Você está na página 1de 10

Universidade Nacional Timor Lorosa’e

Faculdade de Educação Artes e Humanidades


Licenciatura em Ensino de Língua Portuguesa
Estágio Pedagógico (ESG, 12 de Novembro)
Ano lectivo de 2019

Orientador : Valente de Araújo professora da turma :


Estagiário : Roeda Jacinta dos Santos Público-alvo : Alunos da Escola secundária 12 de Novembro (12o Ano CSH, a,b,c,d,e)
Data : 19/8/2019 Tempo : 80 + 80 + 80 + 80 + 80mn

Objectivos Conteúdos Actividades Meios/ Recursos Tempo


No final da aula, os alunos deverão ser Imagem da capa do  Pré- Leitura 15 mn
capazes de: Livro Mar Meu  Observação da imagem, a capa do livro
 Distinguir o texto poético do texto “Mar Meu”. Giz, Quadro,
narrativo;  Introdução a biografia do autor de Xanana Apagador
 Descrever a imagens da capa do livro Gusmão;
Mar Meu;
 Respeitar a opinião dos colegas;
 Desenvolver o gosto pela leitura;  Leitura Ficha do texto, 35 mn
 Entender o esencial do texto; Texto poético:  Leitura silenciosa pelos alunos., Ficha exercício.
 compreender características do “MAR MEU”  Leitura em voz alta pela professora;
poema; Xanana Gusmão  Leitura em voz alta por alguns alunos;
 Realização e correcção do exercício de
compreensão textual;
 Expressar em língua portuguesa Pós- Leitura Exercício de 30
com correcção;  Criação de um poema Acróstica aplicação
 Respeitar opinião dos colegas; apartir de um nome, pela
 Desenvolver a criatividade na professora;
elaboração de um poema  Criação de um poema acróstica
Acróstico. apartir de um nome, pelos
alunos;
Estagiária

(Roeda J. dos Santos)

Orientador Professora Cooperante

(Valente de Araújo) (Jovita Moniz da Silva)

Diretor da escola

(Aniceito Pedro da Costa. L.Ed)


Plano da Aula do Estágio Pedagógico.

ESG, 12 De Novembro, Becora.

PELA:

Nome : Roeda Jacinta dos Santos

Universidade Nacional Timor Lorosa’e

Faculdade de Educação Artes e Humanidade

Departamento da Língua Portuguesa

Ano Letivo 2019.


PRÉ-LEITURA
I. Observa a imagem do livro
1. que é que está na imagem?
R. É o mar.
2. que é que está escrita na imagem?
R. É o mar meu.
3. De que cor da imagem?
R. A cor da imagem é azul.
4. Quem é o autor desta escrita Mar Meu?
R. O autor do poema é Do Sr. Xanana Gusmão
I. LEITURA.

Responde as seguintes perguntas basea-se do poema “Mar Meu”

1. Quantas estofes têm o poema?


R. O poema têm 6 estrofes
2. Quem é o autor desta poema?
R. O autor desta poema é o Sr. Xanana

3. Em que ano, e onde é que o autor escreveu esta poema?

R. O autor escreveu esta poema no ano 1994, em Cipinang Indonesia.

4. Para quem o poema se refere?

R. O poema refere se para o seu povo Timor-Leste

5. Porque é que o autor escreveu o poema sobre o meu mar?

R- porque o autor queria espressar o seu sentimento de amor para o seu país sobre tudo o mar de Timor.
II. PÓS-LEITURA

1. A partir desta poema que o autor descreve, vocês podem criar outro poema em dois ou três estrofes. Por exemplos um poema
“Acrósticos” Timor-leste:
TIMOR – LESTE

Terra de sol nascente


Ilha predominante de lindas paisagens
Montanhas mais alta é o ramelau
Olhandos para cidade e montanhas com várias cores da natureza
Representa para outra nação que timor é uma nação rica

língua que se fala


em várias dialetos
sempre que se aprende mais e gosta
tanto mais se aprender, melhor a conhece.
Esperamos que esta nação consiga desenvolver.

liceu, 11 de março 2015


COMBINAÇÕES DE RIMA podemos encontrar os tipos de rimas externas e rimas emparelhadas, quando se
sucedem duas a duas rimas cruzadas quando rimamo 1o verso com o 3o. O 2o com o 4 etc. Rima interpolada quando
dois versos que rimam separados por rimas ou mais versos. Podemos considerar ainda as rimas encadeado quando a
palavra dum verso rima com o meio do verso seguinte.

Exemplos:
Amor é fogo que arde sem se ver (a)
É ferida que dói e não se sente; (b)
É um contentamente descontente; (b)
É dor que desatina sem doer, (a)

É um não querer mais que bem querer; (a)


É um andar solitário entre a gente; (b)
É nunca contentar-se de contente; (b)
É um cuidar que ganha em se perder; (a)

É querer estar preso por vontade: (c)


É servir a quem vencer, o vencedor; (d)
É ter com quem nos mata, lealdade; (c)

Mas como causar pode seu favor. (d)


Nos corações humanos amizade; (c)
Se tão contrário a si é o mesmo amor? (d) Camões

No soneto (poema constituido por duas quadra seguidas de dois terceitos) acima transcrito, as rimas (a) são interpoladas; as rimas (b) são
emparalhadas e as rimas (c) e (d) são cruzadas.

Vejamos agora um exemplo de rima encadeada:

“Dorme que eu velo sedutora imagem.

Grata miragem que no ermo vi;

Dorme – impossível – que eu encontre na vida

Dorme, querida que eu descanso aqui.”

Por fim, eis um exemplo de rimas internas:

Na messe que enlourece, estremece a permanesse

O sol celestial girassol, esmorece....

A RIMA
Chamamos rima à semelhança ou igualdade de sons no final ou no interior dos versos de uma estrofe. A rima consiste na correspondência
de sons em lugares determinados dos versos na poesia; no entanto, a sua existência pode contribuir para o ritmo, para a memorização e para
a expressividade do poema.

Há vários tipos de rima.

a) Rima emparelhada quando rimam versos seguidos, dois a dois: aa, bb, cc etc
Exemplo:
Não há, não (a)
Duas folhas iguais em toda a criação, (a)
Ou nervura a menos, ou célula a mais (b)
Não há certeza duas folhas iguais. (b)
b) Rima interpolada quando dois versos que rimam são separados por dois ou mais versos de rima diferentes: abba, abcda, etc.
Exemplo 1.
Umas vão e caem no charco cinzento (a)
E lançam apelos nas ondas que fazem (b)
Outras vão jazem (b)
Sem mais movimento (a)
Exemplo 2.
A verdade era bela (a)
Mas doía nos olhos (b)
Mas doía nos lábios (b)
Mas doía nos peito (c)
Dos que davam por ela. (a)
c) Rima cruzada quando os versos rimam alteradamente o 1o. Com o 3o., o 2o. Com o 4o., o 5o. Com o 7o.

Outras acerosas (a)


Redondas agudas (b)
Macias, viscosas (a)
Fibrosas, carudas. (b) António Gedeão