Você está na página 1de 6

Correção do Teste de Avaliação – Filosofia 11.

Argumentação e lógica formal – Lógica Proposicional


Distinção validade — verdade
Formas de inferência válida e principais falácias

GRUPO I

1.
1.1. B.
1.2. C.
1.3. B.
1.4. C.
1.5. A.
1.6. C.
1.7. A.
1.8. B.
1.9. D.
1.10. B.

GRUPO II

1.

a)

Expressão canónica Interpretação Formalização


Os bebés sentem dor e os P: Os bebés sentem dor.
adultos sentem dor. Q: Os adultos sentem dor. PQ

b)

Expressão canónica Interpretação Formalização


Se eu jogo futebol, então sou P: Eu jogo futebol.
elegante, se, e só se, o Q: Eu sou elegante. (P → Q) ↔ R
exercício físico ajuda a R: O exercício físico ajuda a
queimar calorias. queimar calorias.

1
José Ferreira Borges · Marta Paiva · Orlanda Tavares · Novos Contextos 11
c)

Expressão canónica Interpretação Formalização


Ouço música ou vejo P: Ouço música.
televisão. Q: Vejo televisão. PQ

d)

Expressão canónica Interpretação Formalização


Se sou escritor, então não P: Sou escritor.
sou analfabeto e tenho um Q: Sou analfabeto. P → ( Q  R)
estilo próprio. R: Tenho um estilo próprio.

2.

a)

P Q ( P  Q) ↔  ( P  Q)
V V F V F F F V
V F F F F V F F
F V V V V V V F
F F V V F F V V

Contingência.

b)

P Q ( P   Q) →P
V V F F F V F
V F F F V V F
F V V F F V V
F F V V V V V

Tautologia.

c)

P Q (P → Q)  (P  Q)
V V V V V
V F F V V
F V V V V
F F V V F

Tautologia.

2
José Ferreira Borges · Marta Paiva · Orlanda Tavares · Novos Contextos 11
d)

P Q ( P   Q)   ( P   Q)
V V F F F F V F F F
V F F F V F F F V V
F V V F F F F V V F
F F V V V F F V V V

Contradição.

3.

Interpretação Formalização Formalização


(proposição 1) (proposição 2)

P: Um quadro é belo. P↔Q Q↔P


Q: As cores harmonizam-se entre si.

P Q (P ↔ Q) ↔ ( Q ↔  P)
V V V V F V F
V F F V V F F
F V F V F F V
F F V V V V V

Trata-se de proposições equivalentes, porque a fórmula da sua bicondicional constitui uma


tautologia.

3
José Ferreira Borges · Marta Paiva · Orlanda Tavares · Novos Contextos 11
4.
4.1.

a)

Interpretação Formalização

P: Existem P→Q
extraterrestres. Q
P
Q: Existe vida
inteligente noutros
planetas.

P Q P → Q, Q P
V V V F F
V F F V F
F V V F V
F F V V V

O argumento é válido.

b)

Interpretação Formalização

P: A beleza é subjetiva. PQ


Q: Há coisas desconhecidas. P
Q

P Q P  Q, P Q
V V V F V
V F V F F
F V V V V
F F F V F

O argumento é válido.

4
José Ferreira Borges · Marta Paiva · Orlanda Tavares · Novos Contextos 11
c)

Interpretação Formalização

P: Platão estava certo. P→Q


P
Q: Aristóteles estava Q
errado.

P Q P → Q,  P Q
V V V F F
V F F F V
F V V V F
F F V V V

O argumento é inválido.

d)

Interpretação Formalização

P: Há respeito pelo P→Q


ambiente. Q→P

Q: O desenvolvimento
é sustentável.

P Q P→Q Q →P
V V V F V F
V F F V F F
F V V F V V
F F V V V V

O argumento é válido.

5
José Ferreira Borges · Marta Paiva · Orlanda Tavares · Novos Contextos 11
4.2.

a)
Modus tollens.

b)
Silogismo disjuntivo – modus tollendo ponens.

c)
Falácia da negação do antecedente.

d)
Contraposição.

5.

Interpretação
P: O Universo é finito.
Q: A vida é limitada.
R: Somos imperfeitos.
S: A justiça é variável.
T: A igualdade é escassa.

Trata-se de um silogismo hipotético.

(P  Q) → R
R → (S  T)
 (P  Q) → (S  T)

A→B
B→C
A→C

6
José Ferreira Borges · Marta Paiva · Orlanda Tavares · Novos Contextos 11