiramente Se a seleção de Pulse 1 for Mass flow, Volume
massa ou volume deverá ser selecionado. Se a
vazão de massa ou volume for selecionada, a flow, Density, Temperature ou Concentration meas,
saída entrega somente frequência. somente Hz poderá ser selecionado.

Se a seleção de Pulse 1 for Mass flow, Mass


reverse, Volume forward, Volume reverse, Net
forward ou Net reverse, somente unit/P poderá
ser selecionado.

Pulse 1 rate A taxa de Pulse pode ser configurada de acordo


com a configuração de unidade em Pulse 1 unit.

Taxa máxima de pulse é 10000Hz.

Pulse 1 active mode Seleciona: On Active, Off Active

Se On Active for selecionada, os pulsos são altos


ativos.

Se Off Active for selecionada, os pulsos são


baixos ativos.

T78.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-54
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Pulse 1 width Seleciona: 0.05ms, 0.1ms, 0.5ms, 1ms, 5ms, 10ms,


50ms, 100ms, 500ms, 1000ms

Pulse 1 at alarm Seleciona: 0 Hz, Measured value


Se 0 for selecionado, em caso de alarme a saída
de pulso é interrompida.
Se Measured value for selecionada, a saída de
pulso continua a medição.
SO 1 function Seleciona: No Function,Flow direction, Total switch,
Mass flow alm 1, Mass flow alm 2,
Mass flow alm 1+2, Vol flow alm 1, Vol flow
alm 2, Vol flow alm 1+2, Density alm 1,
Density alm 2, Density alm 1+2, Temp alm 1,
Temp alm 2, Temp alm 1+2,
Concentartion meas alm 1, Concentartion meas
alm 2, Concentartion meas alm 1+2,
Net flow alm 1, Net flow alm 2, Net flow alm 1+2,
Slug alarm, Empty alarm, Corrosion alarm,
All alarms

Se Bi-direction for selecionado, a saída de status


torna-se ativa para vazão direta e não ativa para
vazão reversa, se as direções do parâmetro de
vazão forem configuradas para direta. A vazão
torna-se reversa, se configurada. (veja 7.14)

Se Total switch for selecionado, a saída de status


torna-se ativa quando o totalizador alcançar o valor
configurado pelo parâmetro para Total Switch (7.14)

Se a função de alarme for selecionada, a saída de


status torna-se ativa, se ocorrer o alarme que foi
configurado.
Se All alarms for selecionado, a saída de status
torna-se ativa, se ocorrer ao menos um alarme.

SO1 active mode Seleciona: On Active, Off Active


Se On Active for selecionado, a saída de status
é active high.
Se Off Active for selecionado, a saída de status
é active low.
T79.EPS

7-55 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Como configurar a saída de status, pulse Diferenças entre as saídas Pulse e Frequency
ou de frequência Para saída pulse, a massa (ou volume) é totalizada
(utilizando as chaves do display, equivalente via internamente e se o incremento for alcançado, um
HART) pulso é enviado.
Status
Setup Básico ou Detalhado Para a saída frequency, o valor mensurado é
Pulse/Status out 1 calculado em frequência atual de acordo com a
Pulse/Stat 1 select definição do usuário (ex. 10000Hz = 54321kg/h)
Select : Status out com 50% de ciclo de dever. Este cálculo nem
sempre é 100%, assim sendo, a saída de
Pulse ou Frequency frequency é menos precisa que a saída de pulse.
Basic Setup or Detailed Setup
Pulse/Status out 1 Configure como saída frequency o comprimento
Pulse/Stat 1 select do pulso, modificando com a alteração do valor
Select : Pulse mensurado.
Pulse 1 select
Configure a saída pulse, o comprimento do pulso
Mass Forward → Pulse
é constante, mas o tempo entre os pulsos varia.
Mass Reverse → Pulse
Mesmo em uma vazão constante, o tempo entre
Volume Forward → Pulse
pulsos pode variar pelo fato do microprocessador
Volume Reverse → Pulse
precisar um intervalo ideal para enviar o pulso.
Mass Flow → Frequency
Volume Flow → Frequency
Padrão típico para saída frequency:
Density → Frequency
Temperature → Frequency

Nota: Selecionando uma variável (massa ou


volume) que pode ser totalizada automaticamente,
a saída de pulso é selecionada.

Se ´Pulse´ for selecionado, sob ´Basis Setup´ a


Pulse unit e 2ms
Pulse rate
F1.EPS
deverão ser definidas.
Sob ´Detailed Setup´
Padrão típicoa para saída pulse
Pulse unit
(50ms; 0.1kg/p; 2580kg/h) :
Pulse rate
Pulse active mode e
Pulse width
deverão ser definidas.

Se a saída de pulso for configurada em ´Basic


Setup´, a pulse width é a largura configurada em
´Detailed Setup´. Se a largura de pulso não tiver
sido configurada em no menu de `Detailed Setup´
100ms
a largura estará configurada em 1ms.

F2.EPS
Se ´frequency´ for selecionada como geradora de
frequência em URV (acima do valor de alcance),
deverá ser definida. Padrão de URV = 1000Hz.

IM 01R04B04-00E-E 7-56
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Configurando a saída pulse Para uma primeira orientação de máx. Q para


Devido ao ciclo de deveres dos pulsos ser de no certos pulsos widths e units para uma taxa de pulso
máx. de 50%, a taxa máx. de vazão é restringida de 0.1 , 1 e 10 são dados na tabela abaixo.
pela pulse width, unit e pulse rate:
Máx. flow rate = Restrição máx. de vazão:
1s/(pulse width*2) *pulse rate *time factor
este montante
Exemplo:
será perdido
Máx. Q deve ser calculado em kg/min vazão
Pulse width = 50ms/P Máx vazão de pulse width, unit, rate
Zona Cinza
Pulse rate = 0.1kg/P
Time factor (relacionado a s) = 60/min
Máx. Q =
1/ (0.05s/P *2) *0.1kg/P * 60/min = 60kg/min

Se a vazão for superior ao máx., os pulsos Q t F3.EPS


serão perdidos. Assim sendo, é necessário
definir o pulse width/rate para que o máx. Q
calculado seja sempre 10% maior que a taxa de
vazão gerada.
10% acima é recomendado devido ao ciclo de
deveres não ter sempre 50% exatos. Para alguns
pulse widths, duty cycle no máx.Q é maior que 50%
para que pulsos menores possam ser gerados.
Estes pulsos são entregues depois, quando a taxa
está novamente abaixo do máx.Q menos 10%.
Para evitar esta situação é recomendado manter a
taxa de vazão 10% abaixo do máx.Q.
Exemplo:
Flowrate : 11t/h
Pulse unit : kg
Pulse rate : 0.1kg/P
Confira:
A mais baixa pulse width
= 0,5* pulse rate* time factor/ max flow rate
= 0.5*0.1kg *3600s/h/(11000kg/h) = 16.4ms
→ consumidor deve selecionar 10ms de pulse
width ou inferior.
Máx.Q = 18000kg/h
11000kg/h < 18000kh/h - 10%
Resultado:
Pulse width = 10ms
Pulse rate = 0.1kg/P
Máx. taxa de vazão para diferentes configurações de pulso reduzidos por 10%:
Largura Pulse em ms
1000 500 100 50 10 5 1 0.5 0.1 0.05
Max.pulse enviando frequency para diferentes configurações de pulso em P/s
0.45 0.9 4.5 9 45 90 450 900 4500 9000
pulse unit pulse rate flow unit Taxa máxima de vazão
g 0,1 g/h 162 324 1620 3240 16200 32400 162000 324000 1620000 3240000
g 1 g/h 1620 3240 16200 32400 162000 324000 1620000 3240000 16200000 32400000
g 10 g/h 16200 32400 162000 324000 1620000 3240000 16200000 --- --- ---
kg 0,1 kg/h 162 324 1620 3240 16200 32400 162000 324000 1620000 3240000
kg 1 kg/h 1620 3240 16200 32400 162000 324000 1620000 3240000 16200000 ---
kg 10 kg/h 16200 32400 162000 324000 1620000 3240000 16200000 --- --- ---
t 0,1 t/h 162 324 1620 3240 16200 --- --- --- --- ---
t 1 t/h 1620 3240 16200 --- --- --- --- --- --- ---
t 10 t/h 16200 --- --- --- --- --- --- --- --- ---
T1.EPS

7-57 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

As seguintes tabelas mostram os níveis físicos das saídas pulse / status dependendo da configuração do
parâmetro Pulse x active mode ou SO x active mode.

On Active
Saída Situação Transist Saída ou Level Pout+ Level Pout+
Passivo Ativo (/AP)
Pulse /Status Out 1 Sem Alarm / Pulse aberto (OFF) High (Us) *) High (15 VDC)
Alarm / Pulse fechado (ON) Low (1 VDC) Low (1 VDC)

Level Sout+
Pulse /Status Out 2 Sem Alarm / Pulse aberto (OFF) High (Us) *)
Alarm / Pulse fechado (ON) Low (1 VDC)

Off Active
Saída Situação Transist Saída ou Level on Pout+ Level on Pout+
Passivo Ativo (/AP)
Pulse /Status Out 1 Sem Alarm / Pulse fechado (ON) Low (1 VDC) Low (1 VDC)
Alarm / Pulse aberto (OFF) High (Us) *) High (15 VDC)

Level on Sout+
Pulse /Status Out 2 Sem Alarm / Pulse fechado (ON) Low (1 VDC)
Alarm / Pulse aberto (OFF) High (Us) *)
*) Us é o fornecimento externo de energia da saída de pulso / status T93.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-58
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.12 Funções da Saída 2 de Pulso/Status (Config. Básica ou Detalhada)

Pulse/Status out 2 Para configurar a saída 2 pulse /status.

Pulse/Stat 2 select Seleciona: Pulse, Status out, No function


Se Pulse for selecionado, a saída 2 Status (SO)
não estará disponível.
Se Status out for selecionado, os parâmetros de
Pulse não estarão disponíveis.

Pulse 2 select Seleciona: None, Mass forward, Mass reverse,


Volume forward Volume reverse, Mass flow,
Volume flow, Density, Temperature,
Concentration meas, Net forward, Net reverse,
Net flow.

Se Mass forward, Volume forward ou Net forward


forem selecionados , a saída de pulso irá
funcionar somente em vazão direta.

Se Mass reverse, Volume reverse ou Net reverse


forem selecionados, a saída de pulso irá
funcionar somente em vazão reversa.

Pulse 2 unit Seleciona: Hz, g/P, kg/P, t/P, lb/P, Cucm/P,


l/P, Cum/P, gal/P, k gal/P, Cuft/P, bbl/P,
NOTA Impgal/P, k Impgal/P
Para selecionar a saída de pulso, primeiramente
deve-se selecionar massa ou volume. Se vazão Se a seleção de Pulse 2 for Mass flow, Volume
de massa ou volume for selecionado, a saída flow, Density, Temperature ou Concetration meas,
entrega somente frequência. somente Hz poderá ser selecionado.

Se a seleção de Pulse 2 for Mass forward,


Mass reverse, Volume forward, Volume reverse,
Net forward ou Net reverse, somente unit/P pode
ser selecionado.

Pulse 2 rate A Pulse rate pode ser configurada de acordo com


a configuração da unidade em Pulse 2 unit.
Taxa máxima de pulso para pulsos retangulares é
2000Hz. A saída pode ser marcada em 10000Hz,
se pulsos deformados possam ser claramente
identificados pelo sistema de acompanhamento.

Pulse 2 active mode Seleciona: On Active, Off Active

Se On Active for selecionado, os pulsos são


active high.

Se Off Active for selecionado, os pulsos são


active low.
T80.EPS

7-59 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Pulse 2 width Seleciona: 0.05ms, 0.1ms, 0.5ms, 1ms, 5ms, 10ms,


50ms, 100ms, 500ms, 1000ms

Pulse 2 at alarm Seleciona: 0 Hz, Measured value


Se 0 for selecionado, em caso de alarme a saída
de pulso é interrompida.
Se Measured value for selecionado, a saída de
pulso continua a medição.
SO 2 function Seleciona: No Function, Flow direction, Total switch,
Mass flow alm 1, Mass flow alm 2,
Mass flow alm 1+2, Vol flow alm 1, Vol flow
alm 2, Vol flow alm 1+2, Density alm 1,
Density alm 2, Density alm 1+2, Temp alm 1,
Temp alm 2, Temp alm 1+2,
Concentartion meas alm 1, Concentartion meas
alm 2, Concentartion meas alm 1+2,
Net flow alm 1, Net flow alm 2, Net flow alm 1+2,
Slug alarm, Empty alarm, Corrosion alarm,
All alarms

Se Bi-direction for selecionado, a saída de status


torna-se ativa para vazão direta e não ativa para
vazão reversa, se as direções do parâmetro de
vazão forem configuradas para direta. A vazão
torna-se reversa, se configurada. (veja 7.14)

Se Total switch for selecionado, a saída de status


torna-se ativa quando o totalizador alcançar o valor
configurado pelo parâmetro para Total Switch (7.14)

Se a função de alarme for selecionada, a saída de


status torna-se ativa, se ocorrer o alarme que foi
configurado.
Se All alarms for selecionado, a saída de status
torna-se ativa, se ocorrer ao menos um alarme.

SO2 active mode Seleciona: On Active, Off Active


Se On Active for selecionado, a saída status
é active high.
Se Off Active for selecionado, a saída status
é active low.
T81.EPS

Para informações detalhadas sobre o uso de saídas pulse e status, veja capítulo 7.11.

IM 01R04B04-00E-E 7-60
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.13 Status das Funções de Entrada (Config. Básica ou Detalhada)


Status input Para configurar a entrada status.

SI function Selecionar: No function, Autozero, Total


reset, 0% signal lock

Se Autozero for selecionado, a entrada ativa


status começa em autozero.

Se Total reset for selecionado, a entrada ativa


status configura o totalizador em zero, se o
controle Total reset estivar habilitado

Se 0% signal lock for selecionado, as saídas


analógicas 1 e 2 são fixas em 4mA enquanto a
entrada de status for ativa.

SI active mode Seleciona: On Active, Off Active

Se On Active for selecionado, a entrada status


é ativa fechada.

Se Off Active for selecionado, a entrada status


é ativa aberta.

T82.EPS

7-61 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.14 Totalizador de Funções (Config. Básica ou Detalhada)


Totalizer Para configurar a função totalizer.
Totalizador incrementa a vazão direta se a
direção da vazão for direta ou a vazão reversa
se a direção da vazão for reversa.
Total select Seleciona: Mass, Volume, Net

Total unit Seleciona: g, kg, t, lb, Cucm, l, Cum, gal, kgal,


Cuft, bbl, Impgal. kImpgal
Para Total unit mass ou Total unit net
g, kg, t, lb
pode ser selecionado.*)
Para Total unit volume
Cucm, l, Cum, gal, kgal, Impgal. kImpgal, Cuft, bbl
pode ser selecionado.*)
*) somente para config. via visor, indisponível com HART

Total switch Um limite para o totalizer pode ser configurado


somente se estiver em Total select. Se a saída
status estiver configurada em Total switch, a saída
status é ativa, caso o totalizador atinja seu valor.
Total switch não é ativo se configurado em 0.0.
Total at alarm Seleciona: Hold, Continue Total
Característica do totalizador selecionado em Total
select no caso de um Total switch ativo.
Se hold for selecionado, a totalização direta e
indireta param.
Total reset cntrl Seleciona: Inhibit, Enable
Permite ou não um total reset.

Total reset Seleciona: Execute, Not Execute


Execução do total reset. O total da direta e
indireta do totalizador selecionado em Total
select será configurado para zero.
Totalizer indication Através da configuração via comunicador HART
até 3 totalizadores (forward / reverse / differential)
do item selecionado em total select pode ser
mostrado. Através da configuração via chaves
até 4 totalizadores exibidos, elegíveis de 9
totalizadores em Disp select 1 to 4.
Nota: Se um do totalizador, que não for o item
selecionado em Total select, é indicado pela
seleção da chave em com Disp select, o
parâmetro referente Disp select mostra Unknown
enumerator após a seleção por HART.
O totalizador pode mostrar 6 figuras. Estas são precisas.
Se o valor total de 999999 for atingido, a indicação muda para tipo exponencial.
Durante a indicação exponencial a precisão é perdida. Se precisão for necessário, um total reset deverá
ser executado para alcançar a indicação precisa.
T83.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-62
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.15 Função de Direção do Fluxo (Config. Detalhada)


Flow direction Seleciona: Forward, Reverse

Veja 7.11. e 7.12 de acordo com a influência na


saída status (SO 1/2 function = Bi-direction)

Se Reverse for selecionado, a direção da vazão


na outra direção da seta do detector é usada
como “forward”.
T84.EPS

7-63 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.16 Medição de Concentração (Config. Detalhada)


Concentration meas Para configurar as funções da medição da
concentração.

Uma tabela do consumidor específica ou


definida é armazenada no conversor e
a medição da concentração é habilidata
na fábrica para opção /Cxx.

Concentration meas format Seleciona: xxxxxxx, xxxxx.X, xxxx.XX,


xxx.XXX, xx.XXXX, x.XXXXX

Concentration meas LRV (low range Configura o valor da concentração para 4mA
value) ou 0 Hz.

Concentration meas (upper range Configura o valor da concetração para 20mA


value) ou xxxxx = Hz. URV - LRV 5% de 100%

Concentration meas damping Configura o damping time em s. Damping time


interfere em saídas e display. Depois de 5
tempos de damping time, o valor dado é
mostrado. (t=63%).

Concentration meas lowcut Configure o low cut. Low cut interfere nas saídas
e display. Um histerese de 0.05% do Qnom é
atribuído pelo sistema.

Concentration meas alm 1 sel Seleciona: no function, more than, less than

Concentration meas alm 1 crit Seleciona um alarme de nível de concentração.


O que ocorre em caso de alarme deve ser
definido em saída Status (7.11, 7.12).

Concentration meas alm 2 sel Seleciona: no function, more than, less than

Concentration meas alm 2 crit Seleciona um alarme de nível de concentração.


O que ocorre em caso de alarme deve ser
Restrições:
definido em saída Status (7.11, 7.12).
Todos os alarmes devem estar em 0 - 110%
do URV-LRV.
Critério de alarme 2 deve ser sempre maior que
o critério de alarme 1.
T85.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-64
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.17 Vazão Net (Config. Detalhada)


Net flow Para configurar as funções de medição de
net flow.
Net flow é disponível somente se a medição da
concentração estiver ativada (opção /Cxx).

Net flow unit Seleciona: kg/h, t/min,t/h, lb/s, lb/min, lb/h

Net flow format Seleciona: xxxxxxx, xxxxx.X, xxxx.XX,


xxx.XXX, xx.XXXX, x.XXXXX

Net flow LRV (low range value) Configura o valor de net flow em 4mA ou 0 Hz.

Net flow URV (upper range value) Configura um valor de net flow value em 20mA
ou xxxxx = Hz. URV - LRV ? 5% de Qnom

Net flow damping Configura o damping time em s. Damping time


interfere nas saídas e display. Após 5 tempos do
damping time, o valor dado é mostrado.
(t=63%).

Net flow lowcut Configura o low cut. Low cut interfere nas
saídas e display. Um histerese de 0.05% do
Qnom é dado pelo sistema.

Net flow alm 1 sel Seleciona: no function, more than, less than

Net flow alm 1 crit Seleciona um nível de alarme de net flow. O que
ocorre no caso de um alarme tenha de ser
definido em saída Status (7.11, 7.12).

