Você está na página 1de 7

23/01/2020 Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida | IAB Brasil

IAB DIGITAL NEWSLETTER BANCO DE ARQUITETOS

INSTITUCIONAL PROJETOS PUBLICAÇÕES IDEIAS Q+50 NOTÍCIAS CONCURSOS AGENDA CONTATO

Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida Departamento


Data: 15/05/2015 IAB AL
Departamento: Nacional
IAB AM

IAB BA
Arquiteto, professor, colega, amigo e, como gostava de
IAB CE
dizer, “organizador de espaços para a vida”. Miguel
Pereira exerceu vários papéis ao longo dos seus 82 IAB DF
anos de vida. Hoje, 15 de maio, ao completar um ano
IAB ES
da morte de Miguel Pereira, o Instituto de Arquitetos
do Brasil reuniu declarações de colegas de pro ssão, IAB GO
familiares e amigos em homenagem a esse grande
pro ssional, que dedicou a vida à arquitetura. Mais do IAB MG
que lamentar a perda, os arquitetos brasileiros IAB MS
celebram a história de vida de Pereira. Con ra a
seguir. IAB PB
 
IAB PE
“Miguel Pereira foi o primeiro incentivador da
candidatura brasileira como sede do Congresso IAB PI
Mundial de Arquitetos de 2020. A vitória em Durban,
que decidiu pela escolha do Rio de Janeiro IAB PR
(UIA2020Rio), o IAB dedica a ele. Ao longo de toda IAB RJ
sua vida, Miguel Pereira nos propôs o estudo e a
produção de uma arquitetura quali cada e IAB RO
comprometida social e politicamente. Em sua
IAB RS
homenagem, o nosso compromisso é tratar que, daqui
até 2020, os arquitetos brasileiros promovam uma IAB SC
ampla re exão sobre a pro ssão, a cultura arquitetônica e a quali cação do espaço brasileiro. Na
dimensão que Miguel ensinou: todos os mundos; um só mundo.” – Sérgio Magalhães, presidente IAB SP
do IAB. IAB TO

"Em nome da União Internacional de Arquitetos (UIA), gostaria lembrar o primeiro aniversário do IAB-SE
falecimento do nosso colega, o arquiteto Miguel Pereira. Ele era um arquiteto profícuo, cuja paixão
Nacional
e compromisso para elevar a qualidade da pro ssão se manifestam em seus incansáveis esforços
para a formação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR). Ele foi membro ativo
do Conselho da UIA, tendo sido vice-presidente para a Região III (Américas) entre 1999 e 2002 e
contribuído para a importância da UIA no Brasil. Foi ainda, em 2002, membro do júri do
importante concurso da UIA com o apoio da UNESCO, com o tema ‘Arquitetura e Água’.” - Esa
Categoria
Mohamed, presidente da UIA.
Tributos a Tomassini
 
“Miguel Pereira faz falta. Muita falta. Mas essas são palavras vazias, na medida em que ele cumpriu UIA2020Rio
plenamente seu papel nessa terra. Não há lugar para lamentações ou como ele diria: Não tem Sustentabilidade
curé-curé. Cheio de garra, suas últimas análises estavam na direção do vento, no som dos pássaros
e no seu olhar para a imensidão do mar. Nesse âmbito maior, onde as reuniões e construções RDC
passaram a ter seu peso especí co reavaliado, sua re exão voltou-se para o seu 1 m3 de chance,
Q+50
para a sua pesquisa interior e para o sentido da vida. Sem se apegar aos deuses criados pelo
homem, esse comunista de carteirinha estava consciente de seu lugar como Arcanjo maior de toda Projeto
uma tribo. Mais importante que isso, ele teve tempo de questionar-se e resolver-se como ser
humano. Fica aqui meus agradecimentos como lho, ao reconhecimento de seus pares e amigos a Patrimônio
este homem, meu pai.” – Tagore Pereira, lho de Miguel Pereira. Cursos
 
“Miguel Pereira criou situações de aprendizado inéditas na década de 1970, ocasião em que COSU

www.iab.org.br/noticias/miguel-pereira-o-organizador-de-espacos-para-vida 1/7
23/01/2020 Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida | IAB Brasil

trabalhou para a recuperação do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília. Concurso


