Você está na página 1de 73

Plano Anual

1° Ano
PLANO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA- 1º ANO
PERSPECTIVAS 1. Envolver-se na escuta de gêneros de textos verbais orais, ampliando o vocabulário ativo e a capacidade de atenção voluntária, respeitando a
diversidade na expressão oral (o que e como é falado), para adequá-la aos diferentes contextos sociocomunicativos.
2. Atuar em variadas situações de práticas de oralidade, utilizando entonação adequada e emotividade, formulando intervenções orais com
liberdade, desenvoltura e respeito aos interlocutores e percebendo as diferentes variações e propósitos da língua falada, para expandir o uso da
linguagem em contextos públicos.
3. Participar de situações em que o professor lê gêneros de textos verbais escritos (literários e informativos), em diferentes suportes, a fim de
valorizar o ato de ler como fonte de informação e entretenimento.
4. Realizar a leitura de gêneros de textos verbais escritos e gêneros de textos multimodais, mesmo que não a faça de forma convencional, a fim de
valorizar o ato de ler como fonte de informação e de entretenimento.
5. Levantar hipóteses e realizar inferências a respeito da temática e da função do texto, nas situações de leitura, considerando as palavras e as
imagens, para a construção coletiva de significados e percepção de que os textos têm propósitos sociocomunicativos diferenciados.
6. Produzir escritas espontâneas, utilizando seu conhecimento sobre o sistema alfabético, em situações nas quais se faz necessário o uso da escrita
(etiquetas, anotações em agenda, registros para auxílio à memória nas brincadeiras, pontuação em jogos, nome dos participantes...), a fim de
perceber que os textos variam de acordo com situações reais de interlocução e se apropriar das convenções da escrita em seus diferentes usos.
7. Participar de situações de escrita coletiva de gêneros de textos verbais escritos e gêneros de textos multimodais, ampliando seu conhecimento
sobre os usos sociais e as convenções da língua escrita.
8. Ampliar seu conhecimento sobre o sistema alfabético da escrita (alcançando o nível alfabético), reconhecendo o conjunto de símbolos gráficos,
estabelecendo a relação entre grafema e fonema (em letras caixa alta e minúscula de imprensa), traçando as letras em caixa alta, seguindo a
direcionalidade da escrita e iniciando o processo de segmentação das palavras na produção de textos, para uma maior inserção na cultura escrita.

OBJETIVOS DO SEMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Interagir, em situações de escuta e de leitura, por 1. Emprega habilidades de leitura para:
meio dos diferentes gêneros de textos verbais
escritos, orais e multimodais: ASSEMBLEIA (para a 1.1. localização de informações explícitas;
tomada de decisões coletivas), POEMA, CRACHÁ, 1.2. compreensão de implícitos de fácil identificação;
RELATO PESSOAL, PARLENDA, LISTA, FÁBULA, 1.3. identificação da ideia central do texto e do contexto;
DRAMATIZAÇÃO, CONVITE, RECEITA e RÓTULO, 1.4. levantamento de hipóteses.
ampliando a escuta atenta e valorizando a leitura, 2. Utiliza atenção voluntária e concentração durante a escuta, considerando a fala do outro.
para desenvolver a competência sociocomunicativa. 3. Identifica aspectos não-linguísticos (tom da voz e movimentos corporais) como parte do
significado do que é dito.
4. Diferencia fala de escrita (como é o registro do que ouvimos/falamos).
5. Reconhece sequências lógicas de narrativas (começo, meio e fim).
6. Identifica elementos da comunicação: emissor e destinatário.
7. Reconhece a função social dos textos (para que foram produzidos, onde circulam, quem
produziu).

B1 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: CRACHÁ, RELATO PESSOAL
espontânea e coletiva, diferentes gêneros de textos (ORAL), LISTA, DRAMATIZAÇÃO (ORAL), CONVITE e RÓTULO, observando suas
verbais escritos, orais e multimodais: CRACHÁ, características.
RELATO PESSOAL (ORAL), LISTA, DRAMATIZAÇÃO 2. Participa das conversas em grupo:
(ORAL), CONVITE e RÓTULO, aprimorando seus
conhecimentos sobre as convenções da escrita, para 2.1. formulando questões pertinentes aos contextos apresentados;
desenvolver a competência sociocomunicativa. 2.2. esperando sua vez de falar;
2.3. apresentando ampliação do vocabulário ativo.
3. Fala com clareza, fluência, entonação, expressividade e linguagem corporal, considerando
os interlocutores.
4. Estabelece relação entre imagem e conteúdo verbal dos textos.
5. Participa da produção e reconstrução de textos coletivos, contribuindo com suas ideias.

C1 Aprimorar o uso do sistema alfabético da escrita, 1. Reconhece as letras do alfabeto.


reconhecendo o conjunto de seus símbolos gráficos, 2. Nomeia as letras do alfabeto.
a fim de instrumentalizar-se para leitura e produção 3. Traça as letras do alfabeto em caixa alta.
de textos verbais escritos. 4. Relaciona cada letra com seu valor sonoro.
5. Utiliza a escrita espontaneamente, mesmo que ainda não de forma convencional.
6. Escreve o próprio nome e utiliza-o como referência para a escrita e a leitura de outras
palavras.
7. Reconhece que a mudança na ordem escrita dos grafemas provoca alterações na formação
e no significado da palavra.
8. Compara palavras entre si, estabelecendo relações gráficas e sonoras.

A2 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: LEGENDA, CARTAZ, CONTO DE 1.1. localização de informações explícitas, dentre elas personagens e espaço;
ENCANTAMENTO, TRAVA-LÍNGUA, PLANFLETO, 1.2. compreensão de implícitos de fácil identificação;
COMENTÁRIO SOBRE LIVROS LIDOS, POEMA, REGRA 1.3. identificação da ideia central do texto e do contexto;
DE BRINCADEIRA e REPORTAGEM, valorizando a 1.4. levantamento de hipóteses;
escuta atenta, ampliando as habilidades de leitura, 1.5. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando a
para desenvolver o vocabulário ativo e a adequação à situação sociocomunicativa.
competência sociocomunicativa. 2. Utiliza atenção voluntária e concentração durante a escuta, manifestando a compreensão
do que ouve.
3. Identifica sequências lógicas, personagens e ambientes nas narrativas.
4. Lê palavras e frases com compreensão, entonação e modalização da voz.
5. Lê textos que circulam em meios impressos ou digitais para satisfazer curiosidades.
6. Reconhece o uso das letras maiúsculas e minúsculas de imprensa nos textos impressos ou
digitais.
7. Associa o tema presente em um texto ouvido a outros conhecidos e discutidos pelo grupo.
8. Reconhece a função social dos textos (para que foram produzidos, onde circulam, quem
produziu).
9. Estabelece relações do texto com o suporte em que é veiculado.

B2 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: LEGENDA, CARTAZ, RECONTO
individuais e coletivas, gêneros de textos verbais (ORAL), COMENTÁRIO SOBRE LIVROS LIDOS (ORAL), POEMA, observando suas
escritos, orais e multimodais: LEGENDA, CARTAZ, características.
RECONTO (ORAL), COMENTÁRIO SOBRE LIVROS 2. Participa das conversas em grupo:
LIDOS (ORAL), POEMA (completar quadrinhas com
rima, criar quadrinhas com rima), aprimorando seus 2.1. formulando questões pertinentes aos contextos apresentados;
conhecimentos sobre as convenções da escrita, para 2.2. esperando sua vez de falar;
desenvolver a competência sociocomunicativa. 2.3. apresentando ampliação do vocabulário ativo.
3. Fala com clareza, fluência, entonação, expressividade e linguagem corporal, considerando
os interlocutores.
4. Narra um acontecimento, respeitando a sequência dos fatos (início, meio, fim,
personagens e ideia principal).
5. Reconta histórias conhecidas, mantendo as características do texto original.
6. Estabelece relação entre imagem e conteúdo verbal dos textos.
7. Identifica semelhanças entre textos do mesmo gênero.
8. Utiliza rimas na construção de textos poéticos.
9. Participa da produção e reconstrução de textos coletivos, contribuindo com suas ideias.

C2 Ampliar o conhecimento sobre o sistema alfabético, 1. Utiliza a escrita espontaneamente, mantendo-se alfabético.
explorando as convenções da escrita, a fim de 2. Emprega corretamente a direcionalidade da escrita nas atividades propostas.
instrumentalizar-se para leitura e produção de textos 3. Compara palavras entre si, estabelecendo relações gráficas e sonoras.
verbais escritos. 4. Realiza escrita de frases simples, alfabeticamente, em letra caixa alta, segmentando as
palavras.
5. Distingue a ordem alfabética em diferentes situações de uso.
6. Identifica a diferença de significação das palavras, a partir da exploração de pares mínimos.

PLANO ANUAL DE LÍNGUA INGLESA - 1º ANO


PERSPECTIVAS 1. Atuar em atividades de grupo guiadas e operações simples, tais como jogos, performances, canções e rimas, fazendo uso de modelos
repetitivos, para identificar como a língua inglesa reflete práticas culturais.

OBJETIVOS DO SEMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Empregar a língua alvo em interação com professor e 1. Reconhece palavras faladas na língua inglesa.
pares, por meio de apresentação pessoal e de 2. Reage de forma verbal ou não verbal às questões propostas pelo professor.
amigos, cumprimentos, saudações, despedidas e 3. Respeita os turnos de fala.
comandos em sala de aula, identificando como a 4. Expressa o entendimento das informações explícitas pelo professor, por meio de
língua inglesa reflete práticas culturais, para diferentes linguagens.
desenvolver competências sociocomunicativas em 5. Relaciona a existência e a importância de outro universo linguístico e sua função
diferentes contextos. comunicativa com sua língua materna.

A2 Reproduzir textos verbais orais que envolvam 1. Reage de forma verbal ou não verbal às questões propostas pelo professor.
linguagem repetitiva, experimentando com padrões 2. Respeita os turnos de fala.
de som, rimas e formas não-verbais de expressão, 3. Desenvolve a oralidade, a partir de modelos pré-estabelecidos.
identificando como a língua inglesa reflete práticas 4. Realiza com pertinência atividades cujo desenvolvimento depende da escuta atenta e
culturais, para ampliar competências compreensão.
sociocomunicativas em diferentes contextos. 5. Relaciona a existência e a importância de outro universo linguístico e sua função
comunicativa com sua língua materna.
PLANO ANUAL DE MATEMÁTICA- 1º ANO
PERSPECTIVAS 1. Ampliar o significado de número, contando oralmente, lendo e escrevendo quantidades (100 ou mais - focando que dez unidades agrupadas
formam uma dezena), por meio de situações que problematizem as hipóteses de escritas numéricas, como no trabalho com as coleções e com
o apoio de diferentes portadores numéricos (calendários, quadros da centena, numeração das páginas de um livro, relógios, agendas escolares,
...), a fim de identificar as regularidades do Sistema de Numeração Decimal e expandir o uso das representações em diferentes contextos que
envolvem a linguagem matemática.
2. Resolver situações-problema convencionais e não-convencionais, por meio de materiais manipuláveis e da identificação de regularidades que
envolvem as primeiras ideias referentes às quatro operações fundamentais, utilizando procedimentos pessoais de cálculo mental (com ou sem
a utilização de registros escritos) e a identificação da necessidade do uso de técnicas convencionais na adição e na subtração, de forma individual
e coletiva, para aplicar os conceitos matemáticos em situações cotidianas e agir de forma crítica, criativa e ética em diferentes contextos.
3. Investigar aspectos do mundo físico, por meio da exploração, observação, identificação, comparação e representação de figuras geométricas
planas (triângulo, quadrado, retângulo e círculo) e espaciais (pirâmide, cubo, paralelepípedo, cilindro e esfera), utilizando diferentes materiais
(espelho, luz, argila, massa de modelar, vareta, lápis e papel - pautado, quadriculado, liso, ...), reconhecendo semelhanças, diferenças e simetrias,
associando estas representações planas às espaciais, a fim de apreciar as formas geométricas presentes no cotidiano.
4. Situar-se no espaço, em relação a si próprio, a objetos e pessoas, por meio de situações-problema (convencionais e não-convencionais), que
propiciem explorações sobre percepções de posições e deslocamentos, aprimorando sua consciência corporal e sua localização espacial,
possibilitando o desenvolvimento a autonomia, para localizar-se e deslocar-se no espaço.
5. Ampliar o significado de grandezas e medidas, compreendendo a sua natureza e reconhecendo as grandezas mensuráveis (comprimento, massa,
capacidade, tempo e sistema monetário), por meio de diferentes procedimentos de resolução de situações-problema (convencionais e não-
convencionais), utilizando unidades de medidas não-convencionais (palmos, passos, ...), instrumentos de medidas usuais e não usuais (lápis,
barbante, copos, colheres, xícaras, relógio, ampulheta, balança, cédulas e moedas brasileiras), que possibilitem a identificação do valor numérico
e da unidade de medida necessária, para comunicar de forma oral e escrita o resultado de uma medição, expandindo o significado de número e
o uso das representações numéricas em situações cotidianas.
6. Ler (individualmente e coletivamente, incluindo a leitura do professor) listas, tabelas (simples) e gráficos (simples em barra vertical) levantando
hipóteses, realizando inferências a respeito da temática e da função destes textos informativos, organizando dados e construindo
(individualmente, em pares, pequenos grupos e coletivamente) representações pictóricas, tabelas (simples) e gráficos (simples em barra
vertical), com o uso materiais tridimensionais e de quadriculados impressos e digitais, a fim de comunicar informações relevantes para o seu
contexto.

OBJETIVOS DO SEMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Construir o significado de número, contando 1. Lê e representa números naturais até 50 ou mais, utilizando as linguagens oral e escrita (registro
oralmente, lendo e escrevendo quantidades, a partir numérico e/ou pictórico), com o apoio de diferentes portadores numéricos.
de situações que problematizem as hipóteses 2. Ordena números naturais até 50 ou mais, utilizando a forma verbal e o registro numérico, com
numéricas e que auxiliem na análise das o apoio de diferentes portadores numéricos.
regularidades do Sistema de Numeração Decimal, 3. Compõe e decompõe um número até 50 ou mais, por meio de diferentes adições e com o
para expandir o uso das representações da suporte de material manipulável.
linguagem matemática e agir de forma crítica, 4. Estima quantidades de objetos de coleções.
criativa e ética. 5. Constrói sequências ordenadas de números naturais.

B1 Resolver situações-problema, utilizando 1. Indica o número de objetos de uma coleção, por meio do acréscimo ou da retirada de
procedimentos pessoais de cálculo que envolvem as elementos.
primeiras ideias referentes às quatro operações 2. Indica o número de objetos que será obtido se uma coleção for repartida em partes iguais, por
fundamentais, incluindo o trabalho com grandezas e meio de estratégias pessoais e cálculo mental.
medidas (tempo e sistema monetário) e listas, 3. Resolve situações-problema com diferentes significados de adição e subtração (juntar e separar),
tabelas e gráficos, levantando hipóteses e realizando por meio de procedimentos pessoais e estratégias de cálculo mental.
inferências, a fim de aplicar os conceitos 4. Resolve situações-problema que envolvem a noção de multiplicação e divisão, por meio de
matemáticos em situações cotidianas. estratégias pessoais.
5. Localiza informações sobre o tempo em um calendário (dias da semana e datas).
6. Reconhece cédulas e moedas do sistema monetário em situações cotidianas.
7. Participa de coleta e organização de dados para construir listas, tabelas (simples) e gráficos
(simples em barra vertical).
8. Lê informações apresentadas em listas, tabelas (simples) e gráficos (simples em barras verticais),
envolvendo resultados de pesquisas significativas.

C1 Compreender a localização de si, de pessoas e 1. Identifica a localização de pessoas e objetos no espaço em linguagem posicional (dentro, fora,
objetos no espaço e a geometria plana e espacial, acima, abaixo, na frente, atrás, ao lado, entre, ...), utilizando o corpo como referencial.
comparando-os com objetos do mundo físico, por 2. Nomeia figuras planas (quadrado, triângulo, retângulo e círculo) em diferentes posições.
meio da exploração, da identificação, da comparação 3. Identifica as diferenças entre sólidos geométricos (esfera e cubo).
e da representação, incluindo o significado de 4. Compõe e decompõe formas tridimensionais, utilizando pilha de cubos.
grandezas e medidas (comprimento, capacidade e 5. Resolve situações-problema envolvendo ideias da geometria plana e espacial.
massa), a fim de situar-se no espaço e ampliar a 6. Desenvolve a noção de grandezas e medidas, por meio de instrumentos de medição e unidades
percepção sobre as formas geométricas em situações de medidas não-convencionais.
cotidianas. 7. Compara tamanho, comprimento, capacidade e massa de diferentes objetos, utilizando
variados termos (mais alto, mais baixo, mais comprido, mais curto, mais grosso, mais fino, mais
largo, mais pesado, mais leve, cabe mais, cabe menos, entre outros).

A2 Construir o significado de número, contando 1. Lê e representa números naturais até 100 ou mais, utilizando as linguagens oral e escrita (registro
oralmente, lendo e escrevendo quantidades, a partir numérico e/ou pictórico), com o apoio de diferentes portadores numéricos.
de situações que problematizem as hipóteses 2. Ordena números naturais até 100 ou mais, utilizando a forma verbal (“maior que” e “menor
numéricas e que auxiliem na análise das que”) e o registro numérico, com o apoio de diferentes portadores numéricos.
regularidades do Sistema de Numeração Decimal, 3. Compõe e decompõe um número até 100 ou mais, por meio de diferentes adições e com o
para expandir o uso das representações que suporte de material manipulável.
envolvem a linguagem matemática e agir de forma 4. Conta quantidades de objetos de coleções, utilizando diferentes agrupamentos (2 em 2, 3 em 3,
crítica, criativa e ética. 5 em 5, 10 em 10).
5. Constrói sequências de números naturais, por meio de regularidades ou padrões na sequência
numérica (1 em 1, 10 em 10).

B2 Resolver situações-problema, utilizando 1. Compara o número de objetos de duas coleções, por meio do acréscimo ou da retirada de
procedimentos pessoais de cálculo referente às elementos.
quatro operações, incluindo o trabalho com 2. Resolve situações-problema com diferentes significados da adição e subtração (juntar,
grandezas e medidas (sistema monetário) e com acrescentar, separar e retirar), por meio de procedimentos pessoais.
listas, tabelas e gráficos, para expandir o uso das 3. Resolve situações-problema de multiplicação e divisão, por meio de estratégias pessoais.
representações da linguagem matemática e agir de 4. Reconhece as cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro para resolver problemas.
forma crítica, criativa e ética. 5. Constrói tabelas (simples) e gráficos (simples em barra vertical), a partir da coleta e organização
de informações relevantes para o seu contexto.
6. Resolve situações-problema com base em dados apresentados em listas, tabelas (simples) ou
gráficos (simples em barra vertical).