Net flow alm 2 sel Seleciona: no function, more than, less than

Net flow alm 2 crit Seleciona um nível de alarme de net flow. O que
ocorre no caso de um alarme tenha de ser
Restrições: definido em saída Status (7.11, 7.12).
Todos os alarmes devem estar em 0 - 110%
do URV-LRV. O critério de alarme 2 deverá
sempre ser maior que o critério de alarme 1.
T86.EPS

7-65 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.18 Detecção de Bolha (Config. Detalhada)

Slug detection Detecção de bubble flow.

Indisponível se medição de gases for pedida. Depois que o critério de slug é estabelecido, slug
é supervisionado na sua duração. Se slug ainda
for detectada após a sua duração, o item
After slug é executado.
Veja tabela abaixo.

Slug alarm select Seleciona: Not apply, Apply

Drive gain Para ler o drive gain.

Para configurar um critério confiável de slug, o


consumidor deverá saber o nível de drive gain
de uma condição de vazão e de slug.
Esta função é confiável para avaliar este nível.

Slug criteria Configura o nível de drive gain quando um


alarme deve ocorrer.

Slug duration Após o critério de slug ser detectado, slug alarm


e/ou Measured value não estará ativo durante
sua duração. O tempo de duração é estipulado
para ignorar pequenas bolhas de gás. Em uma
aplicação normal de slug, configure o slug em 0.

After slug Seleciona: Measured value, Hold

Se Hold for selecionada, a saída de vazão de


massa é o valor anterior ao alarme de slug ter
acontecido, desde que esteja ativado.

Drive gain damping Configura o drive gain damping time para obter
um nível constante de drive gain.

T87.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-66
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

Gas selected ?
Yes No
Alarm select = Apply ?
Yes No
Drive gain > Criteria value ?
Yes No
Duration active ?
after
Yes duration,
Function Slug detect Slug detect OFF
active ON
Alarm off Alarm ON Alarm Off
measurement measurement
continue continue
or value hold
Influência de slug em vazão mássica, densidade e drive gain:

vazão mássica, se em
Hold
duração vazão mássica, se em
vazão mássica Measured value

densidade

drive gain

tempo
vazão slug
bolha
única

T88.EPS

7-67 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.19 Detecção de Tubulação Vazia (Config. Detalhada)


Empty pipe detect Detecção de tubulação vazia.

Indisponível se medição de gás Após Empty pipe crit ser alcançado, uma saída
(opção /GA) for pedida. de alarme é ativada, se selecionada.

Empty pipe alm sel Seleciona: Not apply, Apply

Empty pipe crit Configura o valor para Density URV


quando empty pipe ocorrer.

After empty pipe Seleciona o comportamento das saídas após


empty pipe ter ocorrido.

Select : Massflow = Zero,


M easuredValue, Hold

Com esta função as saídas podem ser config.


para zero se o detector rodar vazio durante a
manutenção. também é útil para lote se forem
iniciados com a tubulação vazia.
Nestes casos, instale o detector na posição
vertical.

Gas selected ?
Yes No
Alarm select = Apply ?
Yes No
Density < Criteria value ?
Yes No

EMPTY PIPE EMP TY PIPE ON EMPTY PIPE OFF

Alarm On Alarm Off


Outputs either
"measured value", "hold" ou
"4mA/0Hz"
T89.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-68
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.20 Detecção de Corrosão (Config. Detalhada)


Corrosion detection Detecção de corrosão na tubulação.

Indisponível se a medição de gás for pedida. Após Corrosion crit ter sido alcançado, a saída
Não funciona se um valor de densidade fixo for de alarme é ativada, se selecionada.
configurado. Esta função é útil se a densidade
Esta função é boa somente para líquidos com
máxima do fluído for conhecida e corrosão
densidade relativa constante. Configure um
pode acontecer. Como alternativa para esta
nível superior de densidade. Se o nível de
função, o usuário pode verificar a densidade
densidade for alcançado permanentemente,
manualmente, de maneira periódica. ocorre um alarme

Corrosion alm sel Seleciona: Not apply, Apply

Corrosion crit Configura o valor de Density URV.

Corrosion damp Configura damping sob density para comparação


com Corrosion crit, até 10h.

T90.EPS

7.21 Detector de dados (Config. Detalhada)


O modelo do sensor é definido no Parâmetro Detailed Setup / Sensor model :

AVISO
A função Sensor model é somente para mudar um conversor em caso de manutenção. Nunca mude o
modelo do sensor se ele não tiver sido alterado.

As constantes do sensor do detector selecionado são armazenados em Detailed Setup / Sensor constants.
Você encontrar as constantes principais do sensor na plaqueta de dizeres. Em caso de dúvida sobre o
valor da medição, confirme se as constantes apropriadas para o sensor estejam armazenadas.

A primeira parte do número de comissão é armazenada em Detailed setup / Device information / Sensor S/N.
A segunda parte do número de comissão é armazenada em Detailed setup / Device information / Assembly
number.

O número tag, se provido pelo consumidor (opçãi /BG), é armazenado em Basic setup / Tag.

Para o tipo integral RCCT3x tipo remoto RCCF31 combinado com RCCS3x os dados do detector são
armazenados pela fábrica dos parâmetros em questão. Para tipo remoto RCCF31 não combinado com a
a opção /NC, veja capítulo 5.5.

Se o parâmetro Detailed setup / Sensor model for modificado para outro tipo, os seguintes parâmetros são
modificados para os novos valores correspondentes ao modelo selecionado:
Qnom, Mass flow unit, Mass flow LRV, Mass flow URV, Vol flow unit, Vol flow LRV, Vol flow URV, Autozero
range, Autozero fluctuation range e constantes do sensor.
No caso de constantes do sensor, o número de série do detector e, se disponível, o número tag deve ser
configurado de acordo com os valores correspondentes ao detector usado, conforme descrito acima.

7-69 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

7.22 Autozero (Diag/Serviço)

Autozero Configuração do Zero em vazão mássica.

Favor configurar o Zero das condições de


processo após aquecer o conversor.

Zero tuning Seleciona: Inhibit, Enable

Autozero time Seleciona: 3 min , 30 sec

Seleciona a duração do autozero.


Recomendado: 3 min

Autozero Exe Seleciona: Execute, Not Execute.


Se Execute for selecionado, Autozero é iniciado.
Após a execução do autozero, o valor do
autozero é indicado e a data atual pode ser
colocada (formato: mm/dd/yy/yy).
Pressionando SET é armazenado value, date,
temperatura e density no histórico do autozero.

Autozero value Resultado do autozero

Autozero check: Autozero history Indica os 5 últimos valores do autozero com a


data de execução, temperatura e densidade
durante a sua execução.
Esta função permite checar a qualidade da
condição do autozero e o prazo longo do desvio
do zero, se ocorrido.

Autozero check : Autozero initial Indica o ´factory autozero value´

Autozero check: Autozero range Indica o alcance típico máx. de autozero. Se


este alcance for excedido durante o autozero,
o aviso W06 é gerado.
Confira a instalação do detector !
Se os 3 últimos valores do autozero estiver em
+/- 0.05% do Q nom, a instalação está correta e
o aviso pode ser ignorado.

Autozero check: Autozero fluctuation Indica o alcance de flutuação de fábrica do


autozero. Se este alcance for excedido durante
Aviso: Se o modelo do sensor for modificado, a
o autozero, o aviso W07 gerado.
flutuação do Autozero é zero. Deste modo, um
Confira a instalação elétrica, a vibração da
aviso é sempre gerado após realizar o Autozero.
planta e a densidade (o detector está
completamente preenchido?)
T91.EPS

IM 01R04B04-00E-E 7-70
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

IMPORTANTE
- Pare a vazão antes de iniciar o autozero.
- Durante o tempo do autozero
- Saídas analógicas fixadas em 4mA
- Saídas de pulso fixadas em zero
- Totalizador pára a contagem
- Chaves do display não funcionam
- Em comunicação HART, os comandos write- e exe- não são aceitos
- Entrada de status não funciona

Informações adicionais, como iniciar o autozero e como ler o histórico do autozero estão descritos no
capítulo 5.6 "Ajuste do Zero”.

7.23 Leitura Máxima da Temperatura do Fluído (Config. Detalhada)

Fluid max temp. A mais alta medição de temperatura média pode


ser lida com este parâmetro.
Este parâmetro não pode ser apagado ou
modificado pelo usuário.
T92.EPS

7.24 Opção /GA para Medição de Gás


Esta opção é configurada pela fábrica através de pedido. Se esta função é selecionada, procure as
seguintes restrições:
- A medição de densidade não irá funcionar; Density fix value sempre é mostrado e usado. Se a vazão
volumétrica necessitar do valor correto de densidade, este parâmetro deve ser utilizado. Para medir a
vazão em unidades normais, a densidade normal deve ser configurada no submenu de densidade.
Assim, o visor irá mostrar a vazão em unidades normais, embora não indicando extras (ex. o visor
mostra m³/h e não Nm³/h).
- Detecção de corrosão não irá funcionar
- Detecção de tubulação vazia não irá funcionar
- Detecção de Slug não irá funcionar

O instrumento é balanceado de massa com ar em pressão normal. Pode ser usado para líquidos com
precisão reduzida.

O alcance de URV-LRV vazão mássica, volumétrica e net é de 1% do Qnom.

7-71 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
7. DESCRIÇÃO DO PARÂMETRO

IM 01R04B04-00E-E 7-72
5ª edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8. Auto-diagnóstico e solução de problemas


8.1 Detector de erros e medida defensiva
A função de auto checagem mostra erros do instrumento, avisos e alarmes.
Quando ocorre um alarme ou erro, o código (ex. E-01) e o nome (ex. Frequency fault) aparecem no visor
durante o modo de display, alternando com a indicação do valor mensurado. Isso não ocorre no parâmetro
setting mode.
Avisos W-01 ao W-04 estão indicados na 4ª linha do visor. Os avisos W06 e W07 são indicados logo após
o autozero, se for gerado. Os alarmes, erros e avisos estão escritos no histórico, veja capítulo 9.2.
A tabela a seguir mostra os possíveis alarmes, avisos e erros seguidos das influências sobre as saídas e
campos variáveis.
Alarm (A); Flow Density, Temp. Totalizer Analog Frequ./Pulse Status outputs *)
Warning on display on display on display outputs outputs
Name
(W); Error
(E) nc = no change

A-01 MF 1 criteria nc nc nc nc nc Mass flow alm 1*)

A-02 MF 2 criteria nc nc nc nc nc Mass flow alm 2*)

A-03 MV 1 criteria nc nc nc nc nc Vol flow alm 1 *)

A-04 VF 2 criteria nc nc nc nc nc Vol flow alm 2 *)

A-05 Dens 1 criteria nc nc nc nc nc Density alm 1*)

A-06 Dens 2 criteria nc nc nc nc nc Density alm 2*)

A-07 Temp 1 criteria nc nc nc nc nc Temp alm 1 *)

A-08 Temp 2 criteria nc nc nc nc nc Temp alm 2 *)

nc nc nc nc nc *)
A-09 Conc 1 criteria Conc meas alm 1

nc nc nc nc nc *)
A-10 Conc 2 criteria Conc meas alm 2

A-11 Net Flow 1 crit. nc nc nc nc nc Net flow alm 1 *)

A-12 Net Flow 2 crit. nc nc nc nc nc Net flow alm 2 *)

hold; continue
A-13 Total thr exceed nc nc 1) nc nc Total switch *)

MFL: meas.;
A-14 Slug Detection nc nc nc nc Slug alarm *)
hold 4)
MFL: meas.;
A-15 Empty pipe det. nc nc nc nc Empty pipe alm *)
hold; 0 2)

A-16 Corrosion det. nc nc nc nc nc Corrosion alm *)

DEN: 0.3 kg/l


W-01 Density low nc 5) nc nc nc nc

W-02 Fixed dens act. nc DEN: fix value nc nc nc nc

W-03 Fixed temp act. nc TEM: fix value nc nc nc nc

MFL: fix value


W-04 Fixed MF active nc nc nc nc nc
+ act. zero

W-05 Autozero running nc nc nc nc nc nc

W-06 AZ val error nc nc nc nc nc nc

W-07 AZ fluct error nc nc nc nc nc nc

8-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Warning (W) Flow Density, Temp. Totalizer Analog Frequ./Pulse Status outputs *)
Name on display on display on display outputs outputs
Error (E)
nc = no change nd = not defined

W-08 Sensor simul. nc nc nc nc nc nc

W-09 Fixed Prim Out nc nc nc 4 mA nc nc

W-10 Prim Out sat. nc nc nc nc nc nc

W-11 Sec Out sat. nc nc nc nc nc nc

W-12 Tert Out sat. nc nc nc nc nc nc

W-13 Quart Out sat. nc nc nc nc nc nc

Density = 0 3)
E-01 Frequency Fault nd Temp = nc nc 3,6 mA;… nc nc

3)
E-02 Signal Fault nd nc nc 3,6 mA;… nc nc

3)
E-03 EEPROM Fault nc nc nc 3,6 mA;… nc nc

3)
E-04 CPU Fault nd nd nc 3,6 mA;… nc nc
Density = 0 3)
E-05 SP Fault nd Temp = nc nc 3,6 mA;… nc nc

Sensor 1 Signal 3)
E-06 nc nc nc 3,6 mA;… nc nc
Fault
Sensor 2 Signal nc nc nc 3)
E-07 3,6 mA;… nc nc
Fault
Temperature Density = faulty 3)
E-08 nc Temp = 30°C nc 3,6 mA;… nc nc
Sensor fault

1)
Seleção de “Total at alarm” (Detailed Setup / Totalizer)
2)
Seleção de “Output after Empty pipe” (Detailed Setup / Empty pipe detect)
3)
Seleção de “Analog 1/2 alarm out” (Detailed Setup / Config Output) e NAMUR / NOT NAMUR
(Measuring range)
4)
Seleção de “After Slug” (Detailed Setup / Slug detection)
5)
Somente se “Liquid” for selecionado (Detailed Setup / Liquid/gas selection)
*) Precisão das saídas de Status SO 1/2 function e SO 1/2 active mode
A tabela a seguir mostrar as possíveis medidas de contenção:
Alarm (A);
Warning (W); Name Description Countermeasure
Error (E)

A-01 Mass flow L Alarm Mass flow below Mass flow LRV Increase mass flow / Change setting

A-02 Mass flow H Alarm Mass flow above Mass flow URV Reduce mass flow / Change setting

A-03 Vol flow L Alarm Volume flow below Vol flow LRV Increase volume flow / Change setting

A-04 Vol flow H Alarm Volume flow above Vol flow URV Reduce volume flow / Change setting

A-05 Density L Alarm Density below Density LRV Increase density / Change setting

A-06 Density H Alarm Density above Density URV Reduce density / Change setting

A-07 Temperature L Alarm Temp. below Temp LRV Increase temperature / Change setting

A-08 Temperature H Alarm Temp. above Temp URV Reduce temperature / Change setting

A-09 Concentration L Alarm Concentration below Conc LRV Increase concentration / Change setting

A-10 Concentration H Alarm Concentration above Conc URV Reduce concentration / Change setting

A-11 Net Flow L Alarm Net flow below Net flow LRV Increase net flow / Change setting

A-12 Net Flow H Alarm Net flow above Net flow URV Reduce net flow / Change setting

T83.EPS

IM 01R04B04-00E-E 8-2
5ª edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Totalizer value exceeds total


A-13 Total threshold exceed Reset totalizer / Change setting
threshold
A-14 Slug Detection Slug criterion is reached Reduce gas bubbles in medium

A-15 Empty Pipe Detection Empty pipe criterion is reached Fill pipe

A-16 Corrosion Detection Corrosion criterion is reached Change detector

W-01 Density lower 0.3kg/l Density lower than 0.3 kg/l Fill the detector with fluid

W-02 Fixed Dens selected Parameter Dens fix val sel is enable Set Parameter Dens fix val sel to inhibit
Parameter Temp fix val sel is
W-03 Fixed Temp selected Set Parameter Temp fix val sel to inhibit
enable
W-04 Fixed Mass flow selected Parameter MF fix val sel is enable Set Parameter MF fix val sel to inhibit

W-05 Autozero running …..


Autozero value out of Autozero value is out of the internal Stop flow during auto zero. Check detector
W-06
range detector depending range installation.
Autozero fluctuation out Autozero fluctuation is out of the Stop flow during auto zero Check electrical
W-07
of range internal detector depended range installation, vibrations and density.
Fixed frequency or fixed phase
W-08 Sensor Simulation active difference is enabled Set sensor simulation to inhibit

Analog output 1 fixed at 4 mA for Set HART polling address to 0 (Multidrop


W-09 Analog output 1 fixed
multidrop operation operation stops)
Analog output 1 reaches less than
W-10 Analog output 1 saturated Increase or decrease current level of output 1
3.8 mA or more than 20.5 mA
Analog output 2 reaches less than
W-11 Analog output 2 saturated Increase or decrease current level of output 2
3.8 mA or more than 20.5 mA
Relation between Pulse width and
Pulse/Status output 1 Decrease length of pulse width or increase
W-12 pulse rate of Pulse/Status output 1
saturated amount of pulse rate of pulse output 1
is to high
Relation between Pulse width and
Pulse/Status output 2 Decrease length of pulse width or increase
W-13 pulse rate of Pulse/Status output 2
saturated amount of pulse rate of pulse output 2
is to high
E-01 Frequency Fault Driving frequency out of range Check cable (Remote) and detector

E-02 Signal Fault Phase difference out of range Check cable (Remote) and detector

E-03 EEPROM Fault CRC-Error Contact Yokogawa service

E-04 CPU Fault Contact Yokogawa service

E-05 DSP Fault Contact Yokogawa service

E-06 Sensor 1 Signal Fault Sensor 1 signal below 7% for 3 min. Check cable (Remote) and detector

E-07 Sensor 2 Signal Fault Sensor 2 signal below 7% for 3 min. Check cable (Remote) and detector
Check cable (Remote) and detector
E-08 Temperature Sensor fault T<-210°C or T>450°C
Check temperature
T84.EPS

8-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.2 Leitura do Evento + Histórico de Erros


(Diag/Serviço, Auto teste/Status)
Event Overview / Lê os erros, alarmes e avisos atuais (EWA).
Error Em Event Overview, o número atual do EWA é
Alarm mostrado. Em Error, Alarm ou Warning, a
Warning descrição dos eventos atuais pode ser
encontrada.

H ist Overview in Order Mostra os 10 últimos EAWs. Através da


comparação com Hist Overview abs, pode ser
certificado se os EAWs foram solucionados.

H ist Overview in Order / Seleciona: Execute, Non execute


Clear History
Se Execute for selecionado, os últimos 10 EAWs
são apagados.

Hist Overview abs / Em Hist Overview abs, o número de EAWs após


Error a última verificação pode ser visto. Em Error,
Alarm Alarm ou Warning, uma descrição dos eventos
Warning após a última verificação, podem ser encontrados.

Hist Overview abs / Seleciona: Execute, Not Execute


Clear History
Se Execute for selecionado, o usuário deverá
preencher a data (mm/dd/yyyy). Se uma data for
configurados, os erros e avisos são armazenados
no Error history, com esta data.

