Você está na página 1de 82

Processo artístico

2006-2010

Ilca Barcellos
ilcabarcellos.blogspot.com

Processo Artístico 2006-2010

 1ª fase: Bichos - leitura similar aos seres da natureza
- apresentam acúleos, projeções epidérmicas ampliando
o contato destes com o mundo. Me aproprio da
nomenclatura científica para nomear os bichos
Felix ecdisium (gato-ecdise),Gallus spynosata (galo-
espinhoso) e o Sphenoda brunspinosa (lagarto-
acúleos)

 2ª fase: Hibridação - Me aproprio do conceito de
transgenia para “criar” seres transgênicos ou híbridos
Hipocampus saurus (cavalo marinho - dinossauro),
Felix crotalium (gato - cobra),Papyllionyda arboreum
(borboleta - árvore). Bichos “saltam” para o mundo
onírico fazendo uma ponte entre o real e o imaginário.

 3ª fase: Seres matriciais e embriões - simbolizam
a fertilidade e guardam o potencial da vida, do devir.

 4ª fase: Fósseis - seres que evocam a passagem
da vida de temporalidades diversas.

 5ª fase: Concrescentes – embriões “guardam” a
gênese e o devir, enquanto que concreções e
fósseis marcam o registro da vida, através de
diferentes temporalidades.

1ª fase: bichos x natureza

Superfície .epiderme do sapo .

Gallus spinosata e Ornytophylus caudatum .

Felix ecdisium .

Rhinocerus taurus e Felix ecdisium

Sphenoda brunspinosa no seu “habitat”

Epidermus aculeata

Pollypodos coralium

Detalhe do Pollypodos .

Crossapteris fossilium .

Detalhe da obra Crossapterys fossilis .

Crossapterys fossilis .

2ªfase: Híbridos ou transgênicos Mobylimorphos notatum .

.

Rhinocerus taurus(boi-rinoceronte) .

.

Hippocampus saurus .

Ara arboreum .

Zoophyta brasilis .

.

Ostheoclata fossilis .

Embryonoptus fertilus .

Pupallyum notatum .

Stomata broderium .

Ascydium vulgaris .

Pappilyonida arboreum .

incisões.3ªfase: Ecos da pele 1: seres matriciais e embriões que “brotam” da epiderme (pregas. circunvoluções. etc) .

.

Ecos da pele 1 .ser matricial e embriões .

.

embriões transitam sobre a superfície de seres matriciais.Ecos da pele 2 . .

Ecos da pele 2 – detalhe da obra .

Ecos da pele e embriões .

Ecos da pele 1 e 2 .

Ecos da pele 1 e 2 .

Ecos da pele 3 .

detalhe .Ecos da pele 3 .

.

Embriões se libertam e invadem o espaço .

embriões .

Série ovóides e embriões – Joaquina .

Embriões sob a pele .

Embriões sob a pele .

Embriões .

4ªfase: Concrescentes Temporalidades táteis .

Temporalidades táteis .

Temporalidades táteis .

Série fósseis –vestígio petrificado de seres vivos .

Série fósseis .

Série fósseis .

Série fósseis .

Série fósseis .

Série fósseis .

Processo de construção dos ovóides .

Detalhe da série ovóides .

Série ovóides e embriões .

Seres foliáceos .

Seres foliáceos .

Série Concreções .

Série Concreções .

Mimeticus arboreum .

Mimeticus arboreum .

Aculeata notatum .

Aculeata notatum .

.

.

.

.

“Vitória de Samotrácia” .

Coronaryus arboreum .