C2 Compreender o deslocamento e a posição de pessoas 1. Descreve o deslocamento e as posições relativas de objetos e/ou pessoas, em linguagem verbal
e objetos no espaço e a geometria plana e espacial, ou não verbal (dentro, fora, acima, abaixo, na frente, atrás, ao lado, entre, ...), considerando um
por meio da comparação, representação e ou mais pontos de referência.
identificação de relações entre as figuras 2. Representa figuras geométricas planas e outros objetos do cotidiano, por meio de desenhos
geométricas, incluindo o significado de grandezas e livres ou com o uso de malha quadriculada.
medidas (comprimento, capacidade e massa), a fim 3. Compõe e decompõe figuras geométricas planas, por meio de material manipulável.
de deslocar-se no espaço e ampliar a percepção 4. Diferencia figuras geométricas planas (quadrados, retângulos e triângulos), por meio de suas
sobre as formas geométricas e o significado de características (lados e vértices).
número em situações cotidianas. 5. Diferencia figuras planas e figuras espaciais (retângulo e paralelepípedo, quadrado e cubo) em
diferentes posições.
6. Identifica figuras planas como faces de figuras espaciais (quadrado no cubo, retângulo no
paralelepípedo, círculo no cilindro).
7. Compara o cilindro com a esfera.
8. Compara medidas de comprimento, capacidade e massa, por meio de estratégias pessoais de
medição e unidades de medida não convencionais.
PLANO ANUAL DE ARTE - 1º ANO
CONSTITUINTES ARTE VISUAL
- Comparações* entre e atribuição de sentido* para imagens artísticas* (desenhos*, pinturas*, colagens*, esculturas*, construções*, fotografias*,
filmes* e instalações*) feitas por artistas e artesãos regionais, nacionais e internacionais de diferentes épocas e lugares e pelas crianças percebendo-as
como expressão de experiências culturais, entendimentos e sentimentos humanos*. - Manipulação e escolha de diferentes objetos e materiais
explorando suas características, propriedades e possibilidades de uso. - Criação individual e coletiva de desenhos*, pinturas* e colagens* em diferentes
tipos e tamanhos de suporte/ superfície; fotografias*, esculturas*, construções* e instalações com diferentes materiais. - Criação de trabalhos artísticos
partindo da observação*, da memória* e da imaginação, representando cenas com detalhes, processos, objetos e seres em movimento*, sentimentos*
e representações transmodais* Ex.: pintar um cheiro, desenhar um som etc. - Noções dos elementos visuais expressivos: cor* (primária, secundária,
tonalidade, quente/ fria, linha* (reta/curva/quebrada e espessura grossa/fina), forma* (figurativa e abstrata), textura, volume e composição*.
CÊNICA
- Invenção de narrativas* (exposição de um acontecimento ou de série de acontecimentos reais ou imaginários por meio da linguagem cênica). -Cenário
(moldura da ação). - Criação e recriação de figurinos. - Improvisação de expressões vocais: volume, entonação, sons e onomatopéias Ex: blém, tictac. -
Experimentação e criação de expressões corporais* explorando o espaço e utilizando a linguagem gestual* para representação de personagens. -
Experimentação de diferentes personagens por meio da mímica*, faz de conta/fantasia e da atuação*. - Comparações* e atribuição de sentido* para
representações cênicas.
DANÇA
- Dança* sem estereótipos (representação de mundo com construções simplificadas e generalizadas. Características do estereótipo: uniformidade
[amplamente difundido], simplicidade [resumido] e adesão [ideia fácil de ser uniformizada]). - Comparações entre e atribuição de sentido para
apresentações de dança* em diferentes estilos e que explorem diversos tipos de movimento. Ex.: ballet clássico, jazz, dança contemporânea, sapateado,
dança de salão, danças regionais e folclóricas. - Criação de movimentos* a partir das apresentações de dança apreciadas, ampliando seu repertório. -
Combinação de elementos expressivos da dança utilizando diferentes partes do corpo e de diferentes maneiras Ex: combinação dos níveis de movimento
baixo ou alto com tempo e peso; combinação da fluência do movimento continua ou não com extensão e tempo ou peso. Peso: movimento leve/pesado.
Ex.: dançar com movimentos leves como uma borboleta ou com movimentos pesados como um rinoceronte. Tempo (associado ao ritmo e a velocidade).
Ex.: dançar de forma rápida e lenta. Fluência (se o movimento terá continuidade ou não): movimento ligado (aquele que não tem pausa) e movimento
quebrado (interrompido). Ex.: construir poses e ligar uma na outra sem interrupção. Espaço: Direção: frente*/ lado*/ trás*/ cima*/ baixo*/diagonal.
Níveis de movimento: baixo (movimentos que acontecem no chão) /alto (movimentos que acontecem em pé). Extensão do movimento: perto / longe.
Dimensão do movimento: pequeno / grande. Espaço pessoal (Kinesfera): o máximo que consigo me movimentar sem tirar os pés do lugar. (Permite
trabalhar respeito ao outro e a si mesmo*). Formas: simetria e assimetria. - Criação de suas próprias trajetórias (caminho do movimento),
experimentando transpor-se do chão para outros locais com diferentes partes do corpo. - Diferenciação, improvisação e transformação das ações básicas
em dança* Ex.: rolar*, saltar*, girar braços e tronco*, escorregar, deslizar, empurrar, puxar, torcer, segurar etc.
MÚSICA
- Audição, memorização, expressão e criação de canções*. - Audição de músicas* e criação de acompanhamento rítmico. - Recriação de sons de animais*,
sons produzidos pelo corpo* (percussão corporal,) sons da natureza*, sons do meio ambiente, instrumentos musicais e sons produzidos por diferentes
materiais sonoros* (percepção sonora). - Reprodução e classificação de propriedades do som: Altura (frequência das vibrações): agudo (vibração rápida
do som). Ex.: sons do pássaro e do violino / grave (vibração lenta do som). Ex.: sons do leão e do contrabaixo. Intensidade (som produzido com
maior/menor energia): sons fortes e sons fracos/suaves. Duração (tempo de emissão/propagação do som): breve/curto e longo. Timbre (qualidade do
som que depende dos materiais e do modo de produção do som) Ex.: uma flauta e um violão produzem a mesma nota, a mesma música de modos
diferentes. Densidade (qualidade do som que estabelece maior ou menor número de sons simultâneos, de concentração de eventos sonoros num
determinado lapso de tempo - som mais denso possui muitos sons simultâneos e som menos denso possui poucos sons simultâneos). Combinação do
som com o silêncio, comunicando mensagens. Comparações* entre e atribuição de sentido* para músicas* de diferentes estilos, épocas e culturas.
Interação e canto de partes de hinos (Ex.: Hino Nacional).
CONTEÚDOS - Diálogos com a Arte: aproximação lúdica das produções artísticas. - Jogos de faz de conta: experimentações visuais, gestuais, sonoras e cênicas. -
NUCLEARES Familiarização com universo artístico: releituras de obras de artistas de diferentes linguagens artísticas. - Construção de narrativas a partir da escuta de
obras do folclore e obras eruditas. - Diversidade das produções artísticas: variantes culturais e temporais. - Multiculturalismo na arte: diversos modos
de narrativas visuais, gestuais, sonoras e corporais. - Comparação de estilos. - Reconhecimento de diferentes culturas e diferentes linguagens. -
Diversidade cultural: minha arte e a arte do outro. - Observação de diferentes culturas e suas diferentes linguagens sem hierarquizações. - Dimensão
simbólica como produto cultural.

PLANO ANUAL DE CIÊNCIAS - 1º ANO


CONTEÚDOS - Os seres humanos e os outros seres vivos: características fundamentais dos seres vivos (animais e plantas) como nascer, crescer e morrer, espécies de
NUCLEARES animais e vegetais que fazem parte do cotidiano da criança. - Relacionamento/Convivência entre/ dos adultos e crianças com os animais do convívio e
1º SEMESTRE aqueles do entorno ou mais distantes. - Cuidados que devem ser tomados no estabelecimento de relações para a manutenção da saúde e da vida de
todos. - Cuidados com o corpo, ambiente e vida saudável: relação entre higiene, alimentação e desenvolvimento saudável, ressaltando as variações e
culturais locais. Tecnologias associadas aos cuidados com o corpo (vestimentas, higiene, alimentação e saúde). - Consumo consciente e lixo/resíduo:
redução, reutilização e reciclagem e impactos na natureza.

CONTEÚDOS - De que são feitos os objetos: propriedades dos materiais (plásticos, papel, vidro, metais etc.) presentes nas vivências infantis e suas transformações
NUCLEARES químicas e físicas. - Tempo: marcação do tempo e fenômenos naturais em diferentes culturas e épocas (dia e noite, estações do ano, noções de clima e
2ºSEMESTRE fenômenos. Ex.: chuva, tempestade, relâmpago, tsunami, furacão, terremoto, arco-íris, vulcão etc.).
PLANO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA - 1º ANO
CONSTITUINTES - Cuidados consigo e com o outro nas relações* (cuidados biopsicossociais). Ex.: rotinas de higiene, alimentação saudável, importância do sono, postura
(ex.: melhor maneira de erguer um objeto), conhecimento de si, sentimentos e afetos, estruturação dos vínculos interpessoais, resolução de conflitos,
combinados de bom convívio em grupo, cooperação, percepção e valorização de diferenças e semelhanças. - Diálogo entre os sentidos* Ex.: cor do som,
cheiro do gosto etc. e composição* com os signos Ex.: criação de um perfume*, criação de receita alimentar, criação de instalação sensorial*, de sons*
etc. tornando suas sensações conscientes (percepção) para construir significados com perspectiva cultural e estética. Ex. de signos: tato* (duro, firme,
macio, cremoso, delicado, mole, felpudo, frio, congelado, quente, morno, seco, enxuto, úmido, grudento, suado etc.), paladar* (doce, amargo, salgado,
azedo etc.), olfato* (doce, cítrico, picante, fétido, amadeirado etc.), visão* (cor*, linha*, forma*, textura visual*, luz e sombra etc.) e audição* (sons da
natureza*, produção de sons com objetos* e com o corpo*, direção do som etc.). - Contato com cultura corporal do movimento (“práticas corporais” ou
signos corporais que estão implícitos na nossa cultura e que devem ser transmitidos para as crianças como patrimônio cultural deste e de outros tempos):
jogos Ex.: motores, rítmicos, de oposição, de faz de conta, de construção, tradicionais, de percepção e comparações* entre atribuição de sentido* para
expressões corporais*. - Consciência corporal: imagem corporal, esquema corporal (representação que a criança possui de seu próprio corpo:
nomenclatura, localização das partes do corpo, postura, lateralidade e estruturação espacial), expressão corporal* Ex.: mímica* e expressões faciais*,
etc., trabalho de respiração e relaxamento como suspensão da tensão. - Motricidade ampla e fina: preensão, encaixe, rasgadura, modelagem*, pintura*,
desenho*, grafismo*, recorte, colagem* e alinhavo. Habilidades: rolar*, saltar*, girar braços e tronco*, pendurar-se, correr, trepar, pular, chutar, driblar,
lançar, arremessar, receber, rebater e conduzir bola com pés. Movimentos envolvendo capacidades físicas: agilidade, força, flexibilidade, resistência,
velocidade, equilíbrio Ex.: apoiar-se em um pé só, relaxamento, organização e orientação espaço-temporal.
CONTEÚDOS - Vivência de jogos individuais, coletivos, de competição e de cooperação. - Vivência de jogos tradicionais da cultura brasileira, bem como de outras
NUCLEARES culturas. - Conhecimento de seu corpo, esquema corporal, imagem corporal. - Experimentação de movimentos corporais. - Vivência de jogos de faz de
conta. - Vivência e conhecimento de elementos estruturantes de jogos de perseguir, de procurar e de tabuleiro. - Vivência do confronto em dupla e em
grupo, nos jogos de oposição. - Criatividade, valorização e sentido de pertença nos jogos de construção. - Vivência de tomada de decisão, cumprimento
e reestruturação de regras nos diferentes tipos de jogos. - Conhecer elementos da cultura por meio de brincadeiras contadas, danças populares e
brincadeiras rítmicas. - Perceber as diferentes possibilidades de movimentação corporal a partir da dança. - Perceber o potencial de seu corpo por meio
de manifestações ginásticas com e sem aparelhos. Relacionar o cumprimento de regras nas práticas corporais, bem como com ações cotidianas.

PLANO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO- 1º ANO


PERSPECTIVAS 1. Compreender as religiões e religiosidades, por meio dos valores (honestidade, justiça, solidariedade, simplicidade, espiritualidade, humidade
etc.), vivências, símbolos, marcadores religiosos (cores, gestos, formas, alimentos, sons, cheiros, sabores, locais sagrados, vestimentas) e das
diferentes tradições religiosas, a fim de ampliar o repertório cultural marcado pelos múltiplos aspectos religiosos nos núcleos familiar, escolar e
social.

OBJETIVOS DO SEMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Conhecer experiências religiosas, por meio de 1. Relata diferentes formas de convívio social.
diferentes vivências, a fim de identificar a 2. Descreve atitudes de respeito às diferenças.
universalidade do fenômeno religioso, exercer o 3. Explica os significados dos símbolos das festas.
respeito à diversidade humana e valorizar a riqueza 4. Diferencia símbolos das festas religiosas das não religiosas.
de suas expressões. 5. Reconhece rituais religiosos.
6. Reproduz, por meio da releitura, mitos religiosos.
7. Reconhece as diferentes tradições religiosas presentes na turma.
8. Identifica histórias sagradas.
9. Distingue ritos religiosos e não religiosos.
10. Identifica a diversidade de expressões nas celebrações religiosas de origem indígena,
africana e cristã.

A2 Ampliar o conhecimento sobre as experiências 1. Identifica espaços religiosos e não religiosos.


religiosas, compreendendo diferentes tradições 2. Diferencia espaço sagrado de espaço profano.
religiosas constituintes das culturas infantis na 3. Reconhece características físicas dos templos religiosos.
escola, para aprimorar o repertório cultural religioso. 4. Relaciona o cuidado ambiental com algumas expressões religiosas.
5. Relata aspectos da religiosidade advinda do núcleo familiar.
6. Identifica, a partir das ilustrações, as diferentes ideias sobre Deus.
7. Relata como as celebrações religiosas e outras festas aproximam as pessoas.

PLANO ANUAL DE GEOGRAFIA - 1º ANO


CONTEÚDOS - Organização pessoal e coletiva do espaço ao seu entorno. - Organização espacial do ambiente escolar. - Formas espaciais percebidas nas paisagens do
NUCLEARES seu entorno. - Diferentes construções do espaço escolar e de moradias no Brasil e no mundo. - A percepção e a expressão dos elementos do tempo
1º SEMESTRE atmosférico.

CONTEÚDOS - Combinados e regras como introdução à noção de direitos e deveres. - Educação ambiental: cuidados ambientais com o espaço do entorno. - Direção,
NUCLEARES posição e distância na percepção do espaço. - Diversidade cultural (indígenas, afrodescenden-tes e migrantes).
2º SEMESTRE
PLANO ANUAL DE HISTÓRIA- 1º ANO
CONTEÚDOS A criança e suas identidades: inserção e convívio social na contemporaneidade, em outras épocas e culturas. - Os espaços de relação social criança-
NUCLEARES adulto: os espaços de socialização (casa, escola, rua, bairro, condomínio). - Manifestações culturais locais e seus significados (interface com SME-ER). -
1º SEMESTRE Datas festivas e suas implicações sociais (aspectos históricos, celebrativos e de consumo).

CONTEÚDOS - Quanto tempo o tempo tem: as formas de medida do tempo. - A ordenação temporal da história cotidiana e a percepção da passagem do tempo. -
NUCLEARES Relações e culturas: autonomia, cidadania e transformações. - Conhecendo o passado através das fontes históricas: relatos orais, escritos, objetos,
2º SEMESTRE imagens (pinturas, fotografias, vídeos), músicas, tecnologia, inscrições nas paredes, ruas e espaços sociais.
Plano Anual

2° Ano
PLANO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA - 2º ANO
PERSPECTIVAS 1. Envolver-se na escuta de gêneros de textos verbais orais, ampliando seu vocabulário ativo e sua atenção voluntária, respeitando a diversidade
na expressão oral (o que e como é falado), para adequá-la aos diferentes contextos sociocomunicativos.
2. Atuar em variadas situações de práticas de oralidade, observando as sequências de fatos, as marcas da passagem do tempo, a estrutura com
princípio, meio e fim, a precisão da escrita com uso da ortografia e da pontuação, a liberdade, a desenvoltura e o respeito aos interlocutores
nas intervenções orais, a fim de expandir o uso da linguagem em contextos públicos e do grau de formalidade adequado para a situação
sociocomunicativa.
3. Participar de situações em que o professor lê gêneros de textos verbais escritos (literários e informativos), em diferentes suportes, a fim de
perceber a velocidade de leitura e a entonação realizadas pelo professor, bem como valorizar a leitura como fonte de informação e de
entretenimento.
4. Realizar a leitura de gêneros de textos verbais escritos e gêneros de textos multimodais, a fim de ganhar velocidade, aprimorar a entonação e
valorizar a leitura como fonte de informação e de entretenimento.
5. Levantar hipóteses, realizar inferências a respeito da temática e da função do texto, selecionar informações e estabelecer relações
intertextuais, nas situações de leitura, considerando as palavras e as imagens, observando as sequências de fatos, as marcas da passagem do
tempo, a estrutura com princípio, meio e fim, a precisão da escrita com uso da ortografia e da pontuação, para percepção de que os textos
têm propósitos sociocomunicativos diferenciados.
6. Produzir- (individual, em pequenos grupos e coletivamente) diferentes gêneros de textos verbais escritos e gêneros de textos multimodais,
observando que se apresentam com estruturas diferenciadas para se adequarem aos seus suportes e propósitos, a fim de perceber que os
textos variam de acordo com o contexto e ampliar seu conhecimento sobre os usos sociais e as convenções da escrita.
7. Ampliar seu conhecimento sobre finalidades, estruturas, layout (disposição gráfica do texto em suportes físicos e digitais), características dos
gêneros de textos, coerência, recursos coesivos, concordâncias verbal (consonância do verbo com o sujeito da frase) e nominal (articulação
das palavras que acompanham o substantivo na frase: artigos, adjetivos e pronomes), escrita ortográfica, paragrafação, pontuação, uso da
letra cursiva, emprego de maiúscula e segmentação de palavras, em atividades de reflexão que possibilitem a apropriação dos saberes
linguísticos, a partir dos textos lidos e produzidos, para uma maior inserção na cultura escrita.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:
gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: DEPOIMENTO, CONTO LITERÁRIO, 1.1. localização de informações explícitas;
POEMA, ACRÓSTICO, CARTAZ e DEBATE, ampliando a 1.2. compreensão de implícitos de fácil identificação;
escuta atenta e aprimorando as habilidades de 1.3. identificação da ideia central e do contexto;
leitura, para desenvolver a competência 1.4. levantamento de hipóteses;
sociocomunicativa. 1.5. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando
a adequação à situação sociocomunicativa.
2. Utiliza atenção voluntária em situações de escuta e leitura.
3. Utiliza estratégias de escuta de textos em situações formais para:

3.1. formulação de perguntas de esclarecimento;


3.2. recuperação de informações.
4. Reconhece a função social dos textos (para que foram produzidos, onde circulam, quem
produziu).
5. Identifica, nos contos, o efeito de sentido de:

5.1. caracterização de personagens e ambiente;


5.2. sequências de fatos;
5.3. marcas da passagem do tempo;
5.4. estrutura com princípio, meio e fim.
6. Relaciona os sinais de pontuação (ponto final, ponto de exclamação e ponto de
interrogação) com o sentido expresso nos textos.
7. Reconhece o uso da ordem alfabética em diferentes situações.
8. Identifica os diferentes tipos de letra (cursiva e de imprensa, maiúscula e minúscula).
9. Distingue, sonora e graficamente, as letras P e B em sílabas e em palavras.
10. Reconhece a diferença sonora e escrita entre as vogais E/I e O/U, no final das palavras.

B1 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: DEPOIMENTO (ORAL),
gêneros de textos verbais escritos, orais multimodais: ACRÓSTICO, CARTAZ e DEBATE (ORAL), observando suas características.
DEPOIMENTO (ORAL), ACRÓSTICO, CARTAZ e DEBATE 2. Relata experiências pessoais, narrando a sequência dos fatos com um nível de
(ORAL) aprimorando habilidades de interação informatividade necessário.
discursiva e conhecimentos sobre as convenções da 3. Expressa-se com autoconfiança, tom de voz audível, boa articulação e ritmo adequado.
escrita, para desenvolver a competência 4. Formula intervenções com desenvoltura e respeito aos interlocutores.
sociocomunicativa. 5. Usa os sinais de pontuação (ponto final, ponto de exclamação e ponto de interrogação)
para produzir sentidos em seus textos.
6. Relaciona os diferentes tipos de letra (cursiva e de imprensa, maiúscula e minúscula).
7. Segmenta corretamente as palavras ao escrever frases.
8. Utiliza a grafia correta de palavras conhecidas, letras maiúsculas em início de frases e em
substantivos próprios.

A2 Interpretar, em situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: ASSEMBLEIA (que amplie sua forma de 1.1. localização de informações explícitas;
perguntar sobre a temática em questão), HISTÓRIA 1.2. compreensão de implícitos de fácil identificação;
EM QUADRINHOS, CONTO DE ASSOMBRAÇÃO, 1.3. identificação da ideia central e do contexto;
CONTO DE ENCANTAMENTO, CARTÃO POSTAL e 1.4. levantamento de hipóteses;
CARTA PESSOAL, ampliando a escuta atenta e 1.5. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando
aprimorando as habilidades de leitura, para a adequação à situação sociocomunicativa.
desenvolver a competência sociocomunicativa. 2. Utiliza estratégias de escuta e leitura de textos em situações formais para:

2.1. formulação de perguntas de esclarecimento;


2.2. recuperação de informações.
3. Apresenta ritmo e fluência na leitura de textos verbais escritos.
4. Reconhece a função social dos textos (para que foram produzidos, onde circulam, quem
produziu).
5. Reconhece, entre os elementos de uma narrativa ficcional:

5.1. características de personagens e ambientes;


5.2. sequências de fatos;
5.3. marcas da passagem do tempo;
5.4. estrutura com princípio, meio e fim.
6. Identifica os elementos do gênero História em Quadrinhos: quadrinhos, ilustrações e
balões.
7. Reconhece o sentido expresso pelos sinais de pontuação (ponto final, ponto de
interrogação, ponto de exclamação) e marcas de início de parágrafo na construção de
textos.
8. Relaciona o emprego de maiúsculas e minúsculas com a intenção expressa no texto.
9. Reconhece os diferentes tipos de letra (cursiva e de imprensa, maiúscula e minúscula).
10. Reconhece a diferença sonora e escrita nas correspondências regulares diretas entre
letras e fonemas (F/V, T/D, C/Q, C/G e S), nas palavras do vocabulário ativo.

B2 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: CONTO, ASSEMBLEIA (ORAL),
gêneros de textos verbais escritos, orais e RECONTO (ORAL) e CARTÃO POSTAL, observando suas características.
multimodais: CONTO, ASSEMBLEIA (ORAL), 2. Expressa-se com autoconfiança, mostrando tom de voz audível, boa articulação e ritmo
RECONTO (ORAL) e CARTÃO POSTAL, ampliando adequado.
conhecimentos sobre as convenções da escrita, para 3. Formula intervenções com desenvoltura e respeito aos interlocutores.
desenvolver competência sociocomunicativa. 4. Aplica linguagem a cada situação de uso, considerando o grau de formalidade para
diferentes contextos.
5. Elabora um desfecho diferente para o conto, respeitando a sequência dos fatos e a
correspondência com o início e o meio da narrativa.
6. Utiliza letra cursiva na escrita de textos.
7. Emprega a grafia correta de palavras conhecidas.
8. Segmenta corretamente as palavras na escrita de textos.
9. Emprega maiúsculas e minúsculas adequadamente, de acordo com o contexto.
10. Usa os sinais de pontuação (ponto final, ponto de interrogação, ponto de exclamação) e
marcas de início de parágrafo na construção de textos.

A3 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais multimodais:
FICHA TÉCNICA, DIÁRIO, CONTO POPULAR, LENDA e 1.1. localização de informações explícitas;
REPORTAGEM, ampliando o uso de saberes 1.2. compreensão de implícitos de fácil identificação;
linguísticos, para sua inserção na cultura escrita e em 1.3. identificação da ideia central e do contexto;
diferentes contextos sociocomunicativos. 1.4. levantamento de hipóteses;
1.5. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando
a adequação à situação sociocomunicativa.
2. Apresenta ritmo e fluência na leitura de textos verbais escritos.
3. Estabelece relações do texto com o suporte em que é veiculado.
4. Estabelece relações intertextuais entre os textos lidos.
5. Reconhece a função social dos textos (para que foram produzidos, onde circulam, quem
produziu, a quem se destinam).
6. Reconhece a sonoridade e a escrita nas palavras com marcas de nasalidade (ÃO, AM, AN).
7. Distingue as regularidades ortográficas da letra H (H inicial, e nos dígrafos: CH, LH, NH).
8. Identifica o uso dos sinais de pontuação (ponto final, ponto de interrogação, ponto de
exclamação, travessão), fazendo entonação e modalização de voz na leitura oral.
9. Distingue marcas da coerência e dos recursos coesivos, para a produção de sentidos em
diferentes contextos sociocomunicativos.

