Você está na página 1de 42

DUTOS E VENTILADORES

CURSO: Engenharia Mecânica


DISCIPLINA: Refrigeração
DUTOS
• Os dutos são os condutores do ar permitindo
sua circulação desde o ventilador até os pontos
de insuflamento (aerofuses, grelhas etc.), bem
como o retorno.
• O normal é a existência de recirculação do ar,
isto é, uma vez circulando no ambiente, o ar
retorna à máquina; isto representa economia na
instalação.
• Em casos especiais, como salas de operações
dos hospitais, locais de emanações poluidoras
etc., não será conveniente o retorno do ar à
máquina; isto onera a instalação.
DUTOS
• Usam-se dutos como condutores de ar
para os seguintes fins:

• Insuflamento e retorno de ar;


• Ar exterior;
• Câmara misturadora de ar de retorno e
exterior;
• Como carcaça cobrindo os filtros,
serpentinas, eliminadores e ventiladores.
DUTOS
• Os dutos representam em custo médio
cerca de 25% de toda instalação;

• Para o dimensionamento dos dutos,


precisamos levar em conta os seguintes
fatores:
• Volume de ar a ser circulado;
• Velocidade de ar através dos dutos;
• Resistência a ser vencida no duto.
DUTOS
• As partes componentes de um sistema de dutos são:

1. Dutos retos;
2. Curvas;
3. Desvios;
4. Peças de transição
5. Invólucros;
6. Registros divisórios e quadrantes;
7. Registros de volume quadrantes;
8. Palhetas para as curvas;
9. Portas de acesso;
10. Registros estacionários;
11. Telas de entrada de ar;
12. Ligação de lonas para amortecer vibrações.
DUTOS
DUTOS
DUTOS
DUTOS
DUTOS
MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE DUTOS

• Há três métodos usados no


dimensionamento dos dutos de um
sistema de ar condicionado:
1. Método da velocidade;
2. Método de igual perda de carga;
3. Método da recuperação.
MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE DUTOS

• Método da velocidade
Este método deve ser usado para
pequenos sistemas ou em grandes
sistemas com poucos dutos e no
máximo cinco ou seis bocas.
É um método empírico onde é a
velocidade arbitrariamente fixada no
ventilador e , com base na experiência,
reduzida em sucessivas etapas.
MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE DUTOS

• Exemplo:
Dimensione um sistema de duto
cujas vazões de três bocas são de
10 MCM e duas de 30 MCM.
MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE DUTOS
MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE DUTOS

• Método de igual perda de carga.


Este método se baseia na
circulação de ar e perdas em dutos
redondos; para dutos retangulares,
será necessária a conversão da
bitola do duto redondo em duto
retangular com a mesma
quantidade de ar circulante e as
mesmas perdas.
MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE DUTOS

• Exemplo:
Calcular o sistema de dutos pelo
método da igual perda da figura abaixo
onde temos os seguintes dados:
 Ar de insuflamento total=250MCM;
 Ar exterior=50MCM
 Perda de carga básica=0,083mm/m;
 Tipo de instalação=industrial;
 Dimensões do recinto:
C=33m,L=18,3m,A=3,66m
MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE DUTOS
ISOLAMENTO E JUNÇÃO DOS DUTOS

• Para melhor eficiência do sistema, os


dutos de insuflamento de ar devem ser
isolados, pois a diferença de
temperatura entre o ar interior do duto e
o ar exterior provoca aumento da carga
térmica, além da migração da umidade.
• Este isolamento deve ser protegido por
papel Kraft e alumínio para constituirem
uma barreira ao vapor.
ISOLAMENTO E JUNÇÃO DOS DUTOS

Juntas empregadas na fabricação de dutos de chapas.


ISOLAMENTO E JUNÇÃO DOS DUTOS

Isolamento de dutos (Isoflex da Companhia Santa Marina).


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

• O ar, depois de impulsionado pelo ventilador


através do sistema de dutos, deverá ser
distribuído no ambiente condicionado por meio
de grelhas ou difusores de teto.
• O dimensionamento das grelhas e difusores é
de grande importância para a eficiência do
sistema de condicionamento do ar, pois
através desses elementos deve ser
assegurada uma distribuição uniforme do ar a
uma altura adequada acima do piso, de modo
que todas as correntes de ar se formem acima
da linha de respiração.
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Tipos usuais de grelhas simples e com registro.


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Tipos de difusores de teto de alta velodiade.


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Detalhes de grelhas simples ou com registro.


