Você está na página 1de 7

02

AULA 02

CURSO ONLINE
AMIT GOSWAMI
INSTRUÇÕES PARA
TODOS OS EXERCÍCIOS
DESTE CURSO:

Sugerimos que você tenha um caderno de anotações para as experiências


que você vivenciará neste curso. Servirá para seus estudos, relatos das
meditações, sonhos etc.

Antes de dar início a qualquer estudo ou relato, assente-se, feche os olhos,


respire profundamente e fique em silêncio por alguns minutos. Entre em
contato com você. Observe-se neste silêncio e depois, abra os olhos e
mergulhe na experiência sugerida.

EXERCÍCIO

Experimento de Telepatia e Sincronicidade:

» Trabalhe com um amigo.


» Um de vocês começa colocando um objeto qualquer numa caixa que
pode ser tampada. O outro não pode ver o que foi colocado na caixa.
» Assentem-se um de frente com o outro, com a caixa entre vocês.
» Fechem os olhos, respirem profundamente e meditem juntos por alguns
minutos.
» Então, aquele que colocou o objeto na caixa, começa a imaginá-lo, com
todos os detalhes possíveis e o outro, procura captar mentalmente
essa imagem para descrevê-la com palavras ou em desenho. O outro
não pode interferir nem dar dicas. Só se manifestará ao final, quando
estiverem trocando suas impressões.
» Permaneçam nessa experiência por um tempo e depois troquem os
papéis.
» Não há tempo certo para a meditação do início, nem para a experiência
de telepatia e sincronicidade. Mas, sugerimos um mínimo de 10 minutos
para cada uma.
» Lembre-se de anotar sua experiência.

AULA 02 CURSO ONLINE AMIT GOSWAMI


GLOSSÁRIO

Max Planck: (1858 – 1947) Físico alemão, considerado o pai da física


quântica. Criou as bases da ciência moderna com a formulação da Teoria
da Descontinuidade da Energia e pelo estabelecimento do conceito de
quantum. Antes de Planck aceitava-se a ideia de que a energia era contínua.
Ganhou o Nobel de física em 1918.

Niels Bohr: (1885 – 1962) Físico dinamarquês. Ganhou o Nobel de física


em 1922, pela investigação da estrutura dos átomos e da radiação que
emana deles. Em 1913 construiu um modelo atômico onde os elétrons
giram em torno de um núcleo. E afirmou que quando os elétrons saltam
de uma órbita para outra, eles se movimentam de forma descontínua. Eles
nunca atravessam o espaço intermediário. Desaparecem de uma órbita e
reaparecem em outra. Isto levou ao conceito de Salto Quântico.

A Experiência do Aha: Surpresa, criatividade em ação, de forma


descontínua. Palavra inglesa muito usada pelos pesquisadores da
criatividade.

Ondas: Perturbações oscilantes de alguma grandeza física no espaço e


periódica no tempo.

Partículas: Definir partícula não é tão simples do ponto científico. É um


conceito, antes de tudo, de natureza abstrata e matemático. Na Mecânica
Quântica, as partículas são descritas por objetos matemáticos chamados
função de onda. Dela se extrai informações sobre a dinâmica de tais
partículas. Aqui, o importante é que a matéria consiste em quantidades
discretas e finitas de partículas elementares, e se manifesta a partir de
uma natureza dual: ora onda, ora partícula. Quando se apresenta como
partícula pode ser medida, classificada.

AULA 02 CURSO ONLINE AMIT GOSWAMI


Erwin Schrödinger: (1887 - 1961) Físico austríaco, prêmio Nobel de física
de 1933 pela descoberta de novas formas produtivas para a teoria atômica.
Famoso pela Equação de Schrödinger, que desempenha na mecânica
quântica, papel semelhante ao da segunda lei de Newton na mecânica
clássica.

Werner Heisenberg: (1901 – 1976) Físico alemão, prêmio Nobel de física


de 1932, pela criação da Mecânica Quântica. Famoso pelo enunciado do
Princípio da Incerteza que diz que não é possível medir com precisão o
local exato onde se encontra o életron.

Isaac Newton: (1643 – 1727) Cientista inglês, responsável pela descrição


da Lei da Gravidade e das Três Leis de Newton, que fundamentam a
Mecânica Clássica.

As Três Leis de Newton: Princípio da Inércia, Força e Princípio da Ação e


Reação.

Contador Geiger: Instrumento usado para mensurar Radiação Ionizante.


Amplamente utilizado em experimentos de física, indústria nuclear,
proteção radiológica e outros.

AULA 02 CURSO ONLINE AMIT GOSWAMI


Experimento da fenda dupla: https://www.youtube.com/
watch?v=GXAYW4a3OZY

A Dualidade Onda-Partícula: é um paradoxo que afirma que onda e


partícula são dois aspectos diferentes do mesmo objeto. Os objetos
quânticos, ou seja, tudo o que há, têm natureza de onda e de partícula.
Quando medimos a onda, nos deparamos com o aspecto ondulatório.
Quando medimos a partícula, aparece o aspecto da partícula. E esses dois
aspectos nunca aparecem ao mesmo tempo num mesmo experimento.
Este é o Princípio da Complementaridade de Bohr.

Difração: experimento para medir a natureza ondulatória dos objetos.