B3 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros FICHA TÉCNICA, DIÁRIO,
gêneros de textos verbais escritos, orais e CONTO (ORAL e ESCRITO), observando suas características.
multimodais: FICHA TÉCNICA, DIÁRIO, CONTO (ORAL 2. Cria um conto, oralmente, levantando hipóteses que expliquem uma questão proposta,
e ESCRITO), empregando saberes linguísticos, para considerando a estrutura com princípio, meio e fim, com coerência e coesão na
desenvolver a capacidade de registro e de construção do sentido texto.
intervenção em diferentes contextos. 3. Expressa-se com autoconfiança, mantendo o tom de voz audível, boa articulação e ritmo
adequado.
4. Formula intervenções com desenvoltura e respeito aos interlocutores.
5. Emprega linguagem adequada a cada situação de uso, respeitando a variação
sociocultural da língua padrão e popular e da língua oral e escrita.
6. Usa os sinais de pontuação (ponto de interrogação, ponto de exclamação, ponto final,
travessão) e marcas de início de parágrafo na construção de textos escritos.
7. Segmenta corretamente as palavras na escrita de textos.
8. Emprega maiúsculas e minúsculas adequadamente, de acordo com o contexto.
9. Aplica os recursos ortográficos estudados nas palavras do vocabulário ativo.
10. Aplica, na produção de textos, layout adequado à proposta.
11. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.

PLANO ANUAL DE LÍNGUA INGLESA - 2º ANO


PERSPECTIVAS 1. Desenvolver as competências comunicativas em interação com o professor e pares, na língua inglesa, trocando informações sobre aspectos
de seu mundo pessoal, para reconhecer como a língua reflete práticas culturais.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Descrever oralmente o meio em que está inserido e 1. Expressa oralmente o entendimento das informações explicitadas pelo professor, por
suas particularidades, utilizando linguagem meio de diferentes linguagens.
contextualizada, para ampliar competências 2. Pronuncia as palavras com clareza.
sociocomunicativas dentro de diversas práticas 3. Associa o vocabulário relacionado aos membros de família a atividades que expressem
culturais. seu modelo familiar.
4. Relaciona numerais cardinais em língua inglesa à quantidade de brinquedos trabalhados
em sala de aula.
5. Expõe seu próprio conhecimento com relação ao vocabulário trabalhado.
6. Categoriza as frutas em língua inglesa, de acordo com seu gosto pessoal.
7. Reproduz diferentes gêneros textuais de forma oral.
8. Relaciona a existência e a importância de outro universo linguístico e sua função
comunicativa com sua língua materna.

A2 Comunicar-se em situações envolvendo temáticas 1. Identifica peças de vestuário compondo estilo próprio, ao expressar-se em língua inglesa.
variadas, por meio de diferentes modelos de textos 2. Nomeia animais domésticos em língua inglesa, explorando suas características e hábitos
(verbais orais e não verbais), para ampliar alimentares.
competências sociocomunicativas dentro de diversas 3. Pronuncia as palavras com clareza.
práticas culturais. 4. Expõe seu próprio conhecimento com relação ao vocabulário trabalhado.
5. Expressa o entendimento das informações explicitadas pelo professor, por meio de
diferentes linguagens.
6. Responde as instruções imperativas, visando apontar partes do seu corpo e as associa ao
universo linguístico da língua inglesa.
7. Exemplifica partes do corpo com destaque em numerais, utilizando o desenho como
processo criativo.
8. Estende seu universo linguístico, identificando também a língua inglesa como ferramenta
de formação de significados.

A3 Utilizar o vocabulário contextualizado, explorando 1. Identifica partes da casa, a partir de vocabulário trabalhado em sala e contextualiza-o aos
falas autênticas que difiram de modelos, para ampliar seus ambientes familiares.
competências sociocomunicativas dentro de diversas 2. Relaciona objetos as partes da casa onde são encontrados, respondendo a perguntas
práticas culturais. sobre localização.
3. Pronuncia as palavras com clareza.
4. Expressa o entendimento das informações explicitadas pelo professor, por meio de
diferentes linguagens,
5. Estende seu universo linguístico, identificando também a língua inglesa como ferramenta
de formação de significados.
6. Faz uso do vocabulário referente às partes da casa na representação de espaços.
7. Associa o conhecimento referente aos numerais cardinais entre 11 e 20 às noções de
substantivos coletivos.
8. Expõe seu próprio conhecimento em situações que ilustrem as explicações do professor.

PLANO ANUAL DE MATEMÁTICA - 2º ANO


PERSPECTIVAS 1. Ampliar o significado de número, contando oralmente, lendo, escrevendo e operando com quantidades (1000 ou mais - focando que dez
unidades agrupadas formam uma dezena e dez dezenas agrupadas formam uma centena), por meio de situações que problematizem as
hipóteses de escritas numéricas, como no trabalho com as coleções e com o apoio de diferentes portadores numéricos (calendários, quadros
da centena, numeração das páginas de um livro, relógios, agendas escolares, fichas sobrepostas, material dourado, ábacos, ...), analisando as
regularidades do Sistema de Numeração Decimal e compondo e decompondo números, para expandir o uso das representações numéricas
em diferentes contextos que envolvem a linguagem matemática.
2. Resolver situações-problema convencionais e não-convencionais (com excesso ou falta de informações, sem pergunta, de lógica), por meio da
identificação de regularidades que envolvem ideias referentes as quatro operações fundamentais, utilizando diferentes procedimentos como
a estimativa, o cálculo mental e escrito, o uso de técnicas convencionais como a composição/decomposição e o algoritmo convencional na
adição (simples e com reagrupamento) e na subtração (sem reagrupamento) e procedimentos pessoais na multiplicação (início do trabalho
com as tabuadas) e na divisão, de forma individual e coletiva, para aplicar os conceitos matemáticos em situações cotidianas e agir de forma
crítica, criativa e ética em diferentes contextos.
3. Ampliar a investigação sobre a descrição de aspectos do mundo físico, considerando elementos da geometria euclidiana, por meio da
exploração, da observação de características (lados, vértices, eixos de simetria ou faces, arestas e vértices) e da representação de figuras
geométricas planas (triângulo, quadrado, retângulo e círculo) e espaciais (pirâmide, cubo, paralelepípedo, esfera, cilindro e cone), utilizando
desenhos à mão livre e estruturas tridimensionais com diferentes materiais (espelho, luz, argila, massa de modelar, vareta, régua, lápis e papel
- pautado, quadriculado, liso, ...), para aprimorar a leitura sobre o mundo e perceber que nem sempre as formas estudadas conseguem
descrever precisamente os elementos presentes no cotidiano.
4. Situar-se no espaço, por meio de situações-problema (convencionais e não convencionais) relativas à localização espacial, envolvendo
exploração, observação, descrição e representação da localização e da movimentação de si próprio, de objetos e de outras pessoas, em
diferentes linguagens (corporal, gráfica, oral e escrita – sobre, sob, acima, abaixo, na frente, atrás, dentro, fora, ao lado de, entre, dois passos
para trás), ampliando a autonomia, para localizar-se e deslocar-se no espaço.
5. Ampliar o significado de grandezas e medidas, ao ler, escrever e medir diferentes grandezas (comprimento, massa, capacidade, tempo e
sistema monetário), por meio de diferentes procedimentos de resolução de situações-problema (convencionais e não convencionais),
utilizando unidades de medidas não convencionais (palmos, passos, ...) e convencionais (metro, centímetro, quilograma, grama, litro, mililitro,
hora e meia hora, real), instrumentos de medida usuais e não usuais (lápis, barbante, copos, embalagens, colheres, xícaras, relógio, ampulheta,
balança, régua, metro, fita métrica, malha quadriculada, cédulas e moedas brasileiras), para estimar resultados e expressá-los com
representações (oral e escrita), percebendo o uso social da Matemática em diferentes contextos e valorizando a importância das medidas e
das estimativas em situações cotidianas.
6. Ler (individualmente e coletivamente, incluindo a leitura do professor) tabelas (simples) e gráficos (simples em barra horizontal e vertical),
levantando hipóteses, realizando inferências a respeito da temática e da função destes textos informativos e selecionando informações para
organizar dados e construir (individualmente, em pares, pequenos grupos e coletivamente) representações pictóricas, tabelas (simples) e
gráficos (simples em barra horizontal e vertical), com o uso de materiais tridimensionais e de quadriculados impressos e digitais, a fim de
comunicar informações relevantes para o seu contexto.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Resolver situações-problema que envolvem as 1. Ordena números naturais até 100 ou mais, utilizando a forma verbal e o registro numérico,
quatro operações fundamentais, utilizando os com o apoio de diferentes portadores numéricos.
procedimentos pessoais, o cálculo mental e a 2. Determina a quantidade de objetos de coleções com pelo menos 100 unidades de diferentes
composição/decomposição, a partir de situações que maneiras (de 2 em 2, 4 em 4, 5 em 5, como exemplos).
problematizem as hipóteses numéricas e que 3. Compõe e decompõe quantidades em dezenas e unidades, por meio de diferentes adições e
auxiliem na análise das regularidades do Sistema de subtrações e com suporte de material manipulável.
Numeração Decimal, incluindo o trabalho com 4. Continua sequências de números naturais em ordem crescente ou decrescente.
grandezas e medidas (tempo e sistema monetário), 5. Reconhece os números ordinais em situações cotidianas.
tabelas e gráficos, para expandir o uso das 6. Realiza cálculos de adição, subtração, multiplicação e divisão, por meio de estratégias
representações da linguagem matemática e agir de pessoais e de cálculo mental.
forma crítica, criativa e ética. 7. Resolve situações-problema que envolvem as ideias da adição e da subtração (juntar, separar,
acrescentar e retirar), da multiplicação e divisão (adição de parcelas iguais e partilha).
8. Representa datas com dia da semana, mês e ano, identificando a equivalência entre dias,
semanas e meses.
9. Estabelece relações entre cédulas e moedas do sistema monetário para resolver problemas.
10. Lê informações apresentadas em tabelas (simples) e gráficos (simples em barra horizontal e
vertical), envolvendo resultados de pesquisas significativas para resolver problemas.

B1 Resolver situações-problema sobre deslocamento, 1. Representa, utilizando linguagem verbal e não verbal (sobre, sob, acima, abaixo, na frente,
localização de pessoas e objetos no espaço e atrás, dentro, fora, ao lado de, entre, dois passos para trás), a localização e movimentação de si,
geometria plana e espacial, envolvendo a localização de pessoas e objetos no espaço, considerando mais de um ponto de referência.
e a movimentação de objetos e o estudo das figuras 2. Resolve problemas de localização espacial.
geométricas, a fim de aprimorar a leitura dos 3. Analisa características das formas não planas (redondas e não redondas), por meio da relação
elementos presentes no cotidiano e ampliar a com objetos do mundo físico e da identificação de suas planificações.
autonomia para localizar-se e deslocar-se no espaço. 4. Representa formas geométricas espaciais utilizando material manipulável.
5. Identifica as figuras geométricas planas (quadrado, retângulo, triângulo e círculo) como faces
das figuras geométricas espaciais.

A2 Resolver situações-problema com as quatro 1. Ordena números naturais até 500 ou mais, utilizando a forma verbal e o registro numérico,
operações fundamentais, utilizando procedimentos com o apoio de diferentes portadores numéricos.
pessoais, a introdução de algoritmos na adição, 2. Determina a quantidade de objetos de coleções de diferentes maneiras (de 2 em 2, 4 em 4, 5
cálculo mental e composição/decomposição, a partir em 5, 10 em 10, como exemplos).
de situações que problematizem as hipóteses 3. Compõe e decompõe quantidades em dezenas e unidades, por meio de diferentes adições e
numéricas e que auxiliem na análise das subtrações e com suporte de material manipulável.
regularidades do Sistema de Numeração Decimal, 4. Realiza cálculos de adição, subtração, multiplicação e divisão, por meio de procedimentos
incluindo o trabalho com grandezas e medidas pessoais, decomposição, cálculo mental e algoritmo convencional (na adição).
(tempo e sistema monetário), tabelas e gráficos, para 5. Resolve situações-problema que envolvem ideias da adição e da subtração (juntar, separar,
expandir o uso das representações da linguagem acrescentar, retirar e completar), da multiplicação e divisão (adição de parcelas iguais,
matemática e agir de forma crítica, criativa e ética. representação retangular e partilha).
6. Resolve situações-problema não convencionais, envolvendo as ideias das operações com
números naturais.
7. Lê informações relacionadas ao tempo (hora, meia hora e datas) em diferentes objetos
(relógio analógico, digital e calendários).
8. Utiliza as operações de adição e subtração para resolver problemas, envolvendo o sistema
monetário brasileiro e a noção de troco.
9. Constrói gráfico (simples em barra horizontal e vertical), utilizando dados apresentados em
uma tabela (simples).

B2 Relacionar aspectos do mundo físico à geometria 1. Identifica características do círculo, de triângulos e quadriláteros (quadrado e retângulo), para
plana e espacial, por meio da exploração, da realizar comparações.
observação e da representação, incluindo conceitos
de grandezas e medidas (comprimento, capacidade e 2. Nomeia figuras geométricas espaciais (pirâmide, cubo, bloco retangular, cilindro, cone e
massa), para ampliar a percepção sobre as formas esfera), associando-as a objetos do cotidiano.
geométricas e o significado de número em situações 3. Compara figura plana e não plana (círculo e esfera).
cotidianas. 4. Identifica características (arestas, vértices e faces) de cubos e paralelepípedos, comparando-
os com a esfera.
5. Compara medidas de comprimento, capacidade e massa, utilizando estratégias pessoais e
unidades de medida convencionais e não convencionais.
6. Resolve situações-problema que envolvem as grandezas de capacidade e massa e as unidades
de medida não convencionais.

A3 Resolver situações-problema com as quatro 1. Ordena números naturais até 1000 ou mais utilizando a forma verbal e o registro numérico,
operações fundamentais, utilizando procedimentos com o apoio de diferentes portadores numéricos.
pessoais, cálculo mental, composição/decomposição 2. Determina a quantidade de objetos de coleções com até 1000 ou mais unidades e de
e o algoritmo convencional (adição e subtração), a diferentes maneiras (de 5 em 5, 10 em 10, 50 em 50, 100 em 100 como exemplos).
partir de situações que problematizem as hipóteses 3. Compõe e decompõe quantidades em centenas, dezenas e unidades, por meio de diferentes
numéricas e que auxiliem na análise das adições e subtrações e com suporte de material manipulável.
regularidades do Sistema de Numeração Decimal, 4. Completa sequência ordenada de números naturais com o número que falta, identificando a
incluindo o trabalho com grandezas e medidas regra de formação.
(tempo), tabelas e gráficos, para expandir o uso das 5. Realiza cálculos de adição, subtração, multiplicação e divisão, por meio de procedimentos
representações da linguagem matemática e agir de pessoais, decomposição, cálculo mental e algoritmo convencional (na adição e subtração).
forma crítica, criativa e ética. 6. Realiza cálculos de adição e subtração, por meio de algoritmo convencional e de material
manipulável.
7. Resolve situações-problema que envolvem ideias da adição e da subtração (juntar, separar,
acrescentar, retirar e completar), da multiplicação e da divisão (adição de parcelas iguais,
representação retangular e partilha).
8. Resolve situações-problema não convencionais, envolvendo as ideias das operações com
números naturais.
9. Descreve intervalos de tempo que utilizem datas, dias da semana, meses do ano e a relação
entre eles.
10. Resolve situações-problema relacionadas à tabela (simples) e gráficos (simples em barra
horizontal e vertical).

B3 Resolver situações-problema referentes aos 1. Reproduz figuras planas em malhas quadriculadas (com o uso da régua).
conhecimentos sobre geometria plana e espacial, por 2. Compõe e decompõe figuras geométricas planas, por meio de material manipulável.
meio da exploração, da observação de características 3. Reconhece figuras congruentes (iguais), utilizando sobreposição e desenhos em malhas
comuns e de conceitos de grandezas e medidas quadriculadas ou triangulares.
(comprimento, capacidade e massa), para ampliar a 4. Traça eixos de simetria de reflexão em figuras planas.
5. Constrói e nomeia sólidos geométricos, utilizando a forma planificada.
percepção sobre as formas geométricas e sobre o 6. Identifica faces e vértices em pirâmides (de base quadrada e de base triangular), em cubos e
significado de número em situações cotidianas. paralelepípedos.
7. Compara comprimentos (lados e contorno de salas e polígonos), utilizando o metro e o
centímetro como unidade padrão e instrumentos de medida como a fita métrica e a régua.
8. Resolve situações-problema que envolvem as grandezas de comprimento, capacidade e
massa e as unidades de medidas não convencionais e/ou convencionais.

PLANO ANUAL DE ARTE - 2º ANO


CONTEÚDOS - Diálogos com a arte: conhecimento, identificação de produções artísticas. - Jogos de faz de conta: experimentação e identificação de ferramentas
NUCLEARES visuais, gestuais, sonoras e cênicas. - Reflexão a partir de obras de artistas das diversas linguagens, eruditos ou populares para observação ao longo do
ano. - Os diálogos culturais da obra de arte: mudanças e permanências. - Multiculturalismo: o próximo e o distante, o igual e o diferente. - Estudo
constante de artistas populares e eruditos como meio de não-hierarquização de meios históricos. - Aproximação, identificação e reconhecimento da
obra de arte e suas linguagens artísticas, em sua dimensão simbólica como produto cultural, a partir de discussões coletivas e/ou reflexões individuais.

PLANO ANUAL DE CIÊNCIAS - 2º ANO


CONTEÚDOS - Crescimento e fases da infância: influências da higiene, da alimentação saudável e das formas de interagir com o meio para o pleno desenvolvimento.
NUCLEARES - Dentição humana e a de outros animais e as relações com o tipo de alimentação que consomem. - A percepção do mundo – os sentidos: olfato, paladar,
audição, tato, visão e suas interações com o meio. - Reconhecimento das paisagens do seu entorno: cheiros, cores, sentimentos, sabores, sons, entre
1º TRIMESTRE outros. Fenômenos físicos e químicos percebidos pelos sentidos e presentes nas vivências infantis.

CONTEÚDOS - Os sentidos dos animais e a percepção que eles têm do meio: outras formas de interagir. Seus hábitos, comportamentos e formas de organização em
NUCLEARES diferentes situações (dia e noite, medo, estresse, acasalamento, morte etc.) e ambientes. - Respeito às diferentes formas de vida.
2º TRIMESTRE
CONTEÚDOS - O sol: fonte de luz e calor. A necessidade da presença de luz e calor na vida dos seres vivos. - O sol aquece os elementos da natureza: observação dos
NUCLEARES diferentes aspectos da radiação solar; proteção dos efeitos do sol sobre a pele dos seres humanos. - Luz: de onde vem, por onde passa e para onde vai?
- Luz e sombra: relação entre a posição do sol no céu e a formação de sombras. - O que vemos no céu: equipamentos utilizados para observar o céu na
3º TRIMESTRE história da humanidade, noções de astronomia, aspectos da lua e das constelações.

PLANO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA- 2º ANO


CONTEÚDOS - Vivência de jogos individuais, coletivos, de competição e de cooperação. - Conhecimento de elementos estruturantes e culturais dos jogos tradicionais.
NUCLEARES - Vivência de jogos de faz de conta. - Criação e organização de regras nos diferentes tipos de jogos. - Percepção de estratégias dos jogos. - Perceber as
possibilidades de equilíbrio corporal e desequilíbrio corporal nos jogos de oposição. - Perceber e aceitar as possibilidades de ganhar e perder nos
diferentes tipos de jogos. - Relacionar o cumprimento de regras nas práticas corporais, bem como com ações cotidianas. - Conhecer elementos
estruturantes de diferentes manifestações ginásticas com e sem aparelhos. - Conhecer elementos constitutivos de diferentes danças populares. -
Perceber possibilidades expressivas corporais por meio da dança. - Identificar elementos culturais constitutivos de diferentes manifestações corporais.
- Formular novas regras e estratégias para ampliar as possibilidades de aprendizagens em jogos e brincadeiras. - Criar pequenas coreografias de dança,
brincadeiras e roda, bem como movimentos ginásticos sequenciais.

PLANO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO - 2º ANO


PERSPECTIVAS 1. Conhecer as tradições e as manifestações religiosas e culturais das diferentes etnias, por meio de narrativas, mitos, ritos e lendas, para
estabelecer relações de respeito mútuo entre as diversas culturas e religiões presentes na comunidade escolar, municipal e estadual.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Conhecer as manifestações religiosas na comunidade 1. Descreve algumas características da religião/da religiosidade familiar.
escolar, por meio de estudos das tradições, ritos e 2. Identifica as diferentes tradições religiosas vividas pelas pessoas da escola.
símbolos sagrados, para respeitar a diversidade 3. Reconhece as diferentes identidades étnicas presentes na escola.
cultural e religiosa.
4. Identifica expressões das culturas indígenas no município e no estado.
5. Relata sobre o significado dos elementos religiosos presentes na escola.
6. Reconhece a importância do respeito às diferentes culturas e etnias para a construção
de uma sociedade mais fraterna.

A2 Compreender as tradições religiosas das populações 1. Identifica formas de relação do indígena com a natureza.
indígenas brasileiras, identificando seus ritos, 2. Identifica rituais, celebrações e festas religiosas da cultura indígena.
histórias, símbolos e celebrações, para entender a 3. Reconhece símbolos sagrados das religiões indígenas.
contribuição das diferentes etnias na composição da 4. Diferencia crenças, crendices e superstições das culturas estudadas.
pluralidade cultural. 5. Relaciona os personagens do folclore brasileiro com as crendices e superstições.
6. Conhece aspectos da cultura indígena, a partir de símbolos, provérbios, mitos e lendas.