Portanto, possibilitou que os nossos ideais de liberdade superassem os terríveis tempos de silêncio
Cidade Integrada
e ausência da Democracia. Desse modo, em toda a sua vida, acreditou que a Educação torna o
mundo e a sociedade melhores” – Cêça Guimaraens, diretora cultural do IAB e vice-presidente do Debates
IAB-RJ.
Enquetes
"Apesar de ter convivido pouco com Miguel Pereira, pude desfrutar da sua inteligência, além de Mobilidade
testemunhar sua mobilização pela arquitetura e sua compreensão aguçada do nosso papel na
construção quali cada do nosso país. O arquiteto Miguel Pereira sempre compreendeu o Manifesto IAB
protagonismo da arquitetura brasileira no cenário internacional. Por isso a conquista do Congresso
da UIA de 2020, no Rio de Janeiro, deve muito a ele." – Pedro da Luz Moreira, presidente do IAB-
RJ. 
 
“Com os artistas aprendemos a sentir a natureza, os homens e o mundo e, com os mestres de Notícias Recentes
caminho é possível reeducar a razão fria e cruel, muitas vezes hegemônica e controladora que a
globalização gerou. Há uns quinze anos, na Presidência do IAB-SC, fui apresentado ao Miguel. IAB manifesta-se contra
Posso a rmar que, daquele momento para frente, ganhei um professor, consultor e, declarações de Alvim
de nitivamente, um mestre. Não houve assunto relevante para a organização da pro ssão sobre o Discurso de entrega do
qual  não tenhamos trocado ideias a respeito, por e-mail, telefone, papel (que ele entendia mais Colar de Ouro a Clóvis
erótico pelo toque) ou pessoalmente, bebendo sempre um bom vinho. Arquiteto e político sábio, Ilgenfritz
da velha guarda, estrategista como poucos, era na imensa maioria das vezes, vitorioso. Até depois
de sua partida logrou êxito em seu último projeto, a luta pelo Congresso Mundial no Brasil. A Rio Capital Mundial da
vitória obtida em Durban consagrou a cidade do Rio de Janeiro como sede do Congresso Mundial Arquitetura é tema de
de Arquitetos “RIO 2020 - Todos os mundos um só mundo - Arquitetura 21”. Sou suspeito em encontro entre instituições
avançar falando sobre ele pela grande conexão que tivemos, na verdade o que resta é, como ele internacionais e brasileiras
gostaria, manter as coisas nos trilhos e sentir saudades de nossas boas conversas. Permanecem as
IAB-PR e IPHAN lançam
lembranças e os ensinamentos do mestre” – Roberto Simon, membro do Conselho Superior da UIA.
Concurso para Anexo ao
 
Casa Lacerda
“Amigos sempre lembram amigos. Em meados dos anos 1990, tive a chance de conhecê-lo no
Congresso Mundial da UIA em Montreal. Você já era uma pessoa honrada, membro do Conselho Evento termina com
UIA e presidente do IAB. Para os arquitetos de países anteriormente socialistas da Europa Central, conferência “Todos os
foi um momento incrível para conhecer outros pro ssionais de todo o mundo e, especialmente, Mundos, Um só Mundo”,
descobrir o trabalho dos colegas dos países da América do Sul. Conhecer a arquitetura brasileira e tema do UIA2020
os arquitetos brasileiros foi quase que um sonho para nós. Posteriormente, após o Congresso de
Pequim (1999), nós nos conhecemos no Conselho da UIA. Na época, você era vice-presidente da Documento foi produzido
entidade e me deu seu livro de trabalho para a UIA. Eu li o livro e ainda o tenho. Em seguida, tive a coletivamente no 21CBA
grande chance de estar em Brasília e me encontrei contigo. Você me mostrou sua biblioteca na
Universidade de Brasília e eu quei fascinado com o espaço entre os blocos e as áreas verdes.
Lembro-me da conversa com você durante os intervalos do Conselho da UIA ou das reuniões dos
grupos de trabalho. Lembro-me das conversas com você nos jantares. Obrigado pelos valores
espirituais que me ensinou. Obrigado por me ajudar a descobrir sua natureza maravilhosa e sua
excelente arquitetura. Nunca vou me esquecer da minha visita ao Brasil e dos nossos amigos em
comum. Amigos sempre lembram amigos.” - Martin Drahovský, eslovaco, ex-membro do Conselho
da UIA (1999-2005) e ex-vice-presidente da Região II da UIA (2005-2008).   (Texto original no
rodapé da matéria)
 
