Você está na página 1de 11

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA – RJ

DEPARTAMENTO DE ENSINO MÉDIO E TÉCNICO


COORDENAÇÃO DE CONSTRUÇÃO CIVIL

Disciplina: Computação Aplicada

Prof.: Emilson Damasceno de Andrade

Aluno: Frederico Almada da Rocha dos Santos Gardona

Prova do 1º Bim
Convite de Formatura

Rio de Janeiro, 01/12/2010


Sistema Operacional

O que é?

* Um programa que controla a execução de programas aplicativos;

* Interface entre aplicativos e hardware;

O Sistema Operacional (SO) pode ser definido de duas maneiras:

* SO é um alocador de recursos:

- Gerencia todos os recursos;

- Decide entre requisitos conflitantes para uso mais eficiente dos recursos;

* SO é um programa de controle:

- Controla a execução dos programas para prevenir erros e uso impróprio do


computador;

Podem ser definidos também como programas responsáveis pela supervisão da


operação do computador, particularmente das operações de transferência de
dados entre dispositivos de armazenamento e a unidade de processamento. Os
sistemas operacionais geralmente residem nos discos e são carregados para a
memória pela ação do programa monitor.
Eles são os administradores do computador; controlando todas as operações
executadas pelo usuário.

Programa Monitor - É o programa responsável pela colocação da unidade de


processamento em estado de operação após sua liberação e, eventualmente, pela
ativação de outros itens de software. Os monitores residem na memória ROM
(Memória Permanente).

O Sistema Operacional está dividido em:

· Programas de Controle - Também denominado Supervisor, tem a função de


controlar e atender as necessidades dos processamentos que estão sendo
executados pelo computador. Sua atribuição vai desde o controle, análise das

Rio de Janeiro, 01/12/2010


instruções, compilação ou execução dos programas dos usuários, controlando os
dispositivos de Entrada e Saída (I/O);

· Programas de Processamento - São os programas responsáveis pela


execução dos processos feitos pelo computador, dividindo-se em duas partes:

1. Programas de Linguagem de Processamento - são programas que traduzem os


programas escritos pelos programadores (Programa Fonte), para a linguagem de
máquina para que o computador possa executar (programa objeto);

2. Programas Utilitários - são programas que podem ser usados pessoal da área
de sistemas para segurança do sistema ou apenas verificação (programa de
cópias backups).

O que é o Windows?

Microsoft Windows é uma popular família de sistemas operacionais criados pela


Microsoft, empresa fundada por Bill Gates e Paul Allen. Antes da versão NT, era
uma interface gráfica para o sistema operacional MS-DOS.
O Windows é um produto comercial, com preços diferenciados para cada uma de
suas versões. É o sistema operacional mais utilizado em computadores pessoais
no mundo, embora uma grande quantidade de cópias sejam ilegais.
O impacto deste sistema no mundo atual é muito grande devido ao enorme
número de cópias instaladas. Conhecimentos mínimos desse sistema, do seu
funcionamento, da sua história e do seu contexto são, na visão de muitos,
indispensáveis, mesmo para os leigos em informática.
A versão mais atual do Windows é o Windows 7, lançado em 2009

História do Windows

A Microsoft começou o desenvolvimento de um Gestor de Interface


(subsequentemente renomeado Microsoft Windows) em setembro de 1981. O
Windows só começa a ser tecnicamente considerado como um SO a partir da
versão Windows NT, lançada em Agosto de 1993. O que havia antes eram
sistemas gráficos sendo executados sobre alguma versão dos sistemas
compatíveis com DOS, como MS-DOS, PC-DOS ou DR-DOS. Somente o MS-
DOS era produzido pela própria Microsoft.
O MS-DOS é um sistema operativo que não dispõe de interface gráfica, funciona
através de comandos de texto introduzidos no teclado pelo utilizador. O Windows
surgiu inicialmente como uma interface gráfica para MS-DOS, que permitia correr

Rio de Janeiro, 01/12/2010


programas em modo gráfico, o que permitiu a utilização do mouse, que até à
altura era considerado supérfluo em computadores de tipo IBM-PC.