A3 Conhecer a diversidade cultural e religiosa na 1. Reconhece a vivência do respeito, por meio das ações praticadas pela comunidade
comunidade local, estabelecendo relações entre as escolar.
diferentes culturas religiosas, a fim de desenvolver 2. Identifica que o diálogo inter-religioso é necessário para a formação da cultura da paz.
valores que promovam o respeito, a solidariedade e
3. Identifica aspectos culturais e religiosos presentes nas etnias estudadas.
a cultura de paz na comunidade escolar.
4. Relaciona a postura ética de pessoas de diferentes religiões, com a construção de uma
sociedade mais fraterna.
5. Reconhece o valor de cada cultura, na formação da identidade brasileira.

PLANO ANUAL DE GEOGRAFIA - 2º ANO


CONTEÚDOS - Identidade espacial da minha escola: localização, vizi-nhança e pontos de referência. - Mudanças nas configurações dos espaços escolares em diferentes
NUCLEARES tempos. - A escola como espaço de convivência e os modos de ser.
1º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Transitando pelo espaço: localização e orientação no cotidiano. - Relação entre os elementos urbanos e as diferenças culturais geradoras de dis-tintas
NUCLEARES formas de ocupar e produzir o espaço. - Educação ambiental: adaptações e os cuidados com o espaço de convívio.
2º TRIMESTRE
CONTEÚDOS -Percepções das paisagens e seus elementos: reconhecimento, descrição e representação. - Transformações da paisagem no tempo e no espaço: ações
NUCLEARES antrópicas e naturais. - Relação entre sociedade e espaço: A adaptação humana e a modificação do meio em que se vive.
3º TRIMESTRE
PLANO ANUAL DE HISTÓRIA - 2º ANO
CONTEÚDOS - As diferentes formas de entender o Tempo: o tempo cronológico, cultural, histórico, as continuidades e rupturas. - Ser criança: a criança como sujeito
NUCLEARES histórico, com direitos e deveres. - Universos familiares: as diferentes organizações familiares ao longo do tempo.
1º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Quem eu sou: história e memória familiar. - A historicidade do aprender: a organização escolar ao longo do tempo e em diferentes espaços.
NUCLEARES
2º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Relações socioculturais e econômicas e diferentes modos de vida e de moradia no espaço-tempo local. - A vida doméstica e sua historicidade. - A
NUCLEARES cultura material e imaterial: história de brinquedos e brincadeiras.
3º TRIMESTRE
Plano Anual

3° Ano
PLANO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA - 3º ANO
PERSPECTIVAS 1. Envolver-se na escuta de gêneros de textos verbais orais, ampliando o vocabulário ativo e a atenção voluntária, respeitando a diversidade na
expressão oral (o que e como é falado), para adequá-la aos diferentes contextos sociocomunicativos.
2. Atuar em variadas situações de práticas de oralidade, desenvolvendo formas de perguntar e autonomia em expressar suas ideias e preferências
em relação aos textos, utilizando a expressão corporal, a fim de expandir o uso da linguagem em contextos públicos e do grau de formalidade
adequado para a situação sociocomunicativa.
3. Participar de situações em que o professor lê e sendo leitora de gêneros de textos verbais escritos (literários, informativos, argumentativos)
e gêneros de textos multimodais, em diferentes suportes, buscando o desenvolvimento de habilidades de leitura, tais como consolidar
velocidade ao ler, selecionar informações, compreender a ideia central, perceber implícitos, estabelecer relações intra e intertextuais, além
de levantar hipóteses sobre o material de leitura, tanto em relação à temática quanto ao propósito sociocomunicativo.
4. Produzir (individualmente e coletivamente) diferentes gêneros de textos verbais escritos e multimodais, considerando que se apresentam com
estruturas diferenciadas para se adequarem aos seus respectivos propósitos e suportes, a fim de perceber que os textos variam de acordo
com o contexto sociocomunicativo e ampliar seu conhecimento sobre os usos sociais e as convenções da escrita.
5. Ampliar seu conhecimento sobre finalidades, estruturas, layout (disposição gráfica do texto em suportes físicos e digitais), características dos
gêneros de textos, coerência, recursos coesivos, recursos persuasivos, concordâncias verbal (consonância do verbo com o sujeito da frase) e
nominal (articulação das palavras que acompanham o substantivo na frase: artigos, adjetivos e pronomes), escrita ortográfica (grafando
palavras com correspondências regulares diretas ou contextuais entre letras ou grupo de letras e seu valor sonoro), paragrafação, pontuação,
emprego de maiúscula, segmentação de palavras, ordem alfabética, em atividades de reflexão que possibilitem a apropriação dos saberes
linguísticos, a partir dos textos lidos e produzidos, para uma maior inserção na cultura escrita.

INDICADORES DE APRENDIZAGEM
A1 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:
gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: HISTÓRIA EM QUADRINHOS, 1.1. localização de informações explícitas;
EXPOSIÇÃO ORAL, VERBETE, ANÚNCIO, RECEITA 1.2. compreensão de implícitos de fácil identificação;
CULINÁRIA e POEMA, ampliando a escuta atenta, 1.3. identificação da ideia central e do contexto;
aprimorando as habilidades de leitura e os saberes 1.4. levantamento de hipóteses;
linguísticos, para desenvolver a competência 1.5. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando a
sociocomunicativa. adequação à situação sociocomunicativa;
1.6. consolidação da velocidade do ato de ler;
1.7. estabelecimento de relações intertextuais.
2. Sustenta a atenção voluntária em situações variadas de escuta e leitura.
3. Distingue tipos de balões dos diálogos e outros recursos gráficos utilizados em textos
multimodais: onomatopeias, interjeições, expressões faciais.
4. Reconhece a função social dos textos (para que foram produzidos, onde circulam, quem
produziu, a quem se destina).
5. Reconhece a variação sociocultural da língua padrão e popular e da língua oral e escrita.
6. Relaciona os sinais de pontuação (ponto final, ponto de exclamação e ponto de
interrogação) com o sentido expresso nos textos.
7. Identifica o efeito de sentido do uso de substantivo (nomeação), adjetivo (caracterização),
artigo (determinante) nos textos.
8. Diferencia as situações de uso de C/Ç, X/CH nas palavras do vocabulário ativo.

B1 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: HISTÓRIA EM QUADRINHOS,
gêneros de textos verbais escritos, orais e EXPOSIÇÃO ORAL e RECEITA CULINÁRIA, observando suas características.
multimodais: HISTÓRIA EM QUADRINHOS, 2. Expressa-se com autoconfiança, mantendo o tom de voz audível, boa articulação e ritmo
EXPOSIÇÃO ORAL e RECEITA CULINÁRIA, adequado.
aprimorando os conhecimentos sobre as convenções 3. Relata assunto de interesse, orientando-se por roteiro escrito, adequando linguagem e
da escrita e de saberes linguísticos, para desenvolver postura à situação comunicativa.
a competência sociocomunicativa. 4. Utiliza a variação sociocultural da língua padrão e popular e da língua oral e escrita, de
acordo com o contexto.
5. Emprega tipos de balões de diálogos e outros recursos gráficos utilizados em textos
multimodais: onomatopeias, interjeições, expressões faciais.
6. Organiza palavras em ordem alfabética, levando em consideração a primeira e a segunda
letra da palavra em diferentes situações de uso.
7. Emprega o substantivo (nomeação), o adjetivo (caracterização), o artigo (determinante), na
construção de sentido dos textos, realizando a concordância nominal.
8. Utiliza a grafia correta de palavras conhecidas.

A2 Interpretar, em situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: TEXTO INSTRUCIONAL, TEXTO DE 1.1. localização de informações explícitas;
OPINIÃO, DEBATE, FÁBULA, MEMÓRIA LITERÁRIA e 1.2. identificação da ideia central e do contexto;
POEMA, ampliando a escuta atenta, as habilidades de 1.3. compreensão de implícitos de fácil identificação;
leitura e o uso de saberes linguísticos, para 1.4. levantamento de hipóteses;
desenvolver a competência sociocomunicativa. 1.5. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando a
adequação à situação sociocomunicativa;
1.6. consolidação da velocidade do ato de ler;
1.7. estabelecimento de relações intra e intertextuais.
2. Sustenta a atenção voluntária em situações variadas de escuta e leitura.
3. Reconhece a variação sociocultural da língua padrão e popular e da língua oral e escrita.
4. Distingue, em textos poéticos, efeitos de sentido decorrentes do uso de recursos rítmicos
e sonoros e de metáforas.
5. Relaciona os tempos verbais como marcadores de tempo.
6. Reconhece os pronomes e sinônimos como elementos coesivos, considerando o efeito de
sentido produzido, em diferentes textos.

B2 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: DEBATE (ORAL), FÁBULA (ORAL
gêneros de textos verbais escritos, orais e e ESCRITO) e MEMÓRIA LITERÁRIA, observando suas características.
multimodais: DEBATE (ORAL), FÁBULA (ORAL e 2. Distingue a sílaba tônica e sua posição nas palavras.
ESCRITO) e MEMÓRIA LITERÁRIA, ampliando 3. Expressa-se com autoconfiança, mantendo o tom de voz audível, boa articulação e ritmo
conhecimentos sobre as convenções da escrita e de adequado.
saberes linguísticos, para desenvolver a competência 4. Expressa suas ideias e opiniões sobre um tema determinado.
sociocomunicativa. 5. Emprega os pronomes e sinônimos como palavras substitutas para evitar repetições,
considerando o efeito de sentido produzido no texto.
6. Emprega os sinais de pontuação (ponto final, ponto de exclamação e ponto de
interrogação), incluindo os de diálogo (dois-pontos e travessão) nos textos, produzindo o
efeito de sentido adequado ao contexto.
7. Utiliza, nas situações de escrita, a grafia correta de palavras conhecidas.
8. Reestrutura textos, de acordo com o gênero e os saberes linguísticos estudados.

A3 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: ARTIGO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA, 1.1. localização de informações explícitas,
LINHA DO TEMPO, BIOGRAFIA, CONTO, NOTÍCIA e 1.2. identificação da ideia central e do contexto,
POEMA, ampliando a escuta atenta, as habilidades de 1.3. compreensão de implícitos de fácil identificação,
leitura e os saberes linguísticos, para desenvolver a 1.4. levantamento de hipóteses,
competência sociocomunicativa. 1.5. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando a
adequação à situação sociocomunicativa;
1.6. consolidação da velocidade do ato de ler;
1.7. estabelecimento de relações intra e intertextuais.
2. Realiza leitura com entonação e fluência adequadas.
3. Utiliza estratégias de escuta de textos em situações formais: sustenta a atenção voluntária,
formula perguntas de esclarecimento, recupera informações.
4. Distingue a linguagem formal da linguagem informal.
5. Reconhece as relações de causa e consequência, a concordância verbal e nominal, de
acordo com cada contexto de uso.
6. Identifica o uso de recursos persuasivos para a construção dos sentidos dos textos.
7. Reconhece os pronomes como elementos coesivos.
8. Identifica as palavras que podem sofrer flexão para indicar o tempo em que a ação ocorreu
e quem a praticou.
9. Distingue finalidades, estruturas e layouts diferenciados nos textos, adequados aos
suportes e propósitos.

B3 Produzir, nas situações de oralidade e escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: LINHA DO TEMPO (ORAL e
gêneros de textos verbais escritos, orais e ESCRITO) e CONTO, observando os elementos de coesão e coerência trabalhados.
multimodais: LINHA DO TEMPO (ORAL e ESCRITO) e 2. Expressa-se com autoconfiança, mantendo o tom de voz audível, boa articulação e ritmo
CONTO, ampliando conhecimentos sobre o uso de adequado.
convenções da escrita e de saberes linguísticos, para 3. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.
desenvolver a capacidade de registro e de 4. Utiliza linguagem adequada a cada situação de uso, respeitando a variação sociocultural da
intervenção. língua padrão e popular e da língua oral e escrita.
5. Aplica, na produção de textos, layout adequado à proposta.
6. Emprega o acento agudo, o acento circunflexo e o til nas palavras dos textos.
7. Organiza informações na linha do tempo.
8. Emprega as relações de causa e consequência, a concordância verbal e nominal, de acordo
com cada contexto de uso.
9. Emprega os sinais de pontuação (ponto final, ponto de exclamação e ponto de
interrogação), incluindo os de diálogo (dois-pontos e travessão) nos textos, produzindo o
efeito de sentido adequado ao contexto.
10. Reestrutura textos de acordo com o gênero e os saberes linguísticos estudados.
11. Aprimora a escrita ortográfica.

PLANO ANUAL DE LÍNGUA INGLESA - 3º ANO


PERSPECTIVAS 1. Estabelecer relações da língua inglesa com diferentes práticas culturais que se assemelham ou diferem de sua própria cultura, para ampliar
suas competências comunicativas.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Utilizar a língua inglesa como uma ferramenta de 1. Promove a cooperação e a troca de ideias, por meio de interação com seus pares e o
relações, por meio de diferentes situações professor.
comunicativas, para ampliar seu vocabulário e sua 2. Expõe seu próprio conhecimento com relação ao vocabulário trabalhado
capacidade de significar os textos e contextos sociais. 3. Estende seu universo linguístico, identificando também a língua inglesa como ferramenta
de formação de significados.
4. Expressa o entendimento das informações explicitadas pelo professor, por meio de
diferentes linguagens,
5. Aplica a distinção entre vogais e consoantes, a partir de palavras expressas por meio de
ditados.
6. Descreve membros de diferentes famílias com a nomenclatura apropriada, atentando
para graus de parentesco e genogramas.
7. Ilustra sentenças descritivas a partir de um modelo, adequando-as a contextos
específicos e suas individualidades.
8. Categoriza sujeitos, aplicando conjugação verbal adequada ao descreve-los fisicamente.

A2 Compreender textos verbais orais, selecionando 1. Reconhece vocabulário apresentado em pequenos textos e imagens, por meio da escuta.
informações, para ampliar seu vocabulário e sua 2. Expõe seu próprio conhecimento com relação ao vocabulário trabalhado.
capacidade de significar os textos e contextos sociais. 3. Estende seu universo linguístico, identificando também a língua inglesa como ferramenta
de formação de significados.
4. Faz uso da oralidade para expressar o entendimento das informações explicitadas pelo
professor.
5. Relaciona os conhecimentos referentes às atividades rotineiras e dias da semana na
criação de um calendário de atividades.
6. Agrupa animais selvagens frente a diversas classificações, utilizando-se de suas
características comuns e singulares.
7. Organiza significados a partir de dados expressos em números, compreendendo a
estrutura de sua terminologia na formação de dezenas.
8. Estabelece relações entre os dias da semana e atividades rotineiras.

A3 Investigar relações de diferentes elementos da língua 1. Expõe seu próprio conhecimento com relação ao vocabulário trabalhado.
inglesa com seu universo, descobrindo construções 2. Estende seu universo linguístico, identificando também a língua inglesa como ferramenta
que potencializem sua expressão, para ampliar seu de formação de significados.
vocabulário e sua capacidade de significar os textos e 3. Utiliza diferentes linguagens (corporal, musical, oral) ajustadas as diferentes intenções e
contextos sociais. situações de comunicação, de forma a compreender e a ser compreendido.
4. Lista alimentos e os classifica em variadas categorias.
5. Seleciona dentro de seu vocabulário prévio, maneiras de integrar seu conhecimento
aritmético ao vocabulário de alimentos na elaboração de cardápios e pedidos.
6. Expressa o entendimento das informações explicitadas pelo professor, por meio de
diferentes linguagens.
7. Orienta-se no espaço, utilizando noções básicas de direcionamento, tendo lugares
comuns como referencial.
8. Estrutura sua argumentação a respeito de suas preferências alimentares, com base de
pesquisa, colaborando com a turma em momentos de discussão.
PLANO ANUAL DE MATEMÁTICA - 3º ANO
PERSPECTIVAS 1. Ampliar o significado de número, lendo, escrevendo e operando com números naturais de qualquer ordem de grandeza (10000 ou mais -
focando que dez unidades agrupadas formam uma dezena, dez dezenas agrupadas formam uma centena e dez centenas agrupadas formam
uma unidade de milhar, ...), analisando as regularidades do Sistema de Numeração Decimal e explorando os números fracionários (metade,
terça e quarta parte) e decimais, utilizando a linguagem oral, pictórica e escrita, por meio de procedimentos de composição e decomposição
dos números, realizadas com o apoio de portadores numéricos (quadros da centena, fichas sobrepostas, material dourado, ábacos, relógio de
ponteiro, catálogos com preços, reta numérica, calculadora, cédulas, moedas, ...), para produzir sentidos com uso da Matemática em diferentes
contextos.
2. Resolver situações-problema convencionais e não-convencionais (com excesso ou falta de informações, sem pergunta, de lógica, sem dados
numéricos), ampliando o significado das operações fundamentais com números naturais no campo aditivo - adição e subtração (ideias de
juntar, separar, acrescentar, tirar, completar e comparar) e no campo multiplicativo - multiplicação e divisão (ideias de proporção/adição de
parcelas iguais, partilha e medida), utilizando diferentes procedimentos como a estimativa, o cálculo mental e os algoritmos (convencionais
para adição, subtração e multiplicação - representação retangular, análise combinatória, finalizando o trabalho com as tabuadas, utilizando o
método das subtrações sucessivas/método americano para a divisão), a fim de operar com mais agilidade e precisão em problematizações que
utilizem a linguagem Matemática e agir de forma crítica, criativa e ética em diferentes contextos.
3. Ler elementos do mundo físico, considerando as regularidades estudadas na geometria euclidiana e percebendo a necessidade de utilizar
outras características para descrever o meio físico, reconhecendo diferentes formas e posições dos objetos no espaço, por meio da exploração,
observação, comparação e da identificação das propriedades (simetria de reflexão e translação, medidas dos lados, número de ângulos e lados
ou números e formas das faces, números de arestas e vértices) e da representação de figuras geométricas planas (quadrado, retângulo,
paralelogramo, trapézio e círculo) e espaciais (pirâmides, cubo, paralelepípedo, esfera, cilindro e cone), utilizando desenhos à mão livre e
estruturas tridimensionais, explorados com diferentes materiais (espelho, luz, argila, massa de modelar, vareta, régua, lápis, papel - pautado,
quadriculado, liso), a fim de estabelecer relações mais significativas entre as percepções e o mundo, transformando-o de forma criativa e
crítica.
4. Ampliar os conhecimentos sobre localização espacial, por meio de situações-problema (convencionais e não convencionais) relativas à
localização espacial, explorando noções da mudança de direção, distância e sentido, estabelecendo pontos de referência para interpretar e
representar essas localizações em diferentes linguagens (corporal, gráfica – mapas, malhas, redes, construção de itinerários, oral e escrita –
sobre, sob, acima, abaixo, na frente, atrás, dentro, fora, ao lado de, entre, dois passos para trás), valorizando a importância da utilização dos
sistemas de referência e de uma linguagem adequada, como forma de facilitar a comunicação e o deslocamento.
5. Ampliar o significado de grandezas e medidas, ao ler, escrever e medir diferentes grandezas (comprimento, massa, capacidade, tempo, sistema
monetário e perímetro), por meio de diferentes procedimentos de resolução de situações-problema, utilizando unidades de medidas
convencionais e/ou não convencionais (palmos, passos, metro, centímetro, quilograma, litro, hora e meia hora, real) e instrumentos de medida
usuais e não usuais (lápis, barbante, copos, colheres, xícaras, relógio, ampulheta, balança, régua, metro, fita métrica, malha quadriculada,
cédulas e moedas brasileiras) adequados a cada situação, para perceber o uso social da Matemática em diferentes contextos e valorizar a
importância das medidas e das estimativas em situações cotidianas.
6. Ler (individualmente e coletivamente, incluindo a leitura do professor) tabelas (simples e de dupla entrada) e gráficos (barras simples e
múltiplas), levantando hipóteses, realizando inferências a respeito da temática e da função destes textos informativos e selecionando dados
para organizar resultados e construir (individualmente, em pares, pequenos grupos e coletivamente) representações pictóricas, tabelas
(simples e de dupla entrada), gráficos (barras simples e múltiplas), com o uso de quadriculados impressos e digitais, a fim de posicionar-se
criticamente frente às informações apresentadas.
7. Analisar as possíveis maneiras de combinar elementos de uma coleção e as chances de ocorrência de um evento (lançamento de dados, jogo
do par ou ímpar, jogo do cara ou coroa e outros jogos), organizando os resultados, por meio de representações pessoais, listas, esquemas,
tabelas (simples e de dupla entrada) e gráficos (barras simples e múltiplas), aprimorando a percepção das situações cotidianas para a tomada
decisão.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Resolver situações-problema com as quatro 1. Ordena números naturais até 1000 ou mais, utilizando a forma verbal e o registro numérico,
operações fundamentais, utilizando procedimentos com o apoio de diferentes portadores numéricos cotidianos.
pessoais, a estimativa, o cálculo mental e a 2. Determina a quantidade de objetos de coleções de diferentes maneiras (de 5 em 5, 10 em
composição/decomposição, a partir de situações que 10, 50 em 50, 100 em 100, como exemplos).
problematizem as hipóteses numéricas e que 3. Compõe e decompõe quantidades em centenas, dezenas e unidades.
auxiliem na análise das regularidades do Sistema de 4. Realiza cálculos de adição, subtração, multiplicação e divisão, por meio de procedimentos
Numeração Decimal, incluindo o trabalho com pessoais, do algoritmo convencional (adição e subtração) do cálculo mental e da estimativa.
valores do sistema monetário e tempo, tabelas e 5. Resolve situações-problema que envolvem as ideias da adição e da subtração (juntar, separar,
gráficos, para expandir o uso das representações da acrescentar e retirar), da multiplicação e da divisão (adição de parcelas iguais, representação
linguagem matemática e propor alternativas frente retangular e partilha).
às conclusões obtidas em decorrência de análises 6. Resolve situações-problema não convencionais, envolvendo as ideias das operações
socioculturais. fundamentais com números naturais.
7. Resolve situações-problema de adição e subtração que envolvem a comparação e a
equivalência de valores monetários do sistema brasileiro, em situações de compra, venda e
troco.
8. Representa horas e minutos, por meio da leitura de relógios analógicos e digitais.
9. Interpreta dados apresentados em tabela (simples e de dupla entrada) e em gráficos (barras
simples e múltiplas), envolvendo resultados de pesquisas significativas para resolver problemas.