Conheci Miguel Pereira há 25 anos, no Congresso Mundial da UIA de Montreal, no Canadá. Ele foi
um grande arquiteto que sempre encorajou outros pro ssionais a pensar e olhar novas formas de
fazer as coisas. Ele adorava escrever, ensinar e pensar sobre arquitetura e incentivou os jovens a
fazerem o mesmo. Suas publicações foram muito interessantes e, de fato, apresentaram novos
ângulos para a arquitetura. Ele me incentivou a pensar de forma diferente e a trabalhar mais
dentro UIA.” – Louise Cox, ex-presidente da UIA (2008-2011) e secretária/tesoureira do Docomomo
Austrália.
 
“É com grande pesar que notamos a passagem do arquiteto Miguel Pereira. Miguel e eu servimos
juntos por quase 10 anos na sede do Conselho da União Internacional dos Arquitetos, em Paris, na
França. Ele trouxe sua magní ca inquietação sobre os arquitetos e a Arquitetura nutrindo
constantemente o que muitos consideram um processo único de pensamento e oratória. Sua visão
estava integralmente focada no futuro da qualidade de vida humana e no papel dos arquitetos no
aprimoramento dessa experiência. Miguel era um notório otimista. Não considerava nenhuma
situação muito problemática ou muito difícil. Muitas vezes permanecia em silêncio enquanto
outros defendiam suas posições, mas, quando nalmente respondia, todo mundo ouvia quando ele,
energicamente, abordava o assunto com minúcia, sempre ancorado na lógica. Poucos países

www.iab.org.br/noticias/miguel-pereira-o-organizador-de-espacos-para-vida 2/7
23/01/2020 Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida | IAB Brasil

tiveram um representante da nossa pro ssão com o vigor, a sinceridade, a inteligência e a simpatia
de Miguel Pereira. Suas contribuições permanecem como uma homenagem duradoura à sua
presença entre nós. É uma honra e um privilégio ter trabalhado com ele.” – Donald Hackl, ex-
tesoureiro da UIA.
 
“A última imagem que tenho do amboyant brilhante Miguel em Brasília é de 2012. Essa imagem
permaneceu inalterada por todos esses anos que eu o conheci. A imagem da paixão. Paixão em
suas relações com as pessoas, que oscilava entre amor e aversão. Paixão nos sentimentos sobre
arquitetura. Paixão no debate de opiniões em alto astral, que culminou em momentos de
divergências, como na Tunísia, com o colombiano Alejandro Sokoloff, e paixão quando nalmente
o abraça, pois a amizade é mais forte que as opiniões. Um momento em que compartilhamos o
verdadeiro espírito para o qual os nossos antecessores conceberam a UIA. Essa era sua visão
particular da UIA: um conjunto de líderes mundiais compartilhando amizade e ideais. Lembro-me
da mesma paixão em nossas discussões em São Paulo, na cobertura do restaurando do Hotel
Unique. Uma paixão carregada pelo seu amor à vida simbolizado pelo maravilhoso malbec que
compartilhamos. É assim que me lembro do meu querido amigo do Brasil. Essa é a encarnação de
Miguel Pereira.” – Gaetan Siew, ex-presidente da UIA e presidente-executiva da Global Creative
Leadership Initiative.

“Quando me tornei membro do Conselho UIA, na Assembleia em 1996, em Barcelona, comecei a