Error History Em Error History, o número de EAWs da última


verificação do Hist Overview abs pode ser vista.
Em Error ou Warning, uma descrição dos eventos
pode ser encontrada.
As 10 últimas entradas podem ser selecionadas
por data.
T85.EPS

IM 01R04B04-00E-E 8-4
5ª edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.3 Auto-teste (Diag/Serviço)


Self test/Status Seleciona: Self test, Status

Se Self test for selecionado, o status de todos os erros


e alarmes são checados.

Se Status for selecionado, os erros existentes e


alarmes são indicados em sucessão.
T86.EPS

8.4 Teste de Sinal e de I/O (Diag/Serviço)


Input/Output test Estas funções disponibilizam a simulação de
sinais I/O (loop test). As saídas podem ser
verificadas com um multímetro.
Refira-se aos diagramas de conexão em 4.4.3.
Com ESC, pode-se sair do modo de teste.

Analog output 1 Configurando intervalo: 2.4 à 21.6mA

Analog output 2 Configurando intervalo: 2.4 à 21.6mA

Pulse output 1 Configurando intervalo: 0 à 10000Hz

Status output 1 Configurando intervalo: ON ou OFF

Pulse output 2 Configurando intervalo: 0 à 2000Hz

Status output 2 Configurando intervalo: ON ou OFF


Status input Configurando intervalo: OPEN ou SHORT
T87.EPS

8.5 Ajuste de Saída


Output trim Com esta função o 4mA e 20mA podem ser
ajustas para compensar desvios.

AO 1 trim 4mA / AO 1 trim 20mA A saída analógica 1 é configurada para o valor


interno de 4mA a 20mA. Conecte o resistor de

Este valor deve ser inserido conforme requisitado


no visor. O desvio para 4mA é corrijido pelo
AO 2 trim (igual ao AO 1 trim) próprio conversor.
T88.EPS

8-5 IM 01R04B04-00E-E
5ª edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.6 Limpeza do Detector


AVISO
Para tipo Integral: A temperatura ambiente não pode exceder 55°C !

O equipamento pode ser CIP-cleaned. O vapor abaixo de 230°C não é problema. Entretanto, você deve
se precaver que a operação de limpeza não dure muito para que a temperatura do conversor exceda 55°C.
Desligue a energia durante a limpeza.

8.7 Resolução de Problemas


IMPORTANTE
Se as medidas de contenção indicadas não remediarem o defeito ou em caso de problemas que não
possam ser remediados pelo usuário, entre em contato com a central de serviços da Yokogawa.

Se aparecer um erro, alarme ou aviso, lide com o erro de acordo com o erro de acordo com capítulo 8.1
“Detector de erros e medida defensiva”.
A seguir alguns problemas são listados os quais podem não estar indicados como erro, alarme ou aviso.
Primeiramente tenha certeza de que nenhum erro, alarme ou aviso esteja a mostra.

8.7.1 Sem indicação

Anovoltagem do fornecimento não


Verifique as conexões de
de energia entre os terminais
fornecimento de energia.
L/+ e N/- está correta ?

sim

O cabo do visor está


no não
Conecte o cabo na
conectado corretamente ao
posição correta.
board do CPU?

sim

Contate o escritório ou
central de serviços da
YOKOGAWA mais próxima.
F81.EPS

IM 01R04B04-00E-E 8-6
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.7.2 Sem possibilidade de configuração por chaves

no não Configure o parâmetro


O parâmetro Key Status
Key Status como
está habilitado?
habilitado.

sim

nocabo do display está


O não Conecte o cabo na
conectado corretamente ao
board da CPU? posição correta.

sim

Contate o escritório ou
central de serviços da
YOKOGAWA mais próxima. F82.EPS

8.7.3 Sem comunicação HART

noHART DD do Rotamass
O não Armazene o DD
RCCT3 está disponível no necessário no comunicador
comunicador HART? HART.

sim

nocomunicador HART está


O não Conecte o comunicador
conectado com o Rotamass HART de acordo com o
conforme capítulo 4.4.4? capítulo 4.4.4.

sim

Contate o escritório ou
central de serviços da
YOKOGAWA mais próxima. F83.EPS

8-7 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.7.4 Zero instável

notubo está preenchido


O não Preencha o detector. Pode
completamente com líquido ser na instalação vertical
(confira a densidade)? se indicado.

sim

yes sim Verifique a tubulação e


O líquido possui bolhas? instalação.

não

noaterramento elétrico está


O não Faça corretamente o
de acordo com os capítulos
aterramento.
4.4.1; 4.4.2; 9 ?

sim

O medidor está localizado Isole bem o medidor.


próximo de transformadores, sim Localize o medidor de
motores ou outros vazão o mais longe
equipamentos elétricos? possível destes
equipamentos.

não
Afrouxe as conexões do
processo e tenha certeza
não de que elas estão em linha.
O detector está instalado Apóie só uma tubulação
livre de stress mecânico? adjacente, e deixe um lado
da tubulação adjacente ser
“maleável”.
sim

Limpe e seque a caixa de


A caixa de conexão está não conexão. Certifique-se que
livre de sujeira e umidade? a umidade não consiga
(somente para instalações penetrar.
remotas).

sim

Contate o escritório ou
central de serviços da F84.EPS

YOKOGAWA mais próxima.

IM 01R04B04-00E-E 8-8
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.7.5 Desacordo com a indicação do fluxo da taxa real

no não
O ponto zero está Rode o autozero de acordo
configurado corretamente? com o capítulo 5.6.

sim

no não
As unidades de fluxo de Configure os parâmetros
massa URV, LRV e lowcut de fluxo de massa.
estão configuradas?

sim

Onoaterramento elétrico está não Faça corretamente o


de acordo com os capítulos
aterramento.
4.4.1; 4.4.2; 9 ?

sim

Controle o encanamento.
Existe penetração de gás no sim
Há um local onde o ar
fluído (confira a densidade)?
possa ser sugado?

não

Para
no o tipo Remoto: o cabo
não Conecte o cabo remoto de
remoto está conectado de
acordo com os capítulos
acordo com os capítulos 9 e
9 e 4.4.1.
4.4.1 ?

sim

A medição de controle está não Verifique a medição de


correta e confiável? controle.

sim

Contate o escritório ou
central de serviços da
YOKOGAWA mais próxima. F85.EPS

8-9 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.7.6 Desacordo com a indicação da densidade real

Ano
unidade de densidade URV, não
LRV e lowcut estão Configure os parâmetros
configuradas corretamente? de densidade.

sim

A densidade fixa está


yes
selecionada (Density fix val sim Configure Density fix val
sel = Enable ) ? sel = Inhibit .

não

O tubo está completamente Troque a tubulação. A


no
preenchido com líquido e não instalação Vertical é
sem bolhas (leitura baixa de recomendada. Verifique
densidade)? a instalação.

sim

Para tipo Remoto: o cabo


no Conecte o cabo remoto de
remoto está conectado de não
acordo com o capítulo 9 e acordo com o capítulo 9
e 4.4.1.
4.4.1?

sim

A
notemperatura está sendo Realize a resolução de
não
medida corretamente? problemas de acordo com
o capítulo 8.7.7.

sim

Ocorreu corrosão ou erosão Deixe a YOKOGAWA realizar


(leitura muito alta da sim
uma nova calibração de
densidade)? densidade e fluxo de massa.

não

sim Limpe os tubos através de


Existe sedimento ou meios como água, vapor ou
entupimento nos tubos? solvente.

não

Contate o escritório ou
central de serviços da
YOKOGAWA mais próxima. F86.EPS

IM 01R04B04-00E-E 8-10
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.7.7 Desacordo com indicação da temperatura real

A unidade de temperatura
não Configure os parâmetros
URV, LRV e lowcut estão
configuradas corretamente? de densidade.

sim

A temperatura fixa está


não Configure Tempy fix val
selecionada (Tempy fix val
sel = Inhibit .
sel = Enable ) ?

sim

Para tipo Remoto: o cabo


não Conecte o cabo remoto de
remoto está conectado de
acordo com o capítulo 9
acordo com o capítulo 9 e
e 4.4.1.
4.4.1?

sim

Tipo Compacto: primeiramente desconecte a caixa do conversor.


Desconecte os cabos do sensor de temperatura 7,8,9 do TP1, TP2, Tp3
no detector RCCS3x da caixa do terminal.
Mensure as resistências dos terminais de temperatura do sensor do
detector TP1, TP2, Tp3.
Resistência entre TP1 + TP2 : 50 …200 dependendo da
temperatura média
Resistência entre TP1 + TP3 : 50 …200 dependendo da
temperatura média
Resistência entre TP2 + TP3 : <10

sim

Falha PT 100.
não Simule a temp correta
Os valores de resistência através de um valor fixo de
estão armazenados? de tempo ou conecte um
Pt100 externo.

sim

Para tipo Remoto: Verifique não


as linhas 7, 8, 9 do cabo Substitua o cabo remoto.
remoto. O cabo está OK ?

sim F87.EPS

8-11 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Verifique os eletrônicos:
Conecte o simulador Pt100 aos terminais TP1, TP2, TP3 no conversor
RCCF31 na caixa do terminal.
TP1 : + power, + sensor
TP2 : - sensor
TP3 : - power

no
não Converter falha.
Os valores mensurados de Contate o escritório ou
temperatura estão OK ? central de serviços
YOKOGAWA mais próximo.

sim

Verifique sua temperatura de


referência.
F88.EPS

8.7.8 Discrepância nos sinais de saída para medição atribuída

no do sinal
As configurações não
Faça a configuração
de saída duvidoso estão
correta do parâmetro.
corretos?

sim

Confira a saídanode acordo não Contate o escritório


com o capítulo 8.4 . ou central de serviços
A saída está OK? YOKOGAWA mais próximo.

sim

Verifique a medição. F89.EPS

IM 01R04B04-00E-E 8-12
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

8.7.9 Configurando o modo “Burn-out”


O medidor de vazão é equipado com a função de erro da CPU “burn-out”, usada para configurar a direção
da saída analógica de acordo com o erro da CPU. A configuração de fábrica da saída para o modo
burn-out é configurada para ALTO. A configuração da direção da saída analógica para burn-out pode ser
modificada.

Para mudar a direção da saída decorrente do burn-out, altere o jumper J2 no Board do CPU (veja figura
abaixo).

Baixo : ?
I 3.6mA

Alto : I ? 21.6mA
Board da CPU
JP2 (Burn out)

Cabo para display


F810.EPS

8-13 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
8. AUTO-DIAGNÓSTICO E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

IM 01R04B04-00E-E 8-14
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

9. Tipos de instrumentos com proteção de explosão

9.1 ATEX (KEMA) Conversor Remoto RCCF31 (opção /KF2) :


- KEMA 02ATEX 2183 X
Nesta seção, requerimentos e diferenças - À prova de chama com conexão segura
intrínseca para o detector (ib) saídas seguras
adicionais para tipos de instrumentos com
intrínsecas (1x corrente e 1x pulso) (ia).
proteção de explosão são descritos. A descrição - EEx d(e) [ia] [ib] IIC T6
para estes instrumentos neste capítulo é - Grupo II, Categoria 2 GD
prioridade em relação às demais descrições. - Temp. máx. de superfície em aplicação dust: 70°C
- Marcadores:
AVISO
Apenas pessoas treinadas podem utilizar o II 2GD T70°C
instrumento em local industrial.
Tipo integral RCCT34 .. 39 (opção /KF1) :
- KEMA 02ATEX 2183 X
ROTAMASS é produzido por - À prova de chama com conexão segura
Rota Yokogawa intrínseca ao detector (ib)
- EEx d(e) [ib] IIC T6 ... T3
Rheinstr. 8
- Grupo II, Categoria 2 GD
D-79664 Wehr - Temp. máx. de superfície em aplicação dust: 150°C
Germany - Marcadores:

II 2GD T150°C
9.1.1 Dados técnicos
Detector Remoto RCCS30 ... 39/IR (opção /KS1): Tipo integral RCCT34 .. 39 (opção /KF2) :
- KEMA 01ATEX 1075 X - KEMA 02ATEX 2183 X
- Segurança intrínseca - À prova de chama com conexão segura
- EEx ib IIC T1 ... T6 intrínseca ao detector (ib) saídas seguras
- Grupo II, Categoria 2 GD intrínsecas (1x corrente e 1x pulso) (ia).
- Temperatura max. da superfície para aplicação de - EEx d(e) [ia] [ib] IIC T6 ... T3
poeira: 150°C - Grupo II, Categoria 2 GD
- Marcadores: - Temp. máx. de superfície em aplicação dust: 150°C
- Marcadores:
Padrão : II 2GD T150°C
II 2GD T150°C
Os eletrônicos são colocados em uma seção de
/MT : II 2GD T220°C
pressão isolada da caixa do conversor EEx d.
A classe de proteção do invólucro do terminal é “e”,
/HT : II 2GD T350°C
mas pode ser “d” com as conexões de cabos EEx d.
Grau de proteção : Ip67
Conversor Remoto RCCF31 (opção /KF1) : Fornecimento de : 90 à 250V AC, 50/60 Hz
- KEMA 02ATEX 2183 X energia 20.5 à 28.8V DC
- À prova de chama com conexão segura
intrínseca para o detector (ib) Consumo de energia : max. 25VA / 10W
- EEx d(e) [ib] IIC T6 Umidade do ambiente : 0 à 95% RH
- Grupo II, Categoria 2 GD Intervalo de temperatura ambiente
- Temperatura máx. da superfície para aplicação de
RCCF31 / RCCT3: - 20°C à +50°C
poeira: 70°C
RCCS3 : - 50°C à +80°C
- Marcadores:
RCCS3 /HT : - 50°C à +75°C

II 2GD T70°C

9-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

Limites de temperatura de processo: Dados elétricos do conversor Remoto RCCF31:


(o tipo de barreira é mencionado na plaqueta)
- Padrão : -50°C à 150°C
Tipo de barreira 1:
- com opção /MT : -50°C à 220°C
- Circuito de condução: terminais D+ / D-
- com opção /HT : 0°C à 350°C
EEx ib IIC : Uo = 14.5 V; Io = 47 mA;
Limites de transportador de calor do fluído: Po = 0.171 W
- Padrão : -50°C à 150°C Lo = 15mH; Co = 0.65µF
- com opção /MT : -50°C à 220°C - Circuitos do sensor: terminais S1+/ S1- ou S2+ / S2-
- com opção /HT : 0°C à 350°C EEx ib IIC : Uo = 14.5V; Io = 47mA;
Po = 0.171 W
Dados elétricos do detector Remoto
Lo = 15mH; Co = 0.65µF
RCCS30 ... 33 : - Circuito de temp. do sensor: terminais TP1,
- Circuito de condução: terminais D+ / D- TP2, TP3
EEx ib IIC : Ui = 16 V; Ii = 53 mA; Pi = 0.212 W EEx ib IIC : Uo = 13.3V; Io =40mA; Po = 0.133 W
Li = 4.2mH; Ci = valor insignificante Lo = 20mH; Co =0.91µF
- Circuitos do sensor: terminais S1+/ S1- ou S2+ / S2-
Tipo de barreira 2:
EEx ib IIC : Ui = 16V; Ii = 80mA; Pi = 0.32 W
- Circuito de condução: terminais D+ / D-
Li = 4.2mH; Ci = valor insignificante
EEx ib IIC : Uo = 11.4 V; Io = 52.3 mA;
- Circuito de temp. do sensor: terminais TP1,
TP2, TP3 Po = 0.150 W
EEx ib IIC : Ui = 16V; Ii =50mA; Pi = 0.2 W Lo = 12mH; Co = 1.671µF
Li = valor insignificante; - Circuitos do sensor: terminais S1+/ S1- ou S2+ / S2-
Ci = valor insignificante EEx ib IIC : Uo = 11.4V; Io = 52.3mA;
Po = 0.150 W
Dados elétricos do detector remoto RCCS34 ... 39/IR : Lo = 12mH; Co = 1.71µF
- Circuito de condução: terminais D+ / D - Circuito de temp. do sensor: terminais TP1,
EEx ib IIC : Ui = 16 V; Ii = 53 mA; Pi = 0.212 W TP2, TP3
Li = 3.2mH; Ci = valor insignificante EEx ib IIC : Uo = 10.2V; Io =30mA; Po = 0.077 W
- Circuitos do sensor: terminais S1+/ S1- ou S2+ / S2- Lo = 39mH; Co =2.75µF
EEx ib IIC : Ui = 16V; Ii = 80mA; Pi = 0.32 W
Li = 2.1mH; Ci = valor insignificante - Saída de corrente (somente opção /KF2) :
- Circuito de temp. do sensor: terminais TP1, EEx ia IIC : Ui = 30 V; Ii = 165 mA; Pi = 1.25 W
TP2, TP3 Li = valor insignificante; Ci = 6.91nF
EEx ib IIC : Ui = 16V; Ii =50mA; Pi = 0.2 W - Saída Pulse (somente opção /KF2) :
Li = valor insignificante; EEx ia IIC : Uo = 30 V; Io = 100 mA; Po = 0.75 W
Lo = valor insignificante; Co = 4.51nF
Ci = valor insignificante

Coerência entre temperature class, ambient- e medium temperature/ temperature do condutor de calor:

NOTA
Para isolamento do cliente do RCCS34 ao 39/IR, o seguinte deve ser visto:
A tabela "with factory insulation" é calculada com isolamento de 80mm e k-factor = 0.4 W/m2K.
Se os seus dados de isolamento forem piores, utilize a tabela “without insulation" !

IM 01R04B04-00E-E 9-2
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

9.1.2 Instalação
Tipo integral RCCT3

AVISO

1. Tipo EEx do ROTAMASS deve ser conectado ao sistema de terra IS apropriado (veja diagrama de
instalação). A caixa do conversor deve ter conexão ao local de equalização potencial. Se o processo
de conexão de tubulação for parte potencial da equalização, nenhuma conexão adicional é
necessário.
2. Use os conectores de cabos certificadas, apropriados as condições de uso. Os conectores de cabos
são apenas entregues para uso de EEx e. Para o uso de EEx d, conexões de cabo são d-type.
3. Favor confirmar se o terminal de aterramento (dentro do invólucro do terminal) está conectado
de acordo com o desenho.

Conectores de cabo para cabos de energia e I/O:


RCCT3x-x xx M : Tipos EEx e são delimitados. Estes conectores de cabos também podem usar para
“dust application” (D).
Use conectores de cabos EEx d certificados ATEX para condição EEx d.
RCCT3x-xxx A : Nenhum conector de cabos é delimitado. Use os conectores de cabos certificados
ATEX, apropriados para as condições de uso (EEx de ou EEx d ou aplicação dust).
Para “dust application” (D) utilize conectores de cabos com proteção mínima IP67 !

Diagrama de instalação:

Área Perigosa Área Segura

L/+
N/- Fornecimento de
Caixa do Terminal

G energia

Rotamass RCCT3

I/O controle I/O

F91.EPS

9-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

Tipo remoto RCCF31 com RCCS3

ADVERTÊNCIA
1. EEx tipo RCCF31 e RCCS3 devem ser conectados ao sistema de terra IS apropriado (veja o
diagrama de instalação). As caixas do conversor e do detector devem ter conexão com a instalação
de equalização potencial.
2. Use os conectores de cabos certificados, apropriados para as condições de uso.
3. Favor confirmar se o terminal de aterramento (dentro do terminal delimitado) é firmemente
conectados por meios do desenho.
4. Por razões EMC técnicas, a caixa do detector é conectada à caixa do conversor através do
shieldando do cabo inter-conectivo.