B1 Resolver situações-problema sobre deslocamento, 1. Representa, utilizando linguagem verbal e não verbal, a localização e o deslocamento de si,
localização espacial, geometria plana e espacial, por de pessoas e objetos no espaço, considerando mais de um ponto de referência e noções de
meio da relação entre aspectos do mundo físico e direção, distância e sentido.
elementos da geometria, incluindo grandezas e 2. Compõe e decompõe figuras geométricas planas, por meio de material manipulável
unidades de medida de comprimento, para ampliar a (tangram).
percepção referente às formas geométricas, a leitura 3. Diferencia as figuras geométricas planas que formam o tangram.
dos elementos presentes no cotidiano e a autonomia 4. Nomeia figuras geométricas espaciais (prismas e pirâmides), identificando faces, vértices e
para localizar-se e deslocar-se no espaço. arestas.
5. Explora a noção de medir para fazer comparações e relacionar unidades de medidas de
comprimento (metro e centímetro).

A2 Resolver situações-problema com as quatro 1. Ordena números naturais até 5000 ou mais, utilizando a forma verbal e o registro
operações fundamentais, utilizando procedimentos numérico, com o apoio de diferentes portadores numéricos.
pessoais, estimativa, cálculo mental e escrito e 2. Determina a quantidade de objetos de coleções de diferentes maneiras (de 5 em 5, 10
composição/decomposição, a partir de situações que em 10, 50 em 50, 100 em 100, como exemplos).
problematizem as hipóteses numéricas e que 3. Compõe e decompõe quantidades em unidades de milhar, centenas, dezenas e unidades,
auxiliem na análise das regularidades do Sistema de por meio de diferentes adições, subtrações e multiplicações.
Numeração Decimal, incluindo o trabalho com os 4. Compõe e decompõe números na representação decimal com décimos e centésimos,
números decimais, grandezas e medidas (tempo e relacionando com o sistema monetário brasileiro.
sistema monetário), tabelas e gráficos, para expandir 5. Realiza cálculos de adição, subtração, multiplicação e divisão, por meio de
o uso das representações da linguagem matemática procedimentos pessoais, do cálculo mental, da estimativa e de algoritmo convencional
e agir de forma crítica, criativa e ética. (adição, subtração e multiplicação), percebendo propriedades dessas operações
(multiplicações por 10 e 100 e operações inversas).
6. Resolve situações-problema que envolvem ideias da adição e da subtração (juntar,
separar, acrescentar, tirar, completar e comparar), da multiplicação e da divisão (adição
de parcelas de iguais, proporção, decomposição, representação retangular e o trabalho
com as tabuadas).
7. Resolve situações-problema não convencionais, envolvendo as ideias das operações com
números naturais.
8. Registra medidas e intervalos de tempo em horas, meia hora e quarto de hora, utilizando
relógios analógico e digital.
9. Resolve situações-problema de adição e subtração que envolvem a comparação e a
equivalência de valores monetários do sistema brasileiro, em situações de compra, venda
e troco.
10. Identifica as chances de um evento ocorrer pela observação de possibilidades em um
experimento aleatório.
11. Coleta dados em uma pesquisa organizando os resultados e representando-os por meio
de listas, tabelas (simples e de dupla entrada) ou em gráficos (barras simples e múltiplas).

B2 Analisar figuras geométricas planas e espaciais, por 1. Classifica figuras planas (triângulo, quadrado, retângulo, trapézio e paralelogramo) em relação
meio da exploração, da observação, da aos seus lados (quantidade e medidas) e vértice.
representação e da comparação, incluindo conceitos 2. Associa as figuras geométricas espaciais (prismas e pirâmide) às suas planificações e às suas
de grandezas e medidas (comprimento, massa e diferentes vistas (superior, lateral e frontal).
capacidade), para ampliar a percepção sobre as
formas geométricas e o significado de número em 3. Diferencia prismas e pirâmides segundo suas características (número de faces, vértices, arestas
situações cotidianas. e forma da base).
4. Representa objetos de diferentes pontos de visão (vistas).
5. Compara medidas de capacidade e massa, utilizando unidades de medida não convencionais e
convencionais (litro, mililitro, quilograma e grama).
6. Compara medidas de comprimento, utilizando o metro e o centímetro como unidade padrão,
o número para expressar o resultado da medição e a fita métrica e a régua como instrumentos
de medida.
7. Resolve situações-problema que envolvem as grandezas de comprimento, capacidade e massa,
identificando instrumentos de medição e utilizando unidades de medidas convencionais e a
relação entre elas.

A3 Resolver situações-problema com as quatro 1. Ordena números naturais até 10000 ou mais, utilizando a forma verbal e o registro numérico,
operações fundamentais, utilizando procedimentos com o apoio de diferentes portadores numéricos.
pessoais, estimativa, cálculo mental e escrito e 2. Determina a quantidade de objetos de coleções de diferentes maneiras (de 5 em 5, 10 em 10,
composição/decomposição, a partir de situações que 50 em 50, 100 em 100, 1000 em 1000 como exemplos).
problematizem as hipóteses numéricas e que 3. Compõe e decompõe um número em unidades de milhar, centenas, dezenas e unidades, por
auxiliem na análise das regularidades do Sistema de meio de diferentes adições, subtrações e multiplicações.
Numeração Decimal, incluindo as possíveis maneiras 4. Descreve uma regra de formação de sequências ordenadas de números naturais resultantes
de combinar elementos de uma coleção e a noção de de adições ou subtrações sucessivas.
probabilidade de ocorrência de um evento, para 5. Realiza cálculos de adição, subtração, multiplicação e divisão, por meio de estratégias pessoais,
expandir o uso das representações da linguagem do cálculo mental, da estimativa e algoritmo convencional (adição, subtração e multiplicação).
matemática e agir de forma crítica, criativa e ética. 6. Realiza cálculos de divisão (um algarismo no divisor), utilizando o algoritmo das subtrações
sucessivas (método americano).
7. Resolve situações-problema que envolvem adição e subtração (ideias de juntar, separar,
acrescentar, tirar, completar e comparar), da multiplicação e da divisão (adição de parcelas de
iguais, proporção, decomposição, representação retangular e o trabalho com as tabuadas).
8. Resolve situações-problema não convencionais, envolvendo as ideias das operações com
números naturais.
9. Classifica resultados de eventos aleatórios cotidianos como provável, pouco provável, ou
improvável.

B3 Resolver situações-problema referentes aos 1. Desenha triângulos, quadriláteros e padrões geométricos, utilizando régua e malha
conhecimentos sobre geometria plana e espacial, por quadriculada ou pontilhada.
meio da comparação, da identificação das 2. Nomeia os poliedros como prismas e pirâmides, determinando a quantidade de faces,
propriedades e de conceitos de grandezas e medidas vértices e arestas.
(noções de perímetro – comprimento, capacidade, 3. Relaciona planificações aos sólidos geométricos que elas representam.
massa e tempo), para ampliar a percepção sobre as 4. Associa figuras planas às faces de prismas e pirâmides.
formas geométricas e sobre o significado de número 5. Constrói figuras a partir de um eixo de simetria dado.
em situações cotidianas. 6. Compara perímetros, utilizando unidades de medidas convencionais mais usuais (metro e
centímetro).
7. Resolve problemas envolvendo as principais unidades de medida de capacidade, massa,
comprimento e tempo.

PLANO ANUAL DE ARTE - 3º ANO


CONTEÚDOS - Arte e interação lúdica: conhecimento, identificação e produção dos artefatos artísticos. - Reconhecimento de diferentes estilos de Arte: da arte
NUCLEARES rupestre à cultura hip-hop. - Estudo particular de momentos da história da Arte, a partir das diferentes linguagens artísticas: teatro, dança, música ou
artes visuais: arte rupestre, arte medieval, arte renascentista. - A arte e seus contextos: períodos e culturas. - Observação de diferentes meios e
linguagens como forma de reconhecimento plural da cultura. - Experimentação, identificação e elaboração de hipóteses visuais, gestuais, sonoras e
cênicas. - Múltiplos olhares da Arte: o convívio com a diferença. - Aproximação, identificação, reconhecimento e interpretação da obra de arte e suas
linguagens artísticas, em sua dimensão simbólica como produto cultural, a partir de discussões coletivas e/ ou reflexões individuais.

PLANO ANUAL DE CIÊNCIAS - 3º ANO


CONTEÚDOS - Alimentação saudável, nutrientes dos alimentos e tecnologias associadas à produção e conservação de alimentos (microrganismos, temperatura e gasto
NUCLEARES de água na produção, conservação e degradação de alimentos) consumidos na infância. - Alimentação dos outros animais: aspectos de diferentes cadeias
alimentares e a importância dessas cadeias para o equilíbrio ecológico.
1º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Aspectos físico-químicos que influenciam na vida de um ecossistema (fatores abióticos): água. - Relações dos organismos vivos (fatores bióticos) nos
ecossistemas aquáticos. - A água se transforma: estados físicos e ciclo da água. - Tecnologias no tratamento da água: propriedades e aplicações na busca
NUCLEARES da sustentabilidade. - Cuidados com água e a saúde: políticas públicas voltadas para a saúde como o saneamento básico e prevenção às doenças
transmitidas pela água contaminada.
2º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Aspectos físico-químicos que influenciam na vida de um ecossistema (fatores abióticos): solo. O chão que pisamos: composição, diferentes tipos de
NUCLEARES solo, origem dos solos – rochas e superfície da Terra. - Fenômenos naturais do solo: ciclos e transformações ambientais, influências da atuação humana
na dinâmica do planeta. - As rochas contam a história do planeta Terra: fósseis e ambientes das cavernas.
3º TRIMESTRE

PLANO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA- 3º ANO


CONTEÚDOS - Vivência de jogos individuais, coletivos, de competição e de cooperação. - Percepção de regras, estratégias e possibilidades táticas dos jogos de
NUCLEARES perseguição, de procura e de tabuleiro. - Vivência de diversos jogos coletivos, prezando o trabalho coletivo e o protagonismo individual. - Percepção das
possibilidades de equilíbrio, desequilíbrio e esquiva nos jogos de oposição. - Relação entre jogos de oposição e valores sociais. - Criação e organização
de regras nos diferentes tipos de jogos. - Conhecimento de elementos constitutivos e culturais de jogos tradicionais. - Conhecimentos de elementos que
influenciam as mudanças nos jogos tradicionais. - Relacionar o cumprimento de regras nas práticas corporais bem como com ações cotidianas. - Conhecer
elementos estruturantes de diferentes manifestações ginásticas com e sem aparelhos, individuais e em grupo. - Conhecer elementos constitutivos de
diferentes danças populares. - Perceber possibilidades expressivas corporais, por meio da dança. - Identificar elementos culturais constitutivos de
diferentes manifestações corporais.

PLANO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO - 3º ANO


PERSPECTIVAS Entender o fenômeno religioso, a religiosidade e as formas utilizadas para expressar a relação com o transcendente na cidade, por meio do estudo da
pluralidade cultural, religiosa e da convivência com as diferenças, a fim de contribuir na construção do respeito à diversidade.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Conhecer as tradições religiosas presentes na cidade, 1. Reconhece que alguns feriados do calendário são marcações religiosas.
por meio do estudo dos espaços sagrados e das 2. Identifica as diferentes tradições religiosas presentes no município.
celebrações, para compreender e respeitar a riqueza 3. Relaciona o significado de diferentes celebrações e festas às tradições religiosas
cultural e religiosa local. presentes na cidade.
4. Explica, por meio de símbolos sagrados presentes na cidade, as diferentes tradições
religiosas.
5. Reconhece a importância das religiões na construção da história da cidade.

A2 Compreender as diferentes manifestações religiosas, 1. Identifica a religiosidade, as crendices e as superstições presentes nas manifestações
investigando as religiosidades presentes na cidade, culturais da cidade.
para perceber as maneiras do ser humano se 2. Diferencia mitos e lendas.
relacionar com o transcendente. 3. Identifica mitos e lendas da cultura africana.
4. Conhece as tradições e os elementos religiosos da cultura africana.
5. Reconhece a religiosidade presente nas manifestações artísticas da cidade.
6. Reconhece elementos culturais africanos presentes no cotidiano da sociedade.

A3 Compreender o papel das religiões na elaboração dos 1. Identifica diferentes formas, expressões e vivências de preconceitos.
valores, analisando as práticas religiosas relacionadas 2. Reconhece o valor das inciativas ambientalistas para melhorar a qualidade de vida do ser
à justiça, a paz, à dignidade humana e ao cuidado humano.
com o ambiente, para a construção de um mundo 3. Entende a responsabilidade de cuidar dos espaços públicos e do meio ambiente.
mais fraterno. 4. Reconhece a importância do trabalho de assistência social, que vai além da distribuição
de alimentos e roupas.
5. Identifica os princípios da justiça social e da dignidade humana a partir da análise das
ações de autoridades religiosas.
6. Utiliza as expressões dignidade, respeito, justiça e amor, em diferentes contextos.

PLANO ANUAL DE GEOGRAFIA - 3º ANO


CONTEÚDOS - Um olhar geográfico para o município: Organização espacial e suas relações políticas-administrativas. - Paisagem rural e paisagem urbana do município.
NUCLEARES - Os elementos naturais/culturais e o modo de vida nos municípios.
1º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - As características socioeconômicas dos municípios. - As (inter)relações do espaço urbano e rural. - Cidadania: a criança e sua relação com o espaço
NUCLEARES físico e social. - Aspectos socioculturais, econômicos e naturais do espaço rural.
2º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - O espaço geográfico e suas transformações. - Linguagem cartográfica: construção e represen-tação de itinerários e elementos do mapa: bairro,
NUCLEARES município, estado e país.
3º TRIMESTRE
PLANO ANUAL DE HISTÓRIA - 3º ANO
CONTEÚDOS - Educação patrimonial nos diferentes espaços de ocupação humana. - As relações entre passado e presente na constituição das cidades brasileiras. - A
NUCLEARES produção de marcos de memória (ruas, praças, escolas, monumentos): mudanças no tempo histórico e as diferentes construções narrativas.
1º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Formação, organização e apropriação do espaço urbano. - As relações entre a preservação ambiental e a preservação da memória. - A ocupação do
NUCLEARES território e as diferentes formas de se viajar.
2º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - As diferentes culturas indígenas no Brasil: história, memória, culturas e resistência. - Relações entre tempo cronológico e tempo histórico: como
NUCLEARES diferentes culturas fazem diferentes registros. - A história da escrita e a escrita da história: o uso de elementos gráficos para o registro de memórias.
3º TRIMESTRE
Plano Anual

4° Ano
PLANO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO
PERSPECTIVAS 1. Envolver-se na escuta de gêneros de textos verbais orais, ampliando o vocabulário ativo, reconhecendo momentos em que utiliza a atenção
voluntária ou flutuante – que circula livremente e permite novas associações do pensamento, respeitando a diversidade na expressão oral (o
que e como é falado) e criando reflexões dialogadas com os contextos sociocomunicativos vivenciados.
2. Produzir diferentes gêneros de textos verbais orais, utilizando a capacidade argumentativa que promova relações de reciprocidade e
conciliação de ideias, utilizando a expressão corporal, a fim de expandir o uso da linguagem em contextos públicos e do grau de formalidade
adequado para a situação sociocomunicativa.
3. Participar de situações em que o professor lê e sendo leitora de gêneros de textos verbais escritos literários, informativos, argumentativos,
publicitários e gêneros de textos multimodais, com diferentes intenções (prazer, busca de informação, realização de uma tarefa posterior,
análise das características do gênero textual), utilizando diferentes suportes e buscando o aprimoramento de habilidades de leitura, tais como
desenvolver a fluência rítmica, expressar ideias e preferências com critérios em relação aos textos, deduzir o sentido das palavras, localizar,
entender e selecionar informações, compreender a ideia central, perceber implícitos, estabelecer relações intra e intertextuais, além de
levantar hipóteses sobre o material de leitura, tanto em relação à temática quanto ao propósito sociocomunicativo.
4. Produzir (individualmente e coletivamente) diferentes gêneros de textos verbais escritos e gêneros de textos multimodais, desenvolvendo a
criatividade, a autonomia na expressão de ideias e preferências, compreendendo que os gêneros de textos se apresentam com estruturas
diferenciadas para se adequarem aos seus respectivos propósitos e suportes, a fim de perceber que os textos variam de acordo com o contexto
sociocomunicativo e ampliar seu conhecimento sobre os usos sociais e as convenções da escrita.
5. Ampliar seu conhecimento sobre finalidades, estruturas e layout (disposição gráfica do texto em suportes físicos e digitais) e características
dos gêneros de textos, coerência, recursos coesivos, recursos persuasivos, recursos poéticos, elementos da narrativa, concordâncias verbal
(consonância do verbo com o sujeito da frase) e nominal (articulação das palavras que acompanham o substantivo na frase: artigos, adjetivos
e pronomes), escrita ortográfica, paragrafação e pontuação, em atividades de reflexão - que possibilitem a apropriação dos saberes
linguísticos, a partir dos textos lidos e produzidos, para uma maior inserção na cultura escrita e ampliação da capacidade de registro e
intervenção em diferentes situações sociais.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:
gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: CONTO, TEXTO INSTRUCIONAL, 1.1. localização de informações explícitas;
REPORTAGEM, DIÁRIO e ENTREVISTA, ampliando a 1.2. compreensão da ideia central e do contexto;
escuta atenta, aprimorando as habilidades de leitura 1.3. percepção de implícitos;
e de saberes linguísticos, para desenvolver o 1.4. levantamento de hipóteses;
vocabulário ativo e a competência 1.5. estabelecimento de relações intra e intertextuais;
sociocomunicativa. 1.6. dedução do sentido das palavras;
1.7. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando
a adequação à situação sociocomunicativa.
2. Utiliza estratégias de escuta de textos em situações formais: formula perguntas de
esclarecimento, recupera informações.
3. Identifica os elementos da narrativa (cenário, personagem central, personagens
secundários, conflito gerador, solução do conflito).
4. Reconhece a função social dos textos (para que foram produzidos, onde circulam, quem
produziu, a quem se destinam).
5. Identifica a variação sociocultural da língua padrão e popular e da língua oral e escrita.
6. Distingue o efeito de sentido do uso de substantivo (nomeação), adjetivo
(caracterização), artigo (determinante) nos textos, aprimorando a concordância nominal.
7. Diferencia o sentido expresso pelos sinais de pontuação nos textos.

B1 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: TEXTO INSTRUCIONAL (ORAL
gêneros de textos verbais escritos, orais e e ESCRITO), DIÁRIO e ENTREVISTA (ORAL), observando os elementos de coesão e
multimodais: TEXTO INSTRUCIONAL (ORAL e coerência trabalhados.
ESCRITO), DIÁRIO e ENTREVISTA (ORAL), 2. Expressa-se utilizando expressão corporal e com nível de informatividade, vocabulário e
aprimorando conhecimentos sobre as convenções da estruturas frasais adequados.
escrita e de saberes linguísticos, para desenvolver a 3. Realiza intervenções com desenvoltura e respeito aos interlocutores.
competência sociocomunicativa. 4. Utiliza a variação sociocultural da língua padrão e popular e da língua oral e escrita, de
acordo com o contexto.
5. Aplica sinais de pontuação nos textos.
6. Emprega os recursos ortográficos estudados nas palavras do vocabulário ativo (G/J).
7. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.
8. Reestrutura textos de acordo com o gênero e os saberes linguísticos estudados.

A2 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: ASSEMBLEIA (que instigue 1.1. localização de informações explícitas;
argumentações e promova relações de reciprocidade 1.2. compreensão da ideia central e do contexto;
e conciliação), CONTO POPULAR, CARTAZ DE FILME, 1.3. percepção de implícitos;
SINOPSE DE FILME, FICHA TÉCNICA DE FILME, 1.4. levantamento de hipóteses;
RESENHA CRÍTICA e LENDA INDÍGENA, ampliando a 1.5. estabelecimento de relações intra e intertextuais;
escuta atenta, aprimorando as habilidades de leitura 1.6. dedução do sentido das palavras;
e de saberes linguísticos, para desenvolver o 1.7. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando
vocabulário ativo e a competência a adequação à situação sociocomunicativa.
sociocomunicativa. 2. Utiliza estratégias de escuta de textos em situações formais: formula perguntas de
esclarecimento, recupera informações.
3. Identifica relações de causa e consequência nos enunciados (frases, orações e períodos)
dos textos.
4. Distingue sinônimos e antônimos para trabalhar com as ideias dos textos.
5. Relaciona os tempos verbais como marcadores de tempo.
6. Reconhece os pronomes e sinônimos como elementos coesivos, considerando o efeito
de sentido produzido, em diferentes textos.
7. Reconhece a sílaba tônica das palavras e os usos da acentuação.

B2 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: CONTO POPULAR (ORAL e
gêneros de textos verbais escritos, orais e ESCRITO) e RESENHA CRÍTICA, observando os elementos de coesão e coerência
multimodais: CONTO POPULAR (ORAL e ESCRITO) e trabalhados.
RESENHA CRÍTICA, ampliando conhecimentos sobre 2. Realiza intervenções com desenvoltura e respeito aos interlocutores.
as convenções da escrita e de saberes linguísticos, 3. Desenvolve o texto de acordo com as determinações temáticas e situacionais da
para desenvolver a competência sociocomunicativa. proposta, respeitando a função social do gênero.
4. Utiliza, na produção de diferentes textos, as relações de causa e consequência,
considerando o grau de formalidade da linguagem adequado.
5. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.
6. Reestrutura textos, coletivamente, de acordo com o gênero e os saberes linguísticos
estudados.
7. Emprega corretamente o final ÃO nas palavras do vocabulário ativo, bem como a
formação do plural dessas palavras.
8. Aplica os conhecimentos estudados sobre acentuação nas palavras do vocabulário ativo.
9. Usa os sinais de pontuação (vírgula e ponto final) nos textos, reconhecendo o efeito de
sentido produzido.