compartilhar a importância do reconhecimento do papel da Arquitetura no mundo. E isso foi
possível de várias maneiras. Em simples falas, ensinando e conversando sobre, promovendo-a
pessoalmente, etc. Durante essas décadas de atividades, conheci Miguel Pereira. Conheci um
gentleman. Conheci alguém muito consciente sobre a dimensão suplementar da Arquitetura e,
especialmente, sobre o signi cado e a responsabilidade do trabalho do arquiteto. Ele trouxe
estética e poesia em suas melhores formas para compreender a expressão arquitetônica, bem
como sua percepção. Fez isso de uma forma extraordinária, especial, nem sempre compreendida
por todos os colegas. Ele abstraiu isso como Rabindranath Tagore e escreveu: ‘Mãe, vou tecer um
colar de pérolas para seu pescoço com as minhas lágrimas de tristeza…’. Quando viajamos juntos
de Chandigarh para Shimla, na Índia, percebi a relação dele com aqueles lugares, de onde veio a
inspiração para dar nome ao próprio lho. Conheci o lho dele e não vejo Tagore há bastante
tempo, mas simbolicamente conheci a marca do poeta indiano na inauguração de seu monumento
que colocamos em nossa cidade quando fui vice-prefeito. Sim, naquele momento voei sobre o
oceano mentalmente e voltei a me aproximar de uma amizade que permanece para sempre…” -
Tomaz Kancler, ex-conselheiro e diretor da Comissão Internacional de Concursos da União
Internacional de Arquitetos (UIA)
 
“Penso que uma das formas de reverenciar sua memória – e de homenageá-lo na passagem desta
data – seria lembrar dele como um – raro, hoje em dia -  Arquiteto Completo. Como pro ssional da
prancheta, realizou importantes projetos de arquitetura. Teve, no exercício da docência,
participação destacada em sala de aula. Foi, no entanto, na área da Política Pro ssional que,
penso, Miguel Pereira teve sua atuação mais visível, permanente e extraordinária. Desde recém-
formado, engajou-se nas leiras do IAB, tendo sido vice-presidente e presidente do IAB-RS;
presidente nacional do IAB por três gestões; conselheiro vitalício do IAB Nacional a partir de 1977.
Ajudou a criar a ABEA, foi um dos criadores e coordenador da CEAU (Comissão de Ensino de
Arquitetura e Urbanismo do MEC), foi um dos incentivadores da criação dos sindicatos de
arquitetos. Foi vice-presidente da UIA. Foi um dos principais líderes nas longas e difíceis lutas
travadas durante anos pela materialização do CAU, nalmente constituído no nal de 2010. Penso
que esta atuação multifacetada, a semelhança da que tiveram arquitetos da estirpe de Vilanova
Artigas, de Demétrio Ribeiro, de Edgar Graeff – in exíveis, perseverantes e corajosos na defesa da
arquitetura e da cultura nacional – teve re exos concretos na promoção e no desenvolvimento da
arquitetura e de seu ensino no Brasil nos últimos sessenta anos. Creio que a memória de Miguel
Pereira deve ser reverenciada e homenageada. Os avanços e aprimoramentos da pro ssão e de seu
ensino dependem de gente como Miguel.” – Ivan Mizoguchi, arquiteto.

www.iab.org.br/noticias/miguel-pereira-o-organizador-de-espacos-para-vida 3/7
23/01/2020 Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida | IAB Brasil

Homenagem do IAB-RS a Miguel Pereira

Vídeo - Tiago Holzmann, presidente do IAB-RS.

"Distinguido pelo IAB-DN, por telefonema da colega Norma, me alio às homenagens ao  Miguel,
Arquiteto Miguel, Prof. Miguel, preferindo falar sobre o Miguel gente, que na sala de aula de
projeto, quando na década de 60, na Faculdade de Arquitetura da UFRGS: apesar dos ótimos
professores que tínhamos, ele era disputado pelos estudantes que gostavam do tipo desa ador do
professor, que incitava o aprendiz de Arquitetura e Urbanismo a atitudes criativas, lançando-os  a
voar além dos seus próprios territórios, criando espaços não só de arquitetura mas de cidadãos.
 
Outra que mostra a personalidade inquieta e contagiante do prof. Arquiteto Miguel, então
Presidente do IAB-RS, aconteceu na Rua da Praia, logo após o Golpe Militar de 64, quando junto
com os colegas, andávamos acuados e envolvidos pelos primeiros efeitos da Ditadura  que se
instalara, encontramos o Miguel, com seu ar e andar majestoso circunspecto (próprio do
Alegretense da fronteira oeste do RS), andávamos no sentido contrario ao dele e, no momento que
nos viu, esboçou um sorriso quase irônico ao que o interrogamos: - mas Prof. Miguel, não estás se
sentindo atingido pelo que aconteceu? – E ele retrucou - “Eu sim, mas vejam as gurias (mulheres)
que costumavam fazer o des le nesta passarela, que era a Rua da Praia, para elas o Golpe ainda
não chegou, pois continuam a des lar belas, lépidas e fagueiras: elas nos salvarão.”
 