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Grelhas da Aconduto.
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

D (Q ou R) - 1 » Difusor Quadrado ou Retangular com 1 Saída de Ar

D (Q ou R) - 2 » Difusor Quadrado ou Retangular com 2 Saídas de Ar

D (Q ou R) - 3 » Difusor Quadrado ou Retangular com 3 Saídas de Ar

D (Q ou R) - 4 » Difusor Quadrado ou Retangular com 4 Saídas de Ar

DC-1 » Difusor Contínuo com 1 Saída

DC-2 » Difusor Contínuo com 2 Saídas

DAI » Difusor de Alta Indução

DL » Difusor Linear

DDD » Difusor de Dupla Deflexão


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

FG2 » Filtro Manta G2

FG3 » Filtro Manta G3

FC » Filtro Colméia

PM » Porta Manta
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

MPP » Mini-Exaustor Parede Plus


MPL » Mini-Exaustor Parede Luxo
MDP » Mini-Exaustor Divisória Plus
MDL » Mini-Exaustor Divisória Luxo
MDE » Mini-Exaustor Divisória Especial
MFS » Mini-Exaustor Forro Simples
MFD » Mini-Exaustor Forro com Damper
MFP » Mini-Exaustor Forro com Plenum
MFA » Mini-Exaustor Forro com Adaptador para Duto
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

PP » Exaustor Residencial Parede Plus


PL » Exaustor Residencial Parede Luxo
PRC » Exaustor Residencial Parede Redondo
DP » Exaustor Residencial Divisória Plus
DL » Exaustor Residencial Divisória Luxo
DE » Exaustor Residencial Divisória Especial
FS » Exaustor Residencial Forro Simples
FD » Exaustor Residencial Forro com Damper
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

CP » Caixa Plenum de Insulflamento

CP-RL » Caixa Plenum de Insulflamento Retorno Livre

CP-RC » Caixa Plenum de Insulflamento Retorno Canalizado

RG » Registro de Fechamento

CA » Captores
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

DRV-P » Damper Regulador de Vazão, Fechamento com Lâminas Paralelas


DRV-O » Damper Regulador de Vazão, Fechamento com Lâminas Opostas
DRV-R » Damper Regulador de Vazão Redondo
DSP » Damper Sobre Pressão
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

O Renovador de ar inovou o conceito de clima para seu espaço. Enquanto o ventilador apenas
Circula o ar do mesmo ambiente sem renová-lo, o Renovador de Ar joga fora o ar viciado,
trazendo para dentro um ar puro e refrescante. Além disso o Renovador de Ar é uma escolha
ecologicamente correta, pois não se utiliza de gases prejudiciais ao nosso Planeta, como o CFC, para baixar
a temperatura do ambiente.

Características:
· Baixo Consumo de Energia Elétrica (equivale a uma lâmpada)
· Possui filtro Anti-Poluição que retém as impurezas do ar
· Renova totalmente o ar a cada 2 minutos
· É supersilencioso
· Tem Design decorativo
· Inibe a presença de insetos
· É de fácil manutenção
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

TAE-T » Tomada de Ar Exterior com Tela


T A E - TF » Tomada de Ar Exterior com Tela e Filtro
T A E - TFR » Tomada de Ar Exterior com Tela, Filtro e Registro
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

VS » Veneziana Simples
VS-2 » Veneziana Simples Dupla Moldura
VI » Veneziana Indevassável
VI-2 » Veneziana Indevassável Dupla Moldura
VSP » Veneziana Sobre Pressão
VSP-I » Veneziana Sobre Pressão Fluxo Invertido
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Detalhe da reflexão angular aproximada do ar ao sair de vários


tipos de grelhas.
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Percurso do ar em um recinto com grelha de insuflamento em uma parede


lateral.
DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Alcance (throw) do ar em função da altura e da velocidade.


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS
TIPO1: Duto linear
quadrado,
retangular ou
triangular.
TIPO 2: Pleno de
teto.
TIPO3: Duto linear
redondo.
TIPO4: Difusores
em alojamentos
tecnicamente
projetados.

Difusores lineares tipo fresta.


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS
1.Retorno do ar através da luminária,
utilizando como plenum o espaço entre
o teto rebaixado e a laje; o
insuflamento, neste caso, é
convencional(por grelhas u difusores de
teto).
2.Retorno de ar pela luminária,
utilizando duto de retorno.
3.Insuflamento de ar por meio de dutos
e através da luminária; retorno através
das lâmpadas em plenum.
4.Insuflamento de ar por meio do
plenum (sobrepressão em relação ao
ambiente) – retorno através das
lâmpadas em dutos.
5.Insuflamento de ar por meio de dutos
– retorno por meio não mostrado na
figura.
6.Insuflamento de ar por meio de dutos
– retorno através das lâmpadas e em
plenum.

Luminária integrada Siluzet – tipos de insuflamento e retorno.


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Distribuição típica de ar em um teatro.


DISTRIBUIÇÃO DE AR NOS RECINTOS

Distribuição típica de ar em um teatro.


OBRIGADO!

• INSTALAÇÕES DE AR
CONDICIONADO – HÉLIO
CREDER.
• WWW.AEROTEC.COM.BR