Conectores de cabo para cabos de energia e I/O:


RCCF31-xxx M : Tipos EEx e são delimitados. Estes conectores de cabos também podem usar para
“dust application” (D).
Use conectores de cabos EEx d certificados ATEX para condição EEx d.
RCCF31-xxx A : Nenhum conector de cabos é delimitado. Use os conectores de cabos certificados
ATEX, apropriados para as condições de uso (EEx de ou EEx d ou aplicação dust).
Para “dust application” (D) utilize conectores de cabos com proteção mínima IP67 !

Conectores de cabos para terminal de conexão do detector:


RCCF31-xxx M : Os conectores de cabo são montados de acordo com o cabo. Este conector de
cabo também pode ser usado para “dust application” (D).
RCCF31-xxx A : Os conectores de cabo são delimitados. Este conector de cabo também pode ser
usados para “dust application” (D).

Diagrama de instalação:

Área Perigosa Área Segura

RCCS3 RCCF31
D+ D+ L/+
N/- Fornecimento de
D- D-
Caixa do Terminal

G energia
S1+ S1+
S1- S1-
S2+ S2+
S2- S2-
TP1 TP1
TP2 TP2 I/O controle I/O
TP3 TP3
COM

Cabo remoto exclusivo RCCY03x


F92.EPS

Os shields interiores (shields dos pares de cabos) são conectados junto ao terminal COM do lado do
conversor.
O shield exterior do cabo é conectado em ambos os lados da caixa através dos conectores dos cabos.

IM 01R04B04-00E-E 9-4
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

9.1.3 Operação
Se a cobertura da caixa do conversor tiver que ser aberta, as seguintes instruções devem ser seguidas.

ADVERTÊNCIA
1. Confirme que os cabos de energia do instrumento estão desconectados.
2. Aguarde 15 minutos após o desligamento da energia antes de abrir a cobertura.
3. As coberturas do visor e da caixa de terminal são fixadas com parafusos especiais, utilize uma
Chave Hexagonal para abrir as coberturas.
4. Tenha certeza de fechar a cobertura com o parafuso especial, utilizando a Chave Hexagonal após
fechar a cobertura (veja o desenho do capítulo 4.3).
5. Antes de reiniciar a operação, certifique-se de fechar a cobertura com os parafusos de fechamento.
6. Probição de mudanças na especificação e alterações. Os usuários são proibidos de fazerem qualquer
modificação nas especificações ou configurações físicas, assim como adicionar ou alterar a
configuração de portas de fiação externa.

9.1.4 Manutenção e Reparo

AVISO
A modificação por troca de partes do instrumento feita por outros sem ser os representantes autozirados
da YOKOGAWA é proibida e anula a certificação.

9.1.5 Plaquestas com Dizeres


RCCT3 opção /Kf1:

METER FACTORS
MASSFLOW METER

-20 to +50°C VDC 10W


4 - 20mA VAC~ 47-63Hz 10W
(20 - 600 ? ) 30VDC 200mA max
KEMA02ATEX2183X WARNING
!
see: N200
0344 II 2 GD T150C WAIT 15 MIN. AFTER
POWER-DISCONNECTION
Instruction
Manual
EEx d [ ib] IIC T6...T3 or. EEx de [ib] IIC T6...T3 BEFORE OPENING
DIODE SAFETY BARRIER Um : 250Vac/dc - BARRIER TYPE 1 THE ENCLOSURE.
TEMP.CLASS T6 T5 T4 T3 ENCLOSURE: IP67
PROCESS TEMP. 65 80 115 150°C SEE CERTIFICATE FOR DATA

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.31/C

Marcador CE lateral: número de corpo notificado de acordo com PED, somente para tamanhos maiores que DN25

RCCT3 opção /KF2 :

METER FACTORS
MASSFLOW METER

-20 to +50°C VDC 10W


4 - 20mA VAC~ 47-63Hz 10W
(20 - 600 ? ) 30VDC 200mA max
KEMA02ATEX2183X ! WARNING
see: N200
0344 II 2 GD T150C WAIT 15 MIN. AFTER
POWER-DISCONNECTION
Instruction
Manual
. or EEx de [ia][ib] IIC T6...T3
EEx d [ia][ ib] IIC T6...T3 BEFORE OPENING
DIODE SAFETY BARRIER Um : 250Vac/dc - BARRIER TYPE 1 THE ENCLOSURE.
TEMP.CLASS T6 T5 T4 T3 ENCLOSURE: IP67
PROCESS TEMP.65 80 115 150°C SEE CERTIFICATE FOR DATA

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.32/C

Marcador CE lateral: número de corpo notificado de acordo com PED, somente para tamanhos maiores que DN25

9-5 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

RCCF31 opção /Kf1:

MASSFLOW CONVERTER
VDC 10W N200
-20 to +50C VAC~ 47-63Hz 10W
4-20mA (20-600 ?)
30VDC 200mA max
0344 II 2 GD T 70C 30VDC 200mA max
KEMA02ATEX2183X
EEx d [ib] II C T6 or EEx de [ib] II C T6 ! WARNING
DIODE SAFETY BARRIER U : 250V WAIT 15 MIN. AFTER POWER-DISCONNECTION
ENCLOSURE: IP67 BEFORE OPENING THE ENCLOSURE.
SEE CERTIFICATE FOR DATA
BARRIER TYPE 1

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 30-0220.1/C

RCCF31 opção /KF2:

MASSFLOW CONVERTER

VDC 10W N200


-20 to +50C VAC~ 47-63Hz 10W
4-20mA (20-600 ?)
30VDC 200mA max
0344 II 2 GD T 70C 30VDC 200mA max
KEMA02ATEX2183X
EEx d [ia][ib] II C T6 or EEx de [ia][ib] II C T6 ! WARNING
DIODE SAFETY BARRIER U : 250V WAIT 15 MIN. AFTER POWER-DISCONNECTION
ENCLOSURE: IP67 BEFORE OPENING THE ENCLOSURE.
SEE CERTIFICATE FOR DATA
BARRIER TYPE 1

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 30-0220.1/C

RCCS30 ao 33 opção /Ks1:

MASSFLOW METER
METER FACTORS
N200
II 2 GD see:
0344 T150C Instruction
Manual
KEMA 01 ATEX 1075 X
EEx ib IIC / IIB T1 ... T6 Enclosure: IP67
Bitte Bescheinigung beachten
Certification kindly to be noticed
Veuillez faire attention au certificat

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-7017.1/C

Marcador CE lateral: número de corpo notificado de acordo com PED, somente para tamanhos maiores que DN25

RCCS34 ao 39/IR opção /Ks1:

METER FACTORS
MASSFLOW METER

0344 II 2 GD T150°C
KEMA 01ATEX1075 X N200
see:
EEx ib IIC / IIB T1 ... T6 Instruction
Manual
Bitte Bescheinigung beachten
Certification kindly to be noticed Enclosure: IP67
Veuillez faire attention au certificat

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.41/C

Marcador CE lateral: número de corpo notificado de acordo com PED, somente para tamanhos maiores que DN25

IM 01R04B04-00E-E 9-6
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

RCCS34 ao 39/IR opção /KS1 + /MT:

METER FACTORS
MASSFLOW METER

0344 II 2 GD T220°C
KEMA 01ATEX1075 X see: N200
EEx ib IIC / IIB T1 ... T6 Instruction
Manual
Bitte Bescheinigung beachten
Certification kindly to be noticed Enclosure: IP67
Veuillez faire attention au certificat
Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.41/C

Marcador CE lateral: número de corpo notificado de acordo com PED, somente para tamanhos maiores que DN25

RCCS34 ao 39/IR opção /KS1 + /HT:

METER FACTORS
MASSFLOW METER

0344 II 2 GD T350°C
KEMA 01ATEX1075 X see: N200
EEx ib IIC / IIB T1 ... T6 Instruction
Manual
Bitte Bescheinigung beachten
Certification kindly to be noticed Enclosure: IP67
Veuillez faire attention au certificat
Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.41/C

Marcador CE lateral: número de corpo notificado de acordo com PED, somente para tamanhos maiores que DN25

9-7 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

Limites de temp. de processo / Limites de temp.


9.2 FM (USA + Canada) do fluído condutor de calor:
- Padrão: -50°C a 150°C / -58°F a 302°F
9.2.1 Dados Técnicos - com opção /MT : -50°C a 220°C / -58°F a 428°F
- com opção /HT : 0°C a 350°C / -32°F a 662°F
Detector Remoto RCCS30 ... 39 (opção /FS1) :
- Intrinsecamente seguro Dados elétricos dos circuitos intrinsecamente seguros
- AEx ia IIC T6 do conversor:
- CL I, DIV 1, GP A,B,C,D - Circuito de condução: terminais D+ / D-
- CL I, Zone 1, GP IIC T6 Uo = 14.5 V; Io = 47 mA; Po = 0.171 W
- CL II / III, DIV 1, GP E,F,G Lo = 15mH; Co = 0.65µF
- IP67 / NEMA 4X - Circuitos do sensor: terminais S1+/ S1- ou S2+ / S2-
Uo = 14.5V; Io = 47mA; Po = 0.171 W
Conversor Remoto RCCF31 (opção /FF1) : Lo = 15mH; Co = 0.65µF
- Caixa com proteção de explosão - Circuitos do sensor de temp.: terminais TP1,TP2, TP3
- AEx d [ia] IIC Uo = 13.3V; Io =40mA; Po = 0.133 W
- Fornece circuitos do detector intrinsecamente seguros Lo = 20mH; Co =0.91µF
- CL I, DIV 1, GP A,B,C,D
- CL I, Zona 1, GP IIC T6 Dados elétricos dos circuitos intrinsecamente seguros
do detector RCCS30 ... 33 :
- CL II / III, DIV 1, GP E,F,G - Circuito de condução: terminais D+ / D-
- IP67 / NEMA 4X Ui = 16 V; Ii = 53 mA; Pi = 0.212 W
Li ?4.2mH; Ci = valor insignificante
Tipo Integral RCCT34 .. 39 (opção /FF1) : - Circuitos do sensor: terminais S1+/ S1- ou S2+ / S2-
- Caixa com proteção de explosão Ui = 16 V; Ii = 80 mA; Pi = 0.320 W
- AEx d [ia] IIC Li ?4.2mH; Ci = valor insignificante
- Fornece circuitos do detector intrinsecamente seguros - Circuitos do sensor de temp.: terminais TP1,TP2, TP3
- CL I, DIV 1, GP A,B,C,D Ui = 16 V; Ii = 50 mA; Pi = 0.200 W
- CL I, Zona 1, Grupo IIC T6 Li = valor insignificante ; Ci = valor insignificante
- CL II / III, DIV 1, GP E,F,G
- IP67 / NEMA 4X Dados elétricos dos circuitos intrinsecamente seguros
do detector RCCS34 ... 39/IR :
- Circuito de condução: terminais D+ / D-
Ui = 16 V; Ii = 53 mA; Pi = 0.212 W
Li ?3.2mH; Ci = valor insignificante
- Circuitos do sensor: terminais S1+/ S1- ou S2+ / S2-
Ui = 16 V; Ii = 80 mA; Pi = 0.320 W
Classificação da Temperatura: Li ?2.1mH; Ci = valor insignificante
O conversor remoto RCCF31 tem uma T6 de - Circuitos do sensor de temp.: terminais TP1,TP2, TP3
pontuação de classe de temperatura para operação Ui = 16 V; Ii = 50 mA; Pi = 0.200 W
em temperatura ambiente superior a +50°C / +122°F. Li = valor insignificante ; Ci = valor insignificante

T4.EPS

NOTA
Para isolamento do cliente do RCCS34 ao 39/IR, o seguinte deve ser visto:
A tabela "with factory insulation" é calculada com isolamento de 80mm e k-factor = 0.4 W/m2K.
Se os seus dados de isolamento forem piores, utilize a tabela “without insulation" !

IM 01R04B04-00E-E 9-8
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

9.2.2 Instalação
Tipo integral RCCT3 :

Área perigosa Área segura

L/+
N/- Fornecimento de

Caixa do Terminal
G energia

Rotamass RCCT3

I/O
controle I/O

F91.EPS
Tipo remoto RCCS3 com RCCF31 :

Área perigosa Área segura

RCCS3 RCCF31
D+ D+ L/+
N/- Fornecimento de
D- D-
Caixa do Terminal

G energia
S1+ S1+
S1- S1-
S2+ S2+
S2- S2-
TP1 TP1
TP2 TP2 I/O controle I/O
TP3 TP3
COM

Cabo remoto exclusivo RCCY03x


F92.EPS

AVISO
- O medidor de vazão deve estar conectado ao sistema potencial de equalização. Para o Conversor do
tipo remoto e caixa do detector devem ter conexão a instalação potencial de equalização.
- Para o tipo remoto em temp. ambiente superior a 60°C / 140°F use cabo remoto RCCY031 ou RCCY032.
- Para o tipo remoto em temp. ambiente superior a 80°C / 176°F use cabo remoto RCCY033.
- Comprimento máximo do cabo remoto é de 50m/164ft.
- Temperatura ambiente máxima dos cabos (fornecimento de energia, I/O- e cabo remoto) deve ser 20°C
/ 41°F acima do máximo de temperatura ambiente do medidor de vazão.
- Para a versão AC, o fornecimento máximo de energia é de 250V AC.
- Instale de acordo com o Código Nacional Elétrico. Circuitos intrinsecamente seguros devem ser instalados
de acordo com NEC ANS / NPFA 70 amd ISA RP 12.6.
- Use certificado XP (a prova de explosão) para conectores de cabos de fornecimento de energia e I/O.
- Favor confirmar que o terminal de aterramento (dentro do invólucro) esteja firmemente conectado de
acordo com o desenho do sistema.
- Para razões técnicas EMC, a cobertura do detector está conectada a cobertura do conversor através
de shieldando do cabo inter-conector.

9-9 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

Instalação de aterramento separado intrinsecamente seguro para tipo remoto RCCS3 com RCCF31
(veja Desenho de Controle 8300027) :
- Remova o plug de parada no lado de conexão do detector e troque-o por um conector de cabo à prova
de dust.
- Abra a cobertura do lado de conexão do detector RCCF31.
- Remova o cabo entre o terminal COM e o parafuso de aterramento.
- Coloque o cabo de aterramento intrinsecamente seguro através do novo conector de cabo instalado.
- Conecte o cabo IS-ground ao terminal COM.
- Instale o cabo remoto entre o detector RCCS3 e o conversor RCCF31 conforme mostrado neste
capítulo.

9.2.3 Avisos gerais

AVISO
- A substituição de componentes pode prejudicar a segurança intrínseca !
- Somente pessoas treinadas podem utilizar o instrumento em ambientes industriais.
- A modificação de partes do instrumento para troca feita por outras pessoas sem serem autorizadas por
representantes da YOKOGAWA é proibida e anula a certificação.
- Se a cobertura da caixa do conversor tiver que ser aberta, as seguintes instruções deverão ser seguidas:
- Confirme que os cabos de energia do instrumento estão desconectados.
- Aguarde 15 minutos após o desligamento da energia antes de abrir a cobertura.
- As coberturas do visor e da caixa de terminal são fixadas com parafusos especiais, utilize
uma Chave Hexagonal para abrir as coberturas.
- Tenha certeza de fechar a cobertura com o parafuso especial, utilizando a Chave Hexagonal
após fechar a cobertura (veja o desenho do capítulo 4.3).
- Probição de mudanças na especificação e alterações. Os usuários são proibidos de fazerem
qualquer modificação nas especificações ou configurações físicas, assim como adicionar
ou alterar a configuração de portas de fiação externa.

IM 01R04B04-00E-E 9-10
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

9.2.4 Plaqueta com dizeres


RCCT34 a 39/IR opção /FF1 :

METER FACTORS
MASSFLOW METER
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits

-40 to +50°C VDC 10W


4 - 20mA VAC~ 47-63Hz 10W
(20 - 600 ? ) 30VDC 200mA max.
Control Drawing No.:8300026
CL. I DIV 1 GP A,B,C,D
! WARNING
see: N200
WAIT 15 MIN. AFTER Instruction
CL. II DIV 1 GP E,F,G POWER-DISCONNECTION Manual
CL. III BEFORE OPENING
AEx d [ia] IIC , Class I , Zone 1, T6 THE ENCLOSURE.
Conduit Seals required within 18 inches.
Use Conductors rated 70°C. Type NEMA 4X, IP67
Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.33/C

RCCF31 opção /FF1 :

MASSFLOW CONVERTER
VDC 10W N200
-40 to +50°C VAC ~ 47-63Hz 10W
Control Drawing No.:8300027 4-20mA (20-600? )
CL. I DIV 1 GP A,B,C,D 30VDC 200mA
AIS CL. I/II/III , DIV 1, GP A,B,C,D,E,F,G 30VDC 200mA
CL. II DIV 1 GP E,F,G
CL. III ! WARNING
AEx d [ia] IIC , Class I , Zone 1, T6 WAIT 15 MIN. AFTER POWER-DISCONNECTION
Type NEMA 4X, IP67 BEFORE OPENING THE ENCLOSURE.
Conduit Seals required within 18 inches.
Use Conductors rated 70°C.
Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 30-0220.3/B

RCCS30 a 33 opção /FF1 :

MASSFLOW METER
METER FACTORS
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits N200
Control Drawing No.: 8300027
IS Class I , DIV 1, GP A,B,C,D, T6 see:
CL. II , DIV 1, GP E,F,G Instruction
Manual
CL. III
AEx ia IIC, Class I , Zone 0
Use Conductors rated 20°C above
max. Ambient Temp. Type 4X, IP67
Temperature Class see Control Drawing
Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-7017.2/C

RCCS34 a 39/IR opção /FF1 :

METER FACTORS
MASSFLOW METER
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits

Control Drawing No.: 8300027


IS Class I , DIV 1, GP A,B,C,D, T6
CL. II DIV 1 GP E,F,G
CL. III
AEx ia IIC, Class I , Zone 0 see:
N200
Use Conductors rated 20°C above max. Ambient Temperature Instruction
Manual
Temperature Class see Control Drawing

Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.44/B

9-11 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

RCCT34 a 39/IR opção /FF3 :

METER FACTORS
MASSFLOW METER
PS is the max. process pressure at room temp.
TS are the process temp. limits
-40 to +50°C VDC 10W
VAC~ 47-63Hz 10W
Fieldbus H1 9-32VDC
Control Drawing No.:8300026
CL. I DIV 1 GP A,B,C,D
! WARNING
see: N200
WAIT 15 MIN. AFTER Instruction
CL. II DIV 1 GP E,F,G POWER-DISCONNECTION Manual
CL. III BEFORE OPENING
AEx d [ia] IIC , Class I , Zone 1, T6 THE ENCLOSURE.
Conduit Seals required within 18 inches.
Use Conductors rated 70°C. Type NEMA 4X, IP67
Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 22-5479.34/A

RCCF31 opção /FF3 :

MASSFLOW CONVERTER
VDC 10W N200
-40 to +50°C VAC ~ 47-63Hz 10W
Control Drawing No.:8300027 Fieldbus H1 9-32VDC
CL. I DIV 1 GP A,B,C,D
AIS CL. I/II/III , DIV 1, GP A,B,C,D,E,F,G
CL. II DIV 1 GP E,F,G
CL. III ! WARNING
AEx d [ia] IIC , Class I , Zone 1, T6 WAIT 15 MIN. AFTER POWER-DISCONNECTION
Type NEMA 4X, IP67 BEFORE OPENING THE ENCLOSURE.
Conduit Seals required within 18 inches.
Use Conductors rated 70°C.
Made in Germany by ROTA YOKOGAWA, Rheinstraße 8, D-79664 Wehr 30-0220.4/A

IM 01R04B04-00E-E 9-12
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

9.2.5 Desenhos de controle

Localizações perigosas:
Class I Division 1 Groups A,B,C,D ou Class I Zone 1 Group IIC
e Class II e III Division 1 Groups E,F,G

Classificação de temperatura:
Temp. RCCT34 ao RCCT39/IR
class
Temperatura Temperatura
Ambiente Média
Máxima máxima ou
temperatura do
condutor de calor
T6 50°C / 122°F ? 65°C / 149°F
T5 50°C / 122°F ? 80°C / 176°F
T4 50°C / 122°F ?115°C / 239°F
T3 50°C / 122°F ?150°C / 302°F NPT 1/2"
A temperatura ambiente mínima é de -40°C / -40°F

Instalação:

LOCALIZAÇÃO PERIGOSA LOCALIZAÇÃO SEGURA

L/+
N/- Fornecimento de
G energia

Rotamass RCCT3

I/O controle I/O

Nota :
- Para versão AC, o fornecimento máximo de energia é de 250V AC.
- Para versão DC, o fornecimento máximo de energia é de 28.8V DC.
- A instalação deve estar de acordo com o código nacional elétrico, NFPA70, artigo 504 ao 510
e ANSI/ISA RP 12.06.01.
- Os terminais que não são intrinsecamente seguros não devem ser conectados a qualquer dispositivo
que use ou gere mais de 250Vrms ou dc, a não ser que tenha a voltagem determinada devidamente
isolada.
- A instalação deve estar de acordo com o Código Canadense Elétrico, quando instalado no Canadá.