Interferência: é o fenômeno que acontece quando medimos a natureza


ondulatória dos objetos.

Boris Podolsky: (1896-1966) Cientista Russo que concebeu, junto com


Albert Einstein e Nathan Rosen, o chamado Paradoxo EPR – Einstein,
Podolsky e Rosen. A essência deste paradoxo diz que se dois objetos
interagem e depois param de interagir, tornam-se correlacionados. Hoje,
chamamos a isso de Entrelaçamento.

Nathan Rosen: (1909 – 1995) Cientista Estadunidense que concebeu, junto


com Albert Einstein e Boris Podolsky, o Paradoxo EPR – Einstein, Podolsky e
Rosen.

Entrelaçamento Quântico: Quando dois objetos interagem eles


tornam-se correlacionados ou entrelaçados. Mesmo que eles parem de
interagir e se distanciem um do outro, ainda permanece um efeito desta
correlação. Há comunicação entre esses dois objetos, e esta comunicação é
instantânea. Portanto, Entrelaçamento significa Comunicação Instantânea.

AULA 02 CURSO ONLINE AMIT GOSWAMI


Alain Aspect: (1947 - ) Físico francês que ficou conhecido por seu
trabalho experimental de Entrelaçamento Quântico. É membro da French
Academy of Sciences e da French Academy of Technologies e professor
na École Polytechnique. Em 2013, recebeu o prêmio Balzan pelo assunto
“Processamento de Informação Quântica e Comunicação”, entre outros.

Transcendência: transcender; do latim transcendere, ultrapassar os limites de.

Imanência: do latim immanente; permanente, que está compreendido na


própria essência do todo.

Unidade: nossa Consciência por si mesma. No nível mais profundo, a


Consciência é Una. Apenas em níveis mais superficiais da experiência é que
vivenciamos as coisas em separado.

Telepatia: capacidade de transmitir e receber pensamentos à distância.

Carl Gustav Jung: (1975 – 1961) psiquiatra e psicoterapeuta suíço,


fundador da Psicologia Analítica. Reconhecido mundialmente pelo
desenvolvimento dos conceitos de Inconsciente Coletivo, Arquétipos,
Sincronicidade, Sombra, Persona, Individuação e Self. Seu trabalha
influencia até hoje áreas como psicologia, psiquiatria, arte, religião,
literatura, física etc. Era fascinado por Física e teve vários encontros com
Albert Einstein e Wolfgang Pauli (1900 – 1958).

Sincronicidade: é um conceito empírico que procura explicar aquilo que


foge a uma explicação causal. Segundo Carl Gustav Jung, “a ligação entre
os acontecimentos, em determinadas circunstâncias, pode ser de natureza
diferente da ligação causal e exige um outro princípio de explicação” (CW VIII,
par. 818). Os fenômenos de Sincronicidade são definidos pela coincidência e
o significado. Neles, o tempo e o espaço são relativos, ou seja, o fenômeno
ocorre independente deles. Algumas definições de Sincronicidade segundo
Jung:

“... coincidência, no tempo, de dois ou vários eventos, sem relação causal


mas com o mesmo conteúdo significativo.” (CW VIII, par.849)

“... a simultaneidade de um estado psíquico com um ou vários


acontecimentos que aparecem como paralelos significativos de um estado
subjetivo momentâneo e, em certas circunstâncias, também vice-versa.”
(CW VIII, par. 850)

AULA 02 CURSO ONLINE AMIT GOSWAMI


“Um conteúdo inesperado, que está ligado direta ou indiretamente a
um acontecimento objetivo exterior, coincide com um estado psíquico
ordinário.” (CW VIII, par. 855)

“...um só e o mesmo significado (transcendente) pode manifestar-se


simultaneamente na psique humana e na ordem de um acontecimento
externo e independente.” (CW VIII, par.905)

“um caso especial de organização acausal geral.” (CW VIII, par.955)

“coincidência significativa de dois ou mais acontecimentos, em que se trata


de algo mais do que uma probabilidade de acasos.” (CW VIII, par. 959)

“uma peculiar interdependência de eventos objetivos entre si, assim como


os estados subjetivos (psíquicos) do observador ou observadores.” (I Ching,
p.17)

“o princípio da causalidade nos afirma que a conexão entre a causa e


o efeito é uma conexão necessária. O princípio da sincronicidade nos
afirma que os termos de uma coincidência significativa são ligados pela
simultaneidade e pelo significado”. (CW VIII, par. 906)

Jung define também três categorias de sincronicidade:

01 - C
 oincidência de um estado psíquico com um evento externo objetivo
simultâneo;

 oincidência de um estado psíquico com um evento externo


02 - C
simultâneo, mas distante no espaço;

 oincidência de um estado psíquico com um evento externo distante


03 - C
no tempo.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

http://www.nobelprize.org/search/?query=max+planck

http://einsteinpapers.press.princeton.edu/

http://efisica.if.usp.br/moderna/mq/schrodinger/

http://michaelis.uol.com.br/

http://www.symbolon.com.br/artigos/jungesicroni2.htm

O Discreto Charme das Partículas Elementares, de Maria Cristina Batoni


Abdalla. Editora Unesp, 2004.

AULA 02 CURSO ONLINE AMIT GOSWAMI