Outra: Em certa ocasião, em reunião no IAB, o Miguel sentenciou: nós arquitetos, fazemos os
melhores documentos sobre a realidade em que vivemos, no entanto, isso resulta em nada.
Precisamos assumir a Política e suas grandes decisões.  Esta sentença me in uenciou, a ponto de
tornar-me um político (vereador, deputado federal, secretário de Estado...), foi um belo empurrão."
- Clovis Ilgenfritz da Silva, arquiteto.

"Há um ano o IAB perdia um de seus mais renomados quadros. O falecimento do colega Miguel
Alves Pereira ocorreu num momento marcante da nossa pro ssão; a implantação do CAU, que teve
no próprio Miguel, um de seus mais expoentes batalhadores. Miguel teve a oportunidade de
participar de momentos marcantes de nossa pro ssão, e foi fundamental nesses processos.

Essa trajetória começou com a Presidência do Departamento do IAB do Rio Grande do Sul em
1962/63. Teve também sua grande participação e premiações, no rico período de concursos
públicos de arquitetura da década de 60, e atuação na reabertura da Faculdade de Arquitetura e
Urbanismo da Universidade de Brasília, do qual foi diretor e também Presidente da Direção
Nacional do IAB em 1972/76, num dos períodos mais duros da ditadura, que culminou com sua
cassação como professor da Unb. Nesse período, foi também um dos fundadores da Associação
Brasileira de Escolas de Arquitetura (Abea).

Retornando ao Brasil, na década de 80, após um período no exterior, volta para São Paulo como
professor da FAU-USP, e em seguida é novamente eleito presidente do IAB -1989/1991 -, agora
num novo momento político do pais.

Após esse período, tem uma importante participação na UIA, que culmina com sua eleição à vice-
presidente em 1999.

A permanente atuação na vida pro ssional e no IAB, contribuem para a luta da criação de um
conselho pro ssional próprio dos arquitetos, iniciada a 50 anos atrás, alcançando sua eleição como
www.iab.org.br/noticias/miguel-pereira-o-organizador-de-espacos-para-vida 4/7
23/01/2020 Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida | IAB Brasil

conselheiro federal por São Paulo, ao CAU/BR.

Sua partida deixou um legado histórico para nossa pro ssão e a arquitetura brasileira, onde teve
papel vital nos principais eventos desse período.

Não poderá participar do Congresso Mundial de Arquitetura, da UIA, a ser realizado no Rio de
Janeiro, em 2020, do qual também foi um dos idealizadores, mas terá, sem duvida nenhuma, seu
passado e atuação, lembrados, não só nesse evento, mas por uma grande geração de arquitetos
que tiveram a oportunidade de conviver com ele nesse período." - Gilberto Belleza, presidente do
CAU/SP e ex-presidente do IAB e IAB-SP.

Legendas das fotos:


1 - Reunião no apartamento de Lúcio Costa, em 1991
2 - 3ª Reunião do Conselho Superior do IAB (COSU), em Goiânia, em 1973
3 - 4ª Reunião do Conselho Superior do IAB (COSU), em Recife, set/1973
4 - 4ª Reunião do Conselho Superior do IAB (COSU), em Recife, set/1973
5 - Encontro de diretores de escolas de arquitetura, em Brasília (set/1973)
6 - Miguel Pereira, Lucio Costa e dois arquitetos gaúchos (jan/1991)
7 - Miguel Pereira com arquitetos gaúchos: Rogério Malinski, Cládio Araújo, Albano Volkmer,
Andrea Mafuz e Ivan Mizoguchi
(As fotos foram cedidas por Tagore Pereira)
8 - Miguel Pereira
 