AVISO : A substituição de componentes pode prejudicar a segurança intrínseca.


DATE NAME TITEL:
DRAWED 09.02.2005 Butz
CKECKED 09.02.2005 Rü FM/CSA CONTROL DRAWING
ROTAMASS RCCT3
b ---------- 1.9.05 Butz Rü YOKOGAWA DWG. No.:
a 79664 WEHR
Rev. UPDATE No. DATE EDITOR CHECKED GERMANY 8300026 1 1

9-13 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

Localizações perigosas:
Detector Remoto RCCS3 : Class I Division 1 Groups A B C D
Class II e III Division 1 Groups E F G
Conversor Remoto RCCF31 : Class I Division 1 Groups A B C D ou Class I Zone 1 Group IIC
Class II e III Division 1 Groups E F G
Classificação da temperatura:
RCCS30 to RCCS33 RCCS34 to RCCS39/IR RCCS34 to RCCS39/IR
without insulation with factory insulation /T1 ... T3
Classe Temperatura Temperatura Temperatura
de Temperatura Média Temperatura Média Temperatura Média
Temp. ambiente máxima ou ambiente máxima ou ambiente máxima ou
máxima temperatura do máxima temperatura do máxima temperatura do
condutor de calor condutor de calor condutor de calor

T6 ?50°C / 122°F ?60°C / 140°F ?40°C / 104°F ?40°C / 104°F ?65°C / 149°F ?65°C / 149°F
T5 ?50°C / 122°F ?80°C / 176°F ?55°C / 131°F ?55°C / 131°F ?75°C / 167°F ?75°C / 167°F
?80°C / 176°F ?100°C / 212°F ?80°C / 176°F ?100°C / 212°F ?70°C / 158°F ?115°C / 239°F
T4
?50°C / 122°F ?120°C / 248°F ?40°C / 104°F ?120°C / 248°F
?80°C / 176°F??150°C / 302°F ?80°C / 176°F ?160°C / 320°F ?70°C / 158°F ?180°C / 356°F
T3
?40°C / 104°F ?180°C / 356°F
T2 ?80°C / 176°F ?150°C / 302°F ?80°C / 176°F ?220°C / 428°F ?65°C / 149°F ?275°C / 527°F
T1 ?45°C / 113°F ?350°C / 662°F
A temperatura ambiente máxima para o conversor remoto RCCF31 é de 50°C / 122°F.
A temperatura ambiente mínima para o conversor remoto RCCF31 é de -40°C / -40°F.
A temperatura ambiente mínima para detector remoto RCCS3 é de -50°C / -58°F.

Instalação :

LOCALIZAÇÃO PERIGOSA LOCALIZAÇÃO SEGURA


RCCS3 RCCF31
D+ D+ L/+
N/- Fornecimento de
D- D-
G energia
S1+ S1+
S1- S1-
S2+ S2+
S2- S2-
TP1 TP1
TP2 TP2 I/O controle I/O
09.02.2005
TP3 TP3
COM
Caixa de conexão
Cabo remoto exclusico a terra

Para instalação de aterramento de segurança intrínseca,


AVISO: A substituição de
veja página 2. componentes pode prejudicar
a segurança intrínseca.
DATE NAME TITEL:
DRAWED 09.02.2005 Butz FM/CSA CONTROL DRAWING
CKECKED 09.02.2005 Rü ROTAMASS REMOTE TYPE
RCCF31 + RCCS3
b --------- 1.9.05 Butz Rü YOKOGAWA DWG. No.:
a 79664 WEHR
Rev. UPDATE No. DATE EDITOR CHECKED GERMANY 8300027 1 2

IM 01R04B04-00E-E 9-14
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

Instalação do aterramento de segurança intrínseca:


- Remova o plug de parada na lateral de conexão do detector RCCF31 e substituia o plug por um conector
de cabo à prova de dust.
- Abra a cobertura do detector na lateral de conexão do RCCF31.
- Remova o cabo entra o terminal COM e o parafuso de aterramento (veja figura abaixo).
- Coloque o cabo de segurança intrínseca através do novo conector de cabo instalado.
- Conecte o cabo IS-ground ao terminal COM.
- Instale o cabo remoto entre o Detector RCCS3 e o Conversor RCCF31 conforme mostrado abaixo.

terminal COM

Remova o cabo

LOCALIZAÇÃO PERIGOSA LOCALIZAÇÃO SEGURA


RCCS3 Cabo remoto exclusivo RCCF31
D+ D+ L/+
N/- Fornecimento de
D- D-
G energia
S1+ S1+
S1- S1-
S2+ S2+
S2- S2-
TP1 TP1
TP2 TP2 I/O controle I/O
TP3 TP3
COM

Caixa de conexão
Shield a terra
terra IS
Nota:
- Para a versão AC do RCCF31, o fornecimento máximo de energia é de 250V AC.
- Para a versão DC, o fornecimento máximo de energia é de 28.8V DC.
- Instale de acordo com NFPA 70
- Comprimento máximo do cabo remoto é de 50m / 164ft.
- Conecte os shields internos do cabo remoto junto ao terminal COM na lateral do conversor.
- Conecte o shield exterior do cabo remoto em ambos os lados da caixa com o conector de cabo.
- A instalação deve estar de acordo com o código nacional de elétrica, NFPA70, artigo 504 ao 510
e ANSI/ISA RP 12.06.01.
- Os terminais que não são intrinsecamente seguros não deverão ser conectados a qualquer dispositivo que use
ou gere mais de 250Vrms ou dc, a menos que seja determinado que a voltagem esteja adequadamente isolada.
- A instalação deve estar de acordo com o Código Canadense Elétrico, quando instalado no Canadá.
AVISO: A substituição de
componentes pode prejudicar
a segurança intrínseca.
DATE NAME TITEL:
DRAWED 09.02.2005 Butz FM/CSA CONTROL DRAWING
CKECKED 09.02.2005 Rü ROTAMASS REMOTE TYPE
RCCF31 + RCCS3
b ---------- 1.9.05 Butz Rü YOKOGAWA DWG. No.:
a 79664 WEHR
Rev. UPDATE No. DATE EDITOR CHECKED GERMANY 8300027 2 2

9-15 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
9. TIPOS DE INSTRUMENTOS COM PROTEÇÃO DE EXPLOSÃO

IM 01R04B04-00E-E 9-16
5ª Edição Nov. 2005
10. PED (PRESSÃO DIRETA NO EQUIPAMENTO)

10. PED (Pressão Direta no Equipamento)


Todos os materiais que contém pressão (conexões de processos, divisor de vazão e tubos) são passados
de volta ao fabricante original com um certificado de material. Os limites PED de pressão e temp, podem ser
encontrados abaixo.

AVISO
Os alcances dados de temperatura / pressão são calculados e aprovados sem corrosão ou erosão. O
consumidor é totalmente responsável na seleção de materiais próprios para criar resistência as suas
condições de corrosão e erosão. No caso de corrosão e/ou erosão pesados, o instrumento pode não
suportar a pressão e um incidente pode causar dano a humanos e/ou ao ambiente. A Yokogawa não irá
arcar com qualquer responsabilidade devido ao dano causado pela corrosão/erosão. Se puder acontecer
corrosão/erosão, o usuário deverá checar regularmente se o reforço da grossura necessária da parede
ainda está suportando os efeitos.

ROTAMASS é produzido de acordo com as determinações da diretiva 97/23/EG (Diretiva para Equipamento
de Pressão / PED). As unidades são classificadas como tubulação de acordo com o item 3, nº 1, 3. letra, a)
primeiro traço ou de acordo com o diagrama 6, após o apêndice II:

Classificação como tubulação


Para grupo de fluídos 1 e 2 (artigo 9 capítulo (2))
Líquidos e gases médios

Os requisitos básicos de segurança (para projeto, produção e teste) para todas as unidades de acordo com
as categorias de I a III, são determinadas geralmente para requisitos da categoria III. As unidades, que não
inclusas pelo PED, artigo 3 parágrafo 3, são checadas por um método de valor de conformidade, de acordo
com o apêndice III “módulo H”.

O sistema de seguro completo de qualidade de acordo com o apêndice III PED módulo H, foi certificado por:
Lloyd’s Register Nederland B.V.; Weena-Zuid 170; NL-3012 NC Rotterdam
ID-No. 0343
O número está impresso nas plaquetas com dizeres (veja capítulo 1.2).

Para a aplicação, as notas a seguir devem ser noticiadas:

Temperaturas máximas permitidas de operação:


Os limites de temperatura relevantes de pressão do detector são: -200 à 400°C
Estes limites são reduzidos pela medição de condições limites:
Geral: -40 à 150°C
Reduções adicionais para o uso em conexões especiais (grampo, aparafusado na tubulação...) devem ser
notificadas de acordos com os padrões condizentes.

10-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
10. PED (PRESSÃO DIRETA NO EQUIPAMENTO)

Dependência da pressão máxima efetiva permitida da temperatura de operação:


a) para Conexões de Processos Padrões
1 Temperatura média
Tipo de conexão do processo ) para 30°C 50°C 100°C 150°C 200°C 250°C 300°C 350°C
A1 Flange acc. ASME B16.5 Class 150 15.9 bar 15.3 bar 13.2 bar 12.0 bar 11.0 bar 10.2 bar 9.7 bar 8.4 bar
A2 Flange acc. ASME B16.5 Class 300 41.4 bar 40.0 bar 34.5 bar 31.2 bar 28.7 bar 26.7 bar 25.2 bar 24.0 bar
A3 Flange acc. ASME B16.5 Class 600 82.7 bar 80.0 bar 69,6 bar 62,8 bar 58,3 bar 54.9 bar 52,1 bar 50,1 bar
A4 Flange acc. ASME B16.5 Class 900 124.1bar 120.1bar 104.4bar 94.2 bar 87.5 bar 82.4 bar 78.2 bar 75.2 bar
A5 Flange acc. ASME B16.5 Class 1500 206.8bar 200.1bar 173.9bar 157.0 bar 145.8bar 137.3 bar 130.3bar 125.4bar
D2 Flange acc. EN1092-1 PN16 16 bar 15.6 bar 14.2 bar 12.8 bar 11.7 bar 10.9 bar 10.3 bar 9.9 bar
D4 Flange acc. EN1092-1 PN40 40 bar 39.1 bar 35.6 bar 32.0 bar 29.3 bar 27.2 bar 25.8 bar 24.7 bar
D5 Flange acc. EN1092-1 PN63 63 bar 61.6 bar 56.0 bar 50.4 bar 46.2 bar 42.9 bar 40.6 bar 38.9 bar
D6 Flange acc. EN1092-1 PN100 100 bar 97.7 bar 88.9 bar 80.0 bar 73.3 bar 68.0 bar 64.4 bar 61.8 bar
G9 Internal thread G1/4" (RCCS34) veja pressão do tubo
T9 Internal thread 1/4" NPT (RCCS34) veja pressão do tubo

Temperatura média
mais de 120°C 220°C 300°C 350°C
J1 Flange acc. JIS B 2220 10K 14 bar 12 bar 10 bar -----
J2 Flange acc. JIS B 2220 20K 34 bar 31 bar 29 bar 26 bar
Temperatura média
mais de 140°C *)
mais de DN40 40 bar
Conexão do tubo *) abaixo da restrição usando
S2 Dn50 ao DN100 25 bar
acc. DIN11851 materiais de ligação confiáveis
acima DN100 16 bar
Temperatura média
mais de 150°C **)
Conexão do grampo mais de DN50 16 bar
S4
acc. DIN32676 acima de DN50 10 bar **) abaixo da restrição usando
Clamp acc. Tri-Clamp mais de 2 em (2") 16 bar materiais de ligação confiáveis
S8
acima de 2 em (2") 10 bar
1
) todas as conexões de processos de acordo AISI 316L (1.4404 / 1.4435) T8.EPS

b) para Conexões Especiais de Processos


Para os modelos feitos para o cliente com Z-No. (Opção /Z) valores diferentes podem ser válidos.
Estes detalhes estão escritos na plaqueta com dizeres (campo 13).
Temperatura média
Conexões especiais
-200°C RT 50°C 100°C 150°C 200°C 250°C 300°C 350°C
Flange ASME >300 100% 100% 94,2% 83,3% 75,8% 69,5% 64,3% 60,8% 58,0%
Flange DIN PNx x x 100% 100% 96,5% 55,5% 80,5% 74,3% 69,8% 64,5% 61,8%
outras conexões **) 100% 100% 96,5% 55,5% 80,5% 74,3% 69,8% 64,5% 61,8%

PS *) T102.EPS

*) Para detalhes veja plaqueta de dizeres (item (2)).


**) As demonstrações se referem somente a conexão à unidade, e reduções futuras pelas
ligações e partes de conexão feitas pelos clientes, deverão ser consideradas separadamente.

IM 01R04B04-00E-E 10-2
5ª Edição Nov. 2005
10. PED (PRESSÃO DIRETA NO EQUIPAMENTO)

Dados PED na placa do RCCT3x

1) Ano de manufatura
2) Pressão máxima permitida na temperatura da sala; para outras temperaturas, veja abaixo
3) Alcance máximo permitido de temperatura
4) Pressão teste para unidades padrões sem valor, porque neste caso geralmente é
PT=1.43 x PS
5) Material de partes médias molhadas com a carga da pressão

Restrição de Operação:

O operador é responsável para que não haja corrosão e/ou erosão causada por pelo médio, o que reduz
a segurança da unidade como um recipiente de pressão. Corrosão e erosão pode fazer com que a unidade
e podem trazer perigo as pessoas e as instalações. Se corrosão e erosão forem possíveis, a integridade
dos tubos deverá ser checada periodicamente.

As seguintes utilizações dos instrumentos não são permitidas:


- usar como apoio para subir (ex. durante a realização de trabalho em sistema de tubulação)
- usar como suporte para carga externa (ex. suporte para tubulação) ou utilizar a superfície como
para objetos pesados (ex. durante trabalho na tubulação)
- Remoção de material utilizando maquinários (ex. furadeira, serrote etc.)
- Pintura na plaqueta com dizeres
- Brasagem ou solda de partes do instrumento
- Qualquer reparo, modificação, suplementos ou a instalação de partes sobressalentes é somente
permitida se feita de acordo com este manual de instruções. Outros trabalhos devem ser acordados
de antemão pela YOKOGAWA. A YOKOGAWA não irá tomar qualquer responsabilidade por danos
causados por trabalhos não autorizados no instrumento ou por uso proibido do instrumento.

10-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
10. PED (PRESSÃO DIRETA NO EQUIPAMENTO)

Informação sobre situação potenciais de perigo:

Indicados por: Descrição Observações


Temperatura da superfície A temperatura da superfície é quente no
caso de processo de alta temperatura.
É de responsabilidade total do usuário
estabelecer meios de prevenir o contato
com o detector. (veja também o capítulo
11.3).
Temperaturas máx. / min do processo Veja capítulo 11.3
Pressão máx. do processo Veja capítulo 11.3
Resistência dos molhados, volume Um teste é feito na fábrica antes da entrega
relevante PED
Efeitos da corrosão e erosão É de responsabilidade total do usuário
a seleção de materiais molhados para o
meio preterido de uso. (veja capítulo 10).
Meio

Estimativa de vida útil Experiências mostram que a vida útil do Sem corrosão e erosão.
detector dentro das condições de
operação permitidas é de mais de 10
anos.
Choque de temperatura Ciclos permanentes de temperatura com
mais de 100°C de diferença de temp.
devem ser evitados . Falha na tubulação
pode ocorrer devido ao uso do material.
Fluídos instáveis Se os fluídos instáveis são transportados,
é de responsabilidade total do usuário
a ocorrência de decomposição que os
limites não sejam excedidos.
Pressão do processo/Relação de temp. Veja capítulo 10
Forças da tubulação e suporte Veja capítulo 4.2 item 1
Escolha das juntas e pré-stress das É de responsabilidade total do usuário Refere-se a EN 1591-1
conexões do processo selecionar as juntas apropriadas e
fixar as conexões de processo com
a força necessária.
Use de fechaduras e aberturas Não abra em ¼ os plugs NPT no corpo
após a falha nos tubos antes de se
se assegurar que a caixa está sem
sem pressão e livre de sustâncias
perigosas.
Choque de pressão, martelo de água e O excedente dinâmico da pressão máx. Martelo de água pode ser levado
picos de pressão dada na temperatura do processo deve às falhas do tubo.
Instalação ser evitado.
Preenchimento e esvaziamento do O detector é parte do tubo de trabalho.
tubo de trabalho Deve ser levando em conta de que os
fluídos podem permanecer nos tubos de
medição.
Disposição, limpeza e devolução Veja capítulo 1.5
Direção da vazão da unidade Veja capítulo 4.1 e a marcação no Após a instalação com a direção
detector. errada da vazão, apenas erro de
indicação (sinal de errado, pode ser
corrigido via software)
Posição de instalação da unidade Veja capítulo 4.1 Uma instalação errada da posição
apresenta somente distúrbios na
medição.
Stress da tubulação devido o peso do instrumento Veja capítulo 4.2
Condições permitidas de ambiente Veja capítulo 11.3
(temperatura, umidade)

Fogo exterior Fogo exterior pode resultar em O instrumento por si só não contém
Influência - Aumento da pressão pela temperatura materiais inflamáveis.
Exterior - Dano nas juntas
É de responsabilidade total do usuário
implementar medidas apropriadas para
prevenir danos grandes em caso de
fogo.
Resistência de terremoto Danos nos parafusos de montagem Checado pelo usuário
T101.EPS