A3 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: POEMA, CALIGRAMA, INFOGRÁFICO, 1.1. localização de informações explícitas;
CARTA PESSOAL, FÔLDER e NARRATIVA DE 1.2. compreensão da ideia central e do contexto;
AVENTURA, ampliando a escuta ativa, o vocabulário 1.3. percepção de implícitos;
ativo, as habilidades de leitura e os saberes 1.4. levantamento de hipóteses;
linguísticos, para sua inserção na cultura escrita e em 1.5. estabelecimento de relações intra e intertextuais;
diferentes contextos sociocomunicativos. 1.6. dedução do sentido das palavras;
1.7. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto, considerando
a adequação à situação sociocomunicativa.
2. Utiliza estratégias de escuta de textos em situações formais: formula perguntas de
esclarecimento, recupera informações.
3. Distingue a linguagem formal da linguagem informal.
4. Identifica as relações de causa e consequência, a concordância verbal e nominal, de
acordo com cada contexto de uso.
5. Reconhece os elementos fundamentais da narrativa (narrador, foco narrativo,
personagens, enredo, tempo e espaço).
6. Identifica o efeito de sentido do uso da função emotiva em diferentes textos.
7. Reconhece os pronomes como elementos coesivos.
8. Identifica as palavras que podem sofrer flexão para indicar o tempo em que a ação
ocorreu e quem a praticou.
9. Reconhece o uso dos numerais e o efeito de sentido que produzem nos textos.

B3 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: POEMA (ORAL e ESCRITO) e
gêneros de textos verbais escritos, orais e NARRATIVA DE AVENTURA, observando os elementos de coesão e coerência
multimodais: POEMA (ORAL e ESCRITO) e trabalhados.
NARRATIVA DE AVENTURA, aprimorando o uso de 2. Desenvolve o texto de acordo com as determinações temáticas e situacionais da
convenções da escrita e de saberes linguísticos, para proposta, respeitando a função social do gênero.
desenvolver a capacidade de registro e de 3. Emprega os recursos poéticos estudados na produção do poema.
intervenção em diferentes contextos. 4. Utiliza linguagem adequada a cada situação de uso, respeitando a variação sociocultural
da língua padrão e popular e da língua oral e escrita.
5. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.
6. Reestrutura textos de acordo com o gênero e os saberes linguísticos estudados.
7. Emprega os tempos verbais (presente, passado e futuro) respeitando a concordância
verbal nos textos, de acordo com o contexto.
8. Aplica, na produção de textos, layout adequado à proposta.
9. Aplica os recursos ortográficos estudados nas palavras do vocabulário ativo.
10. Emprega os sinais de pontuação nos textos (ponto final, ponto exclamação e ponto de
interrogação), incluindo os de diálogo (dois-pontos e travessão), produzindo o efeito de
sentido adequado ao contexto.

PLANO ANUAL DE LÍNGUA INGLESA - 4º ANO


PERSPECTIVAS 1.Integrar os elementos da língua no desenvolvimento de sua leitura, testando variações linguísticas aplicadas a diferentes contextos, a fim de
fortalecer seu vínculo com espaços sociocomunicativos.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Utilizar linguagem descritiva e expressiva, 1. Associa imagens referentes a sentimentos a palavras que explicam emoções, fazendo
compartilhando interesses e ampliando seu leitura de textos não-verbais.
vocabulário, para integrar diferentes universos 2. Lista suas preferências e informações pessoais a partir de um modelo.
linguísticos e espaços sociocomunicativos. 3. Articula sentenças com clareza.
4. Interpreta os significados ao seu redor, correlacionando as informações discutidas em
sala ao seu cotidiano.
5. Distingue áreas de atuação e seus respectivos responsáveis, construindo significações
comunitárias.
6. Diferencia presentes em textos sobre meios de transporte e seleciona aqueles que
representam seu cotidiano.
7. Investiga o conteúdo trabalhado, criando hipóteses e expondo suas opiniões a respeito
dos temas abordados.
8. Seleciona dentre diversificado vocabulário, ações que correspondam ao meio de
transporte escolhido.

A2 Produzir uma variedade de textos verbais orais, 1. Expressa-se oralmente interagindo em um processo de construção de significado.
participando do processo de elaboração de ideias e 2. Escuta o interlocutor, a fim de interagir adequadamente em um diálogo.
construção de significados, comparando perspectivas 3. Apropria-se do vocabulário acerca de esportes, distinguindo os verbos de ação que os
e experiências, para integrar diferentes universos acompanham em ‘play/do/go’.
linguísticos e espaços sociocomunicativos. 4. Demonstra seu conhecimento sobre a estruturação de horários, atentando para o uso de
vocabulário específico.
5. Interpreta os significados ao seu redor, correlacionando as informações discutidas em
sala ao seu cotidiano.
6. Distingue atividades diárias de hábitos, atentando para suas variações de acordo com
diferentes sujeitos.
7. Integra os conhecimentos a respeito de esportes e hábitos diários a horários específicos
para as atividades.
8. Escolhe dentre diferentes esportes, aquele pelo qual tem preferência e discorre de forma
breve a respeito.

A3 Interpretar textos de diferentes gêneros em língua 1. Expressa-se oralmente interagindo em um processo de construção de significado.
inglesa, apresentados de forma oral e escrita, 2. Escuta o interlocutor, a fim de interagir adequadamente em um diálogo.
comparando perspectivas e experiências, para 3. Constrói sentenças, utilizando a forma imperativa para potencializar sua intenção.
integrar diferentes universos linguísticos e espaços 4. Lê pequenos textos, a partir de um estímulo apresentado por imagens, gráficos, tabelas.
sociocomunicativos. 5. Adiciona datas comemorativas distintas a uma sistematização, relatando-as por meio de
numerais ordinais.
6. Elabora significados a fim de compreender a estrutura das dezenas.
7. Tabula modelos, relacionando datas comemorativas aos meses do ano.
8. Desenvolve o raciocínio aritmético, tendo a língua inglesa como mediadora.

PLANO ANUAL DE MATEMÁTICA - 4º ANO


PERSPECTIVAS 1. Ampliar a compreensão da organização do Sistema de Numeração Decimal (significado, leitura, escrita, representação,
comparação/equivalência e operações), com números naturais de qualquer ordem e classe de grandeza (10000 ou mais - focando que dez
unidades agrupadas formam uma dezena, dez dezenas agrupadas formam uma centena e dez centenas agrupadas formam uma unidade de
milhar, ...), fracionários (parte, todo e divisão) e decimais, observando as regularidades e utilizando a linguagem oral, pictórica e escrita com
o uso de diferentes portadores (reta numérica, calculadora, cédulas, moedas, ...), a fim de resolver situações-problema e produzir sentidos
com o uso da Matemática em diferentes contextos.
2. Resolver situações-problema convencionais e não-convencionais (com excesso ou falta de informações, sem pergunta, de lógica, sem dados
numéricos) e, com uma ou mais operações, ampliando o significado das operações fundamentais com números naturais, fracionários (adição
e a subtração - noções de metade, quarta parte, quinta e décima parte), e decimais no campo aditivo - adição e subtração (ideias de juntar,
separar, acrescentar, tirar, completar e comparar) e dos números naturais no campo multiplicativo - multiplicação e divisão (ideias de adição
de parcelas iguais/proporção, representação retangular, análise combinatória, partilha e medida), utilizando diferentes procedimentos como
a estimativa, o cálculo mental e os algoritmos (convencionais para adição, subtração e multiplicação e o método das subtrações
sucessivas/método americano e convencional para a divisão), para operar com mais agilidade e precisão em problematizações que utilizem a
linguagem Matemática e agir de forma crítica, criativa e ética em diferentes contextos.
3. Problematizar aspectos presentes na natureza e nas produções humanas, ampliando as observações e o conhecimento sobre as diferentes
regularidades, por meio da representação de figuras geométricas planas e espaciais, da exploração de propriedades (simetria de reflexão e
translação, paralelismo, congruência de lados/arestas, número de ângulos retos, faces, vértices e arestas) e das possibilidades de
classificação e comparação (polígonos e não polígonos, prismas, pirâmides e corpos redondos), utilizando desenhos à mão livre e estruturas
tridimensionais, explorados com diferentes materiais (espelho, luz, argila, massa de modelar, vareta, régua, compasso, esquadro, lápis e
papel - pautado, quadriculado, liso, além de outros recursos digitais), para estabelecer relações mais significativas entre as percepções e o
mundo, transformando-o de forma criativa e crítica.
4. Ampliar os conhecimentos sobre localização espacial, por meio de situações-problema (convencionais e não convencionais) relativas à
localização espacial, explorando mudança de direção, distância e sentido, considerando ângulo reto e não reto, para interpretar e
representar localizações e movimentações em diferentes linguagens (corporal, gráfica - mapas, malhas, redes, construção de itinerários,
material cartográfico e recursos tecnológicos digitais, oral e escrita) usando termos variados como paralelas, transversais, perpendiculares,
intersecção, direita e esquerda e valorizando a importância da utilização dos sistemas de referência e de uma linguagem adequada, como
forma de facilitar a comunicação e o deslocamento.
5. Ampliar o significado de grandezas e medidas, ao ler, escrever e medir diferentes grandezas (comprimento, massa, capacidade, tempo e
sistema monetário, ângulo - reto e não reto, perímetro, noções de área e temperatura), por meio de variados procedimentos de resolução de
situações-problema, estabelecendo relações entre diferentes unidades e instrumentos de medida, utilizando terminologia convencional
referentes às unidades mais usuais dos sistemas de medida (m/cm/mm, tonelada, kg/g, l/ml, hora/minuto/segundo, real, grau, e grau Celsius)
e instrumentos de medida (lápis, barbante, copos, colheres, xícaras, relógio, ampulheta, balança, régua, metro, fita métrica, malha
quadriculada, transferidor, cédulas e moedas brasileiras) adequados a cada situação, reconhecendo a importância da seleção de instrumentos
e unidades de medida convencionais como forma de facilitar a comunicação e a compreensão do mundo físico, a fim de perceber o uso social
da Matemática em diferentes contextos e agir de forma cuidadosa, critica, criativa e ética.
6. Ler (individualmente e coletivamente, incluindo a leitura do professor) diferentes tipos de tabelas e gráficos, levantando hipóteses, realizando
inferências a respeito da temática e da função destes textos informativos e selecionando informações para organizar dados e construir
(individualmente, em pares, pequenos grupos e coletivamente) tabelas (simples e de dupla entrada) e gráficos (linhas, barras simples e
múltiplas), com o uso recursos tecnológicos digitais, para comunicar ideias e propor alternativas frente às conclusões obtidas em decorrência
das análises das pesquisas estatísticas de natureza científica e social.
7. Analisar as possíveis maneiras de combinar elementos de uma coleção, utilizando diferentes técnicas de contagem (direta e formal, princípio
multiplicativo e diagrama de árvore) e as chances de ocorrência de um evento de natureza aleatória, por meio de representações pessoais,
listas, esquemas, tabelas (simples e de dupla entrada) e gráficos (linhas e barras simples e múltiplas), aprimorando a percepção das situações
cotidianas, para a tomada decisão.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Resolver situações-problema, utilizando 1. Ordena números naturais até 10000 ou mais, utilizando a forma verbal e o registro numérico.
procedimentos como a estimativa, o cálculo mental e 2. Compõe e decompõe quantidades em dezenas de milhar, unidade de milhar, centenas,
os algoritmos, considerando as diferentes ideias das dezenas e unidades, por meio de diferentes adições, subtrações e multiplicações.
quatro operações fundamentais, a partir da 3. Lê e representa frações usuais, identificando-as como parte de um todo, utilizando variados
problematização e análise das regularidades do recursos e diferentes situações do cotidiano.
Sistema de Numeração Decimal, explorando a noção 4. Descreve uma regra de formação de sequências ordenadas de números naturais resultantes
dos números fracionários, grandezas e medidas de adições, subtrações e multiplicações.
(tempo) e o trabalho com gráficos e tabelas, para 5. Realiza cálculos de expressões numéricas envolvendo operações de adição, subtração e
expandir o uso das representações da linguagem multiplicação, por meio de algoritmo convencional, de procedimentos pessoais, do cálculo
matemática e propor alternativas frente às mental, da estimativa e de decomposições, identificando propriedades e utilizando a ordem
conclusões obtidas em decorrência de análises correta dessas operações.
socioculturais. 6. Realiza cálculos de divisão, utilizando o algoritmo das subtrações sucessivas (método
americano), procedimentos pessoais, cálculo mental e estimativa.
7. Reconhece que uma igualdade não se altera quando se adiciona ou se subtrai um mesmo
número a seus dois membros.
8. Resolve situações-problema que envolvem adição, subtração, multiplicação e divisão.
9. Realiza a conversão entre as unidades de medida de tempo em resolução de situações-
problema.
10. Lê dados apresentados em tabela (simples e de dupla entrada) e em gráficos (barras simples
e múltiplas), envolvendo resultados de pesquisas significativas, com e sem o uso de recursos
tecnológicos digitais.
B1 Resolver situações-problema sobre deslocamento, 1. Representa deslocamentos, distâncias, mudanças de direção, sentido e localização de si, de
localização espacial, geometria plana e espacial, por pessoas e objetos no espaço, utilizando linguagem verbal e não verbal e termos variados
meio de representações, da exploração de (paralelas, transversais, intersecção, direita e esquerda).
propriedades e dos significados de distância, sentido 2. Compara a composição e decomposição entre diferentes figuras geométricas planas.
e direção, incluindo a grandeza comprimento e suas 3. Associa prismas e pirâmides às suas planificações e diferentes vistas.
medidas, para ampliar a percepção referente às 4. Relaciona metro e centímetro, determinando quantos centímetros equivalem à metade e à
formas geométricas, a leitura dos elementos quarta parte do metro.
presentes no cotidiano e a autonomia e para 5. Resolve situações-problema que envolvem a grandeza comprimento, utilizando a estimativa e
localizar-se e deslocar-se no espaço. unidades de medida convencionais (metro e centímetro).

A2 Resolver situações-problema, utilizando 1. Ordena números naturais até 100000 ou mais e números decimais, utilizando a forma verbal
procedimentos como a estimativa, o cálculo mental e e o registro numérico.
os algoritmos, considerando as diferentes ideias das 2. Compõe e decompõe números decimais e números naturais em centena de milhar, dezenas
quatro operações a partir da problematização e de milhar, unidade de milhar, centenas, dezenas e unidades, por meio de diferentes adições,
análise das regularidades do Sistema de Numeração subtrações e multiplicações.
Decimal e Romano, incluindo o trabalho com os 3. Identifica frações equivalentes, por meio de desenhos e números fracionários.
números fracionários e decimais e com grandezas e 4. Realiza cálculos de adição, subtração e multiplicação, por meio de algoritmo convencional, de
medidas (temperatura e sistema monetário), para estratégias pessoais, do cálculo mental, decomposições e da estimativa, investigando
expandir o uso das representações da linguagem propriedades dessas operações (multiplicações por 0, 1, 10, 100 e 1000).
matemática e agir de forma crítica, criativa e ética. 5. Reconhece o Sistema de Numeração Romano, suas regras de leitura, escrita e utilização nos
dias atuais.
6. Reconhece a ordem das operações e o significado dos parênteses em uma expressão
numérica.
7. Realiza cálculos de divisão (com dois algarismos no divisor), utilizando o algoritmo das
subtrações sucessivas (método americano), procedimentos pessoais, cálculo mental e estimativa.
8. Resolve situações-problema que envolvem ideias da adição e da subtração (juntar, separar,
acrescentar, tirar, completar e comparar), da multiplicação e da divisão (adição/subtração de
parcelas de iguais, proporção, representação retangular, análise combinatória, partilha e medida
- e o trabalho com as tabuadas).
9. Utiliza divisões para calcular metade, terça, quarta, quinta e décima partes de uma
quantidade.
10. Resolve situações-problema de adição, subtração e multiplicação que envolvem a
comparação e a equivalência de valores monetários do sistema brasileiro, em situações de
compra, venda e troco.
11. Registra medidas de temperatura, utilizando o termômetro como instrumento e o grau
Celsius como uma unidade de medida.
B2 Analisar situações-problema que envolvem 1. Classifica figuras geométricas planas em polígonos e não polígonos.
conhecimentos sobre geometria plana e espacial, por 2. Compõe e decompõe polígonos, por meio da análise das propriedades relativas à simetria.
meio da classificação e comparação de polígonos, 3. Classifica figuras geométricas como planas ou não planas, refletindo sobre suas
sólidos, conceitos básicos da geometria e o trabalho características.
com grandezas e medidas (capacidade, massa e 4. Diferencia as figuras geométricas espaciais em poliedros (prismas, pirâmides e outros) e
comprimento), para ampliar a percepção sobre as corpos redondos (cilindro, cone e esfera).
formas geométricas e o significado de número em 5. Nomeia prismas e pirâmides, por meio da planificação e do polígono que define a base.
situações cotidianas. 6. Identifica o litro e o mililitro como unidades padrão de medida de capacidade para resolver
problemas.
7. Compara massas, estabelecendo relações entre as unidades de medidas convencionais
(grama, quilograma e tonelada), frações e números decimais para as representações das
medições na resolução de problemas diversos.
8. Compara comprimentos (incluindo perímetros), utilizando unidades de medidas
convencionais (metro, centímetro e milímetro), frações e números decimais para as
representações das medições.

A3 Resolver situações-problema que envolvem as 1. Compõe e decompõe números naturais e decimais, por meio de diferentes adições, subtrações
quatro operações fundamentais com os números e multiplicações.
naturais, bem como a adição e a subtração de 2. Ordena (com e sem o auxílio da reta numerada) números decimais e frações (com o mesmo
números decimais e fracionários positivos, incluindo denominador ou por meio de equivalência).
o trabalho com gráficos, as possíveis maneiras de 3. Efetua adição e subtração de números decimais, por meio de algoritmo convencional, de
combinar elementos de uma coleção, o princípio da procedimentos pessoais, do cálculo mental e da estimativa.
contagem e probabilidade, para aprimorar a 4. Efetua adição e subtração de frações com mesmo denominador, por meio de algoritmo
percepção das situações cotidianas e agir de forma convencional, de procedimentos pessoais, do cálculo mental e da estimativa.
crítica, criativa e ética. 5. Resolve situações-problema que envolvem as quatro operações fundamentais, por meio da
aplicação de propriedades operatórias, de procedimentos pessoais e/ou algoritmo convencional.
6. Resolve problemas envolvendo frações e números decimais com diferentes estratégias de
cálculo.
7. Constrói gráficos de linhas, a partir de dados coletados com ou sem o auxílio de recursos
tecnológicos digitais.
8. Realiza experimentos aleatórios e representa os resultados em um gráfico.
9. Identifica, entre eventos cotidianos, aqueles que têm maior chance de ocorrência,
representando o resultado por meio de frações e números decimais.

B3 Resolver situações-problema referentes aos 1. Associa ângulo a um movimento de giro ou mudança de direção.
conhecimentos sobre geometria plana, por meio do 2. Identifica ângulos maiores (obtusos) e menores (agudos) que o ângulo reto.
reconhecimento de ângulos, simetrias de reflexão e 3. Identifica ângulos retos em polígonos e compara medidas de ângulos em relação ao
translação, da construção de polígonos e áreas, para ângulo reto.
ampliar a percepção sobre as formas geométricas e o 4. Identifica retas perpendiculares, associando esse conceito ao ângulo reto.
significado de número em situações cotidianas. 5. Constrói eixos de simetria em figuras planas do cotidiano.
6. Cria um padrão geométrico de acordo com a translação de um elemento gerador sobre
uma reta.
7. Classifica e nomeia polígonos de acordo com o número de lados e ângulos.
8. Associa a circunferência aos seus elementos (centro, raio e diâmetro).
9. Constrói circunferência e alguns polígonos, utilizando régua, objetos redondos, malha
quadriculada e recursos tecnológicos digitais.
10. Compara área de polígonos desenhados em malha quadriculada, por meio da contagem
dos quadradinhos ou metade de quadradinhos.

PLANO ANUAL DE ARTE - 4º ANO


CONTEÚDOS - Arte e interação lúdica: conhecimento, identificação, produção de artefatos artísticos e interpretação dos sentidos dos objetos da arte. - Estudo
NUCLEARES comparado de estilos e períodos da Arte. - Semelhanças e diferenças entre arte clássica e arte moderna. - Estudo particular de momentos da História da
Arte, a partir das diferentes linguagens artísticas: teatro, dança, música ou artes visuais: arte renascentista, arte barroca, arte moderna. - Os discursos
da arte: polissemia das criações artísticas. - Estímulo a reflexividade estética estimulada por momentos de contemplação da arte em múltiplos meios. -
As diversas culturas em diálogo na Arte: artistas e identidades culturais. - Aproximação, identificação, reconhecimento, interpretação e análise da obra
de arte e suas linguagens artísticas, em sua dimensão simbólica como produto cultural, a partir de discussões coletivas e/ou reflexões individuais.

PLANO ANUAL DE CIÊNCIAS - 4º ANO


CONTEÚDOS - Água para viver: representação da água no corpo dos seres vivos para a manutenção da vida. - A circulação da água nos corpos dos seres vivos:
NUCLEARES composição de células e tecidos. - As sementes precisam de água para germinar e crescer. - Seres vivos com ossos e cartilagens: caracterização,
desenvolvimento e relações entre ciclo vital de peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.
1º TRIMESTRE
CONTEÚDOS - O corpo humano em seus múltiplos aspectos e equilíbrio: sistema de locomoção, digestório, cardiovascular, urinário, respiratório e nervoso. - Doenças
NUCLEARES infecciosas, sistema imunológico e a vacinação. - Políticas públicas voltadas para a saúde: calendário e campanhas de vacinação.
2º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Compreensão da produção e transformação de energia para a realização de um trabalho. - Aspectos físico-químicos que influenciam na vida de um
NUCLEARES ecossistema (fatores abióticos): ar. - Composição e características da atmosfera terrestre. - Fenômenos naturais do ar: as transformações da natureza
causadas pelo vento e o fenômeno físico da expansão do ar. - Ciclos e fenômenos da natureza: noções de clima e fenômenos do tempo. - Tecnologias
3º TRIMESTRE associadas à elaboração de registros e obtenção de dados sobre a previsão do tempo. - Tecnologias associadas ao consumo consciente e a
corresponsabilidade na manutenção dos ecossistemas: identificação de fontes poluentes do ar, manutenção do ar limpo relacionada à qualidade de vida.
- A produção de energia pelas plantas: noções de fotossíntese e reserva de energia. - Tecnologias no tratamento dos combustíveis fósseis não-renováveis
e na produção de derivados como fator poluente do ar (índices de qualidade e condições de saúde). - Tecnologias da produção de combustíveis
renováveis como fontes alternativas de energia: propriedades e aplicações na busca da sustentabilidade.

