Você está na página 1de 1

A grande orquestra da natureza

Descobrindo as origens da música


no mundo selvagem
Bernie Krause

Um dos maiores especialistas do mundo em sons naturais, o


músico e naturalista Bernie Krause passou a vida perseguindo
e registrando os últimos lugares selvagens onde as paisagens
sonoras permanecem praticamente em seu estado original.

Ao relatar experiências como a gravação da atividade noturna


das onças na Amazônia ou o contato com os gorilas-das-monta-
nhas na África, o autor oferece em A grande orquestra da natureza
uma narrativa intensa e personalíssima da profunda conexão en-
tre os sons e os ritmos do planeta. Uma conexão da qual somos
parte, pois Krause conta de que modo essa infinidade de melo-
248pp | Ilustrado
Tradução: Ivan Weisz Kuck dias naturais formou a base da nossa própria expressão musical.

Dos estampidos dos camarões-pistola ao canto das jubartes


– cuja voz daria a volta ao mundo em questão de horas se não
houvesse obstáculos –, passando pelo estalo das geleiras e pelo
rugido das grandes tempestades, o que vivenciamos com essa
CONFIRA SELEÇÃO DOS MAIS leitura é único e inigualável.
IMPRESSIONANTES SONS
DESCRITOS NO LIVRO EM
O livro é também um importante alerta contra a degradação dos
bit.ly/orquestranatureza
hábitats acústicos selvagens. Para Krause, quanto mais saudável
o ambiente, mais “musicais” as criaturas e mais ricas e diversifica-
das suas “partituras”.

Essa é a história da busca de um homem pela música em sua for-


ma mais pura, e uma defesa apaixonada da conservação de um
de nossos recursos naturais mais negligenciados.

Uma seleção dos mais impressionantes sons descritos no livro


está disponível em bit.ly/orquestranatureza.

BERNIE KRAUSE é músico e naturalista. Pioneiro no uso do


sintetizador, trabalhou com artistas como Bob Dylan e Rolling
Stones e em filmes como O bebê de Rosemary e Apocalipse Now. É
doutor em bioacústica e fundador da Wild Sanctuary, organiza-
ção dedicada ao registro e à preservação de paisagens sonoras
selvagens. Por mais de quarenta anos viajou pelo mundo para
coletá-las, tendo gravado 4 mil horas de sons de ambientes
selvagens e mais de 15 mil espécies.

Você também pode gostar