IM 01R04B04-00E-E 10-4
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

11. Dados Técnicos


11.1 Especificações Tabela 2: Estabilidade do Zero
Tipo RCCS30 RCCS31 RCCS32 RCCS33
ESPECIFICAÇÕES DE DESEMPENHO kg/h 0.0025 0.0085 0.019 0.045
Modelo T2a.EPS
- Detector remoto RCCS30 ao 33 : 2 tubos, design de baixa Tipo RCCS34 RCCS36 RCCS38 RCCS39 RCCS/T
vazão RCCT34 RCCT36 RCCT38 RCCT39 39 /IR
- Detector remoto RCCS34 ao 39 : design de 2 tubos kg/h 0.135 0.45 1.6 4.3 13
- Conversor remoto RCCF31 T2b.EPS
- Tipo integral RCCT34 ao 39 : design integral de 2 tubos
Dependência de pressão:
Fluído a ser medido : Líquidos, gases ou suspensões A rigidez dos tubos do Rotamass é ligeiramente dependente
da pressão da linha. O efeito da pressão estática da vazão
Itens de medição : Vazão mássica, densidade, mássica e densidade podem ser corrigidas pela configuração
temperatura e derivados de seus da pressão estática manualmente no menu.
valores: concentração, vazão RCCS30-RCCS34 : sem efeito de pressão relevante
volumétrica e vazão net Tabela 3: Efeito de pressão na vazão mássica (não corrigida)
Tipo RCCS36 RCCS38 RCCS39 RCCS/T
Medição de vazão mássica RCCT36 RCCT38 RCCT39 39 /IR

Tabela 1: Alcance de medição % da SS -0.0033 -0.0085 -0.009 -0.0456


taxa por HC -0.0049 -0.0126 -0.0133 -0.0675
Tipo RCCS30 RCCS31 RCCS32 RCCS33 bar Ti -0.0055 -0.0143 ---- ----

Qmax t/h 0.1 0.3 0.6 1.5 T3.EPS

Qnom t/h 0.045 0.17 0.37 0.9


T1a.EPS Medição da densidade
Alcance da medição : 0.3kg/l à 5 kg/ll
Tipo RCCS34 RCCS36 RCCS38 RCCS39 RCCS/T
RCCT34 RCCT36 RCCT38 RCCT39 39 /IR Não há medição da densidade para aplicação de gases
Qmax t/h 5 15 50 120 300 Precisão (em condições de calibração)
Qnom t/h 2.7 9 32 85 250 - RCCS30 :± 8 g/l
T1b.EPS
- RCCS31-33 :± 4 g/l
Qnom é a taxa de vazão de água que é de 1 bar de queda - RCCS/T34 :± 3 g/l
de pressão. O medidor de vazão tem um low cut automático - RCCS/T36 :± 2.2 g/l
de 0.05% do Qnom. - RCCS/T38, 39 :± 1.5 g/l
- RCCS/T34-39 :± 1 g/l (com calibração especial opção /K3)
Precisão - RCCS30-33 :± 2 g/l (com calibração especial opção /K3,
Líquido: bom isolamente térmico do detector,
- RCCS3 + RCCF31, :+/-0.1% do valor mensurado sensor de temp. fixa ou temp. externa)
RCCT3 +/- estabilidade zero (tabela 2)
Gás (opção /GA): Medição de Temperatura
- RCCS3 + RCCF31, : ±0.5% do valor mensurado Alcance de medição de temperatura do conversor:
RCCT3 ± estabilidade zero (tabela 2) Padrão e com /MT : -200°C à 230°C
Precisão baseada nas saídas frequency incluem os Com /HT : 0°C à 400°C
efeitos combinados de repetibilidade, linearidade Precisão : ±1°C ± 0.5% da leitura
e histerese. Para temperaturas de operação maiores que 80°C para mais
ou menos do que a temperatura do ambiente, o detector deve
Repetibilidade para líquidos :±0.05% ± estabilidade zero/2 ser isolado para manter a otimização da precisão.
Repetibilidade para gases :±0.25% ± estabilidade zero
Traçamento do aquecimento (Detector remoto RCCS34
Processo de batelada :acima da precisão específica se o ao 39/IR, para RCCS30-33 : sob pedido)
processo de batelada >1min. Para Aquecimento com o carregador de calor, isolamento e caixa
período curto de batelada (dt em s) de proteção. A temperatura máx. de superfície no interior da
a precisão decresce com a raiz caixa de proteção é de 40°C. Acima de 150° de temperatura
quadrada de 60/dt do processo, o isolamento de fábrica é recomendado. Entretanto
acima de 230°C de temperatura do processo, o consumidor
1.0
pode isolar o detector por si próprio.
0.9
0.8
Opção /T1: somente isolamento e proteção;
0.7
0.6 Opção /T2: isolamento, proteção e linha de aquecimento;
0.5
0.4 Opção /T3: igual ao /T2, porém com ventilação.
Erro em %

0.3
0.2 Conexão de processo para fluído carregador de calor é:
0.1
0 para tipo D flanges : EN DN15 PN40 Form B1
-0.1
-0.2
-0.3
para tipo A flanges : ANSI ½ - 150 lbs
-0.4
-0.5
para tipo J flanges : JIS DN15 10K
-0.6
-0.7
Pressão máx. : PN40
-0.8
-0.9
Classe de proteção : IP54, instalar proteção superior
-1.0
0 50 100 150 Para fluídos de baixa temperatura, pergunte sobre isolamento
Vazão em % do Qnom
especial.
F10.EPS

11-1 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Calibração para líquidos e gases - EN PN 63 : máx 63 bar


Os medidores de vazão ROTAMASS são calibrados na fábrica - EN PN 100 : máx 100 bar
com água. Condições de calibração: - ASME class 150 : máx 16 bar
- Água : 22.5°C ± 12.5°C - ASME class 300 : máx 42 bar
- Temperatura ambiente : 22.5°C ± 12.5°C - ASME class 600 : máx 83 bar
- Pressão do processo : 1 - 2 bar abs - ASME class 900 : máx 124 bar
Para aplicações de gases, escolha a opção /GA. - ASME class 1500 : máx 207 bar
Todas as especificações são baseadas nas referências de - JIS 10K : máx. 14 bar (1.4 MPa)
calibrações mencionadas acima, e um protocolo de calibração - JIS 20K : máx. 34 bar (3.4 MPa)
é anexado a cada instrumento. O RCCS30 ao RCCS33 têm uma conexão de processo
padrão de ¼ NPT F. Para esta conexão, o máx. de pressão
Calibrações especiais : permitida do tubo é o limite. Para todos os outros padrões
- Vazão mássica: com valores especificados do cliente entre de conexão de processo, favor localize a pressão máx. de
14 e 70% da vazão nominal (opção /K1) processo na tabela 9.
- Densidade: ajuste ao conversor específico e checagem com Pressão máxima do tubo em 25°C / 77°F :
com outro fluído e com outra densidade, aumento da RCCS30 / 31 / 32 / 34 : 210 bar / 3045 psi
precisão conforme especificado (opção /K3) RCCS36 : 185 bar / 2682 psi
- Vazão mássica: com Certificado DKD (German Calibration RCCS33 / 38 / 39 : 150 bar / 2175 psi
Service Certificate: traçado para as autoridade legais alemãs) RCCS39/IR : 100 bar / 1450 psi
(opção /K5) Para pressões maiores de temperatura do meio, precisam
– outras calibrações mediante pedido estar conforme segue:
- RCCS 30 / 31 / 32 / 34 / 36 / 39/IR
CONDIÇÕES NORMAIS DE OPERAÇÃO para 150°C / 302°F : nenhum
151 à 230°C / 303 à 446°F : 8% derating
Limites de temperatura ambiente 231 à 350°C / 447 à 662°F : 22% derating
- Detector remoto RCCS3: - RCCS 33 / 38 / 39
Padrão : -50°C à +80°C para 150°C / 302°F : nenhum
Opção /HT : -50°C à +65°C 151 à 230°C / 303 à 446°F : 10% derating
(mais de 280°C de temp. média) 231 à 350°C / 447 à 662°F : 23% derating
-50°C à +55°C Pressão superior mediante pedido.
(mais de 350°C de temp. média) A pressão máxima de um processo de um instrumento único
caixa do terminal inferior a 100°C é dada pelo valor mais baixo das conexões do processo ou
- Conversor remoto RCCF31 e tipo integral RCCT3: dos tubos. Os limites de temperatura máxima e pressão de
Alcance de trabalho do display : -20°C à +55°C processos de um instrumento são marcados nas plaquetas
Alcance do trabalho eletrônico : -40°C à +55°C de dizeres como TS e PS.
Início frio : acima de -30°C
Onde os medidores são montados em luz direta do sol, é Limite de conteúdo de gás
recomendado instalar uma proteção ao sol. Isto é Limite de conteúdo de gás é definido como o montante de
particularmente importante em países com temperatura gás que gera um erro (frequency error) no conversor. O
ambiente alta. limite de conteúdo de gás depende da viscosidade, tensão
da superfície e tamanho da bolha da mistura de líquido/gás.
Limites de umidade ambiente : 0 to 100% R.H.
O restante depende na taxa de vazão (quanto maior esta taxa,
Operação contínua demorada com 95% ou mais não é
menor será o limite de conteúdo de gás). Os valores dados
recomendada.
são para uma vazão de 50% do Qnom e água/ar.
Limites de temperatura do processo - RCCS30 ao 33 : sem limitação
- RCCS/T34: sem limitação
Detector:
- RCCS/T36: maior que 50%
- RCCS30 ao 39 : -180°C à 150°C
- RCCS/T38: aprox. 30%
- RCCS34 ao 39/MT : -180°C à 230°C
- RCCS/T39: aprox. 7%
(Alcance 150°C – 230°C
- RCCS/T39/IR: aprox.3%
recomendado com a opção /Tx)
Com misturas de líquidos/gases, a precisão da vazão mássica
- RCCS34 ao 39/HT : 0°C à 350°C (somente com opção /Tx)
especificada não será atingida.
- Sob pedido : -200°C à 150°C Por um curto período de aeração, uma função pode ser atingida
- Se o material do tubo/partes molhadas for titânio, o alcance para manter as saídas constantes durante o período de aeração.
de temperatura é o seguinte:
: -10 °C à 200°C Contenção secundária
Tipo integral: Pressão de ruptura para RCCS/T34-38 é típica acima de 120bar,
- RCCT34 ao 39 : -40 à 150°C para RCCS/T39 acima de 80 bar, para RCCS/T39IR acima
de 50bar. Entretanto, se a caixa do detector estiver exposta
Limites de temperatura do fluído carregador de calor
a esta influência, a pressão irá deformar e a medição será
(opção /T2 our /T3 somente para tipo remoto RCCS34 ao 39)
fortemente influenciada. Então, o teste de pressão da caixa
- Padrão : 0°C à 150°C
(opção /J1) pode ser feito somente na pressão onde a
- Com opção /MT : 0°C à 230°C deformação não ocorra. As caixas dos tamanhos RCCS30-33
- Com opção /HT : 0°C à 350°C podem não suportar pressão superior.
Para fluído de baixa temperatura, pergunte por isolamento especial.
Vazão de 2 fases, líquido/sólido e líquido/líquido
Limites de pressão do processo Vazão de 2 fases pode gerar erros negativos. Os erros são
De acordo com as taxas das bordas: proporcionais a diferença da densidade entre as 2 fases e
- EN PN 16 : max 16 bar o montante da segunda fase. Se as partículas (ou gotas)
- EN PN 40 : max 40 bar forem muito pequenas, erros não serão gerados.

IM 01R04B04-00E-E 11-2
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Fornecimento e consumo de energia - Duas saídas de Pulso / Saídas Status:


- Tipo AC : 90V à 264V AC, 47-63 Hz saída de contato passivo do Transistor, 30V DC, 200mA
Para versão Ex 250V AC máx. Saída 1 : 0 a 10000 pulsos/s
- Tipo DC : 20.5V à 28.8V DC Saída 2 : 0 a 2000 pulsos/s
Consumo : máx. 25VA / 10W Saída ativa de pulso não é isolada da corrente da saída 2.
Opção /NM : passiva, de acordo EN 60947-5-6
Opção /AP : saída ativa, 12V,6mA,R L> 10k
ESPECIFICAÇÕES MECÂNICAS Como saída frequency:
Classe de proteção : IP67 Saída 1 : 20Hz a 10000Hz
Saída 2 : 20Hz a 2000Hz
Materiais Erro adicional de 0.1% pode ocorrer abaixo de 800 Hz
- Caixa do Detector : Aço Stainless 316
- Entrada Status : Contato de voltagem livre,
- Caixa do terminal do conversor e detector (RCCS34 ao 39/IR):
fechada : < 200
: liga de Alumínio com Poliuretano com
aberta : > 100 k
revestimento resistente à corrosão
Saídas seguras intrínsecas (/KF2), total de 2 saídas
Cor do revestimento
- Uma saída de corrente passiva (energia adicional necessária) :
- Caixa do conversor : Verde menta
4 a 20 mA DC, separadas galvânicamente de outros sinais.
- Cobertura da caixa do terminal : Verde menta
Voltagem de fornecimento 10.5-30V DC (sem HART), 165mA
Partes molhadas Voltagem de fornecimento 16.75-30V DC (com HART), 165mA.
- RCCS30 ao 33: Resistência da carga : 20? à 600
Tubos : HC22/2.4602 Efeito de temperatura ambiente : < 0.05% do span/10°C
Conexões do processo : 316L/1.4404 - Uma saída de pulso / saída status:
- RCCS34 ao 39 e RCCT34 ao 39: Saída passiva de contato do Transistor , 30 V DC, 100 mA
Tubos e conexões do processo Taxa de saída : 0 a 2000 pulsos/s
: 316L/1.4404 ou Hastelloy C22/ Como saída frequency : 20 – 2000Hz
2.4602 Opção /NM : passivo, de acordo EN 60947-5-6
- RCCS34 ao 38 e RCCT34 ao 39: Erro adicional de 0.1% pode ocorrer abaixo de 800 Hz.
Tubos e conexões do processo Comunicação digital
: Titânio B265 Gr.2 / 3.7035
- Sinal de comunicação HART, sobreposta em 4 -20 mA
- RCCS39/IR :
sinal DC (Iout1)
Tubos e conexões do processo
: 316L/1.4404 - Carga de resistência : 230 - 600 (incluindo cabo)
- Linha de espaçamento : 15 cm ou mais, evita
Tabela 4: Diâmetro dos tubos de medição de energia cabeamento paralelo
Tipo RCCS30 RCCS31 RCCS32 RCC S33 - Comprimento do Cabo ? : 2 km se cabos „CEV” forem
Diâmetro interno mm 1.2 2.1 3 4.5 usados
Espessura da parede mm 0.2 0.25 0.25 0.25 Funções de : Configuração do parâmetro é
T5a.EPS
configuração possível através do uso de switches
no visor ou com comunicação HART.
Tipo RCCS34 RCCS36 RCCS38 RCCS39 RCCS39
RCCT34 RCCT36 RCCT38 RCCT39 /IR Funções do visor
Diâmetro interno mm 7.6 13.4 22.1 37.2 55.1 - Até 4 linhas.
Espessura da parede mm 0.91 1.24 1.65 2.6 2.6 - 3 idiomas selecionáveis (Inglês, Alemão e Francês)
T5b.EPS
- Taxa instantânea de vazão, densidade, temperatura ou
DIRECTIVA DO EQUIPAMENTRO DE PRESSÃO 97/23/EC vazão totalizada podem ser mostradas.
- Módulo: H; Grupo de fluído: 1; Categoria: III
Funções de Amortecimento : Configurado com 0.4s (63%
tempo de resposta) à 200 segundos, controla o visor e saídas.
ESPECIFICAÇÕES ELÉTRICAS
Fornecimento de energia Resistência de isolamento do conversor
- Tipo AC : 90V à 264V
90V à 250V para o tipo Ex Quando surgem faiscadores são removidos
- Tipo DC : 20.5V ~ 28.8 V - entre terminais de energia e aterramento : 100 M / 500 V DC
Taxa do circuito de quebra externo: 5A, 250V (No conversor - entre terminais de energia e I/O : 20 M / 100 V DC
não está instalado um switch de energia). - entre terminais de I/O e aterramento : 20 M / 100 V DC

Fusível no Board Base Força dielétrica


- Tipo AC : 2 A, T, capacidade 1500A Quando surgem faiscadores são removidos
- Tipo DC : 2 A, T, capacidade 1500A - entre terminais de energia e aterramento : 1,500 V AC para 1 min

Padrão de sinal I/O ESPECIFICAÇÃO CABO REMOTO RCCY03


- Duas saídas padrões: 6 pares; par shieldado; par trançado; shieldando geral
4 a 20 mA DC, separadas galvânicamente de outros sinais, Li2Y(St) + CY 6x2 AWG24
Resistência da carga : 20 à 600 Alcance Temp. (RCCY031/032) : -50°C à 70°C
Corrente de falha de acordo com NAMUR NE43 Alcance Temp. (RCCY033/034) : -30°C à 105°C
Efeito de temperatura ambiente : < 0.05% do span/10°C Loop de resistência : 180 /km
Linearidade : 0.008mA ≡ 0.05% do span Capacidade cabo/cabo (RCCY031/032) : 80 nF/km
Configurando alcance URV para líquidos: 5-100% do Qnom Capacidade cabo/cabo (RCCY033/034) : 190 nF/km
Capacidade cabo/shield : 118 nF/km
Configurando alcance URV para gases: 1-100% do Qnom
Indutância : 0.6mH/km
RCCY033/034 : propagação de flama de acordo IEC 60332-1

11-3 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

PERDA DE PRESSÃO Fig.4 : Perda de pressão RCCS33


A perda de pressão depende da velocidade, viscosidade e
Viscosidade (mPas)
da densidade do fluído. Para fluídos newtoniano, a perda de 4

Perda de pressão (mbar)


10
pressão é mostrada na tabela 8 (1kg/l, 1mPas) e figuras 1
a 9. 500

Tabela 8 ; Perda de pressão 10


2
100
Tipo RCCS30 RCCS31 RCCS32 RCCS33 50

Qmax bar 4.45 2.72 2.34 2.5 10


0
1
Qnom bar 1.11 0.97 1.0 1.01 10

T6a.EPS 0.1

Tipo RCC S34 RCCS36 RCCS38 RCCS39 RCCS39


RCCT34 RCCT36 RCCT38 RCCT39 /IR 10
-2
1 10 100 1000
Qmax bar 2.5 3.01 3.58 2.35 1.40
Qnom Vazão (kg/h)
bar 0.98 0.95 0.97 0.98 1.00 F4.EPS
T6b.EPS
NOTA:
- As figuras 1 a 9 mostram a perda de pressão para fluídos Fig.5 : Perda de pressão RCCS/RCCT34
newtoniano,
Viscosidade (mPas)
densidade é 1kg/l, viscosidade conforme mostrado. 4

Perda de pressão (mbar)


10
Favor informar-se sobre as perdas de pressão para fluídos
1000
não newtonianos com seu representante Yokogawa. 500

- As perdas de pressão são válidas para vazões constantes. 10


2

Vazão pulsante causa uma uma grande perda de pressão 100


50
considerável em geral. 10
1
0
10
0.1

Fig.1: Perda de pressão RCCS30


5
10 -2
10
Viscosidade (mPas) 10 100 1000
Perda de pressão (mbar)

Vazão (kg/h)
F5.EPS
100
3
10 50

10
1
Fig.6 : Perda de pressão RCCS/RCCT36
0.1
10
1
Viscosidade (mPas)
4
10
Perda de pressão (mbar)