PLANO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA- 4º ANO


CONTEÚDOS - Vivência de jogos pré-desportivos e suas relações com jogos de perseguição, de procura e tradicionais. - Perceber a necessidade de preservação dos
NUCLEARES jogos tradicionais como patrimônio históricos dos povos. - Identificar as diferenças entre jogos, jogos pré-desportivos e esporte. - Relacionar os jogos de
oposição a alguns contextos históricos das lutas em nossa sociedade. - Percepção de regras, estratégias e possibilidades táticas dos jogos de percepção,
de procura e de tabuleiro. - Resolver, de forma democrática, situações problemas que se apresentam durante as vivências de práticas corporais. -
Perceber os contextos históricos e culturais de diferentes práticas corporais. - Relacionar a prática corporal à saúde e à qualidade de vida. - Relacionar
prática corporal à alimentação saudável. - Construção de regras e novos elementos estruturantes de práticas corporais já instituídas. - Relacionar o
cumprimento de regras nas práticas corporais, bem como com ações cotidianas.

PLANO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO - 4º ANO


PERSPETIVAS 1. Compreender a experiência do sagrado, por meio dos relatos, expressões artísticas, celebrações e festas religiosas, possibilitando o
conhecimento das tradições religiosas no contexto da diversidade cultural e social que compõem a experiência o estado/DF.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Reconhecer as diferentes manifestações religiosas e 1. Identifica algumas tradições e manifestações religiosas do estado/DF.
suas representações dentro do estado/DF, 2. Relaciona as diferentes etnias com a formação da identidade do povo brasileiro e de sua
identificando suas particularidades, por meio de religiosidade.
expressões religiosas e espaços sagrados, a fim de
3. Descreve mitos e lendas regionais, citando suas principais características.
relacionar sua pluralidade à necessidade do respeito
mútuo. 4. Interpreta textos e símbolos sagrados de diferentes tradições religiosas estudadas.
5. Relata sobre as manifestações religiosas presentes no estado/DF, como expressões
reconhecidas no Brasil.
6. Identifica algumas narrativas sagradas, orais e escritas das religiões estudadas.
7. Compara mitos e narrativas de criação das religiões estudadas.

A2 Conhecer como os seres humanos constroem sua 1. Nomeia celebrações e festas religiosas do estado/DF.
experiência com o sagrado, por meio das diferentes 2. Descreve símbolos sagrados de diferentes culturas religiosas.
expressões religiosas, a fim de interpretar tradições 3. Reconhece o valor da oração nas diferentes tradições religiosas.
em um contexto de diversidade religiosa, cultural e
4. Relaciona símbolos sagrados às tradições religiosas estudadas.
social.
5. Identifica as manifestações artísticas nas diferentes religiões.
6. Diferencia local e espaço sagrado.
7. Reconhece as diferentes religiões presentes no estado/DF.

A3 Relacionar aspectos referentes à defesa da vida 1. Identifica intolerâncias e atos preconceituosos vividos no cotidiano.
presentes nas tradições religiosas com as 2. Reconhece algumas regras de ouro advindas das manifestações religiosas.
manifestações socioculturais e o protagonismo dos 3. Descreve as fragilidades humanas e a força da natureza.
líderes religiosos, a fim de ampliar a vivência da
4. Relata sobre situações de acolhida a diferentes formas de expressão e experiências
alteridade e do respeito para com o meio ambiente e
o próximo. religiosas.
5. Conhece o papel das autoridades religiosas.
6. Identifica o valor da família e da religiosidade na formação social das pessoas.

PLANO ANUAL DE GEOGRAFIA - 4º ANO


CONTEÚDOS - Olhares cartográficos: Representação do espaço por meio dos mapas (Unidade 1). - Localização, movimentos da Terra e seus aspectos geográficos
NUCLEARES (Unidade 2) - Continente americano: formação, cultura e relações entre países (Unidade 3).
1º TRIMESTRE
CONTEÚDOS - A linguagem e o espaço geográfico (Unidade 9) - Brasil: país da diversidade natural e cultural (Unidade 4) - Formação territorial e política do Brasil
NUCLEARES (Unidade 5).
2º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - A construção social da nação brasileira (Unidade 6) - Comunidades tradicionais e sua contribuição histórica no espaço brasileiro (Unidade 7) - O ser
NUCLEARES humano em movimento: processos migratórios (Unidade 8).
3º TRIMESTRE
PLANO ANUAL DE HISTÓRIA - 4º ANO
CONTEÚDOS Ocupação e constituição do território brasileiro: rupturas e permanências. - As cidades, seus lugares e as transformações ocorridas ao longo do tempo -
NUCLEARES A inserção das crianças na esfera econômica: consumo, consumismo e mídia. - Os impactos da ocupação humana no meio natural sob um olhar histórico.
1º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - O processo de urbanização brasileiro e o uso de mão de obra escravizada. - Conhecendo e valorizando a história da nossa cidade. - A vida na cidade
NUCLEARES ontem e hoje: o exemplo das capitais do Brasil. - Os trabalhadores como sujeitos históricos e a produção do mundo material. - O problema do trabalho
2º TRIMESTRE infantil: cenas do trabalho infantil ontem e hoje.

CONTEÚDOS - A organização política brasileira e a participação cidadã dos sujeitos. - A formação do Estado brasileiro ao longo dos períodos históricos. - Formas de
NUCLEARES exercício da cidadania ao longo do tempo e as conquistas cidadãs.
3º TRIMESTRE
Plano Anual

5° Ano
PLANO ANUAL DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO
PERSPECTIVAS 1. Envolver-se na escuta de gêneros textuais orais, aprimorando o vocabulário ativo, a habilidade de avaliar criticamente sugestões de leitura e
identificar efeitos de ironia e humor, mantendo a atenção voluntária e flutuante - que circula livremente e permite novas associações do
pensamento, respeitando a diversidade na expressão oral (o que e como é falado) e criando reflexões dialogadas com os contextos
sociocomunicativos.
2. Produzir diferentes gêneros de textos verbais orais, demonstrando capacidade de síntese e criatividade ao explorar efeitos estéticos, utilizando
a expressão corporal, a fim de expandir o uso da linguagem em contextos públicos e do grau de formalidade adequado para a situação
sociocomunicativa.
3. Participar de situações de leitura, ora ouvinte, ora leitor, de gêneros de textos verbais escritos literários, informativos, argumentativos,
publicitários, humorísticos e gêneros de textos multimodais, com diferentes intenções (prazer, busca de informação, realização de uma tarefa
posterior, análise das características do gênero textual), utilizando diferentes suportes e buscando o aprimoramento de habilidades de leitura,
tais como desenvolver fluência rítmica, localizar e entender informações, distinguir fato de opinião, inferir sentidos das palavras, perceber
implícitos, identificar recursos argumentativos, efeitos de ironia e humor, avaliar a credibilidade de informações, expressar argumentos,
estabelecer relações intra e intertextuais, utilizar jogos de palavras, recursos sonoros e linguagem conotativa para produzir novos sentidos
aos textos, além de levantar hipóteses sobre o material de leitura, tanto em relação à temática quanto ao propósito sociocomunicativo.
4. Produzir- (individualmente, em pequenos grupos e coletivamente) diferentes gêneros de textos verbais escritos e gêneros de textos
multimodais, desenvolvendo a criatividade, a autonomia na expressão de ideias e posicionamentos, utilizando os conhecimentos sobre o grau
de formalidade da linguagem nos diferentes contextos e compreendendo que os gêneros de textos se apresentam com estruturas
diferenciadas para se adequarem aos seus respectivos propósitos e suportes, a fim de perceber que os textos variam de acordo com o contexto
sociocomunicativo e ampliar seu conhecimento sobre os usos sociais e as convenções da escrita.
5. Ampliar seu conhecimento sobre finalidades, estruturas e layouts (disposição gráfica do texto em suportes físicos e digitais), características
dos gêneros de textos, coerência, recursos coesivos, recursos persuasivos, recursos argumentativos, recursos poéticos, elementos da narrativa,
concordâncias verbal (consonância do verbo com o sujeito da frase) e nominal (articulação das palavras que acompanham o substantivo na
frase: artigos, adjetivos e pronomes), escrita ortográfica, paragrafação, pontuação, em atividades de reflexão - atividades que possibilitem a
apropriação dos saberes linguísticos, a partir dos textos lidos e produzidos, considerando a variação sociocultural da língua padrão e popular
e da língua oral e escrita, para uma maior inserção na cultura escrita e ampliação da capacidade de registro e intervenção em diferentes
situações sociais.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:
gêneros de textos verbais escritos, orais e
multimodais: ASSEMBLEIA (elaborando uma pauta e 1.1. localização de informações explícitas;
uma síntese construídas oralmente junto à turma), 1.2. distinção entre fato e opinião;
MEMÓRIA LITERÁRIA, CRÔNICA, REPORTAGEM, 1.3. percepção de implícitos;
PROPAGANDA e CONTO, ampliando o foco de 1.4. levantamento de hipóteses;
1.5. estabelecimento de relações intra e intertextuais;
atenção, aprimorando a escuta atenta, as habilidades 1.6. inferência do sentido das palavras;
de leitura e os saberes linguísticos, para desenvolver 1.7. identificação de recursos argumentativos;
a competência sociocomunicativa. 1.8. identificação dos efeitos de ironia e humor;
1.9.realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto,
considerando a adequação à situação sociocomunicativa.
2. Realiza a leitura com fluência rítmica, modulação, pausa e ênfase adequadas.
3. Distingue as variedades linguísticas (linguagem formal/padrão e informal/popular e gíria)
nas situações de leitura e de escuta.
4. Reconhece, nos textos, o efeito de sentido do uso de:
4.1. substantivo (comum e próprio/simples e composto/primitivo e derivado), artigo,
adjetivo e locução adjetiva;
4.2. onomatopeia;
4.3. interjeição.
5. Distingue as situações de uso da concordância nominal, de acordo com cada contexto.
6. Aprimora a escrita ortográfica (SC, SÇ, XC, X e CH), incluindo o uso de regras de
acentuação (das oxítonas e das proparoxítonas).

B1 Produzir, nas situações de oralidade e de escrita, 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: RELATO DE MEMÓRIA
gêneros de textos verbais escritos, orais e (ORAL), MEMÓRIA LITERÁRIA e REPORTAGEM, observando os elementos de coesão e
multimodais: RELATO DE MEMÓRIA (ORAL), coerência trabalhados.
MEMÓRIA LITERÁRIA e REPORTAGEM, aprimorando 2. Emprega linguagem adequada a cada situação de uso, respeitando a função social do
conhecimentos de saberes linguísticos, para gênero.
desenvolver a competência sociocomunicativa. 3. Utiliza linguagem figurada, considerando os efeitos de sentido decorrentes no contexto.
4. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.
5. Utiliza a capacidade de síntese, a criatividade, a construção de argumentos nas atividades
de produção.
6. Reestrutura textos de acordo com o gênero e os saberes linguísticos estudados.
7. Emprega, nos textos, considerando os efeitos de sentido decorrentes:
7.1. substantivo (comum e próprio/simples e composto/primitivo e derivado), e
artigo, adjetivo e locução adjetiva;
7.2. onomatopeia;
7.3. interjeição.
8. Emprega a concordância nominal, conforme o contexto.
9. Aprimora a escrita ortográfica (SC, SÇ, XC, X e CH), incluindo o uso de regras de
acentuação (das oxítonas e das proparoxítonas).
10. Usa paragrafação e sinais de pontuação (ponto final, ponto de exclamação e ponto de
interrogação), conferindo sentido aos textos produzidos.
A2 Interpretar, em situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:
gêneros de textos verbais escritos, orais e 1.1. localização de informações explícitas;
multimodais: ARTIGO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA, 1.2. distinção entre fato e opinião;
SEMINÁRIO, CONTO DE FICÇÃO CIENTÍFICA, TEXTO 1.3. percepção de implícitos;
TEATRAL, ESQUETE, PARÓDIA, MITO INDÍGENA e 1.4. levantamento de hipóteses;
CONTO POPULAR AFRICANO, ampliando o foco de 1.5. estabelecimento de relações intra e intertextuais;
atenção, aprimorando a escuta atenta, as habilidades 1.6. inferência do sentido das palavras;
de leitura e os saberes linguísticos, para ampliar a 1.7. identificação de recursos argumentativos;
competência sociocomunicativa. 1.8. identificação dos efeitos de ironia e humor;
1.9. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto,
considerando a adequação à situação sociocomunicativa.
2. Analisa criticamente a credibilidade de informações em um texto.
3. Reconhece o efeito de sentido das relações entre tempos e modos verbais no interior de
um texto.
4. Distingue as situações de uso da concordância verbal, de acordo com cada contexto.
5. Reconhece as situações de uso das palavras EM CIMA, ACIMA, EMBAIXO, ABAIXO,
DEBAIXO, A GENTE, AGENTE no vocabulário ativo e as regras de acentuação das palavras
paroxítonas.
6. Distingue, nos textos, de acordo com cada contexto, os efeitos de sentido expressos no
emprego:
6.1. os porquês;
6.2. dos pronomes (pessoais retos e oblíquos/demonstrativos e possessivos);
6.3. do substantivo (concreto e abstrato/coletivo);
6.4. do gênero, do número e do grau dos substantivos.

B2 Produzir gêneros de textos verbais escritos, orais e 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: SEMINÁRIO (ORAL), CONTO
multimodais: SEMINÁRIO (ORAL), CONTO DE FICÇÃO DE FICÇÃO CIENTÍFICA, PARÓDIA e ESQUETE (ORAL), observando os elementos de coesão
CIENTÍFICA, PARÓDIA e ESQUETE (ORAL), ampliando e coerência trabalhados.
conhecimentos de saberes linguísticos, para 2. Emprega linguagem adequada a cada situação de uso, respeitando a função social do
desenvolver a capacidade de registro e de gênero.
intervenção em diferentes contextos. 3. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.
4. Utiliza a capacidade de síntese, a criatividade, a construção de argumentos nas atividades
de produção.
5. Reestrutura textos de acordo com o gênero e os saberes linguísticos estudados.
6. Emprega, nos textos, considerando os efeitos de sentido decorrentes:
6.1. dos porquês;
6.2. dos pronomes (pessoais retos e oblíquos/demonstrativos e possessivos);
6.3. do substantivo (concreto e abstrato/coletivo);
6.4. do gênero, do número e do grau dos substantivos.
7. Aprimora a escrita ortográfica das palavras que terminam com -ecer, -isar e -izar,
incluindo o uso de regras de acentuação das paroxítonas.
8. Estabelece relações entre tempos e modos verbais na produção de texto, respeitando a
concordância verbal, de acordo com cada contexto.
9. Usa paragrafação e os sinais de pontuação, incluindo os de diálogo (travessão e dois
pontos), conferindo sentido aos textos produzidos.

A3 Interpretar, nas situações de escuta e de leitura, 1. Emprega habilidades de leitura para:


gêneros de textos verbais escritos, orais e 1.1. localização de informações explícitas;
multimodais: TEXTO DE OPINIÃO, CHARGE, DEBATE, 1.2. distinção entre fato e opinião;
POEMA, POEMA DE CORDEL, NOTÍCIA, TELEJORNAL e 1.3. percepção de implícitos;
JORNAL, ampliando o foco de atenção, as habilidades 1.4. levantamento de hipóteses;
de leitura e de saberes linguísticos, para sua inserção 1.5. estabelecimento de relações intra e intertextuais;
na cultura escrita e em diferentes contextos 1.6. inferência do sentido das palavras;
sociocomunicativos. 1.7. identificação de recursos argumentativos;
1.8. identificação dos efeitos de ironia e humor;
1.9. realização de inferências das possíveis intencionalidades de um texto,
considerando adequação à situação sociocomunicativa.
2. Distingue as variedades linguísticas (linguagem formal/padrão e informal/popular e gíria)
nas situações de leitura e de escuta.
3. Reconhece recursos poéticos e argumentativos nas atividades de interpretação de
diferentes textos.
4. Distingue o efeito de sentido do uso de elementos que estabelecem relação de causa, de
conformidade, de comparação, de finalidade, de condição, de tempo nos diferentes
contextos.
5. Reconhece o efeito de sentido do uso das funções emotiva (centrada no emissor) e
referencial (centrada na informação) da linguagem em diferentes contextos.
6. Analisa criticamente a credibilidade de informações em um texto.
7. Reconhece os efeitos de sentido produzidos pelo uso da vírgula, de acordo com o
contexto, na:
7.1. intercalação de expressões de tempo e lugar;
7.2. separação de local e data;
7.3. separação do vocativo (chamamento);
7.4. separação de elementos de uma lista.
8. Analisa o efeito de sentido do uso de elementos de coesão e coerência (marcadores de
tempo, adição, conclusão e oposição de ideias ou informações) expressos nos textos e
em diferentes contextos.
9. Reconhece, nos textos, o efeito de sentido do uso de:
9.1. advérbios e locuções adverbiais;
9.2. onomatopeia;
9.3. interjeição.

B3 Produzir gêneros de textos verbais orais e escritos e 1. Utiliza a estrutura composicional na produção dos gêneros: TEXTO DE OPINIÃO, DEBATE
gêneros de textos multimodais: TEXTO DE OPINIÃO, (ORAL), NOTÍCIA e TELEJORNAL (ORAL), observando os elementos de coesão e coerência
DEBATE (ORAL), NOTÍCIA e TELEJORNAL (ORAL), trabalhados.
ampliando conhecimentos sobre a variação 2. Formula intervenções com desenvoltura, considerando o tema proposto e respeitando
sociocultural da língua e de convenções da escrita, os interlocutores.
para desenvolver a capacidade de registro e de 3. Utiliza a capacidade de síntese, a criatividade, a construção de argumentos nas atividades
intervenção em diferentes contextos. de produção.
4. Reestrutura textos de acordo com o gênero e os saberes linguísticos estudados.
5. Emprega linguagem adequada a cada situação de uso, respeitando a função social do
gênero.
6. Transpõe gênero de texto verbal oral para escrito e vice-versa.
7. Aplica elementos marcadores de tempo, adição, conclusão, oposição de ideias ou
informações, sinônimos e pronomes, aprimorando a coesão e a coerência das produções.
8. Utiliza recursos persuasivos e argumentativos nas atividades de produção.
9. Usa conjunções que estabelecem relação de causa, de conformidade, de comparação, de
finalidade, de condição, de tempo nos diferentes contextos.
10. Emprega a vírgula, nas produções de texto, de acordo com o contexto, na:

6.1. intercalação de expressões de tempo e lugar;


6.2. separação de local e data;
6.3. separação do vocativo (chamamento);
6.4. separação de elementos de uma lista.

PLANO ANUAL DE LÍNGUA INGLESA - 5º ANO


PERSPECTIVAS 1. Reconhecer a língua inglesa como meio de acesso a manifestações culturais, por meio de práticas de leitura e de experiências com a escrita,
para atuar em atividades compartilhadas de descobrimento de novas culturas.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Desenvolver seus interesses de forma oral e escrita, 1. Analisa as ideias principais contidas em pequenos textos.
contribuindo ideias, opiniões e gestão de diversos 2. Comunica-se por meio de textos verbais, não-verbais e orais.
pontos de vista, para atuar em atividades 3. Utiliza adequadamente estruturas gramaticais, para fazer apresentações pessoais e das
compartilhadas de descobrimento de novas culturas. pessoas de seu convívio.
4. Compara as diferenças na estrutura de existência ‘there is/there are' e suas implicações
na interpretação de sentenças.
5. Compõe sentenças com clareza, sendo compreendido por seus colegas e professor e
fazendo distinção entre falsos cognatos.
6. Transforma a nomenclatura referente a países ao compará-la com a nacionalidade de
seus conterrâneos.
7. Desenvolve, de forma articulada, argumentos que expressem seus gostos particulares
referentes à alimentação.
8. Aperfeiçoa sua descrição acerca de hábitos alimentares com o uso de advérbios de
frequência.

A2 Produzir textos de diferentes gêneros, de forma oral 1. Analisa as ideias principais contidas em textos diversos.
e escrita, fazendo uso de linguagem descritiva e 2. Comunica-se por meio de textos verbais, não-verbais.
expressiva, comparando perspectivas e experiências, 3. Estabelece as características que definem as estações do ano.
para atuar em atividades compartilhadas de 4. Constrói a significação do corpo humano, partindo da análise de suas partes para a
descobrimento de novas culturas. compreensão do todo.
5. Propõe soluções para problemas de saúde variados, utilizando o verbo modal adequado
na sua construção de significado.
6. Compõe as definições que caracterizam as estações do ano.
7. Estabelece corretamente, a função e o sentido das classes de palavras: substantivos,
pronomes, preposições, adjetivos e advérbios no texto
8. Integra às ações de ordem contínua a estrutura verbal correspondente.