Friends always remember friends. As mid-aged architect in 90th I had a chance to meet you in UIA
Montreal Congress. You were already honourable person, UIA Council member, President of the
Brazilian Institute of Architects. For architects from previous socialist countries in Central Europe it
was amazing time to meet architects from all over the world and especially to discover work of
colleagues from South America countries. Brazilian Architecture and Brazilian architects were for
us like a dream to meet. Than, lately, after 1999 Beijing Congress we met each other at UIA council
as you were the UIA Vice-president. And you gave me your book Working for UIA. I red it and I still
have it. And than lately in I had a great chance to be in Brazil and Brasilia and to meet you. You
show me your Library at Brasilia University and I was fascinated by the space between the blocks
and by the greenery. I remember talks with you during the breaks at Council or working groups
meetings, I remember talks with you during the dinners. Thank you for teaching me lot about the
spiritual values. Thank you for helping me to discover your wonderful nature and your excellent
architecture.  I will never forget my visit to Brazil and Brasilia and our common friends. Friends
always remember friends. In honour of Miguel Perreira  - Martin Drahovský 

"I rst met Miguel Pereira 25 years ago at the 1990 UIA World Congress in Montreal, Canada. He
was a great architect who always encouraged other architects to think and to look at new ways of
doing things. He loved writing, teaching and thinking about architecture and encouraged younger
people to do likewise. His publications were very interesting indeed and gave a new angle to
architecture. He encouraged me to think differently and to work further within UIA.  He really
wanted Brazilian architects to work within the world body of architects and he made sure that they
were united into one body across Brazil and that they then worked together and worked globally
with and within the International Union of Architects. He himself was a UIA Councillor and UIA
Vice President for Region III, The Americas, and he contributed greatly to the UIA deliberations
during his time on the Council.Miguel we all miss you so much, thank you for all your wise words.
Your legacy lives on in the Council of the Brazilian Architects and so into the UIA." - Louise Cox, UIA
President 2008 to 2011.

" It is with great sorrow we note the passing of architect Miguel Pereira, both colleague and
friend. Miguel and I served together for nearly 10 years on the Council of the International Union
of Architects headquartered in Paris , France.  Miguel brought his wonderful concern for both
architects and architecture to bear constantly in what most would consider a unique process of
thought and declaration. His vision was consummately focused on the future quality of human
existence and the roles that architects held in enhancing that experience.  Miguel was the
proverbial optimist. No situation was too problematic  or too dif cult to consider. He often
remained quiet while others spoke but nally when he responded, everyone listened as he
energetically addressed the issue at hand logically and thoroughly. Few countries have had a
representative of our profession who possessed the vigor, candor, intellect and likeability of Miguel

www.iab.org.br/noticias/miguel-pereira-o-organizador-de-espacos-para-vida 5/7
23/01/2020 Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida | IAB Brasil

Pereira. His contributions stand as a lasting tribute to his presence among us. It is both an honor
and a privilege to have served with him." - Donald Hackl

"2012 was the last image I had of bright amboyant Miguel in Brasilia. This image has remained
unchanged   for all the years I have known him. An image of passion. Passion in his relations
with  people oscillating between love and aversion. Passion in sentiments about architecture.
Passion in debating opinions in high spirits. Culminating moments in Tunisia with strong
differences  with Colombian Alejandro Sokoloff. And passion when they nally embrace because
friendship is stronger than opinions. A time of sharing in the true spirit of what our elders thought
UIA  should be. That was his intimate UIA. A collection of world leaders sharing friendship and
ideals. I remember the same passion in our discussions in Sao Paulo in the roof top restaurant of
Hotel Unique. A passion heightened by his love of life symbolised by the wonderful Malbec we
shared.  This is how I remember my dear friend from Brazil.  This was the incarnation of Miguel
Pereira." - Gaetan Siew.

Assista o vídeo

Galeria de imagens

www.iab.org.br/noticias/miguel-pereira-o-organizador-de-espacos-para-vida 6/7
23/01/2020 Miguel Pereira, o organizador de espaços para a vida | IAB Brasil

Post sem comentários!

Clique aqui, para voltar para página de notícias Compartilhe Recommend 32 Tweetar

IMPRENSA CLIPPING CAU PARCEIROS IAB CONTATO

AV. LUCAIA, 317 - ED. RAPHAEL GORDILHO, SALA 203 - CEP 41940-660 - RIO VERMELHO - SALVADOR - BAHIA SIGA NAS REDES SOCIAIS

www.iab.org.br/noticias/miguel-pereira-o-organizador-de-espacos-para-vida 7/7

Você também pode gostar