1000
-1
10 2 500
1 10 100 1000 10

Vazão (kg/h) 100


50
F1.EPS 10
1
0 0.1
10
Fig.2 : Perda de pressão RCCS31

4
Viscosidade (mPas)
Perda de pressão (mbar)

10 -2
500 10
100 1000 10000

100 Vazão (kg/h) F6.EPS


2 50
10

10
1
0.1
10
0 Fig.7 : Perda de pressão RCCS/RCCT38
Perda de pressão (mbar)

-2 10
4 Viscosidade (mPas)
10
1 10 100 1000

Vazão (kg/h)
F2.EPS
2
10 1000
500
Fig.3 : Perda de pressão RCCS32
100
0 50
Viscosidade (mPas) 10
4 10
Perda de pressão (mbar)

10 1

500 0.1

-2
10
10
2 100 100 1000 10000
50
Vazão (kg/h)
F7.EPS
10
0
10
1
0,1

-2
10
1 10 100 1000

Vazão (kg/h)
F3.EPS

IM 01R04B04-00E-E 11-4
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Fig.8 : Perda de pressão RCCS/RCCT39


DICAS DE PLANEJAMENTO E INSTALAÇÃO
Limites de Projeto
Viscosidade (mPas)
Perda de pressão (mbar)
1000 É de responsabilidade do usuário o uso do instrumento
dentro das limitações dadas de projeto. Erosão e corrosão
1000 influenciam a precisão e podem restringir os limites de
10 500 temperatura / pressão. Assim sendo, corrosão e erosão
devem ser evitadas.
100
50
10 Instalação
0.1 1
0.1
O medidor de vazão pode ser instalado verticalmente,
hozirontalmente ou em qualquer outra posição, desde que
0.001
os tubos de medição estejam completamente preenchidos
10
2
10
3
10
4
10
5
com o líquido de medição durante o processo.
Vazão (kg/h) F8.EPS
Dimensionamento
O alcance de medição e precisão são virtualmente
independentes das condições do fluído e do tamanho da
Fig.9 : Perda de pressão RCCS/RCCT39/IR
tubulação de conexão. Selecione um tamanho nominal ideal
para os diagramas de perda de pressão. Confira se a taxa
Viscosidade (mPas)
Perda de pressão (mbar)

1000 de medição e precisão em vazão mínima se encaixam com


a aplicação. Os cálculos de perda de pressão são baseadas
em fluídos Newtonianos. Para o uso correto do tamanho e
10 1000 dimensionamento, use o software Yokogawa RotaMass Sizing.
500

100 Aplicações Sanitárias


0.1 50 Para aplicações sanitárias, selecione a conexão de processo
10
1 S4 ou S8. A superfície molhada será? Ra 1.6µm. Entretanto,
se a opção /SFx for selecionada, a rugosidade da superfície
0.001 será Ra < 0.8µm e com /SF2 um certificado com 3 pontos
2 3 4 5 6
10 10 10 10 10
de medição de rugosidade é entregue. O certificado EHEDG
Vazão (kg/h) F9.EPS mostra que Rotamass está de acordo com o critério EHEDG
sobre a capacidade de ser limpo com um processo CIP. A
avaliação não inclui as conexões de processos e seladores.

Cavitação
Para evitar cavitação, mantenha a pressão traseira do fluído
suficientemente abaixo da pressão de vapor do fluído. Para
fluídos de baixa viscosidade, a seguinte condição deve ser
atingida na temperatura dada:
pback > pboiling + 0.7*
Com p = perda de pressão (ex. dada pelo programa de
dimensionamento).
Estabilidade a Longo Prazo
Para conseguir uma deflexão estável dos tubos pelas forças
coriolis, a rigidez e assim sendo a espessura da parede tem
que manter uma medição constante. Com corrosão ou erosão
o fator do medidor é o deslizamento com tempo e a
recalibração é necessária. Selecione o material do tubo
resistente apropriado para o processo!

Serviço de Recalibração
Yokogawa oferece via o centro de vazão Europeu (Rota
Yokogawa, Germany) serviço total de recalibração, se
necessário com um certificado rastreável aos padrões
nacionais Alemães. Contate se afiliado Yokogawa ou
diretamente ROTA YOKOGAWA, Germany.

Detecção e Isolamento Térmico


Basicamente o detector pode ser isolado pelo cliente. O
conversor não deve exceder em mais de 50°C. Assim sendo,
nunca isole o conversor e mantenha o pescoço livre também
de isolamento. Para ter certeza de não super aquecer o
conversor ou a caixa de conexão, escolha uma das opções
/ Tx (isolamento ou traçamento de calor da Yokogawa). Para
temperaturas entra 150°C e 230°C escolha a opção /MT e
instalação remota. Para fluídos de baixa temperatura,
pergunte sobre isolamento especial.

11-5 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Instalação em processos acima de 100°C de temperatura Dependências de Pressão / Temperatura das conexões
Para prover de esfriamento suficiente para o instrumento, ele de processos
deve ser instalado na posição vertical ou horizontal com o Veja também os limites de pressão do processo no capítulo
conversor abaixo. Isto é recomendado para o tamanho “Condições normais de operação”.
RCCT/S36 e maiores sem a opção /Tx.
Medição de Densidade RCCC30-33
Instalação em processos abaixo de 0°C de temperatura Para uma medição precisa de densidade, é necessário ter
Capa de gelo deve ser evitada porque pode influenciar a uma medição precisa de temperatura. Devido a pequenas
performance. Assim sendo, o detector deve ser isolado vazões, a transferência de calor para a temperatura do
pelo cliente e pelo fabricante. Pergunte para o seu sensor é baixa e a leitura de temp. pode ser insuficiente
representante da Yokogawa sobre o isolamento especial. para alcançar a precisão requerida de densidade. Isole o
Se os clientes quiserem isolar por conta própria, uma célula detector suficientemente, configure uma temp. fixa (se for
fechada de foam como material de isolamento é recomendado constante) ou use “Temp. gain adjust” para corrigir a leitura
para evitar sifão de água. Neste caso a opção /S2 deverá insuficiente de temperatura.
ser selecionada.

Função de ajuste do zero


O zero pode ser ajustado automaticamente tanto pela
configuração dos switches no visor ou com comunicação
HART, com a entrada status quando o fluído estiver parado
e o detector preenchido. Para assegurar que nenhuma
condição de vazão pare. uma válvula deverá ser instalada.
Para atingir a precisão específica, um ajuste do zero deverá
ser realizado nas condições do processo (pressão, temp.).
Monitore o status “free of gas” checando a densidade do fluído.

Tabela 9: Taxa de pressão


1 Temperatura média
Tipo de conexão do processo ) para 30°C 50°C 100°C 150°C 200°C 250°C 300°C 350°C
A1 Flange acc. ASME B16.5 Class 150 15.9 bar 15.3 bar 13.2 bar 12.0 bar 11.0 bar 10.2 bar 9.7 bar 8.4 bar
A2 Flange acc. ASME B16.5 Class 300 41.4 bar 40.0 bar 34.5 bar 31.2 bar 28.7 bar 26.7 bar 25.2 bar 24.0 bar
A3 Flange acc. ASME B16.5 Class 600 82.7 bar 80.0 bar 69,6 bar 62,8 bar 58,3 bar 54,9 bar 52,1 bar 50,1 bar
A4 Flange acc. ASME B16.5 Class 900 124.1bar 120.1bar 104.4bar 94.2 bar 87.5 bar 82.4 bar 78.2 bar 75.2 bar
A5 Flange acc. ASME B16.5 Class 1500 206.8bar 200.1bar 173.9bar 157.0ba r145.8bar 137.3bar 130.3bar 125.4bar
D2 Flange acc. EN1092-1 PN16 16 bar 15.6 bar 14.2 bar 12.8 bar 11.7 bar 10.9 bar 10.3 bar 9.9 bar
D4 Flange acc. EN1092-1 PN40 40 bar 39.1 bar 35.6 bar 32.0 bar 29.3 bar 27.2 bar 25.8 bar 24.7 bar
D5 Flange acc. EN1092-1 PN63 63 bar 61.6 bar 56.0 bar 50.4 bar 46.2 bar 42.8 bar 40.6 bar 38.9 bar
D6 Flange acc. EN1092-1 PN100 100 bar 97.7 bar 88.9 bar 80.0 bar 73.3 bar 68.0 bar 64.4 bar 61.8 bar
G9 Internal thread G1/4" (RCCS30-33) veja pressão do tubo --------------------------
T9 Internal thread 1/4" NPT (RCCS30-33) veja pressão do tubo --------------------------
G9 Internal thread G1/4" (RCCS34) veja pressão do tubo
T9 Internal thread 1/4" NPT (RCCS34) veja pressão do tubo
Temperatura média
mais de 120°C 220°C 300°C 350°C
J1 Flange acc. JIS B 2220 10K 14 bar 12 bar 10 bar -----
J2 Flange acc. JIS B 2220 20K 34 bar 31 bar 29 bar 26 bar
Temperatura média
mais de 140°C *)
mais de DN40 40 bar
Conexão do tubo *) abaixo da restrição usando
S2 DN50 ao DN100 25 bar
acc. DIN11851 materiais de ligação confiáveis
acima de DN100 16 bar
Temperatura média
mais de 150°C **)
Conexão do grampo acima de DN50 16 bar
S4
acc. DIN32676 acima de DN50 10 bar **) abaixo da restrição usando
materiais de ligação confiáveis
Clamp acc. Tri-Clamp mais de 2 em (2") 16 bar
S8
acima de 2 em (2") 10 bar
1
) todas as conexões de processo de acordo com AISI 316L (1.4404 / 1.4435) T8.EPS

IM 01R04B04-00E-E 11-6
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

11.2 Dimensões
Tipo integral RCCT3
(246)
122 124
Sem indicador 30 32 30

(266)
Com indicador (147) 122 144
85 30 32 50
(66)

Ø123
49
H3
H2

52

H4
H1

L3 W1
L2 W2
L1±5

Nota: as dimensões das bordas dependem do tamanho e do grau de pressão das bordas

Modelo L1 L2 L3 H1 H2 H3 H4 W1 W2 Peso
RCCT34 [mm] ver tabela 10 272 212 180 212 278 80 60 80 13 kg
RCCT36 [mm] ver tabela 10 400 266 233 212 278 80 76 90 17 kg
RCCT38 [mm] ver tabela 10 490 267 274 222 288 100 89 110 26 kg
RCCT39 [mm] ver tabela 10 850 379 430 240 306 135 129 160 64 kg
RCCT39/IR [mm] ver tabela 10 870 455 453 272 338 200 155 200 92 kg
As dimensões são dadas em mm
F12.EPS

11-7 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Conversor remoto RCCF31

Sem indicador
Ø102 75

17
120
91.6

201
Ø123

63.5
30 32 30 85
124 122 (147)
(246)

Com indicador
Ø102 75
17
120
91.6

201
Ø123

50 32 30 85
63.5

144 122 (147)


(266)
F13.EPS

Peso: Tipo Padrão: 4 kg


Tipo à prova de explosão: 4.5 kg

IM 01R04B04-00E-E 11-8
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Conversor remoto RCCS30 a 33

±3

±3

F15.EPS

Dimensões em mm.
Peso (sem as bordas): 3.5kg

Detector Remoto RCCS34 para 39/IR

Ø116
L1±5 Ø116

80
H6
117

H5
H4

H1

L3 W1 Opção /S2 e /MT

L2 W2

Modelo L1 L2 L3 W1 W2 H1 H4 H5 H6 Peso
RCCS34 [mm] ver tabela 10 272 212 60.3 80 180 80 157 237 9.5 kg
RCCS36 [mm] ver tabela 10 400 266 76.1 90 233 80 157 237 13 kg
RCCS38 [mm] ver tabela 10 490 267 88.9 110 265 100 167 247 22 kg
RCCS39 [mm] ver tabela 10 850 379 129 160 430 135 185 265 60 kg
RCCS39/IR [mm] ver tabela 10 870 455 155 200 453 200 217 297 88 kg
F14.EPS

11-9 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Conversor remoto RCCS34 a 39/IR com opção /Tx (Isolamento / Aquecimento)

Conexão de Aquecimento Conexão do Processo


opcional /T2 ou /T3
L4 ±5

L1 ±5
Ø116
L5

D2±5

ventilação D1±5 H6
opcional /T3
W3

H8 H9
H7

Modelo L1 L4 L5 D1 D2 H6 H7 H8 H9 W3 peso
RCCS34 [mm] ver tabela 10 420 310 200 330 237 411 273 138 240 18 kg
RCCS36 [mm] ver tabela 10 540 439 250 380 237 464 326 138 260 25 kg
RCCS38 [mm] ver tabela 10 640 530 250 430 247 524 376 148 260 37 kg
RCCS39 [mm] ver tabela 10 1000 884 350 580 265 684 520 165 304 95 kg
RCCS39/IR [mm] ver tabela 10 1040 932 350 590 297 730 530 200 343 125kg

Conexão padrão de aquecimento: EN DN15 PN40, ASME 1/2 - 150, JIS DN15 10K de acordo com a conexão do processo
F16.EPS

IM 01R04B04-00E-E 11-10
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

11.3 Modelos, Sufixos e Códigos da Operação


Tipo integral RCCT3, Códigos Modelo e Sufixo :
Modelo Código Descrição Restrições
de Sufixo
RCCT34 Valor nominal: 2.7 t/h = 45 kg/min
RCCT36 Valor nominal: 9 t/h = 150 kg/min
RCCT38 Valor nominal: 32 t/h = 533 kg/min
RCCT39 Valor nominal: 85 t/h = 1420 kg/min
RCCT39/IR Valor nominal: 250 t/h = 4170 kg/min
Fornecimento -A 100 - 264 V AC
de energia -D 24 V DC
Direção do H1 Instalação do detector na horizontal, os tubos para baixo recom. para serviço líquido
indicador H2 Instalação do detector na horizontal, os tubos para cima recom. para serviço de gás /GA
V0 Instalação do detector na vertical
N0 Sem o indicador
Conexão do M M20 x 1.5
conduíte do cabo A ANSI 1/2“ NPT obrigatório com /FF1 ou /FF3
Tamanho da conexão de 23 ¾´´
processo *) 01 DN 15 , ½“
02 DN 25 , 1“
04 DN 40 , 1 ½“
05 DN 50 , 2“
06 DN 65 , 2 ½“
08 DN 80 , 3“
10 DN 100, 4“
12 DN 125, 5“
15 DN 150, 6”
Grau e estilo da A1 ASME flange class 150 , process connection dim. + facing acc. ASME B16.5
conexão de processo *) A2 ASME flange class 300 , process connection dim. + facing acc. ASME B16.5
A3 ASME flange class 600 , process connection dim. + facing acc. ASME B16.5
A4 ASME flange class 900 , process connection dim. + facing acc. ASME B16.5
A5 ASME flange class 1500 , process connection dim. + facing acc. ASME B16.
D2 EN flange PN 16, process connection dim + facing acc. EN1092 - 1 Form B1
D4 EN flange PN 40, process connection dim + facing acc. EN1092 - 1 Form B1
D5 EN flange PN 63, process connection dim + facing acc. EN1092 - 1 Form B2
D6 EN flange PN 100, process connection dim + facing acc. EN1092 - 1 Form B2
J1 JIS flange 10K, JIS B 2220
J2 JIS flange 20K, JIS B 2220
S2 Thread acc. DIN 11851
S4 Clamp, process connection dimensions acc. DIN 32676
S8 Clamp, process connection dimensions acc. Tri-Clamp
G9 G female
T9 NPT
Material das partes molhadas *) SL Aço Stainless 316L (1.4404)
HC Hastelloy C-22 (2.4602) somente RCCT34 ao 39
TI Titânio B265 Gr.2 (3.7035) somente RCCT34 ao 38
*) veja tabela de seleção de conexões e materiais de processos (tabela 10)

11-11 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Tipo integral RCCT3, Código da Opção:


Opções Código Descrição Restrições
da Opção
Aprovações em áreas perigosas /KF1 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança intrínseca sem /FB
/KF2 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança sem /FB
intrínseca + saídas seguras intrínsecas *)
/KF3 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança intrínseca, somente com /FB
/KF4 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança somente com /FB
intrínseca + saídas seguras intrínsecas *)
/FF1 FM aprovação para USA + Canada, conversor à prova de somente conduíte de conexão de cabo "A",
chama + detector segurança intrínseca sem /FB
/FF3 FM aprovação para USA + Canada, conversor à prova de somente conduíte de conexão de cabo "A",
chama + detector segurança intrínseca somente com /FB
/UF1 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF1 (em preparação)
/UF2 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF2 (em preparação)
/UF3 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF3 (em preparação) somente com /FB
/UF4 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF4 (em preparação) somente com /FB
Comunicação Fieldbus /FB Comunicação digital (protocolo FOUNDATION Fieldbus,
referir-se à GS 01R04B05-00E)
/LC1 Dispõe de uma função de controle block PID somente com /FB
/EE Proporciona a capacidade de download de software somente com /FB
Saída Ativa de Pulso /AP Uma saída ativa de pulso sem /KF2
Switch NAMUR /NM Uma saída de pulso de acordo com EN60947-5-6 (NAMUR) sem /FB
Níveis de Alarme Analógico /NA Níveis de alarmes de saídas analógicas 2.4mA ou 21.6mA sem /FB
(Padrão de acordo com NAMUR rec.43)
Número Tag /BG Com o número tag especificado do cliente nas plaquetas
Face com flange /DN Bordas com ranhuras seguras de acordo com EN 1092-1 form D somente para flanges EN, sem HC e Ti
Medição de Gás /GA Medição de gás, ajuste e configuração especiais de fábrica
Calibração Especial /K1 Vazão mássica: valor cheio de escala especificado do cliente
/K3 Densidade: com certos líquidos 0.7 < < 1.3 kg/l
/K5 Vazão mássica: com certificado DKD (rastreável pelo padrão sem /FB
nacional Alemão)
Certificados /P2 Certificado de complacência com o pedido de acordo com
EN 10204: 2004- 2.1
/P3 Como /P2 + relatório de teste de acordo com EN 10204: 2004- 2.2 (QIC)
/P6 Certificado de material de acordo com EN 10204: 2004- 3.1
/P8 Relatório de teste de pressão de medição do sistema
/H1 Partes molhadas livres de óleo e gordura
/CRN CRN aprovação para bordas ASME
Sanitário /SF1 Rugosidade da superfície, Ra = 0.8µm somente RCCS34 ao 39/IR, só para conexões
de processo S4 ou S8
/SF2 Como /SF1 + Relatório de teste da rugosidade de partes molhadas
/SA Como /SF2 + Declaração de conformidade 3A e marcação 3A
no medidor de vazão
/SE Como /SF2 + certificado EHEDG
Configuração do Cliente /PS Folha de configuração com dados do cliente deve ser encaminhado com o pedido
Teste de Pressão da Caixa /J1 Teste de prova de pressão de ruptura e certificado:
40 bar (RCCT34, RCCT36), 25 bar (RCCT38),
10 bar (RCCT39, RCCT39/IR)
Revestimento Epoxy /X1 Revestimento Epoxy da caixa do conversor
Medição da Concentração /Cxx Para detalhes, veja tabela "Opções de Medição de Concentração”
Manuais de Instrução /IEn Quantidade de manuais de instrução em Inglês n = 0 ao 9 selecionável **)
/IDn Quantidade de manuais de instrução em Alemão n = 0 ao 9 selecionável **)
/IFn Quantidade de manuais de instrução em Francês n = 0 ao 9 selecionável **)
Entrega Rápida /QD Entrega dentro de 24 horas da fábrica sem RCCT39/IR,
não para o tamanho de conexão 12,
não para o grau de conexão A3,
A4, A5, D5, D6, J1,J2, S2, S4, S8,
somente material SL,
sem /KF2, /UF2, /FB, /DN, /GA,
/K1, /K3, /K5, /H1, /CRN, /SF1, /SF2,
/SE, /SA, /PS, /J1, /T1, /T2, /T3, /X1, /Z
Pedido Especial /Z Projeto especial deve estar especificado em um texto extra.
*) Este é um dispositivo a prova de chama, não um dispositivo de segurança intrínseca !
**) Se nenhum manual de instrução for selecionado, somente um CD com manuais de instrução será enviando com o instrumento.