A3 Compreender a sistematização dos elementos 1. Aplica os principais elementos do sistema gramatical.


gramaticais, relacionando a importância da 2. Constrói sentenças, utilizando a forma imperativa.
pronúncia e entonação em língua inglesa, para atuar 3. Desenvolve sua descrição sobre habilidades, utilizando o verbo modal ‘can’.
em atividades compartilhadas de descobrimento de 4. Maximiza sua capacidade de expressão, utilizando adjetivos condizentes com suas
novas culturas. opiniões.
5. Relaciona as características de tipos de textos, percebendo como estes contribuem para
a formação de significados.
6. Compara opiniões sobre um mesmo tema, atribuindo argumentos concisos.
7. Argumenta sobre tecnologias e temas diversos, utilizando estruturas gramaticais e
escritas autênticas.
8. Compõe sentenças, discorrendo sobre assuntos variados.
PLANO ANUAL DE MATEMÁTICA - 5º ANO
PERSPECTIVAS 1. Ampliar a compreensão da organização do Sistema de Numeração Decimal (significado, leitura, escrita, representação,
comparação/equivalência e operações), com números naturais de qualquer ordem e classe de grandeza, fracionários (parte, todo, divisão e
razão) e decimais, observando as regularidades, utilizando a linguagem oral, pictórica e escrita com o uso de diferentes portadores (reta
numérica, calculadora, cédulas, moedas, instrumentos de medição, ...) e percebendo as relações existentes entre os números fracionários,
decimais e porcentagens, a fim de resolver situações-problema e produzir sentidos para Matemática em diferentes contextos.
2. Resolver situações-problema convencionais com uma ou mais operações e não-convencionais (com excesso ou falta de informações, sem
pergunta, de lógica, sem dados numéricos, sem solução), ampliando o significado das operações fundamentais com números naturais,
racionais positivos - fracionários (adição e subtração de frações de mesmo denominador e multiplicação e divisão de uma fração por um
número natural) e decimais (adição e subtração de decimais e multiplicação e divisão de um número decimal por um número natural), no
campo aditivo - adição e subtração (ideias de juntar, separar, acrescentar, tirar, completar e comparar) e no campo multiplicativo -
multiplicação e divisão - (ideias de proporção, representação retangular, análise combinatória, partilha e medida), utilizando a estimativa, o
cálculo mental e os algoritmos (convencionais para adição, subtração, multiplicação e divisão – método longo ou curto), aprimorando
procedimentos pessoais e sistematizados de cálculo mental, exato, aproximado e estimado, e identificando as regularidades presentes nas
operações e as relações existentes entre as representações fracionárias, decimais e de porcentagens, para agir de forma crítica, criativa e ética
em diferentes contextos que utilizem a linguagem Matemática.
3. Problematizar aspectos presentes no cotidiano, ampliando as observações e o conhecimento sobre as diferentes regularidades, por meio da
representação de figuras geométricas planas e espaciais, da exploração de propriedades (simetria de reflexão, translação e rotação,
paralelismo, perpendicularismo, congruência de lados/arestas, número de ângulos retos, faces, vértices e arestas), das possibilidades de
classificação (polígonos, circunferência, prismas, pirâmides e corpos redondos), da ampliação e redução de figuras planas, utilizando desenhos
à mão livre e estruturas tridimensionais, explorados com diferentes materiais como (espelho, luz, argila, massa de modelar, vareta, régua,
compasso, esquadro, lápis e papel - pautado, quadriculado, liso, além de outros recursos tecnológicos digitais), para estabelecer relações mais
significativas entre as percepções e o mundo, transformando-o de forma criativa e critica.
4. Ampliar seus conhecimentos sobre localização espacial, por meio de situações-problema (convencionais e não convencionais) e da exploração
de mudanças de direção, distância e sentido, considerando ângulo, utilizando coordenadas geográficas e as primeiras noções de coordenadas
cartesianas, valorizando a importância da utilização dos sistemas de referência e de uma linguagem adequada, para situar-se e relacionar-se
com os espaços.
5. Ampliar o significado de grandezas e medidas, ao ler, escrever e medir diferentes grandezas e utilizar unidades de medidas convencionais:
comprimento (quilometro, metro, centímetro e milímetro); massa (tonelada, quilograma, grama e miligrama); capacidade (litro e mililitro);
sistema monetário (real, dólar e euro); área (metro quadrado e centímetro quadrado); ângulo (grau); temperatura (grau Celsius), por meio de
variados procedimentos para a resolução de situações-problema, que necessitem do cálculo de perímetro, área e noções de volume
(empilhamento de cubos), do reconhecimento de múltiplos e submúltiplos de unidades de medidas, da realização de conversões simples e do
estabelecimento de relações entre unidades e instrumentos de medida, reconhecendo a importância da seleção de instrumentos e unidades
de medida convencionais como forma de facilitar a comunicação e a compreensão do mundo físico, a fim de perceber o uso social da
Matemática em diferentes contextos e agir de forma cuidadosa, critica, criativa e ética.
6. Ler (individualmente e coletivamente, incluindo a leitura do professor) tabelas (dupla entrada) e gráficos (pictóricos, barras, linhas e setores),
levantando hipóteses, realizando inferências a respeito da temática e da função destes textos informativos e selecionando informações para
organizar dados e construir (individualmente, em pares, pequenos grupos e coletivamente) tabelas (dupla entrada) e gráficos (pictóricos,
barras, linhas e setores), assim como textos verbais escritos informativos e argumentativos sobre as interpretações gráficas, para comunicar
ideias e propor alternativas frente as conclusões obtidas em decorrência das análises das pesquisas estatísticas de natureza científica e social.
7. Analisar as possíveis maneiras de combinar elementos de uma coleção, utilizando diferentes técnicas de contagem (direta e formal e princípio
multiplicativo) e a probabilidade de ocorrência de um evento de natureza aleatória, por meio da utilização de números fracionários,
colaborando na interpretação da realidade e planejamento de escolhas.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Resolver situações-problema, que envolvem as 1. Compõe e decompõe números naturais e decimais, identificando o valor posicional e a
quatro operações fundamentais com números aproximação de um decimal para o número natural mais próximo.
naturais, utilizando procedimentos como a 2. Associa o conceito de fração com ideias de partes do todo e com fração de uma quantidade.
estimativa, o cálculo mental e os algoritmos, a partir 3. Relaciona frações decimais com números decimais.
da análise das regularidades do Sistema de 4. Identifica frações equivalentes, por meio de desenhos e números, para reconhecer que
Numeração Decimal, explorando a adição e escritas fracionárias diferentes podem representar a mesma quantidade.
subtração de números decimais e fracionários 5. Resolve expressões numéricas, por meio da utilização correta da ordem das operações e o
positivos, incluindo o trabalho com valores do significado dos parênteses.
sistema monetário, tabelas e gráficos, noções de 6. Efetua adição, subtração, multiplicação e divisão (com resto e sem resto) de números
contagem e probabilidade, para expandir o uso das naturais, por meio de algoritmo convencional, de procedimentos pessoais, do cálculo mental e
representações da linguagem matemática e propor da estimativa.
alternativas frente às conclusões obtidas em 7. Resolve situações-problema envolvendo frações de quantidades.
decorrência de análises socioculturais. 8. Resolve situações-problema que envolvem os diferentes significados das frações e números
decimais (incluindo valores do sistema monetário brasileiro).
9. Lê dados apresentados em tabelas (simples e de dupla entrada) e gráficos (barras simples e
múltiplas, linhas, setores, pictóricos), envolvendo resultados de pesquisas significativas para
resolver diversas situações-problema.
10. Coleta dados em uma pesquisa, organizando os resultados e representando-os por meio de
listas, em tabelas (simples e de dupla entrada) e gráficos (barras simples e múltiplas, setores e
pictóricos), com e sem o uso de recursos tecnológicos digitais.
11. Utiliza conhecimentos de contagem e probabilidade, para analisar chances e possibilidades.

B1 Resolver situações-problema sobre conhecimentos 1. Associa sólidos geométricos (pirâmide, cone e cilindro) às suas planificações.
da geometria plana e espacial, por meio de suas 2. Descreve poliedros e corpos redondos (esfera, cilindro e cone), identificando suas principais
representações e da exploração de propriedades, características.
incluindo o trabalho com grandezas e medidas
(comprimento, massa, capacidade e volume), a fim 3. Resolve situações-problema que envolvem as grandezas comprimento (perímetro de figuras
de ampliar a percepção sobre as formas geométricas planas), massa, capacidade e volume, utilizando unidades de medida convencionais e as
e o significado de número em situações cotidianas. transformações entre as unidades mais usuais.
4. Reconhece volume como uma grandeza associada às figuras espaciais e realiza sua medição,
por meio de empilhamento de cubos.
5. Associa o decímetro e o milímetro a unidades de medida de comprimento, utilizando frações
e números decimais para as representações das medições e associações.
6. Compara unidades de medida entre grandezas para resolver problemas.

A2 Resolver situações-problema, ampliando o 1. Ordena (com e sem o auxílio da reta numérica) números decimais, reconhecendo o décimo,
significado das operações dos números naturais e o centésimo e o milésimo.
racionais positivos, identificando as regularidades 2. Compara frações com denominadores diferentes, utilizando a equivalência.
presentes nas operações e as relações existentes 3. Identifica a porcentagem como representação de uma fração com denominador 100.
entre as representações fracionárias e decimais e de 4. Relaciona a porcentagem com números racionais nas formas decimal e fracionária.
porcentagens, incluindo o trabalho com tabelas e 5. Escreve expressões numéricas simples relacionadas à situações-problema.
gráficos, grandezas e medidas (sistema monetário e 6. Efetua adição e subtração de números decimais e multiplicação e divisão de números
temperatura), com a realização de conversões decimais por um número inteiro, por meio de cálculo mental e procedimentos pessoais.
simples e o estabelecimento de relações entre 7. Resolve situações-problema que envolvem as diferentes ideias da adição, subtração e
unidades, para expandir o uso das representações da multiplicação de decimal por inteiro, utilizando algoritmo convencional, procedimentos
linguagem matemática e agir de forma crítica, pessoais, cálculo mental e estimativa.
criativa e ética. 8. Resolve situações-problema que envolvem a combinação das quatro operações (expressões
numéricas) com os números naturais e as suas diferentes ideias.
9. Resolve situações-problema envolvendo os números naturais, decimais e o sistema
monetário brasileiro e internacional, em situações de compra, venda e troco.
10. Resolve situações-problema que envolvem a grandeza temperatura, utilizando unidades de
medida convencionais.
11. Constrói tabela (simples e de dupla entrada) e gráfico de linhas, por meio da coleta de dados.

B2 Analisar situações-problema que envolvem 1. Constrói polígonos utilizando instrumentos de desenho e/ou recursos tecnológicos digitais.
conhecimentos da geometria plana e espacial, por 2. Compara polígonos considerando lados, vértices e ângulos.
meio do estudo das características de polígonos, 3. Relaciona o conceito de área de uma figura plana à medida ocupada por uma superfície plana.
incluindo o conceito de ângulo, polígonos, simetria, 4. Associa o metro quadrado à unidade padrão de medida de área.
área e o trabalho com grandezas e medidas (massa, 5. Aplica os conhecimentos de medida de massa, capacidade e volume e suas unidades para
capacidade e volume), para ampliar a percepção resolver problemas diversos.
sobre as formas geométricas e o significado de 6. Identifica figuras simétricas e movimentos de simetria (translação e rotação), para criar
número em situações cotidianas. padrões geométricos.
A3 Resolver situações-problema, ampliando o 1. Efetua adição e subtração de frações com denominadores diferentes, utilizando a
significado das operações dos números naturais e equivalência.
racionais positivos, identificando as regularidades 2. Efetua multiplicação e divisão de frações por um número inteiro na resolução de situações-
presentes nas operações e as relações existentes problema, utilizando estratégias pessoais.
entre as representações fracionárias, decimais e de 3. Resolve situações-problema que envolvem os números naturais e os racionais positivos nas
porcentagens, incluindo o trabalho com grandezas, representações fracionária, decimal e porcentagem (10%, 25%, 50%, 75% e 100%).
tabelas e gráficos, princípio da contagem e 4. Resolve situações-problema que envolvem o significado do resto da divisão de números
probabilidade, para expandir o uso das naturais.
representações da linguagem matemática e agir de 5. Resolve situações-problema que envolvem a variação de proporcionalidade direta entre duas
forma crítica, criativa e ética. grandezas.
6. Utiliza a multiplicação e a ideia de raciocínio combinatório na apresentação e na contagem
de elementos e das possíveis maneiras de combinar elementos de uma coleção.
7. Interpreta informações contidas em um gráfico de setores e infográficos.
8. Determina a probabilidade de ocorrência de um resultado em evento simples,
representando-a numericamente por uma fração ou porcentagem.

B3 Resolver situações-problema referentes aos 1. Associa o movimento de rotação de uma figura ao conceito de ângulo como giro.
conhecimentos de geometria plana, reconhecendo 2. Amplia e reduz figuras planas, utilizando a malha quadriculada.
ampliações e reduções, as simetrias de reflexão, 3. Reconhece círculo e circunferência e seus elementos (raio e diâmetro).
translação e rotação e conceitos de área e perímetro, 4. Relaciona a área do retângulo e do quadrado com o produto das medidas de seus lados.
para ampliar a sua percepção sobre as formas 5. Expressa numericamente a medida de uma superfície, utilizando unidade de medida
geométricas e o significado de número em situações convencional e/ou não convencional.
cotidianas. 6. Calcula o perímetro e a área do quadrado e do retângulo, por meio de situações práticas.
7. Calcula a área de figuras planas, por meio da decomposição em quadrados e/ou triângulos
(com ou sem o auxílio da malha quadriculada).
7. Classifica triângulos conforme a medida dos lados e ângulos.
8. Classifica quadriláteros conforme o paralelismo dos lados.

PLANO ANUAL DE ARTE - 5º ANO


CONTEÚDOS - Arte e interação lúdica: conhecimento, identificação, interpretação dos sentidos dos objetos da arte, produção e avaliação de artefatos artísticos. -
NUCLEARES Estudo comparado de estilos e períodos da Arte. - Semelhanças e diferenças entre arte clássica, arte moderna e arte contemporânea. - Estudo particular
de momentos da História da Arte, a partir das diferentes linguagens artísticas: teatro, dança, música ou artes visuais: arte impressionista, - arte moderna,
pop art. - Arte, diversidade de discursos e linguagens na pós-modernidade. - multiculturalismo na arte: - diversos modos de narrativas visuais, gestuais,
sonoras e cênicas. - Reconhecimento de signos do mundo moderno e contemporâneo no repertório e no imaginário artístico - da arte antiga à estética
da publicidade. - Aproximação, identificação, reconhecimento, interpretação, análise e crítica da obra de arte e suas linguagens artísticas, em sua
dimensão simbólica como produto cultural, a partir de discussões coletivas e/ou reflexões individuais.

PLANO ANUAL DE CIÊNCIAS - 5º ANO


CONTEÚDOS - Ecossistemas, equilíbrios dinâmicos sob influência de transformações naturais e do ser humano, ao longo da história do planeta: as características
NUCLEARES físicas e químicas de recursos naturais transformados em produtos. - Exemplos de ações humanas sustentáveis e predatórias sobre a natureza: tintas
naturais, ferro e alumínio. - Tecnologias associadas ao descarte e tratamento de resíduos e conservação dos ecossistemas: propriedades e aplicações na
1º TRIMESTRE saúde e na qualidade de vida dos seres vivos.

CONTEÚDOS - Tecnologias na obtenção de energia a partir da água, e a partir de fontes alternativas e sustentáveis, redução do consumo de energia como aplicação de ações
NUCLEARES em busca da sustentabilidade. - Caracterização de fenômenos físicos elétricos naturais e causados pela humanidade: circuito elétrico, energia estática, formação
de raios, prevenção de acidentes. - Identificação dos tipos de reprodução dos seres vivos: noções de formação de novos indivíduos desde a fecundação,
2º TRIMESTRE plantas (estruturas reprodutoras, agentes polinizadores).

CONTEÚDOS - Ciclo de vida dos seres humanos: fases do desenvolvimento humano com ênfase nas transformações físicas, fisiológicas e comportamentais. -
NUCLEARES Adolescência e puberdade, transformações físicas e fisiológicas e suas leituras na determinação de identidades infanto-juvenis e rituais de passagem em
diferentes culturas. - Reprodução dos seres vivos: fecundação e desenvolvimento dos filhotes dos animais vertebrados. - Corpo humano: sistema genital
3º TRIMESTRE feminino e masculino, gestação e nascimento. - Tecnologias relacionadas à exploração do espaço pelos seres humanos: identificação de pesquisas
astronômicas e missões espaciais e suas aplicações no cotidiano da vida terrestre. - Onde estamos: a origem do Sistema solar, seus elementos
constituintes e relações com as descobertas realizadas pelas missões espaciais. - Caracterização de equipamentos e instrumentos utilizados na coleta de
dados sobre os objetos celestes. - Vida no Universo: possibilidades, leituras e teorias de diferentes culturas.
PLANO ANUAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA- 5º ANO
CONTEÚDOS - Vivência de jogos pré-desportivos de campo; de taco; de invasão e de rede ou parede. - Ampliação de repertório de conhecimento de jogos tradicionais
NUCLEARES e jogos de tabuleiro. - Perceber as experiências singulares vivenciadas nos jogos eletrônicos. - Relação dos jogos de oposição e alguns contextos históricos
das lutas em nossa sociedade. - Identificar a luta na contemporaneidade. - Diferenciar luta de briga. - Percepção de regras, estratégias e possibilidades
táticas em diferentes tipos de jogos. - Percepção, criação e composição de coreografias de danças. - Conhecimento de danças populares das diferentes
regiões do Brasil. - Conhecimento e vivência de ginásticas com e sem aparelhos, bem como relacioná-los a ginásticas instituídas em nossa sociedade. -
Alteração e criação de novos procedimentos preestabelecidos das práticas corporais, bem como utensílios para a sua vivência. - Relação das práticas
corporais com a saúde e a qualidade de vida. - Relação das práticas corporais com a alimentação saudável. - Percepção e conhecimento de elementos
históricos que compõem práticas corporais. - Relacionar o cumprimento de regras às práticas corporais bem como a ações cotidianas.

PLANO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO - 5º ANO


PERSPECTIVAS 1. Conhecer as diversas linguagens, manifestações culturais e étnicas que compõem a pluralidade religiosa brasileira, por meio do estudo da
cultura e das tradições religiosas que permeiam a formação das identidades do povo brasileiro, a fim de entender a universalidade e a
singularidade do fenômeno religioso.

OBJETIVOS DO TRIMESTRE INDICADORES DE APRENDIZAGEM


A1 Conhecer as diferentes tradições étnico-religiosas do 1. Identifica as diferentes tradições religiosas do povo brasileiro.
Brasil presentes nas manifestações culturais e 2. Interpreta a linguagem mítico-simbólica em distintas culturas.
religiosas, por meio da interpretação de textos 3. Relaciona os feriados nacionais com comemorações religiosas.
verbais e não-verbais, para entender e respeitar a 4. Reconhece a importância das etnias na formação da identidade brasileira.
diversidade de identidades religiosas e suas 5. Classifica espaços e locais religiosos.
expressões. 6. Estabelece a diferença entre festas religiosas e não religiosas.
7. Reconhece as diferentes formas de culto e manifestações religiosas.

A2 Reconhecer as experiências religiosas em diferentes 1. Explica as diversas formas de expressão (músicas, danças, textos verbais escritos...) nas
contextos históricos do povo brasileiro, por meio da experiências étnico-religiosas do povo brasileiro.
interpretação de textos verbais e não-verbais, para 2. Identifica mitos e lendas como elementos construtivos da identidade brasileira.
ampliar o conhecimento sobre a diversidade étnico- 3. Relaciona aspectos referentes às religiões e à religiosidade com as vivências cotidianas.
religiosa existente no Brasil. 4. Diferencia mitos e lendas indígenas, africanas e europeias.
5. Analisa como os recursos tecnológicos podem contribuir na formação da cultura
religiosa.
6. Interpreta textos sagrados, orais e escritos das tradições religiosas.
7. Conhece as diversas concepções de divindades presentes nos mitos religiosos.

A3 Compreender o diálogo como atitude religiosa entre 1. Reconhece a importância do diálogo inter-religioso e o repúdio à intolerância religiosa
os povos, por meio da identificação de sentimentos e no Brasil.
atitudes que promovam a paz, para a promoção de 2. Identifica os movimentos das tradições religiosas diante de problemas sociais e
uma cultura de amor e respeito à natureza e ao ambientais.
próximo. 3. Reconhece em narrativas religiosas a importância do diálogo para a compreensão do
outro como parte integrante da sociedade.
4. Reconhece que para construção de uma sociedade fraterna é necessário à prática do
perdão, da alteridade, da compaixão e do amor.
5. Conhece organizações e movimentos sociais e religiosos que promovem o direito à vida.
6. Classifica ações de líderes religiosos e políticos como promotoras de uma cultura de amor
e respeito à natureza e ao próximo.

PLANO ANUAL DE GEOGRAFIA - 5º ANO


CONTEÚDOS - Paisagens naturais e os aspectos físicos da geografia brasileira: hidrografia, vegetação, relevo e clima. - Recursos naturais: da riqueza mineral do Brasil
NUCLEARES à sua exploração econômica. - O Brasil e suas regiões.
1º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Região Norte: população, economia e recursos naturais. - Nordeste brasileiro: diversidade física e cultural. - O Sudeste e seu dinamismo espacial.
NUCLEARES
2º TRIMESTRE

CONTEÚDOS - Região Sul: cultura, economia e suas peculiaridades. - Formação do Centro-Oeste brasileiro e as características socioeconômicas. - Brasil e sua
NUCLEARES representatividade no mundo.
3º TRIMESTRE
PLANO ANUAL DE HISTÓRIA - 5º ANO
CONTEÚDOS - Os mapas na história e as diferentes representações de mundo (Unidade 2). - A tradição oral entre os povos africanos e indígenas e a valorização da
NUCLEARES memória (Unidade 3). - Cultura imaterial e material, suas formas de transmissão e a formação da identidade nacional e do patrimônio histórico-cultural
1º TRIMESTRE (Unidade 3). - A compreensão das sociedades nativas do Brasil e os impactos sociais, culturais, políticos e econômicos da relação entre os nativos e
portugueses (Unidade 4).

CONTEÚDOS - Os povos africanos: cultura, escravidão e resistência (Unidade 5). - As vidas e as culturas dos africanos e afrodescendentes no Brasil após a abolição
NUCLEARES (Unidade 6). - Os deslocamentos humanos e suas motivações (Unidade 7). - Formação das identidades brasileiras em diferentes contextos históricos: os
2º TRIMESTRE imigrantes, os negros, indígenas e colonizadores (Unidade 7).

CONTEÚDOS - Histórias de imigrantes no Brasil (Unidade 8). - Trabalho e o processo de emancipação social no Brasil (Unidade 8). - Movimentos migratórios:
NUCLEARES deslocamentos internos. (Unidade 9) - Fontes históricas diversificadas: retratos da História do Brasil e suas interfaces (Unidade 1).
3º TRIMESTRE