A primeira versão do Microsoft Windows chegou ao mercado em 1983. Mas,


diferentemente das versões atuais do Windows, o Windows 1.0 não era um
sistema operacional (SO). Ele era uma interface gráfica com o usuário que
funcionava com um sistema operacional existente chamado MS-DOS. Nem
tampouco a versão 1.0 se parecia muito com as versões mais novas (nem mesmo
o Windows 3.0, que muitas pessoas acreditam ser a primeira versão real do
Windows). Seus gráficos eram mais simples e usavam poucas cores em relação
às interfaces de usuário atuais, e suas janelas não podiam ser sobrepostas.
O Windows mudou consideravelmente desde então. Nos últimos 20 anos, a
Microsoft lançou inúmeras versões completas do sistema operacional. Às vezes,
as versões mais novas eram significantemente diferentes das versões anteriores,
como a mudança do Windows 3.1 para o Windows 95. Outras versões novas
pareceram mais aperfeiçoamentos ou refinamentos das versões anteriores, como
as várias versões do sistema operacional lançadas entre 1995 e 2001.
A mais penúltima versão da Microsoft de seu sistema operacional é o Windows
Vista. Para muitos usuários, a atualização para o Vista não parece tão dramática
quanto a atualização da versão 3.1 para o Windows 95. Mas o Windows Vista tem
uma série de novos recursos, tanto nas partes que você pode ver quanto nas
partes que você não vê.
Basicamente, o Windows Vista ainda é um sistema operacional, que realiza duas
tarefas primárias nos bastidores: o gerenciamento dos recursos de hardware e
software, incluindo processador, memória, armazenamento e dispositivos
adicionais e a possibilidade de os programas funcionarem com o hardware do
computador.
Se tudo corre bem, este trabalho geralmente é invisível ao usuário, mas é ele
essencial para a operação do computador.
Quando muitas pessoas pensam em sistemas operacionais, elas pensam na parte
que podem ver: a interface gráfica com o usuário (GUI). A GUI é o que as pessoas
usam para interagir com o hardware e software no computador. Nos sistemas
Windows, recursos como o menu Iniciar, a lixeira e as representações gráficas dos
arquivos e pastas fazem parte da GUI.
A GUI do Windows Vista é uma interface 3-D chamada Windows Aero. Das quatro
edições do Windows Vista, três - Home Premium, Business e Ultimate - suportam
o Windows Aero. A Home Basic, a edição mais básica do sistema operacional, usa
uma GUI graficamente mais leve que a Aero. As outras edições também podem
usar essa GUI básica, assim, as pessoas com computadores mais antigos que
não suportam muitos gráficos 3-D ainda podem atualizar para o Vista.

Rio de Janeiro, 01/12/2010


Evolução do Windows até o século XX

Windows 3.0
Lançado em 1985, só explodiu no mercado em 1990. Sepultou as telas em
que era preciso digitar comandos. O usuário passou a acessar janelas , o que
inspirou o nome windows (janela em inglês). Abriu caminho para outra grande
novidade o mouse. Windows 3.1
Lançado em 1991 nos Estados Unidos e em 1992 no Brasil, recauchutou os
menus de acesso.
Windows 3.11
Mais adaptado a micros em rede, chegou em 1993. Permitiu interação entre
softwares como Word e Excel e ofereceu mais tipos de letra
Windows 95
Trouxe para os Windows o conceito de desktop, que permite "arrastar"
arquivos usando o mouse. Introduziu o "plug & play", promessa nem sempre
cumprida de tornar mais fácil ao leigo pilotar o micro.
Windows 98
O primeiro filhote do Windows integrado à internet facilitou o acesso à rede,
em dobradinha com o navegador Explorer. Permitiu também a conexão do micro
com novidades como câmaras digitais.
Windows 98 Segunda Edição
Compatível com arquivos de vídeo e áudio disponíveis na internet, como
músicas em MP3. Abriu caminho para games mais sofisticados.
Windows Millennium
Voltado para o usuário doméstico, aposta no entretenimento e na segurança
do sistema, com recursos para evitar que, por exemplo, a instalação desastrada
de um software trave a máquina. Facilita a criação de uma rede doméstica e
conecta o micro com o suporte e com as atualizações do sistema.

Rio de Janeiro, 01/12/2010


Abaixo veremos a comparação gráfica entre o Windows
3.0 e o Windows Vista.
Windows 3.0

Rio de Janeiro, 01/12/2010


Rio de Janeiro, 01/12/2010
Windows Vista

Rio de Janeiro, 01/12/2010


Rio de Janeiro, 01/12/2010
Rio de Janeiro, 01/12/2010
A multitarefa do Windows
Nos tempos do DOS, o computador só podia realizar uma tarefa de cada vez; não
porque faltasse capacidade de processamento, mas porque o sistema não havia
sido programado para isso. Na era Windows, até a versão 3.11, o computador
pode fazer mais de uma tarefa ao mesmo tempo, mas de forma precária e muito
lenta.

A partir do Windows 95 o sistema se tornou capaz de realizar multitarefa real. Isso


quer dizer que o computador fará mais de uma coisa ao mesmo tempo, dando-nos
a nítida impressão de que estamos trabalhando com mais de uma máquina. O
Windows pode criar um número de “computadores virtuais” que só encontra limites
na própria capacidade da sua máquina.

Bibliografia:
http://algol.dcc.ufla.br/~olinda/arquivos/so%20aula%201.pdf
http://www.meusite.pro.br/infoservprof/windows/win01.htm
http://www.webtuga.com/evolucao-do-windows-10-ate-ao-vista/
http://informatica.hsw.uol.com.br/windows-vista.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Windows
http://www.oficinadanet.com.br/artigo/851/o_que_e_um_sistema_operacional
http://informatica.hsw.uol.com.br/sistemas-operacionais.htm
http://www.algosobre.com.br/informatica/sistema-operacional.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_operacional

Rio de Janeiro, 01/12/2010