IM 01R04B04-00E-E 11-12
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Detector remoto RCCS3, Código de Modelo e Sufixo:


Modelo Código de Descrição Restrições
Sufixo
RCCS30 Valor nominal: 0.045 t/h = 0.75 kg/min
RCCS31 Valor nominal: 0.17 t/h = 2.8 kg/min
RCCS32 Valor nominal: 0.37 t/h = 6.2 kg/min
RCCS33 Valor nominal: 0.9 t/h = 15 kg/min
RCCS34 Valor nominal: 2.7 t/h = 45 kg/min
RCCS36 Valor nominal: 9 t/h = 150 kg/min
RCCS38 Valor nominal: 32 t/h = 533 kg/min
RCCS39 Valor nominal: 85 t/h = 1420 kg/min
RCCS39/IR Valor nominal: 250 t/h = 4170 kg/min
Conexão de -M M20x1,5
conduíte do cabo -A ANSI 1/2 NPT obrigatório com /FS1
Tamanho da conexão 41 ¼´´
de processo *) 01 DN 15 , ½“
23 ¾´´
02 DN 25 , 1“
04 DN 40 , 1 ½“
05 DN 50 , 2“
06 DN 65 , 2 ½“
08 DN 80 , 3“
10 DN 100, 4“
12 DN 125, 5“
15 DN 150, 6”
Grau e estilo da A1 classe de borda ASME 150, conexão de processo dim. + facing de acordo ASME B16.5
conexão de processo , *) A2 classe de borda ASME 300, conexão de processo dim. + facing de acordo ASME B16.5
A3 classe de borda ASME 600, conexão de processo dim. + facing de acordo ASME B16.5
A4 classe de borda ASME 900, conexão de processo dim. + facing de acordo ASME B16.5
A5 classe de borda ASME 1500, conexão de processo dim. + facing de acordo ASME B16.5
D2 borda EN PN 16, conexão de processo dim + facing de acordo EN1092 - 1 Form B1
D4 borda EN PN 40, conexão de processo dim + facing de acordo EN1092 - 1 Form B1
D5 borda EN PN 63, conexão de processo dim + facing de acordo EN1092 - 1 Form B2
D6 borda EN PN 100, conexão de processo dim + facing de acordo EN1092 - 1 Form B2
J1 borda JIS 10K , JIS B 2220
J2 borda JIS 20K , JIS B 2220
S2 Thread de acordo DIN 11851
S4 Grampo, diâmetro interno DIN
S8 Tri-Clamp, diâmetro interno ANSI
G9 G fêmea
T9 NPT

Material das partes molhadas *) SH 316L (1.4404) e Hastelloy C-22 (2.4602) para tubo somente RCCS30 ... 33
SL Aço Stainless 316L (1.4404) somente RCCS34 … 39IR
HC Hastelloy C-22 (2.4602) somente RCCS34 … 39
TI Titânio B265 Gr.2 (3.7035) somente RCCS34 … 38
*) veja tabela de seleção de conexões e materiais de processos (tabela 10)

11-13 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Detector remoto RCCS3, Código de Opção:


Opções Código de Descrição Restrições
Opção
Instalação em área perigosa /KS1 aprovação de segurança intrínseca ATEX
/FS1 aprovação FM para USA e Canada somente conexão de conduíte de cabo "A"
/US1 INMETRO aprovação para Brasil (em preparação)
Número Tag /BG Com número tag especificado do cliente na plaqueta
Face com flange /DN Bordas com ranhuras de segurança de acordo EN 1092-1 form D somente para bordas EN, não HC+Ti
Medição de Gás /GA Medição de gás, ajuste e configuração especial de fábrica selecione afiliado RCCF31 com /GA
Alcance estendido de temp. /MT 150°C< T média < 230°C somente RCCS34 ao 39/IR, sempre com /S2,
cabo remoto RCCY033 / 034 recom.
Versão de alta temperatura /HT T média acima de 350°C somente em combinação com /Tx,
somente RCCS34 ao 39/IR, não TI,
cabo remoto RCCY033 / 034 recom.
Calibração especial /K1 Vazão mássica: escala de valor cheio especificado do cliente
/K3 Densidade: com certos líquidos 0.7 < < 1.3 kg/l
/K5 Vazão mássica: com certificado DKD (rastreável com o sem /FB
padrão nacional Alemão)
Certificados /P2 Certificado de Complacência com o pedido de acordo
com EN 10204: 2004- 2.1
/P3 Como /P2 + Relatório de teste de acordo EN 10204: 2004- 2.2
/P6 Certificado de material de acordo com EN 10204: 2004- 3.1
/P8 Relatório de teste de pressão medindo o sistema
/H1 Partes molhadas livre de óleo e gordura
/CRN aprovação CRN para bordas ASME
Sanitário /SF1 Rugosidade da superfície, Ra = 0.8µm somente RCCS34 ao 39/IR, somente para
conexões de processos S4 ou S8
/SF2 Como /SF1 + Relatório de teste de rugosidade de partes molhadas
/SA Como /SF2 + Declaração de conformidade 3A e marcador 3A
no medidor de vazão
/SE Como /SF2 + certificado EHEDG
Set de montagem /PD 2 polegadas de tubulação de set de montagem somente para RCCS30 ao 33,
recomendado para RCCS30
Teste de pressão da caixa /J1 Teste e certificado de teste de prova de ruptura:
40 bar (RCCS34, RCCS36), 25 bar (RCCS38),
10bar (RCCS39,RCCS39/IR)
Isolamento/aquecimento do cliente /S2 Caixa do terminal em extensão para temperaturas altas sem /Tx
e baixas de processo
Isolamento / aquecimento /T1 Isolamento somente para RCCS34 ao 39/IR
/T2 Carregador de aquecimento somente para RCCS34 ao 39/IR
/T3 Carregador de aquecimento com ventilação somente para RCCS34 ao 39/IR
Revestimento Epoxy /X1 Revestimento Epoxy da caixa do terminal
Entrada Rápida /QD Entrega dentro de 24 horas da fábrica somente para RCCS34 ao 39,
não com tamanho da conexão 12,
não com grau da conexão do processo A3,
A4, A5, D5, D6, J1,J2, S2, S4, S8,
somente material SL,
sem /DN, /GA, /MT, /HT, /S2, /K1,
/K3, /K5, /H1, /CRN, /SF1, /SF2, /SE,
/SA, /PD, /J1, /T1, /T2, /T3, /X1, /Z
Pedido Especial /Z Projeto especial deve estar especificado em um texto extra.

Cabo para conectar RCCF31 ao RCCS3


Modelo Código de Código Descrição Restrições
Sufixo de Opção
RCCY031 Comprimento em “metro” temperatura ambiente máx. 70°C ; com /FFx : 50°C
RCCY032 Comprimento em “feet” temperatura ambiente máx. 70°C ; com /FFx : 50°C
RCCY033 Comprimento em “metro” temperatura ambiente máx. 105°C ; com /FFx : 85°C
RCCY034 Comprimento em “feet” temperatura ambiente máx. 105°C ; com /FFx : 85°C
Terminação de -0 Sem terminação, com set de terminação
cabos -1 Terminado
Comprimento do cabo Lxxx Entre o comprimento máx. 300 m /1000 ft ( com /FFx máx. 50 m / 165 ft )
Opções:
Instalação em área perigosa /KS1 Cabo azul para indicação Ex-i
Entrega rápida /QD Entrega dentro de 24 horas da fábrica somente RCCY031 e RCCY033, terminado (-1), L003, L005, L010

IM 01R04B04-00E-E 11-14
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Conversor remoto RCCF31


Modelo Código Código Descrição Restrições
Sufixo Opção
RCCF31 Conversor remoto a ser combinado com RCCS3
Fornecimento -A 100–264 V AC
de energia -D 24 V DC
Direção do H2 Com indicador
indicador N0 Sem indicador
Conexões dos conduítes dos M M20 x 1.5
cabos A ANSI 1/2“ NPT, somente para conexão de cabo de conexão do detector mandatório com /FF1 e /FF3
Opções:
Aprovações de áreas perigosas /KF1 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança intrínseca sem /FB
/KF2 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança sem /FB
intrínseca + saídas seguras intrínsecas *)
/KF3 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança intrínseca, somente com /FB
/KF4 Conversor à prova de chama ATEX + Detector segurança somente com /FB
intrínseca + saídas seguras intrínsecas *)
/FF1 FM aprovação para USA + Canada, conversor à prova de Somente com conexão de cabo "A",
chama + detector segurança intrínseca sem /FB
/FF3 FM aprovação para USA + Canada, conversor à prova de Somente com conexão de cabo "A",
chama + detector segurança intrínseca somente com /FB
/UF1 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF1 (em preparação)
/UF2 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF2 (em preparação)
/UF3 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF3 (em preparação) somente com /FB
/UF4 INMETRO aprovação para Brasil, como /KF4 (em preparação) somente com /FB
Comunicação Fieldbus /FB Comunicação digital (protocolo FOUNDATION Fieldbus,
referir-se à GS 01R04B05-00E)
/LC1 Dispõe de uma função de controle block PID somente com /FB
/EE Proporciona a capacidade de download de software somente com /FB
Número Tag /BG Com o número tag especificado do cliente nas plaquetas
Saída Ativa de Pulso /AP Uma saída ativa de pulso sem /KF2
NAMUR Switch /NM Uma saída de pulso de acordo com EN60947-5-6 (NAMUR)
Níveis de alarme analógicos /NA Níveis de alarmes de saídas analógicas 2.4mA ou 21.6mA
(Padrão de acordo com NAMUR rec.43)
Medição de gases /GA Medição de gás, ajuste e configuração especial de fábrica selecione afiliados RCCS3x com /GA
Sem combinação /NC Sem combinação com o detector
Configuração do cliente /PS Folha de configurações com dados do cliente Deve ser emitido com o pedido
Revestimento Epoxy /X1 Revestimento Epoxy na caixa do conversor
Medição de concentração /Cxx Detalhes veja tabela "Opções de Medição de Concentração”
Manuais de instrução IEn Quantidade de manuais de instrução em Inglês n = 0 a 9 selecionável **)
IDn Quantidade de manuais de instrução em Alemão n = 0 a 9 selecionável **)
IFn Quantidade de manuais de instrução em Francês n = 0 a 9 selecionável **)
Entrega rápida /QD Entrega dentro de 24 horas da fábrica sem /KF2, /UF2, /FB, /GA,
/PS, /X1, /Z
Pedido especial /Z Projeto especial deve ser especificado em um texto extra
*) Este é um dispositivo a prova de chama, não um dispositivo de segurança intrínseca !
**) Se nenhum manual de instrução for selecionado, somente um CD com manuais de instrução será enviando com o instrumento.

Opções de Medição de Concentração (outros conforme requerido) :


Opção Display Componentes Alcance da Alcance da Fonte da tabela de concentração / densidade
concentração temperatura

/C01 °Brix Açúcar / água 0 - 85 °Brix 0 - 80°C Mensagens PTB 100 5/90:
“A densidade soluções de sacarose aguada após a introdução da
escala internacional de temperatura de 1990 (ITS1990)“ Tabela 5
/C02 WT% NaOH / água 2 - 50 WT% 0- 100°C D´Ans -Lax, Manual para químicos e físicos Vol.1, 3ª Edição, 1967

/C03 WT% KOH / água 0 - 60 WT% 54-100°C D´Ans -Lax, Manual para químicos e físicos Vol.1, 3ª Edição, 1967

/C04 WT% NH4 NO3 / água 1 - 50 WT% 0 - 80°C Fonte indefinida


3
/C05 WT% NH4 NO / água 20 -70 WT% 20 -100°C Fonte indefinida

/C06 WT% HCl / água 22 -34 WT% 20 – 60°C D´Ans-Lax, Manual para químicos e físicos Vol.1, 3ª Edição, 1967

/C07 WT% HNO3 / água 50 - 67 WT% 10 - 60°C Fonte indefinida

/C08 WT% H 2 SO 4 / água 2 –80 WT % 0 – 100°C D´Ans-Lax, Manual para químicos e físicos Vol.1, 3ª Edição, 1967
2 2
/C09 WT% H O / água 30 -75 WT% 4 - 44°C Fonte indefinida

/C10 WT% Glycol etileno / água 10 -50 WT% 20 - 40°C Fonte indefinida

/C11 WT% Amido = goma / água 33 - 43 WT% 35 - 45°C Fonte indefinida

/C12 WT% Metanol / água 35 -60 WT% 0 - 40°C Fonte indefinida

/C20 Vol% Álcool / água 55-100 Vol% 10 - 40°C Fonte indefinida

/C21 °Brix Açúcar / água 40-80 °Brix 75 -100°C Fonte indefinida


T9.EPS

11-15 IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
11. DADOS TÉCNICOS

Tabela de seleção de processos de conexão e materiais


Tabela 10
RCCS34 RCCS36 RCCS38 RCCS39 RCCS39/IR
RCCS30-33 RCCT34 RCCT36 RCCT38 RCCT39 RCCT39/IR

SH SL HC TI SL HC TI SL HC TI SL HC SL
01A1 ½"-150 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
01A2 ½"-300 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
01A3 ½"-600 250 380 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
01A5 ½"-1500 270 400 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
02A1 1"-150 240 370 370 390 500 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
02A2 1"-300 240 370 370 390 500 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
02A3 1"-600 260 390 ---- ---- 520 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
02A5 1"-1500 320 450 ---- ---- 540 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
04A1 1½"-150 250 380 370 390 500 500 520 600 ---- ---- ---- ---- ----
04A2 1½"-300 250 380 370 390 510 500 520 600 ---- ---- ---- ---- ----
Bordas de acordo com ASME B16.5

04A3 1½"-600 270 400 ---- ---- 530 ---- ---- 620 ---- ---- ---- ---- ----
04A4 1½"-900 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 640 ---- ---- ---- ---- ----
04A5 1½"-1500 340 470 ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
05A1 2"-150 ---- ---- ---- ---- 510 500 520 600 600 620 ---- ---- ----
05A2 2"-300 ---- ---- ---- ---- 510 500 520 600 600 620 ---- ---- ----
05A3 2"-600 ---- ---- ---- ---- 540 ---- ---- 630 ---- ---- ---- ---- ----
05A4 2"-900 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 720 ---- ---- ---- ---- ----
05A5 2"-1500 ---- ---- ---- ---- 660 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
06A1 2½"-150 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 610 600 620 ---- ---- ----
06A2 2½"-300 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 610 600 620 ---- ---- ----
06A3 2½"-600 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 640 ---- ---- ---- ---- ----
06A4 2½"-900 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 760 ---- ---- ---- ---- ----
08A1 3"-150 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 610 600 620 1000 1000 ----
08A2 3"-300 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 620 600 620 1000 1000 ----
08A3 3"-600 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 640 ---- ---- 1000 ---- ----
08A4 3"-900 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 760 ---- ---- ---- ---- ----
10A1 4"-150 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 1000 1100
10A2 4"-300 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 1000 1100
10A3 4"-600 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1030 ---- ----
12A1 5"-150 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 1000 1100
12A2 5"-300 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 1000 1100
12A3 5"-600 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1040 ---- ----
15A1 6"-150 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
15A2 6"-300 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
01D4 DN15 PN40 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
01D6 DN15 PN100 250 380 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
02D4 DN25 PN40 240 370 370 390 500 500 520 ---- ---- ---- ---- ---- ----
Bordas de acordo com EN1092-1

02D6 DN25 PN100 260 390 ---- ---- 520 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
04D4 DN40 PN40 240 370 370 390 500 500 520 600 ---- ---- ---- ---- ----
04D6 DN40 PN100 320 450 ---- ---- 560 ---- ---- 620 ---- ---- ---- ---- ----
05D4 DN50 PN40 ---- ---- ---- ---- 500 500 520 600 600 620 ---- ---- ----
05D5 DN50 PN63 ---- ---- ---- ---- 520 ---- ---- 620 ---- ---- ---- ---- ----
05D6 DN50 PN100 ---- ---- ---- ---- 590 ---- ---- 660 ---- ---- ---- ---- ----
08D4 DN80 PN40 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 610 600 620 1000 1000 ----
08D5 DN80 PN63 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 620 ---- ---- 1000 ---- ----
08D6 DN80 PN100 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 730 ---- ---- ---- ---- ----
10D2 DN100 PN16 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
10D4 DN100 PN40 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 1000 1100
10D5 DN100 PN63 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- ----
12D2 DN125 PN16 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
12D4 DN125 PN40 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 1000 1100
12D5 DN125 PN63 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- ----
15D2 DN150 PN16 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
15D4 DN150 PN40 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
01J1 DN15 10K 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
Bordas de acordo com JIS B 2220

01J2 DN15 20K 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
02J1 DN25 10K 240 370 ---- ---- 500 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
02J2 DN25 20K 240 370 ---- ---- 500 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
04J1 DN40 10K 240 370 ---- ---- 500 ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ----
04J2 DN40 20K 240 370 ---- ---- 500 ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ----
05J1 DN50 10K ---- ---- ---- ---- 500 ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ----
05J2 DN50 20K ---- ---- ---- ---- 500 ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ----
08J1 DN80 10K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 600 ---- ---- 1000 ---- ----
08J2 DN80 20K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 600 ---- ---- 1000 ---- ----
10J1 DN100 10K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- 1100
10J2 DN100 20K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- 1100
12J1 DN125 10K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- 1100
12J2 DN125 20K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- 1100
15J1 DN150 10K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
15J2 DN150 20K ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1100
01S4 Dn15 240 *) ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
Grampo DIN

02S4 Dn25 240 *) 370 *) ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
04S4 Dn40 240 370 ---- ---- 500 *) ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
05S4 Dn50 ---- ---- ---- ---- 500 ---- ---- 600 *) ---- ---- ---- ---- ----
06S4 Dn65 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ----
10S4 Dn100 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- ----
01S8 ½" 240 *) ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
Tri-Clamp

02S8 1" 240 *) 370 *) ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
04S8 1½" 240 370 ---- ---- 500 *) ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
05S8 2" ---- ---- ---- ---- 500 ---- ---- 600 *) ---- ---- ---- ---- ----
08S8 3" ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ----
10S8 4" ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- ----
DIN11851

02S2 Dn25 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
04S2 Dn40 ---- ---- ---- ---- 500 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
05S2 Dn50 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 600 ---- ---- ---- ---- ----
10S2 Dn100 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- 1000 ---- ----
41G9 G¼" female 240 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
01G9 G½" female 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
23G9 G¾" female 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
41T9 NPT¼" female 240 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
01T9 NPT½" female 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----
23T9 NPT ¾" female 240 370 ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ---- ----

dimensões em [mm] *) indisponível com opção /SFx, /SA, /SE T10.EPS

IM 01R04B04-00E-E 11-16
5ª Edição Nov. 2005
T9.EPS
IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005
IM 01R04B04-00E-E
5ª Edição Nov. 2005