Você está na página 1de 35

MODOS NÃO VERBAIS

A comunicação não verbal realiza-


se através de códigos
apresentativos (os códigos
utilizados para produzir textos sõ
os códigos representativos)
Comunicação não verbal

é a comunicação que não é feita com sinais


verbais nem com a fala ou com a escrita, e é
possível na medida em que as pessoas não se
comunicam apenas por palavras
Comunicação não verbal
Os movimentos faciais e corporais,
os gestos,
os olhares,
as entoações....
são também importantes e representam os
elementos não verbais da comunicação
Comunicação não verbal

Está limitada à comunicação “frente a frente”


pois o significado de determinados gestos e
comportamentos variam muito de uma cultura
para outra e de época para época
Esfregar o queixo com as pontas dos dedos é um gesto bem
comum para os homens, principalmente os que usam barba.
Coçar o queixo é um movimento natural para muitos.
Comunicação não verbal


O corpo humano através da chamada
comunicação corporal é o principal
transmissor de códigos apresentativos,
assumindo um papel de relevo na
comunicação.
De acordo com estudos realizados, acredita-se
que cerca de 65% das mensagens que se
emitem e recebem ao longo do dia são não
verbais
Comunicação não verbal
Comunicação não verbal
Comunicação não verbal
Comunicação não verbal

São reconhecidos 10 códigos apresentativos


como sendo os mais importantes:
1. Contacto corporal
2.Proximidade/proxémica
3.Orientação
4.Aparência
5.Movimentos da cabeça
Comunicação não verbal

6. expressão facial
7. gestos(ou quinese)
8. postura
9. movimento dos olhos e contacto visual
10. aspetos não verbais do discurso
Contacto corporal

Este sinal não verbal assume usos e significados
diversos consoante as diferenças interculturais:

por exemplo nas culturas inglesa e japonesa, o
contacto corporal é escasso, ao passo que nas
culturas africana e árabe é amplamente utilizado
Comunicação proxémica
Tendo em conta a variação “territorial” de distância
pessoal, podemos distinguir 4 tipos de distâncias:

íntima,

pessoal

social e

pública

Devemos ter sempre em atenção a distância que nos separa da


pessoa com quem estamos a falar. Devemos estar atento a sinais
de desconforto por parte das outras pessoas (recuar, afastar o rosto, ...)
Orientação

A orientação do corpo define-se como o grau de


desvio das pernas e dos ombros em relação à
outra pessoa, ou seja é o ângulo em que as
pessoas se situam no espaço uma em relação à
outra.
Orientação
A orientação “cara a cara” e “lado a lado” são as
mais utilizadas no decurso de uma interação
Orientação

O ângulo que cada um adota relativamente aos


outros é uma forma de emitir mensagens sobre
o relacionamento.
Por exemplo, falar cara a cara, com os corpos
frente a frente, é sinal de intimidade, ou de não
querer ser interrompidos.
Orientação

Numa relação íntima haverá uma orientação


“lado a lado” enquanto numa relação
hierarquizada a orientação será “cara a cara”
EXERCÍCIOS

1 São exemplos de linguagem não-verbal:

a. sinais de trânsito e uma conversa informal
entre alunos e professores.

b. cores das bandeiras e dos semáforos.

c. cantigas infantis.

d. apitos e discursos políticos.

1 Que tipo de linguagem encontramos no
texto abaixo?

a. Verbal.
b. Não verbal.
c. Mista (verbal e não verbal).
d. A placa acima não é considerada
texto.
Observe as indicações abaixo e assinale a alternativa correta:

1. Um bilhete escrito para um amigo.

2. Gesto de "Pare" da mão estendida do Guarda de Trânsito.

3. Conversa animada numa roda de amigos.

Escolher uma resposta.

a. Linguagem não verbal – Linguagem não verbal – Linguagem


verbal.

b. Linguagem mista – Linguagem verbal – Linguagem não verbal.

c. Linguagem verbal – Linguagem não verbal – Linguagem mista.

d. Linguagem não-verbal – Linguagem verbal – Linguagem mista.


“Na era da informação tudo é texto. Um slogan político ou publicitário, um anúncio visual
sem nenhuma palavra, uma canção, um filme, um gráfico, um discurso oral que nunca foi
escrito, enfim, os mais variados arranjos organizados para informar, comunicar, veicular
sentidos são texto. O texto não é, pois, exclusividade da palavra. Para a consagrada bailarina
e coreógrafa Martha Graham, a dança é uma forma de comunicação, logo, é texto – ainda
que o código do emissor e do receptor-expectador não sejam os mesmos.” (MACHADO,
Irene A. Texto & Gêneros: fronteiras, publicado em Espaços da Linguagem na Educação).

a. O texto verbal.

b. O texto não verbal.

c. O texto verbal e o texto não verbal.

d. A dança em forma de texto.


Qual o tipo de linguagem utilizada ?

1. Linguagem verbal
2. Linguagem não verbal
3. Linguagem mista
4. Linguagem conotativa
Aparência
Este código é dividido em duas partes: os aspetos de controlo voluntário,
tais como o cabelo, o vestuário, a pele, e os aspetos menos controláveis
como a altura, o peso, a forma do rosto, etc.

A aparência é utilizada para enviar mensagens sobre a personalidade e o


estatuto social
Movimentos da cabeça

Estes têm a ver com a gestão da


interação.
Um assentimento pode dar licença para
se continuar a falar, enquanto
movimentos rápidos da cabeça podem
significar desejo de não falar
Expressão Facial

Esta pode dividir-se em subcódigos: movimento dos olhos,


sorriso, franzir as sobrancelhas – que criam o chamado
comportamento mímico do rosto.
A expressão facial revela menos variações interculturais do que a
maioria dos códigos apresentativos
Durante a interação social o rosto participa
ativamente nas trocas interpessoais em combinação
com a linguagem: aquele que fala acompanha as
palavras com expressões faciais que têm como
objetivo sublinhar e acentuar os significados;
O ouvinte, por sua vez, exprime as suas reações por
meio de pequenos e rápidos movimentos dos lábios
dos sobrolhos, etc.
São 6 as emoções básicas que se associam aos movimentos
musculares do rosto:
Felicidade
Surpresa,
Tristeza,
Receio
Desgosto
Raiva .
Gestos ou Quinese
A comunicação gestual é responsável pela primeira impressão
de uma pessoa.
O gesto foi a primeira forma de comunicação.
Com o aparecimento da palavra falada, os gestos tornaram-se
secundários; contudo, eles constituem o complemento da
expressão, devendo ser coerentes com o conteúdo da
mensagem
Os principais transmissores do gesto são as mãos e os braços mas os
gestos dos pés e da cabeça são também importantes.

Movimentos de cabeça: o assentimento pode dar licença para se


continuar a falar e movimentos rápidos podem significar o desejo de não
falar

Gestos intermitentes para cima e para baixo indica tentativa de domínio

Gestos mais fluidos e contínuos indicam o desejo de explicar e


conquistar simpatia
Postura
Postura é um sinal importante que participa no processo comunicativo.
Existem vários tipos de postura nas diversas culturas, havendo determinadas
posturas que estão ligadas a situações específicas de interação. Por exemplo,
numa cerimónia religiosa as pessoas ajoelham-se

Ter uma boa postura é importante para uma boa produção vocal.